• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2705
  • 1
  • Tagged with
  • 2706
  • 2706
  • 1477
  • 1122
  • 886
  • 882
  • 434
  • 404
  • 348
  • 319
  • 230
  • 209
  • 194
  • 183
  • 174
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Dialogismo e arte na gestÃo em saÃde: a perspectiva popular nas cirandas da vida em Fortaleza-CE / El dialogismo y el arte en la gestiÃn de la salud: una perspectiva sobre torniquetes populares de la vida en Fortaleza

Vera LÃcia de Azevedo Dantas 30 October 2009 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeiÃoamento de Pessoal de NÃvel Superior / Este estudo à fruto da caminhada dos atores e atrizes populares que protagonizam as Cirandas da Vida em Fortaleza-CE, e insere-se no contexto de uma gestÃo pÃblica municipal, buscando fazer o movimento dialÃtico de desvelar o mundo, com base na aÃÃo-reflexÃo-aÃÃo. Dessa forma, propÃe-se a apreender nessa experiÃncia, como se expressam o dialogismo e a arte, na gestÃo em saÃde, buscando a perspectiva popular; capturar o modo como a populaÃÃo expressa sua histÃria de luta, mediante as linguagens da arte; identificar como a luta pelo direito à saÃde à expressa nas rodas das Cirandas, em seus enfrentamentos com a esfera institucional; analisar como os atores populares se inserem na formulaÃÃo de polÃticas de saÃde, a partir dessas rodas; e compreender como os diferentes grupos geracionais expressam suas leituras da realidade, no dialogismo vivido no contexto da gestÃo em saÃde. Para traÃar esses caminhos, propusemos a pesquisa-aÃÃo como percurso metodolÃgico e ousamos construir uma proposta que cunhamos de Ciranda de Aprendizagem e Pesquisa em cuja abordagem multirreferencial, envolvemos atores populares â os cirandeiros â que constituÃram o grupo sujeito deste estudo, protagonistas da produÃÃo do conhecimento nessa vivÃncia de prÃxis grupal. O estudo traz como categorias-chaves, as situaÃÃes-limite apontadas pela populaÃÃo, bem como os atoslimite para os enfrentamentos do princÃpio de comunidade e a esfera institucional. As sinfonias que apresentamos, trazem, harmonias e contrapontos, como espaÃo polifÃnico do dizer das culturas humanas e tambÃm revelam desafios. Um deles à o de se constituir na gestÃo em saÃde um caminho de intersetorialidade, capaz de comportar a perspectiva popular onde a arte se apresenta como potÃncia e devir social. O trabalho com a humanizaÃÃo nos revela a necessidade de fazer dialogar os trabalhadores da saÃde e da gestÃo, com os saberes da experiÃncia popular sobre o cuidado em saÃde articulando redes de conversaÃÃo que incluem prÃticas de cuidado e chamam a dimensÃo da integralidade. A interface entre promoÃÃo à saÃde e a educaÃÃo escolar como forma de se aproximar da vida no territÃrio dà o tom do dialogismo entre educaÃÃo e gestÃo em saÃde, mediado pela arte e a educaÃÃo popular. A juventude em conflito com a lei revela a omissÃo do Estado cujas lacunas vÃo sendo supridas pelo princÃpio de comunidade em um contexto do diÃlogo intercultural, como forma de romper com o silenciamento dessa juventude e promover suas potÃncias com base em formas de cultura e linguagens da arte. A arte em sua polifonia e as redes sociais revelam sua potÃncia nos processos de mobilizaÃÃo e de inclusÃo social. As dimensÃes pedagÃgicas da experiÃncia das Cirandas da Vida traÃam saberes e possibilidades que revelam, no dialogismo da gestÃo, o desejo dos artistas populares, de se dizer como sujeitos histÃricos das aÃÃes de promoÃÃo da saÃde. Por seu lado, a âcenopoesiaâ, como linguagem da arte trabalhada pelo movimento popular, nos impulsiona para as possibilidades do diÃlogo entre as diversas linguagens da arte. As aÃÃes de gÃnero referendam a corresponsabilizaÃÃo coletiva articulando dimensÃes subjetivas e polÃticas. A experiÃncia com aÃÃes de economia solidÃria e saÃde parece nos apontar caminhos do dialogismo entre o princÃpio de comunidade e o princÃpio de mercado, revelando-nos o valor da solidariedade e o compartilhamento das experiÃncias na luta pelo acesso, nÃo sà ao sistema de saÃde local, mas tambÃm Ãs polÃticas sociais de maneira mais geral. O arcabouÃo burocrÃtico do Estado tem-se feito barreira à inclusÃo das organizaÃÃes populares na efetivaÃÃo de polÃticas pÃblicas. Para os cirandeiros e cirandeiras, a sua inserÃÃo no campo da gestÃo e, ao mesmo tempo, no campo da militÃncia nos movimentos populares pareceu-nos, um modo de dizer concreto que o saber e a experiÃncia popular nÃo pode ser desperdiÃada na gestÃo. A inclusÃo das Cirandas como roda da educaÃÃo popular na Teia de CogestÃo da Secretaria Municipal de SaÃde e, consequentemente, no espaÃo de tomada de decisÃo polÃtica, revela potencialidades e desafios como espaÃo instituinte onde o princÃpio de comunidade busca efetivar transformaÃÃes reais, ao realizar, como vimos, âmovimentos em potÃncia para exercer o seu protagonismoâ como modo tambÃm de contribuir para a formulaÃÃo de polÃticas. / This study is a result of walking the actors and actresses who systematize Cirandas da Vida, in Fortaleza city, and falls within the context of public management, trying to make the dialectical movement of unveiling the world, based on action-reflection-action. Thus, itâs proposed to capture this experience, as express dialogism and art, in health management, searching a perspective popular; capture the way people express their history of struggle by means ofthe languages of art; identifying how the struggle for the right to health is expressed in Cirandaâs wheels, in their confrontations with the Institutional Sphere; Analyzing how the popular actors is inserting at formulation of health policies, as these wheels, and understand how the different groups express their generational readings of reality, in the lively dialogue in the context of health management. To trace these paths, we have proposed action-research as a methodological approach and dare to build a proposal that we named to Ciranda de Aprendizagem e Pesquisa, in which multi-referential approach involves popular actors â os cirandeiros - which were the subject of this thesis-study, the protagonists of knowledge production in this experience of practice group. The study has as key categories, limit the situations identified by the population and acts to confrontations limit with the principle of community and Institutional Sphere. The Symphonies we present, bring harmonies and counterpoints, such as polyphonic human cultures space and also reveal challenges. One of those is construction in health management an intersectoral way, able to accommodate the perspective where popular art is presented as power and instrument social. Humanization working reveals us the need to talk to health workers and management, with experience of popular knowledge about the health care linking networks of conversation that include health care practices and call dimension of integration. The interface between health promotion and education as a way of approaching life within the tone of the dialogue between education and health management, mediated by art and popular education. The youth conflict with the law reveals the failure of the state whose gaps are being met by principle of community in a context of intercultural dialogue as a intercultural means of break with the youthâs silencing and promote their powers based on forms of culture and languages of art. The art in its polyphony and social networks show its power in mobilization process of and social inclusion. The pedagogical dimensions of the experience of Cirandas da Vida mapping knowledge and possibilities that show, dialogue management, the desire of popular artists, as historical subjects, saying of the actions of health promotion. By turn, the "cenopoesia" as the language of art crafted by the popular movement, leads us to the possibilities of dialogue between the various artâs languages. Genderâs actions endorse the collective-responsibility articulating subjective and political dimensions. The experience with economy solidarity actions of health seems to point us in the path of dialogue between the principle of community and principle of the market, revealing us the value of solidarity and sharing of experiences in the struggle for access, not only to the local health system, but also social policy more generally. The state bureaucratic framework has made barrier of resistance to including popular organizations in effecting public policy. To Cirandeiros and Cirandeiras, this insertion in the management field, and the while in the militancy field of popular movements, seemed to us, a concrete way to say that popular knowledge and experience people can not be wasted in management. The Cirandaâs inclusion as popular education wheels in Teia de CogestÃo da Secretaria Municipal and therefore the space-making policy-making, reveals potentials and challenges as instituting space where communityâs principle is searching effecting real change, to make as we have seen, âpower movements to exercise its roleâ as a way also to contribute to policy brief.
12

"O uso de tecnologias digitais de informaÃÃo e comunicaÃÃo como suporte ao ensino e aprendizagem de estÃgio em serviÃos do sus" / USE OF DIGITAL TECHNOLOGIES OF INFORMATION AND COMMUNICATION AS SUPPORT TO TEACHING STAGE IN SERVICES SUS

Myrna Maria Arcanjo Frota 09 October 2014 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeÃoamento de Pessoal de NÃvel Superior / A disseminaÃÃo das Tecnologias Digitais de InformaÃÃo e ComunicaÃÃo (TDIC) como ferramentas cognitivas na educaÃÃo tem fomentado a discussÃo acerca dos aspectos pedagÃgicos que sustentam as propostas educativas em ambientes virtuais na Ãrea da EducaÃÃo em SaÃde. O presente estudo visou aplicar as TDIC como suporte da prÃtica do ensino no campo do EstÃgio em ServiÃos do SUS I, por meio do uso de um ambiente virtual de ensino (AVE) aberto, que atenda Ãs necessidades desse estÃgio. Foi elaborado um sistema de avaliaÃÃo que possibilitou analisar os diversos aspectos da aprendizagem em campo, assim como foi implementado um portfÃlio de atividades, como estratÃgia educativa no AVE e elaboradas categorias e critÃrios para sua anÃlise. O pÃblico alvo foram os alunos e preceptores do EstÃgio em ServiÃos do SUS I (campus Fortaleza) pertencente ao Curso de Odontologia da Universidade Federal do Cearà (UFC). As informaÃÃes foram analisadas no programa estatÃstico SPSS versÃo 17.0. A pesquisa foi aprovada pelo Comità de Ãtica em Pesquisa, com o parecer n 542.042. As ferramentas mais usadas no AVE foram o portfÃlio, o fÃrum de discussÃo e o diÃrio de bordo segundo a opiniÃo dos estudantes. Aproximadamente, 80% dos alunos e 100% dos preceptores afirmaram que a inserÃÃo do AVE favoreceu o processo de ensino-aprendizado. Assim, à possÃvel afirmar que o uso adequado, do ponto de vista pedagÃgico, das TDIC contribui para a melhoria do estÃgio curricular, envolvendo de forma intensa alunos, professores universitÃrios e preceptores de estÃgio, auxiliando a comunicaÃÃo entre o ensino e o serviÃo, assim como a possibilidade de interaÃÃes assÃncronas, a facilidade de acessos ao TelEduc e o manuseio das ferramentas foram fatores facilitadores das interaÃÃes. O uso do AVE contribui positivamente com o processo de ensino-aprendizagem dos discentes, podendo subsidiar professores, alunos, dirigentes e estudiosos na discussÃo sobre novas metodologias pedagÃgicas de ensino no curso de Odontologia. / Dissemination of Digital Technologies of Information and Communication (TDIC) as cognitive tools in education has fostered discussion about the pedagogical aspects that support educational projects in virtual environments in the field of Health Education. This study aims to apply DTIC as mediators of teaching practice in the field of stage SUS I services, through the use of a virtual teaching environment (VTE) open that meets the needs of this stage. An evaluation system was developed that enabled analyzing the various aspects of learning in the field, as well as a portfolio of activities was implemented as an educational strategy in AVE and elaborated categories and criteria for its analysis. The target audience were students and preceptors Stage Services SUS I (Fortaleza campus) belonging to the School of Dentistry of the Federal University of Cearà (UFC). The data were analyzed using SPSS software version 17.0. The study was approved by the Research Ethics Committee, with the Opinion No. 542 042. The most used tools in the VLE were portfolio, the forum discussion and the logbook in the opinion of students and the number of hits. Approximately 80% of students and 100% of preceptors stated that the insertion of VLE favored the teaching-learning process. Thus, we can say that the suitable use of, the pedagogical point of view, the DTIC contributes to the improvement of the traineeship, involving intensely students, professors and tutors of stage, aiding communication between the school and the service, so as the possibility of asynchronous interactions, ease of access to TelEduc and handling of the tools were factors that facilitated interactions. The use of VLE contribute positively to the process of teaching and learning of students, and may subsidize teachers, students, scholars and leaders in the discussion about new pedagogical teaching methods in dentistry course.
13

Estudo das relaÃÃes entre prÃticas de violÃncia e acesso em territÃrio da estratÃgia saÃde da famÃlia. / Study of relations between practices of violence and access territory of family health strategy.

Tatiana Monteiro Fiuza 02 March 2015 (has links)
nÃo hÃ
14

PrevalÃncia e fatores associados à testagem para HIV entre as mulheres profissionais do sexo em Fortaleza / Prevalence anda factors associated with HIV testing among female sex workers in Fortaleza

Telma Alves Martins 30 June 2015 (has links)
nÃo hà / As mulheres profissionais do sexo (MPS) sÃo reconhecidas mundialmente como uma populaÃÃo chave de maior risco de adquirir a infecÃÃo pelo HIV. No Brasil, a prevalÃncia de HIV em mulheres profissionais do sexo à 15 vezes maior que na populaÃÃo feminina brasileira em geral. Este estudo teve como objetivo identificar os fatores associados à testagem para o HIV entre as MPS residentes na cidade de Fortaleza, CearÃ. Um estudo seccional utilizando o mÃtodo Respondent Driven Sampling (RDS), foi conduzido 402 mulheres profissionais do sexo, residindo ao menos 3 meses nos Ãltimos 3 meses em Fortaleza, com 18 anos ou mais de idade e relatando ter tido relaÃÃo sexual em troca de dinheiro nos 4 meses anteriores foi conduzido entre setembro a dezembro de 2010. Respondent Driven Sampling Analysis Tool version 6.0 and o STATA version 11.0 foram usados. RegressÃo logÃstica multinomial nÃo ordinal foi conduzida com a variÃvel desfecho escolhida que foi ter sido testado para HIV com < 12 meses. A variÃvel âter sido testadaâ foi testada com variÃveis significativas para p<0.20 na anÃlise multinomial. O modelo final incluiu variÃveis significativas para p<0.005. A chance da MPS se testar mais tardiamente (>12 meses) aumentou para as mais velhas (25 e 39 anos), (OR=2,57; 95% IC=1,.09-6,02), para as que pertenciam as classes sociais mais baixa, (OR=2,71;95% IC=1,38- 5,30), para as separadas/divorciadas ou viÃvas (OR=4,27;95% IC=1,24-7,51), para as que viviam apenas da prostituiÃÃo (OR=2,52;95% IC=1,21-5,27), para as que nÃo faziam programas em ruas e praÃas (OR=2,17; 95% IC=1,03-4,58), para as que tiveram &#8804;1 cliente no Ãltimo dia de trabalho (OR=6,81; 95% IC=2,47-18,74), para as que afirmaram que o teste deve ser obrigatÃrio para todas as pessoas (OR=2,30; 95% IC=1,15-4,6) e para as que tinham conhecimento sobre a transmissÃo do HIV (OR=3,95; 95% IC=1,90-8,24). A chance da MPS de nÃo se testar aumentou para as que nÃo trabalharam como MPS fora de Fortaleza (OR=2,15; 95% IC=1,83-9,97), para as que tiveram &#8804;1 cliente no Ãltimo dia de trabalho (OR=6,64;95% IC=2,23-19,8), para as que afirmaram ter chance moderada/grande de se infectar com HIV (OR=2,18; 95% IC=1,04-4,53), para as que afirmaram que o teste deve ser obrigatÃrio para todas as pessoas (OR=2,43; 95% IC=1,22-4,85), e para as que desconheciam os locais onde o teste à feito gratuitamente ( OR=4,41; 95% IC=2,01- 9,69). As MPS acessadas no estudo apresentaram alta prevalÃncia de HIV, exposiÃÃo a inÃmeros fatores de risco, e que nÃo fazem o teste para HIV com a frequÃncia apropriada. As PolÃticas de saÃde precisam ser mais eficazes no atendimento Ãs demandas profissionais das MPS para ser capaz de reduzir suas vulnerabilidades individuais, sociais e programÃticos. / Female sex workers (FSW) are recognized worldwide as a key population at higher risk of acquiring HIV infection. In Brazil, the prevalence of HIV in FSWs is 15 times higher than in the general Brazilian female population. This study aimed to identify factors associated with HIV testing among FSW resident in the city of Fortaleza, CearÃ. A cross-sectional study using Respondent Driven Sampling (RDS) was conducted with 402 sex workers residing for at least three months in Fortaleza, 18 years of age or older and reporting having had sexual intercourse in exchange for money during the 4 previous months, was conducted from September to November 2010. Respondent Driven Sampling Analysis Tool version 6.0 and STATA version 11.0 were used. Non-ordinal multinomial logistic regression was conducted, with the outcome variable chosen was having been tested for HIV with <12 months. The variable "have tested" was tested with variables significant at p<0.20 in the multinomial analysis. The final model included the variables significant at p <0.05. The chance of FSWs to test longer than 12 months ago increased for older SWs (25-39), (OR = 2.57; 95% CI = 1, .09-6,02), lower social class (OR = 2.71; 95% CI = 1,38- 5,30), separate / divorced or widowed women (OR = 4.27; 95% CI = 1.24 to 7, 51), living exclusively on prostitution (OR = 2.52; 95% CI = 1.21 to 5.27), not working in streets and squares (OR = 2.17; 95% CI = 1.03 to 4.58), having &#8804;1 client on the last day of work (OR = 6.81; 95% CI = 2.47 to 18.74), for those who said that the test should be mandatory for all people (OR = 2.30; 95% CI = 1.15 to 4.6) and those with knowledge about the transmission of HIV (OR = 3.95; 95% CI = 1.90 -8.24). The chance of FSWs not testing increased for those who have not worked as SWs outside of Fortaleza (OR = 2.15; 95% CI = 1.83 to 9.97) for those who had &#8804;1 client on the last day of work (OR = 6.64; 95% CI = 2.23 to 19.8), for those claiming to have moderate / high chance of becoming infected with HIV (OR = 2.18; 95% CI = 1.04 4.53), for those who said that the test should be mandatory for all people (OR = 2.43; 95% CI = 1.22 to 4.85), and for those unaware of the sites of free testing (OR = 4.41; 95% CI = 2,01- 9,69). The FSWs accessed in the study demonstrate high HIV prevalence, exposure to numerous risk factors, and that do not get tested for HIV with appropriate frequency. Health Policies need to be more effective in meeting the occupational demands of FSWs to be able to reduce their individual, social and programmatic vulnerabilities.
15

O espÃrito do doutor palhaÃo: palhaÃoterapia e produÃÃo de saber em espiritualidade e humanizaÃÃo em saÃde / The spirit of doctor clown: clowntherapy and knowledge production in spirituality and health humanization

Allan Denizard Mota Marinho 26 August 2015 (has links)
A PolÃtica Nacional de HumanizaÃÃo da assistÃncia à saÃde vem, desde sua formulaÃÃo em 2003, sendo alvo de intensos debates sobre a sua encarnaÃÃo no cotidiano dos serviÃos. O Projeto Y de Riso, Sorriso e SaÃde, grupo de palhaÃoterapia da Universidade Federal do Cearà tem se dedicado ao exercÃcio de uma interaÃÃo mais humanizada com o sujeito em situaÃÃo de internaÃÃo hospitalar hà dez anos. A espiritualidade, com as noÃÃes de sua ordem, revela-se na prÃxis destes sujeitos para alÃm das filosofias do diÃlogo. Esta pesquisa, entÃo, assumiu como objetivo geral compreender a produÃÃo de saber em espiritualidade e humanizaÃÃo da assistÃncia deste grupo, buscando revelar a qualidade e a intensidade das relaÃÃes produzidas por essa arte no contexto hospitalar. A metodologia utilizada foi a da pesquisa-colaborativa, segundo Ibiapina (2008), triangulada com a descriÃÃo densa da etnografia, elementos de biografizaÃÃo, entrevistas reflexivas e a utilizaÃÃo de bricolagens, como sugere o prÃprio mÃtodo visando enriquecimento da abordagem, que permitiram uma melhor manifestaÃÃo dos participantes. O autor empreendeu observaÃÃo-participante, convivendo com o grupo em reuniÃes e visitas de palhaÃo. A anÃlise das falas, gravadas e transcritas, bem como do material escrito sobre as experiÃncias revelou categorias que surgiram do entrechoque da vida dos graduandos com a vivÃncia do doutor palhaÃo: o autoconhecimento incitado pela mÃscara do palhaÃo, a crianÃa em si e o outro crianÃa, o monstro-palhaÃo e o mÃdico-monstro. O diÃlogo com diversos autores findou por concluir o quanto a atividade risÃvel em prol do melhoramento do prÃximo doente enriquece a cosmovisÃo do aprendiz da saÃde, conduzindo-o da ciÃncia das doenÃas à arte do cuidado, segundo categorias, principalmente, do neoespiritualismo bergsoniano. A presenÃa ubÃqua da espiritualidade nesse trabalho exemplifica como esse tema pode ser vivenciado nas vÃrias prÃticas de cuidado, colaborando com a humanizaÃÃo da assistÃncia, apontando novos diÃlogos que engrandeÃam a polÃtica que rege essa Ãrea. / The National Health Humanization Policy, since its creation in 2003, has been the target of intensive debates over its implementation in the routine of healthcare services. The Projeto Y de Riso, Sorriso e SaÃde is a clowntherapy group of the Universidade Federal do Cearà that has been working for the past ten years towards the practice of a more humanized interaction with the hospitalized patient. The spirituality, with the notions of its field, is revealed in the praxis of these subjects beyond the philosophies of dialogue. This research, then, assumed, as its main objective, to comprehend the knowledge production in spirituality and humanization of assistance, trying to reveal the quality and the intensity of the relationships produced by this art in the hospital context. The methodology utilized was the collaborative-research, according to Ibiapina (2008), triangulated with the dense description of ethnography, elements of biografization, reflexive interviews and the utilization of bricolages â as this method suggests to do so to enrich the approach â that allowed a better manifestation of the participants. The author made a participant-observation, been present at the groupâs reunions and living the clownâs visit at the hospital. The analysis of the speech recorded and transcripted, as well as the written material about the experiences of the group revealed categories that emerged from the meeting between the life of the under graduation students and the experience with the doctor clown: the self-knowledge stimulated by the clownâs mask, the child within and the other child, the monster-clown and monster-doctor. The dialogue with several authors, mainly with Henri Bergson and his neospiritualism, concluded how much the laughter activity for the improvement of the ill people enrich the cosmovision of the health apprentice, guiding him from the science of disease to the art of care. The ubiquitous presence of spirituality in this work exemplifies how this theme can be experienced at the various care practices with the humanization of assistance, pointing new dialogues that aggrandize the policy that governs this area.
16

PrevalÃncia de tuberculose infecÃÃo entre profissionais que trabalham em hospital municipal de emergÃncia em Fortaleza-Cearà / Prevalence of tuberculosis infection among professionals working in emergency municipal hospital in Fortaleza-Ceara

Helaine Cristina Alves Vasconcelos 19 June 2015 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeÃoamento de Pessoal de NÃvel Superior / Os profissionais que prestam cuidados assistenciais em saÃde constituem populaÃÃo de risco para tuberculose (TB) infecÃÃo. O teste tuberculÃnico (TT) desempenha um importante papel no controle epidemiolÃgico da doenÃa, identificando indivÃduos com maior risco de desenvolvÃ-la. Estudo transversal que objetivou investigar a ocorrÃncia de TB infecÃÃo entre profissionais que trabalhavam no Instituto Doutor Josà Frota (IJF) entre os meses de outubro e dezembro de 2014 e o nÃvel de conhecimento que apresentavam sobre tuberculose. Os setores da instituiÃÃo hospitalar classificados pelo serviÃo de medicina do trabalho quanto à presenÃa ou ausÃncia do risco biolÃgico foram agrupados quanto à presenÃa ou ausÃncia do risco de exposiÃÃo profissional a M. tuberculosis e logo apÃs, sorteados aleatoriamente dentre de cada grupo de risco. Aplicou-se um questionÃrio semi-estruturado e o TT. Foram avaliados 220 profissionais, sendo 151 (68,6%) de setores assistenciais e 69 (31,4%) de administrativos. Houve predominÃncia do sexo feminino (80,9%), com mediana de idade de 45 anos, moravam na capital (54,1%), com familiares (90,5%), possuÃam cÃnjuge (72,7%), nÃvel de escolaridade mÃdio (46,9%) e que nunca fumaram (77,7%) ou ingeriram bebidas alcoÃlicas (56,8%). A prevalÃncia de infecÃÃo por TB, foi de 47,3% e a presenÃa do efeito booster foi identificada em 8% dos profissionais de saÃde que trabalhavam em setores de risco, sendo 3 (1,4%) enfermeiras, 3 (1,4%) tÃcnicas de enfermagem e 1 (0,5%) psicÃloga. Os setores classificados como risco de exposiÃÃo profissional a M. tuberculosis, onde foi localizada a maior quantidade de profissionais com resultados positivos foram Centro CirÃrgico (n=18; 8,2%), EmergÃncia (n=12; 5,5%) e Traumatologia (n=11; 5%). Jà dentre aqueles classificados como sem risco, foram encontrados profissionais com teste positivo na Biblioteca e AuditÃrios (n=3; 1,4%), seguido por Almoxarifado Central, Procuradoria JurÃdica e NÃcleo de Pessoal, onde cada setor apresentou dois indivÃduos, totalizando seis. A Ãrea de enfermagem foi a de maior positividade: 28 (12,7%) tÃcnicos de enfermagem, 23 (10,4%) auxiliares de enfermagem e 8 (3,6%) enfermeiras, obtiveram diÃmetros de teste que variaram entre 10mm e 25mm. A presenÃa de TB infecÃÃo esteve estatisticamente associada com a escolaridade (p=0,017), renda individual (p=0,028) e nÃvel da categoria profissional (p=0,028). A avaliaÃÃo do conhecimento sobre TB revelou que somente 3,2% dos profissionais que trabalhavam na EmergÃncia possuÃam conhecimento suficiente sobre o assunto. Os tÃpicos onde houve o maior nÃmero de acertos foram os que abordavam sobre caracterÃsticas gerais da infecÃÃo e transmissÃo por TB. Pode-se concluir que a prevalÃncia de infecÃÃo por TB nos profissionais que trabalhavam no IJF foi considerada alta e o conhecimento que os mesmos tÃm sobre tuberculose mostrou-se insatisfatÃrio / Professionals who provide health care assistance are a risk population for tuberculosis (TB) infection. The tuberculin skin test (TST) plays an important role in the epidemiological control of the disease by identifying individuals at higher risk of developing it. Cross-sectional study investigated the occurrence of TB infection among professionals working in Institute Dr. Josà Frota (IJF) between the months of October and December 2014 and the level of knowledge that they had about tuberculosis. Sectors of the hospital classified by the occupational health service for the presence or absence of biological risk were grouped for the presence or absence of risk of occupational exposure to M. tuberculosis and soon after, randomly selected from each risk group. Applied a semi-structured questionnaire and the TST. We evaluated 220 professionals, of whom 151 (68.6%) of health care sectors and 69 (31.4%) of administrative area. There was a predominance of female professionals (80.9%) of the median age of 45 years old, who live in the capital (54.1%), with family (90.5%), who have a spouse (72.7%), of average education level (46.9%) and who have never smoked (77.7%) or ingested alcoholic beverages (56.8%). The prevalence of TB infection, evaluated on two occasions, was 47.3% and the presence of the booster effect was identified in 8% of health professionals working in hazardous sectors, among them 3 (1.4%) were nurses, 3 (1.4%) were nursing technician and 1 (0.5%) was a psychologist. The sectors classified as at the highest risk of occupational exposure by M. tuberculosis were the ones with the biggest number of positive results and they were the following the Surgery Center (n = 18; 8.2%), the Emergency (n = 12; 5.5%) and the Traumatology (n = 11; 5%). Among those sectors which were classified as without risk, like the Library and Auditorium (n = 3, 1.4%), the professional testing was positive. The same happened to the testing in the Central Warehouse, Legal Advice and Personnel Services. All these sectors accounted for 2 infected individuals in each. The nursing area was the most affected by positive values: 28 (12.7%) were the nursing technicians, 23 (10.4%) the nursing assistants and 8 (3.6%) nurses. Their test diameters varied from 10mm to 25mm. The analysis of the sociodemographic factors showed that presence of TB infection was significantly associated with schooling (p = 0.017), individual income (p = 0.028) and level of the professional category (p = 0.028). The evaluation of knowledge about TB, revealed that only 7 (3.2%) professionals, working in the Emergency have enough knowledge about it. The topics having the greatest number of right answers was the one addressed on general characteristics of TB infection and transmission. It can be concluded that the prevalence of TB infection in the professionals working in the IJF was considered high and the knowledge that they have about tuberculosis was found to be unsatisfactory
17

Ecologia de saberes na tessitura de um pensamento em saÃde no sertÃo: do conhecimento regulaÃÃo Ãs prÃticas emancipatÃrias na estratÃgia saÃde da famÃlia / Knowledge of ecology in the fabric of a health thinking in the backcountry: Knowledge regulation to emancipatory practices in family health strategy

Vanira Matos Pessoa 31 August 2015 (has links)
Aborda a saÃde humana como direito à vida e a polÃtica social como resultante da luta polÃtica da sociedade ante o Estado com vistas a reduzir iniquidades em saÃde. Apresenta a ciÃncia e o trabalho na saÃde coletiva, enfocando a relaÃÃo com o sistema pÃblico de saÃde, especialmente na estratÃgia saÃde da famÃlia (ESF) com base numa contra epistemologia â a ecologia de saberes. Objetiva sistematizar a construÃÃo de uma compreensÃo de saÃde humana e de necessidades de saÃde, ancorada nas experiÃncias nos serviÃos de saÃde, no ensino e na pesquisa, em diÃlogo com a complexidade e a ecologia de saberes, considerando o contexto do sertÃo semiÃrido, com vistas Ãs prÃticas/conhecimentos emancipatÃrios na ESF. A pesquisa foi constituÃda adotando-se: o ensaio narrativo ou autobiogrÃfico, que apresenta um conhecimento experiencial; a filiaÃÃo a uma epistemologia e a uma metodologia, que articula a pluralidade de conhecimentos para alÃm do cientÃfico, que à a ecologia de saberes; a interpretaÃÃo crÃtica do modelo de atenÃÃo ESF em articulaÃÃo com a dimensÃo territorial rural do campo/sertÃo do semiÃrido cearense. Elabora um conhecimento/saber utilizando mÃltiplos conhecimentos, saberes e linguagens, tais, como: a mÃsica, a poesia, a literatura, a fotografia e a pintura, que se integram ao conhecimento formal, tÃcnico, cientÃfico, polÃtico e constitui a identidade e a expressÃo de um Ser humano (pessoa-sertaneja-profissional da saÃde-pesquisadora) e de suas prÃticas de cuidado em saÃde. Defende que processos geradores de saÃde, para alÃm dos processos intervenientes na saÃde, instituÃdo pelo Estado, por meio dos serviÃos de saÃde, sÃo produzidos numa interaÃÃo com a sociedade no contexto histÃrico, polÃtico, social, cultural e econÃmico. Explicita que o trabalho na ESF requer criatividade, autonomia e a participaÃÃo como eixos centrais para fortalecer uma visÃo de saÃde e de prÃticas de saÃde, que integra o indivÃduo-famÃlia-comunidade com o profissional da saÃde-equipe-territÃrio. Afirma, portanto, que a concretizaÃÃo da ESF como modelo de atenÃÃo à saÃde requer o reconhecimento: do processo de vulnerabilizaÃÃo socioambiental; do territÃrio; da promoÃÃo da saÃde; e da intersetorialidade como essenciais para responder as necessidades de saÃde e implantar o cuidado em saÃde a indivÃduos, famÃlias, comunidades, territÃrio. Concebe a necessidade de uma contra epistemologia para gestar conhecimentos/prÃticas emancipatÃrias na saÃde articulando a pesquisa-comunidade-serviÃo-ensino. Sugere que o cuidado em saÃde de cidadÃos sÃos ou doentes na ESF requer a tecer um novo conhecimento: interconhecimento, ou o conhecimento emancipatÃrio em saÃde. PropÃe a ecologia de saberes como uma epistemologia para entretecer o interconhecimento, maturado no chÃo firme da experiÃncia, articulado a cultura e a identidade, com vistas a construir uma ponte para transitar para um momento novo, que reÃne a ciÃncia, a polÃtica e a tÃcnica em prol da superaÃÃo do modelo hegemÃnico na saÃde nos territÃrios/comunidades/famÃlias. / Aborda a saÃde humana como direito à vida e a polÃtica social como resultante da luta polÃtica da sociedade ante o Estado com vistas a reduzir iniquidades em saÃde. Apresenta a ciÃncia e o trabalho na saÃde coletiva, enfocando a relaÃÃo com o sistema pÃblico de saÃde, especialmente na estratÃgia saÃde da famÃlia (ESF) com base numa contra epistemologia â a ecologia de saberes. Objetiva sistematizar a construÃÃo de uma compreensÃo de saÃde humana e de necessidades de saÃde, ancorada nas experiÃncias nos serviÃos de saÃde, no ensino e na pesquisa, em diÃlogo com a complexidade e a ecologia de saberes, considerando o contexto do sertÃo semiÃrido, com vistas Ãs prÃticas/conhecimentos emancipatÃrios na ESF. A pesquisa foi constituÃda adotando-se: o ensaio narrativo ou autobiogrÃfico, que apresenta um conhecimento experiencial; a filiaÃÃo a uma epistemologia e a uma metodologia, que articula a pluralidade de conhecimentos para alÃm do cientÃfico, que à a ecologia de saberes; a interpretaÃÃo crÃtica do modelo de atenÃÃo ESF em articulaÃÃo com a dimensÃo territorial rural do campo/sertÃo do semiÃrido cearense. Elabora um conhecimento/saber utilizando mÃltiplos conhecimentos, saberes e linguagens, tais, como: a mÃsica, a poesia, a literatura, a fotografia e a pintura, que se integram ao conhecimento formal, tÃcnico, cientÃfico, polÃtico e constitui a identidade e a expressÃo de um Ser humano (pessoa-sertaneja-profissional da saÃde-pesquisadora) e de suas prÃticas de cuidado em saÃde. Defende que processos geradores de saÃde, para alÃm dos processos intervenientes na saÃde, instituÃdo pelo Estado, por meio dos serviÃos de saÃde, sÃo produzidos numa interaÃÃo com a sociedade no contexto histÃrico, polÃtico, social, cultural e econÃmico. Explicita que o trabalho na ESF requer criatividade, autonomia e a participaÃÃo como eixos centrais para fortalecer uma visÃo de saÃde e de prÃticas de saÃde, que integra o indivÃduo-famÃlia-comunidade com o profissional da saÃde-equipe-territÃrio. Afirma, portanto, que a concretizaÃÃo da ESF como modelo de atenÃÃo à saÃde requer o reconhecimento: do processo de vulnerabilizaÃÃo socioambiental; do territÃrio; da promoÃÃo da saÃde; e da intersetorialidade como essenciais para responder as necessidades de saÃde e implantar o cuidado em saÃde a indivÃduos, famÃlias, comunidades, territÃrio. Concebe a necessidade de uma contra epistemologia para gestar conhecimentos/prÃticas emancipatÃrias na saÃde articulando a pesquisa-comunidade-serviÃo-ensino. Sugere que o cuidado em saÃde de cidadÃos sÃos ou doentes na ESF requer a tecer um novo conhecimento: interconhecimento, ou o conhecimento emancipatÃrio em saÃde. PropÃe a ecologia de saberes como uma epistemologia para entretecer o interconhecimento, maturado no chÃo firme da experiÃncia, articulado a cultura e a identidade, com vistas a construir uma ponte para transitar para um momento novo, que reÃne a ciÃncia, a polÃtica e a tÃcnica em prol da superaÃÃo do modelo hegemÃnico na saÃde nos territÃrios/comunidades/famÃlias. Palavras â chave: EstratÃgia SaÃde da FamÃlia. DeterminaÃÃo de Necessidades de Cuidados de SaÃde. AtenÃÃo PrimÃria à SaÃde. SaÃde Rural. Metodologia. ABSTRACT Addresses human health and right to life and social policy as a result of the political struggle of society against the state in order to reduce health inequities. It presents science and work in public health, focusing on the relationship with the public health system, especially in the family health strategy (FHS) on the basis against epistemology - the knowledge of ecology. Aims to systematize the construction of an understanding of human health and health needs, anchored in the experiences in health care, teaching and research, in dialogue with the complexity and the ecology of knowledge, considering the interior of semi-arid environment, with a view practices / emancipatory knowledge in the FHS. The research was made by adopting: the narrative or autobiographical essay that presents an experiential knowledge; membership in an epistemology and a methodology that articulates the plurality of knowledge beyond the science, which is the knowledge of ecology; the critical interpretation of the FHS care model in conjunction with the rural territorial dimension of field / backwoods of Cearà semiarid region. Prepare a knowledge / know using multiple skills, knowledge and languages, such as: music, poetry, literature, photography and painting, that integrate with formal knowledge, technical, scientific, political and constitutes the identity and expression of a human being (person-hinterland-professional health-researcher) and their health care practices. Argues that health generating processes, in addition to the processes involved in health, established by the State, by means of health services, are produced in interaction with society in historical context, political, social, cultural and economic. Spells that work in the FHS requires creativity, autonomy and participation as central pillars for strengthening a vision of health and health practices, integrating the individual-family-community with health care-team-territory. States, therefore, that the implementation of the FHS as health care model requires recognition: the environmental vulnerabilization process; planning; health promotion; and intersectoral approach as essential to meet the health needs and deploy health care to individuals, families, communities, territory. Sees the need for a counter epistemology to gestate knowledge / emancipatory practices in health articulating the research-community-service-education. Suggests that the health care of healthy people or patients in the FHS requires to weave a new acquaintance: interconhecimento, or emancipatory knowledge in health. Proposes the ecology of knowledge as epistemology to weave the interconhecimento, matured in the solid ground of experience, articulate culture and identity, in order to build a bridge to transition to a new time, which brings together science, policy and technical for the sake of overcoming the hegemonic model in health in the territories / communities / families.
18

O imaginÃrio acerca da instalaÃÃo da mineraÃÃo de urÃnio em Santa QuitÃria, Cearà - Estudo sobre a relaÃÃo do sertanejo com a terra / The Imaginary about installation of uranium mining Santa QuitÃria, Cearà - Study on the relationship with sertanejo and earth.

Manoela Cavalcanti Frota 30 August 2014 (has links)
O movimento da relaÃÃo terra e humano em suas tensÃes me despertou para a escrita deste projeto de pesquisa onde me proponho a refletir sobre o imaginÃrio que os moradores de Morrinhos e os participantes da I Jornada Antinuclear do CearÃ, que aconteceu em Santa QuitÃria, constroem acerca da mineraÃÃo de urÃnio, ainda em processo de instalaÃÃo, e, focalizando, nesse contexto, o estudo das relaÃÃes do sertanejo com a terra, na constituiÃÃo do territÃrio. AtravÃs da etnopesquisa crÃtica me apresento no territÃrio com o intuito de vivenciar o cotidiano do lugar, com o olhar refinado para o que constitui a relaÃÃo do homem com a terra tambÃm faÃo-me parte do lugar. De acordo com Macedo (2004) âdistender o tecido da consciÃncia e do mundoâ, fazendo aparecer fios complexos, no campo onde se observa as pessoas in situ. Assim, convivendo com elas e observando seu cotidiano, engendra-se âo estudo in vivoâ de como se dinamizam construÃÃes humanas e cotidianas nos enfrentamentos das realidades, em um âregistro da vida ao vivoâ. A partir da vivÃncia com as pessoas do Assentamento Morrinhos no ano 2013, pude observar que o imaginÃrio do processo de instalaÃÃo da mineraÃÃo de urÃnio alimentado pelas discussÃes na I Jornada Antinuclear do Cearà â O presente que temos em CaetitÃ/Ba, o futuro que queremos em Santa QuitÃria/Ce, momento em que pessoas que convivem com a mineraÃÃo de urÃnio em Caetità contaram suas experiÃncias, mexeu na relaÃÃo que estes tem com a terra. Antes, o lugar de afeto onde sente-se prazer e tambÃm dificuldades devido aos longos perÃodos de seca, no entanto, com as intempÃries aprende-se a conviver. Com a possibilidade de minerar-se urÃnio surge a ameaÃa de viver em uma terra contaminada, onde plantar, criar animais ou qualquer atividade que lide com a terra representa risco à saÃde. O sertanejo resiste, defende a sua terra, o seu modo de vida, defende e luta por ele e o povo que compÃe parte do que ele Ã. Estudar a relaÃÃo do homem com a terra e como essa relaÃÃo à permeada pelo imaginÃrio da mineraÃÃo de urÃnio nos permite revelar um saber de vida caracterÃstico do modo de vida no campo em movimento ao fazer nascer um processo de resistÃncia que existe no que se à em relaÃÃo com o meio. Os sentimentos de integralidade e uniÃo que se mostram na comunidade para defender nÃo sà a terra, mas, tambÃm o que se Ã.
19

Qualidade dos serviÃos e satisfaÃÃo dos usuÃrios(as): explorando experiÃncias no espaÃo da atenÃÃo bÃsica no municÃpio de Fortaleza/Cearà / Quality of services and user satisfaction (as): exploring experiences in the space of primary care in the city of Fortaleza, CearÃ

Carlos Andrà Moura Arruda 30 April 2009 (has links)
FundaÃÃo de Amparo à Pesquisa do Estado do Cearà / Inscreve-se no campo da investigaÃÃo acerca da qualidade dos serviÃos e programas de saÃde, tendo como foco a satisfaÃÃo do usuÃrio, concebida como componente da avaliaÃÃo da qualidade e, em si, resultado da assistÃncia à saÃde. Tendo em vista a natureza do objeto de estudo, a abordagem adotada foi a qualitativa e as dimensÃes analÃticas demarcadas referem-se à integralidade e à humanizaÃÃo do cuidado em saÃde. Trata-se de um estudo que objetivou compreender a satisfaÃÃo dos usuÃrios da AtenÃÃo BÃsica do MunicÃpio de Fortaleza/CE acerca da qualidade da assistÃncia à saÃde relacionada Ãs dimensÃes integralidade e humanizaÃÃo no cuidado. O estudo foi realizado no MunicÃpio de Fortaleza, CearÃ, o qual possui 88 Centros de SaÃde da FamÃlia (CSF), distribuÃdos pelas seis secretarias regionais em que se divide o referido MunicÃpio. Pretendeu-se contemplar as distintas regionais, haja vista representarem contextos distintos de implantaÃÃo, bem como espaÃos sociais diferenciados. Em cada Centro investigado, se selecionaram usuÃrios com base em critÃrios que possibilitassem acÃmulo subjetivo relativo ao objeto de estudo. A amostra foi, portanto, do tipo teÃrico, sendo seu tamanho definido com base no principio de saturaÃÃo teÃrica. Dessa forma, contou-se com 43 usuÃrios para a realizaÃÃo das entrevistas. Consoante a estratÃgia de triangulaÃÃo metodolÃgica, se conjugaram distintas tÃcnicas, sendo as principais as entrevistas nÃo diretivas e observaÃÃo sistemÃtica. As entrevistas foram realizadas nos domicÃlios dos usuÃrios e, depois de transcritas, o material discursivo foi processado e submetido à anÃlise interpretativa com base no referencial hermenÃutico. O material discursivo possibilitou a constituiÃÃo da rede interpretativa, sendo esta subdividida em trÃs eixos analÃticos (temas): A) experiÃncias de satisfaÃÃo dos usuÃrios; B) experiÃncias de insatisfaÃÃo; e C) a qualidade dos serviÃos na Ãptica do usuÃrio. Dentre os resultados, destacam-se: a satisfaÃÃo referente à expansÃo da cobertura dos serviÃos, resultando na melhoria do acesso e estrutura, ainda que persistam problemas estruturais. Os usuÃrios, contudo, demonstraram insatisfaÃÃo no tocante à falta de especialistas, barreiras de acesso a especialidades e de integraÃÃo entre unidades e demora na entrega de exames especializados. A relaÃÃo com as unidades e com os profissionais à um aspecto que transita entre a satisfaÃÃo e a insatisfaÃÃo, polarizando-se entre o acolhimento e a escuta, mas revelando experiÃncias de falta de privacidade, barreiras de comunicaÃÃo e desatenÃÃo Ãs demandas. Com efeito, os usuÃrios sugerem melhorias no tocante à organizaÃÃo dos serviÃos de saÃde (fluxos de informaÃÃes e atendimentos, integralidade, mudanÃas de horÃrios das marcaÃÃes de consultas), no relacionamento profissional da saÃde/usuÃrio (comunicaÃÃo e humanizaÃÃo em saÃde). Em sÃntese, fica evidente que os usuÃrios se acham satisfeitos em alguns momentos com a assistÃncia que lhes à dispensada, muito embora, tenham vivenciado experiÃncias que se contrapÃem a esta satisfaÃÃo. Esta investigaÃÃo reafirma, ainda, a importÃncia de aferir a satisfaÃÃo dos usuÃrios como meio de aportar informaÃÃes sobre mediaÃÃes simbÃlicas envolvidas na produÃÃo do cuidado, ampliando, assim, a capacidade de tomada de decisÃo dos gestores, visando à formulaÃÃo e implantaÃÃo de polÃticas e programas voltados à consolidaÃÃo do SUS e comprometidos com o seu ideÃrio.
20

Do canto das nambus ao barulho do trem: transformaÃÃes no modo de vida e na saÃde na comunidade de bolso complexo industrial e portuÃrio do PecÃm-CE / CORNER OF THE NOISE OF TRAIN TINAMOUS: CHANGES IN THE WAY OF LIFE AND HEALTH OF THE COMUNITY IN THE POCKET AND PORT INDUSTRIAL COMPLEX PÃCEM-CE

Maria das GraÃas Viana Bezerra 23 August 2010 (has links)
Este estudo se insere no campo temÃtico do desenvolvimento econÃmico e a sua relaÃÃo com o trabalho, o ambiente e a saÃde. Pretendemos investigar sob a perspectiva da comunidade de Bolso no Complexo Industrial e PortuÃrio do PecÃm â CIPP, no CearÃ, as transformaÃÃes no territÃrio e as implicaÃÃes sobre o modo de vida e a saÃde dos habitantes do lugar no contexto da implantaÃÃo de empreendimentos do Programa de AceleraÃÃo do Crescimento â PAC. Para compreender a lÃgica desenvolvimentista predominante nos planos governamentais e os critÃrios locacionais para a implantaÃÃo desses empreendimentos, assim como as repercussÃes sobre a saÃde decorrentes do modelo de desenvolvimento adotado, utilizamos o referencial teÃrico de autores que discutem a reestruturaÃÃo produtiva, a interface entre a saÃde do trabalhador e saÃde ambiental, a justiÃa ambiental e a promoÃÃo da saÃde. Adotamos como estratÃgia metodolÃgica a investigaÃÃo qualitativa, realizando uma pesquisa participante, com anÃlise documental, reuniÃes e grupos focais. Os discursos dos sujeitos envolvidos no trabalho de campo foram utilizados como representaÃÃo de suas percepÃÃes acerca das transformaÃÃes ocorridas no territÃrio e as repercussÃes sobre a saÃde, a partir da utilizaÃÃo de fotografias produzidas por um grupo de pesquisa formado por sujeitos pesquisados. Observamos nos resultados que o uso e apropriaÃÃo do territÃrio pelos empreendedores se fundamentam na crenÃa no progresso e no desenvolvimento, contradizendo com o modo de viver, produzir e interagir com a natureza apresentada pela comunidade de Bolso que tenta resistir a essa intervenÃÃo apoiados pelas pastorais sociais e movimentos sociais. Consideramos que apesar das transformaÃÃes advindas com o modelo de desenvolvimento econÃmico proporcionarem profundas mudanÃas no modo de viver da comunidade, principalmente dos trabalhadores, hà um descompasso com o desenvolvimento de outras polÃticas pÃblicas destinadas a mitigar este processo, no que se refere à proteÃÃo ambiental desse territÃrio e a promoÃÃo da saÃde dessa populaÃÃo. / This study is included in the subject field of economic development and its relationship with the environment, work and health. The intention is to investigate under the perspective of the Bolso community in the harbour and industrial composite of Pecem â CIPP in CearÃ, the changes in territory and the implications on the way of life and health of the local people under the context of Federal Growth Plan â PAC. To understand the development logic that is preponderant in governmental plans and the locational criteria for the deployment of these ventures, as though the consequences over health caused by the adopted development model, it was used the theoretical framework of authors that research productive restructuring, the interface between worker health and environment health, the environment justice and the promotion of health. It was adopted as methodological strategy the qualitative research, performing a research, with documental analisis, reunions and focal groups. The speech of people involved in fieldwork was used as a representation of their perceptions on the changes that occured in the territory and the consequences over health, from the use of photos produced by a research group composed by the researched elements. It was observed in the results that the use and appropriation of the territory by the enterpreneurs are based in the belief in progress and development, conflicting with the way of life, product and interact with nature shown by the community of Bolso, that tries to resist to this iintervention supported by religious and social movements. In spite of the changes brought with the economical model cause deep changes in the way of living of community, especially of workers, there is a mismatch with the development of other public policies directed to mitigate this process, as though as environment protection and health promotion of population are concerned.

Page generated in 0.041 seconds