• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 20
  • Tagged with
  • 20
  • 20
  • 14
  • 14
  • 7
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Evolução molecular adaptativa dos genes da família ldh em teleósteos

Castro, Nayara Sousa 29 June 2015 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2016-01-06T19:14:56Z No. of bitstreams: 2 Dissertação_Nayara Sousa Castro.pdf: 3041386 bytes, checksum: 04452ee2a4384fb66886d92dc109a417 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-06T19:14:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação_Nayara Sousa Castro.pdf: 3041386 bytes, checksum: 04452ee2a4384fb66886d92dc109a417 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2015-06-29 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM / The L-Lactate Dehydrogenase (LDH) is an enzyme key in the processes of anaerobic glycolytic metabolism and has three encoders genes in fish (LDH-A, LDH-B and LDH-C). The regulation of these genes is independent and has tissue specificity in vertebrates. They were originated by successive events of genome replication and its evolution showed be closely related to the development of adaptive thermal mechanisms and, also different physiological conditions as hypoxia. The main objectives of this study were understand the evolution of these genes in fish, basal group of the vertebrates, and identify specific replacements that may be considered adaptive to Amazon fish species and other parts of the world (temperate, subtropical and polar). Our results showed that the genes A and B originate from a genetic duplication event that occurred near the origin of vertebrates, and that in a second duplication event, the LDH-C gene was originated from the LDH-B. Thus, the LDH of the lamprey was identified as LDH-A, and from this gene had the differentiation in teleost. In addition, our study showed that LDH-A presents sites and lineages that have gone through or are still undergoing of the adaptive evolution (Amazonian and cold weather fish). In the same time their phylogeny combined with the time difference, pointed a later specialization of this gene as a result of the adaptation to the environment. The course of evolution for these genes appears to have resulted in the influence of natural selection with variants adapted to their environment and its functions. / A L-Lactato Desidrogenase (LDH) é uma enzima chave nos processos do metabolismo glicolítico anaeróbico e possui três genes codificadores em peixes (ldh-a, ldh-b e ldh-c). A regulação desses genes é independente, resultando em especificidade tecidual nos vertebrados. Esses genes foram originados por eventos sucessivos de duplicação do genoma e sua evolução mostra-se intimamente relacionada com o desenvolvimento de mecanismos adaptativos térmicos e de condições fisiológicas distintas, as quais compreendem a hipóxia. Entender a evolução desses genes em peixes, grupo base dos vertebrados, e identificar substituições pontuais que possam ser consideradas adaptativas para espécies de peixes da Amazônia e de outras regiões do planeta (Temperada, Polar e Subtropical) estão dentre os principais objetivos deste estudo. Nossos resultados mostraram que os genes A e B se originaram a partir de um evento de duplicação gênica próximo a origem dos vertebrados, e que, por um segundo evento de duplicação, o gene da LDH-C foi originado a partir da LDH-B. Assim, a LDH da lampreia foi identificada como uma LDH-A, a partir da qual o gene se diferenciou nos teleósteos. Além disso, nossos estudos mostram que a LDH-A apresenta sítios e linhagens que sofreram e estão sofrendo evolução adaptativa (peixes amazônicos e de clima frio) e sua filogenia, combinada com o tempo de divergência, apontou uma especialização mais recente desse gene como resultado da adaptação ao ambiente. O curso da evolução para esses genes parece ter resultado na vitória da seleção natural com variantes adaptadas ao seu meio ambiente e às suas funções.
2

Evolução molecular adaptativa dos genes da família LDH em teleósteos

Castro, Nayara Sousa 29 June 2015 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2016-01-07T15:50:19Z No. of bitstreams: 2 Flávio Augusto Leão da Fonseca.pdf: 279865 bytes, checksum: ae9258fabce24d13ff79b708b8f6aba7 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-07T15:50:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Flávio Augusto Leão da Fonseca.pdf: 279865 bytes, checksum: ae9258fabce24d13ff79b708b8f6aba7 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2015-06-29 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM / The L-Lactate Dehydrogenase (LDH) is an enzyme key in the processes of anaerobic glycolytic metabolism and has three encoders genes in fish (LDH-A, LDH-B and LDH-C). The regulation of these genes is independent and has tissue specificity in vertebrates. They were originated by successive events of genome replication and its evolution showed be closely related to the development of adaptive thermal mechanisms and, also different physiological conditions as hypoxia. The main objectives of this study were understand the evolution of these genes in fish, basal group of the vertebrates, and identify specific replacements that may be considered adaptive to Amazon fish species and other parts of the world (temperate, subtropical and polar). Our results showed that the genes A and B originate from a genetic duplication event that occurred near the origin of vertebrates, and that in a second duplication event, the LDH-C gene was originated from the LDH-B. Thus, the LDH of the lamprey was identified as LDH-A, and from this gene had the differentiation in teleost. In addition, our study showed that LDH-A presents sites and lineages that have gone through or are still undergoing of the adaptive evolution (Amazonian and cold weather fish). In the same time their phylogeny combined with the time difference, pointed a later specialization of this gene as a result of the adaptation to the environment. The course of evolution for these genes appears to have resulted in the influence of natural selection with variants adapted to their environment and its functions. / A L-Lactato Desidrogenase (LDH) é uma enzima chave nos processos do metabolismo glicolítico anaeróbico e possui três genes codificadores em peixes (ldh-a, ldh-b e ldh-c). A regulação desses genes é independente, resultando em especificidade tecidual nos vertebrados. Esses genes foram originados por eventos sucessivos de duplicação do genoma e sua evolução mostra-se intimamente relacionada com o desenvolvimento de mecanismos adaptativos térmicos e de condições fisiológicas distintas, as quais compreendem a hipóxia. Entender a evolução desses genes em peixes, grupo base dos vertebrados, e identificar substituições pontuais que possam ser consideradas adaptativas para espécies de peixes da Amazônia e de outras regiões do planeta (Temperada, Polar e Subtropical) estão dentre os principais objetivos deste estudo. Nossos resultados mostraram que os genes A e B se originaram a partir de um evento de duplicação gênica próximo a origem dos vertebrados, e que, por um segundo evento de duplicação, o gene da LDH-C foi originado a partir da LDH-B. Assim, a LDH da lampreia foi identificada como uma LDH-A, a partir da qual o gene se diferenciou nos teleósteos. Além disso, nossos estudos mostram que a LDH-A apresenta sítios e linhagens que sofreram e estão sofrendo evolução adaptativa (peixes amazônicos e de clima frio) e sua filogenia, combinada com o tempo de divergência, apontou uma especialização mais recente desse gene como resultado da adaptação ao ambiente. O curso da evolução para esses genes parece ter resultado na vitória da seleção natural com variantes adaptadas ao seu meio ambiente e às suas funções.
3

Estudos estruturais e funcionais das hemoglobinas de Phrynops geoffroanus (Schweigger, 1812)

Ferrarezi, Ana Lúcia [UNESP] 23 February 2006 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006-02-23Bitstream added on 2014-06-13T19:08:30Z : No. of bitstreams: 1 ferrarezi_al_me_sjrp.pdf: 3115585 bytes, checksum: 37ca793c8ff2f574221a3a76b8fc521c (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O presente trabalho tem por motivação efetuar a análise das hemoglobinas do 'cágado-de-barbicha', P. geoffroanus, realizando uma caracterização inédita na literatura e que contribuirá com os estudos de hemoglobinas de quelônios. Na medida em que a espécie estudada é capaz de permanecer por longos períodos submersa, quisemos observar as propriedades de transporte de oxigênio de suas hemoglobinas, e o controle alostérico exercido sobre elas. Para isso, traçamos o perfil das isoformas de hemoglobinas em amostras de sangue de Phrynops geoffroanus por procedimentos eletroforéticos em diferentes sistemas, efetuamos a caracterização funcional em relação às propriedades de transporte de oxigênio, fizemos análises da agregação ocasionada pela oxidação de cisteínas livres e também efetuamos análise enzimática de LDH em tecidos musculares.
4

Determinação das atividades da ATP:creatina-fosfotransferase (E.C. 2.7.3.2) e da L-lactato:NAD-oxidorredutase (E.C. 1.1.1.27) e de suas isoenzimas em indivíduos portadores de neoplasias gástricas / Activities of the creatine kinase and lactate dehydrogenase isoenzymes in serum and tissues of patients with neoplasms

Hirata, Rosario Dominguez Crespo 02 October 1987 (has links)
As atividades enzimáticas e isoenzimáticas da CK e da LD foram determinadas nos tecidos gástricos neoplásico e da margem de ressecção e no soro de indivíduos com adenocarcinoma de estômago, submetidos à gastrectomia. O tecido gástrico neoplásico aapresentou índices CKBB/Cktotal e LD5/LD1, bem como atividade da LD5, superiores aos da margem de ressecção correspondente. No pré-operatório, os indivíduos estudados apresentaram elevação da atividade sérica da CK BB (100%) e da CK MB (69%). Este fato, possivelmente, resultou da liberação dessas isoenzimas pelo próprio neoplasma ou, também pelo tecido normal adjacente. As atividades séricas das isoenzimas da LD apresentaram-se dentro dos valores de referência, nesse período. Após a gastrectomia, houve aumento significativo das atividades isoenzimáticas séricas da CK e da LD relação àquelas do pré-operatório, notadamente, no 1º período pós-operatório. Tais alterações foram atribuídas à liberação dessas isoenzimas pelos tecidos lesados durante o ato cirúrgico. / Abstract not available
5

Impactos da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) na resposta comportamental e neuroquímica de ratos submetidos a um modelo de neuralgia trigeminal

Callai, Etiane Micheli Meyer January 2016 (has links)
A neuralgia trigeminal é o tipo de neuropatia orofacial mais prevalente, acometendo principalmente indivíduos idosos. O sintoma mais característico é alodínia mecânica relacionada à sensibilização central. Atualmente, os tratamentos disponíveis para o tratamento da neuralgia trigeminal são o farmacológico, como uso de anticonvulsivantes e antidepressivos, e o cirúrgico, em casos eletivos. Entretanto, nem todos os pacientes obtém remissão sintomática, toleram os fármacos ou podem ser submetidos a procedimento cirúrgico. Mesmo nos casos em que é realizada cirurgia, os sintomas tendem a retornar em alguns anos. Assim, torna-se necessário buscar novas terapias para neuralgia trigeminal. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) parece ser uma alternativa promissora no alívio das dores neuropáticas por promover neuroplasticidade de sistemas envolvidos na modulação dos processos nociceptivos. Além disso, é uma técnica segura, não invasiva, indolor e bem tolerada. Devido a sua relevância, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da ETCC em um modelo animal de dor neuropática orofacial (neuralgia trigeminal) na resposta nociceptiva mecânica usando-se o teste de Von Frey de filamentos e em parâmetros bioquímicos (dosagem da enzima lactato desidrogenase (LDH) em soro e fator de necrose tumoral α (TNF- α), fator de crescimento neural (NGF) e interleucina 10 (IL-10) em tronco encefálico). Todos os procedimentos experimentais foram realizados na Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Análises Moleculares e de Proteínas (UAMP) e Unidade de Patologia Experimental (UPE) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O modelo de dor neuropática utilizado foi o de injúria por constrição crônica do nervo infraorbitário (CCI-ION) proposto por Imamura em 1997 adaptado. O trabalho foi dividido em dois desenhos experimentais. Inicialmente foi realizado o protocolo 1 que com 21 animais divididos em 2 grupos: dor (CCI-ION) e sham dor (acesso cirúrgico sem constrição). Foi realizado o teste de Von Frey nos tempos: basal, 3, 7, 10 e 14 dias pós-cirurgia para determinar a partir de que dia se estabelece dor neuropática. No protocolo 2, os animais foram divididos em 7 grupos: controle, sham dor, sham dor + sham ETCC (tratamento falso), sham dor + ETCC (tratamento ativo), dor, dor + sham ETCC e dor + ETCC. Esta etapa foi realizada em 2 fases. Na primeira fase, os animais foram eutanasiados 24 horas após a última sessão de tratamento, na segunda fase, 7 dias após a última sessão de tratamento. Foi realizado o teste de Von Frey de filamentos nos tempos: basal, 14 dias após a cirurgia, imediatamente a última sessão de tratamento, 24 horas após a última sessão de tratamento. Na segunda fase, foram realizadas avaliações neuroquímicas 7 dias após a última sessão de tratamento. O tratamento consistiu de 8 sessões diárias consecutivas de ETCC anodal com duração de 20 minutos para os grupos ETCC e o mesmo tempo como os eletrodos desligados para os grupos sham ETCC. Observamos que são necessários, pelo menos 14 dias após a cirurgia para o estabelecimento da dor neuropática, ETCC foi capaz de promover o retorno do limiar nociceptivo mecânico ao valor basal 24 horas após o final do tratamento no grupo dor com tratamento ativo. Não foi encontrada diferença entre os grupos imediatamente e 24h após o tratamento provavelmente porque o limiar nociceptivo dos animais foi re-estabelecido. Nas dosagens bioquímicas realizadas observou-se diminuição dos níveis de lactato desidrogenase (LDH) em soro no grupo dor e tratamento ativo, sugerindo segurança na técnica empregada. Os níveis de NGF (fator de crescimento neural) em tronco encefálico mostraram-se menores nos animais submetidos ao modelo de dor tratados com ETCC em relação aos submetidos ao modelo de dor, sem tratamento em 24 horas e, mais acentuadamente, após 7 dias do final do tratamento com ETCC. Os níveis de TNF-α e de IL-10 em tronco encefálico aumentaram nos grupos submetidos ao modelo de dor 7 dias após o final do tratamento, e a ETCC não foi capaz de reverter estes efeitos. A conclusão deste trabalho é de que o modelo de dor neuropática orofacial utilizado pode ser usado em estudos de curta duração (menor que 22 dias), não sendo útil para estudos longos. A ETCC mostrou-se eficaz no aumento do limiar nociceptivo em animais submetidos ao modelo de dor , reduzindo, NGF, TNF-α e IL-10 em tronco encefálico e demonstrando segurança. / Trigeminal neuralgia is the most prevalent type of orofacial neuropathy, it affects mainly elderly individuals. The most characteristic symptom is mechanical allodynia related to central sensitization. Currently, the therapies available for the treatment of trigeminal neuralgia are pharmacological, as anticonvulsants and antidepressants , and surgery in some cases. However, not all patients get remission of symptoms, tolerate the drugs side efects ou may undergo surgery. Even in cases where surgery is performed , the symptoms tend to return in a few years . Thus, it becomes necessary to search for new therapies for trigeminal neuralgia . Transcranial direct current stimulation (tDCS) appears to be a promising alternative for the relief of neuropathic pain by promoting neuroplasticity of the systems involved in the modulation of nociceptive processes. Moreover, it is a safe, non-invasive, painless and well tolerated technique. Because its relevance, the aim of this study was to evaluate the efficacy of tDCS in a neuropathic orofacial pain (trigeminal pain) animal model on nociceptive response using the Von Frey filament testing and biochemical parameters. All experimental procedures were performed in the Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Aanálises Moleculares e de Proteínas (UAMP) and Unidade de Patologia Experimental (UPE) of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Therefore, were evaluated the mechanical nociceptive response and some neurochemical parameters. Neuropathic pain model used was the chronic constriction injury to the infraorbital nerve (CCI- ION) adapted from Imamura in 1997. Behavioral evaluation was performed by the facial Von Frey filaments test . Biochemical parameters analyzed were: lactate dehydrogenase (LDH) in serum and tumor necrosis factor α (TNF- α) , nerve growth factor (NG ) , and interleukin 10 (IL -10 ) in brainstem. The study was divided into two experimental designs . Initially a pilot project was conducted with 21 animals divided into 2 groups : pain (CCI- ION) and sham pain (surgical access without nerve constriction) . Von Frey test was performed at times: baseline , 3, 7 , 10 and 14 days after surgery to determine the time when neuropathic pain was present. In the second experimental design , animals were divided into 7 groups: control , sham pain, sham pain + sham tDCS (fake treatment) , sham pain + tdcs (active treatment) , pain, + sham tDCS and pain + ETCC . This step was performed in 2 stages. In the first phase , the animals were euthanized 24 hours after the last treatment session, in the second phase , seven days after the last treatment session. In the second phase , neurochemical evaluations were performed 7 days after the last treatment session. Treatment consisted of 8 consecutive sessions of anodal tDCS with 20 minutes duration to tDCS groups and the same time as the electrodes disconnected for sham tDCS groups. It was observed that, at least 14 days after surgery are needed for establishing of neuropathic pain, tDCS was able to promote the return of the mechanical nociceptive threshold to baseline immediately and 24 hours after the end of treatment inside pain with active treatment group. No difference was found between groups immediately and 24 hours after treatment probably because the nociceptive threshold of the animals were re- established. In biochemical assays it was observed decrease in serum lactate dehydrogenase levels (LDH) in group pain and active treatment , suggesting technique’s security. The brainstem levels of NGF (nerve growth factor) were smaller in pain group treated with tDCS animals in comparison to pain model without treatment animals in 24 hours and most markedly after 7 days of tDCS end of treatment. The brainstem levels of TNF- α and IL - 10 were increased in pain groups in 7 days after the end of treatment , and tDCS was not able to reverse these effects . The conclusion is that the neuropathic orofacial pain model adopted can be used in short-term studies (less than 22 days) , not being useful for long studies. The ETCC was effective in reducing the nociceptive threshold in animals subjected to pain model , reducing NGF , TNF- α and IL- 10 in the brainstem with security.
6

Impactos da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) na resposta comportamental e neuroquímica de ratos submetidos a um modelo de neuralgia trigeminal

Callai, Etiane Micheli Meyer January 2016 (has links)
A neuralgia trigeminal é o tipo de neuropatia orofacial mais prevalente, acometendo principalmente indivíduos idosos. O sintoma mais característico é alodínia mecânica relacionada à sensibilização central. Atualmente, os tratamentos disponíveis para o tratamento da neuralgia trigeminal são o farmacológico, como uso de anticonvulsivantes e antidepressivos, e o cirúrgico, em casos eletivos. Entretanto, nem todos os pacientes obtém remissão sintomática, toleram os fármacos ou podem ser submetidos a procedimento cirúrgico. Mesmo nos casos em que é realizada cirurgia, os sintomas tendem a retornar em alguns anos. Assim, torna-se necessário buscar novas terapias para neuralgia trigeminal. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) parece ser uma alternativa promissora no alívio das dores neuropáticas por promover neuroplasticidade de sistemas envolvidos na modulação dos processos nociceptivos. Além disso, é uma técnica segura, não invasiva, indolor e bem tolerada. Devido a sua relevância, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da ETCC em um modelo animal de dor neuropática orofacial (neuralgia trigeminal) na resposta nociceptiva mecânica usando-se o teste de Von Frey de filamentos e em parâmetros bioquímicos (dosagem da enzima lactato desidrogenase (LDH) em soro e fator de necrose tumoral α (TNF- α), fator de crescimento neural (NGF) e interleucina 10 (IL-10) em tronco encefálico). Todos os procedimentos experimentais foram realizados na Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Análises Moleculares e de Proteínas (UAMP) e Unidade de Patologia Experimental (UPE) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O modelo de dor neuropática utilizado foi o de injúria por constrição crônica do nervo infraorbitário (CCI-ION) proposto por Imamura em 1997 adaptado. O trabalho foi dividido em dois desenhos experimentais. Inicialmente foi realizado o protocolo 1 que com 21 animais divididos em 2 grupos: dor (CCI-ION) e sham dor (acesso cirúrgico sem constrição). Foi realizado o teste de Von Frey nos tempos: basal, 3, 7, 10 e 14 dias pós-cirurgia para determinar a partir de que dia se estabelece dor neuropática. No protocolo 2, os animais foram divididos em 7 grupos: controle, sham dor, sham dor + sham ETCC (tratamento falso), sham dor + ETCC (tratamento ativo), dor, dor + sham ETCC e dor + ETCC. Esta etapa foi realizada em 2 fases. Na primeira fase, os animais foram eutanasiados 24 horas após a última sessão de tratamento, na segunda fase, 7 dias após a última sessão de tratamento. Foi realizado o teste de Von Frey de filamentos nos tempos: basal, 14 dias após a cirurgia, imediatamente a última sessão de tratamento, 24 horas após a última sessão de tratamento. Na segunda fase, foram realizadas avaliações neuroquímicas 7 dias após a última sessão de tratamento. O tratamento consistiu de 8 sessões diárias consecutivas de ETCC anodal com duração de 20 minutos para os grupos ETCC e o mesmo tempo como os eletrodos desligados para os grupos sham ETCC. Observamos que são necessários, pelo menos 14 dias após a cirurgia para o estabelecimento da dor neuropática, ETCC foi capaz de promover o retorno do limiar nociceptivo mecânico ao valor basal 24 horas após o final do tratamento no grupo dor com tratamento ativo. Não foi encontrada diferença entre os grupos imediatamente e 24h após o tratamento provavelmente porque o limiar nociceptivo dos animais foi re-estabelecido. Nas dosagens bioquímicas realizadas observou-se diminuição dos níveis de lactato desidrogenase (LDH) em soro no grupo dor e tratamento ativo, sugerindo segurança na técnica empregada. Os níveis de NGF (fator de crescimento neural) em tronco encefálico mostraram-se menores nos animais submetidos ao modelo de dor tratados com ETCC em relação aos submetidos ao modelo de dor, sem tratamento em 24 horas e, mais acentuadamente, após 7 dias do final do tratamento com ETCC. Os níveis de TNF-α e de IL-10 em tronco encefálico aumentaram nos grupos submetidos ao modelo de dor 7 dias após o final do tratamento, e a ETCC não foi capaz de reverter estes efeitos. A conclusão deste trabalho é de que o modelo de dor neuropática orofacial utilizado pode ser usado em estudos de curta duração (menor que 22 dias), não sendo útil para estudos longos. A ETCC mostrou-se eficaz no aumento do limiar nociceptivo em animais submetidos ao modelo de dor , reduzindo, NGF, TNF-α e IL-10 em tronco encefálico e demonstrando segurança. / Trigeminal neuralgia is the most prevalent type of orofacial neuropathy, it affects mainly elderly individuals. The most characteristic symptom is mechanical allodynia related to central sensitization. Currently, the therapies available for the treatment of trigeminal neuralgia are pharmacological, as anticonvulsants and antidepressants , and surgery in some cases. However, not all patients get remission of symptoms, tolerate the drugs side efects ou may undergo surgery. Even in cases where surgery is performed , the symptoms tend to return in a few years . Thus, it becomes necessary to search for new therapies for trigeminal neuralgia . Transcranial direct current stimulation (tDCS) appears to be a promising alternative for the relief of neuropathic pain by promoting neuroplasticity of the systems involved in the modulation of nociceptive processes. Moreover, it is a safe, non-invasive, painless and well tolerated technique. Because its relevance, the aim of this study was to evaluate the efficacy of tDCS in a neuropathic orofacial pain (trigeminal pain) animal model on nociceptive response using the Von Frey filament testing and biochemical parameters. All experimental procedures were performed in the Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Aanálises Moleculares e de Proteínas (UAMP) and Unidade de Patologia Experimental (UPE) of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Therefore, were evaluated the mechanical nociceptive response and some neurochemical parameters. Neuropathic pain model used was the chronic constriction injury to the infraorbital nerve (CCI- ION) adapted from Imamura in 1997. Behavioral evaluation was performed by the facial Von Frey filaments test . Biochemical parameters analyzed were: lactate dehydrogenase (LDH) in serum and tumor necrosis factor α (TNF- α) , nerve growth factor (NG ) , and interleukin 10 (IL -10 ) in brainstem. The study was divided into two experimental designs . Initially a pilot project was conducted with 21 animals divided into 2 groups : pain (CCI- ION) and sham pain (surgical access without nerve constriction) . Von Frey test was performed at times: baseline , 3, 7 , 10 and 14 days after surgery to determine the time when neuropathic pain was present. In the second experimental design , animals were divided into 7 groups: control , sham pain, sham pain + sham tDCS (fake treatment) , sham pain + tdcs (active treatment) , pain, + sham tDCS and pain + ETCC . This step was performed in 2 stages. In the first phase , the animals were euthanized 24 hours after the last treatment session, in the second phase , seven days after the last treatment session. In the second phase , neurochemical evaluations were performed 7 days after the last treatment session. Treatment consisted of 8 consecutive sessions of anodal tDCS with 20 minutes duration to tDCS groups and the same time as the electrodes disconnected for sham tDCS groups. It was observed that, at least 14 days after surgery are needed for establishing of neuropathic pain, tDCS was able to promote the return of the mechanical nociceptive threshold to baseline immediately and 24 hours after the end of treatment inside pain with active treatment group. No difference was found between groups immediately and 24 hours after treatment probably because the nociceptive threshold of the animals were re- established. In biochemical assays it was observed decrease in serum lactate dehydrogenase levels (LDH) in group pain and active treatment , suggesting technique’s security. The brainstem levels of NGF (nerve growth factor) were smaller in pain group treated with tDCS animals in comparison to pain model without treatment animals in 24 hours and most markedly after 7 days of tDCS end of treatment. The brainstem levels of TNF- α and IL - 10 were increased in pain groups in 7 days after the end of treatment , and tDCS was not able to reverse these effects . The conclusion is that the neuropathic orofacial pain model adopted can be used in short-term studies (less than 22 days) , not being useful for long studies. The ETCC was effective in reducing the nociceptive threshold in animals subjected to pain model , reducing NGF , TNF- α and IL- 10 in the brainstem with security.
7

Relação entre marcadores de dano tecidual e desempenho físico com a intensidade e ações técnicas no jogo de futebol sub-20 / Relationship between markers of tissue damage and physical performance with intensity and technical actions in the sub-20 soccer game

Moura, Dagnou Pessoa de 10 August 2018 (has links)
Submitted by DAGNOU PESSOA DE MOURA (dagnou@hotmail.com) on 2018-09-10T01:25:41Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Dagnou.pdf: 1760297 bytes, checksum: 256f3fc718423dfdcffb0e03c3a2a8d1 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucilene Cordeiro da Silva Messias null (lubiblio@bauru.unesp.br) on 2018-09-10T13:58:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 moura_dp_me_bauru.pdf: 1342639 bytes, checksum: 910b111b3688ea6717844a4b16565116 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-10T13:58:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 moura_dp_me_bauru.pdf: 1342639 bytes, checksum: 910b111b3688ea6717844a4b16565116 (MD5) Previous issue date: 2018-08-10 / O futebol é um esporte com ações de alta intensidade, implicando em aumento de dano tecidual, que pode ser mensurado pela análise de marcadores bioquímicos, como a creatina quinase (CK), lactato desidrogenase (LDH) e mioglobina (Mb). Os testes físicos mais utilizados para determinar a aptidão física dos jogadores são: teste aeróbio intermitente de Yo-yo, velocidade de 10 e 30 metros, corridas repetidas anaeróbias (RSA, 6 x 20-20 m) e impulsão vertical squat e contra movimento (IVSQUAT e IVCMV). Entretanto, a relação entre o nível de aptidão física do jogador, seu desgaste durante a partida com a intensidade na qual ele joga e com as ações técnicas é pouco estudada. Diante disso, o presente estudo tem como objetivo: verificar se os jogadores que apresentam melhor desempenho nos testes físicos também têm maior participação com a bola e jogam em maior intensidade; verificar quais indicadores de dano muscular no jogo se relacionam com a aptidão física, as ações técnicas e a intensidade do jogo de futebol; bem como, verificar a relação entre CK, LDH e Mb com a intensidade do jogo. O presente estudo contou com 11 jogadores de futebol de uma equipe participante do Campeonato Paulista da primeira divisão. Os jogadores passaram por avaliação antropométrica e avaliação das capacidades físicas (Yo-yo, RSA, 10 e 30 metros e IV). A FC do jogo foi monitorada durante duas partidas oficiais para determinar a carga do jogo, pelo impulso de treinamento (TRIMP). Duas horas antes do início e após o jogo foram coletadas amostras de sangue (5 mL) para dosagem de Mb (pré-jogo e 30 min) e CK e LDH (pré-jogo e 24 h). As partidas foram filmadas para determinar as ações técnicas dos jogadores. A normalidade dos dados foi verificada com o teste de Shapiro-Wilk. Para determinar se houve diferença pré e pós-jogo entre CK, LDH e Mb foi realizado o teste - t Student. A relação entre os testes de aptidão física e ações técnicas, marcadores de dano tecidual e FC do jogo foi feita por meio da correlação de Pearson. O nível de significância foi fixado em p≤0,05. LDH correlacionou-se significantemente com os 10-m, enquanto que a Mb apresentou correlação com RSAdecai , IVCMV, 10-m e 30-m. TRIMP do jogo apresentou correlação com bola perdida, finalização certa e errada, Yo-yo e RSAmelhor. O número de desarmes teve correlação com o Yo-yo, RSAmelhor, 30-m, IVSQUAT e IVCMV, já os passes certos correlacionaram-se com IVSQUAT e os contatos com a bola com RSAmelhor, IVSQUAT e IVCMV. Mb apresentou maior sensibilidade com a aptidão física dos jogadores, em comparação com CK e LDH. TRIMP do jogo não tem relação com os marcadores de dano tecidual e, por fim, os jogadores com maior aptidão física apresentam melhores desempenhos técnicos. / Soccer is a sport with high intensity actions, involving an increase in tissue damage, which can be measured by the analysis of biochemical markers such as creatine kinase (CK), lactate dehydrogenase (LDH) and myoglobin (Mb). The physical tests most used to determine the physical fitness of the players are: Yo-yo intermittent aerobic test, 10 and 30 meters speed, repeated anaerobic races (RSA, 6 x 20-20 m) and vertical squat and counter-movement (IVSQUATand IVCMV). However, therelationship between the level of physical fitness of the player, his wear during the match with the intensity in which he plays and the technical actionsis little studied. Therefore, the present study has as objective: to verify if the players that present better performance in the physical tests also have higherparticipation with the ball and play in higherintensity; to verifywhich indicators of muscle damage in matches relate to physical fitness, technical actions and intensity of the soccermatch; as well as,toverifythe relationship amongCK, LDH and Mb with the intensity of the match. The present study had 11 soccer players from a team participating in the First Division Paulista Championship. The players underwent anthropometric evaluation and assessment of physical abilities (Yo-yo, RSA, 10 and 30 meters and IV). The HFof the game was monitored during two official matches to determine the loading of the game by the training impulse (TRIMP). Two hours before and after the game blood samples (5 mL) were collected for MB (pre-game and 30 min) and CK and LDH (pre-game and 24 h) dosages. The matches were filmed to determine the technical actions of the players. The determine the technical actions of the players. The normality of the data was verified with the Shapiro-Wilk test. In order to determine if there was pre and post-match difference between CK, LDH and Mb, Student-t-test was performed. The relationship between physical fitness tests and technical actions, markers of tissue damage and HR of the game was made through Pearson's correlation. The level of significance was set at p≤0.05. LDH was significantly correlated with 10-m, whereas Mb presented correlation with RSAdecai, IVCMV, 10-m and 30-m. TRIMP of the game presented correlation with lost ball, right and wrong finalization, Yo-yo and RSAbetter. The number of disarrangescorrelated with the Yo-yo, RSAbetter, 30-m, IVSQUATand IVCMV, and the correct passes correlated with IVSQUAT and the contacts with the ball with RSAbetter, IVSQUATand IVCMV. Mb presented greater sensitivity with the physical fitness of the players compared to CK and LDH. TRIMP of the game has no relation with the markers of tissue damage and, finally, the players with greater physical aptitude present better technical performances.
8

Impactos da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) na resposta comportamental e neuroquímica de ratos submetidos a um modelo de neuralgia trigeminal

Callai, Etiane Micheli Meyer January 2016 (has links)
A neuralgia trigeminal é o tipo de neuropatia orofacial mais prevalente, acometendo principalmente indivíduos idosos. O sintoma mais característico é alodínia mecânica relacionada à sensibilização central. Atualmente, os tratamentos disponíveis para o tratamento da neuralgia trigeminal são o farmacológico, como uso de anticonvulsivantes e antidepressivos, e o cirúrgico, em casos eletivos. Entretanto, nem todos os pacientes obtém remissão sintomática, toleram os fármacos ou podem ser submetidos a procedimento cirúrgico. Mesmo nos casos em que é realizada cirurgia, os sintomas tendem a retornar em alguns anos. Assim, torna-se necessário buscar novas terapias para neuralgia trigeminal. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) parece ser uma alternativa promissora no alívio das dores neuropáticas por promover neuroplasticidade de sistemas envolvidos na modulação dos processos nociceptivos. Além disso, é uma técnica segura, não invasiva, indolor e bem tolerada. Devido a sua relevância, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da ETCC em um modelo animal de dor neuropática orofacial (neuralgia trigeminal) na resposta nociceptiva mecânica usando-se o teste de Von Frey de filamentos e em parâmetros bioquímicos (dosagem da enzima lactato desidrogenase (LDH) em soro e fator de necrose tumoral α (TNF- α), fator de crescimento neural (NGF) e interleucina 10 (IL-10) em tronco encefálico). Todos os procedimentos experimentais foram realizados na Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Análises Moleculares e de Proteínas (UAMP) e Unidade de Patologia Experimental (UPE) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O modelo de dor neuropática utilizado foi o de injúria por constrição crônica do nervo infraorbitário (CCI-ION) proposto por Imamura em 1997 adaptado. O trabalho foi dividido em dois desenhos experimentais. Inicialmente foi realizado o protocolo 1 que com 21 animais divididos em 2 grupos: dor (CCI-ION) e sham dor (acesso cirúrgico sem constrição). Foi realizado o teste de Von Frey nos tempos: basal, 3, 7, 10 e 14 dias pós-cirurgia para determinar a partir de que dia se estabelece dor neuropática. No protocolo 2, os animais foram divididos em 7 grupos: controle, sham dor, sham dor + sham ETCC (tratamento falso), sham dor + ETCC (tratamento ativo), dor, dor + sham ETCC e dor + ETCC. Esta etapa foi realizada em 2 fases. Na primeira fase, os animais foram eutanasiados 24 horas após a última sessão de tratamento, na segunda fase, 7 dias após a última sessão de tratamento. Foi realizado o teste de Von Frey de filamentos nos tempos: basal, 14 dias após a cirurgia, imediatamente a última sessão de tratamento, 24 horas após a última sessão de tratamento. Na segunda fase, foram realizadas avaliações neuroquímicas 7 dias após a última sessão de tratamento. O tratamento consistiu de 8 sessões diárias consecutivas de ETCC anodal com duração de 20 minutos para os grupos ETCC e o mesmo tempo como os eletrodos desligados para os grupos sham ETCC. Observamos que são necessários, pelo menos 14 dias após a cirurgia para o estabelecimento da dor neuropática, ETCC foi capaz de promover o retorno do limiar nociceptivo mecânico ao valor basal 24 horas após o final do tratamento no grupo dor com tratamento ativo. Não foi encontrada diferença entre os grupos imediatamente e 24h após o tratamento provavelmente porque o limiar nociceptivo dos animais foi re-estabelecido. Nas dosagens bioquímicas realizadas observou-se diminuição dos níveis de lactato desidrogenase (LDH) em soro no grupo dor e tratamento ativo, sugerindo segurança na técnica empregada. Os níveis de NGF (fator de crescimento neural) em tronco encefálico mostraram-se menores nos animais submetidos ao modelo de dor tratados com ETCC em relação aos submetidos ao modelo de dor, sem tratamento em 24 horas e, mais acentuadamente, após 7 dias do final do tratamento com ETCC. Os níveis de TNF-α e de IL-10 em tronco encefálico aumentaram nos grupos submetidos ao modelo de dor 7 dias após o final do tratamento, e a ETCC não foi capaz de reverter estes efeitos. A conclusão deste trabalho é de que o modelo de dor neuropática orofacial utilizado pode ser usado em estudos de curta duração (menor que 22 dias), não sendo útil para estudos longos. A ETCC mostrou-se eficaz no aumento do limiar nociceptivo em animais submetidos ao modelo de dor , reduzindo, NGF, TNF-α e IL-10 em tronco encefálico e demonstrando segurança. / Trigeminal neuralgia is the most prevalent type of orofacial neuropathy, it affects mainly elderly individuals. The most characteristic symptom is mechanical allodynia related to central sensitization. Currently, the therapies available for the treatment of trigeminal neuralgia are pharmacological, as anticonvulsants and antidepressants , and surgery in some cases. However, not all patients get remission of symptoms, tolerate the drugs side efects ou may undergo surgery. Even in cases where surgery is performed , the symptoms tend to return in a few years . Thus, it becomes necessary to search for new therapies for trigeminal neuralgia . Transcranial direct current stimulation (tDCS) appears to be a promising alternative for the relief of neuropathic pain by promoting neuroplasticity of the systems involved in the modulation of nociceptive processes. Moreover, it is a safe, non-invasive, painless and well tolerated technique. Because its relevance, the aim of this study was to evaluate the efficacy of tDCS in a neuropathic orofacial pain (trigeminal pain) animal model on nociceptive response using the Von Frey filament testing and biochemical parameters. All experimental procedures were performed in the Unidade de Experimentação Animal (UEA), Unidade de Aanálises Moleculares e de Proteínas (UAMP) and Unidade de Patologia Experimental (UPE) of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Therefore, were evaluated the mechanical nociceptive response and some neurochemical parameters. Neuropathic pain model used was the chronic constriction injury to the infraorbital nerve (CCI- ION) adapted from Imamura in 1997. Behavioral evaluation was performed by the facial Von Frey filaments test . Biochemical parameters analyzed were: lactate dehydrogenase (LDH) in serum and tumor necrosis factor α (TNF- α) , nerve growth factor (NG ) , and interleukin 10 (IL -10 ) in brainstem. The study was divided into two experimental designs . Initially a pilot project was conducted with 21 animals divided into 2 groups : pain (CCI- ION) and sham pain (surgical access without nerve constriction) . Von Frey test was performed at times: baseline , 3, 7 , 10 and 14 days after surgery to determine the time when neuropathic pain was present. In the second experimental design , animals were divided into 7 groups: control , sham pain, sham pain + sham tDCS (fake treatment) , sham pain + tdcs (active treatment) , pain, + sham tDCS and pain + ETCC . This step was performed in 2 stages. In the first phase , the animals were euthanized 24 hours after the last treatment session, in the second phase , seven days after the last treatment session. In the second phase , neurochemical evaluations were performed 7 days after the last treatment session. Treatment consisted of 8 consecutive sessions of anodal tDCS with 20 minutes duration to tDCS groups and the same time as the electrodes disconnected for sham tDCS groups. It was observed that, at least 14 days after surgery are needed for establishing of neuropathic pain, tDCS was able to promote the return of the mechanical nociceptive threshold to baseline immediately and 24 hours after the end of treatment inside pain with active treatment group. No difference was found between groups immediately and 24 hours after treatment probably because the nociceptive threshold of the animals were re- established. In biochemical assays it was observed decrease in serum lactate dehydrogenase levels (LDH) in group pain and active treatment , suggesting technique’s security. The brainstem levels of NGF (nerve growth factor) were smaller in pain group treated with tDCS animals in comparison to pain model without treatment animals in 24 hours and most markedly after 7 days of tDCS end of treatment. The brainstem levels of TNF- α and IL - 10 were increased in pain groups in 7 days after the end of treatment , and tDCS was not able to reverse these effects . The conclusion is that the neuropathic orofacial pain model adopted can be used in short-term studies (less than 22 days) , not being useful for long studies. The ETCC was effective in reducing the nociceptive threshold in animals subjected to pain model , reducing NGF , TNF- α and IL- 10 in the brainstem with security.
9

Correlação dos achados bioquímicos na identificação de efusões exsudativas e transudativas em cães

Rosato, Paula Nunes [UNESP] 10 December 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-10Bitstream added on 2014-06-13T19:01:33Z : No. of bitstreams: 1 rosato_pn_dr_jabo.pdf: 832916 bytes, checksum: 102a485aedf4708a456e694f64bbf38d (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A avaliação laboratorial de uma efusão é relevante para que, em conjunto com os sinais clínicos apresentados pelo paciente, possa ser firmado um possível diagnóstico e instituída ação terapêutica adequada. Assim sendo, a classificação de uma efusão em transudato ou exsudato torna-se um dos pontos críticos para a elucidação do diagnóstico e condução do caso clínico. Em medicina veterinária o método tradicional de classificação de uma efusão é baseado na contagem celular e na concentração de proteínas do fluido, contudo, diversos estudos evidenciam que tais parâmetros não são suficientes para a correta classificação de todas as efusões. Desta forma, o presente estudo foi conduzido com o objetivo de verificar a correlação de outros parâmetros bioquímicos com a diferenciação das efusões transudativas e exsudativas e para tal foram avaliadas as atividades de lactato desidrogenase (LDH) e fosfatase alcalina (FA), bem como a relação de suas atividades fluido/soro, a concentração de lactato, colesterol, proteínas e os gradientes de concentração soro/fluido destas mesmas substâncias e de albumina. Os resultados obtidos permitiram observar e concluir que, dentre os parâmetros avaliados não houve nenhum que apresentasse 100% de sensibilidade e especificidade, contudo, a atividade de LDH, a relação LDH fluido/soro, a concentração de lactato e o gradiente de concentração de lactato soro/fluido apresentam diferença estatisticamente significativa (p<0,05), alta correlação com a classificação de uma efusão exsudativa e transudativa. Assim sendo, estes parâmetros se mostraram mais eficazes na classificação de uma efusão quando comparado com a concentração total de proteínas do fluido / The laboratorial evaluation of this fluid becomes relevant, jointly with clinical signs presented by patient; to become possible the diagnosis definition and institution of appropriate therapeutic. Thus, classification of effusion in exudate and transudate is one of major points to elucidation of diagnosis and conduction of clinical case. In veterinary medicine the traditional method of an effusion classification is based on cellular counting and protein concentration of the fluid, however, several studies evidence that such parameters are not enough for the correct classification of all kinds of effusions. Considering this, the present study aimed to verify the correlation of some biochemical parameters with the differentiation of transudatives and exudatives effusions. To perform this, the activities of lactate dehydrogenase (LDH) and alkaline phosphatase (FA) were appraised, as well as the relationship of their activities with fluid/serum; lactate, cholesterol and proteins concentration and fluid/serum gradients of concentration of these same substances and albumin. The results allowed to observe that, among the appraised parameters, the activity of LDH, relationship LDH and fluid/serum, lactate concentration and lactate serum/fluid gradient of concentration present statistically significant difference (p<0,05), as well as a high correlation with the classification of an exudative and transudative effusion. Therefore, these parameters were shown to be more effective in the classification of an effusion when compared with total proteins concentration in the fluid
10

Biomarcadores de lesão na nefropatia falciforme / Biomarkers of injury in sickle cell nephropathy

Mendonça, Ivone Camargo Damasceno 30 March 2012 (has links)
Sickle cell anemia is a disorder of genetic hemoglobin more common around the world, characterized by the presence of abnormal hemoglobin S. The phenomena of vaso-occlusion and anemia characteristics cause tissue damage leading to organ damage, including the kidneys. The various types of renal abnormalities occur primarily in the renal medulla. Clinical manifestations of sickle cell nephropathy start early, often before one year of age with glomerular hyperfiltration, hyposthenuria, renal tubular acidosis distal and, over time, increase in albuminuria. The lactate dehydrogenase (LDH) is considered a useful marker of hemolysis and its levels are very high in the presence of intravascular hemolysis, as indicated by some authors as associated with various complications related to hemolysis, including renal complications. In order to identify laboratory variables associated with renal injury in patients with sickle cell anemia, a cross-sectional study was conducted in children, teenagers and young adults treated in the hematology ward of the HU-UFS, from October 2010 to June 2011. Laboratory tests were performed in 124 patients with sickle cell anemia, mean age 13.3 + 6.4 years (2 - 32 years), 56.5 % were male. There was a frequency of microalbuminuria and proteinuria 19.4 % and 18.5% respectively. The frequency of glomerular hyperfiltration was 63.7 %. Elevation of LDH occurred in 95 % of patients and correlated positively with microalbuminuria, with percentages of reticulocytes and inversely with average rates of hemoglobin. Although univariate analysis revealed a significant positive correlation between the levels of LDH and microalbuminuria, these values were not significantly different between patients with or without microalbuminuria, suggesting that the association with renal injury is not specific, since it was also associated with markers of hemolysis. It is concluded that, levels of LDH present variability independently of microalbuminuria, because LDH levels were not able to distinguish patients with and without microalbuminuria. / A Anemia Falciforme é uma desordem da hemoglobina de caráter genético, mais comum em todo o mundo, caracterizada pela presença da hemoglobina anormal S. Os fenômenos de vaso-oclusão e anemia característicos da doença causam danos aos tecidos levando à lesão de órgãos, entre eles os rins. Os vários tipos de anormalidades renais ocorrem principalmente na medula renal. Manifestações clínicas de nefropatia falciforme começam cedo, muitas vezes antes de um ano de idade com hiperfiltração glomerular, hipostenúria, acidose tubular renal distal e, ao longo do tempo, aumento de albuminúria. A desidrogenase láctica (DHL) é considerada um marcador útil de hemólise e seus níveis encontram-se bastante elevados na presença de hemólise intravascular, sendo apontada por alguns autores como associadas a várias complicações relacionadas à hemólise, inclusive complicações renais. Com o objetivo de identificar variáveis laboratoriais associadas à lesão renal em portadores de anemia falciforme, foi realizado um estudo transversal em crianças, adolescentes e jovens adultos, atendidos no ambulatório de hematologia do HU-UFS, no período de outubro de 2010 a junho de 2011. Exames laboratoriais foram realizados em 124 pacientes com anemia falciforme, idade média de 13,3 + 6,4 anos (2 a 32 anos), 56,5 % do sexo masculino. Observou-se uma frequência de microalbuminúria e proteinúria de 19,4 % e 18,5 % respectivamente. A frequência de hiperfiltração glomerular foi de 63,7 %. Elevação de DHL ocorreu em 95 % dos pacientes e correlacionou-se positivamente com a microalbuminúria, com a contagem de reticulócitos e inversamente com taxas médias de hemoglobina. Apesar de a análise univariada revelar uma correlação positiva significativa entre os níveis de DHL e microalbuminúria, estes valores não foram significativamente diferentes entre os pacientes com ou sem de microalbuminúria, sugerindo que a associação com lesão renal não é específica, uma vez que houve também associação com marcadores de hemólise. Conclui-se que, níveis de DHL apresentam variabilidade de forma independente da microalbuminúria, pois níveis de DHL não foram capazes de discriminar pacientes com ou sem microalbuminúria.

Page generated in 0.0971 seconds