• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 740
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 757
  • 757
  • 387
  • 377
  • 151
  • 136
  • 132
  • 97
  • 83
  • 83
  • 77
  • 70
  • 63
  • 60
  • 59
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Estudos químicos e biológicos de espécies do gênero Lippia (Verbenaceae) nativas no Cerrado paulista /

Funari, Cristiano Soleo de. January 2010 (has links)
Orientador: Dulce Helena Siqueira Silva / Banca: Lourdes Campaner dos Santos / Banca: Edilberto Rocha Silveira / Banca: Valdir Cechinel Filho / Banca: Mary Ann Foglio / Resumo: A criação de um modelo nacional de saúde pautado nas aptidões e carências brasileiras é tida como fundamental para tornar o acesso à saúde pública mais abrangente e de melhor qualidade. O histórico do desenvolvimento mundial de medicamentos, a biodiversidade e os conhecimentos tradicionais associados a esta, e as competências científicas existentes no Brasil evidenciam a importância da bioprospecção. O gênero Lippia é amplamente empregado em etnomedicina e é constituído principalmente por espécies aromáticas. As investigações químicas e farmacológicas estão majoritariamente concentradas nos seus óleos essenciais, mas alguns componentes fixos, como flavonóides, fenilpropanóides, naftoquinóides e iridóides glicosilados já foram relatados. O Brasil abriga a maioria das espécies deste gênero, mas diversos problemas taxonômicos dificultam o estabelecimento de dados precisos. O stress oxidativo é apontado como ponto central no desenvolvimento de processos degenerativos associados ao envelhecimento e a diversas doenças. Conseqüentemente, terapias antioxidantes estão sendo propostas para o seu tratamento ou prevenção. Este trabalho descreve o fracionamento de extratos de folhas e de ramos de L. salviaefolia guiado por testes antioxidantes que levou ao isolamento de 16 substâncias fenólicas, sendo 4 isômeros interconversíveis inéditos, 2S e 2R-3',4',5,6-tetraidroxi-7-O-β-glicopiranosil-flavanona (12a e 12b) e 2S e 2R-5,8,3',4'-tetraidroxi-7-O-β-glicopiranosil-flavanona (13a e 13b), que foram identificadas em mistura por estudos extensivos de Ressonância Magnética Nuclear e Espectrometria de Massas. Foram isoladas também 8 substâncias do extrato de raízes de L. lupulina, selecionado com base em estudos iniciais de desreplicação por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência acoplada a Arranjo de Fotodiodos (CLAE-DAD). Os extratos... (resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The creation of a national model of health guided by need and capacity in Brazil is seen as fundamental to making access to public health more comprehensive and of better quality. The historical development of world medicine, the biodiversity and traditional knowledge associated with this, and the scientific expertise available in Brazil highlight the significance of bioprospecting in this country. The genus Lippia is widely used in ethnomedicine. Since most of its species are aromatic, the studies on the chemistry and pharmacology of this genus are mainly focused in essential oils, but some fix compounds, such as flavonoids, phenylpropanoids, naphthoquinoids and iridoids glucosides have also been reported. It is estimated that Brazil hosts most of Lippia species, but several taxonomical problems related to this species hamper the establishment of accurate data difficult. Oxidative stress has a central role in the development of degenerative processes associated to aging and several diseases, including cancer and inflammation. Consequently, antioxidant therapies are being proposed for their treatment or prevention. This work describes the fractionation procedures of L. salviaefolia leaves and stems extracts guided by simple antioxidant assays which led to 16 phenolic compounds, including 4 novel interconverting isomers (2S) and (2R)-3',4',5,6-tetrahydroxyflavanone-7-O-β-glucopyranoside (12a and 12b) and (2S) and (2R)-3',4',5,8-tetrahydroxyflavanone-7-O-β-glucopyranoside (13a and 13b), which were identified in mixture by extensive use of 1D and 2D NMR and MS techniques. Additionaly, other 8 compounds were isolated from the extract of roots of L. lupulina, which led to its selection for dereplication studies by High Pressure Liquid Chromatography-Photodiode Array Detector (HPLC-DAD). The bioactivity evaluation of extracts and isolated compounds from L. salviaefolia was initiated... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
32

Efeito tipo antidepressivo e ansiolítico do extrato etanólico de egletes viscosa e de seu metabólito Conizaleucolideo A: envolvimento de mecanismos monoaminérgicos, antioxidantes e anti-inflamatórios / Antidepressant and anxiolytic like effect of ethanolic extract of egletes viscosa and its metabolite Conyzaleucolide A: involvement of monoamine, antioxidants and anti- inflammatory mechanisms

Chaves, João Henrique 05 August 2016 (has links)
CHAVES, J. H. Efeito tipo antidepressivo e ansiolítico do extrato etanólico de Egletes viscosa e de seu metabólito Conizaleucolideo A: envolvimento de mecanismos monoaminérgicos, antioxidantes e anti-inflamatórios. 2016. 158 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, 2016. / Submitted by Farmacologia Pós-Graduação (posgfarmacologia@gmail.com) on 2017-05-15T17:33:08Z No. of bitstreams: 1 2016_tese_jhchaves.pdf: 2383087 bytes, checksum: b3d4acea8e542ce4cf339215254c22a0 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-05-16T11:53:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_tese_jhchaves.pdf: 2383087 bytes, checksum: b3d4acea8e542ce4cf339215254c22a0 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-16T11:53:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_tese_jhchaves.pdf: 2383087 bytes, checksum: b3d4acea8e542ce4cf339215254c22a0 (MD5) Previous issue date: 2016-08-05 / The Egletes viscosa specie, from Asteraceae family, is a common wild grass in the wilderness and the northeastern coast of Brazil, popularly known as true macela. The plant has as main uses digestive and intestinal problems, cramps, gas , heartburn, indigestion, diarrhea and headache. Previous studies have led to relate possible central effects of this plant species. Aiming to search for better therapeutic alternatives for treatment of depression and anxiety in humans, it evaluated its possible central effects in preclinical models of mice. Classic models were used in screening for sedative / hypnotic and antidepressant agents, such as the open field (CA), rota rod (RR), plus maze (LCE), forced swimming test (TNF) and suppression of sucrose (SC). For the study, we used the ethanolic extract at doses of 100 and 200 mg / kg, besides the isolated major constituent of this extract, a diterpene furan called colizaleucolídeo A, at doses of 25 and 50 mg / kg. It has been shown that drugs presented anxiolytic and antidepressant activity. A target site to the related anxiolytic effects is the GABA receptor, which was shown in the plus maze test with the GABA antagonist flumazenil. Following, evaluation tests of antidepressant effect with two behavioral models were performed, the forced swimming test (TNF) and the suppression of sucrose (SC), having de LPS (lipopolysaccharide) intraperitoneal as the inductor of similar to depression behaviour. Through these models, it was observed an antidepressant effect not related to psychostimulant actions, and that seems to be mediated, at least in part by an interaction with the dopaminergic system (D1 and D2 receptors), noradrenergic (receptor α1) and serotonin (receptor 5-HT1A). It was also analyzed the anti-inflammatory and antioxidant effects, known to be related to the pathophysiology of depression. Using lipopolysaccharide as an inducer of the depressive state, it changed the nitrite levels, reactive thiobarbituric acid (TBARS), the enzyme myeloperoxidase (MPO ) as well as reduced the levels of reduced glutathione (GSH), all the effects consistent with the depressive state. The performance of the materials extracted from E. viscosa was found in the prevention and reversal of changes in the prefrontal cortex, hippocampus and nucleus of base, where it could reverse the effects of lipopolysaccharide in the studied parameters. Imipramine was used as a standard drug both in prevention and in reversing the depressive state in animals. The data suggest the use of E. viscosa ethanol extract and the diterpene colizaleucolídeo A as antidepressant. / A espécie Egletes viscosa, da família Asteraceae, é uma erva silvestre frequente no sertão e litoral nordestino do Brasil, popularmente designada por macela verdadeira. A planta apresenta como principais usos problemas digestivos e intestinais, cólicas, gases, azia, má digestão, diarreia e enxaqueca. Estudos prévios levaram a relacionar possíveis efeitos centrais a esta espécie vegetal. Visando a busca por melhores alternativas terapêuticas para tratamentos de depressão e ansiedade em humanos, avaliou-se seus possíveis efeitos centrais nos modelos pré-clínicos em camundongos. Foram utilizados modelos clássicos de triagem para agentes sedativo/hipnótico e antidepressivos, como o campo aberto (CA), rota rod (RR), Labirinto em cruz elevado ou plus maze (LCE), nado forçado (TNF) e preferência por sacarose (PS). Para esse estudo, utilizou-se o extrato etanólico nas doses de 100 e 200 mg/kg, além do constituinte majoritário isolado desse extrato, um diterpeno furânico denominado colizaleucolídeo A (CZA), nas doses de 25 e 50 mg/kg. No modelo do LCE demonstrou-se que as drogas apresentaram atividade ansiolítica com envolvimento do receptor benzodiazepínico, pois o efeito foi revertido pelo Flumazenil. Posteriormente, foram realizados testes de avaliação do efeito antidepressivo com dois modelos comportamentais, o TNF e PS, sendo a depressão induzida pela administração intraperitoneal de LPS 0,5 mg/kg. Através desses modelos, foi observado um efeito antidepressivo não relacionado a ação psicoestimulante, e que parece ser mediado, pelo menos em parte, por uma interação com os sistemas dopaminérgico (receptores D1 e D2), noradrenérgico (receptor α1) e serotonérgico (receptores 5-HT1A). Também foi analisado o efeito anti-inflamatório e antioxidante, sabidamente relacionados à fisiopatologia da depressão. Usando o lipopolissacarídeo como indutor do estado depressivo, o mesmo atuou alterando os níveis de nitrito, espécies reativas de ácido tiobarbitúrico (TBARS), da enzima mieloperoxidase (MPO), bem como reduzindo os níveis de glutationa reduzida (GSH), efeitos condizentes com o estado depressivo. Verificou-se a atuação dos materiais extraídos de E. viscosa na prevenção e na reversão de alterações no córtex pré-frontal, hipocampo e núcleos da base de camundongos conseguiu reverter os efeitos do Lipopolissacarídeo nos parâmetros estudados. Foi utilizada a imipramina na dose de 10 mg/kg como droga padrão tanto na prevenção quanto na reversão do estado depressivo em animais. Os dados obtidos sugerem efeito antidepressivo do extrato etanólico de E. viscosa assim como seu constituinte majoritário, CZA
33

Busca de substâncias antitumorais e tripanosomicidas: estudo químico de Lentinus strigosus (Basidiomycota) e Habenaria petalodes (Orquidaceae)

Cota, Betania Barros January 2007 (has links)
Submitted by Nuzia Santos (nuzia@cpqrr.fiocruz.br) on 2013-01-25T16:45:19Z No. of bitstreams: 1 Betania_Barros_Cota.pdf: 18306356 bytes, checksum: deed89dbf117b1a6d715965faf6591af (MD5) / Made available in DSpace on 2013-01-25T16:45:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Betania_Barros_Cota.pdf: 18306356 bytes, checksum: deed89dbf117b1a6d715965faf6591af (MD5) Previous issue date: 2007 / As espécies estudadas neste trabalho foram selecionadas a partir de um estudo de triagem intitulado “Bioprospecção da Biodiversidade Mineira e Desenvolvimento de Novas Drogas em Minas Gerais”, em que extratos de espécies vegetais e fungos basidiomicetos, coletados em ecossistemas locais, foram submetidos a diversos ensaios biológicos. O extrato acetato em etila do meio líquido do fungo Lentinus strigosus inibiu a enzima tripanotiona redutase (TR) de Trypanosoma cruzi e seu fracionamento biomonitorado levou ao isolamento de quatro substâncias; neopanepoxidol, 6,7-epóxi-4(15)-hirsuteno-1,5-diol, hipnofilina e panepoxidona, sendo as duas últimas responsáveis pelas atividades biológicas do extrato. Esses dois metabólitos terpênicos apresentaram atividade citotóxica para três linhagens tumorais humanas (UACC-62 -melanoma; TK-10 - renal e MCF-7 - mama; CI de 3,2 μM a 11,0 μM), inibiram a proliferação de linfócitos induzidos por. fitohemaglutinina (CI de 5,9 μM e 10,0 μM), a enzima TR (CI de 48,5 μM a 1,0 μM) e o crescimento de formas amastigotas de T. cruzi (CI de 6,0 μM e 2,5 μM). Panepoxidona e hipnofilina já foram descritas anteriormente, porém, é a primeira vez que se relata o isolamento desses metabólitos em L. strigosus. O extrato bruto etanólico de Habenaria petalodes (Orquidaceae) apresentou atividade citotóxica para três linhagens tumorais humanas a 20 μg/ mL (UACC-62 - melanoma; TK-10 -renal e MCF-7 - mama). O extrato etanólico bruto de toda a planta foi extraído com diclorometano (fração apolar) e metanol/água (fração polar) por extração líquidolíquido. A fração diclorometânica apresentou actividade citotóxica para as três linhagens de células tumorais a 20 μg/ mL e foi selecionada para posterior fracionamento biomonitorado devido a sua baixa massa e complexidade química. Devido à ausência de relatos sobre os constituintes químicos, as frações polares de Habenaria petalodes (Orquidaceae) foram priorizadas para estudo fitoquímico. A fração polar foi extraída em cartucho Sep-Pak C e forneceu as subfrações, metanólica e aquosa que foram fracionadas por técnicas cromatográficas, obtendose três derivados do ácido succínico; loroglossina, militarina e dactilorina acetilada no anel 2 e, três flavonóides: isoquercitrina, isoramnetina 3-O-β-glicopiranosídeo e 50 50 50 50. 18 isoramnetina 3,7-di-O-β-glicopiranosídeo, isolados pela primeira vez nesta espécie vegetal (AU / In a previous screening work many vegetal species and basidiomycete fungi were collected on local ecosystems and tested in several bioassays. From this work we selected to study the Lentinus strigosus fungus and Habenaria petalodes orchid. The ethyl acetate extract from the culture of fungus inhibited the enzyme trypanothione reductase (TRYR) from Trypanosoma cruzi. The chromatographic fractionation guided by inhibition of trypanothione reductase assay of L. strigosus extract furnished four compounds, neopanepoxidol, 6,7-epoxi-4(15)-hirsutene-1,5-diol, hypnophilin and panepoxidone, reported from this fungus species for the first time. Panepoxidone and hypnophilin, the bioactive compounds of the extract, showed a cytotoxic activity on human tumour cell lines (IC 3.2 to 11.0 μm), inhibited the lymphocyte proliferation (IC 5.9 and 10.0 μm), the TRYR enzyme (IC 48.5 to 1.0 μm) and the growth of amastigotes of T. cruzi (IC de 6.0 and 2.5 μm). The ethanolic crude extract of Habenaria petalodes (Orchidaceae) showed cytotoxic activity in three human tumour cell lines, at 20 μg.ml (UACC-62 - melanome; TK-10 - kidney e MCF-7 - breast). The ethanolic crude extract of whole plant was extracted with dichlorometane (apolar fraction) and methanol/water (polar fraction) by liquid-liquid extraction. The apolar fraction showed cytotoxic activity in the three human tumour cell lines, at 20 μg.ml and was selected for further guided fractionation because low mass and complexity of this fraction. The chemical investigations of polar fractions of H. petalodes was performed because there is no previous studies of this plant. The polar fraction was subjected to Sep-Pak C cartridge to give two polar subfrations, the methanolic and aqueous. These subfractions were purified by chromatographic techniques furnishing three succinic acid derivatives, loroglossine, militarine and dactilorine acylated in the ring 2, and three flavonoids: isoquercitrine, isoramnetin 3-O-β-glycopyranoside and isoramnetin 3,7-di-O-β-glycopyranoside, related in this species from the first time.
34

Investigação fitoquímica e biológica da espécie

Horst, Heros January 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Química. / Made available in DSpace on 2013-06-25T20:29:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 308812.pdf: 6957308 bytes, checksum: 9609b6b935603911a49df28bf5cea55b (MD5) / A investigação fitoquímica biomonitorada das cascas da espécie Esenbeckia leiocarpa confirmou a presença de alcaloides de núcleo indólico como principais metabólitos secundários da espécie. O particionamento do extrato bruto por extração ácido-base originou uma fração rica em alcaloides (FRA) e por outro lado, o particionamento com solventes de diferentes polaridades originou as frações solúveis em hexano (Fr Hex), acetato de etila (FrAcOEt) e a fração aquosa (FrAq). A avaliação do extrato e frações da espécie na atividade anti-inflamatória, no modelo de pleurisia induzida em camundongos, demonstrou que o extrato bruto e frações inibiram a migração de leucócitos, neutrófilos e células mononucleares, assim como na exsudação. O fracionamento cromatográfico da fração rica em alcaloides (FRA) levou ao isolamento e caracterização de alcaloides de núcleo indólico, dihidrocorinanteol [1] N-óxido isositsiriquina [2] e do dihidrocorinanteol acetilado [3] além destes, obeteve-se dois fitoesteróis, ß-sitosterol glicosilado e estigmasterol. A purificação em CLAE semipreparativa dos compostos isolados da fração aquosa levou ao isolamento de dois glucoalcaloide da classe ß-carbolínico, um inédito [4] e a desoxicordifolina [5]. A análise do extrato bruto e frações através da eletroforese capilar demonstrou a abundante presença do alcaloide dihidrocorinanteol no extrato bruto e frações, exceto na fração hexânica. Todos os compostos isolados a partir das cascas da epécie E. leiocarpa foram caracterizados com auxílio de espectroscopia de IV, espectrometria de massas ESI-MS e RMN ¹H, ¹³C e mapas de correlação bidimensionais. O extrato bruto, frações e os alcaloides presentes na espécie, foram avaliados através de ensaios antioxidantes e de inibição da acetilcolinesterase. Os resultados obtidos nos testes antioxidantes para extrato e frações apresentaram baixos teores totais de flavonóides e fenólicos, demonstrando que na constituição química da espécie não consta quantidades significativas destes compostos. A avaliação da capacidade sequestradora de radical livre DPPH, como esperado não foi significativa, o que confirma os resultados anteriores, no entanto o teste para poder redutor foi considerado interessante, sugerindo que os alcaloides podem agir como redutores, por mecanismos distintos aos dos fenólicos. Para o ensaio de inibição da enzima acetilcolinesterase, percebeu-se um efeito antagônico dos constituintes presentes no extrato bruto e frações, já que os resultados foram menores que o controle, no entanto para os alcaloides isolados da fração FRA: acetildihidrocorinanteol [3], N-óxido isositsiriquina [2a-b] e a da fração FrAq desoxicordifolina [5] os resultados foram excelentes, inibindo a enzima em até 100% numa concentração de 0.1 µg/mL, o que representa 500 vezes mais potente que o controle, galantamina, 80% de inibição a 50 µg/mL. / The phytochemical research of bark of Esenbeckia leiocarpa guided by biological assays showed the presence of indole alkaloids as the main secondary metabolites. The acid-base partitioning of crude hydroalcoholic extract gave a fraction rich in alkaloids (FRA), on the other hand, the crude hydroalcoholic extract partitioned with n-hexane, and ethyl acetate yielded the n-hexane (Fr Hex), ethyl acetate (FrAcOEt) and aqueous fraction (FrAq) fractions. The anti-inflammatory activity of the crude hydroalcoholic extract and fractions on the model of pleurisy induced in mice showed that the crude hydroalcoholic extract and fractions inhibited the migration of leukocytes, neutrophils and mononuclear cells, as well as the process of exudation. For myeloperoxidase (MPO), adenosine deaminase (ADA) and concentrations of cytokines (TNF-a and IL-ß) pro-inflammatory results were similar to the control, indomethacin and dexamethasone. The fraction rich in alkaloids (FRA) was subjected to silica gel chromatographic column led to the isolation and characterization of indole alkaloids, dihidrocorinanteol [1], N-oxide isositsiriquina [2] and dihidrocorinanteol acetylated [3], besides, we obtained two phytosterols, ß- sitosterol and stigmasterol glycoside. The semipreparative HPLC purification of compounds isolated from the aqueous fraction led to the isolation of two ß- carboline glucoalcaloide, a reported for the first time [4] and the desoxicordifolina [5]. The analysis of the crude hydroalcoholic extract and fractions by capillary electrophoresis demonstrated the abundant presence of the alkaloid dihidrocorinanteol less in the n-hexane fraction. All compounds isolated were characterized by IR spectroscopy, mass spectrometry, ESI-MS and ¹H NMR and ¹³C NMR spectra and two dimensional NMR spectroscopy. The crude hydroalcoholic extract, fractions and alkaloids were evaluated by testing antioxidants and inhibition of acetylcholinesterase. The antioxidant tests revealed low levels of flavonoids and phenolic compounds, demonstrating that there is no significant amounts of these compounds class in the chemical constitution in this specie. DPPH radical scavenging assay, as expected was not significant, confirming the previous results, but reducing power test was considered interesting, suggesting that the alkaloids can act as reducers by mechanisms other than of phenol compounds. It was observed an antagonistic effect of constituents present in the crude hydroalcoholic extract and fractions when tested for inhibition of acetylcholinesterase, since the results were lower than control, However, the alkaloid isolated from FRA: acetildihidrocorinanteol [3], N-oxide isositsiriquina [2a-b] and from fraction FrAq desoxicordifolina [5] the results were excellent, by inhibiting the enzyme by up to 100% at a concentration of 0.1 mg / mL , which is 500 times more potent than the control, Galanthamine, 80% inhibition at 50 mg / mL. These results demonstrate that the alkaloids obtained from E.leiocarpa are potential drugs for the treatment of inflammatory and anti-Alzheimer's disease.
35

Avaliação de métodos de triagem para determinação de atividade antibacteriana de produtos naturais

Valgas, Cleidson January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Farmácia / Made available in DSpace on 2012-10-19T21:01:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 199264.pdf: 457318 bytes, checksum: b1e11d638ed8a5feaab245536b039c67 (MD5) / Os produtos de origem natural são utilizados como fonte de medicamentos para tratar enfermidades que acometem o ser humano desde tempos imemoriais. A terapêutica moderna provavelmente não teria se desenvolvido tanto sem o suporte desses produtos. Porém, o aparecimento de novas doenças infecciosas, o ressurgimento de algumas infecções que pareciam estar controladas e o aumento da resistência bacteriana, criaram a necessidade de pesquisas direcionadas ao desenvolvimento de novos antimicrobianos. Considerando o fracasso na obtenção de novas moléculas com propriedades antimicrobianas a partir de microrganismos é de extrema importância uma adequação dos métodos de triagem para descoberta de antimicrobianos de outras fontes naturais. O objetivo deste trabalho foi avaliar métodos usados para triagem de produtos naturais com atividade antibacteriana, na tentativa de estabelecer critérios para o uso dos mesmos, considerando suas características particulares, uma vez que nos trabalhos publicados, os autores utilizam métodos aleatórios para esta finalidade. Sendo assim, 29 extratos, 17 frações e 9 substâncias puras foram testadas contra duas espécies bacterianas: Staphylococcus aureus ATCC 25923 e Escherichia coli ATCC 25922, por duas variantes do método de difusão em ágar (poço e disco) e por duas variantes do método bioautográfico (direta e indireta). Os resultados mostraram que o método de difusão variante poço foi mais sensível que o método de difusão variante disco e que o método de bioautografia variante direta apresentou sensibilidade maior que o método de bioautografia variante indireta (p<0.05). Entre os dois métodos, o bioautográfico mostrou ser o mais sensível, uma vez que o mesmo detectou atividade antibacteriana com o uso da concentração dos extratos 10 vezes menor que aquela usada no método de difusão. Sugere-se ainda que, no método de difusão, as quantidades de extratos, frações e substâncias puras para a realização dos testes sejam de 4 mg, 3 mg e 0,5 mg, respectivamente. No método bioautográfico, o volume de 400 mg de extrato corresponde à quantidade apropriada para ser usada na realização dos testes. Em síntese, a opção por um dos métodos dependerá das condições de cada laboratório. Sugerimos que laboratórios com melhor infra-estrutura para métodos microbiológicos usem o método de difusão e aqueles mais voltados para química de produtos naturais usem o método bioautográfico.
36

Bioprospecção em espécies de Fabaceae: agentes quimiopreventivos e substâncias de interesse agrocêutico

Marqui, Sara Regina de [UNESP] 19 April 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-04-19Bitstream added on 2014-06-13T21:07:19Z : No. of bitstreams: 1 marqui_sr_dr_araiq.pdf: 2629310 bytes, checksum: ead0d84d6b1e25591f43fa3618610de3 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A família Fabaceae é composta de 650 gêneros com aproximadamente 18.000 espécies. É uma família economicamente importante, extensivamente estudada e bem distribuída em regiões tropicais e subtropicais. É conhecida como Leguminosae, associada aos frutos típicos destas plantas, que são legumes com favas. Poucas espécies dos gêneros Inga e Swartzia foram investigadas quimicamente, sendo que algumas apresentaram atividades biológicas importantes, associadas principalmente à presença de saponinas em Swartzia e de antioxidantes polifenólicos em Inga, por causa da elevada capacidade sequestradora de radicais livres associadas com várias doenças neurodegenerativas, coronárias (CHD) e câncer. O estudo de Inga laurina e Swartzia langsdorffii evidenciou a sua composição química bem como seu potencial de atividade biológica, destacando-se atividade antioxidante, antifúngica e nematoestática. O extrato etanólico das folhas de Swartzia langsdorffii foi submetido a etapas de fracionamento cromatográfico, incluindo o uso de CLAE para purificação dos constituintes químicos majoritários: os triterpenos pentacíclicos ácido oleanólico (1) e o lupeol (2), ácido 3-soforosiloleanólico (3) e saponina 3-O--D-(6’-metil)-glicopiranosilolean-28-oato de -glucopiranosila (4), inédita. As substâncias 1, 2 e 4 mostraram-se moderadamente ativas quando biautografadas com fungos fitopatogênicos Cladosporium cladosporioides e C. sphaerospermum. As substâncias 3 e 4 mostraram-se moderadamente ativas frentes aos fungos patógenos humanos Candida albicans, C. krusei, C. parapsilosis and Cryptococcus neoformans em ensaios de microdiluição. Análise preliminar do extrato bruto das folhas e ramos das espécies de Inga edulis, I. laurina e I. marginata apresentaram atividade antioxidante em teste com solução de... / Fabaceae family comprises 650 genera with ca. 18.000 species widespread in tropical and subtropical regions. This family is large, economically important and extensively studied. It is also known as Leguminosae, referring to the typical fruit of these plants, which are called legumes. Few species of Swartzia and Inga genera have been investigated, although some present important biological properties, especially associated with the presence of triterpenes and saponins in Swartzia and of antioxidant phenolics in Inga species, and their well-known effects on the prevention of oxidative stress-associated diseases as neurodegenerative, coronary heart disease (CHD) and cancer. The phytochemical study on Inga laurina e Swartzia langsdorffii has focused on the search for bioactive compounds, especially antifungal, antioxidant and antiparasitic, from São Paulo flora. The ethanol extract from leaves of Swartzia langsdorffii was submitted to chromatographic procedures, including the use of HPLC, and the hexane fraction afforded pentacyclic triterpenes oleanolic acid (1) and lupeol (2). The ethyl acetate fraction afforded oleanolic acid 3-sophoroside (3) and the methanol/water fraction afforded a new saponin 3-O--D-(6’-methyl)-glucopyranosyl-28-O--D-glucopyranosyl-oleanate (4). Compounds 1, 3 and 4 showed moderate activity when bioautographed with phytopathogenic fungi Cladosporium cladosporioides and C. sphaerospermum, whereas compounds 3 and 4 showed moderate antifungal activity when bioautographed with human pathogens Candida albicans, C. krusei, C. parapsilosis and Cryptococcus neoformans. Preliminary analysis of Inga edulis, I. laurina e I. marginata leaves crude extract by a TLC test with beta-carotene and by a liposome model using Fe2+ as radicalar reactions initiator, indicated the... (Complete abstract click electronic access below)
37

Estudo químico e biológico de plantas da família Eriocaulaceae

Silva, Marcelo Aparecido da [UNESP] 04 July 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-07-04Bitstream added on 2014-06-13T20:46:08Z : No. of bitstreams: 1 silva_ma_dr_araiq.pdf: 4185929 bytes, checksum: 7a4c8fe2139cb4b61776f484adc94e5e (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / As Eriocaulaceae constituem uma família característica de monocotiledôneas pantropicais. Apesar de a maioria das espécies serem encontradas na América do Sul, principalmente nos “Campos Rupestres” brasileiros, ainda são poucos os estudos químicos e biológicos sobre essas plantas. Por isso, neste trabalho nós contribuímos para aprofundar o conhecimento a respeito dessa família, investigando plantas dos gêneros Eriocaulon (E. ligulatum) e Syngonanthus (S. suberosus e S. dealbatus). Os extratos foram preparados por maceração e/ou percolação com solventes orgânicos (hexano, diclorometânico e metanol). Em seguida, foram fracionados usando técnicas cromatográficas convencionais (colunas de sílica gel ou permeação em gel) ou cromatografia em contracorrente. As estruturas foram determinadas usando infravermelho, ultravioleta, técnicas mono- e bidimensionais de RMN, além de espectrometria de massas com fonte electrospray e analisador íon trap. A investigação química de E. ligulatum levou à identificação e elucidação de um novo flavonóide acilado (6,4’-dimetoxiquercetina-3-O-b-D-6’’[(E)-3,4,5-triidroxicinamato]glicopirano_ sídeo), uma nova naftopiranona dimérica (Eriocaulina), e de três flavonas (6-metoxiapigenina-7-Ob- D-glicopiranosídeo, 6-metoxiapigenina-7-O-b-D-alopiranosídeo e 6-metoxiapigenina). No estudo químico das espécies de Syngonanthus identificou-se flavonóides O- e C-glicosilados. O extrato metanólico bruto de E. ligulatum não demonstrou atividade tóxica em camundongos e exibiu promissor efeito gastroprotetor. O extrato bruto não foi mutagênico no teste de Ames, mas frações contendo apenas agliconas de flavonóides e/ou naftopiranonas foram mutagênicas para algumas cepas de Salmonella typhimurium. Este estudo químico também adiciona novos dados úteis para a discussão da complexa taxonomia de Eriocaulaceae / The Eriocaulaceae comprises a characteristic family of pantropical monocotyledons. Inspite most of the species are found in South America, mainly at the Brazilian “Campos Rupestres”, chemical and biological knowledge of these plants are still scarce. Thus, in this work we contributed to improve the knowledge about this family, investigating plants from the genera Eriocaulon (E. ligulatum) and Syngonanthus (S. suberosus and S. dealbatus). Extracts were prepared with organic solvents (hexane, dichloromethane and methanol). The methanol and dichloromethane extracts were fractionated and the isolated compounds were purified by several chromatographic techniques, including high speed countercurrent chromatography (HSCCC), silica gel column chromatography and gel permeation chromatography. Structures were determined by infrared and ultraviolet spectroscopy, as well as mono- and bidimensional NMR techniques, besides electrospray – ion trap – mass spectrometry. The chemical investigation of E.ligulatum led to the identification of the new acylated flavonoid 6,4’-dimethoxyquercetin-3-O-b-D-6’’[(E)-3,4,5-trihydroxy-cinnamate]glucopyranoside and a naphthopyranone dimer, named eriocauline, together with other known flavonoids, 6- methoxyapigenin-7-O-b-D-glucopyranoside, 6-methoxyapigenin-7-O-b-D-allopyranoside and 6- methoxyapigenin, while Syngonanthus species afforded mainly flavonoids O- and C-glicosides. Pharmacological assays demonstrated that the crude methanol extract of E. ligulatum did not present acute toxic effect in mice and that it displayed promising gastroprotective activity. The crude extract was not mutagenic in the Ames assay, but fractions containing only flavonoid aglycones and/or naphtopyranones were mutagenic to some Salmonella/microsome strains. The chemical data obtained in this work also added more data to the discussion of the complex taxonomy of Eriocaulaceae
38

Estudo fitoquímico da fração AcOEt do extrato etanólico das folhas de Arrabidaea brachypoda (DC) Bureau - Bignoniaceae e atividades antioxidante e inibitória da enzima mieloperoxidase das substancias isoladas

Garcia, Fernanda [UNESP] 14 March 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-03-14Bitstream added on 2014-06-13T20:59:23Z : No. of bitstreams: 1 garcia_f_me_araiq.pdf: 2358383 bytes, checksum: cddacd0254ddf476a84efe742b9370b6 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O presente trabalho visou o estudo químico da Arrabidaea brachypoda, uma espécie pouco estudada, possuindo somente um registro de trabalho sobre o seu estudo químico na literatura. Primeiramente foi feito um trabalho de desreplicação dos extratos etanólicos dos caules, das folhas e das inflorescências em HPLC-DAD usando padrões de xantonas isoladas da A. samydoides. Observou-se que a espécie estudada não possuia xantonas como seus principais constituintes. A fração AcOEt do extrato etanólico das folhas forneceu dois flavonóis derivados de quercetina inéditos: arrabidosídeo A e arrabidosídeo B, além dos flavonóis rutina e isoquercitrina. A atividade antioxidante desses flavonóis frente ao radical DPPH foi avalidada e os valores de CI50 foram: isoquercetrina 15,10 μM, rutina 4,88 μM, arrabidosídeo A 8,95 μM e arrabidosídeo B 5,34 μM. Além disso, essas substâncias foram ensaiadas para a atividade inibitória de mieloperoxidase (MPO). Os valores de CI50 para essa atividade foram: isoquercetrina 3,75 nM, rutina 3,60 nM, arrabidosídeo A 1,80 nM e arrabidosídeo B 4,82 nM e mostraram o potencial antiinflamatório desses flavonóis. / The scope of this work was the phytochemical study of Arrabidaea brachypoda with only one previous chemical study reported in the literature. Initially a dereplication method was applied to the barks, leaves and flowers ethanolic extracts using xanthones previously isolated from A. samydoides as standards. The crude extract of A. brachypoda did not show xanthones as major constituents. The AcOEt fraction obtained from leaves ethanolic extract yielded two new falvonols: arrabidoside A and arrabidoside B, along with isoquercitrin and rutin. The antioxidant activity of these flavonols was evaluated using DPPH and IC50 values obtained were: isoquercitrin 15,10 μM, rutin 4,88 μM, arrabidoside A 8,95 μM and arrabidoside B 5,34 μM. Inhibitory activity of mieloperoxidase enzyme of the four flavonols was also evaluated. The values of IC50 obtained were: isoquercitrin 3,75 nM, rutin 3,60 nM, arrabidoside A 1,80 nM and arrabidoside B 4,82 nM and showed de anti-inflammatory potential of these flavonols.
39

Contribuição ao estudo dos metabólitos secundários do gênero Casearia e de algumas de suas atividades biológicas /

Vieira Júnior, Gerardo Magela. January 2010 (has links)
Resumo: Este trabalho relata o estudo dos constituintes químicos de quatro espécies do gênero Casearia, bem como a avaliação das atividades antioxidante, anticolinesterásica, antifúngica e citotóxica de extratos e substâncias isoladas. O estudo da constituição química de C. gossypiosperma resultou no isolamento de três substâncias do extrato etanólico das folhas, sendo dois flavonóides: (+)-taxifolina (1) e quercetina (3) e um novo ciclitol: rel-(2R, 3S, 4R, 5R)-3,4,5-trihidroxi-2-etóxi- ciclohexanona (2). A partir do extrato hexânico das folhas de C. obliqua isolou-se quatro substâncias: o esteróide sitosterol (4) e três diterpenos clerodânicos: (rel)-2- benzoato-6-hidroxizuelanina + (rel)-6-benzoato-2-hidroxizuelanina (5+6) e 6- cinamato-2-hidroxizuelanina (7). Da fase etérea oriunda do extrato etanólico dos galhos foram isoladas cinco substâncias, sendo dois diterpenos clerodânicos inéditos: caseobliquina A (8) e caseobliquina B (9), um ácido fenólico simples: ácido cinâmico (10) e duas amidas: N-trans-p-cumaroiltiramina (11) e N-trans- feruloiltiramina (12). De C. rupestris foram isolados, a partir do extrato hexânico das folhas, quatro substâncias, sendo uma mistura de esteróide e diterpeno: sitosterol + E-fitol (4+13) e dois novos diterpenos clerodânicos, a casearupestrina B (16) e a casearupestrina D (18) e da fase hexânica do extrato EtOH das folhas foi isolado o diterpeno E-fitol (13). A partir da fase etérea também deste mesmo extrato foram isolados cinco diterpenos clerodânicos inéditos, as casearupestrinas A, B, C, D e G (14-18). A partir da casearupestrina A (14) e D (18) foram obtidos, por acetilação, mais dois diterpenos inéditos, as casearupestrinas E (14a) e F (18a), respectivamente. De C. decandra foi isolada a hidroquinona (19) a partir das fases hexânica, acetato de etila e hidroalcoólica, todas obtidas do extrato ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract:This work describes the study of the chemical constituents from four Casearia species, as well as the evaluation of antioxidant, anticholinesterasic, antifungal, and cytotoxic activities of extracts and the isolated chemical contituents. The study of the chemical constituents of C. gossypiosperma resulted in the isolation of three substances from ethanolic extract of the leaves, two flavonoids: (+)-taxifolin (1) and quercetin (3), and a new ciclitol: rel-(2R, 3S, 4R, 5R)-3,4,5-trihydroxy-2-ethoxy- cyclohexanone (2). From hexane extract of the leaves from C. obliqua were isolated four substances, the steroid sitosterol (4) and three clerodane diterpenes: (rel)-6- hydroxyzuelanin-2-benzoate + (rel)-2-hydroxyzuelanin-6-benzoate (5+6) and 2- hydroxyzuelanin-6-cinnamate (7). From ether phase obtained of the ethanolic extract from twigs of C. obliqua were isolated five substances, two new clerodane diterpenes: caseobliquin A (8) and caseobliquin B (9), one phenolic acid: cinnamic acid (10) and two amides: N-trans-p-coumaroyltyramine (11) and N-trans- feruloyltyramine (12). In C. rupestris four substances were isolated from hexane extract of leaves a mixture of a steroid and diterpene: sitosterol+E-phytol (4+13) and two new clerodane diterpenes: casearupestrin B (16) and casearupestrin D (18) and from hexane phase was isolated the diterpene E-phytol (13). Other five new clerodane diterpenes were isolated from ether phase obtained from ethanolic extract of leaves: casearupestrin A, B, C, D, and G (14-18). By acetylation, more two new clerodane diterpenes casearupestrin E (14a) and F (18a) were obtained from casearupestrin A (14) and D (18), respectively. From C. decandra was isolated the hidroquinon (19) of the hexane, ethyl acetate, and hydroalcoholic phases, every phases obtained from ethanolic extract of leaves. The structures of isolated compounds were determined by ... (Complete abstract click electronic access below) / Orientador: Alberto José Cavalheiro / Coorientador: Nivaldo Boralle / Banca: Isabele Rodrigues Nascimento / Banca: Antonio Gilberto Ferreira / Banca: Maria das Graças Lins Brandão / Banca: Mariana Helena Chaves / Doutor
40

Estudos visando a síntese dos anéis C e D de esteróides

Silva, Carlos Cezar da 18 November 2005 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2005. / Submitted by samara castro (sammy_roberta7@hotmail.com) on 2010-10-09T17:21:21Z No. of bitstreams: 1 2005-Carlos Cezar da Silva.pdf: 3685135 bytes, checksum: 00703653de6e6e049eaa2f148cb44dea (MD5) / Approved for entry into archive by Carolina Campos(carolinacamposmaia@gmail.com) on 2010-10-11T15:16:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2005-Carlos Cezar da Silva.pdf: 3685135 bytes, checksum: 00703653de6e6e049eaa2f148cb44dea (MD5) / Made available in DSpace on 2010-10-11T15:16:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2005-Carlos Cezar da Silva.pdf: 3685135 bytes, checksum: 00703653de6e6e049eaa2f148cb44dea (MD5) Previous issue date: 2005-11-18 / A síntese de produtos naturais complexos, a exemplo dos esteróides ainda ocupa posição central nas pesquisas em química orgânica, não só pelo desafio em sintetisar moléculas complexas, mas também pela possibilidade de desenvolvimento de novas metodologias em síntese orgânica. Os esteróides são compostos contendo quatro ou mais anéis fundidos e com elevado número de centros quirais, o que lhes confere uma alta complexidade estereoquímica. A importância farmacológica dos esteróides os torna alvos sintéticos extremamente importantes. A síntese total ou parcial dos esteróides tem sido usada para demonstrar e testar novas metodologias e estratégias sintéticas. Os métodos de síntese conhecidos são ainda limitados pelo número excessivo de etapas e poucos permitem a preparação de análogos para que as atividades biológicas possam ser estudadas sistematicamente. O objetivo do trabalho é o de desenvolver metodologias inéditas e mais convergentes para a síntese de esqueletos esteroidais, utilizando matérias-primas simples, e quando possível de menor custo econômico. Assim, 2-feniltiociclopent-2-en-1-ona, sintetisado or meio de metodologia desenvolvida na própria UnB, e 2-metilciclopent-2-en-1-ona foram utilizados como material de partida em três propostas metodológicas visando a construção dos 4 anéis esteroidais com a estereoquímica correta em número reduzido de etapas. Novos intermediários com potencial sintético foram preparados com boa estereosseletividade na junção C/D, em condicões brandas e utilizando materiais de partida de baixo custo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The total synthesis of natural products still occupies a central position in the field of organic synthesis research, not only for the academic challenges of preparing complex molecules, but also to permitte the developing of new methodologies. The steroids are compounds contain tetracyclic systems bearing an elevated number of asymmetric centers and many functional groups, which lead to complex stereochemistry. The pharmacological and comercial properties of the steroids makes them very important synthetic targets. The total or parcial synthesis of steroids have been used to test new synthetic methodologies. The synthetic strategies described in the literature still utilize a large number of steps and only a few permit the preparation of analogs required for testing biological ativities sistematically. Therefore, the central objective of the present work is the development of new and convergent methodologies for the synthesis of steroid tetracyclic systems using accesible and low cost staring materials. Three general strategies were tested in order provide several intermediates with synthetic potential, including some new compounds. In these strategies 2- phenylthiocyclopent-2-en-1-one and 2-methylcyclopent-2-en-1-one were explored as the main starting materials. Using mild conditions and low cost starting materials, we synthesized several new intermediates with synthetic potential and good steroselectivity on the C/D ring junction of the steroids.

Page generated in 0.3493 seconds