• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2759
  • 40
  • 40
  • 38
  • 37
  • 25
  • 15
  • 13
  • 13
  • 12
  • 9
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • Tagged with
  • 2787
  • 1786
  • 806
  • 492
  • 473
  • 434
  • 337
  • 307
  • 283
  • 272
  • 264
  • 244
  • 210
  • 202
  • 183
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O chiste e sua relação com o ato analitico

Balbo, Luciana Gomes Julio 27 July 1999 (has links)
Orientador: Mario Eduardo Costa Pereira / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-24T23:14:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Balbo_LucianaGomesJulio_M.pdf: 3891805 bytes, checksum: b12e11631458a0b191700426111770d3 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: O presente trabalho trata de uma reflexão sobre o uso do chiste na compreensão da estrutura do ato analítico. Isto não significa dizer que a estrutura de chiste do ato analítico se refere a um tipo especial de manejo clínico. O chiste serve, em minha hipótese, como instrumento heurístico para iluminar um pensar teórico sobre o ato analítico. Escolhi o chiste, dos elementos de formação do inconsciente, para relacioná-lo com o ato analítico, justamente por essa sua capacidade de criar um desconcerto que traz um esclarecimento. A partir de FREUD, até chegar onde LACAN desenvolveu seus questionamentos sobre os chistes como um ato de sentido, retomarei sua reflexão sobre os mesmos, no seminário 5 sobre as "Formações do inconsciente ", de modo a aproximá-las de suas teorizações posteriores sobre o ato psicanalítico. Neste seminário, LACAN não retoma a questão dos chistes e é por isso que farei uma reflexão no sentido de pensar a aproximação entre a estrutura do chiste e sua relação com o ato analítico. Pensar a estrutura do chiste em conexão com o ato analítico dentro da situação analítica, também, remete a pensar a estrutura da linguagem a partir da transferência, que traz em si uma dissimetria. O chiste ajuda a pensar a metapsicologia da escuta analítica. Se a idéia de diálogo se transforma, a idéia de sujeito se transforma. O chiste é um modo de discurso eficaz, de tal forma que a estrutura do chiste é mais importante do que o chiste em si. Entender a situação analítica trata-se de uma disposição de lugares dentro do discurso / Abstract: Not informed / Mestrado / Saude Mental / Mestre em Ciências Médicas
2

Estudo de reações inconscientes grupais

Oliveira Junior, Jair Franklin, 1950- 24 July 2018 (has links)
Orientador: Isac Germano Karniol / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-24T03:42:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 OliveiraJunior_JairFranklin_M.pdf: 3831730 bytes, checksum: db76948669d122e469287379b6caa662 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Neste trabalho descrevo sessões de psicoterapia analítica de grupo, nas quais um acontecimento relevante envolve\.l todos os membros do grupo ou parte deles. Na introdução faço um relato da minha trajetória pessoal, até chegar à psicoterapia analítica de grupo. Apresento, em seguida, aspectos históricos da psicoterapia analítica de grupo e os principais conceitos teóricos relacionados ao tema deste trabalho. o objetivo deste trabalho é estudar a reação inconsciente de um agrupamento humano, no caso o pequeno grupo, frente a acontecimentos diversos. Os acontecimentos, aos quais o grupo é submetido, são: mudança de sala e de horário, anúncio de férias do grupo analista, primeira sessão após o retorno das férias, passagem do tratamento particular para o público, grupo com data certa para terminar o tratamento, aumento de honorários, sessão em que o grupo analista mudou o corte de cabelo, sessão em que a maior parte dos pacientes falta, sessão em que o grupo analista atrasa, última sessão do co-terapeuta. O método baseia-se na técnica da psicoterapia analítica de grupo e na análise temática do conteúdo. O psicoterapeuta possibilita, à partir de sua atitude de abstinência, que os membros do grupo associem livremente suas idéias, seus pensamentos, para assim levarem a termo o tratamento psicológico. Como afirma Campbell (1990), o psicoterapeuta possui o instrumento através do qual é capaz de alcançar o "como queríamos demonstrar" da matemática... / Abstract: This thesis describes some sessions of psychoanalytic group psychotherapy where relevant situations trigger off an involvement of some members of the group or all of them. In the introduction, it is outlined my own professional routes - from psychiatry to group psychoanalysis. It also describes some historical aspects of the psychoanalytic group psychotherapy and the main theoretical concepts related do the subject of this thesis. The purpose of this work is to investigate the unconscious reactions that a human grouping may have in different situations. It is, in fact, about small groups going through psychotherapy process in the following situations: change of therapy room, change of the time of the session, holidays of the analyst, first session after holiday, change from a private treatment to one provided by an institution, increase of treatment rate, the group analyst having his hair cut, a session where the group analyst comes late, the last session of the co-therapist. The methodology applied in this investigation is based on the psychoanalytic group psychotherapy techniques. The abstinence of the psychotherapist allows free association of ideas and thoughts from the group, 50 that psychological treatment can be accomplished. Campbell (1990) suggests that the psychotherapist has an instrument which makes him capable of achieving the "how we would like to demonstrate" from mathematics. Following this view, using as instrument the "psychoanalytic group psychotherapy" we attempt to demonstrate how the psychotherapeutic group reacts to what I call the "group occurrence". This part of the thesis is illustrated by clinical material of fifteen sessions of psychoanalytical group psychotherapy. We conclude that, when subjected to the situations mentioned above, the psychotherapeutic groups go through a process of regression and seem to repeat the routes of the hero. Taking into account of psychomythology, we think that on way of understanding the unconscious reaction of the group occurrence is making a parallel with the route of the hero. The group unconsciously repeats the mythical route of the hero: the saga of the hero. He sees ghosts and danger everywhere, feels carelessness and helplessness. 80 that he tries to build with members of the group and with the group analyst a pathway of anxiety and suffering. Next we investigate the application of these concepts to other group situations. Grinberg (1976) considers the small group as a microssociology. One can think that similar situations can be experienced between the teacher and his small group of pupils; between the leader and his followers; or in a family, between the father and the other members of the family group. If we go further in this perspective, we can also consider the small group as a part of the society at large and question whether the population of a country can also react in similar ways as the ones described in this thesis. In the last part, we introduce the bibliography / Mestrado / Mestre em Saude Mental
3

A transferência e a pesquisa com o método psicanalítico

Silva, Clarice Moreira January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:09:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000445331-Texto+Parcial-0.pdf: 78745 bytes, checksum: 4497a427bc5516ccdb1007677388a528 (MD5) Previous issue date: 2012 / Throughout clinical experience, it is common to identify transference and the present impasses in its management as reasons to discontinue the analytical process, understanding, thus, the association between that phenomenon occurrence and the establishment of barriers in the listening exercise. The relevance of the transference phenomenon and the finding of its effects in the psychoanalytical listening motivated this study. The interrelation between transference and the barriers appearance to the sequence of an analytical process allows the assertion that it is a topic in need to be rendered problematic in order to make the knowledge production in psychoanalysis advance, the forms in which the psychic conflicts get updated enter the clinical setting, and reverberates as an aspect of resistance to the process. Therefore, two sections were developed in this dissertation, a theoretical and an empirical one. The theoretical section proposes a review on the transference phenomenon, based on this concept development in Freud’s work, interrelating it to the evolution of the psychoanalytical method itself. It is also approached the analysts’ work specificities with transference, from listening and technique, marking the work conditions with subjects of the unconscious. The empirical section has the objective of exploring the transference phenomenon as a hindrance in the analytical listening, aiming to contribute to a debate on the ranges and limitations of the psychoanalytical technique. For that reason, snippets of a clinical situation were worked out in order to promote the building of analytical facts.These clinical facts were analyzed through the psychoanalytical research method, whose specificity is to have the presence of a psychoanalyst in analytical activity as a sine qua non condition. To present the work system guiding this study, the material analysis was divided in three stages. In the first stage, named “The encounter with Lost: the singular listening process”, it was presented a subject’s arrival to analysis, focusing on the established transference. In the second stage, “The transference interpretation: the first half”, it was made explicit how the transference modalities were interpreted in the time of listening to the patient. In the third stage, which composes the item “The research work and the transference interpretation”, new interpretative axes to the transference phenomenon were referenced. In this last stage, from the investigation findings, three interpretation axes which got interrelated were listed, being rooted in the idea that they could be worked out in the transference updating: Sexuality axis, Acting out axis, and Repetition axis. Having to be faced as relative to the process which has produced it, an interpretation is always singular, having the interpretative hypotheses the objective of promoting future intervention possibilities. This study allowed the assertion of the psychoanalytical method as a listening tool, and research as a psychoanalytical method, generating relevant reflections on the transference phenomenon, from the re-signification of the clinical facts material, promoting psychoanalysis revitalization. / Na experiência clínica é bastante comum identificar a transferência e os impasses presentes em seu manejo como motivos de interrupção do processo analítico, constatando-se assim a associação entre a ocorrência desse fenômeno e o estabelecimento de entraves no exercício da escuta. A relevância do fenômeno transferencial e a constatação de seus efeitos na escuta psicanalítica motivaram o presente estudo. A inter-relação entre a transferência e o surgimento de obstáculos à sequência de um processo analítico permite afirmar a necessidade de problematizar, a fim de fazer avançar a produção de conhecimento em Psicanálise, as formas pelas quais a atualização de conflitivas psíquicas adentra o cenário da clínica e repercute como fator de resistência ao processo. Assim, foram elaboradas duas seções para esta Dissertação, uma teórica e uma empírica. A Seção Teórica propõe uma revisão acerca do fenômeno da transferência, embasando-se na evolução desse conceito na obra freudiana, inter-relacionando-a à evolução do próprio método psicanalítico. Aborda-se também a especificidade do trabalho do analista com a transferência, a partir da escuta e da técnica, marcando a condição de trabalho com um sujeito de Inconsciente. Já a Seção Empírica teve como objetivo explorar o fenômeno da transferência como entrave na escuta analítica, visando contribuir para um debate sobre os alcances e limitações da técnica psicanalítica. Para tanto, fragmentos de uma situação clínica foram trabalhados a fim de promover a construção de fatos clínicos.Esses fatos clínicos foram analisados através do método psicanalítico de pesquisa, cuja especificidade é a de ter a presença de um psicanalista em atividade analítica como condição sine qua non. A fim de apresentar a sistemática de trabalho que norteou este estudo, dividiu-se a análise do material em três etapas. A primeira etapa, denominada “O encontro com Perdido: o singular em processo de escuta”, apresentou a chegada de um sujeito à análise, enfocando a transferência estabelecida. A segunda etapa, “A interpretação da transferência: um primeiro tempo”, explicitou como as modalidades transferenciais foram interpretadas à época do trabalho de escuta ao analisando. E na terceira etapa, que compõe o item “O trabalho de pesquisa e a interpretação da transferência”, foram relacionados novos eixos interpretativos para o fenômeno transferencial daquele processo. Nesta última etapa, a partir dos achados da investigação, foram elencados três eixos de interpretação que se inter-relacionam, calcados na ideia de que poderiam ser trabalhados na atualização transferencial: eixo da Sexualidade, eixo da Atuação e eixo da Repetição. Devendo ser encarada como relativa ao processo que a produziu, uma interpretação é sempre singular, tendo as hipóteses interpretativas o objetivo de promover possibilidades futuras de intervenção. O estudo realizado possibilitou a afirmação do método psicanalítico como ferramenta de escuta e da pesquisa como método psicanalítico, gerando reflexões pertinentes ao fenômeno transferencial, a partir da ressignificação do material oriundo dos fatos clínicos, fomentando a revitalização da Psicanálise.
4

Um som do analista quando jovem

Neiva, Hélio Henrique Quinan 05 August 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-12-05T14:05:47Z No. of bitstreams: 1 2016_HélioHenriqueQuinanNeiva.pdf: 791575 bytes, checksum: 9d6bcafcdce3555a38130a69a98749ab (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-01-06T19:50:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_HélioHenriqueQuinanNeiva.pdf: 791575 bytes, checksum: 9d6bcafcdce3555a38130a69a98749ab (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-06T19:50:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_HélioHenriqueQuinanNeiva.pdf: 791575 bytes, checksum: 9d6bcafcdce3555a38130a69a98749ab (MD5) / O encontro da Psicanálise com a Literatura sempre foi marcado pelo fato dos escritores terem uma intimidade com o inconsciente. O uso da escrita criativa norteia e ilustra o desbravamento do campo psicanalítico. Esse encontro de dois terrenos do saber é bem ilustrado pelo neologismo de Lacan: lituraterra. A dissertação parte do estudo de Lacan sobre a letra e a literatura, para pensar os pontos de encontro entre os dois campos do saber. A escolha da obra de Joyce – Um retrato do artista quando Jovem – se deu pelo desejo apontado nas leituras sobre o objeto a e a voz. No retorno de Joyce para ler Lacan, houve o encontro com uma outra qualidade, que é o som, para pensar a experiência do lugar de leitor e sua ressonância no lugar do analista. A questão: o que um analista escuta e o que faz deste lugar produzir uma análise perpassa nas elaborações sobre a letra, a voz e o som. O trabalho aposta que, além das clássicas definições das formações do inconsciente, o analista também deve escutar uma musicalidade, que seria propriamente o conceito de lalangue; a junção entre o som e a voz. ___________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The meeting of Psychoanalysis with Literature has always been marked by the fact that the writers have an intimacy with the unconscious. The use of creative writing guides and illustrates the clearing of the psychoanalytic field. This meeting of these two plots of knowledge is well illustrated by Lacan’s neologismo: lituraterre. The thesis starts on the Lacan’s study about the letter and literature to think the meeting points between the two fields of knowledge. The choice of Joyce’s novel – A Portrait of the Artist as a Young Man – was done to the desire left in the readings about the object a and the voice. On the return between reading Joyce and then Lacan, met another quality that is the sound, to think of experience about the reader’s place and its resonance in the analyst’s place. The question: what an analyst listens and what makes this place produce an analysis, runs through the elaborations on the letter, the voice and the sound. This work bets that besides the classical definitions of unconscious’ formations, the analyst must also listen to a musicality, which itself would be the concept of lalangue; the junction of the sound and the voice.
5

Um olhar impossível : construção psicanalítica e montagem cinematográfica

Barbosa, Pablo Bergami Goulart 19 June 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006. / Submitted by Thaíza da Silva Santos (thaiza28@hotmail.com) on 2009-10-24T01:45:10Z No. of bitstreams: 1 2006_Pablo Bergami Goulart Barbosa.pdf: 326322 bytes, checksum: b07b029768713f45fe2eacc95768dd85 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2011-01-18T17:37:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Pablo Bergami Goulart Barbosa.pdf: 326322 bytes, checksum: b07b029768713f45fe2eacc95768dd85 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-01-18T17:37:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Pablo Bergami Goulart Barbosa.pdf: 326322 bytes, checksum: b07b029768713f45fe2eacc95768dd85 (MD5) Previous issue date: 2006-06-19 / A partir do questionamento sobre a função do divã no setting analítico prossegue-se a uma exploração do estatuto da imagem e do olhar na clínica e na teoria psicanalítica através dos conceitos de lembranças encobridoras, fantasia e fetiche. Sublinha-se o quanto essas formações indicam da imbricação entre a imagem e a palavra em sua constituição. Propõe-se uma analogia entre o trabalho de interpretação psicanalítica em sua forma mais complexa, a construção, com a noção de montagem cinematográfica, segundo a teoria de Serguei Eisenstein sobre a última. Ambos os trabalhos se realizam ao coligir fragmentos imagéticos na busca de construir narrativas prenhes de significância. Trata-se também da relação entre cinema e psicanálise brevemente. Num segundo momento, a noção lacaniana de objeto a vem auxiliar na caracterização teórica do campo do visual e circunscrever o vazio no lugar do olhar do Outro. Uma exploração de desenvolvimentos da teoria cinematográfica acerca de sua estruturação como linguagem leva à caracterização de um sujeito cinematográfico ligado ao olhar construído pela montagem e pelo enquadre, que o cinema oferta. Por fim, propõe-se um método psicanalítico de leitura do cinema, focado na constituição deste olhar e no desvelamento da identificação imaginária com ele. A analogia entre interpretação e montagem é levada adiante, apoiada sobre a questão do objeto a e da falta constitutiva, sendo finalmente proposta como uma montagem ao redor do vazio. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Taking as a starting point the question regarding the function of the couch in the analytic setting, an exploration of the status of image and glance in psychoanalytic clinic and theory is ensued. Such exploration is done through the concepts of screen memories, fantasy and fetish. It is stressed how much these formations indicate the intermixing of image and Word in their constitution. An analogy is proposed between the work of psychoanalytic interpretation in its most complex form, construction, and the notion of cinematographic montage, according to Sergei Eisenstein’s theory of the latest. Both works are accomplished through collecting and linking together image fragments with the aim of constructing narratives pregnant with significance. The relationship between psychoanalysis and cinema is also dealt with briefly. On a second moment the lacanian notion of the object a comes to aid in the theoretical characterization of the visual field end to circumscribe the void in the place of the gaze of the Other. An exploration of the developments of cinema theory regarding its structuring as a language leads to the characterization of a cinematographic subject linked to the glance constructed my montage and framing, which cinema offers. Finally, it is proposed a psychoanalytic method for reading cinema, focused on the constitution of such glance and on the unveiling of the imaginary identification to it. The analogy between interpretation and montage is taken further, supported by the developments on the object a and the constitutive lack, thus being finally proposed as a montage around the void.
6

A obra, o leitor e o escritor : ressonâncias da escrita no sujeito da psicanálise

Paiva, André Gouvêa de 11 August 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-08-29T18:39:41Z No. of bitstreams: 1 2016_AndréGouvêadePaiva.pdf: 678494 bytes, checksum: 0fce1a022525282263745ff8dc153858 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-09-02T19:27:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_AndréGouvêadePaiva.pdf: 678494 bytes, checksum: 0fce1a022525282263745ff8dc153858 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-02T19:27:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_AndréGouvêadePaiva.pdf: 678494 bytes, checksum: 0fce1a022525282263745ff8dc153858 (MD5) / Neste trabalho nos propomos a investigar a relação Literatura-Psicanálise no intuito de aprofundarmos nossa compreensão acerca da clínica psicanalítica e da influência do ato de escrever no sujeito da Psicanálise. Para tal, trabalhamos os conceitos de obra, leitor e escritor e suas ressonâncias tanto na teoria quanto na prática dos psicanalistas, utilizando das contribuições de Freud e Lacan além de grandes nomes da área da Literatura como Paz e Blanchot. Com isso, investigamos desde a constituição do sujeito e o papel da escrita nesse processo, aos elementos básicos da relação e do setting analítico, chegando finalmente a um diálogo estabelecido entre a escrita e o final de análise, pautando essa última discussão a partir do conceito de estilo em Lacan. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / In this work, we have researched the relation between Literature and Psychoanalysis, thus intending to deepen our comprehension about the psychoanalytical practice and widen our knowledge of writing’s influence over the subject. For that, we have developed the concepts of opus, reader and writer alongside theirs’s resonances both in the theory and the practice of psychoanalysts, resorting to the contributions from Freud, Lacan and also great names of Literature such as Paz and Blanchot. This way we have investigated from the subject’s constitution and the role that writing play in this process to the basic elements of the analytical relation and setting, finally establishing a dialogue between writing and the end of analysis with aid from Lacan’s notion of style. _______________________________________________________________________________________________ RESUMEN / En ese trabajo proponemos la investigación de la relación Literatura-Psicoanálisis con el objetivo de profundizar nuestra comprensión acerca de la clínica psicoanalítica y de la influencia del acto de escribir en lo sujeto de la Psicoanálisis. Para eso, desarrollamos los conceptos de obra, lector y escritor y sus resonancias en la teoría y la práctica de los psicoanalistas, aprovechando las contribuciones de Freud y Lacan allá de grandes nombres de la Literatura como Paz y Blanchot. Entonces, investigamos la constitución del sujeto y el papel de la escrita en tal proceso, así como los elementos básicos de la relación y setting psicoanalítico, por fin llegando a un dialogo establecido entre la escrita y el final de análisis, pautando esa discusión en el concepto de estilo en Lacan.
7

Um estudo histórico no campo das articulações entre psicanálise e educação no Brasil : segunda metade do século XX /

Barros, Juliana Fernanda. January 2016 (has links)
Orientador: Jorge Luís Ferreira Abrão / Banca: Mary Yoko Okamoto / Banca: Manoel Antônio dos Santos / Resumo: Considerando a afirmação de alguns autores de que a psicanálise e a educação viveram um período bastante promissor até o início da década de 1950, experimentando, após essa fase, um momento de maior estagnação no Brasil até a década de 1980, o presente estudo tem por objetivo investigar a inserção e apropriação da psicanálise no contexto educacional brasileiro a partir da segunda metade do século XX (1950 a 2000), a fim de conhecer o que foi produzido nesse campo. Para a execução de tal objetivo, iniciou-se a investigação mediante levantamento e revisão bibliográfica dos trabalhos produzidos neste período e, posteriormente, um estudo histórico baseado no método da Abordagem Contextual, para compreender o contexto no qual esses textos foram produzidos e as transformações ocorridas na relação entre esses dois campos, ao longo dos anos. Deste percurso, foram localizados 64 artigos que documentaram as contribuições da psicanálise na educação, os quais foram classificados em cinco eixos temáticos, a saber: Eixo 1 - Psicologização da psicanálise na educação; Eixo 2 - As contribuições de Freud e de outros autores a respeito da educação e o papel da psicanálise na educação/instituição escolar; Eixo 3 - Subjetividade e Formação de professores em uma perspectiva psicanalítica; Eixo 4 - Transferência no campo educativo e a relação professor-aluno e saber; e Eixo 5 - Psicanálise e educação inclusiva/terapêutica. A leitura, a classificação dos artigos em eixo temáticos e as demais análise... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Taking into account statements made by some authors that psychoanalysis and education shared a very promising period up to the early 1950s, and after that phase they went through a stagnation period in Brazil up to the 1980s, this study was carried out to investigate the insertion and appropriation of psychoanalysis within the Brazilian educational context from the second half of the 20th century on (from 1950 to 2000), in order to learn about what has been worked out in that field. To carry it out, one started investigating by undertaking bibliographical survey on works accomplished in that period and, afterwards, on a historical study based on the Contextual Approach method, in order to understand the context within which such texts were written and the changes occurred in the relationship between both fields of knowledge throughout the years. Within that period 64 papers were found out bringing evidence of the contributions made by psychoanalysis to education, classifying them into five thematic axes, namely: Axis 1 - Psychologization of psychoanalysis in education; Axis 2 - Contributions made by Freud and other authors concerning education and the role played by psychoanalysis in education/schools; Axis 3 - Subjectivity and teachers' background development within a psychoanalytic perspective; Axis 4 - Transfer in education and the relationship between teacher-student and knowledge, and Axis 5 - Psychoanalysis and inclusive/therapeutic education. The reading, the classific... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Fronteiras do corpo : paradoxos na construção da singularidade

Marsillac, Ana Lúcia Mandelli January 2005 (has links)
Resumo não disponível
9

Fronteiras do corpo : paradoxos na construção da singularidade

Marsillac, Ana Lúcia Mandelli January 2005 (has links)
Resumo não disponível
10

A trama dos nomes : considerações sobre o papel da linguagem na obra freudiana

Rubião, Laura Lustosa 31 January 1996 (has links)
Orientador: Osmyr Faria Gabbi Junior / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2018-07-20T21:45:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rubiao_LauraLustosa_M.pdf: 5677128 bytes, checksum: 1b18e2d03105663483b6a7737f3bd9a7 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Filosofia

Page generated in 0.0864 seconds