• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 311
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 313
  • 78
  • 68
  • 67
  • 61
  • 47
  • 47
  • 46
  • 39
  • 39
  • 38
  • 34
  • 31
  • 30
  • 29
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

A decomposição de macrófitas e invertebrados associados em uma lagoa rasa temporária altitudinal.

Dias, Emerson Silva January 2014 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Oliveira Flávia (flavia@sisbin.ufop.br) on 2015-03-16T20:54:31Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_DecomposiçãoMacrófitasInvertebrados.pdf: 2981868 bytes, checksum: 8eaf59aebc60a5146b63b4d58e7e579e (MD5) / Approved for entry into archive by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br) on 2015-03-17T19:12:07Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_DecomposiçãoMacrófitasInvertebrados.pdf: 2981868 bytes, checksum: 8eaf59aebc60a5146b63b4d58e7e579e (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-17T19:12:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_DecomposiçãoMacrófitasInvertebrados.pdf: 2981868 bytes, checksum: 8eaf59aebc60a5146b63b4d58e7e579e (MD5) Previous issue date: 2014 / A decomposição de macrófitas é um processo chave em diversos ambientes aquáticos. O estudo teve por objetivo analisar quais grupos de invertebrados se sobressaem durante a decomposição e se estes possuem alguma influência no processo. A colonização de invertebrados durante a decomposição de Eleocharis minima Kunth e de uma mistura representativa de macrófitas contendo E. minima, Egeria najas Planchon e Nymphoides indica Kuntze foi investigada através do método de sacos de litter. Foram confeccionados sacos de litter com tamanhos diferentes de malha (2cm e 500μm) no intuito de permitir diferentes grupos de invertebrados participarem do processo. O local de estudo foi a Lagoa dos Coutos, uma lagoa temporária na serra do Gandarela, no noroeste do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais. Um total de 24505 organismos foram coletados e 28 táxons identificados. O grupo de maior abundância foi Acari (74,9%), devido à desproporcional quantidade de Hydrozetes sp em todas as amostras. O segundo grupo de maior abundância foi Chironomidae, com 2258 indivíduos (9,2%), seguido de Naididae, com 974 individuos (3,9%). Caenis fittkaui foi a única espécie de Ephemeroptera encontrada no estudo, com 387 indivíduos (1,5% do total). Os resultados indicaram que a assembleia de invertebrados foi diferente nos sacos com malha diferente e as densidades foram efetivamente menores (P<0,00; P<0,00) nos sacos de 500μm. Entretanto, essa diferença não foi efetiva na taxa de decomposição em nenhuma das macrófitas estudadas (P=0,503; P=0,36). O tempo de decomposição foi um fator significativo na alteração da assembleia de invertebrados (P=<0,00), mas essa diferença foi pouco pronunciada, afetando principalmente Cladocera. A taxa de decomposição de E. minima foi baixa (k =0,0062±0,0007, malha fina; k=0,0065±0,0008, malha larga). A mistura de macrófitas obteve taxas de decomposição maiores do que a de E. mínima (k=0,0082±0,0015, malha fina; k=0,0150±0,0023, malha larga). A assembleia de invertebrados foi indiferente à composição de macrófitas no saco de litter (P=0,22). Os resultados indicam que a assembleia de invertebrados não é um componente funcional determinante do processo de decomposição, não sendo observado um processo de decomposição mais veloz no tratamento controle de invertebrados (malha larga) em comparação com o tratamento de exclusão parcial, ou seleção por tamanho (malha fina); ainda assim, o período de decomposição afetou a sucessão da assembleia de invertebrados. _________________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: The macrophyte decomposition is a key process in certain aquatic environments. The study objective was to analyze wich invertebrate groups stand out during decomposition and if these have any influence on the process. The invertebrate colonization during decomposition of Eleocharis minima Kunth and a representative mixture of macrophytes containing E. minima, Egeria najas Planchon and Nymphoides indica Kuntze was assessed trough the litterbag method. The litterbags were made of different mesh sizes (2cm and 500μm) in order to allow different invertebrate groups to participate in the process. The study was carried out in Lagoa dos Coutos, a temporary pond in the Gandarela range, which is part of the Iron Quadrangle in Minas Gerais state, Brazil. A total of 24505 individuals were collected and 28 taxa were identified. The largest group in abundance was Acari (74.9%), due to the disproportional quantity of Hydrozetes sp.in all samples. The second highest abundance group was Chironomidae, with 2258 individuals (9.2%), followed by Naididae, with 974 (3.9%). Caenis fittkaui was the only Ephemeroptera species found, with 387 individuals (1.5%). The results suggest that the assembly was different in the different litterbags mesh and densities were significantly smaller (P<0.00; P<0.00). However, this difference had no effect over the decomposition rates in none of the studied macrophytes (P=0.503; P=0.36). The decomposition time was a significative factor in the variation of the invertebrate assembly (P<0.00), though this difference wasn’t pronounced, affecting mainly Cladocera. The decomposition rate of E. minima was low (k=0.0062±0.0007, fine mesh; k=0.0065±0.0008, coarse mesh). The macrophyte mixture got higher decomposition rates than E. minima (k=0.0082±0.0015, fine mesh; k=0.0150±0.0023, coarse mesh). The invertebrate assembly was unaffected by the macrophyte composition in the litterbag (P=0.22). The results indicate that the invertebrate assembly is not a determinant functional component of the decomposition process, as the control group (coarse mesh) yielded no gains in the decomposition rate in comparison to the partial exclusion experiment. Still, the decomposition state affected the invertebrate assembly succession.
32

Breve estudo espaço-temporal e de impacto do feriado de carnaval e de corpus christi sobre variáveis ambientais nas águas da Lagoa da Conceição - Florianópolis

Fontes, Maria Luiza Schmitz January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. / Made available in DSpace on 2012-10-21T17:14:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 204389.pdf: 10062296 bytes, checksum: 68424885121b2075b88355e38b304a63 (MD5) / A Lagoa da Conceição localizada em Florianópolis, ilha de Santa Catarina (27º34'S - 48º27'W), vem sofrendo um intenso processo de eutrofização em virtude do aumento da urbanização desordenada na região. Inicialmente, a Lagoa foi dividida em quatro setores (Sul, Centro-Sul, Centro-Norte e Norte) de acordo com a sua geomorfologia, densidade demográfica e influência da maré. Amostras de água de sub-superfície e de fundo foram coletadas aleatoriamente em todo o corpo lagunar durante dois períodos de tempo: antes e depois do feriado de Carnaval e de Corpus Christi de 2003, sendo três dias antes e três depois e mais dois tomados ao acaso, sorteados em um intervalo de tempo total de 30 dias (15 antes e 15 depois). As amostras receberem tratamentos diferentes, de acordo com o objetivo do estudo: uma para a dinâmica espaço-temporal das variáveis físico-químicas e biológicas (verão e inverno) e outra para a avaliação do impacto (feriados de Carnaval e Corpus Christi). As variáveis determinadas foram: oxigênio dissolvido, pH, temperatura, salinidade, transparência, nutrientes inorgânicos dissolvidos (nitrato, nitrito, amônio e o-fosfato), fósforo e nitrogênio total dissolvido, fósforo e nitrogênio orgânico dissolvido, sulfeto, poli-fosfatos, clorofila-a e feofitina-a. As maiores concentrações de amônio e de NID foram encontradas no setor Norte (no verão). No setor Sul, foram verificados: a menor salinidade (setor mais abrigado), o maior valor de PTD (no inverno), de clorofila-a (no inverno) e de poli-fosfatos (no verão). Durante a campanha de verão, foi observada uma estratificação vertical nas águas profundas do setor Centro-Sul em função dos maiores valores de clorofila-a, salinidade, feofitina-a e sulfeto no fundo quando comparados à água superficial. Este fato pode ser explicado pela baixa renovação de água nestes locais profundos e pela elevada concentração de organismos fotossintetizantes no fundo. Já durante a campanha de inverno, a coluna de água se apresentou mais homogênea verticalmente, devido às menores temperaturas e a maior ação dos ventos. A variação temporal de nitrato e de nitrito (maiores no inverno), clorofila-a e feofitina-a (menores no inverno) sugere uma menor assimilação dos nutrientes pelos produtores primários no inverno do que no verão. As concentrações de amônio, clorofila-a e feofitina-a foram maiores no verão, em função do maior aporte de material orgânico autóctone e alóctone, maior degradação biológica e à maior intensidade da luz. Em geral, as razões N:P (razão molar) foram maiores do que 16:1 (REDFIELD, 1958), indicando o fósforo como o elemento controlador da produção pelágica na Lagoa. A avaliação do impacto antrópico promovido pelos feriados de Carnaval e de Corpus Christi indicou que somente o Carnaval promoveu alterações efetivas na água superficial da Lagoa, as quais podem ser evidenciadas pelo aumento na concentração de amônio, na razão N:P e no sulfeto após o feriado e pela diminuição de clorofila-a, feoftina-a e de oxigênio dissolvido.
33

Bacia da Lagoa do Peri :

Cabral, Luiz Otávio January 1999 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. / Made available in DSpace on 2012-10-19T00:41:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T02:59:04Z : No. of bitstreams: 1 150999.pdf: 17103930 bytes, checksum: d77b23fd05f0a63cc9dde7351c96e246 (MD5)
34

Evolução geomorfológica e palaeoambiental dos terraços da margem esquerda do alto rio Paraná / Geomorphological and paleoenvironmental evolution of upper Paraná river terraces, Brazil

Guerreiro, Renato Lada [UNESP] 23 September 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-01-13T13:26:50Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-09-23. Added 1 bitstream(s) on 2016-01-13T13:32:09Z : No. of bitstreams: 1 000856359.pdf: 4560575 bytes, checksum: ece5c5872e22934ad1d54a55ea859749 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Fundação Araucária / A presença de vários níveis de terraços e depósitos sedimentares de idades e características distintas no alto rio Paraná sempre foi associada como registro de mudanças paleohidrológicas e paleoambientais em resposta às variações paleoclimáticas quaternárias. A área estudada está localizada no noroeste do Paraná, próximo a cidade de Querência do Norte, na margem esquerda do rio Paraná. Com base em dados de sensores remotos e de campo, que incluíram sondagens vibratórias e descrição de afloramentos, foi realizada a compartimentação e caracterização geomorfológica da área estudada com reconhecimento de terraços associados aos rios Paraná e Ivaí, planícies atuais de ambos os rios, lagoas de variados formatos e leques aluviais inativos formados por riachos que drenam terrenos situados a leste. Dados geomorfológicos, geológicos, datações absolutas (LOE e 14C) e interpretação de dados proxy como espículas de esponjas continentais, frústulas de diatomáceas e fitólitos permitiram reconstituir condições paleoambientais e paleoclimáticas. Datações revelaram idades de 150.900±32.400 e 50.300±7.900 anos AP para os terraços; 26.900±5.000 e 20.600±4.800 anos AP para as lagoas; e 7.540 anos AP para o leque aluvial. Os terraços da área estudada foram correlacionados com as unidades geomorfológicas Taquaruçu e Fazenda Boa Vista, no sudeste do Mato Grosso do Sul, e Terraço Ivaí, na margem direita do rio Ivaí, interpretados como extensões dessas unidades e produtos dos mesmos eventos paleoambientais/paleoclimáticos quaternários. A presença de espículas de esponjas em sedimentos lacustres descartou a contribuição de ambientes lóticos na gênese e evolução das lagoas. Foram identificadas gemoscleras correspondentes a quatro espécies de esponjas: a) Dosilia pydanieli; b) Radiospongilla amazonensis; c) Metania spinata, e d) Uruguaya corallioides; e frústulas de diatomáceas dos gêneros: a)... / Terraces levels and sedimentary deposits of different ages and characteristics in the upper Paraná River has been associated as a paleohydrological and paleoenvironmental record by Quaternary paleoclimatic changes. The study area is located in northwest of Paraná State (Brazil), near to Querência do Norte city, left bank of upper Paraná river. Based on remote sensing data and fieldworks, including vibro-core drilling and outcrops description, was held the study área geomorphological subdivision and caracterization, with recognition of terraces associated of Parana and Ivaí rivers, current plains of both rivers, various formats ponds and inactive alluvial fans formed by streams that drain high land. Geomorphology, geology, absolute dating (OSL and 14C) and interpretation of proxy records data as continental sponges spicules, diatoms frustules and phytoliths allowed to reconstruct paleoenvironmental and paleoclimatic conditions. Dating showed ages of 150,900 ± 32,400 and 50,300 ± 7900 years BP to terraces; 26,900 ± 5,000 and 20,600 ± 4800 years BP to ponds; and 7,540 years BP to aluvial fan. The terraces of the study area were correlated with the geomorphological units Taquaruçu and Fazenda Boa Vista, in southeastern Mato Grosso do Sul State (Brazil), and Ivaí Terrace on the right bank of the lower Ivaí river. The terraces were interpreted as extensions of these units and products of the same Quaternary paleoenvironmental / paleoclimatic changes events. The presence of sponge spicules in lake sediments show that lotic environments were not associated with the ponds genesis and evolution. Gemmoscleres were identified corresponding to four sponges species: a) Dosilia pydanieli; b) Radiospongilla amazonensis c) Metania spinata; and d) Uruguaya corallioides, as well two genus of diatoms frustules: a) Pinnularia sp. and b) Eunotia sp., which enabled the interpretation of paleoenvironmental change. The terraces degradation and ... / Fundação Araucária: 422/2009
35

Aplicabilidade de métodos de sensoriamento remoto na avaliação e monitoramento do estado trófico de lagoas costeiras do Rio Grande do Sul - Brasil / Remote sensing suitability in evaluation and monitoring of trophic state of coastal lagoons in the Rio Grande do Sul state - Brazil

Pereira, Renata January 2007 (has links)
Os fenômenos relacionados à trofia do ecossistema, como crescimento de algas e decomposição, podem interferir nas propriedades ópticas de um corpo d’água, conferindo-lhe reflectância específica. O uso de sensoriamento remoto no gerenciamento de lagoas se baseia principalmente no fato de que a eutrofização e o aumento na produtividade são associados a mudanças nas propriedades ópticas do corpo de água. Desta forma, o uso do sensoriamento remoto é uma alternativa viável e adequada para monitoramentos de longo prazo já que permite um acompanhamento mais eficiente das modificações tróficas, ressaltando-se a necessidade de que exista uma base de análises estatísticas da relação entre a reflectância e o estado trófico representado por parâmetroschave. Este trabalho visa estudar a aplicabilidade de métodos de sensoriamento remoto na avaliação e monitoramento do estado trófico de lagoas costeiras do Rio Grande do Sul (RS). A área de estudo se situa no litoral norte do Rio Grande do Sul.A região do Litoral norte é delimitada ao sul pelo município Balneário Pinhal, ao norte pelo rio Mampituba, a leste pelo oceano e, a oeste, delimitada em função de sua formação geológica, relevo, bacia de drenagem e limites políticos, estendendo-se até os limites de São Francisco de Paula. Foram utilizadas duas imagens do satélite e uma imagem do satélite Landsat TM 5. Foi feita a correção atmosférica através do método 6S e a normalização das imagens pelo método Tasseled Cap. Foram coletados dados de concentração de clorofila-a, turbidez e transparência do disco de Secchi em doze lagoas. A correlação foi significativa entre turbidez e a reflectância da banda 4 do sensor CBERS; através da regressão pelo método Power entre a banda 4 do CBERS e a turbidez obteve-se correlação de 83%. Com a reflectância das imagens normalizadas foi possível estimar faixas de valores prováveis de turbidez nas lagoas estudadas nas datas das imagens. A alta concentração de material em suspensão não é considerada antrópica, não servindo este parâmetro para monitoramento de eutrofização. / The phenomena related to the trophic state of a given ecosystem, like algae growth and decomposition, may interfere in the optic properties of a water body, altering its specific reflectance. The use of Remote Sensing in the management of lagoons is based mainly on the fact that the eutrophication and the increased productivity are associated to changes in the optic properties of the water body. In such way, the use of the Remote Sensing is a viable alternative for long term monitoring because it allows a more efficient assessment of trophic changes. Therefore, there is an urge to establish a solid base of statistical analyses of the relation between reflectance and the trophic state represented by key parameters. This work aims to study the applicability of Remote Sensing methods in the trophic state assessment and monitoring of coastal lagoons of the Rio Grande do Sul (RS) state. The study area is at the North Coast of Rio Grande do Sul. The North Coast is delimited at the south by the Pinhal city, at the north by the Mampituba River, at the east by the ocean and, at the west, delimited in function of its geologic formation, relief and draining basin, going to the limits of São Francisco de Paula city. Two CBERS Images and one Landsat TM 5 image were used. The atmospheric correction was made using the 6S method and the normalization of the images was made using the Tasseled Cap method. Data representing the chlorophyll-a concentration, turbidity and Secchi disc transparency in twelve lagoons were collected. There were no significant correlations between chlorophyll-a and reflectance. The correlation between turbidity with the band 4 of CBERS sensor had been significant by using Power regression between band 4 of CBERS and turbidity, it was obtained a correlation of 83%. By using the normalized images reflectance it was possible to calculate probable values for turbidity in the studied lakes on the dates the satellites obtained the images. However, the source of high concentration of suspended material is not considered effect of anthropogenic actions, so this parameter shall not be used for eutrophication monitoring.
36

Variações sazonais e espaciais das concentrações elementares em compartimentos biogeoquímicos de lagoas naturais rasas do Cerrado e suas influências no funcionamento ecossistêmico

Alvim, Elisa Araújo Cunha Carvalho 24 March 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-08-01T18:24:37Z No. of bitstreams: 1 2017_ElisaAraújoCunhaCarvalhoAlvim.pdf: 3783013 bytes, checksum: c6be42b7926f3045f0c8a4ff8d085ae2 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-24T18:55:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_ElisaAraújoCunhaCarvalhoAlvim.pdf: 3783013 bytes, checksum: c6be42b7926f3045f0c8a4ff8d085ae2 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-24T18:55:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_ElisaAraújoCunhaCarvalhoAlvim.pdf: 3783013 bytes, checksum: c6be42b7926f3045f0c8a4ff8d085ae2 (MD5) Previous issue date: 2017-08-24 / O objetivo do estudo foi investigar a relação entre concentrações elementares em diferentes compartimentos de lagoas oligotróficas naturais do Cerrado e o papel dos produtores primários no fluxo de nutrientes e interações tróficas ao longo da cadeia alimentar. As lagoas do Henrique, Exército e Bonita pertencem à Bacia hidrográfica do Alto Rio Paraná, e as lagoas Cabocla e Grande pertencem à Bacia hidrográfica do São Francisco. A concentração de carbono e potássio foi maior nas macrófitas, enquanto que a concentração de nitrogênio, fósforo e cálcio foi maior no perifíton. As macrófitas apresentaram maiores valores para a razão molar C:N e C:P, já a razão N:P foi maior no sedimento. As razões molares indicaram limitação por fósforo em todos os compartimentos. As macrófitas podem ser consideradas uma fonte a longo prazo de nutrientes, enquanto o perifíton apresenta uma dinâmica mais lábil. As concentrações dos elementos Al, Pb, Ti, Cr e Fe apresentaram diferença significativa entre as lagoas das duas bacias hidrográficas estudadas, enquanto as concentrações de Mn, Cu e Zn variaram sazonalmente. Esses elementos apresentaram maiores concentrações na bacia do Paraná e as diferenças são mais evidentes entre macrófitas e perifíton. As comunidades de macrófitas apresentam pouca similaridade entre as duas bacias o que pode estar associado às diferenças nas concentrações de elementos-traço. Os valores de δ13C permitiram separar as macrófitas em função de seu hábito de vida. O perifíton predominou como principal fonte de alimento para a fauna associada, com contribuição média de 63%. A macrófita submersa apresentou maior abundância de fauna associada e biomassa de algas quando comparada a macrófita emergente, evidenciando o papel como abrigo e refúgio e contribuindo para a estrutura física do ecossistema. O presente estudo permitiu o aprofundamento do conhecimento acerca do funcionamento biogeoquímico desses ambientes e das relações entre diferentes componentes da cadeia trófica. / The objective of this study was to investigate the concentrations of elements within three compartiments of natural oligotrophic ponds of Cerrado. We also investigated the role of primary producers in the nutrient fluxes and trophic interactions along the food web. The Henrique, Exército and Bonita ponds belong to the Upper Paraná River Basin, and the Cabocla and Grande ponds belong to the São Francisco River Basin. Carbon and potassium concentrations were highest in the aquatic macrophytes, while nitrogen, phosphorus and calcium concentrations were highest in the periphyton. The aquatic macrophytes exhibited the highest values of C:N and C:P molar ratios, while N:P highest values were found in the sediment. The molar ratios indicated that all compartments are limited by phosphorus. Aquatic macrophytes can be considered a more recalcitrant source of nutrients, while the periphyton are more labile. The concentrations of the elements Al, Pb, Ti, Cr and Fe differed significantly between the ponds of the two hydrological basins; while concentrations of Mn, Cu and Zn varied seasonally. These elements showed the highest concentrations in the Paraná River Basin, and differences are more striking for aquatic macrophytes and periphyton. Macrophyte communities have little similarity between the two basins, which may be associated with differences in trace element concentrations. The δ13C values separated the macrophytes according to their life habits. Periphyton predominated as the main food source for the associated fauna, with an average contribution of 63%. Submerged macrophytes exhibited greater abundance of associated fauna and algal biomass when compared to emergent macrophytes. This macrophyte can play a role as a shelter and refuge contributing to the physical structure of the aquatic ecosystem. The present study indicated relevant aspects of biogeochemical functioning of these peculiar environmentsof Cerrado and trophic relations.
37

Utilização de substrato artificial para colonização perifítica: subsídio à remoção de microorganismos e nutrientes na Estação de Tratamento de Esgotos, Lami, Porto Alegre - RS

Teixeira, Lacina Maria Freitas January 2003 (has links)
São apresentados os resultados do desenvolvimento das comunidades de algas perifíticas sobre substratos artificiais em duas lagoas de estabilização na Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Lami, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Foram analisadas as mudanças na diversidade de espécies durante 8 semanas, entre outubro e dezembro de 2001, em três profundidades na coluna d'água, utilizando-se vários índices. O grupo de algas predominante no substrato superor nas duas lagoas foi o das diatomáceas, enquanto que nas profundidades média e inferior as cianobactérias foram as espécies mais freqüentes e abundantes, tanto na lagoa facultativa 1 como na lagoa de maturação 2 . Pelos resultados obtidos é possível que o substrato artificial de telas plástica utilizado neste experimento seja eficiente na remoção de nutrientes, tais como fósforo e nitrogênio. Pelo Índice Autotrófico verifica-se que as lagoas de estabilização são ambientes autotróficos, principalmente nos estratos superior e médio. Métodos estatísticos de análise multivariada foram realizados para descrever as relações entre espécies algais no tempo e em diferentes profundidades, bem como para encontrar afinidades específicas. Os resultados indicam espécies e grupos dominantes, substituições de espécies, mudanças na densidade e diversidade específica das comunidades perifíticas nessas lagoas. Este estudo demonstrou que o tempo para o estabelecimento de comunidades do perifiton diminui com a profundidade. Na análise das algas perifíticas foram registradas 32 táxons distribuídos em 4 divisões.
38

Contribuição à tipologia de lagoas costeiras do litoral norte do Rio Grande do Sul, com ênfase na comunidade fitoplanctônica

Padilha, Ronaldo dos Santos January 2001 (has links)
Este trabalho tem por objetivo fornecer subsídios para uma futura classificação das lagoas costeiras do Sub-sistema Tramandaí, localizado na região norte do Complexo Lagunar Costeiro do Rio Grande do Sul, baseando-se na composição da comunidade fitoplanctônica em seis lagoas que fazem parte deste sistema: Lagoa Marcelino, Peixoto, Pinguela, Palmital, Malvas e do Passo. Considerar-se-ão os atributos da comunidade (densidade e diversidade) e suas relações com as variáveis abióticas. As amostragens foram trimestrais no período de maio/97 a janeiro/98, ao longo de um gradiente de diluição e autodepuração dos dejetos urbanos que a cidade de Osório despeja nas águas da Lagoa Marcelino. As análises qualitativa e quantitativa do fitoplâncton foram realizadas em microscopia binocular; para a quantificação utilizou-se a câmara de contagem Sedwick-Rafter. Na análise quali-quantitativa foram identificados 205 táxons em níveis genérico, específico e infra-específico. A comunidade fitoplanctônica apresentou-se de maneira distinta nas lagoas, com Chlorophyceae predominando nos períodos mais quentes na Lagoa Marcelino. No período de temperaturas mais baixas na Lagoa Marcelino predominou Cryptophyceae, nas lagoas Peixoto e Pinguela Cyanophyceae dominou, nas outras lagoas Cyanophyceae predominou no outono e nas outras estações do ano predominou Bacillariophyceae.
39

Análise de ecossistemas aquáticos através do método input-output : estudo de caso lagoa Itapeva (sistema lagunar costeiro do Rio Grande do Sul)

Frankenberg, Claudio Luis Crescente January 2004 (has links)
A enorme complexidade dos sistemas ecológicos tem sido uma grande barreira para a compreensão e o gerenciamento da problemática ambiental. Neste sentido a modelagem matemática é uma valiosa ferramenta, devido a sua capacidade de organizar as informações disponíveis sobre estes sistemas e de fazer previsões a seu respeito para diferentes condições. Desta forma a análise de sistemas naturais vem sendo abordada de diferentes maneiras, sendo que nas últimas décadas a teoria de ecossistemas expandiu-se e ramos específicos, que permitem seguir e predizer a evolução de ecossistemas, foram formulados. Um destes enfoques, conhecido como análise do fluxo de insumo-produto, pode ser utilizado para explicar o funcionamento e estrutura dos subsistemas de um ecossistema através da descrição dos fluxos de matéria ou energia. A análise do fluxo de insumo-produto pode ser representada através de dois modelos: o modelo determinístico ou o modelo estocástico, tendo sua origem em estudos de caso com o objetivo de analisar a econômica norte-americana, sendo uma extensão prática da teoria clássica de interdependência geral. Este trabalho faz uma abordagem sintética da evolução desta análise, avaliando dados teóricos e principalmente dados referentes à Lagoa Itapeva. A análise de input-output (determinística e estocástica) com o propósito de obter informações no que diz respeito aos fluxos (matéria e energia), é bastante simples; sendo que os modelos determinísticos se prestam melhor para traçar um panorama global e para obter projeções para as variáveis já os modelos estocásticos são mais complexos, mas provêem uma descrição mais acurada. Na Lagoa Itapeva os processos determinísticos demonstraram um baixo índice de ciclagem do carbono entre os três compartimentos em estudo e o fluxo preferencial na normalização corresponde ao compartimento dos produtores primários, isto decorre de não existir loop nos compartimentos em estudo e também não existir fluxos em dois sentidos. Em relação à avaliação estocástica foram observadas uma baixa relação no sentido espacial superfície-meio-fundo da lagoa, e uma boa distribuição espacial norte-centro-sul. Quanto à distribuição temporal, foi constatada uma baixa concordância entre os dados analisados e os dados reais quanto das análises realizadas em intervalos de tempo pequeno (horas) e uma boa concordância nas medidas feitas quando o intervalo foi significativo (meses). Também em relação à Lagoa Itapeva, foi verificado nas análises estocásticas, utilizando-se operadores espaciais, que como a dinâmica biológica nem sempre é linear, os organismos não podem acompanhar imediatamente e perfeitamente as mudanças do ambiente, resultando em tempos de residência de matéria significativamente baixo. Além da análise dos fluxos ligados a este ecossistema lagunar, foram desenvolvidas técnicas de correção e adaptação de dados referentes à amostragem ocorrida na Lagoa durante um ano de campanha. Assim, propõe-se uma nova perspectiva no uso desta metodologia de forma simples e de fácil manipulação matemática.
40

Microfósseis orgânicos da Formação Sete Lagoas, município de Januária, estado de Minas Gerais, Brasil : taxonomia e análise bioestratigráfica

Denezine, Matheus 02 March 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geologia, 2018. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-07-19T20:26:26Z No. of bitstreams: 1 2018_MatheusDenezine.pdf: 4287956 bytes, checksum: c83cca952fd0bb2c32bcd02793c2a206 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-07-20T19:47:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_MatheusDenezine.pdf: 4287956 bytes, checksum: c83cca952fd0bb2c32bcd02793c2a206 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-20T19:47:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_MatheusDenezine.pdf: 4287956 bytes, checksum: c83cca952fd0bb2c32bcd02793c2a206 (MD5) Previous issue date: 2018-07-19 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). / Treze espécies de microfósseis orgânicos foram recuperadas em amostras da Formação Sete Lagoas, Grupo Bambuí: Arctacellularia januarensis sp. nov., Germinosphaera bispinosa Mikhailova, 1986, Leiosphaeridia crassa (Naumova, 1949), Leiosphaeridia jacutica (Timofeev, 1966), Leiosphaeridia minutissima (Naumova, 1949), Leiosphaeridia tenuissima Eisenack, 1958, Leiosphaeridia ternata (Timofeev, 1966), Bonniea aff. Bonniea dacruchares Porter et al., 2003, Myxococcoides sp., Siphonophycus robustum (Schopf, 1968), Gen. 1 sp. 1, Gen. 2 sp. 1 e Gen. 2 sp. 2. As amostras estudadas são provenientes do afloramento situado na pedreira Santa Luzia, próxima à comunidade do Barreiro, Município de Januária, Estado de Minas Gerais, Brasil. A seção litoestratigráfica foi dividida em quatro associações de fácies. A partir das espécies recuperadas, permitiu-se a identificação da Zona Leiosphaeridia jacutica - Leiosphaeridia crassa proposta para o Ediacarno inferior por Grey (2005) nas duas associações de fácies mais basais da seção. Além da identificação da Zona Leiosphaeridia jacutica - Leiosphaeridia crassa, apresenta-se um ensaio de zoneamento bioestratigráfico para a parte superior do afloramento, compreendendo as duas associações de fácies superiores da seção. Esta foi denominada Zona Leiosphaeridia minutissima - Leiosphaeridia ternata. Foi observado uma maior riqueza de espécies concentradas nas duas primeiras associações de fácies. Estudos de evolução termal nos microfósseis orgânicos apresentam índice entre 3 e 4-, remetendo a uma elevada maturação termal, ou seja, a fase de geração de óleo à geração de gás. / Thirteen species of organic microfossils were recovered from samples of Sete Lagoas Formation, Bambuí Group: Arctacellularia januarensis sp., Germinosphaera bispinosa Mikhailova, 1986, Leosphaeridia crassa (Timofeev, 1966), Leiosphaeridia jacutica (Timofeev, 1966), Leiosphaeridia minutissima (Naumova, 1949), Leiosphaeridia tenuissima Eisenack, 1958, Leiosphaeridia ternata (Timofeev, 1966), Bonniea aff. Bonniea dacruchares Porter et al., 2003, Myxococcoides sp., Siphonophycus robustum (Schopf, 1968), Gen. 1 sp. 1, Gen. 2 sp. 1 and Gen. 2 sp. 2. The studied samples are from the outcrop located in the Santa Luzia quarry near the community of Barreiro, Municipality of Januária, State of Minas Gerais, Brazil. The lithostratigraphic section was divided in four facies associations. The covered species allow the identification of the Leiosphaeridia jacutica - Leiosphaeridia crassa zone proposed for the early Ediacarn by Grey (2005) in the first facies associations. In addition, a biozone assay was proposed for an upper part of the outcrop, comprising both two upper facies associations. This biozone is Leiosphaeridia minutissima- Leiosphaeridia ternate zone. It was observed a greater richness of species concentrated in the first two basal facies associations. In addition, the thermal evolution was analysed using the thermal index alteration. The organic microfossils thermal alteration index values are between 3 and 4+, indicating a maturation of the oil-gas generation phase.

Page generated in 0.0376 seconds