• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 806
  • 20
  • 20
  • 20
  • 16
  • 13
  • 11
  • 11
  • 11
  • 9
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 829
  • 829
  • 309
  • 266
  • 181
  • 146
  • 122
  • 119
  • 117
  • 117
  • 115
  • 98
  • 90
  • 89
  • 87
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sistema de gestão ambiental e os investimentos do setor industrial catarinense na busca de um processo de produção ecologicamente correto /

Santos, Simone January 1999 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-18T15:41:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T01:35:49Z : No. of bitstreams: 1 146966.pdf: 3989341 bytes, checksum: 54df494cc383793a1fa800ab18bf2e9b (MD5)
2

Fauna edáfica como indicador da recuperação ambiental em três áreas distintas às margens do Rio Itajaí-Açu, Apiúna, SC /

Cristofolini, Juliano, Sevegnani, Lúcia, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. January 2011 (has links) (PDF)
Orientador: Lúcia Sevegnani. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Tecnológicas, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental.
3

Os desafios da implementação da obrigação de due diligence no contexto da exploração do mar : aspectos nacionais e internacionais

Bombaka, Harvey Mpoto 21 February 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, Curso de Pós-Graduação em Direito, 2017. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2017-05-11T16:59:41Z No. of bitstreams: 1 2017_HarveyMpotoBombaka.pdf: 1743804 bytes, checksum: b5701466655f10027fb6530d9fdad842 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-05-16T20:41:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_HarveyMpotoBombaka.pdf: 1743804 bytes, checksum: b5701466655f10027fb6530d9fdad842 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-16T20:41:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_HarveyMpotoBombaka.pdf: 1743804 bytes, checksum: b5701466655f10027fb6530d9fdad842 (MD5) Previous issue date: 2017-05-16 / A sobrevivência da humanidade e da qualidade de vida das gerações futuras depende de nosso sentido de responsabilidade hoje e de nossas ações específicas. As reservas de recursos materiais, de energia e de matérias-primas energéticas da nossa terra se restringem. Há também a questão de sua capacidade de absorver poluentes antropogênicos e resíduos que são também restritos. A reorientação da maneira como vivemos e operamos nossa Terra é urgente e inevitável. Com a chegada da possibilidade de exploração dos recursos minerais do fundo do mar, a Autoridade dos Fundos Marinhos deve ter um arsenal eficaz de instrumentos jurídicos. Na verdade, o arsenal não só irá ajudar a lidar com os riscos em potencial que podem causar danos em função de tais atividades, mas também a responsabilizar os Estados patrocinadores em caso de violação de suas obrigações. Além disso, as atividades do fundo do mar são na sua maioria realizada por entidades de direito nacional, isto é, sob a jurisdição dos Estados e, nesse contexto, os Estados devem ter obrigações a cumprir. Atualmente, de maneira essencial o regime jurídico aplicável aos Estados patrocinadores estabelecido pela CNUDM é o da due diligence. Através de sua Opinião Consultiva No. 17, o ITLOS resumiu a referida obrigação de diligência como ´´de veiller à´´. Neste sentido, para que um Estado cumpra as suas obrigações e evite a responsabilidade, deve adotar comportamentos diligência, deve adotar comportamento de diligência, tomando as medidas adequadas para razoavelmente garantir o cumprimento prescrito de Montego Bay pelas empresas patrocinadas. Esses comportamentos são realizados através da integração nas legislações nacionais, das medidas razoáveis para assegurar o cumprimento dos instrumentos relativos á Autoridade pelas empresas que exploram /explotam os fundos marinhos. Assim, a orientação das coisas, isto é, a aplicação dessa legislação levando em conta a diligência pode enfrentar algumas limitações na operacionalização. Entre as dificuldades, existe o erro de identificação de recursos minerais que são objeto da operação, o que resulta na dificuldade de aplicação das normas. O fato de existir parco conhecimento sobre o assunto limita ainda mais as medidas que podem ser aplicadas. Como tal, a maioria das leis nacionais ainda se encontram em um estado rudimentar, o que impede a adoção de um elevado nível de proteção ambiental. Tendo em conta o estatuto econômico e tecnológico dos países em desenvolvimento, um problema se impõe quando se implementa a due dilligence nas suas legislações. De fato, além da complacência contínua nos sistemas jurídicos dos países em desenvolvimento, a falta de tecnologia avançada e financiamento adequado torna mais difícil inserir os parâmetros-chave da due diligence. Essa série de acontecimentos dá a oportunidade de os consórcios inescrupulosos a possiblidade de efetuar manobras a fim de abrir filiais nos países em desenvolvimento, onde as leis e medidas são menos rigorosas ou mais frouxas. Este tipo de situação pode criar o risco de haver priorização da produção em detrimento da preservação e proteção do ambiente marinho. E, finalmente, é o patrimônio comum da humanidade, que supostamente deve ser protegido por todos, o que sofre as nefastas consequências. É verdade que através da opinião consultiva n.º 17 do ITLOS, podemos entender que as obrigações dos Estados permaneçam iguais, tanto para os países desenvolvidos quanto para os países em desenvolvimento. No entanto, tendo em conta a operacionalização de certos parâmetros, que não pode ser feita ao nível dos países em desenvolvimento, será difícil garantir uma proteção elevada e uniforme do meio ambiente. Mas há também o tratamento diferenciado de certas entidades consideradas investidoras pioneiras, cujos planos de trabalho não requerem uma análise profunda dos aspectos tecnológicos e financeiros. Isto pode, em certa medida, afetar a execução da due diligence. Assim, a análise em questão terá o mérito de avaliar os desafios que resultarão da aplicação da devida diligência em normas nacionais e internacionais em sua aplicação contextual às atividades do fundo do mar em conexão com a Autoridade. Na mesma linha é demonstrada a importância da cooperação internacional como uma das maneiras que podem superar as deficiências que podem advir da implementação de devida diligência no contexto do conceito do patrimônio comum da humanidade. / La survie de l’humanité et la qualité de vie des générations futures dépendent de notre prise de responsabilité aujourd’hui et de nos actions ciblées. Les réserves en matières premières, l’énergie et les sources d’énergie de notre terre sont restreintes. Il y a également son aptitude à absorber les polluants anthropiques et les déchets qui sont également restreintes. Une réorientation de notre manière de vivre et d’exploiter notre Terre est par conséquent urgente et inévitable. Avec l'arrivée à grand pas de l'exploitation des ressources minérales des fonds marins, l´Autorité des fonds marins doit disposer d'un arsenal efficace d´instruments juridiques. En effet cet arsenal l´aidera non seulement à parer aux risques en puissance qui pourront causer des dommages durant lesdites activités, mais aussi pour responsabiliser les Etats patrons en cas de manquement à leurs obligations. Par ailleurs, les activités des fonds marins sont essentiellement effectuées par des entités de droit national, c'est-à-dire étant sous juridiction des Etats, dans cette lancée les Etats doivent avoir des obligations à remplir. De façon essentielle le régime juridique applicable aux Etats patrons dans le cadre de la CNUDM est celui de la due diligence. Par son opinion consultative n° 17, le TIDM a pu résumer la dite obligation de la due diligence à celui ´´de veiller à´´. Dans ce sens, pour qu'un Etat puisse s'acquitter de ses obligations et éviter d'engager sa responsabilité, ce dernier doit adopter des comportements de diligence en prenant des mesures raisonnablement adéquates pouvant garantir le respect des prescrits de Montego Bay par l'entreprise patronnée. Ces comportements se matérialisent par l'insertion dans leurs législations, des mesures raisonnables pouvant garantir le respect des instruments pertinents de l'Autorité par les entreprises qui explorent/exploitent les fonds marins. Ainsi cette orientation des choses, c´est-à-dire la mise en oeuvre de ces législations prenant en compte la due diligence peut accuser certaines limites dans l'opérationnalisation. Parmi les limites, il y a la mauvaise identification des ressources minérales qui font l'objet de l'exploitation, entraînant une difficulté d´application. Le fait d´avoir une connaissance mitigée sur l´ objet faisant objet de la légifération rends limitatives les mesures pouvant être prises. A ce titre la majorité des législations nationales demeurent dans un état rudimentaire, ne permettant pas de mettre en place un niveau élevé de la protection de l'environnement. En prenant en compte le statut économique et technologique des pays en développement, une autre limite surgit dans la mise en oeuvre concrète de la due diligence au sein de leurs législations. En effet, outre la complaisance persistante au sein des systèmes juridiques des pays en développement, l'absence de technologie de pointe et de la finance adéquate rendent difficile l'insertion des paramètres essentiels de la due diligence. Cette tournure des choses peut accorder aux entreprises une marge de manoeuvre dans ce sens où ils peuvent préférer l'ouverture des filiales dans les pays en développement où les lois et mesures s'avèrent peu contraignantes ou laxistes. Ce genre des situations crée un risque pendant, celui de maximiser la production au détriment de la préservation et protection du milieu marin. Et en fin de compte c'est le patrimoine commun de l'humanité qui est censé être protégé par tous qui subira les conséquences néfastes. Il est vrai que par le biais de l'avis consultatif n° 17 du TIDM, nous pouvons comprendre que les obligations qu'ont les Etats demeurent égales, que ça soit pour les pays développés que ceux en développement. Cependant en prenant en compte l'opérationnalisation de certains paramètres, il peut se faire qu'au niveau des pays en développement, il sera difficile d'assurer une protection élevée et uniforme. A cela s´ajoute également le traitement différencié de certaines entités considérées comme investisseuses pionnières, dont les plans de travail n´exigent pas une analyse profonde des aspects technologique et financier. Cela peut à une certaine mesure affecter à la mise en oeuvre de la due diligence. Ainsi, l'analyse dont il est question aura le mérite d'évaluer les défis qui pourront découler de la mise en oeuvre de la due diligence au niveau des normes nationales et internationales, dans son application contextuelle des activités de fonds marins en relation avec l'Autorité. Dans la même lancée sera démontrée l´importance de la coopération internationale, comme une des voies pouvant permettre de surmonter les lacunes que peut accuser la mise en oeuvre de la due diligence dans le contexte du concept du patrimoine commun de l´humanité.
4

Flora arbórea do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, Go : Brasil - similaridade florística entre unidades de conservação do Cerrado em Goiás e Distrito Federal

Junqueira, Daniela Inácio January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2011. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2011-11-21T14:24:42Z No. of bitstreams: 1 2011_DanielaInacioJunqueira.pdf: 1746718 bytes, checksum: 53447a8bafcd0298776bc9f3971103b9 (MD5) / Approved for entry into archive by Elzi Bittencourt(elzi@bce.unb.br) on 2011-11-21T14:36:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_DanielaInacioJunqueira.pdf: 1746718 bytes, checksum: 53447a8bafcd0298776bc9f3971103b9 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-21T14:36:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_DanielaInacioJunqueira.pdf: 1746718 bytes, checksum: 53447a8bafcd0298776bc9f3971103b9 (MD5) / Estudos recentes registram 12.400 espécies de plantas vasculares para a flora do Cerrado. Atualmente as Unidades de Conservação estabelecidas para o Cerrado são insuficientes para representar e conservar toda diversidade do bioma. Vários estudos da flora vêm sendo realizados nas áreas de Cerrado há muitos anos, mostrando a importância de sua vegetação. Desde então estudos comparando vegetação em diferentes áreas vêm sendo aplicados. O presente estudo trata do levantamento da flora arbórea do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, em Goiás, e comparação desta, utilizando análises multivariadas, com outras Unidade de Conservação no Cerrado. O levantamento florístico foi realizado através de 16 expedições de coleta onde foram amostrados aleatoriamente os indivíduos arbóreos. A vegetação arbórea das fitofisionomias de Cerrado de 11 Unidades de Conservação no estado de Goiás e Distrito Federal foram selecionados em cinco unidades fisiográficas para a comparação. A vegetação arbórea do PESCAN conta com um total de 214 espécies pertencentes a 56 famílias distribuídas em 137gêneros. Ocorrendo um aumento de 125% no número de espécies anteriormente registradas na área. As famílias mais abundantes em número de espécies no PESCAN são coincidentes com os resultados de estudos anteriores no Cerrado. Os resultados deste estudo demonstraram que as Unidades de Conservação de Goiás ainda são pouco conhecidas, que o número total de espécies registrado para estas áreas provavelmente não é o real, principalmente se compararmos o número de espécies que ocorrem nas unidades de conservação do Distrito Federal, que atualmente é umas das regiões mais bem amostradas da vegetação do bioma Cerrado. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Recent studies have recorded 12,400 species of vascular plants for the flora of Cerrado. Currently, protected areas established for the Cerrado are insufficient to represent all the diversity and conserve the biome. Several studies of flora have been conducted in Cerrado areas for many years, showing the importance of vegetation. Since then studies comparing vegetation in different areas are being applied. The present study deals with the removal of the tree flora of the Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, Goias, and comparison using multivariate analysis with other conservation areas in the Cerrado. The survey was conducted by collecting expeditions where 16 randomly selected individual trees. The trees of the Cerrado vegetation types, 11 Protected Areas in the state of Goiás and Distrito Federal were selected in five physiographic units for comparison. The trees of PESCAN has a total of 214 species belonging to 56 families distributed in 137 genera. Experiencing a 125% increase in the number of species previously recorded in the area. The most abundant families in number of species in PESCAN is common with the results of previous studies in Cerrado. This study showed that the Conservation Units of Goiás are still little known, that the total number of species recorded for these areas is probably not real, especially if we compare the number of species in protected areas of the Federal District, which currently is one of the most well sampled the vegetation of the Cerrado biome.
5

Variação espacial e sazonal na fauna de morcegos entre uma plantação de eucaliptos e uma área de floresta nativa no norte da Floresta Atlântica

FERREIRA, Anna Claudia Aca 23 February 2017 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-09-28T21:57:25Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Anna Claudia Aca Ferreira.pdf: 1802004 bytes, checksum: 62c2421dec0c588631274486d04c6d94 (MD5) / Approved for entry into archive by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-11-20T22:48:19Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Anna Claudia Aca Ferreira.pdf: 1802004 bytes, checksum: 62c2421dec0c588631274486d04c6d94 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-11-20T22:48:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Anna Claudia Aca Ferreira.pdf: 1802004 bytes, checksum: 62c2421dec0c588631274486d04c6d94 (MD5) Previous issue date: 2017-02-23 / CAPES / O crescimento demográfico, a industrialização e as diversas atividades socioeconômicas, têm provocado profundas alterações nos ecossistemas naturais, interferindo na composição biótica destes territórios. As florestas tropicais úmidas e, de modo especial a Floresta Atlântica, são um dos ambientes mais afetados por estas ações. Palco de elevada riqueza da fauna e da flora, com diversos representantes endêmicos e muitas espécies ameaçadas de extinção, a Floresta Atlântica é um dos hotspots mundiais para a conservação da biodiversidade. No Brasil, grande parte da Floresta Atlântica se encontra desmatada, sendo essa devastação ainda mais intensa em sua porção costeira ao norte do Rio São Francisco, na sub-região de Pernambuco. Os poucos remanescentes de Floresta Atlântica que ali se encontram estão altamente fragmentados e isolados por paisagens antropizadas, nas quais se incluem as florestas plantadas de eucaliptos com fins de extração madeireira. Alguns estudiosos consideram que as florestas plantadas são territórios complementares para retenção da biodiversidade das florestas nativas, enquanto outros discordam desta função. Aqui avaliamos o papel das florestas plantadas como mantenedoras da biodiversidade de morcegos na porção norte da Floresta Atlântica, estudando uma área de floresta nativa e uma plantação de eucaliptos. Também avaliamos os efeitos da sazonalidade em cada ambiente. Foram coletados 434 indivíduos de 18 espécies de morcegos. Houve maior abundância de morcegos na estação seca nos dois ambientes, de modo que as florestas plantadas parecem não afetar o padrão de sazonalidade característico do ambiente natural. Foram observadas diferenças espaciais na riqueza, com apenas 1/3 das espécies sendo compartilhada entre os hábitats. A abundância de morcegos foi significativamente menor na plantação de eucaliptos, o que indica a maior probabilidade de extinção local das populações que ali se encontram. As análises de NMDS, ANOSIM e SIMPER reforçaram a heterogeneidade entre os ambientes. Nossos resultados revelam que as plantações de eucaliptos são pouco eficientes para a preservação da biodiversidade de morcegos e que as florestas nativas são insubstituíveis nesta função. / Demographic growth, industrialization and various socioeconomic activities have caused profound changes in natural ecosystems interfering with the biotic composition of these territories. The humid tropical forests and especially the Atlantic Forest are one of the environments most affected by these actions. With a rich fauna and flora with many endemic representatives and endangered species the Atlantic Forest is one of the world's hotspots for biodiversity conservation. In Brazil much of the Atlantic Forest is deforested and this devastation is even more intense in its coastal portion towards the north of the São Francisco River in the Pernambuco sub-region. The few remnants of the Atlantic Forest that are there are highly fragmented and isolated by anthropic landscapes, which include planted forests with eucalyptus for wood extraction activities. Some researchers consider that planted forests to be complementary territories for retaining the biodiversity of native forests while others are against this view. Here we evaluate the role of planted forests as bats biodiversity maintainers in the northern portion of the Atlantic Forest studying an area of native forest and a eucalyptus plantation. We also evaluated the seasonality effects in each environment. A total of 434 individuals were collected from 18 species of bats. There was a greater abundance of bats in the dry season in both environments, so the planted forests do not seem to affect the seasonal pattern characteristic of the natural environment. Spatial differences in richness were observed with only 1/3 of the species being shared between habitats. The abundance of bats was significantly lower in the eucalyptus plantation which indicates the greater probability of local extinction of the populations that are there. The NMDS, ANOSIM and SIMPER analyzes reinforced the heterogeneity between the environments. Our results show that eucalyptus plantations are inefficient for the preservation of the biodiversity of bats and that native forests are irreplaceable in this function.
6

A proteção constitucional e normativa do meio ambiente / The Constitucional and normative protection of the enviroment (Inglês)

Campos, Licia Fernandes 21 August 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:17:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-08-21 / The present work analyses the Constitutional and Normative Environmental Protection focusing on Preventive Custody, Environmental Licensing and on the application of the principle of concordance of practice in conflicts solving. The increasing concern of society, especially civil society organizations, in environmental protection are consequence of negatives ecological impacts from the harmful activity of the mankind. Then, there were discussed the environmental management instruments, as the Environmental Licensing, and showed how we can protect the environment by delimitation of protected areas and using the compensation to reduce the environmental degradation caused. This is a qualitative study, developed through literature and doctrine review arguing that environmental issues of legal nature should not be viewed as purely bureaucratic procedures, but as control instruments to be adopted to monitor individuals that use natural resources in activities that potentially can cause damage to the environment. It was also discussed the new proposal of reconciliation that must exist between economic development and environmental protection, which is called sustainable development that emerged in the 1980s as a challenge to humanity. The attempt to solve conflicts between the right to the environment and the economic development guided the judges to apply the principle of concordance of practice and the method of balancing. That application is still in trial because it was not widely understood by Brazilians judges, who need to change their view to the new paradigms of sustainable development. In this context it is possible the implementation of public policies providing access to an ecologically balanced environment and healthy for new generations. / O presente trabalho analisa a proteção constitucional e normativa do meio ambiente com enfoque na tutela preventiva, no licenciamento e na aplicação do princípio da concordância prática na solução de conflitos. O estudo do tema reflete a preocupação crescente da sociedade, especialmente da sociedade civil organizada, com a defesa do meio ambiente diante dos desequilíbrios ecológicos atuais, que representam os impactos ambientais oriundos da atividade nociva do homem, demonstrando, através dos instrumentos de gestão ambiental pública, em especial o licenciamento ambiental, como se pode tutelar o meio ambiente, determinando espaços territoriais especialmente protegidos e utilizando a compensação ambiental para diminuir a degradação causada. Trata-se de um estudo qualitativo, cuja metodologia efetiva-se por meio de pesquisa bibliográfica e doutrinária, tanto no âmbito interno como externo, esclarecendo que as questões ambientais de natureza legal não devem ser vistas como procedimento meramente burocrático dos órgãos públicos, mas sim como as formas de controle a serem adotadas para fiscalizar o particular que se utiliza dos recursos naturais, quando a atividade desenvolvida por este for potencial ou efetivamente causadora de danos ao meio ambiente. Procurou-se mostrar, também, a nova proposta de conciliação que deve existir entre o desenvolvimento econômico e a proteção ambiental, que se chama desenvolvimento sustentável e que emergiu na década de 1980 como um desafio à humanidade. A tentativa de solucionar os conflitos entre o direito ao meio ambiente equilibrado e o desenvolvimento econômico orientou os magistrados para a aplicação do princípio da concordância prática ou harmonização e para a técnica da ponderação no sentido de resolver as colisões entre os direitos, reconhecendo que tal aplicação ainda é motivo de divergência nos julgados, em virtude de não ter sido amplamente assimilada pelos juízes brasileiros, que necessitam, para reforçar sua opinião, da implementação de uma política pública orientada para o desenvolvimento sustentável, obtido através de mudanças de conceitos e paradigmas, proporcionando às novas gerações o acesso a um meio ambiente ecologicamente equilibrado e saudável.
7

Níveis taxonômicos de gestão ambiental : um estudo de caso dos equipamentos hoteleiros estabelecidos na APA Delta do Parnaíba

Corrêa, Rosany 15 December 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:20:55Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-12-15 / The main goal of this dissertation is to offer ar accurated study about environmental taxonomy concerning the management of hotel equipments in Delta do Parnaíba Environmental Preservation Area, using Jabbour is Santos and Bellen is models as evaluation tools of the environmental management levels and the sustainability indicators used in this Conservation Unity. Therefore, it analyzes the environmental management evolution, building its path till it gets the management taxonomic levels. This study also analyzes managers environmental behavior of the managers, the procedures and the environmental management levels of the companies of eleven cities located in Delta do Parnaíba EPA, which involves three States. A field study and the structured observation were used. The study not only indicates that there is no systematic environmental management in the area, but also detects a greater concentration of management levels concerning the Functional Integration what demonstrates the implementation of a management plan needs the an advising for environmental politics and to delimit the area occupation, too. / A presente dissertação tem como objetivo central proporcionar um estudo verticalizado sobre a taxonomia ambiental na forma de gestão dos equipamentos hoteleiros da Área de Preservação Ambiental Delta do Parnaíba, utilizando os modelos de Jabbour, Santos e Bellen, como ferramentas de avaliação dos níveis de gestão ambiental e indicadores de sustentabilidade em uso nesta Unidade de Conservação. Para tanto, analisa a evolução da gestão ambiental, construindo seu percurso, dos primeiros passos até chegar a níveis taxonômicos de gestão.Metodologicamente, através de estudo de campo e observação estruturada e coleta de dados, como também de questionário especifico, analisa a consciência ambiental dos gestores, os procedimentos e níveis de gestão ambiental das empresas estabelecidas em onze municípios localizados na APA Delta do Parnaíba envolvendo três Estados. O estudo indica a inexistência de gestão ambiental sistêmica, além de detectar uma maior concentração dos níveis de gestão em torno da Integração Funcional, fazendo-se necessária, portanto, a implantação de um plano de manejo que oriente as políticas ambientais e delimite a ocupação da área.
8

Ecoturismo e desenvolvimento sustentável na APA do Delta do Parnaíba

Santos, Darlene Silva dos 08 November 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:36:55Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-11-08 / A prática do Ecoturismo pressupõe uma atividade ambientalmente responsável diante do cenário da necessidade de preservação e conservação dos recursos naturais. Diante disso, este trabalho procurou verificar como o Ecoturismo pode promover o Desenvolvimento Sustentável, para além da questão ambiental, para tanto, tem como maior escopo uma análise sobre Ecoturismo e Desenvolvimento Sustentável na APA do Delta Do Parnaíba por intermédio das dimensões econômica, social, ecológica, espacial e cultural de sustentabilidade, junto ao município do Cajueiro da Praia e comunidade de Barra Grande. E como objetivos específicos: Identificar na prática do ecoturismo aspectos favoráveis que o caracterize como elemento propulsor do desenvolvimento sustentável da APA do Delta do Parnaíba, por intermédio de suas associações; descrever as principais dimensões do desenvolvimento sustentável apontadas nos empreendimentos coletivos, por meio das associações que compõe a região da APA do Delta do Parnaíba; analisar a interação entre ecoturismo e as dimensões do desenvolvimento sustentável como fator de influência para o desenvolvimento sustentável, no município do Cajueiro da Praia e comunidade de Barra Grande. A metodologia adotada para obtenção das respostas aos questionamentos propostos partiu da abordagem qualitativa, do estudo de caso, e ainda, da análise do discurso, procurando compreender a contextualização na qual o Ecoturismo está inserido. A importância deste trabalho reside no fato de que o ecoturismo é um grande propulsor do desenvolvimento do cuidado com o meio ambiente no qual está inserido e, no caso desta pesquisa, a APA do Delta do Parnaíba encontra-se compreendida no roteiro de ecoturismo Rota das Emoções, inserida no Projeto Federal Parques da Copa do Ministério do Turismo e Ministério do Meio Ambiente, entre outros fatores que fazem dela um local propício ao desenvolvimento de tal atividade. Adianta-se que mesmo apresentando problema no desenvolvimento do ecoturismo, um dos princípios políticos desse cenário da APA do Delta do Parnaíba é a geração de trabalho e renda não só para os que a compõem como também para a comunidade que dela faz parte
9

Alem dos conflitos : areas da Serra do Japi - Jundiai/SP

Scarabello Filho, Sinesio 30 October 2018 (has links)
Orientador : Rozely Ferreira dos Santos / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil / Made available in DSpace on 2018-10-30T13:27:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ScarabelloFilho_Sinesio_M.pdf: 1899349 bytes, checksum: 7d6add82e16b86c8968b42a822590847 (MD5) Previous issue date: 2003 / Mestrado
10

Polícia de proteção ambiental :

Ivanóski, Flávio Roberto January 2000 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-18T02:23:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T17:50:33Z : No. of bitstreams: 1 161525.pdf: 5645901 bytes, checksum: 3bdcdb326e29b9f229fb79c65490f623 (MD5) / O objetivo deste estudo foi analisar a qualidade dos serviços prestados pela Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina, na execução de suas tarefas junto à sociedade. Para isso, numa primeira etapa, foram coletados dados e informações junto à CPPA, à respeito de suas atividades, instrução dos policiais ambientais e estrutura atual dos pelotões espalhados pelo Estado Catarinense. Os dados coletados referem-se ao ano de 1998 e primeiro semestre de 1999. Numa segunda etapa, foi aplicado um questionário de 10 questões aos policiais ambientais, a fim de verificar como estes vêem o serviço por eles prestados, o que está de acordo e o que está faltando para melhorar os serviços. Ao analisar-se os resultados das duas etapas, constatou-se que a polícia militar ambiental do Estado de Santa Catarina carece de muitos aspectos para realizar um serviço melhor à comunidade catarinense e que traga motivação constante aos policiais. A criação de novos pelotões pelo Estado, um maior efetivo, maior quantidade de equipamentos e viaturas, instruções periódicas, através de cursos, palestras sobre educação ambiental para os policiais e população, são algumas das reivindicações sugeridas pelos policiais ambientais que se fariam necessárias para melhorar os serviços. Por fim, conclui-se que o presente trabalho veio a colaborar com este tipo de organização militar, uma vez que conforme a visão da gestão ambiental, se faz necessária a prática de mudanças para o aprimoramento, eficiência e qualidade dos serviços prestados pelos policiais junto à população e principalmente, ao meio ambiente.

Page generated in 0.0715 seconds