• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 19
  • Tagged with
  • 19
  • 12
  • 11
  • 11
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeito teratogênico do ditelureto de difenila, administrado durante a gestação em ratas e efeito de organocalcogênios sobre a reprodução em ratos machos / Teratogenic effect of diphenyl ditelluride, administered during the gestation in rats and effect of organochalcogens on the reproduction in the male rats

Stangherlin, Eluza Curte 30 July 2004 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Organochalcogens are important intermediates and the main applied reagents in organic synthesis and in industrial processes, which can increase human exposure risk to these chemicals in the workplace. The effects of single subcutaneous (s.c.) injection of diphenyl ditelluride ((PhTe)2) at days 6, 10 or 17 of gestation were evaluated in Wistar rats. No alterations were observed in maternal organism at the end of the experimental period. Maternal injections at day 10 of gestation resulted in appearance of malformation in the inferior and superior limbs, absent or short tail, subcutaneous blood clots, exophthalmia, hydrocephalus and exposed brain in fetuses on day 20 of gestation. Besides, (PhTe)2 reduced the fetal body and cerebral weight, kidneys length, measurements of body dimension and provoked 73% of fetal mortality. The administration of (PhTe)2 at day 17 of gestation induced appearance of hydrocephalus and evident edema in fetuses on day 20 of gestation. This administration caused 94% of fetal mortality and alterations at measurements of body dimension. Histological evaluations demonstrated alterations in GD10 and GD17. Thus, (PhTe)2 can be teratogenic to the rat fetuses. The two last fetal periods of development in the rat are the critical periods for induction of anomalies induced by (PhTe)2. Other focus of this study was the evaluation of effect of organochalcogens on the fertility and reproductive system of male rats. Adult male rats were exposed acutely (single dose) to diphenyl diselenide ((PhSe)2 and diphenyl ditelluride prior to mating. Clinical signs of toxicity following administration of drug were evidenced for reduction of body weight of rats. However, eight days after compounds exposure the mating and fertility indices were not affected in treated groups. A number of biochemical parameters in rat testes were examined, such as δ-aminolevulinic acid dehydratase (δ-ALA-D) activity, lipid peroxidation, glycogen content and components of the antioxidant defenses (superoxide dismutase (SOD) activity and ascorbic acid concentration). Except for a decrease in testes glycogen content on (PhSe)2-treated group, no alterations were found on treated groups. Histological evaluation revealed that no modification were found on the testicular tissue after drugs administration. Based on these results, there was no observed reproductive toxicity in male Wistar rats exposed acutely to (PhTe)2 and (PhSe)2. / Os organocalcogênios são importantes intermediários e reagentes utilizados em síntese orgânica e em processos industriais, portanto o risco de intoxicação por exposição ocupacional a estes compostos aumenta. O efeito da administração s.c., única, de ditelureto de difenila ((PhTe)2 ) foi avaliado nos dias 6, 10 ou 17 da gestação de ratas Wistar. No final do período experimental não foram observadas alterações no organismo materno. O (PhTe)2. induziu o aparecimento de malformações fetais, tais como deformações nos membros inferiores e superiores, ausência de cauda ou cauda diminuída, coágulos sangüíneos subcutâneos, exoftalmia, hidrocefalia e presença de cérebro exposto, quando as ratas mães receberam este composto no dia 10 da gestação. Além disso, essa mesma administração reduziu os pesos corporal e cerebral, o comprimento dos rins, as medidas de dimensão corporal e provocou uma taxa de mortalidade fetal de 73%. A administração de (PhTe)2 no dia 17 da gestação induziu o aparecimento de hidrocefalia e edema nos fetos, além de 94% de mortalidade e alterações nas medidas de dimensão corporal fetal. Avaliações histológicas demonstraram as alterações acima descritas. Então, o (PhTe)2 pode ser teratogênico para fetos de rato. Dessa forma, os dois últimos períodos gestacionais em ratas são os períodos críticos para a indução de anormalidades, no modelo experimental estudado. Outro foco deste estudo foi a avaliação do efeito de organocalcogênios sobre o sistema reprodutivo e a fertlidade de ratos machos. Os ratos receberam (PhTe)2 ou disseleneto de difenila ((PhSe)2 ), em doses únicas antes do acasalamento. Sinais clínicos da toxicidade das drogas foram evidenciados pela redução do peso corporal dos ratos. Entretanto, oito dias depois da exposição aos compostos, os índices de acasalamento e fertilidade não foram afetados. Vários parâmetros bioquímicos foram testados nos testículos desses animais, tais como as atividades das enzimas ácido δ-aminolenulínico desidratase e superóxido dismutase, a peroxidação lipídica, o conteúdo de glicogênio e a concentração de ácido ascórbico. Exceto por uma diminuição no conteúdo de glicogênio testicular no grupo tratado com (PhSe)2, não houve alteração nos outros parâmetros bioquímicos estudados. A avaliação histológica revelou que o tecido testicular não sofreu mudanças após a administração das drogas. Baseados nesses resultados, não foi observada toxicidade reprodutiva em ratos machos expostos agudamente ao (PhTe)2 ou (PhSe)2.
2

EBSELEN, UM COMPOSTO COM PROPRIEDADE INSULINO-MIMÉTICA, REDUZ A HIPERGLICEMIA TEMPORÁRIA INDUZIDA PELO DIAZINON EM RATOS / EBSELEN REDUCES HYPERGLYCEMIA TEMPORARILY-INDUCED BY DIAZINON: A COMPOUND WITH INSULIN-MIMETIC PROPERTIES

Costa, Michael Daniel da 01 March 2012 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / The diazinon (DI) is a commonly organophosphorus (OP) used in pest control around the world. Severe acute poisoning due to ingestion of OP in suicide attempts were reported during the past years. The main toxic effect of OP is through acetylcholinesterase (AChE) inhibition, leading to a greater stimulation of cholinergic synapses in the central nervous system (CNS) which can lead to death. However, poisoning can lead to such state of hyperglycemia. However, the mechanism by which OP lead to this adverse effect is still unknown, even so, it is suggested that glycogenolysis and neoglycogenic pathways are involved. In recent studies, ebselen (EB) has shown pharmacological properties in experimental models of genetically or alloxan induced diabetes, as well as complications resulting from diabetes. Being considered a potential pharmacological agent for hyperglycemia treatment when caused by OP poisoning. Thus, this study evaluated the effects of EB on the glucose metabolism and other biochemical changes induced in rats by DI, as well as the insulin-mimetic effect of EB on glucose uptake in skeletal muscle tissue and the synthesis and breakdown of liver glycogen in tissues of rats. In in vivo experiments, rats were pretreated with a single injection of EB (50 mg/kg) intraperitoneally (i.p.). Thereafter, the animals were treated with a single oral (p.o.) dose of DI (200 mg/kg). Parameters indicative of liver and pancreas damage such as amylase, lipase, aspartate aminotransferase (AST), alanine aminotransferase (ALT), alkaline phosphatase (ALP) and lactate dehydrogenase (LDH) activities and serum glucose, hepatic glycogen content and hepatic glucose-6-phosphatase (G6Pase) activity were determined. Pretreatment with EB was effective in preventing against pancreatic and liver damage, as shown by the reduction in the activities of amylase, lipase, AST, ALT, ALP and LDH. EB was able to reduce blood glucose and hepatic glycogen content increased in the animals exposed to DI. In in vitro assays, EB (150 mM) or insulin (IN 10 mM as a positive control) were incubated with either skeletal muscle or liver tissue, in order to measure the absorption of glucose, glycogen synthesis and glycogen breakdown. Thus, EB increased glucose uptake in skeletal muscle, stimulated glycogen synthesis and inhibited hepatic glycogen breakdown in a manner similar to IN. In this context, EB demonstrated insulin-mimetic properties, lowering blood glucose levels in vivo and increasing glucose uptake by skeletal tissue, increasing glycogen synthesis and decreasing glycogen degradation in vitro. In conclusion, EB, possibly through its insulin-mimetic action, protected against pancreatic and hepatic damage caused by DI in rats. / O diazinon (DI) é um dos organofosforados (OP) mais utilizados no controle de pragas ao redor do mundo. Desta forma, são cotidianos os relatos de intoxicações acidentais por estes. Além disso, muitos casos de intoxicações devido à ingestão aguda por OP em tentativas de suicídio foram relatadas durante os últimos anos. Sabe-se que o principal efeito tóxico dos OP é através da inibição da acetilcolinesterase (AChE), levando a um maior estímulo das sinapses colinérgicas no sistema nervoso central (SNC) o que pode provocar à morte. A intoxicação por estes compostos também pode levar a um estado de hiperglicemia. Ainda desconhece-se o mecanismo pelo qual os OP levam a este efeito adverso, contudo, sugere-se que as vias da gliconeogênese e da glicogenólise estejam envolvidas. O ebselen (EB) apresentou propriedades benéficas em modelos experimentais de diabetes induzida com aloxano ou geneticamente, assim como contra complicações consequentes da diabetes. Sendo considerado assim, como um agente farmacológico em potencial para o tratamento da hiperglicemia provocada pela intoxicação por OP. Dessa forma, o presente trabalho avaliou os efeitos do EB in vivo no metabolismo da glicose e em outras alterações bioquímicas induzidas pelo DI em ratos, assim como, o efeito insulino-mimético do EB na captação de glicose em tecido muscular esquelético e na síntese e degradação do glicogênio hepático in vitro. Para os experimentos ex vivo, ratos Wistar machos adultos foram pré-tratados com uma única injeção de EB (50 mg/kg) pela via intraperitoneal (i.p.). Trinta minutos depois, os animais foram tratados com uma única dose de DI (200 mg/kg) pela via oral (v.o). Vinte e quatro horas após, parâmetros indicativos de dano pâncreatico e hepático, como as atividades da amilase, lipase, aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), fosfatase alcalina (ALP) e lactato desidrogenase (LDH), bem como níveis séricos de glicose, conteúdo de glicogênio hepático e atividade da glicose-6-fosfatase (G6Pase) hepática foram determinados. O pré-tratamento com EB preveniu contra os danos pâncreaticos e hepáticos provocados pelo DI, como mostrado pela redução nas atividades da amilase, lipase, AST, ALT, ALP e LDH. Alem disso, o EB reduziu a hiperglicemia, a qual foi aumentada nos animais expostos ao DI e aumentou o conteúdo de glicogênio hepático, o qual tinha diminuido nestes. Em ensaios in vitro, o EB (150 mM) ou insulina (IN 10 mM, controle positivo) foram incubados com amostras de músculo esquelético ou tecido hepático, com o objetivo de medir a captação de glicose, síntese e quebra de glicogênio. Assim, o EB aumentou a captação de glicose pelo músculo esquelético, estimulou a síntese de glicogênio hepático e inibiu a quebra do glicogênio em uma maneira similar à IN. Neste contexto, o EB apresentou propriedades insulino-miméticas, diminuindo os níveis de glicose sérica in vivo e aumentando a captação de glicose pelo tecido esquelético, aumentando a síntese e diminuindo a quebra de glicogênio in vitro. Desta forma, o EB protegeu da hiperglicemia induzida por OP, agindo de uma forma mimética à insulina.
3

Síntese de Derivados de seleno-aminoácidos e estudos preliminares de sua atividade antioxidante / Synthesis of Selenium Amino Acid Derivatives and Preliminary Study of its Antioxidant Activity

Mazola, Yuniel Tejeda 11 August 2017 (has links)
Há no organismo humano Glutationas peroxidases (GPx), muitas dessas responsáveis por proteger as células contra espécies reativas de oxigênio (ROS, do inglês Reactive Oxygen Species), cuja detecção pode ser realizada por sondas fluorescentes. Tais sondas podem conter em sua estrutura átomos de selênio ou telúrio. Esses calcogênios apresentam várias propriedades, dentre elas a suscetibilidade a processos oxidativos, que podem levar a mecanismos de transferência eletrônica fotoinduzida (PET), promovendo um sistema on/off de fluorescência na molécula. Sendo assim os derivados de selenoaminoácidos e sondas fluorescentes contendo calcogênios podem ser empregados tanto na eliminação de espécies reativas de oxigênio como na sua detecção. O presente trabalho propôs a síntese de derivados de selenoaminoácidos, via reações do tipo Morita-Baylis-Hillman, que poderiam ser empregados como antioxidante. Entretanto, foi também foco da nossa pesquisa explorar a síntese de novos composto organocalcogênios com propriedades fluorescentes e seu estudo fotofísico / Glutathione peroxidases (GPx) are enzymes present in the human body, and many of them are responsible for protecting cells against reactive oxygen species (ROS), which can be detected by fluorescent probes. Selenium or tellurium atoms can be present in these probes and are susceptible to oxidative processes, which can lead to photoinduced electron transfer mechanism (PET). These mechanisms can promote an on/off fluorescence system, thus, selenium amino acids derivatives and fluorescent probes containing chalcogens can be used both in the elimination of reactive oxygen species and their detection. Herein, we proposed the synthesis of selenium amino acids derivatives, vía Morita-Baylis-Hillman reaction, and the products were pointed out as potential antioxidants. In addition, it was also the focus of our research exploring the synthesis of new organochalcogen compounds with fluorescent properties and their photophysical study.
4

Efeito de compostos organocalcogênicos e derivados da guanina em modelos de dano cerebral em ratos

Moretto, Maria Beatriz January 2005 (has links)
Os mecanismos envolvidos nas atividades toxicológicas e/ou farmacológicas dos compostos orgânicos de selênio são pouco conhecidos. Os compostos orgânicos de selênio (disseleneto de difenila e ebselen) e organotelúrio (ditelureto de difenila) foram alvo dos trabalhos realizados“in vitro”, neste estudo. Os compostos organocalcogênios apresentaram efeitos diversos sobre o influxo de 45Ca2+ medido em sinaptossomas de cérebro de rato, dependendo das condições e agentes despolarizantes usados. Ebselen, (PhSe)2 e (PhTe)2 alteram a captação de 45Ca2+ de maneira distinta quando expostos a aminopiridina ou KCl. Enquanto (PhTe)2 inibe a captação de cálcio em todas as condições experimentadas, (PhSe)2, apresenta este efeito apenas quando incubado em condições basais ou sob a ação de aminopiridina. Ebselen, por sua vez, aumenta a captação de cálcio em altas concentrações em condições basais e sob a ação de aminopiridina, porém, apresenta efeito inverso quando os sinaptossomas são despolarizados por KCl. Ebselen evitou a inibição da captação de 45Ca2+ “in vitro” provocada por cloreto de mercúrio(HgCl) em sinaptossomas de cérebro de rato em condições basais do ensaio, no entanto, ebselen não afetou a inibição da captação de glutamato “in vitro” por HgCl, indicando que ebselen pode atuar dependendo das proteínas-alvo consideradas.Os compostos de mercúrio, MeHg e HgCl, inibiram a captação de glutamato em córtex cerebral de ratos de 17 dias e ebselen reverteu somente o efeito do MeHg porém, não, o do HgCl. Disseleneto de difenila não alterou os parâmetros avaliados na exposição de ambos os compostos de mercúrio.Os compostos de mercúrio estudados provocaram a morte celular das fatias de córtex, porém, ebselen protegeu as fatias dos efeitos lesivos provocados por MeHg e não pelo HgCl.
5

Efeito de compostos organocalcogênicos e derivados da guanina em modelos de dano cerebral em ratos

Moretto, Maria Beatriz January 2005 (has links)
Os mecanismos envolvidos nas atividades toxicológicas e/ou farmacológicas dos compostos orgânicos de selênio são pouco conhecidos. Os compostos orgânicos de selênio (disseleneto de difenila e ebselen) e organotelúrio (ditelureto de difenila) foram alvo dos trabalhos realizados“in vitro”, neste estudo. Os compostos organocalcogênios apresentaram efeitos diversos sobre o influxo de 45Ca2+ medido em sinaptossomas de cérebro de rato, dependendo das condições e agentes despolarizantes usados. Ebselen, (PhSe)2 e (PhTe)2 alteram a captação de 45Ca2+ de maneira distinta quando expostos a aminopiridina ou KCl. Enquanto (PhTe)2 inibe a captação de cálcio em todas as condições experimentadas, (PhSe)2, apresenta este efeito apenas quando incubado em condições basais ou sob a ação de aminopiridina. Ebselen, por sua vez, aumenta a captação de cálcio em altas concentrações em condições basais e sob a ação de aminopiridina, porém, apresenta efeito inverso quando os sinaptossomas são despolarizados por KCl. Ebselen evitou a inibição da captação de 45Ca2+ “in vitro” provocada por cloreto de mercúrio(HgCl) em sinaptossomas de cérebro de rato em condições basais do ensaio, no entanto, ebselen não afetou a inibição da captação de glutamato “in vitro” por HgCl, indicando que ebselen pode atuar dependendo das proteínas-alvo consideradas.Os compostos de mercúrio, MeHg e HgCl, inibiram a captação de glutamato em córtex cerebral de ratos de 17 dias e ebselen reverteu somente o efeito do MeHg porém, não, o do HgCl. Disseleneto de difenila não alterou os parâmetros avaliados na exposição de ambos os compostos de mercúrio.Os compostos de mercúrio estudados provocaram a morte celular das fatias de córtex, porém, ebselen protegeu as fatias dos efeitos lesivos provocados por MeHg e não pelo HgCl.
6

Análise in silico, in vitro e in vivo de compostos organocalcogênios como possíveis anti-inflamatórios

Baptistini, Natália 30 June 2015 (has links)
Submitted by Alison Vanceto (alison-vanceto@hotmail.com) on 2016-09-27T12:14:06Z No. of bitstreams: 1 TeseNB.pdf: 25264059 bytes, checksum: f823e6e565d3555a5d49056afd7c39fe (MD5) / Approved for entry into archive by Marina Freitas (marinapf@ufscar.br) on 2016-09-27T20:08:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseNB.pdf: 25264059 bytes, checksum: f823e6e565d3555a5d49056afd7c39fe (MD5) / Approved for entry into archive by Marina Freitas (marinapf@ufscar.br) on 2016-09-27T20:08:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseNB.pdf: 25264059 bytes, checksum: f823e6e565d3555a5d49056afd7c39fe (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-27T20:08:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseNB.pdf: 25264059 bytes, checksum: f823e6e565d3555a5d49056afd7c39fe (MD5) Previous issue date: 2015-06-30 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / In this work are presented the in silico study of the formation of complexes between organochalcogens compounds with enzymes COX-1 and COX-2 that were carried out in order to study their potential to act as selective inhibitors of COX-2 and thus as anti-inflammatories, as well as the results of in vitro and in vivo experiments of this activity. There were modeled and studied 15 organochalcogens compounds and their enantiomers, with a structure similar to that of the selective drug celecoxib. Compounds 2-(phenylseleno)-2-(2-ethyl-X)acetophenones-4’Y-substituted , with Y = H, Br, CH3, OCH3, NO2 and X = SO2, SO, S, were modeled using as starting point the crystallographic structure of the compound with Y = Br and X = SO. The three dimensional structures of the COX-1 and COX-2 enzymes were obtained from the PDB. The results of the molecular docking calculations were evaluated considering the patterns of orientations/conformations, intermolecular interactions, π interactions and scores. The results of these experiments allowed to propose a mechanism of action as well as a preferred bonding mode that would explain the activity of these compounds as possible inhibitors of COX-2, which is a condition necessary to act as anti-inflammatory. In particular, the compound where Y = OCH3 and X = SO2 (5-OCH3) being selective to COX-2 is the one with the best chances to act as an anti-inflammatory. This is because the OCH3 substituent occupied the S1 subsite of the enzyme, maintaining the interaction with His90 and the SO2 moiety interacts with the Tyr355, an important amino acid for the metabolism of the COX-2 substrate, the arachidonic acid. The other interactions made by the compound, such as π interactions, are important for fixing the ligand in the active site, although they are not directly related to its selectivity. The experiments in vitro and in vivo confirm the in silico results, as the enzyme immunoassay showed that this compound exhibits greater inhibition of COX-2 relative to COX-1. Furthermore, the activity of the 5-OCH3 compound was evaluated with the classical models of edema formation, that is the carrageenan and zymosan induced inflammation in the rat paw, resulting in a significant reduction in paw thickness after two hours and decreasing of the temperature after one hour of the application of the anti-inflammatory agent. As the best results were obtained for the model of paw edema elicited by carrageenan this suggests that the compound acts better in the case of acute inflammation. / Neste trabalho são apresentados o estudo in silico da formação de complexos entre compostos organocalcogênios e as enzimas COX-1 e COX-2 realizado com o objetivo de estudar seu potencial para atuar como inibidores seletivos da COX-2, e portanto como anti-inflamatórios, bem como os resultados dos experimentos in vitro e in vivo desta atividade. Na presente pesquisa, foram modelados e estudados 15 compostos organocalcogênios e seus enantiômeros, com estrutura similar à do fármaco seletivo celecoxibe. Os compostos da família 2-(fenilseleno)-2-(etil-X)acetofenonas-4’Y-substituídas, com Y = H, Br, CH3, OCH3, NO2 e X = SO2, SO, S, foram modelados tendo como ponto de partida a estrutura cristalográfica do composto da mesma família com Y = Br e X= SO. As estruturas tridimensionais das enzimas COX-1 e COX-2 foram obtidas no PDB. Os resultados dos cálculos de docking molecular foram avaliados considerando-se o padrão de orientações/conformações, as interações intermoleculares, as interações π e os escores. OS resultados desses experimentos permitiram propor um mecanismo de ação, bem como um modo de ligação preferencial para explicar a atuação desses compostos como possíveis inibidores da COX-2, condição necessária para atuar como anti-inflamatório. Em particular, o composto com Y = OCH3 e X = SO2 (5-OCH3) é o que apresentou o melhor potencial para atuar como anti-inflamatório, sendo seletivo à COX-2. Isto porque o substituinte OCH3 ocupou o subsítio S1 dessa enzima, mantendo a interação com a His90 e o grupo SO2, apresentou interação com a Tyr355, aminoácido importante para o metabolismo do substrato da COX-2, o ácido araquidônico. As outras interações feitas pelo composto, como as interações π, são importantes para fixação do ligante ao sítio ativo, embora não estejam diretamente ligadas com a sua seletividade. Os experimentos in vitro e in vivo permitiram confirmar os resultados dos experimentos in silico, uma vez que o ensaio imunoenzimático mostrou que este composto apresenta maior inibição da COX-2 em relação à COX-1. Ainda, a atividade do composto 5-OCH3 foi avaliada em modelo de edema de pata induzido por carragenina e zymosan, como agentes irritantes, resultando em uma diminuição significativa da espessura das patas após duas horas e diminuição da temperatura após uma hora da aplicação do agente anti-inflamatório. Uma vez que os melhores resultados foram obtidos para o modelo do edema de pata com a carragenina isto sugere o composto atua melhor no caso da inflamação aguda.
7

Síntese e avaliação biológica de calcogeno-oxadiazóis e calcogenotetrazóis / Synthesis and biological evaluation of chalcogen oxadiazoles and chalcogen tetrazoles

Sauer, André Carpes 24 February 2017 (has links)
This work first describes the synthesis of the starting materials, the 1,2,4- and 1,3,4-oxadiazoles, from arylamidoximes and arylhydrazides derivatives, respectively. These two precursors were previously reacted with the 2-chloroacetyl chloride, and after cyclodehydration formed the desired heterocycles in satisfactory yields (10 examples, 67-99 %). The heterocyclic starting materials were submitted to aliphatic nucleophilic substitution reactions (SN2) against calcogenolates derived from arylic and alkylic disselenides and thiols. The selenolates were obtained in reducing medium of NaBH4 and anhydrous ethanol, whereas the thiolates were formed by treatment of thiols in basic medium of Et3N, so that the products from these substitutions were obtained in good yields (41 examples, 25-99 %). Some aspects of the methodologies employed were also studied, and some statements are possible, because when using tellurium don’t occurred the formation of the desired products, and also the formation of by-products unwanted. Secondly, the heterocyclic starting materials were re-subsumed to the SN2 reactions, but now, against potassium chalcogenocyanates (KSCN and KSeCN) in acetonitrile and the presence of an ammonium salt (TBAB), which aimed to catalyze reactions of aliphatic substitutions. The molecules from these reactions were obtained in excellent yields (12 examples, 69-92 %), which were subsequently submitted to the cycloaddition reactions (3+2) with NaN3, in a solution of toluene and Et3N.HCl, to form the respective 1H-tetrazoles (12 examples, 49-99 %). The products obtained contain, in the same molecule, the oxadiazolic, tetrazolic and chalcogen core. Chalcogencyanates and tetrazoles were further evaluated in vitro for their antioxidant properties by reducing the DPPH radical and Mo (VI) to Mo (V), so that two chalcogencyanates and one tetrazole presented good results for the phosphomolibidenium test. The cyclic voltammetry technique was also used to evaluate the redox potential of these compounds. Some compounds obtained in the first stage of this work are under evaluation of their antioxidant properties, but preliminary tests presented promising results for the molecules in question. / Este trabalho descreve, inicialmente, a síntese dos materiais de partida, os 1,2,4- e 1,3,4-oxadiazóis, derivados de arilamidoximas e arilhidrazidas, respectivamente. Estes dois precursores reagiram previamente com o cloreto de 2-cloroacetila e após ciclodesidratação formaram os heterociclos desejados em rendimentos satisfatórios (10 exemplos, 67-99%). Os materiais de partida heterocíclicos foram submetidos às reações de substituição nucleofílica alifática (SN2) frente aos calcogenolatos derivados de disselenetos e tióis arílicos e alquílicos. Os selenolatos foram obtidos em meio redutor de NaBH4 e etanol anidro, já os tiolatos formam-se pelo tratamento de tióis em meio básico de Et3N, de modo que os produtos provenientes destas substituições foram obtidos em bons rendimentos (41 exemplos, 25-99%). Foram ainda, estudados alguns aspectos das metodologias empregadas, e algumas afirmações são possíveis, pois quando se utilizaram reagentes de telúrio não ocorreu a formação dos produtos desejados, e ainda se constatando a formação de subprodutos indesejados. Em um segundo momento, os materiais de partida heterocíclicos foram submetidos novamente às reações SN2, porém agora frente à calcogenocianatos de potássio (KSCN e KSeCN), em acetonitrila e na presença de um sal de amônio (TBAB), que teve como finalidade catalisar as reações de substituições alifáticas. As moléculas provenientes destas reações foram obtidas em excelentes rendimentos (12 exemplos, 69-92%), sendo que estes foram posteriormente submetidos às reações de cicloadição (3+2) com NaN3, em uma solução de tolueno e Et3N.HCl, formando os respectivos 1H-tetrazóis (12 exemplos, 49-99%). Os produtos obtidos contêm, em uma mesma molécula, os núcleos oxadiazólico, tetrazólico e calcogênio. Os calcogenocianatos e os tetrazóis foram ainda submetidos à avaliação de suas propriedades antioxidantes in vitro, por meio da redução do radical DPPH e do Mo (VI) à Mo (V), de forma que dentre os compostos avaliados, dois calcogenocianatos e um tetrazol exibiram bons resultados para o teste de fosfomolibidênio. Foi ainda utilizada a técnica de voltametria cíclica com o intuito de avaliar o potencial redox desses compostos. Alguns compostos obtidos, na primeira etapa deste trabalho, estão sob avaliação de suas propriedades antioxidantes, porém testes preliminares apresentaram resultados promissores para as moléculas em questão.
8

Efeito de compostos organocalcogênicos e derivados da guanina em modelos de dano cerebral em ratos

Moretto, Maria Beatriz January 2005 (has links)
Os mecanismos envolvidos nas atividades toxicológicas e/ou farmacológicas dos compostos orgânicos de selênio são pouco conhecidos. Os compostos orgânicos de selênio (disseleneto de difenila e ebselen) e organotelúrio (ditelureto de difenila) foram alvo dos trabalhos realizados“in vitro”, neste estudo. Os compostos organocalcogênios apresentaram efeitos diversos sobre o influxo de 45Ca2+ medido em sinaptossomas de cérebro de rato, dependendo das condições e agentes despolarizantes usados. Ebselen, (PhSe)2 e (PhTe)2 alteram a captação de 45Ca2+ de maneira distinta quando expostos a aminopiridina ou KCl. Enquanto (PhTe)2 inibe a captação de cálcio em todas as condições experimentadas, (PhSe)2, apresenta este efeito apenas quando incubado em condições basais ou sob a ação de aminopiridina. Ebselen, por sua vez, aumenta a captação de cálcio em altas concentrações em condições basais e sob a ação de aminopiridina, porém, apresenta efeito inverso quando os sinaptossomas são despolarizados por KCl. Ebselen evitou a inibição da captação de 45Ca2+ “in vitro” provocada por cloreto de mercúrio(HgCl) em sinaptossomas de cérebro de rato em condições basais do ensaio, no entanto, ebselen não afetou a inibição da captação de glutamato “in vitro” por HgCl, indicando que ebselen pode atuar dependendo das proteínas-alvo consideradas.Os compostos de mercúrio, MeHg e HgCl, inibiram a captação de glutamato em córtex cerebral de ratos de 17 dias e ebselen reverteu somente o efeito do MeHg porém, não, o do HgCl. Disseleneto de difenila não alterou os parâmetros avaliados na exposição de ambos os compostos de mercúrio.Os compostos de mercúrio estudados provocaram a morte celular das fatias de córtex, porém, ebselen protegeu as fatias dos efeitos lesivos provocados por MeHg e não pelo HgCl.
9

Síntese de Derivados de seleno-aminoácidos e estudos preliminares de sua atividade antioxidante / Synthesis of Selenium Amino Acid Derivatives and Preliminary Study of its Antioxidant Activity

Yuniel Tejeda Mazola 11 August 2017 (has links)
Há no organismo humano Glutationas peroxidases (GPx), muitas dessas responsáveis por proteger as células contra espécies reativas de oxigênio (ROS, do inglês Reactive Oxygen Species), cuja detecção pode ser realizada por sondas fluorescentes. Tais sondas podem conter em sua estrutura átomos de selênio ou telúrio. Esses calcogênios apresentam várias propriedades, dentre elas a suscetibilidade a processos oxidativos, que podem levar a mecanismos de transferência eletrônica fotoinduzida (PET), promovendo um sistema on/off de fluorescência na molécula. Sendo assim os derivados de selenoaminoácidos e sondas fluorescentes contendo calcogênios podem ser empregados tanto na eliminação de espécies reativas de oxigênio como na sua detecção. O presente trabalho propôs a síntese de derivados de selenoaminoácidos, via reações do tipo Morita-Baylis-Hillman, que poderiam ser empregados como antioxidante. Entretanto, foi também foco da nossa pesquisa explorar a síntese de novos composto organocalcogênios com propriedades fluorescentes e seu estudo fotofísico / Glutathione peroxidases (GPx) are enzymes present in the human body, and many of them are responsible for protecting cells against reactive oxygen species (ROS), which can be detected by fluorescent probes. Selenium or tellurium atoms can be present in these probes and are susceptible to oxidative processes, which can lead to photoinduced electron transfer mechanism (PET). These mechanisms can promote an on/off fluorescence system, thus, selenium amino acids derivatives and fluorescent probes containing chalcogens can be used both in the elimination of reactive oxygen species and their detection. Herein, we proposed the synthesis of selenium amino acids derivatives, vía Morita-Baylis-Hillman reaction, and the products were pointed out as potential antioxidants. In addition, it was also the focus of our research exploring the synthesis of new organochalcogen compounds with fluorescent properties and their photophysical study.
10

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE ANTIOXIDANTE IN VITRO DE NOVOS COMPOSTOS MONO E DISSELENETO / EVALUATION OF IN VITRO ANTIOXIDANT CAPACITY OF NEW MONO AND DISELENIDE COMPOUNDS

Stefanello, Sílvio Terra 26 July 2013 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The antioxidant action of organic selenium compounds, as well as ebselen and diphenyl diselenide (DPDS), is closely connected to its ability of generating the selenol group. (In) this study it was evaluated the in vitro antioxidant effect of new mono and diselenide compounds, where it was compared whether the formation of p-methyl-selenol from compounds 1-phenyl-3-(p-tolylselanyl)propan-2-amine (C1) and 1,2-dip-tolyldiselenide (C4) and o-methoxy-selenol from compounds 1-(2-methoxyphenylselanyl)-3-phenylpropan-2-amine (C2) and 1,2-bis(2-methoxyphenyl) diselenide (C3) may be involved with their antioxidant effects. The mono and diselenide compounds were tested in their Fe(II) and sodium nitroprusside (SNP)-induced lipid peroxidation in rat brain and liver homogenates and also in their antioxidant ability in phosphomolybdenum test-reductionand and DPPH radical. Besides, the effects of the compounds in the antioxidant enzymes thioredoxin reductase (TrxR) and glutathione peroxidase (GPx) were quantified. The new compounds oxidant effects were investigated through the thiol oxidase assay and the cellular viability of isolated leukocytes. The results demonstrated that the compounds obtained a significant reduce on the lipid peroxidation induced by different pro-oxidants, as well as an antioxidant effect similarly when compared to ascorbic acid equivalents. In the same manner, the compounds did not present thiol oxidase activity. Furthermore, they did not preset any decrease on the cellular viability of leucocytes. The compounds C1 and C2 did not show mimetic activity of GPx enzyme or had a substrate effect on TrxR enzyme, probably due the amino group presence on their chemical structures which must have inhibited the selenol formation. However, DPDS analog-compounds presented a mimetic activity of GPx, as well as they showed an increase in the TrxR activity, presumably due the formation of the selenol groups (p-methyl-selenol and o-methoxy-selenol). / A ação antioxidante dos compostos orgânicos de selênio, como o ebselen e o disseleneto de difenila (DPDS), está intimamente envolvida com a capacidade de formação do grupamento selenol. Neste estudo foi avaliado o perfil antioxidante in vitro de novos compostos mono e disseleneto, onde foi comparado se a formação do p-metil-selenol pelos compostos 1-fenil-3-(p-tolilselenil)propano-2-amina (C1) e o 1,2-dip-tolildisseleneto (C4), assim como a formação do grupamento o-metoxi-selenol pelos compostos 1-(2-metoxifenilselenil)-3-fenilpropano-2-amina (C2) e 1,2-bis(2-metoxifenil)disseleneto (C3) pode estar associados com os efeitos antioxidantes apresentados. Os novos compostos mono e disseleneto foram avaliados quanto a capacidade de redução dos níveis de peroxidação lipídica induzida por Fe(II) e nitroprussiato de sódio em homogenatos de cérebro e fígado de ratos, assim como também foi avaliada a capacidade antioxidante através do ensaio da redução do fosfomolibdênio e do radical DPPH. Além disso, foram quantificados os efeitos dos compostos quanto à atividade das enzimas antioxidantes, tioredoxina redutase (TrxR) e glutationa peroxidase (GPx). O efeito oxidante, dos novos compostos, foi investigado através do ensaio da tiol oxidase e da viabilidade celular de leucócitos isolados. Decorrente dos resultados obtidos foi possível evidenciar que ambos os compostos apresentaram uma redução significativa da peroxidação lipídica quando induzidas por diferentes pro oxidantes assim como, uma capacidade antioxidante total semelhante a equivalentes de acido ascórbico. Da mesma forma, os compostos não apresentaram efeito tiol oxidase, assim como não apresentaram uma diminuição da viabilidade celular de leucócitos. Os compostos C1 e C2 não apresentaram atividade mimética a enzima GPx assim como, também não serviram de substrato para a enzima TrxR, provavelmente devido a presença do grupamento amino nas estruturas químicas destas moléculas o que incapacitou a formação dos respectivos grupamentos selenois. No entanto, os compostos análogos ao DPDS apresentaram atividades miméticas a GPx, assim como também apresentaram uma aumento na atividade da TrxR provavelmente devido a formação dos selenois (p-metil-selenol e o-metoxi-selenol).

Page generated in 0.0936 seconds