• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 106
  • 1
  • Tagged with
  • 109
  • 109
  • 35
  • 34
  • 19
  • 18
  • 16
  • 16
  • 16
  • 15
  • 14
  • 13
  • 13
  • 11
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Desenvolvimento corporal e sua relação com o número de ovos de ciatostomíneos nas fezes em equinos jovens da raça puro sangue inglês

Abrahão, Carolina Lorena Hohl January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Marcelo Beltrão Molento / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 30/05/2016 / Inclui referências : f. 24-27;42-43;64-66;67-70 / Área de concentraçao: Ciências veterinárias / Resumo: Os equinos são acometidos por infecções parasitárias e existe grande preocupação com o impacto dos parasitos na saúde e no bem-estar dos animais. Parasitos gastrintestinais (PGI), grandes (ex: Strongylus vulgaris) e pequenos estrôngilos (ciatostomíneos) causam perdas econômicas, com a perda de condição física dos animais. O controle dos PGI é realizado de forma preventiva-supressiva com produtos antiparasitários de largo espectro (benzimidazóis, piperazinas, praziquantel e lactonas macrocíclicas); e embora o uso destas drogas seja seguro, o aparecimento de resistência dos PGI contra estes produtos já foi descrita mundialmente. Além disto, existe pouco conhecimento sobre o comprometimento dos PGI no desempenho de animais criados em fazendas de alta qualidade nutricional e sanitária. O objetivo geral deste estudo foi determinar o desenvolvimento de potros Puro Sangue Inglês (PSI), avaliados quanto ao sexo, idade, altura e peso, correlacionando com a contagem de ovos por grama de fezes (OPG), provenientes de uma propriedade em São José dos Pinhais, PR, Brasil. O estudo foi dividido em três capítulos: (I) introdução geral; (II) desenvolvimento corporal de equinos do nascimento aos 24 meses de idade; e (III) desenvolvimento de potros PSI foram avaliados quanto ao sexo, idade, altura e peso e sua correlação com a contagem de OPG de ciatostomíneos. A introdução (I) apresenta as características dos animais, seus parasitos e problemas no controle de parasitos. Para o capítulo II, os dados de peso corporal e altura da cernelha dos potros nascidos entre 2008 a 2012 foram obtidos mensalmente, desde o primeiro dia até o 24o mês do animal no Haras, utilizando balança mecânica e trena de profundidade. Nos resultados obtidos, as fêmeas foram mais altas e mais pesadas que os machos, ocorrendo diferença significativa apenas no peso ao nascer (p=0,0091) e na altura ao nascer (p=0,0065). Foi observado que aos seis meses de idade, os animais nascidos em novembro foram mais leves que os nascidos nos meses anteriores (p=0,0002). Ao observar a altura da cernelha, não ocorreu diferença significativa para nenhum dos meses e para ambos os gêneros. No capítulo III, a OPG foi dividida em 5 categorias: zero; 25 - 500; 525 - 1000; 1025 - 1500; e acima de 1500, sendo a frequência de animais em cada categoria foi de 17,7; 42,25; 18,9; 10,55 e 10,55% respectivamente. A análise estatística foi realizada usando o modelo ajustado binomial negativo inflacionado de zero (ZINB). Nos resultados, não foi encontrada forte correlação entre as variáveis, indicando que a OPG pode não influenciar no desempenho corporal dos potros, devido o excelente sistema de criação, incluindo boa nutrição com aveia, pastagem e suplementação mineral. Com as estimativas do modelo ZINB relativas ao peso (-0,0156) e altura (0,1118) há indícios que potros de menor peso, tenham maior OPG; e que potros mais altos apresentem uma OPG maior, independentemente do sexo. Estes dados indicam a importância de realizar o exame de OPG junto com a avaliação do crescimento corporal dos animais como auxílio do diagnóstico clínico parasitário, possibilitando a avaliação individual do animal para o tratamento anti-helmíntico (terapia seletiva). Palavras-chave: Ciatostomíneos. Equinos. OPG. / Abstract: Horses harbor parasitic diseases and there is great concern for the parasite impact in the health and welfare of these animals. Gastrointestinal parasites (GIP), large (i.e. Strongylus vulgaris) and small strongyles (cyathostomins) cause economic loses with the loss of physical conditions of the animals. The control of the GIP is done by preventive-suppressive with large spectrum antiparasitic products (benzimidazoles, praziquantel and the macrocyclic lactones); and although the use of these drugs is secure, the development of drug resistance from the GIP to these drugs has been reported worldwide. Furthermore, there is little knowledge about the GIP involvement in the development of the animals raised in high sanitary and nutrition quality farms. The overall objective of this dissertation was to determine the body development of Thoroughbred foals, evaluating sex, age, height and weight factors, correlated with the parasite faecal egg count per gram (EPG) from a farm from Sao Jose dos Pinhais, PR, Brazil. The study was divided in three chapters: (I) general introduction; (II) body development of horses from birth to 24 months old; and (III) Thoroughbred foal development was evaluated about sex, age, height and weight in relation to cyathostomins EPG counts. The introduction (I) presents the animals characteristic, their parasites and the parasite control problems. Chapter II shows the data from body weight and withers height of the foals born from 2008 to 2012, monthly from birth to the 24o months of age in the farm, using mechanical scale and a depth measuring tape. From the data, females were statistically taller and higher from males at birth (P=0,0091 for height and P=0,0065 for weight). It was observed that at six months of age, the animals born in November were lighter than those born in the other months (P=0,0002). When observing the withers height, there was no difference for any of the months, nor the gender. At Chapter III, EPG was divided in five categories: zero; 25 - 500; 525 - 1000; 1025 - 1500; above 1500, with frequency of 17.7; 42.25; 18.9; 10.55; 10.55, respectively. The statistical analysis used the zero inflated negative binomial adjusted model (ZINB). There were no strong correlation results among the variables, indicating that the EPG did not interfere with the foals' body development. This was possible due to the excellent farming system, including proper nutrition with oats, grazing and mineral supplementation. The estimates from the ZINB model relate to weight (-0,0156) and the height (0,1118) suggest that lighter foals may have higher EPG counts, and that taller foals may show higher EPG, independently of their gender. The data suggests that is important that the EPG exam are associated with the body development evaluation, assisting the parasite clinical diagnostic making it possible individual animal evaluation for anthelmintic treatment (selective therapy). Key-words: Cyathostomins. Horses. EPG.
2

Fatores de risco e marcadores precoces no diagnóstico da toxoplasmose congênita

Porto, Liú Campello 14 December 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2010. / Texto completo do resumo e abstract disponível em PDF. / Submitted by Jaqueline Ferreira de Souza (jaquefs.braz@gmail.com) on 2011-02-18T12:24:35Z No. of bitstreams: 2 2010_LiuCampelloPorto_Resumo Completo.pdf: 42912 bytes, checksum: bbcdee708c1ad1dc26b90766df371a65 (MD5) 2010_LiuCampelloPorto.pdf: 1222656 bytes, checksum: 4af2b9abc730e6f7cb3393347445c9c3 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2011-02-28T18:48:59Z (GMT) No. of bitstreams: 2 2010_LiuCampelloPorto_Resumo Completo.pdf: 42912 bytes, checksum: bbcdee708c1ad1dc26b90766df371a65 (MD5) 2010_LiuCampelloPorto.pdf: 1222656 bytes, checksum: 4af2b9abc730e6f7cb3393347445c9c3 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-02-28T18:48:59Z (GMT). No. of bitstreams: 2 2010_LiuCampelloPorto_Resumo Completo.pdf: 42912 bytes, checksum: bbcdee708c1ad1dc26b90766df371a65 (MD5) 2010_LiuCampelloPorto.pdf: 1222656 bytes, checksum: 4af2b9abc730e6f7cb3393347445c9c3 (MD5) / INTRODUÇÃO: No Brasil, cerca de 90% das crianças com toxoplasmose congênita (TC) nascem assintomáticas, porém 85% dessas crianças poderão desenvolver sinais e sintomas da doença tardiamente, incluindo graves sequelas. O diagnóstico precoce (intrauterino ou neonatal) é importante para instituição oportuna do tratamento e diminuição do risco de morbidades e sequelas. Atualmente, o diagnóstico da TC baseia-se principalmente em resultados de exames laboratoriais e acompanhamento clínico da criança. No entanto, alguns desses exames que poderiam ser decisivos para o diagnóstico da TC, tais como PCR, não estão disponíveis na prática clínica e os testes sorológicos disponíveis comercialmente nem sempre apresentam altas sensibilidade e especificidade. Alem disso, falhas frequentes no rastreamento sorológico da gestante durante o pré-natal omitem informação relevante para o diagnóstico da TC na criança. Adicionalmente, a confirmação diagnóstica a partir de acompanhamento clínico e laboratorial poderá ser, inaceitavelmente, tardio. Em consequência a fatos que acompanham o diagnóstico da TC, há demora frequente na instituição do tratamento específico ou o tratamento desnecessário de criança não infectada iniciado antes da confirmação diagnóstica. Dessa forma, torna-se importante que sejam identificados fatores associados ao risco transmissão vertical do T.gondii (incluindo características maternas, época provável da infecção na gestação, tratamento recebido durante o pré-natal, e perfil sorológico materno assim como identificar sinais clínicos precoces na criança (antes dos 3 meses de vida) que estejam associados com a confirmação diagnóstica da TC e que porventura possam auxiliar na tomada de decisão e manejo clínico da criança, precocemente. É bem descrito na literatura que a época da infecção materna em relação à gestação é importante fator de risco para a transmissão vertical do T.gondii. Porém, outros fatores de risco, incluindo o perfil sorológico materno, não são bem estudados, assim como são controversos, ainda, os achados referentes ao papel do tratamento pré-natal na prevenção da TC ou na redução de morbidade e sequelas. Além disso, não se encontram bem estabelecidos parâmetros que permitam prever a evolução da infecção pelo T.gondii em crianças sintomáticas ou assintomáticas. Porém, existe um número importante de estudos demonstrando os efeitos incapacitantes da infecção tanto nas formas sub-clínicas, quanto nas formas aparentes ao nascimento, Dessa forma os resultados do presente estudo, relativos à identificação de fatores maternos associados a TC e aos marcadores precoces (sinais clínicos e resultados laboratoriais presentes antes dos 3 meses de vida) úteis para o diagnóstico da TC, poderão auxiliar no manejo mais adequado do paciente (incluindo a investigação, diagnóstico e tratamento mais precoce da TC), tanto pelo pediatra geral quanto pelo especialista, assim como auxiliar na definição na definição de diretrizes para as políticas e programas em saúde pública, evitando os graves danos físicos, emocionais e financeiros causados pela doença. MÉTODOS: O desenho é de um estudo observacional, analítico, tipo coorte clínica histórico-concorrente, com o uso de dados secundários. Todas as crianças elegíveis identificadas no maior serviço de referência de infectologia pediátrica do Distrito Federal (Ambulatório de Infectologia Pediátrica do Hospital Regional da Asa Sul) , entre 1994 e 2009, foram acompanhadas até 1 ano de vida, a fim de identificar fatores de risco associados à probabilidade de confirmação do diagnóstico de toxoplasmose congênita (TC) e marcadores precoces (0-3 meses de vida) da infeção. O estudo compreende uma primeira etapa descritiva, sobre os dados demográficos, clínicos e laboratoriais maternos e da criança. A segunda etapa, analítica, avaliou associações para a identificação de fatores de risco para a ocorrência da TC, incluindo o perfil sorológico materno e a instituição do tratamento pré-natal, bem como o papel preditor dos marcadores precoces da doença na criança (clínicos e laboratoriais) para a presença do desfecho (toxoplasmose congênita). A etapa analítica foi apresentada sob a forma de dois artigos. RESULTADOS: A maior parte das gestantes (61,3%) não pôde ser classificada quanto à definição de caso devido à ausência ou incompletude de registros dos prontuários. Entre as gestantes consideradas casos confirmados de toxoplasmose aguda (n=19), o risco TC foi 6 vezes maior do que nos grupos de gestantes com suspeita da doença (prováveis e possíveis). Nenhum caso de TC foi identificado entre o grupo de mães classificadas como casos improváveis de toxoplasmose aguda. As crianças que não receberam tratamento (46,18% n=242/524) tiveram um risco quase 3 vezes maior de serem casos de TC que as crianças tratadas no pré-natal (OR= 2,77; IC 95%: 1,54 a 4,97; p=0,001). Porém, o tipo de tratamento pré-natal parece não ter relevância no risco de TC (OR= 0,19; IC95%: 0,02 a 1,51; p=0,115). O tratamento completo foi fator protetor para TC (OR=0,35; IC 95%: 0,19 a 0,65; p=0,001). Quanto aos marcadores precoces, crianças com os seguintes sinais clínicos tiveram maior probabilidade de confirmação de TC: calcificação intracraniana (OR=45,64; IC95%: 8,20 a 254,07; p<0,001), macrocrania (OR=15,52; IC95%: 2,10 a 114,36; p=0,007), hepatomegalia (OR=12,61; IC95%: 3,19 a 49,75; p<0,001), microcrania (OR=11,84; IC95%: 1,44 a 97,17; p=0,021), retinocoroidite (OR=7,77; IC95%: 3,26 a 18,51; p<0,001), estrabismo (OR=6,88; IC95%: 1,18 a 40,05; p=0,032) e Pequeno para Idade Gestacional (OR=4,35; IC95%: 1,67% a 1,33; p=0,003). Nenhum dos exames laboratoriais estudados foi associado significativamente à ocorrência de TC. CONCLUSÃO: A classificação de Lebech (modificada pelos autores) apresentou baixa capacidade para discriminar grupos de alto risco de TC, exceto no grupo de gestantes com infecção aguda confirmada. A impossibilidade de classificar 61,3% das gestantes e a parcela relevante de crianças que não receberam tratamento pré-natal, refletem a necessidade de melhoria da qualidade do pré-natal , com atendimento por profissionais capacitados ao manejo clínico adequado da toxoplasmose congênita e garantia de realização de exames laboratoriais e tratamento precoces. Alem disso, as associações identificadas entre sinais clínicos e a confirmação da TC no primeiro ano de vida podem auxiliar a tomada de decisão clínica e terapêutica precoces na população de estudo.
3

Construção da linha de base dos municípios atingidos pela integração de bacias do rio São Francisco e Eixão das Águas, no estado do Ceará e suas implicações na transmissão da esquistossomose mansônica / Construction of the baseline of the municipalities affected by the integration of the São Francisco river basins and Eixão Waters in the state of Ceará and its implications in the transmission of schistosomiasis

Gomes, Ricristhi Gonçalves de Aguiar January 2010 (has links)
GOMES, Ricristhi Gonçalves de Aguiar. Construção da linha de base dos municípios atingidos pela integração de bacias do Rio São Francisco e Eixão das Águas no Estado do Ceará e suas implicações na transmissão da esquistossomose mansônica. 2010. 95 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2010. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-01-07T14:08:13Z No. of bitstreams: 1 2010_dis_rgagomes.pdf: 2515617 bytes, checksum: ef065b22108d076774762d3baa83a271 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-01-07T14:08:43Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_dis_rgagomes.pdf: 2515617 bytes, checksum: ef065b22108d076774762d3baa83a271 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-07T14:08:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_dis_rgagomes.pdf: 2515617 bytes, checksum: ef065b22108d076774762d3baa83a271 (MD5) Previous issue date: 2010 / Schistosomiasis is a parasitic disease caused by trematode worms of the genus Schistosoma. It is a worldwide endemic disease, occurring in 74 countries and territories, mainly in South America, the Caribbean, Africa and Eastern Mediterranean, where it reaches the regions of the Nile Delta, along with countries like Egypt and Sudan Among the most widespread parasitic infections in human world, schistosomiasis ranks second (second only to malaria), constituting, in Brazil, one of its most serious public health problems. The transmission of Schistosoma mansoni depends on the inter-relationship between the ecosystem, people and their social conditions. Large engineering projects that cause environmental changes often create good conditions for the emergence of risk factors for introduction and spread of diseases in the affected communities. The objective of this study was to build a baseline of the municipalities affected by two major projects of water infrastructure: The integration of the São Francisco River Basin within the limits of the state of Ceara and Eixão Waters of Ceará, and the implications on the transmission Schistosomiasis mansoni. The municipalities in the Area of Direct Influence of the projects involved were: Alto Santo, Baixio, Barro, Brejo Santo, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Horizonte, Icó, Itaitinga, Jaguaribara, Jaguaribe, Jati, Lavras da Mangabeira, Maracanaú, Mauriti, Missão Velha, Morada Nova, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pena Forte, Russas, São Gonçalo do Amarante e Umari. Indicators were used socio-demographic, socioeconomic, educational, and environmental health. The socio-demographic and socioeconomic analysis revealed that the municipalities close to the Metropolitan Region of Fortaleza were the best indicators. The intermediate host Biomphalaria straminea is widespread in all 25 municipalities of which 6 were cases of schistosomiasis in the period 2001 to 2006.Only eight counties are handled by the State Program for the Control of Schistosomiasis with prevalence ranging from 0.1 to 0.8% with the town of Maracanaú presenting the highest prevalence (0.8%). Five municipalities ADI (area of direct influence) had died of schistosomiasis in the period 2001 to 2009, these three are not operated by the State Program for the Control of Schistosomiasis. The production potential spaces for the transmission of schistosomiasis in the ADI following the implementation of these projects watershed transposition needs to be measured. / A esquistossomose é uma doença parasitária, provocada por vermes trematódeos do gênero Schistosoma. É uma endemia mundial, ocorrendo em 74 países e territórios, principalmente na América do Sul, Caribe, África e Leste do Mediterrâneo, onde atinge as regiões do Delta do Nilo, além de países como Egito e Sudão. Entre as parasitoses humanas mais disseminadas no mundo, a esquistossomose ocupa o segundo lugar (perdendo apenas para a malária), constituindo, no Brasil, um de seus mais graves problemas de saúde pública. A transmissão do Schistosoma mansoni depende do inter-relacionamento entre o ecossistema, as pessoas e suas condições sociais. Grandes projetos de engenharia que causam alterações no meio ambiente costumam criar condições satisfatórias para o aparecimento de fatores de risco de introdução e disseminação de doenças nas comunidades afetadas. O objetivo deste trabalho foi construir uma linha de base dos municípios atingidos por dois grandes projetos de infra-estrutura hídrica: A integração de Bacias do Rio São Francisco nos limites do estado do Ceará e o Eixão das Águas do Ceará, e as implicações sobre a transmissão de Esquistossomose Mansônica. Os municípios pertencentes a Área de Influência Direta dos projetos envolvidos foram: Alto Santo, Baixio, Barro, Brejo Santo, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Horizonte, Icó, Itaitinga, Jaguaribara, Jaguaribe, Jati, Lavras da Mangabeira, Maracanaú, Mauriti, Missão Velha, Morada Nova, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pena Forte, Russas, São Gonçalo do Amarante e Umari. Foram utilizados indicadores sócio-demográficos, sócio-econômicos, educacionais, ambientais e de saúde. A análise dos dados sócio-demográficos e sócio-econômicos revelou que os municípios próximos a Região Metropolitana de Fortaleza apresentaram os melhores indicadores. O hospedeiro intermediário B. straminea encontra-se disseminado em todos os 25 municípios dos quais 6 apresentaram casos de esquistossomose mansônica no período de 2001 a 2006. Somente 8 municípios são trabalhados pelo Programa Estadual de Controle da Esquistossomose com prevalência variando de 0,1 a 0,8 % com o município de Maracanaú apresentando a maior prevalência (0,8%). Cinco municípios da AID apresentaram óbito por esquistossomose no período de 2001 a 2009, destes 3 não são trabalhados pelo PCE. A produção de espaços potenciais para a transmissão da esquistossomose na AID decorrentes da implementação do referidos projetos de transposição de bacias necessita ser mensurado.
4

Parasitismo em populações pré-colombianas: helmintos de animaisem coprólitos de origem humana do Parque Nacional Serra da Capivara, PI, Brasil / Parasitism in pre-Columbian populations: helminths of animals in human coprolites from the National Park Serra da Capivara, PI, Brazil

Sianto, Luciana January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:16Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 374.pdf: 8382115 bytes, checksum: 7b216e8d3c7d34a15be8a9f0a6b5cb05 (MD5) Previous issue date: 2009 / O parque Nacional Serra da Capivara possui os mais antigos registros de presença humana das Américas, com datações que superam 50.000 anos. Apresenta, em sua história de ocupação, grupos caçadores coletores e grupos agricultores. Por possuir sítios arqueológicos em áreas de diferentes fisionomias, oferece uma excelenteoportunidade para aprofundar o conhecimento da diversidade parasitária das espécies humana e da fauna silvestre em populações pré-históricas e suas modificações / adaptações ao longo do tempo. Coprólitos e sedimentos de até 30.000 anos, de origem humana e animal, retirados de escavações de 16 sítios arqueológicos foram reidratados e analisados em microscópio óptico. Das 204 amostras analisadas, 110 foram positivas e pelo menos 24 parasitos identificados. Foram identificadas 37amostras de origem humana, destas 19 (51,35 por cento) foram positivas para: Ancylostomidae, Ascaridae, Oxyuridae, Trematoda, Trichuris sp., Parapharyngodon sp., Hymenolepisnana, Eimeria sp. além de Nematoda não identificado e um possível Acanthor. Nasamostras de animais foram identificados parasitos capazes de causar zoonoses em humanos como Spirometra sp., Toxocara sp., Capillaria sp. e Acanthocephala. Os resultados obtidos fornecem oportunidade de se construir cenários a respeito das relações parasitárias existentes entre os diversos hospedeiros e a evolução destasrelações no tempo e no espaço.
5

Prevalência de enteroparasitoses em uma comunidade carente de Fortaleza - CE : comparação entre duas décadas / Prevalence revalence of intestinal parasitiosis in a poor community Fortaleza-CE a comparison between two decades

Oliveira, Maria Aparecida Alves de January 2011 (has links)
OLIVEIRA, Maria Aparecida Alves de. Prevalência de enteroparasitoses em uma comunidade carente de Fortaleza - CE : comparação entre duas décadas. 2011. 73 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-12-22T12:15:56Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_maaoliveira.pdf: 1074915 bytes, checksum: 3cb181ba93e8c031e06e09364fe94410 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-02-02T16:18:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_maaoliveira.pdf: 1074915 bytes, checksum: 3cb181ba93e8c031e06e09364fe94410 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-02T16:18:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_maaoliveira.pdf: 1074915 bytes, checksum: 3cb181ba93e8c031e06e09364fe94410 (MD5) Previous issue date: 2011 / In the 1990’s, copro-parasitological questionnaires were conducted with families of poor communities in Fortaleza-CE by the Parasitology Sector of the Pathology and Legal Medicine Department of Universidade Federal do Ceará. Recent studies in the same community show a clear change in intestinal parasitosis prevalence, however, without identifying the nature and importance of the interventions that occurred there. This present research assessed the current prevalence of intestinal parasites in that community and analyzed the factors that might have contributed to promote changes in the prevalence and that had a reflection on the health of the population. Home visits were made in Panamericano neighborhood, with interviews (semi-structured questionnaires) with those in charge for the families to obtain the sanitary and socio-economical data, and fecal samples were collected from children (from 0 through 12) for parasitological exams. Comparative analyses have been made through the same methods between the two periods: prior (1992-1996) and posterior (2010) to sanitary interventions. The results were found: in 1992-1996 (n=367), 16% of exams tested negative and 84% tested positive with Ascaris lumbricoides-53,7%, Trichuris trichiura-45,5%, hookworms-7,4%, Strongiloydes stercoralis-8,4%, Enterobius vermicularis – 2,5%, Hymenolepis nana – 12,5 %, Schistosoma mansoni – 0,5%, Giardia duodenalis – 22,1%, Entamoeba histolytica / E. dispar – 9,3%. The visits and interviews revealed sanitary and socio-economical features that favored the high prevalence of intestinal parasites. In 2010, 75% (354) tested negative and 25% tested positive with A. lumbricoides – 13,6%, T. trichiura – 9,3%, G. duodenalis – 4%, E. histolytica / dispar – 3%. The current time has lower prevalence and an improvement in the sanitary and socio-economical features in the community, with a correct destination to waste and an enhancement in water treatment and supply with lower exposal of children to intestinal parasites. So, we conclude that the improvement of sanitary conditions in the neighborhood reflect a clear change in the prevalence of intestinal parasites. / Nos anos 1990 realizaram-se no Setor de Parasitologia do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Universidade Federal do Ceará, inquéritos copro-parasitológicos em famílias de uma comunidade carente de Fortaleza-Ce. Estudos recentes na mesma comunidade mostraram nítida modificação na prevalência de enteroparasitoses, no entanto, sem identificar a natureza e importância das intervenções ocorridas na área. O presente estudo avaliou a prevalência atual de enteroparasitos nesta comunidade e analisou os fatores que contribuíram para promover mudanças na prevalência e que tiveram reflexos no nível de saúde da população. Realizaram-se visitas domiciliares no bairro Panamericano, com entrevistas (questionários semi-estruturados) aos responsáveis pelas famílias para obtenção de dados sócio-econômico-sanitários, e coletaram-se amostras fecais das crianças (0 a 12 anos) para realização de exames parasitológicos de fezes (EPFs). Foram feitas análises comparativas, através dos mesmos métodos, entre dois períodos: anterior (1992-1996) e posterior (2010) à implementação de intervenções sanitárias. Os resultados encontrados foram: em 1992-1996 (n=367), 16% dos EPFs negativos e 84% positivos com Ascaris lumbricoides- 53,7%, Trichuris thichiura- 45,5%, Ancilostomídeos- 7,4%, Strongiloydes stercoralis- 8,4%, Enterobius vermicularis- 2,5%, Hymenolepis nana- 12,5%, Schistosoma mansoni- 0,5%, Giardia duodenalis- 22,1%, Entamoeba histolytica/ E. díspar- 9,3%. As visitas e entrevistas revelaram perfil sócio-econômico-sanitário favorável à alta prevalência de enteroparasitos. Em 2010 (354), 75% com EPFs negativos e 25% positivos com A. lumbricoides- 13,6%, T. trichiura- 9,3%, G. duodenalis- 4%, E. histolytica/díspar-3%; o período atual tem menores prevalências e melhora no perfil sócio-econômico sanitário da comunidade,com destino adequado dos dejeto e melhorias no tratamento e abastecimento de água, com menor exposição das crianças aos enteroparasitos. Conclui-se que as melhorias nas condições sanitárias da área refletem a nítida modificação na prevalência de enteroparasitos.
6

Prevalência e fatores associados a enteroparasitoses em pacientes com artrite reumatoide

Reis, Ana Paula Monteiro Gomides 05 September 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2016-10-21T15:07:20Z No. of bitstreams: 1 2016_AnaPaulaMonteiroGomidesReis.pdf: 2765887 bytes, checksum: 7c66e1da52c9bd62fc169292456d379d (MD5) / Rejected by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br), reason: Boa tarde, Por favor, adeque o nome do Orientador e adicione o nome do Co-Orientador. Atenciosamente, on 2017-01-16T16:38:55Z (GMT) / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-01-17T13:28:47Z No. of bitstreams: 1 2016_AnaPaulaMonteiroGomidesReis.pdf: 2765887 bytes, checksum: 7c66e1da52c9bd62fc169292456d379d (MD5) / Approved for entry into archive by Ruthléa Nascimento(ruthleanascimento@bce.unb.br) on 2017-03-07T14:04:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_AnaPaulaMonteiroGomidesReis.pdf: 2765887 bytes, checksum: 7c66e1da52c9bd62fc169292456d379d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-07T14:04:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_AnaPaulaMonteiroGomidesReis.pdf: 2765887 bytes, checksum: 7c66e1da52c9bd62fc169292456d379d (MD5) / Introdução: Os pacientes portadores de doenças reumáticas apresentam profundas alterações no sistema imunitário em virtude das doenças de base e dos tratamentos utilizados, o que aumenta o risco de ocorrência e a gravidade de infecções, dentre elas as enteroparasitoses. O tratamento atual da artrite reumatoide envolve terapias imunossupressores potentes havendo a necessidade de rastreamento para processos infecciosos latentes. Não há na literatura estudos de prevalência de parasitoses em portadores de artrite reumatoide até o momento. O conhecimento destes dados epidemiológicos são fundamentais para fornecer elementos para o adequado manejo destes pacientes na prática clínica. Objetivos: a) Avaliar a prevalência de parasitoses em uma população com Artrite Reumatoide; b) Determinar a prevalência das helmintíases e protozooses por espécie nos pacientes; c) Avaliar as condições socioeconômicas dos pacientes e sua relação com a ocorrência das enteroparasitoses; d) Demonstrar a possível relação entre a presença de parasitoses intestinais e parâmetros de atividade de doença. Pacientes e Métodos: Foram coletados dados socioeconômicos demográficos e clínicos de uma amostra de conveniência de 67 pacientes acompanhados regularmente no ambulatório de AR do Hospital Universitário de Brasília no período de julho de 2015 a abril de 2016. Todos os pacientes foram submetidos ao exames parasitológico de fezes (EPF) pelo método de Hoffman, Pons e Janer (HPJ). Foram obtidas as frequências das variáveis de interesse, realizada análise bivariada e análise de regressão de Poisson múltipla com variância robusta. Resultados: A idade média foi de 53.9 anos, com predomínio em mulheres (94%) brancas (47.8%). O tempo médio de doença foi de 9.2 anos e a maioria dos pacientes estava com a doença em remissão ou atividade leve . A prevalência de parasitoses foi de 11.9%, sendo todos os casos de protozoários das seguintes espécies: Endolimax nana, Entamoeba histolytica e Entamoeba Coli. A análise multivariada final indicou que a presença de parasitose tem relação estatística significativa com ausência fadiga pela EVA (p = 0,0488) e com melhor índice de saúde atual pela EVA (p = 0,0012). / Introduction: Patients with rheumatic diseases have profound alterations in the immune system as a result of underlying diseases and the treatments used, which increases the risk of occurrence and severity of infections, among them the enteroparasitosis. The current treatment of rheumatoid arthritis involves immunosuppressive therapies powerfully needed for screening infectious processes. There are no studies in the literature on the prevalence of parasitic infections in patients with rheumatoid arthritis till date. The knowledge of these epidemiologic data are crucial to provide elements for the proper management of these patients in clinical practice. Objectives: a) To assess the prevalence of parasitic diseases in a population with Rheumatoid Arthritis; b) To determine the prevalence of helminthiasis and protozooses by species in patients; (c) Assess the socioeconomic conditions of the patients and its relationship with the occurrence of enteroparasitosis; (d) To demonstrate the possible relationship between the presence of intestinal parasitic infections and parameters of disease activity. Patients and methods: We collected demographic and socioeconomic data of a convenience sample of 67 patients followed up regularly at the clinic of the Hospital Universitário de Brasília in July 2015 period to April 2016. All patients were presented for parasitological examination of stools (EPF) by Hoffman, Pons and Janer (HPJ). We obtained the frequencies of the variables of interest, performed bivariate analysis and logistic regression, Poisson regression with robust variance. Results: The mean age was 53.9 years, predominantly in women (94%) white (47.8%). The mean disease duration was 9.2 years and most patients had the disease in remission or light activity. The prevalence of parasitic infections was 11.9%, with all cases of protozoa of the following species: Endolimax nana, Entamoeba histolytica and Entamoeba coli. The final multivariate analysis indicated that the presence of disease has significant statistical relationship with no fatigue by VAS (p=0.0488) and best current health index by VAS (p = 0.0012).
7

Avaliação de compostos isolados da espécie do Cerrado Clusia pernambucensis G. Mariz em Leishmania (Leishmania) amazonensis

Silva, Everton Macêdo 26 October 2012 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2012. / Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2013-10-10T14:23:41Z No. of bitstreams: 1 2012_Everton Macêdo Silva_Parcial.pdf: 4350005 bytes, checksum: b1cc5a012af06cef690b398003c2d5b9 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-10-14T15:16:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_Everton Macêdo Silva_Parcial.pdf: 4350005 bytes, checksum: b1cc5a012af06cef690b398003c2d5b9 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-14T15:16:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_Everton Macêdo Silva_Parcial.pdf: 4350005 bytes, checksum: b1cc5a012af06cef690b398003c2d5b9 (MD5) / A leishmaniose tegumentar, causada por protozoários do gênero Leishmania, é uma doença endêmica que provoca lesões destrutivas e persistentes na pele e mucosas. Os medicamentos disponíveis apresentam toxicidade considerável e observa-se o crescente aparecimento de resistência medicamentosa, o que demonstra a necessidade da busca por compostos mais específicos para tratar esse agravo. A investigação do potencial de substâncias naturais se mostra uma abordagem eficiente, inclusive como parâmetro para a obtenção de compostos semi-sintéticos e sintéticos. Neste estudo, foi testada a atividade leishmanicida in vitro dos extratos das espécies do bioma Cerrado Austroplenckia populnea (Reissek) Lundell (Celastraceae); Clusia pernambucensis G. Mariz (Clusiaceae) e Maprounea guianensis Aubl. (Euphorbiaceae) entre 100 e 1,56 g/mL em formas promastigotas de Leishmania (Leishmania) amazonensis. O extrato acetato de etila da casca do caule de Clusia pernambucensis apresentou atividade com CI50 = 65,0 µg/mL, e a menor citotoxicidade observada em fibroblastos da linhagem celular NIH-3T3, com CC50 = 100,5 µg/mL, sendo selecionado para os estudos químicos. O fracionamento desse extrato por cromatografia em coluna e CLAE permitiu o isolamento de sete substâncias, identificadas por espectroscopia de infravermelho, ressonância magnética nuclear 1H e 13C e espectrometria de massas de alta resolução. Foi isolada e caracterizada uma xantona ainda não relatada na literatura, 6,9-dihidróxi-3,3-dimetil-5-(3-metilbut-2-enil)pirano[2,3-c]xanten-7(3H), denominada pelo nosso grupo de clusiaxantona (CP1). Esse composto apresentou CI50 = 25,3 µg/mL em formas amastigotas de L. (L.) amazonensis no interior de macrófagos peritoneais coletados de camundongos Balb/C, enquanto seu derivado semi-sintético metil éter (1a) obteve CI50 = 22,5 µg/mL. Quatro tocotrienóis ainda não descritos nessa espécie também foram isolados e identificados: ácido Z-?-tocotrienolóico (CP2), ?- tocotrienol (CP3), ?-tocotrienol-metil-éster (CP4), e álcool ?-tocotrienólico (CP5). Os compostos CP3 e CP4 foram isolados pela primeira vez de fonte natural. Em relação a atividade em macrófagos murinos infectados com L. (L.) amazonensis, o ácido Z-?-tocotrienolóico (CP2) mostrou CI50 = 77,3 µg/mL, enquanto que o seu derivado metilado (2a) e os compostos CP3, CP4 e CP5 não apresentaram ação leishmanicida. O ácido betulínico (CP6) e o ?-sitosterol (CP7) também foram isolados. A citoxicidade em macrófagos murinos mostrou CC50 = 17,22 µg/mL para a clusiaxantona (CP1), 32,56 µg/mL para o derivado 1a e 78,04 µg/mL para o ?-tocotrienol-metil-éster (CP4). Outros derivados serão propostos para diminuir a citoxicidade e aumentar a atividade leishmanicida. Os compostos isolados e já caracterizados servirão como base para avançar na busca por candidatos a compostos líderes. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Cutaneous leishmaniasis, caused by protozoa of the genus Leishmania, is na endemic disease that causes detructive and persistente lesions in skin and musoux. The available drugs presente significant toxicity and the increasing drug resistance is observed, which demonstrates the need to search for more specific compunds to treat this disease. The investigation of the potential of natural substances shows itself na eficiente approach, including as a parameter jfor obtaining semi-synthetic and synthetic compounds. In this study, we tested the in vitro leishmanicidal activity of extracts from species of the Cerrado biome Austropenckia populnea (Reissek) Lundell (Celastraceae); Clusia Pernambucensis G. Mariz (Clusiaceae) and Maprounea guianensis Aubl. (Euphorbikaceae) between 100 and 1.56 µg /mL in promastigotes of Leishmania (Leishmania) amazonenses. The ethyl acetate extract of the stem bark of Clusia pernambucensis, showed leishmanicidal activity with IC 50=65.0 µg /mL, and the lowest cytotoxicity observed in NIH-3T3 cell line fibrobasts with CC50=100.5 µg /mL, being selected for chemical studies. Fractionation of this extract by column chromatography and HPCL allowed the isolation of seven substances, identified with infrared spectroscopy, nuclear magnetic resonance 1H and 13C NMR and high-resolution mass spectrometry. It was isolated and characterized one xanthone not yet reported in the literature, 6,9-dihydroxy-3, 3-dimethyl-5-(3-methylbut-2enyl) pyrano[2,3-c]xanthen-7(3H), named clusiaxanthone (CP1) by our group. This compound showed IC50=25.3 µg /mL in amastigotes of L. (L.) amazonenses within peritoneal macrophages harvested from Balb/C mice, while its methyl ether semi-synthetic derivativa (1a) obteined IC50=22.5 µg /mL. Four tocotrienoloic not yet described in this specie were also isolated and identified: Z-?-tocotrienoloic acid (CP2), ?-tocotrienol (CP3), ?-tocotrienol-methyl-ester (CP4), and alcohol-? Tocotrienolic (CP5). The compound CP3 and CP4 were furst usikated from a natural source. Regarding the activity in murine macrophages infected with L. (l) amazonenses, the Z-?-tocotrienoloic acid (CP2) showed IC50=77.3 0 µg =/mL, whereas its semi-synthetic methylated derivative 2a and the compound CP3, CP4 and CP5 did not show anti-leishmanial activity. Betulinic acid (CP6) and β-sitosterol (CP7) were also isolated. The cytotoxicity in murine macrophages showed CC50=17.22 ug/mL for clusiaxanthone (CP1), 32.56 µg /mL for the derivative 1a and 78.04 µg /mL for the ?-tocotrienol-methyl ester (CP4). Other derivatives will be proposed to decrease cytotoxicity and increase the leishmanicidal activity. The compounds isolated and already characterized will serve as the basis for progress in the search for candidate lead compounds.
8

Identificação fenotípica de Dientamoeba fragilis (Jepps & Dobell, 1918) e Blastocystis hominis (Brumpt, 1912) em pacientes atendidos no ambulatório do Hospital Universitário de Brasília: caracterização molecular preliminar de isolados diagnosticados

Minuzzi, Thaís Tâmara Castro e Souza 22 February 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2010. / Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-03-28T17:43:27Z No. of bitstreams: 1 2010_ThaisTamaraCastroeSouzaMinuzzi.pdf: 2051503 bytes, checksum: fa740b34d164e848b2f9c9371a1c27fd (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2011-03-29T12:20:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_ThaisTamaraCastroeSouzaMinuzzi.pdf: 2051503 bytes, checksum: fa740b34d164e848b2f9c9371a1c27fd (MD5) / Made available in DSpace on 2011-03-29T12:20:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_ThaisTamaraCastroeSouzaMinuzzi.pdf: 2051503 bytes, checksum: fa740b34d164e848b2f9c9371a1c27fd (MD5) / Dientamoeba fragilis e Blastocystis hominis são parasitos do trato gastrointestinal de humanos que podem estar associados a infecções intestinais e diarréias, sendo, porém, negligenciados nos testes de diagnóstico hospitalar. 158 amostras fecais foram coletadas de pacientes atendidos no ambulatório do Hospital Universitário de Brasília (HUB), durante o período de maio de 2008 a janeiro de 2009, com objetivo de identificar os protozoários parasitos com ênfases em D. fragilis e B. hominis. As amostras coletadas foram fixadas diretamente em SAF (acetato de sódio, ácido acético e formol) para a realização de exames coprológicos, auxiliados com técnicas de concentração, de preparação de lâminas permanentes coradas com Hematoxilina Férrica e biometria de trofozoítos de D. fragilis e cistos e trofozoítos de B. hominis. Estas amostras foram coletadas e sedimentadas frescas para realizar a amplificação do DNA de D. fragilis e B. hominis por intermédio da PCR (Polymerase Chain Reaction). Das 158 amostras fecais coletadas, 69% são pacientes do sexo feminino e 31% são pacientes do sexo masculino. Destas, 56,3% das amostras fecais (n = 89) foram positivas para algum parasito intestinal, sendo que 28 amostras foram positivas para D. fragilis e 44 para B. hominis. Houve poliparasitismo em 46 amostras sendo que ocorreu associação D. fragilis e B. hominis em 8 amostras. Com base na ferramenta molecular, a PCR foi otimizada com sucesso somente para B. hominis. Estudos moleculares confirmaram a presença do B. hominis em 6 de 8 amostras positivas em microscopia de luz e em 2 dos 5 amostras negativas. Esses resultados confirmam uma elevada frequência destes protozoários intestinais na população ambulatorial selecionada e podem ser justificados pelos métodos de diagnósticos utilizados que raramente são seguidos em laboratórios de diagnóstico clínico. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Dientamoeba fragilis and Blastocystis hominis are parasites of the gastrointestinal tract of humans that may be associated with intestinal infections and diarrhea, but are neglected in hospital diagnostic tests. 158 fecal samples were collected from patients attending the ambulatory service of the University of Brasilia (HUB) teaching hospital in Brasilia, Federal District, Brazil. During the period May 2008 to January 2009 aiming to identify the protozoan parasites with emphasis on D. fragilis and B. hominis. Samples were collected directly into sodium acetate–acetic acid–formalin (SAF) and also as unfixed specimens, during a period of may 2008 and january 2009. Stool tests, helped with concentration techniques, preparation of permanent slides stained with hematoxylin and biometry of trophozoites of D. fragilis and cysts and trophozoites of B. hominis, were performed for phenotypic characterization. The PCR (Polymerase Chain Reaction) was used with specific primers and optimized successfully only for B. hominis. Of the 158 fecal samples collected, 69% were female and 31% male. Of these, 56.3% of samples (n = 89) were positive for some intestinal parasite, and 28 samples were positive for D. fragilis and 44 for B. hominis. From 46 individuals an association of D. fragilis and B. hominis were identified in 8 patients. Molecular studies confirmed the presence of B. hominis in 6 of 8 positive samples in light microscopy and in 2 of 5 negative samples. These results confirm a high frequency of these protozoans in outpatient population selected and can be justified by the diagnostic methods used which are rarely followed in clinical diagnostic laboratories.
9

Diagnóstico paleoparasitológico molecular de Ascaris lumbricoides (Linnaeus, 1758) / Paleoparasitological molecular diagnosis of Ascaris lumbricoides (Linnaeus, 1758)

Souza, Daniela Leles de January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 910.pdf: 4370041 bytes, checksum: e9c997ae4a10dd2ef138fe399a6f37b0 (MD5) Previous issue date: 2007 / O parasito humano Ascaris lumbricoides tem distribuição cosmopolita sendo o mais prevalente dos helmintos intestinais. Estudos paleoparasitológicos por microscopia ótica revelaram também que é um dos mais encontrados em material antigo. No entanto são raros os achados desse parasito na América do Sul pré-colombiana. O objetivo desse estudo foi eselecer uma metodologia de diagnóstico paleoparasitológico molecular de A. lumbricoides que possa ser aplicado diretamente a ADN antigo extraído de coprólitos provenientes de sítios arqueológicos. Inicialmente a metodologia foi padronizada em amostras fecais atuais positivas para A. lumbricoides e/ou outros helmintos e ovos isolados a fim de testar a sensibilidade e especificidade dos métodos diagnósticos. (...) As metodologias utilizadas mostram-se aptas em recuperar ADN do parasito a partir dos coprólitos experimentais. Os resultados do RFLP e sequenciamento nucleotídico mostraram que o processo de dessecação artificial não afetou as seqüências nucleotídicas. No trabalho com material arqueológico, as estratégias como PCR reconstrutiva e reamplificação foram essenciais para as amplificações. O diagnóstico paleoparasitológico molecular identificou o parasito em 5 amostras procedentes de sítios arqueológicos sul americanos datados do período pré-colombiano que o exame por microscopia ótica não havia diagnosticado. Todas as 16 seqüências nucleotídicas de cit b obtidas revelaram o nucleotídeo característico da espécie A. lumbricoides, sendo que a maioria das seqüências difere das modernas, afastando a possibilidade de contaminação. Os resultados do diagnóstico paleoparasitológico molecular mostraram uma mudança na paleodistribuição do parasito na América do sul, onde este se estende desde o nordeste de Brasil até o norte do Chile, sendo o achado mais antigo datado de 8800 AP. Pela primeira vez é feito diagnostico molecular de A. lumbricoides diretamente de coprólitos.
10

Prevalência de anemia ferropriva em adolescentes da "Vila Princesa" - lixão em Porto Velho - RO

França, Maria das Graças Guedes de January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006. / Submitted by Thaíza da Silva Santos (thaiza28@hotmail.com) on 2009-09-25T01:11:12Z No. of bitstreams: 1 2006_Maria das Graças Guedes de França.pdf: 2027149 bytes, checksum: d7d89e0c4592a10c8e84789abc692bf3 (MD5) / Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2010-07-13T20:28:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Maria das Graças Guedes de França.pdf: 2027149 bytes, checksum: d7d89e0c4592a10c8e84789abc692bf3 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-07-13T20:28:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Maria das Graças Guedes de França.pdf: 2027149 bytes, checksum: d7d89e0c4592a10c8e84789abc692bf3 (MD5) Previous issue date: 2006 / As anemias nutricionais resultam da carência simples ou combinada de nutrientes como ferro, o acido fólico e a vitamina B12, podendo também ser causadas por outros fatores mais raros como a deficiência de piridoxina, riboflavina e proteína. Apesar de muitos nutrientes e co-fatores estarem envolvidos na manutenção da síntese normal de hemoglobina, a deficiência de ferro é a causa mais comum de anemia carencial no mundo, constituindo-se a carência nutricional de maior abrangência, afetando principalmente as crianças e as gestantes dos países em desenvolvimento. Com a realização deste trabalho, objetivou-se conhecer a prevalência de anemia ferropriva em adolescentes moradores da comunidade “Vila Princesa” – Lixão da cidade de Porto Velho – RO. A metodologia utilizada neste trabalho foi do tipo transversal descritivo e envolveu 48 adolescentes na faixa etária de 12 a 18 anos, de ambos os sexos. A coleta dos dados foi realizada por meio do emprego de questionário semi-estruturado, após os responsáveis terem assinado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Coletou-se dados referentes às condições sócio-econômica e ambiental, alimentares, sanitárias, aos níveis de hemoglobina e ao índice de massa corpórea – IMC. Verificou-se que 20 (42,55%) dos adolescentes de ambos os sexos apresentaram níveis de hemoglobina, inferior ao preconizado pela OMS, que considera anêmicos as adolescentes com níveis inferiores a <12 g/dl, e os adolescentes <12,5 g/dl. Dos 60,41% sujeitos que realizaram exame parasitológico de fezes (Método de Hoffan), 65,41% apresentaram parasitose intestinal (helmintos e/ou protozoários). Identificou-se 87,50% de adolescentes considerados eutróficos. Concluiu-se que a prevalência de anemia ferropriva e parasitose na comunidade estudada é elevada. Em relação às condições socioeconômicas dos adolescentes, verificou-se que esses indivíduos estão em completa vulnerabilidade e exclusão social. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The nutritional anemia results from the simple or combined deficiency of nutrients as iron, folic acid and vitamin B12, although is may caused also for others kind of factors such as pyridoxine, riboflavin and protein deficiency. Although several nutrients and co-factors have been involved in the normal synthesis of the hemoglobin, the iron deficiency is the most common cause of lack anemia in the world, constituting in the nutritional lack of major prevalence, affecting especially the children and pregnant of the developing countries. The objective of this study is to know the prevalence of iron deficiency in adolescent living en the community “Vila Princesa “ - the garbage dump in the city of Porto Velho - Rondônia (Brazil). The methodology used in this work was of the transverse kind and involved forty eight adolescent between the ages of 12 and 18 of both genders. The collection of data has been realized through a semi structured questionnare, after the Inform Consent Term has been signed by them. Data has been collected referring to the social – economic, environmental, food and, sanitary conditions, as well as levels of hemoglobin and mass corporal indicatior (IMC). It has been verified that 42.55% of adolescents of both sexes presented level of low hemoglobin preconised by the WHO which consider levels lower than < 12 g/dl and 12.5 g/dl as anemic levels in female and male adolescents, respectively. From 60,41% subjects of that realized parasitological exams (Hoffman method), 65.41% presented intestinal parasitosis (helminthes and/or protozoa). It has been identified that 87.50 % of adolescent were considered eutrophic. It has been concluded that the prevalence of iron deficiency anemia and parasitosis in the studied community is high . In relation the social economic conditions of the adolescents it has been verified that these individuals are in complete vulnerability and social exclusion.

Page generated in 0.0775 seconds