• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • Tagged with
  • 6
  • 6
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O "espet?culo do cabra macho" : um estudo sobre os vaqueiros nas vaquejada no Rio Grande do Norte

Aires, Francisco Janio Filgueira 18 July 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T13:54:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 FranciscoJFA.pdf: 1991383 bytes, checksum: afbb72385131d405ad201e4a47281ba7 (MD5) Previous issue date: 2008-07-18 / Coordena??o de Aperfei?oamento de Pessoal de N?vel Superior / This body of work discusses the gender meanings associated with cowboys while endorsing contemporary rodeos in Rio Grande do Norte as a recreational sport and a form of ludic expression. As a result, this research has focused on rodeo practices, aiming to understand the different aspects emphasizing masculinity: these associations being constructed through relationships, contexts and the competitiveness between participants. These gender meanings hinge on the desire for a wining performance and on the behaviour exhibited among cowboys outside the competitive ring in specific social settings such as parties and recreational time. The latter were the focus of the ethnographic research; direct observation and semistructured interviews with cowboys in rodeo stadiums were also used. Through qualitative analysis of the collected data, it was revealed that historically and socially different trajectories do not immediately cause a gender crisis in cowboys, but the assignment of new significance by the social acts in each historical context. However, the presence of cowboys leads to other models of masculinity configured by expressions and the insertion of new personas, not coming directly from field activities, but imbued by the symbolic elements of the cowboy persona, constructed throughout history / O presente trabalho, ao enfocar as vaquejadas contempor?neas no Rio Grande do Norte como atividade esportiva e como express?o l?dica, tem a proposta de pensar os significados associados aos vaqueiros, especialmente aqueles constru?dos na interface com as rela??es de g?nero. Por isso, esta pesquisa centrou sua abordagem nas pr?ticas dos vaqueiros nas vaquejadas, com o objetivo de compreender os diversos aspectos que apontam para a masculinidade, uma vez que os seus sentidos s?o constitu?dos pelos envolvimentos, rela??es e concorr?ncias entre os seus competidores. As significa??es s?o articuladas pela busca de uma performance para ser campe?o e pelas pr?ticas fora da pista de competi??o executadas entre os seus personagens no contexto das situa??es sociais espec?ficas, a saber: a festa e os momentos de lazer. Tais pr?ticas foram objeto da pesquisa etnogr?fica, com a observa??o direta e entrevistas semi-estruturadas com os vaqueiros nos parques de vaquejadas, o que nos conduziu a realizar a an?lise qualitativa dos dados coletados. A pesquisa tem revelado que as trajet?rias hist?ricas e sociais diversas dos vaqueiros n?o provocam imediatamente uma crise nas rela??es de g?nero, mas a forma??o de novos sentidos ressignificados pelos seus atores sociais em cada contexto hist?rico. A presen?a, portanto, dos vaqueiros conduz a outros modelos de masculinidade configurados por express?es e pela inser??o de novos figurantes, n?o exatamente advindos das atividades do campo, mas imbu?dos dos elementos simb?licos da figura do vaqueiro, constru?da ao longo da hist?ria
2

Influência do sistema de criação em cavalos de vaquejada sobre a bioquímica clínica

BUONORA, Gilson Santos 10 February 2009 (has links)
Submitted by (edna.saturno@ufrpe.br) on 2016-10-10T13:04:26Z No. of bitstreams: 1 Gilson Santos Buonora.pdf: 502349 bytes, checksum: 5d8f67b5ebb42b7d0e815e25eab76915 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-10T13:04:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gilson Santos Buonora.pdf: 502349 bytes, checksum: 5d8f67b5ebb42b7d0e815e25eab76915 (MD5) Previous issue date: 2009-02-10 / The intensive system of farming is used in most of training centers, farms, riding, racetracks and other environments for training and competition for horses where the animals are most of the time confined in stalls. The vaquejada, besides being a party of secular popular culture of Brazil’s northeast, today is taking great strides forward in other regions, such as an equestrian sport with a large number of practitioners throughout the country. In order to study the influence of management on the serum concentrations in horses of vaquejada, enzymes: aspartate aminotransferase (AST), Creatinoquinase (CK), lactate dehydrogenase (LDH), alkaline phosphatase (AP), gamma glutamyl transferase (GGT ), urea and creatinina; protein: total protein, albumin and globulin and hormones: triiodothyronine (T3), thyroxine (T4) and cortisol. 52 horses were used, with 37 males and 15 females, 26 mile race in Room (QM) and 26 mixed breed (SRD), all in training and competition period of vaquejada, created in properties located in the state of Pernambuco. The animals were divided into two groups according to the management of creation, the GOUP 1 composed of 33 animals confined, or remained in stalls throughout the day, being removed only for training or to compete and GROUP 2 consists of 19 semi-confined animals, still during the day (approximately 12 hours) in boxes and were released in groups in paddocks during the night until the following day. It was concluded that there was no influence of management on the serum concentrations in horses of vaquejada for all enzymes studied, albumin, T4 and cortisol. There was influence of management system on serum levels of total proteins, globulins and T3. / O sistema intensivo de criação é utilizado na grande maioria dos haras, centros de treinamento, fazendas, hípicas, hipódromos e demais ambientes destinados ao treinamento e competição dos cavalos, onde esses animais permanecem a maior parte do tempo confinados em baias. A vaquejada, além de ser uma festa secular da cultura popular nordestina, avança hoje a passos largos por outras regiões, como um esporte eqüestre com grande número de praticantes em todo o território nacional. Com o objetivo de estudar a influência do sistema de criação sobre as atividades séricas, em cavalos de vaquejada, das enzimas: Aspartato Aminotransferase (AST), Creatinoquinase (CK), Lactato Desidrogenase (LDH), Fosfatase Alcalina (FA), Gama Glutamil Transferase (GGT), Uréia e Creatinina; das proteínas: Proteínas Totais, Albumina e Globulina e dos hormônios: Triiodotironina (T3), Tiroxina (T4) e Cortisol, foram utilizados 52 eqüinos adultos, sendo 37 machos e 15 fêmeas, 26 da raça Quarto de Milha (QM) e 26 sem raça definida (SRD), todos em treinamento e em período de competição de vaquejada, criados em propriedades localizadas no Estado de Pernambuco. Os animais foram divididos em dois grupos de acordo com o manejo de criação, sendo o GRUPO 1 composto por 33 animais confinados, ou seja, permaneciam em baias durante todo o dia, sendo retirados apenas para o treinamento ou para competir e o GRUPO 2 composto por 19 animais semi-confinados, isto é, permaneciam durante o dia (aproximadamente 12 horas) em baias e eram soltos, em grupos, em piquetes, durante a noite até o dia seguinte. Concluiu-se que não houve influência do sistema de criação sobre as atividades séricas, em cavalos de vaquejada, para nenhuma das enzimas estudadas, bem como para as concentrações séricas de Albumina e para T4 e Cortisol. Houve influência do sistema de criação sobre os níveis séricos das Proteínas totais e Globulinas e para T3.
3

Soroepidemiologia de agentes virais de equinos de vaquejada na região de Mossoró/RN / Soroepidemiologia de agentes virais em equinos de vaquejada em Mossoró/RN

Ferreira, Heider Irinaldo Pereira 17 February 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-15T20:31:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 HeiderIPF_DISSERT.pdf: 1114976 bytes, checksum: ae616a5db8a2aeb257c311d4fe9a80a0 (MD5) Previous issue date: 2016-02-17 / Samples of horses of vaquejada were collected in activity, male and female, breed Quarter Horse and Paint Horse, aged between 2 and 15, from rural and urban areas of the city of Mossoró, located in the West region of Rio Grande do Norte state. Tests were performed on 132 serum samples for antibodies to vesicular stomatitis (EV) and equine viral arteritis (AVE) 118 for encephalomyelitis east and west (EEL/EEO) 114 for herpesvirus type 1 (HVE-1) and 61 to equine influenza (IE). Techniques used varied according to the studied disease; antibodies against EV (Ribeirão and Alagoas), equine viral arteritis, HVE-1 and EEL / EEO been researched by virus neutralization test in Vero cell cultures (EV, verify HVE-1 and EEL/EEO; and search for the IE type 2 (H3N8) was performed by inhibition of hemaglutination technique. The following results of the samples tested were obtained: for AVE no positive animals (n = 132) for EV was obtained 39 (29.55%) positive animals Alagoas type and 6 (4.54%) for the animals Ribeirao type (n = 132) with respect to encephalomyelitis, antibodies against and EEO EEL (n = 118) were present in 13 (11.01%) and 1 (0.84%), respectively; for EHV-1 were found 22 (19.29%) positive horses (n = 114). Regarding historical variable respiratory and reproductive diseases, it was statistically significant (p=0.02) for the presence of antibodies against EHV-1. The AVE is not present among the equine vaquejada in Mossoró/RN, for other surveyed viruses (EV, IE, EHV-1, EEL and EEO) there is evidence of viral activity in populations of equine Mossoro, and respiratory clinical signs and reproductive may be suggestive of infection by EHV-1 / Foram coletadas amostras de equinos de vaquejada, em atividade, machos e fêmeas, das raças Quarto de Milha e Paint Horse, com idade variando entre 2 e 15 anos, criados nas zonas rural e urbana do município de Mossoró, localizado na região Oeste do estado do Rio grande do Norte. Os testes foram realizados em 132 amostras de soro para anticorpos contra estomatite vesicular (EV) e arterite viral equina (AVE), 118 para encefalomielite leste e oeste (EEL/EEO), 114 para herpesvírus tipo 1 (HVE-1) e 61 para influenza equina (IE). Na análise das amostras a técnica utilizada variou de acordo com a enfermidade pesquisada; anticorpos contra EV (frente as cepas virais Ribeirão e Alagoas), arterite viral equina, HVE-1 e EEL/EEO foram pesquisados pela técnica de soroneutralização em culturas de células da linhagem Vero (EV, verificar HVE-1 e EEL/EEO); e a pesquisa para IE tipo-2 (H3N8) foi realizada pela técnica de inibição da hemaglutinação. Foram obtidos os seguintes resultados das amostras testadas: para AVE não houve animais positivos (n=132), para EV obteve-se 39 (29,55%) animais positivos para o tipo Alagoas e 6 (4,54%) animais para o tipo Ribeirão (n=132), com relação às encefalomielites, anticorpos contra EEL e EEO (n=118) estiveram presentes em 13 (11,01%) e 1 (0,84%), respectivamente; para HVE-1 foram encontrados 22 (19,29%) equinos positivos (n=114). Quanto às variáveis, histórico de doenças respiratórias e reprodutivas, as mesmas foram estatisticamente significativas (p=0.02) em relação à presença de anticorpos contra HVE-1. A AVE não está presente entre os equinos de vaquejada em Mossoró/RN, para outras viroses pesquisadas (EV, IE, HVE-1, EEL e EEO) há evidências de atividade viral nas populações de equinos de Mossoró, e sinais clínicos respiratórios e reprodutivos podem ser sugestivos de infecção por HVE-1
4

Diagnóstico de hemorragia induzida por esforço através do lavado traqueal e broncoalveolar em cavalos submetidos ao teste de simulação de vaquejada

AZEVEDO, Natália Matos Souza 17 August 2016 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2018-02-26T12:42:50Z No. of bitstreams: 1 Natalia Matos Souza Azevedo.pdf: 906173 bytes, checksum: 73fdd5b3cf4fd789d3cd4682d5322dbd (MD5) / Made available in DSpace on 2018-02-26T12:42:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Natalia Matos Souza Azevedo.pdf: 906173 bytes, checksum: 73fdd5b3cf4fd789d3cd4682d5322dbd (MD5) Previous issue date: 2018-08-17 / In experiment number 01 it was analyzed the tracheal fluid of healthy horses submitted to a “vaquejada” simulation test through endoscopy and tracheal lavage (TL) and it was observed the cytological profile of these horses. In experiment number 02 were compared the TL and bronchoalveolar lavage (BAL) in horses submitted to a “vaquejada” simulation test to diagnose EIPH. Besides that, was determined through endoscopy the occurrence of the main respiratory diseases that affects “vaquejada” horses. It was used 21 pure and mixed quarter horses (pulling and supporting horses) of both sexes and with ages that varies between 4 and 15 years old. It was performed a clinical exam in all horses before the simulation test where it was measured the heart and respiratory rates, temperature, capillary refill time, intestinal motility and pulmonary auscultation. It was verified the average time for each animal to analyze the average speed and performed a blood sample collection for CBC and blood lactate in different moments (T0, T15, T30, T60). 5 races with the pulling and the supporting horses using a bull characterized the simulation. 30 to 60 minutes after the test, was performed the endoscopy, TL and BAL. The samples were sent to a lab where it was processed. In experiment 01 the average differential cell counting was 45,375 ± 8,255 epithelial cells; 0 goblets cells; 25 ± 9,59 neutrophils; 4,25 ± 1,013 lymphocytes; 0,25 ± 0,164 eosinophil; 11,5 ± 5,510 foamy macrophages; 5,875 ± 2,020 hemosiderophages; 0,87 ± 0,743 giant cells. All animals were clinically normal and there was no performance problems reported. According to the physical exam performed before the test, it was observed 46,5±4,732 beats per minute and 33,75±3,369 breaths per minute. During the test, the animals developed an average speed of 40,11 Km/h and no bleeding or nasal fluid was seen on the horses in an external exam. The quantity of saline solution acquired to do the TL was 18,875±0,639. There were no parameters difference between the pulling and the supporting horses (P>0,05). In experiment 02 none of the horses needed sedation to do the clinical or endoscopic exam. All animals showed clinically normal and there were no performance problems reported. According to the physical exam performed before the test, it was founded 40,86±2,42 beats per minute and 22,57±4,38 breaths per minute. After the test, no bleeding or nasal fluid was seen on the horses in an external exam. There were no differences in the average differential cell counting of the tracheal and bronchoalveolar aspirate between the studied groups. The endoscopic findings seen in horses 30 to 60 minutes after the test were: follicular hyperplasia in 9,5% of the horses, arytenoid granuloma in 4,8%, epiglottic chondritis in 23,8% of the horses in witch 9,5% was pulling horses and 14,28% was supporting horses; and laryngeal hemiplegia in 4,8% of the horses. Regarding the presence of tracheal fluid it was observed in 52,38% of the horses (11/21), in which 42,8% was pulling horses and 9,5% supporting horses, and that the EIPH occurred in 4,8% (1/21), which the horse was a supporting horse and the bleed was confirmed through endoscopy. The lactate levels and blood glucose levels was measured before and after exercise, showing the energy consumption and the athletic capacity of the horses. With these experiments we can conclude that the endoscopy and the TL cytology are fundamental tools to diagnose respiratory diseases, once the endoscopy shows functional disorders and the cytology allows visualization of the predominant cell type, identifying the existing pathology such as EIPH and IAD. Besides that, it was concluded that the “vaquejada” and the others speed tests are equestrian sports that induces the EIPH and that it is a pathological event related to a fail in the pulmonary capillaries or to pulmonary diseases. The endoscopic exam, the TL and BAL cytology are important tools to diagnose EIPH and the TL is as sensible as BAL and easier to be performed, detecting the predominant cell type in this disease even when the horse is negative to the endoscopic exam. / No experimento I objetivou-se analisar a secreção traqueal de cavalos sadios submetidos ao teste de simulação de vaquejada através de exame endoscópico e lavado traqueal e observar o perfil citológico desses cavalos. No experimento II objetivou-se comparar a eficiência do lavado traqueal (LT) e broncoalveolar (LBA) em cavalos submetidos ao teste de simulação de vaquejada para diagnóstico da Hemorragia Pulmonar Induzida por Esforço. Além disso, determinar via endoscópica a ocorrência das principais afecções respiratórias que acometem os cavalos de vaquejada. Foram utilizados 21 animais puros e mestiços da raça quarto de milha (esteira puxar) sem preferência por sexo com idade variando entre quatro e quinze. Foi realizado exame clínico de todos os animais antes da prova aferindo-se frequência cardíaca, respiratória, temperatura, tempo de perfusão capilar, motilidade intestinal e ausculta pulmonar. Foi verificado o tempo médio para cada animal para análise da velocidade média e realizado colheita sanguínea para hemograma e dosagem do lactato sanguíneo em diferentes tempos (T0, T15, T30, T60). A simulação da vaquejada foi caracterizada por 5 corridas com o cavalo de puxar e o esteira utilizando o boi. Decorridos 30 a 60 minutos da prova foi realizado o exame endoscópico e o lavado traqueal e broncoalveolar. O material coletado foi enviado ao laboratório onde foi processado e contagem celular. No experimento 01 A contagem diferencial média de células do aspirado traqueal foi de 45,37 ± 8,25 de células epiteliais; 0 de células caliciformes; 25 ± 9,59 de neutrófilos; 4,25 ± 1,01 de linfócitos; 0,25 ± 0,16 eosinófilos; 11,5 ± 5,51 de macrófagos espumosos; 5,87 ± 2,02 de hemossiderófagos e 0,87 ± 0,74 de células gigantes. Todos os animais apresentavam-se clinicamente normais e não havia nenhuma queixa de queda de performance. Segundo o exame físico realizado antes da prova observaram-se 46,5±4,73 batimentos cardíacos por minuto, 33,75±3,36 movimentos respiratórios por minuto. Durante a prova observou-se que os animais desenvolveram uma velocidade média de 40,11Km/h não foi observado em nenhum dos animais epistaxe ou secreção mucosa nasal ao exame externo. A quantidade de solução salina aspirada para a lavagem traqueal foi de 18,87±0,63ml. Não foram identificadas diferenças nos parâmetros analisados entre os cavalos de puxar e de esteira. (P>0,05). No experimento 02 nenhum dos animais necessitou de prévia sedação para o exame clínico e para o exame endoscópico. Todos os animais apresentavam-se clinicamente normais e não havia nenhuma queixa de queda de performance. Segundo o exame físico realizado antes da prova observaram-se 40,86±2,42 batimentos cardíacos por minuto, 22,57±4,38 movimentos respiratórios por minuto. Após a prova não foi observado em nenhum dos animais epistaxe ou secreção mucosa nasal ao exame externo. Não foi observada diferença na contagem diferencial média de células do aspirado traqueal e broncoalveolar nos diferentes grupos estudados. Os achados endoscópicos encontrados nos cavalos 30 a 60 minutos pós prova, no qual foi observado: hiperplasia folicular linfóide em 9,5% dos animais, granuloma aritenóide em 4,8%, condrite na epiglote em 23,8% dos quais 9,5% eram de puxar e 14,28% de esteira; e hemiplegia laringeana em 4,8% dos animais. Quanto a presença de secreção traqueal observou-se que ocorreu em 52,38% doa animais (11/21), destes 42,8% eram de puxar e 9,5% de esteira e que a hemorragia pulmonar ocorreu em 4,8% (1/21) sendo este de esteira confirmando via endoscópica a ocorrência de HPIE. Os valores de lactato (15,84±1,13 pré teste e 35,21±0,99 pós teste) e glicose (133,71±10,12 pré teste e 151,07±10,12 pós teste) sanguíneos antes e após o exercício, demonstrando o perfil de consumo energético bem como a capacidade atlética dos animais. Com a realização dos experimentos permite-se concluir que o exame endoscópico e a citologia do lavado traqueal são ferramentas fundamentais para o diagnóstico de afecções respiratórias, haja vista que a endoscopia permite identificar desordens funcionais e a citologia possibilita a visualização do tipo celular predominante permitindo identificar a patologia existente como HPIE ou IAD. Além disso conclui-se que a vaquejada e as provas de velocidade são esportes equestres que induzem hemorragia pulmonar e que a HPIE é provavelmente um evento patológico relacionado a falha nos capilares pulmonares ou doenças pulmonares. Ainda é permitido concluir que o exame endoscópico, a citologia do lavado traqueal e broncoalveolar são ferramentas importantes para diagnosticar a HPIE e que o LT é tão sensível quanto o LBA e de maior facilidade na execução para detectar o tipo celular predominante nessa afecção, mesmo quando o animal for negativo ao exame endoscópico.
5

O espa?o do consumo e o consumo do espa?o no munic?pio de Maca?ba-RN a partir das festas de Vaquejada (1980-2012)

Silva, Gilnara Karla Nicolau da 28 February 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-13T17:10:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 GilnaraKNS_DISSERT.pdf: 4990943 bytes, checksum: 1f73543f3c2c265d1d74601cbd38b6cd (MD5) Previous issue date: 2013-02-28 / Coordena??o de Aperfei?oamento de Pessoal de N?vel Superior / No decorrer dos s?culos o espa?o geogr?fico sofreu intensas transforma??es em n?vel mundial, passando a ser visto como mercadoria, portanto, revestido de valor de troca. Diante desta premissa, alguns ge?grafos ao analisar o consumo do/no espa?o t?m procurado explicar como e por que a economia, a cultura, o simb?lico e o material se encontram, demonstrando como os complexos significados e express?es do consumo, por sua vez conectados a outros espa?os e escalas, contribuem criticamente, no entendimento da rela??o entre a sociedade e o espa?o. ? importante fazermos esta an?lise, pois, estes aspectos nos ajudam a compreender como o consumo penetra no espa?o e na vida das pessoas, haja vista que as mais abastadas s?o seus principais agentes, consumindo al?m de suas necessidades. Nesse sentido, percebemos que o modo de produ??o capitalista ? respons?vel por produzir e reproduzir o espa?o garantindo a sua acumula??o e expans?o, transformando as diferentes formas espaciais, produzindo a partir dessas, novas espacialidades que envolvem desde a cultura, ?s tradi??es e os costumes da sociedade, fazendo surgir novos h?bitos de consumo e entretenimento. Nesta perspectiva, percebemos que o capital e o consumo est?o intrinsecamente ligados ao processo de massifica??o da cultura, tendo em vista a multiplicidade de objetos criados no espa?o, os quais s?o divulgados por meio da propaga??o da informa??o e da comunica??o. A cultura de massa ou Ind?stria Cultural, com o advento da tecnologia da comunica??o e da informa??o, sobrep?e-se ? cultura popular, transformando-a em um produto industrial, sendo a mesma elaborada pelos ve?culos midi?ticos, os quais est?o ligados ao capital industrial e financeiro. Inserimos neste contexto de consumo do/no espa?o e massifica??o cultural, as festas de vaquejada, consideradas um fen?meno cultural para o povo nordestino brasileiro, que teve in?cio entre os s?culos XVII e XVIII nas fazendas de gado sertanejas. Observamos que as mesmas t?m passado por v?rias transforma??es ao longo dos s?culos, quando modificada pelo capital, tornando-se, sobretudo, uma festa ou espet?culo urbano, o qual acontece em v?rias cidades da regi?o Nordeste. Diante do exposto, buscamos compreender neste trabalho as transforma??es que ocorreram nas festas de vaquejada a partir de 1980 a 2012, especialmente, nos eventos que acontecem em Maca?ba-RN, atentando-se para suas correla??es com o processo de (re)produ??o do capital no espa?o. Portanto, considerando que as transforma??es deste evento s?o evidentes no espa?o geogr?fico, neste trabalho, destacamos sua import?ncia para os nordestinos, principalmente, para os sertanejos, fazendo um resgate de sua hist?ria, observando como este evento, aos poucos, foi ganhando novos elementos e valores, perdendo suas caracter?sticas campesinas. Notamos que ao mesmo tempo em que a vaquejada produziu um novo p?blico, transformou-se, tamb?m, em um evento-espet?culo, sobretudo, urbano, influenciando a economia das cidades que organizam tais festas e, por conseguinte, no processo de reprodu??o do capital no espa?o. Ademais, o evento passou a fazer parte do contexto mercantil-regional e do calend?rio festivo de v?rias cidades nordestinas
6

“Um boi Zepelim enfeitiçado...” : trajetória de vida do vaqueiro “Doutor de Vito” e as vaquejadas “pega-de-boi no mato” no sertão sergipano dos anos 1950

Santos, José Adeilson dos 23 March 2018 (has links)
The vaquejada manatee in the bush is a cultural manifestation of the environment of the northeastern sertões and, therefore, Sergipe. It is typical of the extensive cattle ranching environment, the "leather cycle" (19th century), before the process of occupation and settlement of the region with the breeding of livestock in the environment of the caatinga areas. It is secularly understood as a party, whose continuity up to the present day is carried out by sertanejos subjects as practice and representation - categories of analysis (by Roger Chartier) that serve as theoretical references. For this study we discuss the theme as an important expression of the cultures and regional identity of the men of the hinterland. In relation to other works, we differentiate our approach through the appropriation of the methodological theoretical resource of the biographical genre, allowing to highlight the trajectory of a subject of the rural environment. This is the character José Aloísio de Matos, an octogenarian cowboy from the Sergipe municipality of Aquidabã, known by the nickname Doctor de Vito, whose life history is marked as a man of the creative activity. And as a result of this work, he learned to search for loose cattle "in the bushes." Practice that became entertainment of handle and vaquejada of handle in the bush and by her, this cowboy reached the legendary and mysterious Ox Zeppelin, projecting itself of fame. And for this purpose, valuing the sense of the challenge with the community vaqueirama. / A vaquejada pega-de-boi no mato é manifestação cultural do ambiente dos sertões nordestinos e, por conseguinte, sergipano. É própria do ambiente da pecuária extensiva, do ―ciclo do couro‖ (século XIX), perante o processo de ocupação e povoamento da região com a criação de gado à solta, no ambiente das áreas de caatinga. É secularmente compreendida como festa, cuja continuidade até os dias atuais é protagonizada pelos sujeitos sertanejos como prática e representação - categorias de análise (de Roger Chartier) que nos servem de referências teóricas. Por este estudo discutimos o tema como importante expressão das culturas e identidade regional dos homens do sertão. Em relação a outros trabalhos, diferenciamos nossa abordagem pela apropriação do recurso teórico metodológico do gênero biográfico, permitindo sobressair-se a trajetória de um sujeito do meio rural. Trata-se do personagem José Aloísio de Matos, um octogenário vaqueiro do município sergipano de Aquidabã, conhecido pela alcunha Doutor de Vito, cuja história de vida é marcada como homem da atividade criatória. E como próprio desse labor, aprendeu buscar gado solto ―nos matos‖. Prática que tornou-se entretenimento de pega e vaquejada de pega-de-boi no mato e por ela, este vaqueiro alcançou o lendário e misterioso boi Zepelim, projetando-se de fama. E para esta finalidade, valorando o sentido do desafio junto à comunidade vaqueirama. / São Cristóvão, SE

Page generated in 0.0455 seconds