• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 53
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 1
  • Tagged with
  • 54
  • 54
  • 23
  • 18
  • 15
  • 13
  • 13
  • 12
  • 11
  • 9
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sexualidade e identidade feminina em "Iracema" de José de Alencar : da literatura romântica de vestibular à visão crítica dos vestibulandos /

Svizzero, Nelma Eugenia. January 2018 (has links)
Orientador: Maria Regina Momesso / Banca: Vagner Sérgio Custódio / Banca: Valéria Cristina Gimenes Prado / Resumo: O romance indianista romântico Iracema, de José de Alencar, objeto de leitura para o vestibular, pode ganhar novas dimensões significativas para os leitores jovens se práticas de ressignificação discursiva forem adotadas no processo de orientação da decodificação da obra e como subsídio para a Educação Sexual formal dentro da escola. Além das informações sobre as condições de produção do romance, incluindo a estética romântica, a temática indianista, e o projeto nacionalista do autor, é assaz enriquecedora a atualização do seu conteúdo tendo em vista o horizonte de expectativa dos novos leitores da literatura canônica. Esta prática de leitura literária é de extrema importância para o jovem refletir sobre temáticas da sexualidade e especialmente sobre a identidade feminina tanto dentro da ficção da obra canônica quanto na realidade de sua vida cotidiana. Portanto os principais objetivos aqui propostos são: identificar no texto romântico a presença de discursos sobre a sexualidade e a identidade feminina, com análise da sua formatação idealista e nacionalista conforme os postulados da estética romântica e seus objetivos de origem europeia adaptados aos interesses do movimento no contexto histórico social brasileiro do século 19; para em seguida por meio dessas práticas de leitura da obra literária promover subsídios para uma educação sexual formal dentro do âmbito escolar. Para tanto serão utilizadas como referências as obras de críticos consagrados como Antônio Cândido, Alfred... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: José de Alencar's romantic indianist novel Iracema, which is the subject of reading for college entrance examinations, may gain new dimensions for young readers if discursive re-signification practices are adopted in the process of guiding the decoding of the work and as a subsidy for formal Sexual Education within the school. In addition to information on the production conditions of the novel, including romantic aesthetics, indianist issue and the author's nationalist project, it is very enriching the updating of its content in view of the horizon of expectation of the new readers of the canonical literature. This practice of literary reading is of extreme importance for young people to reflect on the themes of sexuality and especially on the feminine identity both within the fiction of the canonical work and in the reality of their daily life. Therefore, the main objectives proposed here are: to identify in the romantic text the presence of discourses on sexuality and feminine identity, analyzing their idealistic and nationalistic forms according to the postulates of romantic aesthetics and the objectives of European origin adapted to the interests of the movement in the Brazilian social historical context of the 19th century; and then through these practices of reading the literary work to promote subsidies for a formal sexual education within the school context. For this purpose, the works of critics such as Antonio Cândido, Alfredo Bosi, Luiz Roncari among others, will ... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
2

Madames, mademoiselles, melindrosas : "feminino" e modernidade na revista Fon-Fon (1907-1914)

Macena, Fabiana Francisca January 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2010. / Submitted by Fernanda Weschenfelder (nandaweschenfelder@gmail.com) on 2010-11-12T16:32:13Z No. of bitstreams: 1 2010_FabianaFranciscaMacena.pdf: 1413268 bytes, checksum: 92d82f989217b78872c1b935acefff87 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-11-18T23:54:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_FabianaFranciscaMacena.pdf: 1413268 bytes, checksum: 92d82f989217b78872c1b935acefff87 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-11-18T23:54:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_FabianaFranciscaMacena.pdf: 1413268 bytes, checksum: 92d82f989217b78872c1b935acefff87 (MD5) / Essa dissertação tem como objeto de estudo a construção da modernidade e do feminino na cidade do Rio de Janeiro no contexto da Belle Époque (1907-1914) nas páginas da revista Fon-Fon, publicação do início do século XX, reconhecida como semanário sintonizado com os novos tempos da modernidade carioca. Nosso objetivo foi o de investigar como se construiu a modernidade e o feminino na análise das imagens, representações e significações veiculadas pela Fon-Fon. Procuramos evidenciar os modos como os autores de diversas seções da revista representaram e significaram a modernização e o feminino, como eles fizeram sua leitura e, ao mesmo tempo, como ensinaram o/a leitor/a a ler/interpretar tais construtos. A pesquisa de seus textos revelounos que, além da modernidade, o periódico operou também na construção discursiva do gênero naquela sociedade em processo de modernização. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research aimed to analyze how the modernity and the feminine were built in the context of Belle Époque (1907-1914), in the city of Rio de Janeiro, according to Fon- Fon which was a weekly magazine, published in the beginning of the 20th century and recognized as a way to be updated on the Carioca's society. Our intention was to investigate how the modernity and the feminine was built through the analysis of images, representations and meanings broadcasted by Fon-Fon. We tryed to show the way that the authors, from differents sections of the magazine, represented the modernization and the feminine, how they did their readings and, at the same time, how they taught the readers to read and interpret those concepts. The results highlight that, besides the modernity, the magazine also worked in the discursive construction of gender in that society which was passing through a modernization process.
3

Socialização, papéis de gêneros e desenvolvimento psicológico : tecendo narrativas femininas

Maracci, Inara Linn 28 November 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2013. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2014-01-28T11:35:25Z No. of bitstreams: 1 2013_InaraLinnMaracci.pdf: 4276038 bytes, checksum: 80e6577739911b42c5eb6be7156f0c48 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2014-01-29T20:48:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_InaraLinnMaracci.pdf: 4276038 bytes, checksum: 80e6577739911b42c5eb6be7156f0c48 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-29T20:48:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_InaraLinnMaracci.pdf: 4276038 bytes, checksum: 80e6577739911b42c5eb6be7156f0c48 (MD5) / A socialização e a construção identitária de gênero são processos importantes do desenvolvimento psicológico humano. Esse estudo investigou como as mulheres constroem seus papéis de gênero e vivenciam o seu processo de socialização durante o seu desenvolvimento, a partir de narrativas. Participaram da pesquisa quatro mulheres entre 37 e 55 anos de idade, servidoras de uma universidade pública do DF. Três delas com formação de nível superior e uma de nível médio. Todas eram mães (2 a 3 filhos), sendo uma casada, uma em união estável, uma divorciada e uma solteira. As participantes se consideraram pertencentes à classe baixa e média. A coleta de dados desenvolveu-se em três etapas consecutivas. Na primeira, solicitou-se uma narrativa escrita: “Minha história de vida: de menina até hoje”. Na segunda, foram propostas questões individuais elaboradas a partir das narrativas. Na terceira etapa, os temas comuns evidenciados nas narrativas foram apresentados como objeto de discussão para três sessões de grupo focal. Os dados obtidos nas duas primeiras etapas foram analisados como um texto, tomando-se a proposição como unidade de análise. As interlocuções do grupo focal foram submetidas à análise dos atos da fala. A análise dos resultados das etapas iniciais sugere que: a socialização, a construção e desempenho de papéis sociais femininos ainda fundamentam-se pelas ideologias da naturalização, do patriarcado e do mito do amor materno; os papéis femininos tradicionais, de esposa e mãe, ainda são fortemente socializados ao longo da vida e são priorizados, em detrimento de outros papéis, como os papéis de pessoa, mulher e profissional;; o foco na queixa do abandono e na ausência do apoio masculino demonstra a posição de destaque, dada à figura masculina, e a consequente dependência feminina, conforme parâmetros patriarcais. Os dados do grupo focal revelaram: a dificuldade das mulheres em adotarem ou aceitarem uma fala feminina mais assertiva e a criação de um falso self; a socialização de atitudes femininas como a dependência, o apego, o medo do abandono, a queixa, e a permanência de um padrão de feminilidade, no qual as mulheres devem ser boas, ceder, agradar e viver em função dos outros. O método adotado se revelou propício à investigação proposta neste estudo. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The socialization and the development of a gender identity in our society by individuals are important processes of human psychological development based on the narratives. This study investigated how women create their female gender roles, and how they are influenced by social parameters throughout their development. Four women between the ages of thirty-seven and fifty-five participated in this study. These women are all employed at a Public University, in Brazils Federal District. Three of the women have College degrees and one holds a high school diploma. All are mothers, with two to three children. One is married, one is in a stable union, one is divorced and one is single. The participants considered themselves to be of the lower to the middle socio-economic class. Data was collected in three consecutive stages. In the first phase, we asked the participants to write a narrative: "My life story: from girl to present." In the second phase, we questioned them about issues raised in their narrative. In the third phase, we presented for discussion elements that were common in the first two phases in, for three focus group sessions. The data obtained in the first two phases was transcribed and analyzed; subsequently using it as a unit for analysis. The dialogs from the focus group were submitted to speech analysis. The resulting analysis suggests that: the socialization process, the development and the performance of the female role in society are strongly influenced by the ideologies of naturalization, social/patriarchal concept and the misconception of maternal love. The concept of traditional female roles of wife and mother are still strongly socialized throughout life. This prioritization of the female/mother role figure appears to be to the detriment of other roles, such as individual, as woman and as professionals in this study. The frequent complaint of “abandonment” and “absence” of male support in parenting, underlines the prominent position given to the masculine figure in society and the subsequent dependence of women in accordance with existing social/patriarchal parameters. The data resulting from the study of the focus group, revealed: the difficulty women have in exercising a more assertive role and manner of speaking and the creation of a “false” self; the socialization of feminine attitudes like dependence, attachment, fear of abandonment, complaint; and the permanence of feminine ideologies in which females are portrayed as good, dependent, accommodative who function as a result of the needs of others. The methods utilized in this study revealed themselves appropriate for the proposed study.
4

A identidade sociossexual da mulher brasileira : seis décadas de discursos na mídia revista

Lopes, Elizabete Nepomuceno Raiol 17 April 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2015. / Esta Dissertação de Mestrado, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Brasília – Área de Concentração: Linguagem e Sociedade, Linha de Pesquisa: Discursos, Representações Sociais e Texto –, trata da mulher brasileira nos discursos publicados nas revistas de atualidades Realidade Edição Especial Mulher (1967); Revista Veja Especial Mulher (1994) e Revista Veja Edição Especial Mulher (2010). Procurei nessas revistas marcas discursivas da identidade sociossexual feminina, a fim de identificar as ideologias que atravessavam esses discursos para a construção da representação da Mulher na sociedade brasileira. Parti da perspectiva de que as identidades são construídas e marcadas por conflitos, por isso, sua analise é importante para saber como essas edições representam e/ou identificam ideologias, discursos hegemônicos e práticas sociais e sexuais da mulher na sociedade brasileira; saber de quem é o discurso da sociossexualidade da mulher nessas revistas e quais marcas textuais e discursivas identificam e/ou representam, física e simbolicamente, o corpo, o sexo, o comportamento sexual e a sexualidade da mulher nas revistas. Para tanto, baseei-me nas teorias de discurso de Fairclough (1989, 2001b, 2006a, 2006b) e de Chouliaraki e Fairclough (1999), a fim de tratar da importância das construções socioculturais na constituição da sociossexualidade feminina e ainda enfatizei as perspectivas conceituais sobre identidade, em Bauman (2001), Woodward (2004), Giddens (1993, 2012), globalização em Castells (2010), e ideologia/mídia, em Thompson (2002, 2009). Com esses construtos teóricos considerei para a compreensão da identidade nas revistas as categorias analíticas gênero textual, coesão e coerência, uso de vocábulos, relações de intertextualidade/ interdiscursividade e modos de operação das ideologias nos textos da pesquisa. Com relação à metodologia, uso o método qualitativo-quantitativo para comparar e evidenciar as marcas discursivas da identidade sociossexual da brasileira nas seis décadas de discursos da e sobre a mulher nos textos das revistas supraditas. Com esta investigação exponho as relações intertextuais entre os discursos das revistas e a lógica de organização desses discursos em prol da manutenção de interesses comerciais da mídia que insere a mulher no contexto do mercado consumidor global ao mesmo tempo em que cria um modelo de identidade da sociossexualidade da mulher ao longo de décadas de reprodução desses discursos. / Presented to the Programa de Pós-Graduação em Linguística at the Universidade de Brasília, in the Concentration Area “Language and Society” at the Research Line “Speeches, Social Representations and Text”, this work studies the Brazilian woman in the speeches published in Realidade magazine “Edição Especial Mulher” (1967); and Veja magazine “Edição Especial Mulher” (1994) and “Edição Especial Mulher” (2010). These magazines I sought discursive trademarks of sociossexual female identity, to identify the ideologies present in these discourses related to the construction of the Women’s representation in Brazilian society. I start by considering that identities are constructed and marked by conflict. This analysis serves to know how these issues represent or identify ideologies, hegemonic discourses and social and sexual practices of women in Brazilian society. Furthermore, it is important to know who the speech on women in these magazines and what text marks (linguistic forms and expressions) and discursive marks identify or represent, physically and symbolically the body, sex, sexual behaviour and sexuality women in magazines. So I base myself in Fairclough’s speech theories (1989, 2001b, 2006a, 2006b) and Chouliaraki and Fairclough (1999), studying the importance of social and cultural constructions in the constitution of female sexuality, and even highlight the conceptual perspectives on identity, in Bauman (2001), Woodward (2004), Giddens (1993, 2012), globalization Castells (2010), and ideology/media, Thompson (2002, 2009). Based on these theoretical bases, I use the analytical genre categories, cohesion and coherence, using words, relations of intertextuality and interdiscursivity, and modes of operation of ideologies in the search text for the understanding of identity in magazines. Still use the qualitative-quantitative method to compare and highlight the discursive marks of Brazilian identity of sociossexual in nearly six decades of discourses about women in the texts of selected magazines. With this research expose the intertextual relations between the discourses of the magazines and the organizational logic of these discourses in advantage of maintaining business interests of the media that enters the woman in the global consumer market context, while establishing an identity model social and sexual this woman for decades reproduction of these discourses.
5

Entram em cena as tecnologias de subjetivação : Corpos e Desejos na cinematografia brasileira pela ótica de diretoras de cinema no período de 2002 a 2012 e suas implicações para (des)construção dos gêneros /

Anacleto, Aline Ariana Alcântara. January 2016 (has links)
Orientador: Fernando Silva Teixeira Filho / Banca: Wiliam Siqueira Peres / Banca: Carla Cristina Garcia / Banca: Rafael Siqueira de Guimarães / Banca: Dolores Cristina Gomes Galindo / Resumo: Em cenário brasileiro, os estudos de gênero se consolidam no final da década de 70, com fortalecimento dos movimentos feministas que possuíam reivindicações específicas do universo feminino. Ao longo dos anos, esta luta por direitos de igualdade, construiu uma significativa representação da imagem da mulher na sociedade, que busca ultrapassar a imagem tradicional e estereotipada, advinda de forças patriarcais e machistas. A construção dessa mudança é o resultado de muitas elaborações críticas e teóricas por parte da comunidade acadêmica que, interessada nos estudos culturais e pós-estruturalistas, começou a pensar criticamente sobre as questões de gênero, e mais especificamente sobre a posição e representação da mulher no contexto sociocultural. Portanto, compreender a analítica da categoria gênero, levou para a sociedade, o reconhecimento de uma variedade de formas de interpretação, simbolização e organização das diferenças sexuais nas relações sociais, perfilando um crítico discurso que se espalhou também pelas ciências da comunicação, sobretudo o cinema. Nesta perspectiva, a intenção desta pesquisa é apresentar um estudo sobre a imagem da mulher na cinematografia brasileira dos filmes dirigidos por mulheres no período entre 2002 a 2012. Os filmes foram selecionados e categorizados de acordo com uma ficha de análise em três diferentes categorias, filmes que reforçam a identidade da mulher, filmes que questionam a identidade da mulher e filmes que desconstroem a identidade d... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: In the Brazilian context, gender studies are consolidated at the end of the 70s, with strengthening of feminist movements who had specific demands of the feminine universe. Over the years, this struggle for equal rights, has built a significant image of women's representation in society, which seeks to overcome traditional and stereotypical images, arising from patriarchal and chauvinistic forces. The construction of this change is the result of much criticism and theoretical elaborations by the academic community, interested in cultural studies and post-structuralist, he began to think critically about gender issues, and more specifically on the position and representation of women in sociocultural context. Therefore, understanding the analytical category of gender, took to the society, the recognition of a variety of forms of interpretation, symbolization and organization of sex differences in social relations, outlining a critical discourse that is also spread by the communication sciences, especially cinema. In this perspective, the intent of this research is to present a study on the image of women in Brazilian cinematography of films directed by women between 2002 and 2012. The films were selected and categorized according to a summary sheet in three different categories, movies that reinforce the woman's identity, films that question the identity of the woman and movies that deconstruct the identity of the woman and, before that, seeks to present a reflection that goes... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
6

A era da convergência : cooperação entre diferentes mídias na produção de identidades femininas contemporâneas /

Moraes, Meire Helen Godoi de. January 2013 (has links)
Orientador: Maria do Rosário de Fátima Valencise Gregolin / Banca: Denise Gabriel Witzel / Banca: Cleudemar Alves Fernandes / Resumo: A partir dos pressupostos teóricos da Análise do Discurso de linha francesa, derivada dos trabalhos de Michel Pêcheux e Michel Foucault, pretendemos descrever os mecanismos discursivos que produzem identidades nas capas da revista Manequim e nos perfis, voltados para o mercado de produtos femininos e da moda, inseridos na rede social Facebook e no "-micro-blogging-" (VIEIRA, 2009) Twitter; mostrar as mudanças que ocorreram nos mecanismos discursivos produzidos nas capas da revista Manequim, com a emergência das tecnologias digitais; apresentar as instituições que, ao lado da moda, passam a normatizar o modo de ser feminino, pós era digital e problematizar as funções dos discursos inseridos nesses meios de comunicação impresso e digital na produção de "verdades" sociais. Nosso corpus é constituído de dezesseis capas da revista Manequim, sendo onze publicadas no século XX e as outras cinco no século XXI, e de onze perfis digitais, sete inseridos no Facebook ("Enter na Moda", "Moda", "Manequim", "MdeMulher", "Mimos & Caprichos", "Portais da Moda Oficial", "Simplesmente menina mulher") e quatro localizados no Twitter ("Bolsa de Mulher", "Manequim", "Oficina da Moda", "Mulher da Moda"). As análises evidenciam que as identidades, produzidas nos discursos dos perfis e das capas mais atuais da revista (década de 1990 em diante), são construídas por mecanismos de uma lógica de poder, baseada na sedução, e regidas por forças econômicas, institucionais e tecnocientíficas. A disseminação diária destes discursos acarreta o surgimento da normalidade, que se transformará, ao longo dos tempos, em "verdades" sociais. Estas "verdades" implicam a produção de identidades femininas contemporâneas / Résumé: À partir des présupposés théoriques de l'Analyse du Discours de tendance française, dérivée des travaux de Michel Pêcheux et Michel Foucault, on a cherché à décrire les mécanismes discursifs qui produisent identités sur les couvertures de la revue Manequin et dans les profils digitaux, tournés vers le marché des produits féminins et de la mode, insérés dans le réseau social Facebook et dans le "- micro-blogging-"(VIEIRA, 2009) Twitter; montrer les changements que ils arrivaient dans les mécanismes discursifs produits dans les couvertures de la revue Manequin, avec l'emergence des technologies digitaux; présenter les institutions que, à côte de la mode, ils passaient à normaliser la façon d'être féminin, après ère digital; à mettre en question les fonctions des discours insérés dans ces médias imprime et digital dans la production de "vérités" sociales. Nos corpus est composé de seize couvertures de la revue Manequin, dont onze publiées au XXe siècle et les cinq autres au XXIe siècle, et de onze profils digitaux, dont sept insérés dans le Facebook ("Enter dans la Mode", "Mode", "Manequin", "MdeFemme", "Câlin & Caprices", "Simplement fille femme","Mode Officielle") et quatre situés dans le Twitter ("Sac de Femme", "Manequin", "Boutique de Mode", "Femme de la Mode"). Les analyses ont montré que les identités, produites dans les discours des profils et des couvertures les plus récentes de la revue (les années 1990 ensuite), sont construites par des mécanismes d'une logique de pouvoir fondée sur la séduction, et régies par des forces économiques, institutionnelles et techno-scientifiques. La propagation quotidienne de ces discours entraîne l'apparition de la normalité, qui deviendra, au fil des temps, des "vérités"sociales. Ces "vérités" impliquent la production de identités féminines contemporaines / Mestre
7

Guerreiras, maternais e profissionais - candidatas à presidência do Brasil no HGPE televisivo

Lima, Alice Marina lira January 2017 (has links)
Orientadora: Profa. Dra. Luciana Panke / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Defesa: Curitiba, 23/03/2017 / Inclui referências : f. 113-122 / Resumo: A pesquisa tem como tema o feminino sob o viés da comunicação política e eleitoral. O objetivo é identificar imagens de candidatas no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) de todas as mulheres que disputaram a presidência do Brasil. Entre os anos de 1989 e 2014, sete participaram dos pleitos. Assim, o problema de pesquisa é: de que maneira as candidatas à presidência do Brasil se apresentaram no HGPE de acordo com perfis considerados ideais, elaborados por Luciana Panke (2015), que são a guerreira, a maternal e a profissional? Para responder à pergunta, abordam-se conceitos e pesquisas de gênero que entendem o termo enquanto construção social e cultural de identidades (LAMAS, 2013; SCOTT, 1995; PANKE, 2015). Autores como Luís Felipe Miguel e Flávia Biroli (2011; 2014), e Panke (2015; 2016) discorrem sobre as características da relação entre mulheres e política, suas representações, tendências e desafios. Para a contextualização sobre comunicação política e eleitoral, são adotados trabalhos como os de Afonso Albuquerque (2004) e Panke (2010; 2011). Já na etapa empírica, a partir do método de análise de conteúdo, busca-se identificar os perfis de candidaturas femininas sistematizados por Panke (2015): a guerreira, a maternal e a profissional. A pesquisa verificou que a primeira é a que mais se destaca entre as candidatas, em média, em 50% do tempo. Em seguida, a maternal, com 29% e, em menor quantidade, a profissional - 21%. Embora possuam características, estruturas de campanha e partidos diferentes, diversas semelhanças foram encontradas na comunicação projetada por essas candidatas. O argumento de que a mulher tem uma forma diferente de fazer política e o apelo à questão de gênero foram mais presentes entre as primeiras postulantes ao cargo, Lívia Maria Pio e Thereza Ruiz. Contudo, alguns posicionamentos que buscam levar características do espaço doméstico, com o qual as mulheres são relacionadas historicamente, à atividade pública, na qual está inserida a política, continuam presentes nas últimas campanhas realizadas no país, como nas da presidenta eleita em 2010 e reeleita em 2014, Dilma Rousseff. Palavras-chave: Comunicação Política. Mulheres. HGPE. Eleições. Candidatas presidenciais. / Abstract: The research has the theme of females under the bias of political and electoral communication. The objective is to identify profiles of female candidates in the Free Political Advertising Time (description for Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral, HPGE), of all those who disputed the presidency of Brazil. Between the years of 1989 and 2014, seven women participated in the election lawsuit. Thus, the research question is: how did the candidates for the Brazilian presidency present themselves in the HGPE according to profiles considered ideal, elaborated by Panke (2015), which are the brave, the maternal and the professional? To answer the question, the dissertation approaches concepts and gender research that understand the term as a social construction and culture of identities (LAMAS, 2013; SCOTT, 1995; PANKE, 2015). Authors such as Luís Felipe Miguel and Flávia Biroli (2011, 2014), and Luciana Panke (2015, 2016) write about the characteristics of the relationship between women and politics - their representations, trends and challenges. For the contextualization on political and electoral communication, works like those from Afonso Albuquerque (2004) and Panke (2010; 2011) are adopted. In contrast, in the empirical stage, from the method of content analysis, it is sought to identify profiles of female applications systematized by Panke (2015): the brave; the maternal; and the professional. The research identified that the first is the one that stands out among the candidates, on average, in 50% of the time. Then, the maternal, with 29% and, to a lesser extent, the professional - 21%. Although they have characteristics, campaign structures and different parties, several similarities were found in the images projected by these candidates. The argument that women have a different way of doing politics and appealing to the gender issue were more present among the first candidates, Lívia Maria Pio and Thereza Ruiz. However, some positions that seek to take characteristics of the domestic space with which women are historically related to the public activity in which the policy is inserted continue to be present in the last campaigns held in the country, such as those of the president elected in 2010 and re-elected In 2014, Dilma Rousseff. Keywords: Political Communication. Women. HGPE. Elections. Presidential female candidates.
8

Constituição e representações do feminino em cartas em cartas do editor em revistas femininas

Peres, Letícia M. Lacerda 09 March 2012 (has links)
Resumo: Durante muito tempo, a mulher teve sua história contada/criada quase que exclusivamente pelos homens, cabendo a ela apenas aceitar passivamente o papel que lhe era concedido na/pela sociedade. Somente a partir do século XIX as mulheres começam a participar mais efetivamente da escritura de sua própria história, questionando o lugar que lhe era destinado e (deixando)/registrando relatos de sua forma de pensar, agir e sentir. Não é de se estranhar, portanto, que certos estereótipos machistas e preconceituosos insistam em perdurar na sociedade mesmo depois de a mulher ter conquistado o estatuto de igualdade perante o homem. Pensando no espaço polêmico em que se instauram os discursos femininos, esta pesquisa identifica e descreve certos estereótipos e identidades que circulam na mídia impressa brasileira, mais especificamente aquelas “criadas/sustentadas” pela própria mulher, em três revistas direcionadas ao público feminino: Marie Claire, Bárbara e Ana Maria. A escolha do corpus foi orientada pelo conhecimento prévio do público-alvo de cada uma dessas publicações: um público elitizado no primeiro caso; um público menos elitizado, mas ascendente, no segundo e um público mais popular no último. As análises concentraram-se no gênero discursivo “Carta do editor” por se tratar de um gênero cujo enunciador é supostamente uma mulher dirigindo-se a outras mulheres. Partindo dos pressupostos teóricos de Maingueneau (1993; 2006; 2008) sobre ethos, pathos e cenografia, foi possível observar que o pathos possui um peso bastante relevante para a construção da imagem do enunciador (ethos). Além disso, os discursos das revistas femininas projetam a imagem da mulher de forma submissa, fútil e alienada em relação aos problemas sociais. Essa imagem é validada por estereótipos da mulher como ser “frágil” e “submisso” que, por sua vez, estão conectados a uma memória discursiva cujos dizeres remetem a uma situação contrária à emancipação e independência femininas. Assim, o discurso veiculado pelas revistas é perpassado pelo interdiscurso que remonta à memória discursiva do senso comum, criando um simulacro para o universo feminino: não é fácil ser mulher nas sociedades patriarcalistas. A conclusão nos aponta para a contradição entre o que se quer dizer e aquilo que de fato é dito nas revistas femininas, ostrando que os discursos ali veiculados não conseguem ser isentos de preconceitos que eles mesmos tentam evitar.
9

Irmão Sol, Irmã Lua: gênero, poder e clausura em um mosteiro da Ordem de Santa Clara de Assis - São Paulo

Berto, Vanessa de Faria [UNESP] 11 August 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-10-06T13:02:48Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-08-11. Added 1 bitstream(s) on 2015-10-06T13:19:30Z : No. of bitstreams: 1 000851736.pdf: 1538453 bytes, checksum: f1282a58b2f941def9b2b4c5443dffbd (MD5) / A presente investigação científica procurou conhecer as formas de vivência e convivência que as monjas da Ordem de Santa Clara de Assis estabeleceram para si, quando de sua chegada ao Estado de São Paulo. Em outras palavras, a pesquisa buscou compreender as mudanças e as permanências presentes nessa realidade específica, tão singular tanto para o Seculum quanto para a própria vida eclesiástica, a partir da análise das constantes (re)significações que as Irmãs Clarissas realizam sobre sua própria situação. Para tal intento, foi necessário contextualizar as origens do monaquismo e da clausura religiosa e como tais se expandiram no Ocidente, principalmente a partir dos preceitos do Franciscanismo e das Regras criadas tanto por Francisco quanto por Clara de Assis, no século XIII. Para além deste levantamento historiográfico, foi preciso também traçar a trajetória das mulheres que comungam destes ideias monásticos, desvelando a condição feminina no interior dos muros do claustro, bem como as relações constituídas não apenas com a hierarquia clerical católica, mas com a sociedade laica, em geral. Na abordagem da vivência Clariana contemporânea do mosteiro paulista foi possível constatar que as monjas, ao mesmo tempo em que se adaptaram a uma realidade capitalista e globalizada para sobreviver sócia e economicamente, ainda se mantiveram atentas aos preceitos de sua fundadora, organizando-se em unidades cenobíticas e ritmando seu cotidiano pelos Ofícios das Horas. As práticas do silêncio e da solidão nas celas, a profissão e os votos de pobreza pessoal, obediência e castidade permaneceram como partes inerentes à vocação Claridiana. Assim, no estudo da religiosidade monástica da Ordem de Santa Clara possibilitou-se o conhecimento de seus ritos e suas solenidades, de ontem e hoje, nos quais as monjas estabelecem e reforçam seus vínculos com o sagrado. / The present scientific research sought to understand the ways of living and coexistence that the nuns of St. Clare of Assisi Order provide for them, upon their arrival in the State of São Paulo. In other words, the search aimed to understand the changes and permanencies present in this specific reality, such singular for both the Seculum as well as for the very ecclesiastical life, through the analysis of the constants (re) significations that the Poor Claries perform about your own situation. For this purpose, it was necessary to contextualize the origins of monasticism and religious closure and as these both were expanded in the West, mainly from the precepts of the Franciscanism and Rules created by both Francisco and Clare of Assisi, in the thirteenth century. Beyond this survey historiographical, was also necessary to trace the trajectory of women who share these ideas monastic, revealing the feminine condition inside cloister walls, as well as established relationships not only with the Catholic clerical hierarchy, but with the secular society in general. In the approach of contemporary Clarian experience of São Paulo Monastery was can see that the nuns, at the same time that have adapted to a capitalist and globalized reality to survive economically and in society, still remained attentive to the precepts of its founder, organizing in Coenobitical units and animating their daily lives by the Crafts of the Hours. The practice of silence and solitude in the cells, the profession and the vows of personal poverty, obedience and chastity remained parties involved in St. Clare vocation. Thus, the study of monastic religious of the Order of St. Clare possible to the knowledge of their rites and their ceremonies, yesterday and today, in which the nuns establish and strengthen their ties with the sacred.
10

Representações de gênero no espaço urbano: nomeações de ruas em Londrina – PR (1981–2008)

Silva, Bruno Sanches Mariante da [UNESP] 31 July 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:24Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-07-31Bitstream added on 2014-06-13T20:43:29Z : No. of bitstreams: 1 silva_bsm_me_assis_parcial.pdf: 155264 bytes, checksum: b3c0b17aa164cb1252c3a9090db19f96 (MD5) Bitstreams deleted on 2015-06-03T11:42:35Z: silva_bsm_me_assis_parcial.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2015-06-03T11:44:03Z : No. of bitstreams: 1 000721879_20150731.pdf: 140183 bytes, checksum: f76f456dcb73fadf9c515fe17a36704f (MD5) Bitstreams deleted on 2015-08-03T12:21:09Z: 000721879_20150731.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2015-08-03T12:22:21Z : No. of bitstreams: 1 000721879.pdf: 1451414 bytes, checksum: 7ee10dae3e86e9a503664265445d593f (MD5) / Tomando em análise os logradouros que foram batizados com nomes de mulheres, almeja- se perceber o destaque obtido pelas mulheres no espaço público londrinense. Com isso, quer-se analisar quem são essas mulheres homenageadas e quais os papéis sociais imaginados para elas. Sobretudo, pretende-se saber quais as representações de gênero que foram criadas e explicitadas no espaço urbano dessa jovem cidade do setentrião paranaense, que conta com mais de 4 mil logradouros públicos. Para cada logradouro é escolhido um nome e assim são rendidas homenagens à natureza, aos países, estados e cidades. Mas há aquelas ruas, praças e avenidas, dotadas de nomes que evocam personagens da história local, nacional ou mundial, homenageando suas vidas e obras. No presente trabalho, partimos do pressuposto que, ao se nomear ruas e praças de uma cidade, está se dotando de significação aquele elemento urbano, ao passo que se celebra, concomitantemente, o acontecimento ou personagem ali representado / Taking in analysis the thoroughfares that were named using women names, therefore, this dissertation aims to realize the real space obtained by women in public space in Londrina. This way we intend to understand who these honored women are, and what are the social roles previously thought for them and, above all, which gender representations that have been created and explicit in the urban space of this young city in the North of Parana State which counts more than 4,000 public places. For each street a name is chosen and then homages are rendered to nature, countries, states and cities. But there are some streets, squares and avenues that are endowed with names that evoke historical characters from local, national or global history, honoring their lives and works. We assume that naming streets and squares of a city is providing symbolic meaning to the urban element chosen, while we celebrate, concomitantly, that event or character represented there

Page generated in 0.0922 seconds