• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1002
  • 90
  • 19
  • 10
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1142
  • 590
  • 225
  • 189
  • 161
  • 161
  • 152
  • 145
  • 128
  • 119
  • 115
  • 99
  • 99
  • 96
  • 95
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Características vocais de uma amostra de professores da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal

Quintanilha, Jane Kátia Mendes Cravo January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2006. / Submitted by Érika Rayanne Carvalho (carvalho.erika@ymail.com) on 2009-12-01T02:53:22Z No. of bitstreams: 1 2006_Jane Katia Mendes Cravo Quintanilha.pdf: 459888 bytes, checksum: 2fc3f50a97fe1b5e463e00b4cbee2a4d (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-01-11T22:04:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Jane Katia Mendes Cravo Quintanilha.pdf: 459888 bytes, checksum: 2fc3f50a97fe1b5e463e00b4cbee2a4d (MD5) / Made available in DSpace on 2010-01-11T22:04:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Jane Katia Mendes Cravo Quintanilha.pdf: 459888 bytes, checksum: 2fc3f50a97fe1b5e463e00b4cbee2a4d (MD5) Previous issue date: 2006 / O professor faz parte de uma categoria profissional que necessita da voz como instrumento de trabalho, na transmissão do conhecimento e nas suas relações com o outro. Sabe-se que o conhecimento em sala de aula não acontece somente do conhecimento teórico, mas da capacidade de perceber as reais necessidades dos alunos, para a transmissão dos conhecimentos de forma mais global. Para isso, é necessária uma voz que seja de qualidade adequada, sem alterações, com projeção vocal e entonação no momento do discurso. Este estudo foi realizado com o objetivo de detectar e quantificar alterações vocais em uma amostra de professores do ensino fundamental da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Com isso, buscou-se identificar os hábitos vocais e os fatores riscos das possíveis alterações vocais. Para tal, foi distribuído aos professores o questionário proposto por Ferreira et al (2003), tal questionário inquiria sobre dados pessoais dos professores, sua situação funcional, aspectos da sua saúde geral e vocal, seus hábitos de vida diários que interferem na voz, antecedentes familiares e lazer. Foram selecionadas, de forma aleatória, escolas do Plano Piloto e de cidades satélites, e entregues 183 questionários. Foram devolvidos 149 para análise, sendo selecionados, somente os professores concursados e em atividades laborativas. Os resultados encontrados indicaram que a maior parte da amostra pesquisada é do sexo feminino, casada, com nível superior completo, tendo em média 35 anos de idade e 13 anos de profissão. A maior parte trabalha somente em uma escola. Dos pesquisados, 74,5% relatam ter alteração vocal e atribuem essa alteração ao uso intensivo da voz (89,2%), seguido de exposição ao barulho (65.8%), estresse e o clima seco, ambos com 64,9%. Os sintomas e sensações mais freqüentes relativos às alterações vocais foram: rouquidão, cansaço ao falar, garganta seca e pigarro. Desta parcela que relata ter alteração vocal, 79,3% são do sexo feminino, 62,3% não estão satisfeitos com sua voz e 83,5% não receberam na sua formação profissional, nenhum tipo de informação sobre cuidados com a voz. Portanto, os resultados justificam que medidas preventivas relativas à saúde vocal, como palestras, campanhas educativas e acompanhamento periódico devem ser adotadas. Além disso, também sugerimos a inclusão de disciplinas, que tratem do tema em questão, na grade curricular dos cursos de formação para os professores. Tudo isso poderá auxiliar na prevenção de alterações vocais, assim como aperfeiçoar a função comunicativa dos docentes, fazendo com que haja uma diminuição de casos de afastamento dos professores da sala de aula. ____________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Teachers belong to a professional category that needs the voice both as a work instrument in the knowledge transmission and in its relations to others. It is known that the knowledge transmission in the classroom does not happen only through the theoretical teaching but also through the teacher’s capacity to perceive the real necessities of the students in order to transmit the knowledge in a more global form. Therefore, the teacher’s voice should have an adjusted quality, without alterations, with vocal projections and intonations during the speech. This study was carried through with the objective to detect and to quantify vocal disorders in middle school teachers that work for the Federal District Educational Secretary. With this in mind, this study sought to identify vocal habits and risk factors of possible vocal alterations, and also to suggest to the responsible authorities a prophylaxis action aiming at a better overall life quality as well as a reduction of governmental expenses with as consequences of vocal alterations. For this, a questionnaire proposed by Ferreira et al (2003), were distributed to the teachers, this questionnaire inquired about personal information, such as professional situation, general health, possible problems in the voice, family background, and leisure habits. Schools from Plano Piloto and Cidades Satelites were selected randomly and 183 questionnaires were delivered. From those, 149 were returned for analysis. The study selected only teachers admitted by a public test and those who work in the classroom. The results indicate that most teachers of the searched sample are married females with an average age of 35, have an university degree and 13 years of professional experience. Most of them work for only one school. Of the searched participants 74.5% relate vocal alteration and attribute this alteration to the intensive use of their voice (89.2%), followed by noise exposition (65.8%), stress and the dry climate both being at 64.9%. The most frequent symptoms and sensations relative to the vocal alterations were: hoarseness, tiredness when speaking, dry throat, and throat clearing. Of this population with some alterations in the voice, 79.3% are females, 62.3% are not satisfied with their voices and 83.5% had not received during their professional formation any information about how to take care of their voices. Hence, the results justify that preventive measures relative to the vocal health, such as lectures, educative campaigns and periodic accompaniment should be implemented. Besides that, we suggest the inclusion in the formation courses for teachers of disciplines about the present theme. Those actions will help in the prevention of vocal alterations at the same time perfecting the teachers’ communicative function reducing, therefore, the number of teachers that need to stop working in the classrooms.
2

Estratégias de enfrentamento nos distúrbios da voz

Oliveira, Gisele [UNIFESP] 25 November 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:50:03Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-11-25 / Objetivos: O objetivo do presente estudo é pesquisar estratégias de enfrentamento em indivíduos com queixa vocal e verificar a relação dos tipos de estratégias com queixa vocal e sintomas vocais, auto-avaliação da voz, análise perceptivo-auditiva, assim como estados de ansiedade, depressão e aspectos relacionados a lócus de controle e autoestima. Métodos: Participaram 178 indivíduos, distribuídos em dois grupos: com e sem queixa vocal. O grupo com queixa vocal foi composto por 87 indivíduos adultos brasileiros, 19 homens e 68 mulheres, com idade média de 34,1 anos. O grupo sem queixa vocal teve 91 indivíduos adultos brasileiros, 29 homens e 62 mulheres, com idade média de 32,4 anos. Os indivíduos foram solicitados a realizar os seguintes procedimentos: questionário de identificação e caracterização, auto-avaliação vocal, análise perceptivo-auditiva, Protocolo de Estratégias de Enfrentamento na Disfonias - PEED, Escala de Autoestima de Rosenberg, Inventário de Depressão de Beck – BDI, Inventário de Ansiedade Traço-Estado - IDATE e Escala Multidimensional de Lócus de Controle de Levenson. Para adaptação cultural o PEED foi administrado a 14 pacientes que não fizeram parte da composição final da amostra. A faixa etária (p=0,219) e a distribuição do sexo (p=0,132) de ambos os grupos foram estatisticamente semelhantes. A média de sintomas do grupo com queixa foi 6,28 e do grupo sem queixa 1,27. Os sintomas mais relatados pelo grupo com queixa foi rouquidão (81,6%), fadiga vocal (67,8%), pigarro e garganta seca (57,5). Já os sintomas mais relatados pelo grupo sem queixa foi rinite (26,4%), azia (20,9%) e coceira na garganta (18,7%). O tipo de queixa mais freqüente apresentou-se relacionado com modificações na qualidade vocal natural ou habitual (73,6%). De acordo com os resultados de autoavaliação, os grupos apresentaram diferenças estatisticamente significantes, sendo que o grupo com queixa vocal apresentou maior ocorrência de voz razoável (46%). Quanto à análise perceptivo-auditiva, houve diferença estatisticamente significante entre os grupos nas duas tarefas de fala, tanto para as médias como para o grau de desvio, com exceção do grau leve na tarefa de vogal sustentada. Resultados: Os escores do PEED foram estatisticamente diferentes nos dois grupos (Escore do grupo com queixa 51,86; do grupo sem queixa 23,18 - p<0,001), e sem diferença entre os sexos. Os indivíduos com queixa vocal referem utilizar mais estratégias com foco no problema (63,6%). De acordo com as escalas de avaliação dos estados de ansiedade, depressão e aspectos relacionados a lócus de controle e autoestima, os grupos não apresentaram escores estatisticamente diferentes. O escore médio para o grupo com queixa do BDI foi 7,71; da Escala de Autoestima foi 6,63; do Inventário de Ansiedadeestado foi 41,55 e de Ansiedade-traço foi 42,20, da Escala Multidimensional de Lócus de Controle de Levenson externo-acaso foi 27,97; externo-poderosos 29,56 e Interno 18,20. No grupo com queixa vocal o PEED apresentou correlação positiva com a análise perceptivo-auditiva dos números (p=0,036), os escores do BDI (p=0,006) e do Inventário de Ansiedade Estado (p=0,022); e negativa com o lócus de controle externoacaso (p=0,001) e externo-poderosos (p=0,001). A análise de componentes principais das respostas do PEED do grupo de indivíduos com queixa de voz gerou 4 subescalas: busca de informação, suporte sócio-emocional, fuga-evitação e auto-controle. Conclusões: Indivíduos com queixa vocal usam estratégias de enfrentamento variadas, em particular estratégias com foco no problema. O enfrentamento de um distúrbio de voz se correlaciona positivamente com a avaliação clínica da voz, com aspectos de depressão e ansiedade estado, e negativamente com lócus de controle externo-acaso e externo-poderoso. O protocolo brasileiro proposto apresenta 10 itens e quatro subescalas: busca de informação, suporte sócio-emocional, fuga-evitação e auto-controle. / TEDE
3

Implementação de um codificador de voz padronizado em DSP

Seara Júnior, Rui January 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-17T19:53:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T18:14:38Z : No. of bitstreams: 1 172438.pdf: 2165929 bytes, checksum: d3c2732960f82340496089f55d6cb1bc (MD5) / Neste trabalho, é proposta uma implementação de um codificador de voz padronizado em DSP. Foi escolhido como padrão de codificação o da recomendação G.723.1 do ITU-T. Esse padrão opera com duas taxa de compressão (5.3 e 6.3 kbits/s) e foi desenvolvido para utilização principalmente em aplicações para Internet. A família de DSPs adotada foi a ADSP-21XX da Analog Devices, que tem como principal característica operação em ponto fixo com precisão de 16 bits e baixo custo. Dentre as principais características da implementação proposta, pode-se destacar a flexibilidade, robustez, eficiência, baixo custo e capacidade de instanciação. Esta solução possui um alto grau de competitividade com outras soluções semelhantes disponíveis no mercado.
4

Avaliação da qualidade vocal e dos efeitos da tecnica de reabilitação com som fricativo sonoro prolongado apos laringectomias parciais

Spina, Ana Lucia 02 August 2002 (has links)
Orientador: Agricio Nubiato Crespo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-01T18:28:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Spina_AnaLucia_M.pdf: 13259915 bytes, checksum: ffb4de139212013d9f1d98f3c94869a9 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: As laringectomias parciais são cirurgias propostas para tratamento de tumor inicial de laringe. Embora uma das intenções seja a preservação vocal, podem ser observadas alterações na qualidade da voz após estas cirurgias. Para readaptação vocal destes pacientes é importante a reabilitação fonoaudiológica. Dentre as técnicas de reabilitação vocal estão os sons de apoio. Propusemos o estudo do som de apoio Izj e designamos a técnica proposta como técnica do som fricativo sonoro prolongado (Técnica SFSP). O objetivo do presente estudo é avaliar a qualidade vocal após laringectomias parciais, a eficácia terapêutica da técnica de reabilitação vocal com Som Fricativo Sonoro Prolongado (Técnica SFSP) e a concordância entre a análise perceptiva e acústica das vozes destes pacientes. Foram avaliadas as vozes de 18 pacientes entre 46 e 75 anos de idade submetidos à laringectomia parcial por carcinoma espinocelular da região glótica. A qualidade vocal foi classificada por meio da escala GRBAS...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Partial laryngectomies are surgeries proposed for treating larynx initial tumors. Although one of the intentions is the vocal preservation, alterations on voice quality are observed after those surgeries. It is quite important the phonoaudiological rehabilitation aiming at a vocal readapting on these patients. Among such vocal rehabilitation techniques the support sounds are found. The study of the /z/ support sound has been here intended and the proposed technique has been defined as extended sonorous fricative sound technique (ESFS Technique). The objective of this present study is to evaluate the effects arisen from the Vocal Rehabilitation Technique with Sonorous Fricative Sound (ESFS Technique) in voices of patients submitted to partial laryngectomy either through external or endoscopical path (via) with CO2 Laser. The voices of 18 patients between 46 and 75 years old, submitted to partial laryngectomy for spinocellular carcinoma of glottic region, have been evaluated. The vocal quality was graded by making use of the GRBAS scala...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Ciências Médicas
5

Efeito do tempo de realização do exercício de canudo de alta resistência em mulheres disfônicas e não disfônicas / Effect of the flow resistant straw exercise in dysphonic and non-dysphonic women according to performance time

Paes, Sabrina Mazzer [UNIFESP] January 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:45:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013 / Objetivo: verificar o efeito do tempo de realizacao do exercicio de canudo de alta resistencia em mulheres com disfonia comportamental e em mulheres vocalmente saudaveis. Metodos: participaram 25 mulheres disfonicas (GD), com idade media de 35 anos (DP=10,5), queixa vocal, alteracao da qualidade vocal, diagnostico de disfonia comportamental cronica e virgens de tratamento para o problema de voz e 30 mulheres vocalmente saudaveis (GVS), com idade media de 31,6 anos (DP=10,3), sem queixa vocal, qualidade vocal neutra e ausencia de alteracao laringea. As participantes foram orientadas a emitir um som continuo em um canudo de alta resistencia em frequencia e intensidade confortaveis, respirando quando necessario ate completar um minuto. As participantes deveriam prestar atencao no esforco fonatorio aplicado durante o exercicio e em seguida deveriam registrar sua intensidade em uma escala analogicovisual (EAV) de 100mm (0 = osem esforcoo e 100 = oesforco maximoo). Outras tres series como esta foram realizadas na sequencia, com duracao de dois minutos cada, totalizando em um, tres, cinco e sete minutos de exercicio. Amostras de vogal sustentada oeo e contagem de numeros foram registradas (FonoView-4.6, CTS) antes do inicio da realizacao do exercicio e depois de cada uma das series. Durante esta tarefa as participantes deveriam prestar atencao no esforco aplicado para falar e, em seguida, deveriam registrar sua intensidade em outra EAV de 100mm. O efeito do exercicio nos diferentes momentos foi verificado por meio da autoavaliacao do esforco fonatorio (na fala e no exercicio) e da analise acustica (VoxMetria-4.0, CTS) da vogal sustentada (TMF, F0 e sua variabilidade, jitter, shimmer, GNE, ruido e irregularidade). Resultados: para o GD, houve predominio de respostas positivas apos tres minutos de exercicio, com melhora do esforco para falar, aumento do TMF e reducao da variabilidade de F0; com a continuidade do exercicio esses parametros pioraram, sugerindo sobrecarga no sistema, e o esforco fonatorio percebido no exercicio piorou gradativamente com o tempo. Para o GVS, o unico parametro que se modificou foi o TMF, que melhorou apos um minuto; sete minutos nao parece significar sobrecarga para esta populacao. Conclusoes: foram observadas modificacoes vocais positivas com o exercicio de canudo de alta resistencia, mas ha limites quanto a sua dosagem. Deve-se observar efeitos nao desejados para evitar sobrecarga vocal desnecessaria, principalmente em mulheres disfonicas / Purpose: to verify the effect of the flow resistant straw exercise in women with behavioral dysphonia as well as in women with healthy voice according to performance time. Methods: 25 dysphonic women (GD), mean age of 35 years old (SD= 10.5), with vocal complaint, voice deviation, diagnostic of chronic behavioral dysphonia and absence of any prior speech therapy, and 30 women with healthy voice (GVS), mean age of 31.6 years old (SD= 10.3), without vocal complaint, neutral voice quality and lack of laryngeal variation. The participants were instructed to emit a continuous sound in a high strenght straw for as long as phonation remained comfortable, breathing when necessary up to complete a minute. Participants should had minded the phonatory effort applied during the exercise and then should had registered its intensity on a visual analog scale (VAS) of 100mm (0 = "effortless" and 100 = "maximum effort"). Other three similar series were made in sequence, lasting two minutes each, totaling in one, three, five and seven minutes of exercise. Samples of sustained vowel "ae" and counting numbers were recorded (FonoView-4.6, CTS) before the exercise accomplishment and after each series. During this task participants had to mind the effort applied to speak, then, should had registered its intensity in another VAS of 100mm. The effect of the exercise at different times was verified by self-assessment of phonatory effort (in speech and in the exercise) and acoustic analysis (VoxMetria-4.0, CTS) of the sustained vowel (MPT, F0 and its variability, jitter, shimmer, GNE, noise and irregularity). Results: regarding the GD, it was predominantly positive response after three minutes of exercise, improving effort to speak, MPT and variability of F0; with the continuity of the exercise these parameters worsened, what suggest system overload, and phonatory effort perceived during the exercise was gradually worsening over time. Concerning the GVS, the MPT was the only parameter modified, which improved after one minute; seven minutes did not seem to overburden this population. Conclusions: positive vocal changes were observed with the flow resistant straw exercise, however there are dosage restrictions. Unsatisfactory effects should be noted in order to avoid hazardous vocal overhead, especially in dysphonic women. / BV UNIFESP: Teses e dissertações
6

Prevalência de sintomas vocais em operadores de telemarketing

Rechenberg, Leila January 2005 (has links)
Resumo não disponível.
7

Prevalência de sintomas vocais em operadores de telemarketing

Rechenberg, Leila January 2005 (has links)
Resumo não disponível.
8

Prevalência de sintomas vocais em operadores de telemarketing

Rechenberg, Leila January 2005 (has links)
Resumo não disponível.
9

Aplicación de ejercicios del tracto vocal semi ocluido para mejorar la proyección de la voz de estudiantes de actuación

Zegarra Riofrío, Elena 24 September 2019 (has links)
No description available.
10

Avaliação dos parâmetros perceptivo-auditivos e acústicos da voz de teleoperadores / Evaluation of perceptive and acoustic parameters of telemarketing operators voice

Amorim, Geová Oliveira de [UNIFESP] 27 January 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:49:37Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-01-27 / Objetivo: Avaliar os parâmetros perceptivo-auditivos e acústicos da voz, pré e pós-jornada de trabalho de teleoperadores. Método: Estudo comparativo transversal. Amostra composta por 55 operadores de telemarketing, 11 homens e 44 mulheres, com atuação no modo receptivo, atuantes em uma empresa de teleatendimento na cidade de Maceió-AL. Aplicou-se inicialmente um questionário para identificação das queixas vocais, em seguida os procedimentos de avaliação perceptivo-auditiva e acústica da voz, através da solicitação dos comportamentos vocais de emissão sustentada e fala encadeada. Resultados: Os teleoperadores aludiram queixas vocais e associadas, tais como garganta seca (64%); dores na região de nuca e pescoço (33%); rouquidão (31%); falhas na voz (26%) e cansaço vocal (22%). Na avaliação perceptivo-auditiva da qualidade vocal, utilizando-se a escala GRBASI, e nos demais parâmetros perceptivo-auditivos da fala encadeada não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes. Na avaliação das medidas fonatórias, o tempo máximo de fonação manteve-se reduzido nos teleoperadores de ambos os gêneros no pré e pós-jornada, com diferença significante para os teleoperadores do grupo masculino. A avaliação acústica da voz dos teleoperadores não mostrou diferenças estatísticas relevantes entre os parâmetros, considerando-se o início e o final da jornada de trabalho. Conclusão: Os parâmetros perceptivo-auditivos e acústicos da voz dos teleoperadores não sofreram modificações estatisticamente significantes entre o pré e a pós-jornada de trabalho, porém apresentaram um grande índice de sintomas vocais e tempo máximo fonatório reduzido significante, o que reforça a necessidades destes profissionais serem orientados acerca dos hábitos corretos de produção vocal. / Objective: To evaluate perceptive and acoustic parameters of telemarketing operators voice, before and after a working day. Methods: Cross-sectional study with a 55 telemarketing operators sample - 11 men and 44 women - working in receptive mode in a call center in the city of Maceió, state of Alagoas (AL). Initially a survey was applied to identify vocal complaints. It was followed by voices perceptive and acoustic evaluation procedures, such as analysis of vocal behavior during sustained emission and sequential speech. Results: The operators referred to the following vocal complaints and its related symptoms: dry throat (64%); neck and nape pain (33%); voice failure (26%); and vocal fatigue (22%). In perceptive evaluation of vocal quality the GRBASI scale was used. For other perceptive parameters of sequential speech there were no statistically significant differences. During evaluation of phonatory indwelling voice measures the maximum time of phonation kept itself reduced for both genders before and after work, with significant difference for male operators. Acoustic evaluation did not show any relevant statistical differences between parameters, considering the beginning and the end of a working day. Conclusion: Perceptive and acoustic parameters of telemarketing operators voice did not show any statistically significant difference between pre and post-working day. Although they present a large number of vocal symptoms and reduced level of maximum phonatory indwelling voice time, which reinforces the need of these professionals to be oriented about correct vocal production habits. / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações

Page generated in 0.0587 seconds