• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1239
  • 43
  • 42
  • 42
  • 38
  • 36
  • 8
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 1265
  • 1265
  • 527
  • 461
  • 442
  • 390
  • 369
  • 283
  • 227
  • 210
  • 180
  • 149
  • 147
  • 141
  • 137
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

A integração positiva dos fundos estruturais da integração regional

Ferreira, Paulo Roberto January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:44:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 324868.pdf: 582627 bytes, checksum: 6130dea6794abba913a9bc8ada9706bd (MD5) Previous issue date: 2013 / O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional na União Europeia (FEDER) e o Fundo de Convergência Estrutural do MERCOSUL (FOCEM) servem como fins em si mesmos ou são meios para a concretização dos objetivos integracionistas? Na integração regional na Europa e no Cone Sul emergiram Fundos Estruturais com o objetivo de, entre outros, promover o desenvolvimento econômico e reduzir as assimetrias regionais. O alvorecer desses Fundos é entendido, nesta dissertação, como ferramenta política para integração e ferramenta de compensação aos Estados-membros menos fortes economicamente que devem se adequar às regras de liberalização comercial impostas pela integração. É um instrumento político porque gera expectativas positivas sobre o processo integracionista, mesmo em momentos de crise. E é um instrumento de compensação aos Estados porque permite a eles ter benefícios imediatos, diretos e tangíveis da integração. Portanto, os Fundos objetos de estudo nesta pesquisa são meios, e não fins em si mesmos, porque, a despeito de serem relevantes para as regiões beneficiadas com recursos financeiros, são mais importantes para manter o processo de integração vivo e avançando, sem necessariamente impulsionar a convergência regional e a redução de assimetrias.<br> / Abstract : Do the European Fund for Regional Development in the European Union (ERDF) and the Fund for Structural Convergence of MERCOSUR (FOCEM) serve as ends in themselves or are means to achieve the integrationist goals? Regional integration in Europe and the Southern Cone emerged Structural Funds for the purpose of, among others, to promote economic development and reduce regional disparities. Dawn of these Funds is understood in this dissertation as a tool for political integration and tool compensation to Member States less economically strong which should suit the rules of trade liberalization imposed by integration. It is a political tool because it generates positive expectations about the integration process, even in times of crisis. And it is an instrument of compensation to states because it allows them to have immediate benefits, direct and tangible integration. Therefore, the Funds objects of study in this research are means, not ends in themselves, because, despite being relevant to the regions benefit from financial resources, are more important to keep the integration process alive and moving, without necessarily boosting regional convergence and reducing asymmetries.
12

Política externa equatoriana

Viana, Jefferson Pecori January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:54:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 328235.pdf: 2532872 bytes, checksum: 2aa6cd3d555fdfc323e100a9c7bec86f (MD5) Previous issue date: 2014 / Nesse breve início de século XXI, o movimento de massas volta a existirem vários países da América Latina, entretanto, este movimento popularestá órfão de uma teorização que possa dar as bases para as grandestransformações em favor das maiorias, de modo que este estudopretende ser um pequeno tijolo na teorização sobre as transformaçõesque vem ocorrendo em um importante ator da América Latina, a Repúblicado Equador. Para cumprir essa função, trabalha-se com o seguinteproblema analítico: ?Como as mudanças internas, externas e regionais, apartir de 2007 (em comparação com o período anterior, de 1980 a 2007)afetaram o grau de autonomia da política externa do país?? A abordagemaqui aplicada objetiva focalizar as relações, processos e estruturaseconômicas internacionais, e ao mesmo tempo, tratar do relacionamentoentre as classes dentro do Estado equatoriano, e das relações do Estadoequatoriano com os países centrais e organizações intergovernamentais/multilaterais. Propor-se a tratar de autonomia em termos gerais eautonomia em termos de política externa é algo de extrema importânciapara a realidade latino-americana. O estudo da política externa equatorianaserá evidenciado através da comparação em dois períodos temporais,a saber: 1980-2007 (a ?longa noite neoliberal?) e de 2007-2013 (astransformações com a chegada ao poder de Rafael Correa). Inicialmentese desdobra as perspectivas teóricas e metodológicas que nortearão otrabalho sobre a autonomia em política externa do governo de RafaelCorrea para logo avançar na investigação das relações sistêmicas quecaracterizam a autonomia na política externa do governo de Rafael Correa,tanto em suas manifestações econômicas e quanto nas políticas, e,por último se verifica como se produz as combinações entre as relaçõeseconômicas e as relações políticas, no âmbito do aparelho estatal. Conclui-se que as mudanças da política externa tem que cada vez mais, enfrentaros desafios que consistem em conciliar o processo de transformaçãointerna com a turbulência do mercado mundial, com as transformaçõesem nível tecnológico e com a complexidade em direção a umprograma socialista de transformação.<br> / In that brief beginning of XXI century, the mass movement returned inseveral Latin American countries, however, this popular movement isorphan of a theory that can give the basis for the major changes in favorof the majority, so this study intended to be a small brick in theorizingabout the changes that are occurring in an important player in LatinAmerica, the Republic of Ecuador. Aiming to fulfill this role, it workswith the following analytical problem: "How internal, external and regionalchanges, since 2007 (compared to the previous period, from 1980to 2007) affected the degree of autonomy of foreign policy country??Analytical problem was formulated thereby because it was observed thatinternational insertion chanced from 2007 to a differentiated andgrounded in discourse privileging at least theoretically, autonomy regardingdecision making and execution of foreign policy. The approachintroduced here aims to focus on relationships, processes and internationaleconomic structures and at the same time, address the relationshipbetween the classes within the Ecuadorian state, and the Ecuadorianstate relations with central countries and intergovernmental and multilateralorganizations. Propose analyzing autonomy in general terms andautonomy in foreign policy is something of extreme importance for theLatin American reality. Studying Ecuador's foreign policy is evidencedby comparing two time periods, namely 1980-2007 (the "long neoliberalnight") and 2007-2013 (the transformations with the coming to power ofRafael Correa). Initially we drill down into the theoretical and methodologicalperspectives that will guide the work on autonomy in foreignpolicy of the government of Rafael Correa and then investigate the systemicrelationships that characterize autonomy in foreign policy of thegovernment of Rafael Correa, in its economic and political demonstrations,and other, and finally look at how it produces the combinations ofeconomic relations and political relations in the context of the state apparatus.It is concluded that the changes of foreign policy must increasinglyface the challenges that appear of the combination of the processof inner transformation with the turbulence of the global market, withchanges in technological level and the complexity toward a socialistprogram processing.
13

A África como fronteira do capitalismo global no século XXI

Ataliba, Lucas Sampaio January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:17:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337914.pdf: 1993426 bytes, checksum: 524bfc9bd937283c6336686a7ef53b46 (MD5) Previous issue date: 2015 / Esta dissertação apresenta a condição em que a África subsaariana foi incorporada ao moderno sistema-mundo europeu, salientando que, estruturalmente, a posição da região permanece periférica; contudo, o contexto recente de melhora dos indicadores apresenta possibilidades nunca antes experimentadas. A recuperação econômica, embora concreta e mereça ser celebrada, apenas retoma níveis de participação na economia global a patamares anteriores às "décadas perdidas", que marginalizaram a região subsaariana frente às rápidas mudanças promovidas pela globalização no mundo. O "quarto mundo" no qual a região viveu durante essas décadas começa a ser erodido: a melhora dos indicadores econômicos e a crescente estabilidade política, atrelados aos interesses e projeções de outros países sobre a região, podem contribuir para avaliar eventuais instrumentos de ascensão e desenvolvimento. Neste ensejo, busca-se analisar o modelo de aproximação da China para a África, bem como elucidar seus propósitos e significados. Assim, é estudado o caso da presença chinesa na África, seus objetivos, o modelo, condições e de que forma isso se coloca no contexto de mudança sistêmica; enfim, buscará responder especialmente em que medida a projeção chinesa pode contribuir para o efetivo desenvolvimento da África subsaariana e qual papel essa região desempenharia na estratégia chinesa de ascensão.<br> / Abstract : This dissertation presents the condition in which sub-Saharan Africa has been incorporated into the modern European world system, pointing out that, structurally, the region's position remains peripheral; however, the recent context of the indicators improvement' has never before experienced possibility. The economic recovery, although concrete and deserves to be celebrated, only sets out the levels of participation in the global economy to levels prior to the "lost decades", which the rapid changes in the world brought by globalization marginalized sub-Saharan region. The "fourth world", in which the region lived during those decades, begins to be eroded: the improvement of economic indicators and the increasing political stability, linked to the interests and projections from other countries into the region can contribute to evaluate possible ways of rise and development. In this opportunity, the dissertation seeks to analyze China's approximation model for Africa as well as highlight its purpose and meaning. Thus, it is studied the case of the Chinese presence in Africa, its objectives, the model, condition and how it arises in the context of systemic change. Finally, it seeks to respond specifically to what extent the Chinese projection can contribute to the effective development of sub-Saharan Africa and what role this region would play in the Chinese strategy of ascension.
14

A língua age

Franco, Sâmia de Brito January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2015 / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:17:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337706.pdf: 1754039 bytes, checksum: 10854df560520034e3f9ea8659c78d7e (MD5) Previous issue date: 2015 / A presente dissertação aborda a política externa para a difusão da língua portuguesa empreendida pelo governo Lula (2003-2010). A pergunta norteadora deste trabalho foi: Por que houve uma expansão de iniciativas de difusão da língua portuguesa no governo Lula (2003-2010). A hipótese construída a partir da provocação inicial é a de que o governo Lula buscou impulsionar a expansão dos instrumentos de difusão da língua portuguesa para alcançar suas aspirações políticas e econômicas na política exterior, ou seja, fortalecer coalizões para participar mais assertivamente nos organismos multilaterais e proporcionar um ambiente mais favorável para as empresas nacionais. Foram usadas fontes primárias, como por exemplo, documentos do Arquivo Documental do Itamaraty em Brasília, e documentos disponíveis nos portais e publicações oficiais do governo brasileiro. Também nos servimos de fontes secundárias, como livros, trabalhos acadêmicos (teses e dissertações), revistas eletrônicas especializadas, anais de congresso, entre outros. Conceitos provindos da Economia Política do Sistemas-Mundo (EPSM), e o de Soft Power foram utilizados no intuito de compreender o contexto da política exterior brasileira para difusão linguística e a implementação da política de difusão linguística no período do governo Lula. Diante dos conceitos teóricos e dos dados coletados, percebeu-se que o governo Lula direcionou sua política externa de difusão linguística, principalmente, para as regiões da América Latina e África, no afã de alcançar suas aspirações políticas e econômicas não só na escala regional, como na escala global. Os resultados deste trabalho apontam que o governo Lula buscou, a partir de oportunidades conjunturais, imprimir uma maior dinamização e complementaridade de elementos culturais para o alcance de seus objetivos externos. Desse modo, esta dissertação contribui para os estudos da política externa brasileira e difusão de elementos culturais e, assim, problematiza e incentiva outros pesquisadores a aprofundar estudos desenvolvidos na área.<br> / Abstract : This dissertation discusses the foreign policy and the Portuguese language diffusion conducted by Lula's governement (2003-2010). The question which guided this research was: why were the initiatives of language diffusion expanded during Lula's government? The hypothesis developed from the initial question is that Lula's government impulsed the expansion of the Portuguese language diffusion instruments in order to achieve its political and economics goals in foreign policy, in other words, build up coalitions to play an assertive role in multilateral organisms and provide a favorable enviroment to national enterprises abroad. The data were collected from primary resources, in Itamaraty's Documental Archive, and also in an oficial site and publications of the Brazilian Government, as well as in secondary resourses including, books, academic works (thesis and dissertations), specialized digital magazines, conference annals and others. Concepts from the World Systems Theory as well as the concept of Soft Power were mixed to understand the context of the linguistic diffusion in the Brazilian foreign policy and its implementation during Lula's government. Based on the theoric concepts and the collected data, it was shown that Lula's government conducted its linguistic foreign policy towards the Latin American and African regions as a result of Brazilian political and economic goals not only in those regions but also globally and structurally. The results of this research pointed that Lula's government, regarding conjuctural opportunities, has tried to boost and add the use of cultural elements to achieve its external objectives. In that way, this dissertation contributes to studies of Brazilian foreign policy and cultural elements difussion by problematizing and encouraging other researchers to deepen the studies in the area.
15

Mudar é a norma

Silva, Julio Henrique Correa January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2015 / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:17:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337709.pdf: 694000 bytes, checksum: 018cb64da074ebfa256cdc95242d9199 (MD5) Previous issue date: 2015 / A presente pesquisa empreende uma análise retórico-discursiva das normas da Responsabilidade de Proteger, tendo como marco temporal o ano de 2011 e como âmbito político o Conselho de Segurança da ONU. O objetivo principal é explorar as eventuais transformações por que passaram tais normas em decorrência de sua mobilização no Conselho por ocasião das sublevações ocorridas na Líbia e na Síria naquele ano, sucessivamente. Para tanto, avança-se uma noção expandida de norma como processo interpretativo que desempenha funções diversas na retórica política, que vão desde a definição de uma situação até a eleição e a avaliação de cursos de ação. O primeiro capítulo fundamenta este entendimento do conceito de norma. Em seguida, realiza-se a demarcação dos discursos que disputam a significação do domínio social das intervenções humanitárias, bem como a ordem do discurso por eles composta. O terceiro capítulo investiga os usos argumentativos a que as normas estiveram sujeitas nos casos em apreço. Conclui-se que houve o acirramento das disputas discursivas bem como o enfraquecimento das normas da Responsabilidade de Proteger como recurso argumentativo de um caso para outro.<br> / Abstract : This research undertakes a rhetorical-discursive analysis of the Responsibility to Protect norms, within the time frame of 2011 and the political field of the Security Council of UN. The main objective is to explore the possible changes that such norms have been gone through due to their mobilization in the Council during the upheavals occurring in Libya and Syria that year, successively. To this end, it is advanced an expanded notion of norm as interpretive process that performs varying functions in the political rhetoric, ranging from the definition of a situation to the election and evaluation of courses of action. The first chapter lays the foundation of this understanding of the concept of norm. Then, it is carried out the demarcation of speeches that dispute the signification of the social domain of humanitarian interventions, so as the order of discourse composed by them. The third chapter investigates the argumentative uses to which the norms have been subject in the cases under consideration. It is concluded that the discursive disputes have been intensified and that the Responsibility to Protect norms have been weakened as argumentative appeal from a case to another.
16

A Concepção da teoria dos jogos e suas implicações teóricas para as relações internacionais

Coelho, Ana Cecília da Costa Silva January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito / Made available in DSpace on 2012-10-26T11:05:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 310434.pdf: 639641 bytes, checksum: 7a743d2d361502dc9eab79e69b9528a0 (MD5) / Esta pesquisa tem como objetivo entender a teoria dos jogos como ferramenta parte para compreender o comportamento dos atores nas decisões no âmbito dos regimes internacionais. Partindo do pressuposto de que o homem é um ser racional, que procura fazer sempre a melhor escolha dentre uma série de opções, a teoria dos jogos e seu approach conceitual são utilizados pelas teorias de Relações Internacionais a fim de complementarem estudos sobre análises de seus cenários de conflitos e cooperação. Dessa forma a questão central do estudo é a justificativa teórica da ideia da racionalidade como uma variável a ser considerada quando se trata de interação entre seus atores e suas influências na cenário internacional, quando os jogadores nem sempre fazem a melhor escolha dentre todas as opções, que é o que caracteriza a própria racionalidade. Como parte do avanço para o entendimento da entrada da teoria dos jogos nas Relações Internacionais, importante demonstrar como a evolução histórica, localização paradigmática, tipos e estratégias, assim como o caso do Dilema do Prisioneiro funcionam
17

Funções das teorias geopolíticas

Santos, Norma Breda dos 05 December 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1985. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:54:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321066.pdf: 3771641 bytes, checksum: 6b7ec447ea6f40fb2d1faac5c066a7b1 (MD5)
18

A tributação do comércio mundial como fator de mudança da ordem internacional vigente

Lins, Soraya Nunes 05 December 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1985. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:56:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321043.pdf: 2242691 bytes, checksum: b48141e4fcf868168f4563e5eba0cfb5 (MD5)
19

Segurança e defesa regional

Rebello, Luiz Felipe January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2013-12-05T23:27:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 320030.pdf: 2143911 bytes, checksum: 92d72a684d17ae71e3e8f1b8ec14f7cc (MD5) Previous issue date: 2013 / Na recém ordem mundial, surgida após o fim da Guerra Fria, observa-se uma maior margem de inserção regional, para determinados atores, alcunhados por parte da literatura de Relações Internacionais como Potências Regionais. Em virtude do relaxamento das tensões impostas pelo término da contenda bipolar sistêmica, estes atores detêm uma maior margem de manobra para sistematizar a ordem em meio às suas regiões. Neste contexto, o Brasil apresenta-se como uma país central para a América do Sul, por ser um elo entre duas Sub-Regiões do continente: o Cone Sul e a Andino-Amazônica. Justifica-se este protagonismo pela interdependência deste país em relação as ameaças transnacionais mais prementes da região como narcotráfico, crime organizado e as rivalidades históricas entre os países da Sub-Região Andino-Amazônica.Esta dissertação propõe-se a fazer uma avaliação dos esforços brasileiros destinados à promoção da estabilidade, na esfera de Segurança Internacional e Defesa, da Sub-região Andino-Amazônica. <br> / Abstract : The recent world order that emerged after the Cold War, there is a greater margin of regional involvment, for certain actors, nicknamed, Regional Powers by the literature of International Relations. Due to the relaxation of the stresses imposed by the termination of bipolar systemic strife, these actors hold greater leeway to systematize order amid their regions. In this context, Brazil presents itself as a central country to South America, due to the fact to be a link between two sub-regions of the continent: the Southern Cone and the Andean Amazon. This role is justified by the interdependence of this country regarding transnational threats most pressing area as drug trafficking, organized crime and the historic rivalries between the countries of Sub-Andean-Amazon region. This dissertation proposes to make an assessment of the Brazilian efforts towards the promotion of stability in the sphere of International Security and Defense, of the Sub-Andean-Amazon region.
20

Uruguai

Vidal, Leandro Moraes January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2013-12-06T00:22:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 319868.pdf: 494107 bytes, checksum: d8d2f6dc7dc569ca485af37238c16073 (MD5) Previous issue date: 2013 / Constitui esta pesquisa uma contribuição ao estudo da transição ao capitalismo no Uruguai, em sua dimensão territorial. Do ponto de vista metodológico, a categoria marxista de formação social (equivalente à ?formação sócio-espacial? dos geógrafos) constitui o eixo de uma análise deste tipo, ao adotar a própria unidade do movimento histórico como premissa para o estudo da sociedade. No caso da formação social uruguaia, procurou-se realizar uma análise de suas transformações histórico-territoriais a partir da categoria de revolução passiva, consagrada por Antonio Gramsci em seus estudos sobre o processo de unificação nacional italiano, mas pertinente a todos os casos nacionais em que a transição à ordem burguesa não se faz preceder de uma ruptura revolucionária, mas antes implica em lenta evolução, marcada por soluções de pacto e compromisso com o velho regime. Concebido em 1828, como solução diplomática diante dos conflitos que opunham os interesses do Brasil, da Argentina e das grandes potências imperialistas pelo controle estratégico do estuário do rio da Prata, o Estado uruguaio forjou sua existência no decorrer de um lento e contraditório processo de consolidação institucional. Essencialmente este processo consistiu no desenvolvimento de formas capitalistas modernas de produção, que evoluíram fortemente combinadas a formas sociais pré-capitalistas, notadamente o latifúndio pastoril. Relações sociais marcadas pelo autoritarismo, uma profunda desigualdade na produção da renda, a formação de um bloco agrário conservador através da mediação de intelectuais de tipo tradicional, imobilismo econômico e rigidez das formas políticas, são as marcas distintivas do predomínio do latifúndio em uma formação social: tais marcas constituem igualmente os elementos da tese, na dialética da revolução passiva uruguaia. Em nível territorial, estes elementos se traduziam em uma relação cidade-campo desequilibrada, desigualdade que o desenvolvimento da produção capitalista não fará senão aprofundar. À medida, contudo, em que as relações burguesas de produção encontram na sociedade uruguaia o caminho de seu desenvolvimento inexorável (na forma de síntese dialética com as formas pré-capitalistas, acordo e compromisso político com a velha ordem) elas geram os seus próprios elementos de antítese. No Uruguai, este segundo momento encontra sua fase aguda quando, na virada do século XX, uma nova composição demográfica e o esgotamento do modelo exclusivamente agroexportador dão forma a um novo bloco de forças sociais, representado pela pequena produção mercantil de origem europeia, a industrialização, a formação de uma classe média urbana e a emergência da classe operária e do sindicalismo: elementos da antítese ao latifúndio pastoril. Através de uma periodização destas etapas, acredita-se que esta pesquisa tenha contribuído para demonstrar a pertinência e a viabilidade de se compreender a dialética da transição ao capitalismo no Uruguai à luz da reflexão gramsciana. <br>

Page generated in 0.1246 seconds