• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 179
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 196
  • 196
  • 106
  • 95
  • 54
  • 41
  • 35
  • 31
  • 24
  • 23
  • 20
  • 19
  • 18
  • 18
  • 15
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Diagnostico histologico e expressão dos marcadores p53, c-erbB-2, Ki-67, PCNA e CD34 em pacientes portadoras de tumor de celulas da granulosa do ovario

Kusamura, Shigeki 2001 (has links)
Orientadores : Sophie Françoise Mauricette Derchain, Liliana Ap. Lucci de Angelo Andrade Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2018-07-28T20:25:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kusamura_Shigeki_M.pdf: 1370354 bytes, checksum: 947a904cf0349b72bf5c76419ada061d (MD5) Previous issue date: 2001 Resumo: Objetivo: investigar em tumores de células da granulosa do ovário (TCGO) a credibilidade de seu diagnóstico com coloração H&E e a expressão do p53 mutante, do c-erbB-2, Ki-67, PCNA e a atividade angiogênica (CD34), bem como as correlações destes marcadores com características clínicas e histológicas. Sujeitos e método: Três patologistas (A,B e C) reavaliaram os 22 casos de TCGO tratados no CAISM/UNICAMP nos últimos 12 anos, sendo os marcadores detectados através de imuno-histoquímicas em cortes histológicos preparados a partir de blocos de parafina. Foram calculados os coeficientes kappa para avaliação da concordância interobservador entre os patologistas. A análise de associação entre as variáveis categóricas foi realizada com o teste exato de Fisher e entre variáveis categóricas e contínuas, com teste de Mann- Whitney. Resultados: Vinte e um casos foram confirmados como TCGO. Quatro casos foram diagnosticados como TCGO, mesmo sem unanimidade entre os patologistas devido à imunorreatividade para a inibina. Os coeficientes kappa foram de 0,42 (IC95%: -0,05; 0,88); 0,50 (IC95%: 0,13; 0,86); 0,24 (IC95%: -0,14 a 0,61), respectivamente para as duplas de patologistas A/B, A/C e B/C. A IHQ para os marcadores foi realizada em 18 pacientes. Nove (50%) pacientes apresentaram tumores <10cm. Treze (72%) pacientes apresentaram algum componente sólido difuso/sarcomatóide. Em 12 (66%) casos a atipia celular era ausente/leve e em 6 (33%) casos, moderada/intensa. A contagem mitótica foi < 2/10 CMA em 14 (78%) casos. Seis (33%) pacientes apresentaram extensão extra-ovariana da doença (estádios III/IV). O seguimento médio foi de 45,3 meses (0,7 a 128,8). Uma, zero e 11 pacientes apresentaram expressão para o p53 mutante, c-erbB-2 e Ki-67 (focal), respectivamente. Quatorze (78%) casos foram classificados como de alto índice de proliferação, quando avaliados pelo PCNA. A densidade microvascular média foi de 29,0/mm2 (CI95%: 21,8 a 36,1). Apenas o Ki-67, PCNA e o CD34 foram expressos em níveis adequados para uma adequada correlação com outras variáveis. Não houve associação estatisticamente significante entre o índice de proliferação dos tumores (avaliada pelo PCNA), ou Ki-67 ou densidade microvascular com o tamanho do tumor, extensão extra-ovariana da doença, atividade mitótica, atipia celular e padrão histológico. Conclusão: Em nossa casuística, o estudo dos TCGO através da IHQ revelou neoplasias cujo mecanismo de desenvolvimento aparentemente não envolve mutações do p53 e nem expressão aumentada do c-erbB-2; apresentaram resultados conflitantes no que diz respeito ao índice de proliferação celular conforme foram avaliados pelo Ki-67 ou PCNA e, finalmente, são pouco angiogênicos quando avaliados pelo CD34 Abstract: The purpose of this study was to investigate the credibility of diagnosis of granulosa cell tumor of ovary (GCTO) through the morphological evaluation employing only H&E staining. We also evaluated the expression of mutant p53, c-erbB-2, Ki-67, PCNA as well as angiogenic activity (CD34) and the correlation of these variables with clinical and histological characteristics. Three well trained pathologists (A, B, and C) reevaluated the slides of 22 GCTO patients that had been treated and followed at the CAISM/UNICAMP in the last 12 years. The interobserver agreement was studied calculating kappa coefficient. We employed the Fisher Exact test to assess the correlation between categorical variables and the Mann-Whitney test for the correlation between categorical and continuous variables. Twenty one cases were deemed GCTO after evaluation. Four cases received the diagnosis of GCTO due to positive reaction to inhibin, despite the divergent opinion of one the pathologist. The kappa coefficients were 0.42 (IC95%: -0.05; 0.88); 0.50 (IC95%: 0.13; 0.86); and 0.24 (IC95%: -0.14 a 0.61), for pairs A/B, A/C and B/C observers, respectively. We performed immunohistochemistry for the biological markers in 18 cases. Concerning the clinical and histological variables: 9 (50%) patients presented tumor size <10cm; 13 (72%) patients presented some solid diffuse/sarcomatoid pattern; 12 (66%) cases presented no/slight atypia and 6 (33%) cases presented moderate/strong atypia; 14 cases presented < 2 mitoses/10 HPF; 6 (33%) patients presented extraovarian extension of the disease (stage III/IV). The mean follow-up was 45.3 months (range: 0.7 to 128.8). One, 0 and 11 cases presented positive expression for mutant p53, c-erbB-2 e Ki-67 (focal), respectively. Fourteen (78%) cases were classified as high proliferating index when evaluated by PCNA. The mean microvascular density was 29,0/mm2(IC95%: 21,8 to 36,1). Only Ki-67, PCNA and CD34 were expressed at adequate levels for further correlation with other variables. There was no statistically significant link between either the PCNA proliferating index or the Ki-67 expression or microvascular density with tumor size, extraovarian extension of disease, mitotic activity, cellular atypia and histological pattern. We concluded that the diagnosis of GCTO is difficult in some cases, suggesting the evaluation be complemented with a panel of markers such as inhibin. We also verified that GCTO is a neoplasm that apparently did not involve mutations of p53 nor overexpression/amplification of c-erbB-2; presented conflictings results concerning the proliferating activity when evaluated by PCNA and Ki-67; and finally presented a low angiogenic activity when evaluated by CD34 Mestrado Tocoginecologia Mestre em Tocoginecologia
2

Uma abordagem proteomica na identificação do citocromo P450 em Prochilodus Scrofa : uma nova ferramenta em ensaios ecotoxicologicos

Picoli, Maria Eleonora Feracin da Silva 2004 (has links)
Orientadores: Jose Camillo Novello, Nilce Correa Meirelles Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia Made available in DSpace on 2018-08-04T01:31:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Picoli_MariaEleonoraFeracindaSilva_D.pdf: 2863691 bytes, checksum: 074616b1b6cea1416a4f26d7825c6220 (MD5) Previous issue date: 2004 Resumo: Citocromos P450 (CYP) constituem uma superfamília de heme proteínas envolvidas na fase I da biotransformação que participa da detoxificação de compostos endógenos e exógenos. Para que esta atividade seja exercida existe a necessidade da associação do CYP com o citocromo b5 e com a enzima NADPH citocromo P450. Esta associação só ocorre graças ao ambiente de membrana. Qualquer alteração na uniformidade do ambiente lipídico leva à alterações na funcionalidade do sistema CYP. Baseado nesta informação e no fato de que vários poluentes têm sua solubilidade aumentada pela adição destes compostos, realizamos testes in vitro utilizando microssomas hepáticos de Curimbatá (Prochilodus scrofa) - um peixe tropical brasileiro pertencente a família Prochilodontidae - e observamos que dois surfactantes normalmente utilizados na solubilização de pesticidas, o Triton X- 100 e o Tween 80. O conteúdo total de CYP e a atividade da EROD foram fortemente inibidos pelo Triton X-100 e pelo Tween 80 de uma maneira dose dependente; o conteúdo de CYP foi reduzido à zero. A atividade da EROD foi completamente inibida pelo Triton X-100 e inibida em mais de 40% na presença do Tween 80. A estrutura molecular do surfactante influencia na alteração que o sistema irá sofrer visto que ambos são hábeis em interagir com as proteínas do sistema microssomal, em especial as monooxigenases, alterando sua conformação e, consequentemente, destruindo sua função. Os resultados desta primeira parte mostraram que os surfactantes interagem com os componentes do sistema microssomal hepático levando a inibição do sistema. A atividade do CYP, que foi usada como biomarcadora de exposição ao xenobiótico pode ser utilizada como marcadora em associação com outras enzimas. Estes resultados levantaram a hipótese de que os surfactantes também poderiam alterar a atividade do CYP quando utilizados em processos de purificação. Por ser uma proteína de membrana, o CYP precisa ser solubilizado antes de ser purificado. No entanto os surfactantes utilizados durante o processo poderiam levar a destruição do CYP, mascarando a real concentração do CYP obtido durante o processo. Sendo assim, na segunda parte deste trabalho desenvolvemos um novo método de purificação que exclui a necessidade de surfactantes durante o processo de purificação. A purificação do CYP1A foi feita utilizando-se uma coluna C18 associada à HPLC de fase reversa. O CYP purificado foi caracterizado em relação as suas propriedades eletroforéticas, imunoquímica e atividade biocatalítica. A fração isolada como CYP produz uma única banda uniforme com massa molecular ao redor de 58.000 Da em SDS - PAGE e mostra uma forte reatividade cruzada com anticorpos produzidos contra o CYP1A de trutas. A fração isolada também foi encapsulada em dois tipos de sistemas reconstituídos, um composto por lipídeos neutros e outro por lipídios negativamente carregados. Em ambos os sistemas foi possível detectar a atividade da EROD, mas não a atividade da PROD, confirmando que a fração purificada corresponde a CYP1A e teve todas as suas características enzimáticas conservadas. Houve um aumento da atividade quando a o CYP1A foi encapsulado nas vesículas contendo lipídeos negativamente carregados, confirmando que a carga do lipídeo é essencial para a manutenção das características enzimáticas do CYP. O processo se mostrou eficaz para a purificação do CYP1A mantendo todas a suas características conservadas. No entanto não permitiu a separação das isoformas CYP1A. A terceira parte do projeto teve como objetivo a identificação das isoformas CYP1A1 e CYP1A3 através de eletroforese bidimensional associada à espectrometria de massas do tipo MALDI-TOF. Foram identificados 3 spots com a mesma massa molecular, mas com pIs variando entre 5,5 e 6,5, sugerindo a presença de três isoformas do CYP1. Os spots foram selecionados e tratados com tripsina. O mapa de peptídeos obtidos através da digestão dos spots selecionados teve suas massas identificadas por espectrometria de massas do tipo MALDI-TOF e através da digestão teórica de seqüências de CYP já existentes no banco de dados. Houve a identificação de 10 picos que correspondem a 31% do total de aminoácidos traduzidos para a família CYP1A de peixes e mamíferos. Todos os três spots tiveram o mesmo padrão de fragmentação confirmando que eles são isoformas CYP1A1 e CYP1A3. Dentre estes peptídeos, dois demonstraram maior importância, o pico T3, que representaria um domínio conservado do CYP1A e o pico T2, que representaria uma região conservada apenas em peixes. Os resultados sugerem fortemente que este novo procedimento seria eficiente para identificar, simultaneamente, diferentes isoformas do CYP1A hepático e suas regiões conservadas. Dada a sensibilidade das técnicas de proteômica, nesta ultima fase do projeto propomos o uso da eletroforese bidimenisonal associada à espectrometria de massas na identificação de isoenzimas de P450 diferencialmente expressas em microssomas hepáticos de Curimbatás tratados com 3 ¿ metilcloranteno (3-MC). A avaliação das proteínas expressas em cada tratamento foi feita através de eletroforese uni e bidimensional e a identificação feita através da análise de massa de peptídeos. Ambas as eletroforeses permitiram a identificação de proteínas induzidas de maneira diferencial pelo 3-MC, embora a eletroforese tenha sido mais efetiva na identificação de proteínas altamente homólogas, como a CYP1A1 e CYP1A3. Também foi possível a identificação de outras proteínas atuantes na detoxificação de xenobióticos, dentre elas o citocromo b5 (~15kDa) e a glutationa ¿ S ¿ Transferase microssomal (~20kDa). Os dados demonstrados no projeto mostram claramente que o sistema associado a abordagem proteômica têm um grande potencial para serem utilizados na identificação de proteínas expressas diferencialmente conforme a situação ambiental Abstract: Cytochromes P450 constitute a superfamily of the phase I enzymes whose primary task is the detoxification of both endogenous and xenobiotic compounds. This activity is only possible through the association of CYP with cytochrome b5 and the enzyme NADPH cytochrome P450 reductase. This association is possible because of membrane environment. Any alteration in this environmet leads to altereation on the functionality of CYP system. Based on this information and in the fact that various pollutants have its solubility increased by the surfactant addition, we had done in vitro tests using hepatic microsomes of Curimbatá - a Brazilian fish belong the family Prochilodontidae ¿ and observed the effects of Triton X-100 and Tween 80 in CYP system. Both surfactants are commonly used in pesticides solubilization. Total CYP and EROD were strongly inhibited by Triton X-100 and Tween 80 in a concentration-dependent way; the content of CYP was reduced until zero while EROD activity was completely inhibited in the presence of Triton X-100 and more than 40% inhibited in the presence of Tween 80. Each surfactant causes a different effect on each antioxidant enzyme. No effect was detected in SOD activity in the presence of even Triton X-100 or Tween 80. Triton X-100 increase catalase activity, while Tween 80 decreases this enzyme activity. The molecular structure of the surfactants causes the alteration of this system, since they are able to interact with the microsomal protein, especially with monooxigenase¿s components, altering their conformation and, consequently destroying their function. Our results in this first part suggest that surfactants can interact with components of the microsomal system leading to inhibition of CYP. Therefore, CYP activity, which has been used as a biomarker of xenobiotic exposure, should be used as a marker in association with other enzymes. With those results we suggest the hypothesis that surfactants that are commonly used in the purification process could alter the CYP activity. Since that CYP is a membrane protein, the solubilization process is necessary before the purification process to separated membrane lipids of proteins. The use of surfactants in the process could mask the real concentration of CYP obtained. Then, in the second part of this project we develop a new method to of purification that excludes the necessity of surfactants. The purification of CYP1A was done by Reverse Phase HPLC on a C18 column. Purified CYP1A was characterized with respect to electrophoretic, immunochemical and biocatalyst properties. CYP1A fractions produced a single uniform band on SDS-PAGE with an apparent molecular mass of 58 kDa. Purified CYP1A of P. scrofa showed strong cross-reactivity with antibodies directed against CYP1A from trout. The fraction was also encapsulated in two different reconstituted systems; one composed of neutral lipids and another of negatively charged lipids. In both of them, we could detect EROD activity but not PROD activity, which confirms that the CYP1A was purified with all its enzyme activity. There was an increase of activity when CYP1A and NADPH cytochrome P450 (CYP) reductase were encapsulated in negatively charged lipids, which confirms that the charge of lipid is essential to CYP1A activity. All these characteristics strongly suggest that this new procedure is efficient for purifying hepatic CYP1A from P. scrofa, showing that the CYP1A isoform of this fish has a highly conserved protein region. However the process was not efficient to separate the isoforms of CYP1A. In the third part of project we aimed the identification of CYP1A1 and CYP1A3 isoforms through bidimensional electrophoresis and MALDI ¿ TOF mass spectrometry. Three major spots were detected. These spots had the same molecular weight, but presented pI in a range of 5.5 to 6.0, suggesting the presence of 3 isoforms of CYP1. Spots were collected, and treated with Trypsin and the resultant peptides were measured by MALDI-TOF Mass Spectrometry. Tryptic peptide mass fingerprint of CYP1A showed the presence of 10 masses that matched the expected tryptic peptides obtained through theory digestion of the database sequence. These values corresponded to 31% of the translated amino acids of CYP1A family of other fishes and mammals. All spots had the same profile of fragmentation, which confirms that they are isoforms. Among these peptides, two demonstrated major importance T3, which is a conservative domain of CYP1A and T2, which could represent a more conservative region that occurs only in fishes. All these characteristics strongly suggest that this new procedure efficiently identifies, simultaneously, different isoforms of hepatic CYP1A from P. scrofa and its conservative region of protein. Due to the sensibility of the technique, in this last part of the project we try to identify the CYP isoenzymes that are expressed in hepatic microsomes of Curimbatá using one ¿ dimensional (1 ¿ DE) and two dimensional (2 ¿ DE) gel electrophoresis followed by tryptic peptide mapping (PMF). Both 1 ¿DE and 2 ¿ DE showed that 3 ¿ MC induces not only CYP1A1 and CYP1A3, but other biotransformation enzymes presents in endoplasmic reticulum like cytochrome b5 (~15kDa), NADPH cytochrome P450 reductase (~75kDa) and microsomal Glutathione ¿ S ¿ Tranferase (~20kDa). There were 25 proteins that appeared only in 3 ¿ MC treated group and a matching of 38% between control and 3 ¿ MC gel. The results demonstrated here show that CYP system associated to the proteomic approach have great potential to be utilized in the identification of proteins differentially expressed according to environmental situation Doutorado Bioquimica Doutor em Biologia Celular e Estrutural
3

Caracterização da Expressão Molecular da Podoplanina e do Ki-67 nas Displasias Epiteliais e Carcinomas de Células Escamosas Orais: Análise da Transformação Maligna

RIBEIRO, F. A. 18 December 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:26:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9470_Dissertação completa Fabiano de Azevedo Ribeiro.pdf: 8115569 bytes, checksum: 306f9541ebd3016b1d21984298fc0476 (MD5) Previous issue date: 2015-12-18 Introdução: O carcinoma de células escamosas oral(CCEO) é a lesão maligna mais comum na cavidade oral e o seu desenvolvimento envolve uma série de mecanismos moleculares, podendo ser precedido clinicamente pelas desordens orais com potencial de malignização (DOPM). Biomarcadores expressos na fase de proliferação celular e envolvidos na invasividade pode levar a um melhor entendimento do processo da carcinogênese. Objetivos: Caracterizar a expressão do ki-67 e D2-40 em DOPM e CCEO e suas respectivas margens clinicamente sadias e confrontar com os graus histopatológicos e os dados clinicopatológicos dessas lesões. Materiais e métodos: Neste estudo seccional, foram avaliadas 25 DOPM, 10 CCEO e seus respectivos tecidos perilesionais, entre Maio/2013 a Julho/2014, no Núcleo de Diagnóstico Bucal. As alterações histomorfológicas foram avaliadas nas DOPM e CCEO em hematoxilina-eosina e a expressão do Ki-67 e Podoplanina, qualitativa e quantitativamente, pela técnica de imunohistoquímica. Resultados: Para o grupo das DOPM, a maioria das lesões não apresentaram alterações displásicas em suas margens, já no CCEO, 50% apresentaram DEO severa e 20% DEO moderada e 30%, DEO leve. Na avaliação imunohistoquímica, comparando as lesões e seus tecidos perilesionais, o Ki-67 mostrou diferença nas DOPM (p=0,016), entre as lesões de DOPM e CCEO (p=0,006) e entre tecido perilesional e tecido peritumoral (p=0,001). Houve uma relação direta entre maior grau de DEO e maior expressão do ki-67 nas DOPM (p=0,010) e seus tecidos peritumorais (p=0,022). A podoplanina mostrou índice de expressão maior nas lesões propriamente ditas do que em seus tecidos perilesionais e peritumorais, embora não apresentou diferença significativa. Houve uma relação direta (p=0,001) entre severidade de DEO e expressão da podoplanina nas lesões de DOPM e correlação positiva entre expressão de ki-67 e podoplanina nas lesões de CCEO (p=0,000). Conclusões: Constatou-se um aumento gradual e em ordem crescente da expressão dos marcadores moleculares estudados nos tecidos perilesionais, DOPM, tecidos peritumorais e CCEO. Além da correlação significativa entre a proliferação celular e o grau de displasia epitelial oral e o grau de diferenciação do CCEO, sugerindo o Ki-67 como critério adicional para determinar a gravidade da DOPM. A correlação positiva entre Ki-67 e D2-40 no CCEO aponta-os como biomarcadores de prognóstico e terapias alvo contra o câncer. Mais estudos podem revelar uma melhor participação da podoplanina na carcinogênese.
4

CA 125 e HER-2/neu em tumores e ovario do tipo borderline : estudo imunohistoquimico e por hibridização in situ por fluorescencia (FISH)

Heinrich, Juliana Karina Ruiz 2001 (has links)
Orientador : Fatima Aparecida Bottcher Luiz Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2018-07-27T17:22:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Heinrich_JulianaKarinaRuiz_M.pdf: 18386840 bytes, checksum: c19d3d316185e0ce073e85707046d04e (MD5) Previous issue date: 2001 Resumo: Marcadores para a caracterização biológicade tumores de ovário borderfíne são pouco explorados. Assim sendol foram investigados o marcador tumoral CA125 e o oncogene HER-2jneuatravés de ensaios imunohistoquímicos(lHQ) e de hibridização ín sítu por fluorescência (FISH). Foram incluídos 45 tumores serosos e mucinosos de estágios clínicos 11II e TIl.A expressão de CA125foi positiva em 49% dos casos (22/45) e pôde ser associada ao tipo seroso. Embora superexpressão da proteína Her-2jneu não tenha sido encontrada através de lHQI resultados alterados de F1SHforam encontrados em 16% dos casos (7/45). Os ganhos foram detectados em baixo número de cópias (máximo de 4/célula) e, assim, não foram considerados como amplificação. Não foi encontrada associação entre a expressão do marcador CA125e os resultados de FISH,bem como entre este último e o tipo histológico. Por outro ladol resultados anormais de FISH representados por extensa aneussomia do cromossomo 17 puderam ser associados ao estágio clínico avançado. Mesmo na ausência de confirmação estatístical os dois casos que apresentaram recidiva eram do tipo serosol estágio clínico TI11positivos para CA125e apresentaram anomalias por FISH. Os dados apresentados sugerem que HER-2/neupOde não estar envolvidona iniciação desses tumores masl possivelmentel na progressão destes para fenótipos mais agressivos Abstract: Since Borderline Ovarian Tumors (BOTs) biological markers and behavior are not well understood, we studied CA125and HER2-neugene status by either immunohistochemical and fluorescence in situ hybridization of 45 mucinous and serous borderline specimensof clinical stage l, TI and TIl. CA 125 expression was found in 49% of the samples(22/45) and associatedwith serous histological type. Although HER2 protein overexpression was not found with the HercepTest immunohistochemical assay, abnormal FISHresults were detected in 16% (7/45) involving specific chromosome 17 gain, specific HER2gain or both chromosome and gene gain. The gains for either gene or chromosome were detected at low levels (maximum 4 copies/cell)and in a low percentageof cellsper specimenor analyzed area which was consideredgene copy number gain and not gene amplification. Association was not found between CA 125 expression and HER2 FISH status. No significant relationship was found between FlSH status and histological type. Abnormal FISH results were associated to advanced clinical stage. Even in the absence of statistical support, the two patients with tumor recurrence had a serous histological type, clinical stage lTI, CA125 positive tumor with both gene and chromosome gains. The data suggest that the HER2-neugene may not be involved on tumor initiation but on its progression Mestrado Mestre em Ciências Médicas
5

A tiroglobulina é ainda detectável no soro de indivíduos normais apos 3 meses de uso de L-Tiroxina em dose supressiva de TSH Thyroglobulin is still detectable in the serum of normal individuals after a trial of TSH-supressive doses of L-74 during 3 months

Guerra, Ricardo Ayello [UNIFESP] 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:47:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006 APRESENTAÇÃO - Nesta tese de mestrado, apresentamos, de acordo com recomendações do Conselho Especial do Programa de Pós-Graduação de Endocrinologia da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina, um trabalho completo em inglês entitulado: "Thyroglobulin is still detectable in the serum of normal individuals after a trial of TSH-suppressive doses of L-T4 during 3 months", traduzido para o português como "A tiroglobulina é ainda detectável no soro de indivíduos normais após 3 meses de uso de L-tiroxina em dose supressiva de TSH", de autoria de Ricardo A. Guerra, Felipe Crispim, Cláudia C. D. Nakabashi, Cléber P. Camacho, Teresa S. Kasamatsu e Rui M. B. Maciel. A idéia deste trabalho surgiu a partir da necessidade de conhecimento do comportamento dos níveis séricos de tiroglobulina na ausência de um dos três principais fatores determinantes de sua concentração, os níveis séricos de TSH (Spencer e cols., 1996; Torréns e Burch, 2001; Baloch e cols., 2003). Além do interesse fisiológico, há também uma questão prática envolvida, que é o diagnóstico precoce da tirotoxicose factícia (Mariotti e cols., 1982; Bogazzi e cols., 1999). BV UNIFESP: Teses e dissertações
6

Investigação de marcadores imunológicos na doença de Chagas utilizando os antígenos recombinantes CRA e FRA de Trypanosoma cruzi Investigation of immunological markers in Chagas' disease using the CRA and FRA recombinant antigens of Trypanosoma cruzi

Lorena, Virginia Maria Barros de 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-27T13:34:58Z (GMT). No. of bitstreams: 2 795.pdf: 2208162 bytes, checksum: f21fbaf3566432ace16b2268d19103cd (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil As manifestações clínicas da doença de Chagas humana estão associadas com as distintas e complexas relações parasito-hospedeiro que envolvem diretamente o sistema imune. Nesse contexto, nos propomos analisar a relação entre a produção de citocinas intracitoplasmáticas após estímulo in vitro com os antígenos recombinantes CRA (Cytoplasmatic Repetitive Antigen) ou FRA (Flagellar Repetitive Antigen) de Trypanosoma cruzi e as formas clínicas crônicas cardíaca e indeterminada da doença de Chagas. O grupo de pacientes chagásicos consistiu de 39 indivíduos portadores: forma cardíaca sem dilatação cardíaca (FC1) (n=15); forma cardíaca com dilatação cardíaca (FC2) (n=15) e forma indeterminada (FI), selecionados no Ambulatório de Doença de Chagas do Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco. O sangue total destes indivíduos foram submetidos à cultura na presença de CRA ou FRA por 1 dia e citocinas intracitoplasmáticas produzidas por linfócitos e monócitos foram analisadas através da citometria de fluxo. Nossos resultados mostraram que IFN-? e TNF-? produzidas por linfócitos T CD8+ após estímulo in vitro com o CRA foi capaz de diferenciar os pacientes chagásicos portadores da FC2 dos pacientes portadores da FC1 e da FI, podendo ser consideradas marcadores imunológicos da forma clínica cardíaca da doença de Chagas. Após estudo prospectivo de indivíduos portadores da FI e FC1, essa ferramenta poderia ser utilizada no seguimento das intervenções terapêuticas, melhorando a qualidade de vida do paciente
7

Uso da acetilcolinesterase e metalotioneína em peixes na avaliação do efeito da contaminação na Baía de Guanabara Use of the acetylcholinesterase and metallothionein in fish in the evaluation of the effect of the contamination in the Baia da Guanabara

Albuquerque, Carla de 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 948.pdf: 2916320 bytes, checksum: 5eadca1c274a8ae35ad5ef499c4fa8de (MD5) Previous issue date: 2007 A Baia de Guanabara BG é um dos mais importantes sistemas estuarinos do Brasil, com uma grave condição de degradação ambiental. A BG apresenta uma complexa situação de poluição por diversas substâncias entre as quais se destacam os metais e os inseticidas. A simples medida destes poluentes não mostra o efeito real que estes exercem sobre a biota. (...) O objetivo deste trabalho é avaliar o efeito da contaminação na BG utilizando MT e AChE como biomarcadores específicose FC e ISF como índices brutos. (...) A quantificação dos níveis MT se deu por Polaroia de Pulso Diferencial. E a analise da atividade da AChE foi por espectrofotometria, por meio da reação de Ellman. Os resultados mostram que o sexo e a maturação sexual de ambas as espécies não influencia significativamente nos valores dos biomarcadores específicos e nos índices brutos, e desta maneira os sexos puderam ser agrupados. O FC apresentou valores significativamente maiores na região controle para as duas espécies, o que indica que os peixes dessa região apresentaram melhores condições gerais de saúde que dos da BG, mostrando-se como um bom índice bruto de avaliação dos efeitos contaminação. Isso difere do ISF que não se mostrou uma boa ferramenta de avaliação, pois os valores encontrados, em contra do esperado, nas duas espécies, foram maiores na região controle que na BG. Já nas análises dos biomarcadores específicos, os níveis de MT de ambas as espécies foram significativamente maiores na BG quena região controle, mostrando uma indução nos níveis desta proteína ocasionado pelo efeito que a contaminação por metais vem causando na biota da BG. (...) Isso mostra uma inibição por agentes anticolinesterásicos (organofosforados e carbamatos ) na biota marinha desta região. Este trabalho mostrou que o uso dos biomarcadores específicos - Mt e Ache - e do FC nas duas espécies de peixes permitiu avaliar os efeitos diferenciados de uma situação complexa de poluição na BG.
8

Avaliação do perfil de mediadores séricos e proteínas intraplaquetárias em relação à plaquetopenia em pacientes infectados pelo vírus dengue

Barros, Tamiris Azamor da Costa 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2015-11-04T13:29:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 tamiris_barros_ioc_mest_2015.pdf: 3974773 bytes, checksum: 582ff742d19972a2ff51fc3e5895c17f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015-04-14 Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil Plaquetas são fragmentos celulares derivados dos megacariócitos, que desempenham papel na hemostasia, coagulação, angiogênese, inflamação e resposta imune. Na infecção humana pelo Vírus Dengue (DENV), plaquetas constituem uma das populações celulares mais afetadas devido à plaquetopenia e disfunção plaquetária. O objetivo deste trabalho foi investigar a influência de citocinas, quimiocina e fatores de crescimento séricos e de proteínas intraplaquetárias relacionadas à angiogênese, coagulação, regulação da matriz extracelular e inflamação na plaquetopenia de pacientes infectados pelo DENV. Para tal, realizamos: (i) estudo populacional de pacientes e obtenção de soro e plaquetas em 2013, (ii) ensaios multiplex de micrarranjo líquido para quantificação dos níveis séricos de citocinas, quimiocina e fatores de crescimento e (iii) ensaio de determinação do perfil de expressão 55 proteínas intraplaquetárias. Quarenta e três pacientes DENV foram confirmados, com predominância do DENV-4. Independente da forma clínica, pacientes DENV apresentaram níveis séricos elevados de IL-10, TNF-\03B1, CXCL8/IL-8, mas não de IL-1\03B2 e IFN-\03B3 quando comparados aos controles sadios. Análises estatísticas demonstraram que níveis de IL-10 e IFN-\03B3 apresentaram correlação, respectivamente inversa e direta com a contagem de plaquetas. Ainda, IL-10 diretamente com leucócitos e linfócitos e TNF-\03B1 com linfócitos Vinte e cinco proteínas intraplaquetárias foram quantificadas, mas apenas cinco delas, PDGF-AA, TGF-\03B21, HGF, IGFBP-1 e Angiopoetina-1, apresentaram correlação direta com a contagem de plaquetas nos pacientes DENV. A quantificação sérica de PDGF e VEGF demostrou que ambos estavam diminuídos no grupo DENV mais trombocitopênico. Análise entre proteínas intraplaquetárias com funções biológicas antagônicas demonstraram que a razão anti- versus pró-inflamatórios TGF-\03B21/MIP-1\03B1 foi diminuída em pacientes DENV trombocitopênicos e as razões anti versus pró-angiogênica serpina F1/angiopoetina-1 e serpina F1/ PDGF-AB/BB apresentaram níveis aumentados em pacientes DENV trombocipênicos. Concluímos brevemente que a reintrodução do DENV-4 não resultou numa maior ocorrência de gravidade. Contudo esta reintrodução, induziu aumento dos níveis de TNF-\03B1 e CXCL8/IL-8 e da IL-10, influenciando de maneira direta ou indireta contagens de plaquetas e/ou demais células em resposta à infecção. Níveis IX intraplaquetários de PDGF, TGF-\03B21, IGFPB-1, Angiopoetina e HGF em pacientes mais trombocitopênicos poderiam prejudicar a ativação de mecanismos relacionados à angiogênese, coagulação, integridade do endotélio vascular e produção de mediadores inflamatórios. Assim, plaquetas poderiam ser consideradas células atuantes da resposta imunológica anti-DENV e, portanto, plaquetopenia é um fator prognóstico chave da imunopatogênese da dengue Platelets are cell fragments derived from megakaryo cytes, which play a role in hemostasis, coagulation, angiogenesis, inflammation and immune response. In human infection with dengue virus (DENV), platelets are one of the most affecte d cell populations due to thrombocytopenia and platelet dysfunction. The objective of this stu dy was to investigate the influence of serum cytokines, chemokines, intraplatelet growth factors and proteins related to angiogenesis, coagulation, regulation of extracellular matrix and inflammation in thrombocytopenia of patients infected with DENV. For this purpose, we conducted: (i) population study of patients and obtaining their serum and platelets in 2013, (ii) l iquid microarray multiplex assays for quantitation of serum levels of cytokines, chemokine, and growth factors, and (iii) assay for determining expression profile of 55 intraplapletelet proteins. Forty-three DENV patients were confirmed, with a predominance of DENV-4. Regardless of type o f DENV, levels of IL-10, TNF- α , CXCL8 / IL-8, but not IL-1 β and IFN- γ were higher on serum of patients compared to healt hy individuals. Statistical analyses showed that levels of IL-10 an d IFN- γ presented correlation, respectively, inverse and direct with platelet count. Furthermore , IL-10 was directly correlated with leukocytes, lymphocytes, TNF- α and with lymphocytes. Twenty-five intraplatelet pr oteins were quantified, but only five of them, PDGF-AA, TGF- β 1, HGF, angiopoietin-1 and IGFBP-1 were directly correlated with platelet count in DENV pat ients. Both levels of PDGF and VEGF were decreased in group of DENV thrombocytopenic. Analys es between intraplatelet proteins with antagonic biological functions have shown that rati os anti- versus pro-inflammatory TGF- β 1 / MIP-1 α were decreased in thrombocytopenic DENV patients a nd the ratios anti-versus pro- angiogenic serpin-F1 / angiopoietin-1 and serpin-F1 / PDGF-AB / BB showed increased levels in thrombocytopenic DENV patients. Briefly been con cluded that the reintroduction of the DENV- 4 did not result in a higher incidence of gravity. However, levels of TNF- α and CXCL8 / IL-8 and IL-10 were increased, influencing directly or indir ectly platelet counts and/or other cells in response to infection. Levels of PDGF, TGF- β 1, IGFPB-1, angiopoietin and HGF intraplatelet of patients high thrombocytopenic may impair activatio n of mechanisms related to angiogenesis, coagulation, vascular endothelial integrity and pro duction of inflammatory mediators. Thus, platelets might be considered active anti-DENV immu ne response cells and hence thrombocytopenia is a key prognostic fator in the i mmunopathogenesis of dengue.
9

Avaliação da função renal em pacientes com esquistossomose hepatoesplênica compensada Assessment of renal function in patients with compensated hepatosplenic schistosomiasis

Duarte, Daniella Bezerra 2014 (has links)
DUARTE, Daniella Bezerra. Avaliação da função renal em pacientes com esquistossomose hepatoesplênica compensada. 2014. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2015-05-18T11:40:36Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_dbduarte.pdf: 12579403 bytes, checksum: 157535684c4db70f2b2ddce8fe923130 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2015-05-18T11:43:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_dbduarte.pdf: 12579403 bytes, checksum: 157535684c4db70f2b2ddce8fe923130 (MD5) Made available in DSpace on 2015-05-18T11:43:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_dbduarte.pdf: 12579403 bytes, checksum: 157535684c4db70f2b2ddce8fe923130 (MD5) Previous issue date: 2014 Background - The glomerular involvementin schistosomiasis is well documented, especially in patients with hepatosplenic disease. The aim of this study is to investigate the occurrence of renal abnormalities among patients with HSS, especially tubular disorders. Methods - This is a cross-sectional study with 20 consecutive patients with HSSfollowed in a medical center in Maceió, Alagoas, Brazil. Urinary acidification and concentration tests were performed using calcium chloride (CaCl2) and DDAVP, respectively, and after a 12h period of water and food deprivation. The biomarker MCP-1 was quantified in urine. Fractional excretion of sodium (FENa+), fractional excretion of magnesium (FEMg++) and fractional excretion of potassium (FEK+), transtubular potassium gradient (TTKG) and solute free water reabsorption (TcH2O) were calculated by standard formulae. The HSS group was compared to a group of 17 healthy volunteers (control group). Results - Patient`s average age and gender were similar to controls. Urinary acidification deficit was found in 9 HSS patients (45%), who presented urinary pH > 5.5 after CaCl2 test. Urinary osmolality was significantly lower in HSS patients (588 ± 112 vs. 764 ± 165 mOsm/kg, P =0,001) after 12h period water deprivation. Urinary concentration deficit was found in 85% of HSS patients. The values of MCP-1 were higher in HSS group than control group (122 ± 134 vs. 40 ± 28 pg/mg-Cr, P = 0.01) and positively correlated with the values of microalbuminuria and proteinuria in the HSS group. TcH2O was lower in HSS patients (0.72 ± 0.5 vs. 1.1 ± 0.3, P = 0.04). Conclusions - HSS is associated with important kidney disorders. The main abnormalities found were urinary acidification and concentration defect, indicating the occurrence of tubular dysfunction. There was also an increase in urinary MCP-1, which appears to be a more sensitive marker of renal injury that microalbuminuria. Introdução - O envolvimento glomerular na esquistossomose mansônica está bem documentado, sobretudo naqueles pacientes com a forma hepatoesplênica da doença. O objetivo deste estudo é investigar a ocorrência de alterações renais em pacientes com EHE, em especial, as alterações tubulares. Métodos - Foi realizado estudo transversal com 20 pacientes com EHE, acompanhados em um ambulatório de Maceió, Alagoas, Brasil. Testes de acidificação e concentração urinárias foram realizados usando cloreto de cálcio (CaCl2) e DDAVP, respectivamente, e após período de 12h de jejum e privação hídrica. Foi quantificado na urina o biomarcador MCP-1. Foram calculados fração de excreção de sódio (FENa), fração de excreção de potássio (FEK), fração de excreção de magnésio (FEMg), gradiente de transporte transtubular de potássio (TTKG) e transporte de água livre de solutos (TcH2O). O grupo de pacientes com EHE foi comparado com um grupo de 17 voluntários sadios (grupo-controle). Resultados - A média de idade e a distribuição de gênero foram similares entre os dois grupos. Défice de acidificação urinária foi encontrado em nove pacientes com EHE (45%), que apresentaram pH urinário > 5,5 após o teste com CaCl2. A osmolaridade urinária foi significativamente menor entre os pacientes com EHE (588 ± 112 vs. 764 ± 165 mOsm/kg, P = 0,001), após período de 12h de jejum e privação hídrica. Défice de concentração urinária foi encontrado em 85% dos casos de EHE. Os valores de MCP-1 foram mais elevados no grupo com EHE do que no grupo-controle (122 ± 134 vs. 40 ± 28 pg/mg-Cr, P = 0,01) e correlacionaram-se positivamente com os valores de microalbuminúria e proteinúria no grupo com EHE. Os valores de TcH2O foram menores nos pacientes com EHE (0,72 ± 0,5 vs. 1,1 ± 0,3, P =0,04). Conclusão - A EHE é associada a importantes alterações renais. As principais alterações encontradas foram défice de concentração e acidificação urinária, evidenciando a ocorrência da disfunção tubular. Houve também um aumento do MCP-1 urinário, que parece ser um marcador de lesão renal mais sensível do que a microalbuminúria.
10

Estudo da carcinogênese bucal experimental utilizando-se o óxido de nitroquinolina (4-NQO) em ratos

Cabrera Ortega, Adriana Alicia. 2014 (has links)
Orientador: Luiz Carlos Spolidorio Banca: Helio Massaiochi Tanimoto Banca: Silvana Regina Perez Orrico Resumo: O objetivo do presente trabalho foi validar as alterações teciduais e moleculares durante os estágios iniciais do processo de carcinogênese oral experimental em ratos, utilizando-se 4-NQO. Foram utilizados 20 ratos com aproximadamente 4 meses de idade, aleatoriamente separados em grupos controle (n=10) e tratados com solução de 50 ppm de 4-NQO dissolvido na água de beber (n=10). Os animais do grupo controle foram sacrificados no primeiro dia do experimento e os animais do grupo experimental foram sacrificados após 8 e 12 semanas de tratamento. Os cortes histológicos provenientes da língua foram corados por H&E ou submetidas à reação de imunohistoquímica para detecção de PCNA, Bcl-2, SOCS1 e -3 , e STAT3. Parte dos espécimes foi utilizada para a verificação da expressão de Vimentina, Cdh1, Cdh2 e TWIST1 por RT-qPCR. Os resultados demonstraram que o tratamento com 4-NQO após 8 semanas causou displasia epitelial severa e que houve exacerbação da atipia celular após 12 semanas de tratamento. A positividade dos anticorpos analisados, com exceção do STAT3, foi aumentada em ambos os períodos experimentais. Os resultados do presente estudo apontam que tratamento com 4-NQO por 8 ou 12 semanas viabiliza avaliar as displasias epiteliais experimentais tanto a nível morfológico quanto molecular. Abstract: The aim of this study was to validate the tissue and molecular changes during the early stages of experimental oral carcinogenesis in rats, using 4-NQO. Were used 20 rats with approximately 4 months of age, randomly divided into control group (n = 10) and treated with 50 ppm of 4- NQO solution dissolved in drinking water (n = 10). The control group animals were sacrificed on the first day of the experiment and the experimental rats were sacrificed after 8 and 12 weeks of treatment. Histological sections from the tongue were stained with H&E or subjected to immunohistochemistry analysis for detection of PCNA, Bcl - 2, SOCS1 and -3, and STAT3. Part of the specimens was used to verify the expression of vimentin, Cdh1, Cdh2 and TWIST1 by RT - qPCR. The results showed that treatment with 4-NQO after 8 weeks caused severe dysplasia and cellular atypia was exacerbation after 12 weeks of treatment. The positivity of antibodies analyzed, with the exception of STAT3 was increased in both experimental periods. The results of this study indicate that treatment with 4-NQO for 8 or 12 weeks enables evaluating experimental epithelial dysplasias both morphological as molecular level. Mestre

Page generated in 0.115 seconds