• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 192
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 199
  • 120
  • 50
  • 48
  • 42
  • 39
  • 32
  • 30
  • 26
  • 24
  • 24
  • 24
  • 23
  • 23
  • 22
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da funcionalidade pulmonar de trabalhadores expostos a produtos químicos em oficinas automotivas / Evaluation of the pulmonary functionality of exposed workers to chemicals products in automotive workshops

Chaves, Thiago José Vieira 15 January 2016 (has links)
CHAVES, T. J. V. Avaliação da funcionalidade pulmonar de trabalhadores expostos a produtos químicos em oficinas automotivas. 2016. 74 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. / Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-09-02T11:22:54Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-09-02T11:23:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-02T11:23:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_tjvchaves.pdf: 2040841 bytes, checksum: 89e287e0dadb692c754ed192b1a43475 (MD5) Previous issue date: 2016-01-15 / Automotive workshops’ workers are included in the exposed populations to occupational hazards as an important set of diseases, injuries and deaths of workers comes from the desktop. The use of aromatic hydrocarbons such as benzene, which is used for automotive paint, with the improper use of safety equipment may result in health risks. In this context, the objective of this work is evaluate the pulmonary functionality of exposed workers to Benzene and Benzene’s derivatives during automotive paint in automotive workshops on Teresina – Piauí. One way to monitor and follow is using the spirometry exam, the best exam to evaluate the pulmonary functionality. Moreover, ventilation and exhaustion systems in the automotive workshops and persistent trainings for the correct identification and utilization of the safety equipament, with the monitoring program of the quality in the desktop. This work was performed with 80 workers, of which 40 workers were destined to the control group of workers not exposed to chemical substances and 40 workers were destined to the test group of workers exposed to chemical substances, distributed in 7 automotive workshops. This present work evidence that was not observed statically significant difference between control group and test group in automotive workshops on Teresina – Piauí. All the automotive workshops had ventilation and exhaustion systems, but the most of the workers said that they don’t know about the corrects use and save the safety equipments. However, was observed a positive correlation (Fisher Test) with respiratory problems, who worked 5 years or more in automotive workshops and smoking (10 cigarettes/day) for 10 years. We can conclude the necessity to elaborate a monitoring program of the automotive workshops and be alert about the workers’ health. / Os trabalhadores de oficinas automotivas estão inclusos nas populações expostas a riscos ocupacionais, já que um conjunto importante de doenças, lesões e mortes tem origem no ambiente de trabalho. O uso de hidrocarbonetos aromáticos como o benzeno, que é utilizado em pintura automotiva, com o uso indevido dos equipamentos de segurança – EPI (equipamento de proteção individual) podem apresentar riscos à saúde. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a função pulmonar dos trabalhadores de oficinas automotivas expostos ao benzeno e seus derivados em processos de pintura na cidade de Teresina – PI. Uma das formas de monitorização e acompanhamento é o exame de espirometria, exame padrão ouro para avaliação da funcionalidade pulmonar, além da presença de sistemas de ventilação e exaustão nas oficinas automotivas e contínuos treinamentos para correta identificação e utilização dos equipamentos de segurança, em programa de monitoramento da qualidade do ambiente de trabalho. Este trabalho foi realizado com um total de 80 sujeitos, tendo um grupo controle com 40 trabalhadores não expostos ás substâncias químicas e um grupo teste com 40 trabalhadores expostos ás substâncias químicas, distribuídos em 7 oficinas automotivas. O trabalho mostra que não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos controle e teste nas oficinas automotivas em Teresina- PI. Todos os locais de trabalho possuíam sistemas de ventilação e exaustão, mas a maioria dos trabalhadores afirmou não ter conhecimento do correto uso e forma de guardar os EPI´s. Entretanto foi observada uma correlação positiva, pelo teste exato de Fisher, para problemas respiratórios em quem trabalhava 5 anos ou mais em oficinas automotivas (p< 0,02), e concomitantemente fumava 10 cigarros por dia a mais de 10 anos (p<0,01). Podemos concluir que há necessidade da elaboração de programa de monitorização do ambiente de trabalho e acompanhamento dos trabalhadores, do ponto de vista da saúde do trabalhador.
2

Projeto e implementação de um espirometro portatil controlado por microcomputador

Fortuna, Armando de Oliveira 20 March 1992 (has links)
Orientador: Nelson Castro Machado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matematica, Estatistica e Ciencia da Computação / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:19:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fortuna_ArmandodeOliveira_M.pdf: 2865509 bytes, checksum: 817df3b90d0210c8ff1969baf35c2d03 (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: O presente trabalho discute a implementação de um sistema digital controlado por microprocessador, destinado a auxiliar o Pneumologista na análise das condições pulmonares de seus pacientes. O sistema coleta e processa informações a respeito da função pulmonar e do estado das vias aéreas, exibindo de forma conveniente ao médico, o volume expirado e o fluxo médio expiratório. O sistema espirométrico consiste de um pneumotacógrafo de tela, transdutares de pressão, módulo analógico e módulo digital, incluindo microprocessador, teclado, display e interfaces, firmware e software de aplicação. São descritos o projeto e construção de todos os componentes. O instrumento permite a ligação a uma impressora ou a um microcomputador externo de uso geral. / Abstract: This work presents the design and implementation of a microprocessor-based digital system, to assist the Pneumologist on the analysis of the pulmonary conditions of his patients. The system gathers and processes information concerning the patient's pulmonary function and airway conditions. displaying them in an conveniant way. This spirometric system contains a screen pneumotacograph, pressure transducers, one analog and one digital module, which includes microprocessor, keyboard, display and interfaces. firmware and application software. The project and construction of all components is discussed. The system can be connected to a printer or to an external general-purpose computer. / Mestrado / Mestre em Ciência da Computação
3

Avaliação da função pulmonar e da mecanica respiratoria em adolescentes obesos

Faria, Alethea Guimarães, 1976- 04 August 2018 (has links)
Orientadores: Antonio de Azevedo Barros Filho, Jose Dirceu Ribeiro / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T00:30:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Faria_AletheaGuimaraes_M.pdf: 1731858 bytes, checksum: 5be9e775472b5b2b86c3764ebd9c7085 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Obesidade é uma enfermidade de alta prevalência e que apresenta aumento crescente em todos os países do mundo.São poucos os estudos que correlacionam os efeitos da obesidade com função pulmonar, alterações cardiorrespiratórias e exercício físico em crianças e adolescentes.O objetivo desse estudo foi avaliar parâmetros da função cardiopulmonar e força dos músculos respiratórios de adolescentes obesos e comparar com adolescentes da mesma idade sexo e estatura não obesos.Foram incluídos adolescentes obesos e não obesos, de ambos os sexos, com idades entre 10 e 17 anos, estudados no Laboratório de Função Pulmonar (LAFIP) do CIPED - UNICAMP.A população foi dividida em quatro grupos: obesos masculino e feminino; não obesos masculino e feminino. Foram medidos parâmetros antropométricos, função cardiopulmonar e força dos músculos respiratórios antes, durante e após teste de esforço. Os valores de PA, FC foram maiores no grupo de obesos tanto meninos quanto meninas durante teste de esforço(p=0,0001). Os valores de SatO2 diminuíram durante exercício (p=0,0001) e FR apresentou tendência de aumento dos valores médios (0,06). Meninos obesos apresentaram maiores valores de PImax e PEmax (0,0002) quando comparado com meninas obesas e eutróficas. Os valores de VVM, CVF, e VEF1 apresentaram menores valores em meninos obesos quando comparado com o grupo de não obesos antes e após exercício (p=0,0005). Os valores de CI foram maiores em meninas obesas quando comparado com as eutróficas (p=0,0001). Os valores de VRE foram menores em meninos e meninas obesas quando comparado com os grupos de eutróficos.Os resultados mostraram que indivíduos obesos apresentaram alterações da função pulmonar no repouso e que não se alteram com exercício, o que pode ser evidenciado pela diminuição nas variáveis espirométricas e alterações dos valores cardiopulmonares durante e após exercício. Essas alterações podem refletir compressão mecânica extrinseca e mudanças intrinsecas no pulmão. Outros estudos serão necessários para detectar as alterações intrapulmonares / Abstract: The obesity is an infirmity of high prevalence and presents an increase all over the world. There are few studies that relate the obesity effects on pulmonary function, cardio respiratory alterations and physical exercises in children and adolescents. The objective was to evaluate parameters of cardiopulmonary function and the strength of respiratory muscles in obese adolescents and compare to non-obese adolescents in the same age, sex and stature. There were included obese and non-obese adolescents, from both sex, with age between 10 to 17 years old, studied at Pulmonary Function Laboratory (LAFIP) from CIPED ¿ Unicamp. The sample consisted of four groups: male and female obese, non-obese male and female. The anthropometric parameters were measured, as well as the function test cardiopulmonary and the strength of respiratory muscles before, during and after the effort test. The values of AP, HR were bigger in the obese group in the boys and girls during the effort test (p=0,0001). The SatO2 values diminished during the exercise (p=0,0001) and RR presented tendency of increasing the average values (0,06). Obese boys present bigger values of PImax and PEmax (0,0002) than when compared to healthy and obese girls. The values of MVV, FVC and FEV1 present smaller values in obese boys than when compared to the group of obese before and after exercise (p=0,0005). The values of IC were bigger in girls than in the healthy (p=0,0001). The values of ERV were smaller in obese boys and girls than when compared to the healthy. The results of the study show that obese adolescents presented pulmonary function alterations in rest and this function is not altered with exercise and this fact can be showed through the diminution of spirometric variables and alterations in cardiopulmonary values during and after exercise. These alterations can reflect extrinsic mechanical compression and intrinsic changes in the lung. Other studies will be necessary to detect the intrapulmonary alterations / Mestrado / Saude da Criança e do Adolescente / Mestre em Saude da Criança e do Adolescente
4

Valores de referência para espirometria em crianças e adolescentes, calculados a partir de uma amostra da cidade de São Paulo

Mallozi, Marcia Carvalho [UNIFESP] January 1995 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:56:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1995 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / BV UNIFESP: Teses e dissertações
5

Estudo da função pulmonar e da força muscular respiratória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica após programa fisioterapêutico domiciliar

Dalcanale, Luciane January 2004 (has links)
Resumo não disponível.
6

Estudo da função pulmonar e da força muscular respiratória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica após programa fisioterapêutico domiciliar

Dalcanale, Luciane January 2004 (has links)
Resumo não disponível.
7

Perfil clínico e funcional de portadores de sequela de tuberculose pulmonar atendidos em ambulatório de referência terciária em pneumologia de Recife–PE

COSTA, Ana Maria do Nascimento 25 August 2016 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-07-17T20:15:11Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Ana Maria do Nascimento Costa.pdf: 3053054 bytes, checksum: c9ad40e4e50875d7c5879d5460efa601 (MD5) / Approved for entry into archive by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-07-19T21:40:38Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Ana Maria do Nascimento Costa.pdf: 3053054 bytes, checksum: c9ad40e4e50875d7c5879d5460efa601 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-19T21:40:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Ana Maria do Nascimento Costa.pdf: 3053054 bytes, checksum: c9ad40e4e50875d7c5879d5460efa601 (MD5) Previous issue date: 2016-08-25 / A sequela pulmonar de tuberculose (TB) caracteriza-se por alterações anatômicas das estruturas brônquicas, vasculares ou do parênquima pulmonar que se seguem à cura microbiológica da infecção, favorecendo o aparecimento de sintomas respiratórios persistentes, infecções pulmonares de repetição, comprometimento da função pulmonar, cor pulmonale e insuficiência respiratória crônica, com conseqüente prejuízo na qualidade de vida e, em alguns casos, invalidez permanente. Entretanto, a despeito do impacto causado pela sequela da TB, o número de doentes é desconhecido, não há guidelines que auxiliem na identificação, acompanhamento e tratamento de seus portadores, os custos governamentais com a doença não têm sido avaliados e um número limitado de profissionais tem experiência para abordar estes pacientes. Contribuem para o quadro os poucos estudos existentes sobre o assunto. Diante da escassez de dados acerca da sequela pulmonar de TB, inclusive no Brasil, objetivamos descrever os perfis clínico, abrangendo sintomas respiratórios, e funcional, com espirometria e teste de caminhada de seis minutos (TC6m) dos pacientes com sequela pulmonar de TB atendidos em um ambulatório de referência terciária em pneumologia, do Sistema Único de Saúde (SUS), de Recife, Pernambuco, no período de junho de 2010 a dezembro de 2014, permitindo melhor conhecimento de parte da população de seus portadores e a extensão de suas limitações. É um estudo observacional descritivo, retrospectivo, tipo série de casos,com análise dos prontuários de indivíduos maiores de 18 anos, com antecedente de tuberculose pulmonar curada e alteração em tomografia computadorizada de tórax compatível com a sequela pulmonar da doença. Foram incluídos 109 pacientes, com discreto predomínio de indivíduos do sexo masculino (51,4%) e idade média de 53,52 anos, dos quais 96,4% eram sintomáticos respiratórios (tosse,dispnéia,hemoptise,expectoração e dor torácica foram citados). A espirometria estava alterada em 91,7% dos casos, com o distúrbio ventilatório obstrutivo (DVO) prevalecendo (54,1%) e as classificações acentuada (37,6%) e moderada (33%) mais freqüentes que a leve (7,3%). Embora prevaleçam indivíduos sintomáticos e com espirometria alterada, a distância média percorrida no TC6m foi de 426,12 metros com dessaturação em 14,7% dos testes.A alta prevalência de sintomas respiratórios e de comprometimento de espirometria, apesar dos resultados não poderem ser extrapolados para a população geral, sugere a necessidade de maior atenção aos indivíduos no pós tratamento da TB pulmonar. / Pulmonary tuberculosis (TB) sequelae is characterized by bronchial, vascular and parenchymal changes in lung anatomy even after a microbiological cure of the infection. This could lead to various complications, including persistent respiratory symptoms, pulmonary impairment, recurrent pulmonary infections, cor pulmonale and chronic respiratory failure with a negative impact on quality of life and, in some cases, permanent disability of affected patients. Despite the impact of TB sequelae, the number of patients is unknown, there are no treatment guidelines, governmental costs have not been assessed and a limited number of professionals have experience in dealing with such patients. Contribute to this the few reports on the clinical and pulmonary dysfunction of these individuals.This study aims to describe the clinical profile, including respiratory symptoms, and pulmonary function, with spirometry and six minutes walking test (6MWT), in patients with pulmonary TB sequelae treated at a tertiary referral clinic in pulmonology, in Recife, Pernambuco, from June 2010 to December 2014. This case series is a retrospective and descriptive study in which the medical records of older than 18 years old, with a past history of healed pulmonary tuberculosis and a thoracic computerized tomography compatible with the sequel of the disease, were collected.It was included 109 patients, 51.4% were male and the mean age was 53.52 years. Cough, dyspneia, hemoptysis, sputum and chest pain were cited and only 3.7% had oxygen saturation below 90%. Spirometry was abnormal in 91,7% cases and obstructive disease was the most prevalent (54,1%). Severe (37,6%) and moderate (33%) spirometry was more frequent than mild (7,3%).Despite the small number of asymptomatic individuals and normal spirometry, the mean distance covered in the 6MWT was 426.12 meters with desaturation in 14.7% of tests.The prevalence of respiratory symptoms and lung function impairment is high in this study and, although the results could not be extrapolated to the general population, greater attention to individuals in the post treatment of pulmonary TB is needed.
8

Estudo da função pulmonar e da força muscular respiratória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica após programa fisioterapêutico domiciliar

Dalcanale, Luciane January 2004 (has links)
Resumo não disponível.
9

Frequência de sucesso da espirometria em crianças pré-escolares

Vidal, Paula Cristina Vasconcellos January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:07:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000417390-Texto+Completo-0.pdf: 605326 bytes, checksum: 26aa34f84bbe4ffb303456b102cc485d (MD5) Previous issue date: 2009 / Introduction: Lung function tests are important for diagnosis and clinical management of respiratory diseases. Spirometry is the key test to assess lung function in adults and older children due to its low cost and simplicity. However, its use in preschoolers is limited by low cooperation, motor incoordination and reduced attention span. Recently, several publications have demonstrated that most pre-school children are able to produce acceptable and reproducible flow volume curves. Objectives: To assess the success rate of spirometry in 3 to 6 years old children without previous training. Methods: Analysis of 440 spirometry tests (327 retrospective and 113 prospective) in children 3 to 6 years old. ATS/ERS criteria for acceptability and reproducibility were used. Success was defined as when the child produced at least 2 acceptable and reproducible curves with duration of expiratory time greater than 1s. Results: 270 children (61%) generated acceptable and reproducible flowvolume curves. The success rate was 30% among children aged 3 years, 52% for 4 years, 70% between 5 and 77% for 6 years. No difference was observed between gender and respiratory status in regard to success in performing spirometry. Girls had higher VRE/FVC when compared to boys. The mean forced expiratory time was 2. 22s. Conclusion: Most preschool children can successfully perform spirometry. The information obtained in this age group is reliable and can be used to describe lung development and to make clinical decisions. The assessment of lung function by spirometry should be encouraged in all children above 3 years of age. / Introdução: Os testes de função pulmonar são importantes para o diagnóstico e manejo clínico das doenças respiratórias. A espirometria é o principal teste para avaliar a função respiratória em adultos e crianças maiores devido ao seu baixo custo e simplicidade. Porém, a sua utilidade em crianças pré-escolares é limitada pela pouca cooperação, incoordenação motora e falta de atenção. Recentemente, várias publicações têm demonstrado que a maioria das crianças pré-escolares é capaz de produzir curvas fluxo-volume aceitáveis e reprodutíveis. Objetivo: Avaliar a freqüência de sucesso da espirometria em crianças de 3 a 6 anos de idade sem treinamento prévio. Métodos: Análise de 440 testes espirométricos (327 retrospectivos e 113 prospectivos) em crianças entre 3 e 6 anos de idade. Os critérios da ATS/ERS de aceitabilidade e reprodutibilidade foram utilizados. O sucesso foi definido quando a criança produziu pelo menos 2 curvas aceitáveis e reprodutíveis com duração do tempo expiratório maior que um segundo. Resultados: 270 crianças (61%) geraram curvas fluxo-volume aceitáveis e reprodutíveis. A taxa de sucesso foi de 30% entre as crianças de 3 anos, 52% entre as de 4 anos, 70% entre as de 5 anos e 77% entre as de 6 anos. Não foi observada diferença entre sexo e diagnóstico respiratório em relação ao sucesso na execução da espirometria. As meninas apresentaram maior valor VRE/CVF quando comparados aos meninos. A média do tempo expiratório forçado foi de 2,22s. Conclusão: A maioria das crianças pode executar espirometria com sucesso. A informação obtida nesta faixa etária é confiável e pode ser usada para descrever desenvolvimento pulmonar e para tomar decisões clínicas. A avaliação da função pulmonar por espirometria deve ser incentivada em todas as crianças acima de três anos de idade.
10

Valores de referência para espirometria em crianças de 6 a 12 anos da cidade de Porto Alegre, Brasil

Melo Júnior, Hilário Teixeira de January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:07:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000398364-Texto+Completo-0.pdf: 492891 bytes, checksum: bfb5a38854b3093a00c2c9aa65fa0252 (MD5) Previous issue date: 2007 / Introduction: Many factors as age, puberty, gender and race, influence spirometric values of reference obtained in different populations. It is suggested that each place where tests of pulmonary function are carried out have to generate is own reference values. Aim of the study: To generate reference values for spirometry in children aged 6 to 12 years in Porto Alegre. Methods: Healthy children were recruited in two public schools in Porto Alegre. Spirometry was performed in the school and the data was used to generate predicted equations for all lung function parameters. The generated equations were compared to other equations in use in Brazil by the Friedman Rank’s TestResults: Of the 258 children who had participated of the study, 109 had not obtained reproducible curves and 52 had been excluded. The analysis was made in the remaining group of 97 individuals. The predicted equations were created using standing height as the sole independent variable in the multilinear regression model. The Friedman Rank test showed a significant difference between the reference equations obtained in the present study and other national and foreign equations currently used in Brazil, presenting predicted values 13 to 23% higher. Conclusions: Predicted equations for children 6 to 12 years were generated and a linear equation was proposed using standing height as the independent variable. These equations generate from children living in Porto Alegre are significantly different from other published equations in Brazil. This finding confirms the recommendation of that each lung function laboratory must produce its own reference values for the spirometry parameters. / Introdução: Diversos fatores como idade, puberdade, gênero e raça, influenciam os valores de referência espirométricos obtidos em diferentes populações. Sugere-se que em cada local onde são realizados testes de função pulmonar sejam produzidos os próprios valores de referência. Objetivos: Gerar valores de referência de espirometria para crianças de 6 a 12 anos de idade em Porto Alegre. Métodos: Crianças saudáveis de 6 a 12 anos de idade foram recrutadas em escolas públicas de Porto Alegre. A espirometria foi realizada na própria escola e os dados foram usados para gerar as equações de regressão. As equações geradas foram comparadas através do teste de postos de Friedman com outras equações brasileiras em uso corrente. Resultados: Das 258 crianças que participaram do estudo, 109 não conseguiram curvas reprodutíveis e 52 foram excluídas por um dos fatores de exclusão. As análises foram feitas no grupo restante de 97 indivíduos. As equações de valores previstos foram contruídas usando-se estatura como variável independente. Pela análise de postos de Friedman a equação de referência obtida no presente estudo difere significativamente de estudos nacionais e estrangeiros, apresentando valores previstos 13 a 23% maiores. Conclusões: Valores previstos de variáveis espirométricas para crianças de 6 a 12 anos de idade foram construídos, usando a estatura como única variável independente. Estas equações de regressão linear geradas a partir de crianças de Porto Alegre são significativamente diferentes de outras equações brasileiras e internacionais, confirmando a recomendação de que cada local deve produzir seus próprios valores de referência para os parâmetros espirométricos.

Page generated in 0.0688 seconds