• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 29
  • Tagged with
  • 30
  • 30
  • 18
  • 16
  • 13
  • 11
  • 11
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Mortalidade neonatal de residentes em Maringa - Parana, no ano de 1990

1993 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:56:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1993 BV UNIFESP: Teses e dissertações
2

Estudo dos egressos da residencia medica em psiquiatria da Escola Paulista de Medicina: uma compreensao do processo de aprendizagem e formacao da identidade profissional

1996 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:57:38Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1996 BV UNIFESP: Teses e dissertações
3

Avaliacao da qualidade de vida em residentes de medicina da UNIFESP-EPM Quality of life in medical house officers from UNIFESP/EPM

2004 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:03:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004 Objetivo Principal : Avaliar o nivel de Qualidade de Vida de uma amostra de 128 medicos residentes da UNIFESP-EPM. Metodo : Trata-se de um estudo descritivo , do tipo corte transversal, randomizado, com a utilizacao do instrumento generico de avaliacao de Qualidade de Vida SF-36, alem da aplicacao de um Questionario de Identificacao e Dados Socio-Demograficos e Ocupacionais , elaborado pela pesquisadora . Ambos os instrumentos foram aplicados na forma auto - administravel. Resultados : A amostra foi de 59 mulheres e 69 homens , assim distribuidos : 39,8 por cento de R1 , 38,3 por cento de R2 e 21,9 por cento de R3. A idade media foi de 26 anos . Os residentes de especialidades clinicas somaram 60, 9 por cento e de especialidades cirurgicas , 39,1 por cento . O nivel de satisfacao com a residencia foi de 68 por cento ; 71,1 por cento referiu ter atividades extras alem da residencia; 41,4 por cento dos residentes mantem contato com pacientes criticos por mais de 30 horas semanais , e 83, 6 por cento. acham seu tempo de lazer insuficiente . Os residentes de especialidades cirurgicas revelaram melhores indices de QV nos dominios AS (p= 0, 002 ) e SM (p=0,034) do que os residentes de especialidades clinicas ; residentes do sexo feminino tiveram melhores resultados do que o sexo masculino nos dominios AF (p=0, 012) , AE (p=0, 036) e SM (p=0, 063) ; os residentes que exerciam outras atividades alem da residencia tiveram indices piores de QV nos dominios AS (p=0, 072 ), AE (p=0, 001 ) e SM (p=0,071). O tempo de contato maior que 30 horas semanais com pacientes criticos piora bastante a QV , com resultados significantes em todos os dominios . Residentes satisfeitos com seu treinamento e com tempo de lazer suficiente , apresentam melhor QV em todos os dominios . A utilizacao da Atletica contribuiu para uma melhor QV, com excecao dos AE. Com relacao aos tres anos de residencia :todos os dominios , com excecao dos AE , apresentam resultados melhores no R2 do que no RI . Os dominios AF (p=0,056 ) ,Dor (p=0, 001 ) , Vit (p< 0, 001 ) , AS (p=0, 002) e SM (p=0, 001 ) mantem-se superiores no R3. Ja a CF (p=0, 012) piora no R3 em relacao ao R2. Conclusoes : A avaliacao da QV em residentes mostrou resultados comparaveis nos dominios do componente mental do SF-36 ( Vitalidade, Aspectos Sociais , Aspectos Emocionais, Saúde Mental) ao encontrado em pacientes com doencas cronicas ,indicando a necessidade de se investir esforcos no sentido de aprimorar este sistema de formacao profissional. Alem de se cuidar de alguns aspectos especificos de cada programa , enfase especial deve ser dada aos cuidados com o treinamento do R1 BV UNIFESP: Teses e dissertações
4

Sintomas depressivos em mediocos residentes de primeiro ano da UNIFESP-EPM em 1998: diferenciais por especialidade e genero The aim of this study was to evaluate the prevalence of depression in physicians in the first year of postgraduate training at Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina in 1998

2000 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:01:16Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2000 O objetivo do atual estudo foi avaliar a prevalencia de depressao nos medicos residentes de primeiro ano da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina no ano de 1998. Setenta e cinco residentes foram sorteados para participar voluntariamente da pesquisa, 38 do sexo feminino e 37 do sexo masculino. Os residentes tambem foram divididos em grupos de especialidades clinicas (44) e cirurgicas (31). O instrumento utilizado foi um inventario de mensuracao de depressao, o Inventario de depressao de Beck. A prevalencia de depressao encontrada em Medicos residentes do primeiro ano foi de 9,3 por cento. Mulheres medicas nao se apresentaram mais deprimidas do que os homens (p = O,42). Mulheres medicas de especialidades Clinicas apresentaram mais disforia e depressao do que as mulheres medicas de especialidades Cirurgicas (p = O,07). Dado que uma medica residente apresente disforia ou depressao ela tem 4 vezes mais chance de ser do grupo de Clinica do que de Cirurgia, calculo realizado pelo odds ratio e a chance de um residente que apresente sintomas de disforia ou depressao ser de especialidade Clinica e tres vezes maior do que ser de especialidades Cirurgicas. Embora a prevalencia de disforia e depressao entre residentes tenha sido de aproximadamente 20 por cento, um indice menor do que o encontrado em estudos anteriores, ainda justifica um investimento institucional para uma atencao mais cuidadosa com medicos residentes de primeiro ano. depressao entre medicos implica no profundo sofrimento de pessoas que lidam com o sofrimento e o adoecer de outros diariamente tornando sua tarefa ainda mais dificil BV UNIFESP: Teses e dissertações
5

Estudo exploratorio sobre a formacao clinica em psiquiatria da infancia e adolescencia na cidade de São Paulo Exploratory study about the clinical training in child and adolescent psychiatry in São Paulo. Brasil

1998 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:00:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1998 A psiquiatria infantil tem uma historia recente. Somente nos ultimos 60 anos a especialidade desenvolveu-se para se tornar uma disciplina reconhecida, com volume de conhecimentos e um numero consideravel de clinicos. Observa-se que a psiquiatria da infancia e adolescencia depara-se com muitos dilemas praticos e conceituais. O corpo de conhecimento bem validado e confiavel permanece pequeno, a nomenclatura e a nosologia necessitam padronizacao e ha controversias sobre os modelos etiologicos. Pesquisa e avaliacao representam a menor preocupacao se comparadas com as demandas de trabalho clinico, portanto, os tratamentos sao amplamente empiricos. No Brasil e quase inexistente literatura especializada sobre a evolucao da especialidade em nosso meio. Registra-se como acontecimentos influentes na configuracao atual da psiquiatria infantil brasileira a fundacao, em 1922, da Liga Brasileira de Higiene Mental; a criacao de uma unidade para menores anexa ao Hospital do Juqueri que iniciara suas atividades em 1901; o inicio, em 1955, do servico de Higiene Mental no Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; a fundacao da Associacao Brasileira de Neuropsiquiatria Infantil (ABENEPI), em 1967, precedida pela da Associacao Brasileira de DefiCiência Mental, em 1965 e a experiencia da Comunidade Terapeutica Enfance, nas decadas de 60 e 70. O objetivo deste trabalho foi estudar as caracteristicas do processo de formacao em psiquiatria da infancia e adolescencia na cidade de São Paulo. Numa amostragem nao-probabilistica selecionaram-se oito psiquiatras da infancia e adolescencia, adotando como criterio fundamental de inclusao a presenca de influencia sobre a formacao de novos psiquiatras da infancia e adolescencia. Foram realizadas entrevistas abertas, em profundidade. As entrevistas foram gravadas, transcritas na integra e submetidas a uma analise de conteudo, tomando como referencia principal a tecnica exposta por Strauss e Corbin. Observamos que a psiquiatria da infancia e adolescencia, em nosso meio, nao pode ser tomada como uma unidade homogenea nem mesmo como um conjunto de unidades iguais. Sob este rotulo abrigam praticas clinicas de fundamentos teoricos, instrumentos de investigacao, condutas terapeuticas e clientelas distintos. O que se chamou de longa, erratica e personalista trajetoria de formacao em psiquiatria infantil deve-se a uma conjuncao de determinantes...(au) BV UNIFESP: Teses e dissertações
6

Residência médica: um estudo prospectivo sobre dificuldades na tarefa assistencial e fontes de estresse

1994 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:56:43Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1994 BV UNIFESP: Teses e dissertações
7

Residencia em gastroenterologia como modelo para analise do papel da residencia medica na formacao do especialista

1993 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:56:20Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1993 BV UNIFESP: Teses e dissertações
8

O internato do curso medicina da Universidade Federal de Pernambuco Teaching and learning during internship placements of the Federal University of Pernambuco: preceptor´s perspective

2012 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:45:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012 Introdução: Os cursos de medicina do Brasil oferecem, nos seus dois ultimos anos, o estagio obrigatorio nas cinco areas basicas (clinica medica, cirurgia, pediatria, Saúde coletiva e gineco-obstetricia), chamado internato. O Internato e o periodo em que o estudante esta em contato direto com a o trabalho e pratica medica, sendo responsavel por uma parcela importante da formacao profissional. Estimulados pela publicacao das novas Diretrizes Curriculares para a graduacao em Medicina, os cursos implementaram uma ampliacao dos cenarios de pratica muito alem dos hospitais universitarios. Servicos de Saúde das redes municipais e estaduais passaram a compor os estagios do internato. Poucos cursos, porem, apresentam um conhecimento profundo dos cenarios de pratica da rede de Saúde e de como se desenvolve o ensino-aprendizagem facilitado por preceptores nesses servicos. Objetivo: O presente estudo dedicou-se a conhecer a realidade do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco atraves da perspectiva do preceptor. Metodologia: Trata-se de um levantamento descritivo, de natureza qualitativa, em um corte transversal, que caracterizou um estudo de campo, aplicado as cinco areas basicas do internato e que envolveu vinte e um preceptores coordenadores de treze servicos de Saúde. Foram realizadas entrevistas, utilizando roteiros semi-estruturados, com os preceptores coordenadores dos servicos de Saúde envolvidos no internato, atraves de uma amostra criteriosa. Os criteriosprincipais foram: ser preceptor coordenador de ensino e atuante na pratica diaria de preceptoria. Para a avaliacao e critica dos dados foi adotada a analise de conteudo, realizada em tres etapas: pre-analise, analise e inferencias e interpretacoes. Resultados: Um total de vinte um preceptores foram entrevistados. As categorias tematicas mais relevantes para o estudo foram: expectativa do preceptor para a formacao medica durante o rodizio; modelos de ensino da preceptoria; Gestão do ensino e integracao ensino-servico. Os preceptores apresentam expectativas diversas entre si, porem coerentes na maior parte com os documentos que referencia a educacao medica, porem sem cita-los. Os preceptores apresentam modelos de ensino centrados no preceptor, no estudante e no problema, sendo os ultimos uma menor parte. A Gestão do ensino apresenta-se de forma pragmatica, organizando o encontro entre educador e educando, porem sem planejamento da acao pedagogica em si. A integracao ensino-servico esta representada atraves de acoes pontuais por parte da instituicao academica, porem a demanda dos preceptores abrange a educacao permanente e fatores motivadores para atuacao continua no ensino. As analises das categorias indicaram um afastamento importante entre as praticas cotidianas nos servicos e o preconizado nas Diretrizes Curriculares e no Projeto Politico Pedagogico do Curso de Medicina. Conclusoes: O estudo representa um aprofundamento sobre as atividades de ensino nos cenarios de pratica do internato. As categorias analisadas representam pontos cruciais para o aperfeicoamento da integracao ensino-servico. As expectativas dos preceptores abarcam o conteudo dos documentos formais, porem estes deverao ter acesso aos marcos referencias da reforma dos cursos de medicina para a devida apropriacao. Apesar de preconizado, o ensino problematizador e a pratica de poucos preceptores com uma formacao em educacao. Um programa de desenvolvimento docente do preceptor podera aproximar as praticas diarias nos cenarios. Os preceptores exercem uma Gestão de ensino focada na agenda de atividades, enquanto que a universidade executa poucas atividades de integracao. Acoes de integracao ensinoservico especificas poderao qualificar os estagios obrigatorios nos cenarios de praticas na rede de Saúde. Planejamentos participativos poderao apoiar a construcao de expectativas comuns entre servicos, academia e estudantes. Metodologias ativas de ensino da pratica medica poderao ser sugeridas em acordo com as concepcoes pedagogicas dos documentos de referencia. A Gestão do ensino podera ser alvo de acoes de educacao permanente para preceptores, a fim de aprimorar suas competencias educacionais. Outros estudos deverao abordar a perspectiva do estudante, do professor e do gestor, importantes para complementacao das informacoes obtidas no presente estudo BV UNIFESP: Teses e dissertações
9

Avaliacao dos residentes e especializando em radiologia no Brasil por meio da prova nacional dos residentes e especializandos em radiologia e diagnostico por imagem de 1999 a 2001 Evaluation of the reidents and trainees in radiology in Brazil by the national examination in radiology and diagnostic imaging from 1999 to 2001

2003 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:04:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003 Objetivo: interpretar o desempenho dos residentes e especializandos em Radiologia, por meio da prova nacional dos residentes e especializandos em Radiologia e Diagnostico por Imagem, durante os tres primeiros anos de sua aplicacao (1999 a 2001), nas diversas subespecialidades. Metodos: analisou-se 386 provas em 1999, 715 em 2000 e 731 em 2001, totalizando 1.832 provas. Foram tres aplicacoes anuais, que permitiram a inscricao dos residentes e especializandos em Radiologia e Diagnostico por Imagem do Brasil, com avaliacao de cada ano, isoladamente, constando de testes de multipla escolha. As provas foram divididas em nove subespecialidades (neurologia, torax, digestivo, fisica, pediatria, urinario, musculoesqueletico, mamografia e ginecologia e obstetricia, com interpretacao de imagens), cada uma delas avaliada, separadamente. As questoes de interpretacao de imagens foram digitalizadas, com maior numero de questoes na segunda e terceira provas. As provas foram aplicadas em 12 centros distribuidos no territorio nacional. As subespecialidades foram comparadas nos diversos niveis (residentes e especializandos de 1°, 2° e 3° anos) pelo teste nao-parametrico de Kruskal-Wallis. Resultados: na prova de 1999, nao foi observada diferenca significativa entre residentes e especializandos na maioria das areas, entretanto, deve ser considerado que o numero de especializandos inscritos foi 2 a 3 vezes menor do que o numero de residentes. Em 2000 e 2001, em geral, observou-se uma diferenca significativa entre o residente e especializando. Conclusao: existe uma diferenca estatisticamente significante entre o aproveitamento dos residentes em relacao ao dos especializandos na maior parte das subespecialidades, em 2000 e 2001, demonstrando que o residente recebe melhor formacao global, permitindo obtencao de maiores medias nas notas das provas. A area de fisica manteve baixa evolucao durante os tres anos. Na area de ginecologia e obstetricia, durante os tres anos, o aproveitamento dos residentes em relacao ao dos especializandos nao foi muito evidente. A tendencia observada em cada prova, individualmente, se manteve inalterada durante sua aplicacao, notadamente, em 2000 e 2001. Os resultados indicam a necessidade de se revisar os estagios de Radiologia no pais BV UNIFESP: Teses e dissertações
10

Uma viagem cartografica pela instituicao hospitalar, seus habitantes, suas emocoes e suas implicacoes A cartographic trip through the as hospital institution its feelings and its implications

1999 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:00:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1999 Esta dissertacao acompanha os caminhos seguidos pelos habitantes do hospital: o paciente, o medico-residente, os acompanhantes, os agentes de Saúde, enfim, todos aqueles que circulam dentro do hospital. Traca, dessa forma, uma cartografia das experiencias na area de Pediatria de um Hospital Geral. No trajeto empreendido, aborda-se historicamente a Instituicao Hospitalar desde a sua criacao na Idade Media, quando era espaco de acolhimento dos excluidos,, ate se transformar em local de tratamento. A historia da formacao do medico e um de seus pontos de destaque. Sao apresentadas algumas cenas do cotidiano, onde o saber medico e foco daquilo que se produz como efeito no atendimento do paciente. As entrevistas com os medicos e as observacoes realizadas na enfermaria e no ambulatorio da Disciplina de Gastroenterologia Pediatrica do Hospital São Paulo apontam para mudancas de comportamento e percepcao quanto a tarefa de cuidar e curar, quando os habitantes do hospital podem analisar suas diferentes implicacoes. A pesquisa realizada permitiu, atraves da metodologia participativa utilizada, uma abordagem diferenciada da relacao do medico-residente com o seu saber. Seus temores, desejos e conquistas, ao serem falados e ouvidos, permitem visualizar um fazer medico mais confiante, com novas possibilidades e novos dispositivos de atuacao BV UNIFESP: Teses e dissertações

Page generated in 0.0956 seconds