• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 43
  • 1
  • Tagged with
  • 44
  • 16
  • 15
  • 13
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Taxonomia morfológica e filogenia molecular de Physaloptera (Nematoda: spirurida)

Barros, Juliana São Luiz de January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-05-11T13:04:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 juliana_barros_ioc_dout_2015.pdf: 7829654 bytes, checksum: a4309e2441019b6944a6a5f68e61acd1 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Os nematoideos pertencentes ao gênero Physaloptera estão incluídos na ordem Spirurida e caracterizam-se por possuir a extremidade anterior com simetria bilateral. O gênero Physaloptera tem como espécie tipo P. clausa parasito de Erinaceus europeus. No Brasil, Vaz e Pereira (1935) encontrou Physaloptera bispiculata no estômago de um roedor selvagem Nectomys squamipes Brants, 1827 (rato d\2019água) no estado de São Paulo, Brasil. Esta espécie foi posteriormente relatada parasitando Sigmodon hispidus, Cynomys ludovicianus e Ondatra zibethicus. As limitações das características morfológicas para identificação taxonômica, as dificuldades em analisar o ciclo de vida completo e seus hospedeiros alternativos, tem suscitado o uso de técnicas moleculares como instrumento de auxílio na taxonomia. Neste trabalho foi descrita uma nova espécie de Physaloptera coletada parasitando o estômago do roedor Cerradomys subflavus (Cricetidae: Sigmodontinae) coletado Serra da Canastra, Minas Gerais, Brasil (20°13\201928.30\201DS; 46°30\201939.20\201DO). A espécie foi caracterizada através das técnicas morfológicas (ML e MEV) e histológicas. Além disso, a filogenia foi estudada do gênero através de sequências moleculares do gene 18S rRNA e MT-COI 1 produzindo sequências para as espécies P. bispiculata parasita do roedor Nectomys squamipes, P. turgida 1 parasita do marsupial Didelphis aurita, P. mirandai 1 e 2 parasita do marsupial Metachirus nudicaudatus, P. galvaoi parasita do roedor Cerradomys subflavus, P. retusa parasita do réptil Tupinambis teguixin, Protospirura numidica 1 parasita do roedor Oxymycterus dasythricthus, P. numidica 2 parasita do roedor Oxymycterus delator, Physocephalus lassancei parasita do roedor Thrichomys fosteri, Pterigodermatites jagerskioldi parasito de Thylamys macrurus e Gnatostoma turgidum parasito de Philander opossum Todos os nematoides utilizados foram coletados do estômago e identificados por ML. As análises morfológicas por ML e MEV revelaram a presença de dimorfismo sexual com as exemplares fêmeas maiores que os macho, extremidade cefálica com abertura bucal com dois grandes pseudolábios laterais, cada um com dente tripartite semicircular de pontas desiguais (dois arredondados e um pontiagudo) e um único grande dente triangular, um par pseudodentes na borda externa lateral de cada lábio e duas papilas em cada lábio. As análises filogenéticas dentro do gênero Physaloptera revelaram um monofiletismo sugerindo uma rápida e simultânea diversificação de espécies. As observações histológicas contribuíram também com novas informações da constituição celular/ tecidual e da biologia dos nematódeos. Sendo assim, a combinação dos métodos morfológicos, moleculares e histológicos apresentaram resultados satisfatórios para descrição de espécies, caracterização do gênero Physaloptera / Abstract: Nematodes belonging to the genus Physaloptera are included in the order Spirurida, and are characterized by having anterior end provided with bilateral symmetry. The genus Physaloptera present as type species P. clausa parasite of Erinaceus europeus. In Brazil, Vaz and Pereira (1935) found Physaloptera bispiculata in the stomach of the rodent Nectomys squamipes Brants, 1827 (water rat) in São Paulo, Brazil. Later, this species was reported parasitizing Sigmodon hispidus, Cynomys ludovicianus and Ondatra zibethicus. The limitations of the morphological features for taxonomic identification, the difficulties to study the complete life cycle and their alternatives hosts, has favored the use of molecular techniques as a tool for solving these questions. This present study describes a new species of Physaloptera of stomach from the rodent Cerradomys subflavus (Cricetidae: Sigmodontinae) collected from Serra da Canastra, Minas Gerais, Brasil (20°13\201928.30\201DS; 46°30\201939.20\201DO). The species was characterized by morphological techniques (ML and SEM) and histological. Furthermore, phylogeny of the genus was performed through molecular sequences of region 18S rRNA and MT-CO 1 producing sequences for the species P. bispiculata rodent parasite of Nectomys squamipes, P. turgida parasite of marsupial Didelphis aurita, P. mirandai 1 and 2 parasite of marsupial Metachirus nudicaudatus, P. galvaoi parasite of the rodent Cerradomys subflavus, P. retusa parasite of reptile Tupinambis teguixin, Protospirura numidica 1 parasite of rodent Oxymycterus dasythricthus, P. numidica 2 parasite of rodent Oxymycterus delator, Physocephalus lassancei parasite of rodent Thrichomys fosteri, Pterigodermatites jagerskioldi parasite of Thylamys macrurus and Gnatostoma turgidum parasite of Philander opossum All nematodes used were collected from the stomach and identified by ML. Morphological analysis by ML and SEM revealed the presence of sexual dimorphism presenting females larger than the male cephalic end. Oral opening with two large lateral, semicircular pseudolabia, each bearing three internal lateral teeth, forming a tripartite structure and single large external lateral triangulate tooth. Phylogenetic analyzes within the Physaloptera genus revealed a monophyletism suggesting a rapid and simultaneous species diversification. The histological observations also contribute to new information of cell / tissue formation and biology of nematodes. So the combination of morphological, molecular and histological methods showed satisfactory results for describing species, characterization of the Physaloptera genus
2

Reações de algumas plantas medicinais a Meloidogyne incógnita raça 2, Meloidogyne javanica e Pratylenchus brachyurus (Nemata; Tylenchoidea) / not available

Sonia Lucia Maciel 14 March 1995 (has links)
Com o objetivo de identificar espécies de plantas que possam ser utilizadas em estratégias de controle de nematóides, seja em esquemas de rotação de culturas ou, isoladamente, como planta antagonista, foram avaliadas as reações de oito espécies de plantas medicinais em relação a Meloidogyne incógnita raça 2, Meloidogyne javanica e Pratylenchus brachyurus. O estudo constou de três ensaios, um para cada espécie de nematóide, cada qual compreendendo nove tratamentos, ou seja, as oito espécies de plantas medicinais mais a testemunha ou padrão suscetível. As parcelas foram representadas por um vaso contendo uma planta, com cinco repetições. Cada planta foi inoculada com uma média de 5000 ovos para as espécies de Meloidogyne e 600 espécimes para Pratylenchus brachyurus. As reações das plantas foram avaliadas após aproximadamente 60 dias da inoculação, de acordo com o índice de massas de ovos e fator de reprodução no caso dos nematóides das galhas e fator de reprodução no caso de Pratylenchus. As espécies Achillea millefolium (mil-folhas), Bryophyllum calycinum (folha-da-fortuna) e Arctium lappa (bardana) foram consideradas resistentes às 3 espécies de nematóides estudadas apresentando-se, portanto, como instrumento útil ao controle destes parasitos, prestando-se à ocupação de áreas infestadas por esses nematóides. / not available
3

Reações de algumas plantas medicinais a Meloidogyne incógnita raça 2, Meloidogyne javanica e Pratylenchus brachyurus (Nemata; Tylenchoidea) / not available

Maciel, Sonia Lucia 14 March 1995 (has links)
Com o objetivo de identificar espécies de plantas que possam ser utilizadas em estratégias de controle de nematóides, seja em esquemas de rotação de culturas ou, isoladamente, como planta antagonista, foram avaliadas as reações de oito espécies de plantas medicinais em relação a Meloidogyne incógnita raça 2, Meloidogyne javanica e Pratylenchus brachyurus. O estudo constou de três ensaios, um para cada espécie de nematóide, cada qual compreendendo nove tratamentos, ou seja, as oito espécies de plantas medicinais mais a testemunha ou padrão suscetível. As parcelas foram representadas por um vaso contendo uma planta, com cinco repetições. Cada planta foi inoculada com uma média de 5000 ovos para as espécies de Meloidogyne e 600 espécimes para Pratylenchus brachyurus. As reações das plantas foram avaliadas após aproximadamente 60 dias da inoculação, de acordo com o índice de massas de ovos e fator de reprodução no caso dos nematóides das galhas e fator de reprodução no caso de Pratylenchus. As espécies Achillea millefolium (mil-folhas), Bryophyllum calycinum (folha-da-fortuna) e Arctium lappa (bardana) foram consideradas resistentes às 3 espécies de nematóides estudadas apresentando-se, portanto, como instrumento útil ao controle destes parasitos, prestando-se à ocupação de áreas infestadas por esses nematóides. / not available
4

Tratamento da dioctofimose em quatis (Nasua nasua) com Ivermectina / Ivermectin treatment of dioctophymosis in coatis (Nasua nasua)

Cruz, Aparecida de Cássia dos Santos da [UNIFESP] 31 March 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:50:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-03-31 / Objetivos: Descrever a imagem sonográfica do Dioctophyma renale, antes e durante o tratamento com Ivermectina; a imagem sonográfica do parênquima renal, hepático e da cavidade abdominal, durante o desenvolvimento do estudo; estudar o hemograma, a função renal pelas dosagens de creatinina e uréia, a função hepática pelas dosagens de ALT (alanina aminotransferase) e fosfatase alcalina; verificar a presença ou ausência de ovos no exame parasitológico de urina. Métodos: Foram avaliados 68 quatis, da espécie Nasua nasua, machos e fêmeas adultos, criados no sistema de semicativeiro do Parque Ecológico do Tietê. Todos os animais foram pesados, anestesiados, microchipados e submetidos aos seguintes procedimentos: ultrassonografia abdominal, coleta de urina por cistocentese para o exame parasitológico e venopunção da jugular externa para análises bioquímicas (creatinina, uréia, ALT e fosfatase alcalina) e hemograma. Após os resultados da ultrassonografia e do parasitológico de urina, os animais foram distribuídos em três grupos. Os animais não parasitados foram encaminhados ao grupo SHAM (n=20) e os parasitados, randomizados entre os grupos: PLACEBO (n=24) e IVERMECTINA (n=24). Os três grupos foram estudados nos tempos 7, 14, 21 e 28 dias. Os animais do grupo PLACEBO foram tratados com solução fisiológica a 0,9% e os do grupo IVERMECTINA tratados com Ivermectina. O tratamento foi realizado no tempo zero, com repique no décimo quarto dia. Ao término de cada período, os animais anestesiados foram submetidos à laparotomia exploratória, para a avaliação da cavidade abdominal, comprovando a presença ou ausência de parasitas, sua viabilidade e possíveis lesões nos demais órgãos. Resultados: Foram encontrados 70,6% de animais parasitados. O grupo SHAM apresentou rins e cavidade abdominal normais, assim como os exames laboratoriais, com exceção de discreta anemia e eosinofilia. O grupo PLACEBO não denotou diferenças nas imagens sonográficas do parasita, confirmando sua vitalidade pela laparotomia. Foram observadas: hipertrofia renal esquerda e alterações na cavidade abdominal. Os exames laboratoriais indicaram eosinofilia, valores discretamente abaixo do limite normal de hemoglobina e ALT. O grupo IVERMECTINA 14, 21 e 28 dias apresentou diferenças nas imagens sonográficas dos parasitas que se encontravam no rim direito, sugerindo morte parasitária confirmada pela laparotomia. Foram observadas: alterações na cavidade abdominal e hipertrofia renal esquerda. Os exames laboratoriais indicaram linfocitose, valores discretamente abaixo do limite normal de hemoglobina, creatinina e ALT. Conclusões: Observaram-se diferenças nas imagens sonográficas dos parasitas, antes e durante o tratamento com Ivermectina. A ultrassonografia do parênquima renal, hepático e da cavidade abdominal evidenciou alterações nos dois grupos de animais parasitados. O hemograma dos animais tratados com Ivermectina demonstrou resultados satisfatórios em relação à eosinofilia e à linfocitose. Ocorreu discreta alteração nos valores de creatinina nos animais tratados com Ivermectina. O exame parasitológico de urina sugeriu que a positividade podia estar relacionada com o local parasitado e com a presença de parasitas fêmeas. Os grupos PLACEBO e IVERMECTINA manifestaram discretas alterações na função hepática. Os animais tratados com Ivermectina apresentaram respostas satisfatórias em relação à fosfatase alcalina. Observou-se morte dos parasitas localizados nos rins dos animais tratados com Ivermectina. / Objectives: To describe Dioctophyma renale sonographic image prior to and during Ivermectin treatment, kidney and liver parenchyma and abdominal cavity sonographic image during the study’s development, to study the red blood cell count, the kidney function by means of creatinine and urea dosing, the liver function by means of ALT (alanine aminotransferase) and alkaline phosphatase dosing, to verify the presence or absence of eggs in the urine parasitology test. Methods: 68 coatis of the Nasua nasua species, adult males and females, raised in the Parque Ecológico do Tietê semi-captivity system were assessed. All animals were weighed, anaesthetized, had a microchip inserted and underwent the following procedures: abdominal ultrasound, urine collection by cystocentesis for the parasitology test and external jugular venipuncture for biochemical analyses (creatinine, urea, ALT and alkaline phosphatase) and red blood cell count. Following ultrasound and urine parasitology test results, the animals were distributed into three groups. Non-parasitized animals were assigned to the SHAM group (n=20) and those parasitized were randomized between PLACEBO (n=24) and IVERMECTIN (n=24) groups. The three groups were randomized for the study time points (7, 14, 21 and 28 days). PLACEBO group animals were treated with 0.9% saline and those of the IVERMECTIN group were treated with Ivermectin. The treatment was performed at zero time point, with repetition on day fourteen. At the end of each period, anaesthetized animals underwent exploratory laparotomy for assessing the abdominal cavity, evidencing the presence or absence of parasites, viability thereof and possible injuries to other organs. Results: 70.6% of the animals were found parasitized. The SHAM group showed normal kidneys and abdominal cavity, as well as laboratory tests, except for slight anemia and eosinophilia. The PLACEBO group showed no difference in the parasite’s sonographic images, confirming vitality thereof by laparotomy. Left kidney hypertrophy and changes in the abdominal cavity were noticed. Laboratory tests showed eosinophilia and hemoglobin and ALT values slightly below the normal limits. On days 14, 21 and 28, the IVERMECTIN group showed differences in sonographic images of parasites located in the right kidney suggesting parasite death, confirmed by laparotomy. Changes in the abdominal cavity and left kidney hypertrophy were noticed. Laboratory tests showed lymphocytosis and hemoglobin, creatinine and ALT values slightly below the normal limits. Conclusions: Differences in sonographic images of parasites were noticed prior to and during Ivermectin treatment. Kidney and liver parenchyma and abdominal cavity ultrasounds evidenced changes in both groups of parasitized animals. Ivermectin-treated animals’ red blood cell count revealed satisfactory results with regard to eosinophilia and lymphocytosis. A slight change in creatinine values of Ivermectin-treated animals was noticed. The urine parasitology test suggested that the positivity may be related to the parasitized location and to the presence of female parasites. PLACEBO and IVERMECTIN groups showed slight changes in the liver function. Ivermectin-treated animals showed satisfactory responses with regard to alkaline phosphatase. Death of parasites located in the kidneys of Ivermectin-treated animals was noticed / TEDE
5

Polifenoloxidase como fator de resistencia da soja a nematoides e na oxidação do palmito

Shimizu, Milton Massao 27 October 2004 (has links)
Orientador: Paulo Mazzafera / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-04T01:37:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Shimizu_MiltonMassao_D.pdf: 10534578 bytes, checksum: cb892e38ba8d86aa0c1e3086aed08ff7 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: A polifenoloxidase (PPO) há muito vem sendo estudada, seja na resistência em plantas a pestes e doenças, como também pela sua importância na indústria de alimentos. O primeiro capítulo apresenta o estudo da PPO da raiz de soja das variedades Cristalina (suscetível) e Hartwig (resistente) submetidas a dano mecânico, tratadas com metiljasmonato e infectadas com os nematóides Meloidogyne javanica e Heterodera glycines. Antes porém, uma rápida caracterização da PPO de soja mostrou que o triton X-100 aumentava a eficiência de extração, o dodecilsulfato de sódio (SDS) não aumentava a atividade e o ácido clorogênico era o melhor substrato da enzima. Nas plantas submetidas a dano mecânico e tratadas com metiljasmonato houve aumento da atividade da PPO, principalmente em Hartwig. Foi nesta variedade também a maior atividade detectada com a inoculação dos dois nematóides. As análises de fenóis totais não mostraram diferenças quantitativas ou qualitativas entre os tratamentos. Nos estudos moleculares foram isolados inicialmente cinco clones de PPO de raiz de soja, mas apenas dois destes fragmentos, JH1 e JH2, foram usados no preparo de sondas para estudos de Southern blot, que mostraram até 4 genes codificando para PPO. A análise de expressão por RT-PCR mostrou o aumento de transcrição somente com JH1, o que sugere que os genes para PPO não respondem da mesma forma ao mesmo estímulo. Cristalina tratada com metiljasmonato apresentou aumento de resistência a ambos os nematóides, enquanto em Hartwig não houve mudanças visíveis. No segundo capítulo foram feitas análises da PPO em folhas novas e velhas, raízes e palmito das palmeiras juçara, açaizeiro e pupunheira, onde maior atividade foi detectada em juçara, açaizeiro e pupunheira, respectivamente. De modo geral, folhas novas apresentaram maior atividade do que as velhas, e estas, atividade um pouco maior do que raízes. Na caracterização da PPO, o ácido clorogênico mostrou ser seu melhor substrato, com a melhor temperatura de reação entre 25oC (açaízeiro e pupunha) e 30oC (juçara). As melhores atividades foram observadas entre pH 5,5 e 6,0 do meio de reação. Houve inibição por inibidores específicos, tais como ácido salicilhidroxâmico, brometo de cetiltrimetilamônia e tropoleno. Os Ki's foram determinados para as PPOs de juçara e açaizeiro com ácido salicilhidroxâmico (2,82 µM e 1,96 µM, respectivamente) e tropoleno (6,55 µM e 1,25 µM, respectivamente). SDS levou à perda de atividade da enzima. PPO de juçara e açaizeiro mostrou-se relativamente resistente a temperaturas altas. O Km para ácido clorogênico foi menor para pupunheira (0,59 mM), seguido de juçara (1,19 mM) e açaizeiro (1,91 mM). Análises de fenóis solúveis totais e, ácido clorogênico mostraram que pupunha tem considerável quantidade de fenóis, semelhante até ao teor encontrado em açaí e um pouco superior a juçara, mas ácido clorogênico foi aproximadamente dez vezes menor em pupunha que nas outras duas palmeiras. ¿Tissue printings¿ de cortes do caule das palmeiras mostraram que pupunha apresenta pouca reação de oxidação devido à baixa atividade da enzima e não à uma possível menor quantidade de fenóis ou mais especificamente, de ácido clorogênico. Nos estudos moleculares, os mesmos primers detectaram seqüências de PPO em palmito de açaizeiro e juçara. Apenas um foi comum com palmito da pupunheira. Foram isolados dois clones de PPO, PPOEd17 (juçara) e PPOAc45 (açaí). Não foi possível isolar nenhum clone de PPO de pupunha. Estes fragmentos apresentaram similaridade baixa entre eles, ao redor de 52%, e foram usados na fabricação das sondas usadas no Southern blot, que indicaram a presença de apenas um gene nas três palmeiras. A análise de expressão por RT-PCR detectou transcrição significativa apenas nos palmitos de juçara e açaí, mostrando que a baixa oxidação observada em palmito pupunha se deve à baixa expressão do gene codificando para essa enzima. Ainda assim, a falta de substrato específico, o CGA, não pode ser excluída como um fator que contribui para a menor oxidação, pois as análises mostraram a presença de outros fenóis em pupunha em quantidades parecidas ou até superiores, mas que podem não ser tão bons substratos para a PPO, provocando a sua menor oxidação / Abstract: Most of the studies on polyphenol oxidase (PPO) are concerned with its participation in the response of plants to insect attack and its importance in food quality. The first chapter of this thesis presents the study of PPO from roots of two soybean (Glycine max) varieties differing in their resistance to nematodes. The aim was to study the role of PPO at the time of inoculation and consequently analyses were carried out at 6, 12, 24, 48 and 72 h after inoculation. Roots of Cristalina (susceptible) and Hartwig (resistant) were subjected to mechanical damage, treated with methyl jasmonate and inoculated with the nematodes Meloidogyne javanica and Heterodera glycines. Initial tests showed that the presence of triton X-100 in the extraction buffer increased the efficiency of PPO extraction. Sodium dodecylsufate (SDS) did not affect the enzyme activity and chlorogenic acid was the best substrate. Plants subjected to mechanical damage and treated with methyl jasmonate showed an increase of PPO activity, mainly in Hartwig. This variety also showed the highest activity following nematode inoculation. Analyses of phenolic compounds did not show quantitative or qualitative differences among the treatments. Using degenerate primers and PCR we isolated five clones of PPO from soybean root, but only two (JH1 and JH2) were used for Southern blot analysis. Probes made from these clones indicated 4 genes coding for PPO in soybean. Only JH1 showed an increase of PPO transcription with semi-quantitative RT-PCR based expression analysis. The results suggest that different stimuli might induce transcription of different PPO genes in soybean. Cristalina treated with methyljasmonate showed an increase of resistance to both nematodes, while no changes were observed with Hartwig. In the second chapter of this thesis PPO was studied in palm plants which differ in the oxidation of the extracted heart of palm (palmito). Analyses of PPO in young and mature leaves, roots and heart of palm showed that activity was higher in juçara (Euterpe edulis) and açaizeiro (Euterpe oleraceae). In general, the activity was higher in young tissues. Enzyme assay showed chlorogenic acid (CGA) as the best substrate and the best temperature reaction was 25ºC for açaízeiro and pupunha (Bactris gassipae) and 30ºC for juçara. The best activities of PPO were between pH 5.5 and 6.0. PPO was inhibited by specific inhibitors, such as salicylhydroxamic acid, cetyltrimethylammonium bromide and tropolone. Ki's were determined for salicylhydroxamic acid (1,96 µM for açaí and 2.82 µM for juçara) and tropolone (1.25 µM for açaí and 6.55 µM for juçara) with the PPOs from juçara and açaizeiro, respectively. SDS in the reaction medium led to the loss of activity of the enzyme. PPO of juçara and açaizeiro were relatively resistant to the temperature. The Km for chlorogenic acid was lower for pupunheira (0.53 mM), followed by juçara (1.19 mM) and açaizeiro (1.917 mM). Analyses of total soluble phenols and chlorogenic acid showed that pupunha has a considerable amount of phenols but a siginificantly lower amount of chlorogenic acid when compared with the other two palms. ¿Tissue printings¿ of cut stems of pupunha showed an absence of oxidation indicating that low activity of PPO and not low phenol was responsible two PPO clones were isolated, one from heart of palm of juçara (PPOEd17) and other from açaizeiro (PPOAc45). We were not able to isolate any clone from pupunha. These clones had low similarity (52%) and they were used as probes in Southern blot analysis. The results indicated that only one PPO gene was present in the three palms. Using semi-quantitative RTPCR based expression analysis it was possible to detect significant PPO transcription only in the heart of palm of juçara and açaizeiro, confirming that that low the oxidation observed in pupunha is due to low expression of the gene coding for PPO. However, the low chlorogenic acid content cannot be excluded as another factor contributing to the lower oxidation in this palm, since other phenols present would not be as good substrates as CGA / Doutorado / Biologia Vegetal / Doutor em Biologia Vegetal
6

Controle químico do nematóide reniforme em cultura de algodoeiro / Chemical control of the reniform nematode attacking cotton

Antonio Marco Brancalion 00 December 1900 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo verificar a viabilidade do controle do nematóide reniforme Rotylenchulus reniformis Linford & Oliveira, 1940, na cultura do algodoeiro mediante o emprego de diversos nematicidas em diferentes formulações, modos de aplicação de dosagem, associados ou não a quantidades variáveis de adubo químico. Conduziram-se 3 experimentos de campo, sendo 2 instalados no município de Leme e 1 em São João da Boa Vista. Foram testados os produtos dissulfotom, carbossulfano e carbofurano, tendo este último sido empregado em várias formulações, modo de aplicação e dosagens. O produto aldicarbe foi incluído como padrão. Nos diferentes ensaios, avaliaram-se os seguintes parâmetros: altura das plantas, peso de capulhos, características das fibras e produção final, além das populações do parasito no solo em diferentes épocas. Observações sobre o numero de plantas com o sintoma"carijó"nos diferentes tratamentos foram também realizadas. Verificou-se, de forma geral, aumento significativo na altura das plantas tratadas em relação às não tratadas. especialmente no caso do produto carbofurano, nas medições realizadas ao redor do 100º e 130º dias da instalação dos experimentos. Não se observaram diferenças 'significativas entre as características das fibras produzidas por plantas tratadas e não trata- das. Com exceção do produto dissulfotom, os demais nematicidas proporcionaram, na maioria das vêzes, aumento na produção em relação ã testemunha, embora nem sempre estatisticamente significativos. Os nematicidas em geral provocaram reduções nos níveis populacionais do nematóide no solo apenas na primeira época de amostragem, ao redor do 35º dia da instalação dos ensaios, não mais se observando diferenças em relação ã testemunha nas coletas posteriores. Com relação ao sintoma “carijó", verificou-se principalmente nas avaliações feitas apos o 809 dia da instalação dos ensaios, números de plantas com o sintoma significativamente menores nas parcelas tratadas que nas não tratadas. / The control of the reniform nematode (Roxylenchulus reniformis Linford & Oliveira, 1940) in the cotton crop through nematicides, used in different formulations, applications procedures and dosages, alone and associated with variable quantities of mineral fertilizers, was studied. Three field experiments were set up, two located in the region of Leme, SP, and one in São João da Boa Vista, SP. Disulphoton, carbosulphan and carbofuran were used, the latter formulations, application methods and dosages. Aldicarb was used as a reference. Parameters considered were: height of plants, weight of bolls, fiber characteristics, total yield and the populations of the parasite in the soil at different times. Number of plants exhibiting characteristics green and pale spotted leaves, a symptom known in Brazil as “carijó” was also recorded. A significant increase in the height of treated plants, mainly those grown in the soi1 wich received carbofuran, was observed after 100 and 130 days. Fiber characteristics were not affected significantly by the treatments. Treatments with nematicides other than disulphoton resulted in yields superior to those of the check plots, a1though this increase was not always statistical1y significant. Lower nematode populations in soils treated with nematicides were observed only at the time of the first sampling, at approximately 35 days from their application. No differences in these populations were observed in the subsequent samples. “Carijó” symptom was observed mainly after 80 days; in the treated plots the number of plants exhibiting this symptom was significantly lower.
7

Controle químico do nematóide reniforme em cultura de algodoeiro / Chemical control of the reniform nematode attacking cotton

Brancalion, Antonio Marco 00 December 1900 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo verificar a viabilidade do controle do nematóide reniforme Rotylenchulus reniformis Linford & Oliveira, 1940, na cultura do algodoeiro mediante o emprego de diversos nematicidas em diferentes formulações, modos de aplicação de dosagem, associados ou não a quantidades variáveis de adubo químico. Conduziram-se 3 experimentos de campo, sendo 2 instalados no município de Leme e 1 em São João da Boa Vista. Foram testados os produtos dissulfotom, carbossulfano e carbofurano, tendo este último sido empregado em várias formulações, modo de aplicação e dosagens. O produto aldicarbe foi incluído como padrão. Nos diferentes ensaios, avaliaram-se os seguintes parâmetros: altura das plantas, peso de capulhos, características das fibras e produção final, além das populações do parasito no solo em diferentes épocas. Observações sobre o numero de plantas com o sintoma"carijó"nos diferentes tratamentos foram também realizadas. Verificou-se, de forma geral, aumento significativo na altura das plantas tratadas em relação às não tratadas. especialmente no caso do produto carbofurano, nas medições realizadas ao redor do 100º e 130º dias da instalação dos experimentos. Não se observaram diferenças 'significativas entre as características das fibras produzidas por plantas tratadas e não trata- das. Com exceção do produto dissulfotom, os demais nematicidas proporcionaram, na maioria das vêzes, aumento na produção em relação ã testemunha, embora nem sempre estatisticamente significativos. Os nematicidas em geral provocaram reduções nos níveis populacionais do nematóide no solo apenas na primeira época de amostragem, ao redor do 35º dia da instalação dos ensaios, não mais se observando diferenças em relação ã testemunha nas coletas posteriores. Com relação ao sintoma "carijó", verificou-se principalmente nas avaliações feitas apos o 809 dia da instalação dos ensaios, números de plantas com o sintoma significativamente menores nas parcelas tratadas que nas não tratadas. / The control of the reniform nematode (Roxylenchulus reniformis Linford & Oliveira, 1940) in the cotton crop through nematicides, used in different formulations, applications procedures and dosages, alone and associated with variable quantities of mineral fertilizers, was studied. Three field experiments were set up, two located in the region of Leme, SP, and one in São João da Boa Vista, SP. Disulphoton, carbosulphan and carbofuran were used, the latter formulations, application methods and dosages. Aldicarb was used as a reference. Parameters considered were: height of plants, weight of bolls, fiber characteristics, total yield and the populations of the parasite in the soil at different times. Number of plants exhibiting characteristics green and pale spotted leaves, a symptom known in Brazil as "carijó" was also recorded. A significant increase in the height of treated plants, mainly those grown in the soi1 wich received carbofuran, was observed after 100 and 130 days. Fiber characteristics were not affected significantly by the treatments. Treatments with nematicides other than disulphoton resulted in yields superior to those of the check plots, a1though this increase was not always statistical1y significant. Lower nematode populations in soils treated with nematicides were observed only at the time of the first sampling, at approximately 35 days from their application. No differences in these populations were observed in the subsequent samples. "Carijó" symptom was observed mainly after 80 days; in the treated plots the number of plants exhibiting this symptom was significantly lower.
8

Estudos genéticos em Paecilomyces lilacinus (Thom.) Samson, agente de controle biológico de nematóides / not available

Ida Chapaval Pimentel 09 April 1991 (has links)
Esta pesquisa apresenta estudos genéticos na linhagem de Paecilomyces lilacinus com os seguintes objetivos: avaliar o crescimento e esporulação em diferentes meios de cultura; isolamento de mutantes auxotróficos e morfológicos nesta linhagem; verificação da ocorrência do ciclo parassexual; definição de um protocolo eficiente para o isolamento e regeneração de protoplastos, determinar a sensibilidade da linhagem ao Benomyl, e avaliar algumas características dos mutantes obtidos para uma possível utilização destes como agentes de biocontrole. Todos os objetivos acima enumerados visaram fornecer subsídios para posteriores estudos da genética básica, bem como o estabelecimento de um programa de melhoramento genético nesta linhagem. Foram ensaiados três agentes mutagênicos, a luz ultra-violeta, os raios gama e o dietilsulfato, e dois métodos de isolamento de mutantes, o método de isolamento total e o de enriquecimento por filtração. O tratamento mutagênico que se mostrou mais adequado foi aquele com radiação gama seguido pelo método de isolamento total para a seleção de colônias mutantes. Mutantes com duplas marcas auxotróficas foram utilizados e obtiveram-se películas heterocari6ticas nos cruzamentos realizados, porém, verificou-se a ocorrência de sintrofismo não sendo possível a definição do ciclo paras sexual na linhagem em estudo. O protocolo mais eficiente para o isolamento de protoplastos foi obtido a partir da protoplastização do micélio, usando como estabilizador osmótico MgSO4 0,8M onde foi obtida a melhor porcentagem de regeneração. A dose de Benomyl necessária para inibir a germinação e crescimento do fungo pelo método de semeadura foi de 3,0 ug/ml e pelo método de inoculação de 2,0 ug/ml. Foram isolados mutantes morfológicos a partir dos três agentes mutagênicos utilizados e estes apresentaram uma grande variabilidade genética em relação ao crescimento e produção de conídios, características importantes para utilização destes como possíveis agentes de biocontrole / not available
9

Estudos genéticos em Paecilomyces lilacinus (Thom.) Samson, agente de controle biológico de nematóides / not available

Pimentel, Ida Chapaval 09 April 1991 (has links)
Esta pesquisa apresenta estudos genéticos na linhagem de Paecilomyces lilacinus com os seguintes objetivos: avaliar o crescimento e esporulação em diferentes meios de cultura; isolamento de mutantes auxotróficos e morfológicos nesta linhagem; verificação da ocorrência do ciclo parassexual; definição de um protocolo eficiente para o isolamento e regeneração de protoplastos, determinar a sensibilidade da linhagem ao Benomyl, e avaliar algumas características dos mutantes obtidos para uma possível utilização destes como agentes de biocontrole. Todos os objetivos acima enumerados visaram fornecer subsídios para posteriores estudos da genética básica, bem como o estabelecimento de um programa de melhoramento genético nesta linhagem. Foram ensaiados três agentes mutagênicos, a luz ultra-violeta, os raios gama e o dietilsulfato, e dois métodos de isolamento de mutantes, o método de isolamento total e o de enriquecimento por filtração. O tratamento mutagênico que se mostrou mais adequado foi aquele com radiação gama seguido pelo método de isolamento total para a seleção de colônias mutantes. Mutantes com duplas marcas auxotróficas foram utilizados e obtiveram-se películas heterocari6ticas nos cruzamentos realizados, porém, verificou-se a ocorrência de sintrofismo não sendo possível a definição do ciclo paras sexual na linhagem em estudo. O protocolo mais eficiente para o isolamento de protoplastos foi obtido a partir da protoplastização do micélio, usando como estabilizador osmótico MgSO4 0,8M onde foi obtida a melhor porcentagem de regeneração. A dose de Benomyl necessária para inibir a germinação e crescimento do fungo pelo método de semeadura foi de 3,0 ug/ml e pelo método de inoculação de 2,0 ug/ml. Foram isolados mutantes morfológicos a partir dos três agentes mutagênicos utilizados e estes apresentaram uma grande variabilidade genética em relação ao crescimento e produção de conídios, características importantes para utilização destes como possíveis agentes de biocontrole / not available
10

O efeito da remoção da palha de cana-de-açúcar na população de nematoides do solo e raiz em duas situações edafoclimáticas distintas / Effect of sugarcane straw removal on nematodes population in soil and roots under two different edaphoclimatic situations

Sílvia Rodrigues de Paiva 20 December 2016 (has links)
Os nematoides causadores de doenças em cana-de-açúcar ocasionam graves problemas no rendimento desta cultura. Os gêneros mais agressivos são Meloidogyne e Pratylenchus que formam galhas e necroses nas raízes, respectivamente. A retirada da palha de cana-de-açúcar do campo para produção de etanol de segunda geração pode resultar em mudanças no comportamento das comunidades de nematoides. Assim o objetivo deste trabalho foi quantificar a abundância de nematoides em diferentes quantidades de palha presentes na superfície do solo. O experimento foi conduzido em Capivari - SP na unidade Bom Retiro (BR) e em Valparaíso - SP na unidade Univalem (UV). O tipo de solo de cada área experimental era, respectivamente, Latossolo Vermelho distrófico típico (textura média na camada superficial) e Argissolo Vermelho-Amarelo distrófico típico (textura arenosa na camada superficial). O delineamento foi o de blocos ao acaso com seis tratamentos e quatro repetições, compostos por quantidades de palha em Mg ha-1 de massa de matéria seca, sendo em BR (0; 4,2; 8,7; 15,1; 18,9; 23,3), e em UV (0; 3,9; 10,2; 12,5; 16,4; 13,2). As amostragens de solo e raiz coletadas na profundidade de 0-20 cm na linha e entrelinha da cultura foram realizadas em BR em maio e em UV em junho, ambas em 2015. Pratylenchus zeae teve maior dominância nas áreas, seguido de nematoides de vida livre, e Helicotylenchus sp. e Meloidogyne javanica apenas foi observada na área de solo arenoso e em médias densidades. O manejo de remoção da palha de cana-de-açúcar não promoveu mudanças significativas nas abundâncias das comunidades contidas no solo, tanto de textura média quanto arenosa. Por outro lado, houve interferência das quantidades de palha na infecção pelos nematoides nas raízes, no solo de textura média 4,2 Mg ha-1 de palha diminuiu a comunidade de nematoides e no solo de textura arenosa a maior comunidade de nematoides foi em 13,2 Mg ha-1 de palha. Todavia, múltiplos fatores podem ter afetado esses resultados, não apenas o manejo de remoção da palha. São necessários mais estudos em longo prazo para se afirmar o real efeito da retirada de palha do campo / The nematodes that cause diseases in sugarcane represent serious yield problems. The most aggressive genera are Meloidogyne and Pratylenchus that form gall and necrosis in the roots, respectively. Sugarcane straw removal from the field for second generation ethanol production may change the behavior of nematode communities. Thus the objective of this study was to quantify nematode abundance in different quantities of sugarcane straw left on soil surface. The experiment was conducted in Capivari - SP at Bom Retiro (BR) mill and Valparaíso - SP at Univalem (UV) mill. The soil type of each experimental area was, respectively, Oxisol (medium texture in the surface layer) and Alfisol (sandy texture in the surface layer). The experimental design was a randomized block with six treatments and four replicates, composed of quantities of straw in Mg ha-1 of dry matter mass, where in BR (0; 4,2; 8,7; 15,1; 18,9; 23,3), and in UV (0; 3,9; 10,2; 12,5; 16,4; 13,2). Soil and root samples were collected at 0-20 cm depths in the row and inter-row position of the sugarcane crop in BR in May and UV in June, both in 2015. Pratylenchus zeae had greater dominance in both evaluated areas, followed by free-living nematodes, and Helicotylenchus sp., Meloidogyne javanica was only observed in the sandy soil area and in medium densities. Due to the high densities it would be necessary to control nematodes in the areas. In terms of communities abundance in the soil there was no difference in relation to the treatments in the two areas. However, there was interference of the straw in the nematodes infection in the roots, and this result cannot be inferred by the straw deposition. Additional long-term studies are needed to understanding the effect of straw removal from the field on nematode community

Page generated in 0.0663 seconds