• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 252
  • 6
  • 1
  • Tagged with
  • 260
  • 260
  • 185
  • 167
  • 73
  • 66
  • 59
  • 49
  • 46
  • 43
  • 42
  • 40
  • 39
  • 39
  • 37
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Ambiente domiciliar da criança nascida exposta ao HIV sob a perspectiva da teoria ambientalista / Home environment of children explosed to hiv at birth from the environmental theory perspective

Lima, Ivana Cristina Vieira de January 2011 (has links)
LIMA, Ivana Cristina Vieira de. Ambiente domiciliar da criança nascida exposta ao HIV sob a perspectiva da teoria ambientalista. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-10-26T13:03:01Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_icvlima.pdf: 1380856 bytes, checksum: e7ca1d62a514c76b49a7c186333498d4 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2012-10-26T15:14:05Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_icvlima.pdf: 1380856 bytes, checksum: e7ca1d62a514c76b49a7c186333498d4 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-10-26T15:14:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_icvlima.pdf: 1380856 bytes, checksum: e7ca1d62a514c76b49a7c186333498d4 (MD5) Previous issue date: 2011 / Pauperization constitutes one of the main facets of the aids epidemic, which entails the possibility of unhealthy housing conditions for families affected by HIV. This condition implies precarious access to water, sanitation and hygiene practices. These situations can contribute to vulnerability, especially among children exposed to the virus at birth, to health problems like diarrhea, respiratory or opportunistic infections, allergies, verminoses, dermatological and eye affections. This reality indicates the need for nurses to deliver holistic care to children and their families, considering not only biological, prophylaxis and disease treatment aspects, but mainly the social and environmental context mothers and children are inserted in. The aim was to get to know the home environment of children exposed to HIV at birth from an Environmental Theory perspective, using photographs. This exploratory and descriptive study with a qualitative approach was based on the theoretical framework of Florence Nightingale’s Environmental Theory, in combination with the photovoice resource. The research was accomplished at the homes of 10 HIV-positive mothers and caregivers to children exposed to the virus at birth, living in Fortaleza, Ceará, Brazil. The research took place between January and April 2011. The following were used for data collection: Disposable camera, forms to collected health information associated with the home environment, digital camera, field diary. For data analysis, the methodological steps of the photovoice method were followed: previous analysis of photographic records; review; comparison between the photographs the researcher and the participants registered; and theorization based on the selected theoretical framework. By investigating the home environment, the following could be observed: a) Risks associated with the physical housing structure: respiratory infections due to wall infiltration and mold, cracks that favor the appearance of insects and rodents, accumulation of still water and garbage in the service area, risk for dengue fever and collapsing; b) Unclean air in the home and peridomiciliary environment: children’s exposure to the septic tank small, passive smoking, peridomiciliary air contamination by factories; c) Water used for consumption: purchasing of bottled water and risks of gastrointestinal infections due to lack of care with utensils (bottle, support); d) Sewage and basic sanitation network: open-air peridomiciliary sewage; e) Residential Lighting and Ventilation: Small number of windows, humidity, insuficiente natural lighting, compromised thermal comfort; f) Domestic cleaning: Presence of dirt and dust particles, housing conditions that enhance accumulated dirt; g) Risks associated with the peridomiciliary environment: inadquate garbage discarding on public roads. The presence of environmental theory elements was noteworthy in the mothers’ testimony. Unfavorable environmental conditions for the health of children exposed to HIV at birth could be visualized and reflected on, also regarding those conditions that can be modified through the use of simple resources that do not imply any great financial burden. This attitude is considered the initial step to change behaviors, permitting the reduction of health risks. / A pauperização constitui uma das principais facetas da epidemia da aids, com possibilidade de desencadear a insalubridade das habitações dos acometidos pela doença. Tal condição implica a precariedade no acesso à água, ao saneamento e a práticas de higiene, situações estas que podem contribuir para a vulnerabilidade, especialmente da criança nascida exposta ao vírus, a agravos à saúde como diarreia, infecções respiratórias ou oportunistas, alergias, verminoses, afecções dermatológicas e oculares. Essa realidade indica a necessidade de o enfermeiro cuidar da criança e da sua família de forma holística, considerando não somente aspectos biológicos, de profilaxia e tratamento da doença, mas, sobretudo, o entorno social e ambiental no qual mãe e criança estão inseridas. Objetivou-se conhecer o ambiente domiciliar da criança nascida exposta ao HIV sob a perspectiva da teoria ambientalista mediante uso da fotografia. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, com abordagem qualitativa, fundamentado na Teoria Ambientalista de Florence Nightingale aliada ao recurso da fotovoz. O período da coleta de dados compreendeu os meses de janeiro a abril de 2011. As participantes foram 10 mães soropositivas para o HIV e cuidadoras de crianças nascidas expostas ao vírus, residentes em Fortaleza, Ceará, Brasil. Durante as visitas domiciliares foram utilizados os seguintes instrumentos para coleta de dados: câmera fotográfica descartável, formulários para captação de informações em saúde associadas ao ambiente domiciliar, máquina fotográfica digital e diário de campo. Para a análise dos dados foram seguidos os passos metodológicos relativos à fotovoz: análise prévia das fotografias; revisão; comparação entre as fotografias registradas pelo pesquisador e pelas participantes e teorização com base no referencial teórico. Mediante investigação do ambiente domiciliar das crianças expostas, pôde-se observar: a) Vulnerabilidades associadas à estrutura física da moradia: infecções respiratórias decorrentes de infiltração e mofo das paredes, rachaduras que propiciam acomodação de insetos e roedores, acúmulo de água parada e lixo na área de serviço, risco para dengue e desabamento; b) Ar intra e peridomiciliar impuro: exposição da criança ao odor exalado pela fossa séptica, tabagismo passivo, contaminação do ar peridomiciliar por fábricas; c) Água utilizada para consumo: compra de água mineral envasada e riscos de infecções gastrointestinais decorrentes da falta de cuidados com os utensílios (garrafão e suporte); d) Rede de esgoto e saneamento: esgoto peridomiciliar a céu aberto; e) Iluminação e Ventilação da residência: número reduzido de janelas, umidade, iluminação natural deficitária, conforto térmico comprometido; f) Limpeza do domicílio: presença de sujidades e partículas de poeira, condições habitacionais que favorecem acúmulo de sujidades; g) Riscos associados ao ambiente peridomiciliar: inadequado despejo de lixo em vias públicas. Os elementos da teoria ambientalista estiveram presentes de forma marcante no depoimento das mães. Foi possível a visualização e a reflexão acerca das condições ambientais desfavoráveis para a saúde da criança nascida exposta ao HIV, inclusive em relação àquelas que são modificáveis mediante uso de recursos simples que não implicam grande ônus financeiro. Considera-se essa atitude o passo inicial para a mudança de comportamento, possibilitando a redução de riscos à saúde.
2

Avaliação da atenção básica em Fortaleza, sob a ótica das mães de crianças menores de 5 anos

Lima, Angela Silvia Sales January 2009 (has links)
LIMA, Ângela Silvia Sales. Avaliação da atenção básica em Fortaleza, sob a ótica das mães de crianças menores de 5 anos. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-10-31T12:27:17Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-11-01T13:32:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-01T13:32:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_asslima.pdf: 1587271 bytes, checksum: 960d7fd63c139d0f9fb952f94b517dff (MD5) Previous issue date: 2009 / O conceito de humanização tem ocupado um lugar de destaque nas atuais propostas de reconstrução das práticas de saúde no Brasil, no sentido de sua maior integralidade, efetividade e acesso. O Programa Saúde da Família condiz com a proposta de humanização do setor saúde, por propor mudanças no modelo assistencial tradicional a partir de ações voltadas para a atenção primária centrada na família. Estudo transversal, domiciliar, quantitativo, teve por finalidade avaliar a atenção básica de Fortaleza, sob a ótica de mães de crianças menores de 5 anos. Vale ressaltar que a capital do Ceará, Fortaleza, está passando por um processo de re-estruturação da atenção básica com a implantação de novas equipes de PSF. Com 98 unidades básicas de saúde e 304 equipes de PSF (45% de cobertura), a capital possui uma população estimada pelo IBGE para 2007 de 2.431.415 habitantes; destes, 234.674 são crianças menores de 5 anos. O estudo utilizou uma amostra probabilística constituída de 350 mães distribuídas nas seis Secretarias Regionais de Saúde de Fortaleza. A entrevista abordou aspectos relacionados às características socioeconômicas e demográficas, acessibilidade, humanização e satisfação com o atendimento. Para análise estatística foram calculadas as estimativas de proporções, qui-quadradro, OR e RR com intervalo de confiança de 95%, utilizando-se os programas Epi-info 6.04 e SSPS. Os resultados mostraram que 93,4% das famílias eram usuárias exclusivas do SUS. Quando indagadas sobre a trajetória de busca de atendimento 68% das mães procuravam os serviços de atenção básica, sendo que 89,7% procuravam diretamente o serviço de saúde. Quanto à relação estabelecida entre profissional/ cliente, 57,7% das mães sabia o nome do profissional que as atendeu, 63,7% informaram terem sido tratadas pelo nome por ocasião da consulta, 72,3% afirmaram que o profissional examinou a criança e deu orientações, 78,8% compreenderam as informações recebidas. Sugerindo uma vinculação positiva dos usuários aos serviços. Ao correlacionarmos algumas variáveis de assistência à saúde ao nível de satisfação pelo atendimento recebido, pudemos perceber claramente que as relações de comunicação entre os profissionais e as mães, apresentaram significância estatística. Dentre estas variáveis podemos apresentar: saber o nome do profissional (p<0.03); profissional tratou mãe/criança pelo nome (p=0.00), profissional examinou a criança e deu informações (p=0.00), mãe compreendeu todas as informações recebidas (p=0.00). Esse fato reforça a necessidade de uma adequação das consultas para todos os profissionais que atendem nas unidades de saúde da família de Fortaleza. Quanto ao nível de satisfação e a acessibilidade ao serviço, constatou-se que as variáveis que apresentaram significância estatística foram: satisfação por ter conseguido atendimento no dia que precisaram (p<0.05), tempo de espera para realização da consulta (p=0.00), e por terem sido encaminhadas ao PSF pelo ACS (p<0.04). Verificou-se ainda que, as salas de espera com entretenimento para a criança influenciam diretamente na satisfação das mães (p=0.00). O estudo mostrou que a maioria das mães (62,3%) esta satisfeita com o atendimento recebido por seus filhos nos serviços de saúde em Fortaleza, no bojo dessa satisfação, os profissionais mais destacados foram os médicos.
3

O valor social da criança para o governo : motivações dos gestores públicos do Ceará para priorizar a saúde infantil

Andrade, Francisca Maria Oliveira January 2016 (has links)
ANDRADE, Francisca Maria Oliveira. O valor social da criança para o governo : motivações dos gestores públicos do Ceará para priorizar a saúde infantil. 2016. 188 f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2017-04-12T12:21:40Z No. of bitstreams: 1 2016_tese_fmoandrade.pdf: 2014295 bytes, checksum: 36405cc30832def4e18bfccf5da65356 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2017-04-12T12:22:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_tese_fmoandrade.pdf: 2014295 bytes, checksum: 36405cc30832def4e18bfccf5da65356 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-12T12:22:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_tese_fmoandrade.pdf: 2014295 bytes, checksum: 36405cc30832def4e18bfccf5da65356 (MD5) Previous issue date: 2016 / Brazil and, especially, the state of Ceará, have demonstrated a significant reduction in the Infant Mortality Rate in the last 29 years. In recognition of the good results obtained in the State, mainly from 1987 to 1990, the United Nations Children’s Fund considered the experience from Ceará an example to be followed by other governments. Although some papers have already been published regarding Ceará’s experience in reducing its infant mortality rate, as of yet, no study has truly addressed the managers´ reasons for prioritizing children’s health during their management. This paper aims to identify the motivations of public authorities, who were in office in Ceará from 1987 to 2006, to prioritize child’s health in public policies. Furthermore, this paper also aims at understanding the perceptions of these public authorities regarding the social value of children and the lessons learned with Ceará’s experience. This is an evaluative social research, adopting a qualitative approach, conducted by means of semi-structured interviews with three former governors and seven former health secretaries of the State of Ceará, during the above-mentioned period in time. The material obtained from the interviews was submitted to a thematic content analysis. The results obtained, in relationship to the public authorities’ main motivation to invest in children’s health were: “the belief that it would be possible to do so or someone convinced them that it would be possible to reduce infant mortality rate with basic health measures; being sensitive to the epidemiological situation of the child’s health; to continue the initiatives rolled out from previous governments; due to the authorities’ background and their successful experience in children’s health; political will, political decision and the commitment made to invest in children’s health, in people and human development”. Concerning the social value of children, the public authorities’ perceptions were: “taking care of children benefits everyone, in the present and future; children need to be a priority since they are more vulnerable; reducing child deaths became more relevant for public authorities; a child is a symbol of purity and innocence”. The main lessons learned from the study were: “political will, commitment and decision from public authorities are instrumental in order for public policies to be successfully implemented; good planning is necessary, with a clear definition and dissemination of government goals; proper diagnosis is key as well as a monitoring and evaluation system to prove and share the results obtained; the importance of leadership and a competent technical team, that is integrated, has autonomy, and is both motivated and engaged; the public policies that are producing good results should be continued”. Finally, based on the findings of this research, it was possible to recognize that public authorities can be convinced to prioritize children’s health with in government investment and it is possible to obtain good results as long as the government receives counseling and support from motivated, competent, experienced and autonomous technicians on how to conduct health policies. / O Brasil e, em especial, o Ceará, tem obtido importante queda na Taxa de Mortalidade Infantil nos últimos 29 anos. Em reconhecimento pelos bons resultados obtidos nesse Estado, sobretudo no período de 1987 a 1990, o Fundo das Nações Unidas para a Infância considerou a experiência cearense um exemplo a ser seguido por outros governos. Apesar de já terem sido publicados alguns trabalhos sobre a experiência do Ceará com a redução da mortalidade infantil, nenhum ensaio abordou às razões que levaram os agentes públicos desse Estado a priorizar a saúde da criança durante suas gestões. O objetivo desta pesquisa foi identificar as motivações que levaram esses atores públicos, que atuaram no Ceará de 1987 a 2006, a adotar uma política centrada prioritariamente na saúde infantil. Além disso, buscou-se conhecer as percepções desses gestores sobre o valor social da criança e as lições aprendidas com a experiência cearense. Esta é uma pesquisa social, avaliativa, de abordagem qualitativa, realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com três ex-governadores e sete ex-secretários estaduais de saúde que atuaram no Estado do Ceará, nesse período. O material obtido nas entrevistas foi submetido à Análise de Conteúdo Temática. Os resultados encontrados com relação às principais motivações dos gestores para investir na saúde infantil foram: “por acreditarem que seria possível ou por alguém tê-los convencido de que seria possível reduzir a mortalidade infantil com ações básicas de saúde; pela sensibilidade com a situação epidemiológica da saúde da criança; para dar continuidade a iniciativas de governos anteriores; em virtude da formação do gestor, sua vivência profissional e os conhecimentos de experiências exitosas na área da saúde infantil; pela vontade, decisão política e compromisso assumido de investir na saúde da criança, nas pessoas e no desenvolvimento humano”. Quanto aos resultados referentes ao valor social da criança, as percepções dos gestores são de que: “cuidar da criança traz benefícios para todos, no presente e no futuro; a criança precisa ser priorizada por ser mais vulnerável; a redução da morte de crianças passou a ser um tema de interesse dos gestores; a criança é símbolo de pureza e inocência”. As principais lições aprendidas no estudo foram: “vontade, compromisso e decisão política do gestor são fundamentais para que as políticas públicas sejam implementadas com sucesso; que é necessário ter um bom planejamento, com definição clara e divulgação dos objetivos e metas do governo; que é essencial fazer um bom diagnóstico e criar um sistema de monitoramento e avaliação para comprovar e divulgar os resultados alcançados; que é fundamental ter lideranças e uma equipe tecnicamente competente, integrada, com autonomia, motivada e comprometida; que as políticas públicas que estão apresentando bons resultados precisam ter continuidade”. Finalmente, com base nos achados desta investigação, foi possível verificar que os gestores públicos podem ser convencidos a priorizar a saúde da criança nos investimentos do governo e obter bons resultados, desde que eles sejam assessorados por técnicos motivados, competentes, com experiência, autonomia e apoio para conduzir as políticas de saúde.
4

Evolução da saúde da criança no Ceará : um retrato de dois momentos, 1987 e 1994 / Evolution of child health in Ceará : A portrait of two periods, 1987 and 1994

Silva, Anamaria Cavalcante e January 1998 (has links)
SILVA, Anamaria Cavalcante e. Evolução da saúde da criança no Ceará : um retrato de dois momentos, 1987 e 1994. 1998. 196 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 1998. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-11-13T15:21:43Z No. of bitstreams: 1 1998_dis_acsilva.pdf: 14457556 bytes, checksum: 2d72fdb7763f54b01d452c775e5a59a7 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-11-13T15:22:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 1998_dis_acsilva.pdf: 14457556 bytes, checksum: 2d72fdb7763f54b01d452c775e5a59a7 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-11-13T15:22:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 1998_dis_acsilva.pdf: 14457556 bytes, checksum: 2d72fdb7763f54b01d452c775e5a59a7 (MD5) Previous issue date: 1998
5

A conquista da amamentação : o olhar da mulher / The conquest of breastfeeding : the woman look

Machado, Márcia Maria Tavares January 1999 (has links)
MACHADO, Márcia Maria Tavares. A conquista da amamentação : o olhar da mulher. 1999. 156 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1999. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2016-03-29T12:08:04Z No. of bitstreams: 1 1999_dis_mmtmachado.pdf: 953665 bytes, checksum: dfcb349a723a30a35519e2ad0add9ad9 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2016-03-29T13:19:53Z (GMT) No. of bitstreams: 1 1999_dis_mmtmachado.pdf: 953665 bytes, checksum: dfcb349a723a30a35519e2ad0add9ad9 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-03-29T13:19:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 1999_dis_mmtmachado.pdf: 953665 bytes, checksum: dfcb349a723a30a35519e2ad0add9ad9 (MD5) Previous issue date: 1999 / This work discusses the perceptions and experiences of the women who breastfed exclusively for a period of at least six months. In an attempt to find some responses, particularly with regard to the experiences of those mothers, we seek to portray their attitudes and the meaning that breastfeeding has for his mother, seeking to clarify what originated in the Group a predisposition to breastfeed exclusively. The study was conducted on the basis of the qualitative methodology, having been interviewed 13 mothers, whose speeches pointed important elements responsible for the successful breastfeeding. We have seen the complexity of the Act of breastfeeding, considered by many to be simple and can be experienced by all women and noted that the success of breastfeeding originated mainly, the meaning constructed by the same throughout your everyday life, absorbing and reinterpreting conceptions and experiences present before and during your experience in nursing. In addition, the motivation and perception of nursing process It is evidenced by experiences in the family, for building self-confidence and, primarily, strong determination to breastfeed, surpassing in this way, the different obstacles that present themselves to the conquest of breastfeeding. / Este trabalho aborda as percepções e vivências das mulheres que amamentaram exclusivamente por um período mínimo de seis meses. Na tentativa de encontrar algumas respostas, sobretudo no que se refere às vivências dessas mães, buscamos retratar suas atitudes e o significado que a amamentação tem para a mãe, visando esclarecer o que originou no grupo a predisposição para amamentar exclusivamente. O estudo foi conduzido com base na metodologia qualitativa, tendo sido entrevistadas 13 mães, cujos discursos apontaram importantes elementos responsáveis pelo êxito na amamentação. Pudemos observar a complexidade do ato de amamentar, considerado por muitos como simples e possível de ser vivenciado por todas as mulheres e constatar que o sucesso da amamentação originou-se principalmente, no significado construído pelas mesmas durante toda a sua vida cotidiana, absorvendo e reinterpretando concepções e experiências presentes antes e durante a sua experiência em amamentar. Além disso, a motivação e percepção do processo de amamentar evidencia-se através de experiências na família, pela construção de auto-confiança e, principalmente, forte determinação para amamentar, superando dessa forma, os diferentes obstáculos que se apresentam para a conquista da amamentação.
6

Estudo de um grupo de recém-nascidos em maternidades: suas características e a mortalidade do período neonatal precoce / Not available

Buchalla, Cassia Maria 22 January 1988 (has links)
Este trabalho descreve uma população de 12782 nascidos vivos de nove maternidades e algumas características apresentadas durante o período em que se encontraram hospitalizados, do nascimento até o 7. dia de vida. Dividiu-se em dois grupos de acordo com o tipo de alta: os recém-nascidos que tiveram alta vivos e o grupo que faleceu durante as primeiras 168 horas de vida. As características próprias do RN como peso ao nascer, patologias, mortalidade, assim como a idade da mãe, a frequência às consultas de pré-natal p o tipo de parto, são descritas para os dois grupos. Calculou-se o coeficiente de mortalidade neonatal precoce mínimo, assim denominado por se referir aos óbitos do período ocorridos durante a internação, para cada variável estudada. A mortalidade mínima para o período neonatal precoce foi de 18,85 por mil nascidos vivos. Houve uma incidência de 11,1 por cento de recém-nascido de baixo peso que apresentaram uma mortalidade específica por peso de 115 por mil NV; 17,4 por cento das mães tinham menos que 20 anos e 9,7 por cento idade igual ou superior a 35 anos. Os nascimentos ocorreram a termo em 70,2 por cento do total e 60,2 por cento dos partos foram normais. A assistência pré-natal (com um mínimo de 3 consultas) foi realizada por 57,8 por cento das mulheres cujos filhos participaram do estudo. Icterícia, anóxia, hipóxia e membrana hialina foram as patologias de maior incidência durante a hospitalização. O coeficiente de mortalidade para 1. dia de vida foi de 6,9 mil nascidos vivos, diminuindo para cada dia, sucessivamente e atingindo um mínimo de 0,2 por mil nascidos vivos no 6. dia de vida. Entre as mais freqüentes causas de óbito estão as anóxias, hipóxias e afecções respiratórias, seguidas pelas malformações congênitas e afecções maternas que afetaram o recém-nascido. / This study describes a population of 12,782 live births from nine maternity-hospitals, and some of their characteristics related to the time they were hospitalized. The newborns were divided in two groups: one for early neonatal deaths and the other for live births. Data on birthweight, pathology, mortality as maternal age, prenatal care and delivery are described for both groups. Early neonatal mortality rates were calculated and called \"minimum\" because they referred to deaths occured only during hospitalization. In this study early neonatal mortality was 18,85 per 1000 live births. There was an incidence of 11,1 per cent of low birthweight which had 115 per 1000 live births for mortality by birthweight; 17,4 per cent of all the women that were under 20 years old and 9,7 per cent of mothers aged 35 years and over. Only 70,2% of all births were term deliveries and 60,2 per cent were vaginal. Prenatal care (considering at least 3 consultations) were done by 57,8 per cent of mothers. Perinatal jaundice, hypoxia, anoxia and hyaline membrane had high incidence in newborns during hospitalization. First day of life mortality rate was 6,9 per 1000 live births, decreasing for the following days of life, untill the minimum of 0,2 per 1000 live births for the 6th day of life. Among the most frequente causes of death were anoxia, hypoxia and other respiratory conditions followed by congenital anomalies and maternal conditions affecting newborn.
7

Promoção da saúde de crianças em alimentação complementar por meio da utilização dos alimentos regionais

Martins, Mariana Cavalcante 17 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:16:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-17 / The child feeding from birth until the early years has repercussions throughout individual life, and the breastfeeding essential for the proper growth and development of unique way to the six months, when it should be complemented since period because of the child nutritional needs. Thus, the rural area communities have foods with lower cost and easy access, and important basis for preparing the food supplement. This research to understand the maternal perception about the child health, and eating habits in the period of complementary feeding and use of food. The methodological approach was qualitative, as use of quantitative tools to describe social and economic data in the study developed during the months from February to August 2007. The universe of search was of 150 families of children in the age group of 0 to 2 years, who resided in the District of Sapupara - Maranguape - Ceará - Brazil. To data collect was used the semi-structured questionnaire and focus group, and there are selected 13 mothers to integrate this group. The themes used to guide the groups were: Children's Health, Nutrition and Food Supplementary Regional. The results were analyzed and reflected upon the principles that guide the techniques of analysis issues, the meanings of mothers reports, emerging the following categories: Hygiene habits; Food habits; Health Unit Support, Milk is essential; Food based on soup; Fruit characterizing the food regionally. With support in the analysis, there was evidence that most of the families living in that district survive with less income than a minimum wage. We understand that the perception on the children health confined to the practice proper hygiene and healthy eating habits, but also to the search for the Health Unity for healing of the child; in feed supplement, the predominant meal milk and soups, and two practices not recommended by the Ministry of Health. Proving the regional food, the mothers did not know this issue, leaving surprises during the explanation of revenue. The time to promote the children health through Health Education has been described as new knowledge, very important, know the why and how. Characterize social and economic aspects of families who have children under six months, however, it was essential to understand the coexistence of traditional values that influence so direct in the power of decision regarding the children health and their food. The transcendence of that discussion shows that the perception about the health of the maternal child presents jeopardize. The study shows that Children Promote Health in Supplementary Feeding through the Regional Food Use, which has the basic features the high nutritional value, the easy access and low cost, is a subject that should be disseminated, especially in the group of families suffering with the social inequality in terms of social injustice. / A alimentação da criança desde o nascimento até os dois primeiros anos tem repercussões ao longo da vida do indivíduo, no qual um dos fatores que podem influenciar no padrão alimentar é a condição socioeconômica. Para tanto, as comunidades da zona rural possuem alimentos com menor custo e de fácil acesso, sendo importante base para preparar a alimentação complementar. Diante desse contexto, a pesquisa teve como objetivo compreender a percepção materna acerca da saúde do filho, bem como hábitos alimentares no período de alimentação complementar e utilização dos alimentos regionais. O caminho metodológico teve a abordagem qualitativa, como emprego de ferramentas quantitativas para caracterização de dados baseados no formulário, desenvolvido durante os meses de fevereiro a agosto de 2007. O universo da pesquisa constituiu de 150 familiares de crianças na faixa etária de 0 a 2 anos, que residiam no Distrito de Sapupara Maranguape Ceará. Para coleta dos dados, utilizaram-se formulário semi-estruturado e grupo focal, havendo-se selecionado 13 mães de crianças que compreenderam a faixa etária menor de 6 meses e que estavam em alimentação complementar para integrar este grupo. As temáticas utilizadas para nortear os grupos foram: Saúde da Criança, Alimentação Complementar e Alimentos Regionais, baseado na análise dos formulários. Os resultados foram analisados e refletidos mediante os princípios que norteiam as técnicas de análise temática de Bardin, emergindo as seguintes categorias: Ser saudável é ter higiene, Estar bem alimentado é dar leite e sopinha, Posto de saúde é para cuidar do filho doente e Alimento regional são frutas para fazer suco. Com suporte na análise, pôde-se evidenciar que a maioria das famílias residentes no referido distrito sobrevivem com renda menor do que um salário mínimo. Compreende-se que a percepção sobre a saúde da criança limitou-se à prática adequada de higiene e hábitos alimentares saudáveis, como também à busca da unidade de saúde para cura do filho; na alimentação complementar, predominaram a refeição láctea e as sopinhas, sendo duas práticas não recomendadas pelo Ministério da Saúde. Evidenciando o alimento regional, as mães não conheciam tal temática. Caracterizar aspectos sociais e econômicas de famílias, foi fundamental para compreender a coexistência de valores tradicionais que influenciam de forma direta no poder de decisão em relação à saúde da criança e sua alimentação. A transcendência dessa discussão evidencia que a percepção materna sobre a saúde do filho apresenta comprometimentos. O estudo revela que Promover Saúde de Crianças em Alimentação Complementar por meio da Utilização dos Alimentos Regionais, que tem como características fundamentais o alto valor nutritivo, o fácil acesso e o baixo custo, é uma temática que deve ser disseminada, principalmente, no grupo de famílias que sofre com a desigualdade social na perspectiva da injustiça social.
8

Ações da agenda de compromissos para a saúde integral da criança e redução da mortalidade infantil pelo olhar do profissional da atenção básica

Maia, Julyana Almeida 14 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:31:43Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-14 / The scenario for the child's health underscores the need for comprehensive care, multidisciplinary, integrated and intersectoral action with. With this purpose the Ministry of Health formulated the Schedule to the Comprehensive Child Health and Infant Mortality Reduction to contemplate reducing mortality and improving quality of life in childhood. Considering primary care teams as a tool to assist the child, this study describes the views of primary health care professional about the actions proposed in the four lines of care agenda called healthy birth, growth and development, nutritional disorders and childhood illness . Characterized as descriptive and exploratory qualitative approach, the study interviewed 29 professionals in the categories: police community health nurse, doctor, dentist, technician and nursing assistant. Tabulation and analysis of the responses was performed using the collective subject discourse that resulted in five central ideas known as: actions frequently performed, interdisciplinary and intersectoral approach as a strategy for comprehensive care to children, the importance of the Agenda and difficulties in carrying out actions aimed at child , reduction of infant mortality in the reality of basic care and quality of life in children at risk. From the above it was observed that despite the deficiency in intersectionality, in ensuring the completeness, the actions proposed by the Agenda, the professional's perception of primary care, reduce infant mortality and positively influence the quality of life by improving care and health status population. / O cenário para saúde da criança ressalta a necessidade do cuidado integral, multiprofissional, com ações integradas e intersetoriais. Com esse objetivo o Ministério da Saúde formulou a Agenda de Compromissos para a Saúde Integral da Criança e Redução da Mortalidade Infantil para contemplar a redução da mortalidade e a melhoria da qualidade de vida na infância. Considerando as equipes de atenção primária como ferramenta para assistência a criança, este estudo objetivou descrever a opinião do profissional da atenção básica sobre as ações propostas nas quatro linhas de cuidado da Agenda denominadas nascimento saudável, crescimento e desenvolvimento, distúrbios nutricionais e doenças prevalentes na infância. Caracterizado como descritivo e exploratório com abordagem qualitativa, o estudo entrevistou 29 profissionais nas categorias: agente comunitário em saúde, enfermeira, médico, dentista, técnico e auxiliar de enfermagem. A tabulação e análise das respostas foi realizada segundo o Discurso do Sujeito Coletivo que resultou em 5 idéias centrais denominadas: ações frequentemente realizadas; interdisciplinaridade e intersetorialidade como estratégia para a integralidade do cuidado à criança; importância da Agenda e dificuldades para realizar ações voltadas à criança; redução da mortalidade infantil na realidade da atenção básica e qualidade de vida na criança de risco. Do exposto foi possível observar que apesar da deficiência na intersetorialidade, na garantia da integralidade, as ações propostas pela Agenda, na percepção do profissional da atenção básica, reduzem a mortalidade infantil e influenciam positivamente na qualidade de vida mediante melhoria da assistência e condição de saúde da população.
9

Promoção da saúde e alimentação do escolar

Silveira, Vanessa Gomes 14 June 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:30:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-06-14 / The nutrition provides benefits caused by the balanced diet. Thus, a proper diet aims to maintain health and energy required for various daily activities. Aim to evaluate the nutritional composition of infant feeding practices, anthropometric profiling of children at a school in the prefecture of Fortaleza, identify the perceived responsibility of the school feeding forward and investigate the factors linked to infant feeding arising out of the school. The research is an exploratory, descriptive study, quantitative and qualitative. The setting was a public school in kindergarten and elementary. The participants reached a sample of 53 children, the calculation based on simple random sample and the second time the participants were the caretakers. Data collection began with the implementation of the 24h recall and anthropometric measurements in children. Then, the focus group was held with those responsible. For the analysis, organization, coding and tabulation of quantitative data we used SPSS (Statistical Package for Social Sciences). To organize the qualitative data was used to Bardin's Content Analysis and discussion was based on literature. The nutritional status compared to the W/P/E and E/I found that the majority in both sexes are eutrophic. Making nutritional analysis of diet, total energy value was above the caloric value recommended by the Dietary Reference Intake; with respect to nutrients, there was a majority of malnutrition in children. Regarding the perception of parents toward the school feeding, parents perceive healthy eating, being with a variety of fruits and vegetables, adequate time for meals, reducing fatty foods, but lack awareness of the benefits of greater power, because the children have preferences for nutrition and diet is sparse evil fruit and vegetables, being replaced by processed foods, characterized by inadequate, primarily in minerals and vitamins. Thus, strategies are needed in health education, both for families and for children, emphasizing foods beneficial and harmful to health. Becomes respectable to reveal the psychosocial barriers and macro-structural hindering the advancement of policies for the implementation of appropriate dietary recommendations. / A nutrição possibilita benefícios ocasionados pela dieta balanceada. Assim, uma alimentação adequada visa manter a saúde e a quantidade de energia necessária para as diversas atividades diárias. Objetivou-se avaliar a composição nutricional do hábito alimentar infantil, traçar o perfil antropométrico de crianças de uma escola da prefeitura de Fortaleza, identificar a percepção do responsável frente à alimentação do escolar e investigar os fatores determinantes interligados à alimentação infantil advindos do âmbito escolar. A pesquisa é do tipo exploratório-descritiva, com abordagem quantitativa e qualitativa. O cenário foi uma escola municipal de ensino infantil e fundamental, na cidade de Fortaleza Ceará. Os participantes totalizaram uma amostra de 53 crianças, baseada no cálculo da amostra aleatória simples, e, em um segundo momento, os participantes foram os responsáveis pelas crianças. A coleta de dados iniciou-se com a aplicação do recordatório 24 horas e avaliação antropométrica da criança. Em seguida, foi realizado o grupo focal com os responsáveis. Para a análise, organização, codificação e tabulação dos dados quantitativos, foi utilizado o programa estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS). Para a organização dos dados qualitativos, foi utilizada a Análise de Conteúdo de Bardin, e a discussão foi baseada na literatura pertinente. O diagnóstico nutricional frente aos índices P/I, P/E e E/I resultou que a maioria, em ambos os sexos, está eutrófica. Fazendo análise nutricional da dieta das crianças pesquisadas, o valor energético total estava com valor calórico acima do recomendado pela Dietary Reference Intake; com relação aos nutrientes, observou-se uma subnutrição na maioria das crianças. Com relação à percepção dos pais frente à alimentação do escolar, os pais percebem assim a alimentação saudável: com variedade de frutas e verduras, horário adequado para refeição, redução de alimentos gordurosos; entretanto, falta maior conscientização dos benefícios da alimentação, pois as crianças têm preferências por alimentação maléfica e a dieta é escassa de frutas e verduras, sendo substituídas por alimentos industrializados, caracterizando inadequação, prioritariamente, de vitaminas e minerais. Desta forma, são necessárias estratégias de educação em saúde, tanto para os familiares como para as crianças, enfatizando os alimentos benéficos e maléficos à saúde. Torna-se respeitável desvendar as barreiras psicossociais e macroestruturais que dificultam o avanço de políticas de implementação das recomendações dietéticas adequadas.
10

Puericultura na estratégia saúde da família : estudo observacional

Peixoto, Diana Cláudia Teixeira 12 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:37:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-12-12 / The childcare, especially applied in the first two years of life, when the child is more fragile, by its own constitution and immunity still in the process of maturation, should be valued by doctors and nurses, competent professional to be pediatrics, because proper care at this stage of life influences throughout the individual's life. It was aimed to assess the aspects approached in a childcare consultation performed by physicians and nurses of the Family Health Strategy (FHS) according to what is recommended by the Ministry of Health. Descriptive, observational, non-participant, structured, cross-sectional research with quantitative approach, with a sample of 80 people in all the six executive offices in the city of Fortaleza Ceará , Brazil. Data collection occurred in three stages. At first there was the research presentation to the professionals, the signing of the Informed Consent Term, scheduling visits to start the observations and the checklist application for child care. In the second stage, the structured interview was applied for professional characterization. And in the third, a checklist of issues covered in childcare was performed. The results showed that in the profile of the study population concerning social variables, there was the prevalence of the 3rd Regional Executive Office, 31 (38.8%). 60 nurses (75.0%) aged between 31 and 40 years, 48 (60.0%), specialist qualification, 54 (67.5%) and time in family health from 6 to 10 years, 36 (45.0%). Regarding the physical examination, all children were assessed. On the anthropometric features, there was prevalence of non-assessment and non-orientation of heart girth, 54 (67.5%). On the eating habits for children older than six months of life, there was the prevalence, eating habits, does not apply 41 (51.3%) and vitamin A, does not apply 47 (58.8%). As for work experience in the Family Health in years and the issues approached for the child's development, resulted in non-presentation of statistical significance association, since in none of the development factors presented 5% significance level. As for reflections, there was prevalence of plantar grasp, assess 42 (52.5%). Concerning the general guidelines, there was prevalence of assessment and/or orientation of oral health 47 (58.8%), vaccines, assess and/or guides 69 (86.3%). We conclude that the implementation through an instrument to guide the systematic childcare will help to extend the approach to important and essential questions for all children and improve knowledge, attitude and practice of pediatric professionals in Primary Health Care.

Page generated in 0.1263 seconds