• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 316
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 318
  • 207
  • 65
  • 64
  • 61
  • 56
  • 54
  • 53
  • 49
  • 47
  • 47
  • 45
  • 42
  • 37
  • 37
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sobre joelho valgo

Baptista, António Francisco Pereira January 1924 (has links)
No description available.
2

Alguns aspectos da arquitetura funcional dos ligamentos cruzados da articulação do joelho

Penteado, Cassio Valentim, 1926- 16 July 2018 (has links)
Orientador : João Baptista Parolari / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-16T23:04:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Penteado_CassioValentim_M.pdf: 2323158 bytes, checksum: 6fc5e301fa5e6f91b0aaba7ec5c346f6 (MD5) Previous issue date: 1976 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Morfologia / Mestre em Odontologia
3

Efeitos da estimulação elétrica neuromuscular sobre a inibição muscular, produção de torque, capacidade funcional e qualidade de vida de idosas com osteoartrite de joelho

Fröhlich, Matias January 2012 (has links)
A maior característica de pessoas com osteoartrite (OA) de joelho é a fraqueza muscular causada pela inibição muscular. A estimulação elétrica neuromuscular (EEN) é uma forma alternativa de tratamento. O problema da sua utilização com a população de idosos com OA é a necessidade de engajamento dos idosos em programas de reabilitação em clínicas e hospitais, o que envolveria um custo elevado com sessões de fisioterapia, transporte até o local de tratamento, além das dificuldades associadas ao deslocamento. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa domiciliar de 12 semanas de EEN sobre a inibição muscular, capacidade de produção de torque, capacidade funcional, nível de atividade física e qualidade de vida de idosas com OA de joelho. Materiais e Métodos: Oito mulheres com 64,1 ± 8 anos foram submetidas a um programa domiciliar de 12 semanas de EEN. Para a avaliação da IM foi utilizada a técnica de interpolação de abalo. Avaliouse o torque isométrico e dinâmico por meio de dianamometria isocinética. Para avaliar a capacidade funcional aplicou-se o teste Time Up-and-Go. A qualidade de vida e o nível de atividade física foram avaliados por meio dos questionários WOMAC e IPAQ, respectivamente. Todos os testes foram realizados antes e imediatamente após as 12 semanas de EEN. Resultados: Observou-se uma diminuição de 55,1% da IM após as 12 semanas de tratamento em comparação com o período pré-treinamento (p=0,028). Não foram observadas mudanças nos valores de torque isométrico nos ângulos avaliados (p=0,857) e tampouco nos torque dinâmicos nas diferentes velocidades angulares (p=0,857). Observou-se uma melhora na capacidade funcional (p=0,008) enquanto não houve diferença no nível de atividade física (p=0,871). Não houve alterações nos domínios dor (p=0,117) e rigidez (p=0,190) enquanto houve melhora na incapacidade física (p=0,049) avaliadas no questionário. Embora não tenha sido possível observar o aumento na capacidade de produção de força de idosas com OA, o programa domiciliar progressivo de fortalecimento por meio de EEN foi capaz de reduzir a IM e a incapacidade física, enquanto aumentou a capacidade funcional.
4

Efeitos da estimulação elétrica neuromuscular sobre a inibição muscular, produção de torque, capacidade funcional e qualidade de vida de idosas com osteoartrite de joelho

Fröhlich, Matias January 2012 (has links)
A maior característica de pessoas com osteoartrite (OA) de joelho é a fraqueza muscular causada pela inibição muscular. A estimulação elétrica neuromuscular (EEN) é uma forma alternativa de tratamento. O problema da sua utilização com a população de idosos com OA é a necessidade de engajamento dos idosos em programas de reabilitação em clínicas e hospitais, o que envolveria um custo elevado com sessões de fisioterapia, transporte até o local de tratamento, além das dificuldades associadas ao deslocamento. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa domiciliar de 12 semanas de EEN sobre a inibição muscular, capacidade de produção de torque, capacidade funcional, nível de atividade física e qualidade de vida de idosas com OA de joelho. Materiais e Métodos: Oito mulheres com 64,1 ± 8 anos foram submetidas a um programa domiciliar de 12 semanas de EEN. Para a avaliação da IM foi utilizada a técnica de interpolação de abalo. Avaliouse o torque isométrico e dinâmico por meio de dianamometria isocinética. Para avaliar a capacidade funcional aplicou-se o teste Time Up-and-Go. A qualidade de vida e o nível de atividade física foram avaliados por meio dos questionários WOMAC e IPAQ, respectivamente. Todos os testes foram realizados antes e imediatamente após as 12 semanas de EEN. Resultados: Observou-se uma diminuição de 55,1% da IM após as 12 semanas de tratamento em comparação com o período pré-treinamento (p=0,028). Não foram observadas mudanças nos valores de torque isométrico nos ângulos avaliados (p=0,857) e tampouco nos torque dinâmicos nas diferentes velocidades angulares (p=0,857). Observou-se uma melhora na capacidade funcional (p=0,008) enquanto não houve diferença no nível de atividade física (p=0,871). Não houve alterações nos domínios dor (p=0,117) e rigidez (p=0,190) enquanto houve melhora na incapacidade física (p=0,049) avaliadas no questionário. Embora não tenha sido possível observar o aumento na capacidade de produção de força de idosas com OA, o programa domiciliar progressivo de fortalecimento por meio de EEN foi capaz de reduzir a IM e a incapacidade física, enquanto aumentou a capacidade funcional.
5

Uso da tecnologia tridimensional para visualização de imagens anatômicas do joelho humano / 3-Dimensional stereoscopic imaging to visualize the anatomy of the human knee

Astur, Diego da Costa [UNIFESP] January 2014 (has links) (PDF)
Submitted by Diogo Misoguti (diogo.misoguti@gmail.com) on 2016-06-23T18:49:43Z No. of bitstreams: 1 2014-08-doutorado-diego-da-costa-astur.pdf: 6424459 bytes, checksum: e320f8b40ccad459c1465954eeceb565 (MD5) / Approved for entry into archive by Diogo Misoguti (diogo.misoguti@gmail.com) on 2016-06-23T18:50:37Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014-08-doutorado-diego-da-costa-astur.pdf: 6424459 bytes, checksum: e320f8b40ccad459c1465954eeceb565 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-23T18:50:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014-08-doutorado-diego-da-costa-astur.pdf: 6424459 bytes, checksum: e320f8b40ccad459c1465954eeceb565 (MD5) Previous issue date: 2014 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Introdução: A possibilidade de vivenciar os registros impressos com as mesmas características que visualizamos no dia a dia fez com que técnicas de construção de imagens com efeito tridimensional fossem desenvolvidas ao longo dos anos. Poucos estudos referentes à aplicação dessas técnicas na área da saúde foram citados na literatura. Entre eles, nenhum utiliza a técnica para o estudo da anatomia musculoesquelética. Objetivo: Aplicar a técnica anaglífica de construção e visualização tridimensional das principais estruturas musculoesqueléticas dissecadas do joelho humano. Métodos: Foram dissecados 20 joelhos humanos de cadáver para identificação das principais estruturas desta articulação. O joelho foi dividido em cinco regiões para facilitar a compreensão anatômica. Com auxílio de máquina fotográfica fixada a uma barra deslizante, foram realizados dois registros fotográficos da mesma estrutura por ângulos diferentes com o intuito de simular a visão dos olhos direito e esquerdo humanos. Com auxílio de software, as imagens foram polarizadas e sobrepostas. É necessário utilizar óculos polarizados próprios para visualizar a estrutura anatômica com o efeito tridimensional. Resultados: Após dissecção e aplicação da técnica anaglífica, foi obtida uma coleção de imagens tridimensionais das principais estruturas do joelho. As imagens foram agrupadas em cinco grupos: ligamento cruzado anterior, ligamento cruzado posterior, mecanismo extensor, compartimento póstero-lateral e compartimento póstero-medial do joelho. Conclusão: As imagens anatômicas dissecadas das principais estruturas musculoesqueléticas e vasculares do joelho humano podem ser visualizadas com efeito tridimensional quando aplicada a elas a técnica anaglífica. / Introduction: Human anatomy drawings and picture studies illustrated on scientific articles and books are always limited due to a two-dimensional representation of the anatomic structures, especially when it comes to surgical approaches and techniques. Over the years, the need for a more accurate representation of reality and aspects of surgical routine provided a promising development of three-dimensional anatomical images. Few studies concerning the application of these techniques in healthcare routine were cited in the literature. Among those, none apply these threedimensional images to musculoskeletal anatomy. Objective: To apply the anaglyphic reconstruction technique to visualize three-dimensional images of the major anatomical structures of a human specimen knee. Methods: Twenty cadaveric human knees were dissected to identify the major structures of this joint. The knee was divided into five different zones to better understand its anatomy details. Two photographic images of each anatomical structure were captured by a fixed standing camera attached to a slide bar to simulate the human right and left eyes vision. Images captured were overlapped and polarized through a photo editing software. Specific polarized glasses are required for one to view the three-dimensional effects of the anatomical structures. Results: A series of three-dimensional images of the major structures of the knee were collected. They were divided into five groups: anterior cruciate ligament, posterior cruciate ligament, extensor mechanism, posterolateral and posteromedial compartment of the knee. Conclusions: Anaglyphic three-dimensional reconstruction imaging technique is compatible to anatomical studies of the knee and provides more realistic visualization of the musculoskeletal and vascular structures of the human knee.
6

Efeitos da estimulação elétrica neuromuscular sobre a inibição muscular, produção de torque, capacidade funcional e qualidade de vida de idosas com osteoartrite de joelho

Fröhlich, Matias January 2012 (has links)
A maior característica de pessoas com osteoartrite (OA) de joelho é a fraqueza muscular causada pela inibição muscular. A estimulação elétrica neuromuscular (EEN) é uma forma alternativa de tratamento. O problema da sua utilização com a população de idosos com OA é a necessidade de engajamento dos idosos em programas de reabilitação em clínicas e hospitais, o que envolveria um custo elevado com sessões de fisioterapia, transporte até o local de tratamento, além das dificuldades associadas ao deslocamento. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa domiciliar de 12 semanas de EEN sobre a inibição muscular, capacidade de produção de torque, capacidade funcional, nível de atividade física e qualidade de vida de idosas com OA de joelho. Materiais e Métodos: Oito mulheres com 64,1 ± 8 anos foram submetidas a um programa domiciliar de 12 semanas de EEN. Para a avaliação da IM foi utilizada a técnica de interpolação de abalo. Avaliouse o torque isométrico e dinâmico por meio de dianamometria isocinética. Para avaliar a capacidade funcional aplicou-se o teste Time Up-and-Go. A qualidade de vida e o nível de atividade física foram avaliados por meio dos questionários WOMAC e IPAQ, respectivamente. Todos os testes foram realizados antes e imediatamente após as 12 semanas de EEN. Resultados: Observou-se uma diminuição de 55,1% da IM após as 12 semanas de tratamento em comparação com o período pré-treinamento (p=0,028). Não foram observadas mudanças nos valores de torque isométrico nos ângulos avaliados (p=0,857) e tampouco nos torque dinâmicos nas diferentes velocidades angulares (p=0,857). Observou-se uma melhora na capacidade funcional (p=0,008) enquanto não houve diferença no nível de atividade física (p=0,871). Não houve alterações nos domínios dor (p=0,117) e rigidez (p=0,190) enquanto houve melhora na incapacidade física (p=0,049) avaliadas no questionário. Embora não tenha sido possível observar o aumento na capacidade de produção de força de idosas com OA, o programa domiciliar progressivo de fortalecimento por meio de EEN foi capaz de reduzir a IM e a incapacidade física, enquanto aumentou a capacidade funcional.
7

Estudo sobre o padrão de atividade eletrica dos musculos vasto medial obliquo, vasto lateral e reto femural na fexo-extensão do joelho

Correa, João Carlos Ferrari 02 March 2000 (has links)
Orientadores: Maria Cecilia Ferraz de Arruda Veiga e Ruben de Faria Negrão Filho / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-26T06:17:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Correa_JoaoCarlosFerrari_M.pdf: 4245812 bytes, checksum: 8dff866677b27dd31febba2e041356a9 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: A reabilitação fisioterápica, de patologias fêmuro-patelares, necessita para o desenvolvimento de um bom programa terapêutico, um excelente conhecimento anatômico e biomecânico da articulação do joelho. A proposta deste estudo foi de contribuir para a base teórica do tratamento das disfunções articulares, analisando o comportamento da atividade elétrica muscular, durante a atividade senta/levanta, subir e descer do banco; atividades que propiciam o aparecimento de sinais e sÍntomas inerentes a patologia fêm:uro patelar, mais precisamente a instabilidade fêmuro-patelar. O estudo eletromiográfico (EMG) dos músculos vasto medial oblíquo, vasto lateral e reto femural, foi analisado em dez voluntários, sendo 5 homens e 5 mulheres, com idade média de 20.8::1:1.31 anos, realizada com um par de eletrodos de superficie, do tipo monopolar, conectados à um módulo condicionador de sinais, acrescidos para um ganho final de 600 Hz, e digitalizados em uma placa analógico/digital (AID). A análise dos resultados, após retificação do sinal, passar o envoltório linear e normalizar os dados pela média do sinal, e na base do tempo, nos mostra existir um padrão eletromiográfico muito semelhante entre os 3 músculos estudados. O período de latência entre os músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral e reto femural, não apresentaram diferença estatisticamente significante pelo teste de análise de variância (ANO V A) à 5% de probabilidade; já o tempo de início de ativação elétrica muscular nas 6 diferentes atividades realizadas, não apresentou diferença estatisticamente entre os músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral, porém entre esses dois músculos e o músculo reto femural, existiu diferença significante pelo teste de Tukey (p < 0,05). Estes achados sugerem haver um equilíbrio de ativação, principalmente entre os músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral, que traduzem-se pelo padrão eletromiográfico encontrado neste estudo / Abstract: The rehabilitation physiotherapic, of pathologies patellofemoral, needs for the development of a good therapeutic program, an excellent knowledge anato~ical and biomecanic of the articulation of the knee. The proposal of this study went of contributing for the theoretical base of the treatment of the dysfunctions articulate, analyzing the behavior of the muscular electric, activity, during the activity sit down/stand up, to arise and to go down of the bank; activities that propitiate the emergence of signs and inherent symptoms the pathology patellofemoral, more precisely the instability patellofemoral. The study electromyographic (EMG) of the muscles vastus medialis lateralis and vastus medialis oblique, rectus femoris, it was analyzed in ten volunteers, being 5 men and 5 women, with medium age 20.8:1::1.31 years old, accomplished with a pair of surface electrodes, of the type monopolar, connected to a conditioning module of signs, added for an earnings end of 600 Hz, and digitalizing in a plate analogic/digital (AID). The analysis of the results, after rectification of the sign, to pass the lineal wrapper and to normalize the data for the average of the sign, and in the base of the time, in the display a pattem very similar letromiográfico to exist among tJ1e 3 studied muscles. The latency period among the muscles vastus medialis lateral and vastus medialis oblique and rectus femoris, they didn't present difference significant statistic for the test of variance analysis (ANO V A) to the 5% of probability; already the time at the beginning of muscular electric activation in the 6 different accomplished activities, it didn't present difference statistic among the muscles vastus medialis oblique and vastus lateralis, however between those two muscles and the muscle rectus femoris, significant difference existed for the test of Tukey (p <0,05). These discoveries suggest there to be an activation balance, mainly among the muscles vastus medialis oblique and vastus lateralis, that are translated by the pattem electromyographic found' ~n this study / Mestrado / Fisiologia Oral / Mestre em Odontologia
8

Estudo de alterações das variaveis biomecanicas na instabilidade patelofemoral durante a marcha humana no dominio temporal

Correa, João Carlos Ferrari 04 September 2002 (has links)
Orientador : Fausto Berzin / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-01T00:44:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Correa_JoaoCarlosFerrari_D.pdf: 2950038 bytes, checksum: 91d2a028e8fb55a8767c554850cea498 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: O joelho, a maior articulação sinovial do corpo humano combina consideráveis mobilidade e força com a estabilidade necessária para mantê-lo na posição ereta. O fato do joelho sustentar altas forças e situar-se entre dois braços longos de alavancas do corpo, o torna particularmente susceptível à injúria. Há uma crescente preocupação em se estudar a articulação do joelho durante atividades funcionais como a marcha humana. Embora existam estudos aprofundados e extensos sobre essa temática, existem poucos trabalhos na literatura sobre a análise eletromiográfica da articulação do joelho associando-a à instabilidade patelofemoral. O presente estudo teve como objetivo apresentar a atividade eletromiográfica dos músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral, variação angular da articulação do joelho e variáveis da força reação do solo, durante a realização da marcha em aclive e declive, em 10 voluntários considerados saudáveis (grupo controle), e 10 voluntários com instabilidade patelofemoral (grupo patológico). Foram estudados, portanto o comportamento dessas variáveis durante a marcha em voluntários saudáveis e com instabilidade patelofemoral, onde os resultados, por meio da análise do coeficiente de variação e do teste estatístico de correlação cruzada, no domínio temporal, indicaram a existência de padrões semelhantes para as curvas eletromiográficas médias dos voluntários para os músculos supra citados; a variação angular manteve padrões de variação em função do tempo muito próximos; além de padrões dinâmicos da força reação do solo, nos voluntários analisados apresentarem-se de maneira muito parecidos entre o grupo saudável e o grupo com instabilidade patelofemoral. Concluiu-se portanto, ao considerar os resultados obtidos nesse estudo, que existe um padrão de ativação eletromiográfica comum, entre os músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral, assim como não houveram diferenças estatisticamente significantes entre a análise da variação angular e da força reação do solo que demonstrassem qualquer quebra da estabilidade biomecânica nos voluntários com instabilidade patelofemoral quando comparado ao grupo com voluntários saudáveis / Abstract: The knee, the largest articulation sinovial of the human body combines considerable mobility and it forces with the necessary stability to maintain it in the erect position. The fact of the knee to sustain discharges forces and to locate among two long arms of levers of the body, it become particularly susceptible to the injury. There is a growing concern in to study the articulation of the knee during functional activities as the human gait; however deepened studies exist and extensive on that thematic, they are found few works in the literature on the electromyographic analysis of the articulation of the knee, associating to the patellofemoral instability. The present study had as objective presents the electromyographic activity of the muscles vastus medialis oblique and vastus lateralis, angular variation of the articulation of the knee, and variable of the ground reaction force, during the accomplishment of the gait in accent and slope, in 10 healthy volunteers (control group), and 10 volunteers with patellofemoral instability (pathological group). They were studied, therefore the behavior of those varied during the gait in healthy volunteers and with patellofemoral instability, where the results, through the analysis of the coefficient of variation and of the statistical test of crossed correlation, during time, indicated the existence of similar patterns for the electromyography's curves for the musdes supra mentioned; the angular variation maintained variation patterns in function of time very near; besides dynamic patterns of the ground reaction force, in the analyzed volunteers they be presented in way very seemed between the healthy group and the group with patellofemoral instability. It was concluded therefore, when considering the results obtained in that study, that a pattern of activation common exists, among the muscles vastus medialis oblique and vastus lateralis, as well as there were not differences among the analysis of the angular variation and of the ground reaction force significant that demonstrated any break of the stability biomechanics in the volunteers with patellofemoral instability when compared to the group with healthy volunteers / Doutorado / Doutor em Biologia Buco-Dental
9

Proposta metodológica para o cálculo da força de contato patelofemoral

Cañeiro, João Paulo Torres January 2004 (has links)
O principal objetivo deste estudo foi propor uma metodologia para calcular da força de contato patelofemoral in vivo durante uma atividade dinâmica. Para isso, um protocolo foi operacionalizado permitindo a determinação de parâmetros biomecânicos das articulações tibiofemoral e patelofemoral. Especificamente, os parâmetros determinados foram: centro de rotação tibiofemoral, centro de rotação patelofemoral, linha de ação do ligamento patelar, linha de ação do músculo quadríceps, distância perpendicular do ligamento patelar, distância perpendicular do músculo quadríceps, força do ligamento patelar e força do músculo quadríceps. Para a determinação dos parâmetros foram utilizadas imagens radiográficas dinâmicas, obtidas no plano sagital, de um indivíduo executando um exercício de extensão de joelho em cadeia cinética aberta, a uma velocidade de 45o/s, em seis situações distintas: sem carga externa e com caneleiras de 1 a 5kg (implementadas de 1kg em 1kg) aplicadas à tíbia. As imagens radiográficas foram captadas a uma freqüência de amostragem de 50 Hz, utilizando-se um videofluoroscópio de marca Axiom Siemens Iconos R100. As imagens obtidas foram reproduzidas e digitalizadas utilizando uma placa de captura da marca Silicon Graphics 320. Foram desenvolvidas rotinas computacionais utilizando o software MatlabÒ para a análise dos dados. A propagação do erro na determinação da força de contato patelofemoral foi calculada pelo método de Kleine & McClintock. O protocolo desenvolvido com base na videofluoroscopia permite determinar todos parâmetros biomecânicos necessários para o modelamento da articulação patelofemoral. Os resultados sugerem que, em comparação com a lei de Hooke, a utilização da dinâmica inversa como forma de determinação da força de contato patelofemoral é mais apropriada. Isso pode ser confirmado pelos menores níveis de erro apresentados pela dinâmica inversa. Com base no método de Kleine & McClintock, a linha de ação do músculo quadríceps parece ser um parâmetro crítico no cálculo da força de contato patelofemoral. / The primary goal of this study was to propose a method to calculate the patellofemoral contact force in vivo during a dynamic activity. In order to do that, a protocol was operacionalized allowing to determine the biomechanical parameters of the tibiofemoral and patellofemoral joints. Specifically, the parameters determinated were: tibiofemoral rotation center, patellofemoral rotation center, patellar ligament’s action line, quadriceps muscle’s action line, the patellar ligament moment arm, the quadriceps muscle moment arm, patellar ligament’s force and quadriceps muscle force. To determine such parameters were used dynamic radiographycal images, obtained in the sagital plane, from one individual executing an exercise of knee’s extension in open kinetic chain, in a speed of 45º/s, in six distinct situations: without external load and with weights of 1 to 5kg (implemented 1kg to 1kg) applied to the tibia. The radiographic images were captured in a sampling frequency of 50Hz, through a videofluoroscope from Axiom Siemens Iconos R100. The images obtained were reproduced and digitalized using a capture plate Slicon Graphics 320. Computer routines were developed with the software Matlab® to analyze the data. The error propagation on patelofemoral contact force determination was calculated by the method of Kleine & McClintock. The protocol developed based on the videofluoroscopy allow to determine all the biomechanical parameters needed to the modeling of the patelofemoral joint. The results suggest that, in comparison with Hooke’s law, the use of inverse dynamics as a way to determine the patellofemoral contact force is more appropriated. This can be confirmed by lower levels of error presented in the inverse dynamics. Based on the Kleine & McClintock’s method, the action line of the quadriceps muscle seems to be a critical parameter on the calculus of the patelofemoral’s contact force.
10

Proposta metodológica para o cálculo da força de contato patelofemoral

Cañeiro, João Paulo Torres January 2004 (has links)
O principal objetivo deste estudo foi propor uma metodologia para calcular da força de contato patelofemoral in vivo durante uma atividade dinâmica. Para isso, um protocolo foi operacionalizado permitindo a determinação de parâmetros biomecânicos das articulações tibiofemoral e patelofemoral. Especificamente, os parâmetros determinados foram: centro de rotação tibiofemoral, centro de rotação patelofemoral, linha de ação do ligamento patelar, linha de ação do músculo quadríceps, distância perpendicular do ligamento patelar, distância perpendicular do músculo quadríceps, força do ligamento patelar e força do músculo quadríceps. Para a determinação dos parâmetros foram utilizadas imagens radiográficas dinâmicas, obtidas no plano sagital, de um indivíduo executando um exercício de extensão de joelho em cadeia cinética aberta, a uma velocidade de 45o/s, em seis situações distintas: sem carga externa e com caneleiras de 1 a 5kg (implementadas de 1kg em 1kg) aplicadas à tíbia. As imagens radiográficas foram captadas a uma freqüência de amostragem de 50 Hz, utilizando-se um videofluoroscópio de marca Axiom Siemens Iconos R100. As imagens obtidas foram reproduzidas e digitalizadas utilizando uma placa de captura da marca Silicon Graphics 320. Foram desenvolvidas rotinas computacionais utilizando o software MatlabÒ para a análise dos dados. A propagação do erro na determinação da força de contato patelofemoral foi calculada pelo método de Kleine & McClintock. O protocolo desenvolvido com base na videofluoroscopia permite determinar todos parâmetros biomecânicos necessários para o modelamento da articulação patelofemoral. Os resultados sugerem que, em comparação com a lei de Hooke, a utilização da dinâmica inversa como forma de determinação da força de contato patelofemoral é mais apropriada. Isso pode ser confirmado pelos menores níveis de erro apresentados pela dinâmica inversa. Com base no método de Kleine & McClintock, a linha de ação do músculo quadríceps parece ser um parâmetro crítico no cálculo da força de contato patelofemoral. / The primary goal of this study was to propose a method to calculate the patellofemoral contact force in vivo during a dynamic activity. In order to do that, a protocol was operacionalized allowing to determine the biomechanical parameters of the tibiofemoral and patellofemoral joints. Specifically, the parameters determinated were: tibiofemoral rotation center, patellofemoral rotation center, patellar ligament’s action line, quadriceps muscle’s action line, the patellar ligament moment arm, the quadriceps muscle moment arm, patellar ligament’s force and quadriceps muscle force. To determine such parameters were used dynamic radiographycal images, obtained in the sagital plane, from one individual executing an exercise of knee’s extension in open kinetic chain, in a speed of 45º/s, in six distinct situations: without external load and with weights of 1 to 5kg (implemented 1kg to 1kg) applied to the tibia. The radiographic images were captured in a sampling frequency of 50Hz, through a videofluoroscope from Axiom Siemens Iconos R100. The images obtained were reproduced and digitalized using a capture plate Slicon Graphics 320. Computer routines were developed with the software Matlab® to analyze the data. The error propagation on patelofemoral contact force determination was calculated by the method of Kleine & McClintock. The protocol developed based on the videofluoroscopy allow to determine all the biomechanical parameters needed to the modeling of the patelofemoral joint. The results suggest that, in comparison with Hooke’s law, the use of inverse dynamics as a way to determine the patellofemoral contact force is more appropriated. This can be confirmed by lower levels of error presented in the inverse dynamics. Based on the Kleine & McClintock’s method, the action line of the quadriceps muscle seems to be a critical parameter on the calculus of the patelofemoral’s contact force.

Page generated in 0.0268 seconds