• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 138
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 146
  • 112
  • 104
  • 90
  • 84
  • 55
  • 51
  • 41
  • 35
  • 34
  • 28
  • 27
  • 24
  • 24
  • 23
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Os desigrejados : um caso de reconfiguração religiosa entre os evangélicos brasileiros no contexto da modernidade radicalizada /

Santos, Douglas Alessandro Souza. January 2018 (has links)
Orientador: Carla Gandini Giani Martelli / Banca: João Carlos Soares Zuin / Banca: André Ricardo de Souza / Resumo: Ao contrário do que previa a tese clássica da secularização, a religiosidade não combaliu. Na realidade, o que temos observado na contemporaneidade poderia ser definido como um caso de reconfiguração religiosa de características próprias, um processo de reenquadramento. Dentre as mais diversas e significativas mudanças no cenário religioso brasileiro dos últimos anos destaca-se a desinstitucionalização cristã, sobretudo evangélica. Os desigrejados, termo usado para designar os que se encontram nesse processo, estão inseridos numa variável crescente. A presente dissertação busca levantar as características de tal grupo, bem como estudar a relação entre o seu crescimento vinculado aos aspectos próprios da modernidade radicalizada nele reverberados. Para tanto, toma a comunidade Caminho da Graça, liderada por Caio Fábio D'Araújo Filho, como principal caso de campo a ser observado. / Abstract: Contrary to the classical thesis of secularization, the religious field did not lower. In fact, what we have observed in contemporaneity could be defined as a case of religious reconfiguration of its own characteristics, a process of reframing. Among the most diverse and significant changes in the Brazilian religious scene of the last few years, it is worth mentioning the christian deinstitutionalization, above all evangelical. The desigrejados, portuguese term used to refer to those who are within this process, are inserted in an increasing variable. The present work seeks to analyze the characteristics of such a group, as well as to study the relationship between their growth linked to the aspects of radicalized modernity reverberated therein. To do so, it takes the Caminho da Graça community, led by Caio Fábio D'Araújo Filho, as the main field case to be observed. / Mestre
2

Descredenciamento de hospital psiquiátrico do Sistema Único de Saúde (SUS): engrenagens da operação

LUCENA, Marcela Adriana da Silva 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:14:44Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6505_1.pdf: 799570 bytes, checksum: c014248ac62179e72e67ff740239a6d9 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Esta dissertação apresenta como objetivo geral a análise das estratégias governamentais desenvolvidas para descredenciamento do hospital psiquiátrico José Alberto Maia do Sistema Único de Saúde (SUS), situado em Camaragibe no estado de Pernambuco Brasil entre 1964 e 2010. Utiliza-se para isso da metodologia qualitativa, centrando a investigação num estudo de caso mediante triangulação de métodos e privilegiando a análise de discurso como a via metodológica para tratamento dos resultados da pesquisa. No marco teórico são abordados os aspectos históricos e paradigmáticos da saúde mental, assim como os elementos conceituais e operacionais relativos à engrenagem da desconstrução do hospital psiquiátrico à construção de uma proposta de cuidado territorial, considerando a desinstitucionalização e a reabilitação psicossocial como eixos. Tais reflexões são atreladas à dinâmica do SUS no que se refere às relações intergovernamentais e a relação entre o público e privado por entender que esta dimensão configura no Brasil um cenário próprio referente a processos de institucionalização dentro de hospitais psiquiátricos. Em relação à descrição e análise dos resultados do estudo, a opção foi por um recorte temporal situando as macro-estratégias governamentais desenvolvidas para efetivação do descredenciamento do hospital de acordo com as conjunturas políticas. Encontramos como resultados as estratégias desenhadas por cada esfera de governo a partir da municipalização do hospital e o mapeamento dos atores e ações envolvidos no processo de descredenciamento do mesmo mediante uma decisão tripartite. Com a identificação do campo de forças, interesses e entendimentos em jogo, categorizam-se as ações governamentais na dimensão da clínica, da política e da gestão, elaborando assim algumas conclusões. Os resultados evidenciados foram considerados como sendo de processo e estruturantes para efetivar, após o período da pesquisa, a saída de todas as pessoas internadas no hospital e, consequentemente, seu descredenciamento. As estratégias sistematizadas e desenvolvidas foram nomeadas como requisição parcial de serviços, organização de rede, transinstitucionalização e articulação política . Pontuaram-se como principais questões da requisição parcial de serviço os cuidados clínicos direcionados às pessoas internadas no hospital e início do trabalho em prol da desinstitucionalização. Em relação à organização de rede, se valorizou a ação voltada para criação e ampliação de residências terapêuticas e outros dispositivos territoriais de saúde mental, trazendo como repercussão a interiorização dos serviços residenciais terapêuticos. A transinstitucionalização foi apontada como uma estratégia-meio para efetivação do descredenciamento da unidade hospitalar e passagem para o processo de desinstitucionalização, traduzindo-se, porém, suas contradições e delicadeza pensando a perspectiva da desinstitucionalização. Por fim, a abordagem realizada foi referente à articulação política, cuja produção se constituiu numa dinâmica retro-alimentadora considerando que simultaneamente as várias instâncias articuladas para o diálogo e parceria direcionaram as definições de tempo e metas, construindo sua própria legitimidade. Considerando os resultados assinalados, algumas recomendações são realizadas, atreladas a uma leitura crítica sobre os dados levantados na tentativa de construir possíveis contribuições para experiências semelhantes ao objeto deste estudo, a saber: processos de qualificação dos trabalhadores de saúde mental, a desinstitucionalização como pauta para pactuação de gestão e ação tripartite com co-responsabilização nas ações e financiamento
3

Acompanhamento Terapêutico: Concepções e Significados da Prática de AT na Grande Vitória - ES

TRISTAO, K. G. 01 August 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:10:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_5796_Acompanhamento Terapêutico Dissertação.pdf: 1259726 bytes, checksum: aade1981d099120b3ab82589da4c63c4 (MD5) Previous issue date: 2012-08-01 / A reestruturação da atenção em saúde mental, proposta a partir do processo de Reforma Psiquiátrica no Brasil, exige a criação de uma rede articulada de serviços que substituam a internação hospitalar com novas modalidades de intervenção. É neste contexto que o Acompanhamento Terapêutico vem se configurando como uma prática importante na ampliação da rede de assistência em saúde mental. O Acompanhamento terapêutico é uma modalidade de atendimento em Saúde Mental marcada por encontros que acontecem no cotidiano do sujeito e em espaços de circulação pública, utilizando um setting diferente do clássico, no qual o sujeito pode experimentar novos caminhos e construir possibilidades de relação com o mundo com progressivo resgate de sua autonomia. O trabalho apresenta-se em dois artigos. No primeiro buscou-se conhecer quem são os acompanhantes terapêuticos da Grande Vitória - ES e as características da prática de Acompanhamento Terapêutico. Os resultados evidenciaram a prioridade de Acompanhamentos Terapêuticos realizados por mulheres, estudantes de psicologia, a escassez de cursos de AT e a diversidade de abordagens teóricas. A prática aponta para a realização de Acompanhamentos Terapêuticos em dupla por parte dos estagiários e para a inserção desses no serviço público, enquanto os profissionais de nível superior restringem-se ao serviço privado. No segundo estudo objetivou-se compreender as concepções e significados atribuídos pelos acompanhantes ao Acompanhamento Terapêutico, bem como a inserção do acompanhante na rede social dos acompanhados e nos serviços de assistência à saúde mental da Grande Vitória. Os resultados apontam que as concepções principais referem-se à construção de autonomia, reabilitação psicossocial e retomada de funções do cotidiano, bem como a inserção nas redes sociais dos acompanhados e na assistência à saúde mental. Em ambos os estudos utilizamos a abordagem qualitativa de pesquisa. Foram realizadas entrevistas parcialmente estruturadas com profissionais que utilizem ou utilizaram o Acompanhamento Terapêutico na rede pública e/ou privada. Os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo na modalidade de Análise Temática.
4

Utopia da realidade : contribuições da desinstitucionalização para a invenção de serviços de saude mental

Nicacio, Maria Fernanda de Silvio 28 August 2003 (has links)
Orientador: Gastão Wagner de Sousa Campos / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T18:43:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nicacio_MariaFernandadeSilvio_D.pdf: 714564 bytes, checksum: dd8db220a3c41af85cf9b4fc92decdea (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: Nas duas últimas décadas, o campo da atenção psiquiátrica no Brasil tem sido marcado por um processo de críticas e de propostas de transformação denominado reforma psiquiátrica. No final dos anos 1980, a insígnia ¿Por uma sociedade sem manicômios¿, formulada pelo Movimento dos Trabalhadores em Saúde Mental, produziu uma ruptura com os marcos conceituais e as estratégias políticas e operativas até então delineados e abriu um novo campo de possibilidades e de desafios éticos, teóricos, sociais, institucionais e jurídicos. Na década de 1990, a afirmação dos direitos de cidadania das pessoas com transtornos mentais e a superação do modelo asilar foram definidas com as principais diretrizes para o processo de reforma e para a implementação da política nacional de saúde mental, engendrando mudanças significativas nas dimensões assistencial, legislativa e sociocultural. Atualmente, não obstante a difusão das proposições da reforma e a produção de um amplo conjunto de iniciativas, o panorama nacional evidencia a centralidade do modelo asilar e o movimento instituinte de criação de novos serviços e experiências. A produção de projetos locais e de serviços substitutivos, em particular de serviços de atenção psicossocial, configura-se, portanto, como um dos principais desafios da reforma psiquiátrica no contexto do Sistema Único de Saúde. O presente trabalho tem por objetivo investigar o processo de construção do Núcleo de Atenção Psicossocial da Zona Noroeste (NAPS) no contexto da experiência de saúde mental desenvolvida no município de Santos no período de 1989 a 1996, a partir das fontes documentais, da produção bibliográfica, de pesquisa realizada anteriormente e de diários de campo. À luz do referencial teórico da desinstitucionalização e em diálogo com as proposições de transformação dos modos de pensar e agir em saúde coletiva, busca elaborar e refletir sobre as principais temáticas para a produção do NAPS em seu fazer-se cotidiano como serviço aberto, territorial, 24 horas e substitutivo, problematizando as inovações e as contradições identificadas nesse processo. Busca, ainda, apresentar e discutir que o saber crítico construído nas práticas de transformação da realidade das experiências de Gorizia e Trieste expressa e propõe uma diferente perspectiva ética, teórica e política para compreender a questão da loucura e as relações produzidas no contexto social. Nesse sentido, possibilita uma nova forma de pensar a invenção de serviços substitutivos, inscrevendo-a no complexo processo de desconstrução de saberes, instituições, valores e cultura. Compreendendo os serviços substitutivos como instituições da desinstitucionalização, discute que os serviços tornam-se substitutivos na invenção de uma nova realidade que possibilite a criação de novos diálogos com a complexidade da existência-sofrimento, de itinerários de exercício de direitos e de um novo lugar social para a experiência da loucura / Abstract: In the last two decades psychiatric care in Brazil has gone through a process of criticisms and proposals of change known as psychiatric reform. By the end of 1980s, under the emblem ¿For a society without mental asylums¿, devised by the Mental Health Workers¿ Movement, there was a fracture of existing conceptual milestones and political and functioning strategies, giving rise to a new scope of possibilities and ethical, theoretical, social, institutional and legal challenges.In 1990s, the assertion of citizenship rights of individuals with mental health disorders and removal of the asylum model were the main guidelines in the reform process for implementing a national mental health policy that will encompass major changes in care, legislation and social and cultural spheres. Despite the dissemination of reform proposals and a wide range of initiatives, there is today in the national scenario a centralized asylum model and an organized movement for new services and experiences. Thus, the creation of local projects and replacement services, especially psychosocial care services, is one of the major challenges of psychiatric reform in the context of the Unified Health System in Brazil. The present study has the purpose of investigating the process of building up the Northwestern Psychosocial Care Unit (NAPS) given the mental health experience gained in the municipality of Santos for the period between 1989 and 1996, based on documentation, bibliography, prior studies, and field reports. On the grounds of theoretical referential of deinstitutionalization and exchange of ideas on proposals of changing the way of thinking and acting in collective health, it seeks to build on and reflect on major subjects for the creation of NAPS¿s routine as an open, 24-hour, community-based replacement service, and questioning the process¿ breakthroughs and contradictions. Moreover, it introduces and discusses the critical knowledge built on practices of reality changes from Gorizia and Trieste¿s experiences, expressing and proposing a different ethical, theoretical, and political viewpoint to understanding madness and its relationships in the social context. It allows therefore for a new way of thinking the creation of replacement services and inserting it into the complex process of deconstructing knowledge, institutions, values, and cultural issues.Regarding psychosocial care services as institutions of deinstitutionalization, it is reasoned that services become replacements in the creation of a new reality allowing for the creation of new exchange of ideas with the complexity of existence-suffering, ways of exercising one¿s own rights and a new social setting for madness experience / Doutorado / Doutor em Saude Coletiva
5

A transinstitucionalização no caso do fechamento da Casa de Saúde Dr. Eiras- Paracambi: uma questão paradoxal / The transinstitutionalization on the Casa de Saúde Dr. Eiras- Paracambi closing case: a paradoxical question.

Enara de Carvalho Vieira 30 April 2013 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente estudo teve por objetivo analisar o processo de fechamento da Casa de Saúde Dr. Eiras- Paracambi, uma clínica psiquiátrica privada que esteve em processo de fechamento por 12 anos e que efetivamente foi fechada em março de 2012. Este processo envolveu a gestão estadual de saúde mental, o município de Paracambi, os municípios que tinham pacientes internados, o Ministério Público Federal e Estadual e a Área Técnica de Saúde Mental do Ministério da Saúde. A pesquisa pretendeu analisar as respostas políticas que o município do Rio de Janeiro, que apresentava o maior número de internações, articulou para seus munícipes que se encontravam internados nesta instituição, focando na transinstitucionalização, ou seja, na transferência dos pacientes da Casa de Saúde Dr. Eiras-Paracambi para outras instituições de internações psiquiátricas ou clínicas. Procurou-se entender por que essa resposta foi pensada e como foi realizada por este município e compreender, a partir dos profissionais, como foi feita a passagem dos pacientes da Casa de Saúde Dr. Eiras-Paracambi para outra instituição e quais são as perspectivas para a continuidade do acompanhamento dos casos transinstitucionalizados. A pesquisa se dividiu em duas fases, em ambas foram realizadas entrevistas semi-estruturadas. A primeira fase partiu do recolhimento das falas de gestores, numa visada mais geral do processo, inclusive investigando a participação de outros municípios. A segunda fase, por sua vez, priorizou a experiência dos profissionais, que trabalham ou trabalharam mais diretamente com os pacientes transferidos no município do Rio de Janeiro. As instituições escolhidas para a segunda fase foram o Instituto Municipal Nise da Silveira e o Centro de Atenção Psicossocial Torquato Neto. Constatamos que além de diferentes sentidos para desinstitucionalização (desospitalização; desassistência;desconstrução; novas institucionalidades e intencionalidade do tratamento), podemos falar em vários tipos de transinstitucionalização: para hospital ou outro estabelecimento asilar; para estabelecimento privado ou público; para estabelecimento psiquiátrico ou clínico. O tema da transinstitucionalização foi abordado como um paradoxo, superando a dicotomia problema- solução. / The present study aimed to analyze the closing process of the Casa de Saúde Dr. Eiras-Paracambi, a private psychiatric clinic that has been in a closing process for 12 years and effectively closed in March 2012. It involved the states mental health management, the Paracambis local government, the local governments that had interned patients, federal and state Public Ministry and the technical Department of Mental Health, on the Health Ministry . This research tries to analyze the policy responses that the city of Rio de Janeiro, which had the largest number of hospitalization, articulated to the citizens who were interned in this institution, focusing on transinstitutionalization. That is, the transfering of patients from the Casa de Saúde Dr. Eiras-Paracambi to other institutions: psychiatric or clinics. We tried to understand why this response was considered and how the patients passage was made from Casa de Saúde Dr Eiras- Paracambi to others institutions and which are the prospects for continued monitoring of transinstitutionalized cases. The research was divided into two phases, in both were made semistructured interviews. The first phase starts from collecting speeches of the managers, in a general view of the process, including investigating the participation of other municipalities. The second phase, stood on the professionals experience who work or worked more directly with patients transferred in the municipality of Rio de Janeiro. The institutions chosen for the second phase were Instituto Municipal Nise da Silveira and the CAPS Torquato Neto. We note that apart from different senses given to deinstitutionalization (dehospitalization, lack of assistance; deconstruction, new institutions and treatment intentionality), we can speak of various transinstitutionalization types: to hospital or other establishment for asylum, to private or public establishment, to psychiatric institution or clinical. The theme of transinstitutionalization was approached as a paradox, overcoming the dichotomy problem-solution.
6

O hospício como morada: capturas e resistências nas práticas de cuidado em saúde mental / The asylum as residence: captures and resistances in mental health care practice

Lívia Cretton Pereira 19 March 2014 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Esta pesquisa é disparada a partir do encontro da pesquisadora com as chamadas moradias dentro de hospitais psiquiátricos no Estado do Rio de Janeiro. No seio da reforma psiquiátrica e da instalação de uma rede de assistência substitutiva ao hospício, ocorrem transformações também no interior deste último: humanizam-se as práticas, retirando de cena o eletrochoque, a lobotomia, a camisa-de-força, fazendo documentos como CPF, RG e etc. Contudo, a edificação manicomial permanece de pé com os seus grandes pavilhões, alguns agora travestidos em moradias, que tanto podem operacionalizar uma passagem de dentro para fora dos muros como perpetuar o hospício. O texto indaga por que motivo, a partir de um certo momento, inaugura-se um novo modo de organização em saúde mental, em que a antiga centralidade hospitalar se fragmenta em moradias internas e se difundem os novos serviços, ditos abertos, para em seguida afirmar que a construção de uma rede substitutiva não assegura, definitivamente, o fim da relação manicomial. Com o suporte teórico de Foucault e Deleuze, propõe uma discussão acerca da biopolítica da espécie humana, da coexistência de tecnologias disciplinares e regulamentadoras e da inauguração, na sociedade de controle, de um exercício de poder difuso, a céu-aberto, dispensando a coação física e a instituição da reclusão. O texto, entretanto, não se deixa abater por essas análises, mantendo suas apostas numa Reforma Psiquiátrica que propõe como um campo de disputas, de embates cotidianos. É então que a temática do cuidado entra em cena. Para tanto, faz-se uma releitura do período helenístico-romano através dos olhos de Foucault. O Cuidado de Si é apresentado ao leitor para, em seguida, ser estabelecido um contraponto entre o mesmo e o modo de ser sujeito moderno e cristão, com exercícios de renúncia a si e práticas de sacrifício, que em muito se assemelham à maneira como os trabalhadores vêm atuando, hoje, no campo da saúde mental. O texto procura dar pistas e visibilizar as resistências presentes em meio às tantas capturas postas em análise. Trata-se de uma experimentação de práticas de liberdade que se atualizem na operação de cuidado. / This research comes by the encounter with the researcher calls dwellings within Psychiatric Hospital in the State of Rio de Janeiro. Within the psychiatric reform and the establishment of a network of substitutive of hospice care, changes also occur in the interior of the latter: humanize yourself practices, removing scene electroshock, lobotomy, straitjacket, making documents, etc. However, the asylum building still stands with its large pavilions, some masquerading as houses, that can either operate a passage from inside to outside the walls as perpetuating hospice. The text asks why, from a certain point, opens up a new way of organization in mental health, where the old hospital centrality fragments into domestic dwellings and diffuse new services, said open, then to say that the construction of a replacement network ensures not definitely the end of the asylum relationship. With the technical support of Foucault and Deleuze, proposes a discussion on biopolitics of a human species, the coexistence of disciplinary and regulatory Technologies and the inauguration, in control society, a pervasive exercise of power, visible, eliminating the coercion physical and the institution of imprisonment. The text, however, does not leave surrender through these analyzes, keeping its bets in a psychiatric reform proposes that as a battleground, with daily clashes. It is then that the theme of care comes into play. To do so, it is a retelling of the hellenistic roman period through the eyes of Foucault. Care of itself is presented to the reader,then a contrast between himself and the way of being christian and modern subject with exercises and practical renunciation of self-sacrifice that much resemble the way to be established as workers are acting today in the field of mental health. The text seeks to give clues and visualize the resistances present in the midst of so many catches put into analysis. This is a trial of practices of freedom that the update care.
7

Os desigrejados: um caso de reconfiguração religiosa entre os evangélicos brasileiros no contexto da modernidade radicalizada / The desigrejados: a case of religious configuration among brazilians evangelicals in the context of radicalized modernity

Santos, Douglas Alessandro Souza [UNESP] 28 February 2018 (has links)
Submitted by DOUGLAS ALESSANDRO SOUZA SANTOS null (douglas_b7v@hotmail.com) on 2018-03-06T12:56:02Z No. of bitstreams: 1 Dissertação de Mestrado - Douglas Santos.pdf: 1591821 bytes, checksum: 12f4500bf39d898fa44d6ec05ecc0848 (MD5) / Approved for entry into archive by Milena Maria Rodrigues null (milena@fclar.unesp.br) on 2018-03-06T13:40:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 santos_das_me_arafcl.pdf: 1591821 bytes, checksum: 12f4500bf39d898fa44d6ec05ecc0848 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-06T13:40:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 santos_das_me_arafcl.pdf: 1591821 bytes, checksum: 12f4500bf39d898fa44d6ec05ecc0848 (MD5) Previous issue date: 2018-02-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Ao contrário do que previa a tese clássica da secularização, a religiosidade não combaliu. Na realidade, o que temos observado na contemporaneidade poderia ser definido como um caso de reconfiguração religiosa de características próprias, um processo de reenquadramento. Dentre as mais diversas e significativas mudanças no cenário religioso brasileiro dos últimos anos destaca-se a desinstitucionalização cristã, sobretudo evangélica. Os desigrejados, termo usado para designar os que se encontram nesse processo, estão inseridos numa variável crescente. A presente dissertação busca levantar as características de tal grupo, bem como estudar a relação entre o seu crescimento vinculado aos aspectos próprios da modernidade radicalizada nele reverberados. Para tanto, toma a comunidade Caminho da Graça, liderada por Caio Fábio D’Araújo Filho, como principal caso de campo a ser observado. / Contrary to the classical thesis of secularization, the religious field did not lower. In fact, what we have observed in contemporaneity could be defined as a case of religious reconfiguration of its own characteristics, a process of reframing. Among the most diverse and significant changes in the Brazilian religious scene of the last few years, it is worth mentioning the christian deinstitutionalization, above all evangelical. The desigrejados, portuguese term used to refer to those who are within this process, are inserted in an increasing variable. The present work seeks to analyze the characteristics of such a group, as well as to study the relationship between their growth linked to the aspects of radicalized modernity reverberated therein. To do so, it takes the Caminho da Graça community, led by Caio Fábio D'Araújo Filho, as the main field case to be observed.
8

A transversalidade do encontro : da desinstitucionalização em Trieste à Sorocaba, (re)fazeres? /

Oliveira, Juliana Paula de. January 2017 (has links)
Orientador: Silvio Yasui / Cristina Amélia Luzio / Ricardo Sparapan Pena / Resumo: Desinstitucionalização é um processo social complexo que mobiliza os sujeitos sociais como atores que transformam a relação de poder entre pacientes e instituição substituindo as internações em Hospitais Psiquiátricos, fazendo assim uma reconversão dos recursos (materiais e humanos) (Rotelli, 2001). Das experiências de reforma na psiquiatria já realizadas, foi na Itália que esse processo foi exitoso no que se refere à questão antimanicomial, especialmente na cidade de Trieste com o trabalho iniciado por Franco Basaglia. No Brasil, vivemos um processo de transformação na saúde mental nomeado reforma psiquiátrica que visa à inserção social e melhor qualidade de vida para as pessoas em sofrimento psíquico. A cidade de Sorocaba, localizada no interior de São Paulo, vivencia mais um momento importante para a reforma psiquiátrica. Após denúncias acerca da situação dos hospitais psiquiátricos da região, houve a assinatura de um Termo de Ajuste e Conduta (TAC) envolvendo Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado de São Paulo, Secretaria de Saúde de São Paulo, Governo do Estado, Ministério da Saúde, Prefeitura Municipal de Sorocaba, Prefeitura Municipal de Salto de Pirapora e Prefeitura Municipal de Piedade. O TAC traz metas e prazos para um processo de desinstitucionalização de um dos maiores polos de hospitais psiquiátricos no país. A partir desse contexto esta dissertação tem como objetivo analisar e estabelecer um diálogo entre a história da consolidação da reforma psiquiátrica na Itália, em especial na cidade de Trieste, cotejando e traçando linhas transversais com o atual momento vivido na reforma psiquiátrica brasileira na região de Sorocaba, principalmente no município de Sorocaba com o processo chamado de desinstitucionalização dos hospitais psiquiátricos e ampliação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) / Abstract: Deinstitutionalization is a complex social process that mobilizes social subjects as agents who change relations of power between patients and institution replacing hospitalization in psychiatric hospitals and then promoting reconversion of (material and human) resources (Rotelli, 2001). Among experiences of psychiatric reform performed up to date, this process was successful in Italy for an anti-asylum view, especially in Trieste city with the movement initiated by Franco Basaglia. In Brazil, there is a process of change in mental health recently called psychiatric reform which aims to social insertion and good quality of life for individuals with psychic suffering. The city of Sorocaba, located in the extended metropolitan region of São Paulo, has been experienced one more relevant moment for psychiatric reform. Following complaints about the situation of psychiatric hospitals in the region, a conduct adjustment term (TAC) was signed by Brazilian Public Prosecutor‟s Office (MPF), São Paulo Public Prosecutor‟s Office, São Paulo Department of Health, Sorocaba Municipal Prefecture, Salto de Pirapora Municipal Prefecture and Piedade Municipal Prefecture. TAC introduces aims and limits for a process of deinstitutionalization of one of the largest centers of psychiatric hospitals in the country. In this context this dissertation has as its purpose to analyze and establish dialogues between the history of the organization of psychiatric reform in Italy - especially in the city of Trieste - and the current period experienced in the psychiatric reform in Brazil, especially in Sorocaba city, with the process called deinstitutionalization of psychiatric hospitals and expansion of the Psychosocial Care Network (RAPS) / Mestre
9

Desospitalização de pacientes idosos u dependentes em serviço de emergência: subsídios para orientação multiprofissional de alta / De-hospitalization of elderly patients u dependent on emergency services: support for orientation multiprofessional for hospital discharge

Alcântara, Ana Maria Santana de [UNIFESP] January 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:45:33Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012 / Com o aumento na expectativa de vida e da incidencia de doencas cronicas, a desospitalizacao se constitui num premente desafio. Alem da insufiCiência de recursos publicos, a familia, em geral, tem dificuldades de assumir o cuidado do paciente na residencia, criando nessas condicoes uma zona de impasses a serem enfrentados pela equipe multiprofissional no tocante a educacao em Saúde no momento da alta hospitalar. Este estudo teve como objetivo identificar dificuldades de desospitalizacao do paciente idoso - dependente atendido em Servico de Emergencia do Hospital São Paulo, tendo em vista subsidiar propostas de orientacao de alta. O estudo foi composto, num primeiro momento, pela caracterizacao do perfil do paciente e qualificacao do nivel de dependencia para atividades de vida diaria. Em um segundo momento, foram entrevistados os familiares identificando fatores problematicos relacionados a desospitalizacao e, finalmente, em um terceiro momento, procedeu-se a avaliacao da orientacao de alta, com vistas a repensar esse processo. A partir do sistema de informacao da Unidade de Emergencia do Hospital São Paulo e de entrevistas com familiares obtivemos dados que contemplaram itens sobre a configuracao familiar, instalacao residencial, situacao financeira e recursos de apoio. Cerca de 40% dos pacientes internados no Pronto Socorro eram idosos, revelando importancia do treinamento nos cuidados dos mesmos. Atraves da percepcao familiar os fatores apresentados como condicionantes da alta hospitalar e cuidados domiciliares foram: adaptacao de custos; articulacao da rede social de apoio; aquisicao de equipamentos; adaptacoes na residencia. Alem disso, cuidadores externaram: sobrecarga fisica e emocional; escasso apoio para cuidado; mudanca no estilo de vida e aspectos emocionais (inseguranca, impotencia, tristeza, desesperanca, desamparo). Ainda foram apresentados, em relacao a orientacao de alta: fragmentacao da acao; confusao na identificacao dos profissionais; duvidas na realizacao dos procedimentos de cuidado; falta de treinamento; problemas de relacionamento com a equipe e discordancia de alta por inalteracao ou piora do quadro clinico. O estudo aponta elevado numero de pacientes idosos dependentes de alta do Pronto Socorro a serem desospitalizados. Familiares destes idosos necessitam orientacao sistematizada sobre cuidados domiciliares afim de efetivarem a alta com seguranca para o paciente e o cuidador. O assistente social, por seu carater investigativo e interventivo, possui papel relevante na organizacao do trabalho em equipe. Com base na teoria da Aprendizagem Significativa Critica, afirma-se a suspeita de que e possivel identificar espacos de mobilizacao pacientes u familiares na orientacao da alta hospitalar em servicos de emergencia, no sentido de potencializar a desospitalizacao / With the growth of life expectancy and the incidence of chronic illness, the de - hospitalization is a pressing challenge. Besides the public resources insufficiency, the family in general has had difficulties to assume the patient care in their homes, creating in these conditions a difficult environment to be faced by multi - professional team regarding health education at the de - hospitalization. This study’s main objective was to identify de - hospitalization difficulties for aging patients – someone who depends on the Hospital São Paulo Emergency Service, with the objective of subsidizing an orientation proposal of discharge from the hospital. The study was composed, at the first moment, by profile characterization of the patient and qualifica tion level of dependency regarding his daily life activities. At the second moment, families were interviewed in order to identify problematic factors regarding to de s - hospitalization and, finally, at a third moment, the evaluation of discharge from the ho spital was followed with the objective of rethinking this process. Base d on the information system of Hospital São Paulo Emergency Unit and an interview with family, we have obtained data that complemented items about family configuration, home installatio n, financial situation and support resources. Around 40% of hospitalized patients on Emergency were elderly, which revealed the importance of training on their self care. Through family perception, the factors showed as conditions for discharge from the ho spital and home care were : cost adaptation; social network; equipment acquisition; home adaptation. Beside this, caregivers voiced physical and emotional overcharge (insecurity, impotence, sadness, desperation, abandonment). It has also been presented, reg arding to orientation of discharge from the hospital: a fragmentation of action; a misunderstanding on professionals identification in charge of the treatment; doubts on care procedures performance; lack of training; problems regarding team and disagreemen t concerning the discharge from the hospital due to unchanged situation or the worsening of the clinical scenario. The study shows a high number of elderly patients depending on the discharge from the hospital of Emergency to be de - hospitalized. The family of this elderly needs systematic orientation about home care in order to perform the discharge from the hospital with security to the caregiver and patient. The social assistants, because of their investigative and hospitalized experience character, have relevant role on team work organization. Based on Meaningful Critical Learning , it is understood the possibility of identifying spaces for patient – family mobilization on discharge from the hospital on emergency services, with the objective of empowering the de - hospitalization / BV UNIFESP: Teses e dissertações
10

Desinstitucionalização em saúde mental : a experiência de São Lourenço do Sul, RS

Wetzel, Christine January 1995 (has links)
Esta pesquisa tem por objetivo analisar a institucionalização de um serviço de atenção à saúde mental vinculado a uma proposta de desinstitucionalização. Frente às mudanças nas políticas de saúde mental no Brasil e a todo um movimento que se instalou de questionamento ao modelo hospitalocêntrico e excludente de atenção à loucura - a Reforma Psiquiátrica, e às mudanças mais gerais no sistema de saúde brasileiro, principalmente a transferência para os municípios da gestão e organização de seus sistemas locais de saúde, o estudo enfoca a construção de um serviço, o Centro Comunitário de Saúde Mental de São Lourenço do Sul - RS. As técnicas de investigação foram entrevistas com atores de diferentes instâncias (governantes, agentes e usuários) e observação direta das atividades desenvolvidas no serviço. O olhar para a singularidade busca apreender as especificidades e a forma como os sujeitos respondem às determinações locais e do movimento mais amplo. O surgimento do serviço teve como base um trabalho comunitário, onde a criatividade foi fundamental para que o caminho não fosse o da repetição e da exclusão, mas o da mudança. O trabalho envolvendo diferentes segmentos da comunidade é permeado de conflitos e pouco passível de normatizações, construído/reconstruído na própria prática, com os trabalhadores de saúde mental tendo constantemente os seus papéis questionados e revisados. / The purpose of this research isto analise the institucionalization of a mental health service attached to a deinstitucionalization proposal. Faced to the charges in the mental health politics in Brazil and to a whole movement settled down arguing the centred in the hospital model and excluding of atention to mental health - the Psychiatric Reform, and to the more general changes in the Brazilian Health Care System, mainly transfering to the municipalities the gestion and organization of its Local Health Systems, the study focus on the construction of a service, the Mental Health Community Center of São Lourenço do Sul - RS. For the date collection, interviews with actors in di:fferents instances (governors, agents and usuary) and direct observation of activities developed in the service was the technic used. Sighting the singularity aims to apprehend the specifities and the way how the individuais answer to the local determinations and to the widder movement. The service creation was originated by local and community work, were the creativity was fundamental in order to prevent the repetition and exclusion, but to provide changes. The work involving di:fferents groups of community originating conflicts and has a little normalization, building/rebuilding in the own practice, with the mental health works constantly questioning and revising yours hole.

Page generated in 0.0689 seconds