• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 16
  • Tagged with
  • 19
  • 19
  • 8
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Impacto da dengue no Brasil em período epidêmico e não epidêmico : incidência, mortalidade, custo hospitalar e disability adjusted life years (DALY)

Leite, Priscila Leal e 11 August 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Núcleo de Medicina Tropical, 2015. / Submitted by Patrícia Nunes da Silva (patricia@bce.unb.br) on 2016-01-15T15:44:32Z No. of bitstreams: 1 2015_PriscilaLealeLeite_Parcial.pdf: 268724 bytes, checksum: a29766f1345b28a4edfb4ea29f2ba98c (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-01-25T12:34:24Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_PriscilaLealeLeite_Parcial.pdf: 268724 bytes, checksum: a29766f1345b28a4edfb4ea29f2ba98c (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-25T12:34:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_PriscilaLealeLeite_Parcial.pdf: 268724 bytes, checksum: a29766f1345b28a4edfb4ea29f2ba98c (MD5) / Introdução: Apesar da crescente carga mundial da dengue, existem poucos estudos publicados que tenham avaliado a carga desta doença e que forneçam estimativas dos custos no Brasil. Métodos: Estudo de avaliação econômica parcial do tipo custo da doença sob a perspectiva econômica do gestor público e estudo descritivo da carga da dengue para o ano de 2010, maior ano epidêmico da doença no país, e 2012, ano não epidêmico. Calculamos as taxas de incidência, mortalidade, o Disability Adjusted Life Years (DALY) e os custos diretos de hospitalização, tendo como fonte de dados os sistemas oficiais de estatística, notificação e hospitalização. Para o cálculo dos Anos de Trabalho Perdidos (ATP), empregamos o valor do salário mínimo e do Produto Interno Bruto (PIB) para 2010 e 2012. Utilizou-se o modelo da Life-tableWest,do Global BurdenofDisease, para estimar o DALY. Resultados: Foram registrados 1.027.100 e 597.193 casos prováveis de dengue no Sinan em 2010 e 2012, respectivamente. A taxa de incidência foi 538,4/100.000 habitantes em 2010 e 313,1/100.000 habitantes em 2012. A mortalidade no período epidêmico foi duas vezes maior do que no período não epidêmico. Em 2010, foram 13.955 Anos de Vida Perdidos (AVP) por dengue e foram incorridos 74 DALYs/milhão por Dengue Clássico e 73 DALYs/milhão pelas Formas Graves. Em 2012, foram 7.297 Anos de Vida Perdidos (AVP) por dengue e incorridos 38 DALYs por Dengue Clássico e pelas Formas Graves. Foram estimados 151 Anos Vividos com Incapacidade (AVI) por dengue clássico e 37 AVI para as formas graves da doença, no ano epidêmico. Em 2010, o valor total gasto com hospitalização por dengue foi de R$33.498.386,22 e R$16.608.420,09 em 2012. Foram perdidos 8.244 anos de trabalho por dengue no ano epidêmico e 5.124 em 2012. Calculamos uma perda salarial de R$ 56.059.200,00 para os Anos de Trabalhos Perdidos (ATP) em 2010 e uma perda de produtividade total de R$ 156.767.904,00. Para 2012, obtivemos uma perda salarial de R$ 42.494.869,20 para os ATP e R$ 114.777.600,00 em perda de produtividade. Conclusão: Nos anos epidêmicos e não epidêmico, ocorreu um predomínio do sexo feminino, faixa etária de 20 a 59 anos e da forma clássica da doença. Os óbitos por dengue nos anos de 2010 e 2012 superam os óbitos no Brasil por malária, leishmaniose, esquistossomose, hanseníase e infecções meníngeas. Os custos diretos de hospitalização por dengue no Brasil no ano epidêmico foi duas vezes maior do que no ano não epidêmico. O resultado do DALY de dengue foi superior a outras doenças infecciosas em países em desenvolvimento, como malária e tuberculose. O DALY reflete parte do impacto causado por uma doença antiga, negligenciada e que causa mortes que são em sua grande maioria evitáveis. Estudos de impacto e carga da doença podem auxiliar no direcionamento dos recursos, de formação de profissionais capacitados para suspeição precoce da doença, disgnóstico laboratorial rápido e oportuno, bem como alocação de tecnologias em saúde. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Despite the growing global burden of dengue, there are few published studies that have evaluated the burden of this disease and provide cost estimates in Brazil. Methods: study economic evaluation of cost of illness from the economic perspective of the public manager of the Unified Health System (SUS) and descriptive study dengue load for the year 2010, the largest epidemic year of the disease in the country, and 2012 no epidemic year for dengue. We calculated incidence rates, mortality, Disability Adjusted Life Years (DALY) and direct hospitalization costs, with the data source the official statistical systems, notification and hospitalization. To calculate the Lost Years of Work (ATP), we used the minimum wage and the gross domestic product (GDP) for 2010 and 2012. We used the model of the Life-table West, the Global Burden of Disease to estimate the DALY. Results: Probable cases of dengue 1,027,100 were registered in Sinan in 2010 and 597,193 probable cases of dengue and 2012, respectively. The incidence rate was 538.4/100,000 population in 2010 and 313.1/100,000 population in 2012. Mortality in the epidemic period was two times higher than in non-epidemic period. In 2010, 13,955 Years of Life Lost (AVP) were incurred by dengue and 74 DALYs/million for Dengue Classic and 73 DALYs/million by the Forms Graves. In 2012, there were 7,297 Years of Life Lost (AVP) from dengue and 38 DALYs incurred by Dengue Classic and the Forms Graves. 151 Years Lived with Disability were estimated (AVI) for classic dengue and 37 AVI to severe forms of the disease in 2010, and 85 by AVI classic dengue-nine AVI to severe forms of the disease, in non-epidemic year. In 2010, the total amount spent on hospitalization for dengue was R$ 33,498,386.22 and R$ 16,608,420.09 in 2012. 8244 years of work by dengue epidemic were lost in the year and 5,124 in 2012. We estimate a wage loss R$ 56,059,200.00 for the Years of Lost Jobs (ATP) in 2010 and a total productivity loss of R$ 156,767,904.00. For 2012, we obtained a wage loss of R$ 42,494,869.20 for ATP and R$ 114,777,600.00 in lost productivity. Conclusion: In epidemic and non epidemic years, there was a predominance of females, age 20-59 years and the mild form of the disease, dengue fever. Deaths from dengue in the years 2010 and 2012 in Brazil outnumber deaths from malaria, leishmaniasis, schistosomiasis, leprosy and meningeal infections. The direct costs for hospitalization of dengue in Brazil in the epidemic period was two times higher than in non-epidemic period. The result of dengue DALY was superior to other infectious diseases in developing countries such as malaria and tuberculosis. The DALY reflects part of the impact caused by an old disease, neglected and causing deaths are mostly preventable. Impact studies and disease burden may assist in targeting the professional training of qualified resources for early suspicion of disease, rapid and timely laboratory Diagnoses and allocation of health technologies.
2

A dispersão temporal e espacial da dengue 4 no estado do Rio de Janeiro no período de 2011 a 2013 / The temporal and spatial dispersion of dengue 4 in the state of Rio de Janeiro in 2011 to 2013

Santos Junior, José Carlos Benfica dos January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-07T13:18:42Z (GMT). No. of bitstreams: 2 103.pdf: 2012878 bytes, checksum: 1c2d47028c5fe5113df5b6ac2dae714a (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / A dengue é uma doença aguda febril transmitida principalmente pelo mosquito Aedes aegypti. No Brasil, a doença encontra-se em franca expansão, com epidemias registradas desde a década de 80. O sorotipo 4 da doença reemerge no país em 2010 e, em 2011, são identificados os primeiros casos de infecção pelo Dengue 4 na região Sudeste, no município de Niterói. Foi objetivo geral: analisar a disseminação do vírus Dengue 4, no tempo e no espaço, no Estado do Rio de Janeiro, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2013. Foram objetivos específicos: descrever os casos notificados de dengue no Estado do Rio de Janeiro no período; descrever os casos notificados de dengue 4, ou seja, os casos confirmados laboratorialmente como dengue 4, no Estado do Rio de Janeiro no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2013; descrever como o grau de cobertura da sorologia entre os casos notificados variou no tempo e espaço; elaborar mapas que permitam a análise espacial e temporal do dengue 4 no período supracitado. Trata-se de um estudo ecológico exploratório. Realizou-se uma análise descritiva simples do número de casos, sorologias realizadas, sorotipos identificados e classificação dos casos da dengue por semana epidemiológica no período de estudo, a descrição da distribuição espacial através de mapas e a descrição temporal através de gráficos utilizando-se os programas Excel, R 3.1.1 e TabWin 3.6b. (...) / O município do rio de Janeiro foi o que mais confirmou casos da doença. Estudos que busquem analisar e divulgar a os dados de notificação não somente da dengue, mas de qualquer doença e agravo são importantes, pois dão subsídios aos sistemas de vigilância epidemiológica sobre situações referentes à incompletudes dos bancos de dados, exames sorológicos realizados em uma quantidade insuficiente por exemplo, o que influencia diretamente na qualidade da informação gerada. Tais pesquisas permitem que a vigilância epidemiológica se auto-avalie e busque modificar o que esta sendo realizado insatisfatoriamente, visando um serviço de excelência. / Dengue is an acute febrile disease transmitted primarily by Aedes aegypti. In Brazil, the disease is in full expansion, with epidemics recorded since the 80s Serotype 4 reemerge in the country in 2010 and in 2011 the first cases of infection with dengue 4 in the Southeast were identified, in Niterói. The overall objective of this project was to analyze the spread of Dengue 4 virus, in time and space, in the state of Rio de Janeiro, from January 2011 to December 2013. Specific objectives were: to describe the reported cases of dengue in Rio de Janeiro state in period; describe the reported cases of dengue 4, i.e., the laboratory confirmed cases as dengue 4 in the state of Rio de Janeiro in January 2011 to December 2013; describe the degree of serology coverage among reported cases in time and space; produce maps that allow spatial and temporal analysis of dengue 4 in the above period. We performed a simple descriptive analysis of the number of cases, serological tests, identified serotypes and clinical classification of cases by dengue epidemiological week during the study period, the description of the spatial distribution through maps and temporal description through graphics using the Excel programs, R 3.1.1 and TabWin 3.6b.^ien / The municipality of Rio de Janeiro was the one that most confirmed cases of the disease. Studies that seek to analyze and disseminate the notification data not only of dengue, but of any disease and injury are important as they provide a basis for epidemiological surveillance systems on situations related to the incompleteness of the databases, serological tests performed in an insufficient amount, which directly influences the quality of information generated. Such studies allow the surveillance system to self-assess and seek to change what is being done not in the best possible way in order to improve service excellence. (AU)^ien
3

Acurácia do teste NS1 para dengue no contexto epidemiológico brasileiro

Porto, Vanessa Torales 25 July 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2014-11-05T18:03:08Z No. of bitstreams: 1 2014_VanessaToralesPorto.pdf: 950983 bytes, checksum: f7ad5fa50fff60d0a9cb4669e3ce95f4 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2014-11-05T18:32:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_VanessaToralesPorto.pdf: 950983 bytes, checksum: f7ad5fa50fff60d0a9cb4669e3ce95f4 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-05T18:32:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_VanessaToralesPorto.pdf: 950983 bytes, checksum: f7ad5fa50fff60d0a9cb4669e3ce95f4 (MD5) / Introdução: A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo, a forma mais grave da doença é a dengue hemorrágica, fatal se não tratada. No mundo, ocorre em mais de 100 países e territórios – 2,5 bilhões de pessoas estão sob o risco de contraí-la, e anualmente a taxa de incidência atinge 50 milhões de casos (Tauil, 2002). A dengue é uma enfermidade causada por um arbovírus da família Flaviviridae, gênero Flavivírus, que inclui quatro tipos imunológicos: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. Um importante alvo dos anticorpos para DENV é a proteína NS1, uma glicoproteína conservada que parece ser essencial para a replicação do vírus. Recentemente, os testes para a detecção do antígeno NS1 no soro humano foram evoluindo. O antígeno NS1 é encontrado juntamente com endotélio, livre ou solúvel no soro de pacientes, a partir de um dia antes do início dos sintomas e pode ser detectado, pelo menos, até cinco dias após o início dos sintomas, o que permite um diagnóstico precoce da doença. Objetivo: Avaliar a acurácia diagnóstica para a detecção do antígeno NS1 Dengue pelo formato ELISA, quando utilizada por laboratórios de saúde pública. Métodos: estudo analítico retrospectivo dos exames de dengue oriundos das unidades sentinelas de dengue e laboratórios de referência nacional e estaduais no período de 2009 a 2010. Foram calculados os valores de sensibilidade, especificidade, Valor preditivo positivo e valor preditivo negativo. Resultados: A sensibilidade média do kit encontrada nos seis estados envolvidos no estudo foi de 94,5% e a especificidade média foi de 61,20%. O valor preditivo positivo de 81,48% no ano de 2009 e em 2010 o valor caiu para 66,17%, e o valor preditivo negativo no ano de 2009 foi de 89,91% e no ano de 2010 o valor aumentou para 94,43%. Conclusão: Considerando a sensibilidade de 94,50% encontrada podemos considerar que o teste é sensível, e raramente deixará de encontrar pessoas com a doença. Em relação a especificidade de 61,20%,considera-se um valor abaixo do esperado, podendo ocasionar resultados falsos negativos. O kit é sensível, porém pouco específico. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Dengue fever is one of the main public health issues in the world. In its most severe form, dengue hemorrhagic fever, it causes gastrointestinal hemorrhaging which, if untreated, can lead to death. It has been detected in more than 100 countries and territories worldwide -approximately 2.5 billion people are at risk of contracting dengue fever and incidence rate is of 50 million cases per year (Tauil, 2002). Dengue fever is caused by an arbovirus of the family Flaviviridae and genus Flavivirus and includes four serotypes: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. An important target of antibodies against DENV is the protein NS1, a conserved glycoprotein that appears to be essential for viral replication. Recently, tests for the detection of NS1 antigen in human serum have evolved. This antigen is found in the endothelium, in a free form or soluble in serum of infected patients after one day before symptoms begin, which allows for early diagnosis of the disease. Objective: To evaluate the diagnostic accuracy in the detection of the NS1 antigen in an ELISA format in public health laboratories. Methods: A descriptive retrospective cohort study of dengue laboratory results from sentinel, state and national reference laboratories in 2009 and 2010. Sensitivity, specificity, positive and negative predictive values were determined. Results: The mean sensitivity of the Elisa kit in the six states involved in this study was 94.5% and the mean specificity was 61.2%. Positive predictive value was 81.48% in 2009 and decreased to 66.17% in 2010, whereas the negative predictive value was 89.91% and increased to 94.43% in the years 2009 and 2010, respectively. Conclusion: Considering the mean sensitivity of 94.50%, it can be concluded that the test will rarely fail at detecting contaminated patients. The mean specificity was lower than expected and it can be concluded that mistakes can occur, particularly in assigning false negatives. The kit is sensitive, however non-specific.
4

Mortalidade por doença arterial coronariana em epidemias de Dengue

Oliveira, Márcio Lassance Martins de January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2015-10-07T18:58:50Z (GMT). No. of bitstreams: 2 marcio_oliveira_ini_mest_2013.pdf: 2039921 bytes, checksum: 9835b06aa9e6cea0a90d1daa62a91f11 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015-06-10 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundamento: Parte-se da premissa de que a mortalidade por doença arterial coronariana (DAC) encontra-se aumentada no transcorrer de epidemias de dengue, possivelmente pela direta ação do vírus ou por desestabilização de problemas pré-existentes. Objetivo: Será descrita a possível associação entre a mortalidade por doença coronariana e os casos notificados de infecções pelo vírus da dengue no Estado do Rio de Janeiro. Material e métodos: Estudo ecológico, no qual duas séries temporais - a primeira de mortalidade por DAC e a segunda de casos notificados de dengue -, foram construídas, utilizando-se dados extraídos do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e da secretaria de estado de saúde e defesa civil (SESDEC) do Rio de Janeiro. A série de DAC incluiu 313.503 pacientes entre janeiro de 1996 e dezembro de 2010. A série de dengue compreendeu 275.227 casos entre janeiro de 1994 e dezembro de 2010. Os códigos utilizados de mortalidade por DAC foram do I20 a I25 do CID-10. A metodologia Box-Jenkins é empregada para modelagem das séries e, para posterior comparação, correlação cruzada e análise de intervenção Resultados: A série de mortalidade por doença coronariana se ajusta ao modelo SARIMA (1,1,1)x(1,0,1)365, com sazonalidade anual refletida por aumento do número de casos nos meses de inverno. Conclusão: Não há correlação entre a variável mortalidade por DAC e a variável número de casos de dengue no tocante à análise de séries temporais / Background : The possibility of increased mortality from coronary artery disease (CAD) during the course of dengue epidemics was considered , either by direct action of the virus or by destabiliz ation of a pre - existing condition. Aim : we describe a possible association between the mortality from coronary artery d isease and the reported cases of dengue virus infections in the state of Rio de Janeiro. Methods : This is a n ecological study , in which two time series - the first one of mortality from coronary heart disease and the second one of reported cases of dengue - , were built using data from the Mortality Information System (SIM) and the secretary of health and civil defense (SESDEC) of Rio de Janeiro. The first series included 313, 503 patients wit h CAD between January 1996 and D ecember 2010. The number of dengue cases comprised 275,227 cases between January 1994 and December 2010 . The diseases codes used were all from I20 to I25 (ICD - 10). The Box - Jenkins methodology is employed for model ing the se ries and, in order to evaluate the theorized association, cross correlation, intervention analysis and dynamic linear models were used .
5

Fatores associados ao dengue grave em crianças: estudo caso-controle em três hospitais pediátricos no município do Rio de Janeiro / Factors associated with severe dengue in children - case-control study in three pediatric hospitals in the city of Rio de Janeiro

Wakimoto, Mayumi Duarte January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-15T17:41:58Z (GMT). No. of bitstreams: 2 246.pdf: 2136338 bytes, checksum: b9442031a16ab0c4db2024b9f05eac73 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Made available in DSpace on 2016-07-05T22:26:19Z (GMT). No. of bitstreams: 3 246.pdf.txt: 255961 bytes, checksum: 3211134772743ab708a93be62021a5f2 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 246.pdf: 2136338 bytes, checksum: b9442031a16ab0c4db2024b9f05eac73 (MD5) Previous issue date: 2011 / O presente trabalho teve por objetivo analisar os fatores demográficos e clínico-laboratoriais associados ao dengue grave em crianças internadas em três hospitais pediátricos no município do Rio de Janeiro. Inicialmente foi avaliada a literatura disponível sobre o tema por meio de revisão sistemática. Os parâmetros que demonstraram forte associação aos casos graves na revisão foram: letargia, hepatomegalia, hematócrito maior 50 por cento, hemoconcentração maior 22 por cento, sangramento, que constituem sinais de alerta definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Também estavam associados à síndrome do choque do dengue (SCD): tipo de vírus, infecção secundária pelo vírus dengue e obesidade. Houve importante variação nos resultados, o que apontou para a necessidade de realização de outros estudos, com desenho e métodos de análise adequados à investigação de fatores preditivos de gravidade em crianças, permitindo a comparação do padrão clínico-epidemiológico entre diferentes populações.Para avaliação dos fatores demográficos, clínicos e laboratoriais associados ao dengue grave em crianças no município do Rio de Janeiro, foi realizado estudo caso-controle em três hospitais de referência para internação. Foram avaliadas 308 crianças na faixa etária de 0 a 18 anos internadas por dengue: 89 casos, definidos como graves pela presença de choque e 219 controles. A média de idade entre os casos foi de 7,9 anos e 9,1 anos nos controles. Não houve associação significativa entre sexo e raça ao dengue grave. Todos os sinais de alarme descritos na literatura foram significativos na análise univariada: (...) O estudo demonstrou a importância do monitoramento dos sinais clínicos, confirmou a relevância dos sinais dealarme e definiu indicadores de evolução para o quadro de choque em crianças hospitalizadas com dengue. / The study aimed to evaluate demographic, clinical and laboratorial factors associated to severe dengue in hospitalized children from three pediatric hospitals in Rio de Janeiro. Initially, a systematic review about clinical and laboratorial aspects associated to severe dengue was developed. The parameters which revealed strong association to severe cases were: lethargy, hepatomegaly, hematocrit level more 50 percent, hemoconcentration more 22 percent and bleeding. Those are warning signs according to World Health Organization (WHO). The following signs were also associated to dengue shock syndrome (DSS): virus type, secondary dengue infection and obesity. The results presented important heterogeneity. Further studies with adequate designs and methods for the investigation of predictive factors of severity in children, allowing comparison of the clinical and epidemiological pattern in different populations, are needed.To evaluate demographic, clinical and laboratorial factors associated to severe dengue in children in Rio de Janeiro, a case-control study was conducted in three reference hospitals. A total of 308 children from 0 to 18 years old admitted with dengue diagnosis was evaluated: 89 cases of shock, according to the definition of the study, and 219 controls. The mean age was 7,9 years old for cases and 9,1 years old among controls. There was no significant association of sex and race with severe dengue. All the warning signs presented significant association with severe dengue in univariate analysis: (...) The study stressed the importance of monitoring clinical signs, confirmed the relevance of the warning signs and defined indicators of clinical evolution to shock in hospitalized children with dengue. (AU)^ien
6

Fatores associados ao óbito por dengue no Distrito Federal, Brasil, no período de 2007 a 2015 : um estudo de caso-controle de base hospitalar

Janssen, Maria Esther 03 March 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2017. / Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Conclusão e apêndice. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-07-25T13:24:20Z No. of bitstreams: 1 2017_MariaEstherJanssen_PARCIAL.pdf: 2653351 bytes, checksum: a3d023d59c04900adddd8298099f5e72 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-11T21:36:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_MariaEstherJanssen_PARCIAL.pdf: 2653351 bytes, checksum: a3d023d59c04900adddd8298099f5e72 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-11T21:36:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_MariaEstherJanssen_PARCIAL.pdf: 2653351 bytes, checksum: a3d023d59c04900adddd8298099f5e72 (MD5) Previous issue date: 2017-08-11 / Introdução: os óbitos por dengue têm sido bastante estudados, porém não se conhece suficientemente bem todos os fatores associados a esses óbitos.Objetivo: identificar os fatores associados à mortalidade por dengue no Distrito Federal no período de 2007 a 2015. Métodos: estudo epidemiológico descritivo e analítico tipo caso-controle, de base hospitalar, de 71 óbitos por dengue ocorridos no Distrito Federal, Brasil, entre janeiro de 2007 e dezembro de 2015. O grupo de casos (pacientes que tiveram dengue com pelo menos um sinal de alarme, internados na rede pública ou privada do DF e evoluíram para óbito), foi comparado com o grupo controle (pacientes que tiveram dengue com pelo menos um sinal de alarme, internados na rede pública ou privada do DF e que sobreviveram). Casos e controles foram confirmados por critério laboratorial. As informações foram coletadas a partir de prontuários médicos, sendo analisadas, entre outras, algumas variáveis relacionadas à qualidade da assistência médica. Utilizou-se a regressão logística para a identificação dos fatores associados aos óbitos. A regressão logística multivariada foi realizada utilizando-se a análise de variância (ANOVA) do modelo completo, empregando-se, posteriormente, o teste qui-quadrado. Resultados: as seguintes variáveis foram selecionadas: “idade maior que 45 anos”, “presença de diabetes”, de “hipertensão arterial sistêmica”, de valores de “uréia maiores que 50 mg/dl”, de “leucócitos menores ou iguais a 4.000/mm3”, “tempo entre o início dos sintomas e o primeiro atendimento maior ou igual a 3 dias” e “percorreu três ou mais serviços de saúde”. Conclusões: as variáveis selecionadas foram consideradas fatores importantes para a ocorrência dos óbitos por dengue no Distrito Federal. Sugere-se a adoção de medidas nos serviços de saúde que garantam um atendimento mais adequado a esses pacientes. / Introduction: while there have been many studies about deaths by dengue, it is not well known all the risk factors associated with such deaths.Objective: to identify the risk factors associated with dengue mortality in the Brazilian Federal District during the period 2007 to 2015.Methods: a case-control, hospital-based, descriptive and analytical epidemiological study of 71 deaths from dengue in the Federal District, Brazil, occurred from January 2007 to December 2015.The case group (patients who had at least one warning sign, from the public or private hospital networks of Federal District, who died) was compared to the control group (patients who had at least one warning sign, from the public or private hospital networks of Federal District, who did not die). Cases and controls were confirmed by laboratorial criteria. The information was gathered by means of medical records, which were also analysed for quality of the medical service offered to the inpatients. Logistic regression was performed to identify the factors associated to the deaths. Multivariate logistic regression was performed using the analysis of variance (ANOVA) of the complete model, the chi-square test being used aftwerwards. Results: the following variables were selected: "age greater than 45 years", "presence of diabetes", "systemic arterial hypertension", "urea values greater than 50 mg / dl", "leukocytes less than or equal to 4,000 / mm3 "," time between onset of symptoms and first care greater than or equal to 3 days "and" went through three or more health services”. Conclusions: the selected variables were considered important factors for the occurrence of dengue deaths in the Federal District, Brazil. It is suggested to adopt measures in the health services that guarantee a more adequate care for these patients.
7

Análise crítica de produção científica no tema de modelos matemáticos em dengue /

Ferreira, Cláudia Pio. January 2011 (has links)
Texto sistemático sobre trabalhos de pesquisa no tema de Dengue apresentado ao Instituto de Biociências de Botucatu da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", como parte dos requisitos para o concurso de Livre- Docência / Resumo: Analisa-se diferentes aspectos da epidemiologia da transmissão da dengue através de modelos matemáticos. Supo˜e-se que o controle vetorial atua como uma taxa de mortalidade adicional em cada fase do ciclo de vida do mosquito Ae. aegypti e estuda-se a eficiência dos diferentes mecanismos utilizados pela Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN) no estado de São Paulo para o controle da doença. A modelagem usual de equações diferencias ordinárias (EDO) permite a obtenção de valores limiares para a taxa de oviposição do vetor e para a transmissão da doença, as quais depende das suposições biológicas que geram o modelo, dos parâmetros entomológicos do mosquito, do período de incubação do vírus, e da imunidade e dinâmica vital do homem. Estes limiares dividem o espaço de solução em ausência do vetor, presença do vetor e ausência de transmissão da dengue, e presença do vetor com transmissão da dengue. Estes valores fornecem uma estimativa do esforço de controle necessário para diminuir ou parar a transmissão da dengue. A suposição de população vetorial grande com distribuição espacial homogênea (modelos de equações diferencias ordinárias discutidos anteriormente) é verificada através da modelagem discreta de autômatos celulares (AC). Mostra-se que a heterogeneidade espacial gerada pela distribuição de criadouros facilita a colonização e dispersão do inseto. Como os parâmetros entomológicos do vetor dependem da temperatura, observa-se que no verão o processo de dispersão e colonização do mosquito é facilitado, e que o controle adulticida deve ser aplicado nesta época. Já no inverno deve-se investir no controle das formas imaturas. A viabilidade da técnica de insetos estéries é... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Not available
8

Avaliação de testes de captura de antígeno NS1 para o diagnóstico precoce das infecções por dengue

Lima, Monique da Rocha Queiroz January 2009 (has links)
Submitted by Anderson Silva (avargas@icict.fiocruz.br) on 2012-03-29T13:29:04Z No. of bitstreams: 1 monique_rq_lima_ioc_mt_0010_2009.pdf: 1937766 bytes, checksum: d05c52dcbcc952c1a57ff1ff206f06b1 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-03-29T13:29:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 monique_rq_lima_ioc_mt_0010_2009.pdf: 1937766 bytes, checksum: d05c52dcbcc952c1a57ff1ff206f06b1 (MD5) Previous issue date: 2009 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. / O diagnóstico laboratorial de dengue é muito importante para apoiar os programas Vigilância Epidemiológica considerando-se a dificuldade da confirmação dos casos em bases clínicas apenas, em especial, durante períodos inter-epidêmicos. Atualmente estão disponíveis kits comerciais para o diagnóstico sorológico do dengue, embora o seu custo ainda represente um alto encargo financeiro para países em desenvolvimento. Um diagnóstico rápido pode direcionar as medidas de controle do vetor. A proteína não-estrutural 1 (NS1) do vírus dengue por ser um marcador utilizado durante a fase aguda da doença e tem sido proposto para o diagnóstico da doença. Desta forma, a sensibilidade e especificidade de três kits comerciais para captura de antígeno NS1 disponíveis no mercado foram avaliadas com um painel de 852 amostras obtidos a partir da coleção do Laboratório de Flavivírus no Instituto Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, de epidemias ocorridas durante os anos de 1986 a 2008. O desempenho de cada kit foi avaliado individualmente e, a comparação entre os três kits foi baseada na análise de uma sub-população de 450 amostras. Dentre os três kits analisados, o kit NS1 Ag Strip (BioRad Laboratories) foi o mais sensível em confirmar casos de dengue na amostragem testada (89%, 197/220), seguido pelo Platelia NS1 (BioRad Laboratories) (84%, 184/220) .O menos sensível foi o pan -E Early ELISA (PanBio Diagnostics) com 72% (159/220) de sensibilidade. Porém, neste estudo o kit da PanBio foi o mais especifico (100%), enquanto que ambos os kits da BioRad apresentaram 99% de especificidade. Os resultados obtidos demonstraram uma maior sensibilidade de confirmação de casos de infecção primária pelos três kits, porém não houve diferença significativa em relação aos casos de infecção secundária. Os três kits foram mais sensíveis em confirmar casos positivos por isolamento viral do que em casos positivos por RT-PCR. A sensibilidade dos três kits foi maior no período compreendido entre o primeiro ao quinto dia após o inicio dos sintomas. Reações cruzadas foram raramente observadas em vacinados contra o vírus da febre amarela e casos de rubéola. Os resultados obtidos demonstraram que três kits podem ser utilizados para a detecção precoce da infecção viral por dengue. / Dengue virus diagnosis is an important tool to support Epidemiological Surveillance Programs considering the difficulties found in confirm dengue cases based only on the clinical symptoms, especially during inter-epidemic periods. Currently, there are many commercial serological kits for dengue diagnosis, however its costs poses a financial burden for many developing countries. The dengue virus non- structural protein a (NS1) can be used as a marker during the acute phase of the illness and its use has been proposed for the disease diagnosis. Therefore, here we evaluated the sensitivity and specificity of three newly available NS1 antigen capture commercial kits with a panel of 852 samples from the collection of the Flavivirus Laboratory at the Oswaldo Cruz Institute, FIOCRUZ, from epidemics occurred from 1986 to 2008. Each kit was evaluated individually and the comparison among them was based on the analysis of a sub- population of 450 samples. From the three kits analyzed, the NS1Ag Strip (Biorad Laboratories) showed the highest sensitivity (89%, 197/220) in confirming dengue cases, followed by the PlateliaTM NS1 (Biorad Laboratories). The less sensitive one was the pan-E Early ELISA (PanBio Diagnostics) with a sensitivity of 72% (159/220). However, in this study the PanBio kit was the most specific (100%) while the two kits from BioRad showed both 99% of specificity. Primary dengue cases were more frequently confirmed than secondary ones. A higher sensitivity was observed in cases positive by virus isolation, when compared to cases positive by RT-PCR. The highest NS1 antigen detection was from the first to the fifth day after the onset of the symptoms. Cross reactivity were rarely observed in yellow fever vaccinees and rubella cases. The results showed that the three kits can be used in the early diagnosis of dengue infections.
9

Avaliação da adequação dos serviços de atenção primária do município do Rio de Janeiro para assistência a pacientes com suspeita de dengue / Assessment of the adequacy of primary care services in the municipality of Rio de Janeiro for the care of patients with suspected dengue

Freitas, Danielle Amaral de January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-04T12:31:24Z (GMT). No. of bitstreams: 2 124.pdf: 3766371 bytes, checksum: f5b8f2291f935ebe26c56c34287cd22b (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / A dengue é considerada uma das doenças de maior incidência nas regiões intertropicais ao redor do planeta, constituindo um importante problema de saúde pública. A porta de entrada preferencial para atendimento da pessoa com suspeita de dengue é a Atenção Primária. Porém, todos os serviços de saúde devem estar preparados para acolher a demanda por atendimento dos casos suspeitos de dengue, tornando possível o atendimento oportuno e com qualidade ao doente, oferecendo condição para evitar a ocorrência de óbitos. Objetivamos analisar a adequação dos serviços de saúde da atenção primária localizados nos bairros da Área de Planejamento 33 do município do Rio de Janeiro para atenção aos pacientes com suspeita de dengue. O estudo possui duas direções metodológicas: uma foi um estudo ecológico descritivo sobre os casos notificados de dengue em residentes de 29 bairros da zona norte município do Rio de Janeiro e a outra foi pautada em uma avaliação normativa com apreciação da estrutura e processo das unidades de atenção primária á saúde da região. A área possui uma grande densidade demográfica, áreas favelizadas, carentes de ações intersetoriais e com intensa violência urbana. Os residentes da AP 33 sofreram com a introdução de um novo sorotipo, o DENV-4 e enfrentaram taxas epidêmicas da doença. No entanto, foi possível diante de tanto revés, a melhoria dos indicadores de saúde. A implementação de pólos de hidratação possibilitou queda relevante do número de internações e no número de óbitos. Apesar do aumento importante no número de unidades de saúde da área nos últimos anos, 72% dos residentes foram atendidos na rede de atenção secundária e terciária à saúde, sendo que metade deste quantitativo se dispersou para 104 bairros do município do Rio de Janeiro. / Neste sentido, levando em consideração a capacidade instalada das unidades, seus protocolos assistenciais e processos de trabalho segundo gestores, profissionais de saúde e roteiro de observação, o nível de adequação das unidades de atenção primária à saúde dos bairros pesquisados foi parcialmente adequada. Embora esforços estejam sendo realizados para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde na área, ainda se verifica a distribuição desigual do SUS, impulsionando a população a buscar opções de acesso ao atendimento qualificado, igualitário, equânime e universal. / The Dengue is considered one of the most important diseases in tropical areas around the world, and an important public health problem. Preferential entry point for the person with suspected dengue is the Primary Health Care. However, all health services must be prepared to host the demand for assistance of suspected cases of dengue. Thus, making possible the timely care and quality to the patient, providing condition to prevent the occurrence of deaths. The aim of this study was to analyze the adequacy of primary health care services located in the neighborhoods of the Planning Area 33 in the city of Rio de Janeiro to care for patients with suspected dengue. The study has two methodological directions: one was a descriptive ecological study of the reported cases of dengue in residents of 29 neighborhoods in the north zone of count of Rio de Janeiro and the other was based on a normative evaluation targeted to structure and process of units of primary health care of the region. The area has a high population density, slum areas lacking joint actions and intense urban violence. The residents suffer from AP 33 in front of the introduction of a new serotype DENV-4 and faced epidemic rates of disease. In however, the improvement of health indicators was possible before so many barriers. The implementation of hydration poles enabled significant decrease in the number of hospital admissions and deaths. Despite the significant increase in the number of health facilities in the area in recent years, 72% of residents were treated at the secondary and tertiary health care network, and half of this amount dispersed to 104 neighborhoods of the municipality of Rio de Janeiro. ^ien / In this sense, taking into account the capacity of the care units, their protocols and work processes according to managers, health professionals and our observation protocol, the adequacy of primary care health units of the neighborhoods was partially adequate. Although efforts are being made to improve the quality of health services in the area, there is still the unequal distribution of SUS, driving the population to seek different options of access to health care, according the principals and guidelines of SUS. (AU)^ien
10

Validação e confiabilidade do teste rápido SD Bioeasy Dengue Duo para o diagnóstico da dengue na rede de saúde pública do Distrito Federal

Prado, Paulo Sousa 23 September 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Núcleo de Medicina Tropical, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-01-25T19:21:26Z No. of bitstreams: 1 2015_PauloSousaPrado.pdf: 1415514 bytes, checksum: c1ffd17848f8b9d8e1ca6ac5e1e24791 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2016-01-26T14:05:35Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_PauloSousaPrado.pdf: 1415514 bytes, checksum: c1ffd17848f8b9d8e1ca6ac5e1e24791 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-26T14:05:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_PauloSousaPrado.pdf: 1415514 bytes, checksum: c1ffd17848f8b9d8e1ca6ac5e1e24791 (MD5) / Introdução: Atualmente a gestão do diagnóstico da dengue continua sendo um dos maiores desafios para os governos da maioria dos países da América Latina. O diagnóstico é complexo e até recentemente, apenas laboratórios especializados eram capazes de confirmar definitivamente uma infecção por dengue. No entanto, esta realidade tem sido alterada gradualmente com a disponibilização de testes rápidos imunocromatográficos capazes de detectar uma infecção por dengue rapidamente e podem ser aplicados até mesmo na atenção primária. O diagnóstico precoce é de grande interesse para uma gestão clínica eficiente, porque impede a progressão da doença para os casos mais graves, reduzindo a mortalidade para menos de 1%. Entre as várias técnicas disponíveis para o diagnóstico de dengue, os testes rápidos imunocromatográficos estão sendo usados cada vez mais no Brasil. Entretanto, a maioria desses testes não foram submetidos a uma validação científica na população brasileira. Neste contexto, o Distrito Federal, com a participação do Laboratório Central de Saúde Pública decidiu validar o teste rápido SD Bioeasy Dengue Duo recentemente introduzido no sistema público de saúde do Distrito Federal. Objetivos: Avaliar a acurácia (sensibilidade e especificidade) e a confiabilidade do teste rápido SD Bioeasy Dengue Duo (Standard Diagnostics Inc., República da Coreia) para os componentes do teste. A avaliação foi feita no ambiente onde o teste foi aplicado no sistema público de saúde do Distrito Federal. Metodologia: Foram coletadas 1353 amostras de sangue venoso entre julho de 2013 a julho de 2014. O tamanho da amostra foi calculado assumindo-se um α = 0,05, precisão desejada = +/- 4%, sensibilidade esperada = 92,9%, especificidade esperada = 88,8%. Após os cálculos, 160 amostras positivas (casos) e 240 amostras negativas (controles), classificadas pelos testes padrão de referência, foram necessárias para a estimativa da sensibilidade e especificidade respectivamente, e para a avaliação de reprodutibilidade utilizou-se 401 amostras. O padrão de referência utilizado foi composto pelo teste MAC-ELISA, isolamento viral e PCR em Tempo Real. As amostras foram consideradas como verdadeiras positivas quando, pelo menos, um dos testes de referência obteve um resultado positivo, e verdadeiro negativo quando, todos os três testes de referência foram negativos. As amostras foram obtidas dos Hospitais Regionais de Taguatinga, Ceilândia, Guará, Planaltina, Sobradinho e do LACEN-DF. A estimativa do intervalo de confiança de 95% foi calculada tanto para a acurácia dos componentes do teste rápido como também para o estudo de confiabilidade, utilizando o Epi Info v. 6.04. Resultados: Os resultados para a acurácia global do teste rápido SD Bioeasy Dengue Duo, revelaram uma melhor sensibilidade para o componente NS1 (67%) do que para o componente IgM (35%). Há uma melhora substancial da sensibilidade do teste quando analisamos os componentes NS1/IgM em conjunto (76%). O teste apresentou uma alta especificidade, e não apresentou nenhuma reação cruzada com o painel de amostras positivas para outras doenças utilizadas no estudo. Em relação ao estudo de reprodutibilidade, desenvolvido entre as unidades de saúde selecionadas e o laboratório de referência LACEN-DF, os resultados foram satisfatórios, com um Kappa de 0,97 para NS1/IgM. Conclusões: Por ser o primeiro estudo de validação de um teste rápido imunocromatográfico de dengue no Brasil, a ser realizado prospectivamente e em larga escala, nossos resultados demonstraram a importância da avaliação da acurácia e reprodutibilidade na introdução de uma nova metodologia diagnóstica para o exame da dengue. O teste rápido SD Bioeasy Dengue Duo, apresentou uma alta especificidade e uma sensibilidade moderada. Portanto, sendo útil para confirmar o diagnóstico de dengue, mas não sendo suficiente para descartar o diagnóstico, e deve ser aprimorado em relação à sensibilidade. Nossos resultados sugeriram também que as condições imunológicas do paciente, resultantes do processo de infecção pelo vírus da dengue, podem influenciar diretamente a acurácia do teste. / Introduction: Currently the management of dengue diagnosis remains a major challenge for governments of most countries in Latin America. The diagnosis is complex and until recently only specialized laboratories were able to definitely confirm dengue infection. However, this reality has been changed gradually with the available of immunochromatographic rapid tests can detect dengue infection quickly and can be applied even in point-of-care. Early diagnosis is of great interest for efficient clinical management, because it prevents the disease progression to more severe cases, reducing the mortality to less than 1%. Among several techniques available for the diagnosis of dengue, immunochromatographic rapid tests have been increasingly used in Brazil. However most of those tests have not undergone scientific validation in the Brazilian population. In this context the Federal District with the participation of the Central Public Health Laboratory decided to evaluate the rapid test SD Bioeasy Dengue Duo recently introduced in the public health system of the Federal District. Aims: To evaluate the accuracy (sensitivity and specificity) and the concordance of the rapid test SD Bioeasy Dengue Duo (Standard Diagnostics Inc., Korea) for NS1 and IgM components test. The evaluation was made prospectively in the field conditions in the public health system of the Federal District. Methodology: 1353 venous blood samples were collected between July 2013 and July 2014. Sample size was calculated with the following assumptions: α=0.05, desired precision=+4%, expected sensitivity= 92.9%, expected specificity= 88.8%. Then, 160 positive samples (cases) and 240 negative samples (controls), as being classified by the reference standard, were required for sensitivity and specificity estimation respectively, and for concordance evaluation we used 400 samples. The Reference standard used was composed by MAC-ELISA, Virus Isolation and Real Time PCR. Samples were considered as true-positive when, at least one of the reference tests had a positive result, and true-negative when, all the three reference tests were negative. Samples were obtained at the Regional Hospitals of Taguatinga, Ceilândia, Guará, Planaltina, Sobradinho and LACEN-DF. Point and 95% confidence interval estimates were calculated for accuracy measures of the Index test in each of its two components and for concordance, using Epi Info v. 6.04. Results: The results for the overall accuracy of the SD Bioeasy Dengue Duo test, showed better sensitivity for the NS1 component (67%) than for the IgM component (35%). There is a substantial improvement in test sensitivity when analyzing the NS1 / IgM components together (76%). The test showed high specificity and showed no cross-reactivity with the panel of positive samples for other diseases used in the study. Regarding the reliability study, developed between health facilities selected and reference laboratory LACEN-DF, the results were satisfactory, with a kappa of 0.97 for NS1 / IgM. Conclusions: For being the first validation study of dengue immunochromatographic rapid tests in Brazil, to be carried out prospectively and in large-scale, our results demonstrate the importance of evaluating the accuracy and reliability of a test before introduction a new diagnostic methodology for the examination of dengue. The rapid test SD Bioeasy Dengue Duo had a high specificity and moderate sensitivity. Therefore, it is useful to confirm the diagnosis of dengue, but not enough to rule out the diagnosis, and should be improved in sensitivity. Our results also suggested that the immunological conditions of the patient, resulting from the infection by the dengue virus process can directly influences the accuracy of the test.

Page generated in 0.0871 seconds