• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 8
  • Tagged with
  • 8
  • 8
  • 5
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Potencial do uso de homeopatia, bioterápicos e fitoterapia como opção na bovinocultura leiteira

Mitidiero, Ana Maria de Andrade January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas. / Made available in DSpace on 2012-10-19T15:55:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 198173.pdf: 958176 bytes, checksum: 4f491be4f1279280b0968ee4fe959a41 (MD5) / A mamite e as parasitoses são problemas recorrentes na bovinocultura leiteira. A terapêutica convencional é onerosa e determinante de contaminações ambientais, problemas de saúde pública pela presença de seus resíduos, além de causar prejuízos na indústria por interferir os processos de fabricação de derivados lácteos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o uso de terapêutica homeopática, bioterápicos e fitoterápica no controle sanitário de um rebanho leiteiro comparado com o sistema alopático utilizado na maioria das propriedades leiteiras do Estado de Santa Catarina, Brasil. Com este propósito, 28 vacas da raça Holandês criadas em sistema de semi-estabulação em uma propriedade localizada no Alto Vale do Itajaí foram distribuídas em dois tratamentos: homeopatia, bioterápicos e fitoterapia (T1) e testemunha (T2). Não foi observada diferença significativa (P=0,98) entre os tratamentos nas médias de produção de leite durante os onze meses de avaliações, observando-se 20,15 Kg/dia para T1 e 20,35 Kg/dia para T2. Com relação à Contagem de Células Somáticas (CCS), T1 apresentou média de 779.067células/mLe T2 de 463.567células/mL (p=0,07). Do início do período de avaliações até a quinta leitura, inclusive, os valores de CCS foram mais altos no T1, o que era de se esperar em função da agravação que ocorre quando se inicia um tratamento homeopático, pela reação do organismo ao reconhecer a presença do princípio energético do agente causal no medicamento ingerido. Não foi observada diferença significativa entre tratamentos na freqüência de vacas com Teste Califórnia para Mastite (CMT) positivo (P=0,15). Também não foi observada diferença significativa entre os tratamentos na infestação por ectoparasitas (contagem do nº de teleógenas, mosca-dos-chifres e berne) ou endoparasitas (medida por opg), nem no escore de condição corporal. Como os tratamentos não diferiram significativamente quanto às variáveis estudadas analisadas isoladamente ou em conjunto, optou-se pela inclusão de análise exploratória multivariada através de métodos de ordenação e análise de agrupamento. Assim, formaram-se 3 grupos de acordo com o comportamento observado nas variáveis estudadas. O grupo 1 se diferencia dos demais por ser constituído por 6 vacas que foram eliminadas do experimento até a 6ª leitura por apresentarem problemas, que determinaram seu descarte por parte da administração. O grupo 2 é formado por 4 vacas que apresentaram durante todo o período valores de CCS muito elevado, oscilando entre 1.102.000/mL e 1.870.000/mL com média de 1.374.000/mL. Apesar de apresentar CCS elevados, a produção de leite foi de 18,6 kg/dia. O grupo 3 compreende o maior número de vacas (18). Estas apresentaram boa produção leiteira (21,5 Kg/dia), mantendo-se elevada ao longo de todo o período e com pouca oscilação (16,7 a 29,1 Kg/dia). A CCS manteve-se baixa (292.000/mL), se comparada com os demais grupos, oscilando entre 50.000 e 914.000/mL. T1 apresentou um custo equivalente a 41,47% de T2. Os dados permitem concluir que o controle sanitário em um rebanho leiteiro de alta produção pode ser feito através do uso de homeopatia, bioterápicos e fitoterapia em substituição aos medicamentos alopáticos, com redução nos custos de produção, sem comprometer o desempenho produtivo e sem os riscos da contaminação do leite por resíduos.
2

Avaliação in vitro de óleos essenciais como anti-helmíntico de bovinos

Kloster, Fernando Staude 22 July 2013 (has links)
Resumo: Os helmintos gastrintestinais de bovinos têm sido relatados como um problema na produção animal no Brasil e no mundo. O uso de anti-helmínticos no controle de endoparasitoses é uma prática comum, porém, essa utilização de forma indiscriminada pode causar efeitos negativos como o seleção de parasitos resistentes a drogas. O problema da resistência parasitária é mundial e, no Brasil, esse fenômeno tem ocorrido em muitos estados principalmente em Cooperia sp. e Haemonchus sp. Estudos em pequenos ruminantes sobre a tentativa de reversão da resistência têm crescido nos últimos anos, porém, em bovinos essa prática ainda carece de investigações. Novas metodologias têm sido estudadas para controlar as endoparasitoses como o uso de extratos vegetais. O objetivo do presente estudo foi avaliar in vitro por meio do teste de eclodibilidade de ovos (TEO) e do teste de migração de larvas em ágar (TMLA) a atividade dos óleos essenciais de Eucalyptus staigeriana, Carapa guianensis, Cymbopogon martinii, Cymbopogon schoenanthus e Mentha piperita sobre nematódeos gastrintestinais de bovinos. Detectou-se efeito ovicida para E. staigeriana, C. martinii, C. schoenanthus e M. piperita com as respectivas doses de 1,04; 0,22; 0,26 e 0,43 mg/mL que inibiram 50% da eclodibilidade (DL50). Efeito larvicida foi detectado em C. martinii, C. schoenanthus e M. piperita com DL50 de 17,47; 12,29 e 16,82 mg/mL. A cromatografia gasosa dos óleos essenciais revelou a presença de terpenos como o limoneno, geranial e neral para E. staigeriana, geraniol para C. martinii, geraniol, geranial e neral para C. schoenanthus e mentol para M. piperita. O óleo de Carapa guianensis apresentou ácidos graxos oleico e palmítico como principais constituintes. Testes de atividade antiproliferativa em células tumorais e normais humanas resultaram em baixa toxicidade dos óleos sugerindo uma possível segurança no uso in vivo, porém, testes de toxicidade em cobaias devem ser realizados. Conclui-se que os óleos essenciais de Eucalyptus staigeriana, Cymbopogom martinii, C. schoenanthus e Mentha piperita são candidatos no controle de helmintos gastrintestinais de bovinos.
3

Efeito de complexo homeopático no controle e tratamento de mastite em vacas leiteiras sob manejo orgânico

Galdino, Mariana Cassins [UNESP] 16 December 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:32Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-12-16Bitstream added on 2014-06-13T19:17:49Z : No. of bitstreams: 1 galdino_mc_me_botfmvz.pdf: 632898 bytes, checksum: 433aa3531e5df16ba3da7939830197ca (MD5) / O alimento orgânico representa uma demanda crescente da sociedade e uma possibilidade de produção sustentável ao agricultor rural. O tratamento da mastite na produção orgânica exige recursos alternativos ao antimicrobiano, como a homeopatia. Avaliou-se o efeito da administração do complexo homeopático de Phytolacca decandra, Lachesis, Belladona, Phosphorus, Bryonia, Conium maculatum, Apis mellifera, Mercurius solubilis e Pyrogenium CH6 no controle e tratamento da mastite em vacas em sistemas orgânicos de produção leiteira. A Contagem de Células Somáticas (CCS), California Mastitis Test (CMT) e cultivo microbiano foram realizados em amostras de leite de 33 animais de três propriedades, durante quatro semanas antes e quatro semanas durante o tratamento. A mediana da CCS das semanas com administração do medicamento foi significativamente inferior (p < 0,0001) à sem tratamento. Não houve alteração no CMT. Durante o tratamento houve aumento na frequência de isolamentos bacterianos (p < 0,05). O complexo homeopático estudado auxilia na redução da CCS em sistemas orgânicos sem diminuir a contaminação microbiológica / Organic food is a growing demand of society and the possibility of sustainable production to rural farmer. The treatment of mastitis in organic dairy farms requires alternative resources to antimicrobial, like homeopathy. The study has evaluated the effect of the homeopathic complex made with Phytolacca decandra, Lachesis, Belladona, Phosphorus, Bryonia, Conium maculatum, Apis mellifera, Mercurius solubilis and Pyrogenium CH6 in the control and treatment of mastitis. Somatic Cell Count, California Mastitis Test and microbiological culture were performed on milk samples from 33 animals of three organic small farms, for 4 weeks before and 4 weeks during treatment. The median of SCC of weeks with administration of the drug was significantly lower (p <0.0001) compared with no treatment. There was no difference of CMT. During the treatment there was increased frequency of bacterial isolates (p <0.05). Complex homeopathic helps in reducing the CCS in organic systems, but did not reduce the milk contamination
4

Controle de endoparasitas gastrointestinais em caprinos utilizando preparados homeopáticos

Neves, Hugo Hermsdorff das 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T04:06:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 289370.pdf: 279315 bytes, checksum: 5c8dc0f9213d61accd02502b52c68988 (MD5) / O estudo foi desenvolvido no setor de caprinocultura do Instituto de Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. Partiu da necessidade de se construir alternativas para o controle de verminoses dos caprinos, já que este é considerado um dos principais fatores limitantes no desenvolvimento da caprinocultura. Este trabalho teve por objetivo avaliar a eficácia do tratamento homeopático no controle da endoparasitoses dos caprinos. Dezoito cabras foram subdivididas em três tratamentos: Controle, Arsenicum album CH12, Sulphur CH12. Os medicamentos foram fornecidos via oral aos animais, uma vez ao dia, por um período de 62 dias. Foi realizado acompanhamento dos animais, através de pesagem, contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e método FAMACHA. Observou-se que as maiores médias de endoparasitoses encontradas foram de Trichostrongyloidea, seguido por Eimeira e por Strongyloides. A maior presença foi de Haemonchus, seguido por Trichostrongylus e Oesophagostomum. Sulphur e Arsenicum album obtiveram menores médias de OPG para os Trichostrongyloidea quando comparadas com o grupo Controle, sugerindo que estes dois medicamentos foram capazes de controlar estes nematóides. Para Strongyloides não houve diferença estatística entre o tratamento Arsenicum album e o Controle. Porém houve diferença do Sulphur para os outros dois tratamentos, Sulphur foi capaz de controlar a população de Strongyloides. Houve alterações no peso dos animais dentro do tratamento e entre períodos, mas não houve diferença estatística entre tratamentos. Não se observou diferença no grau FAMACHA entre os tratamentos. A homeopatia auxilia no controle de endoparasitas em caprinos, podendo ser uma importante ferramenta para a produção animal.
5

Uso de homeopatia em rebanhos leiteiros

Marostega, Ana Paula Lazzaretti January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2017-05-02T04:09:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 345473.pdf: 993627 bytes, checksum: ca8f33be7c55d2a7ab86f1f67569b9e9 (MD5) Previous issue date: 2016 / A mastite bovina na forma clínica e /ou subclínica é um dos grandes entraves da produção de leite, tanto no Brasil como no mundo, por ser uma das principais doenças que afeta a saúde da vaca, podendo ser causada por reação inflamatória de origem infecciosa (frequentemente tem origem bacteriana), traumática ou tóxica. Dentre os micro-organismos que podem causar mastite, os do gênero Staphylococcus são bastante agressivos e relatados como um dos micro-organismos mais comumente encontrado colonizando o úbere. No tratamento convencional de animais acometidos pela mastite, o uso inadequado de antibiótico em muitas propriedades faz com que os micro-organismos desenvolvam resistência, além de apresentar um custo com o tratamento maior se comparado ao uso de homeopáticos, como demonstrado em alguns estudos. Além disso, a busca por produtos orgânicos vem crescendo no mundo nos últimos anos e, neste tipo de produção a sanidade animal deve ser controlada por meio de homeopatia e fitoterapia como determinado em legislações. Contudo, o tratamento homeopático é pouco utilizado pela carência de informações e evidências científicas deste método. No presente projeto, buscou-se avaliar o tratamento homeopático no controle da mastite como alternativa ao uso de antibióticos. O estudo foi realizado em duas propriedades rurais do Sul de Santa Catarina, nas cidades de Forquilhinha com 30 animais em lactação e Nova Veneza com 32 animais em lactação. Durante seis meses de acompanhamento, os animais que apresentaram mastite foram submetidos ao tratamento homeopático e avaliados até que as amostras de leite apresentassem negativas ao teste california mastitis test (CMT). O critério para o início do tratamento na primeira visita foi teste positivo no CMT e a partir da segunda visita, CMT positivo e contagem de células somáticas (CCS) acima de 400.000 cel/mL. O método homeopático avaliado foi a homeopatia Unicista com a forma repertorial em Gênio Epidêmico através da anamnese do rebanho para a escolha do melhor medicamento simillimum, sendo na propriedade 1 o medicamento utilizado foi Pulsatilla nigricans e na propriedade 2 o Phosphorus. O leite dos animais foi coletado antes do início do tratamento e durante o tratamento com um intervalo entre as coletas variando entre 13 e 21 dias. Os parâmetros avaliados foram: CCS e demais constituintes (gordura, proteína, lactose, sólidos totais) por animal. Foram tratados 17animais de um total de 30 na propriedade 1 e 15 de 32 na propriedade 2. Na propriedade 1 a incidência de mastite permaneceu constante antes e após o uso da homeopatia (39% no início e 38% ao final do período acompanhado), porém, reduziu a média de CCS dos animais tratados (de 790,86 x 1000 cél/mL para 260,17 x 1000 cél/mL) de forma significativa (p<0,02). Já na propriedade 2, a incidência de mastite no rebanho foi de 55% inicialmente para 24% ao final do período acompanhado, porém, a redução na média de CCS não foi significativa nos animais tratados. Não houve diferença significativa quanto aos componentes do leite (gordura, proteína, lactose e sólios totais) dos animais ao longo do tratamento, e os valores dos mesmos estão de acordo com a instrução vigente Considerando os resultados divergentes do presente trabalho, no qual houve redução dos valores de CCS, mas não da incidência de mastite, na propriedade 1, e redução da incidência de mastite, porém sem variação nos valores de CCS na propriedade 2, são sugeridos novos estudos com a utilização da homeopatia unicista através do método gênio epidêmico no controle da mastite bovina.<br> / Abstract : Bovine clinical and subclinical mastitis is one of the obstacles for milk production in Brazil and in the world, it is one of the main diseases affecting cattle health and it may be caused by an inflammatory reaction of infectious (frequently bacterial origin), traumatic or toxic origin. Among micro-organisms causing mastitis, the genera Staphylococcus are highly aggressive and studied as one of the most commonly micro-organisms found colonizing the udder. Inappropriate use of antibiotics in several farms, as the conventional treatment of animals with mastitis, promotes development of resistant micro-organisms, besides presenting higher costs when compared to homeopathic medicines use, as demonstrated by some studies. In addition, seek for organic products has been growing in the world over the last years and, among this sort of production, animals? sanity must be controlled through homeopathy and phytotherapy, as determined by legislations. However, homeopathic treatment is not commonly used due to lack of information and scientific evidence concerning this method. This study aimed to evaluate homeopathic treatment for mastitis control as an alternative to antibiotics use. This study was conducted in two rural properties in the South of Santa Catarina, in Forquilhinha with 30 lactating cows and Nova Veneza with 32 lactating cows. During six months follow-up, animals presenting mastitis were submitted to homeopathic treatment and evaluated until milk samples presented negative results for California Mastitis Test (CMT). Criteria used for treatment onset in the first visit was the positive result for CMT and from the second visit on, was the CMT positive and somatic cell count (SCC) higher than 400,000 cell/mL. The homeopathic method evaluated was unicist homeopathy with repertory in Genus Epidemicus through anamnesis of the herd in order to choose the best simillimum remedy; the remedy used in the property 1 was Pulsatilla nigricans and in the property 2 was Phosphorus. Milk was collected from animals before the beginning of the treatment and during the treatment with intervals between collections varying between 13 and 21 days. Parameters evaluated were: SCC and other components (fat, protein, lactose, total solids) per animal. Seventeen (17) animals out of 30 in the property 1 and fifteen (15) out of 32 in the property 2 were treated. In the property 1 mastitis incidence remained constant before and after homeopathy use (39% in the beginning and 38% in the end of the follow-up period), however, it significantly reduced (p<0,02) the average of SCC among treatedanimals (from 790,86 x 1000 cell/mL to 260,17 x 1000 cell/mL). In the property 2, mastitis incidence was initially from 55% to 24% in the end of the follow-up period; however, SCC average reduction was not significant among treated animals. There was no significant difference regarding milk components (fat, protein, lactose and total solids) of animals throughout treatment, and their values are in agreement with current instructions. Considering divergent results of this study, which found SCC values reduction, although, mastitis incidence remained constant in the property 1, and reduction of mastitis incidence, although, SCC values remained equal in the property 2; further studies using unicist homeopathy through Genus Epidemicus method to control bovine mastitis are suggested.
6

Preparados homeopáticos na produção leiteira de camponeses

Freitas, Antônio Paulo Duarte Gomes de January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2017-05-30T04:04:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 345791.pdf: 1905411 bytes, checksum: ae358d40921fe2bcd9737728b3f17e8b (MD5) Previous issue date: 2015 / A homeopatia é uma técnica terapêutica desenvolvida pelo médico e químico alemão Samuel Hahnemann no período que compreende o final do século XVIII e primeira metade do século XIX e, atualmente, vem sendo cada vez mais utilizada na saúde animal. O uso de produtos homeopáticos comerciais de maneira preventiva ou curativa tem sido prática comum nos assentamentos e pequenos produtores de leite. Muitos agricultores que utilizavam produtos comerciais em seus rebanhos leiteiros, não a utilizam mais, outros a utilizam há alguns anos e outros, que deixaram de utilizar, retomaram o seu uso. A presente pesquisa teve como objetivo conhecer a forma de uso de medicamentos homeopáticos na produção de leite por famílias de assentados da reforma agrária e camponeses do município de Pontão, norte do estado do Rio Grande do Sul. A mastite, principal doença da vaca leiteira, foi o foco desse trabalho. A metodologia privilegiou duas etapas de pesquisa: a primeira, de caráter exploratório, quando foram identificados, na categoria de assentados ou camponeses, quatro tipos de famílias que tem relação com a homeopatia na bovinocultura de leite. Nessa etapa, a partir de visitas in loco e entrevistas aplicadas, buscou-se informações sobre o conhecimento e resultados obtidos com o uso dos medicamentos homeopáticos comerciais, constatando-se que a utilização da homeopatia pelas famílias tem sido feita de formas diferentes. Na segunda etapa do estudo, descritiva, uma das famílias foi selecionada para o desenvolvimento de um estudo de caso devido a sua relação com o uso de medicamentos homeopáticos não comerciais e foi considerada como a que mais se aproxima dos princípios preconizados por Hahnemann. Esta família foi acompanhada por sete meses, avaliando-se a relação humano-animal, testes microbiológicos do leite e tratamentos homeopáticos individuais e coletivos. Durante o período não foram utilizados antimicrobianos convencionais e as mastites clínicas e subclínicas estiveram controladas e com respostas favoráveis utilizando medicamentos homeopáticos. O trabalho identificou que um dos motivos que levou a uma das famílias pesquisadas a deixar de utilizar medicamentos homeopáticos foi carência de assessoria especializada para avaliar as reações dos animais e redefinir os tratamentos. Da mesma forma, falta assessoria especializada às duas famílias pesquisadas que utilizam medicamentos homeopáticos continuamente e, por isso, usam antibióticos quando ocorrem mastites clínicas.<br> / Abstract : Homeopathy is a therapeutic technique developed by the German physician and chemist Samuel Hahnemann in the period between the late 18th century and the first half of the 19th century and, currently, it has been increasingly employed in animal health. The use of commercial homeopathic products for prevention or healing has been a common practice in settlements and small milk farms. A large number of farmers who used to treat their dairy herd with commercial products no longer do it; several farmers have been using commercial products for some years and others, who had stopped using them, have now returned to employ them. The present study aimed to learn the form of using homeopathic medicines in milk production by families from land reform settlements and farmers from Pontão City, in the north of Rio Grande do Sul State. Mastitis, the major disease affecting the dairy cow, was the focus of this study. The adopted methodology included two research steps: the first one, of exploratory character, identified among the category of settled people or farmers four types of families that had a relationship with homeopathy in dairy cattle farming. In this step, visits were made in loco and interviews were applied to obtain information about the knowledge and the results achieved with the use of commercial homeopathic medicines, which indicated that homeopathy has been used by the families in different ways. In the second research step, descriptive, one of the families was selected for the development of a case study due to its relationship with the use of non-commercial homeopathic medicines and was considered closest to the principles recommended by Hahnemann. This family was followed up for seven months by means of assessments of the human-animal relationship, microbiological tests of the milk, and individual and collective homeopathic treatments. During this period, conventional antimicrobials were not employed, and clinical and subclinical mastitis kept controlled, showing favorable responses with the use of homeopathic medicines. The study identified that one of the reasons that led the investigated families to stop using homeopathic medicines was the lack of specialized assistance to evaluate the reactions of animals and redefine the treatments. Similarly, there is no specialized assistance for the two studied families that continuously employ homeopathic medicines and therefore use antibiotics when clinical mastitis occurs.
7

Efeitos do benzeno, em ultra alta diluições, frente ao benzolismo experimental agudo em camundongos

Camargo, Camilla Panizza de [UNESP] 05 September 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-09-05Bitstream added on 2014-06-13T20:47:25Z : No. of bitstreams: 1 camargo_cp_dr_jabo.pdf: 4012168 bytes, checksum: 9085b257725b5e717174aa9588d8cb98 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Neste estudo buscou-se avaliar o uso do Benzeno preparado homeopaticamente em camundongos, no caso de intoxicação experimental aguda pela mesma substância química. Para tanto, foi utilizado um modelo experimental com 45 camundongos, subdivididos em 5 grupos (n=9). Os animais foram tratados durante 15 dias, sendo que o grupo controle recebeu 0,2mL óleo, via intraperitoneal (IP). O grupo branco 0,2mL álcool 30% (IP). Os grupos subseqüentes foram tratados com 0,2mL de Benzenum 6CH, 12CH e 30CH (IP). No 15° dia, administrou-se 3,0422mL/Kg Benzeno em óleo, e amostras de sangue foram colhidas para a realização de hemograma, exames bioquímicos séricos e após o óbito, fragmentos do fígado e dos rins foram colhidos, e o esterno, para a avaliação da medula óssea. As médias dos pesos demonstraram variações estatisticamente significantes, entre os grupos. O hemograma não revelou médias estatisticamente diferentes. Os exames bioquímicos ALT, FA, uréia e creatinina não mostraram resultados estatisticamente diferentes. A taxa de mortalidade foi menor entre os grupos tratados homeopaticamente, sobretudo Benzenum 12 CH. O Benzenum foi capaz de diminuir a mortalidade esperada (DL50 3,0422mL/Kg Benzeno) comprovando a Lei dos Semelhantes, um dos pilares da Homeopatia. / This present study aimed to evaluate the use of homeopathically prepared benzene in acute experimentally intoxicated mice with benzene. Five groups with nine mice each were used (n=45). Those animals were pre-treated for 15 days with 0,2mL of oil, intraperitoneally (IP), control group; 0,2mL of alcohol 30%,(IP) -white group; 0,2mL of Benzenum (IP), each, 6CH, 12CH, 30CH, respectively. At the 15th day, the LD50 of Benzene (3,0422mL/kg), and oil was injected, IP, and blood samples were taken for execution of blood, serum biochemical tests. After death, fragments of the liver and kidneys and the sternum, were sent to histopathological evaluation. The mean weights demonstrated statistically significant variations among the groups; The blood did not reveal statistically different media. The examinations biochemical ALT, FA, urea and creatinine showed no statistically different results. The mortality rate was lowest among the groups treated homeopathically especially Benzenum 12 CH. The homeopathic medicine in question, Benzenum, was able to reduce the mortality expected for LD50 3.0422 mL / kg of benzene, showing the Law of Similar, one of the pillars of Homeopathy.
8

Homeopatia em frangos de corte criados em sistema de semi-confinamento alternativo

Amalcaburio, Rosane January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas. / Made available in DSpace on 2012-10-23T16:50:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 262160.pdf: 1314928 bytes, checksum: 677471ad78c61f069d27656fd430c9a6 (MD5) / A carne de frango produzida em sistemas alternativos ao industrial tem uma demanda crescente pelos consumidores. Entretanto, as linhagens caipiras existentes são de crescimento lento e baixa conversão alimentar, comparadas às linhagens industriais, o que onera a produção. Já o uso de frangos de linhagens industriais em sistemas "alternativos" tem como limitação a necessidade de uso de antibióticos e coccidiostáticos na ração. O presente experimento objetivou avaliar a eficácia de medicamentos homeopáticos no desempenho e saúde de frangos de corte criados com acesso a pasto. Dois grupos de 90 frangos da linhagem industrial Cobb foram aleatoriamente alocados, a partir dos 21 dias de vida, a três tratamentos: Controle (CN), Calcarea carbonica CH12 (CC) e Calcarea phosphorica CH12 (CP), num desenho de blocos completamente casualizados em duas etapas. Em cada etapa havia três blocos, totalizando seis repetições por tratamento, cada uma formada por um lote de 10 frangos, alojados numa baia de 4m2 com 6m2 de pasto. O experimento foi realizado no verão de 2008, no Setor de Avicultura do Centro de Ciências Agrárias da UFSC. As aves foram pesadas aos 21 dias e semanalmente até o abate aos 49 dias. Após o abate, também foram pesados carcaça, coração, fígado, moela e pés. Na segunda etapa, na semana que antecedeu a transferência dos animais do pinteiro para as baias, houve fortes chuvas, o que deve ter provocado estresse nos pintos, que aos 21 dias, pesaram 523g, enquanto na primeira etapa o peso nessa idade foi de 893g. Assim, houve diferença entre etapas no peso final (Etapa 1 = 3469,5 38,4g, Etapa 2 = 3348,1 40,0g; P<0,03), sendo que na etapa 2 o ganho de peso dos animais foi superior (Etapa 1 = 2576±38g; Etapa 2 = 2825±38g; P<0,0004). Não houve diferenças nem entre etapas, nem entre os tratamentos para as variáveis: peso de carcaça, pés e moela (P>0,40). Já o fígado e coração foram significativamente mais pesados na etapa 2 (P<0,01). O maior peso de fígado e coração na segunda etapa pode ser interpretado como um indicador de maior atividade metabólica desses órgãos, coincidente com o maior ganho de peso. Em ambas as etapas o peso do fígado foi menor (P<0,05) no tratamento com Calcarea carbonica. O menor peso de fígado observado nas aves tratadas com Calcarea carbonica, pode estar associado a uma redução à suscetibilidade ao estresse, no entanto são necessários novos estudos para confirmar este efeito. Conclui-se que a homeopatia utilizada não teve efeito no desempenho de frangos de corte de genética industrial criados em sistema de semi-confinamento. Esses resultados também sugerem a possibilidade da criação de frangos de genética industrial sem aditivos e antibióticos, e num sistema de semi-confinamento ou "alternativo", desde que se garantam condições profiláticas e instalações adequadas.

Page generated in 0.1046 seconds