• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A festa do Peão de Boiadeiro: espaço-mercadoria, indústria cultural e consumo

Madeira Filho, Magno de Lara [UNESP] 20 November 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:50Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-11-20Bitstream added on 2014-06-13T18:32:02Z : No. of bitstreams: 1 madeirafilho_ml_me_rcla.pdf: 2123543 bytes, checksum: d090158ebbfe5d8e158ac788ba3fae22 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Esta dissertação discute a maneira como a reprodução do capital atinge diferentes espaços da vida na hipermodernidade, reproduzidos através de um consumo induzido pela instauração de uma cotidianidade programada. O espaço simbólico da vida transmuta-se em signo de consumo, adquirindo valor de troca, o que inclui a entrada em cena do capital imaterial, como ocorre nas festas de peão de boiadeiro, em que o espaço tornado mercadoria na contemporaneidade, sofre diversas metamorfoses, conforme se procura demonstrar aqui. A análise recai, então, sobre a sociedade da representação, em que os signos de consumo tornam-se vocabulário convencionado, permitindo nesses espaços certa identificação social, mediada, até então, pelos elementos culturais e agora tornados objetos enlatados para consumo, principal indício da existência de outro espaço que não o da festa. Assim, cabe, aqui, demonstrar as coordenadas históricas capitalistas que vêm promovendo incessantes repaginações nos espaços das festas de peão de boiadeiro / This dissertation discusses the way how the capital reproduction reaches different spaces of life in the hypermodernity, reproduced through an induced consumption by the establishment of a programmed quotidianness. The symbolic space of life changes itself into consumption sign, acquiring exchange value, what includes the extraction of the most-valuable through the nonmaterial capital, as occurs at the rodeo fests, in which the space turned into merchandize in the quotidianness, undergoes several metamorphosis, as it is tried to be demonstrate here. The analysis is focused, then, on the society of the representation, in which the consumption signs turn into agreed vocabulary, allowing in these spaces certain social identification, mediated, so far, by the cultural elements and now turned into canned objects for consumption, the main evidence of the existence of other space not the fest one. Thus, it fits, here, to demonstrate the capitalist historical coordinates which have been promoting incessant reimagining in the spaces of rodeo fests
2

A festa do Peão de Boiadeiro : espaço-mercadoria, indústria cultural e consumo /

Madeira Filho, Magno de Lara. January 2011 (has links)
Orientador: Silvana Maria Pintaudi / Banca: Amélia Luísa Damiani / Banca: Carlos Henrique Costa da Silva / Resumo: Esta dissertação discute a maneira como a reprodução do capital atinge diferentes espaços da vida na hipermodernidade, reproduzidos através de um consumo induzido pela instauração de uma cotidianidade programada. O espaço simbólico da vida transmuta-se em signo de consumo, adquirindo valor de troca, o que inclui a entrada em cena do capital imaterial, como ocorre nas festas de peão de boiadeiro, em que o espaço tornado mercadoria na contemporaneidade, sofre diversas metamorfoses, conforme se procura demonstrar aqui. A análise recai, então, sobre a sociedade da representação, em que os signos de consumo tornam-se vocabulário convencionado, permitindo nesses espaços certa identificação social, mediada, até então, pelos elementos culturais e agora tornados objetos enlatados para consumo, principal indício da existência de outro espaço que não o da festa. Assim, cabe, aqui, demonstrar as coordenadas históricas capitalistas que vêm promovendo incessantes repaginações nos espaços das festas de peão de boiadeiro / Abstract: This dissertation discusses the way how the capital reproduction reaches different spaces of life in the hypermodernity, reproduced through an induced consumption by the establishment of a programmed quotidianness. The symbolic space of life changes itself into consumption sign, acquiring exchange value, what includes the extraction of the most-valuable through the nonmaterial capital, as occurs at the rodeo fests, in which the space turned into merchandize in the quotidianness, undergoes several metamorphosis, as it is tried to be demonstrate here. The analysis is focused, then, on the society of the representation, in which the consumption signs turn into agreed vocabulary, allowing in these spaces certain social identification, mediated, so far, by the cultural elements and now turned into canned objects for consumption, the main evidence of the existence of other space not the fest one. Thus, it fits, here, to demonstrate the capitalist historical coordinates which have been promoting incessant reimagining in the spaces of rodeo fests / Mestre
3

Da festa ao território : o rodeio no Estado de São Paulo e sua mercantilização /

Silva, Cesar Gomes da. January 2016 (has links)
Orientador: José Gilberto de Souza / Banca: Jairo Gonçalves Melo / Banca: Bernadete Aparecida Caprioglio de Castro / Banca: Natália Freire Bellentani / Banca: Ana Claudia Giannini Borges / Resumo: Surgido no âmbito da cultura europeia do século XVIII, foi nos Estados Unidos da América (EUA) que a concepção de negócio privado destinado a um mercado consumidor primeiramente adentrou o campo dos esportes. Diversos jogos, suscetíveis de organização e comercialização, foram regulamentados e convertidos em espetáculos esportivos em fins do século XIX. A lógica empresarial que direcionava a formação das equipes e a organização dos campeonatos foi fortalecida no século seguinte com a emergência de uma sociedade de produção e consumo massificados. Quanto ao rodeio, embora existisse como competição desde a década de 1860, somente em 1929, foi regulamentado e convertido em espetáculo esportivo com a criação da Rodeo Association of America (RAA). Seu formato serviu de modelo às demais organizações que a sucederam criando condições para a constituição do território do rodeio naquele país. No caso brasileiro o modelo empresarial e esportivo de rodeio, iniciado com a RAA, será adotado somente em 2001. Embora recente, a constituição do território esportivo do rodeio brasileiro é resultado de um longo processo de "americanização" de suas modalidades iniciado em fins da década de 1970 com a introdução da montaria em touros e consolidado com a territorialização da Professional Bull Riders (PBR), Incorporation em 2006. Assim, pautado no materialismo histórico-geográfico como método de abordagem, o presente trabalho procura compreender o processo que originou o território esportivo do rode... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract:Born in the European culture of the eighteenth century, it was in the United States of America (USA) that the concept of private business for the consumer market first entered the sports field. Several games, capable of organization and marketing, were regulated and converted to sporting events in the late nineteenth century. The business logic that directed the formation of teams and the organization of the championships was strengthened in the next century with the emergence of a society which produces mass consumption. The rodeo, although happening since the 1860s, only in 1929, was regulated and converted to sporting spectacle with the creation of the Rodeo Association of America (RAA). Its format was a model for other new organizations creating conditions for the formation of the rodeo sport territory in that country. In relation to Brazil, the sporty model business, started with the RAA, will be adopted only in 2001. Although new, the constitution of the Brazilian rodeo territory is the result of a long process of "Americanization" of their arrangements initiated in the late 1970s with the introduction of riding bulls and consolidated with the distribution of the Professional Bull Riders (PBR), Incorporation in 2006. Thus, guided by the historical-geographical materialism as a method of approach, this paper seeks to understand the process that created the rodeo territory both in Brazil. Proposes, therefore, to contribute to the revision of history and geography of the rodeo in those countries. In short, seeks to show that the formation of a Brazilian rodeo sport territory is part of a wider movement to transform the rodeo sport territory in the U.S., which in turn is the product of the diffusion of the entertainment industry, of the globalization, and reflects the uneven geographical development of the rodeo / Doutor
4

Antropocentrismo e biocentrismo : o limite da proteção constitucional e legal da cultura frente á proteção constitucionalo e legal do meio ambiente no caso dos rodeios no município de Foz do Iguaçu / Rodrigo Cavalcante Gama de Azevedo ; orientador, Alvacir Alfredo Nicz

Azevedo, Rodrigo Cavalcante Gama de January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2011 / Bibliografia: p.[123-128] / Os debates acerca da questão ambiental vêm ganhando diariamente maior importância, posto que a preservação do meio ambiente importa na sobrevivência da espécie humana, da vida como um todo, e da própria existência da qualidade de vida. O biocentrismo e o / Los debates sobre las cuestiones del medio ambiente vienen todos los días ganando mayor importancia, ya que que la preservación del medio ambiente tiene por consecuencia supervivencia de la espécie humana, la vida como um conjunto, y la existencia de la c
5

“Um boi Zepelim enfeitiçado...” : trajetória de vida do vaqueiro “Doutor de Vito” e as vaquejadas “pega-de-boi no mato” no sertão sergipano dos anos 1950

Santos, José Adeilson dos 23 March 2018 (has links)
The vaquejada manatee in the bush is a cultural manifestation of the environment of the northeastern sertões and, therefore, Sergipe. It is typical of the extensive cattle ranching environment, the "leather cycle" (19th century), before the process of occupation and settlement of the region with the breeding of livestock in the environment of the caatinga areas. It is secularly understood as a party, whose continuity up to the present day is carried out by sertanejos subjects as practice and representation - categories of analysis (by Roger Chartier) that serve as theoretical references. For this study we discuss the theme as an important expression of the cultures and regional identity of the men of the hinterland. In relation to other works, we differentiate our approach through the appropriation of the methodological theoretical resource of the biographical genre, allowing to highlight the trajectory of a subject of the rural environment. This is the character José Aloísio de Matos, an octogenarian cowboy from the Sergipe municipality of Aquidabã, known by the nickname Doctor de Vito, whose life history is marked as a man of the creative activity. And as a result of this work, he learned to search for loose cattle "in the bushes." Practice that became entertainment of handle and vaquejada of handle in the bush and by her, this cowboy reached the legendary and mysterious Ox Zeppelin, projecting itself of fame. And for this purpose, valuing the sense of the challenge with the community vaqueirama. / A vaquejada pega-de-boi no mato é manifestação cultural do ambiente dos sertões nordestinos e, por conseguinte, sergipano. É própria do ambiente da pecuária extensiva, do ―ciclo do couro‖ (século XIX), perante o processo de ocupação e povoamento da região com a criação de gado à solta, no ambiente das áreas de caatinga. É secularmente compreendida como festa, cuja continuidade até os dias atuais é protagonizada pelos sujeitos sertanejos como prática e representação - categorias de análise (de Roger Chartier) que nos servem de referências teóricas. Por este estudo discutimos o tema como importante expressão das culturas e identidade regional dos homens do sertão. Em relação a outros trabalhos, diferenciamos nossa abordagem pela apropriação do recurso teórico metodológico do gênero biográfico, permitindo sobressair-se a trajetória de um sujeito do meio rural. Trata-se do personagem José Aloísio de Matos, um octogenário vaqueiro do município sergipano de Aquidabã, conhecido pela alcunha Doutor de Vito, cuja história de vida é marcada como homem da atividade criatória. E como próprio desse labor, aprendeu buscar gado solto ―nos matos‖. Prática que tornou-se entretenimento de pega e vaquejada de pega-de-boi no mato e por ela, este vaqueiro alcançou o lendário e misterioso boi Zepelim, projetando-se de fama. E para esta finalidade, valorando o sentido do desafio junto à comunidade vaqueirama. / São Cristóvão, SE

Page generated in 13.4426 seconds