• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 31572
  • 3253
  • 229
  • 181
  • 180
  • 179
  • 148
  • 113
  • 60
  • 59
  • 58
  • 58
  • 39
  • 39
  • 25
  • Tagged with
  • 35583
  • 24892
  • 11860
  • 10754
  • 10349
  • 10338
  • 5169
  • 3946
  • 3735
  • 3219
  • 3073
  • 2984
  • 2984
  • 2935
  • 2794
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Consensos da Comissão Intergestores Regional para a organização do sistema regional de saúde

Mesquita, Roselia Maria Soares 22 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:37:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-12-22 / The Unified Health System (SUS) created in the year of 1988 is the result of a constitutional act, is governed by Laws that give it organization, and recognizes health as a universal right and the duty of the State. It has a single direction in each sphere of government, while at the same time its actions are regionalized, in order to give citizens full attention to their health. Hence the need for inter-federative articulation by way of interagency commissions for the establishment of the organization and operation of health actions and services at all levels of government. The general objective of this study was to analyze the contents of the consensuses by the Regional Interagency Commission (CIR) for the organization of the regional health system. And as specific objective: identify within the consensuses of the CIR the categories and their significant elements, and if these relate to public policies of the nation, state and municipalities, or to initiatives of the CIR. A descriptive study, of qualitative nature, accomplished through documentary studies, that is, the minutes of the regular and special meetings of 2009 and 2010 of the Bipartite Interagency Commission of the 2nd Health Microregion/Caucaia, in the State of Ceará, as representative body of the Department of Health of the State of Ceará. The data was collected according to Bardin (2008) and consolidated for analysis based on the Management Pact, as an operational directive of the 2006 Health Pact. The results indicate that the consensuses established in the Regional Interagency Commission take place in legalist, pro-government and technobureaucratic bases, stemming from various guidelines, decrees and directives, and from demands by the Bipartite Interagency Commission (CIB) and/or more partially, from other sectors of the State Department of Health and other institutions. The majority of consensus topics did not generate discussions, and were automatically approved, especially those involving the implementation of new services with new resources.However the CIR meetings appear to be a space for learning and updating and for exchanges and experiences, and a source of strengthening of the regional sense of belonging, and of alliances surrounding the organization of regional health systems. / O Sistema Único de Saúde no Brasil a partir do ano de 1988 decorre de um ato constitucional, é regido por Leis que lhe dá organicidade, e reconhece saúde como direito de todos e como dever do Estado. Tem direção única em cada esfera de governo, ao mesmo tempo em que suas ações são regionalizadas, no sentido de auferir aos cidadãos atenção integral à sua saúde. Por isso a necessidade de articulações interfederativas através de comissões intergestores para pactuação da organização e do funcionamento das ações e serviços de saúde em todos os âmbitos de governos . O objetivo geral deste estudo foi analisar os conteúdos dos consensos de Comissão Intergestores Regional (CIR) para a organização do sistema regional de saúde. Tendo como objetivo específico: identificar nos consensos da CIR as categorias e seus elementos significativos, e se estes se relacionam a políticas públicas da união, estado ou municípios, ou se por iniciativa da CIR. Estudo descritivo, de natureza qualitativa, realizado através de estudos documentais, ou seja, as atas das reuniões ordinárias e extraordinárias da Comissão Intergestora Bipartite dos anos de 2009 e 2010, da 2ª Microrregião de Saúde/Caucaia, no Estado do Ceará, enquanto órgão de representação da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. Os dados foram coletados conforme Bardin (2008) e consolidados para análise com base no Pacto de Gestão, enquanto diretriz operacional do Pacto pela Saúde 2006. Seus resultados indicam que os consensos firmados na Comissão Intergestores Regional acontecem em bases legalistas, governistas e tecnoburocatizadas, a partir de normas, decretos e portarias diversas, e por demandas da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e ou mais parcialmente por outros setores da Secretaria de Saúde do Estado e outros institucionais. As maiorias das pautas consensuadas não geraram discussões, foram automaticamente aprovadas, principalmente as que envolvem implantação de novos serviços com recursos novos. Contudo as reuniões da CIR aparentam serem espaços de aprendizado e atualizações e de intercâmbios e experiências, além de fonte para o fortalecimento de sentimento de pertença regional, e de alianças em torno da organização dos sistemas regionais de saúde.
2

Rede de apoio social das adolescentes em conflito com a lei

Morais, Keyla Rejane Frutuoso de 21 December 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:43:24Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-12-21 / Public health has become a productive ground for the development of community projects that address the social support network as a therapeutic resource toward autonomy. This study aimed to: examine the interface between social support network, and the institutionalization of adolescent health in conflict with the law. The study combined quantitative techniques and tools for collecting and analyzing data with other qualitative methods, the procedure itself Social Network Analysis. It involved 34 adolescents who met by social educational center in a female coordinated by the Government of Ceará. The instrument used for data collection was named qualifier name generator and the relationship of support and to recognize the meanings attributed to institutionalization and health was used as a research strategy narratives. For the organization of the data followed the mapping of the network via UCINET and NET DRAW. The study was approved by the Ethics Committee of UNIFOR- n0. 123,108. The results for the network of 34 adolescents, the number of actors was a total of 145 members, among friends, family and professional institution. Featured took up most often cited as family, mother and prevalence of emotional and material support. The friendship network was evidenced emotional support from colleagues and friends of the institution that are outside of the institution. Regarding the origin of network support professionals institution was perceived emotional and informational being derived from the director and instructors, which promoted more contact with them. Are highlighted limitations in the network analyzed, as little diversity of social actors and precarious ties of friendship between teenagers of the institution. Facilitating factors were identified as: support of the nuclear family, as well as officials of the institution. Regarding the meanings attributed to institutionalization and health emerged five meanings: the evil influence of family and friendship network; voluntary membership by conflict with the law refers to the possibility of easy access to money and drugs; consecutive entries in police Child and Adolescent recurrence of committing offenses; institutionalization favors the detachment of drugs, protection and moments of reflection and the role of the institution as health promoting. The use of the methodology of social network analysis allowed gathering information about the origin and type of support perceived by the adolescent group and make considerations about the core relationships established around each teen. These factors demonstrate the fragility and low density and analyzed the network of support most cited, had themselves emotionally, coming from the three types of networks. On the meanings attributed to institutionalization and health has been the institution has different resources and strategies that foster the health care being recognized its role positively by most adolescents. / A saúde coletiva vem se tornando campo fértil para o desenvolvimento de projetos comunitários que abordam a rede de apoio social como recurso terapêutico voltado para autonomia dos sujeitos. Esta pesquisa teve por objetivo analisar a interface entre a rede de apoio social, a institucionalização e a saúde da adolescente em conflito com a lei. O estudo combinou técnicas e instrumentos quantitativos de coleta e análise de dados com outros da metodologia qualitativa, procedimento próprio à Análise de Redes Sociais. Envolveu 34 adolescentes que cumpriam medida socioeducativa em um centro educacional feminino coordenado pelo Governo do Ceará. O instrumento utilizado na coleta de dados denominou-se gerador de nomes e qualificador da relação de apoio, e, para reconhecer os significados atribuídos à institucionalização e à saúde, utilizaram-se como estratégia de investigação as narrativas. Para a organização dos dados seguiu-se o mapeamento da rede através do UCINET e NET DRAW. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética da UNIFOR - parecer nº 123.108. Em relação aos resultados relativos à rede percebida pelas 34 adolescentes, o número de atores foi no total de 145 membros, dentre amigos, familiares e profissionais da instituição. Em destaque, teve-se como familiar mais citado a mãe, e predomínio do apoio material e emocional. Da rede de amizade ficou evidenciado o apoio emocional dos colegas da instituição e amigas que se encontravam fora da instituição. Quanto à rede de procedência dos profissionais da instituição, o apoio percebido foi o emocional e o informacional, sendo oriundo da diretora e instrutores, que oportunizaram maior contato com elas. Destacam-se limitações na rede analisada, como: pouca diversidade de atores sociais e precariedade de vínculos de amizades entre as adolescentes da instituição. Elementos facilitadores foram identificados como: apoio da família nuclear, bem como de funcionários da instituição. Com relação aos significados atribuídos à institucionalização e saúde, emergiram cinco significados: a influência maléfica da rede de amizade e familiar; a adesão voluntária por situações de conflito com a lei que remete à possibilidade de acesso fácil ao dinheiro e às drogas; entradas consecutivas em delegacias da Criança e do Adolescente e reincidências de cometimento de atos infracionais; a institucionalização oportuniza o distanciamento das drogas, proteção e momentos de reflexão e o papel da instituição como promotora de saúde. O emprego da metodologia de análise de redes sociais permitiu reunir informações acerca da procedência e tipo de apoio percebido pelo grupo de adolescentes e tecer considerações acerca do núcleo de relações estabelecidas em torno de cada adolescente. Tais elementos demonstraram a fragilidade e baixa densidade na rede analisada. Dos apoios mais citados, teve-se emocional, oriundo dos três tipos de redes. Relativo aos significados atribuídos à institucionalização e à saúde, tem-se que a instituição dispõe de diferentes recursos e estratégias que favorecem o cuidado em saúde, sendo reconhecido o seu papel de forma positiva pela maioria das adolescentes.
3

Avaliação do serviço de atendimento domiciliar no âmbito do SUS no município de Maracanaú-CE

Borba, Andre Ricardo Binda de 15 April 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:43:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-04-15 / Health services evaluation is critical for public resources planning and management, given that resizes spending and delivers care improvements to users according to their needs. Understanding evaluation as a tool for decision and that it directs a glance at the public service quality, the present study aimed to evaluate Maracanaú-CE city Home Care Services (HCS) at Brazilian Unified Health (SUS) scope under its users perspective through a crosssectional which has used as method of data collecting a clinical diagnostic /social and demographic questionnaire as well as an instrument aimed at evaluating the so-called health service. For this, the data were organized in seven domains: utilization, accessibility, longitudinality, care integration, information system, available services and provided services. The obtained data were analyzed by software SPSS, version 19.0 in descriptive statistics models. As a main result, it has been found that HCS users classified the service as regular (54.8%) by the components general average calculus. From the seven domains analyzed, only the component longitudinality has been evaluated as good (81.4%), followed by the items information system (68.6%), care integration (56.2%) and provided services (51%) classified as regular; from the ones classified as bad there is utilization (49%) and accessibility (37.4%); and the component available services (17.6%) categorized as very bad. SAD most fragile points detected referred to user access and orientations it was supposed to receive. Eleven from the forty-six stated questions with a YES low percentual contributed to SAD regular classification, from those one from utilization component, two from accessibility , care integration and provided services and four from available services component. The present study findings demonstrate Maracanaú-Ce city HCS users perceived the service as regular, focusing a reevaluation need for some service improve important components. / A avaliação de serviços em saúde é de fundamental importância no planejamento e gestão dos recursos públicos, dado que redimensiona gastos e proporcionam melhorias no atendimento aos usuários segundo suas necessidades. Considerando que a avaliação é um instrumento para tomada de decisão e direciona um olhar para a qualidade do serviço público, o presente trabalho buscou avaliar o Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) no âmbito do SUS do Município de Maracanaú-CE sob a ótica de seus usuários, por meio de um estudo transversal que utilizou como método de coleta de dados um questionário sociodemográfico e de diagnóstico clínico, além de um instrumento composto por 46 perguntas que teve como objetivo avaliar o serviço de saúde em questão. Neste, as informações foram divididas em sete domínios: utilização, acessibilidade, longitudinalidade, integração de cuidados, sistema de informação, serviços disponíveis e serviços prestados. Os dados obtidos foram analisados pelo programa SPSS versão 19.0 em modelos de estatística descritiva. Como resultado principal, verificou-se que os usuários do SAD classificaram o serviço como regular através da média geral dos componentes, com 54,8%. Dos sete domínios avaliados, apenas o componente longitudinalidade foi avaliado como bom (81,4%), seguido dos itens sistema de informações (68,6%), integração de cuidados (56,2%) e serviços prestados (51%) classificados como regular; daqueles classificados como ruim como utilização (49%) e acessibilidade (37,4%); e do componente serviços disponíveis (17,6%) classificado como péssimo. Os pontos de maior fragilidade no SAD se referiram ao acesso do usuário e às orientações relevantes que estes deveriam receber. Contribuíram para a classificação regular do SAD onze das quarenta e seis perguntas realizadas, que apresentaram baixa percentagem de respostas SIM , sendo: uma do componente utilização ; duas dos itens acessibilidade , integração de cuidados e serviços prestados ; e quatro do componente serviços disponíveis . Os achados do presente estudo demonstraram que os usuários do SAD do município de Maracanaú-CE perceberam o serviço como regular, evidenciando a necessidade na reavaliação de alguns componentes importantes para a melhoria no atendimento.
4

Organização dos Serviços Sanitários em Portugal

Bicho, Francisco Laranja de Castro January 1926 (has links)
No description available.
5

Avaliação da atenção básica em Fortaleza, sob a ótica das mães de crianças menores de 5 anos

Lima, Angela Silvia Sales January 2009 (has links)
LIMA, Ângela Silvia Sales. Avaliação da atenção básica em Fortaleza, sob a ótica das mães de crianças menores de 5 anos. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-10-31T12:27:17Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-11-01T13:32:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-01T13:32:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) Previous issue date: 2009 / O conceito de humanização tem ocupado um lugar de destaque nas atuais propostas de reconstrução das práticas de saúde no Brasil, no sentido de sua maior integralidade, efetividade e acesso. O Programa Saúde da Família condiz com a proposta de humanização do setor saúde, por propor mudanças no modelo assistencial tradicional a partir de ações voltadas para a atenção primária centrada na família. Estudo transversal, domiciliar, quantitativo, teve por finalidade avaliar a atenção básica de Fortaleza, sob a ótica de mães de crianças menores de 5 anos. Vale ressaltar que a capital do Ceará, Fortaleza, está passando por um processo de re-estruturação da atenção básica com a implantação de novas equipes de PSF. Com 98 unidades básicas de saúde e 304 equipes de PSF (45% de cobertura), a capital possui uma população estimada pelo IBGE para 2007 de 2.431.415 habitantes; destes, 234.674 são crianças menores de 5 anos. O estudo utilizou uma amostra probabilística constituída de 350 mães distribuídas nas seis Secretarias Regionais de Saúde de Fortaleza. A entrevista abordou aspectos relacionados às características socioeconômicas e demográficas, acessibilidade, humanização e satisfação com o atendimento. Para análise estatística foram calculadas as estimativas de proporções, qui-quadradro, OR e RR com intervalo de confiança de 95%, utilizando-se os programas Epi-info 6.04 e SSPS. Os resultados mostraram que 93,4% das famílias eram usuárias exclusivas do SUS. Quando indagadas sobre a trajetória de busca de atendimento 68% das mães procuravam os serviços de atenção básica, sendo que 89,7% procuravam diretamente o serviço de saúde. Quanto à relação estabelecida entre profissional/ cliente, 57,7% das mães sabia o nome do profissional que as atendeu, 63,7% informaram terem sido tratadas pelo nome por ocasião da consulta, 72,3% afirmaram que o profissional examinou a criança e deu orientações, 78,8% compreenderam as informações recebidas. Sugerindo uma vinculação positiva dos usuários aos serviços. Ao correlacionarmos algumas variáveis de assistência à saúde ao nível de satisfação pelo atendimento recebido, pudemos perceber claramente que as relações de comunicação entre os profissionais e as mães, apresentaram significância estatística. Dentre estas variáveis podemos apresentar: saber o nome do profissional (p<0.03); profissional tratou mãe/criança pelo nome (p=0.00), profissional examinou a criança e deu informações (p=0.00), mãe compreendeu todas as informações recebidas (p=0.00). Esse fato reforça a necessidade de uma adequação das consultas para todos os profissionais que atendem nas unidades de saúde da família de Fortaleza. Quanto ao nível de satisfação e a acessibilidade ao serviço, constatou-se que as variáveis que apresentaram significância estatística foram: satisfação por ter conseguido atendimento no dia que precisaram (p<0.05), tempo de espera para realização da consulta (p=0.00), e por terem sido encaminhadas ao PSF pelo ACS (p<0.04). Verificou-se ainda que, as salas de espera com entretenimento para a criança influenciam diretamente na satisfação das mães (p=0.00). O estudo mostrou que a maioria das mães (62,3%) esta satisfeita com o atendimento recebido por seus filhos nos serviços de saúde em Fortaleza, no bojo dessa satisfação, os profissionais mais destacados foram os médicos.
6

Memorial de redonda : reinvenção e luta na produção da saúde dos povos do mar / Memorial Round : reinvention and fight in the production of health of the people of the sea

Bezerra, Cleilton da Paz January 2013 (has links)
BEZERRA, Cleilton da Paz Bezerra. Memorial de redonda : reinvenção e luta na produção da saúde dos povos do mar. 2013. 324 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-08-05T11:58:03Z No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-08-06T11:51:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-06T11:51:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) Previous issue date: 2013 / The intercultural nature of the expansive processes of globalization is reflected in many aspects of the collective life of the peoples of the sea. In the community of Redonda, Icapuí (Ceará, Northeastern Brazil), these processes have over the past decades raised the level of conflict over land rights, subsistence fishing, education and health and placed the aboriginal environmental outlook at odds with the dictates of tourism. The purpose of this study was to understand the transformations in collective life as perceived by the peoples of the sea in Redonda with regard to the interface between culture, education, health and environment. The research was ethnographic, with in-depth descriptions based on Geertz. Autobiographies were produced from the narratives of the local residents, including fishermen, shellfish gatherers, farmers, seniors, youths and children. The early settlement of Redonda produced a community consisting of closely related families living off subsistence agriculture, fishing and barter. The unique land/sea interaction of Redonda led to the emergence of a treasury of symbolism and rituals of care and cure in harmony with nature. Originally, life in the community emphasized the collective dimension, the use of common space and solidary practices of care. Underpinned by the principles of the basic ecclesial communities, the local sites of memory have become symbols of resistance where belief and religiosity provide a setting for utopian thought and, under extreme circumstances, a movement towards the novel-but-feasible. Tensions involving lobster fishing have transformed the sea into a battle field of competition, war and death. A degrading form of tourism attempts to submit to capitalist interests the relation between society and nature while multifaceted vulnerabilities are deepened as drug addiction encroaches insidiously on the community, creating a scenario of silent war reinforced by the conflicts at sea. However, local popular movements are producing a body of health knowledge and entertaining the prospect of reinventing resistance through art. The drama troupe “Flor do Sol” has found in stage poetry a form of empowerment and reaffirmation of the ethnic and cultural uniqueness of Redonda. In gatherings by the seashore, popular education, such as the production of knowledge through art, deconstructs prefabricated world views tied up with gender inequalities and environmental injustice. On stage, social critique and utopia are expressed in the form of health promotion for the peoples of the sea. Institutionally, in the present context, hope acquires the characteristics of the public health care networks and infiltrates the living territories in search for the multidimensionality which distinguishes the health production of the peoples of the sea. In the web of meaning with which culture is woven, the production of health is reaffirmed as production of life. The study reveals the transformations which occur in the dialectic between adjustment and resistance and which reverberate in the conditions of life of the peoples of the sea. / O fenômeno da interculturalidade como marca dos processos expansivos da globalização tem se revestido de diversas faces na vida coletiva dos povos do mar. A comunidade de Redonda, no município de Icapuí – CE, tem sido cenário onde tais processos expõem um alto grau de conflitualidade nas lutas do lugar, construídas, nas últimas décadas, pelo direito à terra, à pesca artesanal, à educação, à saúde e a uma lógica ambiental distinta daquela trajada pelo turismo. O objetivo deste trabalho foi compreender transformações na vida coletiva percebidas pelos povos do mar de Redonda, na interface cultura, educação, saúde e ambiente. Realizou-se uma pesquisa etnográfica, recorrendo-se às descrições densas com referência em Geertz. Fez-se uso ainda da produção de autobiografias com base nas narrativas dos sujeitos do lugar: pescadores, marisqueiras, agricultores (as), os mais idosos, as juventudes e a criançada do mar, num concerto de vozes plurais. Percebeu-se que a ocupação e o povoamento do lugar levaram a formação de uma comunidade constituída por parentes, que passaram a viver da agricultura familiar, da pesca artesanal e da prática do escambo. A singular interação terra-mar fecundou em simbolismos e rituais de cuidado e cura, pautados numa relação parceira com a natureza. Os primeiros espaços-tempos trouxeram um modo de viver em que a dimensão coletiva se sobressaia, no uso do espaço comum e nas práticas solidárias de cuidado. Os lugares de memória, com alicerces fincados nos ideários das comunidades eclesiais de base, são tomados como símbolos da resistência do lugar, em que a crença e a religiosidade funcionam como reduto de utopia e, ante as situações-limite, provocaram deslocamentos rumo ao inédito-viável. A conflitualidade que tem envolvido a pesca da lagosta transformou o mar em espaço de competição, guerra e morte. Um turismo degradante investe em submeter a relação sociedade-natureza aos interesses capitalísticos e, por entre-lugares, onde as vulnerabilidades insurgem multifacetadas, as drogas deslizam sorrateiras, compondo um cenário de guerra velada que se aprofunda com a guerra de velas. Observou-se, contudo, que os movimentos populares do lugar produzem um saber sobre saúde e ensaiam a reinvenção da resistência mediante a arte. O Grupo Flor do Sol descobre na cenopoesia o empoderamento de sujeitos e a reafirmação da diferença étnica e cultural de Redonda. Nas rodas à beira-mar, a educação popular, como produção de saber advindo da arte, desconstrói visões acabadas de mundo, dentre elas, as que reproduzem as desigualdades nas relações de gênero e as injustiças ambientais. É assim que, nas cenas do teatro, a crítica social e a utopia revelam-se como promoção à saúde dos povos do mar. Pela via institucional, a esperança ganha, no atual contexto, o tom das redes de atenção à saúde e se infiltra nos territórios vivos a procura da multidimensionalidade com que esses povos expõem sua forma de produzir saúde. Nas teias de significados que tecem a cultura, reafirma-se a produção da saúde enquanto produção da vida. Este estudo evidenciou, portanto, transformações que se dão na dialética entre ajustamento e resistência e reverberam nas condições de vida e saúde dos povos do mar.
7

Violência no Contexto da Saúde: o Que é Violência para Os Trabalhadores de Saúde.

PEIXOTO, H. W. 26 October 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:50:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2522_2005_Herlam Wagner Peixoto.pdf: 1788183 bytes, checksum: 35476aa39bc8fcc3816938da2154d4a1 (MD5) Previous issue date: 2007-10-26 / Este estudo realiza uma reflexão sobre a concepção dos trabalhadores da Secretaria Municipal de Saúde de Vitória (Espírito Santo) acerca da violência. Utiliza a perspectiva da pesquisa social qualitativa. Adota como técnica principal a entrevista semi-estruturada, que apresentou um roteiro previamente definido e objetivou identificar as diferentes concepções de violência dos supracitados trabalhadores, investigando como estes percebem a inserção do tema no contexto da saúde. Emprega, para a análise das entrevistas, as seguintes categorias analíticas: a percepção geral dos profissionais sobre a violência; a responsabilidade e atuação dos serviços de saúde diante da violência; a compreensão dos profissionais quanto à violência como um problema de saúde pública/coletiva; a visão de como os trabalhadores estão implicados e como reagem diante das situações que associam à violência. A partir da análise da fala dos sujeitos, discute a prática dos profissionais, as dificuldades para identificar a violência e atuar ante esse fenômeno e ainda as possibilidades de atuação visando contribuir para o enfrentamento da violência. Por fim, demonstra que os trabalhadores estão sensibilizados com a temática e acreditam que ela pode ser incorporada na prática cotidiana do trabalho em saúde. Entretanto, é interessante observar que a dificuldade na abordagem, a carência de habilidades e de instrumentais e a falta de apoio da gestão foram freqüentemente apontadas.
8

Participação dos Trabalhadores na Elaboração das Políticas de Saúde e de Saúde do Trabalhador.

REIS, M. M. 29 August 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:50:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2614_2006_MARGARETH MARCHESI REIS_dissertacao.pdf: 306567 bytes, checksum: 7266228e69241b02e617f04264c5e7b6 (MD5) Previous issue date: 2008-08-29 / A pesquisa teve por objeto de estudo avaliar a participação de dirigentes sindicais na elaboração de Políticas de Saúde. Analisa tal participação nos fóruns e arenas de debates já instituídos, como os Conselhos de Saúde e as Conferências de Saúde, nas três instâncias. Verifica também se existem outras formas de participação e como elas têm se dado. Busca identificar a importância dos espaços institucionalizados para vocalização das demandas de saúde dos trabalhadores. Em virtude de o estudo envolver categorias sociais e enfatizar o cotidiano da participação através da práxis social, a abordagem qualitativa mostrou-se como uma boa opção para a investigação, por meio da metodologia da análise de discurso ou produção de sentidos (SPINK, 2000). Foram entrevistados oito dirigentes sindicais que participavam, na ocasião, do Coletivo de Saúde da Central Única dos Trabalhadores (CUT) por terem afinidade com o tema e por conhecerem os espaços de participação. Seguindo a metodologia, elaborou-se um mapa de associação de idéias, o qual mostra o sentido dado pelos dirigentes sindicais às categorias de análise. Verificou-se que esses dirigentes sindicais têm uma concepção de saúde como força e disposição para o trabalho e também para o lazer, que se associa a um bem-estar físico, psíquico, social e espiritual. Para eles, o SUS é tido por um sistema de saúde muito bom, por ser universal e estar pautado no princípio da integralidade, mas ainda difícil de praticar devido a problemas de financiamento e gestão. Eles citam a participação nas arenas políticas instituídas como importante, porém incipiente e estão desenvolvendo outras práticas participativas além do que há de instituído
9

Avaliação de desempenho da Política Nacional de Saúde Bucal no período de 2004-2010

Paludetto Junior, Moacir 11 March 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2013. / Submitted by Elna Araújo (elna@bce.unb.br) on 2013-07-26T21:58:22Z No. of bitstreams: 1 2013_MoacirPaludettoJunior.pdf: 865480 bytes, checksum: 25ce9b89383f887598176c7496a5f8b6 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2013-07-29T12:31:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_MoacirPaludettoJunior.pdf: 865480 bytes, checksum: 25ce9b89383f887598176c7496a5f8b6 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-29T12:31:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_MoacirPaludettoJunior.pdf: 865480 bytes, checksum: 25ce9b89383f887598176c7496a5f8b6 (MD5) / As Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal lançada em 2004 propuseram a reorganização da atenção básica e a criação de mecanismos de ampliação do acesso de forma universal e integral por meio de ações coletivas e individuais de promoção, prevenção, tratamento e recuperação da saúde bucal no Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as principais frentes planejadas pela Política estavam: Equipes de Saúde Bucal implantadas em todas as Equipes de Saúde da Família, criação de Centros de Especialidades Odontológicas, habilitação/ credenciamento de Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias e o incentivo a sistemas de fluoretação das águas de abastecimento público. O estudo tem como objetivo avaliar o desempenho desta Política no Brasil no período de 2004 a 2010 e comparar as regiões Nordeste e Sul. Caracteriza-se como uma pesquisa de avaliação do tipo ex post, empregando como abordagem metodológica o paradigma estrutura-processo- resultado proposto por Donabedian e focada na avaliação de resultados do tipo desempenho. Foram realizadas pesquisas documentais em publicações oficiais, portarias e referências bibliográficas, bem como coletados dados secundários dos sistemas de informações do Ministério da Saúde. A análise do desempenho avaliou: (a) a implantação das Equipes de Saúde Bucal, dos Centros de Especialidades Odontológicas, o credenciamento de Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias; (b) o quantitativo de Cirurgiões Dentistas no SUS; (c) a alocação de recursos financeiros pelo governo federal para o desenvolvimento destas ações; (d) o número de procedimentos preventivos, clínicos e reabilitadores de saúde bucal registrados no Sistema de Informações Ambulatoriais do Ministério. Para a realização da análise das séries temporais destes procedimentos foi empregada a técnica da média móvel. No tocante aos resultados, a análise do desempenho mostrou evolução das ações de saúde bucal com ampliação do acesso aos procedimentos preventivos, clínicos e reabilitadores em todo o país. Destacam-se as seguintes ampliações nos procedimentos por habitante/ ano no período estudado na região Nordeste: preventivos (103,8%), restauradores (76,0%), periodontia (225,2%), endodontia (89,0%), exodontia (80,5%). Ao comparar a razão entre os procedimentos de exodontia e o total de procedimentos clínicos analisados verificou-se, no período, uma redução de 11,8% para esta região, que também apresentou uma ampliação de 31,6% de Cirurgiões Dentistas no SUS. A análise da estrutura normativa da saúde bucal construída ao longo destes anos permite afirmar que foram considerados os pressupostos das Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal para a reorientação do modelo de atenção em saúde bucal, favorecendo a construção de uma política de com bases mais sólidas. No entanto o arcabouço normativo, alicerçado somente em portarias ministeriais, apresenta-se frágil ao comparar com políticas implantadas por leis e decreto. Conclui-se que o desempenho das ações da Política no período colaborou na criação de uma rede de atenção em saúde bucal, ampliação do acesso da população aos serviços de saúde bucal, redução de desigualdades regionais e nos avanços da saúde bucal na população brasileira. Porém ainda há um caminho percorrer para que esta política se torne uma Política de Estado de fato e de direito. _________________________________________________________________________ ABSTRACT / Guidelines of the National Oral Health Policy, launched in 2004 proposed the reorganization of primary care and the creation of mechanisms to increase access to universal and comprehensive actions for the promotion, prevention, treatment and recovery of oral health in the Brazilian Unified Health System (SUS). Among the main fronts, the plan included: Oral Health Teams deployed in all Family Health Teams, creation of Dental Specialties Centers, accreditation of Regional Dental Laboratories and incentive for fluoridation systems of public water supplies. The study aims to evaluate the performance of this policy in Brazil in the period 2004-2010 and the comparison of the Northeast and South regions. The study is characterized as an ex- post evaluation research, based on the structure-process-outcome paradigm proposed by Donabedian, addressing the evaluation of performance outcomes. Literature searches were carried out in official publications, ordinances and references and secondary data was collected from the Ministry of Health information systems. The performance analysis evaluated: (a) the implementation of Oral Health Teams, specialized dental clinics, and accreditation of Regional Dental Laboratories; (b) the amount of dentists in the SUS; (c) the allocation of financial resources by the federal government for the development of these actions; (d) preventive, clinical and rehabilitative oral health procedures, registered in the Outpatient Information System of the Ministry. To perform the analysis of time series of these procedures, the "moving average" technique was employed. Study results showed the evolution of performance of oral health actions, favoring expanded access to preventive, clinical and rehabilitation procedures throughout the country. The expansion of procedures per inhabitant/ year during the studied period in the Northeast was: preventive (103.8%), restorative (76.0%), periodontics (225.2%), endodontics (89.0%), extraction (80.5%). There was a reduction of 11.8% when comparing the ratio of extraction procedures to the total of clinical procedures analyzed in this period, for this region. In the Northeast showed an expansion of 31.6% of Dentists in the SUS in the years between 2002 and 2010. Analysis of the normative structure of oral health built over these years suggests that the assumptions of the Guidelines of the National Oral Health Policy were taken into account, favored the construction of an oral health policy with a more solid foundation. But this legislative structure, based exclusively on ministerial ordinances, is still fragile, when compared to other public policies that have laws and decrees in their normative framework. As a conclusion, the performance of oral health actions derived from this policy in the studied period collaborated to create a network of oral health care, to increase the access of the population to oral health services, to reduce regional inequality and to advancements in the Brazilian population´s oral health indicators. However there is still a way to go in order for this Policy to become a consolidated state policy.
10

Estruturação e gestão da secretaria especial de saúde indígena : caminhos, atores e institucionalidade

Souza, Antonio Alves de 04 March 2016 (has links)
Mestrado (dissertação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2016. / Submitted by Jane Andréia Silveira Pinheiro (janeapinheiro@gmail.com) on 2016-06-29T12:30:43Z No. of bitstreams: 1 2016_AntonioAlvesSouza.pdf: 654398 bytes, checksum: f9fd91812b1f339e35224d9d1eb11845 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-06-29T14:01:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_AntonioAlvesSouza.pdf: 654398 bytes, checksum: f9fd91812b1f339e35224d9d1eb11845 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-29T14:01:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_AntonioAlvesSouza.pdf: 654398 bytes, checksum: f9fd91812b1f339e35224d9d1eb11845 (MD5) / A presente dissertação objetiva analisar o processo sócio, histórico e político da criação da SESAI, identificando as ideias, os interesses, atores e a institucionalidade, no âmbito do Ministério da Saúde, como também justificar sua proposta atual de gestão. A hipótese central consistiu em descrever a origem das ideias da criação da secretaria, identificando os atores sociopolíticos, participantes da formulação da proposta e os seus interesses, bem como apontar as iniciativas de institucionalização da SESAI no âmbito do Ministério da Saúde e do governo, os avanços conquistados e os desafios à sua consolidação como fenômeno instituído ao fortalecimento do Subsistema de Atenção à Saúde e ao próprio Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cujos métodos e técnicas consistiram em coletar, analisar, interpretar e compreender documentos que mostram as diversas fases de organização das ações de atenção à saúde indígena no Brasil, seu sucesso e insucesso. Os resultados da pesquisa indicam, através de fortes elementos, um desenvolvimento estratégico no que tange aos resultados institucionais após a criação da SESAI, seja enquanto estratégia de fortalecimento ou na reestruturação do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASISUS). Constata-se, ainda, a necessidade de aprofundamento do debate com as comunidades indígenas e suas organizações, bem como nos espaços internos do MS e dos governos estaduais e municipais, considerando que a SESAI, por ser parte integrante do SUS, necessita de melhor integração com esses organismos para assegurar a atenção integral aos povos indígenas. Conclui-se que a estratégia política foi acertada e adequada, mas exige do governo federal a adoção de ações complementares para assegurar que as diferentes peculiaridades dos 305 povos indígenas possam ser respeitadas e contempladas e eles passem a ser protagonistas do processo e ter melhores condições de saúde e de vida. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This dissertation aims to analyze the social process, historical and political setting of SESAI, identifying the ideas, interests, actors and institutions under the Ministry of Health, as well as justify its current proposal management. The central hypothesis was to describe the origin of the secretariat creation ideas, identifying the socio-political actors, proposed the formulation of the participants and their interests, as well as point out the institutionalization of initiatives SESAI in the areas of the Ministry of Health and the government, advances made and the challenges to its consolidation as a phenomenon set to strengthen the Health Care Subsystem and own Unified Health System (SUS). This is a qualitative research, whose methods and techniques consisted of collecting, analyzing, interpreting and understanding documents showing the various stages of organization of actions of indigenous health care in Brazil, its success and failure. The survey results indicate, with strong elements of a strategic development with respect to institutional results after the creation of SESAI, either while strengthening strategy or restructuring of the Subsystem of the Indigenous Healthcare (SASISUS). It is noted also the need for further debate with the indigenous communities and their organizations, as well as in the internal spaces of the MS and state and local governments, whereas SESAI, being an integral part of SUS, needs better integration with these organizations to ensure comprehensive care for indigenous peoples. We conclude that the political strategy was right and proper, but requires the federal government to adopt additional measures to ensure that the various peculiarities of the 305 indigenous peoples to be respected and included and they start to be actors in the process and have better conditions health and life.

Page generated in 0.0526 seconds