• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 118
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 124
  • 124
  • 75
  • 75
  • 43
  • 41
  • 39
  • 38
  • 35
  • 31
  • 31
  • 28
  • 21
  • 20
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação de um programa de terapia cognitivo comportamental para pacientes com esquizofrenia

Zimmer, Marilene January 2006 (has links)
Existem evidências de resultados positivos sobre a aplicação do Programa de Terapia Psicológica Integrada para Esquizofrenia (IPT) em diferentes centros de países como Alemanha, Suíça, Holanda, Espanha, Estados Unidos e Canadá, e ausência de estudos nesta área no Brasil. Diante das descobertas das pesquisas sobre novos fármacos para esquizofrenia, nos deparamos com a necessidade de encontrar técnicas adequadas que auxiliem na diminuição dos prejuízos causados pela doença no funcionamento social destes pacientes. Entretanto, diante da ausência de programas estruturados de reabilitação psicossocial surge a necessidade de medir efeitos dos programas de terapia utilizados, cuja solicitação por parte de pacientes e familiares tem aumentado gradativamente. Objetivos: O objetivo maior deste estudo é testar o efeito do IPT em pacientes esquizofrênicos em um centro no Sul do Brasil. Dentro do processo foram gerados objetivos específicos a partir da revisão da literatura e coleta de dados, que deram origem a 3 artigos: Artigo 1. Estudo naturalístico de 3 anos da utilização do IPT, Artigo 2. Determinar as variáveis do IPT associadas à percepção subjetiva dos pacientes esquizofrênicos tratados com esta técnica em três diferentes Centros no Sul do Brasil e Artigo 3. Avaliar a diferença de efeito sobre o funcionamento (cognitivo, social e familiar) e percepção de qualidade a qualidade de vida de pacientes esquizofrênicos submetidos a um ensaio clínico randomizado de uma intervenção de 12 sessões do Programa IPT comparado com tratamento usual. Métodos: O primeiro estudo teve um desenho naturalístico com avaliação retrospectiva, o segundo consistiu de análise qualitativa de conteúdo e o terceiro foi um ensaio clínico randomizado. Em todos os estudos os pacientes tinham diagnóstico de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, com idade entre 18 e 65 anos. O primeiro estudo foi realizado em uma instituição privada. O segundo, contou com participantes de três diferentes centros (Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional - ICARO/ Porto Alegre, Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/ Porto Alegre e Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão/ SC). E o terceiro estudo, foi realizado com pacientes do Programa de Esquizofrenia e Demências (Prodesq) do HCPA. Resultados: De forma abreviada, os resultados dos três estudos proporcionam evidências de efeito clínico positivo do IPT em pacientes esquizofrênicos do Sul do Brasil, sendo que o IPT foi aplicado em formato reduzido em 12 sessões. O artigo 1 teve como resultado a evidência de resposta positiva em favor dos pacientes esquizofrênicos comparados com transtorno de humor bipolar que participaram de um programa de reabilitação psicossocial de técnica cognitivocomportamental com base no IPT. O artigo 2 teve como resultado a percepção de adequação do IPT com sugestão de retirada das seguintes etapas: do subprograma de Diferenciação Cognitiva (sistemas conceituais verbais, hierarquias conceituais, sinônimos, antônimos, definição de palavras, cartões com palavras, palavras com diferente significado segundo o contexto) e do subprograma de Comunicação Verbal (repetição segundo o sentido de frases auto-formuladas, pergunta auto-formulada com resposta, o grupo entrevista um dos participantes e comunicação livre), com evidências obtidas a partir da análise qualitativa de conteúdo das verbalizações dos pacientes em grupos de discussão, específicos. E, por último, o artigo 3 apresenta resultados positivos do ensaio clínico randomizado em uma amostra de 56 pacientes com diagnóstico CID-10 de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, comparando resultados de funcionamento (social, familiar, cognitivo) e percepção de qualidade de vida em 20 pacientes com 12 sessões do programa IPT mais tratamento usual e 36 pacientes somente com tratamento usual. Os resultados evidenciaram uma melhora significativa no funcionamento cognitivo, social, relações familiares, adequação social e qualidade de vida em favor dos 20 pacientes nas 12 sessões do IPT quando comparados com 36 pacientes que receberam tratamento usual. Conclusões: O efeito médio encontrado nestes estudos parece corresponder aos achados encontrados em estudos de outros países (média de tamanho de efeito=0,8). De acordo com os resultados deste estudo foi possível verificar que uma intervenção de 12 semanas do IPT apresenta efeitos positivos nas áreas avaliadas, quando comparado a tratamento usual. Assim, com base nesses achados fica indicada a execução de estudos mais amplos, com maior tempo de segmento, com comparação com outras técnicas, além da necessidade de difusão desta técnica, através de treinamento de equipes da rede pública de saúde mental. / There is evidence for positive results on the employment of the Integrated Psychological Therapy Program (IPT) for schizophrenia from different areas of countries like Germany, Switzerland, the Netherlands, Spain, the United States, and Canada, as well as a noted absence of Brazil-performed studies in this area. After the discovery of research on new pharmaceuticals for schizophrenia treatments we are faced with the need of finding newer and more adequate techniques to help into the lessening of those disorder-caused handicaps and flaws on the social behavior of such patients that are affected by this illness. However, in the absence of standardized psychosocial rehabilitation programs, the need arises for effect measuring of those therapy programs that are currently being employed, for which the request by patients and their families has been progressively growing. GOALS: The main target for this study is that of testing the IPT effects upon schizophrenic patients in a large Southern Brazilian urban center. As part of the process specific objectives were generated, as following a literature survey and data collection, the three of which all originated scientific papers. Paper #1 -- A three-year-long naturalistic study on the employment of IPT; paper #2 -- A determination of IPT variables associated with subjective perception by schizophrenic patients treated by this technique in three different Southern Brazilian health centers; paper #3 -- An assessment on effect differences upon cognitive, social, and family functioning, as well as life quality perception among schizophrenic patients subjected to a randomized clinical experiment consisting of 12-session IPT-program intervention as compared to the usual treatment. METHODS: The first study underwent a retrospective-evaluation naturalistic design; the second, employed qualitative content analysis, all the while the third was a randomized clinical assay. In all the aforementioned studies, the patients had been diagnosed as schizophrenia or schizoaffective disorder, while their age brackets ranged between 18 and 65 years. The first study was performed in a private facility. The second spanned participants from three different health centers, to wit, the Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional [Qualification and Occupational Rehabilitation Institute] - ICARO - from Porto Alegre, Rio Grande do Sul state; the Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/Porto Alegre [the Porto Alegre Clinical Hospital Psychosocial Care Center] and the Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão [Tubarão Psychosocial Care Center] of Tubarão, Santa Catarina state. And the third study was conducted with patients from the HCPA's Programa de Esquizofrenia e Demências [Schizophrenia and Dementiae Program] (Prodesq). RESULTS: In a succinct way, results from these three studies afforded evidences of positive IPT clinical effect upon Southern Brazil schizophrenic patients, allowing for a 12-session of IPT application. Paper #1 resulted into evidencing a more positive response of schizophrenic patients as compared to those bearing bipolar humor disorder, as refers to those subjects who participated in a psychosocial rehabilitation program employing IPT-based cognitive-behavioral technique. Paper #2 resulted on a perception of the adequacy of this treatment, along with a suggestion for the withdrawal of the following steps: the Cognitive Differentiation Subprogram (conceptual verbal systems, conceptual hierarchies, synonyms, antonyms, word definition, word cards, sorting of words bearing different meanings according to their contexts) and the Verbal Communication Subprogram (self-formulated sentence repeating according to their meaning, self-directed questioning with pertinent replies, group interview of one of their participants, and free communication), according to evidence gleaned from qualitative analysis of specific patient verbalization contents within discussion groups. Finally, Paper #3 shows positive results for a randomized clinical experiment within a universe of 56 patients diagnosed as CID-10 Schizophrenia or Schizoaffective disorder, comparing their functioning (social, familiar, cognitive) results with their own perception of their life quality in a universe of 20 patients given IPT-program sessions plus the usual treatment as compared to a control group of 36 patients receiving only the usual standard treatment. CONCLUSION: The mean effect found in these studies seems to correspond with those findings reached to in other countries' studies (effect size average = 0.8). According to the studies' results it was rendered possible to verify that an IPT 12-week intervention affords positive effects upon the assessed areas as in comparison to the usual standard treatment. Therefore, grounded on these findings, the designing of further and broader studies is suggested, into which more segment time and the comparison to other techniques should be added as well as the need for wider diffusion of this technique is indicated, which could be accomplished by means of the training of Mental Health public network teams.
2

Avaliação de um programa de terapia cognitivo comportamental para pacientes com esquizofrenia

Zimmer, Marilene January 2006 (has links)
Existem evidências de resultados positivos sobre a aplicação do Programa de Terapia Psicológica Integrada para Esquizofrenia (IPT) em diferentes centros de países como Alemanha, Suíça, Holanda, Espanha, Estados Unidos e Canadá, e ausência de estudos nesta área no Brasil. Diante das descobertas das pesquisas sobre novos fármacos para esquizofrenia, nos deparamos com a necessidade de encontrar técnicas adequadas que auxiliem na diminuição dos prejuízos causados pela doença no funcionamento social destes pacientes. Entretanto, diante da ausência de programas estruturados de reabilitação psicossocial surge a necessidade de medir efeitos dos programas de terapia utilizados, cuja solicitação por parte de pacientes e familiares tem aumentado gradativamente. Objetivos: O objetivo maior deste estudo é testar o efeito do IPT em pacientes esquizofrênicos em um centro no Sul do Brasil. Dentro do processo foram gerados objetivos específicos a partir da revisão da literatura e coleta de dados, que deram origem a 3 artigos: Artigo 1. Estudo naturalístico de 3 anos da utilização do IPT, Artigo 2. Determinar as variáveis do IPT associadas à percepção subjetiva dos pacientes esquizofrênicos tratados com esta técnica em três diferentes Centros no Sul do Brasil e Artigo 3. Avaliar a diferença de efeito sobre o funcionamento (cognitivo, social e familiar) e percepção de qualidade a qualidade de vida de pacientes esquizofrênicos submetidos a um ensaio clínico randomizado de uma intervenção de 12 sessões do Programa IPT comparado com tratamento usual. Métodos: O primeiro estudo teve um desenho naturalístico com avaliação retrospectiva, o segundo consistiu de análise qualitativa de conteúdo e o terceiro foi um ensaio clínico randomizado. Em todos os estudos os pacientes tinham diagnóstico de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, com idade entre 18 e 65 anos. O primeiro estudo foi realizado em uma instituição privada. O segundo, contou com participantes de três diferentes centros (Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional - ICARO/ Porto Alegre, Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/ Porto Alegre e Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão/ SC). E o terceiro estudo, foi realizado com pacientes do Programa de Esquizofrenia e Demências (Prodesq) do HCPA. Resultados: De forma abreviada, os resultados dos três estudos proporcionam evidências de efeito clínico positivo do IPT em pacientes esquizofrênicos do Sul do Brasil, sendo que o IPT foi aplicado em formato reduzido em 12 sessões. O artigo 1 teve como resultado a evidência de resposta positiva em favor dos pacientes esquizofrênicos comparados com transtorno de humor bipolar que participaram de um programa de reabilitação psicossocial de técnica cognitivocomportamental com base no IPT. O artigo 2 teve como resultado a percepção de adequação do IPT com sugestão de retirada das seguintes etapas: do subprograma de Diferenciação Cognitiva (sistemas conceituais verbais, hierarquias conceituais, sinônimos, antônimos, definição de palavras, cartões com palavras, palavras com diferente significado segundo o contexto) e do subprograma de Comunicação Verbal (repetição segundo o sentido de frases auto-formuladas, pergunta auto-formulada com resposta, o grupo entrevista um dos participantes e comunicação livre), com evidências obtidas a partir da análise qualitativa de conteúdo das verbalizações dos pacientes em grupos de discussão, específicos. E, por último, o artigo 3 apresenta resultados positivos do ensaio clínico randomizado em uma amostra de 56 pacientes com diagnóstico CID-10 de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, comparando resultados de funcionamento (social, familiar, cognitivo) e percepção de qualidade de vida em 20 pacientes com 12 sessões do programa IPT mais tratamento usual e 36 pacientes somente com tratamento usual. Os resultados evidenciaram uma melhora significativa no funcionamento cognitivo, social, relações familiares, adequação social e qualidade de vida em favor dos 20 pacientes nas 12 sessões do IPT quando comparados com 36 pacientes que receberam tratamento usual. Conclusões: O efeito médio encontrado nestes estudos parece corresponder aos achados encontrados em estudos de outros países (média de tamanho de efeito=0,8). De acordo com os resultados deste estudo foi possível verificar que uma intervenção de 12 semanas do IPT apresenta efeitos positivos nas áreas avaliadas, quando comparado a tratamento usual. Assim, com base nesses achados fica indicada a execução de estudos mais amplos, com maior tempo de segmento, com comparação com outras técnicas, além da necessidade de difusão desta técnica, através de treinamento de equipes da rede pública de saúde mental. / There is evidence for positive results on the employment of the Integrated Psychological Therapy Program (IPT) for schizophrenia from different areas of countries like Germany, Switzerland, the Netherlands, Spain, the United States, and Canada, as well as a noted absence of Brazil-performed studies in this area. After the discovery of research on new pharmaceuticals for schizophrenia treatments we are faced with the need of finding newer and more adequate techniques to help into the lessening of those disorder-caused handicaps and flaws on the social behavior of such patients that are affected by this illness. However, in the absence of standardized psychosocial rehabilitation programs, the need arises for effect measuring of those therapy programs that are currently being employed, for which the request by patients and their families has been progressively growing. GOALS: The main target for this study is that of testing the IPT effects upon schizophrenic patients in a large Southern Brazilian urban center. As part of the process specific objectives were generated, as following a literature survey and data collection, the three of which all originated scientific papers. Paper #1 -- A three-year-long naturalistic study on the employment of IPT; paper #2 -- A determination of IPT variables associated with subjective perception by schizophrenic patients treated by this technique in three different Southern Brazilian health centers; paper #3 -- An assessment on effect differences upon cognitive, social, and family functioning, as well as life quality perception among schizophrenic patients subjected to a randomized clinical experiment consisting of 12-session IPT-program intervention as compared to the usual treatment. METHODS: The first study underwent a retrospective-evaluation naturalistic design; the second, employed qualitative content analysis, all the while the third was a randomized clinical assay. In all the aforementioned studies, the patients had been diagnosed as schizophrenia or schizoaffective disorder, while their age brackets ranged between 18 and 65 years. The first study was performed in a private facility. The second spanned participants from three different health centers, to wit, the Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional [Qualification and Occupational Rehabilitation Institute] - ICARO - from Porto Alegre, Rio Grande do Sul state; the Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/Porto Alegre [the Porto Alegre Clinical Hospital Psychosocial Care Center] and the Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão [Tubarão Psychosocial Care Center] of Tubarão, Santa Catarina state. And the third study was conducted with patients from the HCPA's Programa de Esquizofrenia e Demências [Schizophrenia and Dementiae Program] (Prodesq). RESULTS: In a succinct way, results from these three studies afforded evidences of positive IPT clinical effect upon Southern Brazil schizophrenic patients, allowing for a 12-session of IPT application. Paper #1 resulted into evidencing a more positive response of schizophrenic patients as compared to those bearing bipolar humor disorder, as refers to those subjects who participated in a psychosocial rehabilitation program employing IPT-based cognitive-behavioral technique. Paper #2 resulted on a perception of the adequacy of this treatment, along with a suggestion for the withdrawal of the following steps: the Cognitive Differentiation Subprogram (conceptual verbal systems, conceptual hierarchies, synonyms, antonyms, word definition, word cards, sorting of words bearing different meanings according to their contexts) and the Verbal Communication Subprogram (self-formulated sentence repeating according to their meaning, self-directed questioning with pertinent replies, group interview of one of their participants, and free communication), according to evidence gleaned from qualitative analysis of specific patient verbalization contents within discussion groups. Finally, Paper #3 shows positive results for a randomized clinical experiment within a universe of 56 patients diagnosed as CID-10 Schizophrenia or Schizoaffective disorder, comparing their functioning (social, familiar, cognitive) results with their own perception of their life quality in a universe of 20 patients given IPT-program sessions plus the usual treatment as compared to a control group of 36 patients receiving only the usual standard treatment. CONCLUSION: The mean effect found in these studies seems to correspond with those findings reached to in other countries' studies (effect size average = 0.8). According to the studies' results it was rendered possible to verify that an IPT 12-week intervention affords positive effects upon the assessed areas as in comparison to the usual standard treatment. Therefore, grounded on these findings, the designing of further and broader studies is suggested, into which more segment time and the comparison to other techniques should be added as well as the need for wider diffusion of this technique is indicated, which could be accomplished by means of the training of Mental Health public network teams.
3

Avaliação de um programa de terapia cognitivo comportamental para pacientes com esquizofrenia

Zimmer, Marilene January 2006 (has links)
Existem evidências de resultados positivos sobre a aplicação do Programa de Terapia Psicológica Integrada para Esquizofrenia (IPT) em diferentes centros de países como Alemanha, Suíça, Holanda, Espanha, Estados Unidos e Canadá, e ausência de estudos nesta área no Brasil. Diante das descobertas das pesquisas sobre novos fármacos para esquizofrenia, nos deparamos com a necessidade de encontrar técnicas adequadas que auxiliem na diminuição dos prejuízos causados pela doença no funcionamento social destes pacientes. Entretanto, diante da ausência de programas estruturados de reabilitação psicossocial surge a necessidade de medir efeitos dos programas de terapia utilizados, cuja solicitação por parte de pacientes e familiares tem aumentado gradativamente. Objetivos: O objetivo maior deste estudo é testar o efeito do IPT em pacientes esquizofrênicos em um centro no Sul do Brasil. Dentro do processo foram gerados objetivos específicos a partir da revisão da literatura e coleta de dados, que deram origem a 3 artigos: Artigo 1. Estudo naturalístico de 3 anos da utilização do IPT, Artigo 2. Determinar as variáveis do IPT associadas à percepção subjetiva dos pacientes esquizofrênicos tratados com esta técnica em três diferentes Centros no Sul do Brasil e Artigo 3. Avaliar a diferença de efeito sobre o funcionamento (cognitivo, social e familiar) e percepção de qualidade a qualidade de vida de pacientes esquizofrênicos submetidos a um ensaio clínico randomizado de uma intervenção de 12 sessões do Programa IPT comparado com tratamento usual. Métodos: O primeiro estudo teve um desenho naturalístico com avaliação retrospectiva, o segundo consistiu de análise qualitativa de conteúdo e o terceiro foi um ensaio clínico randomizado. Em todos os estudos os pacientes tinham diagnóstico de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, com idade entre 18 e 65 anos. O primeiro estudo foi realizado em uma instituição privada. O segundo, contou com participantes de três diferentes centros (Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional - ICARO/ Porto Alegre, Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/ Porto Alegre e Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão/ SC). E o terceiro estudo, foi realizado com pacientes do Programa de Esquizofrenia e Demências (Prodesq) do HCPA. Resultados: De forma abreviada, os resultados dos três estudos proporcionam evidências de efeito clínico positivo do IPT em pacientes esquizofrênicos do Sul do Brasil, sendo que o IPT foi aplicado em formato reduzido em 12 sessões. O artigo 1 teve como resultado a evidência de resposta positiva em favor dos pacientes esquizofrênicos comparados com transtorno de humor bipolar que participaram de um programa de reabilitação psicossocial de técnica cognitivocomportamental com base no IPT. O artigo 2 teve como resultado a percepção de adequação do IPT com sugestão de retirada das seguintes etapas: do subprograma de Diferenciação Cognitiva (sistemas conceituais verbais, hierarquias conceituais, sinônimos, antônimos, definição de palavras, cartões com palavras, palavras com diferente significado segundo o contexto) e do subprograma de Comunicação Verbal (repetição segundo o sentido de frases auto-formuladas, pergunta auto-formulada com resposta, o grupo entrevista um dos participantes e comunicação livre), com evidências obtidas a partir da análise qualitativa de conteúdo das verbalizações dos pacientes em grupos de discussão, específicos. E, por último, o artigo 3 apresenta resultados positivos do ensaio clínico randomizado em uma amostra de 56 pacientes com diagnóstico CID-10 de esquizofrenia ou transtorno esquizoafetivo, comparando resultados de funcionamento (social, familiar, cognitivo) e percepção de qualidade de vida em 20 pacientes com 12 sessões do programa IPT mais tratamento usual e 36 pacientes somente com tratamento usual. Os resultados evidenciaram uma melhora significativa no funcionamento cognitivo, social, relações familiares, adequação social e qualidade de vida em favor dos 20 pacientes nas 12 sessões do IPT quando comparados com 36 pacientes que receberam tratamento usual. Conclusões: O efeito médio encontrado nestes estudos parece corresponder aos achados encontrados em estudos de outros países (média de tamanho de efeito=0,8). De acordo com os resultados deste estudo foi possível verificar que uma intervenção de 12 semanas do IPT apresenta efeitos positivos nas áreas avaliadas, quando comparado a tratamento usual. Assim, com base nesses achados fica indicada a execução de estudos mais amplos, com maior tempo de segmento, com comparação com outras técnicas, além da necessidade de difusão desta técnica, através de treinamento de equipes da rede pública de saúde mental. / There is evidence for positive results on the employment of the Integrated Psychological Therapy Program (IPT) for schizophrenia from different areas of countries like Germany, Switzerland, the Netherlands, Spain, the United States, and Canada, as well as a noted absence of Brazil-performed studies in this area. After the discovery of research on new pharmaceuticals for schizophrenia treatments we are faced with the need of finding newer and more adequate techniques to help into the lessening of those disorder-caused handicaps and flaws on the social behavior of such patients that are affected by this illness. However, in the absence of standardized psychosocial rehabilitation programs, the need arises for effect measuring of those therapy programs that are currently being employed, for which the request by patients and their families has been progressively growing. GOALS: The main target for this study is that of testing the IPT effects upon schizophrenic patients in a large Southern Brazilian urban center. As part of the process specific objectives were generated, as following a literature survey and data collection, the three of which all originated scientific papers. Paper #1 -- A three-year-long naturalistic study on the employment of IPT; paper #2 -- A determination of IPT variables associated with subjective perception by schizophrenic patients treated by this technique in three different Southern Brazilian health centers; paper #3 -- An assessment on effect differences upon cognitive, social, and family functioning, as well as life quality perception among schizophrenic patients subjected to a randomized clinical experiment consisting of 12-session IPT-program intervention as compared to the usual treatment. METHODS: The first study underwent a retrospective-evaluation naturalistic design; the second, employed qualitative content analysis, all the while the third was a randomized clinical assay. In all the aforementioned studies, the patients had been diagnosed as schizophrenia or schizoaffective disorder, while their age brackets ranged between 18 and 65 years. The first study was performed in a private facility. The second spanned participants from three different health centers, to wit, the Instituto de Capacitação e Reorientação Ocupacional [Qualification and Occupational Rehabilitation Institute] - ICARO - from Porto Alegre, Rio Grande do Sul state; the Centro de Atenção Psicossocial do HCPA/Porto Alegre [the Porto Alegre Clinical Hospital Psychosocial Care Center] and the Centro de Atenção Psicossocial de Tubarão [Tubarão Psychosocial Care Center] of Tubarão, Santa Catarina state. And the third study was conducted with patients from the HCPA's Programa de Esquizofrenia e Demências [Schizophrenia and Dementiae Program] (Prodesq). RESULTS: In a succinct way, results from these three studies afforded evidences of positive IPT clinical effect upon Southern Brazil schizophrenic patients, allowing for a 12-session of IPT application. Paper #1 resulted into evidencing a more positive response of schizophrenic patients as compared to those bearing bipolar humor disorder, as refers to those subjects who participated in a psychosocial rehabilitation program employing IPT-based cognitive-behavioral technique. Paper #2 resulted on a perception of the adequacy of this treatment, along with a suggestion for the withdrawal of the following steps: the Cognitive Differentiation Subprogram (conceptual verbal systems, conceptual hierarchies, synonyms, antonyms, word definition, word cards, sorting of words bearing different meanings according to their contexts) and the Verbal Communication Subprogram (self-formulated sentence repeating according to their meaning, self-directed questioning with pertinent replies, group interview of one of their participants, and free communication), according to evidence gleaned from qualitative analysis of specific patient verbalization contents within discussion groups. Finally, Paper #3 shows positive results for a randomized clinical experiment within a universe of 56 patients diagnosed as CID-10 Schizophrenia or Schizoaffective disorder, comparing their functioning (social, familiar, cognitive) results with their own perception of their life quality in a universe of 20 patients given IPT-program sessions plus the usual treatment as compared to a control group of 36 patients receiving only the usual standard treatment. CONCLUSION: The mean effect found in these studies seems to correspond with those findings reached to in other countries' studies (effect size average = 0.8). According to the studies' results it was rendered possible to verify that an IPT 12-week intervention affords positive effects upon the assessed areas as in comparison to the usual standard treatment. Therefore, grounded on these findings, the designing of further and broader studies is suggested, into which more segment time and the comparison to other techniques should be added as well as the need for wider diffusion of this technique is indicated, which could be accomplished by means of the training of Mental Health public network teams.
4

Avaliação do Desempenho do Teste de Rastreio "Memory Impairment Screen" para Demência na Doença de Alzheimer

Petrillo, Sandra Lúcia January 2017 (has links)
Orientador: Adriana Polachini Valle / Resumo: Avaliar desempenho do teste de rastreio Memory Impairment Screen (MIS) para a triagem diagnóstica da Demência na Doença de Alzheimer (DDA). Casuística e método: Estudo de acurácia realizado no Ambulatório de Geriatria do Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp. Casuística de 126 pacientes idosos, sendo aplicado o teste de avaliação cognitiva MIS, utilizando-se como padrão ouro os critérios diagnósticos da DDA propostos por Frota. O valor diagnóstico foi analisado pelo cálculo da sensibilidade, especificidade, valores preditivos (positivo e negativo) e razão de verossimilhança positiva e negativa. A curva ROC foi traçada para contribuir na avaliação do desempenho do MIS no diagnóstico da DDA. Resultados: Foram avaliados 126 idosos com média de idade de 71,6 + 7,8 anos, maioria do sexo feminino (65,9%) e com 1 a 4 anos de estudo (40%). A presença do diagnóstico de Doença de Alzheimer foi observada em 18 (14,3%) dos idosos avaliados. O teste de rastreio cognitivo pelo MIS apresentou valor de sensibilidade de 72,2%, especificidade de 83,3%, valor preditivo positivo de 41,9% e negativo de 94,7% e razões de verossimilhanças positiva de 433 e negativa de 33,3. A área sob a curva ROC foi de 0,78 (IC 95%, 0,65-0,9). Conclusão: O presente estudo evidenciou a aplicabilidade do teste MIS e sua eficácia no diagnóstico das alterações cognitivas em pacientes idosos, com valores significativos de sensibilidade e especificidade; apresentou vantagens de ra... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Objective: To evaluate the performance of the Memory Impairment Screen (MIS) for the diagnostic screening of Dementia in Alzheimer's Disease (AD). Methods: Accuracy study performed at the Geriatrics Outpatient Clinic of the School Health Center of Botucatu Medical School - Unesp. A total of 126 elderly patients were enrolled, and the MIS cognitive evaluation test was applied, using the AD diagnostic criteria proposed by Frota as the gold standard. The diagnostic value was analyzed by the calculation of sensitivity, specificity, predictive values (positive and negative) and positive and negative likelihood ratio. The ROC curve was drawn to contribute to the evaluation of MIS performance in the diagnosis of AD. Results: A total of 126 elderly individuals with a mean age of 71.6 ± 7.8 years, most of them female (65.9%) and 1 to 4 years of education (40%) were evaluated. The presence of the diagnosis of Alzheimer's disease was observed in 18 (14.3%) of the elderly evaluated. The MIS cognitive screening test showed a sensitivity of 72.2%, specificity of 83.3%, positive predictive value of 41.9% and negative of 94.7% and likelihood ratio of 433 and negative of 33,3. The area under the ROC curve was 0,78 (95% CI, 0.65-0.9). Conclusion: The present study evidenced the applicability of the MIS test and its efficacy in the diagnosis of cognitive alterations in elderly patients, with significant values of sensitivity and specificity; Presented advantages of speed, easy applicability and... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
5

Exploración y análisis desde la teoría cognitiva a la sexualidad de pacientes adictos a cocaína

Chomalí Gallardo, Claudia January 2013 (has links)
Magister en Psicología Clínica de Adultos Mención Constructivismo Cognitivo / El objetivo de esta investigación fue explorar la sexualidad de pacientes adictos a cocaína principalmente a través de entrevistas en profundidad. Desde la psicología es el modelo cognitivo el que cuenta con mayor eficacia en el abordaje de las adicciones, por ello se realizó un rastreo cognitivo, indagando en la sexualidad previa, en las atribuciones que se le entregan a la cocaína antes de vivir la sexualidad bajo sus efectos, en los pensamientos que emergen durante el acto sexual bajo el efecto de la sustancia, y también la percepción de esta combinación estando en etapa de abstinencia. Los resultados destacan la importancia del abordaje de la sexualidad en el tratamiento de rehabilitación y más específicamente en la prevención de recaídas, debido a la importante asociabilidad encontrada, además de la mutación que experimenta la sexualidad incluso después que los pacientes han suspendido el consumo
6

Esquemas cognitivos e crenças mal-adaptativos da personalidade : elaboração de um instrumento de avaliação

Peres, Alexandre José de Souza January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008. / Submitted by Kelly Marques (pereira.kelly@gmail.com) on 2009-10-28T19:46:07Z No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreJoseSouzaPeres.pdf: 587507 bytes, checksum: 0e5ce28d41dc54149efa93b2ee8b8672 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2011-01-27T13:39:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreJoseSouzaPeres.pdf: 587507 bytes, checksum: 0e5ce28d41dc54149efa93b2ee8b8672 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-01-27T13:39:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreJoseSouzaPeres.pdf: 587507 bytes, checksum: 0e5ce28d41dc54149efa93b2ee8b8672 (MD5) Previous issue date: 2008 / A teoria cognitiva da psicopatologia postula que cada transtorno mental é caracterizado por um conjunto específico de esquemas mal-adaptativos. Este estudo levantou e testou a hipótese de que os esquemas idiossincráticos dos transtornos da personalidade também se distribuem em uma estrutura fatorial em amostras não-clínicas. Para tanto, foi construído um questionário de avaliação dos esquemas mal-adaptativos (QECP) teoricamente relacionados aos transtornos das personalidades dependente, obsessivo-compulsiva e histriônica. A estrutura fatorial encontrada se assemelha à teoria. Os índices de confiabilidade variaram entre 0,81 e 0,91. A análise de correlação de Pearson entre os componentes QECP e dos fatores do Inventário Fatorial da Personalidade, apresentaram evidências para validade convergente do questionário. Os resultados apontaram evidências de que os esquemas avaliados desempenham alguma função na personalidade dos indivíduos, independente de um diagnóstico de transtorno da personalidade. Novos estudos com amostras mais abrangentes e instrumentos que avaliem os esquemas relacionados a todos os transtornos da personalidade são necessários. Palavras-chave: personalidade; transtornos da personalidade; esquemas da personalidade; crenças da personalidade; terapia cognitiva. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The cognitive theory of psychopathology posits that each mental disorder is characterized by a specific set of maladaptive schemata. This study raised and tested the hypothesis that the personality disorders schemata can also be distributed in a factor structure in nonclinical samples. A questionnaire for assessing maladaptive schemata theoretically related to the dependent, obsessive-compulsive and histrionic personality disorders was elaborated. Component analysis supported the existence of tree hypothesized set of schemata, which were similar to the theory. Reliability indices ranged between 0.81 and 0.91. Analysis using Pearson correlations between QECP’s components and Inventário Fatorial da Personalidade (Personality Factorial Inventory) showed evidences of convergent validity of the questionnaire. Evidences that schemata assessed by QECP plays a role in the personality of subjects, regardless of a personality disorder diagnostic were found. Further studies with instruments that assess the schemata related to all of the personality disorders and more comprehensive samples and are necessary.
7

Mindfulness y ansiedad en estudiantes de una universidad privada de Lima Metropolitana

Garavito Badaracco, Pablo 12 July 2017 (has links)
El propósito del estudio fue analizar la relación entre el constructo de Mindfulness, y cada una de las facetas que lo componen, con el de ansiedad, tanto rasgo como estado. Para esto, se evaluó a una muestra de 102 estudiantes universitarios, cuyas edades oscilaron entre 16 y 21 años (M = 18.05, DE = 1.323). Para esto, se utilizó el Cuestionario de las Cinco Facetas del Mindfulness y el Idare. Como se esperaba, se obtuvieron correlaciones inversas entre el puntaje total de Mindfulness y la ansiedad, tanto rasgo como estado. En cuanto a la relación entre las facetas específicas del Mindfulness con la ansiedad tanto rasgo como estado, se encontró una relación inversa y significativa con todas las facetas, a excepción de la faceta Observar. Se pudo notar que las relaciones fueron más fuertes con la ansiedad rasgo que con la ansiedad estado, y que las facetas más relevantes, en este estudio al menos, parecen ser Actuar con Conciencia y Ausencia de Juicio. Se discutirán posibles explicaciones para los resultados obtenidos, así como también se comentarán limitaciones del estudio y propuestas para futuros estudios. / Tesis
8

Procedimento cognitivo-comportamental breve para reducao da ansiedade em realizar o exame de ressonancia magnetica / Cognitive-behavior procedure brief to reduce anxiety related to the magnetic resonance imaging exam

Escudero, Rosa Maria Pinto [UNIFESP] January 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:47:01Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007 / Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / O objetivo do presente estudo foi elaborar e avaliar um protocolo cognitivocomportamental de curta duração, para a redução da ansiedade em 52 adultos que iam se submeter a um exame de Ressonância Magnética, os quais foram distribuídos, em quatro grupos, sendo que três destes receberam intervenções específicas. O Grupo A recebeu (a) informações detalhadas sobre o procedimento + (b) reestruturação cognitiva + (c) instrução de relaxamento e respiração controlada. Grupo B recebeu (c) instrução de relaxamento e respiração controlada. O C recebeu (a) informações detalhadas sobre o procedimento + (b) reestruturação cognitiva. O Grupo Controle recebeu apenas as informações gerais sobre o procedimento. O Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE) foi aplicado para medir o grau de ansiedade dos participantes. Também foi realizada uma avaliação subjetiva do sentimento de nervosismo, de medo e da ansiedade, quantificado em uma escala de 0 a 10, antes e depois da intervenção. A intervenção recebida pelos participantes do Grupo A (a)+(b)+(c) mostrou-se mais efetiva, tendo reduzido significativamente a ansiedade na medida do inventário IDATE-Estado pós-intervenção, assim como experimentaram uma redução igualmente significativa do medo e do nervosismo em relação à escala no momento pós-intervenção quando comparado com o pré-intervenção. Quanto ao Grupo C (a)+(b), a intervenção favoreceu a redução significativa da ansiedade na medida do IDATE-Estado, no entanto, para as medidas da escala somente o nervosismo foi reduzido de forma significativa no momento pós-intervenção. De modo geral, a combinação das técnicas proposta pelo protocolo mostrou-se mais eficaz para o Grupo A, talvez por este ter abrangido os três níveis de respostas envolvidas na situação de ansiedade e medo do procedimento, a saber: o cognitivo, o autonômico e o comportamental. / BV UNIFESP: Teses e dissertações
9

Construção e análise psicométrica do questionário de distorções cognitivas, versão para adolescentes - (CD-Quest-T).

Souza, Cláudia Luísa Sena Gomes de 30 November 2016 (has links)
Submitted by ROBERTO PAULO CORREIA DE ARAÚJO (ppgorgsistem@ufba.br) on 2017-05-19T23:42:59Z No. of bitstreams: 1 Claudia Luísa Sena.pdf: 6683905 bytes, checksum: aad1fcc1b58ad61197aeae89415c9d44 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-19T23:42:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Claudia Luísa Sena.pdf: 6683905 bytes, checksum: aad1fcc1b58ad61197aeae89415c9d44 (MD5) / O CD-Quest (Questionário de Distorções Cognitivas) é um questionário que identifica equívocos lógicos ou distorções cognitivas e é utilizado como instrumento na Terapia Cognitivo-Processual (TCP). O objetivo deste estudo é construir e analisar as propriedades psicométricas do CD-Quest-T, versão para adolescentes em uma amostra de 299 estudantes entre 11 e 17 anos de escolas públicas e privadas em Salvador/BA. Na fase de construção, os itens foram reduzidos de 15 itens para 8 itens e a linguagem foi adaptada para essa faixa etária, a estrutura continuou idêntica a original, que passou pela avaliação de 5 juízes. Na avaliação das propriedades psicométricas do CD-Quest-T, o questionário foi divido para análise em uma escala total e duas subescalas de frequência e intensidade. A consistência interna na escala total foi de (α=0,77). Foi utilizado o SCARED-R (Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders- Revised) e CDI (Children's Depression Inventory) para avaliar a validade convergente, o que confirma a confiabilidade e fidedignidade do instrumento. Portanto, o CD-Quest-T apresenta propriedades psicométricas adequadas e satisfatórias
10

Análise psicométria do Questionário de Distorções Cognitivas (CD-Quest)

Carvalho, Camila Magalhães Seixas de 06 November 2014 (has links)
Submitted by ROBERTO PAULO CORREIA DE ARAÚJO (ppgorgsistem@ufba.br) on 2015-07-17T18:42:48Z No. of bitstreams: 1 CARVALHO, Camila Magalhães Seixas de.pdf: 2979567 bytes, checksum: 47b208333a983442e2de9e40cb84b6e6 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-07-17T18:42:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CARVALHO, Camila Magalhães Seixas de.pdf: 2979567 bytes, checksum: 47b208333a983442e2de9e40cb84b6e6 (MD5) / Este trabalho envolve a análise psicométrica do Questionário de Distorções Cognitivas (CD-Quest), cujo objetivo é verificar a frequência e a intensidade das distorções cognitivas, além do escore global. As referidas distorções são equívocos lógicos cometidos em diferentes situações. Constituem-se de pensamentos automáticos (PA) disfuncionais, a serem identificados e avaliados, possibilitando a atuação do terapeuta e auxiliando o paciente a modificá-los e a mudar as emoções negativas e os comportamentos disfuncionais. Para a terapia cognitiva (TC), as distorções cognitivas são a base geradora ou mantenedora dos transtornos psicológicos e psiquiátricos, sendo assim, importantes elementos de dedicação dos terapeutas cognitivos. Este trabalho foi realizado em duas fases, respectivamente com 184 (estudo 1) e 260 (estudo 2) estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e de uma faculdade privada da cidade de Salvador-Bahia. Buscou-se, mediante estes estudos, verificar a validade, a consistência interna e a confiabilidade do CD-Quest. A validade tipo concorrente//divergente foi realizada com o Beck Depression Inventory (BDI) e o Beck Anxiety Inventory (BAI). O CD-Quest apresentou boa consistência interna, com alpha de 0,85 (estudo 1) e 0,77 (estudo 2). O BDI e o BAI apresentaram correlações fortes com o CD-Quest e a análise fatorial sugeriu um único fator nos 2 estudos. Assim, o CD-Quest demonstrou bons indicies psicométricos, mostrando-se um instrumento útil para a identificação das distorções cognitivas em população normal. / This work involves the psychometric analysis of the Cognitive Distortions Questionnaire (CD-Quest), whose purpose is to assess the frequency of occurrence and the intensity of adherence to cognitive distortions, as well as the total score. Such distortions are logical errors made in different situations. They consist of dysfunctional automatic thoughts to be identified and evaluated, enabling the therapist's practice and helping the patient to modify them and to change negative emotions as well as dysfunctional behaviors. For cognitive therapy (CT), cognitive distortions are the generating or maintaining basis of psychological and psychiatric disorders, thereby being important elements of the cognitive therapists’ focus. This work was conducted in two phases, with, respectively, 184 (study 1) and 260 (Study 2) students at the Federal University of Bahia and a private college in the city of Salvador, Bahia. The group endeavored, through these studies, to assess the validity, internal consistency, and reliability of the CD-Quest. Concurrent/divergent validity was calculated against the Beck Depression Inventory (BDI) and the Beck Anxiety Inventory (BAI). The CD Quest presented good internal consistency, with alpha of 0.85 (study 1) and 0.77 (Study 2). Both the BDI and the BAI showed strong correlations with the CD-Quest. The factor analysis suggested a one-factor structure for both studies. Thus, the CD-Quest has demonstrated good psychometric indicies, being a useful tool for the identification of cognitive distortions in normal population means.

Page generated in 0.0972 seconds