• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 22
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 22
  • 22
  • 17
  • 6
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Complicações de estomias em crianças : frequência e fatores associados / Ostomy complications in children : frequency and associated factors

Faria, Talita Faraj 16 December 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-01-23T12:48:00Z No. of bitstreams: 1 2016_TalitaFarajFaria.pdf: 3739237 bytes, checksum: c61f85762e1ebf17566e1eb0ca02ebab (MD5) / Approved for entry into archive by Ruthléa Nascimento(ruthleanascimento@bce.unb.br) on 2017-02-24T18:38:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_TalitaFarajFaria.pdf: 3739237 bytes, checksum: c61f85762e1ebf17566e1eb0ca02ebab (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-24T18:38:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_TalitaFarajFaria.pdf: 3739237 bytes, checksum: c61f85762e1ebf17566e1eb0ca02ebab (MD5) / O processo de confecção da estomia na criança gera impacto em seu cotidiano e no de seus familiares, pois afeta sua integridade corporal, assim como seu convívio social e sua qualidade de vida. Apesar de a confecção do estoma ser considerada um procedimento cirúrgico simples, geralmente surgem complicações que na maioria das vezes podem ser evitadas. Objetivo: Estudar a ocorrência de complicações de estomias em crianças, caracterizar o perfil sociodemográfico e clínico das crianças atendidas no ambulatório, verificar a incidência destas complicações, assim como o tipo de complicações existentes no estoma e pele periestoma das crianças, além do tratamento empregado para resolução do problema. Método: Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, de caráter prospectivo, realizado com 37 crianças no período de fevereiro a agosto de 2016 no ambulatório de um hospital público de Brasília. Para a análise estatística foi utilizado o programa Statistical Package for the Social Sciences® (SPSS), versão 23.0, onde as variáveis categóricas foram descritas por meio de frequência absoluta e relativa e as variáveis quantitativas por meio da média e desvio padrão. O teste exato de Fisher e o teste qui-quadrado foram utilizados para comparar associações entre variáveis qualitativas. Resultados: Das crianças estudadas, 56,7% apresentaram complicações relacionadas às estomias, totalizando 25 complicações observadas durante a coleta de dados, sendo que algumas das crianças apresentaram mais de um tipo de complicação. A complicação mais frequente foi a dermatite de contato (76% dos casos). Conclusão: Espera-se que os dados obtidos a partir desta pesquisa possam ser utilizados para melhorar o atendimento das crianças estomizadas, subsidiando o planejamento das ações dos profissionais de saúde, a fim de evitar e/ou diminuir a ocorrência das complicações. / The process involved on ostomy surgery in children generates an impact on their daily lives and their families, it affects their physical integrity as well as their social life and their quality of life. Despite the ostomy production being considered a simple surgical procedure, complications can arise which, in most cases, can be avoided. Objective: Study the incidence of ostomy complications in children, characterize the sociodemographic and clinical profiles in children seen by the clinic, check the incidence of such implications as well as the type of existing complications in the ostomy and peristomal skin of these children in addition to the treatment employed to solve the problem. Method: This is a quantitative, descriptive, prospective character study performed with 37 children between the periods of February to August 2016 at a clinic of a public hospital in Brasília. For the statistical analysis, the program Statistical Package for the Social Sciences® (SPSS) version 23.0 was used to determine where the categorical variables were described by absolute and relative frequencies and the quantitative variables were described by means of average and standard deviation. The exact Fisher test and the chi-square test were used to compare associations between qualitative variables. Results: From the studied children, 56,7% had ostomy complications, totaling 25 complications during the data collection, and some of the children presented more than one type of complication. The most frequent complication was contact dermatitis (76%). Conclusion: It is expected that the data obtained from this research can be used to improve the care of ostomized children, subsidizing action planning on behalf of health professionals to avoid and/or reduce the complications incidence. / El proceso de confección de la ostomía en el niño genera impacto en su cotidiano y en el cotidiano de sus familiares, ya que afecta su integridad corporal, así como su convivio social y su calidad de vida. Aunque se considere la confección del ostoma como un procedimiento quirúrgico simple, generalmente surgen complicaciones que en la mayoría de las veces se pueden evitar. Objetivo: Estudiar la ocurrencia de las complicaciones de ostomías en niños, caracterizar el perfil sociodemográfico y clínico de los niños atendidos en el ambulatorio, verificar la incidencia de estas complicaciones, así como el tipo de complicaciones que existen en el estoma y piel periestoma de los niños, además del tratamiento que se emplea para la resolución del problema. Método: Se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo, de carácter prospectivo, realizado entre 37 niños en el periodo de febrero a agosto de 2016 en un ambulatorio de un hospital de la red pública de Brasilia. Para el análisis estadístico se utilizó el programa Statistical Package for the Social Sciences® (SPSS), versión 23.0, donde se describieron las variables categóricas por medio de frecuencia absoluta y relativa y las variables cuantitativas por medio del promedio y desvío estándar. Se utilizaron el test exacto de Fisher y el test chi cuadrado para comparar asociaciones entre variables cuantitativas. Resultados: De los niños estudiados, el 56,7% presentaron complicaciones relacionadas a las ostomías, totalizando 25 complicaciones observadas durante la colecta de datos, siendo que algunos de los niños presentaron más de un tipo de complicación. La complicación más frecuente fue dermatitis de contacto (76%). Conclusión: Se espera que se puedan utilizar los datos obtenidos a partir de esta pesquisa para mejorar el atendimiento a los niños ostomizados, subsidiando la planificación de las acciones de los profesionales de salud, a fin de evitar y/o disminuir la ocurrencia de las complicaciones.
2

Esteatorreia pos-gastrectomia : relação com o tipo de cirurgia e possibilidades de tratamento clinico

Silva, Rita de Cassia Martins Alves da 12 November 1991 (has links)
Orientador : Adriana Seva Pereira / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-14T01:13:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva_RitadeCassiaMartinsAlvesda_D.pdf: 1350497 bytes, checksum: a8b9d6670099edce6176eded41502561 (MD5) Previous issue date: 1991 / Resumo: A mal absorção de gordura pode ocorrer em vários graus e freqüências após cirurgias gástricas e é responsável por diarréia, emagrecimento e desnutrição pós-gastrectomia. Este trabalho teve como objetivos avaliar a freqüência e os níveis da esteatorréia, sua associação com os tipos de cirurgia gástrica e as possibilidades de tratamento clínico. Foram estudados 66 pacientes com história de diarréia crônica após cirurgia gástrica, tendo sido excluídas outras causas de esteatorréia. Foram divididos em grupos conforme o tipo de cirurgia: V - vagotomia com piloroplastia (n = 5): BI- Billroth I (n = 9): BII - Billroth II (n = 37): YR - Y de Roux (n = 10) e GT - gastrectomia total (n = 5) e foram classificados quanto ao nível da esteatorréia: nível zero - gordura fecal (7g/dia (esteatorréia ausente: nível 1 - gordura fecal entre 7 e 12g/dia (esteatorréia leve) e nível 2 - gordura fecaI ) 12g/dia (esteatorréia grave. Após testes terapêuticos com antimicrobianos e com pancreatina, todos os pacientes foram reavaIiados clínica e laboratorialmente. Os resultados obtidos mostram a ocorrência de esteatorréia em 72,7% dos 66 pacien- tes, sendo que em 54,5% ela foi grave e em 18,2% foi leve. A administração de antimicrobianos provocou melhora da esteatorréia em 54.8% de 31 pacientes e a pancreatina normalizou a gordura fecal em 33.3% dos 10 pacientes que usaram essa medicação. Quanto à associação da esteatorréia com o tipo de cirurgia. os dados mostram que ela foi mais grave nos grupos BII, YR e GT enquanto foi mais leve nos grupos B1 e V. As possibilidades de tratamento clínico foram melhores no grupo B1, onde todos os pacientes normalizaram a perda fecal de gordura, sendo seguido pelos grupos BII e YR, que apresentaram melhora em 55 e 60% dos pacientes respectivamente. Nenhum paciente do grupo GT melhorou com antimicrobianos. Dos 10 pacientes que usaram pancreatina, normalizaram o balanço de gordura e eram do grupo B11. Os nossos danos chamam atenção para ocorrência de esteatorréia grave após cirurgias gástricas. Os antimicrobianos se mostraram eficazes na redução da esteatorréia. A pancreatina pode ser uma importante opção terapêutica e deve sempre ser tentada. As cirurgias gástricas extensas e a confecção de alça cega se associaram a níveis mais elevados de esteatorréia em relação às cirurgias menos mutiladoras / Abstract; Malabsorption of fat can occur at various levels after gastric surgery causing malnutrition. The aim of this study is to evaluate the frequency and the levels of steatorrhea, its associati on with types of gastric surgery and also lhe possibilites of clinical trealment. Sixty-six patients, with chronic post-gastrectomy diarrhoea, were studied. These same patients were divided into groups, depending on the type of surgery undergone: V - vagotomy with piloroplasty (n = 5); BI - Billrolh I (n = 9); BII - Billrolh II (n = 37); YR - Y de Roux (n = 10) and TG - total gastrectomy (n = 5) and were classified with regards the leveI of steatorrhoea: leveI 0 - faecal fat < 7g/day (steatorrhoea not present leveI 1 - faecal fatfrom 7 to g / day (mild steatorrhea); and leveI 2 - faecal fat> 12g/day (severe steatorrhoea). After having been submitted for therapeutic trials with antimicrobians and pancreatina, the patients were then submitted to a new clinical and laboratorial evaluaton. ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Doutorado / Doutor em Ciências Médicas
3

Aplicação da lista de verificação de segurança cirúrgica da Organização Mundial da Saúde : análise da segurança do paciente cirúrgico em serviços de saúde do Distrito Federal / Application of the World Health Organization (WHO) surgical safety checklist : analysis of surgical patient safety in health services in the Brazilian Federal District

Santana, Heiko Thereza 04 December 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015. / Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2016-04-08T16:34:45Z No. of bitstreams: 1 2015_HeikoTherezaSantana_Parcial.pdf: 4981998 bytes, checksum: 825a8677c29cbdac2676167c0a1dd9e5 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2016-05-15T11:51:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_HeikoTherezaSantana_Parcial.pdf: 4981998 bytes, checksum: 825a8677c29cbdac2676167c0a1dd9e5 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-15T11:51:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_HeikoTherezaSantana_Parcial.pdf: 4981998 bytes, checksum: 825a8677c29cbdac2676167c0a1dd9e5 (MD5) / Frente ao problema da elevada morbimortalidade nos procedimentos cirúrgicos, em 2008, a Organização Mundial de Saúde lançou o programa Cirurgia Segura Salva Vidas, recomendando o uso da Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica (LVSC) para minimizar riscos nas cirurgias. Em 2010, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária lançou o Programa Cirurgias Seguras Salvam Vidas, sendo que um projeto piloto foi desenvolvido para avaliar a aplicação da LVSC (Pré-Pós-intervenção) em hospitais públicos do Distrito Federal. O estudo transversal prospectivo foi realizado entre 2012-2014. Além da avaliação da aplicação da LVSC, analisou-se as atitudes e opiniões de segurança das equipes cirúrgicas e da atenção anestésico-cirúrgica e segurança do paciente. Os profissionais dos Centros Cirúrgicos foram treinados para a LVSC, sendo que 19 itens de segurança foram avaliados (antes da indução anestésica, da incisão cirúrgica e antes da saída do paciente da sala operatória). Utilizou-se também o SafetyAttitudesQuestionnaire-OperatingRoom com 504 profissionais, avaliando as atitudes e opiniões das equipes na sala operatória, além da autoavaliação anestésico-cirúrgica e segurança do paciente (149 profissionais). Na análise estatística utilizaram-se os testes de Kruskal-Wallis, Mann-Whitney e Qui-quadrado com significância de 5,0%. Na formação do banco de dados utilizou-se o software SPSS, versão 16.0. Para a aplicação da LVSC, estudou-se 1.141 pacientes (Pré-intervenção) e 1.052 (Pós-intervenção), totalizando 2.193 pacientes. Quanto à adesão à LVSC (Pós-intervenção), “antes da indução anestésica” observou-se que na “identificação do paciente”, a “colocação do oxímetro de pulso” e “funcionamento do oxímetro”, a adesão foi superior a 95,0%. Na “verificação de alergias”, “avaliação de dificuldade aérea” e “avaliação de perda sanguínea”, foi baixa a adesão. Os itens “antes da incisão cirúrgica” apresentaram adesão superior a 90,0%, exceto “eventos críticos previstos pelo anestesista” (86,7%) e “disponibilização de exames de imagem” (80,0%). Na etapa “antes do paciente sair da sala operatória”, houve baixa contagem de instrumental. As complicações e óbitos foram baixos. Quanto às atitudes e opiniões, a sensação de segurança e concordância da integração da equipe após capacitação foi significativa entre a equipe de enfermagem e anestesiologistas. Ainda, a LVSC apresenta fácil preenchimento, ajuda a evitar erros e contribui para melhor comunicação na sala operatória. Na avaliação da atenção anestésico-cirúrgica e segurança do paciente, relatou-se ausência de controle de temperatura e pressão positiva na maioria das sala operatória. A maioria não reconhece o duplo mecanismo de identificação do paciente, do monitoramento do tempo de atraso da cirurgia e tempo na Recuperação Anestésica. A taxa de reinternação não é monitorada (82,2%) e a vigilância pós-alta, em 72,2% não é realizada. Concluiu-se que houve bons níveis de conformidade à maioria dos itens da LVSC, mas estudos qualitativos devem ser realizados para compreensão das razões para a adesão variável aos itens da lista. Com relação às atitudes e opiniões das equipes sobre a LVSC, percebeu-se dificuldade de aceitação do instrumento pelos cirurgiões. Por último, a investigação aponta fragilidades na estrutura físico-operacional dos Centros Cirúrgicos e nos itens de segurança do paciente, sinalizando para possível descumprimento de determinados regulamentos sanitários. / Due to elevated rates of morbidity and mortality in surgical procedures, in 2008 the World Health Organization launched the program “Safe Surgery Saves Lives”, recommending the use of the Surgical Safety Checklist to minimize the risks of surgery. In 2010 the Ministry of Health and the National Health Surveillance Agency then launched the program Safe Surgery Saves Lives with a pilot project that was developed in order to evaluate the process of utilizing the checklist (Pre- and Post-intervention) in public hospitals in the Federal District. The prospective transversal study was conducted in three hospitals between 2012 and 2014. In addition to evaluating checklist use, the study evaluated the attitudes and opinions of the surgical teams regarding patient safety. The professionals in the Surgery Centers were trained to use the checklist; 19 safety items on the checklist pertained to the stages: Before induction of anesthesia, Before skin incision, and Before patient leaves operating room were evaluated. Also, the Safety Attitudes Questionnaire-Operating Room was given to 504 professionals to evaluate the attitudes and opinions of teams in the operating room, in addition to the self-evaluation on patient safety, which 149 professionals responded to. The Kruskal-Wallis, Mann-Whitney, and Chi-square tests were used in the statistical analyses with 5.0% significance. SPSS version 16.0 was used to compile the data bank. The checklist was used with 1,141 patients in the Pre-intervention phase and 1,052 patients in the Post-intervention phase, for a total of 2,193 patients. Regarding adherence to the checklist in the Post-intervention stage, “Before induction of anesthesia”, it was observed that adherence was higher than 95% for “Patient identification”, “Pulse oximeter placement”, and “Pulse oximeter functioning”. “Allergy verification”, “Airway obstruction verification”, and “Risk of blood loss assessment” had low adherence in all three hospitals. The items included in the stage “Before skin incision” revealed 90% or greater adherence, except for “Anticipated critical events” by the anesthetist (86.7%) and “Essential imaging displayed” (80.0%). In the stage “Before patient leaves operating room”, there were low levels of instrument counts. Complications and deaths were low. Regarding to attitudes and opinions, feelings of safety and agreement on team integration after the training program were significant between nursing teams and anesthesiologists. Moreover, surgical team reported that the checklist is easy to fill out, helps to avoid errors, and contributes to better communication in the operating room. In the evaluation of the anesthetic-surgical care and patient safety, the absence of temperature control and positive pressure in the majority of operating rooms was observed. A secondary means of identifying the patient, monitoring surgical delay, or time in the anesthesia recovery room are not recognized by most of the respondents. The readmission rate is not monitored (82.2%) and post-release follow up on surgical patients is not conducted (72.2%). It was concluded that there were good levels of compliance with the majority of the items on the checklist, but qualitative studies should be conducted in order to better understand the reasons for variable adherence to items on the checklist. Regarding to the attitudes and opinions by surgeons on the checklist, were observed difficulties found in the acceptance of the instrument. Finally, the study identifies weaknesses in the physical and operational structure of the Surgical Centers as well as with some of the items in relation to patient safety, which could be a possible indication that certain health regulations are not being followed.
4

Testes pre-operatorios sistemicos na cirurgia de catarata ambulatorial em adultos : e necessaria uma rotina?

Lira, Rodrigo Pessoa Cavalcanti, 1973- 27 February 2002 (has links)
Orientador: Carlos Eduardo Leite Arieta / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-07T10:29:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lira_RodrigoPessoaCavalcanti_D.pdf: 3331032 bytes, checksum: 0dbac8b2badde784bb95fcb217e6ea83 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: O objetivo principal deste estudo foi investigar se os exames complementares sistêmicos realizados rotineiramente, antes da cirurgia de catarata, com anestesia local, reduzem a taxa de complicações clinicas durante o período perioperatório em adultos. O estudo foi desenvolvido no Hospital de Clinicas da Universidade Estadual de Campinas Unicamp, Campinas, São Paulo, Brasil, entre 10 de fevereiro de 2000 e 10 de janeiro de 2001. As cirurgias de catarata foram aleatoriamente selecionadas para serem precedidas por uma bateria de testes pré-operatórios (grupo de testes rotineiros) ou não precedidas por testes rotineiros (grupo de testes seletivos). Se o paciente foi sorteado para o grupo de testes seletivos, foi solicitado que nenhum teste pré-operatório fosse executado a menos que o paciente apresentasse um novo problema médico, ou piora de uma doença preexistente, a qual requeresse os testes independentemente da realização da cirurgia. Para pacientes sorteados para o grupo de testes rotineiros, foram solicitados: eletrocardiograma, dosagem de hemoglobina e glicemia de jejum. A amostra de 1.025 pacientes programada para ser submetida à cirurgia de catarata incluiu 513 sorteados para o grupo de testes seletivos e 512 sorteados para o grupo de testes rotineiros. Os dois grupos tiveram proporções semelhantes de operações que foram canceladas e não foram remarcadas (2% em cada grupo). A :freqüência cumulativa de eventos adversos intraoperatórios foi semelhante nos dois grupos (9,6% no grupo de testes rotineiros e 9,7% no grupo de testes seletivos - p 0,923). Os tipos de eventos adversos foram semelhantes em ambos os grupos. Os resultados deste estudo sugerem que exames subsidiários clínicos rotineiros antes de cirurgia de catarata, sob anestesia local, não reduzem a taxa de complicações clinicas durante o período perioperatório. Uma conduta mais eficiente deve ser pedir apenas testes pré-operatórios indicados pela história clinica ou exame físico do paciente. A adoção dessa conduta pode permitir economia ao sistema de saúde do Brasil, que financia cerca de 250.000 facectomias ao ano / Abstract: The objective of this study was to investigate whether routine medical testing before cataract surgery with local anesthesia reduces the rate of complications during the perioperative period in adults. The study was developed in an academic medical center in Brazil, between February 10, 2000 and January 10,2001. The scheduled cataract operation was random1y assigned either not to be preceded by routine medical testing (the selective-testing group) or to be preceded by routine testing (the routine-testing group). If the patient was assigned to the selective-testing group, it was requested that no preoperative testing be performed unless the patient presented with a new or worsening medical problem that would warrant medica! evaluation with testing. For patients assigned to the routine-testing group it was requested that a 12-lead electrocardiogram, measurements of hemoglobin and serum glucose be obtained. The sample of 1025 patients scheduled to undergo cataract surgery inc1uded 513 assigned to the selective-testing group and 512 assigned to the routine-testing group. The two groups had similar proportions of operations that were canceled and not rescheduled (2% in each group). The cumulative rate ofmedical events was similar in the two groups (9.6% in the routine-testing group and 9.7% in the selective-testing group - p 0.923). The types ofmedical events were similar in both groups. The results of this study suggest that routine medical testing before cataract surgery does not reduce the rate of complications during the perioperative period, and a more efficient approach should be only to request preoperative tests indicated by patient history or physical examination. This attitude may help our health system to save resources in its challenge ofto finance 250.000 cataract surgeries each year / Doutorado / Oftalmologia / Doutor em Ciências Médicas
5

Avaliação da absorção de gordura apos gastrectomia total em ratos com reconstrução tipo Y de Roux e em duplo transito tipo Rosanov modificado

Pereira, Gustavo Seva 14 November 2001 (has links)
Orientador : Luiz Roberto Lopes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-31T14:49:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pereira_GustavoSeva_M.pdf: 1331893 bytes, checksum: 10f35e657eaa1f3299a967cae884aaa0 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: Introdução - Uma das principais complicações tardias da gastrectomia total com reconstrução de trânsito excluindo duodeno (Y de Roux) é a esteatorréia. Entre seus fatores causais estão o supercrescimento bacteriano do delgado, mistura ineficaz dos alimentos com enzimas, diminuição do estímulo neuro-hormonal para o pâncreas e diminuição da superfície absortiva por deixar alça intestinal excluída do trânsito. Muitas técnicas de reconstrução pós-gastrectomias total foram descritas para que se pudesse evitar esses efeitos indesejáveis, mas cada uma apresentou seus inconvenientes. Nesse estudo foi avaliada a técnica descrita por Rosanov com uma pequena modificação, que mantém o trânsito através do duodeno, para avaliar a absorção de gorduras. Objetivo - Avaliar em ratos a absorção de gorduras e o peso após gastrectomia total, comparando as técnicas utilizadas para reconstrução de trânsito: tipo Y de Roux e tipo Rosanov modificado. Método ¿ Foram utilizados 3 grupos de ratos Wistar machos, com peso semelhante. Dois grupos foram submetidos à gastrectomia total: o primeiro teve sua reconstrução com técnica de Y de Roux (grupo Y), e o segundo com Rosanov modificado (grupo R). Após a cirurgia, foi introduzida dieta com teor de gorduras conhecido (11%). Um terceiro grupo (controle) foi submetido às mesmas condições dos outros animais, sem ter sido submetido à cirurgia, e foi utilizado como parâmetro para o esteatócrito e peso pós-operatório. Após 14 dias, antes de serem sacrificados, foram submetidos a laparotomia para coleta de fezes do ceco e dosagem de esteatócrito. Os valores de esteatócrito e a perda de peso foram analisados estatisticamente pelo método de Kuskal-Wallis. Resultados ¿ A perda de peso foi semelhante nos grupos Y e C (p-valor>0,1), e maior no grupo R (p-valor=0,0001). O esteatócrito dos grupos R (média = 5,16%) e C (média = 4,15%) foram semelhantes (p-valor>0,1), enquanto o grupo Y teve valores significativamente maiores (média = 28,18%, p-valor=0.0001). Conclusão - A gastrectomia total com reconstrução tipo Rosanov modificada mostrou esteatorréia semelhante ao grupo controle, enquanto a reconstrução tipo Y de Roux apresentou menor esteatorréia que os grupos controle e Rosanov. Com relação ao peso, houve perda de peso maior no grupo operado com técnica de Rosanov modificada, que nos grupos controle e operado com reconstrução tipo Y de Roux, que foram semelhantes. Esta ocorrência foi atribuída ao fato de os animais do grupo R possuírem passagem alimentar pelo duodeno, que continua no trânsito intestinal, diminuindo as complicações previstas na reconstrução tipo Y de Roux / Abstract: Introduction - Steatorrhea is one of the most common complications of duodenum-exclusion reconstruction after total gastrectomy (Roux-en-Y). Among its causes are: small bowel bacterial overgrowth, inefficient food-enzime mixing, insufficient neuro-hormonal pancreatic stimulation, shortening of absorption surface, due to leaving excluded part of the bowel. Many post-total gastrectomy reconstruction techniques have been developed, in order to avoid these undesirable effects, but each of them has its inconvenience. In this experiment, we tested a slightly modified Rosanov technique, which keeps duodenal transit, to evaluate fat absorption after gastrectomy. Objective ¿Evaluate the intestinal post-total gastrectomy steatorrhea comparing the Roux-en-Y and the modified Rosanov techniques. Methods ¿ Three groups of rats of the same age, weight and species were used. Total gastrectomy was performed in two groups: the first one was operated and transit was reestablished by the Roux-en-Y technique (group Y), while the second, by the modified Rosanov technique. After surgery a 11% (hyperfatty) handmade diet was offered. A third group (control - group C) was not taken to surgery, but was submitted to the same conditions of the other groups, and was used as reference for steatocrit and post-operative weight values. The animals were taken to laparotomy 14 days after surgery and had their feces collected from cecum, and their steatocrit determined. Results were provided by analysis of weight loss and steatocrit values. Results ¿ Weight loss was similar in groups Y and C (p-value > 0.1), and higher in group R (p-value = 0.0001) Groups R and C steatocrit values (mean 5.16% and 4.15% respectively) were similar (p-value > 0.1), while group Y had significantly higher values (mean = 28,18%, p-value = 0.0001). This was attributed to the fact that the group R animals had their duodenal path patent, decreasing the complications expected in the Roux-en-Y reconstruction. Conclusion ¿ Steatorrhea in the modified Rosanov technique was similar to control group, while Roux-en-Y reconstruction had its values higher. Weight loss was lower in the control and Roux-en-Y group, when compared to modified Rosanov technique / Mestrado / Cirurgia / Mestre em Cirurgia
6

Fatores que interferem na evolução motora e psicossocial do paciente vitima de traumatismo craniencefalico grave : uma avaliação da escala de coma de Glasgow e da escala de resultados de Glasgow

Oliveira, Rosmari Aparecida Rosa Almeida de 03 August 2018 (has links)
Orientador: Sebastião Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T06:47:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_RosmariAparecidaRosaAlmeidade_M.pdf: 1318500 bytes, checksum: 0af28eeaf42f3dd68b1c5e4d5b913c78 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Introdução. O traumatismo craniencefálico (TCE) tem aumentado na população civil numa relação direta com o desenvolvimento tecnológico, especialmente devido à grande circulação de veículos automotores, e, mais recentemente, devido ao aumento da violência nos grandes centros urbanos. Atinge principalmente a população jovem, na fase mais produtiva da vida, gerando seqüelas físicas, econômicas e psicossociais de grandes proporções. A escala de resultados de Glasgow (ERG) é utilizada mundialmente para acompanhar a evolução desses pacientes. Objetivos. Avaliar se a gravidade da lesão, estimada pela escala de coma de Glasgow (ECG) na entrada, e se a ERG na alta hospitalar (ERGALTA) podem ser utilizadas como índices prognósticos e quais são os principais fatores que interferem na evolução final a longo prazo (t ³ 1 ano) após TCE grave (ECG £ 8). Metodologia. Esta pesquisa foi realizada junto ao HC-UNICAMP, em duas fases: a primeira foi retrospectiva, com coleta de dados de prontuários relativos ao período de internação hospitalar dos pacientes; a segunda foi prospectiva, onde os pacientes foram submetidos a uma avaliação neurológica clínica e fisioterápica após um tempo ³ 1 ano do TCE para verificar suas evoluções. A ERG foi aplicada em dois momentos: na alta hospitalar (ERGALTA) e após um tempo ³ 1 ano de evolução (ERGTARDIA). Resultados. Foram incluídos na análise 45 pacientes vítimas de TCE grave (36M, 9F), com idade média de 24,6 ± 10,4 anos. A causa mais freqüente do TCE foi o acidente automobilístico (46,7%). A pontuação da ERGALTA foi: 2 = 2 (4,4%); 3 = 27 (60%); 4 = 15 (33,3%) e 5 = 1 (2,2%). A pontuação da ERG tardia foi: 1 = 5 (11,1%); 2 = 1 (2,2%); 3 = 7 (15,6%); 4 = 9 (20%) e 5 = 23 (51,1%). As seguintes variáveis mostraram-se estatisticamente significativas como índices prognósticos de longo prazo: ERGALTA (p = 0,03), a necessidade de neurocirurgia (p = 0,008) e o tipo de lesão (difusa vs focal; p = 0,009). Nas associações isoladas, a presença de pneumonia e a idade mais avançada mostraram-se também fatores de pior prognóstico (p < 0,05). Outros achados importantes foram: alterações de comportamento (97,7% dos casos) e queda da produtividade profissional prévia em 35% (p = 0,001). A fisioterapia mostrou-se como uma parte importante da reabilitação dos pacientes, relatada em 67% dos casos, porém não esteve associada ao prognóstico dos mesmos, mas apenas ao seus graus de dependência segundo a ERGTARDIA (p = 0,007). Conclusões. Nestes pacientes com TCE grave (ECG £ 8), a ECG de entrada não se mostrou útil como índice prognóstico a longo prazo, mas a ERGALTA sim. Os principais fatores que estiveram associados a uma pior evolução tardia (ERGTARDIA) dos pacientes após o TCE foram: o tipo de lesão (difusa vs focal), a presença de pneumonia, a necessidade de neurocirurgia e a idade mais avançada dos pacientes / Abstract: Introduction. Severe traumatic brain injury (STBI) has been increasing in civilian life in a direct relationship to technological development, especially do to traffic accidents and escalating urban violence. Young people, who are in their most productive phase of life, are more vulnerable to SBTI, leading to enormous medical, psychological, economical and social sequels. The Glasgow Outcome Scale (GOS) has been largely used for long term evaluation of SBTI patients. Objectives. To evaluate if initial injury severity, estimated by Glasgow Coma Scale (GCS), and if GOS at hospital discharge (GOS-HD) can be used as prognostic indexes, and which are the main factors that affect long term (t ³ 1 year) SBTI (GCS £ 8) patients outcome. Methodology. This was an observational study and had been conducted in a teaching hospital (HC-UNICAMP), in two phases: the first one was retrospective, with data acquisition from patient¿s hospital staying medical records; and the second one was prospective, when patients with a pasting time ³ 1 year since SBTI were submitted to neurological and physiotherapeutic evaluation. The GOS was estimated at two moments: at hospital discharge (GOS-HD) and after a an evolution time ³ 1 year after head trauma (GOS-LATE). Results. Forty five SBTI patients (36 M; 9 F), age 24.6 ± 10.4 years, were included in this study. The most frequent SBTI cause was car accident (46.7%). GOS-HD evaluation has shown: 2 = 2 (4.4%); 3 = 27 (60%); 4 = 15 (33.3%); and 5 = 1 (2.2%). GOS-LATE has shown: 1 = 5 (11.1%); 2 = 1 (2.2%); 3 = 7 (15.6%); 4 = 9 (20%) e 5 = 23 (51.1%). The following variables has been established as significantly long term prognostic indexes: GOS-HD (p = 0.03), the need of neurosurgical interventions (p = 0.008) and the type of lesion (diffuse vs focal; p = 0.009). The presence of pneumonia and more advanced age were also associated with poorest prognosis (p < 0.05). Additional important findings were: behavioural alterations (97.7%) and a 35% decline in previous professional productivity (p = 0.001). Physiotherapeutic interventions had been shown to be an important tool in patients¿ rehabilitation, reported by 67% of them, but it was not associated with long term prognosis, only reflecting their physical dependence grade according to GOS-LATE (p = 0.007). Conclusions. In these SBTI patients (GCS £ 8), GCS has not been shown as an useful long term prognostic index, but GOS-HD has did. The main factors that had been associated with poor long term outcome (GOS-LATE) were: the type of lesion (diffuse vs focal), the presence of pneumonia, the need of neurosurgical interventions and more advanced age / Mestrado / Pesquisa Experimental / Mestre em Cirurgia
7

Fratura mandibular e lesão nos nervos alveolar inferior e lingual relacionados a extrações de terceiros molares inferiores e a repercussão legal

Pereira, Savio Domingos da Rocha 03 August 2018 (has links)
Orientador: Glaucia Maria Bovi Ambrosano, Luis Francesquini Junior / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-03T23:48:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pereira_SavioDomingosdaRocha_M.pdf: 777396 bytes, checksum: 570da40f8454c6e4728172c046f44bf4 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: O número de processos contra Cirurgiões ¿ Dentistas vem aumentando a cada ano nas várias especialidades da Odontologia. No campo da Cirurgia Buco Maxilo Facial esse fato não é exceção. Dentre as cirurgias mais freqüentes nessa especialidade destaca-se a intervenção para extração de terceiros molares. Em decorrência dessa cirurgia ocorrem alguns acidentes e complicações que podem levar o indivíduo a questionar a responsabilidade profissional com uma ação na Justiça. Como conseqüências a exodontia de um terceiro molar inferior, a fratura mandibular, a lesão do nervo alveolar inferior e a lesão do nervo lingual estão entre as situações que mais geram processos na área da cirurgia odontológica. A observação ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei 8078 de 11/09/90) é fundamental para que o clínico na Odontologia possa exercer a profissão de forma segura. Nele fica patente a obrigatoriedade de orientações sobre riscos, vantagens e desvantagens do procedimento, bem como a necessidade de autorização para execução de qualquer tratamento, tornando o consentimento informado uma premícia na prática odontológica. Após distribuir 200 questionários a Cirurgiões - Dentistas nos municípios de Vitória e Vila Velha, Espírito Santo, verificou-se a não ocorrência de casos de fratura mandibular entre esses profissionais e encontrou-se a ocorrência de 8% de lesão do nervo alveolar inferior e também 8% de lesão do nervo lingual como conseqüência de cirurgias para extração de terceiros molares inferiores. As indicações mais comuns para cirurgia foram: falta de espaço (42%), pericoronarite (13%), cárie (11%), razões ortodônticas (10%), doença periodontal (8%), dor na região (6%), patologias odontogênicas (3%) e reabsorção do segundo molar (1%). Com relação ao exame adiográfico prévio à intervenção quase que a totalidade da amostra (96%) faz o exame antes da cirurgia e no que tange o cumprimento da Lei 8078, a maioria dos participantes explica os riscos e benefícios (73%) e fazem as orientações pósoperatórias (62%), porém na maioria das vezes feita de forma verbal, procedimento que deixa margem para questionamentos. A pesquisa revelou que os participantes classificaram como erro profissional a fratura mandibular após exodontia de terceiro molar inferior (75%) e houve divergência de opiniões com relação a lesão do nervo lingual e alveolar inferior / Abstract: The number of litigious actions in Oral and Maxillo Facial Surgery has been increased for the past years world wide. Among the most performed surgeries, third molar extraction is one of the most common. Mandibular fracture, inferior alveolar nerve injury and lingual nerve injury may happen as consequence of inferior third molar extraction and represent great source of lawsuit in oral surgery. The Informed Consent must be given to the patient before the procedure. After the Ethical Committee approval, a survey with 200 questionnaires was applied to Dental Surgeons in Vitoria and Vila Velha Cities in Espirito Santo State in Brazil to study these three inferior third molar related accidents. The results showed no case of mandibular fracture and found 8% of inferior alveolar nerve injury and also 8% of lingual nerve injury. The most common reasons for inferior third molar surgery were: lack of space (42%), pericoronitis (13%), caries (11%), orthodontics (10%), periodontics (8%), pain (6%), pathologies (3%) and second molar resorption (1%). Concerning Informed Consent, most of the participants explained risks and made post operative orientation orally which may raise doubts, leading to legal argumentation. Almost all Dental Surgeons (96%) used to do radiograph exam previous the surgery. The research concluded that even with third molar surgery related morbidity, the informed consent is not properly done and asymptomatic third molar is being extracted. 75% of Dental Surgeons classified Mandibular fracture after inferior third molar surgery as a professional malpractice while there were different opinions about inferior alveolar and lingual nerve injuries / Mestrado / Odontologia Legal e Deontologia / Mestre em Odontologia Legal e Deontologia
8

Avaliação da complexidade dos cuidados de enfermagem em uma unidade de terapia intensiva para mulheres submetidas a cirurgia oncologica - ginecologica e mamaria

Rosa, Teresa Celina Meloni, 1963- 27 October 2005 (has links)
Orientador: Sophie Françoise Mauricette Derchain / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-05T07:23:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rosa_TeresaCelinaMeloni_M.pdf: 279812 bytes, checksum: 610146e1d3177413f585dfeadd9d9aed (MD5) Previous issue date: 2005 / Resumo: Introdução: As cirurgias oncológicas podem estar associadas a ocorrências de complicações, muitas delas inesperadas. O pós-operatório de pacientes com câncer é um grande desafio, razão pela qual estes pacientes devem ser admitidos na Unidade de Terapia Intensiva durante este período. Sistemas de graduação de gravidade dos pacientes permitem, atualmente, analisar de forma objetiva e crítica a assistência prestada à saúde. Objetivo: Avaliar a complexidade dos cuidados de enfermagem durante o pós-operatório de mulheres submetidas à cirurgia oncológica ginecológica e mamária utilizando-se o escore Therapeutic Intervention Scoring System (TISS) 28. Sujeitos e métodos: Trata-se de um estudo observacional longitudinal, incluindo 83 mulheres admitidas na Unidade de Terapia Intensiva do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Universidade Estadual de Campinas. Resultados: Mulheres com diagnóstico oncológico de câncer ginecológico e que realizaram cirurgia ginecológica tiveram um escore médio de TISS 28 significativamente maior do que aquelas com diagnóstico de câncer de mama; as atividades básicas foram as mais utilizadas pelas mulheres estudadas e apenas a idade superior a 80 anos e a hipertensão associaram-se ao óbito. Conclusão: O grau de complexidade deste pós-operatório é intermediário, sendo que mulheres hipertensas e idosas formam um grupo de alto risco para estas cirurgias / Abstract: Introduction: The oncologic surgeries may be associated to the occurrence of complications, many of then are unexpected. The postoperated of patients with cancer is a great challenge, reason why these patients should be admitted to intensive care unit (ICU) during this period. Graduation systems of patients state allow, today, to analyze the object and critic form to health care. Objective: to assess, through the Therapeutic Intervention Scoring System (TISS) 28, the complexity of nursing care given to women subjected to oncologic gynecologic or mammary surgical procedures during the post-operatory period. Subjects and methods: This was a longitudinal observational study, in which 83 hospitalized women, receiving intensive post-operatory care in the Intensive Care Unit (ITU) of Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM, Brazil) were enrolled. Results: Women diagnosed with gynecologic cancer and submitted to gynecologic surgery had a significantly higher mean TISS 28 score as compared to women with breast cancer; basic activities were the most performed by the studied women and only advanced age and hypertension were related to death in the post-surgery period. Conclusion: The complexity of the post-surgery period is moderate, from the nursing standpoint. Women aged 80 years or more were at the highest risk of the death during the post-surgery period / Mestrado / Tocoginecologia / Mestre em Ciencias Biomédicas
9

Avaliação comparativa de diferentes métodos de proteção aos tecidos próximos ao joelho durante osteotomia para nivelamento do platô tibial (tplo). Estudo ex-vivo em cães. /

Costa, Rodrigo Casarin. January 2020 (has links)
Orientador: Luís Gustavo Gosuen Gonçalves Dias / Resumo: Objetivou-se comparar a eficácia de oito diferentes métodos de proteção à artéria poplítea, fíbula e nervos tibial e fibular após osteotomia da TPLO. Foram utilizados 40 cadáveres (80 joelhos) caninos com massa corpórea de 25,9±3,7Kg, distribuídos igualmente em oito grupos experimentais. No primeiro grupo (G1) utilizou-se a compressa cirúrgica, posicionada na face craniolateral da tíbia proximal. No G2 a compressa foi alocada na face caudolateral da tíbia proximal. No G3, a compressa foi aplicada na face craniolateral, porém sendo tracionada até sua visibilização na face caudal da tíbia. O afastador cirúrgico I e II foram utilizados nos grupos G4/G5 e G7\G8, respectivamente. No G4 e G7, o afastador foi utilizado na craniolateral e no G5 e G8, na face caudolateral. No grupo G6, a osteotomia foi realizada de forma parcial na cortical trans e completada, de forma manual, por aplicação de pressão digital. As avaliações foram realizadas por meio de comparação radiográfica pré e pós osteotomia, assim como por meio de dissecação anatômica de forma cega por 4 avaliadores experientes para classificação das possíveis lesões em 3 graus. Encontrou-se uma incidência total de lesões de 20%, sendo 13,8% das lesões grau 2 e 6,2% de lesões grau 3. Das lesões grau 2, 81,8% e 60% das lesões grau 3 foram identificadas quando se utilizou os métodos de proteção. Apesar da maior incidência de lesão quando se utilizou os métodos de proteção, tal diferença não foi significativa (p>5%). Os métodos de ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The propose of the study was to compare the effectiveness of eight different methods of protection of the popliteal artery, fibula, tibial and fibular nerves after TPLO osteotomy. 40 canine corpses (80 knees) with body weight 25,9±3,7Kg were separated in eight experimental groups. In the first group, denominated G1 was used a surgical sponge in the craniolateral aspect of the proximal tibial. In G2 the surgical sponge was allocated in the caudolateral aspect of the proximal tibial. In G3, the surgical sponge was applied in the craniolateral aspect, but it was pushed through caudally to the tibia until it being visible in the operative field. The special retractors I and II developed by the team for this purpose were used in groups G4\G5 and G7\G8, respectively. In G4 and G7, the retractor was used in the craniolateral direction and in G5 and G8, in the caudolateral aspect of the proximal tibial. In G6, the trans cortex osteotomy was partially performed and completed with digital pression. The evaluations were performed through radiographic comparison before and after osteotomy and by dissection of the structures adjacent to the osteotomy line. The images were prepared and sent to 4 evaluators for damage graduation in 3 degrees. A 20% of total incidence of injuries was found with 13,8% of grade 2 injuries and 6,2% of grade 3 injuries. Of grade 2 injuries, 81,8% and 60% of grade 3 injuries were identified when protective methods were used. Despite the higher incidence of injury... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
10

Comportamento das pressões respiratórias e do pico de fluxo expiratório de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica /

Gimenes, Camila. January 2009 (has links)
Resumo: A cirurgia de revascularização miocárdica (RM) envolve a cavidade torácica e, conseqüentemente, as complicações pulmonares são freqüentemente observadas. Fatores pré e intra-operatórios, como idade avançada, doença pulmonar, tabagismo, circulação extracorpórea (CEC), esternotomia, entre outros, contribuem para o prejuízo da função pulmonar. No período pós-operatório o paciente está predisposto a apresentar atelectasias e infecções respiratórias. Além disso, ocorrem alterações na mecânica respiratória, com diminuição da força dos músculos respiratórios e do pico de fluxo expiratório. Relacionar as variáveis clínicas e laboratoriais pré e intra-operatórias com o grau de redução das pressões respiratórias máximas e do pico de fluxo expiratório em pacientes submetidos à cirurgia de RM. Foram estudados 61 pacientes que foram submetidos à cirurgia de RM, sob CEC, esternotomia mediana, e mantidos em ventilação mecânica por período máximo de 24 horas. No dia anterior à cirurgia, foram realizadas entrevista, consulta ao prontuário, e avaliação das pressões respiratórias (pressões inspiratória e expiratória máximas, PImáx e PEmáx), por meio da manovacuometria e medida do pico de fluxo expiratório (PFE). No 5° dia de pósoperatório, foram repetidas as medidas de PImáx, PEmáx e PFE. A análise estatística foi realizada por meio de teste t de Student, correlação linear de Pearson e modelo de regressão logística. Os resultados são discutidos no nível de significância de 5%. Características gerais: idade, 63±10 anos; sexo masculino, 67%; IMC, 28,0±3,8 Kg/m2; hemoglobina (Hb), 12,8±1,7 g/dl; prevalência de: infarto prévio 67%, hipertensão arterial sistêmica 75%, diabetes mellitus 31%, Resumo 57 ...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The coronary artery bypass grafting (CABG) affects the thoracic cavity and consequently pulmonary complications are frequently observed. Preand intra-operative factors as advanced age, pulmonary disease, smoking, cardiopulmonary bypass (CPB), sternotomy, among others, contribute to the reduction of lung function. In the postoperative period, patients are predisposed to atelectasis and respiratory infections. In addition, changes in respiratory mechanics, with reduction of maximal respiratory pressures and peak expiratory flow, may occur. To compare the pre and intra-operative clinical and laboratory factors with degree of reduction of maximal respiratory pressures and peak expiratory flow in patients undergoing surgery for CABG. Sixty-one patients underwent surgery for CABG under CPB, median sternotomy, and mechanical ventilation for a period of up to 24 hours, were studied. In the day before surgery, they were interviewed and submitted to assessment of maximal respiratory pressures (maximal inspiratory and expiratory pressures, MIP and MEP) through manovacuometry and measurement of peak expiratory flow (PEF). On the fifth day after surgery, measurements of MIP, MEP, and PEF were repeated. Student's t test, Pearson's linear, and logistic regression were used to statistical analysis. Results are discussed in the significance level of 5%. General: age, 63±10 years; male, 67%; BMI, 28.0±3.8 kg/m2; hemoglobin (Hb), 12.8±1.7 g/dl; prevalence of: previous infarction 67%, systemic arterial hypertension 75%, diabetes mellitus 31%, dyslipidemia 64%, and smoking 25%. Patients with class III angina showed greater reduction of MIP compared to Abstract 60 class II (33±15% vs. 22±13%, p=0.01). COPD patients had greater reduction in maximal respiratory pressures. The higher age individuals had the lower values of MEP and PEF ...(Complete abstract click electronic access below) / Orientador: Katashi Okoshi / Coorientador: Irma de Godoy / Banca: Antonio José Maria Cataneo / Banca: Silvia Regina Barrile / Mestre

Page generated in 0.1066 seconds