• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1744
  • 66
  • 66
  • 66
  • 65
  • 61
  • 18
  • 18
  • 8
  • 5
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1759
  • 1759
  • 760
  • 728
  • 589
  • 584
  • 500
  • 355
  • 292
  • 271
  • 265
  • 256
  • 245
  • 198
  • 185
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Ensino e aprendizagem da língua materna no 1º e 2º graus

Bellaguarda, Marilda dos Reis 05 December 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1983. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:43:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321475.pdf: 1858839 bytes, checksum: 7c760e68c180481ddc52b827090c325b (MD5)
2

Perceptual training and word-initial /s/-clusters in brazilian portuguese/english interphonology

Bettoni-Techio, Melissa January 2008 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Letras Inglês e Literatura Correspondente. / Made available in DSpace on 2012-10-23T19:00:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 259883.pdf: 2343056 bytes, checksum: 4577b44c74618102ce30aeced0cae596 (MD5) / Research has shown that Brazilians tend to insert a vowel before word-initial /s/-clusters and to voice the /s/ depending on the following consonant features (e.g., Cornelian, 2003; Rauber, 2006; Rebello & Baptista, 2006). The present study investigated the perception and production of /s/-clusters in the Brazilian Portuguese/English interphonology and effects of perceptual training on learners' performance. The data collection was carried out through a pretest, a training phase, a posttest, and a retention test. Production was assessed by four reading tests and an interview. Perception was assessed by an AX discrimination task and by a forced-choice identification test similar to the task used in the training, but with additional words and recorded by an unfamiliar talker. The main objective of the study was to verify whether perceptual training would lead to improvement in perception and production. Transfer of training to a discrimination task and to untrained words was also tested. The training was designed following a high-variability approach (Logan et al., 1991) with difficulty gradually increasing throughout the training program. The training set consisted of two-alternative-forced-choice identification trials with immediate feedback and replay allowed after hitting the decision key. The stimuli consisted of phrases recorded by two Americans. The results showed that the phonological context did not significantly affect perception and production and that /s/+sonorant clusters were more difficult than /s/+stop clusters in both perception and production. There was improvement in identification, transfer to production, to discrimination and to untrained clusters. Improvement in identification, discrimination, and production was still detected in an eight-month follow-up test. Correlations between identification, discrimination, and production were stronger before training because the improvement in performance varied considerably among the tasks. Estudos anteriores sobre /sC(C)/ em início de palavras mostraram que brasileiros tem a tendência de inserir uma vogal antes de /sC(C)/ iniciais e de vozear o /s/ dependendo dos traços fonológicos do som posterior (e.g., Cornelian, 2003; Rauber, 2006; Rebello & Baptista, 2006). O presente estudo investigou a percepção e a produção de /sC(C)/ iniciais na interfonologia do Português do Brasil/Inglês além de efeitos do treinamento perceptual na percepção e produção de /sC(C)/. A coleta de dados consistiu de um teste anterior, treinamento, um teste posterior e um teste de retenção. A produção foi acessada através de quatro testes de leitura e de uma entrevista. Percepção foi também acessada através de uma tarefa de discriminação AX e de um teste de identificação com alternativa dupla similar à tarefa de treinamento, com palavras extras e um locutor diferente. O objetivo principal era verificar se o treinamento perceptual provocaria melhora na percepção e na produção de /sC(C)/ iniciais. Transferência de treinamento para uma tarefa de discriminação e para palavras não treinadas também foi testada. O treinamento foi projetado seguindo uma abordagem de alta variação (e.g., Logan et al., 1991) com dificuldade gradualmente aumentando depois de cada bloco de treinamento. O programa de treinamento consistiu em questões de dupla alternativa com retroalimentação imediata e possibilidade de escutar o estímulo conforme vontade do participante até que uma resposta fosse dada. Os estímulos consistiam de frases gravadas por dois americanos. Os resultados mostraram que o contexto fonológico não afetou de forma significativa a produção e a percepção de /sC(C)/ e que /s/+soante sofreram mais modificações que /s/+plosiva tanto na percepção quanto na produção. Houve melhora na identificação e transferência de melhora para produção, discriminação e /sC(C)/ não treinados. Melhora na identificação, discriminação e produção ainda foram detectadas no teste administrado oito meses após o treinamento. Correlações entre identificação, discriminação e produção reduziram após o treinamento devido às diferenças na melhora de desempenho entre as tarefas testadas.
3

Sempre

Rodrigues, Cristiane Seimetz January 2009 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-graduação em Linguistica / Made available in DSpace on 2012-10-24T13:19:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 265360.pdf: 726142 bytes, checksum: b2fb849989cf9a38bc36ae6e6bd5af76 (MD5) / Esta pesquisa tem como objetivo a caracterização da aspectualidade do advérbio sempre. Tendo encontrado caracterizações conflitantes na literatura aspectual sobre ele - ora classificado como advérbio perfectivo e ora como advérbio imperfectivo - , nos propomos a investigar, com base em dados escritos do português do Brasil, qual seu comportamento aspectual. Para tal, limitamos nossa análise a enunciados em que o sempre ocorre precedendo um verbo ou na forma do pretérito perfeito simples ou no pretérito imperfeito. Dessa forma, a pesquisa lida com a caracterização do comportamento aspectual do sempre, considerando como fatores relevantes para análise (i) o Aspecto inerente ao semantema verbal; (ii) as contribuições aspectuais das flexões dos Tempos verbais citados; (iii) a presença de adjuntos ou orações temporais, além do próprio sempre. Tal procedimento deve-se por acreditarmos numa análise composicional do Aspecto, em que os significados aspectuais dos enunciados são o resultado da interação dos marcadores aspectuais ali contidos. Por isso, ao longo deste trabalho, procuramos evidenciar as contribuições aspectuais do sempre na composição do Aspecto dos enunciados onde ocorre e, por meio da descrição de seu comportamento, propor uma discussão sobre as classificações a ele atribuídas na literatura aspectual.
4

Entre estrutura, variação e mudança

Martins, Marco Antonio January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Linguística. / Made available in DSpace on 2013-07-16T00:24:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 221043.pdf: 598993 bytes, checksum: 99f2932358ab7128da9988c14c1cd78a (MD5) / O foco central desta dissertação é examinar sincronicamente o processo de variação das construções de indeterminação com se no Português do Brasil em duas amostras distintas: uma de língua falada, extraída do banco de dados do VARSUL, e outra de língua escrita, extraída de editoriais e de entrevistas da revista Veja. Imbuídos de tal objetivo, propomos, na esteira do programa minimalista de pesquisa, uma análise formal destas estruturas, ancorada numa interpretação morfológica do -se indeterminador enclítico. De acordo com os resultados estatísticos aqui apresentados, no processo de variação destas construções, duas gramáticas atreladas a distintos fatores sociais e lingüísticos parecem estar operando. Neste processo, a variante conservadora com se parece ceder espaço para a variante inovadora sem se.
5

Dar uma x-(a)da

Liz, Lucilene Lisboa de January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Gradução em Lingüística. / Made available in DSpace on 2013-07-16T00:42:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 214406.pdf: 901169 bytes, checksum: 0ec0009964c679d24022684c96b1c376 (MD5)
6

A hipotese lexicalista : considerações teoricas e empiricas

Faraco, Carlos Alberto 19 July 2018 (has links)
Orientador: Frank Roberts Brandon / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-19T09:06:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Faraco_CarlosAlberto_M.pdf: 5361865 bytes, checksum: 8cdc0295acf3e13611623f7aabd5fb48 (MD5) Previous issue date: 1978 / Resumo: O objetivo desta dissertação foi discutir a hipótese lexicalista (proposta em Chomsky, N. 1967. Remarks on Normalization" . In: Jacobs & Rosenbaum (eds.); 1970. Readings in English Transformational Grammar. Walthar (Mass.), Ginn: 184-221) à luz de dados do português. O texto está dividido em três partes, seguidas das conclusões. Na 1. Parte I,. há uma apresentação do problema empírico que orienta o trabalho (estruturas corno A vinda dos meninos e A Destruição da cidade pelos inimigos); faz-se uma síntese de algumas das análises que foram propostas para " dar conta das referidas estruturas; e se estabelece:" o quadro teórico que sustenta a análise que se propoe no decorrer do texto (a Teoria Gerativo-Transformacional). Na Parte II, discute-se, com base em dados do português, a argumentação -- Chomsky (1957) a favor da hipotese lexicalista. Na Parte III tenta-se explicitar uma análise lexicalista das estruturas que orientam a dissertação. Como conclusão, destaca-se a insuficiência dos dados analisados para fundmentar uma opção entre hipóteses conflitantes (lexicalista X transformacionalista) / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Linguística
7

A categoria vazia na posição de objeto em português

Guindaste, Reny Maria Gregolin, 1949- 31 May 2010 (has links)
Resumo: O objetivo desta dissertação é o estudo da categoria vazia na posição de objeto, no português do Brasil, tendo como quadro de referência a Teoria da Gramática Gerativa, proposta por CHOMSKY, nos anos 80. Este trabalho está dividido em quatro partes: No capitulo 1 fazemos considerações gerais sobre o modelo de gramática, sua organização e subteorias. No capítulo 2 apresentamos os critérios para identificação da categoria vazia e fazemos um breve histórico do assunto, da Teoria Padrão à Teoria da Regência e Vinculação. No capítulo 3 analisamos dados empíricos do português, nos quais o objeto direto não se realiza na forma fonética, mas está presente na estrutura sintática, à direita do verbo. Para verificar a natureza desta categoria vazia discutimos as propostas de BOUCHARD (1984), HUANG (1984), AOUN (1985), RIZZI (1986) e FARREL (1987). Apresentamos uma análise alternativa a favor da seguinte hipótese: a categoria vazia objeto, em português, tem natureza pronominal. Concluímos que é viável uma análise dos dados do português considerando apenas a estrutura de superfície, por um modelo representacional. No capítulo 4 fazemos algumas considerações gerais.
8

Para uma gramática da produção: análise da marca mesmo sob o enfoque da teoria das operações predicativas e enunciativas

Biasotto, Milenne [UNESP] 21 May 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:46Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-05-21Bitstream added on 2014-06-13T21:04:50Z : No. of bitstreams: 1 biasotto_m_dr_arafcl.pdf: 3180795 bytes, checksum: b653d994d6a6e06cb0396446ee39699b (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Partindo de uma abordagem enunciativa que concebe os fenômenos linguísticos de modo dinâmico, este trabalho expõe o que chamamos uma Gramática da Produção ou Gramática Operatória. Trata-se de uma visão baseada na Teoria das Operações Predicativas e Enunciativas, de Antoine Culioli, que busca desvelar como é possível gerar enunciados diversos por meio de operações linguísticas. O posicionamento teórico adotado implica pensar a linguagem como fundamentalmente ambígua e indeterminada, e trazer o sujeito para o centro das reflexões. Assim, essa visão opõe-se às abordagens de análise estáticas da língua, que levam em consideração apenas o produto linguístico já estabilizado, determinado, desconsiderando o trabalho do sujeito na geração da significação. Ao utilizar os pressupostos dessa teoria enunciativa, pudemos demonstrar os benefícios de se analisar os fenômenos linguísticos dinamicamente. Essa análise dinâmica foi demonstrada pela observação e manipulação da marca linguística mesmo, em seus diferentes usos. Isso nos permitiu entrever o próprio objeto da Linguística, segundo Culioli: a articulação entre linguagem e línguas naturais, manifestada nos jogos de variância e invariância dos fenômenos linguísticos. Acreditamos ter encontrado, na variância de usos de mesmo, uma invariância que caracteriza essa marca. Após demostrarmos a Gramática da Produção como modelo de análise linguística, percebemos que sua utilização no ensino poderia ser muito proveitosa. Portanto, no final deste trabalho, incluímos reflexões sobre o ensino de língua portuguesa e propusemos a utilização da Gramática da Produção em sala de aula, por meios de exercícios que fazem aflorar as atividades epilinguísticas e metalinguísticas dos sujeitos. A tentativa de articulação entre Pesquisa e Ensino, neste trabalho... / From an enunciative approach that conceives linguistic phenomena in a dynamic way, we present what we call Grammar of Production or Operative Grammar. It is a vision based on the Theory of Predicative and Enunciative Operations, by Antoine Culioli, which try to reveal how it is possible to generate various utterances through linguistic operations. The theoretical position adopted implies thinking language as fundamentally ambiguous and indeterminate, and brings the subject into the center of discussions. Thus, this view is opposed to the static language approaches that take into account only the language as a stabilized product, determined, disregarding the work of the subject in the generation of meaning. By using the assumptions of this enunciative theory, we could demonstrate the benefits of analyzing linguistic phenomena dynamically. This dynamic analysis was demonstrated by the observation and manipulation of the linguistic marker mesmo, in its different uses. This allowed us to discern the proper object of linguistics, according to Culioli: the relationship between language and natural languages, manifested in the interchanges of variance and invariance of linguistic phenomena. We believe to have found throughout the variance of uses of mesmo, an invariance that characterizes this marker. After demonstrating the Grammar of Production as a pattern of linguistic analysis, we found that its use in teaching could be very profitable. Therefore, at the end of this work, we included reflections on portuguese language teaching and we proposed the use of the Grammar of Production inside the classroom, by means of exercises that bring out the subject’s epilinguistic and metalinguistic activities. The attempt to articulate Research and Teaching, in this work, rebuilding our own paths, can be summarized as follows... (Complete abstract click electronic access below)
9

Construções triargumentais

Liz, Lucilene Lisboa de January 2009 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-graduação em Linguística, Florianópolis, 2009 / Made available in DSpace on 2012-10-24T09:12:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 268871.pdf: 216641 bytes, checksum: 157a8dff81793a77a626bd7ef3670b7e (MD5)
10

Morfofonologia das formas verbais finitas

Cox, Maria Ines Pagliarini 05 December 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1978. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:02:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321403.pdf: 8091210 bytes, checksum: 7828bedca4bed3475f20c3eff7307b58 (MD5)

Page generated in 0.019 seconds