• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 87
  • 1
  • Tagged with
  • 94
  • 94
  • 70
  • 69
  • 26
  • 25
  • 22
  • 21
  • 18
  • 17
  • 16
  • 15
  • 15
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeito dos óleos essenciais de Thymus vulgaris e Cinnamomum zeylanicum e seus componentes majoritários sobre o fungo Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici.

LIMA, W. P. 23 February 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-24T12:05:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_11827_Dissertação_Wilker.pdf: 947833 bytes, checksum: 7493679906fbdfd0a73a61ba54d6007e (MD5) Previous issue date: 2018-02-23 / O tomate é a hortaliça de maior consumo no mundo, sendo uma cultura de importância econômica e social. Porém, em seu cultivo, é propício a incidência de diversas doenças, dentre elas pode-se destacar a murcha de Fusarium, causada pelo Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici. Sendo assim, objetivou-se com este estudo avaliar a atividade in vitro dos óleos essenciais (OEs) de Thymus vulgaris e Cinnamomun zeylanicum e seus componentes majoritários. A caracterização química dos OEs foi realizada por CG/DIC e CG/EM, tendo identificado o eugenol (77,95%) como componente majoritário do OE canela, o carvacrol (23,93%) e o timol (20,23%) do OE de tomilho. No ensaio foram calculados os valores de CE50 e CE100 do crescimento micelial de cada tratamento, sendo: OE de canela (171,79 e 575,18 ppm); OE de tomilho (106,29 e 341,73 ppm); eugenol (187,46 e 374,93 ppm); timol (88,67 e 193,02 ppm) e carvacrol (52,06 e 170,92 ppm). E, para esporulação, foram calculados os valores de: OE de canela (262,20 e 342,72 ppm); OE de tomilho (67,47 e 255,42 ppm); eugenol (80,94 e 359,55 ppm); timol (97,0 e 194,02 ppm) e carvacrol (44,66 e 113,82 ppm). Com isso, os óleos essenciais e seus componentes majoritários podem ser uma alternativa para o controle do F. oxysporum f.sp. lycopersici.
2

PARÂMETROS Histológicos e Produção de Ovos de Codornas Em postura Alimentadas Com Milho Tratado Com Óleos Essenciais

RODRIGUES, J. A. 31 July 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T22:56:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9294_Julianne Almeida Rodrigues.pdf: 901953 bytes, checksum: e023fe5ae092d21632f2441ee7ddcce6 (MD5) Previous issue date: 2017-07-31 / Objetivou-se verificar o efeito de óleos essenciais de plantas utilizados como alternativa natural no controle de pragas de grãos armazenados sobre a fase de postura e parâmetros histológicos de órgãos específicos como rim, fígado, pulmão e baço. O experimento foi realizado na área experimental da Universidade Federal do Espírito Santo. Foram utilizados 5 óleos essenciais (Pimenta Preta, Pinho, Gengibre, Capim Limão e Alecrim) mais o controle (somente ração), diluídos em solução a 1% e incorporados à ração na proporção de 3% em relação ao total do alimento, sendo 6 tratamentos com 6 repetições, constituindo 36 unidades experimentais, cada uma com 8 codornas japonesas distribuídas de maneira uniforme em função do peso e postura. A ração basal (controle) foi formulada à base de farelo de soja e milho. A duração do período experimental foi de 42 dias. Foram abatidos 36 animais, sendo um animal por unidade experimental. As variáveis analisadas foram: produção de ovos, e os parâmetros histológicos do fígado, rim, pulmão e baço. Os animais apresentaram alterações em seus parâmetros histológicos, principalmente no fígado, onde foi observada que todos os tratamentos incluindo o controle/testemunha apresentaram maior número de degeneração próximo da veia centrolobular. O grupo de animais alimentados com óleo essencial de Alecrim foram os que apresentaram maior ocorrência de fibrose no espaço porta. Nos rins, observou-se a presença de degeneração discreta em todos os tratamentos, inclusive no grupo controle. Apenas um dos animais pertencente ao tratamento realizado com Pinho apresentou degeneração tubular acentuada. No Baço verificou-se a presença de proliferação de células de poupa branca em todos os animais analisados, e os que receberam óleo essencial de Pinho foram os que apresentaram maior número de animais com intensidade acentuada. Nos pulmões os animais pertencentes ao grupo que recebeu óleo essencial de Pimenta Preta foram os que apresentaram maior número de animais apresentando infiltrados inflamatórios multifocais e focais. O animais que receberam tratamento com óleo essencial de Pinho apresentaram maior produção de ovos e a menor produção de ovos ocorreu nos tratamentos com os óleos essências de Gengibre, Capim Limão e Alecrim, no entanto, os mesmos foram semelhantes, estatisticamente, à testemunha e ao tratamento com óleo Essencial de Pimenta Preta, sendo que não foi observada diferença no consumo de ração dos animais.
3

Efeito do 1,8-cineol, citral, eugenol e óleo de mamona (Ricinus communis) na reprodução de Rhipicephalus (Boophilus) microplus(Canestrini, 1888) (Acari: Ixodidae)

CAMPOS, N. C. 28 February 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T22:57:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9931_NAYARA CAMATTA CAMPOS.pdf: 1316967 bytes, checksum: 08063bad93b26914c42533f071703b3d (MD5) Previous issue date: 2018-02-28 / O desenvolvimento de resistência de Rhipicephalus (Boophilus) microplus a acaricidas comerciais vem sendo relatado desde a década de 40. Sendo assim, trabalhos de pesquisas com óleos essenciais e fixos têm sido desenvolvidos visando encontrar alternativas ao controle químico desta espécie de carrapato. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de formulações contendo 1,8-cineol, citral, eugenol e óleo de mamona (Ricinus communis) sobre a reprodução de R. (B.) microplus. Grupos contendo 10 parasitas foram tratados com emulsões desses óleos em DMSO associado a Tween 80® ou éter lauril sulfato. A eficácia carrapaticida foi avaliada pelo teste de imersão de fêmeas. Para a análise dos efeitos teciduais, as fêmeas tiveram os ovários dissecados, fixados e submetidos à rotina histológica. O 1,8-cineol, citral e eugenol 1% (m/v) e óleo de mamona em 0,3% (m/v) apresentaram valores de eficácia de 29%; 11,6% e 9,8%, respectivamente. O efeito dos solubilizantes (DMSO associado com Tween 80® ou éter lauril sulfato) foi avaliado para o 1,8-cineol (10% (m/v)) e óleo de mamona em 0,3% (m/v), de forma isolada e associada. Os valores de eficácia observados para o 1,8-cineol isolado (92,8%) e associado ao óleo de mamona (94,1%) foram superiores quando as emulsões foram preparadas utilizando o éter lauril sulfato como solubilizante. Alterações morfológicas nos ovócitos em diferentes estágios de desenvolvimento (I-V), bem como nas células do pedicelo, foram observadas tanto nas fêmeas tratadas com óleo de mamona (0,3% (m/v)) como naquelas com 1,8-cineol (10% (m/v)), sendo verificados efeitos mais intensos quando ambos estavam em associação. A formulação de 1,8-cineol (10% (m/v)) associada ao óleo de mamona (0,3% (m/v)) em éter lauril sulfato (2% (m/v)) demonstrou-se promissora no controle reprodutivo de R. (B.) microplus. Espera-se que os resultados obtidos possam nortear projetos futuros, em consonância com o bem-estar animal, visando o desenvolvimento de alternativas ao controle de carrapatos com produtos comerciais.
4

ESTUDO de Óleos Essenciais Extraidos de Plantas Medicinais, no Controle do Fungo Colletotrichum Gloeosporioides Causador da Doença Antracnose no Mamão.

WILSON S.FERREIRA 07 June 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2675_dissertacao_wilson_parte_1.pdf: 106478 bytes, checksum: 8988fdd8202e0c8e8ae8ae73e67e9f6c (MD5) Previous issue date: 2005-06-07 / RESUMO O Brasil é o maior produtor de mamão do mundo, sendo o Espírito Santo o segundo maior produtor, primeiro em produtividade e maior exportador do país. O cultivo do mamão é de grande importância social e econômica, por gerar empregos, fixando o homem no campo, por viabilizar muitas propriedades economicamente, além de gerar riqueza ao país. As doenças do mamoeiro trazem perdas econômicas, seja com a queda de produtividade ainda nas lavouras, seja na aceitação do produto pelo mercado consumidor. Dentre as principais doenças em pós-colheita destaca-se a antracnose, causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides. Considerando o problema de resíduos de agrotóxicos nos frutos, torna-se importante à investigação de métodos alternativos de controle, com destaque para aqueles que não causem impactos ambientais e não comprometam a saúde dos consumidores. Estudos têm sido realizados com uso de plantas medicinais na agricultura sustentável ou alternativa. Neste trabalho propôs-se estudar quatro espécies de plantas medicinais: Lippia Alba (erva-cidreira) Cymbopogon citratus (capim-limão) Cymbopogon nardus (capim-citronela) e Aloysia triphylla (Cidrão). Essas plantas foram cultivadas em dois ambientes distintos, um com adubação e demais tratos culturais e outro em que as plantas foram cultivadas naturalmente sem intervenção humana. Extraiu-se, através de destilação por arraste de vapor, os óleos essenciais das folhas destas plantas, em diferentes meses. Através da técnica de cromatografia gasosa identificou-se os principais constituintes químicos. As plantas L. alba, C. citratus e A. triphylla apresentaram o monoterpeno citral como o principal constituinte do seus óleos essenciais, já o C. nardus apresentou como principal constituinte o monoterpeno citronelal. Para a avaliação da atividade fungitóxica os óleos essenciais destas plantas foram realizados testes in vitro de inibição do crescimento micelial e da germinação de conídios de C. gloeosporioides. Todos os óleos essenciais extraídos demonstraram potencial fungitóxico, pois inibiram com eficiência o crescimento micelial e a germinação de conídios do fungo. Dos meses em que foram feitas extrações dos óleos essenciais, destaca-se o mês de junho, por ter sido o mês em que todas as plantas forneceram maiores quantidades de óleos. A adubação e outros tratos culturais não aumentaram a produção de óleos essenciais, quando comparado as plantas cultivadas naturalmente. Dentre as quatro plantas estudadas, a C. nardus, apresentou um maior percentual no rendimento de óleo essencial em todos os meses em que foi coletada, sendo, portanto, indicada a ser cultivada objetivando a extração de compostos terpênicos para o controle da antracnose. Palavras-chave: doenças fúngicas, controle alternativo, plantas medicinais, óleos essenciais, monoterpeno, ambiente de cultivo.
5

Desempenho, anatomopatologia dos sistemas digestório e reprodutor de codornas japonesas em postura, alimentadas com dieta contendo óleos essenciais.

FERNANDES, J. M. B. 23 February 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T22:57:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9926_JOELLY MARIANO BARBOSA FERNANDES.pdf: 1690484 bytes, checksum: 4f87c28444b2f0e93c28ee809a62ebcb (MD5) Previous issue date: 2018-02-23 / Objetivou-se verificar o desempenho e anatomopatologia dos sistemas digestório e reprodutor de codornas japonesas em postura, alimentadas com dieta contendo óleos essenciais utilizados como alternativa natural no controle de pragas de grãos armazenados. Foram utilizados cinco óleos essenciais (pimenta preta (T1), pinho (T2), gengibre (T3), capim limão (T4) e alecrim (T5) mais um grupo controle (T6) (somente ração), diluídos em solução a 1% e incorporados à ração na proporção de 3% em relação ao total do alimento. Sendo seis tratamentos com seis repetições, constituindo 36 unidades experimentais, cada uma com oito codornas japonesas distribuídas de maneira uniforme em função do peso e postura. A ração basal foi formulada à base de farelo de soja e milho. O período experimental foi de 42 dias. Foram abatidos 36 animais, um animal por unidade experimental. As variáveis analisadas foram taxa de postura, consumo de ração, anatomopatologia do duodeno, pâncreas, jejuno, íleo, ceco, infundíbulo, magno, istmo e útero e morfometria duodenal. A menor taxa de postura foi apresentada para T3, T4 e T5, entretanto, os mesmos foram semelhantes à testemunha. Não foi observada diferença no consumo de ração dos animais. No duodeno todos os tratamentos apresentaram congestão, sendo que T2 teve os menores índices, e T6 foi o tratamento que não apresentou inflamação. No jejuno, T6 teve a maior quantidade de animais com alterações - congestão, hemorragia e inflamação. T1, T4 e T5 tiveram a maior porcentagem de animais sem alterações. No íleo, T6 teve maior índice de animais com congestão, e T4 e T5 tiveram mais animais sem alterações. No ceco todos os tratamentos que utilizaram óleo essencial na dieta apresentaram 50% dos animais sem alterações, enquanto no T6 foram apenas 16,66%. No pâncreas todos os animais do T6 apresentaram congestão e o que menos apresentou foi T2. No infundíbulo, T4 apresentou menos alterações, e T2 foi o que apresentou mais alterações. No magno, T2 apresentou animais com hemorragia e T1 foi o que apresentou maior quantidade de congestão intensa. No istmo todos os tratamentos apresentaram congestão, sendo T1 o que apresentou os menores índices e T3, assim como no infundíbulo apresentou hemorragia. No útero, T1 apresentou alterações menos severas, e em contrapartida, T3 foi o que apresentou alterações mais graves. As maiores vilosidades intestinais foram descritas no T6, sendo este semelhante a T1, T3 e T5. O uso dos óleos essenciais na ração para codornas não modificou as características organolépticas da ração, pois não houve diferença estatística na quantidade de ração consumida. Quanto à postura o óleo de pinho e pimenta preta foram benéficos às aves e serviram como estímulo à produção em relação aos outros três tratamentos com óleos. Os óleos essenciais podem afetar parâmetros histológicos de codornas japonesas e promover ação anti-inflamatória, principalmente sobre o ceco, pâncreas, istmo e magno. Na análise morfométrica do duodeno, os óleos de pimenta preta, gengibre e capim limão foram benéficos às vilosidades intestinais em relação aos óleos de gengibre e pinho.
6

Efeito nematicida de extratos de plantas do Cerrado e óleos essenciais / Nematicidal effect of extracts of Cerrado plants and essential oils

Borges, Darlan Ferreira 24 February 2017 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-05-26T13:20:05Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 338125 bytes, checksum: a3bc0e9074279b843fd7569a7cd7da39 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-26T13:20:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 338125 bytes, checksum: a3bc0e9074279b843fd7569a7cd7da39 (MD5) Previous issue date: 2017-02-24 / Os nematoides-de-galhas causam sérios danos em cultivos de hortaliças no Brasil. As espécies Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica são comumente as mais encontradas em áreas infestadas. A aplicação de extratos aquosos e de óleos essenciais de plantas pode ser opção adicional ao manejo do nematoide-de-galhas. Desta forma, objetivou-se com este trabalho avaliar o potencial nematicida de óleos essenciais e de extratos aquosos de plantas do Cerrado. No Capítulo 1, óleos essenciais de folhas de Ageratum fastigiatum e Callistemon viminalis e de frutos maduros e verdes de Schinus terebinthifolius foram avaliados quanto à sua eficácia na inibição de eclosão e em controlar juvenis de segundo estádio (J 2) de M. javanica em laboratório e no manejo desse nematoide na cultura da alface em campo. No Capítulo 2, extratos aquosos de frutos de Enterelobium gummiferum, folhas e frutos de Stryphnodendron adstringens, folhas de Hancornia speciosa, folhas e ramos de Tapirira guianensis, folhas e ramos de Copaifera langsdroff, folhas de Eremanthus erythropappus, folhas de Hymenaea stigonocarpa e folhas de Dimorphandra mollis foram avaliados quanto à sua ação nematicida em laboratório e em casa de vegetação, usando alface como hospedeiro suscetível. Conclui- se que o óleo de frutos verdes de S. terebinthifolius reduz a eclosão e controla J 2 de M. javanica em laboratório e a aplicação dos óleos essenciais de frutos verdes e maduros de S. terebinthifolius e de folhas de C. viminalis e A. fastigiatum não controla M. javanica em alface em campo infestado com alta densidade do patógeno (média de 554 J 2 /100 cm³ de solo). Em laboratório, extratos de folhas e ramos de C. langsdroff, folhas de T. guianensis e frutos de S. adstringens e E. gummiferum reduzem a eclosão de juvenis de segundo estádio (J 2) de M. javanica, enquanto que extratos de folhas de E. erythropappus e H. stigonocarpa possuem substâncias que controlam J 2. Em casa de vegetação, a aplicação ao solo de extratos de frutos de E. gummiferum, folhas de C. langsdroff, folhas de E. erythropappus e da mistura de extratos de folhas de C. langsdroff e H. stigonocarpa reduz o número de galhas, enquanto que a mistura de extratos de frutos de S. adstringens e folhas de E. erythropappus reduz o número de ovos de M. javanica em raízes de alface. / Root-knot nematodes cause serious damage to vegetable crops in Brazil. Meloidogyne incognita and Meloidogyne javanica are the commonest species found in infested areas. The application of aqueous extracts and essential oils of plants may be an additional option for the management of root-knot nematodes. Thus, we aimed with this research to assess the nematicidal potential of essential oils and aqueous extracts of plants Cerrado. In the Chapter 1, essential oils of leaves of Ageratum fastigiatum and Callistemon viminalis and of green and mature fruits of Schinus terebinthifolius were evaluated in laboratory for their efficacy in inhibiting hatching and control second-stage juevniles (J 2) of M. javanica, and in field for the management of this nematode in lettuce. In the Chapter 2, aqueous extracts of fruits of Enterelobium gummiferum, leaves and fruits of Stryphnodendron adstringens, Hancornia speciosa, Dimorphandra mollis Eremanthus erythropappus, Hymenaea stigonocarpa, leaves and branches of Tapirira guianensis and Copaifera langsdroff were evaluated for their nematicidal action in laboratory and greenhouse, using lettuce as susceptible host. As a conclusion, essential oil of S. terebinthifolius green fruits reduces hatching and control M. javanica J 2 in laboratory and the application of essential oils of green and mature fruits of S. terebinthifolius and leaves of C. viminalis and A. fastigiatum does not control M. javanica in lettuce grown in field with high density of the pathogen (average of 554 J 2 /100 cm³ of soil). In laboratory, extracts of leaves and branches of C. langsdroff, leaves of T. guianensis and fruits of S. adstringens and E. gummiferum reduce J 2 hatching, while leaf extracts of E. erythropappus and H. stigonocarpa contain substances that control M. javanica J 2. In greenhouse, soil application of fruit extracts of E. gummiferum, leaves of C. langsdroff and E. erythropappus and the mixture of leaf extracts of C. langsdroff and H. stigonocarpa reduces the number of galls, while the mixture of extracts of S. adstringens fruits and E. erythropappus leaves reduce the number of M. javanica eggs in lettuce roots.
7

Efeito de Calotropis procera no controle de Meloidogyne incognita e aspectos biológicos do nematoide em tomateiro / Effect of Calotropis procera on the control of Meloidogyne incognita and biological aspects of the nematode in tomato

Costa, Natalia de Jesus Ferreira January 2017 (has links)
COSTA, Natalia de Jesus Ferreira. Efeito de Calotropis procera no controle de Meloidogyne incognita e aspectos biológicos do nematoide em tomateiro. 2017. 85 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Deocleciano Xavier (dixavier.ufc@gmail.com) on 2017-08-30T14:01:01Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Natalia de Jesus.pdf: 1888890 bytes, checksum: 78a675706e97e1c868b7e0b8584cd5ce (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2017-09-04T21:58:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Natalia de Jesus.pdf: 1888890 bytes, checksum: 78a675706e97e1c868b7e0b8584cd5ce (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-04T21:58:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Natalia de Jesus.pdf: 1888890 bytes, checksum: 78a675706e97e1c868b7e0b8584cd5ce (MD5) Previous issue date: 2017 / The root-knot nematodes, belonging to the genus Meloidogyne, constitute the one of the most important group of nematodes in agriculture. The search for methods of control of these phytopathogens, without the use of nematicides, has induced ways to manage these pathogens using vegetal extracts. The objectives of the current study were to to investigate the potential of use leaves of Calotropis procera in the control of M. incognita race 2 in tomato (Solanum lycopersicum) cv. Carolina and to study biological aspects of the phytonematoid by means of six assays: (1) to evaluate the susceptibility of C. procera to M. incognita; (2) to verify the in vitro effect of aqueous extracts of C. procera leaves at 5 and 10% on the hatching of juveniles of M. incognita; (3) to investigate the in vitro effect of 5 and 10% C. procera leaves aqueous extracts on the mortality of second stage juveniles (J2) considering the length of time (24 and 48 hours) of the J2 in the extract and the time of storage of the leaves used in the preparation of the extract (1 day and 62 days after drying the leaves); (4) to evaluate the application of the aqueous extract of leaves 5 and 10% of C. procera by irrigation in soil infested with M. incognita; (5) to investigate the effect of the incorporation of fresh leaves of C. procera in soil infested with M. (6) to evaluate the population of males in comparison to the population of females and the number of eggs of M. incognita in tomato roots at 30, 60, 90 and 120 days after inoculation. Were evaluated:weight fresh of shoot (WFS), dry weight of shoot (DWS), plant height (PH), fresh weight of root (FWR), galls numbers (GN), egg masses numbers (EMN), eggs numbers ( EN), gall index (GI), egg masses index (EMI), reproduction factor (RF), reduction in the reproduction factor (RFR), parasitism reduction (PR), number of males (NM) and number of females (NF). The experimental design was the completely randomized design, with 7 to 10 replicates, according to the assay and the results of the variables analyzed by the Tukey test at 5%.Based on GI (3.8), EMI (3.0) and RF (0.52) obtained, C. procera was considered resistant to the pathogen.The in vitro test results demonstrated that the 10% aqueous extract caused the greatest inhibition of hatching of the juveniles of M. incognita, with an average of only 13.2% of juvenile hatched was recorded. This same dilution caused the mortality of 92.2% of the J2 after stay for 24h in the extract, being considered the best combination of dilution and time. The extract prepared with leaves stored for 1 day after drying caused 92.7% killing of juveniles. However, the extract obtained from leaves stored at 62 days, the J2 mortality percentage was 11.0%.The application of the aqueous extract to the infested soil was effective in reducing the nematodes parasitism in tomato, with a PR of 80.05 and 78.14% with extracts at 5 and 10%, respectively.The incorporation of both doses (50 and 100 g) of fresh leaves of C. procera promoted the eradication of M. incognita from soil.Males were observed only 60 days after inoculation. The NF:NM relation was 2:1 at 60 days, 3:1 at 90 days and 1.4:1 at 120 days, and the highest average NM (770 males/root) was observed at 90 days after inoculation, at which time an average of 88,956 eggs/root were recorded. The use of aqueous extracts and the incorporation of C. procera leaves are promising alternatives for the control of M. incognita race 2 in infested soil and despite being considered rare, males were abundant in roots of tomato plants cv. Carolina / Os nematoides das galhas, pertencentes ao gênero Meloidogyne, constituem o grupo de fitonematoides com maior importância econômica na agricultura. A constante busca por métodos de controle desses fitopatógenos, sem o uso de nematicidas, tem provocado um aumento das pesquisas utilizando extratos vegetais. O objetivo do presente trabalho foi investigar o potencial do uso de folhas de Calotropis procera no controle de M. incognita raça 2 em tomateiro (Solanum lycopersicum) cv. Carolina e estudar aspectos biológicos do fitonematoide por meio de seis ensaios: (1) avaliar a suscetibilidade de C. procera a M. incognita; (2) verificar o efeito in vitro do extrato aquoso de folhas de C. procera a 5 e 10 % sobre a eclosão de juvenis de M. incognita; (3) investigar o efeito in vitro do extrato aquoso de folhas de C. procera a 5 e 10 % sobre a mortalidade de juvenis de segundo estádio (J2) considerando o tempo de permanência (24 e 48h) dos J2 no extrato e o tempo de armazenamento das folhas utilizadas no preparo do extrato (1 dia e 62 dias após secagem das folhas); (4) avaliar a aplicação do extrato aquoso de folhas de C. procera a 5 e 10% , por meio de rega, em solo infestado com M. incognita; (5) investigar o efeito da incorporação de folhas frescas de C. procera em solo infestado com M. incognita, nas dosagens 50 e 100 g de folhas/kg de solo e (6) avaliar a população de machos em relação à população de fêmeas e do número de ovos de M. incognita em raízes de tomateiro aos 30, 60, 90 e 120 dias após o inoculação. A avaliação dos ensaios considerou: massa fresca da parte aérea (MFPA), massa seca da parte aérea (MSPA), altura da planta (AP), massa fresca da raiz (MFR), número de galhas (NG), número de massas ovos (NMO), número de ovos (NO), índice de galhas (IG),índice de massa de ovos (IMO), fator de reprodução (FR), redução do fator de reprodução (RFR), redução do parasitismo (RP), número de machos (NM) e de fêmeas (NF). O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado, com 7 a 10 repetições, conforme o ensaio, e os resultados das variáveis analisados pelo teste de Tukey a 5%. Com base no IG (3,8), no IMO (3,0) e no FR (0,52) obtidos, a espécie C. procera foi considerada resistente ao patógeno. Os resultados dos testes in vitro demonstraram que o extrato aquoso a 10 % provocou a maior inibição da eclosão dos juvenis de M. incognita, registrando-se uma média de apenas 13,2 % de juvenis eclodidos. Essa mesma diluição provocou a mortalidade de 92,2 % dos J2 após a permanência por 24h no extrato, sendo considerada a melhor combinação de diluição e tempo. O extrato preparado com folhas armazenadas por 1 dia após secagem ocasionou 92,7 % de morte de juvenis contra 11,0 % de mortalidade de J2 com o extrato obtido de folhas com 62 dias de armazenamento. A aplicação do extrato aquoso ao solo infestado foi eficaz na redução do parasitismo do fitonematoide em tomateiro, tendo sido observado uma RP de 80,05 e 78,14% com extratos a 5 e a 10 %, respectivamente. A incorporação de ambas as doses (50 e 100 g) de folhas frescas de C. procera promoveram a erradicação do M. incognita do solo. Machos foram observados somente a partir de 60 dias após a inoculação. A relação NF:NM foi de 2:1 aos 60 dias, 3:1 aos 90 dias e 1,4:1 aos 120 dias, tendo sido a maior média de NM (770 machos/raiz) constatada aos 90 dias após a inoculação do nematoide, ocasião em que foi registrada uma média de 88.956 ovos/raiz. Concluiu-se, neste trabalho, que o uso de extratos aquosos e a incorporação de folhas de C. procera são alternativas promissoras para o controle de M. incognita raça 2 em solo infestado e que, apesar de serem considerados raros, machos foram abundantes em raízes de plantas de tomateiro cv. Carolina.
8

Efeito do tratamento de sementes de tomateiro (Solanum lycopersicum L.) com óleo essencial de Origanum vulgare L. e carvacrol na incidência da murcha de fusarium em mudas.

GONCALVES, D. C. 23 February 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-24T12:05:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_11833_DISSERTAÇÃO DÉBORA_CRISTINA_GONÇALVES_AGROQQUIMICA_2018.pdf: 1153022 bytes, checksum: 81a5e783c37833c235d8cee08e0683fe (MD5) Previous issue date: 2018-02-23 / O tomateiro pode ser cultivado em várias regiões devido à aceitabilidade da cultura a diferentes tipos de clima. Todavia, a cultura é suscetível a uma série de doenças que acarreta na redução da produção e produtividade, dentre as quais se destaca a murcha de Fusarium causada pelo agente etiológico Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici. O plantio de cultivares resistentes tem se mostrado eficiente contra as raças 1 e 2 desse patógeno, entretanto o surgimento da raça 3 tem comprometido a eficiência do controle genético. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar o potencial uso do óleo essencial de Origanum vulgare L. e do carvacrol no tratamento de sementes visando inibir a incidência da murcha de Fusarium em mudas de tomateiro. O O. vulgare L. e o carvacrol foram caracterizados por CG-DIC e CG-EM. Nos testes in vitro, o OE de O. vulgare L. (50, 85, 140, 240 e 400 µg mL-1) e o carvacrol (50, 85, 140, 240 e 400 µg mL-1) foram avaliados para determinar as concentrações efetivas mínimas para inibir 50 e 100% (CE50 e CE100) do crescimento micelial do patógeno. Os testes de fitotoxicidade com o OE O. vulgare L. e com o carvacrol foram realizados em sementes de tomateiro. Ensaios in vivo foram realizados em casa de vegetação com sementes tratadas com o OE de O. vulgare L. e do carvacrol nas concentrações de 100, 200, 400, 600, 1.200 µg mL-1, onde foram avaliadas as variáveis índice de velocidade de emergência (IVE), altura das mudas de tomateiro e área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Os componentes majoritários do OE de O. vulgare L. foram carvacrol (67,67%), o-cimeno (11,60%) e timol (3,91%). Nos testes in vitro o OE de O. vulgare L. e o carvacrol inibiram 100% de PIC nas concentrações de 400 e 200 µg mL-1, respectivamente. O OE de O. vulgare L. apresentou ação fungicida contra F. oxysporum f.sp. lycopersici na concentração de 400 µg mL-1, enquanto o carvacrol apresentou efeito fungistático em todas as concentrações testadas (200-1.000). As CE50 e CE100 para o OE de orégano foram 134,5 e 323 µg mL-1 e para o carvacrol 62,6 e 166 µg mL-1, respectivamente. Não houve fitotoxidez nas sementes nem em plântulas de tomateiro. Para os testes in vivo, o OE de O. vulgare L. e o carvacrol não apresentaram diferença significativa entre osdois; porém houve diferença entre as concentrações, à medida em que as concentrações foram aumentando, a incidência da doença diminuía. A AACPD foi reduzida em 68% na concentração de 1.200 µg mL-1. Portanto, o OE de O. vulgare L. e o carvacrol podem ser uma alternativa para o tratamento de sementes de tomateiro, e fazer parte de um programa de manejo integrado da murcha de Fusarium em mudas de tomateiro.
9

Caracterização epidemiológica e manejo da podridão pós-colheita por Aspergillus em uva de mesa

DAMBRÓS, Daniela 27 February 2015 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2016-11-28T13:54:18Z No. of bitstreams: 1 Daniela Dambros.pdf: 1123648 bytes, checksum: 7957dada7599c282694fc633775a8539 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-11-28T13:54:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Daniela Dambros.pdf: 1123648 bytes, checksum: 7957dada7599c282694fc633775a8539 (MD5) Previous issue date: 2015-02-27 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / The grapevine is one of the oldest plants cultivated by human and has significant social and economic importance worldwide. The Submedio San Francisco Valley has a key role in the production and export of the grape, however, the culture has a high susceptibility to postharvest fungal infections generating significant losses from cultivation to marketing. Aspergillus niger is a common fungal species in the region today, especially when harvesting occurs during rainy periods. In general, there is darkening and softening of the berries, in the fruit storage period, resulting in depreciation of the commercial value of the grape. There is a strong need to explore alternative measures in the postharvest that are safe and effective to reduce decay and increase shelf life. Thus, the objective of this study was to evaluate the inoculum concentration (102, 103, 104, 105, 106 e 107 conídia.mL-1), the wetness period (0, 12, 24, 36 e 48 h) and temperature (2, 5, 10, 15, 20 e 25 °C) that are optimal for disease establishment in table grape cv. Italy, evaluate the effect of Ca, K, Cu, Mg and Zn phosphites salts applied at postharvest by dipping the clusters in solutions at different concentrations (0,3; 0,9; 1,25; 1,7 and 2,0 g.L-1) in two inoculation periods of A. niger (12 and 24 h), and in vitro tests, by mycelial growth and conidia germination as well the chemical characteristics of the grape. The highest inoculum concentrations (106 and 107 conídia.mL-1), wetness period 48 h and temperature 25 °C showed the greatest mean lesion size, it means, that these are optimal conditions for the development of Aspergillus rot in Italy table grape. The phosphites inhibit mycelial growth and germination of conidia. Zn phosphite had significantly lower EC50 values to the others, as well as phosphite Ca for micelial growth. The lowest EC50 values are represented by K and Ca phosphite for conidial germination. There was no significant interaction between the salts in the applied concentrations and is not effective in reducing the severity of the disease in table grape. The Ca phosphite showed lower average size values of the lesion when the berries were treated 12 hours before inoculation, and could be relevant in future research. / A videira é uma das mais antigas plantas cultivadas pelo homem e apresenta significativa importância social e econômica no mundo todo. O Submédio do Vale do São Francisco tem papel primordial na produção e exportação da uva. Porém, essa cultura apresenta grande suscetibilidade a infecções fúngicas pós-colheita gerando perdas significativas desde o cultivo até a comercialização. Aspergillus niger é uma espécie fúngica freqüente na região principalmente quando a colheita ocorre em períodos chuvosos e os sintomas geralmente aparecem no período de armazenamento dos frutos. É um patógeno de grande importância, pois causa escurecimento e amolecimento das bagas depreciando o valor comercial da uva e resultando em sérios prejuízos. Há uma forte necessidade de explorar medidas alternativas na pós-colheita que sejam seguras e eficazes para reduzir os danos e aumentar o tempo de conservação de frutas e hortaliças em geral. Desta forma, o objetivo do trabalho foi avaliar, para dois isolados de A.niger, a concentração de inóculo (102, 103, 104, 105, 106 e 107 conídios.mL-1), o período de molhamento (0, 12, 24, 36 e 48 h) e a temperatura (2, 5, 10, 15, 20 e 25 °C) ideais para o estabelecimento da doença em uva de mesa cv. Itália, verificar o efeito de sais de fosfitos de Ca, K, Cu, Mg e Zn aplicados na pós colheita através da imersão dos cachos nas soluções em diferentes concentrações (0,3; 0,9; 1,25; 1,7 e 2,0 g.L-1) em dois tempos de inoculação do A. niger (12 e 24 h), bem como, avaliar o efeito desses sais in vitro através da mensuração do crescimento micelial e da germinação de conídios, sendo também avaliados os atributos químicos da uva. Em relação aos aspectos epidemiológicos verificou-se que as maiores concentrações de inóculo (106 e 107 conídios.mL-1), período de molhamento de 48 h e temperatura de 25 °C apresentaram as maiores médias de tamanho da lesão, ou seja, são as condições ótimas para o desenvolvimento da podridão em uva de mesa cv. Itália. As aplicações dos fosfitos inibiram o crescimento micelial e a germinação dos conídios. O fosfito de Zn apresentou valor de CE50 significativamente menor aos demais, assim como o fosfito de Ca para o crescimento micelial. Os menores valores de CE50 foram representados pelos fosfitos de K e Ca para a germinação de conídios. Em relação a aplicação dos fosfitos como manejo alternativo na pós-colheita, não houve interação significativa entre os sais com as concentrações aplicadas e não foram eficientes em reduzir a severidade da doença. O fosfito de Ca apresentou menores valores de tamanho médio da lesão quando tratados 12 h antes da inoculação podendo ser relevante em pesquisas futuras.
10

Potencial bioinseticida de extratos de Cladonia substellata Vainio sobre pragas de feijão armazenado

MONTE, Denise Maria de Oliveira 17 December 2012 (has links)
Submitted by (edna.saturno@ufrpe.br) on 2016-12-14T17:23:49Z No. of bitstreams: 1 Denise Maria de Oliveira Monte.pdf: 637462 bytes, checksum: 88837ffe6b0dbe1dca832eda09cddd1f (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-14T17:23:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Denise Maria de Oliveira Monte.pdf: 637462 bytes, checksum: 88837ffe6b0dbe1dca832eda09cddd1f (MD5) Previous issue date: 2012-12-17 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / During storage, grains, seeds and byproducts are subject to attack by pests, which cause qualitative and quantitative losses as reduces the nutritional value of the product and business. To avoid losses chemicals are used, many of which are showing failures in control, which has led to its widespread use. In search of new alternatives, research is being conducted with the goal of developing natural products. Given the diversity of substances extracted from lichens and knowledge about their biological activity, in this work the insecticidal potential of extracts of the lichen Cladonia substellata on beetles Callosobruchus maculatus and Zabrotes subfasciatus to evaluate the toxicity (repellent effect) and bioactivity on mortality, oviposition and emergence of insects in stored beans. For this, we used the meeting and ethereal extracts of C. substellata, which were obtained by successive extractions of exhaustion of the stem liquênico. The extracts were tested separately at rates of 0,02, 0,006 and 0,002 mg / mL on beans Vigna sp, to C. maculatus, and at doses of 0,02 and 0,002 mg / ml on Phaseolus sp beans to Z. subfasciatus. Analysis of thin layer chromatography (TLC) confirmed the presence of usnic acid as major compound. The extracts and ethereal meeting of C. substellata showed repellent effect and caused mortality with increasing dosages utilized in both insects. These results indicate that extracts of C. substellata act on the immature stages of C. maculatus and Z. subfasciatus, usnic acid being present in these extracts probably responsible for the effect ovicidal / larvicidal observed. Further studies with extracts of the lichen C. substellata should be conducted with other concentrations, to evaluate the selectivity and possible effects on the viability and germination of bean seeds. / Durante o armazenamento, os grãos, sementes e seus subprodutos estão sujeitos ao ataque de pragas, os quais ocasionam perdas qualitativas e quantitativas, como redução dos valores nutricionais e comerciais do produto. Para evitar perdas são utilizados produtos químicos, muitos dos quais vêm apresentando falhas no controle, o que tem levado ao seu uso indiscriminado. Em busca de novas alternativas, pesquisas vêm sendo realizadas com o objetivo de desenvolver produtos de origem natural. Tendo em vista a diversidade de substâncias extraídas de liquens e o conhecimento acerca de sua atividade biológica, no presente trabalho foi estudado o potencial inseticida de extratos obtidos do líquen Cladonia substellata sobre os coleópteros Callosobruchus maculatus e Zabrotes subfasciatus, avaliando a toxicidade (efeito repelente) e a bioatividade sobre a mortalidade, emergência e oviposição dos insetos em feijão armazenado. Para isso, foram utilizados os extratos reunido e etéreo de C. substellata, os quais foram obtidos através de extrações sucessivas por esgotamento do talo liquênico. Os extratos foram testados, separadamente, nas doses de 0,02, 0,006 e 0,002 mg/mL sobre os grãos de feijão Vigna sp, para C. maculatus, e nas doses de 0,02 e 0,002 mg/mL sobre os grãos de feijão Phaseolus sp, para Z. subfasciatus. A análise de cromatografia de camada delgada (CCD) confirmou a presença do ácido úsnico como composto majoritário. Os extratos reunido e etéreo de C. substellata mostraram efeito repelente e ocasionaram mortalidades com o aumento das dosagens utilizadas nos dois insetos. Estes resultados indicam que os extratos de C. substellata atuam sobre as fases imaturas de C. maculatus e de Z. subfasciatus, sendo o ácido úsnico presente nesses extratos, provavelmente, o responsável pelo efeito ovicida/larvicida observado. Novos estudos com os extratos do liquen C. substellata devem ser realizados com outras concentrações, para se avaliar a seletividade e possíveis efeitos sobre o poder germinativo e a viabilidade de sementes de feijão.

Page generated in 0.1151 seconds