• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 173
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 175
  • 93
  • 35
  • 33
  • 28
  • 28
  • 26
  • 25
  • 24
  • 22
  • 20
  • 18
  • 17
  • 17
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Influência da ovariectomia na movimentação dentária induzida: avaliação microscópica

Alessandro Antonio Costa Pereira 30 March 2000 (has links)
A ovariectomia promove uma depleção na síntese de estrogênio, um hormônio com efeitos sobre o metabolismo ósseo. Com o presente trabalho propôs-se analisar os efeitos desta condição nos tecidos dentários e ósseos envolvidos na movimentação dentária induzida. Foram utilizadas ratas com e sem ovariectomia, que tiveram seus primeiros molares superiores movimentados durante 24 horas, três e cinco dias. A análise por microscopia óptica revelou a não interferência da depleção de estrogênio nos tecidos dentários duros, não sendo detectadas reabsorções dentárias. No tecido ósseo, constatou-se um significante aumento dos aspectos reabsortivos nos animais ovariectomizados em relação aos animais não ovariectomiz ados. O presente trabalho mostrou diferenças entre as áreas ósseas inter-radiculares e externas quanto à susceptibilidade à reabsorção durante a movimentação dentária, com as áreas interradiculares apresentando aspectos mais proeminentes de reabsorção óssea, independente da condição de ovariectomia. / Ovariectomy promotes a depletion in estrogen synthesis, a hormone thats acts over bone metabolism. The aim of this work was to analyse the effects of this condition on dental and bone tissues involved in induced tooth movement. Ovariectomized and not ovariectomized female rats were used and had their first upper molars moved during 24 hours, three and five days. The analysis under light microscopy did not reveal interference on hard dental tissues due to the estrogen depletion, nor resorptions. A sligth raise of bone resorption was noticed in the ovariectomized animals compared to the control group. This study presented differences between the interradicular and external bone areas related to the resorption susceptibility during the tooth movement and the interradiculars areas showing more prominent bone resorption aspects, despite the condition of the rats.
2

Influência da insuficiência estrogênica e do uso de anti-inflamatórios sobre o deslocamento posterior funcional da mandíbula induzido na ATM de ratas / Influence of estrogen insufficiency and anti-inflammatory drugs on the functional posterior displacement of the mandible of female rats' TMJ

Figueroba Raimundo, Sidney, 1963- 19 August 2018 (has links)
Orientador: Francisco Carlos Groppo / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculda de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-19T03:56:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 FiguerobaRaimundo_Sidney_D.pdf: 3233754 bytes, checksum: c6124f5e2bd9635cb391d21ebcba7ea6 (MD5) Previous issue date: 2011 / Resumo: As desordens da articulação temporomandibular (DTM) estão associadas com o processo inflamatório, incluindo os componentes biológico e comportamental. O objetivo foi avaliar o efeito de dois anti-inflamatórios (parecoxibe e dexametasona) na morfologia da ATM e produção de interleucinas pro-inflamatórias em ratas ovariectomizadas (OVX), com ou sem deslocamento posterior funcional (DPFM). Foram utilizadas 72 ratas em quatro grupos: G1 - sem DPFM e não OVX; G2 - com DPFM e não OVX; G3 - sem DPFM e OVX; G4 - com DPFM e OVX. O DPFM da mandíbula foi induzido por meio de um dispositivo confeccionado com bandas ortodônticas nos incisivos superiores. Após 7 dias da indução do DPFM, as ratas foram tratadas com NaCl 0,9% (CONT) ou parecoxibe 0,3mg/kg/dia (PARE) ou dexametasona 0,1mg/kg/dia (DEXA), via intramuscular. Após 7 dias de tratamento, as ATM de ambos os lados foram retiradas em bloco. Uma das ATM foi submetida ao processamento histológico (hematoxilina-eosina). A ATM contralateral foi macerada e centrifugada e o sobrenadante submetido ao imunoensaio (ELISA) para avaliação das interleucinas IL1-beta e IL-6. A leitura foi feita por espectrofotometria. Todos os animais foram pesados com a mesma idade, previamente à sua morte. Foi possível observar que, independentemente do tratamento, as fêmeas que não foram submetidas ao DPFM mostraram variação de peso corporal em média (±erro padrão) de -0,41±0,72%; aquelas submetidas ao DPFM de -4,8±1,1%; as submetidas à OVX de 26,9±1,2% e aquelas submetidas ao DPFM e OVX de 8,3±2,5%. Estes dados em conjunto mostram que houve ganho de peso nos animais submetidos à OVX, mas não houve alteração de peso nos animais submetidos ao DPFM. O PARE e a DEXA diminuíram (Kruskal-Wallis, p<0,05) a área da cartilagem articular nos animais do Grupo sem-DPFM em relação ao controle, mas o PARE aumentou a área em relação à DEXA, não havendo diferenças entre ambos e o controle. Os tratamentos não influenciaram a concentração de IL1-beta no Grupo sem-DPFM, mas no Grupo com-DPFM, a concentração foi maior (Kruskal-Wallis, p<0,05) para DEXA. Nos demais Grupos não houve diferenças (p>0,05) entre os tratamentos. Independentemente do tratamento, a IL1-beta foi menor no Grupo sem-DPFM do que nos demais grupos. O nível de IL1-beta no Grupo com-DPFM foi maior do que no grupo sem- DPFM+OVX, mas não apresentou diferenças com o grupo com-DPFM+OVX, exceto para a DEXA. A concentração de IL-6 não foi afetada pelos tratamentos em nenhum dos quatro grupos. Entretanto, a comparação entre os grupos revelou que o Grupo com-DPFM apresentou maior concentração de IL-6, considerando todos os tratamentos. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre os níveis de IL-6 dos Grupos sem-DPFM, sem-DPFM+OVX e com-DPFM+OVX. Os parâmetros histológicos não foram afetados pelo DPFM ou OVX, mas sim pelos tratamentos. Concluímos que o DPFM aumentou os níveis das interleucinas pró-inflamatórias IL1-beta e IL-6, sendo que as ratas com DPFM tiveram as concentrações das interleucinas atenuadas pela ovariectomia. Os anti-inflamatórios parecoxibe e dexametasona não interferiram com as concentrações das citocinas. A área da cartilagem articular não foi influenciada pelo DPFM, mas a associação ao PARE gerou aumento na área da cartilagem articular / Abstract: Temporomandibular disorders (TMD) are associated with pain/inflammatory process, including biological and behavioral parameters. The aim of the present study was to evaluate the effect of two anti-inflammatories (parecoxib and dexamethasone) in the TMJ morphology of ovariectomized rats (OVX) with or without retrusive displacement of mandible (RDM). 72 rats were distributed into 4 groups: G1 - no RDM and no OVX; G2 - with RDM and no OVX; G3 - no RDM, but with OVX; G4 - with both RDM and OVX. The RDM induction was achieved by placing an oral device made with steel strips (orthodontic band) in the rat upperincisors. After 7 days of RDM, the animals were submitted to one of the following treatments: 0.9% NaCl (CONT); 0.30mg/kg/im/day parecoxib (PARE); or 0.1mg/kg/im/day dexamethasone (DEXA). After 7 days of treatment, the TMJs of both sides were removed. One of them was submitted to histological procedure (HE) after fixation and decalcification. The contralateral TMJ was macerated, centrifuged and the supernatant was submitted to the immunoassay (ELISA) in order to evaluate the pro-inflammatory cytokines (IL1-beta and IL-6). The readings were performed by spectrophotometry. All animals were weighed with the same age and before they were killed. It was possible to observe that the rats without RDM showed a mean (±SE) variation of body weight of -0.41±0.72%; the ones not submitted to RDM was -4.8±1.1%; with OVX of 26.9±1.2% and the ones submitted to both RDM and OVX was 8.3±2.5%. In general, these data showed a body weight gain in the animals with OVX, but not in the ones with RDM. Both PARE and DEXA decreased (Kruskal-Wallis, p<0.05) the articular cartilage area in G1 when compared to CONT, but PARE increased the area in relation to DEXA. None of the treatments influenced the IL1-beta levels in G1, but it was higher in G2 (Kruskal-Wallis, p<0.05) for DEXA. No differences were observed among treatments for groups 3 and 4 (p>0.05). IL1-beta levels were lower in G1 when compared to the other ones, disregarding of treatments. These levels were higher in G2 than G3 but not G4 (except for DEXA). None of the treatments affected the IL-6 levels considering each group. G2 showed the highest IL-6 levels than the other groups, irrespectively of the treatments. No statistically significant differences among the levels of IL-6 of G1, G3 and G4 were found. The morphological parameters were not affected by RDM or by OVX, but the treatments. We concluded that RDM increased the levels of both cytokines, being reduced by OVX. Both PARE and DEXA did not interfere with cytokines levels. The articular cartilage area was not influenced by RDM, but it increased this area when associated with PARE / Doutorado / Farmacologia, Anestesiologia e Terapeutica / Doutor em Odontologia
3

Influência da ovariectomia na movimentação dentária induzida: avaliação microscópica

Pereira, Alessandro Antonio Costa 30 March 2000 (has links)
A ovariectomia promove uma depleção na síntese de estrogênio, um hormônio com efeitos sobre o metabolismo ósseo. Com o presente trabalho propôs-se analisar os efeitos desta condição nos tecidos dentários e ósseos envolvidos na movimentação dentária induzida. Foram utilizadas ratas com e sem ovariectomia, que tiveram seus primeiros molares superiores movimentados durante 24 horas, três e cinco dias. A análise por microscopia óptica revelou a não interferência da depleção de estrogênio nos tecidos dentários duros, não sendo detectadas reabsorções dentárias. No tecido ósseo, constatou-se um significante aumento dos aspectos reabsortivos nos animais ovariectomizados em relação aos animais não ovariectomiz ados. O presente trabalho mostrou diferenças entre as áreas ósseas inter-radiculares e externas quanto à susceptibilidade à reabsorção durante a movimentação dentária, com as áreas interradiculares apresentando aspectos mais proeminentes de reabsorção óssea, independente da condição de ovariectomia. / Ovariectomy promotes a depletion in estrogen synthesis, a hormone thats acts over bone metabolism. The aim of this work was to analyse the effects of this condition on dental and bone tissues involved in induced tooth movement. Ovariectomized and not ovariectomized female rats were used and had their first upper molars moved during 24 hours, three and five days. The analysis under light microscopy did not reveal interference on hard dental tissues due to the estrogen depletion, nor resorptions. A sligth raise of bone resorption was noticed in the ovariectomized animals compared to the control group. This study presented differences between the interradicular and external bone areas related to the resorption susceptibility during the tooth movement and the interradiculars areas showing more prominent bone resorption aspects, despite the condition of the rats.
4

Influência do treinamento resistido e do raloxifeno no metabolismo ósseo de ratas Wistar

Garcia, Camila Tami Stringhetta [UNESP] 24 April 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:25:35Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-04-24Bitstream added on 2014-06-13T19:06:09Z : No. of bitstreams: 1 000739066.pdf: 1353366 bytes, checksum: 79588e032afad6fbaa7b61c5b96b8b56 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A fragilidade óssea, resultante da osteoporose, aumenta a possibilidade da ocorrência de fraturas e de morbimortalidade. A deficiência de estrogênio que acomete a mulher durante a menopausa, exerce ação primordial no desenvolvimento desta patologia. Entre os fármacos estudados como possíveis agentes terápicos para a osteoporose, o cloridrato de raloxifeno (RLX) mimetiza os efeitos benéficos do estrógeno sem estimular tecidos como mama e endométrio. A realização de exercícios resistidos tem se mostrado grande aliado para o aumento da densidade mineral óssea, pelo recrutamento de células ósseas. Desta forma, este estudo analisou se o treinamento resistido (EX), o raloxifeno ou a associação destes propícia alteração óssea no colo do fêmur de ratas no período do envelhecimento. Para tanto, ratas Wistar (14 meses) foram divididas aleatoriamente nos grupos experimentais: G1- Sham/NaCl; G2 – Sham/NaCl + EX; G3– Sham/RLX; G4 – Sham/RLX + EX; G5- OVX/NaCl; G6- OVX/NaCl + EX; G7- OVX/RLX; G8 - OVX/RLX + EX. Durante 120 dias as ratas receberam, por gavagem diária, solução fisiológica (grupos 1, 2, 5 e 6) ou RLX (grupos 3, 4, 7 e 8). Os animais dos grupos 2, 4, 6 e 8 realizaram 4 séries de 5 repetições de exercício em escada, com peso equivalente a 80% da sua força durante 3 vezes na semana. A região da epífise proximal dos fêmures destes animais foi analisada por densitometria e microtomografia óssea bem como dosagens plasmáticas de Fosfatase Ácida Resistente ao Tartarato (TRAP), Osteocalcina (OC), Osteoprotegerina (OPG) e Fosfatase Alcalina total (FAL) como indicadores de predisposição à reabsorção ou formação de tecido ósseo. Os resultados evidenciam alterações morfológicas e nas concentrações plasmáticas de FAL, OC, OPG e TRAP. Nos animais sham-OVX, a associação de RLX e EX desencadeou aumento na atividade de FAL e diminuição... / The bone fragility resulting from osteoporosis increases the possibility of fractures and mortality occurrences. The estrogen deficiency that affects women during menopause exerts a major action on the development of this pathology. Among the drugs we’ve studied as possible therapeutic agents for osteoporosis, raloxifene hydrochloride (RLX) mimics the beneficial effects of estrogen without stimulating tissues such as the breast and the endometrium. Moreover, it turned out resistance exercises is a great ally to the increasing of bone mineral density through the recruitment of bone cells. Thus, this study examined whether the resistant training, raloxifene hydrochloride or combination of these provided favorable changes in the femur of rats on their aging period. Therefore, 14 months old (Wistar) rats, after analysis of the estrous cycle, were randomly divided in experimental groups: G1-Sham/NaCl; G2 – Sham/ NaCl + EX; G3-Sham/ RLX; G4 – Sham/ RLX + exercise; G5-OVX / NaCl; G6-OVX /NaCl + exercise; G7-OVX / RLX; G8-OVX/RLX + exercise. For 120 days the rats received by gavage daily physiological solution (Group 1,2,5 and 6) or RLX(Group 3,4,7 and 8). Animals in group 2, 4, 6 and 8 underwent 4 series of 5 repetition of ladder exercises, with the equivalent weight of 80% of their strength for 3 times a week. The region of epiphysis proximal femurs of these animals were analyzed by microtomography and bone densitometry as well as plasma tartrate-resistant acid phosphatase (ALP), Osteocalcin (OC), Osteoprotegerin (OPG) and Alkaline phosphatase indicates of a predisposition to resorption or formation of bone tissue. The results show changes in plasma concentrations of ALP, OC, OPG, and TRAP. In sham- OVX animals, the combination of RLX and EX triggered increased...
5

Efeitos do tamoxifeno e do anastrozol na periodontite induzida por ligadura em ratas ovariectomizadas / Effects of tamoxifen and anastrozole in ligature-induced periodontitis in ovariectomized rats

Melo, Iracema Matos de 27 January 2017 (has links)
MELO, I. M. Efeitos do tamoxifeno e do anastrozol na periodontite induzida por ligadura em ratas ovariectomizadas, 2017. 132 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-02-23T14:15:12Z No. of bitstreams: 1 2017_tese_immelo.pdf: 5752231 bytes, checksum: b114f51f26827463669488fcff2e98f2 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-02-23T14:15:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_tese_immelo.pdf: 5752231 bytes, checksum: b114f51f26827463669488fcff2e98f2 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-23T14:15:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_tese_immelo.pdf: 5752231 bytes, checksum: b114f51f26827463669488fcff2e98f2 (MD5) Previous issue date: 2017-01-27 / Tamoxifen (TMX) and anastrozole (ANA) are selective estrogen receptor modulators and aromatase inhibitors drugs, respectively, used in the therapy of breast cancer, impacting on the bone tissue. The effect of TMX and ANA on the ligature-induced periodontitis in ovariectomized (OVX) rats was evaluated. Initially, 170 Wistar rats were sham-ovariectomized (S-OVX) or OVX. On day seven, periodontitis was induced by ligature (nylon 3.0) on the upper left second molar and the contralateral one as control. Groups of animals received through gavage distilled water (Normal, S-OVX, and OVX), TMX (OVX/TMX 1, 3, and 9 mg/kg) or ANA (S-OVX/ANA 0.5 or OVX/ANA 0.02, 0.1, and 0.5 mg/kg), daily, for 28 days, when were subjected to euthanasia. The gingiva was analyzed through dosages of myeloperoxidase activity (MPO) and TNF-α by ELISA, and the alveolar bone resorption (ABR) was assessed by macroscopic, histometric, histological, and immunohistochemical analysis for TNF-α, RANKL, OPG, and TRAP. Systemically, the following parameters were analyzed: the femur by histological analysis, estradiol serum dosages (ESD), total alkaline phosphatase (TALP) and bone alkaline phosphatase (BALP), the leukogram, the uterus wet weight (UWW), and body mass variation (BMV). The OVX caused hypoestrogenism in relation to basal values and S-OVX animals; without altering by TMX, but reduced by ANA. The UWW was reduced in OVX, OVX/TMX, OVX/ANA and in the S-OVX/ANA animals in relation to normal and S-OVX animals. The second molar ligature caused ABR (macroscopic and microscopies), increase in the gingival levels of MPO and TNF-α, in the immunolabelling for RANKL, ratio RANKL/OPG and TRAP, and reduction of OPG and BALP. The hypoestrogenism due to OVX increased only MPO in relation to the S-OVX. TMX reduced the ABR, besides the MPO, the immunolabelling for TNF-α, RANKL, and TRAP, with a lower ratio of RANKL/OPG, and increased the BALP levels, maintaining the OPG levels close to the normal group values. ANA in S-VOX animals did not altered the evaluated parameters. However, when combined with OVX, the additional hypoestrogenism seen in the OVX/ANA group, albeit it did not increase the MPO and TNF-α in relation to what was observed in non-treated OVX animals, it did increase the ABR associated with the increase in the MPO in relation to S-OVX animals as well as the rise in the RANKL, RANKL/OPG ratio, and TRAP, and it reduced both OPG and BALP. The femoral analysis showed that the OVX did not promote significant bone alterations in comparison with the Normal and S-OVX groups, as well as compared with TMX-treated animals. ANA promoted changes in the femur of S-OVX and OVX animals, with presence of fibrous connective tissue in the epiphysis, inflammation in the periosteum and broad spinal spaces, especially in OVX animals. The periodontitis induced leukocytosis at the expenses of neutrophilia and lymphomonocytosis, and added to OVX observed a leukocytosis increasing. This was prevented by TMX and did not alter by ANA. Finally, the OVX promoted a higher weight gain in relation to the Normal and S-OVX animals. OVX/TMX resulted in lower weight gain, and OVX/ANA, curve similar to that of OVX. In summary, the modulation of estrogen receptors by TMX prevented the bone resorption due to a reduction in the inflammatory response and potentially favoring the bone formation via the modulation of osteoclastogenic cytokines, while the estrogen synthesis inhibition by ANA, besides increasing bone destruction, it even reduced the mechanisms of bone formation. / Tamoxifeno (TMX) e anastrozol (ANA) são fármacos moduladores dos receptores de estrógeno e inibidores da aromatase, respectivamente, utilizados na terapia do câncer de mama, com repercussões no tecido ósseo. Avaliou-se o efeito do TMX e do ANA na periodontite induzida por ligadura em ratas ovariectomizadas (OVX).Inicialmente, 170 ratas Wistar foram falso-ovariectomizadas (F-OVX) ou OVX. No dia 7, a periodontite foi induzida por ligadura (náilon 3.0) do 2°molar superior esquerdo, e contralateral como controle. Grupos de animais receberam por gavagem água destilada (Normal, F-OVX e OVX), TMX (OVX/TMX 1, 3 e 9 mg/kg) ou ANA (F-OVX/ANA 0,5 ou OVX/ANA 0,02, 0,1 e 0,5 mg/kg), diariamente, por 28 dias, quando foram eutanasiados. A gengiva foi analisada por dosagens de atividade de mieloperoxidase (MPO) e de TNF-α por ELISA, e a reabsorção óssea alveolar (ROA) por macroscopia, histometria, histologia, e imunohistoquímica para TNF-α, RANKL, OPG e TRAP. Sistemicamente, foram avaliados o fêmur por histologia; as dosagens séricas de estradiol (EST), fosfatases alcalinas total (FAT) e óssea (FAO); o leucograma; o peso úmido do útero (PUU) e a variação de massa corpórea (VMC). A OVX causou hipoestrogenia em relação aos valores basais e de F-OVX; não sendo alterada por TMX, mas reduzida por ANA. O PUU foi reduzido nos animais OVX, OVX/TMX, OVX/ANA e F-OVX/ANA em relação aos animais Normal e F-OVX. A ligadura do 2º molar induziu ROA (macroscopia e microscopias), aumento dos níveis gengivais de MPO e TNF-α, das imunomarcações de RANKL, razão RANKL/OPG e TRAP, e redução de OPG e FAO. A hipoestrogenia por OVX aumentou somente a MPO em relação a F-OVX. TMX reduziu a ROA, além da MPO, da imunomarcação para TNF-α, RANKL e TRAP, e a razão RANKL/OPG; aumentou os níveis de FAO, e manteve os níveis de OPG semelhantes ao Normal. O ANA em animais F-OVX não alterou os parâmetros avaliados. Porém, quando combinada à OVX, a hipoestrogenia adicional vista no grupo OVX/ANA, apesar de não ter aumentado MPO e TNF-α em relação ao observado em animais OVX não tratados, aumentou a ROA, associada ao aumento de MPO em relação aos animais F-OVX, bem como aumento de RANKL, razão RANKL/OPG e TRAP; e diminuiu ambas OPG e FAO. A análise do fêmur mostrou que a OVX não promoveu alterações significantes nesse osso em comparação ao Normal e F-OVX, assim como de animais tratados com TMX.O ANA promoveu alterações no fêmur de animais F-OVX e OVX, com presença de tecido conjuntivo fibroso na epífise, inflamação no periósteo e espaços medulares amplos, sobretudo no de animais OVX. A periodontite induziu leucocitose, à custa de neutrofilia e linfomonocitose, e somada à OVX observou-se aumento dessa leucocitose. Esta foi prevenida pelo TMX, e não alterada por ANA. Por fim, a OVX promoveu maior ganho de peso em relação ao de animais Normais e F-OVX. OVX/TMX resultou em menor ganho de peso, e OVX/ANA, curva semelhante ao de OVX. Em suma, a modulação de receptores de estrógeno por TMX preveniu reabsorção óssea por reduzir a resposta inflamatória e potencialmente favorecendo a formação óssea, via modulação de citocinas osteoclastogênicas, ao passo que a inibição da síntese estrógeno por ANA, além de aumentar a destruição óssea, ainda reduziu os mecanismos formadores ósseos.
6

Influência da ovariectomia no processo de reparo de enxerto ósseo autógeno em bloco na mandíbula : estudo histológico em ratas adultas /

Luize, Danielle Shima. January 2004 (has links)
Orientador: Álvaro Francisco Bosco / Resumo: O objetivo do presente estudo foi avaliar, por meio de análise histológica, a influência da ovariectomia (depleção de estrógeno) no processo de reparo de enxertos ósseos autógenos em bloco. Para isso, foram utilizadas 36 ratas fêmeas, com idade de 12 meses, divididas em grupo controle (GC) e grupo experimental (GE) de 18 animais cada. As ratas do GE foram submetidas à cirurgia de ovariectomia (Ov), enquanto as ratas do GC foram submetidas a simulação do mesmo procedimento cirúrgico, sem a remoção dos ovários (Si). Transcorridos 30 dias da Ov ou Si, todos os animais receberam enxerto ósseo autógeno em bloco na mandíbula, na região próxima ao ângulo, tendo como área doadora o osso parietal da calvária. Os animais de cada grupo foram divididos em subgrupos de 6 animais, os quais foram submetidos à eutanásia nos períodos de 7, 14 e 28 dias, após a realização do enxerto ósseo. Aos 7 dias, a interface enxerto-leito receptor no GC mostrou-se preenchida por um típico tecido de granulação, com discreta atividade de angiogênese na porção central, ao passo que no GE, havia ainda a presença de coágulo sanguíneo e um tecido de granulação em organização. Aos 14 dias, no GC, a interface apresentou-se parcialmente preenchida por matriz óssea neoformada, estabelecendo uma união do enxerto ao leito receptor, enquanto que no GE, a maior parte da interface encontrou-se preenchida por um típico tecido de granulação com nítida angiogênese e discreta atividade osteogênica, com neoformação de matriz óssea em algumas áreas. Aos 28 dias, o enxerto no GC apresentou-se histologicamente integrado ao leito receptor, com acentuada atividade osteogênica, ao passo que no GE a interface apresentou-se parcialmente preenchida por matriz óssea neoformada, encontrando-se também áreas de tecido conjuntivo entre o enxerto e o leito receptor... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The aim of this study was to investigate, by means of histological analysis, the influence of ovariectomy (estrogen depletion) on the repair process of autogenous block bone grafts. 36 female adult rats, age twelve months, were assigned to two groups (n=18): control group (CG) and experimental group (EG). The rats in the EG had an ovariectomy (Ovx) whereas those in the CG underwent the same surgical intervention but did not have their ovaries removed ("Sham"). Thirty days after Ovx or "Sham" all the animals received autogenous block bone grafts in the mandible, in the region near the mandibular angle. The donor area was the parietal bone. The animals of each group were euthanized at 7, 14 and 28 days postoperative. On the 7th postoperative day, the graft-recipient site interface in the CG appeared filled by a typical granulation tissue with discreet angiogenic activity in the central portion whereas the EG still exhibited a blood clot and an organizing granulation tissue. On the 14th postoperative day, the interface in the CG was partially filled with newly formed bone matrix establishing a union between the graft and the recipient site. The majority of the interface in the EG was filled by a typical granulation tissue with evident angiogenic activity, discreet osteogenic activity and newly formed bone matrix in some areas. On the 28th postoperative day, the graft in the CG appeared histologically integrated with the recipient site and exhibited pronounced osteogenic activity. On the other hand, the interface in the EG appeared partially filled by newly formed bone matrix with areas of connective tissue observed as well. Within the limitations of the study, it may be concluded that estrogen depletion caused by the ovariectomy hindered the healing process of autogenous block bone grafts placed in the mandible of female adult rats... (Complete abstract, click electronic address below) / Mestre
7

Influência do alendronato de sódio na movimentação dentária induzida em ratas ovariectomizadas /

Salazar, Marcio. January 2012 (has links)
Orientador: Osmar Aparecido Cuoghi / Coorientador: Luzmarina Hernandes / Banca: Marcos Rogerio de Mendonça / Banca: Celso Koogi Sonoda / Banca: Adilson Luiz Ramos / Banca: Jorge Abrão / Resumo: Introdução: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do bisfosfonato (alendronato de sódio) nos tecidos periodontais submetidos à movimentação dentária induzida, em ratas com osteoporose, após ovariectomia. Métodos: Foram utilizados ratos Wistar (Rattus norvegicus) fêmeas, com 8 semanas de idade. Os animais foram divididos em 4 grupos (n=12/grupo): Grupo OVX: ratas ovariectomizadas; Grupo OVX + ALN1: ratas ovariectomizadas tratadas com alendronato de sódio 1mg/kg; Grupo OVX + ALN2: ratas ovariectomizadas tratadas com alendronato de sódio 2mg/kg e Grupo C: controle, ratas falso operadas. Três meses após a ovariectomia os animais foram submetidos à movimentação do primeiro molar superior direito por 5 e 7 dias. Após a eutanásia dos animais, as maxilas foram removidas e processadas para avaliação microscópica. O primeiro molar superior esquerdo foi utilizado como controle sem movimentação em todos os grupos. As amostras foram processadas para análise do osso alveolar e quantificação da movimentação dentária. Resultados: Houve movimentação significante após 5 e 7 dias (P<0.05) em todos os grupos em comparação aos lados sem movimentação. Entretanto, no grupo ovariectomizado houve maior quantidade de movimentação dentária induzida comparado aos outros grupos, com resultado estatisticamente significante somente aos 7 dias. Conclusão: O alendronato de sódio na dosagem empregada diminuiu a quantidade de movimentação dentária induzida em comparação ao grupo OVX, sendo similar ao grupo controle / Abstract: Introduction: The aim of this study was to evaluate the effect of bisphosphonate (alendronate sodium) in periodontal tissues subjected to forces of induced tooth movement in rats with osteoporosis, after ovariectomy. Methods: Wistar rats (Rattusnorvegicus) female, 8 weeks old. The animals were divided into 4 groups (n = 12/grupo): OVX group, ovariectomized rats, Group OVX + ALN1: ovariectomized rats treated with Alendronate sodium (1mg/Kg) Group OVX + ALN2: ovariectomized rats treated with Alendronate sodium (2mg/Kg) and Group C: control rats false operated. Three months after ovariectomy the animals were subjected to movement of the maxillary right first molar for 5 and 7 days. After the death of animals, the jaws were removed and processed for microscopic evaluation. The first molar upper left was used as control without movement in all groups. The samples were processed for the quantification of alveolar bone and tooth movement. Results: There was significant movement after 5 and 7 days (P <0.05) in all groups compared to the sides without moving. However, in the ovariectomized group showed higher amount of induced tooth movement compared to other groups, but statistically significant only at 7 days. Conclusion: Alendronate sodium dosage employed decreased the amount of induced tooth movement compared to the OVX group, being similar to the control group / Doutor
8

Estudo longitudinal dos efeitos da deficiência estrogênica no fêmur de ratas

Pereira, Erika Cristina Sbrisse [UNESP] 30 June 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-06-30Bitstream added on 2014-06-13T20:36:37Z : No. of bitstreams: 1 pereira_ecs_me_sjc.pdf: 320845 bytes, checksum: 821167f1d3ca3ecc1ba294d338ee4837 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / É cada vez maior a parcela de pessoas idosas na população brasileira e com este fenômeno o número de pessoas afetadas por patologias crônico-degenerativas. Dentre estas uma doença que merece destaque é a osteoporose, uma vez que vem se tornando um problema de saúde pública. Um dos principais fatores de risco para osteoporose é a deficiência estrogênica, sendo assim este estudo objetivou avaliar o efeito da deficiência estrogênica no tecido ósseo durante um período de 360 dias através de análise radiográfica e biomecânica. Para tanto 80 ratas, com 3 meses de idade e peso de aproximadamente 250g, foram divididas em 10 grupos experimentais (n=8) de acordo com o tempo de sacrifício e cirurgia a que foram submetidas (ovariectomia e cirurgia sham). As ratas pertencentes aos grupos OVZ e SHAM tiveram sua ração controlada (30g por animal). Após o período determinado (30, 60, 90, 180 e 360 dias das cirurgias) as ratas foram pesadas, anestesiadas e sacrificadas e seus fêmures retirados para análise. Os dados obtidos foram submetidos ao teste estatístico ANOVA e Tukey, com nível de significância de 5%. De acordo com os resultados obtidos observou-se que nos períodos de 30, 60 e 90 dias os efeitos da deficiência estrogênica sobre o tecido ósseo foram significativos / The Brazilian population has undergone a process of aging, and this phenomenon with the number of people affected by chronic diseases is increasing. Among these a disease that deserves mention is osteoporosis, since it has become a public health problem. One of the main risk factors for osteoporosis is estrogen deficiency, so to better understand how estrogen deficiency affects the bone tissue present study aimed to evaluate the effect of estrogen deficiency on bone tissue over a period of 360 days by radiographic and biomechanics analysis. For this purpose 80 rats, 3 months old and weighing about 250g were divided into 10 groups (n = 8) according to the time of sacrifice and who underwent surgery (ovariectomy and sham surgery). The rats belonging to groups OVZ and SHAM had controlled his diet (30g per animal). After the specified period (30, 60, 90, 180 and 360 days of surgery) the rats were weighed, anesthetized and sacrificed, and their femurs were removed for analysis. Data were submitted to ANOVA and Tukey tests with significance level of 5%. According to the results obtained showed that in periods of 30, 60 and 90 days the effects of estrogen deficiency on bone tissue were significant
9

Influência do alendronato de sódio na movimentação dentária induzida em ratas ovariectomizadas

Salazar, Marcio [UNESP] 29 August 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:33:23Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-08-29Bitstream added on 2014-06-13T19:26:37Z : No. of bitstreams: 1 salazar_m_dr_araca.pdf: 262757 bytes, checksum: 1a0e33c9e3528cda78c3ef1b37dfb196 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação para o Desenvolvimento da UNESP (FUNDUNESP) / Introdução: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do bisfosfonato (alendronato de sódio) nos tecidos periodontais submetidos à movimentação dentária induzida, em ratas com osteoporose, após ovariectomia. Métodos: Foram utilizados ratos Wistar (Rattus norvegicus) fêmeas, com 8 semanas de idade. Os animais foram divididos em 4 grupos (n=12/grupo): Grupo OVX: ratas ovariectomizadas; Grupo OVX + ALN1: ratas ovariectomizadas tratadas com alendronato de sódio 1mg/kg; Grupo OVX + ALN2: ratas ovariectomizadas tratadas com alendronato de sódio 2mg/kg e Grupo C: controle, ratas falso operadas. Três meses após a ovariectomia os animais foram submetidos à movimentação do primeiro molar superior direito por 5 e 7 dias. Após a eutanásia dos animais, as maxilas foram removidas e processadas para avaliação microscópica. O primeiro molar superior esquerdo foi utilizado como controle sem movimentação em todos os grupos. As amostras foram processadas para análise do osso alveolar e quantificação da movimentação dentária. Resultados: Houve movimentação significante após 5 e 7 dias (P<0.05) em todos os grupos em comparação aos lados sem movimentação. Entretanto, no grupo ovariectomizado houve maior quantidade de movimentação dentária induzida comparado aos outros grupos, com resultado estatisticamente significante somente aos 7 dias. Conclusão: O alendronato de sódio na dosagem empregada diminuiu a quantidade de movimentação dentária induzida em comparação ao grupo OVX, sendo similar ao grupo controle / Introduction: The aim of this study was to evaluate the effect of bisphosphonate (alendronate sodium) in periodontal tissues subjected to forces of induced tooth movement in rats with osteoporosis, after ovariectomy. Methods: Wistar rats (Rattusnorvegicus) female, 8 weeks old. The animals were divided into 4 groups (n = 12/grupo): OVX group, ovariectomized rats, Group OVX + ALN1: ovariectomized rats treated with Alendronate sodium (1mg/Kg) Group OVX + ALN2: ovariectomized rats treated with Alendronate sodium (2mg/Kg) and Group C: control rats false operated. Three months after ovariectomy the animals were subjected to movement of the maxillary right first molar for 5 and 7 days. After the death of animals, the jaws were removed and processed for microscopic evaluation. The first molar upper left was used as control without movement in all groups. The samples were processed for the quantification of alveolar bone and tooth movement. Results: There was significant movement after 5 and 7 days (P <0.05) in all groups compared to the sides without moving. However, in the ovariectomized group showed higher amount of induced tooth movement compared to other groups, but statistically significant only at 7 days. Conclusion: Alendronate sodium dosage employed decreased the amount of induced tooth movement compared to the OVX group, being similar to the control group
10

Influência do treinamento resistido e do raloxifeno no metabolismo ósseo de ratas Wistar /

Stringhetta-Garcia, Camila Tami. January 2012 (has links)
Orientador: Rita Cássia Menegatti Dornelles / Banca: Sérgio Eduardo de Andrade Perez / Banca: Ismael Forte Freitas Júnior / Resumo: A fragilidade óssea, resultante da osteoporose, aumenta a possibilidade da ocorrência de fraturas e de morbimortalidade. A deficiência de estrogênio que acomete a mulher durante a menopausa, exerce ação primordial no desenvolvimento desta patologia. Entre os fármacos estudados como possíveis agentes terápicos para a osteoporose, o cloridrato de raloxifeno (RLX) mimetiza os efeitos benéficos do estrógeno sem estimular tecidos como mama e endométrio. A realização de exercícios resistidos tem se mostrado grande aliado para o aumento da densidade mineral óssea, pelo recrutamento de células ósseas. Desta forma, este estudo analisou se o treinamento resistido (EX), o raloxifeno ou a associação destes propícia alteração óssea no colo do fêmur de ratas no período do envelhecimento. Para tanto, ratas Wistar (14 meses) foram divididas aleatoriamente nos grupos experimentais: G1- Sham/NaCl; G2 - Sham/NaCl + EX; G3- Sham/RLX; G4 - Sham/RLX + EX; G5- OVX/NaCl; G6- OVX/NaCl + EX; G7- OVX/RLX; G8 - OVX/RLX + EX. Durante 120 dias as ratas receberam, por gavagem diária, solução fisiológica (grupos 1, 2, 5 e 6) ou RLX (grupos 3, 4, 7 e 8). Os animais dos grupos 2, 4, 6 e 8 realizaram 4 séries de 5 repetições de exercício em escada, com peso equivalente a 80% da sua força durante 3 vezes na semana. A região da epífise proximal dos fêmures destes animais foi analisada por densitometria e microtomografia óssea bem como dosagens plasmáticas de Fosfatase Ácida Resistente ao Tartarato (TRAP), Osteocalcina (OC), Osteoprotegerina (OPG) e Fosfatase Alcalina total (FAL) como indicadores de predisposição à reabsorção ou formação de tecido ósseo. Os resultados evidenciam alterações morfológicas e nas concentrações plasmáticas de FAL, OC, OPG e TRAP. Nos animais sham-OVX, a associação de RLX e EX desencadeou aumento na atividade de FAL e diminuição... / Abstract: The bone fragility resulting from osteoporosis increases the possibility of fractures and mortality occurrences. The estrogen deficiency that affects women during menopause exerts a major action on the development of this pathology. Among the drugs we've studied as possible therapeutic agents for osteoporosis, raloxifene hydrochloride (RLX) mimics the beneficial effects of estrogen without stimulating tissues such as the breast and the endometrium. Moreover, it turned out resistance exercises is a great ally to the increasing of bone mineral density through the recruitment of bone cells. Thus, this study examined whether the resistant training, raloxifene hydrochloride or combination of these provided favorable changes in the femur of rats on their aging period. Therefore, 14 months old (Wistar) rats, after analysis of the estrous cycle, were randomly divided in experimental groups: G1-Sham/NaCl; G2 - Sham/ NaCl + EX; G3-Sham/ RLX; G4 - Sham/ RLX + exercise; G5-OVX / NaCl; G6-OVX /NaCl + exercise; G7-OVX / RLX; G8-OVX/RLX + exercise. For 120 days the rats received by gavage daily physiological solution (Group 1,2,5 and 6) or RLX(Group 3,4,7 and 8). Animals in group 2, 4, 6 and 8 underwent 4 series of 5 repetition of ladder exercises, with the equivalent weight of 80% of their strength for 3 times a week. The region of epiphysis proximal femurs of these animals were analyzed by microtomography and bone densitometry as well as plasma tartrate-resistant acid phosphatase (ALP), Osteocalcin (OC), Osteoprotegerin (OPG) and Alkaline phosphatase indicates of a predisposition to resorption or formation of bone tissue. The results show changes in plasma concentrations of ALP, OC, OPG, and TRAP. In sham- OVX animals, the combination of RLX and EX triggered increased... / Mestre

Page generated in 0.0332 seconds