• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 248
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 259
  • 103
  • 95
  • 63
  • 43
  • 41
  • 36
  • 35
  • 31
  • 30
  • 29
  • 28
  • 28
  • 27
  • 27
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Iluminar a inteligência e educar a afetividade

Vojniak, Fernando 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em História Made available in DSpace on 2012-10-22T06:16:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 209404.pdf: 8506069 bytes, checksum: e1a17b8b5eb25f7fe4cb3dc99ce91507 (MD5) História da problematização do gênero masculino no Oeste Catarinense nas décadas de 1950 e 1960. Em meados do século XX a região estava associada a uma imagem de lugar "não civilizado", violento, carente da presença do poder público, "fora da lei" e de forte presença de "coronéis" e "caudilhos". Neste momento, um conjunto de enunciados, temas e conceitos procuraram constituí-la em oposição a esta imagem, ou seja, como uma região progressista, civilizada e com uma população trabalhadora e igualmente progressista e civilizada. Neste quadro, o masculino mostra-se bastante representativo, pois parecia ser necessário definir um modelo de masculinidade, adequado ao ideal de civilização que se pretendia implantar e, ao mesmo tempo, que contribuísse para a sua implantação. Portanto este trabalho analisa, a partir de pesquisas em jornais impressos, textos históricos, literários e memorialísticos e através de pesquisa oral e iconográfica as imagens, os temas, os enunciados e os conceitos que construíram o gênero masculino na região e o tornam representativo e constitutivo desta nova realidade do Oeste Catarinense.
2

A casa dos homens: passos de uma mulher entre as masculinidades na prisão

Santos, Cintia Helena dos [UNESP] 17 January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:04Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-01-17Bitstream added on 2014-06-13T18:46:03Z : No. of bitstreams: 1 santos_ch_dr_assis.pdf: 661303 bytes, checksum: 9b55b17bf1a0358c8287163ed9de445b (MD5) Este estudo trata da articulação entre os processos de subjetivação contemporâneos, as relações de poder e as formas sutis com que as tecnologias de gênero naturalizam e perpetuam ações nas relações, parcerias e lutas diárias que ocorrem em uma Penitenciária. Partindo da genealogia foucaultiana, como matriz epistemológica e metodológica, colocamos em análise documentos institucionais e entrevistas realizadas com funcionários do Sistema Penitenciário do Paraná, que atuam na cidade de Londrina. O entrelaçamento destas falas e forças engendra o impacto das tecnologias de gênero, em especial das masculinidades, na dinâmica das relações de poder e de resistência entre os que habitam a prisão. A forma como são caladas e/ou adequadas às diversidades humanas e às maquinarias que compõem os rígidos processos de subjetivação admitidos no cárcere e entre “carcereiros”, apresentaram-nos aprisionamentos mais precisos e danosos que as grades. Para além destas, apresentam-nos os modos de aprisionamentos de si e do outro, que cristalizam e empobrecem os corpos e suas possibilidades de novos encontros e afetações. De modo geral, apontam-nos para processos de subjetivação disciplinares e normalizadores. A problematização destas grades biopolitícas binárias tem permitido outros fluxos, no sentido de ampliar a percepção e superação das grades de ferro e de si mesmos. Esta pesquisa caracteriza-se pela decisão de fazer e manter algumas questões quanto aos processos de subjetivação daqueles que representam o Estado perante as pessoas presas, a partir dos passos de uma mulher entre as masculinidades. Em todo seu percurso, esta escolha mostrou-nos ser o caminho possível para o surgimento de linhas de fuga que possibilitam existências mais potentes e, assim, apontam para a concretização da proposta... This study addresses the link between the processes of contemporary subjectification, the power association and the subtle ways in which the gender technologies naturalize and perpetuate actions in the relations, partnerships and daily struggles that take place in a penitentiary. From the Foucault‟s genealogy as an epistemological and methodological matrix, we analyze institutional documents and interviews performed with officials of the Penitentiary System of Paraná, in the city of Londrina. The intertwining of these speeches and forces engenders the impact of the technologies of gender - in especial of the masculinities, in the dynamics of the relations of power and resistance among those who inhabit prison. The way they are silenced and adequate to human diversity and to the machinery that make up the rigid processes of subjectivation allowed in prison and between jailers, showed us more effective and injurious incarcerations than the bars. Beyond that, they present us the ways of the self-incarcerations and the other‟s incarcerations that solidify and deplete their bodies and their chances of new findings and affectations. In general, they lead us to processes of disciplinary and normalizing subjectification. The problematization of these biopolitics, binary grids has allowed other fluxes, in the sense of broadening perception and overcoming the iron bars and themselves. This research is characterized by the decision of raising and keeping a few questions about the processes of subjectification of those who represent the State in the presence of the prisoners, and from the moves of a woman among the masculinities. Throughout its course, this choice proved to be the a possible way for the raise of escape lines that enable more powerful existence and thus leading to the completion of the proposed intention to make of the criminal... (Complete abstract click electronic access below)
3

Cachaceiro e raparigueiro, desmantelado e largadão!: uma contribuição aos estudos sobre homens e masculinidades na região nordeste do Brasil

Honório, Maria das Dores [UNESP] 17 October 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-10-17Bitstream added on 2014-06-13T19:46:29Z : No. of bitstreams: 1 honorio_md_dr_arafcl.pdf: 686638 bytes, checksum: 05836da6470e7ac67441d1bbb3da3099 (MD5) Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) A presente tese sobre a masculinidade nas canções do forró eletrônico na região Nordeste do Brasil é uma contribuição aos estudos sobre homens e masculinidades sob uma perspectiva das relações de gênero. A partir da análise de algumas canções de forró eletrônico, objetiva-se desenvolver uma reflexão sobre os modelos de masculino e feminino transmitidos nestas músicas e como as relações entre os gêneros estão colocadas, bem como suas temáticas centrais. Isto nos possibilita pensar se há um novo modo de expressão da masculinidade ou uma afirmação da masculinidade dominante, tradicional, heterossexual. Para a análise proposta, utilizaremos como referenciais teóricos as definições de Joan Scott sobre gênero, para a qual o gênero, baseado nas diferenças percebidas entre os sexos, é um dos elementos constitutivos das relações sociais e uma primeira forma de dar significado às relações de poder; além disso, utilizaremos os conceitos elaborados por Pierre Bourdieu para o qual a dominação masculina é aquela exercida pelo homem, invisível e não questionada, legitimada pela ordem social e pela violência simbólica contida nesta dominação, que é sofrida pelas mulheres sem que estas se deem conta. As canções evidenciam relações entre homens e mulheres permeadas pelo gênero e o poder, que moldam comportamentos e práticas sexuais, reproduzindo e incentivando relações hierárquicas e assimétricas. Dessa forma, apontam uma nova expressão da masculinidade tradicional, um “novo rapaz”, um homem que renova as atitudes masculinas tradicionais, mas que se recusa diante do poder patriarcal. Trata-se de um homem que não quer assumir... This thesis on masculinity in electronic forró songs in northeastern Brazil is a contribution to studies on men and masculinities from a perspective of gender relations. From the analysis of some electronic forró songs, the objective is to develop a reflection on the models of male and female broadcasted in these songs and how gender relations are placed, as well as its central themes. All this enables us to wonder if there is a new mode of expression of masculinity or an affirmation of dominant masculinity, traditional, heterosexual. For the proposed analysis, we use as theoretical referential Joan Scott definitions on gender, for which the genre, based on perceived differences between the sexes, is one of the constitutive elements of social relations and a first way to give meaning to the power relations; in addition, we use the concepts elaborated by Pierre Bourdieu, to which male domination is exercised by man, invisible and unquestioned, legitimized by social and symbolic violence contained in this rule, which is suffered by women without noticing. It appears that the songs reveal relationships between men and women permeated by the gender and power that shape sexual behavior and practices, and encouraging reproducing hierarchical and asymmetrical relations. Thus, point to a new expression of traditional masculinity, a new man, a man who renews traditional male attitudes, but refuses the patriarchal power, in other words, this is a man who does not want to make commitments or take responsibility, who will not be living for the home or be a or provider and runs away from intimacy. This new guy likes to party, loud music, excessive... (Complete abstract click electronic access below)
4

Razão, Honestidade e Sensibilidade: Novas Concepções sobre Masculinidade(s)

VICENTE, D. D. 15 August 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:10:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_471_.pdf: 717246 bytes, checksum: dd870c23c69522826599e65ac1b69e3b (MD5) Previous issue date: 2005-08-15 Os estudos sobre masculinidade vêm ganhando espaço em diversos campos das ciências humanas e naturais. Esse interesse nos homens, no entanto, é recente, se comparado às várias décadas em que a categoria de gênero foi estudada tendo como foco quase exclusivo as mulheres. Este estudo teve como objetivo verificar as concepções de masculinidade que homens e mulheres jovens, de Vitória-E.S., possuem. Também se procurou verificar se e como essas concepções se articulam com algumas características do liberalismo e do modo de produção capitalista ocidental e ainda como os modelos de masculinidade podem fortalecer essas características e serem fortalecidos por elas. Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas realizadas com 20 participantes, sendo 10 homens e 10 mulheres de classe média, com idade entre 23 e 30 anos, com terceiro grau completo ou em curso. As entrevistas focalizaram diversos elementos que compõem o modelo hegemônico de masculinidade das sociedades ocidentais, como o caráter ativo do homem, a razão, a potência sexual e sua função de provedor. Os resultados foram agrupados em categorias elaboradas a partir da análise do conteúdo das entrevistas. Os resultados indicaram que as principais características presentes nas concepções sobre masculinidade foram a força, intimamente ligada ao suposto caráter ativo do homem, e a honestidade. Inexoravelmente articuladas entre si, ambas, apesar de aspectos positivos, estão ligadas a concepções retrógradas e essencialistas de superioridade masculina. Ao mesmo tempo, elementos tradicionalmente associados à masculinidade como a razão, a função de provedor e a potência sexual, mostram-se cada vez mais flexíveis. Conclui-se que várias das características que compõem as concepções identificadas articulam-se com práticas típicas do modo de funcionamento liberal capitalista, práticas essas muitas vezes pouco saudáveis, que levam a situações de exploração e dominação. Também se conclui que os dados evidenciaram uma busca por parte de homens e mulheres, por uma maior igualdade nas relações de gênero, mesmo que tal busca esteja cheia de contradições e ainda distante do que poderia ser considerado desejável.
5

Com a palavra, o prover

Tagliamento, Grazielle 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Made available in DSpace on 2012-10-23T07:41:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 243849.pdf: 398548 bytes, checksum: ce1149fca95169b7620058ff4517a996 (MD5) Esta pesquisa teve como objetivo a análise dos processos de subjetivação e das produções de masculinidades por/para famílias de camadas médias nas quais a mãe é a provedora do sustento financeiro, enquanto que o pai encontra-se desempregado e, por vezes, sem trabalho, bem como verificar quais as normas e resistências engendradas em tais procedimentos. Para tanto foram realizadas entrevistas com os membros de duas famílias, que, posteriormente, foram transformadas em discursos familiares acerca de suas práticas cotidianas, tendo como pano de fundo o enunciado do prover. O exame deste material possibilitou uma contextualização das idiossincrasias e congruências entre as práticas destas famílias, o que viabilizou a verificação de que ante as mesmas normas, num jogo de agonísmo entre estas e as contingências impossibilitadoras de reiterá-las, subjetividades e masculinidades múltiplas afloraram. Nestas lutas ocorreram subversões aos mandatos que determinam posições e atributos específicos para homens e mulheres, os quais, no entanto, por desejarem o reconhecimento do outro, almejavam reiterá-los e sofriam por não o conseguirem. Contudo, a (re)criação dos modos de existência destas organizações familiares, foi potencializada pelos afetos que permeavam seus vínculos. This research had as its objective the analysis of the subjectivation process and production of masculinities by/for medium class families in which the mother is the sole provider of financial sustenance, while the father is unemployed and, sometimes, without work, as well as verifying which are the norms and resistances engineered in such procedures. Inasmuch interviews were conducted with the members of two families, which, posterior to that, were transformed into family discourses about their daily practices, having as a background the enunciate of providing. The examination of this material allowed the contextualization of the idiosyncrasies and congruencies between the practices of these families, which allowed the verification that under the same norms, in a game of agonists between these and the reiteration impossibilitating contingencies, multiple subjectivities and masculinities emerged. In these fights subversions to the position determining mandates of specific attributes and positions of men and women occurred, but that, by desiring the recognition of the other, individuals wanted to reiterate it and suffered when they could not. However, the (re-)creation of the existence modes of these family organizations, was multiplied by the affection that permeated its links.
6

A negociação de sentidos sobre masculinidades e paternidades em contextos populares de Florianópolis

Beiras, Adriano 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Made available in DSpace on 2012-10-23T15:17:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 242933.pdf: 672116 bytes, checksum: 3c1e8f2bdbda91cb7f1aee2118fd381a (MD5) Estudos sobre paternidades e masculinidades têm adquirido maior visibilidade na literatura científica brasileira nos últimos anos. No que se refere à paternidade, diversas pesquisas buscam compreender a interação entre pais e filhos no ambiente familiar, compreender seus sentidos, práticas e configurações. Com relação aos estudos de masculinidades, ocorreu uma significativa intensificação destas pesquisas nos anos 80 e 90, impulsionadas principalmente pelos estudos de gênero. Esta dissertação de mestrado se propôs investigar a negociação de sentidos sobre masculinidade e paternidade em contextos populares de Florianópolis, a partir de pesquisa exploratória. O trabalho de campo foi realizado através de entrevistas livres, inspiradas no modo etnográfico de pesquisar, com jovens homens e seus pais. A população pesquisada constituiu-se de cinco jovens, os pais de três deles, duas mães, o irmão de um e a companheira do pai de outro dos informantes. A concepção de sujeito e a orientação teórica da dissertação fundamenta-se no diálogo com a psicanálise freudo-lacaniana e com teóricos/as dos estudos de gênero, masculinidades e paternidades, com especial atenção à produção latino-americana, no que se refere aos dois últimos temas. As tensões entre diferentes práticas de ser pai e homem com a ruptura de um modelo ideal hegemônico e o fortalecimento de novas formas de expressão de paternidade e masculinidade, marcam as histórias dos sujeitos estudados, conforme seus relatos. Se um modelo hegemônico de masculinidade persiste e se ressignifica em alguns dos discursos analisados, já não o faz com exclusividade. Em meio à complexidade dos processos identificatórios e à constatação de uma história de rupturas e transformações, a paternidade, em suas práticas e sentidos, é reinventada. Os discursos sobre paternidade e masculinidade apontam para um momento de mudanças, onde o antigo e o novo convivem e se superpõem nos relatos dos entrevistados. As posições de pai e de homem dos sujeitos desta pesquisa encontram-se e desencontram-se na construção das subjetividades dos informantes, ampliando a arena de possibilidades de expressão de masculinidades e de exercícios de paternidade, evidenciando, em alguns casos, movimentos de mudanças. Os modos tradicionais de ser homem reinventam-se e mesclam-se a novos modelos de masculinidades. Neste campo de possibilidades de novas subjetivações, as mulheres tiveram fundamental participação, influenciando e definindo mudanças, sendo importante ressaltar o seu lugar na construção dos sentidos atribuídos à masculinidade e à paternidade, pelos jovens homens entrevistados e seus pais.
7

Cachaceiro e raparigueiro, desmantelado e largadão! uma contribuição aos estudos sobre homens e masculinidades na região nordeste do Brasil

Honório, Maria das Dores. 2012 (has links)
Orientador: Lucila Scavone Banca: Iara Aparecida Beleli Banca: Luzinete Simões Minella Banca: Luís Antônio Francisco de Souza Banca: Eliana de Melo e Souza Resumo: A presente tese sobre a masculinidade nas canções do forró eletrônico na região Nordeste do Brasil é uma contribuição aos estudos sobre homens e masculinidades sob uma perspectiva das relações de gênero. A partir da análise de algumas canções de forró eletrônico, objetiva-se desenvolver uma reflexão sobre os modelos de masculino e feminino transmitidos nestas músicas e como as relações entre os gêneros estão colocadas, bem como suas temáticas centrais. Isto nos possibilita pensar se há um novo modo de expressão da masculinidade ou uma afirmação da masculinidade dominante, tradicional, heterossexual. Para a análise proposta, utilizaremos como referenciais teóricos as definições de Joan Scott sobre gênero, para a qual o gênero, baseado nas diferenças percebidas entre os sexos, é um dos elementos constitutivos das relações sociais e uma primeira forma de dar significado às relações de poder; além disso, utilizaremos os conceitos elaborados por Pierre Bourdieu para o qual a dominação masculina é aquela exercida pelo homem, invisível e não questionada, legitimada pela ordem social e pela violência simbólica contida nesta dominação, que é sofrida pelas mulheres sem que estas se deem conta. As canções evidenciam relações entre homens e mulheres permeadas pelo gênero e o poder, que moldam comportamentos e práticas sexuais, reproduzindo e incentivando relações hierárquicas e assimétricas. Dessa forma, apontam uma nova expressão da masculinidade tradicional, um "novo rapaz", um homem que renova as atitudes masculinas tradicionais, mas que se recusa diante do poder patriarcal. Trata-se de um homem que não quer assumir... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: This thesis on masculinity in electronic forró songs in northeastern Brazil is a contribution to studies on men and masculinities from a perspective of gender relations. From the analysis of some electronic forró songs, the objective is to develop a reflection on the models of male and female broadcasted in these songs and how gender relations are placed, as well as its central themes. All this enables us to wonder if there is a new mode of expression of masculinity or an affirmation of dominant masculinity, traditional, heterosexual. For the proposed analysis, we use as theoretical referential Joan Scott definitions on gender, for which the genre, based on perceived differences between the sexes, is one of the constitutive elements of social relations and a first way to give meaning to the power relations; in addition, we use the concepts elaborated by Pierre Bourdieu, to which male domination is exercised by man, invisible and unquestioned, legitimized by social and symbolic violence contained in this rule, which is suffered by women without noticing. It appears that the songs reveal relationships between men and women permeated by the gender and power that shape sexual behavior and practices, and encouraging reproducing hierarchical and asymmetrical relations. Thus, point to a new expression of traditional masculinity, a "new man", a man who renews traditional male attitudes, but refuses the patriarchal power, in other words, this is a man who does not want to make commitments or take responsibility, who will not be living for the home or be a or provider and runs away from intimacy. This "new guy" likes to party, loud music, excessive... (Complete abstract click electronic access below) Doutor
8

A casa dos homens : passos de uma mulher entre as masculinidades na prisão

Santos, Cíntia Helena dos. 2013 (has links)
Orientador: Wiliam Siqueira Peres Banca: Sônia Regina Vargas Mansano Banca: Leonardo Lemos de Souza Banca: Fernando Silva Teixeira Filho Banca: Sandra Maria da Mata Azevedo Resumo: Este estudo trata da articulação entre os processos de subjetivação contemporâneos, as relações de poder e as formas sutis com que as tecnologias de gênero naturalizam e perpetuam ações nas relações, parcerias e lutas diárias que ocorrem em uma Penitenciária. Partindo da genealogia foucaultiana, como matriz epistemológica e metodológica, colocamos em análise documentos institucionais e entrevistas realizadas com funcionários do Sistema Penitenciário do Paraná, que atuam na cidade de Londrina. O entrelaçamento destas falas e forças engendra o impacto das tecnologias de gênero, em especial das masculinidades, na dinâmica das relações de poder e de resistência entre os que habitam a prisão. A forma como são caladas e/ou adequadas às diversidades humanas e às maquinarias que compõem os rígidos processos de subjetivação admitidos no cárcere e entre "carcereiros", apresentaram-nos aprisionamentos mais precisos e danosos que as grades. Para além destas, apresentam-nos os modos de aprisionamentos de si e do outro, que cristalizam e empobrecem os corpos e suas possibilidades de novos encontros e afetações. De modo geral, apontam-nos para processos de subjetivação disciplinares e normalizadores. A problematização destas grades biopolitícas binárias tem permitido outros fluxos, no sentido de ampliar a percepção e superação das grades de ferro e de si mesmos. Esta pesquisa caracteriza-se pela decisão de fazer e manter algumas questões quanto aos processos de subjetivação daqueles que representam o Estado perante as pessoas presas, a partir dos passos de uma mulher entre as masculinidades. Em todo seu percurso, esta escolha mostrou-nos ser o caminho possível para o surgimento de linhas de fuga que possibilitam existências mais potentes e, assim, apontam para a concretização da proposta... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: This study addresses the link between the processes of contemporary subjectification, the power association and the subtle ways in which the gender technologies naturalize and perpetuate actions in the relations, partnerships and daily struggles that take place in a penitentiary. From the Foucault‟s genealogy as an epistemological and methodological matrix, we analyze institutional documents and interviews performed with officials of the Penitentiary System of Paraná, in the city of Londrina. The intertwining of these speeches and forces engenders the impact of the technologies of gender - in especial of the masculinities, in the dynamics of the relations of power and resistance among those who inhabit prison. The way they are silenced and adequate to human diversity and to the machinery that make up the rigid processes of subjectivation allowed in prison and between "jailers", showed us more effective and injurious incarcerations than the bars. Beyond that, they present us the ways of the self-incarcerations and the other‟s incarcerations that solidify and deplete their bodies and their chances of new findings and affectations. In general, they lead us to processes of disciplinary and normalizing subjectification. The problematization of these biopolitics, binary grids has allowed other fluxes, in the sense of broadening perception and overcoming the iron bars and themselves. This research is characterized by the decision of raising and keeping a few questions about the processes of subjectification of those who represent the State in the presence of the prisoners, and from the moves of a woman among the masculinities. Throughout its course, this choice proved to be the a possible way for the raise of escape lines that enable more powerful existence and thus leading to the completion of the proposed intention to make of the criminal... (Complete abstract click electronic access below) Doutor
9

Embates de masculinidade: dos pássaros aos homens ou dos homens aos pássaros? Pesquisa entre homens criadores de pássaros residentes na comunidade de Lagoa Encantada

José Da Silva, Roberto 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:05:49Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4356_1.pdf: 6040898 bytes, checksum: f522d5b79f72347d9fc4e371caae349f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Esta dissertação investiga os espaços de sociabilidade masculina, identificando algumas regras e redes de significados no tornar-se homem, enfocando os embates de masculinidades simbolizados pelos torneios de canto de pássaros na comunidade de Lagoa Encantada bairro do Ibura. Na investigação foi mapeado como se processa a prática da criação de pássaros na comunidade, o seu circuito, os torneios que lá acontecem e os principais personagens que dela comungam. O estudo foi desenvolvido através de investigação etnográfica por meio de observações participantes, conversas informais e entrevistas semi-estruturadas no próprio local da pesquisa. O número de sujeitos que colaboraram com o trabalho foi de 9 interlocutores, todos residentes na própria comunidade e que, de alguma forma, estavam envolvidos com a atividade; ou com a prática da criação de pássaros propriamente dita, ou com participação efetiva nos torneios de disputa de cantos. A etnografia aqui apresentada está distribuída em 4 capítulos que abordam desde a caracterização da comunidade investigada, passando pelas cenas e interações dos torneios, até a relação dos homens com os seus pássaros. A análise dos dados aponta para uma transferência de significados da personalidade do proprietário para o pássaro, em que ele atribui ao pássaro características da afirmação da sua identidade masculina, como também a atualização do modelo hegemônico de masculinidade quando dos embates ocorridos nos torneios
10

A crise da masculinidade nas dramaturgias de Nelson Rodrigues, Plínio Marcos e Newton Moreno

SIQUEIRA, Elton Bruno Soares de 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:32:51Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7427_1.pdf: 1897764 bytes, checksum: 37e78852fb5a5f6d1c6bddaab09c6dff (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 Partindo do suposto de que a literatura corresponde a um discurso que se insere num contexto cultural e, por isso, marcado ideologicamente, propomo-nos investigar como o teatro brasileiro, a partir de Nelson Rodrigues, expressa indícios de uma crise dos valores masculinos hegemônicos. O mito moderno da masculinidade é problematizado a partir da análise da obra de três escritores de considerável destaque na produção dramatúrgica brasileira moderna e contemporânea: Nelson Rodrigues, Plínio Marcos e Newton Moreno. O corpus da pesquisa é composto de seis peças: Perdoa-me por me traíres (1957) e O beijo no asfalto (1961), de Nelson Rodrigues; Dois perdidos numa noite suja (1966) e Navalha na carne (1967), de Plínio Marcos; Dentro (2002) e Agreste (2004), de Newton Moreno. O objetivo principal da pesquisa foi caracterizar a forma em que cada autor trabalha as personagens masculinas ou os discursos masculinos em suas peças, a fim de deduzir uma gama de valores concernentes à questão da masculinidade. Outros objetivos, mais específicos, orientaram a investigação, como: identificar que recursos discursivos, presentes nessas dramaturgias, contribuem para criar alteridades masculinas; interpretar como essas alteridades corroboram a crise dos referentes masculinos; investigar que relações possíveis podem ser apontadas entre a forma dramatúrgica e o tema abordado. Para tanto, nos valemos de algumas orientações metodológicas da Análise Crítica do Discurso Literário, baseando-nos, sobretudo, em Fairclough (2001), para uma abordagem crítica do discurso, o que nos fez intervir sobre a materialidade lingüística e estética dos textos, sem perder de vista os objetivos e as finalidades que fazem da nossa pesquisa uma investigação do caráter político da produção dramatúrgica brasileira, e em Bakhtin (1981a), para as considerações sobre a arte literária. Demonstramos que as peças de Nelson Rodrigues, Plínio Marcos e Newton Moreno, além das inovações formais, trataram de temas pertinentes ao homem contemporâneo, oferecendo uma concepção lúcida do mundo pós-Segunda Guerra e de suas contradições. Constatamos que o discurso masculino nessas dramaturgias converge para a idéia de que o homem, inserido no mundo contemporâneo, se depara com situações e tipos de relações sociais não mais condizentes com o quadro de referências que ele tinha de sua própria imagem masculina o sistema de crenças burguês

Page generated in 0.0789 seconds