• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 16
  • Tagged with
  • 16
  • 16
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Síntese, caracterização estrutural e avaliação da atividade Antitrypanossoma cruzi de derivados tiazolidínicos e imidazolidínicos

Miranda da Silva, Micheline 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:51:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2814_1.pdf: 7895763 bytes, checksum: a24e8329150f28bbac0befe19be257b6 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A doença de Chagas, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, acomete aproximadamente 12 a 14 milhões de infectados na América Latina, com 100 milhões de pessoas em situação de risco (WHO, 2011). Os núcleos imidazolidínicos e tiazolidínicos fazem parte de uma larga classe de compostos bioativos com atividade antiparasitária. O Laboratório de Planejamento e Síntese de Fármacos (LPSF) do Departamento de Antibióticos da Universidade Federal de Pernambuco vem desenvolvendo trabalhos com os núcleos tiazol e imidazol, objetivando a síntese de seus respectivos derivados. Desta forma foram sintetizados e caracterizados 7 novos derivados tiazolidinônicos da série LPSF/TM e 4 novos derivados 2-tioxo-imidazolidínicos da série LPSF/NN e avaliados frente às formas tripomastigota e epimastigota do T. cruzi. A via de síntese utilizada para a obtenção dos novos derivados 5-benzilideno-3-(benzil)- tiazolidina-2,4-diona substituídos (LPSF/TM), partiu da mistura reacional da tiazolidina-2,4-diona com haletos de benzila substituídos que sofre N-alquilação na posição 3 do núcleo, seguido de uma adição de Michael na posição 5, com os derivados 2-ciano-3-(benzilideno)-acrilato de etila (IPs) substituídos. Para a obtenção dos derivados 5-benzilideno-3-(benzil)-2-tioxo-imidazolidin-4-ona (LPSF/NN) iniciam-se com uma mistura reacional da 2-tioxo-imidazolidin-4-ona com ésteres acrilatos de etila (IPs) substituídos, com posterior N-alquilação em meio básico. No ensaio de citotoxicidade, as células foram incubadas com os compostos sintetizados em diferentes concentrações, na presença de timidina tritiada (1μ Ci/poço) durante 24 h em estufa e de CO2 a 37 ºC. Formas tripomastigotas da cepa Y de T. cruzi foram cultivadas durante 24 horas, na presença dos compostos, procedendo-se em seguida a contagem de parasitas viáveis. O cálculo da IC50 foi determinada por meio de uma regressão linear simples utilizando o software Prisma 4 Graphpad. Todos os compostos finais foram caracterizados por RMN1H e IV. Dentre todos os derivados testados in vitro, na atividade anti-T. cruzi o LPSF/TM-26 o LPSF/TM-17 e LPSF/NN-295 foram os que apresentaram melhores valores de IC50, para a forma tripomastigota. Os resultados não foram significativos (dados não mostrados) para a forma epimastigota
2

Avaliação in vitro de derivados 2-tioxo-imidazolidinicos para quimioterapia da doença de chagas

Oliveira dos Santos Gomes, Fabiana 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:54:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo81_1.pdf: 2507251 bytes, checksum: bc9a6e5d4ca7fd8531918de4dedfd275 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Mais de um bilhão de pessoas no mundo (1/6 da população mundial) são acometidos por um ou mais tipos de doenças negligenciadas. Além da mortalidade, as doenças negligenciadas causam deficiências graves. A doença de Chagas representa um importante problema de saúde pública no continente Americano, o problema se agrava, pois a terapia disponível não é eficaz. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade anti-Trypanosoma cruzi de novos derivados imidazolidínicos (LPSF/NN-20A, LPSF/NN-25, LPSF/NN-30, LPSF/NN-52, LPSF/NN-89, LPSF/NN-100, LPSF/NN-211). Estes derivados foram testados em diferentes concentrações sobre as formas tripomastigotas e epimastigotas de T. cruzi (cepa Y), e o valor de IC50 foi calculado. Os resultados mostram que as moléculas apresentaram resultados satisfatórios para a atividade antiparasitária e citotoxicidade, quando comparados com o benzonidazol e nifurtimox, utilizados na quimioterapia da doença de Chagas. No entanto os compostos LPSF/NN-52 e LPSF/NN-100 destacaram-se por apresentar IC50 de 13,17&#956;g/ml e 12,8&#956;g/ml respectivamente sob a forma tripomastigota. Desta forma, foi investigado o potencial efeito imumodulador do LPSF/NN-100 para a produção de IL-10, NO e IFN-em esplenócitos de camundongos BALB/c in vitro. O LPSF/NN-100 na sua concentração atóxica apresentou valores estatisticamente significativos (p < 0,05) para a produção de NO e IFN-. Investigando a possibilidade do LPSF/NN-52 e LPSF/NN-100 causarem alterações morfológicas nos parasitos, foi realizada a análise ultraestrura onde se observou danos no complexo mitocondrial, citoplasma e núcleo com indícios de processo necrose. Para confirmar esses resultados foram realizados os ensaios de apoptose, apoptose tardia e necrose em esplenócitos de camundongos BALB/c. Apenas no tempo de 48 horas o LPSF/NN-100 induziu mais necrose em relação ao controle. Os resultados sugerem que o LPSF/NN-52 e o LPSF/NN-100 podem ser protótipos candidatos a quimioterapia da doença de Chagas
3

Síntese química e avaliação das propriedades antibacterianas e antiparasitárias de análogos de peptídeos antimicrobianos de anuros

Guimarães, Aline Barbosa 04 September 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Molecular, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-05-23T20:15:06Z No. of bitstreams: 1 2015_AlineBarbosaGuimarães.pdf: 2424456 bytes, checksum: 3669624d2b0be643694587e454074e3c (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-05-26T16:27:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_AlineBarbosaGuimarães.pdf: 2424456 bytes, checksum: 3669624d2b0be643694587e454074e3c (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-26T16:27:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_AlineBarbosaGuimarães.pdf: 2424456 bytes, checksum: 3669624d2b0be643694587e454074e3c (MD5) / Com o surgimento de cepas de fungos e bactérias patogênicas resistentes aos antibióticos comerciais disponíveis, o tratamento de diversas infecções passou a ser prejudicado. Para o desenvolvimento de novos agentes eficazes para o controle dessas infecções, novos tipos de compostos antimicrobianos estão sendo investigados e as secreções da pele de anfíbios, ricas em peptídeos antimicrobianos (PAMs), são uma das principais fontes biológicas em estudo. Na pele de anuros, tais peptídeos apresentam um relevante papel fisiológico na resposta imune inata, agindo como uma barreira contra potenciais agentes patogênicos. Embora os PAMs naturais sejam agentes terapêuticos potenciais, as suas propriedades físico-químicas e a bioatividade geralmente precisam ser melhoradas de modo que o uso clínico possa ser considerado. No presente estudo, o PAM com 25 resíduos de aminoácidos ocelatina-P1 (OC-P1), isolado das rãs Leptodactylus pentadactylus e L. labyrinthicus, foi empregado como modelo para o desenho de análogos peptídicos, de modo a avaliar os efeitos de modificações em parâmetros estruturais como hidrofobicidade, anfipaticidade, carga líquida e comprimento da cadeia peptídica sobre a sua eficácia biológica. Um grupo de análogos da Oc-P1 foi sintetizado e testado na presença de bactérias, fungos e protozoários patogênicos. Os efeitos observados foram correlacionados com as modificações estruturais propostas. Dentro deste grupo de peptídeos, que compreende 8 análogos contendo entre 14 e 16 resíduos e o PAM selvagem Oc-P1, o peptídeo selvagem foi o mais eficaz, e dentre os análogos propostos, somente um apresentou atividade biológica. Este análogo apresentou atividade hemolítica considerável, sendo observado que o aumento da atividade hemolítica estava geralmente relacionado ao aumento da hidrofobicidade e da anfipaticidade. No geral, o presente trabalho sugere que o desenho e a síntese química de novos peptídeos a partir de PAMs de anuros é uma atraente metodologia de estudo para concepção de novos compostos, mas que o delicado refinamento das características estruturais é limitante no desenvolvimento de novas drogas baseadas em estruturas peptídicas com uso terapêutico em potencial. / The treatment of several infections has become impaired considering the resistance of pathogenic fungi and bacteria to commercial antibiotics. In order to develop new effective agents for controlling these infections, new types of antimicrobial compounds are under investigation, and the skin secretions of amphibians, rich in antimicrobial peptides (AMPs), are one of the major biological sources under study. Inanurans skin, such peptides display important physiological role in the innate immune response, acting as a barrier against potential pathogens. While natural AMPs arepotential therapeutic agents, their physicochemical properties and bioactivity generally need improvement to permit their clinical use. In the present study, the 25-residueocellatin-P1 (Oc-P1), isolated from Leptodactylus pentadactylus and L. labyrinthicus, was used as a template in the design of new peptide analogs, in order to allow the evaluation of the effects of structural parameters, such as hydrophobicity, amphipathicity, net charge and sequence length on their biological properties. Onegroup of analogs was synthesized and tested against pathogenic bacteria, fungi and protozoan. The detected biological effects were analyzed considering the structuralmodifications implemented. Within this group, comprising eight peptides with 14 to 16residues and the native ocellatin-P1, the wild type peptide was the most active and among the analogs, only one exhibited biological activity. This analog showed significant hemolytic activity and the strong hemolytic activity of the peptides generally correlated with high hydrophobicity and amphipathicity. Overall, our study suggeststhat the design and chemical synthesis of new peptides derivated from frog-skin AMPs is an attractive methodology in the search for new biologically active compounds, but the delicate refinement of the structural features is limitant for the development of newtherapeutic peptide-based drugs.
4

Investigação da reatividade de complexos metálicos com ligantes bases de Schiff frente a infecções parasitárias / Investigations on the reactivity of metal complexes with Schiff-base ligands towards parasite infections

Sabino, Gustavo Levendoski 19 November 2014 (has links)
Ligantes oxindolimínicos foram sintetizados através de procedimentos já desenvolvidos em nosso laboratório, a partir do 2,3-dioxindol (isatina) e aminas ou diaminas selecionadas, e em seguida metalados. Foram investigados dois complexos de cobre(II) com os ligantes isaepy, preparado a partir de 2-(2-aminoetilpiridina) e isapn, a partir de 1,2-diaminoetano, e os correspondentes complexos de zinco(II). Após caracterização por diversas técnicas, sua reatividade com relação a biomoléculas (HSA e DNA) foi verificada, através de medidas de fluorescência e dicroísmo circular. Posteriormente, sua reatividade antiparasitária frente a T. cruzi foi testada. Todos eles apresentaram atividade tóxica frente às formas tripomastigota e amastigota do parasita, com índices de seletividade bastante promissores, quando comparados à droga atualmente em uso (benzonidazol) e outras alternativas descritas na literatura. Anteriormente estes complexos já haviam demonstrado atividade pró-apoptótica frente a diversas células tumorais, baseado em sua capacidade de gerar espécies reativas (EROs) e de inibir proteínas específicas, como a topoisomerase humana IB. Os resultados aqui obtidos deram origem a um pedido de patente (BR10 2013 026558-6, depositado junto ao INPI em 15/outubro/2013) visando o possível desenvolvimento de novos fármacos para a doença de Chagas. / Oxindolimine ligands were synthesized by procedures previously developed in our laboratory, from 2,3-dioxoindole(isatin) and amines or selected diamines, by condensation reactions, followed by metallation. Two copper(II) complexes with isaepy and isapn ligands, prepared from 2-(2-aminoethylpiridine) and 1,2-diaminoethane respectively, and their corresponding complexes of zinc(II) were investigated. After characterization by various techniques, their reactivity with respect to biomolecules (HSA and DNA) was verified, through measurements of fluorescence and circular dichroism. Subsequently, their antiparasitary reactivity against T. cruzi was tested. All complexes tested presents toxic activity against trypomastigote and amastigote forms of the parasite, with promising selectivity index, compared to drugs currently in use (benznidazole) and other alternative compounds described in literature. Previously, these complexes had shown pro-apoptotic activity against several tumor cells, based on their ability to generate reactive species and inhibit specific proteins, such as topoisomerases. The results obtained here gave rise to a patent application (BR10 2013 026558-6, deposited on INPI in October 15th, 2013), looking for a possible development of new drugs for Chagas disease.
5

Investigação da reatividade de complexos metálicos com ligantes bases de Schiff frente a infecções parasitárias / Investigations on the reactivity of metal complexes with Schiff-base ligands towards parasite infections

Gustavo Levendoski Sabino 19 November 2014 (has links)
Ligantes oxindolimínicos foram sintetizados através de procedimentos já desenvolvidos em nosso laboratório, a partir do 2,3-dioxindol (isatina) e aminas ou diaminas selecionadas, e em seguida metalados. Foram investigados dois complexos de cobre(II) com os ligantes isaepy, preparado a partir de 2-(2-aminoetilpiridina) e isapn, a partir de 1,2-diaminoetano, e os correspondentes complexos de zinco(II). Após caracterização por diversas técnicas, sua reatividade com relação a biomoléculas (HSA e DNA) foi verificada, através de medidas de fluorescência e dicroísmo circular. Posteriormente, sua reatividade antiparasitária frente a T. cruzi foi testada. Todos eles apresentaram atividade tóxica frente às formas tripomastigota e amastigota do parasita, com índices de seletividade bastante promissores, quando comparados à droga atualmente em uso (benzonidazol) e outras alternativas descritas na literatura. Anteriormente estes complexos já haviam demonstrado atividade pró-apoptótica frente a diversas células tumorais, baseado em sua capacidade de gerar espécies reativas (EROs) e de inibir proteínas específicas, como a topoisomerase humana IB. Os resultados aqui obtidos deram origem a um pedido de patente (BR10 2013 026558-6, depositado junto ao INPI em 15/outubro/2013) visando o possível desenvolvimento de novos fármacos para a doença de Chagas. / Oxindolimine ligands were synthesized by procedures previously developed in our laboratory, from 2,3-dioxoindole(isatin) and amines or selected diamines, by condensation reactions, followed by metallation. Two copper(II) complexes with isaepy and isapn ligands, prepared from 2-(2-aminoethylpiridine) and 1,2-diaminoethane respectively, and their corresponding complexes of zinc(II) were investigated. After characterization by various techniques, their reactivity with respect to biomolecules (HSA and DNA) was verified, through measurements of fluorescence and circular dichroism. Subsequently, their antiparasitary reactivity against T. cruzi was tested. All complexes tested presents toxic activity against trypomastigote and amastigote forms of the parasite, with promising selectivity index, compared to drugs currently in use (benznidazole) and other alternative compounds described in literature. Previously, these complexes had shown pro-apoptotic activity against several tumor cells, based on their ability to generate reactive species and inhibit specific proteins, such as topoisomerases. The results obtained here gave rise to a patent application (BR10 2013 026558-6, deposited on INPI in October 15th, 2013), looking for a possible development of new drugs for Chagas disease.
6

Atividade anti-trichomonas vaginalis de moléculas produzidas por basidiomicetos

Duarte, Mariana January 2011 (has links)
O protozoário flagelado, Trichomonas vaginalis, causa a tricomonose, a doença sexualmente transmissível (DST) não viral mais comum no mundo. Metronidazol e tinidazol são os dois fármacos de escolha recomendados pelo Food and Drug Administration (FDA, USA) para o tratamento da tricomonose humana. Entretanto, isolados de T. vaginalis clínicos ou laboratoriais resistentes e reações adversas comuns têm sido reportados. Sabe-se que fungos produzem moléculas bioativas podendo ser uma fonte em potencial de novas moléculas antiparasitárias, sendo assim, a busca por compostos naturais bioativos em basidiomicetos pode ser uma abordagem interessante para descoberta de fármacos alternativos. O objetivo desse estudo foi investigar a presença, purificar e identificar substâncias com atividade anti-Trichomonas no meio de cultivo de micélios de basidiomicetos. Para a obtenção dos compostos bioativos, os basidiomicetos Amauroderma camerarium, família Ganodermataceae, e Gymnopilus pampeanus, família Cortinariceae, foram cultivados em meio caldo extrato de malte (CEM) com variação da fonte de nitrogênio e tempo de cultivo. O extrato bruto com maior atividade anti-T. vaginalis para A. camerarium (CEM + KNO3 28 dias de cultivo) foi escolhido para ensaios de purificação e caracterização, que indicaram que o composto bioativo é de natureza protéica. Uma proteína sem alta identidade com outra proteína foi purificada e foi denominada amaurocina. Amaurocina apresenta atividade contra isolados clínicos de T. vaginalis – TV LACH1 e TV LACM2 – (CIM= 62,4 μg/mL), sendo um isolado resistente ao metronidazol (TV LACM2), e contra o isolado ATCC 30236 (CIM= 31,2 μg/mL). A Amaurocina também apresenta atividade próinflamatória por induzir aumento da liberação de óxido nítrico de neutrófilos, o qual é um importamente mecanismo de defesa do hospedeiro durante a infecção parasitária. Para G. pampeanus, os extratos mais ativos foram produzidos em meio CEM + KNO3 por 28 dias de cultivo e CEM + KNO3 por 21 dias de cultivo, porém a purificação desses extratos é necessária. Esses resultados estão em concordância com o alto potencial de produção de biocompostos dos basidiomicetos, o qual tem sido reportado na literatura por décadas. / The flagellated protozoan, Trichomonas vaginalis, causes trichomonosis, the most common non-viral sexual transmitted disease (STD) in the world. Metronidazole and tinidazole are two drugs of choice recommended by Food and Drug Administration (FDA, USA) for treatment of human trichomonosis. However, clinical or laboratory-generated drug-resistant isolates of T. vaginalis and common adverse reactions have been reported. It is known that fungi produce bioactive molecules and they can be a potential source of new antiparasitic molecules. Thus, in order to improve the current chemotherapy of T. vaginalis infection, the search for natural bioactive compounds in basidiomycetes can be an interesting approach to discover alternative drugs. The aim of this study was to investigate the presence, to purify and to identify substances in cultivation of basidiomycetes’ mycelia, which have anti-Trichomonas activity. Mycelia of basidiomycete Amauroderma camerarium, family Ganodermataceae, and Gymnopilus pampeanus, family Cortinariceae, were transferred to flasks containing malt extract broth (MEB) medium with variation of the nitrogen source and time of growth. The preparation with higher anti-T. vaginalis activity (MEB + KNO3 28 days of growth) for A. camerarium basidiomycete was chosen for purification and characterization assays, that indicated that the bioactive compound is a protein-like molecule. A protein without high homology with any other protein was found and was named amaurocine. Amaurocine presents activity against clinical isolates of T. vaginalis – TV LACH1 and TV LACM2 – (MIC=62.4 μg/mL), one of these a metronidazole-resistant isolate, and it presents activity against the T. vaginalis ATCC 30236 isolate (MIC=31.2 μg/mL). Amaurocine also presents proinflamatory activity. Since it was able to enhance nitric oxide release from neutrophils, which is an important host defense mechanism during the parasitic infection. For G. pampeanus, the most active extracts were produced in MEB + KNO3 28 days of growth and MEB + KNO3 21 days of growth, but further steps of purification are necessary. These results are in agreement with the high potential of biocompounds production of basidiomycetes that has been reported in the literature for decades.
7

Atividade anti-trichomonas vaginalis de moléculas produzidas por basidiomicetos

Duarte, Mariana January 2011 (has links)
O protozoário flagelado, Trichomonas vaginalis, causa a tricomonose, a doença sexualmente transmissível (DST) não viral mais comum no mundo. Metronidazol e tinidazol são os dois fármacos de escolha recomendados pelo Food and Drug Administration (FDA, USA) para o tratamento da tricomonose humana. Entretanto, isolados de T. vaginalis clínicos ou laboratoriais resistentes e reações adversas comuns têm sido reportados. Sabe-se que fungos produzem moléculas bioativas podendo ser uma fonte em potencial de novas moléculas antiparasitárias, sendo assim, a busca por compostos naturais bioativos em basidiomicetos pode ser uma abordagem interessante para descoberta de fármacos alternativos. O objetivo desse estudo foi investigar a presença, purificar e identificar substâncias com atividade anti-Trichomonas no meio de cultivo de micélios de basidiomicetos. Para a obtenção dos compostos bioativos, os basidiomicetos Amauroderma camerarium, família Ganodermataceae, e Gymnopilus pampeanus, família Cortinariceae, foram cultivados em meio caldo extrato de malte (CEM) com variação da fonte de nitrogênio e tempo de cultivo. O extrato bruto com maior atividade anti-T. vaginalis para A. camerarium (CEM + KNO3 28 dias de cultivo) foi escolhido para ensaios de purificação e caracterização, que indicaram que o composto bioativo é de natureza protéica. Uma proteína sem alta identidade com outra proteína foi purificada e foi denominada amaurocina. Amaurocina apresenta atividade contra isolados clínicos de T. vaginalis – TV LACH1 e TV LACM2 – (CIM= 62,4 μg/mL), sendo um isolado resistente ao metronidazol (TV LACM2), e contra o isolado ATCC 30236 (CIM= 31,2 μg/mL). A Amaurocina também apresenta atividade próinflamatória por induzir aumento da liberação de óxido nítrico de neutrófilos, o qual é um importamente mecanismo de defesa do hospedeiro durante a infecção parasitária. Para G. pampeanus, os extratos mais ativos foram produzidos em meio CEM + KNO3 por 28 dias de cultivo e CEM + KNO3 por 21 dias de cultivo, porém a purificação desses extratos é necessária. Esses resultados estão em concordância com o alto potencial de produção de biocompostos dos basidiomicetos, o qual tem sido reportado na literatura por décadas. / The flagellated protozoan, Trichomonas vaginalis, causes trichomonosis, the most common non-viral sexual transmitted disease (STD) in the world. Metronidazole and tinidazole are two drugs of choice recommended by Food and Drug Administration (FDA, USA) for treatment of human trichomonosis. However, clinical or laboratory-generated drug-resistant isolates of T. vaginalis and common adverse reactions have been reported. It is known that fungi produce bioactive molecules and they can be a potential source of new antiparasitic molecules. Thus, in order to improve the current chemotherapy of T. vaginalis infection, the search for natural bioactive compounds in basidiomycetes can be an interesting approach to discover alternative drugs. The aim of this study was to investigate the presence, to purify and to identify substances in cultivation of basidiomycetes’ mycelia, which have anti-Trichomonas activity. Mycelia of basidiomycete Amauroderma camerarium, family Ganodermataceae, and Gymnopilus pampeanus, family Cortinariceae, were transferred to flasks containing malt extract broth (MEB) medium with variation of the nitrogen source and time of growth. The preparation with higher anti-T. vaginalis activity (MEB + KNO3 28 days of growth) for A. camerarium basidiomycete was chosen for purification and characterization assays, that indicated that the bioactive compound is a protein-like molecule. A protein without high homology with any other protein was found and was named amaurocine. Amaurocine presents activity against clinical isolates of T. vaginalis – TV LACH1 and TV LACM2 – (MIC=62.4 μg/mL), one of these a metronidazole-resistant isolate, and it presents activity against the T. vaginalis ATCC 30236 isolate (MIC=31.2 μg/mL). Amaurocine also presents proinflamatory activity. Since it was able to enhance nitric oxide release from neutrophils, which is an important host defense mechanism during the parasitic infection. For G. pampeanus, the most active extracts were produced in MEB + KNO3 28 days of growth and MEB + KNO3 21 days of growth, but further steps of purification are necessary. These results are in agreement with the high potential of biocompounds production of basidiomycetes that has been reported in the literature for decades.
8

Atividade anti-trichomonas vaginalis de moléculas produzidas por basidiomicetos

Duarte, Mariana January 2011 (has links)
O protozoário flagelado, Trichomonas vaginalis, causa a tricomonose, a doença sexualmente transmissível (DST) não viral mais comum no mundo. Metronidazol e tinidazol são os dois fármacos de escolha recomendados pelo Food and Drug Administration (FDA, USA) para o tratamento da tricomonose humana. Entretanto, isolados de T. vaginalis clínicos ou laboratoriais resistentes e reações adversas comuns têm sido reportados. Sabe-se que fungos produzem moléculas bioativas podendo ser uma fonte em potencial de novas moléculas antiparasitárias, sendo assim, a busca por compostos naturais bioativos em basidiomicetos pode ser uma abordagem interessante para descoberta de fármacos alternativos. O objetivo desse estudo foi investigar a presença, purificar e identificar substâncias com atividade anti-Trichomonas no meio de cultivo de micélios de basidiomicetos. Para a obtenção dos compostos bioativos, os basidiomicetos Amauroderma camerarium, família Ganodermataceae, e Gymnopilus pampeanus, família Cortinariceae, foram cultivados em meio caldo extrato de malte (CEM) com variação da fonte de nitrogênio e tempo de cultivo. O extrato bruto com maior atividade anti-T. vaginalis para A. camerarium (CEM + KNO3 28 dias de cultivo) foi escolhido para ensaios de purificação e caracterização, que indicaram que o composto bioativo é de natureza protéica. Uma proteína sem alta identidade com outra proteína foi purificada e foi denominada amaurocina. Amaurocina apresenta atividade contra isolados clínicos de T. vaginalis – TV LACH1 e TV LACM2 – (CIM= 62,4 μg/mL), sendo um isolado resistente ao metronidazol (TV LACM2), e contra o isolado ATCC 30236 (CIM= 31,2 μg/mL). A Amaurocina também apresenta atividade próinflamatória por induzir aumento da liberação de óxido nítrico de neutrófilos, o qual é um importamente mecanismo de defesa do hospedeiro durante a infecção parasitária. Para G. pampeanus, os extratos mais ativos foram produzidos em meio CEM + KNO3 por 28 dias de cultivo e CEM + KNO3 por 21 dias de cultivo, porém a purificação desses extratos é necessária. Esses resultados estão em concordância com o alto potencial de produção de biocompostos dos basidiomicetos, o qual tem sido reportado na literatura por décadas. / The flagellated protozoan, Trichomonas vaginalis, causes trichomonosis, the most common non-viral sexual transmitted disease (STD) in the world. Metronidazole and tinidazole are two drugs of choice recommended by Food and Drug Administration (FDA, USA) for treatment of human trichomonosis. However, clinical or laboratory-generated drug-resistant isolates of T. vaginalis and common adverse reactions have been reported. It is known that fungi produce bioactive molecules and they can be a potential source of new antiparasitic molecules. Thus, in order to improve the current chemotherapy of T. vaginalis infection, the search for natural bioactive compounds in basidiomycetes can be an interesting approach to discover alternative drugs. The aim of this study was to investigate the presence, to purify and to identify substances in cultivation of basidiomycetes’ mycelia, which have anti-Trichomonas activity. Mycelia of basidiomycete Amauroderma camerarium, family Ganodermataceae, and Gymnopilus pampeanus, family Cortinariceae, were transferred to flasks containing malt extract broth (MEB) medium with variation of the nitrogen source and time of growth. The preparation with higher anti-T. vaginalis activity (MEB + KNO3 28 days of growth) for A. camerarium basidiomycete was chosen for purification and characterization assays, that indicated that the bioactive compound is a protein-like molecule. A protein without high homology with any other protein was found and was named amaurocine. Amaurocine presents activity against clinical isolates of T. vaginalis – TV LACH1 and TV LACM2 – (MIC=62.4 μg/mL), one of these a metronidazole-resistant isolate, and it presents activity against the T. vaginalis ATCC 30236 isolate (MIC=31.2 μg/mL). Amaurocine also presents proinflamatory activity. Since it was able to enhance nitric oxide release from neutrophils, which is an important host defense mechanism during the parasitic infection. For G. pampeanus, the most active extracts were produced in MEB + KNO3 28 days of growth and MEB + KNO3 21 days of growth, but further steps of purification are necessary. These results are in agreement with the high potential of biocompounds production of basidiomycetes that has been reported in the literature for decades.
9

Atividades de derivados purínicos em Leishmania amazonensis e Leishmania chagasi

Braga, Fernanda Gambogi 12 February 2008 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2016-10-21T10:35:01Z No. of bitstreams: 1 fernandagambogibraga.pdf: 553726 bytes, checksum: f15cef0c1ba9bd936e4b249618ff1332 (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2016-10-25T12:31:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 fernandagambogibraga.pdf: 553726 bytes, checksum: f15cef0c1ba9bd936e4b249618ff1332 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-25T12:31:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 fernandagambogibraga.pdf: 553726 bytes, checksum: f15cef0c1ba9bd936e4b249618ff1332 (MD5) Previous issue date: 2008-02-12 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / As leishmanioses são um grupo de doenças causadas por diferentes espécies do gênero Leishmania que afetam mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo. As manifestações clínicas podem variar desde simples lesões cutâneas à leishmaniose visceral que pode ser fatal. A quimioterapia convencional baseia-se em múltiplas injeções parenterais com antimoniais pentavalentes que são consideravelmente tóxicos e propensos a induzir resistência. Medicamentos de segunda linha, como Anfotericina B e suas formulações lipídicas, ou são demasiadamente caros para uso rotineiro nos países em desenvolvimento ou são tóxicos. Considerando que a busca de drogas mais eficazes contra Leishmania tornou-se extremamente necessária, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito in vitro de novos derivados da purina. Essas substâncias foram testadas contra promastigotas de L. amazonensis e L. chagasi e amastigotas de L. amazonensis, através do método colorimétrico do MTT e contagem dos parasitos. Foi também analisada a produção de NO pelas formas promastigotas e amastigotas de Leishmania e pelos macrófagos, medido espectrofotometricamente. Dentre os 13 derivados de purina testados, quatro, 6-(3-cloropropiltio)-9H-purina, ácido 2-(9H-purin-6-tioil)acético, sal de flúor de 7,8-diidro-(1,4)tiazepino(3,2,4-hi)purina e 6-(3'-(tioetilamina)propiltio)purina, inibiram o crescimento das formas promastigotas de L. amazonensis (IC50 de 50, 39, 28 e 50 μM, respectivamente). Somente o sal de 8,9-diidro-7H-(1,4) tiazepino(3,2,4-hi) purinil flúor inibiu o crescimento das formas promastigotas de L. chagasi (IC50 de 28 μM). O ácido 2-(9H-purin-6-tioil)acético apresentou a melhor atividade anti-amastigota e reduziu cerca de 50% do número de amastigotas intracelulares após 48h de tratamento. Os derivados purínicos, em geral, reduziram a produção de NO em promastigotas de Leishmania e em macrófagos, mas no processo de interação parasito/célula hospedeira não houveram alterações significativas na produção de NO. Também foi testada a citotoxicidade contra células mamíferas para todos os compostos que apresentaram efeito leishmanicida, mas nenhuma substância apresentou efeito significativo. Os resultados contribuiram para o avanço na investigação de novas drogas anti-leishmania, e sugerem que ácido 2-(9H-purin-6-tioil)acético tem um potencial leishmanicida promissor. / Leishmaniasis are a group of diseases caused by different species of the protozoan parasite Leishmania, which affect more than 12 million people worldwide. The clinical manifestations may range from single cutaneous lesions to fatal visceral leishmaniasis. Conventional chemotherapy relies on multiple parenteral injections with pentavalent antimonials that are considerably toxic and prone to induce resistance. Second-line drugs, such as amphotericin B and its lipid formulations, are either too toxic or expensive for routine use in developing countries. Considering it, the search for more effective drugs against Leishmania became extremely necessary. In order to find new drugs against leishmaniasis this work checked the in vitro effect of purine derivatives. These substances were assayed against L. amazonensis and L. chagasi promastigotes and amastigotes of L. amazonensis through the colorimetric method of MTT and counting of parasites. It also examined the production of NO the promastigote forms and amastigote forms of Leishmania sp and the macrophages measured spectrophotometrically. Among the 13 derivatives of purine assayed four substances: 6-(3-chloropropylthio)-9H-purine, 2-(9H-purin-6-ylthio)acetic acid, salt of fluor of 7,8-dihydro-[1,4]thiazepino[3,2,4-hi]purine and 6-(3'-(thioethylamine) propylthio)purine, inhibited the growth of promastigote forms of L. amazonensis (IC50 values of 50, 39, 28 and 50 μM, respectively). Only the salt of fluor of the 8,9-dihydro-7H-[1,4]thiazepino[3,2,4-hi]purine, inhibited the growth of promastigotes of L. chagasi (IC50 value of 28μM). The 2-(9H-purin-6-ylthio)acetic acid presented the best anti-amastigotes activity and this substance reduced approximately 50% of the number of intracellular amastigotes after 48h of treatment. In general the derivatives of purine reduced the production of NO in promastigotes of Leishmania and macrophages but in the process of interaction parasite/host cell there were no significant changes in the production of NO. We also had tested citotoxicity against mammalian cells for all the compounds that present leishmanicidal effect but none of the substances were found to have significant toxicity effect. The results contributed for advance in the research for new anti-leishmania drugs and suggest that 2-(9H-purin-6-ylthio)acetic acid has promising antileishmanial potencial.
10

Estudo fitoquímico e avaliação das atividades antimicrobianas e antiparasitárias dos flavonóides isolados de Myrcia hiemalis (Myrtaceae).

Silva, Paulo Daniel January 2007 (has links)
Submitted by Edileide Reis (leyde-landy@hotmail.com) on 2013-04-23T13:09:37Z No. of bitstreams: 2 Paulo Silva P2.pdf: 7012001 bytes, checksum: ac02584f36ed9b11322782dedd7f3d27 (MD5) Paulo Silva P1.pdf: 6123162 bytes, checksum: 481a802fdab0d1220341da009f60cb4f (MD5) / Made available in DSpace on 2013-04-23T13:09:37Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Paulo Silva P2.pdf: 7012001 bytes, checksum: ac02584f36ed9b11322782dedd7f3d27 (MD5) Paulo Silva P1.pdf: 6123162 bytes, checksum: 481a802fdab0d1220341da009f60cb4f (MD5) Previous issue date: 2007 / O presente trabalho descreve o estudo fitoquímico da fase em diclorometano dos componentes fixos das folhas de Myrcia hiemalis, bem como os ensaios biológicos realizados com o extrato etanólico, fases em diclorometano e hexano e substâncias isoladas. A espécie M. hiemalis está sendo estudada quimicamente pela primeira vez. Do estudo fitoquímico da fase em diclorometano das folhas de Myrcia hiemalis foram isolados e identificados sete componentes não-voláteis: miricitrina, daucosterol, 2?,4?-diidróxi-3?,5?-dimetil-6?-metóxichalcona, 2?,6?-diidróxi-3?-metil-4?-metóxichal-cona, 2?,3?,4?-diidróxi-5?-metil-6?-metóxichalcona, 7-hidróxi-6,8-dimetil-5-metóxi-flavanona e 5,7-diidróxi-6,8-dimetilflavanona. As estruturas das substâncias foram determinadas através das análises de diversas técnicas de RMN de 1H e 13C. Foram realizados testes antimicrobianos utilizando a técnica de Concentração Inibitória Mínima (CIM) com os microorganismos: Bacillus subtilis, Staphylococcus aureus, Micrococcus luteus,Streptococcus mutans, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella, choleraesuis, Aspergillus niger, Cladosporium cladosporioides, Candida albicans e Crinipellis perniciosa. A fase em diclorometano apresentou atividade contra as bactérias Gram-positivas testadas e contra o fungo Crinipellis perniciosa. Das substâncias isoladas, apresentaram atividade antimicrobiana a 2?,4?-diidróxi-3?,5?-dimetil-6?-metóxichalcona contra Micrococcus luteus e a 7-hidróxi-6,8-dimetil-5-metóxiflavanona contra Bacillus subtilis e Micrococcus luteus.Testes anti-Trypanosoma cruzi e anti-Leishmania amazonensis foram realizados com substâncias isoladas utilizando a técnica desenvolvida pela FIOCRUZ, sendo que a 2?,4?-diidróxi-3?,5?-dimetil-6?-metóxichalcona apresentou atividade contra os parasitos (anti-T. cruzi: IC50 13,12 mM; anti-L. amazonensis: 100% inibição a 50 mM) e a 2?,6?-diidróxi-3?-metil-4?-metóxichalcona apresentou atividade contra T. cruzi (IC50 35,95 mM). / Salvador

Page generated in 0.1236 seconds