• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1901
  • 38
  • 37
  • 36
  • 33
  • 30
  • 27
  • 14
  • 6
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 1973
  • 959
  • 922
  • 677
  • 448
  • 336
  • 218
  • 173
  • 173
  • 169
  • 151
  • 146
  • 138
  • 134
  • 134
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Glandulas sexuais acessorias femininas de dipteros muscoides : perfil proteico e atividade antibacteriana da secreção : ultraestrutura de uma especie (Calliphoridae, Muscidae & Sarcophagidae)

Tirone, Guido 16 May 2000 (has links)
Orientador: Rita Maria Pereira Avancini / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-26T04:16:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tirone_Guido_D.pdf: 3993498 bytes, checksum: 6a37e8c5bcf65110ababa187bb0988f5 (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: A grande maioria das espécies de dípteros muscóideos cria-se em fezes de vertebrados, carcaças e outros tipos de matéria orgânica em decomposição. Algumas espécies também frequentam o ambiente doméstico e por isto têm importância sanitária para o homem e animais domésticos. Ainda, umas poucas espécies podem causar miíases. O aparelho reprodutor interno das fêmeas possui dois ovários, três espermatecas, oviduto comum e laterais, vagina e um par de glândulas sexuais acessórias. A secreção das glândulas sexuais acessórias dos insetos, de modo geral, tem o papel de adesão dos ovos ao substrato escolhido pela fêmea para oviposição. Outras funções fisiológicas estão sendo descritas para esta secreção, como a fragmentação da membrana acrossomal e da capa micropilar. A função da secreção mais recentemente descrita, é sua ação antibacteriana. As proteínas presentes na secreção das glândulas sexuais acessórias de cinco espécies de moscas, Chrysomya putoria (Calliphoridae), Chrysomya megacephala (Calliphoridae), Muscina stabulans (Muscidae), Synthesiomya nudiseta (Muscidae) e Pattonella intermutans (Sarcophagidae) foram investigadas neste estudo. Determinamos em que quantidade as proteínas estão presentes na secreção das glândulas de cada espécie das famílias Calliphoridae e Muscidae, bem como a sua massa molecular aparente através de eletroforese em gel de SDS-poliacrilamida. O perfil eletroforético variou entre as espécies bem com a massa molecular aparente das proteínas. Em C. putoria a massa molecular aparente variou de 16,5 a 77,5 kDa, em C. megacephala de 15,8 a 79,5 kDa, em M. stabulans de 19,5 a 155,5 kDa, em S. nudiseta de 14,7 a 82,3 kDa e em P. intermutans de 8,5 a 99,4 kDa. Algumas proteínas são comuns às espécies pertencentes à mesma família, outras são características de cada espécie. Algumas proteínas dos Calliphoridae e Muscidae são glicosiladas. A secreção das glândulas sexuais acessórias de C. putoria e S. nudiseta inibiu o crescimento de colônias de Escherichia colí K 12. Dois tipos celulares compõem as glândulas sexuais acessórias de C. putoria: células secretoras e epiteliais, o que não difere de alguns outros dípteros. A célula secretora possui uma grande invaginação, formando um reservatório que armazena a secreção produzida. Estas características foram observadas em nível ultra-estrutural / Abstract: Most species of dipteran Muscoidea breed in vertebrate feces and carcasses, as well as in other decomposing organic material. Several of these species occur around human dwetlings where they represent an important sanitary problem for man and domestic animais and may, in some cases, cause myiasis. The interna I reproductive system of female flies consist of two ovaries, three spermatheca, common and lateral oviducts, a vagina and a pair of accessory sex glands. The secrettons of insect accessory sex glands are important in the adhesion of eggs to the surface chosen for oviposition, as well as in the fragmentation of the acrosomal membrane and the egg micropylar cap; the secretions may also have antibacterial activity. In this work, we investigated the quantities and molecular weights (by SDSPAGE) of the proteins present in the accessory sex glands secretions of five species of flies: Chrysomya putoria (Calliphoridae), Chrysomya megacephala (Calliphoridae), Muscina stabulans (Muscidae ), Synthesiomya nudiseta (Muscidae) and Pattonella intermutans (Sarcophagidae). The number of electrophoretic bands and molecular masses for proteins in the secretion of accessory sex glands of these flies were: C. putoria - 16.5 - 77.5 kDa, C. megacephala - 15.8 - 79.5 kDa, M. stabulans - 19.5 - 155,5 kDa, S. nudiseta 14.7 - 82,3 and P. intermutans - 8.5 - 99.4 kDa. Some of these proteins were common to species belonging to the same family whereas others were characteristic of a particular species. Several of the proteins were glycosilated. The secretion of accessory sex glands of C. putoria and S. nudiseta had antibacterial activity as shown by their ability to inhibit Escherichia colí K12 growth. Ultrastructural examination of the accessory sex glands of C. putoria showed that, in common with other dipterans, this gland has secretory cells and epithelial cells, with the reservoir of secretory cells storing the gland's secretions / Doutorado / Biologia Celular / Doutor em Biologia Celular e Estrutural
22

Emprego experimental do bisturi eletrico nas anastomoses do intestino grosso : estudo da cicatrização a microscopia otica e de polarização

Medeiros, Raul Raposo de, 1940- 18 July 2018 (has links)
Acompanha memorial / Tese (livre-docencia) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-18T11:45:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Medeiros_RaulRaposode_LD.pdf: 6907313 bytes, checksum: c708205855e1e945af58f897e91c1fe0 (MD5) Previous issue date: 1982 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed / Tese (livre-docencia) - Univer / Livre-Docente em Cirurgia
23

Morfologia de blendas de copolimero tribloco do tipo ABC e homopolimeros

Branciforti, Marcia Cristina 19 July 2018 (has links)
Orientador: Maria do Carmo Gonçalves / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-19T17:42:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Branciforti_MarciaCristina_M.pdf: 9782651 bytes, checksum: 06cbaa8c4392d362fa9faa8d980508c3 (MD5) Previous issue date: 1994 / Mestrado
24

Estudo morfometrico ultraestrutural da matriz extracelular do ligamento periodontal do incisivo inferior de ratos, em diferentes regioes e zonas, nas condições de erupção impedida, desimpedida e retardada pela vimblastina

Barros, Silvana Pereira, 1964- 30 June 1995 (has links)
Orientador: Jose Merzel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-20T09:16:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Barros_SilvanaPereira_D.pdf: 3625706 bytes, checksum: 1c44b88d6511a31626ebe4ab8db3d14d (MD5) Previous issue date: 1995 / Resumo: As áreas relativas de fibrilas colágenas e substância interfibrilar e o diâmetro das fibrilas colágenas foram quantificadas, a nível ultraestrutural, em diversas regiões e zonas do ligamento periodontal de incisivos de ratos com erupção impedida, desimpedida e retardada pela vimblastina. Seis ratos machos tiveram seus incisivos inferiores esquerdos mantidos em erupção desimpedida, enquanto o contralateral erupcionou normalmente. Vinte e quatro horas antes do final do experimento, que durou sete dias, três animais receberam uma dose única de vimblastina (2mg/kg de peso) enquanto os três restantes receberam volume equivalente de salina. Os dentes foram divididos e cortados transversalmente em cinco regiões, a partir da crista alveolar até o ápice, e processados para microscopia eletrônica de transmissão. De cada zona do ligamento periodontal Ounto ao dente, intermediária e junto ao osso alveolar) das várias regiões, foram feitas três eletronmicrografias da face mesial, com aumento final de 73.700X contendo, em mais que 50% de sua área, fibrilas colágenas cortadas transversalmente. Em cada eletronmicrografia, usando um retículo de 400 pontos, foi determinada a densidade de área de fibrilas colágenas e substância interfibrilar e medido o diâmetro de trinta fibrilas colágenas. Os dados foram submetidos à análise de variância uni e multivariada, comparações múltiplas através do teste de Tukey, análise de regressão de superfície de resposta e análise canônica de superfície de resposta. Nos dois grupos e nas duas condições de erupção o diâmetro médio das fibrilas colágenas da zona alveolar foi maior que o da zona junto ao dente e intermediária. Os dentes desimpedidos do grupo controle apresentaram fibrilas com diâmetros significativamente menores que os impedidos, ocorrendo, em geral, o inverso no grupo tratado, o que caracterizou uma interação, entre os grupos e condições de erupção, com inversão de valores. A regressão de superfície de resposta demonstrou uma tendência de comportamento onde os valores de diâmetro diminuiram a partir da região 3, que se relaciona com o primeiro molar inferior, em direção aos extremos incisal e apical e, a partir de uma faixa da zona junto ao dente, houve uma tendência de aumento em direção à zona junto ao osso alveolar, e o restante da zona junto ao dente. Este padrão foi diferente no caso de incisivos desimpedidos tratados com vimblastina, onde o diâmetro das fibrilas colágenas aumentou em direção incisal e apical, a partir da região 3. Com relação à área relativa de fibrilas colágenas e substância interfibrilar os dados mostraram uma tendência da área de substância interfibrilar ser maior no ligamento periodontal de incisivos desimpedidos do grupo controle, ocorrendo o inverso no grupo tratado. Estas diferenças parecem indicar que a escolha da região do ligamento periodontal a ser analisada, em relação aos efeitos de alterações do movimento eruptivo ou de forças que atuam no dente, pode interferir nos resultados de estudos em dentes de erupção contínua / Abstract: The area density of collagen fibrils and interfibrilar ground substance as well as the collagen fibrils diameter were detennined at the ultrastructurallevel in several regions and zones of the periodontal ligament of impeded and unimpeded rat incisors with eruption retarded by vimblastine. Six male rats hàd their lower left incisor kept in an unimpeded eruption condition while the contralateral one erupted nonnally. Three of these animaIs received an intraperitoneal injection of vimblastine (2 mg/Kg body weight) 24 hours before the end of the experiment, one week later. The other three animaIs received an equivalent volume of saline solution. The teeth were divided in 5 regions transversal to the longitudinal axis of the mClsor and processed for transmission electron microscopy. For each zone of the periodontalligament (tooth-related, bone-related and a midle one between the two), at the mesial face of the 5 regions 3 eletronmicrographs were printed at a final magnification of X 73.700, each micrograph presented more thaii 50% of its area of collagen fibrils in cross section. A test lattice with 400 points was used to detenninate the relative areas of collagen fibrils and interfibrilar ground substance and in each electronmicrograph the diameter of 30 collagen fibrils was measured. Data were submitted to statistical analysis using: variance anlysis, Tukey's test, response surface regression and canonical analysis. In both groups, in either impeded or unimpeded eruption, the mean diameter of collagen fibrils in alveolar bone zone was larger than in the others two zones. The unimpeded teeth from thecontrol group presented fibrils with a lower collagen fibril mean diameter than impeded ones. Generally the opposite was found in vinblastine-treated group, characterizing an interaction with reverse values. The response surface regression showed diameters values decreasing from region number 3 (related to lower first molar) toward the incisal and apical regions, while an increase of such values from a strip of the dental zone towards the alveolar zone and the remaining of the dental related zone. That pattem was different only in unimpeded teeth of vinblastine-treated animaIs, where the mean collagen diameter increased in both, apical and incisal, directions from region 3. The area occupied by interfibrilar ground substance was generally greater than the area of collagen fibrils in unimpeded teeth of the control group, while the contrary occured in the vinblastine-treated group. These differences seem to indicate that the choice of the region or zone of the periodontal ligament to be analysed, in relation to the effects of altered eruption or mechanical conditions of the incisors, may interfere on the results / Doutorado / Biologia e Patologia Buco-Dental / Doutor em Ciências
25

Estudo "in vitro' da ação de soluções fluoretadas sobre a rugosidade superficial de compositos odontologicos

Souza, Eloisa Helena Aranda Garcia de 14 July 2018 (has links)
Orientador: Simonides Consani / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:42:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_EloisaHelenaArandaGarciade_M.pdf: 2134987 bytes, checksum: 81dad6a0d0b5d4a673bf82122e3c9522 (MD5) Previous issue date: 1991 / Resumo: a rugosidade superficial dos compósitos recém-polimerizados frente à ação de substâncias-controle e soluções fluoretadas e a utilização da microscopia eletrônica de varredura como observação visual dos resultados foram o propósito deste trabalho. Foram utilizados dois compósitos (Concise e Herculite XR), sendo confeccionados 50 corpos de prova de cada material, que foram divididos em 2 grupos (controle e experimental). 0 grupo experimental foi submetido ao acabamento com discos Sof-lex (3M), diferindo do grupo controle, que não sofreu acabamento superficial. De cada tipo de compósito, cinco amostras foram expostas à ação de cada substância-controle (água destilada e ácido fosfórico 0,7%) ou de soluções fluoretadas < solução de fluoreto fosfato acidulado 1,23%; gel de fluoreto-fosfato acidulado 1,23%; e, flúor neutro 0,2%), por 4 minutos Em seguida, as amostras foram levadas ao rugosímetro (Talysurf 10) para obtenção dos valores de rugosidade média. 0 estilete percorreu a linha central de cada amostra fornecendo 5 leituras, em micrometros, permitindo assim a avaliação média quantitativa da área integrada do perfil da amostra. Os resultados indicaram que, nas amostras-controle (sem acabamento com lixas ), os compósitos Herculite XR e Concise comportaram-se de modo semelhante em rel ação às soluções fluoretadas, com exceção do flúor gel 1,23% (Kerr) que foi significante para Concise .Quanto às amostras experimentais (com acabamento com lixas), os valores de rugosidade superficial foram estatisticamente significantes para Concise x flúor neutro 9,2%, e Herculite XR x flúor gel 1,23% (Kerr). Observou-se também que as substâncias-controle não exerceram influência estatisticamente significante nas amostras-controle e experimental das resinas compostas / Abstract: The superficial roughness of the recently cured composites leading the activity of control substances and fluoride solutions, the use of scanning electorn microscopy <SEM> as visual observation of the results was the purpose of this paper. Two composite resins were employed (Concise and Herculite XR ), and through them were prepared 50 specimens of each composite. The specimens were subdivided into two groups (control and experimental). The experimental group was finished with Sof-lex discs (3M). No finishing instruments were used in the control group. Five samples of each composite were exposed to the action of each control substance (distilled water and 0, 7% phosphoric acid > or fluoride solutions (1,23% acidulated Phosphate fluoride rinse, 1,23% acidulated phosphate fluoride gel and 0,2% neutral rinse ) for 4 minutes. .The samples were taken to the perfilometer (Talysurf 10) to get the averages roughness values. The stylus range over central line of each sample providing 5 readings, in micrometers, permiting the quantitative mean evaluation of integral area of the sample profile. The results showed that in the control specimens (without finishing). Concise and Herculite XR suffered similar manner regarding fluoride solutions, except 1, 23% acidulated phosphate fluoride gel (Kerr) As far as experimental specimens (finished with Sof-lex), the values of superficial roughness were statistically significant for Concise x 0,2% neutral rinse, and Herculite XR x 1,23% APF gel (Kerr). Noticed also that control substances didn't cause statistically significant influence in the control and experimental composites samples / Mestrado / Materiais Dentarios / Mestre em Ciências
26

Adesão e morfologia de pares polimericos

Siqueira, Denise Freitas 14 July 2018 (has links)
Orientador : Suzana Pereira Nunes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-14T03:50:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Siqueira_DeniseFreitas_M.pdf: 5972703 bytes, checksum: e0ef56030046f55bafece1594de4140c (MD5) Previous issue date: 1990 / Mestrado
27

Instrumentação virtual para microscopia de varredura

Toscano Lins e Silva, Jener January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:40:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7090_1.pdf: 7379741 bytes, checksum: 04764f1d49d540dc79291e9e86063740 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2002 / O microcomputador é hoje uma ferramenta indispensável em qualquer tipo de atividade tecnológica, não só pela capacidade de analisar dados, mas também pela possibilidade de gerar e coletar sinais. Este trabalho se refere a implementação de instrumentação virtual capaz de fazer a aquisição de sinais e o controle de um microscópio de varredura, ou seja ele eletrônico, de força atômica, capacitivo ou de tunelamento. A instrumentação virtual consiste basicamente de uma placa periférica de microcomputador e uma interface gráfica. O circuito implementado utiliza um algoritmo de tempo real gravado em um PLD para gerenciar a escrita e leitura em dois bancos de memória independentes. Enquanto uma memória é escrita através do conversor analógico-digital, a outra tem seu conteúdo transferido para a memória principal do micro através de um controlador comercial de barramento PCI. Os bancos de memória são sincronizados através da utilização de um semáforo binário. O usuário pode comandar a placa facilmente, através da interface gráfica criada com o aplicativo Delphi ou Kylix. A placa oferece grande potencial para diversas outras aplicações. Por exemplo, ela pode ser utilizada como ferramenta de ensino, onde o aluno tem a oportunidade de trabalhar com os conceitos de programação orientada a objeto, barramento PCI e tempo real. Outras aplicações são a litografia eletrônica e o desenvolvimento de nanomanipuladores
28

Efeitos da erupção alterada, por desimpedimento e pela vimblastina, nos fibroblastos de regiões e compartimentos do ligamento periodontal de incisivos de ratos, estudo morfometrico ultraestrutural

Novaes, Pedro Duarte, 1960- 19 August 1996 (has links)
Orientador: Jose Merzel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-21T11:24:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Novaes_PedroDuarte_D.pdf: 2205146 bytes, checksum: d897b9dd1a4486951091014408089991 (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: As densidades volumétricas (Vv) de estruturas da face mesial do ligamento periodontal (LPD) de incisivos inferiores de ratos foram analisadas em dentes em condições de erupção: impedida (CI), que serviu de controle, desimpedida (CD), cuja erupção é acelerada, e sob a ação da vimblastina (VI e VD), que retarda a erupção. Seis ratos machos tiveram seus incisivos inferiores esquerdos seccionados a cada dois dias e mantidos em erupção desimpedida, enquanto que os contralaterais erupcionaram em oc1usão com os superiores. No 72 dia, três animais foram injetados, intraperitonealmente, com uma dose única de vimblastina (2 mg/Kg de peso) e os três restantes receberam volume equivalente de salina. Os animais, foram perfundidos, por via intracardíaca, com solução de Karnovsky e as hemimandíbulas dissecadas e imersas no mesmo fixador por mais 3 horas. As hemimandíbulas, após descalcificação em EDT A, foram divididas em cinco regiões transversais~ a porção entre a crista alveolar do ,incisivo e a face mesial do primeiro molar foi dividida em dois segmentos de igual extensão (RI e R2)~ os três segmentos restantes foram relacionados a cada um dos molares (R3, R4 e R5). O material foi pós-fixado em tetróxido de ósmio e processado para microscopia eletrônica de transmissão e cortes ultrafinos, no sentido transversal, foram obtidos de cada região. Para avaliação morfométrica foram usadas três eletronmicrografias no aumento final de 6. OOOx e três no aumento final de 47.730x, dos compartimentos junto ao dente, junto ao osso alveolar e um intermediário entre os dois, de cada região do LPD. No aumento de 6.000x, utilizando-se um retículo de 100 pontos, foram determinadas as V v de fibroblastos (V vf) e da matriz extracelular (Vvme). No aumento de 47.730 x, utilizando-se um retículo de 400 pontos, as Vv em relação a Vvf de: mitocôndrias, Golgi, lisosomas, retículo endoplasmático granular, microtúbulos, junções celulares e vesículas de colágeno. Nos animais controle com erupção impedida (CI), a Vvf e Vvme não se alteraram ao longo do dente, com exceção do compartimento intermediário, onde, em R2 e R3, Vvf foi maior e a Vvme menor que nas demais regiões. O desimpedimento aumentou a Vvf e diminuiu a Vvme , ificativamente, nos compartimentos intermediário e junto ao osso das regiões 4 e 5 (e.g., no compartimento intermediário da R4, a Vvf de CI foi de 0,322 e de CD, 0,532; a Vvme de CI foi 0,678 e de CD, 0,468). A vimblastina provocou algumas diferenças opostas entre dentes impedidos e desimpedidos em relação aos controles. Onde, por exemplo, a Vv aumentou nos primeiros, diminuiu nos últimos (e.g., no compartimento junto ao dente da RI, a Vvme em CI foi 0,623 e em VI, 0,718, enquanto que, em CD foi 0,746 e em VD, 0,440). Entre as estruturas citoplasmáticas, a alteração mais marcante foi a relacionada aos microtúbulos, cuja Vv aumentou nos dentes desimpedidos, principalmente, nos compartimentos junto ao dente e junto ao osso da R 1 e R2 e diminuiu, de modo generalizado, nos dois grupos (impedidos e desimpedidos) tratados com vimblastina (e.g., no compartimento junto ao dente da RI, a Vvmt de CI foi 0,0014 e em CD, 0,0073; e em VI foi 0,00 e em VD, 0,0018. Estes resultados parecem indicar que o ligamento periodontal do incisivo de rato não se comporta por igual em relação a fatores que alteram o processo de erupção, tanto nos compartimentos como nas regiões em que foi dividido / Abstract: The volume density (Vv) of structures at the mesial face of the rat lower incisor periodontal ligament (PDL) were determined in control and vimblastine treated, impeded (CI and VI) and unimpeded teeth (CD and VD). Six adult male rats had their left lower incisors shortened at every other day to erupt in an unimpeded condition, while the right ones erupted impeded. On the ih day, three animais were injected, intraperitoneally, with a single dose of vinblastine (2mg/K of b.w.) while the other three received an injection of an equivalent volume of saline. Under ether anesthesia, the animaIs were perfused, through the left ventricle, with Karnovsky's solution; the hemimandibles were dissected out, and left in the same solution for 3 more hours. After decalcification with EDT A, each hemimandible was divided in five transversal regions: between th~ alveolar crest and the mesial face of the 1st M, it was divided in two halves - RI and R2; the three folloWing Iregions, R3, R4 and Rs were related to each of the lower molar teeth. The pieces were pos-fixed with osmium tetroxide, processed for electron microscopy and transversal ultrathin sections were made from each region. For morphometric analysis, three electronmicroghaphs, at fmal magnification of 6.000x and three at 47.300x, were taken from the toothrelated compartment, alveolar bone-related compartment and from a midle one, between the former two, of each PDL region. At 6. OOOx, using a test system oí 100 points, the Vv oí fibroblasts (V vr) and extracellular matrix (Vvme) were determined. At 47.7 30x, using a test system of a 400 points, the Vv related to V vf oí mitochondria, Golgi, lysosomes, rough ER, microtubules, intercelIular junctions and intracelIular colIagen vesic1es, were determined. In control impeded teeth (CI), Vvf and Vvme were similar in alI regions, except in the midle compartment, where in R2 and R3, Vvf was higher and Vvme lower than the other regions. In unimped teeth, Vvf increased and Vvme decreased in the midle and alveolar bone-related parts of R4 and R5 (e.g. in midle compartment of R4, Vvf of CI was 0.322 and of CD, 0.532; Vvme of CI was 0.678 and of CD, 0.468). Vinblastine induced some opposite effects between impeded and unimped teeth: where for instance the Vv increased in the fonner, decreased in the latler or vice-versa (e.g. in the tooth-re1ated compartment of R1, Vvme. of CI was 0.632 and of VI, 0.718, while of CD was 0.746 and ofVD, 0.440). Among fibroblast cytoplasmic structures the most evident effect was related to microtubules. Their V vmt showed a significant increase in unimpeded teeth, mainly in the tooth-related and alveolar bone~related compartments and a general decrease i~ both vinblastine-treated groups (e.g. in tooth-related compartment ofRI, Vvmt ofCI was 0.0014 and ofCD 0.Oq73; ofVI was 0.00 and ofVD 0.0018). These results seem to indicate that different regions and compartments of PDL did not show a similar behaviour in relation to factors that alter the eruption processo / Doutorado / Biologia e Patologia Buco-Dental / Doutor em Ciências
29

Estudo morfometrico dos compartimentos de varias regiões do ligamento periodontal de incisivos de ratos em condições de erupção alterada pelo desimpedimento e pela vimblastina

Silva, Miralva Aparecida de Jesus 05 June 1997 (has links)
Orientador: Jose Merzel / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontrologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-22T12:47:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva_MiralvaAparecidadeJesus_M.pdf: 2136112 bytes, checksum: 6a32a2df1f02f1f2704d8c0bdaaef9a1 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: As densidades volumétricas de compartimentos de várias regiões da face mesial do ligamento periodontal de incisivos inferiores de ratos foram analisadas nas condições de erupção impedida, desimpedida e sob ação da vimblastina. Nos vários compartimentos de cada região foi determinada também a densidade volumétrica de fibroblastos e matriz extracelular. Nove ratos Wistar machos tiveram seus incisivos inferiores esquerdos seccionados a cada dois dias e mantidos em erupção desimpedida, enquanto os contralaterais permaneceram em oclusão. No sétimo dia, a partir do início do corte dos incisivos, 6 animais receberam, por via intraperitoneal, uma dose única de vimblastina (2 mg/kg de peso corporal) e os restantes receberam volume equivalente de salina. Três animais tratados e os do grupo controle foram sacrificados por perfusão via intracardíaca, com solução de Karnovsky, 24 horas e os outros três, 72 horas após a injeção. Após desmineralização pelo EDTA, as hemimandíbulas foram divididas transversalmente em 5 segmentos; o segmento compreendido entre a porção mais incisal da crista alveolar e a face mesial do primeiro molar foi dividido ao meio, sendo a metade incisal denominada RI e a metade apical R2. Os outros três segmentos, denominados R3, R4 e R5 corresponderam respectivamente ao 1°, 2° e 3° molares inferiores. Os segmentos foram pós-fixados em tetróxido de ósmio 1% em tampão fosfato pH 7,3, desidratados com acetona, incluídos em araldite e cortes transversais de 1 'mu 'm de espessura foram corados com azul de metileno. Para a avaliação morfométrica foram usados 3 cortes não consecutivos de cada região. No aumento de 80X foram determinadas as densidades volumétricas do ligamento periodontal ('Vv IND. L') da face mesial e de seus compartimentos: junto ao dente ('Vv IND. T') e junto ao osso ('Vv IND. B'), este último subdividido em tecido conjuntivo ('Vv IND. C') e vasos + nervos ('Vv IND. VN'). No aumento de 800X foram determinados os volumes relativos de fibroblastos ('Vv IND. F') e de matriz extracelular ('Vv IND. ME') em cada região subdividida nos compartimentos: junto ao dente (T), junto ao osso (B) e um intermediário entre ambos (M) desimpedidos, ou seja, a 'Vv IND. C' foi, em geral, maior nos dentes impedidos e menor nos dentes desimpedidos em animais tratados com vimblastina em relação aos respectivos controles. As densidades volumétricas de tibroblastos e matriz extracelular nos diversos. No grupo controle impedido, 'Vv IND. L' , 'Vv IND. T' e 'Vv IND. C' aumentaram de apical para incisal enquanto 'Vv IND. VN' diminuiu na mesma direção. O desimpedimento promoveu, no geral, uma diminuição das 'Vv IND. L', 'Vv IND. T' , 'Vv IND. VN' e aumento da 'Vv IND. C'. Não houve diferença marcante entre os dois tempos de tratamento pela vimblastina, que provocou um aumento de 'Vv IND. L' e 'Vv IND. T' nas regiões mais apicais em comparação com os respectivos controles. Em relação à porção de tecido conjuntivo do compartimento junto ao osso ('Vv IND. C' ), a vimblastina provocou uma alteração inversa entre dentes impedidos e desimpedidos, ou seja, a 'Vv IND. C' foi, em geral, maior nos dentes impedidos e menor nos dentes desimpedidos em animais tratados com vimblastina em relação aos respectivos controles. Quanto à 'Vv IND. VN', sua tendência foi diminuir nos animais tratados, tanto nos dentes impedidos, quanto nos desimpedidos. As densidades volumétricas de tibroblastos e matriz extracelular nos diversos compartimentos e regiões do ligamento periodontal dos incisivos controles desimpedidos diferiram do que é referido na literatura e dos resultados obtidos com o mesmo material em microscopia eletrônica. Provavelmente, ao microscópio óptico, a densidade volumétnca da matriz extracelular foi superestimada, enquanto que a dos tibroblastos foi subestimada devido aos tinos prolongamentos citoplasmáticos destas células; só identiticáveis ao microscópio eletrônico. Como isto ocorreu com maior freqüência nos incisivos desimpedidos, é possível que o número de processsos tibroblásticos tenha aumentado no ligamento destes dentes. Esta hipótese só poderá ser avaliada num futuro trabalho, o que fez com que deixássemos, por ora, de considerar os dados de 'Vv IND. F' e 'Vv IND. ME' / Abstract: The volume density of the compartments of several regions at the mesial face of Periodontal ligament in lower incisors of rats, was analized in conditions such as impeded and unimpeded eruption and after treatment with vinblastine. The volume density of fibroblast and extracellular matrix in the compartments of each region was also determined. Nine male wistar rats had their lower left incisors sectioned each two days and kept in unimpeded eruption, while the contralateral ones were kept in oclusion. On the 7th day, six animals received intraperitoneally a single dose of vinblastine (2 mg/k of body weigth), while the three controls received an equivalent volume of saline. The animals were killed by intracardiac perfusion with Kamovsky's solution, 3 treated ones and 3 controls at 24 h, and 3 treated at 72 h after vinblastine injection. After desmineralization with EDT A, the hemimandibules were dividided tranversally in 5 segments: the segment between the most incisal- portion of alveolar crest and the mesial face of the first molar was divided in the middle, calling the incisal half as RI and the apical half as R2. The other 3 segments, denominated as R3, R4, R5 were respectively related to the first, second and third lower molars. The segments were pos-fixed with osmium tetroxide 1% in phosphate buffer pH 7.3, dehidrated with acetone, embeded in araldite and 1 'mu'-thick transversal sections were stained with methilene blue. For the morphometric evaluation, using a grid of 100 points, three non consecutive sections of each region were analysed. The volume density of the periodontalligament ('Vv IND. L' ) of the mesial face and its compartments: tooth-related ('Vv IND. R') and alveolar bone-related ('Vv IND. B'), the latter subdivided in connective tissue ('Vv IND. C') and blood-vessels plus nerves ('Vv IND. VN') was determined at a magnification of x80. At magnification of x800, using 16 points of the same grid, the relative volume of fibroblasts ('Vv IND. F') and extracellular matrix ('Vv IND. ME') was determined in each region subdivided in the following compartments: tooth-related (T), alveolar bone-related (B) and a middle one between the two (M). In the impeded control group, 'Vv IND. L' ,'Vv IND. T' and 'Vv IND. C' increased trom apical to incisal, while 'Vv IND. VN' decreased in the same direction. In general, the unimpeded controls showed decrease of 'Vv IND. L','Vv IND. T' and 'Vv IND. VN' and an increase of 'Vv IND. C' as compared to the impeded ones. There were no an increase of 'Vv IND. L' and 'Vv IND. T' in the most apical regions, as compared to the respective controls. As for 'Vv IND. C', vinblastine caused an inverse alteration between the impeded and unimpeded teeth, marked differences between the two groups of vinblastine treated animals. Vinblastine induced 'Vv IND. C' was, in general, bigger in impeded teeth and smaller in unimpeded teeth of vinblastine treated animals compared to the respective controls. The tendency Of 'Vv IND. VN' was to decrease in both impeded and unimpeded teeth of vinblastine treated rats. Our results on the volume density of periodontalligament fibroblasts and extracellular matrix: in control unimpeded incisors were different trom data related in the literature and even trom the ones yie1d by the same material 3;. the e1ectron microscope leveI. At the light I microscope the volume density of the extracellular matrix was probably superestimated, while the fibroblast volume was underestimated, probably because of the thin citoplasmatic prolongaments ofthese cells, only visualized with the electron microscope. Since this was most trequent in unimpeded incisors, the number of fibroblasts processes could have increased in the periodontal ligament of these teeth. This hypothesis should be evaluated in a future work, so we decided not to consider, for the time being, the data of 'Vv IND. F' and 'Vv IND. ME' / Mestrado / Biologia e Patologia Buco-Dental / Mestre em Odontologia
30

Estudo da composição de fases nos contornos de grãos supercondutores A-15 e sua influência nas propriedades de transporte

Rodrigues Junior, Durval 26 March 1997 (has links)
Orientador: Daltro Garcia Pinatti / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Fisica Gleb Wataghin / Made available in DSpace on 2018-07-22T22:41:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RodriguesJunior_Durval_D.pdf: 2299001 bytes, checksum: 7f64976ba8c182200ced0a3d155f2fe8 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: O presente trabalho faz a caracterização completa das propriedades de transporte e microestruturais de fios supercondutores multifilamentares de Nb3Sn, (Nb,Ta)3Sn e (Nb,Ti)3Sn produzidos comercialmente e em laboratório através de diversas técnicas de fabricação. É conseguido o entendimento dos mecanismos de aprisionamento de fluxo que agem nestes materiais e, consequentemente, quais as metodologias que devem ser seguidas para suas otimizações de corrente elétrica. A intensidade de aprisionamento atuando sobre as linhas de fluxo magnético nestes materiais é determinada pela densidade volumétrica de grãos e pela variação da composição de fases proximas de seus contornos. As distribuições de tamanhos de grãos são obtidas por MET enquanto que os perfis composicionais perto dos contornos são obtidos em STEM, com resolução de 2 nm. São determinados os perfis de Nb, Sn, Cu, Ta e Ti dependendo do material supercondutor analisado. As concentrações de Sn e Cu perto dos contornos aumentam rapidamente em relação aos seus valores dentro dos grãos enquanto que o Nb apresenta comportamento oposto. O Ta substitui o Nb na fase supercondutora mesmo próximo dos contornos sendo que as concentrações de ambos elementos diminui nesta região. A concnetração de Ti aumenta nos contornos, substituindo o Nb, provavelmente devido à afinidade do Ti com o Cu. Não foi encontrado Cu no interior dos grãos além de distâncias de 10 nm dos contornos / Abstract: This work completely characterizes the transport properties and microstructures of commercial and laboratory Nb3Sn, (Nb, Ta)3Sn and (Nb, Ti)3Sn multifilamentary superconductor wires made through several fabrication methods. It is understood the flux pinning mechanisms acting in these materials and the best metallurgical routes to improve their critical currents. The pinning strength acting on the flux line lattice in these materia1s is determined by the volumetric grain density and by the composition variation of phases near the grain boundaries. The distribution of grain sizes was determined by TEM and the composition profiles near the boundaries were obtained by STEM, with a 2 nm resolution. It was determined the profiles of Nb, Sn, Cu, Ta and Ti, depending on the conductor type. The concentrations of Sn and Cu near the boundaries increased rapidly in comparison to their values inside the grains, while the Nb showed the opposite behavior . Ta substitutes Nb even near the grain boundaries, where their concentrations decrease. The Ti concentration increases near the boundaries probably due to the affinity to Cu. There is no Cu inside the grains after a distance of 10 nm from the boundaries. The ana1ysis of the superconducting phase formed in the wire filaments were made with SEM and microprobe. The complete characterization of the conductors transport properties included measurements of critical currents versus applied magnetic field, upper critical magnetic field versus temperature, critical temperature and residual resistivity ratio. The models used to understand the flux pinning in the samples led to the conclusion that two mechanisms can act in this type of material: the vortex core interaction with the normal phases at the grain boundaries and the flux line lattice shearing on these boundaries. The pinning forces due to this second mechanism are always lower than those of the first mechanism and the shearing behavior is the only one found experimentally. These models reproduced the experimental data very well giving calculated grain size values very close to those found in the conductor microstructures. Due to the fact that it must exist a direct relation between the flux line lattice spacing and the grain sizes that act in the flux pinning, this work defines the effective grain size, Deffective, which changes with the applied magnetic field. The understanding of the flux pinning behavior in Nb3Sn led to the design of a conductor capable of transporting high critical currents with high stability . This conductor was produced using the solid-liquid diffusion method and reached transport currents as high as 380 A at 10 T (0,81 mm conductor diameter). This gives a current density jc non-Cu of 2200 A/mm2 at 10 T / Doutorado / Física / Doutor em Ciências

Page generated in 0.0757 seconds