• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 6
  • 2
  • Tagged with
  • 8
  • 8
  • 5
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Amplitude e sobreposição do nicho ecológico de Euglossa cordata e Eulaema nigrita (Hymenoptera, Apidae, Euglossini) / Ecology niche breadth and overlap of Euglossa cordata and eulaema nigrita (Hymenoptera, Apidade, Euglossini)

Lima, Irailde do Nascimento January 2017 (has links)
LIMA, Irailde do Nascimento. Amplitude e sobreposição do nicho ecológico de Euglossa cordata e Eulaema nigrita (Hymenoptera, Apidae, Euglossini). 2017. 61 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)– Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Francisca Gomes (francisbeserra@yahoo.com.br) on 2017-06-27T17:47:46Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_inlima.pdf: 1632135 bytes, checksum: 918cc10f876699ef6b93672c3b08316d (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2017-06-29T18:05:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_inlima.pdf: 1632135 bytes, checksum: 918cc10f876699ef6b93672c3b08316d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-29T18:05:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_inlima.pdf: 1632135 bytes, checksum: 918cc10f876699ef6b93672c3b08316d (MD5) Previous issue date: 2017 / This study was deseloped at four ranches of the urban area of the municipal district of São Carlos – São Paulo, Brazil, in the period of November of 2005 to January of 2007, analyzing pollen loads of females of Euglossa cordata and Eulaema nigrita that have visited flowers of Thevetia peruviana (Apocynaceae) in the streets of the city, and shown points of coccurence of those bees in the Neotropical Region. The objective was to evaluate the overlap of trophic niches for the immatures in collection places and the amplitude of ecological niches between the two species of bees. Qualitative and quantitative analyses were accomplished on 175 pollen load samples for Euglossa cordata and 45 for Eulaema nigrita collected at the four ranches of the urban area, and made modeling the ecological niche starting from the construction maps of potential distribution for the two species of bees and and species of more abundant plants species in their diets. The analysis showed 37 pollen types used in the diet of Euglossa cordata and 12 for Eulaema nigrita, where the species of more abundant plant in the diet of both bees were Psidium guajava L. (Myrtaceae), Tradescantia zebrina Heynh. ex Bosse (Commelinaceae) and Solanum paniculatum L. (Solanaceae). The types more frequent pollen in the diet toEulaema nigrita were of Solanum paniculatum and Psidium guajava, while Euglossa cordatacollected Solanum paniculatum and Tradescantia zebrina, being Solanum paniculatum the plant species shared by both species of bee. The modeling of potential distribution, for Euglossa cordataand Eulaema nigritashowed that both evince potential distribution similar in areas of occurrence in the Neotropical region, and they overlap in the distribution of ecological niche in most areas of occurrence in the region. / O presente estudo foi desenvolvido em quatro sítios da área urbana do município de São Carlos - São Paulo, no período de novembro de 2005 a janeiro de 2007, analisando a carga polínica das fêmeas de Euglossa cordata e Eulaema nigrita que visitaram flores de Thevetia peruviana (Apocynaceae) nas ruas da cidade, e mostrando pontos de ocorrência dessas abelhas na Região Neotropical. O objetivo foi avaliar a sobreposição do nicho trófico para os imaturos, os sítios de coleta e a amplitude do nicho ecológico entre as duas espécies de abelhas. Foram feitas análises qualitativas e quantitativas de 175 amostras de carga polínica para Euglossa cordata e 45 para Eulaema nigrita, coletados nos quatros sítios da área urbana, e feita a modelagem do nicho ecológico a partir da construção de mapas de distribuição potencial para as duas espécies de abelhas e espécies de plantas mais abundantes em suas dietas. As análises mostraram 37 tipos polínicos usados na dieta da Euglossa cordata e 12 para Eulaema nigrita, em que as espécies de plantas mais abundantes na dieta das duas abelhas foram: Psidium guajava L. (Myrtaceae), Tradescantia zebrina Heynh. ex Bosse (Commelinaceae) e Solanum paniculatum L. (Solanaceae). Os tipos polínicos mais frequentes na dieta de Eulaema nigrita foram os de Solanum paniculatum e Psidium guajava, enquanto que Euglossa cordata coletou Solanum paniculatum e Tradescantia zebrina, sendo Solanum paniculatum a espécie de planta compartilhada pelas duas espécies de abelha. O modelo de distribuição potencial para Euglossa cordata e Eulaema nigrita mostrou que ambas exibem distribuição potencial semelhante nas áreas de ocorrência da região Neotropical, e se sobrepõem em distribuição do nicho ecológico na maior parte de ocorrência nessa região.
2

Respostas ecológicas de Plagioscion squamosissimus (Heckel, 1840) (Pisces, Sciaenidae) a uma seca supra sazonal como distúrbio em um reservatório do semiárido brasileiro

Souza, Antonia Elissandra Freire de 31 March 2016 (has links)
Submitted by Lara Oliveira (lara@ufersa.edu.br) on 2017-03-02T20:18:51Z No. of bitstreams: 1 AntoniaEFS_DISSERT.pdf: 790338 bytes, checksum: 40326ede949b8405dae8d6b0630cddb7 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-03-21T14:44:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 AntoniaEFS_DISSERT.pdf: 790338 bytes, checksum: 40326ede949b8405dae8d6b0630cddb7 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-03-21T14:45:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 AntoniaEFS_DISSERT.pdf: 790338 bytes, checksum: 40326ede949b8405dae8d6b0630cddb7 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-21T14:50:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 AntoniaEFS_DISSERT.pdf: 790338 bytes, checksum: 40326ede949b8405dae8d6b0630cddb7 (MD5) Previous issue date: 2016-03-31 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The aim of this study was to evaluate the ecological responses of Plagioscion squamosissimus on a supra-seasonal drought as ecological disturbance. Fishes were caught in the reservoir of Santa Cruz River basin Apodi / Mossoró, using gill nets with meshes of different size from February 2010 to November 2014. It was evaluated by the abundance of Capture per in Effort Unit biomass (CPUEb) and number (CPUEn), and through a one-way ANOVA and Tukey's test evaluated temporal variation. Calculated the Pearson correlation coefficients between the abundance and the accumulated rainfall and reservoir volume. Study the stomach contents were used the frequency of occurrence and volumetric methods and feeding index (IAI). To evaluate the variation of the niche and individual expertise was used proportional similarity index (PSI), present in RInSp package statistical software R. The condition factor of individuals was dismissed from the parameters of length-weight relationship determined by the equation: Wt = a Lpb. To assess differences in condition factor we carried out a two-way ANOVA followed by a Tukey test. It was registered a decrease in abundance as the reservoir level was decreasing, which is positively correlated with the volume of the reservoir, but not accumulated precipitation. P. squamosissimus diet consisted of shrimp, gastropod, plant material, fish, insects and shrimp larvae. Among the categories of items, the shrimp had the highest contribution in terms of frequency of occurrence and in volumetric. In 2010, 2013 and 2014 was recorded a higher frequency GR 0 (42.79; 37.77; 38.97). The proportional similarity index (PSI) showed high similarity between diet two individuals and the population, and individual expertise in November 2014. The highest average condition factor was obtained in 2012 and in the months May, found significant differences both between years and between months. The dry season above negatively affect the species by reducing the habitat area leading to reduction of their abundance. It is believed that the volume reduction causes major predator encounter rates with prey and this leads to an individual specialization trend. These results support the view that the dry cause changes in organisms / O objetivo desse estudo foi avaliar as respostas ecológicas de Plagioscion squamosissimus frente uma seca supra sazonal como distúrbio ecológico. Os peixes foram capturados no reservatório de Santa Cruz, bacia do rio Apodi/Mossoró, utilizando redes de espera com malhas de diversos tamanho no período de fevereiro de 2010 a novembro de 2014. Foi avaliada a abundância através da Captura Por Unidade de Esforço em biomassa (CPUEb) e número (CPUEn), e por meio de uma ANOVA one-way e teste de Tukey avaliou-se sua variação temporal. Calculou-se os coeficientes de correlação de Pearson entre a abundância e a chuva acumulada e volume do reservatório. Para o estudo dos conteúdos estomacais foram utilizados os métodos de frequência de ocorrência e volumétrica e o índice alimentar (IAi). Para avaliar a variação do nicho e especialização individual foi utilizado o índice de similaridade proporcional (PSi), presentes no pacote RInSp do software estatístico R. a condição corporal dos indivíduos foi inferida por meio do fator de condição alométrico a partir dos parâmetros da relação peso-comprimento determinada pela equação: Wt = a Lpb. Para avaliar as diferenças no fator de condição foi realizada uma ANOVA two-way seguida por um teste de Tukey. Registrou-se uma redução na abundância à medida que o nível do reservatório foi diminuindo, sendo esta correlacionada positivamente com volume do reservatório, mas não com chuva acumulada. A dieta de Plagioscion squamosissimus foi composta por camarão, gastrópode, material vegetal, peixe, insetos e larva de camarão. Dentre as categorias de itens, o camarão apresentou a maior contribuição em termos de frequência de ocorrência. Em 2010, 2013 e 2014 foi registrado uma maior frequência GR 0 (42,79%; 37,77%; 38,97%). O índice de similaridade proporcional (PSi) mostrou elevada similaridade entre a dieta dos indivíduos e da população, e especialização individual em novembro de 2014. As maiores médias do fator de condição foi obtida em 2012 e entre os meses maio, sendo encontrada diferenças significativas tanto entre os anos, como entre os meses. A seca supra sazonal afetou negativamente a espécie através da diminuição da área de habitat levando a redução de sua abundância. Acredita-se que a redução do volume provoca maiores taxas de encontro do predador com a presa e isso leva a uma tendência de especialização individual. Os resultados dão suporte a visão de que as secas causam alterações nos organismos / 2017-03-02
3

Diversidade de vespas sociais (Hymenoptera: Vespidae) e utilização de recursos florais em uma área de caatinga na Bahia

Melo, André Carneiro 09 February 2007 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2016-10-31T13:07:49Z No. of bitstreams: 1 andrecarneiromelo.pdf: 1141678 bytes, checksum: c1d480fce80e0298d42b456806dd9e19 (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2016-12-15T13:00:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 andrecarneiromelo.pdf: 1141678 bytes, checksum: c1d480fce80e0298d42b456806dd9e19 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-15T13:00:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 andrecarneiromelo.pdf: 1141678 bytes, checksum: c1d480fce80e0298d42b456806dd9e19 (MD5) Previous issue date: 2007-02-09 / A entomofauna de visitantes florais da caatinga, de modo geral, tem sido pouco estudada, e entre os grupos de insetos mais importantes no estudo de comunidade estão os Hymenoptera, em particular as vespas sociais. Embora os estudos de insetos visitantes de flores focalizem uma ou poucas espécies, uma perspectiva de comunidade é importante para apontar caminhos para entender a partição e competição por recursos e seus efeitos sobre a estrutura da comunidade. Em função disso, este trabalho visou caracterizar a estrutura da comunidade de vespas sociais visitantes de flores da caatinga, identificando as espécies vegetais e o modo de utilização desses recursos. O trabalho de campo foi conduzido de Outubro de 2005 a Setembro de 2006, sendo realizadas coletas mensais constituídas de dois dias de atividades, totalizando-se 10 horas de trabalho/dia. Em cada dia de amostragem, dois coletores percorriam uma trilha pré-existente ao longo da qual eram vistoriadas as plantas floridas, onde foram coletadas as espécies de vespas sociais que visitavam as inflorescências, com auxílio de rede entomológica. A comunidade de vespas sociais foi caracterizada por meio de diferentes índices: freqüência relativa, constância e diversidade (H’) e os padrões de uso dos recursos florais por esses insetos foram investigados através da comparação da amplitude dos nichos tróficos. Foram registrados 172 indivíduos de vespas sociais, distribuídos em oito espécies. A abundância mensal do número de indivíduos de vespas apresentou uma variação significativa (χ2= 169,16; p<0,0001) e a diversidade obtida no presente estudo foi de H’=0,66, este valor de diversidade foi menor que os obtidos em outros trabalhos com vespas em diferentes localidades. Essa diferença se deve ao fato do bioma caatinga está sujeito a uma ampla variação sazonal. As vespas visitaram flores de 26 espécies vegetais, destas, 11 (42%) foram visitadas por apenas um ou dois indivíduos e 16 (61%) foram visitadas por apenas uma ou duas espécies. A vespa Polybia ignobilis (Haliday, 1836) visitou 21 espécies vegetais, apresentando o nicho trófico mais amplo (4,64). Já as espécies Mischocyttarus cearensis Richards, 1945 e Brachygastra lecheguana (Latreille, 1824), apresentaram os nichos mais estreitos (0,76 e 0,67, respectivamente). A variação nos valores de amplitude de nicho para as espécies de vespas pode estar relacionada a alguns fatores que influenciam a atividade forrageadora, como diferenças da biomassa de algumas espécies, que revela a capacidade de forrageio destes insetos e o tamanho da população, que aliado à necessidade de suprimento energético da colônia, determina o nível de consumo dos recursos, o que interfere na amplitude de forrageio dessas espécies. A plasticidade dessas espécies em utilizar inúmeras fontes florais revela a importância destes insetos na coleta de néctar de diferentes espécies vegetais da caatinga, demonstrando a necessidade de estudos mais acurados que visem avaliar a eficiência das vespas sociais no processo de polinização das plantas. / The insect fauna of the caatinga floral visitors in general, has been little studied, and among the most important groups of insects in the study community are the Hymenoptera, in particular social wasps. Although studies of insect visitors to flowers focus on one or a few species, a perspective of community is important to point out ways to understand the partition and competition for resources and their effects on community structure. As a result, this study aimed to characterize the community structure of social wasps visitors to flowers of the savanna, identifying plant species and mode of use of those resources. Fieldwork was conducted from October 2005 to September 2006, and collected monthly consist of two days of activities, totaling up to 10 hours of work / day. On each sampling day, two collectors traveled a pre-existing track along which were inspected flowering plants, which were collected species of social wasps visiting the inflorescences with entomological net. The community of social wasps was characterized by means of different indices: relative frequency, consistency and diversity (H ') and the patterns of use of floral resources by these insects were investigated by comparing the amplitude of trophic niches. We recorded 172 individuals of social wasps, distributed in eight species. The abundance of the monthly number of individuals of wasps showed a significant variation (χ 2 = 169.16, p <0.0001) and diversity obtained in the present study was to H '= 0.66, this value was smaller than the range obtained in other studies with wasps in different localities. This difference is due to the savanna biome is subject to wide seasonal variation. The wasps visiting flowers of 26 species of these, 11 (42%) were visited by one or two subjects and 16 (61%) were visited by only one or two species. The wasp Polybia ignobilis (Haliday, 1836) visited 21 plant species, with the broader trophic niche (4,64). Already species Mischocyttarus cearensis Richards, 1945 and Brachygastra lecheguana (Latreille, 1824), showed narrower niches (0.76 and 0.67, respectively). The variation in the values of niche breadth for species of wasps can be related to some factors that influence the foraging activity, such as differences in biomass of some species, which shows the ability of these insects foraging and population size, which together with the need energy supply of the colony, determines the level of resource consumption, which interferes with foraging range of these species. The plasticity of these species using numerous floral sources reveals the importance of these insects in the collection of nectar from different plant species of the caatinga, demonstrating the need for more accurate studies aimed at evaluating the effectiveness of social wasps in pollination of plants.
4

A importância da Araucaria angustifolia na dieta de pequenos roedores silvestres em área de floresta com araucária no sul do Brasil

Perini, Adriana Albuquerque 24 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-05T16:20:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 24 / Bolsa para curso e programa de Pós Graduação / Pequenos roedores formam um importante elemento faunístico na Floresta com Araucária. Em geral, considera-se que há uma forte relação entre a produção de sementes (pinhões) pela Araucaria angustifolia e a abundância desses animais. Isso devido ao alto conteúdo energético dos pinhões e alta produção dessas sementes, concentrada principalmente nos meses de inverno, quando há um decréscimo na disponibilidade de outros recursos tróficos. No presente estudo, avaliei a importância da A. angustifolia na dieta de pequenos roedores silvestres em área de Floresta com Araucária (Estação Ecológica de Aracuri-Esmeralda, no município de Muitos Capões, RS, Brasil). Realizei sete séries mensais ou bimestrais de captura de pequenos roedores (sete noites de captura por série), de outubro/2008 a julho/2009, representando períodos sem (out/08 a fev/09) e com (abr a jul/09) o recurso pinhão disponível na floresta. Utilizei 30 armadilhas do tipo “pitfall” (baldes de 62 litros) e 50 armadilhas tipo ratoeira (“snap trap”). Capt / Small rodents comprise an important faunal component of the Brazilian Araucaria Forests. It is suggested that there is a strong relation between seed production of the araucaria „pine&#8223; Araucaria angustifolia and small-rodent abundance. Such relation would be due to the high energetic content of this conifer&#8223;s seeds (known as „pinhões&#8223;) and also high seed production. Such production is concentrated during autumn and winter months, when there is reduction in overall resource availability. In the present study I evaluated the importance of A. angustifolia in the diet of wild small rodents in an area of Araucaria Forest in southern Brazil (Ecological Station of Aracuri-Esmeralda, Muitos Capões, RS, Brazil). I conducted seven capture sessions (seven nights each) monthly of bi-monthly from October/2008 to July/2009, representing a period out of A. angustifolia seed production (October to February) and during seed production (April to July). I used 30 pitfall traps (62 l) and 50 snap traps. Dur
5

A importância de fragmentos florestais na diversidade de anfíbios anuros em Icém, Região Noroeste do Estado de São Paulo

Silva, Fernando Rodrigues da [UNESP] 16 March 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-03-16Bitstream added on 2014-06-13T19:08:32Z : No. of bitstreams: 1 silva_fr_me_sjrp.pdf: 842886 bytes, checksum: 5f8b6cf2587579bd42d634e7fd65a04c (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A composição da paisagem tem um papel fundamental na estrutura e organização de comunidades. A vegetação da região noroeste do Estado de São Paulo, caracterizada como Floresta Estacional Semidecidual e Savana, se restringe hoje a 4% de sua área original, tendo sido substituída por pastagens, culturas diversas ou áreas urbanas. Desta maneira, o objetivo geral do presente estudo foi verificar a importância dos fragmentos florestais para anuros de área aberta em Icém, região noroeste do Estado de São Paulo, procurando responder as seguintes perguntas: i) fragmentos florestais funcionam como áreas de refúgio para espécies de anuros de área aberta? ii) os padrões de riqueza, abundância e distribuição temporal de anuros em corpos d'água vizinhos a fragmentos florestais diferem dos registrados em corpos d'água distantes dos fragmentos? Além disso, investigamos, ao longo de um ano de amostragens, a dieta de anuros capturados em armadilhas de queda instaladas em três fragmentos florestais. Para isso, foram selecionados quatro fragmentos florestais, distanciados entre si de 1 a 4 km, e os seguintes conjuntos de corpos d'água: a) nove brejos, sendo três localizados no interior, três na borda e três distantes (distância mínima de 200 m) dos fragmentos florestais; b) seis açudes, sendo três vizinhos a fragmentos florestais (distância máxima de 50 m da borda dos fragmentos) e três distantes (distância mínima de 300 m) de qualquer fragmento florestal. Foram registradas 25 espécies de anuros, 12 espécies nas armadilhas instaladas no interior dos fragmentos florestais. Destas, três, Eupemphix nattereri, Leptodactylus podicipinus e Physalaemus cuvieri, apresentaram alta abundância (n > 50 exemplares)... / Landscape arrangement plays a key role in community structure and composition. The northwestern São Paulo State's vegetation, characterized as Semideciduous Seasonal Forest and Savanna, is restricted to 4% of its original area, having been replaced by grazing, plantations or urban areas. Thus, the present study's aim was to verify forest fragments' importance for open-area anurans in Icem, northwestern São Paulo State, looking for answers to these questions: Do forest fragments work as shelter areas for open-area anurans species? Do patterns of richness, abundance and temporal distribution of anurans in water bodies next to forest fragments differ from those registered in water bodies far from the fragments? Furthermore, we investigated, throughout one year of samples, the diet of anurans captured in pitfalls installed in three forest fragments. In order to do so, four forest fragments, 1 to 4km apart from each other, were selected, together with the following groups of water bodies: a) nine swamps, three located in the interior, three in the edge and three distant (minimum distance of 200m) from the forest fragments; b) six ponds, three of them next to the forest fragments (maximum distance of 50 m from the fragment s edge) and three distant (minimum distance 300m). Twenty-five species of anurans were registered, twelve species in pitfalls installed in the interior of the forest fragments. Three of these, Eupemphix nattereri, Leptodactylus podicipinus e Physalaemus cuvieri, showed high abundance (n>50 individuals). In pitfalls, 228 individuals, belonging to 10 anuran species, were captured. The high richness and abundance of specimens captured mean that the forest fragments are important components for anuran communities. Water bodies distant from forest fragment showed higher richness (24 species) than those near the fragments (19 species). The opposite occurred with abundance of species...(Complete abstract click eletronic access below)
6

Colour polymorphism and its function in Hippolyte obliquimanus: camouflage and resource use diversification / Polimorfismo de cor e sua função em Hippolyte obliquimanus: camuflagem e diversificação no uso de recursos

Rafael Campos Duarte 10 April 2017 (has links)
This thesis addresses the mechanisms regulating the evolution and maintenance of colour polymorphism in the shrimp Hippolyte obliquimanus. It includes four chapters that illustrate, in an integrative approach, the ecological and behavioural consequences of different camouflage and habitat use strategies selected in main colour morphs. In the first chapter entitled Camouflage through colour change: mechanisms, adaptive value, and ecological significance, the physiological and structural mechanisms underpinning colour change, and hence camouflage, in different species were detailed within a general framework. Also in this section, both the adaptive value and the ecological and evolutionary implications of these processes were discussed. In the second chapter entitled Shape, colour plasticity, and habitat use indicate morph-specific camouflage strategies in a marine shrimp morph-specific colour change and habitat selection were investigated as potential mechanisms affecting camouflage efficiency and the natural distribution of H. obliquimanus colour morphs between macroalgal habitats formed by Sargassum furcatum and Galaxaura marginata. Moreover, morph-specific morphology and behavioural traits were also assessed. Shrimp showing a homogeneous coloration (H) changed colour when placed in colour-mismatching backgrounds and also exhibited a more robust shape associated to high substrate fidelity and specialization. On the other hand, striped translucent shrimp (ST) were not capable of colour change and showed high mobility, consistent with a more streamlined shape and a generalised use of algal habitats. In the third chapter entitled The adaptive value of camouflage and colour change in a polymorphic shrimp visual models and predation trials were used to test the adaptive value of camouflage and colour change of H. obliquimanus colour morphs against colour-contrasting macroalgae, which provide different levels of colour concealment. The low colour discrimination predicted by a visual model of a seahorse predator for pink shrimp against the red weed Galaxaura was directly translated to lower detection and consumption rates on this morph by captive seahorses in a laboratory experiment, demonstrating the high adaptive value of camouflage in this species. Finally, in the fourth chapter entitled Habitat-dependent niche partitioning between colour morphs of the algal-dwelling shrimp Hippolyte obliquimanus the trophic ecology of H and ST morphs when using Sargassum and Galaxaura habitats were assessed through stable isotope analysis. Morphs showed different isotopic signatures only in Galaxaura, where the supply of food resources are limiting, leading to a tropic niche diversification between H and ST shrimp and a probable relaxation of intra-specific competition. Conversely, in Sargassum, where resources are abundant, morphs coexistence is possible even without niche partitioning. Altogether, the results of this thesis contributed to a better understanding of the adaptive value and the underlying mechanisms controlling for the maintenance of colour polymorphism in H. obliquimanus. From both an ecological and evolutionary perspective, morph-specific strategies of camouflage and habitat use likely promote the stability of shrimp populations in a spatially heterogeneous and markedly seasonal habitat. / Esta tese aborda os mecanismos que regulam a evolução e manutenção do polimorfismo de cor no camarão Hippolyte obliquimanus ao longo de quatro capítulos que ilustram de forma integrada as consequências ecológicas e comportamentais das distintas estratégias de camuflagem e de uso do habitat selecionadas nos principais morfótipos da espécie. No Capítulo 1, intitulado Camouflage through colour change: mechanisms, adaptive value, and ecological significance, são detalhados de maneira geral os mecanismos fisiológicos e estruturais responsáveis pelo processo de mudança de cor e obtenção de camuflagem em diferentes espécies de animais. Nessa seção também é detalhado o valor adaptativo e as implicações ecológicas e evolutivas desses processos. No Capítulo 2, intitulado Shape, colour plasticity, and habitat use indicate morph-specific camouflage strategies in a marine shrimp, são investigados os processos de mudança de cor e de seleção de habitat como possíveis mecanismos reguladores dos padrões de camuflagem e de distribuição dos morfótipos de cor de H. obliquimanus entre os bancos das algas Sargassum furcatum e Galaxaura marginata. Além disso, também são avaliadas diferenças morfológicas e comportamentais entre os morfótipos na utilização dos habitats vegetados. Camarões caracterizados por uma coloração homogênea (H) mudam de cor quando em contato com substratos de coloração diferente à sua, exibindo também uma morfologia mais robusta e um comportamento de alta fidelidade e especialização aos substratos de macroalgas. Por outro lado, camarões transparentes listrados (TL) não mudam de cor e apresentam elevada mobilidade, consistente com uma morfologia mais hidrodinâmica e com uso mais generalizado dos habitats estudados. No Capítulo 3, intitulado The adaptive value of camouflage and colour change in a polymorphic shrimp, são utilizados modelos visuais e experimentos de predação para testar o valor adaptativo da camuflagem e mudança de cor em diferentes morfótipos do camarão H. obliquimanus quando estes estão associados a macroalgas que fornecem diferentes graus de semelhança cromática. O baixo grau de discriminação cromática previsto para camarões rosa em associação à alga vermelha Galaxaura através da modelagem visual de um predador (cavalo-marinho) resultou em baixas taxas de detecção e predação desse morfótipo por cavalos-marinhos em um experimento de laboratório, demonstrando um alto valor adaptativo da camuflagem nessa espécie. Por fim, no Capítulo 4, intitulado Habitat-dependent niche partitioning between colour morphs of the algal-dwelling shrimp Hippolyte obliquimanus, a ecologia trófica dos morfótipos de cor H e TL na utilização dos bancos de Sargassum e Galaxaura é avaliada através de análises de isótopos estáveis. Os morfótipos de cor mostraram diferenças nas razões isotópicas apenas em Galaxaura, onde a abundância de recursos alimentares é limitante, levando à diversificação de nicho trófico entre camarões H e TL e uma provável redução da competição intraespecífica. Por outro lado, em Sargassum, onde há abundância de recursos, a coexistência entre os morfótipos é possível mesmo sem partição de nicho ecológico. Em conjunto, os resultados obtidos nessa tese detalham tópicos centrais sobre os mecanismos reguladores e o valor adaptativo do polimorfismo cromático em H. obliquimanus. Dentro de uma abordagem ecológica e evolutiva, as diferentes estratégias de camuflagem e de uso de habitat dos morfótipos de cor parecem ser essenciais para o equilíbrio populacional da espécie, uma vez que os bancos de macroalgas utilizados como habitat pelos indivíduos são bastante heterogêneos e sua disponibilidade varia sazonalmente.
7

Colour polymorphism and its function in Hippolyte obliquimanus: camouflage and resource use diversification / Polimorfismo de cor e sua função em Hippolyte obliquimanus: camuflagem e diversificação no uso de recursos

Duarte, Rafael Campos 10 April 2017 (has links)
This thesis addresses the mechanisms regulating the evolution and maintenance of colour polymorphism in the shrimp Hippolyte obliquimanus. It includes four chapters that illustrate, in an integrative approach, the ecological and behavioural consequences of different camouflage and habitat use strategies selected in main colour morphs. In the first chapter entitled Camouflage through colour change: mechanisms, adaptive value, and ecological significance, the physiological and structural mechanisms underpinning colour change, and hence camouflage, in different species were detailed within a general framework. Also in this section, both the adaptive value and the ecological and evolutionary implications of these processes were discussed. In the second chapter entitled Shape, colour plasticity, and habitat use indicate morph-specific camouflage strategies in a marine shrimp morph-specific colour change and habitat selection were investigated as potential mechanisms affecting camouflage efficiency and the natural distribution of H. obliquimanus colour morphs between macroalgal habitats formed by Sargassum furcatum and Galaxaura marginata. Moreover, morph-specific morphology and behavioural traits were also assessed. Shrimp showing a homogeneous coloration (H) changed colour when placed in colour-mismatching backgrounds and also exhibited a more robust shape associated to high substrate fidelity and specialization. On the other hand, striped translucent shrimp (ST) were not capable of colour change and showed high mobility, consistent with a more streamlined shape and a generalised use of algal habitats. In the third chapter entitled The adaptive value of camouflage and colour change in a polymorphic shrimp visual models and predation trials were used to test the adaptive value of camouflage and colour change of H. obliquimanus colour morphs against colour-contrasting macroalgae, which provide different levels of colour concealment. The low colour discrimination predicted by a visual model of a seahorse predator for pink shrimp against the red weed Galaxaura was directly translated to lower detection and consumption rates on this morph by captive seahorses in a laboratory experiment, demonstrating the high adaptive value of camouflage in this species. Finally, in the fourth chapter entitled Habitat-dependent niche partitioning between colour morphs of the algal-dwelling shrimp Hippolyte obliquimanus the trophic ecology of H and ST morphs when using Sargassum and Galaxaura habitats were assessed through stable isotope analysis. Morphs showed different isotopic signatures only in Galaxaura, where the supply of food resources are limiting, leading to a tropic niche diversification between H and ST shrimp and a probable relaxation of intra-specific competition. Conversely, in Sargassum, where resources are abundant, morphs coexistence is possible even without niche partitioning. Altogether, the results of this thesis contributed to a better understanding of the adaptive value and the underlying mechanisms controlling for the maintenance of colour polymorphism in H. obliquimanus. From both an ecological and evolutionary perspective, morph-specific strategies of camouflage and habitat use likely promote the stability of shrimp populations in a spatially heterogeneous and markedly seasonal habitat. / Esta tese aborda os mecanismos que regulam a evolução e manutenção do polimorfismo de cor no camarão Hippolyte obliquimanus ao longo de quatro capítulos que ilustram de forma integrada as consequências ecológicas e comportamentais das distintas estratégias de camuflagem e de uso do habitat selecionadas nos principais morfótipos da espécie. No Capítulo 1, intitulado Camouflage through colour change: mechanisms, adaptive value, and ecological significance, são detalhados de maneira geral os mecanismos fisiológicos e estruturais responsáveis pelo processo de mudança de cor e obtenção de camuflagem em diferentes espécies de animais. Nessa seção também é detalhado o valor adaptativo e as implicações ecológicas e evolutivas desses processos. No Capítulo 2, intitulado Shape, colour plasticity, and habitat use indicate morph-specific camouflage strategies in a marine shrimp, são investigados os processos de mudança de cor e de seleção de habitat como possíveis mecanismos reguladores dos padrões de camuflagem e de distribuição dos morfótipos de cor de H. obliquimanus entre os bancos das algas Sargassum furcatum e Galaxaura marginata. Além disso, também são avaliadas diferenças morfológicas e comportamentais entre os morfótipos na utilização dos habitats vegetados. Camarões caracterizados por uma coloração homogênea (H) mudam de cor quando em contato com substratos de coloração diferente à sua, exibindo também uma morfologia mais robusta e um comportamento de alta fidelidade e especialização aos substratos de macroalgas. Por outro lado, camarões transparentes listrados (TL) não mudam de cor e apresentam elevada mobilidade, consistente com uma morfologia mais hidrodinâmica e com uso mais generalizado dos habitats estudados. No Capítulo 3, intitulado The adaptive value of camouflage and colour change in a polymorphic shrimp, são utilizados modelos visuais e experimentos de predação para testar o valor adaptativo da camuflagem e mudança de cor em diferentes morfótipos do camarão H. obliquimanus quando estes estão associados a macroalgas que fornecem diferentes graus de semelhança cromática. O baixo grau de discriminação cromática previsto para camarões rosa em associação à alga vermelha Galaxaura através da modelagem visual de um predador (cavalo-marinho) resultou em baixas taxas de detecção e predação desse morfótipo por cavalos-marinhos em um experimento de laboratório, demonstrando um alto valor adaptativo da camuflagem nessa espécie. Por fim, no Capítulo 4, intitulado Habitat-dependent niche partitioning between colour morphs of the algal-dwelling shrimp Hippolyte obliquimanus, a ecologia trófica dos morfótipos de cor H e TL na utilização dos bancos de Sargassum e Galaxaura é avaliada através de análises de isótopos estáveis. Os morfótipos de cor mostraram diferenças nas razões isotópicas apenas em Galaxaura, onde a abundância de recursos alimentares é limitante, levando à diversificação de nicho trófico entre camarões H e TL e uma provável redução da competição intraespecífica. Por outro lado, em Sargassum, onde há abundância de recursos, a coexistência entre os morfótipos é possível mesmo sem partição de nicho ecológico. Em conjunto, os resultados obtidos nessa tese detalham tópicos centrais sobre os mecanismos reguladores e o valor adaptativo do polimorfismo cromático em H. obliquimanus. Dentro de uma abordagem ecológica e evolutiva, as diferentes estratégias de camuflagem e de uso de habitat dos morfótipos de cor parecem ser essenciais para o equilíbrio populacional da espécie, uma vez que os bancos de macroalgas utilizados como habitat pelos indivíduos são bastante heterogêneos e sua disponibilidade varia sazonalmente.
8

História natural de Centris (Paracentris) burgdorfi Friese, 1901 (Apidae, Centridini) / Natural history of Centris (Paracentris) burgdorfi Friese, 1901 (Apidae, Centridini)

Sabino, William de Oliveira 11 July 2017 (has links)
Na presente tese estudei a biologia de Centris (Paracentris) burgdorfi, uma abelha solitária de ampla distribuição no Brasil. O único local de nidificação conhecido até o momento fica em uma área de dunas, no nordeste do Brasil, à 25 km da cidade de Natal. Neste local as fêmeas nidificam exclusivamente em paleodunas à cerca de 1 km do mar. Estudei o sistema de acasalamento da espécie, onde pude constatar que a alta competição por fêmeas próxima ao ninho faz com que o macho tenha que retirar a fêmea do local para conseguir o contato genital. Nenhuma fêmea foi vista acasalando mais de uma vez e, logo após a cópula a fêmea dá início à construção do ninho. O ninho é constituído de um túnel raso com acesso às células de cria, construídas uma ao lado da outra. Avaliei o número de viagens que a fêmea faz para a coleta de óleo e pólen e o tempo despendido em cada ação dentro do ninho (deposição de pólen, óleo, ovoposição e operculação). Durante o período de construção das células as fêmeas não dormem dentro do ninho, e sim, em ramos de Krameria tomentosa, a planta utilizada como fonte de óleo no local. Buscando ampliar nosso conhecimento sobre a espécie, procurei outras populações no Brasil para que pudesse avaliar o nicho trófico. Utilizei o pólen encontrado no corpo das fêmeas para inferir sobre a dieta parcial de adultos e imaturos. Além da área de dunas, no Nordeste, encontramos C. burgdorfi no cerrado em Cavalcante, Goiás e em áreas de campo de altitude, em Ponta Grossa, Paraná. Através da análise polínica, constatei a importância de plantas do gênero Chamaecrista como fonte de pólen, sendo este um dos poucos gêneros compartilhados entre os três locais. Krameria grandiflora foi a fonte de óleo em Cavalcante e em Natal, e Angelonia integérrima, foi a fonte de óleo no Paraná. Isso revela a amplitude de nicho trófico em C. burgdorfi não apenas em relação às espécies de plantas utilizadas na dieta mas, também, quanto ao tipo de elaióforo que a fêmea consegue acessar (epitelial e tricromático). Esta plasticidade possibilita a ampla distribuição da espécie em diferentes fitofisionomias. Analisei nutricionalmente a dieta na provisão da cria de C. burgdorfi do nordeste do Brasil e de células de cria de Centris (Paracentris) pallida, coletadas no sudoeste dos Estados Unidos. Centris pallida é uma espécie de Centridini que perdeu o comportamento da coleta de óleo. Centris burgdorfi possui uma dieta mais rica em lipídeos e proteínas, sendo a dieta de C. pallida mais rica em carboidratos. A dieta mais protéica de C. burgdorfi se deve à presença de Chamaecrista já que plantas que anteras poricidas contem mais proteínas em comparação às não-poricidas, como é o caso das fontes de pólen de C. pallida (Parkinsonia e Olneya) / In the present thesis, I studied the biology of Centris (Paracentris) burgdorfi, a solitary bee of wide distribution in Brazil. The only nesting site known is in a dune area in northeastern Brazil, 25 km from the city of Natal. In this place, the females nest exclusively in petrified dunes about 1 km from the sea. I studied the mating system of the species, where I could verify that the high competition by females near the nest forces the male to carry the female to another place to mate. No female was seen mating more than once and, soon after copulation, the female begins to construct the nest. The nest consists of a shallow tunnel with access to the brood cells. I evaluated the number of trips that the female made to the collection of oil and pollen and the time spent in each action within the nest (depositions of pollen, oil, oviposition and operculation). During the period of construction of the cells the females do not sleep inside the nest, but in branches of Krameria tomentosa, the plant used as source of oil. In order to increase our knowledge about the species, I searched for other populations in Brazil so that I could evaluate the trophic niche. I used pollen found in the body of females to infer about the partial diet of adults and immature. In addition to the dune area in the Northeast, I found C. burgdorfi in the tropical Savanna (Cerrado) in Cavalcante, state of Goiás and in high altitude field areas, in Ponta Grossa, state of Paraná. Through pollen analysis, I verified the importance of plants of the genus Chamaecrista as a source of pollen, being this one of the few genera shared among the three sites. Krameria grandiflora was the source of oil in Cavalcante and in the Natal, and Angelonia integerrima, was the source of oil in the Ponta Grossa. This reveals the trophic niche amplitude in C. burgdorfi not only in relation to the species of plants used in the diet, but also to the type of elaiophore that the female can access (epithelial and trichromatic). This plasticity makes possible the wide distribution of the species in different phytophysiognomies. Nutritionally I analyzed the diet in the provision of C. burgdorfi offspring from northeastern Brazil and from the breeding cells of Centris (Paracentris) pallida collected in the southwestern United States. Centris pallida is a species of Centridini that has lost the behavior of the oil-collection. Centris burgdorfi has a diet richer in lipids and proteins, and the diet of C. pallida is richer in carbohydrates. The most proteinic diet of C. burgdorfi is due to the presence of Chamaecrista, since plants with poricidal anthers contain more proteins compared to non-poricidal ones, such as C. pallida (Parkinsonia and Olneya) pollen sources

Page generated in 0.0832 seconds