• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • Tagged with
  • 6
  • 6
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Os saberes do camponês da floresta: modo de vida, conflitos e etnoconhecimento seringueiro na RESEX Chico Mendes (AC) / The knowledge of the forest peasant: lifestyle, conflicts and knowledge in the RESEX Chico Mendes (AC)

Choma, Jeferson Luiz 11 December 2018 (has links)
Nas décadas de 1970 e 1980, a resistência do movimento seringueiro travada na Amazônia contra os planos de expansão do capitalismo conduzidos pelo regime militar resultou na criação das Reservas Extrativistas (RESEX), territórios que garantiram a preservação do modo de vida tradicional e a autonomia econômica e cultural do camponês seringueiro. A criação das RESEX foi uma proposta original no que se refere a construção de um projeto diferente de reforma agrária que respeitasse o modo de vida dos seringueiros e pudesse consolidar sua emergente autonomia camponesa. Naquele momento, o modo de vida florestal das populações seringueiras (ALMEIDA, 2012) orientou a criação destes territórios. A prática da agricultura de subsistência, o fabrico da farinha, a caça e a pesca, os mais diversos usos de cipós, palhas, madeiras e outros materiais da mata, o conhecimento de ervas para curar doenças, as festas, os seres mágicos da floresta, tudo isso, ao lado da extração do látex e da castanha, compõe o modo de vida do seringueiro. Esse conhecimento sobre os múltiplos usos da floresta é fundado naquilo que Porto-Gonçalves (2003) define como uma nova matriz de racionalidade indígeno-cabocla. Tal racionalidade é a base para as condições materiais de sua reprodução alicerçadas nas práticas agroextrativistas, respeitando os ciclos para a sua exploração dentro da capacidade de recuperação das espécies de plantas e animais utilizadas. Mas também possui uma dimensão simbólica e faz da floresta um locus de conformação de sua subjetividade, portanto da cultura e sociabilidade seringueira. Desse modo, as RESEX também foram inovadoras no que concerne a criação de territórios de conservação ambiental no Brasil. Pela primeira vez o homem e natureza não foram percebidos como sujeitos desvinculados, posto que a garantia do acesso à floresta aos seringueiros foi tomada como condição para a conservação dos sistemas ecológicos. Nas últimas décadas, entretanto, as RESEX passaram por significativas transformações. A reforma agrária dos seringais foi transformada em Unidade de Conservação de Uso Sustentável, processo que implicou no surgimento de novos conflitos entre seus moradores e os órgãos de gestão do Estado. O objetivo dessa pesquisa é investigar na Reserva Extrativista Chico Mendes (RECM), no estado Acre, como a dinâmica atual do modo de vida e o conhecimento tradicional dos seringueiros, suas formas de apropriação comum do território e dos recursos naturais, garantem a reprodução camponesa, apesar dos conflitos que essas populações enfrentam diante das atuais políticas públicas implementadas neste território, focadas na valoração econômica de recursos naturais. A pesquisa apoia-se numa perspectiva teórico-metodológica que se inscreve no campo do materialismo histórico que possibilita entender a categoria modo de vida a partir da mediação entre a história social dos grupos estudados e as contradições criadas pelo desenvolvimento desigual do modo de produção capitalista. / Within the 1970s and 1980s the resistence of the seringueiro movement (rubber latex gatherer movement), that took place in Amazonia against the capitalism plans of expansion lead by the military government, originated the Reservas Extrativistas (RESEX -Extractive Reserves) which are pieces of land that guarantee the preservation of a traditional lifestyle as well as the economic and cultural autonomy of the rural seringueiro. The creation of the RESEX was an original proposition as it regarded the construction of a different project of agrarian reform, one that respected the seringueiros lifestyle and that could consolidate its emerging rural autonomy. At that moment, the forest way of life of the seringueiros peoples (ALMEIDA, 2012) oriented the very creation of these territories. The practice of the subsistence agriculture, the making of flour, the hunting and fishing, the most varied uses of liana, straw, wood and other material from the woods, the knowlesge of the herbs to cure diseases, the celebrations, the magical beings, all of that, as well as the extraction of the rubber latex and the Brazil nut, is what makes the seringueiros lifestyle. This knowledge about the multiple uses of the forest is based on that what Pedro-Gonçalves (2003) defines as a new core of the indígenacabocla rationality. Such rationality is the basis to the material conditions of its reproduction supported by the agrarian extrativism practices, respecting the cycles for its exploration within the used plants and animals recovering capacity. It also has a symbolic dimension that makes the forest a locus of confrontation of its subjectivity, therefore of the seringueiros culture and sociability. Thus, the RESEX were also innovating as it referred to the creation of environmental conservation areas in Brazil. For the first time, human and nature were not seen apart from each other as the garantee of the seringueiros access to the forest was considered a condition for conservation of the ecologycal systems. Within the last decades though, the Reservas Extrativistas have suffered significant changes. The agrarian reform of seringais has been transformed in Unidade de Conservação de Uso Sustentável (Conservation Unit of Susteinable Use), a process that caused the raising of new conflicts between its habitants and the management organs of the government. The aims of this research is to investigate in the Reserva Extrativista Chico Mendes (RECM), in Acre, how the recent dynamics in the lifestyle and the seringueiros tradicional knowledge, as well as the common ways of territory and natural resources apropriation garantee the rural reproduction despite the conflicts that theses peoples face due to the recent public politics applied in the area, focusing in the economic value of natural resources. The research relies on the theoretical-metodology perspective of the historical meterialism that allows us to understand the lifestyle category from the mediation between the social history of the studied groups and the contradictions raised by the uneven development of the capitalist ways of production.
2

Reservas extrativistas estaduais de Rondônia : uma história em construção /

Santana, Valdinéia de Oliveira. January 2007 (has links)
Orientador: Mauro de Mello Leonel Junior / Banca: Francisco Luiz Corsi / Banca: Rosa Ester Rossini / Resumo: Este trabalho consistiu em uma investigação, desenvolvida numa perspectiva sócio-ambiental, das 21 reservas extrativistas estaduais de Rondônia, da organização política de seus gestores e das condições de vida de sua população. Em geral, as reservas do Estado vêm sofrendo fortes pressões causadas por invasões, geralmente com a finalidade de extrair madeira de forma ilegal. Os moradores de reserva têm hoje como grande desafio a criação de condições principalmente econômicas que possibilitem sua permanência dentro do perímetro da reserva, mas ainda há outros desafios, como buscar a educação dos filhos, condições dignas de saúde. A criação das reservas extrativistas permite a permanência das populações tradicionais (seringueiros, ribeirinhos) nas áreas, mas a preservação ambiental é requisito essencial para sua manutenção. A propriedade da reserva é cedida de forma coletiva aos moradores através de concessão real de uso. Espera-se com ela uma redução das taxas de desmatamento e uma gestão democrática dos recursos ambientais. Trabalhamos com as Reservas Extrativistas Estaduais de Rondônia, avaliando a participação política de seus habitantes, reunidos em associações ligadas à OSR (Organização dos Seringueiros de Rondônia), na luta pela preservação de seu espaço e pela estruturação do movimento de defesa das reservas extrativistas estaduais e federais existentes no estado. / Abstract: This work consisted of on an investigation, developed in a socio environmental perspective, of 21 Extractive Reserves of Rondonia, of the political organization of their authors, and the life conditions of is population. In general, the state reserve is having strong pressures caused by invasions, usually with the objective of having the wood extraction in an illegal way. The inhabitants of these reserves have as a big challenge the creation of mainly economical conditions which can provide its staying inside the reserve perimeter, but, there are other challenges; how to provide the children education, and an honored health situation. The creation of extractive reserves provides the staying of the traditional population (rubber tree collectors, and riparian) in these areas, but the environmental preservation is an essential requirement for its maintenance. The reserve property is given in a collective way to the inhabitants through the real concession of its use. Its expected from this a reduction in tax deforestation and a democratic stewardship of the environmental resources. We worked with the State Extractive Reserves of Rondonia, evaluating the political participation of its inhabitants, united in organizations connected to the OSR (Rubber Tree Collectors Organization from Rondonia), in the battle for its space preservation and for the building of the defense movement of state and federal extractive reserves existing in the state. / Mestre
3

Reservas extrativistas estaduais de Rondônia: uma história em construção

Santana, Valdinéia de Oliveira [UNESP] 15 February 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:01Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-02-15Bitstream added on 2014-06-13T20:08:37Z : No. of bitstreams: 1 santana_vo_me_mar.pdf: 1200723 bytes, checksum: 38448495f31d3d7c47ab1044711fa0d6 (MD5) / Este trabalho consistiu em uma investigação, desenvolvida numa perspectiva sócio-ambiental, das 21 reservas extrativistas estaduais de Rondônia, da organização política de seus gestores e das condições de vida de sua população. Em geral, as reservas do Estado vêm sofrendo fortes pressões causadas por invasões, geralmente com a finalidade de extrair madeira de forma ilegal. Os moradores de reserva têm hoje como grande desafio a criação de condições principalmente econômicas que possibilitem sua permanência dentro do perímetro da reserva, mas ainda há outros desafios, como buscar a educação dos filhos, condições dignas de saúde. A criação das reservas extrativistas permite a permanência das populações tradicionais (seringueiros, ribeirinhos) nas áreas, mas a preservação ambiental é requisito essencial para sua manutenção. A propriedade da reserva é cedida de forma coletiva aos moradores através de concessão real de uso. Espera-se com ela uma redução das taxas de desmatamento e uma gestão democrática dos recursos ambientais. Trabalhamos com as Reservas Extrativistas Estaduais de Rondônia, avaliando a participação política de seus habitantes, reunidos em associações ligadas à OSR (Organização dos Seringueiros de Rondônia), na luta pela preservação de seu espaço e pela estruturação do movimento de defesa das reservas extrativistas estaduais e federais existentes no estado. / This work consisted of on an investigation, developed in a socio environmental perspective, of 21 Extractive Reserves of Rondonia, of the political organization of their authors, and the life conditions of is population. In general, the state reserve is having strong pressures caused by invasions, usually with the objective of having the wood extraction in an illegal way. The inhabitants of these reserves have as a big challenge the creation of mainly economical conditions which can provide its staying inside the reserve perimeter, but, there are other challenges; how to provide the children education, and an honored health situation. The creation of extractive reserves provides the staying of the traditional population (rubber tree collectors, and riparian) in these areas, but the environmental preservation is an essential requirement for its maintenance. The reserve property is given in a collective way to the inhabitants through the real concession of its use. Its expected from this a reduction in tax deforestation and a democratic stewardship of the environmental resources. We worked with the State Extractive Reserves of Rondonia, evaluating the political participation of its inhabitants, united in organizations connected to the OSR (Rubber Tree Collectors Organization from Rondonia), in the battle for its space preservation and for the building of the defense movement of state and federal extractive reserves existing in the state.
4

Interações socioecológicas na pesca à luz da etnoecologia abrangente = a praia de Itaipu, Niterói/Rio de Janeiro / Social-ecological interaction of fishing in the light of the comprehensive ethnoecology : the Itaipu beach, Niterói, Rio de Janeiro

Costa, Paula Chamy Pereira da 17 August 2018 (has links)
Orientadores: José Geraldo Wanderley Marques, Cristiana Simão Seixas / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Made available in DSpace on 2018-08-17T21:35:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Costa_PaulaChamyPereirada_D.pdf: 7769586 bytes, checksum: e36087ad1030cdba120ad314924331c1 (MD5) Previous issue date: 2011 / Resumo: Esta tese adota uma perspectiva socioecológica com o intuito de identificar e entender as respostas encontradas por pescadores artesanais para manutenção de seu modo de vida diante de alterações sociais e naturais no ambiente em que se inserem. O aporte teórico interdisciplinar situa-se no âmbito da Etnoecologia Abrangente. A identificação dos elementos, estratégias e condições que favorecem ou obstam o potencial de auto-organização e evolução do sistema socioecológico da pesca artesanal foi realizada por meio do estudo da trajetória das regras informais existentes na pesca artesanal da praia de Itaipu (bairro do município de Niterói/RJ) nos últimos 35 anos. A praia de Itaipu mostrou-se também o locus privilegiado para o estudo por apresentar iniciativas de implantação de uma Reserva Extrativista Marinha. Procedimentos diversificados (depoimentos livres, mapeamento de pontos de pesca, registro fotográfico, entre outros), foram usados para subsidiar as análises, que se concentraram no conhecimento ecológico local das diferentes artes de pesca, áreas de pesca utilizadas, disputas pelos recursos naturais, identificação e compreensão das regras informais e rede de significados imbricados na dinâmica das instituições que permeiam esta atividade de uso coletivo e direcionam as práticas de manejo. Os dados revelam que a manutenção desta atividade secular às margens da região metropolitana de Niterói deve-se ao refinado conhecimento ecológico local e à observação de regras informais por parte dos pescadores artesanais, fatores estes que se adaptam às transformações sociais e ecológicas e devem ser considerados em qualquer iniciativa de gestão na área / Abstract: This thesis adopts a socio-ecological perspective in order to identify and understand the answers found by fishermen to maintain their lifestyle in the face of changes in social and natural environment in which they operate. The interdisciplinary theoretical framework is situated within the Comprehensive Ethnoecology. The identification of the elements, strategies and conditions that foster or impede the potential for self-organization and evolution of socioecological system of artisanal fishing was performed by studying the trajectory of informal rules in the existing artisanal fishing of Itaipu beach (neighborhood in the city of Niteroi, Rio de Janeiro state) over the past 35 years. The Itaipu beach proved to be the locus for the study due to initiatives to implement a Marine Extractive Reserve. Diverse procedures (free depositions, mapping fishing spots, photographic record, amongst others) were used to subsidize the analysis, which were focused on the local ecological knowledge of different fishing arts, fishing areas used, disputes over natural resources, identification and understanding of informal rules, and the imbricated network of meanings in the dynamics of institutions that underlie this activity of collective use and direct their management practices. The data show that the maintenance of this secular activity on the fringes of Niterói metropolitan area is due to the refined local ecological knowledge and the observation of informal rules on the part of fishermen, factors which adapt to social and ecological transformations and should be considered in any management initiative in the area / Doutorado / Aspectos Sociais de Sustentabilidade e Conservação / Doutor em Ambiente e Sociedade
5

A terra vista do alto = usos e percepções acerca do espaço entre os moradores do Rio Bagé, Acre / The earth from above : uses and perceptions of space among the inhabitants of the Bagé river in the Brazilian state of Acre

Postigo, Augusto de Arruda 16 August 2018 (has links)
Orientador: Mauro William Barbosa de Almeida / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Made available in DSpace on 2018-08-16T02:45:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Postigo_AugustodeArruda_D.pdf: 9437625 bytes, checksum: b6e30f63dd5bfac94605ab32e46aeff8 (MD5) Previous issue date: 2010 / Resumo : O presente trabalho aborda percepções, usos e idéias relacionadas ao espaço entre os moradores da bacia do Rio Bagé localizados dentro da Reserva Extrativista do Alto Juruá, no oeste do estado do Acre. São quatro as fontes principais utilizadas nessa pesquisa: (1) uma etnografia baseada em visitas e convívio com os moradores do rio Bagé, totalizando pouco mais de um ano distribuídos em viagens de aproximadamente dois meses nos últimos onze anos;(2) o material de duas últimas viagens de dois meses realizadas entre 2004 e 2006 feitas por uma equipe, formada por mim e mais dois amigos nativos da região, um dos quais da própria bacia do rio Bagé. Dessas viagens resultaram três diários de viagem diferentes, o meu próprio e os de meus dois colegas; (3) mapas desenhados por moradores em diversas escalas; (3) levantamento georeferenciado dos espaços de uso dos moradores relizado por nossa equipe de pesquisa e pela própria comunidade. Foram utilizadas e discutidas algumas noções e alguns conceitos que procuram integrar o material de campo. A primeira discussão é uma análise crítica sobre mapas em geral e sobre os mapas dos moradores em particular. Qual a natureza desses objetos gráficos e o que eles nos informam é uma pergunta básica. A outra questão importante, decorrente dessa primeira, trata da possibilidade de uma abordagem antropológica da experiência espacial que parta do ponto de vista do sujeito que experiência o espaço. Essa abordagem parte de autores como Bateson, Ingold e Uexküll, e também naquilo que argumento ser o ponto de vista dos moradores do rio Bagé sobre o espaço em que vivem. Há decorrêncios importantes desse tipo de abordagem que apontam para as fronteiras entre a razão e o sensível e entre o sujeito e o universo que ele habita / Abstract: This work is about perceptions, uses and ideas related to space among the habitants of the Bagé River, located in the Extractive Reserve of the Upper Juruá River, in the West region of Acre, a Brazilian state. The research is mainly based in (1) an ethnography founded on visits to the habitants of the Bagé River, through eleven years of two months trips, totalizing more than one year of living together; (2) the material produced in the last two visits, between 2004 and 2006, made by an equip whose members were two native friends and me , one of them native of the Bagé River basin, from this trips, Each one of us wrote a different and independent field diary; (3) maps in different scales produced by the habitants; (4) georeferencing of used spaces produced by our research team and by the local community. Notions and concepts that try to integrate field material were used and discussed here. The first discussion is a critical analysis of maps in general and of the habitants' maps in particular. What this maps and graphics objects could inform us and what is their nature is a basic question. The other important question, due to the first, is the possibility of an anthropological approach of the spatial experience whose start point is the point of view of the subject experiencing space. This approach is based in the works of Bateson, Ingold, Uexküll and also in what I call the point of view of the Bagé habitants about the space where they live. There are important results in this kind of approach that point to the borders between reason and sensitive and between the subject and the habited universe / Doutorado / Antropologia Rural / Doutor em Antropologia Social
6

Uma floresta politizada = relações políticas na Reserva Extrativista do Alto Juruá, Acre (1994-2002) / A politicized forest : political relationship in the Alto Juruá Extractive Reserve, Acre (1994-2002)

Costa, Eliza Mara Lozano 16 August 2018 (has links)
Orientador: Mauro William Barbosa de Almeida / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Made available in DSpace on 2018-08-16T07:41:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Costa_ElizaMaraLozano_D.pdf: 8669496 bytes, checksum: 234bf27806e72f436e88f787b60a7546 (MD5) Previous issue date: 2010 / Resumo: As Reservas Extrativistas surgiram no contexto das lutas de populações que viviam na Amazônia durante as décadas de 1970 e 1980 em busca da manutenção de seus territórios tradicionais e de uma maior atuação nas decisões sobre o futuro da floresta. O trabalho procura descrever as formas dessa atuação política a partir de estudos históricos e etnografias realizadas na Reserva Extrativista do Alto Juruá, estado do Acre, entre 1994 e 2002. Utilizando o conceito de "redes sociais", o trabalho procura demonstrar a dinâmica dessas redes ao longo do tempo e do espaço, assinalando como elas se configuram a partir dos conflitos em torno de recursos, idéias e pessoas, e que, por sua vez, continuam alimentando essas disputas. Essas disputas são evidenciadas a partir das redes formadas com a atuação de órgãos ambientais, universidades e ONGs que trazem recursos humanos e materiais e propostas ligadas ao conceito de Reservas Extrativistas e outras redes que ligam membros de Prefeitura, antigos patrões, comerciantes e outros órgãos públicos, com recursos, pessoas e outros projetos de desenvolvimento para a região. Acompanhando como os moradores, líderes locais e alguns agentes externos relacionam-se nesse contexto, observa-se que relações que poderiam ser denominadas participativas, ou, por outro lado, assistencialistas ou clientelistas são aqui consideradas como resultado da intensa politização local, em que os moradores estão constantemente assumindo riscos políticos ao manejar as possibilidades de perdas e ganhos no dinâmico processo de configuração dessas redes / Abstract: The Extractive Reserves appeared in the context of struggles of the dwellers in the Amazon during decades of 1970 and 1980, in order to keep their traditional territories and to improve their actuation upon the decisions about the forest future. This work intend to describe the forms of this political actuations based on historic and ethnographic researches which were made in the Upper Juruá Extractive Reserve, estate of Acre, from 1994 to 2002. Using the concept of "social networks", the work treys to demonstrate the dynamic of these networks along the time and space, showing how they are configured by conflicts about resources, ideas and persons, and how these factors keep reinforcing those networks. These disputes are seem through the networks formed by the action of environmental agencies, Universities and NGOs which bring human and material resources and ideas linked to the concept of Extractive Reserves, and others networks which connect local government, old "patrões", traders and others public agencies with others development projects to the region. In this context, following how relations among dwellers, local leaders and some external agents happen, it was observed relations that could be named as participative or based on the 'assistencialism', but here are seem as a result of intensive politicization of the population, in which the dwellers are frequently assuming political risks in the handing the loose and gain possibilities in the networks configuration dynamic / Doutorado / Antropologia / Doutor em Ciências Sociais

Page generated in 0.0922 seconds