• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 53
  • Tagged with
  • 53
  • 53
  • 15
  • 11
  • 11
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Helmintos parasitos de mocós (Kerodon rupestris Wied, 1820), de vida livre e de cativeiro, criados no semi-árido nordestino

Almeida, Katyane de Sousa [UNESP] 09 February 2004 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:17Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004-02-09Bitstream added on 2014-06-13T20:35:34Z : No. of bitstreams: 1 almeida_ks_me_jabo.pdf: 2362600 bytes, checksum: 489ede1ee71b47a3fe822cb5d153c297 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A espécie Kerodon rupestris, popularmente conhecida como mocó, é um roedor da Família Caviidae. Poucas pesquisas foram realizadas com essa espécie, principalmente as relacionadas aos seus parasitos. Dessa forma, este trabalho objetivou conhecer a fauna helmintológica de mocós criados na região semi-árida do Rio Grande do Norte. Foram utilizados 16 animais (sete machos e nove fêmeas), sendo sete jovens e nove adultos. Nove animais foram capturados no seu habitat natural e sete procedentes do cativeiro localizado no Centro de Multiplicação de Animais Silvestres da Escola Superior de Agricultura de Mossoró. Após o sacrifício, os animais foram necropsiados e o conteúdo resultante de cada segmento do trato digestório foi fixado e envasado em frascos individuais, identificados e enviados ao Laboratório de Helmintologia da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista - Câmpus de Jaboticabal. Ainda foram observados quanto à presença de parasitos a traquéia, coração, pulmão, fígado e rins. Para classificação dos helmintos seguiu-se a metodologia descrita na literatura, além de cortes histológicos para o estudo da sínlofe. Dos 16 animais necropsiados, foram coletados 113 helmintos, sendo cinco espécies de nematódeos (Paraspidodera uncinata, Trichostrongylus colubriformis, Trichuris gracilis, Trichuris muris e Vianella lenti) e uma de cestódeo (Thysanotaenia congolensis), sendo o T. colubriformis o nematódeo mais prevalente. Não houve relação significativa entre os parasitos e a idade do hospedeiro (p>0,05). Em relação à carga parasitária e espécies de helmintos os animais de vida livre estavam mais parasitados. / The brazilian rodent rock cavy (Kerodon rupestris) belongs to the Family Caviidae. Only a few researches were accomplished with this species, and just a little is known about its parasites. This paper aims to study the helminthfauna of free ranging and captivity Kerodon rupestris growth in the semi-arid area of Rio Grande do Norte state, Brazil. Sixteen animals, (seven male and nine females), seven immature and nine adults, were studied. The nine free-ranging animals were caught in their natural habitat, and the seven captivity animals were procedent from the Centro de Multiplicação de Animais Silvestres da Escola Superior de Agricultura de Mossoró, Rio Grande do Norte State, Brazil. These animals were necropsied and the gastrointestinal content of each segment was fixed and bottled in individual flasks and sent to the Laboratório de Helmintologia da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista - Câmpus de Jaboticabal. Also, trachea, heart, lung and liver were examined in search of worms. The classification of the helminths was based in methodology found in literature and in histological sections for synlophe study. From the sixteen animals necropsied, were collected 113 helminths, five nematode species (Paraspidodera uncinata, Trichostrongylus colubriformis, Trichuris gracilis, Trichuris muris and Vianella lenti) and one cestode (Thysanotaenia congolensis). T. colubriformis was the most prevalent species. There was not statistical relationship between the parasites and the age of the host (p>0,05). Free-ranging animals were more intensely parasitized than the captive ones, as much for number of worms as for diversity of species.
2

Eficácia dos fungos nematófagos Duddingtonia flagrans e Arthrootrys robusta na profilaxa das infecções naturais por nematódeos gastrointestinais em ovinos

Mauad, Juliana Rosa Carrijo [UNESP] 27 June 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:41Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-06-27Bitstream added on 2014-06-13T19:05:52Z : No. of bitstreams: 1 mauad_jrc_dr_botfmvz.pdf: 349887 bytes, checksum: 3ec2640ec38be13795597654902a5d6c (MD5) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / Um dos maiores problemas enfrentados pelos criadores de ovinos são as helmintoses gastrintestinais. O uso indiscriminado de anti-helmínticos teve como conseqüência a seleção de populações de helmintos resistentes. A utilização de fungos nematófagos predadores como controle biológico é uma das alternativas pesquisadas para auxiliar na profilaxia das helmintoses. O objetivo do trabalho foi avaliar a eficácia de fungos nematófagos e a administração de diferentes dosagens na profilaxia das nematodioses gastrintestinais em ovinos naturalmente infectados em Botucatu - SP. O experimento foi dividido em duas etapas, nas quais primeiramente avaliou-se o fungo mais eficaz (Duddingtonia flagrans e Arthrobotrys robusta) e posteriormente duas dosagens do fungo A. robusta. As variáveis avaliadas foram: peso, volume globular (VG), ovos de estrongilídeos por grama de fezes (OPG), coproculturas e larvas infectantes (L3) na pastagem. Não houve diferença significativa no peso médio e VG entre os grupos estudados em ambos experimentos. O número médio de OPG não diferiu significativamente entre os grupos na maioria das colheitas, entretanto o grupo que recebeu o fungo A. robusta (Experimento I) foi o que recebeu menor quantidade de tratamentos com anti-helmínticos, logo foi o fungo utilizado para o Experimento II. Neste houve redução significativa no número de L3 de Trichostrongylus spp. por quilo de matéria seca de forragem nos piquetes pastejados pelo grupo tratado diariamente com fungo A. robusta. Haemonchus contortus foi a espécie predominante em cordeiros traçadores utilizados em ambos os experimentos. Nas condições experimentais do estudo o controle biológico não foi eficaz na profilaxia das helmintoses. / Parasitic gastroenteritis is one of the major problems confronted of the sheep industry. The indiscriminate use of anthelmintics has had as consequence the resistant selection of helminth population. The use of nematophagous fungi as biologic control is one of the alternatives strategies to gastrointestinal nematode infection prophylaxis. The aim of this work was to evaluate the efficacy of the nematophagous fungi and its use in different doses to the prophylaxis of natural infection by gastrointestinal nematodes in sheep kept on pasture in Botucatu – SP, Brazil. The experiment was carried out in two phases: in the first trial, the comparative efficacy of Duddingtonia flagrans and Arthrobotrys robusta fungi was evaluated and in the second, two different strategies of administration of A. robusta fungi. The measurements were: body weight, packed cell volume (PCV), faecal egg counts (FEC), and numbers of third stage larvae (L3) on pasture. There were no significant differences regarding body weight and PCV means between the studied groups of both experiments. The mean FEC did not differ significantly between the groups at the most of the sample collections, however, the daily feed A. robusta group (Experiment I) received the smaller quantity of anthelmintics treatments, so it was the fungi used in the Experiment II. Trichostrongylus spp. L3 numbers per kilogram of dry matter was significantly lower on pasture grazed by the daily treated group with A. robusta fungi. Haemonchus contortus was the predominant species recovered from the tracer lambs in both experiments. At the experimental conditions of the study, the biologic control was not efficient to the helminth prophylaxis in sheep.
3

Caracterização morfológica e molecular de Strongyloides ophidiae (nematoda, strongyloididae) parasitas de serpentes

Santos, Karina Rodrigues dos [UNESP] 18 June 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:23Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-06-18Bitstream added on 2014-06-13T20:01:50Z : No. of bitstreams: 1 santos_kr_dr_botfmvz.pdf: 1297936 bytes, checksum: 0c88aa25df17aa96c68c3329b1304d67 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / No Brasil, o gênero Strongyloides inclui duas espécies parasitas de répteis: Strongyloide ophidiae e Strongyloides cruzi. A primeira foi descrita em serpente Mastigodryas bifossatus e a segunda em lagartixa Hemidactylus mabouya. Na descrição de S. ophidiae apenas a fêmea partenogenética foi caracterizada em 1929 e, desde então, nenhum outro relato sobre esta espécie foi publicado. Estudos moleculares foram realizados com o objetivo de contribuir para a caracterização de Strongyloides spp. foram realizados, porém estes não incluíram S. ophidae. No presente estudo foi realizada a caracterização morfológica e molecular de S. ophidiae coletados em serpentes da região de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil. De um total de 125 animais, apenas quatro encontraram-se parasitados por S. ophidiae, porém fêmeas partenogenéticas foram recuperadas de apenas um animal. Coproculturas foram realizadas para obtenção das larvas L1, L2 e L3, bem como machos e fêmeas de vida livre, os quais foram morfologicamente analisados. Os produtos da PCR apresentaram 350 pb e as seqüências de nucleotídeos (número de acesso Genbank EU287935) isoladas deste nematódeo de Oxyrhopus guibei apresentaram 98% de identidade com Strongyloides procyonis (número de acesso AB272234.1 e AB205054.1) e 97% de identidade com Strongyloides cebus, Strongyloides stercoralis, Strongyloides sp. “ex snake” e Strongyloides fuelleborni (Genbank AB277236.1, AF279916.2, AJ417031.1 e AJ407030.1, respectivamente). A análise filogenética das espécies da família Strongyloididae e Rhabdiasidae demonstrou que, embora apresente 97% de similaridade com outras espécies, S. ophidiae encontra-se isolado em um ramo da árvore filogenética, caracterizando uma identidade diferente em relação a outras espécies analisadas. O presente estudo caracterizou morfológica e molecularmente S. ophidiae, parasita de serpentes da região de Botucatu, São Paulo, Brasil. / In Brazil the genus Strongyloides includes two reptile parasite: S. ophidiae and S. cruzi. The former was described in Mastigodryas bifossatus snake and the other in Hemidactylus mabouya gecko. In the description of S. ophidiae just the partenogenetic females was characterized in 1929 and, ever since, no other report about this species was published. Molecular studies for the characterization of Strongyloides spp. were reported, however these did not include S. ophidae. In the present study the morphological and molecular characterization of S. ophidiae obtained from snakes in Botucatu region, São Paulo State, Brazil was accomplished. Among the 125 studied animals only four snakes were found infected by S. ophidiae, however partenogenetic females were recovered in only one animal. Fecal exams had been performed for obtaining L1, L2 and L3 larvae, as well as free-living males and females, which were morphologically analyzed. PCR products amplified from S. ophidiae partenogenetic female samples presented about 350 bp. Nucleotide sequences (Genbank accession numbers EU287935) isolates from these nematodes from Oxyrhopus guibei presented 98% identity with Strongyloides procyonis (Genbank acession number AB272234.1 and AB205054.1) and 97% identity with Strongyloides cebus, Strongyloides stercoralis, Strongyloides sp. ex snake and Strongyloides fuelleborni (Genbank AB277236.1, AF279916.2, AJ417031.1 and AJ407030.1, respectively). The analysis of the phylogenetic relationship among the species of Strongyloididae and Rhabdiasidae demonstrated that, although there are similarity above 97% with the other species, S. ophidiae was allocated in an isolated branch of the phylogenetic tree, characterizing a different identity in relation to other species analyzed. The present study contributed for the morphological and molecular characterization of S. ophidae from the Botucatu region, São Paulo State, Brazil.
4

Prevalência de Giardia sp. e Cryptosporidium spp. em populações de cães de diferentes regiões do município de Porto Alegre, RS, Brasil

Silva, Sonia Maria Mottin Duro da January 2010 (has links)
Este estudo objetivou identificar a prevalência de cistos de Giardia sp. e oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras de fezesde cães do município de Porto Alegre. As amostras foram analisadas através do método de Faust e cols, para pesquisa de Giardia e esfregaços de fezes corados com Zieh-Neelsen para pesquisa de Cryptosporidium. Foram comparadas as prevalências destes parasitos entre duas populações de cães: cães com proprietário provenientes de comunidades econômica e socialmente vulneráveis de Porto Alegre cães errantes recolhidos ao canil municipal. Foram avaliadas também as prevalênciasem duas faixas etárias: filhotes (idade até 12 meses) e adultos (12 meses ou mais) e quanto ao sexo. Através da aplicação de um questionário epidemiológico algumas variáveis ambientais e de manejo, como acesso à via pública, convivência com outros animais no domicílio e higiene do ambiente onde o animal vive, também puderam ser avaliadas. Das 454 amostras de fezes de cães examinadas, 18,5 %, apresentaram cistos de Giardia, não sendo identificada diferença significativa entre os cães com e sem proprietário. Na pesquisa de Cryptosporidium a prevalência foi de 6,34% nas 410 amostras analisadas. A prevalência encontrada em cães com proprietário foi maior 9,85 % do que os cães de rua 2,89 %. Comparando as faixas etárias, ambos os parasitos apresentaram maior ocorrência em filhotes, 32,65% positivo para Giardia e 11, 36% para Cryptosporidium. Quanto ao sexo não houve diferença significativa em ambos os parasitos. Na análise de variáveis ambientais e de manejo, foi observado que a convivência com outros animais no domicílio e o acesso à via pública não se constituíam como fator de risco para a ocorrência de ambos os parasitos estudados. No entanto, a condição de higiene do domicílio apresentou significativa associação com a ocorrência de cistos de Giardia, que não foi observado na ocorrência de oocistos de Crytposporidium spp. A prevalência de ambos os parasitos em cães assintomáticos coincide com o que é apresentado na bibliografia, que nos cães o significado patogênico das infecções por Giardia e Cryptosporidium é pequeno. Animais assintomáticos podem eliminar cistos de Giardia e oocistos de Cryptoporidium em quantidade significativa, no presente estudo (18,5% e 6,34 %, respectivamente) podendo atuar como fonte de infecção para outros animais, contaminando o ambiente e podendo, em situações especiais, vir a contaminar seres humanos (transmissão zoonótica). / This study aimed at identifying the prevalence of cysts of Giardia sp. and oocysts of Cryptosporidium spp. in dogs of the municipality of Porto Alegre. The samples were analyzed by the method of Faust et al for the search of Giardia and fecal smear stained by Zieh-Neelsen technique for the search of Cryptosporidium. The prevalence of these parasites was compared between two populations of dogs: dogs with owners from economically and socially vulnerable communities of Porto Alegre and wandering dogs which had been taken to the Municipal Kennel. It was also evaluated the prevalence of the parasites in two age groups - puppies (age up to 12 months) and adults (12 months or more), and regarding their sex. By applying an epidemiological survey, some environmental and handling variables, such as management, access to public roads, coexistence with other animals at home and the hygiene of the place where the animals live could also be assessed. Of the 454 dog feces samples examined, 18,5%showed cysts of Giardia, not being identified significant differences between tne dogs with and without owners. In the search of Cryptosporidium the prevalence was of 6,34% of the 410 samples analyzed. The prevalence in dogs with owners was 9,85 % greater than in the street dogs 2,89%. Comparing the age groups , both parasites showed greater occurrence in puppies, 32,65% positive for Giardia and 11,36 % for Cryptosporidium. Regarding sex, there was no significant difference for both parasites. In the analysis of environmental and handling variables it was noted that the coexistece with other animals at home and the access to public roads did not constitute a risk factor for the occurrence of both parasites studied . However, the condition of hygiene of the domicile presented significant association with the occurrence of cysts of Giardia, which was not observed in oocysts occurence of Cryptosporidium. The prevalence of both parasites in asymptomatic dogs coincides with what it is found in the bibliography tha in dogs the pathogenic infection by Giardia and Cryptosporidium is small. Asymptomatic animals can eliminate cysts of Giardia and oocystis of Cryptosporidium in significant amount. In this study, 18,5% and 6,34%, respectively and they can act as a source of infection to the other animals, contaminating the environment which may, in special cases, come to infect human beings (zoonotic transmission).
5

Prevalência de Giardia sp. e Cryptosporidium spp. em populações de cães de diferentes regiões do município de Porto Alegre, RS, Brasil

Silva, Sonia Maria Mottin Duro da January 2010 (has links)
Este estudo objetivou identificar a prevalência de cistos de Giardia sp. e oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras de fezesde cães do município de Porto Alegre. As amostras foram analisadas através do método de Faust e cols, para pesquisa de Giardia e esfregaços de fezes corados com Zieh-Neelsen para pesquisa de Cryptosporidium. Foram comparadas as prevalências destes parasitos entre duas populações de cães: cães com proprietário provenientes de comunidades econômica e socialmente vulneráveis de Porto Alegre cães errantes recolhidos ao canil municipal. Foram avaliadas também as prevalênciasem duas faixas etárias: filhotes (idade até 12 meses) e adultos (12 meses ou mais) e quanto ao sexo. Através da aplicação de um questionário epidemiológico algumas variáveis ambientais e de manejo, como acesso à via pública, convivência com outros animais no domicílio e higiene do ambiente onde o animal vive, também puderam ser avaliadas. Das 454 amostras de fezes de cães examinadas, 18,5 %, apresentaram cistos de Giardia, não sendo identificada diferença significativa entre os cães com e sem proprietário. Na pesquisa de Cryptosporidium a prevalência foi de 6,34% nas 410 amostras analisadas. A prevalência encontrada em cães com proprietário foi maior 9,85 % do que os cães de rua 2,89 %. Comparando as faixas etárias, ambos os parasitos apresentaram maior ocorrência em filhotes, 32,65% positivo para Giardia e 11, 36% para Cryptosporidium. Quanto ao sexo não houve diferença significativa em ambos os parasitos. Na análise de variáveis ambientais e de manejo, foi observado que a convivência com outros animais no domicílio e o acesso à via pública não se constituíam como fator de risco para a ocorrência de ambos os parasitos estudados. No entanto, a condição de higiene do domicílio apresentou significativa associação com a ocorrência de cistos de Giardia, que não foi observado na ocorrência de oocistos de Crytposporidium spp. A prevalência de ambos os parasitos em cães assintomáticos coincide com o que é apresentado na bibliografia, que nos cães o significado patogênico das infecções por Giardia e Cryptosporidium é pequeno. Animais assintomáticos podem eliminar cistos de Giardia e oocistos de Cryptoporidium em quantidade significativa, no presente estudo (18,5% e 6,34 %, respectivamente) podendo atuar como fonte de infecção para outros animais, contaminando o ambiente e podendo, em situações especiais, vir a contaminar seres humanos (transmissão zoonótica). / This study aimed at identifying the prevalence of cysts of Giardia sp. and oocysts of Cryptosporidium spp. in dogs of the municipality of Porto Alegre. The samples were analyzed by the method of Faust et al for the search of Giardia and fecal smear stained by Zieh-Neelsen technique for the search of Cryptosporidium. The prevalence of these parasites was compared between two populations of dogs: dogs with owners from economically and socially vulnerable communities of Porto Alegre and wandering dogs which had been taken to the Municipal Kennel. It was also evaluated the prevalence of the parasites in two age groups - puppies (age up to 12 months) and adults (12 months or more), and regarding their sex. By applying an epidemiological survey, some environmental and handling variables, such as management, access to public roads, coexistence with other animals at home and the hygiene of the place where the animals live could also be assessed. Of the 454 dog feces samples examined, 18,5%showed cysts of Giardia, not being identified significant differences between tne dogs with and without owners. In the search of Cryptosporidium the prevalence was of 6,34% of the 410 samples analyzed. The prevalence in dogs with owners was 9,85 % greater than in the street dogs 2,89%. Comparing the age groups , both parasites showed greater occurrence in puppies, 32,65% positive for Giardia and 11,36 % for Cryptosporidium. Regarding sex, there was no significant difference for both parasites. In the analysis of environmental and handling variables it was noted that the coexistece with other animals at home and the access to public roads did not constitute a risk factor for the occurrence of both parasites studied . However, the condition of hygiene of the domicile presented significant association with the occurrence of cysts of Giardia, which was not observed in oocysts occurence of Cryptosporidium. The prevalence of both parasites in asymptomatic dogs coincides with what it is found in the bibliography tha in dogs the pathogenic infection by Giardia and Cryptosporidium is small. Asymptomatic animals can eliminate cysts of Giardia and oocystis of Cryptosporidium in significant amount. In this study, 18,5% and 6,34%, respectively and they can act as a source of infection to the other animals, contaminating the environment which may, in special cases, come to infect human beings (zoonotic transmission).
6

Prevalência de Giardia sp. e Cryptosporidium spp. em populações de cães de diferentes regiões do município de Porto Alegre, RS, Brasil

Silva, Sonia Maria Mottin Duro da January 2010 (has links)
Este estudo objetivou identificar a prevalência de cistos de Giardia sp. e oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras de fezesde cães do município de Porto Alegre. As amostras foram analisadas através do método de Faust e cols, para pesquisa de Giardia e esfregaços de fezes corados com Zieh-Neelsen para pesquisa de Cryptosporidium. Foram comparadas as prevalências destes parasitos entre duas populações de cães: cães com proprietário provenientes de comunidades econômica e socialmente vulneráveis de Porto Alegre cães errantes recolhidos ao canil municipal. Foram avaliadas também as prevalênciasem duas faixas etárias: filhotes (idade até 12 meses) e adultos (12 meses ou mais) e quanto ao sexo. Através da aplicação de um questionário epidemiológico algumas variáveis ambientais e de manejo, como acesso à via pública, convivência com outros animais no domicílio e higiene do ambiente onde o animal vive, também puderam ser avaliadas. Das 454 amostras de fezes de cães examinadas, 18,5 %, apresentaram cistos de Giardia, não sendo identificada diferença significativa entre os cães com e sem proprietário. Na pesquisa de Cryptosporidium a prevalência foi de 6,34% nas 410 amostras analisadas. A prevalência encontrada em cães com proprietário foi maior 9,85 % do que os cães de rua 2,89 %. Comparando as faixas etárias, ambos os parasitos apresentaram maior ocorrência em filhotes, 32,65% positivo para Giardia e 11, 36% para Cryptosporidium. Quanto ao sexo não houve diferença significativa em ambos os parasitos. Na análise de variáveis ambientais e de manejo, foi observado que a convivência com outros animais no domicílio e o acesso à via pública não se constituíam como fator de risco para a ocorrência de ambos os parasitos estudados. No entanto, a condição de higiene do domicílio apresentou significativa associação com a ocorrência de cistos de Giardia, que não foi observado na ocorrência de oocistos de Crytposporidium spp. A prevalência de ambos os parasitos em cães assintomáticos coincide com o que é apresentado na bibliografia, que nos cães o significado patogênico das infecções por Giardia e Cryptosporidium é pequeno. Animais assintomáticos podem eliminar cistos de Giardia e oocistos de Cryptoporidium em quantidade significativa, no presente estudo (18,5% e 6,34 %, respectivamente) podendo atuar como fonte de infecção para outros animais, contaminando o ambiente e podendo, em situações especiais, vir a contaminar seres humanos (transmissão zoonótica). / This study aimed at identifying the prevalence of cysts of Giardia sp. and oocysts of Cryptosporidium spp. in dogs of the municipality of Porto Alegre. The samples were analyzed by the method of Faust et al for the search of Giardia and fecal smear stained by Zieh-Neelsen technique for the search of Cryptosporidium. The prevalence of these parasites was compared between two populations of dogs: dogs with owners from economically and socially vulnerable communities of Porto Alegre and wandering dogs which had been taken to the Municipal Kennel. It was also evaluated the prevalence of the parasites in two age groups - puppies (age up to 12 months) and adults (12 months or more), and regarding their sex. By applying an epidemiological survey, some environmental and handling variables, such as management, access to public roads, coexistence with other animals at home and the hygiene of the place where the animals live could also be assessed. Of the 454 dog feces samples examined, 18,5%showed cysts of Giardia, not being identified significant differences between tne dogs with and without owners. In the search of Cryptosporidium the prevalence was of 6,34% of the 410 samples analyzed. The prevalence in dogs with owners was 9,85 % greater than in the street dogs 2,89%. Comparing the age groups , both parasites showed greater occurrence in puppies, 32,65% positive for Giardia and 11,36 % for Cryptosporidium. Regarding sex, there was no significant difference for both parasites. In the analysis of environmental and handling variables it was noted that the coexistece with other animals at home and the access to public roads did not constitute a risk factor for the occurrence of both parasites studied . However, the condition of hygiene of the domicile presented significant association with the occurrence of cysts of Giardia, which was not observed in oocysts occurence of Cryptosporidium. The prevalence of both parasites in asymptomatic dogs coincides with what it is found in the bibliography tha in dogs the pathogenic infection by Giardia and Cryptosporidium is small. Asymptomatic animals can eliminate cysts of Giardia and oocystis of Cryptosporidium in significant amount. In this study, 18,5% and 6,34%, respectively and they can act as a source of infection to the other animals, contaminating the environment which may, in special cases, come to infect human beings (zoonotic transmission).
7

Avaliação in vitro de óleos essenciais como anti-helmíntico de bovinos

Kloster, Fernando Staude 22 July 2013 (has links)
Resumo: Os helmintos gastrintestinais de bovinos têm sido relatados como um problema na produção animal no Brasil e no mundo. O uso de anti-helmínticos no controle de endoparasitoses é uma prática comum, porém, essa utilização de forma indiscriminada pode causar efeitos negativos como o seleção de parasitos resistentes a drogas. O problema da resistência parasitária é mundial e, no Brasil, esse fenômeno tem ocorrido em muitos estados principalmente em Cooperia sp. e Haemonchus sp. Estudos em pequenos ruminantes sobre a tentativa de reversão da resistência têm crescido nos últimos anos, porém, em bovinos essa prática ainda carece de investigações. Novas metodologias têm sido estudadas para controlar as endoparasitoses como o uso de extratos vegetais. O objetivo do presente estudo foi avaliar in vitro por meio do teste de eclodibilidade de ovos (TEO) e do teste de migração de larvas em ágar (TMLA) a atividade dos óleos essenciais de Eucalyptus staigeriana, Carapa guianensis, Cymbopogon martinii, Cymbopogon schoenanthus e Mentha piperita sobre nematódeos gastrintestinais de bovinos. Detectou-se efeito ovicida para E. staigeriana, C. martinii, C. schoenanthus e M. piperita com as respectivas doses de 1,04; 0,22; 0,26 e 0,43 mg/mL que inibiram 50% da eclodibilidade (DL50). Efeito larvicida foi detectado em C. martinii, C. schoenanthus e M. piperita com DL50 de 17,47; 12,29 e 16,82 mg/mL. A cromatografia gasosa dos óleos essenciais revelou a presença de terpenos como o limoneno, geranial e neral para E. staigeriana, geraniol para C. martinii, geraniol, geranial e neral para C. schoenanthus e mentol para M. piperita. O óleo de Carapa guianensis apresentou ácidos graxos oleico e palmítico como principais constituintes. Testes de atividade antiproliferativa em células tumorais e normais humanas resultaram em baixa toxicidade dos óleos sugerindo uma possível segurança no uso in vivo, porém, testes de toxicidade em cobaias devem ser realizados. Conclui-se que os óleos essenciais de Eucalyptus staigeriana, Cymbopogom martinii, C. schoenanthus e Mentha piperita são candidatos no controle de helmintos gastrintestinais de bovinos.
8

Estudo histológico e ultraestrutural do tentáculo e da região anterior do pé de Biomphalaria occidentalis paraense, 1981 (Mollusca Basommatophora Pulmonata)

Cirio, Silvana Maris January 1990 (has links)
Orientador: Pedro Ribas Werner / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Agrarias / Estudou-se a histologia e a ultraestrutura do tentáculo e da região anterior do pé de B. occidentalis, espécie de planorbídeo não suscetível ao S. mansoni. Os dois órgãos possuem os mesmos elementos celulares variando apenas a predominância de um e outro. A epiderme é composta por uma camada única de células prismáticas ciliadas, não ciliadas e glandulares globosas. As células não ciliadas compõem quase a totalidade da epiderme do tentáculo; sua superfície externa é recoberta por microvilos e numerosas mitocôndrias e vesículas de aspecto lisossomal concentram-se na porção apical da célula. As células ciliadas, características do pé, diferenciam-se das demais pela presença de cílios, cujas raízes longas e estriadas mantêm-se em contato através de pés basais. O tentáculo possui uma artéria central envolta por tecido conjuntivo denso e fibras musculares lisas circulares e longitudinais. Na porção sub-epidermal do tentáculo é característica a presença de tecido conjuntivo frouxo, formado pelas projeções citoplasmáticas de fibroblastos. O número de células secretárias sub-epidermais e de células sensoriais nervosas é reduzido. No pé, encontra-se tecido conjuntivo denso, com grande número de células com pigmento que parecem estar repletas de grânulos de melanina. Há uma grande concentração de células secretórias sub-epidermais, freqüentemente dispostas em grupos, com reações distintas ao P.A.S. As fibras musculares lisas são de espessura variada e não possuem orientação determinada / The normal histology and ultrastructure of the tentacle and anterior region of the foot of Biomphalaria occidentalis were studied. This species of planorbid is not susceptible to the infection of Schistosoma mansoni. Both organs were shown to have the same celular elements in variable proportions. The epidermis, in general, is composed by a single layer of tall columnar ciliated cells, non-ciliated cells and glandular goblet cells. The epidermis of the tentacle is almost entirely composed by non ciliated cells. These cells have their surface covered by microvilli and have numerous mitochondria and lysossomal-like vesicles in their apical regions. The ciliated cells, which are more numerous in the foot differenciate from the others by cilia whose roots are long and interconnected by basal feet. The tentacle has a single central artery surrounded by dense connective tissue and smooth muscle fibers disposed circular and longitudinally. The subepidermal portions of the tentacle characteristically has loose connective tissue, formed by the cytoplasmic projections of fibroblasts. Dense connective tissue is found in the foot and in the deep part of the tentacle. In In these regions, there are numerous pigment cells, which appear to be melanine laden. Subepidermal secretory cells and sensory cells are present in small numbers. In the foot there is a great concentration of subepidermal secretory cells, often in groups which react differently to the PAS staining technic. The smooth muscle fibers show variable thickness and do not have any orientation
9

Implicações do parasitismo por nematódeos do gênero Rhabdias(Nematoda, Rhabdiasidae) em Crotalus durissus terrificus (Serpentes, Viperidae): alterações pulmonares, microbiológicas e hematológicas

Santos, Karina Rodrigues dos [UNESP] January 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005Bitstream added on 2014-06-13T20:11:40Z : No. of bitstreams: 1 santos_kr_me_botfmvz.pdf: 577779 bytes, checksum: f6cb1f6609857301bad4076f3bd221a7 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação para o Desenvolvimento da UNESP (FUNDUNESP) / A criação de serpentes em cativeiro vem se tornando atividade cada vez mais relevante, inicialmente para obtenção do veneno para produção dos soros antiofídicos e, mais recentemente, para o estudo de suas propriedades farmacológicas. Esta atividade, porém, tem esbarrado em alguns problemas, dentre os quais estão as doenças parasitárias que podem acometer estes répteis. Em regime de criação semi-extensiva, uma importante alteração observada é a presença de nematódeos do gênero Rhabdias em pulmão de serpentes. Particularmente, em Crotalus durissus terrificus, altas taxas de infecção pulmonar por estes nematódeos têm sido relatadas. Estudos sobre os efeitos da presença destes helmintos nos órgãos respiratórios de serpentes são escassos. O objetivo deste trabalho foi estudar as implicações da presença de nematódeos do gênero Rhabdias no pulmão de serpentes C. d. terrificus, através de avaliação histopatológica, microbiológica e hematológica de serpentes parasitadas e não parasitadas. Na análise histopatológica das amostras de pulmões de serpentes parasitadas observou-se epitélio e parênquima pulmonar, apresentando infiltrado de células granulocíticas e infiltrado mononuclear. Essas alterações também foram observadas em alguns animais não parasitados, mas em menor grau (p < 0,05). Na análise microbiológica de animais parasitados, foram isoladas bactérias gram-negativas das seguintes espécies: Citrobacter divergens, Burlkholderia cepacia, Stenotrophomonas maltophilia, Proteus vulgaris, Enterobacter sakazakii, Enterobacter ammnigenus, Pseudomonas aeruginosa, Pantoea spp., Providencia rettgeri. Nos pulmões de animais não parasitados foram identificadas as seguintes espécies: Burlkholderia cepacia, Pseudomonas fluorescens, Acinetobacter baumanii. Em relação aos parâmetros hematológicos foi observado aumento... . / Snake breeding in captivity is becoming more and more important, initially to extract venoms for producing antivenom serum and, more recently, to study their pharmacological properties. This activity, however, has encountered some problems, including parasitic diseases that can attack them. In semi-extensive breeding systems, Rhabdias genus nematodes have been found in snake lung. High lung infection rates from these nematodes have been reported in Crotalus durissus terrificus. Studies on the effects of these helminths in the snake respiratory system are scarce. Our objective was to study the implications of nematodes of Rhabdias genus in C. d. terrificus lung through histopathological, microbiological, and hematological analysis of snakes with and without the parasite. Pulmonary parenchyma and epithelium with acidofilic granulocytic and mononuclear infiltrates were observed in histopathological analysis of parasite infested snake lung. These alterations were also observed in some non infested animals, but in a smaller degree (p<0.05). Microbiological analysis of infested animals revealed gram-negative bacteria: Citrobacter divergens, Burlkholderia cepacia, Stenotrophomonas maltophilia, Proteus vulgaris, Enterobacter sakazakii, Enterobacter ammnigenus, Pseudomonas aeruginosa, Pantoea spp., Providencia rettgeri. In non infested lungs, the following species were indentified: Burlkholderia cepacia, Pseudomonas fluorescens, Acinetobacter baumanii. In relation to hematological parameters, increased plasmatic protein, decreased lymphocytes and normal red blood cell values were observed in parasite infested animals. We concluded that the nematodes of the genus Rhabdias cause significant health problems in snakes and so, all infected animal should be treated when they are maintained in captivity.
10

Estudo da helmintofauna do lagarto Tupinambis merianae Dumeril e Bibron, 1839 (Reptilia: Squamata, Teiidae) procedentes do arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil e relação com a fauna endêmica de lagartos do arquipélago

Ramalho, Ana Carolina de Oliveira [UNESP] 13 March 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:48Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-03-13Bitstream added on 2014-06-13T20:11:41Z : No. of bitstreams: 1 ramalho_aco_me_botfmvz.pdf: 342562 bytes, checksum: a6ecc38c53cead55d2426fd3f3ffcb1a (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O presente estudo relata a ocorrência de helmintos na espécie exótica Tupinambis merianae, e nas espécies endêmicas Trachylepis atlantica e Amphisbaena ridleyi procedentes do arquipélago de Fernando de Noronha, Estado do Pernambuco, Brasil. Ao todo nove espécies de helmintos foram identificadas, principalmente, no trato digestivo e órgãos acessórios, com as seguintes prevalências (P) e intensidade média de infecção (IMI): T. merianae - Diaphanocephalus galeatus (P=96%; IMI=20,5), Spinicauda spinicauda (P=100%; IMI=197,8) e Oochoristica iguanae (P=20%; IMI=4,4); T. atlantica - Moaciria alvarengai (P=20%; IMI=1,0), S. spinicauda (P=92%; IMI=22,1), Mesocoelium monas (P=4%; IMI=3,0), Platynosomum sp. (P=8%; IMI=7,0) e Oochoristica travassosi (P=24%; IMI=1,7); e A. ridleyi - Aplectana albae (P= 96%; IMI= 143,4), Thelandros alvarengai (P=8%; IMI=1,0), M. monas (P=44%; IMI=2,8), Platynosomum sp. (P=36%; IMI= 13,8) e Oochoristica travassosi (P=56%; IMI=2,6). Em T. merianae foi observado que mais de 80% dos animais possuíam associação entre duas espécies de helmintos. Em T. atlântica o parasitismo foi monoespecífico em 50% dos animais, mas a associação entre dois parasitas também foi alta (41.7%). Em A. ridleyi houve maior dispersão de associação, foi observado desde parasitismo monoespecífico até associação entre 5 parasitas. A helmintofauna observada neste trabalho permite concluir que helmintos podem ser carreados com seus hospedeiros quando introduzidos numa nova localidade, e também que os helmintos introduzidos podem infectar os animais endêmicos dessa nova localidade. / This study reports the occurrence of helminths in the introduced specie Tupinambis merianae, and in the endemic species Trachylepis atlantica and Amphisbaena ridleyi from Fernando de Noronha archipelago, State of Pernambuco, Brazil. Nine species of helminths were found mainly in the digestive tract and accessory organs, with the follow prevalence (P) and mean infection intensity (MII): T. merianae - Diaphanocephalus galeatus (P=96%, IMI=20.5), Spinicauda spinicauda (P=100%, IMI=197.8) and Oochoristica iguanae (P=20%, MII=4.4); T. atlantica - Moaciria alvarengai (P=20%, MII=1.0), S. spinicauda (P=92%, MII=22.1), Mesocoelium monas (P=4%, MII=3.0), Platynosomum sp. (P=8%, MII=7.0) and Oochoristica travassosi (24%, MII=1.7); and A. ridleyi - Aplectana albae (P= 96%, MII= 143.4), Thelandros alvarengai (P=8%, MII=1.0), M. monas (P=44%, MII=2.8), Platynosomum sp. (P=36%; MII= 13.8) and O. travassosi (P=56%; MII=2.6). In T. merianae was observed that more than 80% of the animals had association between 2 helminth species. In species T. atlantica the parasitism was monospecific in 50% of specimens, but association between 2 parasites also was high (41.7%). In A. ridleyi there was greater dispersion of association, and monospecific parasitism until association among 5 parasites were observed. The helminth fauna observed allowed to conclude that helminthes can be carried together with their host when they are introduced in a new geographical place and also that these introduced helminthes can infect endemic or native hosts.

Page generated in 0.4013 seconds