• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 90
  • 4
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 101
  • 29
  • 25
  • 18
  • 14
  • 13
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Padrão muscular da coxa de arcossauromorfos fósseis: aplicação do cladismo reverso e teste de hipóteses

KISCHLAT, Edio-Ernst January 2003 (has links)
Submitted by Flasleandro Oliveira (flasleandro.oliveira@cprm.gov.br) on 2014-01-29T17:42:28Z No. of bitstreams: 1 tese_edio_kischlat.pdf: 16582855 bytes, checksum: 96066f5ca284e78c4766fac543167ac8 (MD5) / Approved for entry into archive by Flasleandro Oliveira (flasleandro.oliveira@cprm.gov.br) on 2014-01-29T17:48:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 tese_edio_kischlat.pdf: 16582855 bytes, checksum: 96066f5ca284e78c4766fac543167ac8 (MD5) / Approved for entry into archive by Flasleandro Oliveira (flasleandro.oliveira@cprm.gov.br) on 2014-01-29T17:49:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 tese_edio_kischlat.pdf: 16582855 bytes, checksum: 96066f5ca284e78c4766fac543167ac8 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-29T17:49:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_edio_kischlat.pdf: 16582855 bytes, checksum: 96066f5ca284e78c4766fac543167ac8 (MD5) Previous issue date: 2003 / A metodologia aqui denominada de “Cladismo Reverso” foi aplicada no estudo da musculatura da coxa dos tetrápodes coronais, objetivando o entendimento das origens e inserções musculares femorais e pélvicas de tecodôncios fósseis, mais especificamente em crocodilotársios e avemetatarsálios basais. A idéia central é de que um modelo plesiomórfico hipotético arcossauriano resulta da intersecção entre os modelos plesiomórficos hipotéticos aviário e crocodiliano, e a diferença encontrada entre ambos seria representativa de aquisições no intervalo Archosauria-Aves e Archosauria-Crocodylia. Da mesma forma, o modelo plesiomórfico hipotético sauriano é resultado da intersecção entre os modelos plesiomórficos hipotéticos lepidossauriano e arcossauriano, e as diferenças encontradas em ambos, representativa de aquisições nos intervalos Sauria-Lepidosauria e Sauria-Archosauria. As hipóteses propostas são então testadas em espécimens fósseis, procurando-se seguir seu padrão de diferenciação temporal através de hipóteses cladistas prévias. Estruturas topográficas femorais e pélvicas foram relacionadas às origens e inserções musculares, procurando-se um entendimento homológico para aplicação em futuras análises filogenéticas. Especial atenção foi dado às estruturas comumente denominadas como “trocânteres”. Propostas prévias de reconstruções musculares utilizando formas fósseis foram discutidas e comparadas com o modelo proposto. No que se refere à nomenclatura miológica, foi relacionada sua aplicação em cada grupo coronal, visando hipóteses de homologia e propostas de universalização nomenclatural. Grande parte da nomenclatura sistemática filogenética, principalmente dos intervalos Sauria-Aves e Sauria-Crocodylia, foi revista, com definições nodais e estemáticas, além de proposição de novos nomes. Regras nomenclaturais foram discutidas, também com novas propostas operacionais. É descrito novo material triássico sul-rio-grandense, incluindo táxons dinossaurianos e crocodilotarsianos (Karamuru vorax, tax.n.), com comentários sobre os táxons relacionados, em especial a Staurikosaurus, Guaibasaurus e Prestosuchus. O modelo plesiomórfico hipotético miológico proposto é aplicado e considerações biomecânicas são feitas. Análises filogenéticas prévias são discutidas e alguns resultados são falseados.
2

Análise de fósseis de parte da faixa Paraguai (ms,mt) e seu contexto temporal e paleoambiental / Not available.

Mariselma Ferreira Zaine 13 June 1991 (has links)
O objetivo principal desse trabalho foi a análise dos fósseis, no contexto temporal e paleoambiental, em unidades sedimentares da Faixa Paraguai (grupos Jacadigo e Corumbá, formações Araras e Raizama), nas regiões de Corumbá e Bonito- serra da Bodoquena, MS, e de Cáceres Bauxi/Jangada, MT. O conjunto paleontológico destas sequências é de grande importância para o melhor entendimento cronológico da transição Proterozóico/Cambriano em território brasileiro. Os fósseis presentes incluem megafósseis (metazoários e metáfitas), microfósseis e estromatólitos, embora de ocorrência restrita. No Grupo Jacadigo foram encontrados microfósseis (melanocirilídeos) em clastos carbonáticos, que, no registro mundial estão limitados ao intervalo entre 950 e 700 Ma. A maior diversificação fossilífera está presente na Formação Tamengo, a unidade superior do Grupo Corumbá, com metazoários (Cloudina Iucianoi e Corumbella Werneri), metáfitas (Tyrasotaenia sp.), microfósseis (Sphaerocongregus variabilis) que, em conjunto apontam para uma idade vendiana superior para esta sequência sedimentar. Na Formação Araras, unidade considerada equivalente ao Grupo Corumbá, os quatro tipos de estromatólitos encontrados não fornecem indicações de idade, apenas informações de cunho paleoambiental. Os icnofósseis, pouco conhecidos no registro paleontológico do Pré-Cambriano do Brasil, foram descritos, pela primeira vez, nos sedimentos arenosos da Formação Raizama, e incluem formas horizontais, simples, semelhantes aos assinalados no final do Proterozóico. As análises isotópicas de \'delta\'\'ANTPOT.13 C\' mostraram valores coerentes com os de sequencias mundiais do final do Vendiano e também puderam complementar os estudos paleoambientais, ao lado das evidências fornecidas pelo conjunto litológico e de estruturas sedimentares, e algumas análises de \'delta\'\'ANTPOT.18 O\'. As composições isotópicas de Sr isoladamente concordaram com valores registrados no Proterozóico Superior, mas, associadas às evidências paleontológicas podem sugerir um intervalo de idade mais restrito ao final desse eon. / This dissertation describles fossils and their temporal and paleoenvironmental contexts from the Jacadigo and Corumbá Groups and Araras and Raizama Formations of the Paraguai Belt in the regions of Corumbá and Bonito/serra da Bodoquena, Mato Grosso do Sul, Cáceres and Bauxi/Jangada in Mato Grosso, in Central-Western Brazil. The paleontologic record of these sequences is of great importance for a better understanding of the Proterozoic Cambrian transition in Brazil. The fossils studied include metazoans, metaphytes, organic-walled microfossils, ichnofossils and stromatolites, all of rather limited occurrence. Within the Jacadigo Group, vase-shaped microfossils apparently restrict the age of the carbonate clasts in which they occur to the interval between 700 and 950 Ma. Greater paleontological diversity is displayed by the overlyng Corumbá Group in the form of metazoans (Cloudina Lucianoi and Corumbella werneri), metaphytes (tyrasotaenia sp.) and microfossils (Sphaerocongregus variabilis), that together point to a latest Vendian age at least for the uppermost part of this sedimentary sequence. In the Araras Formation, a lateral equivalent of the Corumbá Group, stromatolites provide no significant indication of age but are of considerable paleoenvironmental interest and may be useful in local correlation. Above the Araras Formation, in the Raizama Formation, simple, horizontal ichnofossils are here registered for the first time in the Paraguai Belt and are forms known elsewhere from the end of the Proterozoic although not necessarily restricted to this eon. Isotopic analyses of the stable isotopes of C in limestone of the Corumbá Group and Araras Formation furnished \'delta\'\'ANTPOT.18 C\' values consistent with those exhibited by other terminal Vendian sequences in the world, they also complement paleoenvironmental studies, together with evidence derived from study of lithologies, sedimentary structures and a few analyses of \'delta\'\'ANTPOT.18 O\'. Isotopic compositions of Sr for many of the same samples analysed for C and O fall within the general range of values known for the Late Proterozoic, in conjunction with the associated fossil evidence, however, they appear to be consistent with a more restricted interval at the end of this eon.
3

Análise da concentração de mercúrio em fósseis de vertebrados do Grupo Bauru, Cretáceo Superior, Brasil

Cardia, Felipe Mendes dos Santos 28 June 2018 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Química e Biológica, 2018. / O presente trabalho de Doutorado tem como escopo o desenvolvimento de metodologia de estudo e análise em fósseis, utilizando o elemento Mercúrio (Hg) como marcador químico para a identificação dos fenômenos de Bioacumulação e Biomagnificação trófica em paleoecosssistemas, e outras implicações para estudos paleontológicos. Em síntese, aqui foi realizada a determinação da concentração de Mercúrio Total (HgT) em fósseis de vertebrados do Cretáceo Superior continental brasileiro. Os materiais analisados foram coletados nas formações Adamantina, Uberaba e Marília do Grupo Bauru e correspondem a rochas sedimentares e fósseis de dentes, ossos, placas dérmicas, escamas de peixes, carapaças de tartarugas e cascas de ovos referentes de peixes, testudinos, anfíbios, crocodilomorfos notossúquios, dinossauros (saurópodes e terópodes) e aves. A metodologia de estudo aqui proposta é baseada na técnica de espectrometria de absorção atômica Zeeman, sendo determinadas nas amostras analizadas concentrações que variaram entre 2 e 77 ng.g-1 de mercúrio total (HgT). Foram registradas leves flutuações nos valores de mercúrio nas diferentes matrizes analíticas, prevalecendo dentes e ossos como os materiais com a melhor capacidade de aprisionamento de Hg e os mais indicados para este tipo de análise. Os resultados apontam diferentes concentrações de Hg entre os táxons analisados e valores relativamente iguais para espécimes pertencentes a um mesmo clado, independentemente da formação geológica em que foram encontrados. Os táxons analisados foram posicionados em níveis tróficos, sendo classificados como consumidores primários, consumidores intermediários e consumidores de topo de cadeia alimentar dos paleoecossistemas do Grupo Bauru no Neocretáceo. A bioacumulação foi descrita na diferença dos valores de Hg entre indivíduos jovens e adultos de Crocodylomorpha com até 38% mais Hg para o adulto. Este fenômeno foi relacionado à contínua exposição destes animais em seus paleoecossistemas. Este estudo, de maneira inédita, revela o potencial da bioacumulação de Hg em fósseis de vertebrados para a Paleontologia, uma vez que foi possível determinar em uma evidência direta de predação em crocodiliformes (fóssil in fóssil) a biomagnificação trófica, com aproximadamente 50% mais Hg para o predador analisado, o crocodilomorfo Aplestosuchus. A metodologia de estudo aqui apresentada se demonstra como uma ferramenta importante, acessível e eficaz à quantificação de Hg em fósseis, podendo ser aplicada a diferentes regiões do globo ou distintos períodos geológicos. / The present PhD thesis proposed a methodology of study and analysis in fossils, using the element Mercury (Hg) as a chemical marker for the identification of the phenomena of Bioaccumulation and Trophic Biomagnification in paleoecosystems and other implications for paleontological studies. In summary, the concentration of Total Mercury (THg) in vertebrate fossils of the Brazilian continental Upper Cretaceous was determined. The analyzed materials were collected from the Adamantina, Uberaba, and Marília formations, and correspond to sediments and fossils of teeth, bones, dermal scutes, fish scales, turtle shells, and eggshells comprising fish, turtles, amphibians, crocodylomorphs, dinosaurs (sauropods and theropods), and birds. The methodology proposed here is based on the Zeeman atomic absorption spectrometry, being determined in the analyzed samples concentrations ranging from 2 to 77 ng.g-1. There were slight fluctuations in mercury values in different analytical matrices, with teeth and bones being the materials with the best capacity for trapping Hg and, therefore, the best remains for this type of analysis. The results indicate different concentrations of Hg among the analyzed taxa and relatively equal values for specimens belonging to the same clade regardless the geological formation in which they were found. The analyzed taxa were assigned to trophic levels, being classified as primary consumers, intermediate consumers, and top predators of the Bauru Group paleoecosystems. Bioaccumulation was described on the basis of the difference in Hg values between juvenile and adult Crocodylomorpha individuals showing up to 38% more Hg in adult specimens. This phenomenon was related to the continuous Hg exposure of these animals in their paleoecosystems. This original study reveals the potential of Hg bioaccumulation in vertebrate fossils for Paleontology, since it was validated on the basis of direct evidence of predation in crocodyliforms (fossil in fossil), with approximately 50% more Hg in the analyzed predator, the crocodylomorph Aplestosuchus. The present study methodology is an important, accessible, and effective tool for the quantification of Hg in fossils and can be applied to different regions of the globe or geological periods.
4

Alimentação de grupos humanos pré-históricos do sítio arqueológico Furna do Estrago, Pernambuco, Brasil / Power of prehistoric human groups from the archaeological site of the Cavern Damage, Pernambuco, Brazil

Santos, Isabel Teixeira dos January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-03-04T13:41:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 266.pdf: 3290274 bytes, checksum: c187716b972114d45e047a7a0c2a236a (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2014 / Considerando-se o encontro de resíduos alimentares que possibilitem a reconstrução dos hábitos humanos pré-históricos, esta pesquisa foi conduzida em coprólitos provenientes do sítio arqueológico Furna do Estrago, localizado em Pernambuco Brasil, com material proveniente do período em que o sítio foi utilizado como cemitério com datações até 2.000 anos Antes do Presente (AP). O trabalho possibilitou identificar e conhecer os hábitos alimentares deste grupo pré-histórico através da identificação de restos alimentares encontrados na dieta. Os resultados encontrados revelaram um dieta rica em alimentos vegetais e o consumo de alimentos com propriedades medicinais, que, quando associados a estudos paleoparasitológicos anteriores,sugerem a possibilidade de uma paleofarmacopéia. Ainda, o encontro de tubérculos que sofreram algum tipo de cozimento indicam que se tratava de um grupo semi-sedentário com um início de horticultura. A diferença na alimentação entre homens e mulheres, bem como, a busca por alimentos encontrados em regiões distantes da localidade do sítio arqueológico também foram aqui apresentados. / Considering the gathering of food waste to enable the reconstruction of prehistoric humanhabits, this research was conducted in coprolites from the archaeological site of the Cavern Damage, located in Pernambuco - Brazil, with material from the period when the site was usedas with cemetery dating to 2000 years Before Present (BP).This study has helped to identify and meet the dietary habits of this prehistoric groupt hrough identification of food remains found in the diet. The results revealed a diet rich in plant foods and food consumption with medicinal properties, which, when associated with paleoparasitológicos previous studies suggest the possibility of a paleofarmacopéia. Still, themeeting of tubers who have suffered some type of cooking indicate that it was a semi-sedentary group with an onset of horticulture. The difference in power between men and women, as well asthe search for foods found in regions far from the location of the archaeological site were also presented here. (AU)^ien
5

Catalisador ternário de PtRhSn0² disperso em carbono aplicado na reação de eletro-oxidação de glicerol.

JUNCO,G. 06 September 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T22:57:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_10990_Dissertação Final Mestrado (PPEQ) - Gustavo Garcia Junco PDF..pdf: 1732657 bytes, checksum: cb5b86402e77f096e832dcd2a85e1c39 (MD5) Previous issue date: 2017-09-06 / Atualmente muito se discute sobre questões energéticas, e devido à grande preocupação relacionada à poluição gerada pela queima dos combustíveis fósseis e sua provável escassez, torna-se interessante desenvolver métodos capazes de fornecer energia proveniente de fontes renováveis. Diversos grupos de pesquisas buscam desenvolver células a combustíveis (FCs) que operam utilizando hidrogênio gasoso ou álcoois. Porém, até o presente momento, não foi encontrado um catalisador para célula a combustível direta a álcool (DAFC) que possua alta eficiência catalítica, resistência ao envenenamento por espécies COads e que apresente baixo custo. Nesse trabalho foram desenvolvidos eletrocatalisadores de PtRhSnO2/C e os resultados de caracterização eletroquímica por meio de voltametria cíclica (VC) mostraram que esse catalisador apresenta perfil semelhante ao catalisador de platina policristalina. Esses testes ainda permitiram identificar a maior estabilidade do PtRhSnO2/C em meio alcalino. Os experimentos realizados por VC e cronoamperometria (CA) permitiram observar que os eletrodos PtRhSnO2/C sem tratamento térmico (TT) e com TT apresentaram boa atividade catalítica para a eletro oxidação de glicerol 0,5 mol L 1, uma vez que demonstraram resultados superiores aos obtidos pelo eletrodo comercial de platina (Pt/C 30% da ETEK). É importante ressaltar que o catalisador tratado termicamente a 500 °C apresentou os melhores resultados nos testes realizados por VC e CA. Ainda neste trabalho, observou-se que a energia de ativação do catalisador PtRhSnO2/C sem TT diminui com o aumento da temperatura durante a eletro oxidação de glicerol. Por meio do estudo cinético, verificou-se que o PtRhSnO2/C sem TT possui menor energia de ativação quando comparado ao Pt/C 30% da ETEK.
6

Peixes da Formação Marizal, Estado da Bahia / Not available.

Rubens da Silva Santos 01 December 1973 (has links)
O desenvolvimento da geologia dass bacias sedimentares do Brasil, notadamente nas regiões norte e nordeste, tem ocasionado a descoberta de várias jazidas fossilíferas, proporcionando a organização de interessantes coleções de fósseis, especialmente no ramo da paleocitologia. Assim é que se teve a oportunidadee nesses últimos anos, de recolher nos sedimentos da Formação Marizal, na Bacia de Tucano, restos de uma interessante fáunula incluindo peixes ganoides e teleósteos, cujo estudo constitui o objeto do presente trabalho. O material compreende esqueletos completos, ossos de crânio e escamas isoladas, de várias dezenas de indivíduos, conservados em folhelho, siltito e calcário, procedentes das localidades de Euclides da Cunha, Olinda e Inhambupé, na parte central e sul da Bacia de Tucano. A coleção inclui formas de ACTINOPTERYGII das famílias Macrosemiidae, Amiidae, Aspidorhynchidae, Chirocentridae, Chanidae e Clupavidae, representando seis gêneros e sete espécies, das quais quatro são novas. O acérvulo pertence à Seção de Paleontologia e Estratigrafia do Departamento Nacional daProdução Mineral, MME. O estudo da fáunula permitiu melhor caracterizção de Vinctifer e Dastilbe e ampliar o conhecimento de outros gêneros endêmicos para o Brasil, bem como de Dastilbe elongatus Slva Santos pela primeira vez assinalada nos sedimentos das bacias sedimentares da Bahia. O estudo confirma aa presença no continente sul americano dos Macrosemiidae e indica a ocorrência, pela primeira vez, nos estratos brasileiros de Clupavus. A análise evolutiva dos componentesda fáunula permitiu correlacioná-la com as fáunulas do Eocretácio. O estudo bioestratigráfico definiu a sua posição dentro desse período, estabelecendo a correlação com as demais fáunulas cretáceas conhecidas do Brasil. A comparação com ass fáunulas extracontinentais evidenciou maior aproximação com as do Cretácio da África, notadamente com a da Bacia Sedimentar do ) Gabão. O estudo peleoecológico permitiu também tirar conclusões relativas ao caráter da fáunula, mostrando que ceertas formas são possivelmente marinhass e outras de água-doce ou salobra; e que a deposição dos sedimentos que inclui os peixes, se efetuou possivelmente num ambiente deltaico. / Not available.
7

Chondrichthyes do membro taquaral (formação Irati) no Estado de São Paulo / Not available.

Evaldo Wehmuth Ragonha 30 August 1978 (has links)
Não disponível. / Not available.
8

Peixes da Formação Marizal, Estado da Bahia / Not available.

Santos, Rubens da Silva 01 December 1973 (has links)
O desenvolvimento da geologia dass bacias sedimentares do Brasil, notadamente nas regiões norte e nordeste, tem ocasionado a descoberta de várias jazidas fossilíferas, proporcionando a organização de interessantes coleções de fósseis, especialmente no ramo da paleocitologia. Assim é que se teve a oportunidadee nesses últimos anos, de recolher nos sedimentos da Formação Marizal, na Bacia de Tucano, restos de uma interessante fáunula incluindo peixes ganoides e teleósteos, cujo estudo constitui o objeto do presente trabalho. O material compreende esqueletos completos, ossos de crânio e escamas isoladas, de várias dezenas de indivíduos, conservados em folhelho, siltito e calcário, procedentes das localidades de Euclides da Cunha, Olinda e Inhambupé, na parte central e sul da Bacia de Tucano. A coleção inclui formas de ACTINOPTERYGII das famílias Macrosemiidae, Amiidae, Aspidorhynchidae, Chirocentridae, Chanidae e Clupavidae, representando seis gêneros e sete espécies, das quais quatro são novas. O acérvulo pertence à Seção de Paleontologia e Estratigrafia do Departamento Nacional daProdução Mineral, MME. O estudo da fáunula permitiu melhor caracterizção de Vinctifer e Dastilbe e ampliar o conhecimento de outros gêneros endêmicos para o Brasil, bem como de Dastilbe elongatus Slva Santos pela primeira vez assinalada nos sedimentos das bacias sedimentares da Bahia. O estudo confirma aa presença no continente sul americano dos Macrosemiidae e indica a ocorrência, pela primeira vez, nos estratos brasileiros de Clupavus. A análise evolutiva dos componentesda fáunula permitiu correlacioná-la com as fáunulas do Eocretácio. O estudo bioestratigráfico definiu a sua posição dentro desse período, estabelecendo a correlação com as demais fáunulas cretáceas conhecidas do Brasil. A comparação com ass fáunulas extracontinentais evidenciou maior aproximação com as do Cretácio da África, notadamente com a da Bacia Sedimentar do ) Gabão. O estudo peleoecológico permitiu também tirar conclusões relativas ao caráter da fáunula, mostrando que ceertas formas são possivelmente marinhass e outras de água-doce ou salobra; e que a deposição dos sedimentos que inclui os peixes, se efetuou possivelmente num ambiente deltaico. / Not available.
9

Micropaleontologia da formação tamengo, eco parque cacimba da saúde, ediacarano, grupo corumbá, estado de Mato Grosso do Sul, Brasil

Tobias, Thais Cardoso 30 July 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa Pós-Graduação em Geologia, 2014. / A Formação Tamengo destaca-se devido ao seu conteúdo fossilífero, que abrange microfósseis de parede orgânica (palinomorfos), vendotenídeos e metazoários mineralizados do Ediacarano Cloudina lucianoi e Corumbella werneri. No Eco Parque Cacimba da Saúde, no Município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul, em um afloramento contendo 16 m de espessura ocorrem estes dois metazoários. Corumbella werneri ocorre em siltitos da porção basal, enquanto que Cloudina lucianoi ocorre em carbonatos da porção basal e superior deste afloramento. Oito espécies foram identificadas: Leiosphaeridia crassa, Leiosphaeridia tenuissima, Myxococcooides sp.1, Bavlinella faveolata, Rugosoopsis? sp.1, Melanocyrillium? sp.1, Cloudina lucianoi e Corumbella werneri. As quatro primeiras espécies são palinomorfos classificados como esferomorfos, Rugosoopsis? sp.1 é um palinomorfo filamentoso, Melanocyrillium? sp.1 é um palinomorfo vasiforme e Cloudina lucianoi e Corumbella werneri são macrofósseis alongados e mineralizados. A predominância de esferomorfos corresponde a biozona “Ediacaran Leiosphere Palynoflora” (ELP), observada em assemblages pós-glaciação Marinoana em bacias sedimentares da Austrália. No entanto, metazoários não foram descritos para esta biozona, o que impediu tal classificação para a assemblagem recuperada no Eco Parque. Mesmo assim, a partir do afloramento estudado foi possível reconhecer um intervalo bioestratigráfico caracterizado na base pelo aparecimento de Corumbella werneri e o topo pelo desaparecimento de Cloudina lucianoi. Além disso, foi realizada a análise de evolução termal utilizando o índice de alteração termal (IAT). Os palinomorfos apresentaram valores de IAT entre três e quatro, o que indica elevada maturação termal, estimada em 200°C, possivelmente resultado de anquimetamorfismo. Este alto grau de maturação resultou no escurecimento dos palinomorfos, impossibilitando a identificação de diversos espécimes, provavelmente reduzindo a identificação da diversidade fossilífera real da Formação Tamengo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The Tamengo Formation is an Ediacaran unit that is remarkable for its fossil content, which includes organic-walled microfossils (palynomorphs), vendotenids and the mineralized metazoans Cloudina lucianoi and Corumbella werneri. These two metazoans are present in the locality “Eco Parque Cacimba da Saúde”, 16 m thick outcrop in the Municipality of Corumbá, Mato Grosso do Sul State. Corumbella werneri occurs in the siltstones of the outcrop’s basal portion, while Cloudina lucianoi is present in the limestones spread trough the outcrop’s entirety, but mainly in its upper portion. Eight species were identified: Leiosphaeridia crassa, Leiosphaeridia tenuissima, Myxococcooides sp. 1, Bavlinella faveolata, Rugosoopsis? sp. 1, Melanocyrillium? sp.1, Cloudina lucianoi and Corumbella werneri. The first four species are classified as sphaeromorphous palynomorphs, while Rugosoopsis? sp. 1 is a filamentous palynomorph, Melanocyrillium? sp. 1 a vase-shaped palynomorph and Cloudina lucianoi and Corumbella werneri are elongated and mineralized macrofossils. The predominance of sphaeromorphs in the fossil records correlates this formation to the "Ediacaran Leiosphere Palynoflora" (ELP), observed in post-Marinoan glaciation assemblages of Australian sedimentary basins. However, mineralized metazoans have not been described for the latter biozone, preventing any correlations with the assemblage recovered at the “Eco Parque”. Therefore, a biostratigraphic interval characterized by lowest appearance of Corumbella werneri and, in the upper part, by the last occurrence Cloudina lucianoi. The palynomorphs were submitted to thermal evolution analysis using the thermal alteration index (TAI). TAI values ranged between three and four, indicating high thermal maturity of the basin, which was submitted during its evolution to temperatures estimated at 200 ° C, possibly as a result of anquimetamorfism. Moreover, this high degree of maturation resulted in darkening of palynomorphs, which hindered the identification of several specimens and probably thwarted the access of the actual fossiliferous diversity of the Tamengo Formation.
10

Chondrichthyes do membro taquaral (formação Irati) no Estado de São Paulo / Not available.

Ragonha, Evaldo Wehmuth 30 August 1978 (has links)
Não disponível. / Not available.

Page generated in 0.0597 seconds