• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 23
  • Tagged with
  • 24
  • 24
  • 24
  • 9
  • 9
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Os problemas da conjugação e da ordem para grupos gerados por autômatos de crescimento limitado

Zapata, Flávia Ferreira Ramos 21 January 2011 (has links)
Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Exatas , Brasília, 2011. / Submitted by Marília Freitas (marilia@bce.unb.br) on 2011-06-17T15:07:08Z No. of bitstreams: 1 2011_FlaviaFerreiraRamosZapata_Parcial.pdf: 161959 bytes, checksum: 199c032d8e75bd5dbdc1e574ef229033 (MD5) / Approved for entry into archive by Guilherme Lourenço Machado(gui.admin@gmail.com) on 2011-06-17T15:21:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_FlaviaFerreiraRamosZapata_Parcial.pdf: 161959 bytes, checksum: 199c032d8e75bd5dbdc1e574ef229033 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-06-17T15:21:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_FlaviaFerreiraRamosZapata_Parcial.pdf: 161959 bytes, checksum: 199c032d8e75bd5dbdc1e574ef229033 (MD5) / Neste trabalho, estudamos os problemas da conjugação e da ordem no grupo dos automorfismos A da árvore regular enraizada T e no seu subgrupo Af dos automorfismos de finitos estados. Mostramos que estes dois problemas são decidíveis sob as condições de contração e de finitude sobre o que chamamos de sinalizadores de órbita, e em particular, eles são decidíveis no grupo dos autômatos limitados. Para o problema da ordem um procedimento é desenvolvido em termos de um grafo finito o qual é construtível. Dois procedimentos diferentes foram desenvolvidos para a conjugação no grupo dos autômatos limitados e estes produzem um conjugador quando os automorfismos são conjugados. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / In the present work, we study the order and conjugacy problems in the automorphism group A of the regular rooted tree T and in its subgroup Af of finite-state automorphisms. We show that both problems are decidable under the contracting condition and the finiteness of what we call the orbit-signalizer and in particular they are decidable in the group of bounded automata. For the order problem a procedure is developed in terms of a finite graph which is constructible. Two different procedures for conjugation in the group of bounded automata were developed and they produce a conjugator when the automorphisms are conjugate.
2

Grau de indecidibilidade da universidade para subclasses de automatos temporizados

Pinto, Guilherme Albuquerque 03 August 2018 (has links)
Orientador: Arnaldo Vieira Moura / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matematica, Estatistica e Computação Cientifica / Made available in DSpace on 2018-08-03T17:41:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pinto_GuilhermeAlbuquerque_D.pdf: 4219537 bytes, checksum: acd92f5d71678809ad0e63efea423560 (MD5) Previous issue date: 2003 / Doutorado
3

Um supervisor baseado em conhecimento para modelagem de processos

Arruda, Lucia Valeria Ramos de 14 July 2018 (has links)
Orientador : Wagner C. Amaral / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Eletrica / Made available in DSpace on 2018-07-14T03:09:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda_LuciaValeriaRamosde_M.pdf: 6845374 bytes, checksum: 99b5ad0051a95a68640408bc89b2eb7b (MD5) Previous issue date: 1988 / Resumo: Este trabalho apresenta um sistema baseado em conhecimento para modelagem de processos que auxilia os usuários na utilização e regulagem de algoritmos de estimação,e na modelagem de processos variantes no tempo.O sistema desenvolvido é composto dos seguintes módulos: base de dados, base de conhecimentos,módulo de inferência e explicação,módulo supervisor,módulo de identificação e interface homem-máquina. A base de conhecimentos é formada por regras de produção do tipo SE (condição) ENTÃO (conclusão), que são estabelecidas a partir de considerações sobre os valores de determinadas variáveis do algoritmo de identificação. O módulo de identificação é composto de dois algoritmos capazes de detetar e rastrear variações nos parâmetros do processo: o algoritmo do traço adaptativo e o filtro de Kalman adaptativo.Estes algoritmos são obtidos a partir de um algoritmo de identificação recursivo,mínimos quadrados com traço limitado ou filtro de Kalman,e um método de deteção de não-estacionaridades baseado u no erro previsto ou nos parâmetros estimados / Mestrado / Mestre em Engenharia Elétrica
4

Desenvolvimento de um robo bipede para locomoção em ambiente desestruturado

Bezerra, Carlos Andre Dias 21 February 2002 (has links)
Orientador : Douglas Eduardo Zampieri / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Mecanica / Made available in DSpace on 2018-07-31T21:38:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bezerra_CarlosAndreDias_D.pdf: 16490008 bytes, checksum: d1766174780575b42c85c12ba542dda7 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Neste trabalho desenvolveu-se a concepção, modelagem, simulação, construção e implementação de um robô bípede, capaz de interagir com o ambiente através de sensores e desviar de obstáculos em seu ambiente de trabalho a princípio de localização desconhecida. A determinação da equação de movimento foi realizada através do método de Newton ¿ Euler - Jourdain, que apresenta a vantagem da obtenção da equação de movimento sem a necessidade do conhecimento das forças internas entre as uniões dos segmentos que compõem o robô. Entre os experimentos realizados para validação da modelagem, incluem-se marcha em linha reta, realização de curvas e desvio de obstáculo de maneira autônoma, com o uso de sensores. Os materiais, métodos e resultados experimentais são apresentados na forma de fotos e figuras. Os resultados alcançados neste trabalho permitem o desenvolvimento de robôs capazes de se locomoverem e desviarem de obstáculos através de diferentes estratégias / Abstract: In this work the conception, modeling, simulation, construction, and implementation of a biped robot has been developed. The robot was able to interact with the workspace through sensor and avoid obstacle in his workspace which was initially unknown. The determination of the motion equation was carried out using Newton-Euler- Jourdain, which presents advantages in the determination of motion equation without the necessity of knowing internal forces between the joints which are made the robot. Walk on a straight line, perform curves, and avoid obstacle in autonomous way, with the use of sensors are among the experiments carried out to validate the modeling. The materials, methods, and experimental results are presented by pictures and figures. As result of this work it can be develope biped robots able to move and avoiding obstacles through different strategies / Doutorado / Mecanica dos Sólidos e Projeto Mecanico / Doutor em Engenharia Mecânica
5

Elementos para uma teoria geometrica das linguagens formais

Sette, Antonio Mario Antunes, 1939- 17 July 2018 (has links)
Tese (livre-docencia) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matematica, Estatistica e Ciencia da Computação / Made available in DSpace on 2018-07-17T18:51:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Sette_AntonioMarioAntunes_LD.pdf: 1761459 bytes, checksum: 62b3e9a87a15d8cd1cf6b2ba968fc4ac (MD5) Previous issue date: 1983 / Resumo: Não informado. / Abstract: Not informed. / Tese (livre-docencia) - Univer / Livre-Docente em Matematica
6

Um ambiente paralelo para implementação de modelos adaptativos. / A parallel framework for adaptive models implementation.

Garanhani, César Eduardo Cavani 17 October 2008 (has links)
Neste trabalho, é proposto um modelo de execução em paralelo dos autômatos finitos adaptativos, visando melhor eficiência destes dispositivos. Desta forma, é apresentada uma comparação de tempo de execução do modelo seqüencial e o modelo proposto. Além disso, é apresentado um ambiente de desenvolvimento de autômatos finitos adaptativos paralelos. Com o objetivo de padronizar e facilitar a implementação destes dispositivos, optou-se por adotar uma linguagem de alto nível para a implementação, o Scheme. Esta é uma linguagem funcional que permite a utilização de mecanismos de paralelização, o que torna a escrita de programas paralelos mais direta. / It is presented in this paper a model for parallel execution of the finite-state adaptive automaton, arguing that this kind of execution could be more efficient than the traditional sequential one. For this discussion, a comparison between the two models of execution is shown in this paper. Also, a framework for parallel adaptive finite-state automata development is presented. This framework was designed to facilitate the creation and execution of the device for researchers. For this purpose, the language Scheme was used, for it is a functional language, with high level of abstraction, that includes features for parallelizing computation.
7

Um ambiente paralelo para implementação de modelos adaptativos. / A parallel framework for adaptive models implementation.

César Eduardo Cavani Garanhani 17 October 2008 (has links)
Neste trabalho, é proposto um modelo de execução em paralelo dos autômatos finitos adaptativos, visando melhor eficiência destes dispositivos. Desta forma, é apresentada uma comparação de tempo de execução do modelo seqüencial e o modelo proposto. Além disso, é apresentado um ambiente de desenvolvimento de autômatos finitos adaptativos paralelos. Com o objetivo de padronizar e facilitar a implementação destes dispositivos, optou-se por adotar uma linguagem de alto nível para a implementação, o Scheme. Esta é uma linguagem funcional que permite a utilização de mecanismos de paralelização, o que torna a escrita de programas paralelos mais direta. / It is presented in this paper a model for parallel execution of the finite-state adaptive automaton, arguing that this kind of execution could be more efficient than the traditional sequential one. For this discussion, a comparison between the two models of execution is shown in this paper. Also, a framework for parallel adaptive finite-state automata development is presented. This framework was designed to facilitate the creation and execution of the device for researchers. For this purpose, the language Scheme was used, for it is a functional language, with high level of abstraction, that includes features for parallelizing computation.
8

Generalização do metodo de continuação no traçamento de raios utilizando o conceito dos automatos finitos

Piedrahita, Carlos 07 November 2002 (has links)
Orientadores : Martin Tygel, Lucio Tunes dos Santos / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matematica, Estatistica e Computação Cientifica / Made available in DSpace on 2018-08-02T01:13:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Piedrahita_Carlos_D.pdf: 6647122 bytes, checksum: 8391ec33fe7d3f34cde72d0fd1a377ac (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: o objetivo fundamental desta tese é estender o p método de Continuação de traçamento de raios para modelos sísmicos que possuam uma geometria complexa. Esses modelos são usados na exploração do hidrocarbonetos, por exemplo, cunhas, lentes e falhas, dentre outros. Para fazer essa extensão ultilizamos os conceitos, oriundos da Dinâmica Simbólica, de autômato finito e de linguagem aceita. Esses..conceitos nos permitiram montar o sistema não linear que representa o traçamento de raios. O sistema é resolvido utilizando o Método de Newton e o Método de Continuação nos parâmetros do modelo. Além desses métodos numéricos, também utilizamos uma busca aleatória para encontrar a primeira aproximação do primeiro raio da classe de equivalência..definida pela assinatura do raio. Assim, nesta tese, relacionamos alguns conceitos dos Sistemas Dinâmicos Finitos com a Teoria dos Raios. Estendemos as fórmulas da amplitude ao longo do raio de modelos multi-camadas até modelos multi-regiões (modeles- particionados em sub-regiões arbitrárias). . Em particular, encontramos as amplitudes ao longo do raio para..modelos 2.5D, em meios acústicos e elásticos. Essas fórmulas foram implementadas computacionalmente para a construção de sismogramas. Criamos e implementamos uma biblioteca computacional que chamamos OCTRAL, utilizando a linguagem interpretativa OCTAVE. Isto permitiu fazer traçamento de raios sismograma sintéticos usando os conceitos teóricos anteriormente expostos . Através do OCTRAL,fizemos diferentes testes usando como referência a biblioteca CSHOT do pacote computacional Seismic Unix (SU), desenvolvido e mantido pelo Center for Wave Phenomenada Colorado School of Mines. Esses testes nos- pennitiram-fazer comparações em diferentes modelo_ sísmicos. Dessas comparações, concluímos que o OGTRAL foi capaz de estender o CSHOT para modelos acústicos e elãsticos multi-regiões, como requerido para as aplicações mais realistas / Abstract: The fundamental_goal.of this thesis is to extend the.continuation method used in ray tracing to seismic models that have a complex geometry. These models are common in hydrocarbon exploration, as for example, wedges, lenses, faults, etc. To acomplish this aim- we used concepts such as finite-automatas and accepted languages, that arise from Symbolic Dynamics These. concepts permit us to assemble the non-linear system that represents ray tracing. The system is solved using Newton's Method and Con tinuation Methods in the parameters-of the model. Also we use a random search to 190k for the- fust approximation of the-first ray of the equivalence class defined by the ray signature. In this way, we relate some concepts-finite Dynamical Systems with Ray Theory. The formulas that provide the value of the amplitude along a ray were extended from multi-Iayered models to multi-region models (seismic model partitioned in arbitrary sub-regions). In- particular, we find expressions for-the amplitudes along a ray for 2-.5D models in acoustic and elastic media. These formulas - were implemented for the construction of seismograms. We created and implemented a computationallibrary called OCTRAL, written in the interpretative language OCTAVE With the-algorithms implemented in OCTRAL, we, made different tests using as reference the- CSHOT libr-ary- of the public domain comput_tional package Seismic Unix (SU), developed and mantained by the Center for Wave Phenomena at the Colorado School of Mines. From the comparisons between OCTRAL and CSHOT, we conclude that OCTRAL and CSHOT, we conclude that OCTRAL is able to extend CSHOT to acoustic and elastic multi-region models, as required for more realistic applications / Doutorado / Doutor em Matemática Aplicada
9

Uma nova formulação algébrica para o autômato finito adaptativo de segunda ordem aplicada a um modelo de inferência indutiva. / A new algebraic approach for the second-order finite adaptive automation applied to an inductive inference model.

Silva Filho, Reginaldo Inojosa da 02 March 2012 (has links)
O objetivo deste trabalho é apresentar o modelo dos autômatos adaptativos de segunda ordem e mostrar a forte conexão desse modelo com o aprendizado indutivo no limite. Tal modelo é definido com a utilização de um conjunto de transformações sobre autômatos finitos não - determinísticos e a conexão com o aprendizado no limite á estabelecida usando o conceito de mutação composta, onde uma hipótese inicial dá início ao processo de aprendizagem, produzindo, após uma sequência de transformações sofridas por essa primeira hipótese, um modelo final que é o resultado correto do aprendizado. Será apresentada a prova de que um autômato adaptativos de segunda ordem, usado como um aprendiz, pode realizar o processo de aprendizado no limite. O formalismo dos autômatos adaptativos de segunda ordem é desenvolvido sobre o modelo dos autômatos adaptativos de primeira ordem, uma extensão natural do modelo dos autômatos adaptativos clássicos. Embora tenha o mesmo poder computacional, o autômato adaptativo de primeira ordem apresenta uma notação mais simples e rigorosa que o seu antecessor, permitindo derivar novas propriedades. Uma dessas propriedades é justamente sua capacidade de aprendizado. Como consequência, o modelo dos autômatos adaptativos de segunda ordem aumenta a expressividade computacional dos dispositivos adaptativos através da sua notação recursiva, e também através do seu potencial para o uso em aplicações de aprendizado de máquina, ilustrados nesta tese. Uma arquitetura de aprendizado de máquina usando os autômatos adaptativos de segunda ordem é proposto e um modelo de identificação no limite, aplicado em processos de inferência para linguagens livre de contexto, é apresentado. / The purpose of this work is to present the second-order adaptive automaton under an transformation automata approach and to show the strong connection of this model with learning in the limit. The connection is established using the adaptive mutations, in which any hypothesis can be used to start a learning process, and produces a correct final model following a step-by-step transformation of that hypothesis by a second-order adaptive automaton. Second-order adaptive automaton learner will be proved to acts as a learning in the limit. The presented formalism is developed over the first-order adaptive automaton, a natural and unified extension of the classical adaptive automaton. First-order adaptive automaton is a new and better representation for the adaptive finite automaton and to also show that both formulations the original and the newly created have the same computational power. Afterwards both formulations show to be equivalent in representation and in computational power, but the new one has a highly simplified notation. The use of the new formulation actually allows simpler theorem proofs and generalizations, as can be verified in this work. As results, the second-order adaptive automaton enhances the computational expressiveness of adaptive automaton through its recursive notation, and also its skills for the use in machine learning applications were illustrated here. An architecture of machine learning to use the adaptive technology is proposed and the model of identification in limit applied in inference processes for free-context languages.
10

Uma nova formulação algébrica para o autômato finito adaptativo de segunda ordem aplicada a um modelo de inferência indutiva. / A new algebraic approach for the second-order finite adaptive automation applied to an inductive inference model.

Reginaldo Inojosa da Silva Filho 02 March 2012 (has links)
O objetivo deste trabalho é apresentar o modelo dos autômatos adaptativos de segunda ordem e mostrar a forte conexão desse modelo com o aprendizado indutivo no limite. Tal modelo é definido com a utilização de um conjunto de transformações sobre autômatos finitos não - determinísticos e a conexão com o aprendizado no limite á estabelecida usando o conceito de mutação composta, onde uma hipótese inicial dá início ao processo de aprendizagem, produzindo, após uma sequência de transformações sofridas por essa primeira hipótese, um modelo final que é o resultado correto do aprendizado. Será apresentada a prova de que um autômato adaptativos de segunda ordem, usado como um aprendiz, pode realizar o processo de aprendizado no limite. O formalismo dos autômatos adaptativos de segunda ordem é desenvolvido sobre o modelo dos autômatos adaptativos de primeira ordem, uma extensão natural do modelo dos autômatos adaptativos clássicos. Embora tenha o mesmo poder computacional, o autômato adaptativo de primeira ordem apresenta uma notação mais simples e rigorosa que o seu antecessor, permitindo derivar novas propriedades. Uma dessas propriedades é justamente sua capacidade de aprendizado. Como consequência, o modelo dos autômatos adaptativos de segunda ordem aumenta a expressividade computacional dos dispositivos adaptativos através da sua notação recursiva, e também através do seu potencial para o uso em aplicações de aprendizado de máquina, ilustrados nesta tese. Uma arquitetura de aprendizado de máquina usando os autômatos adaptativos de segunda ordem é proposto e um modelo de identificação no limite, aplicado em processos de inferência para linguagens livre de contexto, é apresentado. / The purpose of this work is to present the second-order adaptive automaton under an transformation automata approach and to show the strong connection of this model with learning in the limit. The connection is established using the adaptive mutations, in which any hypothesis can be used to start a learning process, and produces a correct final model following a step-by-step transformation of that hypothesis by a second-order adaptive automaton. Second-order adaptive automaton learner will be proved to acts as a learning in the limit. The presented formalism is developed over the first-order adaptive automaton, a natural and unified extension of the classical adaptive automaton. First-order adaptive automaton is a new and better representation for the adaptive finite automaton and to also show that both formulations the original and the newly created have the same computational power. Afterwards both formulations show to be equivalent in representation and in computational power, but the new one has a highly simplified notation. The use of the new formulation actually allows simpler theorem proofs and generalizations, as can be verified in this work. As results, the second-order adaptive automaton enhances the computational expressiveness of adaptive automaton through its recursive notation, and also its skills for the use in machine learning applications were illustrated here. An architecture of machine learning to use the adaptive technology is proposed and the model of identification in limit applied in inference processes for free-context languages.

Page generated in 0.054 seconds