• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 50
  • Tagged with
  • 52
  • 52
  • 37
  • 31
  • 24
  • 20
  • 18
  • 18
  • 17
  • 15
  • 12
  • 12
  • 11
  • 9
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Saúde e qualidade do sono dos médicos residentes em psiquiatria Health and sleep quality of medical residents in psychiatry

Melo, Matias Carvalho Aguiar 2015 (has links)
MELO, Matias Carvalho Aguiar. Saúde e qualidade do sono dos médicos residentes em psiquiatria. 2015. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2015-05-27T14:00:28Z No. of bitstreams: 1 2015_dis_mcamelo.pdf: 2252725 bytes, checksum: 565c2eaa92afc9a6b1e81bbc66990511 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2015-05-27T14:02:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_dis_mcamelo.pdf: 2252725 bytes, checksum: 565c2eaa92afc9a6b1e81bbc66990511 (MD5) Made available in DSpace on 2015-05-27T14:02:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_dis_mcamelo.pdf: 2252725 bytes, checksum: 565c2eaa92afc9a6b1e81bbc66990511 (MD5) Previous issue date: 2015 Medical residents are subjected to high levels of stress and exigencies. However, few studies have focused on health in this group. The aim of this study was to investigate health and sleep quality of psychiatry residents. All psychiatric residents of the State of Ceará (located in Northeastern of Brazil) were invited. Questionnaire and validated scales were applied. Fifty-nine psychiatry residents participated in the survey. Regarding nutritional status, 49.2% of residents were overweight or obese, especially men. In point of physical activity, 61% were sedentary. Concerning mental health, 33.9% had high scores for anxiety symptoms; 30.5% for social phobia; and 19% for depressive symptoms. High scores for anxiety were associated with lower attention (p = 0.012) and worse relationship with preceptors (p = 0.02); and high scores of depressive symptoms were related to a worse relationship with patients (p = 0.04) and preceptors (p = 0.01). Anxiety scores were significantly associated with depressive symptoms (p <0.01) and social phobia (p < 0.01). In point of sleep, 59.3% had poor sleep; and 28.8% had excessive daytime sleepiness. Poor sleep was significantly associated with excessive daytime sleepiness (p = 0.03), longer residence time (p = 0.03), anxiety symptoms (p <0.01) and social phobic symptoms (p = 0.028). Eighty per cent of residents with poor sleep quality never consulted for this reason; 40.7% had used hypnotic medications; and 25.7% used them regularly. The study findings highlight the urgent need to take care of health and sleep quality of psychiatry residents. Assistance programs focused specifically on residents are suggested. Os médicos residentes costumam ser submetidos a altos níveis de estresse e exigência. No entanto, poucas pesquisas têm avaliado a saúde desse grupo. O estudo objetiva avaliar a saúde e a qualidade do sono dos médicos residentes em psiquiatria. Foram convidados para esta pesquisa todos os médicos residentes em psiquiatria do estado do Ceará, na Região Nordeste do Brasil. Foram aplicados a cada residente um questionário padronizado e escalas validadas. Participaram da pesquisa 59 médicos residentes em psiquiatria. Quanto ao estado nutricional, 49,2% dos residentes apresentaram excesso de peso, principalmente os homens. Sobre as atividades físicas, 61% dos residentes eram sedentários. Em relação à saúde mental, 33,9% dos residentes tiveram altas pontuações para sintomas ansiosos; 30,5%, para sintomas fóbicos sociais; e 19%, para sintomas depressivos. Altas pontuações para ansiedade foram relacionadas com menor atenção (p = 0,012) e pior relação com preceptores/ superiores (p = 0,02); já altos escores de sintomas depressivos, com uma pior relação com pacientes (p = 0,04) e preceptores/ superiores (p = 0,016). Os sintomas ansiosos se associaram de forma estatisticamente significativa com os sintomas depressivos (p < 0,01) e fóbicos sociais (p < 0,01). Quanto ao sono, 59,3% apresentaram sono de má qualidade; e 28,8%, sonolência excessiva diurna. A má qualidade do sono teve associação estatisticamente significativa com maior sonolência excessiva diurna (p = 0,03), com maior tempo de residência (p = 0,03), sintomas ansiosos (p < 0,01) e sintomas fóbicos sociais (p = 0,02). Dos residentes com má qualidade do sono, 80% nunca se consultaram por esse motivo; 40,7% já usaram medicações hipnóticas; e 25,7% ainda as usavam regularmente. Os achados do estudo alertam para a urgência em se cuidar da saúde e do sono dos residentes de psiquiatria. Programas de assistência especificamente voltados para os residentes são sugeridos.
2

Macrocompetências para o currículo dos programas de residência em medicina de família e comunidade de Fortaleza, Ceará

Bomfim, André Luis Benevides 2014 (has links)
BOMFIM, André Luis Benevides. Macrocompetências para o currículo dos programas de residência em medicina de família e comunidade de Fortaleza, Ceará. 2014. 60 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2014. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2015-03-18T14:15:13Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_albbomfim.pdf: 1104252 bytes, checksum: c3b4fe8277f72bc12f423cafa2b0a084 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2015-03-18T14:15:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_albbomfim.pdf: 1104252 bytes, checksum: c3b4fe8277f72bc12f423cafa2b0a084 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-18T14:15:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_albbomfim.pdf: 1104252 bytes, checksum: c3b4fe8277f72bc12f423cafa2b0a084 (MD5) Previous issue date: 2014 The lack of a skills-based curriculum to guide and qualify the residents` education is a reality in several Residency programs in the country. This vulnerability has been discussed by residents, preceptors and coordination of the residency program of family and community medicine (PRMFC), which generated the need of the development of this research. This fact brings the following vulnerabilities: lack of clarity of the learning objectives, educational strategies and the evaluation to be addressed to the residents. Initially, a literature review of the competency-based curricula and a review of documents prepared by associations, societies and professional bodies were conducted. Then we conducted a teacher training course for the preceptors of the PRMFC, with discussions on the theoretical bases of the competency-based curriculum; active learning methodologies; planning and conducting educational activities and strategies; and learning evaluation. After this training, workshops were held for the development of an array of macro competencies. This work trained 12 preceptors of PRMFC and allowed the construction of an array of macro competencies. It will surely facilitate the teaching-learning process in a two-year Residency Program, evaluating the skills of the residents at the end of the course, which guarantees to society a professional able to develop its actions. With a competency-based curriculum specific designed for Family Medicine and for Primary Health Care, we wish to reorient the teaching-learning processes of residents and preceptors to qualify clinical practice. A falta de um currículo baseado em competências para nortear e qualificar o ensino dos residentes é uma realidade em vários os Programas de Residência no país. Esta vulnerabilidade foi problematizada por residentes, preceptores e coordenação do Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade (PRMFC), o que gerou a necessidade do desenvolvimento deste estudo. Este fato traz as seguintes vulnerabilidades: falta de clareza dos objetivos de aprendizado, das estratégias educacionais e de avaliação a serem abordadas. Inicialmente foi realizada uma revisão da literatura sobre os currículos baseados em competência e uma análise dos documentos elaborados por associações, sociedades e entidades profissionais. Em seguida foi realizado um curso de formação docente para os preceptores do PRMFC, com discussões sobre as bases teóricas do currículo baseado em competência; metodologias ativas de aprendizagem; planejamento e condução de estratégias e atividades educacionais; e avaliação da aprendizagem. Após a capacitação foram realizadas oficinas de desenvolvimento de uma matriz de macrocompetências. Esta trabalho traz como produtos a capacitação de 12 preceptores do PRMFC e a construção de uma matriz de macrocompetências. Certamente irá para favorecer o processo de ensino-aprendizagem nos dois anos de programa, avaliando as competências dos residentes no final do curso, o que garante para a sociedade um profissional apto para desenvolver as suas ações. Com um currículo baseado em competências necessárias para MFC e APS desejamos reorientar os processos de ensino-aprendizagem dos residentes e preceptores para qualificar a prática.
3

O que sabem os residentes de Pediatria, de Salvador-Bahia, sobre a relação entre constipação intestinal funcional crônica com ênfase nos aspectos psíquicos?

Motta, Claudia dos Reis 2 December 2011 (has links)
Submitted by Barroso Patrícia (barroso.p2010@gmail.com) on 2013-03-21T21:19:49Z No. of bitstreams: 1 Claudia PT.pdf: 3901749 bytes, checksum: 1df98d158ddee5f858ee5f06dc4ee5d1 (MD5) Made available in DSpace on 2013-03-21T21:19:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Claudia PT.pdf: 3901749 bytes, checksum: 1df98d158ddee5f858ee5f06dc4ee5d1 (MD5) Previous issue date: 2011 Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Bahia Introdução: A constipação intestinal funcional (CIF) é comum em crianças e sua etiologia é multifatorial. Este estudo avalia o conhecimento de Residentes de Pediatria sobre a relação entre a CIF e os fatores psicológicos. Métodos: Estudo descritivo quantitativo de corte transversal com 42 Residentes de Salvador, Brasil. Foi aplicado um questionário sobre diagnóstico, terapêutica, complicações e fatores psicoafetivos relacionados. Resultados: Responderam ao questionário 42 Residentes. Como fatores relacionados ao desenvolvimento da CIF, a frequência das respostas dos Residentes foi: 95,2% citaram dieta, 26,6% doenças orgânicas, 20% ritmo intestinal, 38% fatores emocionais dos pais e 23,8% citaram fatores emocionais da criança. Em relação aos aspectos relacionados à CIF, foram citados pelos entrevistados: ambiente familiar agressivo/abuso sexual foi citado por 88,1% dos Residentes, dificuldades da criança (50,0%), crise parental (66,7%), medo/ansiedade (78,6%), controle materno (61,9%), dificuldade paterna com limites (19%), depressão/inibição (57,1%), mania (19,0%), insônia (23,8%), timidez (69,0%), dificuldades escolares/dificuldades de socialização (64,3%) e 85,7% dos residentes admitem interferência de fatores psíquicos. Para 28,5% dos Residentes, o papel da mãe na família é educativo; para 26,1%, a função da mãe representa o suporte emocional e o papel do pai é coadjuvante/educativo para 11,9% dos respondentes. Com relação ao início do treino para evacuação no vaso: 46,3% dos Residentes indicaram a idade de 2-3 anos e 29,3% indicaram entre1-2 anos de idade; 19,0% responderam que deve ser realizado sem exigências. Como complicações da CIF, os Residentes citaram dor, hemorroidas, fissura anal, obstrução intestinal e fecaloma (8,1% de frequência das respostas para cada complicação). Como indicadores para psicoterapia: 76,1% mencionaram aspectos psicoafetivos, 40,4% sugeriram dificuldades familiares. Para tratamento da CIF, 30,9% dos Residentes sugerem psicoterapia, 16,6% tratamento multidisciplinar, 97,6% mudança dietética, 33,3% indicaram o uso de laxantes, 23,8% treino ao vaso. Todos desejam mais informações sobre a CIF e 14,2% dos Residentes relataram a importância de pensar nos aspectos psíquicos da criança com CIF. Conclusões: O conhecimento dos Residentes sobre a importância dos aspectos psíquicos ainda não é consistente na determinação e no tratamento da CIF. Devem ser desenvolvidos programas educacionais multidisciplinares desde a graduação até a Residência Médica em Pediatria. Universidade Federal da Bahia, Instituto de Ciências da Saúde
4

O internato do curso medicina da Universidade Federal de Pernambuco: visão dos preceptores do processo de ensino-aprendizagem nos cenários de prática Teaching and learning during internship placements of the Federal University of Pernambuco: preceptor´s perspective

Barreto, Vitor Hugo Lima [UNIFESP] 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:45:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012 Introdução: Os cursos de medicina do Brasil oferecem, nos seus dois ultimos anos, o estagio obrigatorio nas cinco areas basicas (clinica medica, cirurgia, pediatria, Saúde coletiva e gineco-obstetricia), chamado internato. O Internato e o periodo em que o estudante esta em contato direto com a o trabalho e pratica medica, sendo responsavel por uma parcela importante da formacao profissional. Estimulados pela publicacao das novas Diretrizes Curriculares para a graduacao em Medicina, os cursos implementaram uma ampliacao dos cenarios de pratica muito alem dos hospitais universitarios. Servicos de Saúde das redes municipais e estaduais passaram a compor os estagios do internato. Poucos cursos, porem, apresentam um conhecimento profundo dos cenarios de pratica da rede de Saúde e de como se desenvolve o ensino-aprendizagem facilitado por preceptores nesses servicos. Objetivo: O presente estudo dedicou-se a conhecer a realidade do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco atraves da perspectiva do preceptor. Metodologia: Trata-se de um levantamento descritivo, de natureza qualitativa, em um corte transversal, que caracterizou um estudo de campo, aplicado as cinco areas basicas do internato e que envolveu vinte e um preceptores coordenadores de treze servicos de Saúde. Foram realizadas entrevistas, utilizando roteiros semi-estruturados, com os preceptores coordenadores dos servicos de Saúde envolvidos no internato, atraves de uma amostra criteriosa. Os criteriosprincipais foram: ser preceptor coordenador de ensino e atuante na pratica diaria de preceptoria. Para a avaliacao e critica dos dados foi adotada a analise de conteudo, realizada em tres etapas: pre-analise, analise e inferencias e interpretacoes. Resultados: Um total de vinte um preceptores foram entrevistados. As categorias tematicas mais relevantes para o estudo foram: expectativa do preceptor para a formacao medica durante o rodizio; modelos de ensino da preceptoria; Gestão do ensino e integracao ensino-servico. Os preceptores apresentam expectativas diversas entre si, porem coerentes na maior parte com os documentos que referencia a educacao medica, porem sem cita-los. Os preceptores apresentam modelos de ensino centrados no preceptor, no estudante e no problema, sendo os ultimos uma menor parte. A Gestão do ensino apresenta-se de forma pragmatica, organizando o encontro entre educador e educando, porem sem planejamento da acao pedagogica em si. A integracao ensino-servico esta representada atraves de acoes pontuais por parte da instituicao academica, porem a demanda dos preceptores abrange a educacao permanente e fatores motivadores para atuacao continua no ensino. As analises das categorias indicaram um afastamento importante entre as praticas cotidianas nos servicos e o preconizado nas Diretrizes Curriculares e no Projeto Politico Pedagogico do Curso de Medicina. Conclusoes: O estudo representa um aprofundamento sobre as atividades de ensino nos cenarios de pratica do internato. As categorias analisadas representam pontos cruciais para o aperfeicoamento da integracao ensino-servico. As expectativas dos preceptores abarcam o conteudo dos documentos formais, porem estes deverao ter acesso aos marcos referencias da reforma dos cursos de medicina para a devida apropriacao. Apesar de preconizado, o ensino problematizador e a pratica de poucos preceptores com uma formacao em educacao. Um programa de desenvolvimento docente do preceptor podera aproximar as praticas diarias nos cenarios. Os preceptores exercem uma Gestão de ensino focada na agenda de atividades, enquanto que a universidade executa poucas atividades de integracao. Acoes de integracao ensinoservico especificas poderao qualificar os estagios obrigatorios nos cenarios de praticas na rede de Saúde. Planejamentos participativos poderao apoiar a construcao de expectativas comuns entre servicos, academia e estudantes. Metodologias ativas de ensino da pratica medica poderao ser sugeridas em acordo com as concepcoes pedagogicas dos documentos de referencia. A Gestão do ensino podera ser alvo de acoes de educacao permanente para preceptores, a fim de aprimorar suas competencias educacionais. Outros estudos deverao abordar a perspectiva do estudante, do professor e do gestor, importantes para complementacao das informacoes obtidas no presente estudo BV UNIFESP: Teses e dissertações
5

Residências integradas, multiprofissionais e em área profissional em saúde: uma revisão integrativa Integrated residences, multiprofessional and professional health: an integrative review

Torres, Rafael Bruno Silva 6 July 2017 (has links)
TORRES, R.B.S. Residências integradas, multiprofissionais e em área profissional em saúde: uma revisão integrativa. 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. Submitted by Saúde Pública (msp@ufc.br) on 2017-09-26T19:41:48Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_rbstorres.pdf: 1705530 bytes, checksum: 42f32fc2690d0571038a89aae47d7d80 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-09-27T13:06:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_rbstorres.pdf: 1705530 bytes, checksum: 42f32fc2690d0571038a89aae47d7d80 (MD5) Made available in DSpace on 2017-09-27T13:06:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_rbstorres.pdf: 1705530 bytes, checksum: 42f32fc2690d0571038a89aae47d7d80 (MD5) Previous issue date: 2017-07-06 The Residences in Health, whether Medical, Professional, Multiprofessional, Uniprofessional or Integrated, are configured as an invitation to the training of health professionals. In Brazil, Residences are shown as a relevant training process and one of the strategies of the National Policy of Permanent Education in Health. By Residencies in Health we can understand the programs in modality of education of post-graduation lato sensu, destined to the professions of health, in the form of a specialization course, characterized by in-service teaching, with a workload of 60 hours per week, a minimum duration of two years and on an exclusive dedication basis. The increase in the number of these programs in recent years leads us to think about the importance they have in the training of the Brazilian health professional. In addition to our country, we wonder if this formation process exists and how it is thought. This qualitative, exploratory-descriptive and documentary-based study had the purpose of studying the Residences in Health in its various modalities, excluding the Medical ones. An Integrative Literature Review was carried out, with the main objective of analyzing the state of the art of Integrated, Multiprofessional and Uniprofessional Health Residences in the period from 2006 to 2016, in the Portuguese, English and Hispanic languages. We evaluated 109 scientific articles, identified in the databases SCIELO, LILACS, MEDLINE and Portal of Periodicals of CAPES. A Thematic Analysis was performed to evaluate the results. It was possible to verify that the Residences in Health, in the Integrated and Multiprofessional modalities, seem to be eminently Brazilian; there is a diversity of authors investigating the theme and areas of concentration of scientific production in relation (South axis of Brazil and USA), and there is still a need to consolidate information on Residences, since the experiences are diverse. In terms of residency purposes, the main findings were: to favor the qualified insertion of young health professionals in the labor market, to complement the in-service learning projects of university programs, to contribute to high-quality safe health care, to form professional leaderships and, in the Brazilian case, defend the Brazilian health system. About the pedagogical project, some of the main educational domains of an american nursing residency program, such as shared decision-making with patients and families, interprofessional collaboration and improvement of service performance, were highlighted. In the case of the Residence in Family Health in Brazil, there are already clear recommendations about its political-pedagogical project. The reflections of mentor discuss about this important role in the conduct of the programs. Among the results of residences in vocational training were: personal belief of the egress in their ability to make a difference, increase of knowledge; development of communication skills and greater awareness of research needs. In Brazil, the National Movement of Residents has been producing speeches and practices in defense of the Sanitary Reform and the implementation of Brazilian health system, and highlighting more strongly the centrality of the difficulties encountered in the training process between training demands and demands for care actions, as well as the potency of the Residences as devices of changes of practices and potentiator of the formation of micropolitical agents in the construction of Brazilian health system. Finally, we perceive that there are many issues that are experienced in co-existence with challenges that still need to be overcome for an effective consolidation of Health Residences as strategies for training professionals and reorganizing health systems. As Residências em Saúde, sejam médicas, em Área Profissional, Multiprofissionais, Uniprofissionais ou Integradas, se configuram como um convite à formação dos profissionais de saúde. No Brasil, as Residências mostram-se como relevante processo formativo e uma das estratégias da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Por Residências em Saúde podemos compreender os programas em modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, destinados às profissões da saúde, sob a forma de curso de especialização, caracterizado por ensino em serviço, com carga horária de 60 horas semanais, duração mínima de dois anos e em regime de dedicação exclusiva. O aumento no número desses programas nos últimos anos nos leva a pensar sobre a importância que eles têm na formação do profissional de saúde brasileiro. Para além de nosso país, nos questionamos se esse processo formativo existe e como é pensado. Esta pesquisa, de cunho qualitativo, exploratório-descritivo e em base documental, teve como objeto de estudo as Residências em Saúde em suas diversas modalidades, excluindo as Médicas. Foi realizada uma Revisão Integrativa de Literatura, tendo como objetivo principal analisar o estado da arte das Residências Integradas, Multiprofissionais e em Área Profissional em Saúde no período de 2006 a 2016, nas línguas portuguesa, inglesa e hispânica. Foram avaliados 109 artigos científicos, identificados nas bases de dados SCIELO, LILACS, MEDLINE e Portal de Periódicos da CAPES. Foi realizada uma Análise Temática para apreciação dos resultados encontrados. Foi possível constatar que as Residências em Saúde, nas modalidades Integrada e Multiprofissional, parecem ser eminentemente brasileiras; existe uma diversidade de autores investigando sobre a temática e zonas de concentração de produção científica a respeito (eixo Sudeste-Sul do Brasil e EUA), havendo ainda uma necessidade de consolidação das informações sobre Residências, já que as experiências são diversas. Em termos de finalidades das residências, os principais achados foram: favorecer a inserção qualificada dos jovens profissionais de saúde no mercado de trabalho, complementar os projetos de aprendizagem em serviço dos programas universitários, contribuir para cuidados de saúde seguros de alta qualidade, formar lideranças profissionais, e, no caso brasileiro, defender o SUS. No que diz respeito ao projeto pedagógico, chamou atenção alguns dos principais domínios educacionais de um programa de residência em enfermagem americano, como tomada de decisão compartilhada com pacientes e famílias, colaboração interprofissional e melhoria do desempenho dos serviços. No caso da Residência em Saúde da Família no Brasil, já há claras recomendações sobre seu projeto político-pedagógico. As reflexões sobre preceptoria discutem sobre esse importante papel na condução dos programas. Entre os resultados das residências na formação profissional, foram relatados: crença pessoal do egresso em sua capacidade de fazer a diferença, aumento do conhecimento; desenvolvimento de habilidades de comunicação e maior conscientização sobre as necessidades das pesquisas. No Brasil, o Movimento Nacional de Residentes vem produzindo discursos e práticas em defesa da Reforma Sanitária e da efetivação do SUS, e pontuando, mais fortemente a centralidade das dificuldades encontradas no processo de capacitação entre demandas da formação e demandas de ações assistenciais, bem como a potência das Residências como dispositivos de mudanças de práticas e potencializador da formação de agentes micropolíticos na construção do SUS. Por fim, percebemos que existem uma série de questões que são vivenciadas em co-existência com desafios que ainda precisam ser superados para uma efetiva consolidação das Residências em Saúde como estratégias de formação dos profissionais e reorganização dos sistemas de saúde.
6

A residência multiprofissional em saúde da família: revelando sentidos dos profissionais egressos Multidisciplinary Residency in the Family Health Program: unveiling the aim of egressed professionals

Oliveira Campelo, Guassiane de 2015 (has links)
CAMPELO, G.O. A residência multiprofissional em saúde da família: revelando sentidos dos profissionais egressos. 2015. 139 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Campus Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2015. Submitted by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-09-27T13:11:26Z No. of bitstreams: 1 2015_dis_gocampelo.pdf: 2116177 bytes, checksum: 998fb91a326aaf88577feaa4771078f4 (MD5) Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-10-05T15:33:49Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_dis_gocampelo.pdf: 2116177 bytes, checksum: 998fb91a326aaf88577feaa4771078f4 (MD5) Made available in DSpace on 2017-10-05T15:33:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_dis_gocampelo.pdf: 2116177 bytes, checksum: 998fb91a326aaf88577feaa4771078f4 (MD5) Previous issue date: 2015 The Federal Constitution ensures SUS (Unified Health System) as the regulator in the education of health professionals, which gave rise to ever-increasing attention to training in the area, for it must be in accordance with the principles established by the system. So, the Ministry of Health, in a partnership with the Ministry of Education, has invested in many programs aiming at the redirection of education, where Multidisciplinary Residency poses as a major improvement. Among these, Multidisciplinary Residency in the Family Health Program is challenged to prepare professionals to act in Basic Health Care. Thus, this research seeks to analyze practices of professionals coming from the Multidisciplinary Residency in Family and Community Health Program of the State University of Piauí (RMSFC/UESPI), presenting the following specific objectives: to know their academic and professional background; to investigate the practical use of the concepts learnt during Residency; to identify the aim of actions developed by these professionals in the workplace, as well as their contributions for redirecting health care practices. For such, this study adopted an exploratory-descriptive qualitative methodology, which is based on the methodological references of the “discursive practices and the production of meaning”, designed by Spink and collaborators. The study interviewed fifteen professionals egressed from the first groups of RMSFC/UESPI. The participants, all of which were females, aged on average 29.9 years old and had finished college on average 6.3 years before. The data were organized on Maps and the trees of association were built from the recollections of RMSFC/UESPI. This material brought to light the categories of analysis: the sense of practices, the sense of novelty and the sense of affection; and three subcategories: integrality as innovation in health care; movement caused by multiprofessional team work and learning with the community – the education-service-community integration. Integrality is seen as the main guideline to their new professional practices, indicating RMSFC/UESPI has enhanced professionals’ perception, bringing up all the meanings that the word carries. Factors like team work and integration with the community were constantly recalled by the professionals and were frequently followed by positive feelings, indicating that more emphasis must be given to these pedagogical tools, which are 10 considered “gold standard” for the formation of health care professionals, aiming at the commitment with care and resoluteness of the people’s demands for health. When the study found that the egressed professionals were scattered all over the Health Care Network, it observed the attempts to adapt theoretical and practical content learnt during Residency to the new work conditions. Like a milestone, RMSFC/UESPI stirred feelings and paved the way for the advent of new ways of care, backed by integrality in assistance, respect to individuals’ autonomy and by interpersonal relationships. Está assegurado na Constituição Federal o papel do SUS como ordenador da formação de trabalhadores da saúde, o que fez surgir uma crescente preocupação com o ensino na saúde, pois deve ser pautado nos princípios do SUS. Dessa forma, o Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação, tem investido em diversos programas que visam à reorientação da formação e as Residências Multiprofissionais em Saúde, constituindo um avanço no ensino na saúde. Dentre essas, as Residências Multiprofissionais em Saúde da Família tem o desafio de preparar profissionais para atuarem na Atenção Primária à Saúde. Por isso, o objetivo geral desta pesquisa foi: analisar o sentido das práticas do profissional egresso do programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade da Universidade Estadual do Piauí (RMSFC/UESPI); apresentando como objetivos específicos: conhecer a trajetória acadêmica e profissional deste egresso; investigar a utilização prática dos conceitos apreendidos durante a Residência; identificar o sentido das ações desenvolvidas por este egresso no seu ambiente de trabalho, bem como suas contribuições para a reorientação das práticas em saúde. Para tal, adotou-se a metodologia qualitativa, de caráter exploratório e descritivo, fundamentado no referencial teórico-metodológico das “práticas discursivas e produção de sentidos”, desenvolvido por Spink e colaboradores. Foram entrevistados quinze profissionais egressos das primeiras turmas da RMSFC/UESPI. Os participantes, todos do gênero feminino, apresentaram média de idade de 29,9 anos e média de 6,3 anos de conclusão do curso superior. As respostas foram organizadas em Mapas e, a partir das lembranças da RMSFC/UESPI, se construíram as árvores de associação. Deste material, emergiram três categorias de análise: o sentido das práticas, o sentido da novidade e o sentido dos afetos; e três subcategorias: integralidade como inovação no cuidado; movimentos produzidos pelo trabalho em equipe multiprofissional; e, aprendendo com a comunidade – a integração ensino-serviço-comunidade. Verificou-se a integralidade como eixo norteador da nova práxis profissional dos egressos, indicando que a RMSFC/UESPI ampliou o olhar dos profissionais, trazendo os variados sentidos que esse termo possui. O trabalho em equipe e a integração com a comunidade foram pontos muito 8 lembrados pelos egressos, carregados de sentimentos positivos, apontando para que mais ênfase seja dada a essas ferramentas pedagógicas, consideradas “padrão-ouro” para a formação de profissionais da saúde, visando o comprometimento com o acolhimento e a resolutividade das demandas de saúde da população. Ao se constatar que os egressos estão espalhados pela Rede de Atenção à Saúde, observou-se as tentativas em adaptar o conteúdo teórico-prático apreendido durante a Residência às novas condições de trabalho. Como um “divisor de águas”, a RMSFC/UESPI despertou sentimentos, mexeu com os sentidos e gerou um terreno fértil para que aconteça a invenção de novas formas de cuidado, amparadas pela integralidade da assistência, pelo respeito à autonomia dos sujeitos e pelo vínculo interpessoal.
7

Opiniões de estudantes de medicina sobre as perspectivas de especialização e prática profissional no programa de saúde da família Opinions of students of medicine on the perspectives of specialization and practical professional in the program of health of the family

Cavalcante Neto, Pedro Gomes 2008 (has links)
CAVALCANTE NETO, Pedro Gomes. Opiniões de estudantes de medicina sobre as perspectivas de especialização e prática profissional no programa de saúde da família. 2008. 120 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-11-09T13:16:24Z No. of bitstreams: 1 2008_dis_pgcneto.pdf: 1211570 bytes, checksum: 4dc351960a3be700da1509178e71073f (MD5) Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-12-05T13:11:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_dis_pgcneto.pdf: 1211570 bytes, checksum: 4dc351960a3be700da1509178e71073f (MD5) Made available in DSpace on 2011-12-05T13:11:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_dis_pgcneto.pdf: 1211570 bytes, checksum: 4dc351960a3be700da1509178e71073f (MD5) Previous issue date: 2008 The creation and expansion of the Family Health Program (FHP) in Brazil bring to Family Practice (FP), as medical specialty, highlight because it’s the more adequate one for that kind of work. Recent partnerships between Health and Education State Departments try to regulate the graduation and post graduation of health workers, attending the demands of consolidation of the National Health System of Brazil (NHS). Investments ware taken to increase FP residency position number, but maybe there is an incongruity between career intentions of future doctors and the needs of the Brazilian NHS, what is shown by the low number of positions filled in those programs. The initial objective of this research was to determine predisposing factors to choice of FP as career. However, upon recognizing the disinterest by that specialty, we try to list explanatory hypotheses for such reality. It was, then, carried out a study involving 170 medical students of Federal University of Ceará at Sobral, which answered a questionnaire containing 32 questions about demographic and social characteristics, choice of the specialty, FHP and FP and factors that, in the opinion of the students, influence the choice of career. It was found that only one student made a choice of FP as specialty. However, the great majority doesn’t reject the possibility of work provisionally in the FHP. The probable justifications for this disinterest are the precarious conditions of work, depreciation of the activity, low income, better salaries in remote cities and few perspectives of professional growth. The hidden curriculum, cited by international articles, also play a role, but it was not evaluated accurately in this research. Clinical specialties are the most preferred by those students. The most influencing factors for career choice, according to students, are personal interests, ethical and social commitment and possibility of make diagnostic or therapeutic procedures. In conclusion, career choice has many influencing factors. The interest by FP is modest. Despite many proposals to increase interest, these did not bring repercussion in some settings and are not scientifically confirmed. Even so, such influencing factors it must be identified and strategies for revert that picture must be tried. Com a criação e a expansão do Programa Saúde da Família (PSF) no Brasil, a Medicina de Família e Comunidade (MFC), como especialidade médica, ganhou destaque por ser a mais adequada para esse trabalho. Recentes parcerias entre os Ministérios da Saúde e da Educação têm procurado regular a formação de recursos humanos em saúde para atender às demandas de consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), no âmbito da graduação e da pósgraduação. Houve investimento no aumento no número de vagas de residência em MFC, mas parece haver uma incongruência entre o que os futuros médicos almejam em suas carreiras e as necessidades do SUS, o que é demonstrado pelo número de vagas ociosas nesses programas. O objetivo inicial foi determinar fatores predisponentes à escolha da MFC como carreira. Porém, ao reconhecer o desinteresse por essa especialidade, buscou-se elencar hipóteses explicativas para tal realidade. Foi, então, realizado um estudo junto a 170 estudantes do Curso de Medicina de Sobral da Universidade Federal do Ceará, que responderam um questionário contendo 32 perguntas sobre dados sócio-demográficos, escolha da especialidade, PSF e MFC e fatores que, na opinião dos respondentes, influenciam a escolha da carreira a ser seguida. Encontrou-se que apenas um estudante referia já ter escolhido a MFC como especialidade. Contudo, a grande maioria não descarta a possibilidade de trabalhar provisoriamente no PSF. As prováveis justificativas para esse desinteresse são as precárias condições de trabalho, desvalorização da atividade, baixos salários, necessidade de interiorizar-se para ganhar melhor e poucas perspectivas de crescimento profissional. O currículo oculto, muito citado em trabalhos internacionais, também tem seu papel, mas não foi adequadamente avaliado nesta pesquisa. Especialidades clínicas são as mais almejadas por esses estudantes. Os fatores que mais influenciam a escolha da carreira, segundo os respondentes, são interesses pessoais, compromisso ético-social e possibilidade de realizar procedimentos diagnósticos ou terapêuticos. Em conclusão, a escolha da carreira é multifatorial. O interesse pela MFC é modesto. Apesar de haver muitas propostas para aumentá-lo, estas não trouxeram repercussão em alguns cenários e não estão confirmadas cientificamente. Mesmo assim, deve-se procurar identificar os fatores causais e sugerir ou ensaiar estratégias para reverter esse quadro.
8

Os reflexos da implementação da Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva do Ceará na Atenção Psicossocial The reflexes of the implementation of the Integrated Residency in Collective Mental Health of Ceará in Psychosocial Care

Evangelista, Aline Luiza de Paulo 22 February 2017 (has links)
EVANGELISTA, A. L. P. Os reflexos da implementação da Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva do Ceará na Atenção Psicossocial. 2017. 141 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-03-27T16:29:00Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-03-27T16:29:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Made available in DSpace on 2017-03-27T16:29:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Previous issue date: 2017-02-22 Introduction and Geral Objective: The National Policy of Permanent Education in Health (NPPEH) was responsible for the creation of Multiprofessional Residences in Health, lato sensu specializations, characterized by in-service teaching, education and interprofessional collaboration in the practice of health teams and active learning methodologies. The Integrated Residence in Collective Mental Health of the School of Public Health of Ceará (RCMH-SPH/CE) started the first group in May 2013, the second in 2014 and the third in 2015, with 53 vacancies made available annually. Thus, the general objective was to analyze the reflexes of the implementation of RCMH-SPH/CE in the psychosocial care of the municipalities of Aracati, Fortaleza, Horizonte and Iguatu-CE. Methodology: Descriptive, exploratory and analytical qualitative study, which included documentary analysis and semi-structured interviews as techniques for the construction of information and elaborated considerations. The mentioned municipalities formed the context of the study, since they welcomed the first and second class, allowing the scope of a more longitudinal view of the process. Intentional sampling was used, with a selection of social actors involved in the process, 34 participants: municipal health secretaries, mental health coordinators, RCMH-SPH/CE coordinators, service managers, field preceptors, CAPS professionals who interacted with residents and residents. We analyze the information through the Thematic Content Analysis, considering the theoretical discussions and the national guidelines of psychosocial care, the permanent education in health and the literature on education and interprofessional collaboration. The research followed the ethical precepts of Resolution 466/12 of the National Health Council. Analysis and discussion of results: The reflexes of the implementation of RCMH-SPH/CE on psychosocial care highlights the importance of NPPEH in the training of professionals committed to the development of the Unified Health System (UHS), the Psychosocial Care Network and the skills required to promote mental health. The new actions and the new projects carried out are represented by the interprofessional-integral-intersectoral tripod. The advances in psychosocial care were: social and health mapping of the territories of action; Mental health training for family health teams; Professional qualification of both residents and service professionals; Social participation in spaces of social control such as health councils; Implementation of actions to manage the clinic in the services; Increasing accessibility to psychosocial services and minimizing stigmas in relation to mental health. Regarding the challenges, part of the history and structure of the Brazilian Federation, part of municipal political facts, and, within this complexity, of the contradictions triggered by the civilizing project of UHS, we have: infrastructure and organizational processes of SPH-CE and municipalities insufficient to Guarantee of the ideal conditions for RCMH-SPH/CE theoretical and practical programming, highlighting the inadequacy or lack of financial incentive to teachers. Despite the efforts of the coordination center of RCMH-SPH/CE, we also noticed deficiencies in the pedagogical training of preceptors and the uncertainty regarding the continuity of the Residence to guarantee the longitudinality of actions and the continuation of the minimization of stigmas in the areas of activity. Final considerations: Despite the challenges encountered, we revealed innovations generated by RCMH-SPH/CE in the municipal health networks, showing this as a strategy of education and interprofessional collaboration for the promotion of mental health and the viabilization of psychosocial care. Introdução e Objetivo Geral: A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) foi responsável pela criação das Residências Multiprofissionais em Saúde, especializações lato sensu, caracterizadas por ensino em serviço, educação e colaboração interprofissional na prática de equipes de saúde e metodologias ativas de aprendizagem. A Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva da Escola de Saúde Pública do Ceará (RISMC-ESP/CE) iniciou a primeira turma em maio de 2013, a segunda em 2014 e a terceira em 2015, sendo disponibilizadas 53 vagas anuais. Assim, o objetivo geral foi analisar os reflexos da implementação da RISMC-ESP/CE na atenção psicossocial dos municípios de Aracati, Fortaleza, Horizonte e Iguatu-CE. Metodologia: Estudo qualitativo descritivo, exploratório e analítico, que contou com análise documental e entrevistas semiestruturadas como técnicas para a construção das informações e considerações elaboradas. Os referidos municípios formaram o contexto do estudo, pois acolheram a primeira e a segunda turma, permitindo o alcance de uma visão mais longitudinal do processo. A amostragem intencional foi utilizada, sendo selecionados atores sociais envolvidos no processo, ao todo 34 participantes: secretários municipais de saúde, coordenadores de saúde mental, articuladores da RISMC-ESP/CE, gerentes dos serviços, preceptores de campo, profissionais dos CAPS que interagiram com os residentes e os residentes. Analisamos as informações através da Análise de Conteúdo Temática, considerando as discussões teóricas e as diretrizes nacionais da atenção psicossocial, da educação permanente em saúde e da literatura sobre educação e colaboração interprofissional. A pesquisa seguiu conforme os preceitos éticos da Resolução nº 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Análise e Discussão dos Resultados: os reflexos da implementação da RISMC-ESP/CE na atenção psicossocial ressaltam a importância da PNEPS na formação de profissionais comprometidos com o desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS), da Rede de Atenção Psicossocial e de competências necessárias para a promoção da saúde mental. As novas ações e os novos projetos realizados são representados pelo tripé de atuação interprofissional-integral-intersetorial. Os avanços na atenção psicossocial foram: mapeamento social e de saúde dos territórios de atuação; matriciamento em saúde mental para equipes de saúde da família; qualificação profissional tanto dos residentes quanto dos profissionais dos serviços; participação social em espaços de controle social como os conselhos de saúde; implantação de ações para gestão da clínica nos serviços; aumento da acessibilidade aos serviços psicossociais e minimização de estigmas em relação à saúde mental. Quanto aos desafios, parte decorrente da história e estrutura da Federação Brasileira, parte de fatos políticos municipais, e, dentro desta complexidade, das contradições desencadeadas pelo projeto civilizatório do SUS, temos: infraestrutura e processos organizacionais da ESP-CE e dos municípios insuficientes para garantia das condições ideais para programação teórico-prática da RISMC-ESP/CE, com destaque para a inadequação ou inexistência do incentivo financeiro aos preceptores. Apesar do esforço do núcleo de coordenação da RISMC-ESP/CE, percebemos também falhas na formação pedagógica dos preceptores e a incerteza quanto à continuidade da Residência para garantia da longitudinalidade das ações e continuação da minimização de estigmas nos territórios de atuação. Considerações Finais: apesar dos desafios encontrados, revelamos inovações geradas pela RISMC-ESP/CE nas redes municipais de saúde, mostrando esta como uma estratégia de educação e colaboração interprofissional para a promoção da saúde mental e a viabilização da atenção psicossocial.
9

Os reflexos da implementação da Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva do Ceará na Atenção Psicossocial The reflexes of the implementation of the Integrated Residency in Collective Mental Health of Ceará in Psychosocial Care

Evangelista, Aline Luiza de Paulo 22 February 2017 (has links)
EVANGELISTA, A. L. P. Os reflexos da implementação da Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva do Ceará na Atenção Psicossocial. 2017. 141 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-03-30T13:07:31Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-03-30T13:07:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Made available in DSpace on 2017-03-30T13:07:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_alpevangelista.pdf: 1520837 bytes, checksum: 811b56dbd1a7fd7fa5881df34a118a57 (MD5) Previous issue date: 2017-02-22 The National Policy of Permanent Education in Health (NPPEH) was responsible for the creation of Multiprofessional Residences in Health, lato sensu specializations, characterized by in-service teaching, education and interprofessional collaboration in the practice of health teams and active learning methodologies. The Integrated Residence in Collective Mental Health of the School of Public Health of Ceará (RCMH-SPH/CE) started the first group in May 2013, the second in 2014 and the third in 2015, with 53 vacancies made available annually. Thus, the general objective was to analyze the reflexes of the implementation of RCMH-SPH/CE in the psychosocial care of the municipalities of Aracati, Fortaleza, Horizonte and Iguatu-CE. Methodology: Descriptive, exploratory and analytical qualitative study, which included documentary analysis and semi-structured interviews as techniques for the construction of information and elaborated considerations. The mentioned municipalities formed the context of the study, since they welcomed the first and second class, allowing the scope of a more longitudinal view of the process. Intentional sampling was used, with a selection of social actors involved in the process, 34 participants: municipal health secretaries, mental health coordinators, RCMH-SPH/CE coordinators, service managers, field preceptors, CAPS professionals who interacted with residents and residents. We analyze the information through the Thematic Content Analysis, considering the theoretical discussions and the national guidelines of psychosocial care, the permanent education in health and the literature on education and interprofessional collaboration. The research followed the ethical precepts of Resolution 466/12 of the National Health Council. Analysis and discussion of results: The reflexes of the implementation of RCMH-SPH/CE on psychosocial care highlights the importance of NPPEH in the training of professionals committed to the development of the Unified Health System (UHS), the Psychosocial Care Network and the skills required to promote mental health. The new actions and the new projects carried out are represented by the interprofessional-integral-intersectoral tripod. The advances in psychosocial care were: social and health mapping of the territories of action; Mental health training for family health teams; Professional qualification of both residents and service professionals; Social participation in spaces of social control such as health councils; Implementation of actions to manage the clinic in the services; Increasing accessibility to psychosocial services and minimizing stigmas in relation to mental health. Regarding the challenges, part of the history and structure of the Brazilian Federation, part of municipal political facts, and, within this complexity, of the contradictions triggered by the civilizing project of UHS, we have: infrastructure and organizational processes of SPH-CE and municipalities insufficient to Guarantee of the ideal conditions for RCMH-SPH/CE theoretical and practical programming, highlighting the inadequacy or lack of financial incentive to teachers. Despite the efforts of the coordination center of RCMH-SPH/CE, we also noticed deficiencies in the pedagogical training of preceptors and the uncertainty regarding the continuity of the Residence to guarantee the longitudinality of actions and the continuation of the minimization of stigmas in the areas of activity. Final considerations: Despite the challenges encountered, we revealed innovations generated by RCMH-SPH/CE in the municipal health networks, showing this as a strategy of education and interprofessional collaboration for the promotion of mental health and the viabilization of psychosocial care. A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) foi responsável pela criação das Residências Multiprofissionais em Saúde, especializações lato sensu, caracterizadas por ensino em serviço, educação e colaboração interprofissional na prática de equipes de saúde e metodologias ativas de aprendizagem. A Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva da Escola de Saúde Pública do Ceará (RISMC-ESP/CE) iniciou a primeira turma em maio de 2013, a segunda em 2014 e a terceira em 2015, sendo disponibilizadas 53 vagas anuais. Assim, o objetivo geral foi analisar os reflexos da implementação da RISMC-ESP/CE na atenção psicossocial dos municípios de Aracati, Fortaleza, Horizonte e Iguatu-CE. Metodologia: Estudo qualitativo descritivo, exploratório e analítico, que contou com análise documental e entrevistas semiestruturadas como técnicas para a construção das informações e considerações elaboradas. Os referidos municípios formaram o contexto do estudo, pois acolheram a primeira e a segunda turma, permitindo o alcance de uma visão mais longitudinal do processo. A amostragem intencional foi utilizada, sendo selecionados atores sociais envolvidos no processo, ao todo 34 participantes: secretários municipais de saúde, coordenadores de saúde mental, articuladores da RISMC-ESP/CE, gerentes dos serviços, preceptores de campo, profissionais dos CAPS que interagiram com os residentes e os residentes. Analisamos as informações através da Análise de Conteúdo Temática, considerando as discussões teóricas e as diretrizes nacionais da atenção psicossocial, da educação permanente em saúde e da literatura sobre educação e colaboração interprofissional. A pesquisa seguiu conforme os preceitos éticos da Resolução nº 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Análise e Discussão dos Resultados: os reflexos da implementação da RISMC-ESP/CE na atenção psicossocial ressaltam a importância da PNEPS na formação de profissionais comprometidos com o desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS), da Rede de Atenção Psicossocial e de competências necessárias para a promoção da saúde mental. As novas ações e os novos projetos realizados são representados pelo tripé de atuação interprofissional-integral-intersetorial. Os avanços na atenção psicossocial foram: mapeamento social e de saúde dos territórios de atuação; matriciamento em saúde mental para equipes de saúde da família; qualificação profissional tanto dos residentes quanto dos profissionais dos serviços; participação social em espaços de controle social como os conselhos de saúde; implantação de ações para gestão da clínica nos serviços; aumento da acessibilidade aos serviços psicossociais e minimização de estigmas em relação à saúde mental. Quanto aos desafios, parte decorrente da história e estrutura da Federação Brasileira, parte de fatos políticos municipais, e, dentro desta complexidade, das contradições desencadeadas pelo projeto civilizatório do SUS, temos: infraestrutura e processos organizacionais da ESP-CE e dos municípios insuficientes para garantia das condições ideais para programação teórico-prática da RISMC-ESP/CE, com destaque para a inadequação ou inexistência do incentivo financeiro aos preceptores. Apesar do esforço do núcleo de coordenação da RISMC-ESP/CE, percebemos também falhas na formação pedagógica dos preceptores e a incerteza quanto à continuidade da Residência para garantia da longitudinalidade das ações e continuação da minimização de estigmas nos territórios de atuação. Considerações Finais: apesar dos desafios encontrados, revelamos inovações geradas pela RISMC-ESP/CE nas redes municipais de saúde, mostrando esta como uma estratégia de educação e colaboração interprofissional para a promoção da saúde mental e a viabilização da atenção psicossocial.
10

Residências em saúde

Ribeiro, Kátia Regina Barros 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2015 Made available in DSpace on 2016-02-09T03:14:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337081.pdf: 1777370 bytes, checksum: 8c22fd59a6b55c5e7785a70c20ab02b5 (MD5) Previous issue date: 2015 Os programas de residência em saúde, no Brasil, são considerados pós-graduações lato sensu e caracterizados pela educação no trabalho, articulam teoria e prática, o ensino e o serviço e desempenham importante papel na formação de profissionais para o Sistema Único de Saúde  SUS. Nesse contexto, destaca-se o preceptor, profissional que está na assistência e assume papel importante na formação do residente, sendo um mediador entre o mundo do ensino e o mundo do trabalho. Isso requer que o preceptor tenha competência para ensinar, compreender o contexto do residente, da instituição, a realidade que se apresenta como cenário às relações, assim como também conhecer as estratégias que possibilitam o movimento de construção do conhecimento, das habilidades e atitudes no profissional em formação. Assim, fundamentada no referencial teórico de Lee Shulman, a preceptoria foi compreendida como uma prática educativa que requer que o preceptor constitua um repertório de saberes para a condução do processo ensino-aprendizagem dos residentes. Desse modo, os objetivos deste estudo foram: Compreender o significado da preceptoria e de ser preceptor e identificar os conhecimentos que o preceptor utiliza para conduzir o processo de ensino-aprendizagem na formação do residente. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de delineamento exploratório e descritivo, realizada com 31 preceptores de programas de residência médica e multiprofissional de três hospitais universitários de um estado do Nordeste do Brasil. A coleta de dados ocorreu no período de dezembro de 2013 a julho de 2014, por meio de entrevista semiestruturada. Para tratamento dos dados foi utilizada a codificação aberta e axial conforme proposta por Strauss e Corbin, com o auxílio do software Atlas ti® 7. Nesse procedimento emergiram as seguintes categorias: (1) O significado da preceptoria e de ser preceptor; (2) A prática da preceptoria; (3) Os Conhecimentos-base para o ensino utilizados pelos preceptores. Os resultados permitiram compreender que a preceptoria é uma ação com finalidade pedagógica; é uma prática educativa, na qual o preceptor compartilha o seu conhecimento com o residente, divide tarefas, discute casos, articula a teoria e a prática e se torna um guia para o residente. Para isso, o preceptor considera importante o conhecimento da matéria, conhecer os residentes e suas características, o currículo do curso, o contexto educacional, assim como estabelecer uma relação de respeito, solidariedade e amorosidade com o residente. Também reconhece como imprescindível o domínio do saber pedagógico, bem como o conhecimento pedagógico do conteúdo, que orienta o preceptor ao saber ensinar e é imperativo de uma formação inicial e permanente para o exercício da preceptoria. Por fim, o estudo apresenta subsídios que podem fundamentar a construção de uma política nacional de valorização do preceptor, para que essa prática seja desenvolvida com competência, contribuindo para uma formação qualificada de profissionais de saúde que atendam aos requerimentos das políticas públicas.
Abstract : Residency programs in health, in the current situation, play an important role in training professionals for SUS therefore considered broad sense postgraduate and marked by in-service training, articulate theory and practice, teaching and service. In this context, there is the preceptor, professional who is in the care and plays a key role in shaping the resident, is the mediator between theory and practice, between the world of education and the world of work. Therefore, it is necessary that the teacher is competent to teach, understand the context of the resident, the institution, the reality presented as a backdrop to relations, as well as know strategies that allow the movement of construction of knowledge, skills and attitudes the trainee. Thus, based on Lee Shulman's theoretical framework, which discusses the Knowledge Base for Education, I aim in this research, understand the preceptorship in health and basic knowledge for teaching professionals / tutors of university hospitals. This is a qualitative, exploratory and descriptive design, performed with 31 tutors of medical and multidisciplinary residency programs of three university hospitals in a city in northeastern Brazil. Data collection was conducted from December 2013 to July 2014, through semi-structured interview, following the ethical principles required by Resolution no. 466, of December 12, 2012 the National Board of Health and approved by the Ethics and Research of the Federal University of Santa Catarina Committee under protocol nº 426570. The data collected was measured using the process of Grounded Theory, with the help of Atlas Software you. In this procedure emerged the following main categories: (1) The meaning of preceptorship and be preceptor; (2) The practice of preceptorship; (3) knowledge for teaching in preceptorship. In the empirical material analysis could understand that preceptorship is an action with teaching purposes, an educational practice in which the teacher shares his knowledge with the resident, divide tasks, discusses cases, articulates the theory and practice and becomes the reference, model, guide, advisor to the resident. For this, the teacher considers important to know about your expertise, meet the residents and their characteristics, the course curriculum, the educational context, and to establish a relationship of respect, solidarity and loveliness with the resident. In addition, it is also necessary to have the pedagogical knowledge and pedagogical content knowledge, which guides the teacher to know how to teach.

Page generated in 0.0958 seconds