• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 16275
  • 465
  • 349
  • 151
  • 147
  • 147
  • 147
  • 136
  • 128
  • 105
  • 44
  • 42
  • 30
  • 21
  • 21
  • Tagged with
  • 17529
  • 6583
  • 6473
  • 5586
  • 5423
  • 5332
  • 2958
  • 2372
  • 2047
  • 1293
  • 1288
  • 1009
  • 993
  • 963
  • 961
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Crônicas do cotidiano universitário : um estudo sobre os sentidos da experiência da graduação no discurso de um grupo de acadêmicos da Universidade Federal do Paraná

Rhodes, Carine de Almeida Arruda January 2014 (has links)
Orientadora: Profª Drª Miriam Aparecida Graciano de Souza Pan / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 30/10/2014 / Inclui referências / Linha de pesquisa: Práticas educativas e produção de subjetividade / Resumo: O presente trabalho consiste em uma investigação acerca dos sentidos da experiência acadêmica para um grupo de universitários da Universidade Federal do Paraná. Discute-se que a implementação de políticas inclusivas de acesso e de permanência demanda maior abrangência na compreensão sobre movimentos sociais, desafios e expectativas de integrantes dos mais diversificados grupos, os quais passam a integrar o corpo discente das universidades brasileiras. Estes discentes requerem maior compreensão sobre suas necessidades para uma trajetória de qualidade. O estudo está inserido em um contexto de pesquisa na UFPR que desenvolve e discute aspectos relacionados à permanência acadêmica. No recorte do presente trabalho, objetivou-se analisar os sentidos da experiência da graduação do estudante da UFPR por meio de uma pesquisa-intervenção. Dela participaram nove estudantes de diferentes cursos da UFPR, com idades entre 20 e 60 anos, durante sete encontros de duas horas de duração cada. Os encontros realizados constaram de cinco oficinas de crônicas e duas entrevistas dialogadas no Centro de Assessoria e Pesquisa em Psicologia e Educação (CEAPPE). Um total de 39 crônicas foram produzidas pelos participantes nos encontros, além de sete diários de campo dos pesquisadores, e um vídeo produzido pelos próprios estudantes na última oficina. A análise dos dados fundamentou-se nos autores que convergem posicionamentos acerca da rememoração e da escrita como forma de ressignificação dos sentidos e de transformação social. Apontam-se nos discursos analisados o desejo do estudante pela apropriação da linguagem acadêmica e a busca pela legitimação e aceitação da sua voz. A chance de o estudante fazer uso da palavra foi observada como fator imanente à sua postura protagonista na academia e, nesse sentido, retoma-se a importância de a Psicologia Educacional desenvolver uma intervenção contextualizada às transformações sociais e promotora de um espaço de diálogo com os estudantes, a fim de auxiliar na promoção da qualidade de sua trajetória. Palavras-chave: Políticas inclusivas. Universitários. Sentidos da permanência. Pesquisa qualitativa. Ressignificação. Psicologia Educacional. / Abstract: The present work is an investigation on the meaning of the academic experience for a group of university students from the Federal University of Paraná. It is argued that the implementation of inclusive policies for access and permanence demands more comprehensive understanding of social movements, challenges and expectations of members of the most diverse groups, which become part of the student body of Brazilian universities. These students require greater understanding of their needs for a quality career. The work is part of a research context in UFPR that develops and discusses aspects related to academic permanence. In our study, we aimed to analyze the meaning of UFPR student experience through an action research. Nine students from diverse careers participated in the survey, aged between 20 and 60 years, during seven meetings of two hours duration each. The meetings consisted of five chronic workshops and two dialogued interviews at the Center for Advising and Research in Psychology and Education (CEAPPE). A total of 39 chronic were produced by participants in meetings, and seven field diaries of researchers, and a video produced by the students themselves in the last workshop. Data analysis was based on the authors converging positions on the recollection and writing as a way of reframing meanings and social transformation. Student's desire for the appropriation of academic language and the search for legitimacy and acceptance of his/her voice were pointed out on analyzed speeches. The chance for the student to use the word was seen as immanent factor in his/her protagonist position in Academy and, in that sense, it is resumed the importance of educational psychology to develop a contextualized intervention to social change and promoting a space for dialogue with students in order to assist the promotion of the quality of its trajectory. Keywords: Inclusive policies. University Students. Sense of permanence. Qualitative research. Reframing. Educational Psychology.
32

O psicólogo no sistema de justiça : uma análise institucional do discurso

Cadan, Danielle January 2017 (has links)
Orientadora: Profª Drª Luciana Albanese / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 12/06/2015 / Inclui referências : f. 99-105 / Resumo: A presente pesquisa objetivou identificar os modos como o psicólogo que atua no sistema de justiça configura sua prática em seu discurso. A perspectiva metodológica adotada para a realização deste estudo foi a análise institucional do discurso. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas individuais com seis psicólogos que atuam em órgãos componentes do sistema de justiça dos estados do Paraná e de Santa Catarina, dentre eles a Polícia Civil, o Ministério Público, o Poder Judiciário e a Defensoria Pública. Evidenciou-se nas análises inúmeros embates quanto às práticas da Psicologia junto ao Direito, nas quais as demandas advindas do campo jurídico mostraram-se conflitantes com o que se propõe, principalmente nos manuais do conselho de classe, ser uma atuação ética em Psicologia. Os psicólogos mostraram não ter clareza sobre a delimitação de sua clientela, o que os deixava, não raras vezes, em dúvidas sobre a quem deveriam servir, se ao sistema de justiça ou se à pessoa a quem atendiam. A fim de configurar seu objeto, e legitimar-se como instituição por meio das práticas que se repetiam na ação cotidiana dos psicólogos no contexto da Justiça, a Psicologia ali mostrou-se reivindicando a posse de um objeto institucional: a verdade. Para isso, nos discursos dos participantes, apareceu a desapropriação do operador do direito desse objeto, na medida em que, segundo os entrevistados, só poderia ser acessado pelo psicólogo. Este, por sua vez, apresentou-se constituído por diversos poderes, dentre os quais, ele teria um olhar clínico que mostraria ao sistema de justiça aquilo que os operadores do direito não conseguiriam enxergar. Assim, para surpresa das pesquisadoras, evidenciou-se que a verdade não era o que almejava somente o operador do direito, mas o psicólogo também. Nesse sentido, falamos da configuração de um psicólogo jurídico que, por meio de um olhar clínico, de um conhecimento de linguagens, de uma condição de acessar o mundo interno das pessoas, credita a si a possibilidade de descobrir verdades e, assim, instrumentalizar o sistema de justiça para que este possa tomar as decisões. Palavras-chave: Sistema de justiça. Psicologia jurídica. Análise institucional do discurso. Verdade. Olhar clínico. / Abstract: The present research aimed to identify the ways in which the psychologist working in the justice system configures his practice in his discourse. The methodological perspective adopted for this study was the institutional discourse analysis. The data were obtained through individual interviews with six psychologists who work in components of the justice system of the states of Paraná and Santa Catarina, among them the Civil Police, the Public Prosecutor's Office, the Judiciary and the Public Defender's Office. It was evident, in the analysis, there were numerous obstacles to the practice of Psychology in Law, in which the demands arising from the legal field were conflicting with what is proposed, especially in the manuals of the class council, to be an ethical action in Psychology. Psychologists showed that they were not clear about the delimitation of their clientele, which often left them in doubt as to who they should serve, whether to the justice system or to the person they attended. In order to configure its object, and to legitimize itself as an institution through the practices that were repeated in the daily action of psychologists in the context of Justice, the juridical psychology there showed itself to be claiming the possession of an institutional object: the truth. For this, in the participant's speeches appeared the expropriation of the operator of the law of this object, in the measure that, according to the interviewees, could only be accessed by the psychologist. This, in turn, presented itself constituted by diverse powers, among which, it would have a clinical look that would show to the justice system what the operators of the law could not see. Thus, to the surprise of the researchers, it was evident that the truth was not what only the operator of the law wanted, but the psychologist as well. In this sense, we speak of the configuration of a legal psychologist who, through a clinical look, a knowledge of languages, a condition of accessing the inner world of people, credits himself to the possibility of discovering truths and, thus, system of justice so that it can take decisions. Keywords: Justice system. Juridical psychology. Institutional discourse analysis. Truth. Clinical look.
33

Grupo vivencial de sonhos na psicologia analítica como metodologia de trabalho em saúde mental

Santos, Jéssica Caroline dos January 2017 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Carlos Augusto Serbena / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 24/03/2017 / Inclui referências : f. 145-153 / Resumo: A presente dissertação realizou o desenvolvimento de um protocolo de trabalho com sonhos a ser aplicado em diversos contextos como na saúde mental. Para tanto, foi necessário avaliar e descrever a experiência dos participantes num grupo vivencial de sonhos na perspectiva da Psicologia Analítica. A interface entre os grupos de sonhos e a saúde mental retrata as demandas por novas metodologias que coloquem em prática as interlocuções da Psicologia e o processo de subjetividade. Deste modo, seguindo o método da pesquisa qualitativa, fenomenológica e da análise de conteúdo de Bardin, foram avaliadas as entrevistas iniciais, desligamento, e a dinâmica de funcionamento de um dos grupos de sonhos. A avaliação do protocolo inicial aos quais os participantes foram submetidos resultou na proposta de encontros fechados, entre 6 a 8 participantes, construção de regras de convivência, importância do setting terapêutico, escolha de técnicas de relaxamento e trabalho com sonhos de acordo com as características grupais. De modo geral, ser participante de um grupo proporcionou os seguintes resultados: acolhimento, expansão da consciência, abertura para um espaço terapêutico, construção de uma identidade grupal e transformadora. Assim, observa-se a necessidade do redirecionamento destas intervenções grupais ao campo da saúde mental, principalmente pelos resultados encontrados neste estudo e pela correlação com a tecnologia leve, que poderia abarcar inúmeras pessoas em sofrimento mental e possibilitar uma nova experiência de contato e transformação dos seus fenômenos psicológicos. Palavras Chaves: Sonhos. Psicologia Analítica. Grupos Vivenciais. Saúde Mental. / Abstract: The present dissertation carried out the development of a work protocol with dreams, to be applied in several contexts such as mental health. Therefore, it was necessary to evaluate and describe the experience of the participants in an experiential group of dreams from the perspective of Analytical Psychology. The interface between dream groups and mental health demonstrates the demand for new methodologies that put into practice the interlocutions of Psychology and the process of subjectivity. Thus, following the qualitative, phenomenological and content analysis method of Bardin, the initial interviews, quitting, and the dynamics of the functioning one of the dream groups were evaluated. The evaluation of the initial protocol, which the participants were submitted resulted in the proposal of closed meetings, between 6 to 8 participants, with a construction of rules for coexistence, importance of the therapeutic setting, choice of relaxation techniques and work with dreams according to group characteristics. In general, being a participant in a group provided the following results: refuge, expansion of consciousness, opening to a therapeutic space, building a group identity and transforming. Thus, it is necessary to redirect these group interventions to the field of mental health, mainly through the results found in this study and the correlation with light technology, which could surround countless people in mental suffering and enable a new experience of contact and transformation of their psychological phenomena. Keywords: Dreams. Analytical Psychology. Experiential Groups. Mental health
34

A influência da idade na memória episódica visual : teste de retenção visual de Benton

Meneguzzo, Camylla Basso Franke January 2017 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Amer Cavalheiro Hamdan / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 20/03/2017 / Inclui referências : f. 69-76 / Resumo: A memória episódica é um mecanismo ou processo que permite armazenar experiências e evocar eventos relacionados ao passado. Há evidências de que a memória episódica é afetada pela idade, no entanto poucos são os estudos sobre como este processo ocorre em relação a material ou informação visual. O objetivo desta pesquisa, de caráter exploratório, foi avaliar a memória episódica visual em diferentes faixas etárias, por meio do Teste de Retenção Visual de Benton (BVRT). O estudo foi realizado com 81 participantes (58 mulheres), com idade entre 18 e 78 anos. Foram analisadas as correlações entre a variável idade e o desempenho no BVRT nas etapas: cópia, memória imediata e memória tardia (MT). Verificou-se associação significativa entre idade e números de acertos na cópia e memória, e entre idade e quantidade de figuras evocadas na MT. Estes achados sugerem declínio da memória visual durante o processo de envelhecimento. No entanto há necessidade de estudos complementares para corroborar estes resultados. Palavras-chave: memória episódica visual; envelhecimento; Teste de Retenção Visual de Benton. / Abstract: Episodic memory is a system or process that allows the storage of experiences and recalls events related to the past. There is evidence that episodic memory is influenced by the age, however, there are few studies demonstrating how this process relates to the material or visual information. The aim of this exploratory study tested was to evaluate episodic visual memory in different age groups, using the Benton Visual Retention Test (BVRT).The research carried out with 81 participants (58 women), aged between 18 and 78 years. We analyzed the correlations between variables and performance of BVRT in the phases: copy, immediate memory and long-term memory (LTM). There was a significant association between age and numbers of correct copy, immediate memory and number of figures recall in LTM. These findings suggest a decline in visual memory during the aging process. However, there is an analysis of complementary results to corroborate this conclusion. Keywords: episodic visual memory; aging; Benton Visual Retention Test
35

A vivência de psicoterapia de mães enlutadas

Michel, Luís Henrique Fuck January 2017 (has links)
Orientadora: Profª Drª Joanneliese de Lucas Freitas / Coorientadora: Profª Drª Maria Virginia Filomena Cremasco / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 31/03/2017 / Inclui referências : f. 104-109 / Resumo: O luto é definido existencialmente como uma vivência que emerge da mudança abrupta de um relação, com a supressão da corporeidade de um ente querido. Com a morte desse outro, fica impossibilitado um modo de ser do enlutado que se apresentava de maneira única e especial naquela relação. A perda desse outro a quem o enlutado está sensivelmente entrelaçado, é vivida por ele como a perda de um mundo. Segundo esta perspectiva, o luto materno pode ser compreendido como um fenômeno que emerge do rompimento de uma relação partilhada entre uma mãe e um filho, com a supressão abrupta da corporeidade desse filho. O luto materno lança essa mãe em um mundo de impossibilidades. O filho falecido, que antes era com ela parte de uma mesma intercorporeidade, passa a ser uma presença-ausente em sua rotina e sua memória. Em situações de perdas significativas como essa, frequentemente se recorre à um psicólogo clínico, dando-se inicio a um processo psicoterápico. O modo como este processo é vivenciado pelo enlutado, no entanto, ainda é pouco estudado. Pesquisas empíricas sistematizadas que abordem o processo psicoterápico ainda são escassos. Pesquisas sobre a experiência de psicoterapia de mães enlutadas, mais especificamente, ainda não existem na literatura nacional. No intuito de preencher esta lacuna, o presente estudo assumiu o objetivo de compreender a vivência de mães enlutadas de seus processos psicoterápicos. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, aplicando-se o método fenomenológico. Foram realizadas entrevistas com quatro mães participantes de um grupo de ajuda mútua para enlutados de Curitiba intitulado "Amigos Solidários na Dor do Luto" (ASDL). Este grupo foi criado e é coordenado pela comunidade leiga, sendo composto em sua maioria por mães que perderam seus filhos. As entrevistas com as mães que aceitaram participar da pesquisa foram realizadas individualmente, tendo sido iniciadas pela pergunta disparadora: "Você pode relatar a vivência de seu processo terapêutico durante o luto?". Com o consentimento das participantes, as entrevistas foram gravadas em áudio e posteriormente transcritas. Para a análise dos dados foram seguidos os quatro passos metodológicos desenvolvidos por Giorgi. A análise das entrevistas revelou 19 elementos que constituem a vivência de mães enlutadas da psicoterapia, a saber: sentir dificuldade inicial para falar, sentir-se acolhida, sentir-se escutada, sentir-se respeitada, sentir-se compreendida, raiva do psicoterapeuta, falar sem reservas, expressar sofrimento, sentir-se livre para abordar outros temas que não o luto, revelar o sentimento de culpa, poder se queixar dos familiares, perceber novas possibilidades, alcançar autocompreensão, aceitar a morte, deixar de culpar os outros pela morte do filho, aceitar o modo dos outros lidarem com o luto, experiência de fortalecimento, sentir-se melhor de saúde, retomar a vida. Concluiu-se que esta é a vivência de uma relação particular, entre mãe enlutada e psicoterapeuta, que pode propiciar a abertura de possibilidades de novos sentidos desde que contemple determinadas condições. Palavras-chave: Luto; Luto materno; Psicoterapia; Psicologia fenomenológica. / Abstract: Mourning is defined existentially as an experience that emerges from the abrupt change of a relationship, with the suppression of the corporality of a loved one. With the death of this other, a way of being of the mourner that presented itself in a unique and special way in that relationship becomes impossible. The loss of this other to whom the mourner is sensibly interconnected is experienced by him as the loss of a world. According to this perspective, maternal grief can be understood as a phenomenon that emerges from the breakup of a shared relationship between a mother and a child, with the abrupt suppression of that child's corporeity. Maternal grief throws this mother into a world of impossibilities. The deceased son, which shared with her the same intercorporeality, becomes a presence-absent in his routine and his memory. In situations of significant losses such as this, a clinical psychologist is often referred to, starting a psychotherapeutic process. The way this process is experienced by the bereaved, however, is still little studied. Systematic empirical research that addresses the psychotherapeutic process remains scarce. Research on the experience of psychotherapy of bereaved mothers, more specifically, does not exist yet in the national literature. In order to fill this gap, the present study assumed the objective of understanding the experience of bereaved mothers of their psychotherapeutic processes. For that, a qualitative research was carried out, applying the phenomenological method. Interviews were conducted with four mothers who are participants of a mutual aid group for mourners in Curitiba entitled "Amigos Solidários na Dor do Luto" (ASDL). This group was created and is coordinated by the lay community, being composed mostly by mothers who lost their children. Interviews with the mothers who agreed to participate in the research were conducted individually, and were initiated by the triggering question: "Can you relate the experience of your therapeutic process during mourning?" With the consent of the participants, the interviews were recorded in audio and later transcribed. For the analysis of the data the four methodological steps developed by Giorgi were followed. The analysis of the interviews revealed 19 elements that constitute the experience of bereaved mothers of psychotherapy, namely: initial difficulty to speak, to feel welcomed, to feel listened, to feel respected, to feel understood, rage towards the psychotherapist, speak without reservations, express suffering, feel free to address other issues beyond mourning, reveal guilt, complain about relatives, realize new possibilities, achieve self-understanding, accept death, stop blaming others for the death of the child, accept others' way of dealing with mourning, strengthening experience, feel healthier, resume life. It was concluded that this is the experience of a particular relationship between a bereaved mother and a psychotherapist, which may allow the opening of possibilities of new meanings as long as it contemplates certain conditions. Keywords: Mourning; Maternal grief; Psychotherapy; Phenomenological psychology.
36

As possibilidades conceituais para a clínica psicanalítica dos estados-limite na metapsicologia freudiana

Presa, Giovanna Amanda January 2017 (has links)
Orientadora: Profª Drª Maria Virginia Filomena Cremasco / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 23/03/2017 / Inclui referências / Resumo: O presente trabalho teve seu início na experiência clínica com pacientes denominados, na literatura atual francesa, de casos-limite ou estados-limite. Nesta perspectiva,admitese uma organização subjetiva marcada por dificuldades nas relações primárias com o objeto absolutamente necessário, naquilo que se refere à constituição e sustentação do aparelho psíquico. Algumas questões ligadas a esse modo particular de ser e estar no mundo podem ser apontadas, como as dificuldades no plano de simbolização e representação dos traumatismos primários, que, por sua vez, incidem diretamente na formação de recursos extra-representacionais, como, por exemplo, a clivagem.O objetivo desta dissertação é descrever as possibilidades conceituais da metapsicologia freudiana para a clínica psicanalítica dos estados-limite. Este é confeccionado por meio de pesquisa bibliográfico-analítica dos textos freudianos, além de trabalhos de outros autores psicanalíticos publicados em livros e/ou artigos em revistas indexadas no campo da psicanálise.Como resultado, importantes eixos teóricos são trabalhados ao longo desse estudo: a apresentação do modelo de aparelho psíquico energético-representacional desenvolvido por Freud, a centralidade da experiência de satisfação para a compreensão do que está na origem dos afetos, os modelos pulsionais, especialmente o modelo da segunda tópica freudiana que retoma a dimensão do não-representável com o conceito de pulsão de morte, o narcisismo e a constituição egóica nessas conjunturas que não se desenrolam sob o primado do princípio do prazer, o lugar das primeiras relações objetais e a importância do trabalho de luto. Para finalizar, desenvolve-se a noção de 'construção' em análise, como uma via de trabalho possível que considera os limites da interpretação na clínica dos estados-limite. Palavras-chave: Estados-limite. Casos-limite. Psicanálise. Metapsicologia. / Abstract: The present reasearch found its beginning the clinic experience with patients what current psycholanalytic french calls états limits. From this perspective this subjective constitution is affected by difficulties in the primary relations with the absolutely necessary object, in what refers the establishiment and preservation ofthe psychic apparatus. Some issues related to this particular way of being in the world are pointed out, such as difficulties in the symbolization and representation of primary trauma, which in turn directly affect the formation of extra-representational defense mechanisms, such as cleavage. Therefore, this paper aims to describe the conceptual possibilities of the Freudian metapsychology for the psychoanalytic clinic of the états limites. This studywas carried out with a bibliographic-analytical research of the Freud's texts, as well as works of other psychoanalytic authors published in books and / or articles in Psychoanalysis magazines. As a result, some theoretical axes will be worked out throughout this study, such as the presentation of a model of the energeticrepresentational psychic apparatus developed by Freud, the centrality of the satisfaction experience to the understanding of what is the origin of affections, the models drives, especially the second which takes up the dimension of the non-representable with the concept of death drive, narcissism and the egoic constitution in those conjunctures that do not unfold beyond the pleasure principle, the importance of the primary object in the establishment of the subjective constitution, and, as a conclusion, the notion of 'construction' in analysis, as a possible work that assumed the limits of the interpretation of états limites in this clinic. Key-words: États limits. Psychoanalysis. Metapsychology.
37

O conceito de psicopatologia na escola clássica e na escola desenvolvimentista da psicologia analítica

Padua, Elisângela Sousa Pimenta de January 2017 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Carlos Augusto Serbena / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba,31/03/217 / Inclui referências : f.93-98 / Resumo: O campo da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung é plural, possui diferentes influências teóricas que buscam complementar, criticar, revisar e atualizar seus conhecimentos. Isto favoreceu a formação de Escolas teóricas dentro do campo geral, sendo possível identificar duas principais que perduram desde os trabalhos iniciais de Jung, segundo Samuels (1989; 2008): Escola Clássica e Escola Desenvolvimentista. As distintas influências epistemológicas de cada Escola possibilitaram novas perspectivas a respeito dos principais conceitos da Psicologia Analítica que são, segundo Samuels (1989), Self, Arquétipo, desenvolvimento da personalidade, símbolo, entre outros. Desta forma, o conceito de psicopatologia também se torna diferenciado de acordo com o campo epistemológico de cada Escola teórica. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é descrever o conceito de psicopatologia na perspectiva da Escola Clássica e da Escola Desenvolvimentista da Psicologia Analítica e identificar de que forma o tema da psicopatologia se articula com os principais conceitos da Psicologia Analítica. Para tal, foi realizada uma análise conceitual das principais obras dos autores de referência da Escola Clássica e da Escola Desenvolvimentista, sendo, respectivamente, a obra "O eu e o Inconsciente" (1928/2007) de Carl Gustav Jung e "A Criança como Indivíduo" (1969/1994) de Michael Fordham. Foi possível identificar que a Escola Clássica possui uma abordagem simbólica, prospectiva e subjetiva dos fenômenos psicopatológicos, sendo a perspectiva etiopatogênica de qualidade endógena devido à inflação psíquica da consciência que favorece duas possíveis respostas de alienação psíquica: o Restabelecimento Regressivo da Persona e a Identificação com a Psique Coletiva. A Escola Desenvolvimentista possui influência das teorias psicanalíticas das relações objetais e adota uma perspectiva psicossomática, analítica e redutivista dos fenômenos psicológicos. O enfoque etiopatogênico é dado à relação primária de cuidado entre mãe/cuidador e bebê, cujas "catástrofes" iniciais desta relação podem levar a níveis altos e insuportáveis de frustração e ansiedade que ativam mecanismos defensivos e narcísicos do ego e Self e/ou favorecem a fragmentação/desintegração do ego. Em ambas escolas, compreende-se que a função simbólica da psique de sintetizar e organizar o mundo interior psíquico está ausente ou disfuncional, de maneira que os impulsos e as imagens psíquicas são vivenciadas pelo ego como sintomas, em forma de automatismo, descontrole, excesso de emoções, ausência de sentido, entre outras descrições. Palavras-Chave: Psicologia Analítica, Escola Clássica, Escola Desenvolvimentista, Psicopatologia, Adoecimento Mental. / Abstract: The field of Analytical Psychology by Carl Gustav Jung is plural, has different theoretical influences that seek to complement, criticize, revise and update their knowledge. This favored the formation of theoretical schools within the general field, and it is possible to identify two main ones that have survived since the early works of Jung, according to Samuels (1989, p.28; 2008, p.5): Classical School and Developmental School. The different epistemological influences of each School made possible new perspectives about the main concepts of Analytical Psychology, which are, according to Samuels (1989, p.32), Self, Archetype, personality development, symbol, among others. In this way, the concept of psychopathology also becomes differentiated according to the epistemological field of each theoretical School. Thus, the objective of this work is to describe the concept of psychopathology from the perspective of the Classical School and the Developmental School of Analytical Psychology and to identify how the psychopathology theme articulates with the main concepts of Analytical Psychology. For this, a conceptual analysis of the main works of the reference authors of the Classical School and the Developmental School was carried out, being, respectively, the work " The relations between the ego and the unconscious" (1928/2007) by Carl Gustav Jung and "Child as Individual" (1969/1994) by Michael Fordham. It was possible to identify that the Classical School has a symbolic, prospective and subjective approach of the psychopathological phenomena, being the etiopathogenic perspective of endogenous quality due to the psychic inflation of the consciousness that favors two possible psychic alienation responses: Regressive Restitute of Persona and Identification with The Collective Psyche. The Developmental School is influenced by psychoanalytic theories of object relations and adopts a psychosomatic, analytical and reductivist perspective of psychological phenomena. The etiopathogenic approach is given to the primary care relationship between mother / caregiver and baby, whose early "catastrophes" of this relationship can lead to high and unbearable levels of frustration and anxiety that activate ego and selfnarcissistic defensive mechanisms and/or favor fragmentation/disintegration of the ego. In both schools, it is understood that the symbolic function of the psyche to synthesize and organize the psychic inner world is absent or dysfunctional, so that the impulses and psychic images are experienced by the ego as symptoms, in the form of automatism, uncontrolled, excessive of emotions, lack of meaning, among other descriptions. Keywords: Analytical Psychology, Classical School, Developmental School, Psychopathology, Mental Illness.
38

Contribuições da psicanálise e da educação em direitos humanos para o enfrentamento do bullying escolar

Andrade, Eliane Zanoni de January 2015 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Sidney Nilton de Oliveira / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 2015 / Inclui referências : f. 90-97 / Resumo: A presente pesquisa teve por objetivo discutir o bullying escolar em relação ao contexto neoliberal atual. Embora, acredita-se que seria uma modalidade de violência mais antiga do que se possa imaginar, o fato, é que se notamos algumas peculiaridades atuais que abrange questões sociais, familiares e individuais. A partir de uma pesquisa bibliográfica e com perspectiva psicanalítica, primeiramente, analisamos nas obras freudianas contribuições sobre a violência, para depois discutir sobre a violência contemporânea com base em uma cultura do narcisismo que impossibilitaria a aceitação da diferença. Com esse norte, que questionamos a relação da violência contemporânea com o bullying escolar, assim como a discussão das suas possíveis associações com os relacionamentos atuais, especificamente, familiares que possibilitaria o desencadeamento dessa violência. Por fim, pensamos na Educação em Direitos Humanos como uma alternativa para o enfrentamento dessa prática de violência nas escolas, pois se o bullying se inscreve como um sintoma contemporâneo, acreditamos que para combatê-lo, a questão volta-se em uma educação com perspectiva de trabalhar uma reflexão crítica da ordem vigente. Palavras-chaves: Violência. Psicanálise. Neoliberalismo. Cultura do Narcisismo. Bullying. Educação para os Direitos Humanos / Abstract: This research aimed to discuss the school bullying from the current neoliberal context. Although it is believed that it would be a form of violence older than imaginable, the fact is that we note some current peculiarities covering social, family and individual issues. From a literature search and psychoanalytic perspective, first, we analyze the works Freudian contributions on violence, then discuss contemporary violence based on a culture of narcissism that prevents the acceptance of difference. With this north, we question the relationship of contemporary violence with school bullying, as well as discussion of their possible relationships with current relationships specifically family would allow the unleashing such violence Finally, think of the Human Rights Education as an alternative to confront this practice of violence in schools, because if the bullying is inscribed as a contemporary symptom, we believe that to combat it, the issue turns on an education with prospect of working a critical reflection of the current order. Keywords: Violence. Psychoanalysis. Neoliberalism. Culture of Narcissism. Bullying. Human Rights Education.
39

Comportamento de esquiva em pombos : controle da resposta de bicar, em procedimentos de esquiva livre sinalizada e não-sinalizada

Moraes, Antonio Bento Alves de, 1941- 03 August 2018 (has links)
Orientador: João Claudio Todorov / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-03T12:38:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Moraes_AntonioBentoAlvesde_D.pdf: 1977314 bytes, checksum: b40372cdfaf311fa7fcc8a0b8c998ac9 (MD5) Previous issue date: 1974 / Resumo: O presente estudo teve por objetivo verificar (a) o efeito da manipulação sistemática de durações e sinalizações dos intervalos RS1 (período seguro) e S1S2 (período de aviso), parâmetros típicos do procedimento de esquiva livre sinalizada, e (b) comparar o desempenho de pombos em esquiva livre sinalizada e não-sinalizada. Bicar o disco foi a resposta selecionada. Nesse sentido, dois pombos foram treinados a bicar um disco sob estimulação aversiva (choques) em um procedimento de esquiva não-sinalizada. Os parâmetros temporais deste procedimento tiveram as durações de 17 segundos e 2 segundos para os intervalos resposta - choque (RS2) e choque - choque (S2S2), respectivamente. D disco de respostas, nesta etapa, foi transiluminado por uma luz vermelha 0 Atingida a estabilidade de respostas sob o procedimento de esquiva não-sinalizada, este foi transformado em esquiva livre sinalizada, pela introdução de um estímulo novo (isto é, novo na situação experimental) durante o intervalo resposta - choque. Decorrente disso, este intervalo foi dividido em: intervalo resposta-estímulo aviso (RS1) e intervalo estímulo aviso - choque (S1S2). Desta maneira, cada um dos períodos de tempo (RS1 e S1S2) teve uma iluminação distinta no disco de respostas. Este procedimento de esquiva livre sinalizada foi empregada em três experimentos onde foram manipuladas durações e sinalizações dos intervalos RS1 e S1S2. Respostas de bicar o disco emitidas em RS1 prolongavam o intervalo pelo período de tempo programado e respostas em S1S2 terminavam esse intervalo e evitavam os choques programados, restabelecendo ? intervalo RS1. Em cada um dos experimentos, as durações de RS2 (intervalo resposta - choque) e S2S2 (intervalo choque - choque) foram mantidas constantes, bem como a duração (35 mseg.) e a intensidade (10 mA) dos cheques elétricos. NO Experimento I, o intervalo RS1 foi sinalizado por uma luz amarela no disco de respostas e o inter valor S1S2 por uma luz vermelha. No Experimento II, o intervalo RS1 foi sinalizado por uma luz vermelha no disco de respostas e o intervalo S1S2 por uma luz verde. Nestes experimentos, o estímulo aviso só era terminado por uma resposta; caso contrário, iniciava-se uma sequencia de choques (S2S2= 2 segundos) até que uma resposta ocorresse. No Experimento III o intervalo RS1 foi sinalizado por uma luz vermelha e o intervalo S1S2 por uma luz verde. Esta luz verde (estímulo aviso) podia ser terminada por uma resposta ou por um choque, o que ocorresse primeiro. Neste experimento, os intervalos RS2 e S2S2 foram mantidos constantes e passaram a ter durações iguais de 20 segundos. O desempenho dos sujeitos, nesta pesquisa,foi medido em taxas de respostas e de choques (por minuto), porcentagem de choques evitados, distribuição proporcional das respostas em RS1 e S1S2 e latência da resposta na presença do estímulo aviso. Os resultados obtidos indicaram que, quando estímulo aviso era terminado somente por uma resposta (Experimentos I e II) a taxa de respostas sob RS1 foi elevada, tanto assim que contribuiu consideravelmente para a taxa to tal de respostas, na maioria das durações do período seguro e do estímulo aviso utilizadas. Quando uma resposta ou um choque podiam terminar o estímulo aviso (Experimento III), foram observadas taxas mais baixas de respostas durante o período seguro (RS1) do que as observadas nos experimentos anteriores. Constatou-se ainda, que a diferença entre as taxas de respostas no período seguro (RS1) e no estímulo aviso (S1S2) foi maior no Experimento III do que a dos Experimentos I e II. Além disso, o controle de estímulos foi maior quando um choque ou uma resposta terminavam o estímulo aviso (Experimento III) do que quando apenas uma resposta terminava este estímulo (Experimentos I e 11). Um resultado importante obtido, confirmando a literatura, foi que as taxas totais produzidas pelo esquema de esquiva livre sinalizada foram mais baixas do que aquelas resultantes do procedimento de esquiva não-sinalizada. A taxa de choques e a porcentagem de choques evitados, no esquema de esquiva livre sinalizada, não mos trarám variações sistemáticas nos três experimentos. Finalmente, a presente pesquisa além comprovar os dados já obtidos com procedimentos de esquiva livre sinalizada, fortaleceu, também, os dados que demonstraram que a resposta de bicar em pombos pode ser mantida por intermédio do controle aversivo ...Observação: O resumo, na íntegra poderá ser visualizado no texto completo da tese digital. / Abstract: Not informed / Doutorado / Doutor em Ciências
40

ValidaÃÃo da versÃo em portuguÃs brasileiro da ferramenta de triagem de sintomas prÃ-menstruais e associaÃÃo entre sintomas disfÃricos prÃ-menstruais, temperamentos afetivos e qualidade de vida em uma amostra de mulheres brasileiras / Validation of the Brazilian Portuguese version of the screening tool of premenstrual dysphoric symptoms and association between premenstrual symptoms, affective temperaments and quality of life in a sample of Brazilian women

Rachel de Aquino CÃmara 08 April 2016 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeiÃoamento de NÃvel Superior / O Transtorno DisfÃrico PrÃ-Menstrual (TDPM) afeta aproximadamente trÃs a oito por cento das mulheres em idade fÃrtil. Tal quadro à caracterizado por uma mirÃade de manifestaÃÃes psicolÃgicas (tristeza, irritabilidade, choro fÃcil, etc.) e fÃsicas (dores nas articulaÃÃes, inchaÃo, sensibilidade mamÃria etc.). O TDPM gera enorme sofrimento a mulheres que apresentam esse quadro, acarretando disfunÃÃo no trabalho, nas relaÃÃes interpessoais e prejuÃzo na qualidade de vida. A sintomatologia à cÃclica e surge na fase lÃtea do ciclo menstrual, desaparecendo apÃs o inÃcio da menstruaÃÃo. Temperamentos afetivos sÃo considerados manifestaÃÃes subclÃnicas e precursores dos transtornos afetivos. Neste trabalho, buscou-se validar a Ferramenta de Triagem de Sintomas PrÃ-Menstruais (PSST), bem como verificar se diferentes temperamentos afetivos e dimensÃes emocionais estariam associados a um rastreio positivo para TDPM em uma amostra de mulheres brasileiras e como a gravidade destes sintomas poderia impactar de modo independente a qualidade de vida nesta amostra. Trata-se de um estudo quantitativo e transversal realizado em instituiÃÃes universitÃrias do Estado do Cearà [Universidade Federal do Cearà â UFC, Centro UniversitÃrio Christus â Unichristus e Universidade de Fortaleza â UNIFOR, bem como no Hospital UniversitÃrio Walter CantÃdio (HUWC), com estudantes universitÃrias, docentes e profissionais da saÃde, totalizando uma amostra de 801 mulheres. Esta amostra foi estudada atravÃs do PSST, de um instrumento para temperamentos afetivos e emocionais (AFECTS), sintomas depressivos (PHQ-9), sintomas ansiosos (BAI) e qualidade de vida (WHOQOL-bref). Os critÃrios de exclusÃo foram os seguintes: (i) recusa a participar; (ii) uso de medicaÃÃo psicotrÃpica nos Ãltimos dois meses; (iii) nÃo estar tendo menstruaÃÃes (por exemplo, estar gestante ou na menopausa) e (iv) voluntÃrias com idade abaixo de 18 anos ou acima de 55 anos. O trabalho foi submetido e aprovado pelo comità de Ãtica e pesquisa da UFC. A versÃo brasileira do PSST apresentou alta consistÃncia interna (alfa de Cronbach = 0,91) e adequada confiabilidade teste-reteste (coeficiente de correlaÃÃo intraclasse = 0,867). O instrumento tambÃm mostrou adequada validade convergente/discriminante sem redundÃncia, verificada por correlaÃÃes moderadas entre os escores do PSST com sintomas depressivos e ansiosos. A razÃo de validade de conteÃdo (RVC) e o Ãndice de validade de conteÃdo (IVC) foram 0.61 e 0.94, respectivamente, indicando boa validade de conteÃdo. Estes achados sugerem que o PSST à um instrumento vÃlido e confiÃvel para a triagem de SPM/TDPM em mulheres brasileiras. O temperamento ciclotÃmico foi associado de maneira independente com o TDPM (OR = 4,57; IC 95%: 2,11â9,90), enquanto o temperamento eutÃmico teve um efeito protetor independente (OR = 0,28; IC 95%: 0,12â0,64). AlÃm disso, raiva e sensibilidade emergiram como dimensÃes emocionais significativamente associadas com o TDPM. Finalmente, um rastreio positivo para SPM/TDPM foi associado com um impacto negativo na qualidade de vida. Estes resultados precisam ser confirmados em estudos prospectivos, e podem ter implicaÃÃes para a compreensÃo psicopatolÃgica e tratamento do TDPM.

Page generated in 0.0809 seconds