• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 73
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 74
  • 74
  • 62
  • 62
  • 59
  • 13
  • 13
  • 12
  • 10
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Desenvolvimento e produção de mel de colônias de abelhas tiúba, Melipona fasciculata Smith, 1854 (Apidae: Meliponina), em diferentes modelos de colmeias e localidades do Maranhão /

Tenório, Eleuza Gomes. January 2011 (has links)
Orientador: Euclides Braga Malheiros / Coorientador: Murilo Sérgio Drummond / Banca: Regina Helena Nogueira Couto / Banca: Darclet Teresinha Malerbo de Souza / Banca: Dejair Message / Banca: Daniel Nicodemo / Resumo: A abelha tiúba (Melipona fasciculata) é a principal espécie de abelha sem ferrão criada no Maranhão utilizando-se principalmente cortiços e colmeias caboclas. O uso de colmeias racionais vem se difundindo, principalmente na região da Baixada maranhense. Esta pesquisa teve como objetivos avaliar seis modelos de colmeias em três localidades do Maranhão no desenvolvimento de colônias de M. fasciculata, bem como verificar a produção de mel em cada modelo. Os experimentos foram realizados em São Bento e Viana (Baixada Maranhense) e em São Luís, utilizando colmeias modelos Cabocla1, Cabocla 2, Kerr, PNN, EMBRAPA e Mathi. As variáveis avaliadas para o desenvolvimento da colônia foram peso da colônia, ganho de peso, variação de peso, número de potes de alimento, número de favos de cria e tamanho do maior favo de cria. A coleta dos dados foi realizada mensalmente por 17 meses, de agosto de 2009 a dezembro de 2010. A extração do mel foi feita com o uso do glossador (extrator) manual portátil e o tamanho dos potes de mel foi avaliado pela medida do seu volume. Em São Bento e em Viana foram feitas duas extrações e, em São Luís, apenas uma. Com relação ao desenvolvimento da colônia, Viana mostrou-se o melhor local para a criação de abelhas M. fasciculata, superando São Bento, que também é município de Baixada Maranhense e nesses dois locais também houve maior produção de mel. São Luís foi o local menos propício tanto para o desenvolvimento da colônia quanto para produção de mel. Para a variável peso da colônia, o modelo Kerr, mostrou a maior média, não diferindo do modelo Cabocla 2; para ganho de peso, o modelo Kerr, mostrou a maior média, não diferindo dos modelos Cabocla 2, EMBRAPA e Marthi; para variação de peso, não houve diferença entre os modelos; para número de favos... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Tiúba bee (Melipona fasciculata) is the main species of stingless bees in Maranhão created using mainly tenements and caboclas beehives. The rational use of hives is spreading, especially in Baixada Maranhense. This research aimed to evaluate six models of beehives in three locations in Maranhão in the development of colonies of M.fasciculata, and to verify the production of honey in each model. The experiments were performed in São Bento and Viana (Baixada Maranhense) and in São Luís, using Cabocla1, Cabocla 2, Kerr, PNN, EMBRAPA and Mathi models of beehive. The variables assessed for the development of the colony were the colony weight, weight gain, weight variation, number of food pots, number of brood comb and size of the largest brood comb. Data collection was performed monthly for 17 months between August 2009 and December 2010. The extraction of the honey was made using the glossador (extractor) manual and portable and the size of the pots of honey was evaluated by measuring its volume. In São Bento and Viana two extractions were made, and São Luís, just one. With respect to the colony development, Viana proved to be the best place to beekeeping of M. fasciculata, beating São Bento, who is also of Baixada Maranhense and in these two locations was greater honey production. São Luís was the site less propitious to the development of the colony and for honey production. For the colony weight variable, the Kerr model, showed the highest average, not differing of Cabocla 2 model; for weight gain, the Kerr model showed the greatest average, not differing of Cabocla 2, EMBRAPA and Marthi models; for weight variation, there was no difference between the models; for number of brood comb, the Kerr model showed the highest average. For the number of food pots, it was observed that in... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
2

Uso de vídeo e rede de alta velocidade para monitação em tempo real de abelhas sem ferrão. / Use of video and high speed network for monitoring stingless bees in real time.

Eurípedes Laurindo Lopes Júnior 29 September 2009 (has links)
As abelhas são importantes polinizadores, mas a diversidade de espécies está ameaçada, razão pela qual é ainda mais urgente aumentar o conhecimento sobre elas. Visando auxiliar o estudo do comportamento das abelhas neste trabalho foi desenvolvido um sistema de vídeo e rede de alta velocidade para monitoração em tempo real de abelhas sem ferrão. Ele permite a monitoração da área de recrutamento de uma colônia automatizando o registro do número de abelhas presente e fornecendo um índice de agitação das abelhas através da captura, do processamento e análise de imagens digitais. Foram utilizada técnicas de subtração e limiarização para obter uma imagem binária que permitisse fazer a contagem, através da detecção de regiões fechadas na imagem. A agitação das abelhas é calculada através da análise de imagens seqüenciais que permitem identificar o deslocamento de cada abelha. O sistema foi testado em uma colônia de Melipona quadrifasciata anthidioides (mandaçaia) e mostrou bom potencial para uso em estudos de comportamento em abelhas. O sistema pode ser acessado pela internet convencional, mas também se destina a ser usado pela rede de alta velocidade KyaTera (FAPESP) como parte de um weblab em polinizadores. / Bees are important pollinators, but the diversity of species is threatened, which makes it even more urgent to increase the knowledge about them. Aiming to help study the behavior of bees, this project was conducted using a video system and high-speed network for real-time monitoring of stingless bees. It allows monitoring the recruitment area of a colony by automating the count of bees present and providing an agitation index of the bees through the capture, processing and analysis of digital images. Subtraction and thresholding techniques were used to obtain a binary image that allows the count of bees by detecting closed regions in the image. The agitation of the bees is performed through the analysis of sequential images that allow identifying each bee displacement. The system was tested in a colony of Melipona quadrifasciata anthidioides (mandaçaia) and presents good potential for use in studies of bees´ behavior. The system can be accessed through the Internet, but it is intended to be used by the high-speed network KyaTera (FAPESP) as part of a pollinators weblab.
3

Termorregulação colonial e a influência da temperatura no desenvolvimento da cria em abelhas sem ferrão, Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) / Nest thermorregulation and the influence of temperature on the brood development in stingless bees Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

Yara Sbrolin Roldão 06 April 2011 (has links)
Uma característica dos insetos sociais, entre elas as abelhas, é o controle da temperatura de seus ninhos. Abelhas sociais são denominadas como animais heterotérmicos, ou seja, são endotérmicas quando realizam atividades motoras (adultas) e ectotérmicas quando apresentam inatividade (cria e abelhas jovens). Essa característica está entrelaçada com o comportamento social. As abelhas melíferas (Apidae; Apini: Apis mellifera) são conhecidas por apresentarem uma temperatura ótima dentro de seus ninhos, regulando a temperatura independente da variação de temperatura ambiente (externa). Entretanto, as abelhas sem ferrão (Apidae; Meliponini) não mantém a temperatura dentro de seus ninhos rigorosamente como as abelhas melíferas. Apesar disso, essas abelhas conseguem manter uma temperatura mais ou menos estável para a emergência perfeita da prole. Porém, se ocorrer algum tipo de alteração de temperatura durante a fase do desenvolvimento ontogênico, esses indivíduos podem não desempenhar suas funções com eficiência, podendo trazer malefícios para a colônia. O objetivo do presente trabalho foi registrar essas temperaturas internas e compará-las com as temperaturas externas (ambiente), como também analisar a termorregulação passiva nas abelhas sem ferrão. Além disso, foi verificado também se estas abelhas podem apresentar uma alteração no comportamento adulto quando desenvolvidas em temperaturas consideradas inadequadas. Foram utilizadas colônias de Melipona scutellaris mantidas em caixas de madeira em uma sala. Para os registros das temperaturas foram utilizados 2 sensores para cada colônia, um na área de cria (dentro do invólucro) e outro na periferia do ninho (fora do invólucro). No momento dos registros internos das colônias, foram anotadas também as temperaturas externas, ou seja, as temperaturas da sala (onde estavam mantidas as colônias) e do ambiente externo. Para controle, foram feitos os registros de temperatura em uma caixa vazia (sem abelhas) com as mesmas dimensões das colônias. Para analisar a termorregulação das abelhas sem ferrão Melipona scutellaris foi utilizada uma estufa, onde foram incubados favos e cera (colônia) em diferentes temperaturas, a fim de verificar se a cera da colônia ou se a cria presente nos favos auxiliava na manutenção da temperatura do ninho. Os resultados obtidos demonstraram que a temperatura na área de cria é sempre maior que na periferia do ninho. Também foi verificado que a temperatura do ambiente influencia na variação da temperatura dentro do ninho. Para verificar a influência da temperatura no desenvolvimento das abelhas, foram realizados em estufa desenvolvimentos de crias em fase de pupa até a emergência dos indivíduos. Foi observado o tempo dos desenvolvimentos, taxas de mortalidade, medidas do corpo e asas como também a análise do comportamento adulto, a fim de avaliar o limiar gustativo. Os indivíduos emergidos das condições experimentais de temperatura (influência de temperatura por meio da estufa) demonstraram de acordo com as medidas do corpo e das asas, tamanhos menores que os indivíduos da colônia, porém não emergiram indivíduos deformados. Com relação ao comportamento adulto, avaliado pelo limiar de resposta gustativa, utilizando o Reflexo de Extensão da Probóscide, os placares gustativos foram semelhantes para os grupos de indivíduos emergidos na situação controle (colônia) e na situação experimental de 32ºC, sugerindo que a temperatura de 32ºC não causa nenhuma deficiência (neural e morfológica) à cria. Porém, os tratamentos de 28 e 30ºC não apresentaram bons desenvolvimentos, e assim, a taxa de mortalidade foi alta e o tempo de desenvolvimento foi longo. Este trabalho foi relevante para os estudos de influência de temperatura no desenvolvimento de imaturos e para a termorregulação colonial. / One of the characteristics of social insects, the bees among them, is the temperature control of their nests. Social bees are called heterothermic animals, e.g. they are endothermic when they carry out motor activities (adults) and ectothermic when they present inertness (hatch and young bees). This characteristic is correlated with their social behavior. Honeybees (Apidae; Apini: Apis mellifera) are known by presenting an optimum temperature inside their nests, correcting temperature independently of environmental temperature variation (external). Meanwhile, stingless bees (Apidae; Meliponini) do not keep temperature inside their nests as rigorously as honeybees. Nevertheless, these bees are able to maintain temperature balanced for a perfect emergency of their offspring. However, in case there is any temperature change during the ontogenic development phase, they may not perform their duties efficiently, bringing harm to their colony. The present study aims to record the internal temperatures and compare them to the environmental ones (external), along with the analysis of passive thermoregulation of the stingless bees. Besides, it was checked out if those bees can reveal an adult behavior alteration when raised under inadequate temperatures. It was placed Melipona scutellaris colonies in wooden boxes in a room. For measurement temperature recording, it was used 2 (two) sensors for each colony, one of them in the foal area that is inside the casing and another in the nest periphery that is outside the casing. Both internal temperatures of the colonies and external ones were recorded, i.e. room temperatures, where boxes were kept in external environment. For comparison control, an empty box without bees was recorded under similar colony dimensions. On analyzing the stingless thermoregulation Melipona scutellaris, it was used a greenhouse for honeycomb and wax incubation (colony) in different temperatures for the purpose of verifying whether the colony wax or the hatch, present in the honeycomb, helps in the nest temperature maintenance. The results show the brood area temperature is always higher than the nest periphery which presents lower temperatures. Likewise, it was seen that the environmental temperature influences the temperature variation inside the nest. Verifying temperature influence in the bees, it was carried out greenhouse developments (pupa) until the emergency of subjects. Development time, mortality rate, body and wing measurements as well as adult behavior were observed with the view to assessing taste threshold. Subjects emerged from experimental condition of temperature influenced by greenhouse showed, according to body and wing measurements, smaller size than the colony subjects, although there were no malformed subjects. Concerning adult behavior evaluated by taste threshold answer using Proboscis Extension Reflex, gustatory scores were similar to all groups emerged from the control situation (colony) and under the experimental condition of 32°C, suggesting that 32°C does not produce any neural and morphological damage in the hatch. But, 28º and 30°C treatments did not come up with good developments, therefore mortality rate was high and development period of time was long. This work was relevant to the temperature influence on immature development and colonial thermoregulation.
4

Termorregulação colonial e a influência da temperatura no desenvolvimento da cria em abelhas sem ferrão, Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) / Nest thermorregulation and the influence of temperature on the brood development in stingless bees Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

Roldão, Yara Sbrolin 06 April 2011 (has links)
Uma característica dos insetos sociais, entre elas as abelhas, é o controle da temperatura de seus ninhos. Abelhas sociais são denominadas como animais heterotérmicos, ou seja, são endotérmicas quando realizam atividades motoras (adultas) e ectotérmicas quando apresentam inatividade (cria e abelhas jovens). Essa característica está entrelaçada com o comportamento social. As abelhas melíferas (Apidae; Apini: Apis mellifera) são conhecidas por apresentarem uma temperatura ótima dentro de seus ninhos, regulando a temperatura independente da variação de temperatura ambiente (externa). Entretanto, as abelhas sem ferrão (Apidae; Meliponini) não mantém a temperatura dentro de seus ninhos rigorosamente como as abelhas melíferas. Apesar disso, essas abelhas conseguem manter uma temperatura mais ou menos estável para a emergência perfeita da prole. Porém, se ocorrer algum tipo de alteração de temperatura durante a fase do desenvolvimento ontogênico, esses indivíduos podem não desempenhar suas funções com eficiência, podendo trazer malefícios para a colônia. O objetivo do presente trabalho foi registrar essas temperaturas internas e compará-las com as temperaturas externas (ambiente), como também analisar a termorregulação passiva nas abelhas sem ferrão. Além disso, foi verificado também se estas abelhas podem apresentar uma alteração no comportamento adulto quando desenvolvidas em temperaturas consideradas inadequadas. Foram utilizadas colônias de Melipona scutellaris mantidas em caixas de madeira em uma sala. Para os registros das temperaturas foram utilizados 2 sensores para cada colônia, um na área de cria (dentro do invólucro) e outro na periferia do ninho (fora do invólucro). No momento dos registros internos das colônias, foram anotadas também as temperaturas externas, ou seja, as temperaturas da sala (onde estavam mantidas as colônias) e do ambiente externo. Para controle, foram feitos os registros de temperatura em uma caixa vazia (sem abelhas) com as mesmas dimensões das colônias. Para analisar a termorregulação das abelhas sem ferrão Melipona scutellaris foi utilizada uma estufa, onde foram incubados favos e cera (colônia) em diferentes temperaturas, a fim de verificar se a cera da colônia ou se a cria presente nos favos auxiliava na manutenção da temperatura do ninho. Os resultados obtidos demonstraram que a temperatura na área de cria é sempre maior que na periferia do ninho. Também foi verificado que a temperatura do ambiente influencia na variação da temperatura dentro do ninho. Para verificar a influência da temperatura no desenvolvimento das abelhas, foram realizados em estufa desenvolvimentos de crias em fase de pupa até a emergência dos indivíduos. Foi observado o tempo dos desenvolvimentos, taxas de mortalidade, medidas do corpo e asas como também a análise do comportamento adulto, a fim de avaliar o limiar gustativo. Os indivíduos emergidos das condições experimentais de temperatura (influência de temperatura por meio da estufa) demonstraram de acordo com as medidas do corpo e das asas, tamanhos menores que os indivíduos da colônia, porém não emergiram indivíduos deformados. Com relação ao comportamento adulto, avaliado pelo limiar de resposta gustativa, utilizando o Reflexo de Extensão da Probóscide, os placares gustativos foram semelhantes para os grupos de indivíduos emergidos na situação controle (colônia) e na situação experimental de 32ºC, sugerindo que a temperatura de 32ºC não causa nenhuma deficiência (neural e morfológica) à cria. Porém, os tratamentos de 28 e 30ºC não apresentaram bons desenvolvimentos, e assim, a taxa de mortalidade foi alta e o tempo de desenvolvimento foi longo. Este trabalho foi relevante para os estudos de influência de temperatura no desenvolvimento de imaturos e para a termorregulação colonial. / One of the characteristics of social insects, the bees among them, is the temperature control of their nests. Social bees are called heterothermic animals, e.g. they are endothermic when they carry out motor activities (adults) and ectothermic when they present inertness (hatch and young bees). This characteristic is correlated with their social behavior. Honeybees (Apidae; Apini: Apis mellifera) are known by presenting an optimum temperature inside their nests, correcting temperature independently of environmental temperature variation (external). Meanwhile, stingless bees (Apidae; Meliponini) do not keep temperature inside their nests as rigorously as honeybees. Nevertheless, these bees are able to maintain temperature balanced for a perfect emergency of their offspring. However, in case there is any temperature change during the ontogenic development phase, they may not perform their duties efficiently, bringing harm to their colony. The present study aims to record the internal temperatures and compare them to the environmental ones (external), along with the analysis of passive thermoregulation of the stingless bees. Besides, it was checked out if those bees can reveal an adult behavior alteration when raised under inadequate temperatures. It was placed Melipona scutellaris colonies in wooden boxes in a room. For measurement temperature recording, it was used 2 (two) sensors for each colony, one of them in the foal area that is inside the casing and another in the nest periphery that is outside the casing. Both internal temperatures of the colonies and external ones were recorded, i.e. room temperatures, where boxes were kept in external environment. For comparison control, an empty box without bees was recorded under similar colony dimensions. On analyzing the stingless thermoregulation Melipona scutellaris, it was used a greenhouse for honeycomb and wax incubation (colony) in different temperatures for the purpose of verifying whether the colony wax or the hatch, present in the honeycomb, helps in the nest temperature maintenance. The results show the brood area temperature is always higher than the nest periphery which presents lower temperatures. Likewise, it was seen that the environmental temperature influences the temperature variation inside the nest. Verifying temperature influence in the bees, it was carried out greenhouse developments (pupa) until the emergency of subjects. Development time, mortality rate, body and wing measurements as well as adult behavior were observed with the view to assessing taste threshold. Subjects emerged from experimental condition of temperature influenced by greenhouse showed, according to body and wing measurements, smaller size than the colony subjects, although there were no malformed subjects. Concerning adult behavior evaluated by taste threshold answer using Proboscis Extension Reflex, gustatory scores were similar to all groups emerged from the control situation (colony) and under the experimental condition of 32°C, suggesting that 32°C does not produce any neural and morphological damage in the hatch. But, 28º and 30°C treatments did not come up with good developments, therefore mortality rate was high and development period of time was long. This work was relevant to the temperature influence on immature development and colonial thermoregulation.
5

Uso de vídeo e rede de alta velocidade para monitação em tempo real de abelhas sem ferrão. / Use of video and high speed network for monitoring stingless bees in real time.

Lopes Júnior, Eurípedes Laurindo 29 September 2009 (has links)
As abelhas são importantes polinizadores, mas a diversidade de espécies está ameaçada, razão pela qual é ainda mais urgente aumentar o conhecimento sobre elas. Visando auxiliar o estudo do comportamento das abelhas neste trabalho foi desenvolvido um sistema de vídeo e rede de alta velocidade para monitoração em tempo real de abelhas sem ferrão. Ele permite a monitoração da área de recrutamento de uma colônia automatizando o registro do número de abelhas presente e fornecendo um índice de agitação das abelhas através da captura, do processamento e análise de imagens digitais. Foram utilizada técnicas de subtração e limiarização para obter uma imagem binária que permitisse fazer a contagem, através da detecção de regiões fechadas na imagem. A agitação das abelhas é calculada através da análise de imagens seqüenciais que permitem identificar o deslocamento de cada abelha. O sistema foi testado em uma colônia de Melipona quadrifasciata anthidioides (mandaçaia) e mostrou bom potencial para uso em estudos de comportamento em abelhas. O sistema pode ser acessado pela internet convencional, mas também se destina a ser usado pela rede de alta velocidade KyaTera (FAPESP) como parte de um weblab em polinizadores. / Bees are important pollinators, but the diversity of species is threatened, which makes it even more urgent to increase the knowledge about them. Aiming to help study the behavior of bees, this project was conducted using a video system and high-speed network for real-time monitoring of stingless bees. It allows monitoring the recruitment area of a colony by automating the count of bees present and providing an agitation index of the bees through the capture, processing and analysis of digital images. Subtraction and thresholding techniques were used to obtain a binary image that allows the count of bees by detecting closed regions in the image. The agitation of the bees is performed through the analysis of sequential images that allow identifying each bee displacement. The system was tested in a colony of Melipona quadrifasciata anthidioides (mandaçaia) and presents good potential for use in studies of bees´ behavior. The system can be accessed through the Internet, but it is intended to be used by the high-speed network KyaTera (FAPESP) as part of a pollinators weblab.
6

Filogeografia de Partamona helleri Friese, 1900 (Hymenoptera: Apidae: Meliponini)

Cardoso, Tecavita Ananda Rodrigues 06 July 2016 (has links)
Submitted by Alison Vanceto (alison-vanceto@hotmail.com) on 2017-02-06T12:54:43Z No. of bitstreams: 1 DissTARC.pdf: 2899110 bytes, checksum: 8d7daeb56bf91e6fe2ef2dee11c935ba (MD5) / Approved for entry into archive by Camila Passos (camilapassos@ufscar.br) on 2017-02-06T18:38:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DissTARC.pdf: 2899110 bytes, checksum: 8d7daeb56bf91e6fe2ef2dee11c935ba (MD5) / Approved for entry into archive by Camila Passos (camilapassos@ufscar.br) on 2017-02-06T18:38:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DissTARC.pdf: 2899110 bytes, checksum: 8d7daeb56bf91e6fe2ef2dee11c935ba (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-06T18:38:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissTARC.pdf: 2899110 bytes, checksum: 8d7daeb56bf91e6fe2ef2dee11c935ba (MD5) Previous issue date: 2016-07-06 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Meliponini is a tribe of bees popularly known as stingless bees that occurs in tropical and subtropical areas of the world, being more diversified in Neotropical and Indo-Malaya regions. Currently, 29 genus and 244 species are present in Brazil. Only a few phylogeographic studies were realized with species of this tribe. The genus Partamona Schwarz, 1939 clusters 33 species with exclusive occurrence in the Neotropical region. The species Partamona helleri presents wide distribution throughout Atlantic forest and part of the Cerrado from the State of Minas Gerais, reason of the choice of this species as our model organism. This study aimed to elucidate the phylogeographic pattern of P. helleri populations throughout its distribution area. For this purpose, samples of 347 nests from 67 localities situated from Northern Bahia to Santa Catarina were collected. Three mitochondrial genes fragments (COI, CytB and 12S) were analysed, which resulted in 339 concatenated sequences. The phylogenetic reconstruction by Bayesian Inference (IB) showed several lineages in a little resolved polytomy, what hampered the definition of the phylogenetic relationships among haplotypes. The haplotype network illustrated the relationship between 73 haplotypes identified, being 64 of them exclusive of localities. The AMOVA showed that 91.7% of the genetic variation is due to interpopulacional differences, indicating high structuring among populations. A low significant correlation between genetic and geographic distances was observed (r = 0,2487; P < 0,0010). The Bayesian population analysis implemented by BAPS showed that five groups were more suited to explain that genetic structuring. Such result was partly compliant with established lineages in the topology obtained by IB and with the results observed in the haplotype network. The results showed that the northern populations of P. helleri distribution are quite differentiated among themselves and also from the others populations observed along the central and southern regions. However, it was not possible to access how the genetic variation of the northern populations is organized, and there may be a division in two or more phylogroups. For other populations, the existence of three possible phylogroups was verified, two in the central region and a third occupying the central and southern regions. The results obtained for the demographic history of these phylogroups were not conclusive, however, it is likely that the phylogroup occupying the central and southern regions is in an expansion process. It was also verified that the level of variation observed by phylogroup decreases towards north/south, which allowed to raise a hypothesis about the origin and dispersion of this species. / Meliponini é uma tribo de abelhas conhecidas popularmente como abelhas sem ferrão que possuem distribuição em áreas tropicais e subtropicais do globo, sendo mais diversificada nas regiões neotropicais e Indo-Malaia. No Brasil, estão descritos atualmente 29 gêneros e 244 espécies. Até o presente momento, poucos foram os estudos filogeográficos realizados com espécies da tribo. O gênero Partamona Schwarz, 1939 agrupa 33 espécies com ocorrência exclusiva na região Neotropical. A espécie Partamona helleri apresenta ampla distribuição ao longo de toda a Mata Atlântica e ainda em parte do Cerrado no estado de Minas Gerais, razão de sua escolha como organismo modelo. Este estudo teve por objetivo elucidar o padrão filogeográfico das populações da espécie ao longo de sua área de distribuição. Para tal, foram coletadas amostras de 347 ninhos em 67 localidades situadas desde o norte da Bahia até Santa Catarina. Foram analisados três fragmentos gênicos mitocondriais - COI, CytB e 12S - e as análises foram realizadas utilizando 339 sequências dos três genes concatenados. A reconstrução filogenética por Inferência Bayesiana (IB) apresentou várias linhagens em uma politomia pouco resolvida, o que comprometeu a verificação das relações filogenéticas entre os haplótipos. A rede haplotípica ilustrou as relações entre os 73 haplótipos identificados, sendo 64 deles exclusivos de localidade. A AMOVA mostrou que 91,7% da variação genética é resultado de diferenças interpopulacionais, indicando alta estruturação entre as populações. Foi verificada uma correlação baixa, porém significativa, entre distâncias genéticas e geográficas (r = 0,2487; P < 0,0010). A análise de estrutura populacional pelo método bayesiano implementada no software BAPS mostrou que a probabilidade posterior mais adequada para explicar a estruturação genética foi de cinco agrupamentos. Tal resultado foi, em parte, concordante com as linhagens estabelecidas na topologia obtida por IB e com os resultados observados na rede haplotípica. Os resultados mostraram que as populações ao norte da distribuição são bastante diferenciadas entre si e também das demais populações observadas ao longo da parte central e sul. No entanto, não foi possível acessar como a variação genética dessas populações está organizada, podendo haver a divisão das mesmas em dois ou mais filogrupos. Quanto às demais populações, a existência de três possíveis filogrupos foi verificada, dois na região central e um terceiro ocupando as regiões Central e Sul. Os resultados obtidos para a história demográfica dos filogrupos não foram conclusivos, porém, é provável que o filogrupo que ocupa as regiões central e sul esteja em processo de expansão populacional. Foi ainda verificado que o nível de variação observada por filogrupo diminui no sentido norte/sul, o que permitiu que uma hipótese sobre origem e dispersão da espécie fosse proposta.
7

Mel de abelha jandaíra (Melipona subnitida) do Estado do Rio Grande do Norte / Honey bee jandaíra (Melipona subnitida) of Rio Grande do Norte

Pinheiro, Carolina de Gouveia Mendes da Escóssia 22 July 2016 (has links)
Submitted by Socorro Pontes (socorrop@ufersa.edu.br) on 2017-04-04T14:56:57Z No. of bitstreams: 1 CarolinaGMEP_TESE.pdf: 3479072 bytes, checksum: e4bafc0b62cb21500cc5eaedb78e8ee1 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-04-13T15:00:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 CarolinaGMEP_TESE.pdf: 3479072 bytes, checksum: e4bafc0b62cb21500cc5eaedb78e8ee1 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-04-13T15:04:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 CarolinaGMEP_TESE.pdf: 3479072 bytes, checksum: e4bafc0b62cb21500cc5eaedb78e8ee1 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-13T15:04:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CarolinaGMEP_TESE.pdf: 3479072 bytes, checksum: e4bafc0b62cb21500cc5eaedb78e8ee1 (MD5) Previous issue date: 2016-07-22 / Jandaira bee (M. subnitida Ducke) is found in Brazilian northeastern. Your honey is characterized by the large amount of water (moisture) and clear color predominant. The honey characteristics can be influenced by several factors such as species, flowering, temperature, harvesting and storage. In addition, its qualityis marked by the presence of microorganisms, pesticides and others. This study aimed to characterize the Jandaira honey produced in the semiarid region of Rio Grande do Norte. In order to do this, we evaluated 35 samples from three mesoregion state of 12 cities, which were collected directly from meliponary. The honey composition (moisture, Aw, pH, HMF, acidity, sucrose, reducing sugars, insoluble solids, ash and color) and the influence of flowering were evaluted; qualitative and quantitative analysis of the pollen (melissopalynology) was conducted; the effect of storage period (M0, M12, M18) on their characteristics was observed; and the presence of microorganisms and pesticides in honey was researched. Samples of Jandaira honey presented high moisture, an average of 24.4%. Staining was a predominantly clear (white and extra white). There was a predominance of pollen from native plants of the Caatinga biome, such as Mimosa tenuiflora and M. arenosa, among others and the predominance of unifloral honey. During the storage it was found that moisture and pH reduced, while the HMF, the acidity, and the color increased at the end of the storage period. Regarding to the investigated microorganisms there was contamination by fungi and yeasts, Clostridium perfringens, C. botulinum type C and different species of Bacillus. Contamination was observed by pesticides in 25 honey samples, all in the organophosphates class. The Jandaira honey produced in the semiarid region of Rio Grande do Norte State presented parameters that cannot be compared with existing legislation, and contamination by microorganisms and pesticides. Therefore, we suggest the creation of a normative instruction that addresses the identity and quality of Jandaira honey, which also contemplates the product validity period, acceptable limits of microorganisms and pesticides so that the product offered to the population would have a good quality. In addition to maintaining native flowering and consequent preservation of Jandaira bee, the constant monitoring is necessary to avoid the use of pesticides and deforestation in the areas of Caatinga / A abelha jandaíra (M. subnitida Ducke) é encontrada no Nordeste brasileiro. O seu mel é caracterizado pela grande quantidade de água (umidade) e coloração predominante clara. As características do mel podem ser influenciadas por diversos fatores, como: espécie, florada, temperatura, colheita e estocagem. E sua qualidade pela presença de microrganismos, pesticidas e outros. Objetivou-se caracterizar o mel de abelha jandaíra produzido no semiárido do Estado do Rio Grande do Norte. Para isso, avaliou-se 35 amostras provenientes de três mesorregiões do estado, de 12 municípios, as quais foram coletadas diretamente dos meliponários. Sendo avaliada a composição do mel (umidade, Aa, pH, HMF, acidez livre, sacarose, açúcares redutores, sólidos insolúveis, cinzas e cor) e a influência da florada; realizou-se análise qualitativa e quantitativa do pólen (melissopalinologia); verificou-se o efeito do período de estocagem (M0, M12, M18) sobre suas características; e pesquisou-se a presença de microrganismos e pesticidas no mel. As amostras do mel de abelha jandaíra apresentaram umidade elevada, média de 24,4%. A coloração foi predominante clara (branco d´água e extra branco). Houve predominância de pólen de plantas nativas do bioma Caatinga, como a Mimosa tenuiflora e M. arenosa, entre outras e predomínio de mel unifloral. Durante a estocagem verificou-se que a umidade e pH reduziram, já o HMF, acidez livre e a cor aumentaram no fim do período de estocagem. Com relação aos microrganismos pesquisados verificou-se contaminação por fungos e leveduras, Clostridium perfringens, C. botulinum Tipo C e diferentes espécies de Bacillus. Observou-se contaminação por pesticidas em 25 amostras de mel, sendo todos da classe dos organofosforados. O mel de abelha jandaíra produzido no semiárido do Estado do Rio Grande do Norte apresentou parâmetros que não podem ser comparados com as legislações existentes, além de contaminação por microrganismos e pesticidas. Portanto, sugere-se a criação de uma instrução normativa que aborde a identidade e qualidade do mel de abelha jandaíra, a qual contemple também o período de validade do produto, limites aceitáveis de microrganismos e pesticidas, para que o produto oferecido à população seja de qualidade. Além disso, para a manutenção da florada nativa e consequente preservação da abelha jandaíra, se faz necessária a fiscalização constante para evitar o uso de pesticidas e o desmatamento nas áreas de bioma Caatinga / 2017-04-04
8

Polinização em culturas de pimentão - Capsicum annuum por Melipona quadrifasciata anthidioides e Melipona scutellaris e de morango -Fragaria x ananassa por Scaptotrigona aff. depilis e Nannotrigona testaceicornis (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) / Pollination of pepper crop - Capsicum annuum by Melipona quadrifasciata anthidioides and Melipona scutellaris and strawberry crop - Fragaria x ananassa by Scaptotrigona aff. depilis and Nannotrigona testaceicornis (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

Ana Carolina Roselino 27 October 2005 (has links)
Foram realizados experimentos de polinização em casas de vegetação, com culturas de Capsicum annuum (pimentão) e as abelhas sem ferrão, Melipona quadrifasciata anthidioides e Melipona scutellaris, e com culturas de Fragaria x ananassa (morango) e as espécies de abelhas Scaptotrigona aff. depilis e Nannotrigona testaceicornis. Os resultados comprovaram a alta eficiência destas abelhas como polinizadoras de tais culturas, fenômeno totalmente notório, através dos frutos desenvolvidos, a partir da polinização cruzada realizada por estas abelhas, tais frutos apresentaram-se mais pesados e com maior quantidade de sementes, além de bem formados (sem deformidades), quando comparados com àqueles produzidos nas casas de vegetação controle, na qual a autopolinização ocorreu. / Experiments of pollination were performed in green houses with Capsicum annuum (sweet pepper) and the stingless bees, Melipona quadrifasciata anthidioides and Melipona scutellaris, and with Fragaria x ananassa (strawberry) and Scaptotrigona aff. depilis and Nannotrigona testaceicornis. The results demostrate that these bees are highly efficient for pollination of these crops. The fruits developed from cross pollination by these bees had higher weight and more seeds than the control group, additionally, the fruits had no deformation compared to those fruits produced in a control green house, where exclusively self-pollination occurred.
9

Estudo da composição química e atividade biológica da geoprópolis de Melipona interrupta e Melipona seminigra

Silva, Ellen Cristina da 20 December 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-22T19:34:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ellen cristina.pdf: 3695330 bytes, checksum: 714dde52e6b8cdfa52ad6ca971f01e4c (MD5) Previous issue date: 2012-12-20 / FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas / The bee species of Melipona genre are stingless bees found in the tropical and subtropical regions of the world. The bees produce a resinous material, known as geopropolis. Altogether, the geopropolis has medical use as antiseptic, anti inflammatory agent, it also shows antimicrobian, antioxidant, immunomodulatory property, among others. To the geopropolis of the Melipona interrupta Latreille, 1811, and Melipona seminigra Friese, 1903 (Apidae, Meliponini) species, natives from Amazonia region, there is no studies about the chemical composition and neither of biological activity. The name Melipona interrupta is the synonymous of Melipona compressipes. In this assignment was executed the study of M. interrupta geoprópolis chemical composition of two sampled specimens in different places of Manaus. From the methanolic extract of M. interrupta specie collected in Manaus (GPA-INPA) were isolated the following flavonoids: glycosylated naringenin, aromadendrin and naringenin. From methanolic extract of the same collected specie on Ramal do Brasileirinho (road) in Manaus, were isolated the glycosylated myricetin and again glycosylated naringenin substances. The analyses by CG-MS of four hexane fractions of two bee species presented eight triterpenic substances. The antimicrobian activity analysis of fractions and extracts of several M. Interrupta and M. seminigra species had satisfactory results against the following bacteria: Staphylococcus aureus and Pseudomonas aeruginosa. The lipoxygenase and cyclooxygenase enzymatic essay showed the great inhibitory potential that the extracts of the two bee species presented. The larvicida activity of the fractions and extracts of theses specimens against Aedes aegypti and Culex quinquefasciatus also had satisfactory results. This chemical and biological assignment contributed to the study of these two stingless bee species, whereas, there are no studies in literature about species collected in Amazonia region. / As espécies de abelhas do gênero Melipona são abelhas sem ferrão encontradas nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. As abelhas produzem um material resinoso, conhecido como geoprópolis. De modo geral, a geoprópolis tem uso medicinal como agente antiséptico, antiinflamatório, também apresenta propriedade antimicrobiana, antioxidante, imunomoduladora, entre outras. Para a geoprópolis das espécies Melipona interrupta Latreille, 1811, e Melipona seminigra Friese, 1903 (Apidae, Meliponini), nativas da região amazônica, não existe estudo da composição química e nem de atividade biológica. O nome Melipona interrupta é o nome sinonímio da Melipona compressipes. Neste trabalho realizou-se o estudo da composição química da geoprópolis de M. interrupta de dois espécimes amostrados em diferentes localidades da cidade de Manaus. Do extrato metanólico da espécie M. interrupta coletada em Manaus (GPA-INPA) isolaram-se os flavonóides: naringenina glicosilada, aromadendrina e naringenina. Do extrato metanólico da mesma espécie coletada em Manaus - Ramal do Brasileirinho, foram isoladas as substâncias miricetina glicosilada e novamente a naringenina glicosilada. As análises por CG-MS de quatro frações hexânicas do geopropólis de duas espécies de abelhas apresentaram oito substâncias triterpênicas. As análises de atividade antimicrobiana de extratos e frações de vários espécimes de M. interrupta e M. seminigra tiveram resultados satisfatórios. Os ensaios enzimáticos lipoxigenase e ciclooxigenase mostraram o grande potencial de inibição que os extratos do geopropólis de duas espécies de abelha apresentam. A atividade larvicida de extratos e frações desses espécimes contra Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus também tiveram resultados satisfatórios. Esse trabalho químico e biológico contribuiu para o estudo dessas duas espécies de abelhas sem ferrão, visto que, não existem trabalhos na literatura para espécies coletadas na Região Amazônica.
10

Etnoconhecimento sobre abelhas sem ferrão: saberes e práticas dos índios Guarani M'Byá na Mata-Atlântica. / Ethnoknowledge about stingless bees: know and practices of the indians Guarani-M'byá in the Atlantic Forest.

Arnaldo dos Santos Rodrigues 09 June 2005 (has links)
Os insetos representam cerca de 53% dos táxons de todas as espécies vivas, constituindo 4/5 do reino animal e, atualmente, fazem parte da alimentação de aproximadamente 1500 etnias, em todo o mundo. Grande parte da polinização das florestas tropicais, como, no caso do Brasil, atribui-se à atividade polinizadora desses animais, sendo as abelhas sem ferrão (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae), contribuintes com até 90% da polinização das árvores nativas brasileiras. Estudos relacionados às abelhas sem ferrão no Brasil revelaram que a maior parte dos nomes populares que recebem são de origem indígena e, em alguns casos, a denominação científica também sofreu essa influência. Desde 1542 são observados, na literatura sobre os Guarani, o uso de insetos, incluindo-se a alimentação entre outras práticas. Esta pesquisa discorre sobre o conhecimento etnobiológico que os índios Guarani-m’byá possuem sobre as abelhas sem ferrão. O estudo foi realizado na “Área Indígena Guarani da Barragem” aldeia Morro da Saudade, de apenas 26,3 hectares, localizada no distrito de Parelheiros, bairro Barragem, periferia da cidade de São Paulo, SP, Brasil (coordenadas latitude: S-23o52’16’’ e longitude: W-46o38’58’’). A população atual é de aproximadamente 120 famílias, 600 indivíduos, falantes da língua Guarani, do tronco lingüístico Tupi, da família Tupi-Guarani, dialeto M’byá e, como segunda língua, adotaram o português do Brasil. O levantamento dos dados, inicialmente, se baseou no estudo etnográfico, permitindo conhecer a comunidade de maneira preliminar, como é comum em estudos das humanidades. Obedeceu, ainda, a duas etapas de coletas no campo que se distinguem qualitativamente, porém se completam. A primeira, de observação-participante, com o propósito de conhecer o comportamento da etnia, através de contatos diretos, em situações específicas ou não, nas quais a intervenção do pesquisador é reduzida ao mínimo. E, a segunda, de entrevistas livres e entrevistas semi-estruturadas, aplicadas a vários membros da comunidade e, com informantes-chave, reconhecidos como especialistas. Seguiu-se um roteiro pré-estabelecido com o intuito de garantir homogeneidade na abordagem. Em ambas as etapas a utilização da abordagem êmica prevaleceu, objetivando a obtenção de dados que possibilitassem centrar as coletas posteriores em um assunto específico. Tal abordagem resultou em registrar a maneira como os índios organizam, percebem, usam, aprimoram e transmitem seus conhecimentos sobre as abelhas sem ferrão, com o cuidado de não lhes impor parâmetros científicos. Concluiu-se que o conhecimento entre os Guarani-m’byá, a respeito das abelhas e insetos correlatos, foi transmitido oralmente de geração para geração, numa prática constante do aprendizado, inclusive aprimorando esse conhecimento, onde distingue-se 25 etnoespécies organizadas em três diferentes categorias: a) abelhas sem ferrão (13 etnoespécies), b) abelhas com ferrão (07 etnoespécies) e, c) vespas (05 etnoespécies), abrangendo: descrição, distribuição, nidificação, sazonalidade, dispersão, aspectos biológicos, do hábitat, ecológicos, fenológicos, detalhes morfológicos e etológicos, manejo e práticas de manipulação para extração de produtos, acondicionamento e semidomesticação de espécie e, utilização de seus produtos, destacando-se maior riqueza em detalhes para a categoria das abelhas sem ferrão. O conhecimento sobre as abelhas sem ferrão está presente, praticamente, entre todos os membros da comunidade, difere em profundidade com maior relevância entre os especialistas, melhores conhecedores. / The insects represent about 53% of the taxons of all the alive species, constituting 4/5 of the animal kingdom and, now, they are part of the feeding supply of approximately 1500 ethnias, all over the world. Great part of the pollination of the tropical forests, as, in Brazilian case is attributed to the pollination activity of those animals, being the stingless bees (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae), responsible for up to 90% of the pollination of the Brazilian native trees. Studies related to stingless bees in Brazil revealed that most of their common names are of indigenous origin and, in some cases, the scientific denomination also suffered that influence. Since 1542 they are mentioned in the literature on the Guarani, being the use of insects included as feeding supply among other practices. This research deals with the ethnobiological knowledge the Indians Guarani-m'byá have about the stingless bees. The study was accomplished in the “Area Indígena Guarani da Barragem” in Morro da Saudade Village, with only 26,3 hectares, located in the district of Parelheiros, periphery of São Paulo, SP, Brazil (latitude: S-23o52'16' longitude: W-46o38'58'). The current population is about 120 families, 600 individuals, native-speakers of the language Guarani, from the linguistic trunk Tupi, of the Tupi-Guarani family, dialect M'byá; as a second language, they adopted the Portuguese from Brazil. The raising of data initially based on the ethnologycal study, allowed to know the community in a preliminary way, as it is common in humanities' studies. It followed two stages of field collection qualitatively distinguished, but completed each other. The first was of participant-observation, with the purpose of knowing the behavior of the ethnia, through direct contacts, in specific situations or not, in which the researcher's intervention was reduced to a minimum. The second with free interviews and semi-structured interviews, applied to the several members of the community and with informants-key, recognized as specialists. A preestablished itinerary was followed aiming to guarantee the homogeneity in the approach. In both stages the use of the emic approach prevailed, aiming the attainment of data to make possible to center the subsequent collections in a specific subject. Such approach resulted in registering the way as the Indians organize, notice, use, perfect and transmit their knowledge on the stingless bees, being careful of not imposing them scientific parameters. The conclusion was that the knowledge among the Guaranim'byá, regarding the bees and correlative insects was transmitted vocally from generation to generation, in a constant practice of learning, besides perfecting that knowledge, bering distinguished 25 ethnospecies organized in three different categories: a) stingless bees (13 ethnospecies), b) bees with sting (07 ethnospecies) and, c) wasps (05 ethnospecies), including: description, distribution, nesting, seasonallity, dispersion, biological, habitat’s, ecological, and phenological aspects, morphologic details and ethological, handling and manipulation practices for extraction of products, packing of species and semidomestication , use of the bees’ products, in details for the category of stingless bees. The knowledge on the stingless bees is present, practically, among all members of the community, differing in depth with the largest relevance among the specialists.

Page generated in 0.1047 seconds