• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • Tagged with
  • 7
  • 5
  • 5
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo molecular de Cepas de Leishmania (L.) Infantum Chagasi isoladas de Flebotomíneos Lu. Longipalpis de área endêmica de Leishmaniose visceral da Amazônia Brasileira

Lidani, Kárita Cláudia Freitas 30 September 2013 (has links)
Resumo: A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença endêmica em vários estados do Brasil. O agente etiológico é o protozoário Leishmania (L.) infantum chagasi e o principal vetor é o flebotomíneo da espécie Lutzomyia longipalpis. Estudos epidemiológicos têm utilizado a PCR convencional para mensurar a taxa de infecção de flebotomíneos, como estratégia para aumentar a sensibilidade diagnóstica. Entre as principais vantagens deste método destaca-se a sensibilidade e especificidade, independente do número, estágio e localização de Leishmania no trato digestivo do vetor. Nesse sentido, o presente trabalho objetivou comparar genes com diferentes números de cópias para detectar L. chagasi em área endêmica para LV da Amazônia oriental, no município de Barcarena, estado do Pará. Foram realizadas capturas de 280 fêmeas de flebotomíneos Lu. longipalpis utilizando armadilhas de luz tipo CDC, no período de novembro de 2003 a fevereiro de 2004. O DNA foi extraído a partir do inseto inteiro, sem dissecção prévia, utilizando SDS e KOAc e empregado em reações de PCR para os genes de Leishmania: mini-exon, DNA do cinetoplasto (kDNA) e subunidade ribossomal 18S (SSU-rRNA). Foram empregados os seguintes iniciadores: D1 (5'-CCAGTTTCCCGCCCCG-3') e D2 (5'-GGGGTTGGTGTAAAATAG-3') que amplificam 780pb do gene kDNA; R221 (5'-GGTTCCTTTCCTGATTTACG-3') e R332 (5'-GGCCGGTAAAGGCCGAATAG-3') que amplificam 600pb do gene da subunidade menor do ribossomo (SSU-rRNA); S1629 (5'-GGGAATTCAATAWAGTACAGAAACTG-3') e S1630 (5'-GGGAAGCTTCTGTACTWTATTGGTA-3') que amplificam 400pb do gene mini-exon. A amplificação do gene da subunidade 28S rRNA (Lu1- 5'-TGAGCTTGACTCTAGTTTGGCAC3' e Lu2 5'-AGATGTACCGCCCCAGTCAAA-3') de Lu. longipalpis foi utilizado como controle para a extração do DNA do vetor, amplificando um fragmento de aproximadamente 370pb. Do total de 280 amostras de fêmeas Lutzomyia longipalpis, 24 (8,6%) apresentaram resultados positivos para o gene kDNA; 20 (7,1%), para o gene mini-exon; e 15 (5,3%) para o gene SSU-rRNA. Assumindo o resultado da taxa de infecção natural para o kDNA, a sensibilidade dos testes para os genes mini-exon e SSU-rRNA foi de 83,3% e 63%, respectivamente. A taxa de infecção foi considerada elevada e preocupante, visto que 62,5% dos vetores infectados foram coletados no intradomicílio; 37,5%, no peridomicílio. Os dados demonstram a importância da PCR como ferramenta para investigação da epidemiologia molecular da leishmaniose visceral para a estimativa de risco de transmissão da doença em área endêmica, com maior confiabilidade para o uso do DNA do cinetoplasto do parasita como marcador.
2

Estrutura populacional de Lutzomya longipalpis através da amplificação e sequenciamento do segmento ribossomal 12S de DNA mitocondrial /

Gushi, Letícia Tsieme. January 2008 (has links)
Orientador: Paulo Eduardo Martins Ribolla / Banca: Edelberto Santo Dias / Banca: Eunice Aparecida Bianchi Galati / Resumo: A leishmaniose visceral americana (LVA) é, primariamente, uma zoonose crônica, tendo como agente etiológico, nas Américas, protozoários da espécie Leishmania chagasi. Sua transmissão, inicialmente silvestre ou concentrada em pequenas localidades rurais, já ocorre em centros urbanos. É um crescente problema de saúde pública no Brasil sendo uma endemia em franca expansão geográfica. Está distribuída em 19 dos 27 Estados da Federação, atingindo quatro das cinco regiões brasileiras. Entre 1985 e 2000, a leishmaniose atingiu no Brasil 422,5 mil pessoas. O contínuo crescimento antrópico desordenado vivenciado nas grandes áreas urbanas do Estado de São Paulo, ocasiona em um gradativo aumento de áreas onde as condições precárias de moradia contribuem para o aumento da população de flebotomíneos. A região oeste do Estado de São Paulo registrou em 1998, pela primeira vez, um caso de cão infectado. A doença em cães, desde o primeiro registro, já foi notificada em 45 municípios, ocorrendo em seis regiões administrativas: Araçatuba, Bauru, Marília, Presidente Prudente, São João da Boa Vista e Grande São Paulo. Em humanos, até junho de 2006, a doença já havia sido registrada em 34 municípios das regiões de Araçatuba. Bauru, Marília e Presidente Prudente. A espécie Lutzomyia longipalpis até junho de 2006 foi detectada em zona urbana de 68 municípios das regiões administrativas de Araçatuba, Bauru, Marília e Presidente Prudente, e mais recentemente na região de São João da Boa Vista, no município de Espírito Santo do Pinhal. Desde então, a sua expansão vem sendo verificada a partir da adaptação do vetor em municípios vulneráveis. A importância do estudo da população destes insetos é para potencializar o combate e a erradicação de tal moléstia, além de incentivar esforços no sentido preventivo quanto a atividades sanitárias... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: American visceral leishmaniasis (AVL) is a chronic zooanotic disease that can affect the humans and is caused by Leishmania chagasi. Its transmission first was in wild areas or small agricultural localities, but recently it occurs in urban centers. It is an increasing problem in the Public Health in Brazil. It is distributed in 19 of 27 states of this country. Between 1985 and 2000 the AVL reached 422, 5 thousand people. The continuous and disordered population growth in big urban centers at São Paulo state leads increase gradual areas where precarious conditions of habitation contribute to an increasing of vector population. The first register of AVL in this state was in 1998, an infected dog case. Since this first register, the disease was informed in 45 cities, divided in 6 administrative regions: Araçatuba, Bauru, Marília, Presidente Prudente, São João da Boa Vista e Grande São Paulo. In humans even 2006 June was registered in 34 cities around Araçatuba region. The specie Lutzomyia longipalpis was detected in urban areas of 68 cities of the: Araçatuba, Bauru, Marília e Presidente Prudente and more recently São João da Boa Vista region. Since then its expansion comes being noticed with a vector adaptation in vulnerable cities. The studies about population this insect is important to control and eradicate the AVL, beyond stimulating efforts to prevention in detriment of sanity providences actuality utilized that involve animals sacrifices. However evidences have been accumulated that Lutzomyia longipalpis isn't single specie but is species complex in the nature. The objective this study was to compare different Brazilian populations of Lutzomyia longipalpis by amplification and sequencing the12S rDNA mitochondrial to study intra-specifics variations to understand the history of introduction this disease in São Paulo state and control your vector in Brazil. / Mestre
3

Fatores predisponentes à ocorrência de leptospirose e leishmaniose em cães no Distrito de Córrego Rico, Jaboticabal-SP

Bichuette, Murilo Abud [UNESP] 15 February 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-02-15Bitstream added on 2014-06-13T18:55:46Z : No. of bitstreams: 1 bichuette_ma_me_jabo.pdf: 713275 bytes, checksum: da5fda57eb8e30e69990f683adf48e2a (MD5) / Dentre as zoonoses que têm a participação de cães na sua transmissão, merecem destaque a leptospirose e a leishmaniose visceral, presentes em todas as regiões do Brasil. No Estado de São Paulo a leptospirose é endêmica e a ocorrência de leishmaniose visceral vem apresentando aumento significativo. No Distrito de Córrego Rico, Jaboticabal/SP, é grande o número de cães soltos nas ruas e de roedores que invadem as residências. Há relato, na literatura, de um cão reagente à leishmaniose visceral. Recentemente, em 2011, um jovem veio a óbito por leptospirose. Diante desses fatos, o presente estudo teve como objetivo realizar uma avaliação sorológica das duas enfermidades em cães de Córrego Rico e identificar fatores predisponentes ou relacionados à sua ocorrência. Para tanto, as residências que abrigam cães foram visitadas, aplicou-se um questionário semi-estruturado para levantamento de informações que permitissem avaliar as condições gerais de posse e saúde de cada animal, com entrega de panfleto educativo. Amostras de sangue foram obtidas de 274 cães para serem submetidas à prova de soroaglutinação microscópica (SAM) frente a 24 sorovares de Leptospira spp. Vinte e duas amostras mostraram-se reagentes com títulos 1:100, sendo os sorovar butembo, seguido pelo autumnalis, bratislava e pyrogenes os mais frequentemente encontrados. As mesmas amostras passaram por avaliação de anticorpos contra Leishmania chagasi, por meio das técnicas de imunofluorescência indireta (RIFI) e ensaio imunoenzimático indireto (ELISA). Pela imunofluorescência, duas amostras mostraram-se positivas. Já no teste ELISA, todas as amostras testadas foram negativas. A Análise Multivariada permitiu identificar fatores locais que podem estar relacionados com a ocorrência de leptospirose. Embora não tenha sido detectado... / Among the zoonosis transmitted by dogs in Brasil, leptospirosis and visceral leishmaniosis can be found throughout the country. In São Paulo state, leptospirosis is endemic and the occurrence of visceral leishmaniosis is significantly increasing. In the district of Córrego Rico, Jaboticabal/SP, there is a large number of free roaming dogs and homes that are invaded by rodents, and according to the literature, dogs have also tested positive for leishmaniosis in that region. Recently, in 2011, a fatal human case of leptospirosis was reported. This study was conducted to evaluate the serological response of both diseases in the above mentioned district and to identify predisposing factors that could be related to their occurrence. The households with dogs were visited and a questionnaire was filled to compile the information and evaluate the general conditions of dog health and ownership. An educational folder was also distributed to each participant. Blood samples of 274 dogs were submitted to microscopic serum agglutination (SAM) to 24 serotypes de Leptospira spp. Twenty tow samples were positive with titers 1:100. The serotypes butembo, followed by autumnalis, bratislava and pyrogenes were the most commonly found. The blood samples were also evaluated against Leishmania chagasi antibodies using indirect immunoflourescence (IFI) and ELISA. Two samples were positive based on IFI and all tested negative by the ELISA. The multivariate statistical analysis was able to identified local factors related to the incidence of leptospirosis. There were no findings on positive seroconversion of leishmaniosis and the reagents to leptospirosis were 8,0%. However, this study clearly shows the importance of the population control of dogs and... (Complete abstract click electronic access below)
4

Estrutura populacional de Lutzomya longipalpis através da amplificação e sequenciamento do segmento ribossomal 12S de DNA mitocondrial

Gushi, Letícia Tsieme [UNESP] 18 July 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:01Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-07-18Bitstream added on 2014-06-13T19:08:44Z : No. of bitstreams: 1 gushi_lt_me_botib.pdf: 719535 bytes, checksum: a7786015bc377e26ef3e01ca99d58919 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A leishmaniose visceral americana (LVA) é, primariamente, uma zoonose crônica, tendo como agente etiológico, nas Américas, protozoários da espécie Leishmania chagasi. Sua transmissão, inicialmente silvestre ou concentrada em pequenas localidades rurais, já ocorre em centros urbanos. É um crescente problema de saúde pública no Brasil sendo uma endemia em franca expansão geográfica. Está distribuída em 19 dos 27 Estados da Federação, atingindo quatro das cinco regiões brasileiras. Entre 1985 e 2000, a leishmaniose atingiu no Brasil 422,5 mil pessoas. O contínuo crescimento antrópico desordenado vivenciado nas grandes áreas urbanas do Estado de São Paulo, ocasiona em um gradativo aumento de áreas onde as condições precárias de moradia contribuem para o aumento da população de flebotomíneos. A região oeste do Estado de São Paulo registrou em 1998, pela primeira vez, um caso de cão infectado. A doença em cães, desde o primeiro registro, já foi notificada em 45 municípios, ocorrendo em seis regiões administrativas: Araçatuba, Bauru, Marília, Presidente Prudente, São João da Boa Vista e Grande São Paulo. Em humanos, até junho de 2006, a doença já havia sido registrada em 34 municípios das regiões de Araçatuba. Bauru, Marília e Presidente Prudente. A espécie Lutzomyia longipalpis até junho de 2006 foi detectada em zona urbana de 68 municípios das regiões administrativas de Araçatuba, Bauru, Marília e Presidente Prudente, e mais recentemente na região de São João da Boa Vista, no município de Espírito Santo do Pinhal. Desde então, a sua expansão vem sendo verificada a partir da adaptação do vetor em municípios vulneráveis. A importância do estudo da população destes insetos é para potencializar o combate e a erradicação de tal moléstia, além de incentivar esforços no sentido preventivo quanto a atividades sanitárias... / American visceral leishmaniasis (AVL) is a chronic zooanotic disease that can affect the humans and is caused by Leishmania chagasi. Its transmission first was in wild areas or small agricultural localities, but recently it occurs in urban centers. It is an increasing problem in the Public Health in Brazil. It is distributed in 19 of 27 states of this country. Between 1985 and 2000 the AVL reached 422, 5 thousand people. The continuous and disordered population growth in big urban centers at São Paulo state leads increase gradual areas where precarious conditions of habitation contribute to an increasing of vector population. The first register of AVL in this state was in 1998, an infected dog case. Since this first register, the disease was informed in 45 cities, divided in 6 administrative regions: Araçatuba, Bauru, Marília, Presidente Prudente, São João da Boa Vista e Grande São Paulo. In humans even 2006 June was registered in 34 cities around Araçatuba region. The specie Lutzomyia longipalpis was detected in urban areas of 68 cities of the: Araçatuba, Bauru, Marília e Presidente Prudente and more recently São João da Boa Vista region. Since then its expansion comes being noticed with a vector adaptation in vulnerable cities. The studies about population this insect is important to control and eradicate the AVL, beyond stimulating efforts to prevention in detriment of sanity providences actuality utilized that involve animals sacrifices. However evidences have been accumulated that Lutzomyia longipalpis isn’t single specie but is species complex in the nature. The objective this study was to compare different Brazilian populations of Lutzomyia longipalpis by amplification and sequencing the12S rDNA mitochondrial to study intra-specifics variations to understand the history of introduction this disease in São Paulo state and control your vector in Brazil.
5

Avaliação ultramorfológica de formas imaturas e adultas de Lutzomyia lonpipalpis Lutz e Neiva, 1912 (Diptera: Psichodidae) procedentes do campo e de colônias de laboratório

VALENÇA, Luiz Augusto França 26 February 2015 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2016-06-14T12:11:50Z No. of bitstreams: 1 Luiz Augusto Franca Valenca.pdf: 1117679 bytes, checksum: 30ea93220f042431662e6f7e13f59471 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-14T12:11:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Luiz Augusto Franca Valenca.pdf: 1117679 bytes, checksum: 30ea93220f042431662e6f7e13f59471 (MD5) Previous issue date: 2015-02-26 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Lutzomyia longipalpis has a great importance in public health to be transmitter of visceral leishmaniasis in the New World. This study aimed to observe, with the aid of scanning electron microscopy, the morphological and ultrastructural relevant aspects of the immature forms (eggs and larvae and pupae) and the laboratory adults species of L. longipalpis, comparing those from the field with those from laboratory colony. Eggs exochorion observations showed that the species L. longipalpis has unconnected crest ornaments and the presence of tubercles along its entire surface. In general, all larval stages of this species are similar. However, both morphological characteristics as distinct ultrastructural were observed. Morphology: size of the larvae in the different stages of growth had wormlike form, translucent white color, small and delicate caudal bristles developing along the larval growth, detailing the front wall of the first-stage larva, caudal segments. Ultrastructural characteristics as pseudo-feet, jaw, trichodea bristles, filiform bristles were observed. We can see in the larval exuvia pupae, body segments, forming the wings, antennae and legs. Regarding the analysis of adults both from field as those from colony in the laboratory, we can observe their morphological characteristics of male and female genitalia and sensilla. About the ultrastructural observations were seen: forms and distribution of setae and spines along the vector of the body, besides the sensilla escamiformes, trichodea and capamiformes. This study may provide a new basis for the taxonomy of this important vector in the search for more information in order to promote better knowledge about the biology and adaptability in regions with different soil and climatic characteristics. / Lutzomyia longipalpis tem grande importância na saúde publica por ser transmissor da leishmaniose visceral no Novo Mundo. O presente estudo teve como objetivo observar com o auxilio da Microscopia Eletrônica de Varredura os aspectos morfológicos e ultraestruturais relevantes das formas imaturas (ovos e larvas e pupa) e adultos de laboratório da espécie L. longipalpis, comparando os oriundos de campo com os oriundos em colônia de laboratório. Observações do exocório dos ovos mostraram que a espécie L. longipalpis possui ornamentações de cristas não conectadas e presença de tubérculos ao longo de toda sua superfície. Em geral, todas as fases larvais da espécie são similares. Contudo, tanto características morfológicas quanto ultraestruturais distintas foram observadas. Na morfologia: tamanhos das larvas nas diferentes fases de crescimento apresentavam forma vermiforme, coloração branca translucida, cerdas caudais pequenas e delicadas nas larvas de primeiro estágio desenvolvendo-se ao longo do crescimento larval, detalhamento da parede frontal da larva de primeiro estágio, segmentos caudais. Características ultraestruturais como pseudo-pés, mandíbula, cerdas tricóides, cerdas filiformes foram observadas. Podemos observar nas pupas exuvia larval, segmentos do corpo, formação das asas, antenas e pernas. Já em relação à análise dos adultos tanto de campo quanto dos oriundos de colônia em laboratório, podemos observar suas características morfológicas das genitálias masculina e feminina e sensilas. Sobre as observações ultraestruturais foram visibilizados: formas e distribuição de cerdas e espinhos ao longo do corpo do vetor, além das sensilas escamiformes, tricóides e capamiformes. Este estudo poderá estabelecer novas bases para a taxonomia desse importante vetor na busca de mais informações visando maior entendimento sobre biologia e capacidade de adaptação em regiões com diferentes características edafoclimáticas.
6

Biologia e ecologia de flebotomíneos, vetores de Leishmania, no estado de São Paulo / Biology and ecology of sand flies, vectors of Leishmania, in São Paulo state

Colla Jacques, Fernanda Elisa, 1980- 26 August 2018 (has links)
Orientador: Cláudio Casanova / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-26T11:03:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CollaJacques_FernandaElisa_D.pdf: 17373999 bytes, checksum: 18adb4b65dc2639da145a80ed8b6f4e2 (MD5) Previous issue date: 2014 / Resumo: Flebotomíneos (Diptera: Psychodidae) são insetos de importância médico-veterinária pois participam do ciclo de doenças tais como leishmanioses, que acometem milhares de pessoas ao redor do mundo. O conhecimento sobre a ecologia e biologia desses dípteros é de fundamental importância para determinar a capacidade e competência vetorial de suas populações, e portanto, relevantes do ponto de vista da saúde pública. Este trabalho buscou esclarecer alguns pontos com informações deficientes sobre a biologia e ecologia das espécies vetoras de Leishmania (Leishmania) infantum chagasi e Leishmania (Viannia) braziliensis, respectivamente, Lutzomyia longipalpis e Nyssomyia neivai, no estado de São Paulo. Para a leishmaniose visceral americana (LVA), objetivou-se esclarecer questões a respeito de criadouros urbanos preferenciais de Lu. longipalpis e sobre sua expansão geográfica no estado de São Paulo. Em referências às lacunas no conhecimento da ecoepidemiologia da leishmaniose tegumentar americana, a competência vetorial de Nyssomyia neivai para L. (V.) braziliensis e o estudo da composição da comunidade flebotomínica em área endêmica no nordeste do estado, bem como sua variação mensal. Criadouros de Lu. longipalpis foram encontrados predominantemente em ambientes sombreados com grande quantidade de matéria orgânica, com maior concentração de larvas associadas a galinheiros. Quanto à sua dispersão, esta parece ter seguido uma rota a partir de Mato Grosso do Sul, seguindo em direção oeste-leste e também para norte e para sul a partir dessa linha central. A ocorrência de casos de LVA em humanos frequentemente é precedida pela detecção de Lu. longipalpis e casos caninos. Nyssomyia neivai, bastante frequente em áreas endêmicas para LTA no vale do Rio Mogi Guaçu, mostrou-se competente para adquirir, manter e transmitir o parasito em condições laboratoriais, cumprindo assim mais uma etapa necessária para a sua incriminação como espécie-vetora. Ainda no vale do rio Mogi Guaçu, a comunidade de flebotomíneos mostrou-se bastante diversa, com 17 espécies, das quais cinco são importantes para o ciclo da LTA. A fauna flebotomínica encontrada era composta majoritariamente por Nyssomyia whitmani, Migonemyia migonei e Expapillata firmatoi e, mais uma vez, abrigos para animais, tais como galinheiros, foi o local preferido para estes insetos, onde a sua maioria foi capturada. Desta forma, este trabalho apresenta dados relevantes para o conhecimento a respeito desses insetos vetores, que podem ser usados como base para futuros projetos ou no desenvolvimento de novas estratégias de controle dessas doenças / Abstract: Phlebotomine sandflies (Diptera: Psychodidae) are insects of medical and veterinary importance because they take part in the cicle of diseases, such as leishmaniasis which affect thousands of people around the world. Learning about these dipteras¿s ecology and biology is fundamentaly important to define the vectorial capacity and competence of their populations, and therefore, relevant for the public health perspective. This study aimed at adressing some issues with deficiente information on the biology and ecology of vector species of Leishmania (Leishmania) infantum chagasi and Leishmania (Viannia) braziliensis, respectively, Lutzomyia longipalpis and Nyssomyia neivai, in São Paulo State. For the American visceral leishmaniasis (AVL), this paper tried to answer questions on the preferencial breeding site of Lu. longipalpis and its geographical expantion in São Paulo State. In relation to the knowledge of the ecoepidemiology of American cutaneous leishmaniasis (ACL), the vectorial competence of Nyssomyia neivai to L. (V.) braziliensis and the analysis of the sandfly community in and endemic area in the Northeast of the state were studied. Lutzomyia longipalpis breeding sites were found predominantly in shaded environments with great amount of organic matter, and the greatest concentration of larvae associated to chicken sheds. Considering its dispersion, Lu. longipalpis seemed to follow a route from Mato Grosso do Sul to São Paulo city, in a west to east direction and from that central line, an expansion to the north and south. The occurance of human AVL is generally preceded by the detection of Lu. longipalpis and canine cases. Nyssomyia neivai, frequently found in endemic áreas for ACL in the Mogi Gauçu River Valley, was shown to be competente to aquire, host and transmit the parasite under laboratory conditions, thus fulfilling another requirement to be recognized as a vector species. Still in Mogi Guaçu River Valley, the sandfly community was greatly diverse, comprised of 17 species, of which five are considered important for the ACL cicle. The sandfly fauna was mainly comprised of Nyssomyia whitmani, Migonemyia migonei and Expapillata firmatoi and, once again, animal shelters, such as chicken sheds, were the preferred site for these insects, where the greatest amount was collected. Therefore, this work presents relevant data for the knowledge on these vector insects, which can be used as basis for future projects or in the development of new control strategies against these diseases / Doutorado / Relações Antrópicas, Meio Ambiente e Parasitologia / Doutora em Biologia Animal
7

A fauna flebotominea (Diptera: Psychodidae) de Espirito Santo do Pinhal, São Paulo, Brasil / The sand fly fauna (Diptera: Psychodidae) of Espirito Santo do Pinhal, São Paulo, Brazil

Colla Jacques, Fernanda Elisa, 1980- 15 August 2018 (has links)
Orientadores: Angelo Pires do Prado, Claudio Casanova / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-15T21:39:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CollaJacques_FernandaElisa_M.pdf: 1220366 bytes, checksum: 236fda152f5e60fc1f34a2bb1295ad2f (MD5) Previous issue date: 2010 / Resumo: Desde 2004, a transmissão canina de leishmaniose visceral americana (LVA) tem sido registrada na área urbana de Espírito Santo do Pinhal, e no decorrer da última década, casos humanos esporádicos de leishmaniose tegumentar americana (LTA) ocorreram na sua área rural. Este estudo visou ampliar o conhecimento a respeito dos flebotomíneos e a sua ecologia populacional nos ambientes rural, periurbano e urbano desse município. As coletas foram feitas semanalmente, durante um período de 15 meses, com armadilhas luminosas automáticas tipo CDC no peridomicílio de 18 imóveis. Um total de 5.562 flebotomíneos foi coletado, divididos em 17 espécies. As espécies mais freqüentes foram Nyssomyia whitmani (43,5%) e Pintomyia pessoai (28,7%) na área rural, Lutzomyia. longipalpis (52,2%) e NY.whitmani (36,2%) na área periurbana, e Lu. longipalpis (73,0%) na área urbana. As espécies mais abundante, segundo o índice de abundância de espécie padronizado foram, em ordem decrescente, NY.whitmani, Lu. Longipalpis e Evandromyia lenti. A maior riqueza de espécies foi encontrada na área rural, bem como o maior índice de diversidade. O índice de dimilaridade de Sorensen mostrou que as áreas rural e periurbana são as mais similares. Lu. longipaldis foi encontrado em todas as áreas do município durante o período de coleta, e a alta abundância foi encontrada nos períodos posteriores às chuvas. Este fato, somado a presença de cães infectados com Leishmania infantum chagasi na área urbana, representa um risco para o estabelecimento dessa doença na região. A elevada abundância de NY. Whitmani e de PI. Pessoai na área rural e periurbana indicam a possibilidade de ocorrência de novos casos de leishmaniose tegumentar americana e a sua expansão para a área de Espírito Santo do Pinhal / Abstract: Since 2004 there hás been canine transmission of American visceral leishmaniasis (AVL) in the urban area of Espírito Santo do Pinhal and, over the last decade, sporadic human cases of American cutaneous leishmaniasis (ACL) have been recorded in the rural area. This study aime to increase the knowledge of the sand fly communityand its populational ecology in the rural, urban and periurban areas of this municipality. The captures were carried out weekly, over a period of 15 months, with automatic light traps in the surrondingd of 18 proprieties. A total of 5.562 sandflies were colleted, comprised of 17 species. The most abundance species were Nyssomyia whitmani (43,5%) and Pintomyia pessoai (28,7%) in the rural area, Lutzomyia. longipalpis (52,2%) and NY.whitmani (36,2%) in the periurban area, and Lu. longipalpis (73,0%) in the urban area. The highest species richness was found in the rural area, along with the greatest index species diversity. The similarity index, used to compare the different areas, showed that rural and periurban areas were most alike. Lu. Longipaldis was found in all areas of the district during the collection period, and high abundance was usually found after a heavy rain period. This, plus the presence of dogs infected with Leishmania infantum chagasi in the urban area, presents a risk of the establishment of the AVL in the region. The high abundance of Ny. Whitmani and Pi. Pessoai in the rural and periurban areas indicate the possibility of new cases of ACL occurring, and spreading to the periurban area of Espírito Santo do Pinhal / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Parasitologia

Page generated in 0.0536 seconds