• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 15
  • Tagged with
  • 15
  • 15
  • 9
  • 9
  • 6
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Subsistência alimentar em situação de pobreza: a percepção de representantes de grupos religiosos, participantes de redes sociais na região da Leopoldina, cidade do Rio de Janeiro / Subsistencia food in situation of poverty: the religious groups representatives perception, social participants of nets in the region from the Leopoldina, city do Rio de Janeiro

Sousa, Heloisa Cardoso Wanick Loureiro de January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:12:26Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 589.pdf: 2555401 bytes, checksum: b51a638406a601308c0c0060e415da1d (MD5) Previous issue date: 2003 / Esta dissertação busca compreender a dinâmica de redes sociais diante das dificuldades de subsistência alimentar em situação de pobreza. Discute o tema a partir da percepção de representantes de grupos religiosos, participantes de uma rede social organizada da cidade do Rio de Janeiro. Indica o caminho das redes sociais como uma via potencial de contribuição para a construção de práticas em Saúde Pública e formulação de políticas públicas integradas com realidades locais. Chama-se atenção para os novos movimentos sociais como redefinição do espaço de cidadania e de fortalecimento da solidariedade; aponta-se, neste processo, o impulso ao apoio social e à formação de redes sociais que emergem com a reelaboração da prática religiosa diante do quadro de extrema pobreza de uma parcela significativa da população. O material empírico deste trabalho foi tratado pelo emprego da técnica Análise de Conteúdo Categorial Temática . Os resultados indicam perspectivas diferentes em relação às ações desenvolvidas pelos grupos, conforme sua inserção religiosa e natureza das mesmas de ações de caráter paternalista e assistencialista e, portanto, provocadoras de dependência, e, em contrapartida, de ações de promoção social que trazem a perspectiva da autonomia e da cidadania. Verifica-se que, ao buscarem soluções para os problemas da população pobre, os grupos esbarram em entraves que extrapolam suas possibilidades de enfrentamento, uma vez que a causa desses problemas é percebida pelos entrevistados como conseqüência, entre outras, da desigualdade social que acompanha o país há décadas. De forma unânime, emerge a visão sobre a configuração de redes sociais como espaço de fortalecimento e legitimação frente ao poder público, em relação à luta pela melhoria das condições de vida.
2

Itinerário da paternidade: a construção social da integralidade do cuidado ao recém-nascido e família na UTI- Neonatal / Itinerary of fatherhood: the social construction of the integrality care of the newborn and family to Neonatal ICU

Tatiana Coelho Lopes 25 September 2009 (has links)
Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro / Esta pesquisa teve como objetivo analisar o itinerário da paternidade como uma construção social, a partir das relações estabelecidas entre os pais com os membros da instituição de saúde e as redes sociais em que se inserem. Tal construção se configurou na busca, pelo pai, de reconhecimento do exercício da paternidade, bem como suas repercussões na integralidade do cuidado ao recém-nascido de risco e sua família. Utilizamos como pressupostos conceituais para definição do itinerário da paternidade as teorias da integralidade (desenvolvidas pelo grupo LAPPIS), a teoria do reconhecimento (de Axel Honneth) e de redes sociais (de Paulo Henrique Martins). O cenário da pesquisa foi o Hospital Sofia Feldman, instituição filantrópica de direito privado localizada na periferia de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais. Participaram do estudo três pais que tiveram filhos internados na UTIN e seus familiares, além de profissionais, voluntários e gestores que atuam na instituição. A partir da abordagem da fenomenologia sociológica, realizaram-se entrevistas, observação dos espaços institucionais e dois grupos focais com familiares, adotando-se a Metodologia de Análise de Redes no Cotidiano (MARES) como técnica de coleta de dados. A análise dos itinerários da paternidade nos permitiu discutir as repercussões da trajetória desses pais nas dimensões da integralidade (políticas e organização dos serviços e saberes e práticas dos profissionais). Verificamos que a alta da companheira e internação do filho na neonatologia constituem uma inflexão no percurso dos pais no que concerne à questão do reconhecimento como usuário no serviço e a integralidade do cuidado à família. Além disso, identificamos que as relações estabelecidas no acolhimento desses pais pelos profissionais envolveram a negociação de saberes entre os profissionais, e destes com os usuários, que repercutiram na construção e reconstrução das práticas de cuidado na UTIN. Tais repercussões significaram, na prática, formas de inclusão do pai, que passa de uma situação de observador privilegiado do cuidado com o filho para um mediador colaborador na efetivação da integralidade da assistência do filho na UTIN. Vislumbramos o itinerário da paternidade como uma ferramenta de prática avaliativa na perspectiva do usuário amistosa à integralidade, que possibilita a revalorização da experiência e das relações entre os sujeitos, e que tem no agir em saúde o catalisador para as transformações do cuidado como exercício de cidadania.
3

A expansão da terapia comunitária integrativa no Brasil e sua inserção em ações de políticas públicas nacionais / The expansion of integrative community therapy in Brazil and their inclusion in national public policy

Gomes, Doralice Oliveira January 2013 (has links)
GOMES, D.O. A expansão da terapia comunitária integrativa no Brasil e sua inserção em ações de políticas públicas nacionais. 2013. 154 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Campus Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2013. / Submitted by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-09-27T12:17:56Z No. of bitstreams: 1 2013_dis_dogomes.pdf: 1406893 bytes, checksum: b6cd81c678c9ce726289b1e48debdcca (MD5) / Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-10-05T15:12:37Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_dis_dogomes.pdf: 1406893 bytes, checksum: b6cd81c678c9ce726289b1e48debdcca (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-05T15:12:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_dis_dogomes.pdf: 1406893 bytes, checksum: b6cd81c678c9ce726289b1e48debdcca (MD5) Previous issue date: 2013 / The Integrative Community Therapy (ICT) is an approach of health attention, created in 1987 by Professor Doc. Adalberto Barreto in the Federal University of Ceará in Pirambu, suburb of Fortaleza – CE. It was raised in a punctual context, getting well known by the constitution of a integrative net of 47 centers of formation in ICT all abroad the country with proximally 33 thousand communitarian therapists trained in Brazil. This approach has national and international visibility, being recognized in all counties, states and country’s public policies. The goal of this research is to describe and analyze the expansion process of the Integrative Communy Therapy in Brazil and their inclusion in national policies. The research was exploratory-descriptive-analytic used qualitative methodology by the bibliographic revision, documentary analyzes, semi-structured interview, questionnaires, and registers of field observation. Members of 23 formation centers in ICT, including the 1 of the direction of Brazilian Association of Community Therapy, 1 of the National Bureau of Drug´s Policies, the Health Ministry, the program Vira Vida, and the Social Service of Industries, totalized 28 subjects of this research. To the data analysis, the chosen technique was content analysis. The ethic principles were respected, as it is defended by the National Council of Health, in the resolution nº196, of 1996. This research identified, about ICT, one institutional movement that made easier the insertion of it in public policies (health, education, social assistance, and others), in private institutions, and in the third sector, which identified it as a good practice of communitarian health, resulting in the investment in training and in the creation of places to perform the meetings. The research recognized, equally, the existence of a favorable field to the expansion of ICT, with the presence of important actors in this process, as the Brazilian Association of Community Therapy and the formation centers in ICT, by being spread out and integrated as a net in Brazil. However, the data achieved in this research created a debate about the efficiency of ICT’s implantation, as it has identified the fragility in the monitoring of this process of implementation seen that there isn´t mechanisms to evaluate and escort this insertion by policies that they conducted / A Terapia Comunitária Integrativa (TCI) é uma abordagem de atenção à saúde comunitária, criada pelo Prof. Dr. Adalberto Barreto da Universidade Federal do Ceará em 1987, no Pirambu, bairro de periferia do município de Fortaleza-CE. Surgiu em um contexto pontual, e ganhou capilaridade por meio da constituição de uma rede integrada de 42 polos de formação em TCI em todas as regiões do país, com aproximadamente 33 mil terapeutas comunitários capacitados no Brasil. A abordagem tem visibilidade nacional e internacional, reconhecimento em políticas públicas municipais, estaduais e federais. O objetivo deste estudo foi descrever e analisar o processo de expansão da Terapia Comunitária Integrativa no Brasil e sua inserção em políticas públicas nacionais. A pesquisa foi de caráter exploratório-descritivo-analítico e utilizou a metodologia qualitativa por meio de revisão bibliográfica, análise documental, entrevista semiestruturada, questionários e registro em caderno de campo. Representantes de 23 polos de formação em TCI, da diretoria da Associação Brasileira de Terapia Comunitária, da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, do Ministério da Saúde e do Programa Vira Vida, do Serviço Social da Indústria, totalizaram os 28 sujeitos da pesquisa. Para a análise dos dados, a técnica utilizada foi a análise de conteúdo. Os princípios éticos foram respeitados em consonância com a Resolução nº 196, de 1996, do Conselho Nacional de Saúde. O estudo identificou, em torno da TCI, um movimento institucional, que favoreceu sua inserção em políticas públicas (saúde, educação, assistência social, entre outros), em instituições privadas e no terceiro setor, os quais a identificaram como uma boa prática de saúde comunitária, o que resultou no investimento em capacitações e na criação de espaços para a realização das rodas. A pesquisa reconheceu, igualmente, a existência de um campo favorável à expansão da TCI, na presença de atores chaves no processo, tais como, a Associação Brasileira de Terapia Comunitária e os polos de formação em TCI, pela sua capilaridade e integração em rede no Brasil. Os dados levantados no estudo, todavia, suscitaram um debate sobre a efetividade da implantação da TCI, na medida em que identificaram uma fragilidade no monitoramento do referido processo de implantação, dada a inexistência de mecanismo de acompanhamento e avaliação dessa inserção, pelas políticas que a efetivaram.
4

Redes comunitárias : uma construção sociotécnica de políticas de comunicação

Silva, Nelson Simões da 22 February 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-04-28T16:29:42Z No. of bitstreams: 1 2016_NelsonSimõesdaSilva.pdf: 2669550 bytes, checksum: 0fe6b9814e6551d55ca82a520882d680 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-04-28T20:15:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_NelsonSimõesdaSilva.pdf: 2669550 bytes, checksum: 0fe6b9814e6551d55ca82a520882d680 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-28T20:15:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_NelsonSimõesdaSilva.pdf: 2669550 bytes, checksum: 0fe6b9814e6551d55ca82a520882d680 (MD5) / Este trabalho analisa a criação e a sustentação de Redes Comunitárias de educação e pesquisa como um organismo comunicativo próprio de uma comunidade. Uma Rede Comunitária é uma iniciativa associativa e comunitária que mantém uma rede de comunicação multimídia de interesse público e coletivo, não comercial, para atendimento de instituições de educação e pesquisa localizadas em uma região metropolitana. A pesquisa descreve a criação de três Redes Comunitárias de educação e pesquisa no Brasil por meio da interpretação comparativa da atuação de seus atores, com vistas à avaliação dos efeitos de seu funcionamento e a sua capacidade de organizar um espaço de política pública de comunicação comunitária. O objetivo da pesquisa é identificar as condições para que a Rede Comunitária se constitua em um organismo comunicativo sustentável. Para isso, as iniciativas associativas localizadas em Boa Vista, Natal e Salvador são descritas e interpretadas de forma comparativa, utilizando-se do aporte teórico-metodológico da Teoria Ator-Rede. Esses resultados são analisados à luz de conceitos dos teóricos da mídia e do marco legal e normativo brasileiro de Políticas de Comunicação e Inovação para redes de comunicação em áreas de interesse público, por exemplo, a educação e a pesquisa. Como resultado da pesquisa empírica, foi demonstrado que uma Rede Comunitária é sustentável se satisfizer as expectativas de seus atores, o que depende de sua efetividade, e se simultaneamente, em longo prazo, gerar um espaço de políticas públicas. A análise teórica da descrição da capacidade de mobilização local e acoplamento global das três iniciativas e sua interpretação comparativa permitiu sustentar que a efetividade para ser alcançada no espaço associativo requer a legitimação na comunidade, independe da participação dos governos e exige a formalização adequada de modelos de governança e acordos de parceria. A conformação do espaço público, por sua vez, ocorre quando a rede, a partir de sua efetividade comunitária, produzir uma nova ênfase, net bias, caracterizando-se como um bem público, um commons, competente para alistar a sociedade civil e o Estado na realização de políticas sociais. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study aims to investigate the conception and sustainability of Community Networks of research and education as a community’s communicative organism. A Community Network is an associative and community led initiative that supports a multimedia communication network of collective and public interest, as a non-commercial service, to research and education institutions located in a metropolitan area. The research describes the creation of three Community Networks of research and education in Brazil through a comparative interpretation of its actors’ performance in order to assess its operational outcomes and its ability to establish a public policy space for community communications. The research’s objective is to identify the conditions for the Community Network becomes a sustainable communicative organism. For this, from a theoretical and methodological point of view, the associative initiatives located in Boa Vista, Natal and Salvador are compared through its description and interpretation based on Actor-Network Theory (ANT). These results are then analyzed, from a theoretical standpoint of some media theorists and the Brazilian legal and regulatory framework for communications and innovation policies for communications networks of public interest, such as in research and education. As a result the empirical research showed that, a Community Network is sustainable if meets its actors’ expectations, which depends on its effectiveness, and simultaneously, in the long run, on its ability to generate a public policy space. The theoretical discussion about local mobilization capacity and global engagement based on comparative analysis of the three initiatives, made it possible to argue that effectiveness to be achieved in the associative space requires community’s legitimacy, there is no dependency of government participation and implies in the required adoption of formal governance model and partnerships agreements. The public space conformation, in turn, occurs when the network from their effectiveness in the community generates a new emphasis, net bias, reaching the characterization as a public good, a commons, able to enlist civil society and the State to shape social policies.
5

Itinerário da paternidade: a construção social da integralidade do cuidado ao recém-nascido e família na UTI- Neonatal / Itinerary of fatherhood: the social construction of the integrality care of the newborn and family to Neonatal ICU

Tatiana Coelho Lopes 25 September 2009 (has links)
Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro / Esta pesquisa teve como objetivo analisar o itinerário da paternidade como uma construção social, a partir das relações estabelecidas entre os pais com os membros da instituição de saúde e as redes sociais em que se inserem. Tal construção se configurou na busca, pelo pai, de reconhecimento do exercício da paternidade, bem como suas repercussões na integralidade do cuidado ao recém-nascido de risco e sua família. Utilizamos como pressupostos conceituais para definição do itinerário da paternidade as teorias da integralidade (desenvolvidas pelo grupo LAPPIS), a teoria do reconhecimento (de Axel Honneth) e de redes sociais (de Paulo Henrique Martins). O cenário da pesquisa foi o Hospital Sofia Feldman, instituição filantrópica de direito privado localizada na periferia de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais. Participaram do estudo três pais que tiveram filhos internados na UTIN e seus familiares, além de profissionais, voluntários e gestores que atuam na instituição. A partir da abordagem da fenomenologia sociológica, realizaram-se entrevistas, observação dos espaços institucionais e dois grupos focais com familiares, adotando-se a Metodologia de Análise de Redes no Cotidiano (MARES) como técnica de coleta de dados. A análise dos itinerários da paternidade nos permitiu discutir as repercussões da trajetória desses pais nas dimensões da integralidade (políticas e organização dos serviços e saberes e práticas dos profissionais). Verificamos que a alta da companheira e internação do filho na neonatologia constituem uma inflexão no percurso dos pais no que concerne à questão do reconhecimento como usuário no serviço e a integralidade do cuidado à família. Além disso, identificamos que as relações estabelecidas no acolhimento desses pais pelos profissionais envolveram a negociação de saberes entre os profissionais, e destes com os usuários, que repercutiram na construção e reconstrução das práticas de cuidado na UTIN. Tais repercussões significaram, na prática, formas de inclusão do pai, que passa de uma situação de observador privilegiado do cuidado com o filho para um mediador colaborador na efetivação da integralidade da assistência do filho na UTIN. Vislumbramos o itinerário da paternidade como uma ferramenta de prática avaliativa na perspectiva do usuário amistosa à integralidade, que possibilita a revalorização da experiência e das relações entre os sujeitos, e que tem no agir em saúde o catalisador para as transformações do cuidado como exercício de cidadania.
6

Redes Comunitárias na internet: o desafio da democracia

Braga, João Fábio Rodrigues 28 March 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-22T22:04:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 JOAO FABIO BRAGA.pdf: 438092 bytes, checksum: 528256b1656a5d31fa66831c273fdaa9 (MD5) Previous issue date: 2011-03-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / This paper aims to understand the phenomenon of community network on the Internet, especially when they are agents of mobilization, articulating their causes, feelings, interests in other networks. As a source of information and communication, social networks influence increasingly more on political participation, as far as transforming the Internet space into a legitimate arena for battles and a privileged instrument for acting, informing, recruiting, organizing, commanding and countermanding. The Internet is the extent of society and these situations only reflect the real daily life / Este trabalho pretende compreender o fenômeno das redes comunitárias na Internet, principalmente quando elas são agentes de mobilização, articulando suas causas, sentimentos, interesses por outras redes. Como fonte de informação e comunicação, as redes comunitárias influenciam de forma cada vez mais incisiva à participação política, a ponto de transformar o espaço da Internet em uma arena legítima de lutas e um instrumento privilegiado para atuar, informar, recrutar, organizar, dominar e contradominar. A Internet é a extensão da sociedade e essas situações apenas refletem o cotidiano da vida real.
7

Os psicólogos e a assistência a mulheres em situação de violência / Psychological assistance and violence against women.

Heloisa Hanada 28 March 2008 (has links)
O presente estudo buscou identificar e analisar a inserção do psicólogo na assistência a mulheres em situação de violência, na rede de serviços específicos da região metropolitana de São Paulo. A partir da perspectiva da necessidade de ações multiprofissionais e intersetoriais no enfrentamento e atenção às situações de violência de gênero, estudou-se como a assistência psicológica é organizada em serviços de diversas vocações assistenciais e como suas ações são articuladas com outros profissionais e outros serviços. Para tanto, foram levantados documentos normativos para a assistência (Ministério da Saúde e Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres) e foram analisadas informações obtidas em entrevistas com profissionais de 109 serviços paulistas de diversas vocações assistenciais (policial, jurídico, saúde, psicossocial, abrigos, orientações básicas). Os psicólogos estavam presentes e foram solicitados em todos os tipos de serviços, com menor participação nos serviços policiais e jurídicos. Tiveram inserção tanto na capacitação e supervisão dos profissionais em geral, como no atendimento direto à clientela dos serviços. Na assistência, notou-se grande diversidade de práticas - atividades clínicas, educativas, de orientação, mediação jurídica, sendo freqüente o ajustamento destas intervenções aos objetivos e cultura hierárquica de cada categoria de serviço. No geral, os psicólogos eram chamados para atuar no fortalecimento da auto-estima, retomada da vida sexual, reestruturação da vida, elaboração da situação de violência, elaboração e saída da condição de vitimização, promoção de autonomia e busca de transformação dos padrões de relacionamento familiar/ conjugal ou de gênero. Esses objetivos estavam postos para as equipes dos serviços em geral, especialmente o primeiro. Na formulação dos objetivos dos serviços e do formato das atividades propostas percebeu-se influência de concepções e propostas assistenciais do movimento de mulheres. Observou-se que nem sempre havia distinção clara entre o trabalho do psicólogo e de outros profissionais, principalmente com relação ao trabalho do assistente social, resultando em indefinição de funções e ações. Esta indefinição poderia representar dificuldades no diálogo entre profissionais e entre serviços e na articulação de ações multiprofissional, o que comprometeria a atenção integral às mulheres em situação de violência. Por outro lado, essa indefinição pareceu possibilitar inovações na prática assistencial. Observou-se também que a articulação multiprofissional foi buscada, em geral, no interior das equipes dos próprios serviços, mas em alguns os profissionais buscaram a complementariedade de suas ações pela articulação com serviços de outras vocações assistenciais. Levantou-se a necessidade de melhores definições sobre a assistência psicológica voltada para mulheres em situação de violência, em relação ao trabalho especifico do psicólogo na rede especializada e na rede geral de atenção de São Paulo. / The aim of the present investigation was to identify and analyse the insertion of psychologists working in the network of services for assisting women experiencing violence in the metropolitan region of Sao Paulo. The organization of psychological assistance in diverse assistance vocations and the integration of psychologists in work teams and in other services were studied from the perspective of women\'s needs, and multi-professional and intersectoral actions in facing the situations and providing care for gender-based violence. For that, normative documents on violence care were researched (Ministry of Health and Department of Special Policy for Women) and data from interviews with professionals working in 109 services with diverse assistance vocations in Sao Paulo (police, justice, health, psychosocial assistance, shelters, basic assistance) were analysed. Psychologists are present and their work is requested in all types of services, but with less participation in police and justice facilities. They work in the training and supervision of other professionals, as well as directly assisting the public. A great diversity of practices was observed in the assistance - clinical, educational, orientation and judicial mediation activities - with frequent adjustment of these interventions to the objectives and hierarchical culture within each category of service. In general, psychologists are called to work in the strengthening of self-esteem, the resuming of sexual life, restructuring life itself, understanding of the situation of violence, working-out of and escape from the victim condition, promotion of autonomy and search for transformation in family/ intimate relationships or gender patterns. These objectives are put to the general teams working in the services, especially the first one. The influence of conceptions and proposals from the women\'s movement is perceived in the formulation of the services\' objectives and in the way the activities are developed. The distinction between the psychologists\' work and the work of other professionals is not always clear, especially regarding social work. This results in imprecise functions and actions, which may represent difficulties in the dialogue between professionals and services, and in the integration of multi-professional actions, potentially compromising integral care to women experiencing violence. On the other hand, this impreciseness opens up space for innovations in assistance practices. Multi-professional integration is, in general, also sought within work teams of each service, but in some of them the professionals search for complementarity in their actions and integration with services with different assistance vocations. There is a need for better definitions on the specific role of psychologists in the assistance of women experiencing violence, considering the specific network and the broader assistance network in Sao Paulo.
8

Os psicólogos e a assistência a mulheres em situação de violência / Psychological assistance and violence against women.

Hanada, Heloisa 28 March 2008 (has links)
O presente estudo buscou identificar e analisar a inserção do psicólogo na assistência a mulheres em situação de violência, na rede de serviços específicos da região metropolitana de São Paulo. A partir da perspectiva da necessidade de ações multiprofissionais e intersetoriais no enfrentamento e atenção às situações de violência de gênero, estudou-se como a assistência psicológica é organizada em serviços de diversas vocações assistenciais e como suas ações são articuladas com outros profissionais e outros serviços. Para tanto, foram levantados documentos normativos para a assistência (Ministério da Saúde e Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres) e foram analisadas informações obtidas em entrevistas com profissionais de 109 serviços paulistas de diversas vocações assistenciais (policial, jurídico, saúde, psicossocial, abrigos, orientações básicas). Os psicólogos estavam presentes e foram solicitados em todos os tipos de serviços, com menor participação nos serviços policiais e jurídicos. Tiveram inserção tanto na capacitação e supervisão dos profissionais em geral, como no atendimento direto à clientela dos serviços. Na assistência, notou-se grande diversidade de práticas - atividades clínicas, educativas, de orientação, mediação jurídica, sendo freqüente o ajustamento destas intervenções aos objetivos e cultura hierárquica de cada categoria de serviço. No geral, os psicólogos eram chamados para atuar no fortalecimento da auto-estima, retomada da vida sexual, reestruturação da vida, elaboração da situação de violência, elaboração e saída da condição de vitimização, promoção de autonomia e busca de transformação dos padrões de relacionamento familiar/ conjugal ou de gênero. Esses objetivos estavam postos para as equipes dos serviços em geral, especialmente o primeiro. Na formulação dos objetivos dos serviços e do formato das atividades propostas percebeu-se influência de concepções e propostas assistenciais do movimento de mulheres. Observou-se que nem sempre havia distinção clara entre o trabalho do psicólogo e de outros profissionais, principalmente com relação ao trabalho do assistente social, resultando em indefinição de funções e ações. Esta indefinição poderia representar dificuldades no diálogo entre profissionais e entre serviços e na articulação de ações multiprofissional, o que comprometeria a atenção integral às mulheres em situação de violência. Por outro lado, essa indefinição pareceu possibilitar inovações na prática assistencial. Observou-se também que a articulação multiprofissional foi buscada, em geral, no interior das equipes dos próprios serviços, mas em alguns os profissionais buscaram a complementariedade de suas ações pela articulação com serviços de outras vocações assistenciais. Levantou-se a necessidade de melhores definições sobre a assistência psicológica voltada para mulheres em situação de violência, em relação ao trabalho especifico do psicólogo na rede especializada e na rede geral de atenção de São Paulo. / The aim of the present investigation was to identify and analyse the insertion of psychologists working in the network of services for assisting women experiencing violence in the metropolitan region of Sao Paulo. The organization of psychological assistance in diverse assistance vocations and the integration of psychologists in work teams and in other services were studied from the perspective of women\'s needs, and multi-professional and intersectoral actions in facing the situations and providing care for gender-based violence. For that, normative documents on violence care were researched (Ministry of Health and Department of Special Policy for Women) and data from interviews with professionals working in 109 services with diverse assistance vocations in Sao Paulo (police, justice, health, psychosocial assistance, shelters, basic assistance) were analysed. Psychologists are present and their work is requested in all types of services, but with less participation in police and justice facilities. They work in the training and supervision of other professionals, as well as directly assisting the public. A great diversity of practices was observed in the assistance - clinical, educational, orientation and judicial mediation activities - with frequent adjustment of these interventions to the objectives and hierarchical culture within each category of service. In general, psychologists are called to work in the strengthening of self-esteem, the resuming of sexual life, restructuring life itself, understanding of the situation of violence, working-out of and escape from the victim condition, promotion of autonomy and search for transformation in family/ intimate relationships or gender patterns. These objectives are put to the general teams working in the services, especially the first one. The influence of conceptions and proposals from the women\'s movement is perceived in the formulation of the services\' objectives and in the way the activities are developed. The distinction between the psychologists\' work and the work of other professionals is not always clear, especially regarding social work. This results in imprecise functions and actions, which may represent difficulties in the dialogue between professionals and services, and in the integration of multi-professional actions, potentially compromising integral care to women experiencing violence. On the other hand, this impreciseness opens up space for innovations in assistance practices. Multi-professional integration is, in general, also sought within work teams of each service, but in some of them the professionals search for complementarity in their actions and integration with services with different assistance vocations. There is a need for better definitions on the specific role of psychologists in the assistance of women experiencing violence, considering the specific network and the broader assistance network in Sao Paulo.
9

Pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo: itinerários e estratégias na construção de redes sociais e identidades / Homeless people in the city of São Paulo: routes and strategies in the construction of social nets and identities

Debora Galvani 01 October 2008 (has links)
Compreende-se que a população em situação de rua, enquanto grupo social, transita entre zonas de vulnerabilidade e desfiliação conforme definidas por Robert Castel, pois está freqüentemente submetida à ausência de emprego ou a trabalhos temporários e a uma trajetória marcada por rupturas. Em muitos casos, a rede de assistência é o elemento fundamental na sua organização cotidiana. A heterogeneidade deste grupo social constitui uma premissa neste estudo. No interior de tal diversidade, foram identificados grupos e pessoas que pareciam proporcionar referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de auto-organização) de superação dessa condição. Assim, meu interesse neste estudo esteve voltado para a compreensão dos processos contrários ao movimento de dissociação social, além de abranger o desenvolvimento de estratégias como a criação de redes sociais e o fortalecimento de identidades. Trata-se de pesquisa etnográfica, envolvendo convívio prolongado com o grupo social estudado e aproximação com seus modos de vida. A coleta de dados foi realizada por doze meses em 2006, com observação de campo, entrevistas e coleta de documentos. Foram realizadas entrevistas com cinco colaboradores e visitas aos seus circuitos e \"pedaços\" pela cidade. Os critérios para inclusão dos colaboradores da pesquisa foram: estar inserido em programa de moradia; participar de organização política (movimentos sociais específicos); integrar redes de relações de caráter religioso; integrar circuitos ligados a arte e cultura; utilizar serviços da rede assistencial como recurso complementar para organização de seu cotidiano; possuir formas de geração de renda. Além destas dimensões, que sugerem diferentes formas de participação social, foi critério de seleção o colaborador estar ou ter vivido em situação de rua por mais de dois anos. A análise foi realizada em duas perspectivas. Uma refere-se à reconstituição da história de vida de cada colaborador, com o objetivo central de mostrar suas redes de interdependência, as quais transcendem os circuitos assistenciais, e de discutir sua singularidade no processo de construção de identidades capazes de ressignificar e dar historicidade à experiência da situação de rua. Outra perspectiva de análise foi partir da percepção de eixos e temáticas comuns que contribuem para repensar possíveis conexões, propostas assistenciais e outras redes de proximidade, as quais foram trabalhadas nos itens relativos a recurso à assistência social, participação política e educação. Observou-se a construção de movimentos opostos à desfiliação cujos processos significam a construção de identidades diferenciadas que tornam relativo e contextualizado o lugar atribuído à pessoa em situação de rua, geralmente associado a fracassos e à dependência dos serviços. Há, porém, necessidade de se produzir situações preventivas e alternativas coletivas. O estudo das redes sociais dentro do campo da terapia ocupacional social pode contribuir para a construção de ferramentas de leitura e análise socioculturais, assim como para o desenvolvimento de procedimento metodológico no âmbito da ação da terapia ocupacional social, ou seja, intervenção social em que universo cultural e a participação dos usuários sejam eixos-guiasna formulação de projetos pessoais e coletivos. / Homeless population, as social group, transits between vulnerability and disaffiliation zones (as defined by Robert Castel), for it is frequently submitted to unemployment or temporary jobs and a trajectory marked by ruptures. In many cases, the assistance net is the fundamental element in its daily organization. That social group heterogeneity constitutes a premise of this study. Inside such diversity, groups and people were identified as a possibility of reference for the discussion of endogenous/interior (and auto-organizing) ways of overcoming that condition. Therefore, this study focus on comprehending the process opposed to the movement of social dissociation, besides covering the development of such strategies as the creation of social nets and the identity strengthening. This ethnographic research involved extended close acquainting with the study group and their ways of life. Data collection took 12 months in 2006, with field observation, interviews and document collecting. Five collaborators were interviewed, and their city circuits and points were visited. Criteria for including collaborators included to be engaged in a lodging program, to participate in a political organization (specific social movements), to integrate relationship nets of religious character, to integrate circuits linked to art and culture, to use services of the assistance net as complementary resource for the daily organization, and to have ways of income generating. Besides these dimensions, that suggest different social participation forms, another criterion for selecting collaborators was to be or to have been homeless for more than two years. Analysis was conducted under two perspectives. First, with reference to each collaborator life story reconstitution, with the main objective of showing their interdependence nets, which transcend assistance circuits, and discussing its singularity in the constructing process of identities able to re-signify and give historicity to the homeless condition. The other analysis perspective was to start from the perception of common axes and themes the contribute to the rethinking possible connections, assistance propositions and other proximity nets, dealt in items referring social assistance, political participation and education. It was observed the construction of disaffiliation-opposed movements, a process that signify the construction of diversified identities that make relative and contextualize the place attributed to homeless people, normally associated to unsuccessfulness and dependence on official services. Notwithstanding, it is urgent to produce preventive situations and collective wayouts. The study of social nets in occupational therapy field may contribute to the construction of socio-cultural reading and analyzing tools, as well as to the development of methodological procedure in social occupational therapy, that is, social intervention in which cultural universe and user\'s participation are guidelines for personal and collective projects formulation
10

Pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo: itinerários e estratégias na construção de redes sociais e identidades / Homeless people in the city of São Paulo: routes and strategies in the construction of social nets and identities

Galvani, Debora 01 October 2008 (has links)
Compreende-se que a população em situação de rua, enquanto grupo social, transita entre zonas de vulnerabilidade e desfiliação conforme definidas por Robert Castel, pois está freqüentemente submetida à ausência de emprego ou a trabalhos temporários e a uma trajetória marcada por rupturas. Em muitos casos, a rede de assistência é o elemento fundamental na sua organização cotidiana. A heterogeneidade deste grupo social constitui uma premissa neste estudo. No interior de tal diversidade, foram identificados grupos e pessoas que pareciam proporcionar referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de auto-organização) de superação dessa condição. Assim, meu interesse neste estudo esteve voltado para a compreensão dos processos contrários ao movimento de dissociação social, além de abranger o desenvolvimento de estratégias como a criação de redes sociais e o fortalecimento de identidades. Trata-se de pesquisa etnográfica, envolvendo convívio prolongado com o grupo social estudado e aproximação com seus modos de vida. A coleta de dados foi realizada por doze meses em 2006, com observação de campo, entrevistas e coleta de documentos. Foram realizadas entrevistas com cinco colaboradores e visitas aos seus circuitos e \"pedaços\" pela cidade. Os critérios para inclusão dos colaboradores da pesquisa foram: estar inserido em programa de moradia; participar de organização política (movimentos sociais específicos); integrar redes de relações de caráter religioso; integrar circuitos ligados a arte e cultura; utilizar serviços da rede assistencial como recurso complementar para organização de seu cotidiano; possuir formas de geração de renda. Além destas dimensões, que sugerem diferentes formas de participação social, foi critério de seleção o colaborador estar ou ter vivido em situação de rua por mais de dois anos. A análise foi realizada em duas perspectivas. Uma refere-se à reconstituição da história de vida de cada colaborador, com o objetivo central de mostrar suas redes de interdependência, as quais transcendem os circuitos assistenciais, e de discutir sua singularidade no processo de construção de identidades capazes de ressignificar e dar historicidade à experiência da situação de rua. Outra perspectiva de análise foi partir da percepção de eixos e temáticas comuns que contribuem para repensar possíveis conexões, propostas assistenciais e outras redes de proximidade, as quais foram trabalhadas nos itens relativos a recurso à assistência social, participação política e educação. Observou-se a construção de movimentos opostos à desfiliação cujos processos significam a construção de identidades diferenciadas que tornam relativo e contextualizado o lugar atribuído à pessoa em situação de rua, geralmente associado a fracassos e à dependência dos serviços. Há, porém, necessidade de se produzir situações preventivas e alternativas coletivas. O estudo das redes sociais dentro do campo da terapia ocupacional social pode contribuir para a construção de ferramentas de leitura e análise socioculturais, assim como para o desenvolvimento de procedimento metodológico no âmbito da ação da terapia ocupacional social, ou seja, intervenção social em que universo cultural e a participação dos usuários sejam eixos-guiasna formulação de projetos pessoais e coletivos. / Homeless population, as social group, transits between vulnerability and disaffiliation zones (as defined by Robert Castel), for it is frequently submitted to unemployment or temporary jobs and a trajectory marked by ruptures. In many cases, the assistance net is the fundamental element in its daily organization. That social group heterogeneity constitutes a premise of this study. Inside such diversity, groups and people were identified as a possibility of reference for the discussion of endogenous/interior (and auto-organizing) ways of overcoming that condition. Therefore, this study focus on comprehending the process opposed to the movement of social dissociation, besides covering the development of such strategies as the creation of social nets and the identity strengthening. This ethnographic research involved extended close acquainting with the study group and their ways of life. Data collection took 12 months in 2006, with field observation, interviews and document collecting. Five collaborators were interviewed, and their city circuits and points were visited. Criteria for including collaborators included to be engaged in a lodging program, to participate in a political organization (specific social movements), to integrate relationship nets of religious character, to integrate circuits linked to art and culture, to use services of the assistance net as complementary resource for the daily organization, and to have ways of income generating. Besides these dimensions, that suggest different social participation forms, another criterion for selecting collaborators was to be or to have been homeless for more than two years. Analysis was conducted under two perspectives. First, with reference to each collaborator life story reconstitution, with the main objective of showing their interdependence nets, which transcend assistance circuits, and discussing its singularity in the constructing process of identities able to re-signify and give historicity to the homeless condition. The other analysis perspective was to start from the perception of common axes and themes the contribute to the rethinking possible connections, assistance propositions and other proximity nets, dealt in items referring social assistance, political participation and education. It was observed the construction of disaffiliation-opposed movements, a process that signify the construction of diversified identities that make relative and contextualize the place attributed to homeless people, normally associated to unsuccessfulness and dependence on official services. Notwithstanding, it is urgent to produce preventive situations and collective wayouts. The study of social nets in occupational therapy field may contribute to the construction of socio-cultural reading and analyzing tools, as well as to the development of methodological procedure in social occupational therapy, that is, social intervention in which cultural universe and user\'s participation are guidelines for personal and collective projects formulation

Page generated in 0.0873 seconds