• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 10
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 10
  • 10
  • 10
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Exercícios físicos, capacidade funcional e qualidade de vida de mulheres sobreviventes ao câncer de mama /

Arthuso, Fernanda Zane. January 2017 (has links)
Orientador: Carmen Maria Bueno Neme / Coorientação: Carlos Eduardo Lopes Verardi / Banca: Emmanuel Gomes Ciolac / Banca: Sandra Leal Calais / Resumo: O câncer de mama é a segunda doença oncológica mais frequente no mundo e a mais comum entre as mulheres. Devido à complexidade da doença e às consequências do processo experienciado, é necessário desenvolver um programa adequado de exercícios físicos que atenue os impactos negativos e contribua para o bem estar e qualidade de vida dessa população. O presente estudo teve como objetivo investigar os efeitos de um programa de exercício físico estruturado e individualizado na composição corporal, na capacidade funcional e na qualidade de vida de mulheres que realizaram tratamento para câncer de mama, além de avaliar o motivo alegado para a participação e a satisfação das participantes com o programa. A pesquisa tem o referencial teórico metodológico pautado na abordagem mista, qualitativa e quantitativa. Participaram cinco mulheres fora de tratamento do câncer de mama há pelo menos seis meses. Os dados foram coletados individualmente por meio de: entrevista estruturada; questionário de qualidade de vida WHOQOL-Bref; avaliação física composta pelo Teste de Sentar e Alcançar, Teste de Abdominal com Flexão Completa de Tronco e Teste de Caminhada de 6 minutos; além de uma pergunta sobre a satisfação com o programa de exercícios físicos realizado. As participantes foram avaliadas previamente ao programa de exercícios físicos e dezesseis sessões após o início da intervenção. Para análise dos dados, a comparação de parâmetros quantitativos foi realizada por meio do teste não paramétrico... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Breast cancer is the second most common cancer disease in the world and the most common cancer among women. Due to the complexity of the disease and the consequences of the process experienced, it is necessary to develop an adequate physical exercise program that attenuates negative impacts and contriburtes to the well-being and quality of life of this population. The present study aimed to investigate the effects of a structured and individualized exercise program on body composition, functional capacity and quality of life of women who underwent treatment for breast cancer, as well as to evaluate the reason for participation and the participants' satisfaction with the program. The research has the methodological theoretical framework based on the mixed, qualitative and quantitative approach. Five women out of breast cancer treatment for at least six months participated. The data were collected individually by: structured interview; quality of life questionnaire WHOQOL-Bref, Physical assessment consisting of the Sit and Go Test, Abdominal Test with Full Tunk Flexion, and 6-minute Walk Test; question about satisfaction with the phsysical exercise program performed. Participants were assessed before the physical exercise program and sixteen sessions after the beginning of the intervention. For data analysis, the comparison of qualitative parameters was performed using the Wilcoxon non-parametric test for repeated measurements, the results did not indicate statistically significant changes in quality of life. The quantitative values found showed improvement in the physical domains from 64.3 (46.4 - 85.7) to 67.9 (50 - 91.6), psychological from 75 (41.7 - 87.5) to 79.1 (54.1 - 91.7) and environmental status from 68.8 (65.6 - 84.4) to 78.1 (65.6 - 84.3) before and after the intervention. The physical evaluation performed before and after intervention indicated improvement in... (Complete abstract electronic access below) / Mestre
2

Conhecimento, atitude e pratica do auto exame da mama e do exame de mamografia em usuarias dos centro de saude do municipio de Campinas

Marinho, Luiz Alberto Barcellos 31 July 2018 (has links)
Orientadores: Maria Salete Costa Gurgel, Jose Guilherme Cecatti / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-31T14:56:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marinho_LuizAlbertoBarcellos_D.pdf: 269629 bytes, checksum: ed8419314de5a4477a6cd066e0099593 (MD5) Previous issue date: 2001 / Doutorado
3

Efeitos anti-inflamatório e antitumoral dos constituintes de Qualea grandiflora no tumor de Ehrlich /

Quilles, Marcela Bassi. January 2013 (has links)
Orientador : Iracilda Zeppone Carlos / Banca: Fernanda de Freitas Aníbal / Banca: Luis Vitor da Silva Sacramento / Banca: Luciana Simon Pereira Crott / Banca: \denise Fecchio / Resumo: O câncer de mama é uma das maiores causas de morte dentre as mulheres, seguido pelo câncer de colo de útero. Os tratamentos geralmente utilizados são extremamente agressivos e na maioria das vezes causando efeitos deletérios as células do hospedeiro. Os macrófagos são as primeiras células a serem ativadas para participar de uma resposta imunológica propriamente dita, são células capazes de secretar mais de cem produtos biologicamente ativos, entre esses, espécies reativas de nitrogênio e citocinas que atuam no contexto da resposta imunológica e/ou inflamatória. Qualea grandiflora Mart (Q. grandiflora) da família Vochysiaceae é uma planta do cerrado brasileiro, utilizada na medicina popular no tratamento de úlceras, gastrites, amebíase, diarréia com sangue, cólicas intestinais e inflamações. Estudos realizados anteriormente em nosso laboratório demonstraram que espécies de Qualea sp. apresentou atividade antitumoral in vitro extremamente seletiva para tumor de mama murino (linhagem LM3) e ainda apresenta características anti-inflamatórias através da inibição expressiva da produção dos mediadores imunológicos NO, IL-1 e IL-12 pelos macrófagos peritoneais murinos ativados com LPS. A partir destes resultados, propusemos avaliar neste trabalho uma forma alternativa de tratamento contra o câncer de mama experimental empregando-se um extrato bruto (EH), uma fração terpênica (FT) derivada do extrato hexânico de Q. grandiflora e a substância isolada β-sitosterol (BS), em modelo experimental de Ehrlich concomitante à avaliação dos efeitos imunológicos das substâncias testadas, no animal. Como droga padrão dos experimentos realizados, utilizou-se o Taxol® (Paclitaxel- TX). Foi determinado in vitro a citotoxicidade celular de células do exsudado peritoneal de camundongos e células tumorais de Ehrlich, após incubação com os diferentes tratamentos pela técnica de MTT, analise da angiogênese pela dosagem... / Abstract: Breast cancer is a leading cause of death among women, followed by cervix cancer. The treatments normally used are highly aggressive, and most often causing deleterious effects on host cells. Macrophages are the first cells to be activated to participate in an immune response itself, cells are able to secrete more than hundred biologically active products, among these, reactive nitrogen species and cytokines that act in the context of immune and / or inflammatory. Qualea grandiflora Mart (Q. grandiflora) family Vochysiaceae is a plant of the Brazilian Cerrado, used in folk medicine in the treatment of ulcers, gastritis, amebiasis, bloody diarrhea, intestinal cramps and inflammation. Previous studies in our laboratory have shown that species Qualea sp. showed in vitro antitumor activity extremely selective murine breast tumor (line LM3) and also has anti-inflammatory characteristics by the significant inhibition of the production of immune mediators NO, IL-1 and IL-12 by murine peritoneal macrophages activated with LPS. From these results, we propose to evaluate this work an alternative form of treatment for breast cancer by employing a crude extract (EH), a fraction terpene (FT) derived from the hexane extract of Q. grandiflora and substance isolated β-sitosterol (BS) in an experimental model of Ehrlich concomitant evaluation of the immunological effects of the tested substances in the animal. As standard drug of experiments, we used Taxol ® (Paclitaxel-TX). It has been determined in vitro cytotoxicity of peritoneal exudate cells of mice and Ehrlich tumor cells after incubation with the different treatments using the technique of MTT analysis of VEGF angiogenesis by measuring the ocorência apoptosis in tumor cells by techniques Tunel and annexin V as well as the inhibition of nitric oxide (NO) and TNF-α, IL-1, IL-12 and IL-6. In addition, it was determined the rate of in vivo tumor inhibition and histological analysis by light ... / Doutor
4

Avaliação da circulação linfática na pesquisa do linfonodo sentinela pós tratamento cirúrgico para o câncer de mama /

Sarri, Almir José. January 2014 (has links)
Orientador: Rogério Dias / Coorientador: Sonia Marta Moriguchi / Banca: Gilberto Uemura / Banca: Regina Moura / Banca: Paulo Henrique Alves Togni / Banca: Rene Aloisio Costa Vieira / Resumo: Não disponível / Abstract: Not available / Doutor
5

Fatores associados ao câncer de mama em mulheres atendidas em um serviço público de Belo Horizonte, Minas Gerais – Um estudo caso-controle / Factors associated with breast cancer in women attended at a public service of Belo Horizonte, Minas Gerais – A case-control study

Sediyama, Catarina Maria Nogueira de Oliveira 29 July 2016 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2016-10-13T12:40:31Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4029754 bytes, checksum: 43958d2a6ba2ee682715941335b1f0ee (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-13T12:40:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4029754 bytes, checksum: 43958d2a6ba2ee682715941335b1f0ee (MD5) Previous issue date: 2016-07-29 / O câncer de mama é o principal tipo de câncer que acomete as mulheres brasileiras, com importante morbimortalidade nessa população. Medidas simples como a realização de mamografia podem impactar negativamente a mortalidade por essa doença, uma vez que possibilita o diagnóstico precoce e o tratamento com intuito curativo. A vitamina D possui propriedades anticânceres, e hoje infere-se que o polimorfismo do receptor da vitamina D pode influenciar o risco de câncer de mama na população feminina. A fim de contribuir para o melhor entendimento dos fatores relacionados à doença e a realização de exames para seu diagnóstico, esta tese é composta de quatro artigos. O primeiro artigo de revisão avaliou a relação entre a doença e as vitaminas A, C, D e E, seu consumo ou suplementação, na população feminina. Em seguida são apresentados três artigos originais. No artigo 2 foram apresentados os resultados das análises dos níveis de vitamina D, cálcio, fósforo e paratormônio na população estudada e avaliada a associação entre os fatores de risco relacionados à vida reprodutiva, as características antropométricas e os hábitos de vida das mulheres e a presença de câncer de mama. Foi demonstrado que os níveis de vitamina D estavam associados inversamente ao câncer de mama, enquanto as dosagens de cálcio, fósforo e paratormônio não se mostraram diferentes entre os grupos. Houve associação direta da menopausa e da história familiar de câncer de mama e inversa da prática de atividade física moderada com a doença. No artigo 3 foram avaliados os fatores relacionados à realização do primeiro exame de mamografia antes dos 40 anos. Foi encontrada associação inversa entre a realização do exame precocemente e a procedência rural da paciente, a ausência do uso contraceptivo oral e ser eutrófica. Foi demonstrada ainda associação direta com o maior nível de escolaridade, menopausa e obesidade. O artigo 4 abordou a presença do polimorfismo do receptor da vitamina D, os níveis de IL17 e o nível de vitamina D em mulheres do grupo com câncer de mama comparado com o grupo controle saudável. Não se encontrou associação entre a presença do polimorfismo e o câncer de mama. As pacientes saudáveis apresentaram valores mais elevados de vitamina D e IL17, também sem associação entre esses níveis e a presença do polimorfismo nessa população. Concluiu-se neste estudo que a hipovitaminose D está associada ao câncer de mama na população feminina e que a presença do polimorfismo rs7975232 não está associado ao aumento de risco de câncer de mama e não influenciou os níveis de vitamina D ou IL-17 na população brasileira. / Breast cancer is the main type of cancer that affects the Brazilian women with significant morbidity and mortality in this population. Simple measures such as mammography can negatively impact the mortality from this disease, as it allows early diagnosis and curative treatment. Vitamin D has anti-cancer properties, and nowadays it is inferred that the Vitamin D receptor polymorphism can influence the risk of breast cancer in the female population. In order to contribute to a better understanding of the factors related to the disease and performing tests for diagnosis, this thesis presents four articles. The first review article discussed the relationship between disease and vitamin A, C, D and E, consumption or supplementation in the female population. Then, are presented three originals articles. In Article 2 the results of analysis of vitamin D levels, calcium, phosphorus and parathyroid hormone in the study population were presented, and the association between risk factors related to sex life, anthropometric characteristics and lifestyle habits of women and presence of breast cancer was assessed. It was demonstrated that vitamin D levels were inversely associated with breast cancer, while the dosages of calcium, phosphorus and parathyroid hormone were not different between the groups. There was a direct association between menopause and family history of breast cancer and inverse association of the practice of moderate physical activity with the disease. In Article 3 factors related to perform the first mammogram before age 40 were evaluated. It was found an inverse association between early perform of the examination and the rural origin of the patient, the absence of oral contraceptive use, and to be eutrophic. It was also demonstrated a direct association with higher levels of education, menopause and obesity and early realization of a mammogram. In Article 4 the presence of the vitamin D receptor polymorphism, levels of IL17 and vitamin D in women were evaluated in the group with breast cancer compared to the healthy control group. No association was found between the presence of the polymorphism and breast cancer. Healthy patients had higher levels of vitamin D and IL17, and no association was found between these levels and the presence of the polymorphism in this population. It was concluded in this study that vitamin D deficiency is associated with breast cancer in the female population and the rs7975232 polymorphism presence is not associated with increased risk of breast cancer and did not affect the levels of vitamin D or IL-17 in the Brazilian population.
6

Perfil dos ácidos graxos da dieta e do tecido adiposo da mama, polimorfismos e risco de doença benigna e câncer de mama / Profile of fatty acids of diet and adipose tissue of breast, polymorphisms and risk of benign disease and breast cancer

Conceição, Lisiane Lopes da 30 November 2016 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2016-12-15T17:31:04Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4060682 bytes, checksum: 7c64e4cbfad1a08ae453dcc6c04507ad (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-15T17:31:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 4060682 bytes, checksum: 7c64e4cbfad1a08ae453dcc6c04507ad (MD5) Previous issue date: 2016-11-30 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O câncer de mama (CM) é o segundo câncer mais comum entre as mulheres brasileiras, destacando-se entre os tipos de câncer com altas taxas de mortalidade. O CM é considerado uma doença multifatorial envolvendo fatores biológico- endócrinos, vida reprodutiva, comportamentais, estilo de vida, como a dieta, e os genéticos. O presente trabalho tem como objetivo investigar os hábitos alimentares, o perfil de ácidos graxos do tecido mamário e a ocorrência de polimorfismo de nucleotídeo único (SNP) entre mulheres com o CM ou doença benigna da mama (DBM). Foi conduzido um estudo caso-controle, mascarado, de base hospitalar, com mulheres diagnosticadas com CM, DBM e controles, atendidas em um hospital público da cidade de Belo Horizonte, MG. Os dados foram coletados com a aplicação de questionário, e as amostras biológicas obtidas das pacientes que foram submetidas a cirurgia da mama por meio da coleta de sangue e biopsia do tecido mamário. Os resultados mostraram que não houve diferença estatística no consumo de ácidos graxos entre os grupos avaliados. A concentração do ácido láurico (P 0,001), acido mirístico (P = 0,036), ácido estearico (P = 0,031) e ácidos graxos saturados totais (AGST) (P=0,048) foram menores no tecido adiposo das mulheres com CM do que nas com DBM, enquanto o ácido palmitoleico (P = 0,022), ácido erúcico (P = 0,002), MUFAs totais) (P = 0.039) e a razão acido oleíco/ácido estearico (P = 0,015) foram maiores naquelas com CM do que nas com DBM. Por sua vez, não houve associação significativa entre o polimorfismo de Prol2Ala do Receptor Ativado por Proliferadores de Peroxissomos gama (PPARy ) (P=0,977), da Metilenotetrahidrofolato Redutase (M T HFR ) C677T (lC=0,956-1,003), da Metionina Sintetase (MT H ) A2756G (lC=0,335-1,028) e os grupos estudados. Quando testados se as combinações de alelos de risco poderiam gerar um efeito cumulativo no câncer de mama, o presente trabalho não encontrou associações significativas (p>0,05). As variáveis apontadas como fatores de risco para a ocorrência de DBM e CM nesta população estavam relacionadas a vida reprodutiva e hormonal da mulher, bem como a composição corporal e de estilo de vida. A participação das variáveis principais deste estudo e o CM e a DBM, continuam dependente de mais estudos na população brasileira, particularmente em relação aos polimorfismos. / Breast cancer (BC) is the second most common cancer among Brazilian women, highlighting among cancers with high mortality rates. BC is considered a multifactorial disease involving biological-endocrine factors, reproductive life, behavioral, lifestyle, diet, and genetic. The present study aims to investigate the eating habits, the fatty acid profile of the breast tissue and an occurrence of single nucleotide polymorphism (SNP) among women with BC or benign breast disease (BBD). A masked, hospital-based case-control study was conducted with women diagnosed with BC, BBD and controls, attended at a public hospital in the city of Belo Horizonte, MG. The data were collected with the application of a questionnaire, and the biological samples obtained from patients who underwent breast surgery through blood collection and breast tissue biopsy. The results showed that there was no statistical difference in the consumption of fatty acids between the evaluated groups. The concentration of lauric acid (P = 0.001), myristic acid (P = 0.036), stearic acid (P = 0.031) and total saturated fatty acids (SFAs) (P = 0.048) were lower in women with BC than in those with BBD, whereas palmitoleic acid (P = 0.022), erucic acid (P = 0.002), total MUFAs (P = 0.039) and oleic acid / stearic acid ratio (P = 0.015) were higher in those with BC than in BBD. On the other hand, there was no significant association between Pro12Ala polymorphism of the Receptor Activated by Peroxisome Proliferators gamma (PPARγ) (P = 0.977), Methylenetetrahydrofolate Reductase (MTHFR) C677T (CI = 0.956-1.003), Methionine Synthase (MTH) A2756G (CI = 0.335-1.028) and the groups studied. When tested whether combinations of risk alleles could generate a cumulative effect on breast cancer, our work found no significant associations. The variables identified as risk factors for the occurrence of DBM and CM in this population were related to women's reproductive and hormonal life, as well as body composition and lifestyle. The participation of the main variables of this study and CM and DBM, remain dependent on more studies in the Brazilian population, particularly in relation to the polymorphisms.
7

Responsividade das variáveis de composição corporal, perfil lipídico e nível de atividade física de mulheres em tratamento para o câncer de mama ao treinamento combinado /

Viezel, Juliana. January 2018 (has links)
Orientador: Ismael Forte Freitas Júnior / Banca: Diego Giulliano Destro Christofaro / Banca: Raul Cavalcante Maranhão / Resumo: Câncer é considerado atualmente uma das principais causas de mortalidade. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais afeta mulheres em todo o mundo e a prática de exercício físico pode melhorar diversos aspectos afetados pela doença ou pelo seu tratamento como: composição corporal, perfil lipídico e glicêmico e nível de atividade física. No entanto, há necessidade de mais estudos que avaliem as respostas individuais ao treinamento físico de mulheres sobreviventes de câncer de mama que estão sob tratamento hormonal. Objetivo: Analisar o efeito do treinamento combinado e a resposta individual de mulheres pós menopausa em tratamento para o câncer de mama com inibidores de aromatase ao treinamento nas variáveis de composição corporal, perfil metabólico e nível de atividade física habitual. Métodos: Participaram do estudo 36 mulheres sobreviventes de câncer de mama que fazem uso de inibidores de aromatase, randomizadas em grupo exercício (n=18) e controle (n=18). As avaliações foram realizadas nos momentos pré e após 24 semanas de treinamento combinado. Foram realizadas medidas antropométricas, composição corporal por meio do DEXA, exames bioquímicos sanguíneos (colesterol total e frações, glicemia e triglicérides) e pratica de atividade física por meio de acelerômetros. O treinamento combinado consistiu de três sessões semanais com duração de aproximadamente 1h40 minutos. As participantes do grupo exercício foram distribuídas em dois grupos de acordo com o percentual de mudança... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Cancer is currently considered a major cause of mortality. Breast cancer is the type of cancer that more affects women in the world and the practice of physical exercise can improve several aspects affected by the disease or its treatment such as body composition, lipid and glycemic profile and level of physical activity. However, more studies are needed to assess individual responses to physical training of women who are undergoing hormone treatment. Objective: To analyze the effect of combined training and the responsiveness of postmenopausal women on treatment for breast cancer with aromatase inhibitors to training in variables of body composition, metabolic profile and habitual physical activity level. Methods: Thirty-six survivors of breast cancer using aromatase inhibitors, randomized in group exercise (n = 18) and control (n = 18) participated in the study. The evaluations were performed in the pre and post 24 weeks of combined training. It were evaluated anthropometric measurements, body composition through DEXA, blood biochemical tests (total cholesterol and fractions, glycemia and triacylglycerol) and physical activity through accelerometers. The combined training consisted of three weekly sessions lasting approximately 1h40 minutes. Participants in the exercise group were divided into two groups according to the percentage change in body fat mass for the analysis of responsiveness. Statistical analyzes were performed in the SPSS program, version 21 and significance... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Nível de atividade física e uso de serviços de saúde em mulheres sob tratamento adjuvante contra o câncer de mama com inibidores de aromatase /

Trindade, Ana Carolina Alves da Costa. January 2018 (has links)
Orientador: Ismael Forte Freitas Junior / Banca: Denise Rodrigues Bueno / Banca: Luis Alberto Gobbo / Resumo: O câncer de mama é a segunda neoplasia maligna mais frequente no mundo e a primeira entre as mulheres, constituindo-se um grave problema de saúde pública, devido as altas prevalências e ao gasto com o tratamento. O nível de atividade física é um dos determinantes do desenvolvimento e agravamento da doença, interferindo no uso de serviços de saúde bem como no gasto do tratamento. Objetivo: Analisar se o nível de atividade física está associado ao gasto com saúde, composição corporal, fadiga e dor, bem como comprar o gasto com saúde entre obesas e não obesas, fadiga e dor leve e intensa de mulheres sob hormonioterapia adjuvante com inibidores de aromatase contra o câncer de mama atendidas pelo SUS. Métodos: Amostra composta por 42 mulheres em tratamento hormonal adjuvante contra o câncer de mama com inibidores de aromatase. Avaliação do uso de serviço de saúde foi obtido por meio de informações auto-referidas em entrevistas norteadas por questionários e bancos de dados de preços em saúde, retroagindo 30 dias à entrevista. Foram realizadas medidas antropométricas, avaliação da composição corporal por densitometria óssea, nível de atividade física por acelerometria (MVPA), níveis de fadiga por meio do questionário proposto por Piper et al. (1998) e a sensação de dor pelo questionário breve de dor (IBD). A estatística descritiva foi composta por valores de média, desvio-padrão, mediana, diferença entre quartil. Correlações de Pearson e Spearman foram empregadas para analisar a rel... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Breast cancer is the second most frequent malignant neoplasm in the world and the first among women, constituting a serious public health problem, due to the high prevalence and expense associated with treatment. The level of physical activity is one of the determinants of the development and aggravation of the disease, interfering in the use of health services as well as in the treatment expenditure. Objective: To analyze whether the level of physical activity is associated with health expenditure, body composition, fatigue and pain, as well as to buy health spending between obese and non-obese women, fatigue and mild and intense pain of women under adjuvant hormone therapy with aromatase against breast cancer attended by SUS. Methods: A sample composed of 42 women in hormonal adjuvant treatment against breast cancer with aromatase inhibitors. Evaluation of the use of health service was obtained through self-referenced information in interviews guided by questionnaires and health price databases, with a 30-day interview. Anthropometric measurements, body composition evaluation by bone densitometry, physical activity level by accelerometry (MVPA), fatigue levels were performed using the questionnaire proposed by Piper et al. (1998) and the pain sensation by the brief pain questionnaire (IBD)... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
9

As praticas preventivas para o cancer de mama e do colo do utero pelas mulheres de 40 anos ou mais de idade no municipio de Campinas, SP / Preventive practices for cervical and breast cancer for women 40 years old and over in the city of Campinas, SP

Amorim, Vivian Mae Schmidt Lima 08 November 2005 (has links)
Orientador: Marilisa Berti de Azevedo Barros / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-06T03:54:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amorim_VivianMaeSchmidtLima_M.pdf: 4488126 bytes, checksum: 21881a106ebbf7f21647cafe00bfac77 (MD5) Previous issue date: 2005 / Resumo:Justificativa: O câncer de mama e do colo de útero são neoplasias com altas taxas de incidência e mortalidade no Brasil e que dispõem de métodos eficazes de rastreamento para detecção precoce, oferecidos pelo Sistema Único de Saúde. Existe a necessidade de se identificar os subgrupos de mulheres que não realizam as práticas preventivas para esses agravos, como forma de se desenvolver estratégias, nas três esferas de governo, que venham minimizar as desigualdades ainda existentes em relação ao acesso aos serviços de saúde, a oferta de cuidados básicos, ao diagnóstico, tratamento e reabilitação nas questões relativas à saúde da mulher. Objetivos: Analisar as práticas de detecção precoce para o câncer de mama e do colo uterino, segundo características sociodemográficas, morbidade e comportamentos relacionados à saúde. Material e Métodos: Estudo do tipo transversal, de base populacional, tendo como população de estudo todos os indivíduos do sexo feminino com idade igual ou superior a 40 anos, não institucionalizados, residentes na área urbana de Campinas. Para a obtenção da amostra, os setores censitários do município de Campinas, foram agrupados em três estratos, segundo o percentual de chefes de família com nível universitário. Foram sorteados 10 setores censitários de cada estrato, e de cada setor censitário foram sorteados os domicílios e selecionados os indivíduos que seriam entrevistados, segundo os domínios de sexo e idade. As informações foram obtidas por meio de questionário estruturado em 19 blocos temáticos, com a maioria das questões fechadas, aplicado diretamente à pessoa sorteada.. O presente estudo incluiu 290 indivíduos pertencentes a dois domínios: mulheres de 20 a 59 anos e mulheres de 60 anos ou mais. Foram incluídos na análise dois grupos de variáveis: as independentes, compostas por variáveis sociodemográficas, comportamentos relacionados à saúde e estado da saúde e as dependentes, referentes à realização das práticas preventivas para a detecção do câncer de mama e do colo de útero. Para as análises estatísticas foi utilizado o programa STATA 7.0, que possibilitou levar em consideração as variáveis do plano de amostragem e o efeito de delineamento. As análises incluíram estimativas de prevalência, de razões de odds brutas e modelos de regressão logística múltipla. Resultados: O presente estudo possibilitou verificar que 83,3% das mulheres com 40 anos ou mais de idade, residentes em Campinas, encontram-se com a prática adequada em relação ao exame de Papanicolaou; 8,5% das mulheres entre 40 e 59 anos de idade e 11,1% das mulheres com 60 anos ou mais nunca haviam realizado o exame de Papanicolaou. Entre os principais motivos alegados pelas mulheres que nunca realizaram o exame citológico, destacam-se: achar que a realização deste exame não é necessária (43,5%), sentir vergonha (28,1%) e dificuldades relacionadas ao serviço prestador do exame (13,7%). Foram detectados, na análise univariada, os seguintes fatores associados à não-realização do exame citológico: idade, raça/cor, escolaridade, número de pessoas no domicílio, posse de bens, a não realização de exames preventivos para o câncer de mama. Os resultados da análise de regressão logística múltipla hierarquizada apontaram que não estar com a prática adequada quanto ao exame de Papanicolaou é mais freqüente nas mulheres entre 40 a 59 anos de idade, com escolaridade de até 4 anos, não brancas, e que não tiveram consulta odontológica no último ano. Verificou-se que 43,2% das mulheres que haviam feito o Papanicolaou tinham-no realizado em serviços do SUS. Em relação às práticas relativas à detecção precoce do câncer de mama, 50,8% das mulheres não fizeram mamografia nos últimos dois anos e dessas, 42,5% nunca haviam feito a mamografia e 8,3% realizaram-na há mais de 2 anos; 38,2 % não foram submetidas ao exame físico das mamas no ano que antecedeu a entrevista. Entre as mulheres com 70 anos ou mais de idade foram encontradas as maiores proporções de não realização da mamografia (67,7%) e do exame clínico das mamas (56,5%). Para a não realização do exame físico anual das mamas, nas análises univariadas, foram encontradas associações com: idade, raça/cor, situação conjugal, escolaridade, posse de bens, consumo de bebidas alcoólicas, prática de atividade física, do auto exame da mama, da mamografia e da citologia oncótica, e o uso de serviços odontológicos. Para a não realização da mamografia nos dois anos que antecederam a entrevista foram encontrados, nas análises univariadas, os seguintes fatores associados: idade, raça/cor, renda familiar per capita, posse de bens, consumo de bebidas alcoólicas, a prática do exame físico anual das mamas e da citologia oncótica. Os resultados do modelo de regressão logística múltipla mostraram que a não-realização do exame clínico das mamas foi mais freqüente entre as mulheres que vivem sem companheiro, que residem em domicílios com mais de quatro moradores, que não ingerem bebidas alcoólicas, que não realizaram o auto-exame das mamas e que não fizeram consulta odontológica no último ano. A não-realização da mamografia foi mais prevalente nas mulheres idade igual ou superior a 70 anos, não brancas, e que não ingeriam bebida alcoólica. Dos exames relatados, 28,8% das mamografias e 38,1% dos exames clínicos de mamas foram realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Conclusão: Esse estudo mostrou importantes características das mulheres que não realizam de forma adequada as práticas preventivas para o câncer de colo de útero e o de mama e que estratégias necessitam serem desenvolvidas pelos gestores da saúde, nos três níveis de governo, com o objetivo de minimizar as desigualdades de acesso, garantindo-se os princípios da equidade e da integralidade das ações pertinentes ao programa da saúde da mulher / Abstract: Background: Brazil has high incidence and mortality rates of breast and cervical cancer even though effective screening methods for early detection are provided by the Unified Health System-SUS. There is a need to identify subgroups of women who do not undergo preventive practices for these conditions, so as to develop strategies at the three levels of government in order to minimize the inequalities that still exist in terms of access to health services, offer of basic care, diagnosis, treatment and rehabilitation in issues related to women¿s health. Objectives: To analyze early detection practices for breast and cervical cancer, according to socio-demographic characteristics, morbidity and health-related behaviors. Methods: Cross-sectional, population-based study of all non-institutionalized women, 40 years old and over, and living in the urban area of Campinas. The sample was constructed by dividing the census sectors of Campinas into three strata groups according to the percentage of heads of households with college education. Ten census sectors were drawn from each stratum, and households were drawn and individuals selected for interviews from each census sector, according to gender and age. Information was derived from a questionnaire structured in 19 theme blocks, mostly with closed questions asked directly to the individual drawn. The present study included 290 individuals as follows: women, 20 to 59 years old and women 60 and over. Two groups of variables were analyzed: independent variables, encompassing socio-demographic variables, health-related behaviors and individual and family members¿ health status in terms of undergoing preventive practices to detect breast and cervical cancer. Statistical analysis was performed by using the STATA 7.0 program, which enabled taking into account the variables of the sample plan and design effect. Analyses included prevalence estimates, overall odds ratio and multiple regression logistic models. Results: The present study made it possible to verify that 83.3% of women 40 years and over, living in Campinas, have an inappropriate practice in relation to Pap smears; 8.5% of women between 40 and 59 years of age and that 11.1% of women 60 and over had never undergone a Pap smear. Among the major reasons pointed out by the women that had never had oncotic cytology, the following stand out: believing the test is not necessary (43.5%), being embarrassed (28.1%), and obstacles related to the service performing the test (13.7%). The univariate analysis detected the following factors associated with not having a cytology smear: age, race/color, schooling, number of individuals in the household, having assets, not doing preventive exams for breast cancer. The result of the hierarchy multiple regression logistic analysis pointed out that not having an appropriate practice in relation to Pap smears is more frequent in non-white women between 40 and 59 years of age, with up to 4 years of schooling and that had not had a dental appointment in the past year. The study verified that 43.2% of women that had been submitted to a Pap smear had done so in a SUS service. Regarding practices related to early detection of breast cancer, 50.8% of women had not had a mammogram in the past two years, and of these, 42.5% had never had a mammogram, and 8.3% had had one more than 2 years before; 38.2% had not been submitted to a breast examination in the year preceding the interview. The largest ratios of not having a mammogram (67.7%) and of not having a clinical breast exam (56.5%) were found among women 70 years old and over. The following associations were found in the univariate analyses for not having an annual breast exam: age, race/color, marital status, schooling, having assets, liquor consumption, exercising, breast self-examination, mammogram and cytology, and utilization of dental services. The following associated factors were found in the univariate analyses for not having a mammogram in the two years preceding the interview: age, race/color, per capita family income, having assets, liquor consumption, having had an annual breast exam and cytology. The results of the multiple regression logistic model showed that not having a clinical breast exam was more frequent among women that: live without a companion or in households with more than four residents, do not drink liquor, do not perform self breast examination and did not have a dental appointment in the past year. Not having a mammogram was more prevalent in non-white women 70 years or over, and that did not drink liquor. Of the tests mentioned, 28.8% of mammograms and 38.1% of clinical breast exams were performed by the SUS. Conclusion: The study showed the major features of women that did not have appropriate preventive practices for cervical and breast cancer, and that health managers should develop strategies at the three levels of government in order to minimize access inequalities and to guarantee the principles of equity and integrality of the actions of women¿s health programs / Mestrado / Mestre em Saude Coletiva
10

Crenças e percepções das mulheres saudáveis sobre câncer de mama: uma revisão sistemática da literatura / Beliefs and perceptions of healthy women about breast cancer: a systematic review of the literature

Porto, Gláucia Pina Guimarães 02 March 2018 (has links)
Submitted by Filipe dos Santos (fsantos@pucsp.br) on 2018-04-09T13:03:08Z No. of bitstreams: 1 Gláucia Pina Guimarães Porto.pdf: 1499688 bytes, checksum: 9b69a1bc17f6ff424722f5c5d389b4b0 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-09T13:03:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gláucia Pina Guimarães Porto.pdf: 1499688 bytes, checksum: 9b69a1bc17f6ff424722f5c5d389b4b0 (MD5) Previous issue date: 2018-03-02 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Understanding breast health from needs and conditions in a socially contextualized way can be a way to develop consistent public policies for the promotion of breast and woman health as a tool for the prevention and early detection of breast cancer through institutions and organizations committed to social development in combating the disease. The overall objective of this study was to conduct a systematic review of the literature regarding the beliefs and perceptions that healthy women have about breast cancer. The research problem arose from the observation of the psychosocioeducational difficulties of women in cases of breast cancer, as well as for preventive care and early detection of the disease, for approximately two years, in a pilot project of health intervention with emphasis on the public roles of women in the fight against breast cancer, through an intervention research with a multidisciplinary character. The method was the systematic review of literature. The initial selection of articles was done through the reading of the title and abstract, and the exclusion of duplicate results was performed by the identification of the main author. As an inclusion criterion for the analysis of the results, the strength of evidence of the selected studies was summarized and the relevance of the most interesting descriptors was considered, aiming at the accomplishment of a qualitative synthesis. From 2,926 studies found, 96.24% were mastectomized women, and 2.90% were eligible studies whose study object considers behaviors of healthy women, their beliefs, perceptions and / or knowledge about prevention and early detection of the disease . The results indicate that the production of knowledge about the problem is scarce, with consequences on the limits of changing beliefs and perceptions about breast cancer. The reassignment of healthy women on breast cancer based on correct information can increase the rate of detection of the disease, which can avoid many deaths, and reduce the expenditure of public funds with treatments for advanced diagnoses. This change in attitude makes it possible for early detection not to be seen as a threat but as the best path to health / Compreender a saúde da mama a partir das necessidades e condições de forma contextualizada socialmente pode ser uma via para o desenvolvimento de políticas públicas consistentes de promoção da saúde das mamas e da mulher, como ferramenta de prevenção e detecção precoce do câncer de mama, por meio de instituições e organizações comprometidas com o desenvolvimento social em combater a doença. O objetivo geral deste estudo foi de realizar uma revisão sistemática da literatura a respeito de crenças e percepções que as mulheres saudáveis possuem sobre câncer de mama. O problema de pesquisa surgiu a partir da observação das dificuldades psicossocioeducacionais de mulheres frente aos casos de câncer de mama e também para realização dos cuidados preventivos e de detecção precoce da doença, durante aproximadamente dois anos, em um projeto piloto de intervenção em saúde, com ênfase nos papéis públicos das mulheres no combate ao câncer de mama, por meio de uma pesquisa-intervenção com caráter multidisciplinar. O método foi o da revisão sistemática de literatura. A seleção inicial dos artigos se deu por meio da leitura do título e resumo, e a exclusão dos resultados duplicados foi realizada pela identificação do autor principal. Como critério de inclusão para análise dos resultados, a força de evidência dos estudos selecionados foi sumarizada e a relevância dos descritores de maior interesse foi considerada, visando a realização de uma síntese qualitativa. Entre os 2.926 estudos encontrados 96,24% tinham como objeto de estudo mulheres mastectomizadas, e 2,90% foram estudos elegíveis cujo objeto de estudo considere comportamentos de mulheres saudáveis, suas crenças, percepções e/ou conhecimentos sobre prevenção e detecção precoce da doença. Os resultados indicam que a produção de conhecimento sobre o problema é escassa, com consequências nos limites quanto à mudança de crenças e percepções sobre câncer de mama. A ressignificação da mulher saudável sobre câncer de mama com base em informações corretas pode aumentar o índice de detecção da doença, o que pode evitar muitas mortes, além de reduzir o gasto de verbas públicas com tratamentos para diagnósticos avançados. Esta mudança de atitude possibilita que a detecção precoce não seja vista mais como ameaça, mas como o melhor caminho para a saúde

Page generated in 0.0713 seconds