• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 263
  • 2
  • Tagged with
  • 269
  • 150
  • 54
  • 44
  • 43
  • 40
  • 38
  • 36
  • 35
  • 34
  • 34
  • 32
  • 30
  • 30
  • 27
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Um método híbrido para inferência de haplótipos por parcimônia

dos Santos Rosa, Rogério 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:58:18Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3451_1.pdf: 1766411 bytes, checksum: e0d05ca882fb75834d13a804d6b8f11f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Um grande desafio em Biologia hoje é associar mutações no DNA a várias características dos organismos, especialmente as relacionados com doenças. Muitas investigações sobre mutações que ocorrem no genoma foram realizadas, levando à conclusão de que alterações pontuais que ocorrem em regiões conservadas do DNA, que podem ser transmitidas através de várias gerações, podem ser associadas com a ocorrência de certas características ou doenças. Como consequência, mapear estas alterações e relacioná-las à ocorrência ou propensão de condições específicas é muito desejável. Infelizmente, esta tarefa não é fácil, pois para localizar estas mutações é necessário ter acesso ao haplótipo de um indivíduo, o que é um procedimento muito custoso, considerando a tecnologia corrente. Desta forma, métodos computacionais para inferência de haplótipos a partir de dados genotípicos são altamente necessários. Muitas abordagens foram propostas, mas nenhuma representa uma proposta completamente satisfatória, uma vez que os custos computacionais associados aos procedimentos são proibitivos ou as soluções encontradas são de baixa qualidade. A demanda principal corrente na pesquisa em inferência de haplótipos é que os métodos possam lidar com grandes volumes de dados genotípicos. Devido ao crescimento exponencial do custo das abordagens computacionais exatas, métodos que oferecem soluções rápidas com qualidade aceitável são altamente desejáveis. Nesta dissertação um novo método, chamado HybridPTG, é proposto. É uma abordagem híbrida que usa Cadeias de Markov para reduzir drasticamente a necessidade de passos randômicos (na média necessita de 99,99% menos operações aleatórias que o original PTG), convergindo para boas soluções (soluções similares ou melhores que as do método PTG) em poucos, frequentemente menos de dois, passos, portanto com uma complexidade computacional consideravelmente menor do que abordagens randômicas (tempo de processamento). Diversos experimentos com conjuntos de dados genotípicos de diferentes características foram realizados para comparar HybridPTG aos melhores algoritmos conhecidos, PTG, FastPHASE e Haplorec, mostrando que HybridPTG é um método bastante estável, confiável e eficiente
2

Tolerância de genótipos de café ao alumínio em solução nutritiva e em solo / Aluminum tolerance of coffee genotypes in nutrient solution and in soil

Braccini, Maria do Carmo Lana 01 December 1999 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2016-06-16T09:25:48Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 923358 bytes, checksum: ddea9bed818bed17713e443ff2384090 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-16T09:25:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 923358 bytes, checksum: ddea9bed818bed17713e443ff2384090 (MD5) Previous issue date: 1999-12-01 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Foram conduzidos quatro experimentos em laboratório e em casa de vegetação para estudar a tolerância de genótipos de café ao alumínio. No primeiro experimento, vinte e seis genótipos de café foram avaliados pelo método do papel- solução. As sementes foram colocadas para germinar na ausência e na presença de Al, na concentração de 45 mg L -1 , e após quarenta e dois dias foi avaliado o comprimento da raiz principal. Os genótipos foram agrupados em quatro classes de tolerância em função do percentual de redução no comprimento da raiz principal. No segundo experimento, vinte e cinco genótipos de café foram estudados quanto à tolerância medida pela inibição no crescimento da parte aérea e das raízes e utilizando-se a técnica da hematoxilina. As plantas foram cultivadas em solução nutritiva na ausência e na presença de Al, na concentração de 8 mg L -1 durante 80 dias. Os resultados expressos em percentagem de inibição no comprimento da raiz principal causada pelo Al e no crescimento da parte aérea e das raízes, foram analisados pela técnica multivariada. Os genótipos foram separados nas classes tolerante, intermediária e sensível. Apenas três genótipos foram considerados tolerantes ao Al e seis sensíveis, enquanto que a maioria deles pertence à classe intermediária. O teste de coloração com hematoxilina não foi adequado para selecionar genótipos tolerantes ao Al. Foi conduzido um terceiro experimento com o objetivo de avaliar a relação entre alteração do pH da rizosfera e tolerância ao Al, de cinco genótipos, na presença e na ausência de calagem. Utilizou-se a técnica do agar-indicador no qual uma fina camada de agar contendo indicador é derramada sobre a superfície do solo. Quando o solo foi corrigido, observou-se o desenvolvimento da coloração amarela próximo às raízes, indicando abaixamento do pH. Observou-se variação de 0,2 e 0,3 unidades de pH entre solo e rizosfera. Entretanto, na presença de Al não houve diferença entre pH do solo e da rizosfera, indicando que alteração no pH da rizosfera não parece ser o mecanismo de possível tolerância ao Al em cafeeiros. O quarto experimento teve como objetivo avaliar o crescimento da parte aérea e das raízes e a composição mineral de três cultivares de café, cultivados em coluna de solo, formada por três anéis, com diferentes saturações por Al na camada superficial e elevada acidez subsuperficial. A acidez foi neutralizada com doses de carbonatos de cálcio e de magnésio para reduzir a saturação por Al de 70 para 45, 29, 0 e 0%. Após oito meses de cultivo, foram avaliados produção de biomassa seca da parte aérea e das raízes, comprimento e superfície das raízes em cada anel. Nos tecidos foram determinadas as concentrações de Al, P, K Ca, Mg, Fe, Mn, Cu e Zn. Tanto o cultivar sensível (Catuaí Vermelho – UFV 2147) quanto os tolerantes (Catuaí Amarelo – UFV 2149 e Icatu – IAC 4045) emitiram raízes em camadas de solo com alta saturação por Al. Entretanto, a elevada saturação por Al reduziu o comprimento e a superfície das raízes do cultivar Catuaí Vermelho. A calagem reduziu a concentração de Cu e de Zn na planta; desta forma, a produção de biomassa seca da parte aérea e das raízes das cultivares Catuaí Vermelho e Icatu foi maior sem a correção da acidez do solo. / Four experiments were carried out in laboratory and in greenhouse with the purpose of evaluating coffee genotypes to aluminum tolerance. In the first experiment, twenty six coffee genotypes were evaluated by the solution-paper method. Seeds were germinated in the presence and absence of 45 mg L -1 of Al, and after forty two days the main root length was evaluated. The genotypes were classified into four tolerance groups as function of the percentage of main root length reduction. In the second experiment, twenty five coffee genotypes were evaluated in relation to Al tolerance measuring root and shoot growth inhibition and by hematoxylyn staining test. Plants were cultivated in nutrient solution in the presence and absence of Al, with 8 mg L -1 concentration, during eighty days. The results were expressed in percentage of reduction of main root length caused by Al and root and shoot dry biomass production was analyzed by the multivariate technique.The genotypes were classified in tolerant, intermediate and susceptible to Al. Only three genotypes were classified as Al tolerant, and six were susceptible, while most of the genotypes were scored in the intermediate class. The hematoxylin staining test was not suitable for assessment of Al tolerance. The third experiment was carried out to evaluate the relationship between rhizosphere-pH and aluminum tolerance of five coffee genotypes, grown with or without soil liming. To make use of agar technique in which a solid agar layer with pH indicator was placed on the surface of soil and roots. When the soil was limed, were observed the development of yellow color near roots indicating a pH decrease. Were observed soil and rhizosphere-pH changes, varying between 0,2 and 0,3 units of pH. On the other hand, in the presence of Al was not observed differences among soil and rhizosphere-pH, indicating that root-induced pH changes seems not to be the Al tolerance mechanism in coffee plants. The fourth experiment was carried out with the purpose of evaluate the shoot and root growth and nutrient uptake of three coffee cultivars, in relation to different aluminum saturation in the surface layer and high subsurface acidity in soil columns. The soil acidity was neutralized using CaCO 3 and MgCO 3 doses to reduce Al saturation from 70 to 45, 29, 0 e 0%. The coffee plants were grown for eight months and after that the shoot and root dry biomass production, root length and surface in each PVC cylinders were evaluated. The Al, P, K, Ca, Mg, Fe, Mn, Cu and Zn concentrations were evaluated in plant tissue. Both Al- sensitive (Catuaí Vermelho – UFV 2147) and tolerant cultivars (Catuaí Amarelo – UFV 2149 e Icatu – IAC 4045) grew root into soil layer with high Al saturation, but reducing root length and surface of Catuaí Vermelho cultivar. The liming caused redution in Cu and Zn concentrations of plant. Therefore, shoot and root dry biomass of Catuaí Vermelho and Icatu cultivars was greater without liming. / Tese antiga, sem ficha catalog.
3

Perfil cromatográfico do óleo essencial de Psidium guajava L. em análise sazonal e efeito larvicida em Aedes aegypti L. (Diptera: Culicidae)

MENDES, L. A. 21 February 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T22:33:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9833_Luiza Alves Mendes.pdf: 3673218 bytes, checksum: fe4f231bf8dcda3969e2c9d8a4ed2a00 (MD5) Previous issue date: 2017-02-21 / A goiabeira (Psidium guajava L., Myrtaceae) apresenta, dentre seus usos relevantes, atividades biológicas relacionadas a compostos ativos na planta, com destaque ao óleo essencial presente na folha, alvo deste estudo tanto por alterações sazonais no perfil cromatográfico, quanto por efeito larvicida. Os óleos essenciais extraídos das folhas de 21 genótipos de P. guajava, obtidos sazonalmente nos anos de 2015 e 2016, foram analisados utilizando GC-FID e GC-MS. No total foram identificados 35 compostos. Variações quali e semiquantitativas nos óleos essenciais foram observadas ao comparar os diferentes genótipos, bem como os mesmos genótipos nas estações do ano. De forma geral, os genótipos apresentaram predominância de sesquiterpenos, com área relativa acima de 70%. A primavera foi a estação que mais diferiu das demais, com redução de sesquiterpenos hidrogenados e aumento de oxigenados. Quando se observa os fatores fenológicos, como a floração, a redução de compostos como o (E)-Caryophyllene e -Humulene nos óleos essenciais das folhas de todos os genótipos estudados, se apresenta como uma possível influência dessa época. Por outro lado, recentemente os óleos essenciais de P. guajava demonstraram atividade larvicida promissora em larvas de Aedes aegypti. Os óleos essenciais das cultivares SEC, C4, C6, PAL e PET foram avaliados quanto ao efeito larvicida sendo eficientes, com CL50 que variam de 39,48 a 64,25 µg.mL-1 . SEC apresentou-se como a cultivar mais promissora, pois além de ter menor valor de CL50, teve maior rendimento de extração, que variou de 0,15 a 0,37% para as cinco cultivares. Assim, a utilização dos óleos essenciais, além de ser mais uma alternativa ao controle de um inseto vetor de doenças, pode gerar novas fontes de recursos aos produtores de goiaba, uma vez que na condução da cultura grande quantidade de matéria vegetal é gerada em decorrência das sucessivas podas para a produção. Palavras-chave: Goiabeiras; metabólitos secundários; genótipos; sesquiterpenos; atividade larvicida.
4

Análise dialélica envolvendo dez parentais semi-precoces de soja (Glycine max (L.) Merrill) / not available

Milton Krieger 05 March 1992 (has links)
Genótipos de soja com maturidade semi-precoce são os mais cultivados no estado de São Paulo. Foram avaliados 45 cruzamentos dialéticos entre dez parentais de soja semi-precoce para sete caracteres agronômicos. Os valores de capacidade geral de combinação variaram de -8,7 a 8,4 gramas por planta; seis parentais apresentaram estimativas positivas e quatro negativas; os parentais com maiores valores positivos foram G081-II646 e IAC-12. A capacidade específica de combinação variou bastante com 26 estimativas negativas e 29 positivas. A heterose foi predominantemente positiva, variando de -100 GPP ou 36% (Bossier × IAC -12) a 2,7 GPP ou 87% (Viçoja × IAC -1). Os cruzamentos apresentaram em média, herdabilidade igual a 0,328. As plantas F2 mostraram tendência de serem mais precoces e mais altas que seus parentais . Esse fato, associado com níveis altos de produção e de variância genética, indicam a viabilidade de obtenção de linhagens superiores na maioria dos cruzamentos / not available
5

Dominância estocástica versus estabilidade na seleção de genótipos / not available

Francisco Doriney Batista de Souza 11 March 1991 (has links)
Para selecionar genótipos que possam ser indicados aos agricultores, usualmente os pesquisadores, na área de melhoramento vegetal, avaliam a performance dos genótipos através de estabilidade. Estabilidade e um conceito ligado a previsibilidade da resposta de genótipos em condições variáveis de ambiente. Este estudo pretendeu mostrar que a teoria da decisão pode ser utilizada por melhoristas no processo de seleção de genótipos visando agricultores aversos ao risco. O processo conhecido como dominância estocástica foi utilizado. Foi mostrado que primeiro, segundo e terceiro graus de dominância estocástica podem ser usados como um dos passos na seleção de genótipos. Em consequência, aumentam as chances de aceitação das variedades melhoradas por agricultores aversos ao risco. Em uma amostra de 57 genótipos estudados, 30 foram selecionados por critérios de estabilidade e/ou por dominância estocástica para indicação aos agricultores. Entre estes 30, apenas 13% não foram membros do grupo dominante estocasticamente. Este foi maior que o grupo estável e incluiu 75% dos genótipos classificados por apresentarem características de estabilidade / In order to select genotypes to be offered to farmers, plant breeders usualy evaluate their performance through stability. Stability is a concept related to predictability of genotypes response on variable environmental conditions. Decision Theory is a statistical tool used to indicate the best strategy among the alternatives available. This study intended to show that decision theory can be used plant breeders in their process of genotype selection for risk averse farmers. The concept known as Stochastic Dominance was used. It was shown that first, second, and third degree stochastic dominance can be used by plant breeders as a step in genotype selection, therefore increasing the likelihood of acceptance of the improved varieties by risk averse farmers. In a sample of 57 genotypes, 30 were selected either by stability or stochastic dominance criteria. Among these 30, only 13% were not in the stochastically dominat group. This group was bigger than the"stable"group and included 75% of the genotypes classified as having stability characteristics
6

Dominância estocástica versus estabilidade na seleção de genótipos / not available

Souza, Francisco Doriney Batista de 11 March 1991 (has links)
Para selecionar genótipos que possam ser indicados aos agricultores, usualmente os pesquisadores, na área de melhoramento vegetal, avaliam a performance dos genótipos através de estabilidade. Estabilidade e um conceito ligado a previsibilidade da resposta de genótipos em condições variáveis de ambiente. Este estudo pretendeu mostrar que a teoria da decisão pode ser utilizada por melhoristas no processo de seleção de genótipos visando agricultores aversos ao risco. O processo conhecido como dominância estocástica foi utilizado. Foi mostrado que primeiro, segundo e terceiro graus de dominância estocástica podem ser usados como um dos passos na seleção de genótipos. Em consequência, aumentam as chances de aceitação das variedades melhoradas por agricultores aversos ao risco. Em uma amostra de 57 genótipos estudados, 30 foram selecionados por critérios de estabilidade e/ou por dominância estocástica para indicação aos agricultores. Entre estes 30, apenas 13% não foram membros do grupo dominante estocasticamente. Este foi maior que o grupo estável e incluiu 75% dos genótipos classificados por apresentarem características de estabilidade / In order to select genotypes to be offered to farmers, plant breeders usualy evaluate their performance through stability. Stability is a concept related to predictability of genotypes response on variable environmental conditions. Decision Theory is a statistical tool used to indicate the best strategy among the alternatives available. This study intended to show that decision theory can be used plant breeders in their process of genotype selection for risk averse farmers. The concept known as Stochastic Dominance was used. It was shown that first, second, and third degree stochastic dominance can be used by plant breeders as a step in genotype selection, therefore increasing the likelihood of acceptance of the improved varieties by risk averse farmers. In a sample of 57 genotypes, 30 were selected either by stability or stochastic dominance criteria. Among these 30, only 13% were not in the stochastically dominat group. This group was bigger than the"stable"group and included 75% of the genotypes classified as having stability characteristics
7

Análise dialélica envolvendo dez parentais semi-precoces de soja (Glycine max (L.) Merrill) / not available

Krieger, Milton 05 March 1992 (has links)
Genótipos de soja com maturidade semi-precoce são os mais cultivados no estado de São Paulo. Foram avaliados 45 cruzamentos dialéticos entre dez parentais de soja semi-precoce para sete caracteres agronômicos. Os valores de capacidade geral de combinação variaram de -8,7 a 8,4 gramas por planta; seis parentais apresentaram estimativas positivas e quatro negativas; os parentais com maiores valores positivos foram G081-II646 e IAC-12. A capacidade específica de combinação variou bastante com 26 estimativas negativas e 29 positivas. A heterose foi predominantemente positiva, variando de -100 GPP ou 36% (Bossier × IAC -12) a 2,7 GPP ou 87% (Viçoja × IAC -1). Os cruzamentos apresentaram em média, herdabilidade igual a 0,328. As plantas F2 mostraram tendência de serem mais precoces e mais altas que seus parentais . Esse fato, associado com níveis altos de produção e de variância genética, indicam a viabilidade de obtenção de linhagens superiores na maioria dos cruzamentos / not available
8

Propagação do maracujazeiro por estaquia e enxerta em estacas enraizadas / Propagation of passion fruit using cutting and grafting in rooted cuttings

Pires, Márcio de Carvalho January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2007. / Submitted by Fabrícia da Silva Costa Feitosa (fabriciascf@gmail.com) on 2009-12-17T13:05:46Z No. of bitstreams: 1 2007_MarciodeCarvalhoPires.PDF: 777349 bytes, checksum: 4ffbb659a5a90b26628553c6bf7ce8e6 (MD5) / Approved for entry into archive by Joanita Pereira(joanita) on 2009-12-17T16:55:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_MarciodeCarvalhoPires.PDF: 777349 bytes, checksum: 4ffbb659a5a90b26628553c6bf7ce8e6 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-17T16:55:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_MarciodeCarvalhoPires.PDF: 777349 bytes, checksum: 4ffbb659a5a90b26628553c6bf7ce8e6 (MD5) Previous issue date: 2007 / O presente trabalho teve como objetivo avaliar a propagação assexuada de maracujá-roxo provenientes da Austrália, enxertadas em diferentes espécies de maracujazeiro sob condições de câmara de nebulização em Brasília - DF. Os experimentos foram conduzidos em casa de vegetação na Estação Experimental da Biologia no Setor de Fruticultura da Universidade de Brasília, no período de maio de 2005 a fevereiro de 2006. No experimento No 1, para estudar a viabilidade da propagação de estacas pelo método de enraizamento na obtenção de porta-enxertos, o delineamento experimental adotado foi o de blocos inteiramente ao acaso, com 4 repetições, em arranjo fatorial 7 x 4, sendo 7 diferentes espécies/genótipos e 4 níveis de hormônio, totalizando 28 tratamentos e 112 parcelas, sendo a parcela formada por 12 estacas úteis, perfazendo-se um total de 1344 estacas úteis. O experimento No 2, foi conduzido com o objetivo de avaliar a enxertia de genótipos de maracujá-roxo Australiano em estacas enraizadas de diferentes espécies de maracujazeiro silvestres e comerciais. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com 3 repetições, em arranjo fatorial 7 x 2 x 3, sendo 7 porta-enxertos, duas variedades copa e três épocas de avaliação, totalizando 42 tratamentos e 126 parcelas, sendo cada parcela formada por 3 plantas úteis. Os genótipos de maracujá-roxo utilizados como enxerto, foram "96A" e "25" e as espécies (porta-enxerto), P. serrato digitata, P. nitida, P. coccinea, P. quadrangularis, P. edulis e P. edulis f. flavicarpa híbrido 'EC-2-0' e o híbrido interespecífico entre as espécies P. coccinea X P. setacea. Avaliou-se percentagem de enraizamento, massa fresca e seca de raiz, massa fresca e seca de parte aérea, número de brotações e folhas, (%) de pegamento do enxerto, diâmetro e altura de enxerto e de porta-enxerto e altura das plantas enxertadas. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present work was carried out to evaluate the vegetative propagation of purple passion originated from Australia, grafted in different species of passion fruit under misting condition in Brasilia-DF. The experiments were conducted in a plastic house of Fruit Section located at Biology Experimental Station of University of Brasilia from May 2005 to February 2006. In the experiment number 1, the rootstock production by cutting was assessed using randomized blocks layout, with 4 replications in a factorial arrangement 7 x 4 being 7 different species/genotypes with 4 levels of hormone totalizing 28 treatments and 112 parcels, where each parcel had 12 cuttings and a total of 1344 cuttings. In the experiment number 2, grafting of purple passion fruit from Australia onto rooted cuttings of different species – native and commercial - of passion fruit was evaluated. The randomized blocks with 3 replications in a factorial arrangement 7 x 2 x 3 with 7 rootstock, 2 varieties and 3 periods of evaluation, totalizing 42 treatments and 126 parcels, where each parcel had 3 plants were used as experimental layout. The genotypes of purple passion fruit used as scion were ”96A” and “25” and as rootstock were P. serrato digitata, P. nitida, P. coccinea, P. quadrangularis, P. edulis and P. edulis f. flavicarpa ‘EC-2-0' and (P. coccinea X P. setacea). The percentage of rooting, fresh and dry weight of root and top, number of shoots and leaves, grafting success rate, diameter and height below and above graft union, and height of the grafted plants.
9

Adaptações neuromusculares do exercício resistido : influência da variação R577X do gene alfa actina 3

Gentil, Paulo Roberto Viana 11 June 2010 (has links)
Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2010. / Submitted by Luiza Moreira Camargo (luizaamc@gmail.com) on 2011-06-13T19:17:04Z No. of bitstreams: 1 2010_PauloRobertoVianaGentil.pdf: 517805 bytes, checksum: 761dec132d4a638a7b1db4c732aae29a (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2011-06-20T18:27:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_PauloRobertoVianaGentil.pdf: 517805 bytes, checksum: 761dec132d4a638a7b1db4c732aae29a (MD5) / Made available in DSpace on 2011-06-20T18:27:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_PauloRobertoVianaGentil.pdf: 517805 bytes, checksum: 761dec132d4a638a7b1db4c732aae29a (MD5) / Introdução: A variação R577X no gene da alfa actina 3 (ACTN3) tem sido associada às alterações na força e massa muscular bem como à performance atlética. O alelo X, que leva à ausência da proteína ACTN3, supostamente ocasiona queda na quantidade de massa muscular e prejudica a performance de atividades que requerem contrações musculares com altos níveis de força e/ou velocidade. Além de interferir nos fenótipos musculares, é possível que alterações no gene ACTN3 também influenciam na adaptação do músculo esquelético ao exercício. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo 1) investigar a influência da variação R577X no gene ACTN3 na força e massa muscular de homens jovens e 2) a influência da variação R577X na resposta desses fenótipos a um programa de treinamento resistido. Métodos: Cento e quarenta e um homens participaram do estudo (21,95 ± 2,69 anos; 175,10 ± 6,54 cm; 71,92 ± 13,92 kg), que envolveu duas sessões semanais de treinamento resistido por 11 semanas. Antes e após o treinamento, os participantes foram testados para uma repetição máxima (1RM) no supino reto, pico de torque (PT) de extensores de joelhos e espessura muscular (EM) dos extensores de joelhos. A genotipagem foi conduzida usando a enzima de restrição DdeI. Resultados e discussão: a distribuição dos genótipos foi 34,4% para o genótipo RR, 47% para o RX e 18,6% para o XX. De acordo com os resultados não houve diferença entre a carga de 1RM no supino reto, o PT e a EM dos extensores de joelho entre os genótipos R577X. Também não houve diferença entre os ganhos de 1RM no supino reto e PT dos extensores de joelhos entre portadores de diferentes genótipos, no entanto, apenas portadores do alelo R apresentaram ganhos na EM em função do treinamento. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: The R577X polymorphism in the alpha-actin 3 (ACTN3) gene has been associated to alterations in muscle mass and strength, as well as, to athletic performance. The X allele, which leads to the absence of the ACTN3 protein, supposedly results in decreased muscle mass and impairs performance of activities that require high strength and/or velocity muscle contractions. In addition to influence muscle phenotypes, it is possible that alterations in the ACTN3 gene also influence muscle adaptations to exercise. Objective: the present study aimed to investigate 1) the effects of the R577X polymorphism in the ACTN3 gene in muscle mass and strength of young men and 2) the effects of the R577X polymorphism in the response of these phenotypes to a resistance training program. Methods: one hundred forty one men participated in the study (21.95 ± 2.69 years; 175.10 ± 6.54 cm; 71.92 ± 13.92 kg) that involved two weekly sessions of resistance training for 11 weeks. Before and after training, participants were tested for one repetition maximum (1RM) in the bench press, peak torque (PT) and muscle thickness (EM) of the knee extensors. Genotyping were done using the DdeI restriction enzyme. Results and discussion: genotype distribution was 34.4% for the RR genotype, 47% for RX and 18.6% for XX. According to the results, there was no difference in 1RM load, knee extensors PT and EM among R577X genotypes. There was no difference for the alteration in bench press 1RM and knee extensors PT among carriers of the different genotypes; however, only men with the R allele showed significant increases in knee extensors EM in response to training.
10

Caracterização de antocianinas em frutos de genótipos de aceroleiras (Malpighia emarginata D.C.) cultivadas no Banco Ativo de Germoplasma da Universidade Federal Rural de Pernambuco

LIMA, Vera Lúcia Arroxelas Galvão de January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:03:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8746_1.pdf: 2642167 bytes, checksum: fc1d885c351005a5a004ddc93fc96d28 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 / Considerando que a cor vermelha da acerola decorre da presença de antocianinas, objetivou-se caracterizá-las em frutos maduros provenientes de 12 genótipos. O teor de antocianinas e características cromáticas foram determinados pelo método pH diferencial e sistema CIELAB (L*a*b*), respectivamente, e os resultados submetidos à correlação de Pearson. Pigmentos hidrolisados, separados por cromatografia líquida de alta eficiência, foram identificados tendo como base os padrões de referência. As antocianinas isoladas foram testadas quanto ao potencial antioxidante através do método β-caroteno/ácido linoléico e do radical livre 1,1-difenil-2-picrilhidrazil (DPPH). O teor de antocianinas variou de 64,65 mg/100g (008-CPA) a 6,45 mg/100g (002-SPE). A polpa do genótipo 015- CPA foi caracterizada amarelada, enquanto a do 005-APE, a mais vermelha. Foram encontradas correlações positivas entre a concentração de antocianinas e o parâmetro a* e negativas com L*, b*, C* e hab. A cianidina e pelargonidina foram as antocianidinas identificadas em todos os genótipos. A atividade antioxidante situou-se entre 28,58 a 47,07% e a capacidade de seqüestrar o radical livre DPPH, variou em função dos genótipos, da concentração e do tempo de reação. Os resultados demonstraram que a influência da concentração das antocianinas na expressão da cor é parcial; as antocianinas possuem diferentes graus de glicosilação e ausência de acilação; os genótipos apresentam diferentes proporções de cianidina e pelargonidina; as antocianinas isoladas exibem capacidade antioxidante e o genótipo 008-CPA, pelo elevado teor de antocianinas, apresenta maior potencial antioxidante

Page generated in 0.0537 seconds