• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 756
  • 10
  • 2
  • Tagged with
  • 800
  • 800
  • 531
  • 362
  • 329
  • 161
  • 161
  • 131
  • 127
  • 126
  • 103
  • 94
  • 77
  • 76
  • 75
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

As mudanças no trabalho de saúde e os direitos do trabalhador: A Fundação Estatal de saúde da família do estado da Bahia

Oliveira, Felipe Proenço de 31 January 2012 (has links)
Submitted by Heitor Rapela Medeiros (heitor.rapela@ufpe.br) on 2015-03-06T17:32:46Z No. of bitstreams: 2 Disserta+º+úo.pdf: 1798221 bytes, checksum: 9ed908f592ab5e11cf28cd74160d23a9 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-06T17:32:46Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Disserta+º+úo.pdf: 1798221 bytes, checksum: 9ed908f592ab5e11cf28cd74160d23a9 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 As Fundações Estatais de Direito Privado têm se constituído em tema central de diversos debates sobre a gestão pública no país, de tal forma a influenciar as propostas em torno do modelo de gestão para o Sistema Único de Saúde. Sua proposição se tornou possível em virtude das mudanças decretadas pelo Ministério da Reforma de Estado durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Desde então, tem se gerado intensa polêmica sobre suas repercussões para a proteção social do trabalho, com posições distintas mesmo dentro dos movimentos que se localizam no campo da esquerda. A proposta de FEDP (Fundações Estatais de Direito Privado) volta a ganhar destaque durante o governo Lula, quando o Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão e o Ministério da Saúde a apresentam como alternativa para o sistema público de saúde. Foi no estado da Bahia que se observou uma das suas principais materializações através da Fundação Estatal de Saúde da Família, proposta pela Secretaria Estadual de Saúde no ano de 2007, como alternativa para um cenário de reconhecida precarização do trabalho na Estratégia de Saúde da Família no estado. O objetivo desta pesquisa, qualitativa e de natureza exploratória, foi estudar de que forma os atores envolvidos no processo de criação da Fundação Estatal de Saúde da Família apresentaram e justificaram o modelo de proteção social proposto para os trabalhadores. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com membros do Conselho Estadual de Saúde do Estado da Bahia e representantes da gestão estadual de saúde, nos anos de 2007 e 2008. As categorias selecionadas para análise foram “heterogeneização, fragmentação e complexificação da classe-que-vive-do-trabalho”, tentando-se apreender a compreensão dos entrevistados sobre as mesmas. Os resultados da pesquisa possibilitam entender que a FESF representa uma ampliação do fenômeno de “precarização social do trabalho”, aprofundando a desfiliação social dos trabalhadores e levando ao surgimento de um novo conteúdo de instabilidade, insegurança, adaptabilidade e fragmentação dos coletivos de trabalhadores pela destituição do conteúdo social do trabalho. Ocorre uma transferência da responsabilidade para com o trabalhador, representando um processo de terceirização, o que caracteriza a heterogeneização, fragmentação e complexificação dos trabalhadores. Recomenda-se a realização de outros estudos avaliativos que analisem o modo como vem ocorrendo o processo de implantação da Fundação Estatal de Saúde da Família e a compreensão dos trabalhadores a ela vinculados sobre a proteção social.
2

As mudanças no trabalho em saúde e os direitos sociais do trabalhador: a fundação estatal de saúde da família do estado da bahia

Oliveira, Felipe Proenço de 31 January 2012 (has links)
Submitted by Susimery Vila Nova (susimery.silva@ufpe.br) on 2015-04-10T14:30:13Z No. of bitstreams: 2 Disserta+º+úo.pdf: 1798221 bytes, checksum: 9ed908f592ab5e11cf28cd74160d23a9 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-04-10T14:30:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Disserta+º+úo.pdf: 1798221 bytes, checksum: 9ed908f592ab5e11cf28cd74160d23a9 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 As Fundações Estatais de Direito Privado têm se constituído em tema central de diversos debates sobre a gestão pública no país, de tal forma a influenciar as propostas em torno do modelo de gestão para o Sistema Único de Saúde. Sua proposição se tornou possível em virtude das mudanças decretadas pelo Ministério da Reforma de Estado durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Desde então, tem se gerado intensa polêmica sobre suas repercussões para a proteção social do trabalho, com posições distintas mesmo dentro dos movimentos que se localizam no campo da esquerda. A proposta de FEDP (Fundações Estatais de Direito Privado) volta a ganhar destaque durante o governo Lula, quando o Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão e o Ministério da Saúde a apresentam como alternativa para o sistema público de saúde. Foi no estado da Bahia que se observou uma das suas principais materializações através da Fundação Estatal de Saúde da Família, proposta pela Secretaria Estadual de Saúde no ano de 2007, como alternativa para um cenário de reconhecida precarização do trabalho na Estratégia de Saúde da Família no estado. O objetivo desta pesquisa, qualitativa e de natureza exploratória, foi estudar de que forma os atores envolvidos no processo de criação da Fundação Estatal de Saúde da Família apresentaram e justificaram o modelo de proteção social proposto para os trabalhadores. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com membros do Conselho Estadual de Saúde do Estado da Bahia e representantes da gestão estadual de saúde, nos anos de 2007 e 2008. As categorias selecionadas para análise foram “heterogeneização, fragmentação e complexificação da classe-que-vive-do-trabalho”, tentando-se apreender a compreensão dos entrevistados sobre as mesmas. Os resultados da pesquisa possibilitam entender que a FESF representa uma ampliação do fenômeno de “precarização social do trabalho”, aprofundando a desfiliação social dos trabalhadores e levando ao surgimento de um novo conteúdo de instabilidade, insegurança, adaptabilidade e fragmentação dos coletivos de trabalhadores pela destituição do conteúdo social do trabalho. Ocorre uma transferência da responsabilidade para com o trabalhador, representando um processo de terceirização, o que caracteriza a heterogeneização, fragmentação e complexificação dos trabalhadores. Recomenda-se a realização de outros estudos avaliativos que analisem o modo como vem ocorrendo o processo de implantação da Fundação Estatal de Saúde da Família e a compreensão dos trabalhadores a ela vinculados sobre a proteção social.
3

A Organização do Trabalho e a Saúde dos Gerentes Bancários em uma Instituição do Estado do Espírito Santo.

BUBACH, R. 15 December 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:49:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2509_2004_Rosana Bubach.pdf: 459730 bytes, checksum: 6dddfc345ee76909b982535adf301c0b (MD5) Previous issue date: 2006-12-15 Descreve a morbimortalidade e os custos financeiros das admissões de crianças e adolescentes na unidade de terapia intensiva do Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória/Vitória-ES, no período de novembro de 2005 a novembro de 2006. Determina o desempenho do Pediatric Index of Mortality 2 nessa unidade de cuidados intensivos pediátricos. As variáveis de interesse foram reunidas e compuseram os grupos: identificação, socioeconômico, condição clínica e infecção nosocomial. As internações de duzentas e setenta e seis crianças foram estudadas. A taxa de mortalidade foi de 14,13%, a eficiência da admissão foi de 0,88%, a mediana de idade foi de 42,22 meses, houve predomínio do sexo masculino 60,1%, o serviço de emergência foi responsável por 48,91% das admissões, a média de permanência foi de 6,435,23 dias, as admissões clínicas representaram 72,46% das internações. Houve diferenças significativas quanto à origem das admissões (emergência, centro cirúrgico, enfermaria, outros hospitais) p-valor 0,0380, estado nutricional p-valor 0,0360, uso de ventilação mecânica p-valor 0,0320, uso de catéter venoso central p-valor 0,0020, admissão clínica p-valor 0,0260, tempo de permanência p-valor 0,0580, uso de 2 ou mais antibióticos p-valor 0,0040. Os custos das internações na UTIP de 87% dos pacientes, representaram 54,76% dos custos hospitalares globais dessas admissões. A análise de desempenho do PIM2, quanto à calibração, revelou 2 = 12,2686 p-valor 0,1396 no teste de Hosmer-Lemeshow e uma standardized mortality ratio geral de 1,0. A discriminação relacionada à área sob a curva receiver operating characteristic foi de 0,778 configurando um desempenho satisfatório do escore.
4

Participação dos Trabalhadores na Elaboração das Políticas de Saúde e de Saúde do Trabalhador.

REIS, M. M. 29 August 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:50:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2614_2006_MARGARETH MARCHESI REIS_dissertacao.pdf: 306567 bytes, checksum: 7266228e69241b02e617f04264c5e7b6 (MD5) Previous issue date: 2008-08-29 A pesquisa teve por objeto de estudo avaliar a participação de dirigentes sindicais na elaboração de Políticas de Saúde. Analisa tal participação nos fóruns e arenas de debates já instituídos, como os Conselhos de Saúde e as Conferências de Saúde, nas três instâncias. Verifica também se existem outras formas de participação e como elas têm se dado. Busca identificar a importância dos espaços institucionalizados para vocalização das demandas de saúde dos trabalhadores. Em virtude de o estudo envolver categorias sociais e enfatizar o cotidiano da participação através da práxis social, a abordagem qualitativa mostrou-se como uma boa opção para a investigação, por meio da metodologia da análise de discurso ou produção de sentidos (SPINK, 2000). Foram entrevistados oito dirigentes sindicais que participavam, na ocasião, do Coletivo de Saúde da Central Única dos Trabalhadores (CUT) por terem afinidade com o tema e por conhecerem os espaços de participação. Seguindo a metodologia, elaborou-se um mapa de associação de idéias, o qual mostra o sentido dado pelos dirigentes sindicais às categorias de análise. Verificou-se que esses dirigentes sindicais têm uma concepção de saúde como força e disposição para o trabalho e também para o lazer, que se associa a um bem-estar físico, psíquico, social e espiritual. Para eles, o SUS é tido por um sistema de saúde muito bom, por ser universal e estar pautado no princípio da integralidade, mas ainda difícil de praticar devido a problemas de financiamento e gestão. Eles citam a participação nas arenas políticas instituídas como importante, porém incipiente e estão desenvolvendo outras práticas participativas além do que há de instituído
5

Quando os elos se partem: os trabalhadores intoxicados pelo benzeno no município de Volta Redonda When the links are departing: workers poisoned by benzene in the city of Volta Redonda

Silva, Cecília Santos da 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:12:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 1029.pdf: 491887 bytes, checksum: 53f4601dc3eeefa2de8c5b52b732ea0e (MD5) Previous issue date: 2003 Esta dissertação apresenta-se como uma reflexão sobre as dimensões subjetivas do trabalho, sobre o seu significado e as repercussões psicossociais da sua perda. Mais especificamente, é um estudo sobre as alterações na identidade dos trabalhadores afastados do trabalho por adoecimento, caracterizando o grupo dos (não trabalhadores). A reflexão proposta terá como base de análise a avaliação psicossocial realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda com os trabalhadores adoecidos por benzenismo no município, que receberam alta do benefício de acidente do trabalho do Instituto Nacional de Seguridade Social INSS, após um período médio de 10 anos afastados do trabalho devido o diagnóstico de leucopenia, destacando-se os mecanismos de defesa psicossociais construídos pelos mesmos, em face de sua situação peculiar. A Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda, através do seu Programa de Saúde do Trabalhador realizou em 1999/2001 várias ações com vistas à reavaliação clínica, ocupacional, neurológica, hematológica e psicossocial dos trabalhadores adoecidos por benzenismo no Município. Cada trabalhador, 158 no total, foi entrevistado individualmente. Nesta etapa da avaliação utilizou-se a técnica de entrevista dirigida, através da qual analisou-se a vivência dos trabalhadores nos períodos pré-afastamento, afastamento e situação atual, bem como suas perspectivas futuras, tendo como eixo de análise o trabalho, a saúde, o relacionamento social e a família. A partir dos perfis psicossociais apresentados nas entrevistas, os trabalhadores foram divididos em grupos, aos quais foi aplicada a técnica de grupos operativos. Os trabalhadores avaliados apresentaram as seguintes alterações psicossociais: perda da identidade psicossocial, estigmatização e perda de expectativa. Essas alterações psicossociais configuram um quadro psicopatológico peculiar: a necessidade de afastamento desses trabalhadores das áreas contaminadas pelo benzeno, somada a especificidade da maioria desses trabalhadores, o que os impossibilita de trabalhar em outra atividade econômica diferente da originária, faz com que mesmo afastados, ou mais precisamente, em virtude desse afastamento, esses trabalhadores continuem gravemente doentes senão mais pelo ponto de vista hematológico, mas pelo ponto de vista psicológico. A desvalorização social sofrida por esses indivíduos, levou-os a efetuar uma transição de identidade, como forma de manter uma certa coesão social, pois, ao perderem o lugar diferenciado de trabalhadores a serviço da Companhia Siderúrgica Nacional CSN, e o conseqüente prestígio social conferido por tal posição, passaram a identificar-se como um novo grupo os leucopênicos, arcando com todas as conseqüências psicossociais decorrentes dessa condição.
6

O processo de trabalho na carcinicultura e a saúde-doença dos trabalhadores do município de Aracati-Ceará The work process in shrimp farming and the health-disease of workers in the municipality of Ceará Aracati

Nogueira, Francisca Neuma Almeida 2006 (has links)
NOGUEIRA, Francisca Neuma Almeida. O processo de trabalho na carcinicultura e a saúde-doença dos trabalhadores do município de Aracati-Ceará. 2006. 142 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2006. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-12-17T11:51:03Z No. of bitstreams: 1 2006_dis_fnanogueira.pdf: 2203038 bytes, checksum: d866269db1971032c274167e5fa5d8b6 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-12-17T11:53:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_dis_fnanogueira.pdf: 2203038 bytes, checksum: d866269db1971032c274167e5fa5d8b6 (MD5) Made available in DSpace on 2013-12-17T11:53:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_dis_fnanogueira.pdf: 2203038 bytes, checksum: d866269db1971032c274167e5fa5d8b6 (MD5) Previous issue date: 2006 A importância da carcinicultura, atividade de criação de camarão em cativeiro, no mercado do agronegócio, em âmbito nacional e internacional, toma por base a representatividade nas exportações, especialmente para o Brasil, que teve uma expansão nos 20 anos, destacando-se entre os maiores produtores no mundo, ocupando o primeiro lugar na América Latina. Este crescimento foi impulsionado pela região Nordeste, cuja produção ultrapassa os 95% de todo montante nacional. Em contrapartida, a este desenvolvimento, vários estudos apontam para os impactos negativos causados pelos empreendimentos de carcinicultura, no que se refere ao trabalhador, ao meio ambiente e ao uso descontrolado dos recursos naturais. No intuito de focalizar o ser humano dentro do processo produtivo da carcinicultura, este estudo propôs uma análise dos empreendimentos de carcinicultura implantados no município de Aracati/Ceará, por ser o estado do nordeste que responde por 12% da produção de camarão do país, significando uma liderança no ramo, impulsionado pela globalização e a reestruturação produtiva. No sentido de ultrapassar os limites da capacidade econômica do agronegócio, identificaram-se as inter-relações entre os processos produtivos, o ambiente e a saúde dos trabalhadores, através da descrição do processo produtivo e de trabalho na carcinicultura no município de Aracati, os riscos nele gerados, analisando suas implicações para o ambiente e para a saúde dos trabalhadores. A metodologia seguiu três fases para realização da pesquisa empírica: aproximação com o concreto do trabalho na carcinicultura, seus problemas vivenciados pelos trabalhadores e comunidades através de reuniões com Agentes Comunitários de Saúde e Lideranças locais ligados às questões ambientais na tentativa de traçar um diagnóstico sobre a situação; estudo dos processos produtivos, através de visitas às empresas para coleta de informações junto aos responsáveis pela produção, seguida de observação direta do processo de trabalho e seus riscos ocupacionais e ambientais, orientada por roteiro específico e registrada em diário de campo; análise discursiva, através da realização de entrevistas semi-estruturadas com trabalhadores da carcinicultura, em seus locais de moradia, complementando as informações colhidas e examinadas sua percepção sobre as condições de trabalho e de saúde. Os resultados indicam que o processo de trabalho na indústria da carcinicultura em Aracati, de forma geral, expõe os trabalhadores a longas jornadas de trabalho; a intenso esforço físico nas operações de alimentação dos viveiros e de despesca; à radiação infra-vermelha e ultravioleta, decorrentes da exposição permanente ao sol; à inalação de metabissulfito de sódio e dos gases resultantes de sua diluição em água – tendo se registrado inclusive um caso de morte por edema pulmonar agudo entre os trabalhadores. As alterações ambientais têm levado à insegurança alimentar, seja pela redução de espécies nativas do mangue, importantes no cardápio e na economia popular, como o caranguejo; seja pela salinização das reservas de água do município.
7

Exposição a agrotóxicos e fertilizantes químicos : agravos à saúde dos trabalhadores no agronegócio do abacaxi, em Limoeiro do Norte-CE Exposure to pesticides and chemical fertilizers : health hazards to workers in agribusiness Pineapple, Lemon tree in North-CE

Alexandre, Severino Ferreira 2009 (has links)
ALEXANDRE, Severino Ferreira. Exposição a agrotóxicos e fertilizantes químicos : agravos à saúde dos trabalhadores no agronegócio do abacaxi, em Limoeiro do Norte-CE. 2009. 157 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2016-03-29T12:33:14Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_sfalexandre.pdf: 2484099 bytes, checksum: 7bca77e2c52cc6d8ba836e883ab1cc21 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2016-03-29T13:08:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_sfalexandre.pdf: 2484099 bytes, checksum: 7bca77e2c52cc6d8ba836e883ab1cc21 (MD5) Made available in DSpace on 2016-03-29T13:08:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_sfalexandre.pdf: 2484099 bytes, checksum: 7bca77e2c52cc6d8ba836e883ab1cc21 (MD5) Previous issue date: 2009 The intensive use of pesticides and fertilizers cause environmental damage and human poisoning. In humans they can cause poisoning which is manifested by several signs and symptoms. In the town of Limoeiro do Norte-CE/BRAZIL, workers in the pineapple agribusiness area, complain about health problems due to exposure to pesticides in their activities. The objective is to characterize the human health problems among workers exposed to pineapple agribusiness uses of pesticides, chemical fertilizers, in the town of Limoeiro do Norte-CE/BRAZIL, located in the valley of Jaguaribe-CE/BRAZIL. This is a descriptive study, with purposive samples, consisting of 75 people mobilized by social networks, using the quantitative and qualitative methodology. We carried out the implementation of a structured form containing data on socioeconomic, lifestyle, family medical history, characteristics of work, worker exposure, guidelines for field workers in pesticide use area and risk control measures adopted by the company, work relationship, clinical and toxicological characteristics, medical history and physical examination. The data processing occurred in Ele info 6, version 6.04 d, and the analysis in Stata version 9. Considering confidence interval of 95% and P value <0.05. Due to the complexity of the object under study, there was a qualitative approach, resulting to a visit to an agribusiness company and two focus groups. For interpretation about the significance attributed by informants to the investigated phenomenon, we performed a thorough reading of the speeches of focus groups. The sample is characterized by young adults, male, aged between 19 to 43 years. With family incomes from 01 to 02 minimum wages by 80.3%. There was negativity of 88.0% and 44.0% for tobacco use and alcohol consumption. About 50.6% of workers surveyed said they had more than 13 years of labor activity in agriculture, and from these 82.6% were employed, with one to four years in the company. Among the respondents, 94.6% reported contact with pesticides/fertilizers, and 56.6% considered to be indirect. Almost all (98.6%) thought that contact would cause harm to health and that 68.0% could not say to which pesticides they had been exposed to and 48.0% were exposed to fertilizers. 64.0% of workers reported having some health problem, while 34.7% reported symptoms of 1-4 and 18.7% of 5-8 symptoms. Health problems related to general symptoms were 67.0%, neurological 63.0% and 59.0% eyes problems. Headache was reported by 31.0% and 45.0% for ocular burning. The tests showing plasma cholinesterase were all normal, changes in liver function tests were 53.0%, 13.0% of SGOT, SGPT of 23.5% and 14.7% of the Gamma GT. For Gamma GT, values were observed from 107 U/L to 329 U/L in two workers. The values of the FA above normal were in 19.0% of the analyzed exams. Among the bilirubins, the BD was stood out with 13.0% above the normal range. Clinically, skin disease was found in 28.0% of samples; respiratory complaints in 11.0%, 18.0% of musculoskeletal complaints and mild hypertension in 6.7%. The clinical complaints associated with signs and symptoms reported and changes in some laboratory tests by the interviewees are the chronic or acute intoxication. Therefore, exposure to pesticides and fertilizers can be detrimental to the health of workers in the pineapple agribusiness in Limoeiro do Norte-CE/BRAZIL. Prospective studies aimed at measuring the impact of pesticides on workers and on the health system are needed. O uso intensivo de agrotóxicos e fertilizantes ocasiona danos ambientais e intoxicação humana. Em humanos, essa intoxicação se manifesta por vários sinais e sintomas. No município de Limoeiro do Norte-CE, os trabalhadores do agronegócio do abacaxi queixam-se de problemas de saúde devido à exposição aos agroquímicos em suas atividades laborais. O objetivo deste estudo é caracterizar os agravos à saúde humana entre os trabalhadores do agronegócio do abacaxi expostos ao uso de agrotóxico-fertilizantes químicos no município de Limoeiro do Norte, localizado no Vale do Jaguaribe-CE. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, com amostragem intencional, composta de 75 pessoas mobilizadas por redes sociais, utilizando abordagem metodológica quantitativa e qualitativa. Realizou-se a aplicação de um formulário estruturado, contendo dados socioeconômicos, hábitos de vida, história pregressa familiar, caracterização do trabalho, exposição do trabalhador, orientações para o trabalhador em área de uso de agrotóxicos e medidas de controle do risco adotadas pela empresa, relações de trabalho, caracterização clínico-toxicológica, história clínica e exame físico. O processamento dos dados ocorreu no Ele info 6, versão 6.04 d, e a análise, no Stata, versão 9, considerando intervalo de confiança de 95% e valor de P < 0,05. Pela complexidade do objeto em estudo, realizou-se abordagem qualitativa, efetivando-se uma visita a uma empresa do agronegócio e dois grupos focais. Para interpretação dos sentidos atribuídos pelos informantes ao fenômeno investigado, foi realizada uma leitura aprofundada das falas nos grupos focais. A amostra é caracterizada por adultos jovens, do sexo masculino, com faixa etária entre 19 e 43 anos, renda familiar de 1 a 2 salários mínimos em 80,3%. Houve negatividade de 88,0% e de 44,0% para o uso de tabaco e bebida alcoólica respectivamente. Cerca de 50,6% dos trabalhadores rurais entrevistados tinham mais de 13 anos de atividade laboral na agricultura e, destes, 82,6% eram assalariados, tendo de 1 a 4 anos na empresa. Entre os entrevistados, 94,6% afirmaram contato com os agrotóxicos/fertilizantes, sendo que 56,6% consideraram ser indireto. A quase totalidade (98,6%) considerou que o contato poderia causar mal à saúde, 68,0% não souberam dizer a qual agrotóxico foram expostos, e 48,0% a qual fertilizante. Dos trabalhadores, 64,0% afirmaram ter algum problema de saúde, sendo que 34,7% referem de 1-4 sintomas e 18,7% entre 5 e 8 sintomas. Os problemas de saúde relacionados a sintomas gerais foram 67,0%: 63,0% neurológicos e 59,0% oculares. A cefaleia foi referida por 31,0%, e o ardor ocular, por 45,0%. Os exames de colinesterase plasmática apresentaram-se todos normais; as alterações das provas de funções hepáticas foram de 53,0%; 13,0% de TGO, 23,5% da TGP e 14,7% de Gama GT. Para a Gama GT, foram observados valores de 107 U/L a 329 U/L em dois trabalhadores. Os valores da FA acima do normal foram em 19,0% dos exames analisados. Entre as bilirrubinas, destacou-se a BD, com 13,0% acima dos valores considerados normais. Clinicamente, foram encontradas doenças da pele em 28,0% da amostragem; queixas respiratórias em 11,0%; queixas osteomusculares em 18,0% e hipertensão de grau leve em 6,7%. As queixas clínicas associadas aos sinais e sintomas referidos e alterações de alguns exames laboratoriais dos entrevistados são de intoxicação crônicas e/ou agudas. Portanto a exposição a agrotóxico e a fertilizantes pode causar agravos à saúde dos trabalhadores do agronegócio do abacaxi em Limoeiro do Norte-CE. Estudos prospectivos visando a mensurar o impacto dos agroquímicos na vida dos trabalhadores e no sistema de saúde se fazem necessários.
8

Avaliação da funcionalidade pulmonar de trabalhadores expostos a produtos químicos em oficinas automotivas Evaluation of the pulmonary functionality of exposed workers to chemicals products in automotive workshops

Chaves, Thiago José Vieira 15 January 2016 (has links)
CHAVES, T. J. V. Avaliação da funcionalidade pulmonar de trabalhadores expostos a produtos químicos em oficinas automotivas. 2016. 74 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-09-02T11:22:54Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-09-02T11:23:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) Made available in DSpace on 2016-09-02T11:23:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) Previous issue date: 2016-01-15 Automotive workshops’ workers are included in the exposed populations to occupational hazards as an important set of diseases, injuries and deaths of workers comes from the desktop. The use of aromatic hydrocarbons such as benzene, which is used for automotive paint, with the improper use of safety equipment may result in health risks. In this context, the objective of this work is evaluate the pulmonary functionality of exposed workers to Benzene and Benzene’s derivatives during automotive paint in automotive workshops on Teresina – Piauí. One way to monitor and follow is using the spirometry exam, the best exam to evaluate the pulmonary functionality. Moreover, ventilation and exhaustion systems in the automotive workshops and persistent trainings for the correct identification and utilization of the safety equipament, with the monitoring program of the quality in the desktop. This work was performed with 80 workers, of which 40 workers were destined to the control group of workers not exposed to chemical substances and 40 workers were destined to the test group of workers exposed to chemical substances, distributed in 7 automotive workshops. This present work evidence that was not observed statically significant difference between control group and test group in automotive workshops on Teresina – Piauí. All the automotive workshops had ventilation and exhaustion systems, but the most of the workers said that they don’t know about the corrects use and save the safety equipments. However, was observed a positive correlation (Fisher Test) with respiratory problems, who worked 5 years or more in automotive workshops and smoking (10 cigarettes/day) for 10 years. We can conclude the necessity to elaborate a monitoring program of the automotive workshops and be alert about the workers’ health. Os trabalhadores de oficinas automotivas estão inclusos nas populações expostas a riscos ocupacionais, já que um conjunto importante de doenças, lesões e mortes tem origem no ambiente de trabalho. O uso de hidrocarbonetos aromáticos como o benzeno, que é utilizado em pintura automotiva, com o uso indevido dos equipamentos de segurança – EPI (equipamento de proteção individual) podem apresentar riscos à saúde. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a função pulmonar dos trabalhadores de oficinas automotivas expostos ao benzeno e seus derivados em processos de pintura na cidade de Teresina – PI. Uma das formas de monitorização e acompanhamento é o exame de espirometria, exame padrão ouro para avaliação da funcionalidade pulmonar, além da presença de sistemas de ventilação e exaustão nas oficinas automotivas e contínuos treinamentos para correta identificação e utilização dos equipamentos de segurança, em programa de monitoramento da qualidade do ambiente de trabalho. Este trabalho foi realizado com um total de 80 sujeitos, tendo um grupo controle com 40 trabalhadores não expostos ás substâncias químicas e um grupo teste com 40 trabalhadores expostos ás substâncias químicas, distribuídos em 7 oficinas automotivas. O trabalho mostra que não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos controle e teste nas oficinas automotivas em Teresina- PI. Todos os locais de trabalho possuíam sistemas de ventilação e exaustão, mas a maioria dos trabalhadores afirmou não ter conhecimento do correto uso e forma de guardar os EPI´s. Entretanto foi observada uma correlação positiva, pelo teste exato de Fisher, para problemas respiratórios em quem trabalhava 5 anos ou mais em oficinas automotivas (p< 0,02), e concomitantemente fumava 10 cigarros por dia a mais de 10 anos (p<0,01). Podemos concluir que há necessidade da elaboração de programa de monitorização do ambiente de trabalho e acompanhamento dos trabalhadores, do ponto de vista da saúde do trabalhador.
9

Consulta-ação : educação e reflexão nas intervenções de enfermagem no processo trabalho - saúde - adoecimento

Silveira, Denise Tolfo 1997 (has links)
Este estudo propõe uma metodologia de ação em enfermagem considerando a relação trabalho-saúde-adoecimento. Pretendemos contribuir com informações, experiências e proposições que favoreçam a reflexão e o debate sobre essa temática, além de contribuir na construção de respostas às necessidades teórico-metodológicas nessa área de ação e nesse campo de intervenção profissional. Entendemos que a Consulta de Enfermagem é uma forma privilegiada de intervenção em saúde individual, a ser integrada no processo de Avaliação Periódica de Saúde dos trabalhadores. Temos claro que a correlação entre os dados objetivos e subjetivos captados no momento da interação (situação de consulta ou em outro momento planejado), permite a ação conjunta enfermeira-trabalhador na resolução de problemas ou mesmo na manutenção da saúde respeitando valores, crenças e culturas. Essa ação conjunta enfermeira-trabalhador é um espaço educativo, reflexivo e transformador de comportamentos e de práticas sociais. A partir da participação efetiva na realização da Avaliação Periódica de Saúde dos trabalhadores do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) de Porto Alegre e dos registros (Histórico Laboral e Plano de Cuidados) adotados pela disciplina de Assistência de Enfermagem ao Adulto I - ENF 111 da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EEUFRGS), captamos subsídios críticos para formular uma proposta de metodologia de ação em enfermagem comprometida com a relação saúde-vida laboral, a qual denominamos Consulta-ação. Essa metodologia visa proporcionar bases para uma efetiva intervenção educativa (prevenção e promoção de saúde) em enfermagem na Avaliação Periódica de Saúde dos trabalhadores. Uma vez que as interrogações apontadas sugerem amplas pistas de leitura e reflexão, a proposta analítico-metodológica baseia-se nas respostas da metodologia assistencial própria da enfermagem, na análise de conteúdo temática sob a perspectiva teórica dos estudos da saúde do trabalhador e do modelo estrutural proposto por Betty Neuman, por nós adaptado. Esses pressupostos são complementados por contribuições da ação pedagógica em educação para saúde, da ergonomia (organização e processo de trabalho) e da epidemiologia, que privilegiam a incidência de danos frente às condições, ao processo de trabalho e à qualidade de vida dos trabalhadores. Nossa intenção é de materializar, na Consulta-ação, a valorização de um campo profissional, de um espaço reflexivo e educativo-assistencial, que tem sua atenção voltada aos trabalhadores na tarefa de contribuir para a melhoria das condições de vida, de trabalho e dos níveis de saúde.
10

A violência na escola e a sua relação com fatores de saúde geral e condições de trabalho de professores

NERI, Luana Valeriano 17 March 2014 (has links)
Submitted by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-04-16T22:47:50Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO Luana Valeriano Neri.pdf: 538342 bytes, checksum: 88aca0f52f1a9fd1b076ebd87496ce1b (MD5) Made available in DSpace on 2018-04-16T22:47:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO Luana Valeriano Neri.pdf: 538342 bytes, checksum: 88aca0f52f1a9fd1b076ebd87496ce1b (MD5) Previous issue date: 2014-03-17 A violência escolar é um fenômeno complexo que traz muitas repercussões para todos os indivíduos envolvidos. Seu efeito sobre os estudantes vem sendo bem investigado, no entanto são poucas as entidades que voltam seus esforços para compreender as consequências dos eventos violentos para os profissionais docentes. A presente pesquisa tem como objetivos retratar o cenário da violência na escola e conhecer a associação entre a violência e as condições de trabalho e de saúde geral de professores em um município da Região Metropolitana do Recife (RMR) em Pernambuco – Brasil. Esse é um estudo de caráter descritivo transversal realizado no período de agosto a outubro de 2011 com professores do quadro de docentes do ensino fundamental de um município da RMR. Durante as atividades de educação continuada, os docentes responderam a um questionário que abordava aspectos sociodemográficos, condições de trabalho, saúde geral e relatos de situações de violência vivenciadas na escola e em seus arredores. Fizeram parte da amostra 525 docentes, dos quais 73,9% afirmaram ter vivenciado alguma situação de violência na escola e 87,6% relatam ter presenciado algum episódio violento nos arredores da escola. Dentro da escola e em seus arredores, a forma de violência mais comum foi a agressão verbal (42,9% e 75,1%, respectivamente). A iluminação, a acústica, o mobiliário e a ventilação inadequados demonstraram possuir relação com a violência dentro da escola bem como os problemas circulatórios, digestórios e as alterações vocais. Os resultados obtidos apontam que a elevação dos índices de violência e as precárias condições de trabalho tornam os professores mais vulneráveis a problemas de saúde. The school violence is a complex phenomenon that brings many repercussions for all individuals involved. Its effect on students has been well investigated, however there are few entities that turn their efforts to understand the consequences of violent events for professional teachers. This research aims to show the scene of violence in the school and meet the association between violence and working conditions and overall health teacher in a city of Recife Metropolitan Region (RMR) in Pernambuco - Brazil. This is a descriptive cross-sectional study conducted in the period August-October 2011 with teachers framework for teaching elementary school in a city in RMR. During activities of continuing education, the teachers completed a questionnaire that addressed sociodemographic characteristics, working conditions, general health and reports of situations experienced violence at school and in their neighborhood. The sample consisted of 525 teachers, of whom 73.9% reported having experienced a situation of violence in school and 87.6% reported having witnessed a violent incident outside the school. Within the school and its surroundings, the most common form of violence was verbal aggression (42.9% and 75.1%, respectively). The lighting, acoustics, furniture and inadequate ventilation have demonstrated relation to violence within the school as well as circulatory problems, digestive and vocal. The results suggest that elevated levels of violence and precarious work conditions make teachers more vulnerable to health problems.

Page generated in 0.1225 seconds