• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4644
  • 73
  • 50
  • 13
  • 8
  • Tagged with
  • 4859
  • 2361
  • 952
  • 793
  • 778
  • 647
  • 618
  • 555
  • 517
  • 488
  • 456
  • 449
  • 410
  • 341
  • 323
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Educação, identidade e histórias de vidas de pessoas negras do Brasil

Reis, Maria da Conceição 31 January 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-13T13:19:44Z No. of bitstreams: 2 TESE MARIA DA CONCEIÇÃO DOS REIS.pdf: 661555 bytes, checksum: d9e0500384411ebd0f83e8916c9fa8be (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-04-13T13:19:44Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE MARIA DA CONCEIÇÃO DOS REIS.pdf: 661555 bytes, checksum: d9e0500384411ebd0f83e8916c9fa8be (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 Como as pessoas negras doutoras do Brasil construíram sua identidade negra através da sua história de vida e das influências da educação e se afirmaram nas questões étnico-raciais? Esta foi a questão que problematizou a produção da tese: Educação, identidade e história de vida de pessoas negras doutoras do Brasil. Seu objetivo geral foi compreender o processo de construção da identidade negra através da história de vida e da educação de pessoas negras doutoras do Brasil. Seus objetivos específicos foram: identificar como se deu o processo de construção da identidade negra das pessoas negras doutoras; analisar como vai sendo constituída a autoimagem das pessoas negras a partir das condições e relações sociais e educacionais de sua história de vida; verificar que mudanças ocorreram na história de vida dessas pessoas que a levaram a revelar seu pertencimento étnico-racial; analisar como a afirmação política das pessoas negras doutoras foi consolidada e contribui para ressignificar e fortalecer a vida da população negra. As ideias do autor Norbert Elias deram sustentação teórica para discutir as categorias: educação, identidade e identidade negra com as contribuições de Kabengele Munanga e Paulo Freire. O caminho metodológico foi o da história oral, através da história oral de vida de pessoas negras doutoras do Brasil. As narrativas colhidas para esta pesquisa, através de entrevistas, evidenciaram a pressuposição de que a configuração educacional dificilmente se relaciona de forma satisfatória com a questão étnico-racial, tendo dificuldade de contribuir com o processo de construção da identidade negra.
2

A construção social da identidade : um estudo nas organizações de agricultura ecológica em duas regiões do RS

Bauer, Márcio André Leal 2004 (has links)
O presente trabalho tem como objetivo estudar a identidade enquanto fenômeno, verificando seus elementos constituintes e seu processo social de construção. O estudo foi realizado junto a organizações de agricultores ecologistas em duas regiões do Rio Grande do Sul - Zona Sul e Vale do Rio Pardo. O método escolhido foi o fenomenológico porque, além de incorporar a reflexão filosófica, investiga problemas relacionados à experiência vivida. Para captar a experiência dos agricultores foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, visitas a propriedades, acompanhamento de feiras ecológicas, reuniões de grupo e participação em eventos ligados à agroecologia. A análise dos dados foi baseada em três etapas. A primeira buscou uma compreensão intuitiva do fenômeno através de uma visão aberta, tanto do objeto como do campo de estudo. A segunda fase representou uma pré interpretação, onde foi possível a intuição de algumas essências gerais. Já a terceira fase buscou a relação fundamental entre todas as essências. As primeiras essências trataram, respectivamente, das identidades individuais, sociais e culturais presentes nas falas dos agricultores. Outra essência retomou os motivos de adesão e abandono da agr icultura ecológica. O resultado da relação entre as essências foi a constatação de que a agroecologia apresenta dois significados distintos: é uma realidade social vivida pelos agricultores em geral; e é uma identidade, assumida pelas ONGs, em contraste à agricultura convencional. A título de conclusão, podese dizer que realidade e identidade estão em uma mútua relação de dependência. A realidade da agroecologia depende das identidades dos agricultores para ser introduzida e mantida. Por outro lado, esta nova realidade é capaz de resgatar, manter ou dar um novo significado às identidades desses agricultores.
3

A construção social da identidade : um estudo nas organizações de agricultura ecológica em duas regiões do RS

Bauer, Márcio André Leal 2004 (has links)
O presente trabalho tem como objetivo estudar a identidade enquanto fenômeno, verificando seus elementos constituintes e seu processo social de construção. O estudo foi realizado junto a organizações de agricultores ecologistas em duas regiões do Rio Grande do Sul - Zona Sul e Vale do Rio Pardo. O método escolhido foi o fenomenológico porque, além de incorporar a reflexão filosófica, investiga problemas relacionados à experiência vivida. Para captar a experiência dos agricultores foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, visitas a propriedades, acompanhamento de feiras ecológicas, reuniões de grupo e participação em eventos ligados à agroecologia. A análise dos dados foi baseada em três etapas. A primeira buscou uma compreensão intuitiva do fenômeno através de uma visão aberta, tanto do objeto como do campo de estudo. A segunda fase representou uma pré interpretação, onde foi possível a intuição de algumas essências gerais. Já a terceira fase buscou a relação fundamental entre todas as essências. As primeiras essências trataram, respectivamente, das identidades individuais, sociais e culturais presentes nas falas dos agricultores. Outra essência retomou os motivos de adesão e abandono da agr icultura ecológica. O resultado da relação entre as essências foi a constatação de que a agroecologia apresenta dois significados distintos: é uma realidade social vivida pelos agricultores em geral; e é uma identidade, assumida pelas ONGs, em contraste à agricultura convencional. A título de conclusão, podese dizer que realidade e identidade estão em uma mútua relação de dependência. A realidade da agroecologia depende das identidades dos agricultores para ser introduzida e mantida. Por outro lado, esta nova realidade é capaz de resgatar, manter ou dar um novo significado às identidades desses agricultores.
4

Indistinguibilidade: uma abordagem por meio de estruturas

Coelho, Antônio Mariano Nogueira 2005 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Made available in DSpace on 2015-03-18T20:00:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 224569.pdf: 2317251 bytes, checksum: 831f074be5c2065eeb26d799fa63a4f4 (MD5) Previous issue date: 2005
5

Voz narrativa e memória : a busca de identidade pelas protagonistas de Felicidade clandestina, de Clarice Lispector e de Lives of girls and women, de Alice Munro. -

Gonçalves, Patrícia Magazoni. 2013 (has links)
Orientador: Maria das Graças Gomes Villa da Silva Banca: Fábio Akcelrud Durão Banca: Karin Volobuef Resumo: Este estudo comparativo tem como objetivo mostrar como se dá a representação da memória no discurso ficcional da escritora canadense Alice Munro e de Clarice Lispector. As narrativas selecionadas, pertencentes, respectivamente, aos volumes Lives of Girls and Women, de 1971, e Felicidade clandestina, também do mesmo ano, evocam o período da infância por meio da memória e mostram que a volta ao passado possibilita a reinterpretação dos acontecimentos e o surgimento de novos significados não pressentidos na época de sua ocorrência, o que influencia na formação da identidade do narrador que reconstrói fatos já consumados em um processo mediado pela linguagem e auxiliado pela imaginação criativa. Adota-se o conceito de memória inconsciente, elemento indispensável para a formação do aparelho psíquico, proposto por Freud em obras como A Interpretação dos Sonhos, "O bloco mágico" e "Recordar, repetir e elaborar". O evento, ao ser trazido para o presente, é atualizado e reelaborado, constituindo um passado que não se mantém fechado e inalterado nos vastos palácios da memória, para utilizar as palavras de Santo Agostinho, mas que se modifica com o tempo. As recordações sofrem um deslocamento espaciotemporal e, longe de serem fieis ao que ocorreu, apresentam associações entre a memória, os contextos externos e as fantasias imaginadas. Além da movimentação pelo relato e da composição de um discurso fragmentado, há um cuidadoso trabalho com a voz narrativa e com o tempo, de modo que as narradoras-protagonistas, em ambos os casos, repetem o que foi vivido, mas de forma elaborada, admitindo atualização e revelação de novos significados e constituindo a memória como algo em processo contínuo de renovação Abstract: The aim of this comparative study is to analyze the representation of memory in the fictional discourse of the Canadian writer Alice Munro and the Brazilian Clarice Lispector. The narratives selected belong respectively to the 1971 books Lives of Girls and Women and Felicidade clandestina, and they evoke childhood through memory. As a result, it is noted that the revision of the past makes possible the reinterpretation of the happenings and the appearance of new meanings which were not felt when they occurred, what affects the identity's formation of a narrator who reconstructs facts already passed in a process intermediate by language and by the support of creative imagination. As theoretical support it is used the concept of unconscious memory as a fundamental element in the psychic apparatus's formation, which was proposed by Freud in works such as The Interpretation of Dreams, "A Note Upon the Mystic Writing Pad" and "Remembering, Repeating, and Working Through". The happening when is being brought to the present is updated and re-elaborated, which constitutes a past that is not closed and kept unchanged in the vast palaces of memory, to use the words of Saint Augustine of Hippo, but something that changes along with time. The recollections suffer a spatial and temporal dislocation and far from being fair to what happened they present associations between memory, external contexts and imagined fantasies. Beyond the movement registered in the narration and in the composition of a fragmented discourse there is a careful work with the narrative voice and time so that the protagonist in both cases repeat what was experienced but in an elaborated manner which accepts the actualization and the revelation of new meanings that constitute memory as something in a constant process of renovation Mestre
6

A constituição da identidade feminina em A mulher habitada

Zinani, Cecil Jeanine Albert 2003 (has links)
Este estudo discute a formação da identidade pessoal e de gênero do sujeito representado na obra de Gioconda Belli, A mulher habitada, partindo dos pressupostos que orientam a constituição do sujeito feminino, na medida em que este sujeito promove a ruptura com o modelo tradicional e integra os aspectos cognitivos, afetivos e sociais. Inicialmente, são apresentadas questões relativas à crítica feminista e crítica literária, a fim de analisar, a partir de diferentes enfoques teóricos, a insuficiência da linguagem na leitura feminina. A seguir, são analisados aspectos que relacionam a constituição do sujeito feminino à formação da identidade, verificando como esses elementos se articulam na formação do sujeito social, sendo abordadas questões significativas sobre sujeito e identidade, poder e saber, natureza e história, crise de identidade e recuperação do processo de desenvolvimento da identidade, relações genéricas e familiares e a possibilidade de construção da utopia. Finalmente são abordados os elementos pertencentes ao imaginário, tais como, o duplo, os mitos e os símbolos, na medida em que esses fatores podem esclarecer os aspectos referentes à organização e à estruturação da identidade pessoal e de gênero. Além disso, verifica-se como a síntese entre passado e presente apresenta indicadores para o futuro e a possibilidade da construção de uma identidade nacional. This study discusses the formation of personal and gender identity of the subject represented in Gioconda bell's book A mulher habitada, from the lines wich orient the constitution of feminine subject, as this subject promotes the rupture with the traditional model and integrates the cognitive, affective and social aspects. In the beginning, we present questions related with feminist criticism literary criticism, in order to analyze under different theoretical views the influence of the language in woman's reading. After this, we analyse some aspects wich relate the constitution of the feminine subject to the formation of the identity. We also discuss considerable questions about subject and indetity, power and knowledge, process, gender and familiar relationship and the possibility of construction of an utopia. Finaly, we study imaginary elements, like double, myths and symbols, and examine how they can elucidate the aspects concerning to organization and structuration of the personal and gender identity. After this, we can see how the sinthesis between past and present indicates the future and possibility of the construction of a national identity. Este estudio discute la formacion de la identidad personal y del genero del sujeito representado en la obra de Gioconda Belli, la Mujer habitada, partiendo de los pressupuestos que orientam la constituicion del sujeto femenino, en la medida en que este promueve la ruptura con el modelo tradicional e integra los aspectos cognitivos, afectivos e sociales. Inicialmente son presentadas cuestiones relativas a la critica feminista y critica literaria, a fin de analizar, a partir de diferentes enfoques teóricos, la influencia del lenguaje n la lectura femenina. A seguir, son analisados aspectos que relacionan la contiucion del sujeto femenino a la formacion de la identidad, verificando como esos elementos se articulan en la formacion del sujeto social, siendo abordadas cuestiones significativas sobre sujetoy identidad, poder y saber, naturaleza e historia,crisis de identidad y recuperacion del processo de desarollo de la identidad, relaciones genéricas y familiares y la possibilidad de construcción de una utopia. Finalmente, son abordados los elementos pertencientes al imaginario, tales como, el doble, los mitos y los simbolos, en la medida en que esos fatores pueden aclarar los aspectos referentes a la organizacion y la estructuracion de la identidad personal y de genero. Ademas de eso, se verifica como a sintesis entre passado y presente presenta indicadores para el futuro y la posibilidad de construccion de una identidad nacional.
7

A constituição da identidade feminina em A mulher habitada

Zinani, Cecil Jeanine Albert 2003 (has links)
Este estudo discute a formação da identidade pessoal e de gênero do sujeito representado na obra de Gioconda Belli, A mulher habitada, partindo dos pressupostos que orientam a constituição do sujeito feminino, na medida em que este sujeito promove a ruptura com o modelo tradicional e integra os aspectos cognitivos, afetivos e sociais. Inicialmente, são apresentadas questões relativas à crítica feminista e crítica literária, a fim de analisar, a partir de diferentes enfoques teóricos, a insuficiência da linguagem na leitura feminina. A seguir, são analisados aspectos que relacionam a constituição do sujeito feminino à formação da identidade, verificando como esses elementos se articulam na formação do sujeito social, sendo abordadas questões significativas sobre sujeito e identidade, poder e saber, natureza e história, crise de identidade e recuperação do processo de desenvolvimento da identidade, relações genéricas e familiares e a possibilidade de construção da utopia. Finalmente são abordados os elementos pertencentes ao imaginário, tais como, o duplo, os mitos e os símbolos, na medida em que esses fatores podem esclarecer os aspectos referentes à organização e à estruturação da identidade pessoal e de gênero. Além disso, verifica-se como a síntese entre passado e presente apresenta indicadores para o futuro e a possibilidade da construção de uma identidade nacional. This study discusses the formation of personal and gender identity of the subject represented in Gioconda bell's book A mulher habitada, from the lines wich orient the constitution of feminine subject, as this subject promotes the rupture with the traditional model and integrates the cognitive, affective and social aspects. In the beginning, we present questions related with feminist criticism literary criticism, in order to analyze under different theoretical views the influence of the language in woman's reading. After this, we analyse some aspects wich relate the constitution of the feminine subject to the formation of the identity. We also discuss considerable questions about subject and indetity, power and knowledge, process, gender and familiar relationship and the possibility of construction of an utopia. Finaly, we study imaginary elements, like double, myths and symbols, and examine how they can elucidate the aspects concerning to organization and structuration of the personal and gender identity. After this, we can see how the sinthesis between past and present indicates the future and possibility of the construction of a national identity. Este estudio discute la formacion de la identidad personal y del genero del sujeito representado en la obra de Gioconda Belli, la Mujer habitada, partiendo de los pressupuestos que orientam la constituicion del sujeto femenino, en la medida en que este promueve la ruptura con el modelo tradicional e integra los aspectos cognitivos, afectivos e sociales. Inicialmente son presentadas cuestiones relativas a la critica feminista y critica literaria, a fin de analizar, a partir de diferentes enfoques teóricos, la influencia del lenguaje n la lectura femenina. A seguir, son analisados aspectos que relacionan la contiucion del sujeto femenino a la formacion de la identidad, verificando como esos elementos se articulan en la formacion del sujeto social, siendo abordadas cuestiones significativas sobre sujetoy identidad, poder y saber, naturaleza e historia,crisis de identidad y recuperacion del processo de desarollo de la identidad, relaciones genéricas y familiares y la possibilidad de construcción de una utopia. Finalmente, son abordados los elementos pertencientes al imaginario, tales como, el doble, los mitos y los simbolos, en la medida en que esos fatores pueden aclarar los aspectos referentes a la organizacion y la estructuracion de la identidad personal y de genero. Ademas de eso, se verifica como a sintesis entre passado y presente presenta indicadores para el futuro y la posibilidad de construccion de una identidad nacional.
8

A Construção da nação mexicana através do indigenismo de Gonzalo Aguirre Beltrán

GOMES, C. F. 12 August 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:12:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_5850_dissertação final.pdf: 842505 bytes, checksum: 87d08558445bd6621f37c546ff933909 (MD5) Previous issue date: 2014-08-12 Desde a Independência mexicana a população indígena foi vista como o principal entrave para a concretização do projeto de construção de um Estado-nação homogêneo. A partir do século XX, o Estado mexicano iniciou um projeto de transformação política e cultural, chamado indigenismo, objetivando integrar a população poliétnica do México. Nesse momento, o médico e antropólogo Gonzalo Aguirre Beltrán assumiu um papel protagônico, já que algumas de suas ideias integracionistas logo foram assumidas como oficiais pelo Estado mexicano. Esse trabalho buscou analisar aspectos da política indigenista integracionista, elaborada por Aguirre Beltrán, que foi pautada na indução da integração das comunidades indígenas ao mundo mestiço. Nesse panorama, trabalhamos o conceito de aculturação formulado pelo autor, bem como sua operacionalização dentro de tais comunidades com a finalidade de se construir um Estado-nação monoétnico. Analisamos também as críticas que surgiram na década de 1970 ao projeto integracionista bem como a resposta de Aguirre Beltrán a tais críticas e sua defesa do integracionismo. Por fim, observamos os aspectos no qual o projeto integracionista fracassou e sua relação com alguns dos movimentos sociais que eclodiram no México a partir da década de 1970. Nessa análise, três obras de Aguirre Beltrán se tornaram fundamentais: El proceso de aculturación (1957), Regiones de Refugio (1967) e Obra Polémica (1976).
9

A loser like me

Silva, Leonardo da 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários, Florianópolis, 2014. Made available in DSpace on 2015-02-05T20:59:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 330215.pdf: 4376879 bytes, checksum: 31cd21da5c3b7c8c99f726f39038b73f (MD5) Previous issue date: 2014 Este estudo aborda o problema da representação hegemônica na televisão. O objetivo principal é analisar se (e, neste caso, como) a série de televisão Glee subverte representações preconceituosas e estereotipadas, especialmente com relação aos personagens Kurt (o chamado "menino gay") e Finn (o estereótipo do "jogador de futebol americano"). Para tanto, proponho uma análise textual de episódios específicos da primeira temporada do programa. O propósito principal é entender as maneiras como o seriado pode ser abordado de maneira contra-hegemônica apesar de sua recepção por públicos hegemônicos. Este estudo é conduzido à luz do conceito de identidade cultural de Stuart Hall (1990) a fim de entender como estas representações lidam com a questão da agência de acordo com Michel Foucault (1990) e Judith Butler (1993). Com base na análise dos episódios, é possível observar que Glee faz uso constante de um discurso resolucionista e simplista que aceita e celebra a diferença. A ideia promovida é a de que "somos todos diferentes" e, por conta disso, "somos todos especiais". Ao mesmo tempo, no entanto, ao considerar a narrativa como um todo, é possível identificar as complexidades identitárias, ou seja, como diferentes categorias de identidade se interseccionam e como elas são influenciadas por diferentes relações de poder. É principalmente através das performances de canto e dança presentes nos episódios que os personagens articulam suas reflexões sobre questões de identidade, desenvolvendo assim a sua agência a partir do sistema opressivo da escola. Além disso, as identidades dos personagens Kurt e Finn podem ser entendidas como queer já que desafiam categorizações binárias enormativas em um processo constante de re-significação. Assim, a política de Glee é dinâmica e impura, já que é performativa do conservadorismo e, ao mesmo tempo, da mudança agencial. Embora noções capitalistas e heteronormativas moldem o seriado, representações não-normativas de identidade também emergem da narrativa.
Abstract: This study addresses the problem of hegemonic representation on television. The overall objective is to analyze whether and, if so, how the television series Glee subverts prejudiced or stereotypical representations, specifically of the characters Kurt (the so-called "gayboy") and Finn (the stereotypical "football player"). To this end, I propose a textual analysis of specific episodes from the first season of the show. My purpose is to understand the ways in which the series can be read counter-hegemonically despite its reception by mainstream audiences. The study is conducted in the light of Stuart Hall's concept of cultural identity (1990) towards understanding how these representations deal with the issue of agency as understood by Michel Foucault (1990) and Judith Butler (1993). Based on the analysis of specific episodes, it is possible to note that Glee constantly makes use of a simplistic and resolutionist discourse that embraces and celebrates difference, promoting that idea that "we are all different" and, because of that, "weare all special". At the same time, however, while considering the narrative as a whole, one can identify the ways in which identities are complex, i.e., how different identity categories intersect each other and how they are strongly influenced by different power relations. It is mainly when they perform singing and dancing within the episodes that the characters articulate their reflections on issues of identity, thus developing their agency from within the school repressive system. Moreover, Finn's and Kurt's identities can be understood as being queer to the extent that they defy binary and normative categorizations setting them in a constant process of re-signification. The politics of Glee is a dynamic and impure one, since it is performative of both conservatism and of agential change. While heteronormative and capitalist notions frame the show, non-normative representations of identity also emerge from the narrative.
10

"Se fosse normal, Deus teria criado Adão e Ivo!" : a homofobia e a produção e regulação do sexo/gênero

Coenga-Oliveira, Danielle 25 November 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2011. Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-01-13T14:27:21Z No. of bitstreams: 1 2011_DanielleCoengaOliveira.pdf: 1606565 bytes, checksum: 18720b9748ef35e93474551097e875fb (MD5) Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2012-01-18T19:33:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_DanielleCoengaOliveira.pdf: 1606565 bytes, checksum: 18720b9748ef35e93474551097e875fb (MD5) Made available in DSpace on 2012-01-18T19:33:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_DanielleCoengaOliveira.pdf: 1606565 bytes, checksum: 18720b9748ef35e93474551097e875fb (MD5) A homofobia pode ser concebida como qualquer forma de violência, preconceito e discriminação contra pessoas LGBT ou/e que transpõem [ou a quem é atribuída a transposição] das barreiras socialmente estabelecidas entre os sexos e gêneros. Com base em Teorias Feministas, em diálogo com Foucault e a Teoria Queer, e na Teoria das Representações Sociais buscamos conhecer os elementos que sustentam a homofobia. Utilizamos como base documental de análise de posicionamentos contrários à união homoafetiva em dois fóruns virtuais de discussão. Os resultados apontam que relações não heterossexuais são submetidas a interdições sociais que variam da privação de direitos básicos até privação da existência social e que as instituições religiosas, científicas, familiares e educacionais sustentam e são sustentadas pela homofobia. Com base nos resultados, propomos que a homofobia seja compreendida como um dispositivo produz e regula as diferenças, estabelecidas como "naturais", entre os sexos, gêneros e as orientações afetivo-sexuais. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT Homophobia can be understood as any form of violence, prejudice and discrimination against non-heterosexual persons and/or persons that transpose [or whoever is perceived to be transposing] the socially established gender barriers. Based on Feminist Theories, in dialogue with Foucaut and Queer Theory, and the Social Representations Theory, we seek to know the elements that support homophobia. The analysis data used were opinions against homoaffective union that cme from discussions in two Internet forums. The results indicate that non-heterosexual relationships are subjected to social deprivations that vary from deprivations of basic rights to deprivation of a social existence, they also indicate that religious, scientific, educational and family institutions support and are supported by homophobia. According to the results, we propose that homofobia can be understood as a device that produces and maintains the differences, set up as "natural", between the sexes, genders and affectional-sexual orientations.

Page generated in 0.0563 seconds