• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 81
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 88
  • 88
  • 30
  • 20
  • 19
  • 13
  • 13
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Competências de trabalho em equipes de participantes de grupos de pesquisa : avaliando interáreas de conhecimento e características intragrupo

Ono, Rafael Nishino 30 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-02-06T11:08:05Z No. of bitstreams: 1 2012_RafaelNishinoOno.pdf: 1637633 bytes, checksum: 7478901129a1c06b01a53db5a495ac0e (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-02-06T13:02:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_RafaelNishinoOno.pdf: 1637633 bytes, checksum: 7478901129a1c06b01a53db5a495ac0e (MD5) / Made available in DSpace on 2013-02-06T13:02:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_RafaelNishinoOno.pdf: 1637633 bytes, checksum: 7478901129a1c06b01a53db5a495ac0e (MD5) / A presente pesquisa teve como objetivo identificar o grau de domìnio de competências para trabalhar em equipes (CTE) desenvolvidas com a participação em grupos de pesquisa, validar instrumento de coleta de dados, caracterizar os grupos de pesquisa quanto à área de conhecimento do grupo, e caracterizar os participantes dos grupos quanto às variáveis demográficas: idade, tempo de experiência, grau de formação e tipo de atuação. A pesquisa possui caráter descritivo, inferencial e aplicado, e para coletar os dados foram utilizados questionários estruturados de questões fechadas, aplicados em meio eletrônico e em meio fìsico. A análise fatorial foi utilizada para validação da escala de medida CTE. Para análise dos dados, foram realizadas análises descritivas, análises não paramétricas (Kruskall-Wallis e Mann-Whitney U) e regressão linear simples. A amostra foi constituìda por 396 participantes de grupos de pesquisa. A escala proposta apresenta evidências de validade estatìstica, atendendo a parâmetros estabelecidos na literatura. Foi observado alto domìnio das competências de trabalho em equipe pela área de conhecimento de ciências humanas e as áreas que apresentaram menor domìnio das competências foram as áreas de Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas e Engenharias. Também foram observados indìcios de competências básicas e/ou necessárias que o indivìduo deve possuir para trabalhar em equipe no âmbito de grupos de pesquisa. Foi notado que os respondentes que possuìam maior idade dominaram mais a competência e perceberam maior contribuição do grupo de pesquisa em relação aos mais jovens. O mesmo ocorreu entre os pesquisados mais experientes para com os menos experientes, entre os pesquisados com maior grau de formação ante aos com menor formação. Também se pode notar que os pesquisadores e os lìderes também tiveram maior domìnio e maior percepção do que em relação aos estudantes. Ao final, são apontadas limitações desta pesquisa, recomendações e direções para realização de novos estudos. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research aimed to identify the degree of mastery of teamwork competences (CTE) developed with participation in research groups, to validate data collection instrument, characterize research groups regarding the area of knowledge of the group, and characterize participants of groups regarding demographic variables: age, length of experience, level of education and type of activity. The research was a descriptive, inferential and applied, and collected data using structured questionnaires with closed questions that were applied electronically and in hard copy. Factor analysis was used to validate the measurement scale CTE. For data analysis, descriptive analyzes, nonparametric tests (Kruskall-Wallis and Mann-Whitney U) and simple linear regression were performed. The sample consisted of 396 participants from research groups. The proposed scale shows evidence of statistical validity, given the parameters established in the literature. It was observed a high mastery of teamwork competences through knowledge area of humanities and areas that had lower mastery of skills were the areas of Agricultural Sciences, Applied Social Sciences and Engineering. It was also observed evidence of basic and / or necessary skills that the individual should possess to work as a team within research groups. It was noted that respondents who had higher ages dominated more competence and perceived greater contribution of the research group compared to lower ages. The same was true among respondents with more experienced to the less experienced among respondents with higher levels of education compared to those with less education. Also it was perceived that researchers and leaders had also greater domain and greater perception than in relation to students. Finally, limitations of this research are identified and recommendations and directions to conduct further studies are shown.
2

A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub

Gudolle, Lucas Socoloski January 2010 (has links)
Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. A participação no trabalho tem como essência, nessa concepção, o pertencimento, ou seja, a sensação de fazer parte do grupo de trabalho, de pertencer àquela realidade. Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. As categorias de análise identificadas para apresentação dos resultados são: aprendizagem pela participação periférica legitimada, formas de participação nos grupos, pertencimento aos grupos, abertura e restrição de acesso nos grupos, processo de aprendizagem situada nos grupos, periferalidade e legitimidade nas interações nos grupos. Os resultados apresentados mostram: que existem dificuldades e restrições de acesso nos grupos aos recém-chegados; que a aprendizagem ocorre através da participação periférica legitimada de modo situado; e, que a periferalidade e legitimidade nas interações com o grupo são relevantes para o pertencimento e ganhos de participação. Conclui-se que o processo de aprendizagem é situado e ocorre pela participação nas interações e atividades nos grupos - participação essa periférica, legitimada e plena –, enquanto que o pertencimento ao grupo, consequente da abertura de acesso e aceitação dos recém-chegados nos grupos, proporciona legitimidade nas interações e participação plena nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. / This study aims to identify and analyze how the learning process occurs through participation and belonging in the work groups of the Dublin Irish Pub. Approaches to learning following an interpretative bias, with the theoretical construction based on a sociological phenomenon. The theoretical framework involves the situated learning (LAVE, WENGER, 1991), together with the detailed study of the participation in work activities. Learning, in this conception is understood as situated activity has as its central feature a process called legitimate peripheral participation, which describes analytically the engagement and participation of learners in work activities and in work groups. This process of acting in groups, passing through the initial phase of legitimate peripheral participation and from engagement and action with the most experienced develops learning. Thus the meaning of learning is configured through a process of becoming a full participant. The participation as legitimate peripheral is understood as modes of belonging in the group, which is not only crucial condition for learning, but also is a constituent of its contents. Participation in work has like essential, in this conception, belonging, that is, the feeling of being part of the working group, to belong to that reality. In short, participation is envisioned as both belonging, as legitimate peripheral. Its is adopted the basic qualitative method, which aims to understand the meanings constructed by people, assuming that meaning is interwoven in the experiences of people and mediated by the researcher's own perceptions. The data was collected by direct observation, field notes, in-depth interviews. The observation period of six months totaled forty-two field trips and twelve interviews conducted in the company studied. Thus, through the interpretative analysis, it presents the categories of analysis of the results so that the study information allows elucidate how the legitimacy and participation in work groups can assist in learning. Among the findings in the study, there are the forms of collective learning that have emerged and established differences in the learning process situated in three working groups: a group of waiters and waitresses, barmans and bartenders group, and the kitchen group consists of the chef, cooks and kitchen assistants. The analysis categories identified for presentation of results are: learning by legitimate peripheral participation, forms of participation in groups, belonging groups, openness and restriction of access in groups, a process of situated learning in groups, peripherality and legitimacy in the interactions in groups. The results show that there are access restrictions on the groups to newcomers, that learning takes place through legitimate peripheral participation in situated way and that the peripherality and legitimacy in interactions with the group are relevant to the belonging and participation gains. We conclude that the process of learning is situated and occurs by participation in the interactions and activities in groups, this participation is peripheral, legitimate and full. While belonging to the group, resulting from the access opening and acceptance of newcomers in groups provides legitimacy in the interactions and full participation in work groups of the Dublin Irish Pub.
3

Comportamento criativo em equipes de telejornalismo: a atuação da liderança em emissoras de TV

Roldan, Vivianne Pereira Salas January 2012 (has links)
ROLDAN, Vivianne Pereira Salas. Comportamento criativo em equipes de telejornalismo: a atuação da liderança em emissoras de TV. 2012. 147 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Acadêmico em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-01T14:32:00Z No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vivianne Pereira Salas Roldan.pdf: 2149448 bytes, checksum: e9271e3a18aea0d87978865dbd7d576e (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros(dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-02T12:27:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vivianne Pereira Salas Roldan.pdf: 2149448 bytes, checksum: e9271e3a18aea0d87978865dbd7d576e (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-02T12:27:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vivianne Pereira Salas Roldan.pdf: 2149448 bytes, checksum: e9271e3a18aea0d87978865dbd7d576e (MD5) Previous issue date: 2012 / This work was developed in order to analyze the management of creativity in cultural organizations, whose context the leaders brings a series of dilemmas about the best resolutions to be taken. The chosen field was the television industry and the units of analysis were the television news teams from TV Assembleia, TV Jangadeiro and TV O POVO. In the television field, managers are challenged to learn how to create practices and policies that encourage journalists to produce high quality programs, and make use of intervention strategies that lead to creative processes desired efficacy. The aim of this study was to analyze the role of leadership for the promotion of creative behavior in work teams in television news companies TVs Ceará. As specific objectives, the research sought to: 1) To analyze the performance of the creative teams of TV Journalism and its relationship with the leadership style; 2) Check the specifics of the context and role of leadership; 3) Investigate the differences in performance between the leaders of the organizations studied. The work followed a qualitative and quantitative approach, characterized as descriptive as to the purposes. As instruments of data collection, applied the questionnaire model for Creative Leadership Rickards and Moger (2000) with leaders and teams of television news. A second questionnaire and a semi-structured interviews were applied to leaders, to deepen the study. It was found that the leaders of the TV stations make use of these combined strategies of the style of transactional and transformational leadership to lead their teams. Nevertheless, the quantitative results of the Spearman correlation suggests that in the context of TV Jangadeiro and TV Assembleia there is a greater relationship between transformational leadership, the factors of creative leadership, and team performance with respect creativity, productivity and knowledge management. For the TV O POVO, the correlation analysis suggests that both leadership styles are positively related with the factors of creative leadership. With respect to team performance, suggests that transactional leadership applied by managers contributes to the best knowledge management team. / A presente dissertação foi desenvolvida com o intuito de abordar a gestão da criatividade nas organizações culturais, cujo contexto traz aos líderes uma série de dilemas em torno das melhores decisões a serem tomadas. O campo escolhido foi a indústria televisiva e as unidades de análises foram as equipes de telejornalismo da TV Assembleia, TV Jangadeiro e TV O POVO. No campo televisivo, os gestores são desafiados em saber como criar práticas e políticas que motivem os jornalistas a produzirem programas de ótima qualidade, e fazer usos de estratégias de intervenção que conduzam os processos criativos à eficácia desejada. O objetivo geral deste estudo foi analisar a atuação das lideranças para a promoção do comportamento criativo em equipes de trabalho de telejornalismo em empresas de TVs cearenses. Como objetivos específicos, a pesquisa pretendeu: 1) Analisar o desempenho criativo das equipes de Telejornalismo e sua relação com o estilo de liderança; 2) Checar aspectos específicos do contexto e da atuação das lideranças; 3) Averiguar as diferenças de atuação das lideranças entre as organizações estudadas. O trabalho seguiu uma abordagem quanti-quali e caracteriza-se como descritivo, quanto aos fins. Quanto aos meios, é um estudo bibliográfico, documental e de campo, tendo sido adotado o método de estudo de casos múltiplos, com finalidade comparativa. Como instrumentos de coleta de dados, aplicou-se o questionário do modelo de Liderança Criativa de Rickards e Moger (2000), com os líderes e liderados das equipes de telejornalismo. Um segundo questionário e uma entrevista semiestruturada foram aplicados com os líderes, para aprofundamento do estudo. Constatou-se que as lideranças das emissoras de TV fazem uso combinado das estratégias do estilo de liderança transacional e transformacional para conduzirem suas equipes. Apesar disso, os resultados quantitativos da correlação de Spearman sugerem que no contexto da TV Assembleia e TV Jangadeiro há uma maior relação entre a liderança transformacional, os fatores de liderança criativa, e o desempenho da equipe com relação criatividade, produtividade e gerenciamento do conhecimento. Para a TV O POVO, a análise de correlação sugere que ambos os estilos de liderança possuem relação positiva com os fatores de liderança criativa. Com relação ao desempenho da equipe, sugere que a liderança transacional aplicada pelos gestores contribui para o melhor gerenciamento do conhecimento da equipe.
4

A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub

Gudolle, Lucas Socoloski January 2010 (has links)
Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. A participação no trabalho tem como essência, nessa concepção, o pertencimento, ou seja, a sensação de fazer parte do grupo de trabalho, de pertencer àquela realidade. Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. As categorias de análise identificadas para apresentação dos resultados são: aprendizagem pela participação periférica legitimada, formas de participação nos grupos, pertencimento aos grupos, abertura e restrição de acesso nos grupos, processo de aprendizagem situada nos grupos, periferalidade e legitimidade nas interações nos grupos. Os resultados apresentados mostram: que existem dificuldades e restrições de acesso nos grupos aos recém-chegados; que a aprendizagem ocorre através da participação periférica legitimada de modo situado; e, que a periferalidade e legitimidade nas interações com o grupo são relevantes para o pertencimento e ganhos de participação. Conclui-se que o processo de aprendizagem é situado e ocorre pela participação nas interações e atividades nos grupos - participação essa periférica, legitimada e plena –, enquanto que o pertencimento ao grupo, consequente da abertura de acesso e aceitação dos recém-chegados nos grupos, proporciona legitimidade nas interações e participação plena nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. / This study aims to identify and analyze how the learning process occurs through participation and belonging in the work groups of the Dublin Irish Pub. Approaches to learning following an interpretative bias, with the theoretical construction based on a sociological phenomenon. The theoretical framework involves the situated learning (LAVE, WENGER, 1991), together with the detailed study of the participation in work activities. Learning, in this conception is understood as situated activity has as its central feature a process called legitimate peripheral participation, which describes analytically the engagement and participation of learners in work activities and in work groups. This process of acting in groups, passing through the initial phase of legitimate peripheral participation and from engagement and action with the most experienced develops learning. Thus the meaning of learning is configured through a process of becoming a full participant. The participation as legitimate peripheral is understood as modes of belonging in the group, which is not only crucial condition for learning, but also is a constituent of its contents. Participation in work has like essential, in this conception, belonging, that is, the feeling of being part of the working group, to belong to that reality. In short, participation is envisioned as both belonging, as legitimate peripheral. Its is adopted the basic qualitative method, which aims to understand the meanings constructed by people, assuming that meaning is interwoven in the experiences of people and mediated by the researcher's own perceptions. The data was collected by direct observation, field notes, in-depth interviews. The observation period of six months totaled forty-two field trips and twelve interviews conducted in the company studied. Thus, through the interpretative analysis, it presents the categories of analysis of the results so that the study information allows elucidate how the legitimacy and participation in work groups can assist in learning. Among the findings in the study, there are the forms of collective learning that have emerged and established differences in the learning process situated in three working groups: a group of waiters and waitresses, barmans and bartenders group, and the kitchen group consists of the chef, cooks and kitchen assistants. The analysis categories identified for presentation of results are: learning by legitimate peripheral participation, forms of participation in groups, belonging groups, openness and restriction of access in groups, a process of situated learning in groups, peripherality and legitimacy in the interactions in groups. The results show that there are access restrictions on the groups to newcomers, that learning takes place through legitimate peripheral participation in situated way and that the peripherality and legitimacy in interactions with the group are relevant to the belonging and participation gains. We conclude that the process of learning is situated and occurs by participation in the interactions and activities in groups, this participation is peripheral, legitimate and full. While belonging to the group, resulting from the access opening and acceptance of newcomers in groups provides legitimacy in the interactions and full participation in work groups of the Dublin Irish Pub.
5

A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub

Gudolle, Lucas Socoloski January 2010 (has links)
Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. A participação no trabalho tem como essência, nessa concepção, o pertencimento, ou seja, a sensação de fazer parte do grupo de trabalho, de pertencer àquela realidade. Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. As categorias de análise identificadas para apresentação dos resultados são: aprendizagem pela participação periférica legitimada, formas de participação nos grupos, pertencimento aos grupos, abertura e restrição de acesso nos grupos, processo de aprendizagem situada nos grupos, periferalidade e legitimidade nas interações nos grupos. Os resultados apresentados mostram: que existem dificuldades e restrições de acesso nos grupos aos recém-chegados; que a aprendizagem ocorre através da participação periférica legitimada de modo situado; e, que a periferalidade e legitimidade nas interações com o grupo são relevantes para o pertencimento e ganhos de participação. Conclui-se que o processo de aprendizagem é situado e ocorre pela participação nas interações e atividades nos grupos - participação essa periférica, legitimada e plena –, enquanto que o pertencimento ao grupo, consequente da abertura de acesso e aceitação dos recém-chegados nos grupos, proporciona legitimidade nas interações e participação plena nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. / This study aims to identify and analyze how the learning process occurs through participation and belonging in the work groups of the Dublin Irish Pub. Approaches to learning following an interpretative bias, with the theoretical construction based on a sociological phenomenon. The theoretical framework involves the situated learning (LAVE, WENGER, 1991), together with the detailed study of the participation in work activities. Learning, in this conception is understood as situated activity has as its central feature a process called legitimate peripheral participation, which describes analytically the engagement and participation of learners in work activities and in work groups. This process of acting in groups, passing through the initial phase of legitimate peripheral participation and from engagement and action with the most experienced develops learning. Thus the meaning of learning is configured through a process of becoming a full participant. The participation as legitimate peripheral is understood as modes of belonging in the group, which is not only crucial condition for learning, but also is a constituent of its contents. Participation in work has like essential, in this conception, belonging, that is, the feeling of being part of the working group, to belong to that reality. In short, participation is envisioned as both belonging, as legitimate peripheral. Its is adopted the basic qualitative method, which aims to understand the meanings constructed by people, assuming that meaning is interwoven in the experiences of people and mediated by the researcher's own perceptions. The data was collected by direct observation, field notes, in-depth interviews. The observation period of six months totaled forty-two field trips and twelve interviews conducted in the company studied. Thus, through the interpretative analysis, it presents the categories of analysis of the results so that the study information allows elucidate how the legitimacy and participation in work groups can assist in learning. Among the findings in the study, there are the forms of collective learning that have emerged and established differences in the learning process situated in three working groups: a group of waiters and waitresses, barmans and bartenders group, and the kitchen group consists of the chef, cooks and kitchen assistants. The analysis categories identified for presentation of results are: learning by legitimate peripheral participation, forms of participation in groups, belonging groups, openness and restriction of access in groups, a process of situated learning in groups, peripherality and legitimacy in the interactions in groups. The results show that there are access restrictions on the groups to newcomers, that learning takes place through legitimate peripheral participation in situated way and that the peripherality and legitimacy in interactions with the group are relevant to the belonging and participation gains. We conclude that the process of learning is situated and occurs by participation in the interactions and activities in groups, this participation is peripheral, legitimate and full. While belonging to the group, resulting from the access opening and acceptance of newcomers in groups provides legitimacy in the interactions and full participation in work groups of the Dublin Irish Pub.
6

Um modelo de definição de processos para sistemas de workflow flexiveis

Bezerra, Fábio de Lima 31 July 2003 (has links)
Orientador: Jacques Wainer / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Computação / Made available in DSpace on 2018-08-03T19:57:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bezerra_FabiodeLima_M.pdf: 2404178 bytes, checksum: 75a7f1763ff0843195f6856c819050a0 (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: Em domínios de aplicação como a área médica e engenharia de software os sistemas de workfiow existentes são inadequados, pois a definição dos processos nesses sistemas é inflexível. No exemplo da área médica, ninguém sabe quais as ações devem ser tomadas durante a abordagem de um paciente, ou seja, ninguém conhece um processo de tratamento para paciente no instante em que ele é admitido no hospital. Portanto, uma nova forma de interação com os sistemas de workflow se faz necessário. Nesta nova forma de interação um usuário pergunta ao sistema o que deve ser feito para que uma atividade (atividade objetivo) seja executada. Por exemplo, para um médico realizar uma cirurgia em um paciente que procedimentos devem ser executados antes ou mesmo depois? Nesta nova abordagem, o sistema de workflow cumpre, além do papel de despachante de atividades aos usuários, como nos sistemas de workfiow atuais, o papel de ajudante do usuário, pois indica ao usuário quais atividades executar antes e depois de executar uma atividade objetivo. Este trabalho apresenta um novo modelo de definição de processos em sistemas de workflow, o modelo PDBC. Apresentamos também um protótipo de um sistema de workfiow que implementa o modelo PDBC, o servidor Tucupi. A proposta deste novo modelo é permitir que os sistemas de workflow manipulem workfiows mais flexíveis. Para isso usaremos o que chamamos de workflow parcial, que é um workflow parcialmente definido cuja definição completa é realizada apenas durante a execução do workflow. O workfiow parcial é definido como um conjunto de restrições e atividades. Outra maneira de se obter flexibilidade em sistemas de workfiow é através de um mecanismo de tratamento de exceções adequado. Neste trabalho propomos um mecanismo de tratamento de exceções através do uso de restrições violáveis, ou seja, restrições que podem ser violadas em determinadas circunstâncias. Para isso apresentamos o WRBAC, um modelo de controle de acesso para sistemas de workflow, utilizado para provê um mecanismo adequado de sobrecarga das restrições utilizadas na definição de um processo / Abstract: This work presents a new model of process definition in workfiow systems, the PDBC model. We also present a prototype of a workfiow system which implements the PDBC model, the Thcupi server. The proposal of this new model is to allow fiexibility in workfiow systems. For this, we will use what we call partial workfiow, which is a partially defined workfiow whose complete definition is carried through during the execution of workfiow. Partial Workfiow is defined as a set of constraints and activities. Moreover, another way for a workfiow system to get fiexibility is through an exception handling mechanism. Tn this work we consider such mechanism through the use of overriden constraints, that is, constraints that can be violated in determined circumstances. For this we present the WRBAC, a model of access control for workfiow systems, used to provi de an adequate mechanism of violation of the overriden constraints used in the definition of a workfiow / Mestrado / Ciência da Computação / Mestre em Ciência da Computação
7

Limites do sindicalismo e reorganização da luta social: um estudo das experiências de ferroviários e metalúrgicos maranhenses

DURANS, Cláudia Alves 08 March 2006 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2016-04-18T18:30:49Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Cláudia Alves Durans.pdf: 1367341 bytes, checksum: 2b9d4d13e2c8dafe7b2ac2df9aad728c (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-18T18:30:49Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Cláudia Alves Durans.pdf: 1367341 bytes, checksum: 2b9d4d13e2c8dafe7b2ac2df9aad728c (MD5) Previous issue date: 2006-03-08 / CAPES / Análise do sindicalismo nos anos 1990 e a reorganização da luta social a partir da experiência dos metalúrgicos e ferroviários no Maranhão. Caracteriza-se o capitalismo contemporâneo, enfatizando a crise estrutural que o assola desde os anos 1970, o neoliberalismo, a reestruturação produtiva e a financeirização, como mecanismos de enfrentamento a essa crise, por parte do capital, que se configuraram numa ofensiva ao trabalho em todo o mundo. Ressalta-se, nos anos 1990, o ressurgimento de lutas populares, transclassistas, antiglobalização, anticapitalistas, etc. como reação à ofensiva do capital. Discute-se, a partir de autores como Marx e Engels, Lênin, Luxemburgo e Trotski como historicamente foi construída a luta dos trabalhadores, particularmente a relação sindicato/partido/ movimento de massas, segundo cada estágio das forças produtivas. Aborda-se a luta organizada dos trabalhadores brasileiros, sintonizada com o desenvolvimento capitalista nesse país, ressaltando o protagonismo do movimento sindical nos anos 1980, bem como a crise e refluxo nos anos 1990, face à reestruturação industrial e a reforma do Estado. Analisam-se as lutas sindicais no Maranhão, especialmente de ferroviários e metalúrgicos, destacando sua constituição, a partir dos anos 1980, com a industrialização desencadeada com o Projeto Grande Carajás, suas lutas e conquistas no período. Enfatiza-se o refluxo nos anos 1990, com a reestruturação industrial (ALUMAR) e a privatização da CVRD, que geraram a terceirização, a precarização e a fragmentação do trabalho e impactaram e nas lutas sindicais, provocando modificações na forma de ser dessas entidades. Verifica-se ainda, a partir das tendências de sua ação atual, em que medida estes sindicatos se articulam com outros movimentos sociais e como respondem aos desafios postos pela complexidade do capitalismo contemporâneo. / This research analyses the labor union in the present context. So, in the beginning it makes a characterization of the contemporary capitalism, emphasizing the structural crisis that devastate it since the years 1970 and the Neoliberalism, the productive restructuring and the financial support, as a facing mechanism of this crisis, by the capital, that configure it as an offensive for work around the world. It shows, in 1990, the resurgence of popular, tranclass, antiglobalization, anticapitalist political movements, etc, as a reaction to the capital offensive. It discusses, based on authors like Marx and Engels, Lênin, Luxemburgo and Trotski, how it was historically constructed the workers political movements, particularly the connections labor/political party/mass movement, according to each level of the productive force. It deals with the brazilian workers organized movement in connection to the capitalism development in this country, showing the protagonism of the syndical movement in the years 1980, as well as the crisis and reflow in 90’s, considering the industrial restructuring and the state reform. It analyses the syndical political movements in Maranhão, especially the railwaymen and metallurgist ones, pointing out its constitution, since the year 1980, throughout the industrialization that have started with the Grande Carajás Project, its political movement and conquest at that time. It emphasizes the reflow in the years 1990, throughout the industrial restructuring (ALUMAR) and the privatization of (CVRD), that created the outsourcing, the precariousness and the work fragmentation and impacted on the syndical political movements, causing changes in the way of how these corporations used to work. It verifies still, considering the trends of its actual configuration, how the labor union articulate themselves with another social movements and how they answer to the challengers that come together with the contemporary capitalism complexity.
8

Análise das dificuldades de ação em equipe numa sociedade relacional: Paradoxos da Gestão no contexto brasileiro, o caso da consultoria ABC.

Araújo, Riberto de Barros January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2009-11-18T19:01:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RibertoAraujo.pdf: 402671 bytes, checksum: 6b72ed8700dd3a12fac6b6ce52064441 (MD5) Previous issue date: 2002 / This study is an analysis of the nature of conflicts in highly qualified teams, searching for its causes and potential consequences for the teams¿ performance. The hypothesis is that establishing a power principle is of utmost importance to provide the team members with parameters for action as well as with an effective coordination, which may lead to the desired outcome. The problem under analysis herein is centered on teamwork, having in mind the growing complexity of the competences necessary for the organizations¿ success, in such a way that, if the human activities in these organizations are not cooperatively developed, the desired outcomes may be threatened. In this context it is perceived that many knowledge organizations lack adequate strategies and tools to promote adequate coordination of highly qualified workers, involved cooperatively in tasks of large intrinsic complexity. ABC Consulting is a particular instance of such problem, that may add to the understanding of the general problem of team work. This study takes into account the more general background of the Brazilian culture, which, in spite of broadening aspects such as social cordiality and the living in others (Holanda, 1995), does not lead naturally to quality teamwork. The research development is anchored in a methodology that combines both field and bibliographical work, with a qualitative approach in the scope of case study. / Este estudo realiza uma análise da natureza dos conflitos em equipes altamente qualificadas, buscando levantar suas causas e possíveis conseqüências para o desempenho das mesmas. A suposição que norteia este trabalho é a de que, fixar um princípio de poder é fundamental para dar aos membros da equipe parâmetros de ação e a possibilidade de uma coordenação efetiva que os leve aos resultados desejados. O problema analisado está centrado no trabalho em equipe, tendo em vista a crescente complexidade das competências necessárias ao sucesso das organizações, de tal maneira que, se as atividades humanas desenvolvidas nessas organizações não forem cooperativamente trabalhadas, os resultados desejados ficam ameaçados. Entretanto, percebe-se que em muitas organizações faltam as estratégias que tornem possível a coordenação de equipes de trabalhadores do conhecimento, e que a Consultoria ABC é um caso particular do problema do trabalho em equipe, cujas características podem auxiliar a compreender questões similares de modo mais geral. A cultura brasileira forma o pano de fundo deste estudo, pois, apesar de ampliar aspectos como a cordialidade social e o viver nos outros (Holanda, 1995), não conduz naturalmente ao trabalho em equipe. A pesquisa é do tipo explicativa, tendo sido realizada por meio de pesquisa de campo e bibliográfica, com tratamento qualitativo dos dados.
9

Similaridade dos modelos mentais de equipes de gestão estratégica da indústria automotiva de Santa Catarina

Wessling, Cirléia Bloemer January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2018-01-16T03:21:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 349863.pdf: 2186634 bytes, checksum: 30126ebc18056693e0132e22815351b7 (MD5) Previous issue date: 2017 / Equipes estão no centro das investigações e intervenções em organizações de trabalho. Quando os membros de uma equipe compartilham conhecimentos a respeito das tarefas e do trabalho em equipe, formam a similaridade dos modelos mentais de equipe. Pesquisas internacionais têm se dedicado nos últimos 20 anos a compreender e analisar modelos mentais de equipe enquanto constructo de alta relevância, tanto para a academia quanto na prática das organizações e equipes. Equipes de gestão estratégica, em seu contexto de metas, tomada de decisão, mercado, e das próprias relações enquanto equipe, se constituem como unidade de investigação, apesar de poucas pesquisas terem se dedicado à compreensão de seus aspectos cognitivos. Este estudo tem como objetivo descrever os modelos mentais de equipes de gestão estratégica. Para isso, buscou-se conhecer o conteúdo dos modelos mentais dos membros das equipes de gestão estratégica, compreender e aplicar um instrumento de mensuração da representação estrutural dos modelos mentais de equipes, analisar a similaridade dos modelos mentais, e associar as características sóciodemográficas com os modelos mentais de equipe. Esta pesquisa foi realizada por meio da aplicação de um questionário junto a 24 membros de 08 equipes de gestão de estratégica das empresas do setor automotivo de Santa Catarina. Os dados foram analisados por meio do método Pathfinder, técnica que captura a representação estrutural dos modelos mentais individuais e compõe a similaridade dos modelos mentais de equipe. Os resultados identificaram, de maneira geral, força de similaridade dos modelos mentais de Tarefa da Equipe e Trabalho em Equipe. O item chave do modelo mental de Tarefa da Equipe foi o conhecimento do contexto organizacional. Já os itens chave do modelo mental de Trabalho em Equipe foram confiança e comunicação. A pesquisa também identificou que aspectos relacionados à comunicação aberta e confiança entre os membros da equipe de gestão estratégica são chave para o desenvolvimento de modelos mentais de Tarefa da Equipe. Este estudo trouxe como principal contribuição, para a realidade acadêmica e das organizações, o conhecimento a respeito do constructo e a adequação de conteúdo para mensuração dos modelos mentais deequipes de gestão estratégica. Isso permite a continuidade e o avanço das pesquisas no Brasil, bem como o desenvolvimento de equipes por parte das organizações. Nesta pesquisa foi possível ir para além dos aspectos sóciodemográficos na mensuração de equipes de gestão estratégica, identificando alta similaridade de modelo mental de trabalho em equipe, mesmo com pouca diversidade entre seus membros. Para pesquisas futuras, sugere-se a continuidade dos estudos com métodos mistos, de modo que sejam possíveis a captura de conteúdos semânticos e a compreensão do processo de formação e desenvolvimento dos modelos mentais de equipes. / Abstract : Teams are the center of study and intervention in the work place. When the members of a team share knowledge over tasks and over team work, they make up the team mental model similarity. In the past twenty years international research has been committed to understand and analyze team mental models as a highly relevant construct for the academic community as well as for teams and organizations. Strategic management teams, in their team related goals, decision making, their market, and in their own team?s relationship are built as an investigation unity even though very few research has been committed to understand their cognitive aspects. This research aims to describe team mental models of strategic management teams. Therefore, the research reached to understand the content of mental models of members of strategic management teams, to also understand and apply a measurement instrument of the structural representation of team mental models, to analyze the similarity of team mental models and to associate demographic characteristics with team mental models. This research was carried through a survey with 24 members of four mental models of strategic management teams from the automotive sector in Santa Catarina. The data was analyzed through the Pathfinder Method, a technique which captures the structural representation of individual mental models and make up the similarity of team mental models. The results identified high similarity in the in the Task Work Mental Model and in the Team Work Mental Model. The key item of the Task Work Mental Model was the knowledge of the organizational context. However, the key items of Team Work Mental Model were trust and communication. The survey also identified that open communication and trust among the members of the strategic management teams; both were key aspects for the development of team mental models. This study brought as its main contribution to the academic and to the organization?s reality, the knowledge regarding the construct and adequacy of the content for measuring team mental models of strategic management teams. This allows the continuity and expansion of research in Brazil, as well as the development of teams in organizations. In this research was possible to go beyond demographic aspects in themeasurement of strategic management team models, identifying high similarity in team work mental model, even thought there was a low diversity level among the members of the team. For future research is suggested to continue studies with mixed methods, allowing the capture of semantic content and the comprehension of the process of formation and development of team mental models.
10

Critérios para a análise de ferramentas computacionais de apoio à aprendizagem cooperativa

Arriada, Mônica Carapeços January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação / Made available in DSpace on 2012-10-19T05:06:27Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T20:56:05Z : No. of bitstreams: 1 181160.pdf: 9927731 bytes, checksum: 939b757e35c602a4af0c48560cd205a5 (MD5) / Atualmente percebe-se um grande destaque, tanto no setor empresarial quanto educacional, ao desenvolvimento de habilidades como senso crítico, dinamismo, criatividade, expressão pessoal, capacidade de trabalhar em grupo, entre outros. Devido a esse fato freqüentemente se ouve diálogos sobre a importância da cooperação, aprendizagem cooperativa (AC) e trabalho em equipe. Apesar das tecnologias computacionais potencializarem essas relações existem muitas dificuldades na utilização adequada destas. Dentre estas dificuldades destacamos a falta de uma compreensão mais ampla da importância da cooperação e de como promovê-la. Os estudos encontrados na literatura disponível são ainda insuficientes para orientar adequadamente o desenho e a utilização de recursos computacionais para o apoio à AC. Dentro dessa problemática, buscou-se identificar diferentes possibilidades de organização das atividades de aprendizagem - a fim de promover condições favoráveis a interações cooperativas - e relacionar essas atividades com recursos computacionais adequados às suas características específicas e necessidades. Os resultados da pesquisa realizada foram sintetizados em duas taxionomias: i) taxionomia para a análise de ferramentas de apoio à aprendizagem cooperativa e; ii) taxionomia para as formas de organização das atividades de aprendizagem cooperativa apoiadas por computador. A principal contribuição trazida por este trabalho, por meio das taxionomias mencionadas, é apresentar uma fonte concisa dos principais critérios de observação na preparação e encaminhamento de atividades de aprendizagem cooperativa quando apoiadas por computador. Estes critérios são importantes aos educadores pois orientam o planejamento das atividades e a avaliação e escolha de recursos computacionais para o apoio às mesmas. Por outro lado o benefício trazido aos desenvolvedores é uma compreensão mais elaborada dos processos envolvidos em diferentes atividades de AC, contribuindo para o design e implementação de ferramentas mais eficientes e de utilização mais simples e intuitiva.

Page generated in 0.8809 seconds