• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 363
  • 1
  • Tagged with
  • 368
  • 217
  • 120
  • 97
  • 95
  • 94
  • 80
  • 67
  • 66
  • 48
  • 43
  • 41
  • 41
  • 38
  • 36
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O tema transversal pluralidade cultural : a possibilidade da igualdade étnica e cultural no ambiente escolar ou atualidade do mito da democracia racial? /

Motta, Fernanda Paula de Carvalho. January 2005 (has links)
Orientador: Irene Sales de Souza / Banca: Abigail Aparecida de Paiva Franco / Banca: Djanira Soares de Oliveira e Almeida / Resumo: Conhecer para entender, respeitar e integrar, aceitando as contribuições das diversas culturas presentes na sociedade brasileira, deve ser o objetivo específico da introdução do tema transversal Pluralidade Cultural nas práticas pedagógicas. A adequada inclusão deste tema nos currículos e nos projetos pedagógicos configura-se na possibilidade da igualdade étnica/cultural no ambiente escolar. A proposta de que essa temática ilumine as práticas escolares na promoção da igualdade étnica/cultural no ambiente escolar é muito louvável, mas insuficiente, pois não é combinada a outros esforços de informação, sensibilização, formação continuada dos professores, acesso a pesquisas e propostas concretas para o tratamento adequado deste tema em sala de aula. Neste sentido este trabalho científico tem por objetivo investigar sobre a aplicação e efetivação do tema transversal Pluralidade Cultural nos currículos, nos projetos e nas práticas pedagógicas das escolas da rede pública municipal da cidade de Franca. Para atingi-lo será necessário concentrar informações sobre o apoio institucional que as escolas recebem da Secretaria de Educação; conhecer os projetos e trabalhos desenvolvidos por estas em referência ao tema; conhecer a forma como os professores têm trabalhado o tema Pluralidade Cultural em sala de aula, especialmente em relação à cultura negra, suas práticas pedagógicas e suas dificuldades. / Mestre
2

Conceitos e preconceitos relativos às construçöes em terra crua / Concepts and prejudices relative to the constructions in raw earth

Silva, Cláudia Gonçalves Thaumaturgo da January 2000 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:14Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 175.pdf: 2553750 bytes, checksum: 7cd4c9aadc1ee610a4c5c36579f239d6 (MD5) Previous issue date: 2000 / Construçoes em terra crua sao aquelas, cujas paredes sao feitas em barro socado ou sob forma de tijolos crus, sem cozimento. O sistema construtivo em terra crua é composto por técnicas como a taipa de pilao, adobe, pau-a-pique, paes de barro e solo cimento, cada uma com caraterísticas e especialidades próprias. Trata-se de um sistema construtivo milenar, datado de cerca de 5.000 anos e que, ainda hoje é o método construtivo mais utilizado em todo o mundo, apesar da crescente industrializaçao e até informatizaçao na área da construçao civil. Entretanto no Brasil, as casas de terra crua representam sinônimo de insalubridade, pobreza e infecçao pela Doença de Chagas. Investiga os conceitos e preconceitos existentes relativos às construçoes em terra crua e entender porque algumas pessoas apresentam rejeiçao contra estas casas, enquanto outras guardam por estas admiraçao e afeto. Para isso foi feita pesquisa bibliográfica e qualitativa, esta última através de entrevistas com grupos ligados às construçoes em terra crua. Através do cruzamento de dados levantados nas pesquisas foi possível verificar consensos e contradiçoes existentes sobre o tema e, verificar as origens e fundamentos dos conceitos e preconceitos, de modo a distinguir um do outro. Foram verificadas nessa pesquisa questoes relativas à salubridade e conforto ambiental dessas casas e foi estudada a relaçao destas com a Doença de Chagas, e como é possível contornar o problema. Foi analisado também o aspecto ecológico e ambiental das construçoes em terra crua, sendo apresentado, por último, o quadro atual dessas construçoes em outros países, através de vários exemplares, e o crescente interesse no tema por parte de arquitetos e engenheiros em todo o mundo.
3

O preconceito linguístico no ciberespaço: a discriminação, os agentes e as especificidades

MATOS, D. A. F. 27 March 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:08:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_8655_Dissertaçãofinal (2)20151015-83742.pdf: 2180985 bytes, checksum: 27b894e5a630e9f2b7a0419fcbd9f321 (MD5) Previous issue date: 2015-03-27 / Imergir no ciberespaço é defrontar-se com a síntese do humano. A complexidade das relações que se estabelecem no espaço virtual abriga problemáticas que dificilmente podem ser identificadas sem um olhar minucioso. Objetivando investigar o preconceito linguístico e trabalhá-lo amplamente, foi esse o espaço que escolhemos para ser locus de busca de ocorrências do referido fenômeno. Este trabalho se inscreve na Sociolinguística e trata-se da análise dos perfis dos agentes da discriminação linguística no espaço virtual divididos entre três redes sociais, Twitter, Orkut e Facebook e das manifestações discriminatórias por eles produzidas. Aferindo a complexidade e a multiplicidade de processos que constituem o preconceito linguístico e seus sujeitos, percebemos a dimensão que assume a postura discriminatória quando suas manifestações são reproduzidas no ciberespaço. Adentrando um território ainda inexplorado, haja vista que não há nenhuma pesquisa precedente semelhante a esta, descobrimos um preconceito plural que surge e ganha anuência em um espaço que, pensado para a democracia, revela-se reduto também de processos segregacionistas, que vitimam sujeitos que, devido ao uso considerado errado que fazem da língua portuguesa, são subjugados e repudiados, formando uma nova massa de indivíduos, que denominamos, neste trabalho, de excluídos sócio-digitais. Amparados em teorias da comunicação como as de McLuhan (1969) e Lévy (1996-1999) e em trabalhos linguísticos e sociolinguísticos como os de Gnerre (1991), Bortoni-Ricardo (2004), Pagotto (2004), Scherre (2005) e Mollica (2007), caracterizamos o ciberespaço e explanamos o preconceito linguístico nele encontrado, ressaltando as implicaturas do locus na produção da mensagem que nosso elenco de agentes do preconceito linguístico produz e veicula. Os resultados logrados indicam, dentre outros, que os agentes do preconceito linguístico são majoritariamente sujeitos do sexo feminino, concentrados nos níveis mais altos de escolaridade e pertencentes às faixas etárias que compreendem os indivíduos jovens e adultos jovens.
4

Acerca da educação, do preconceito e da AIDS : um olhar a partir do EDUCAIDS e da rede nacional de pessoas vivendo com AIDS em Pernambuco

BEZERRA, Nielson da Silva 31 January 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-10T14:28:44Z No. of bitstreams: 2 Nielson da Silva Bezerra - diss - final (2).pdf: 1684420 bytes, checksum: 6022d7e0a35c7296fc161a640598991a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-10T14:28:44Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Nielson da Silva Bezerra - diss - final (2).pdf: 1684420 bytes, checksum: 6022d7e0a35c7296fc161a640598991a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / A presente pesquisa busca apreender os elementos constitutivos do preconceito enquanto fenômeno social produtor de estigma e discriminação, que podem ser produzidos e reforçados ou desconstruídos e enfrentados, durante o processo educativo. Para isso escolhemos como campo de estudo a pandemia de AIDS, por entender que esse fenômeno parece abrigar em sua complexidade importantes pistas que podem nos ajudar a compreender as relações entre o preconceito e a educação. A primeira fase de nossa pesquisa faz uma incursão teórica nos temas Educação, Preconceito e AIDS. No segundo momento de nosso trabalho, distribuímos um questionário semiestruturado com alguns participantes da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS núcleo Pernambuco – RNP+/PE, com o objetivo de identificar as repercussões do preconceito no percurso educacional dessas pessoas. Na terceira fase de nosso trabalho, realizamos um estudo sobre o Encontro Nacional de Educadores na Prevenção das DST/AIDS e Drogas – Educaids. Recolhemos informações em duas publicações que sistematizaram parte desta experiência. Nosso objetivo foi identificar a concepção de educação que prevaleceu nesta ação e avaliar até que ponto esta estratégia contribuiu para uma educação que enfrente o preconceito produtor de estigma e discriminação. Nossos estudos apontam que o preconceito é inerente ao humano, tendo em vista que acerca de tudo fazemos juízos prévios. Focamos nossa atenção, no entanto, no preconceito que produz estigma e discriminação, baseado em ideias preconcebidas que não resistem ao confronto de argumentos. Esse tipo de preconceito está a serviço da exclusão social e encontra entre suas formas de reprodução: os estereótipos, os estigmas e as discriminações. Identificamos que os preconceitos, estigmas e discriminações são muito ampliados quando se abatem sobre as pessoas com AIDS e que essas exclusões são arrefecidas devido à participação política e o processo educativo que ocorre com a convivência entre as diferenças dentro de espaços políticos. Experiências educativas como o EDUCAIDS tiveram como grande legado a ampliação da discussão acerca de uma educação para a prevenção ao HIV/AIDS articulada com os movimentos sociais de luta contra AIDS. Compreendemos, ainda, que é necessário aprofundar os estudos acerca do papel da educação num mundo em alucinante transformação.
5

"Não é opção, isso vem, nasce na pessoa": Percepção de preconceito por homossexuais masculinos idosos nos contextos de família, trabalho e amizades

ALVES, L. S. 17 August 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:41:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_8902_dissertação Larissa Alves.pdf: 1163195 bytes, checksum: 7306e7dfa7b35cad890472c654fbdb29 (MD5) Previous issue date: 2016-08-17 / O objetivo do estudo foi investigar como homossexuais masculinos idosos interpretaram e se portaram em situações nas quais se perceberam alvo de preconceito. Foram entrevistados seis senhores contatados a partir de conhecidos comuns e da técnica bola de neve. Como instrumento de coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada, apoiada em roteiro que incluiu indagações: sobre eventuais exposições a situações de preconceito e discriminação ao longo de suas vidas; sobre as estratégias utilizadas pelos entrevistados para lidarem com os fatos ocorridos nessas situações nas quais acreditam terem sido discriminados; e sobre os contextos de ocorrência, o que inclui relações familiares, escolares, amorosas, profissionais, momentos de lazer e interação social, abrangendo qualquer etapa da vida. As respostas fornecidas foram objeto de exame realizado com uso da técnica de análise de conteúdo categorial. Todos os participantes disseram que desde muito jovens perceberam que sentiam atração por pessoas do mesmo sexo, o que foi sempre avaliado por eles como impróprio, gerou receio e jamais foi revelado à família. Foram relatados episódios de preconceitos das mais diversas modalidades vividos pelos entrevistados. A situação atual é avaliada como melhor do que a de épocas anteriores. Vários pontos dos relatos evidenciam que os participantes se desenvolveram em permanente condição de insegurança, o que compõe aspecto interferente na constituição de sua identidade. Tal insegurança é revelada quando falam de sua preferência por atividades nas quais se expõem menos e reconhecem sua limitação de transitar livremente por todos os espaços sociais.
6

Discurso de estudantes de fisioterapia acerca da pessoa idosa

Lobo, Liskelvia Bezerra Costa 16 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:31:28Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-16 / Introduction The prolongation of life of people raises many questions about how the human aging is understood within contemporary societies. Objective This research aims to analyze the image of Physiotherapy students about the elderly, identifying the social categories that characterize the elderly person in the eyes of these students. Methodology A qualitative study, data were collected through semi-structured interviews with 12 students of Physiotherapy, in the period from June to August 2010, held in a Higher Education Institution in the Hinterland Cearense. Data were organized on the grounds of the Collective Subject Discourse. Results The data processing gave rise to the following ideas: Search for more care, more active elderly, the elderly was a life lesson, Discrimination and prejudice against the elderly, sick and elderly, without opportunities, Seniors as a problem, a weight to society and the Elderly is a frail figure. Conclusion From this study can reflect on the many images that exist about the elderly, this condition is never a static form of conception, but a dynamism in the process of living and aging design. / Introdução O prolongamento do tempo de vida das pessoas suscita inúmeros questionamentos acerca de como é compreendido o envelhecimento humano dentro das sociedades atuais. Objetivo A presente pesquisa tem como objetivo analisar a imagem de estudantes de Fisioterapia acerca da pessoa idosa, identificando as categorias sociais que caracterizam a pessoa idosa na visão destes estudantes. Metodologia Estudo de abordagem qualitativa, os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada junto a 12 estudantes de Fisioterapia, no período de junho a agosto de 2010, realizada em uma Instituição de Ensino Superior no Sertão Cearense. Os dados foram organizados a partir do referencial do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados O processamento dos dados fez emergir as seguintes idéias centrais: Procura por mais cuidado, Idosos mais ativos, O idoso era uma lição de vida, Discriminação e preconceito contra os idosos, Idoso como doente, sem oportunidades, Idosos como um problema, um peso para a sociedade e o Idoso é uma figura frágil. Conclusão A partir deste estudo pode-se refletir sobre as diversas imagens que existem acerca do idoso, esta não sendo nunca uma forma estática de concepção e sim uma dinamicidade no processo de viver e conceber o envelhecimento.
7

Muito mais do que pe(n)sam : percepções e experiências acerca da obesidade entre usuárias da rede pública de saúde do município Fortaleza-Ceará / Beyond their weight/thoughts : perceptions and experiences of obese womem assistant of public health services of a municipality of Fortaleza - Ceará

Pinto, Maria Soraia January 2009 (has links)
PINTO, Maria Soraia. Muito mais do que pe(n)sam : percepções e experiências acerca da obesidade entre usuárias da rede pública de saúde do município de Fortaleza-Ceará . 2009. 113 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-11-08T13:46:23Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_mspinto.pdf: 1122819 bytes, checksum: 84221654e88564e4feafe832611ded69 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-12-05T13:10:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_mspinto.pdf: 1122819 bytes, checksum: 84221654e88564e4feafe832611ded69 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-12-05T13:10:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_mspinto.pdf: 1122819 bytes, checksum: 84221654e88564e4feafe832611ded69 (MD5) Previous issue date: 2009 / The obesity is a complex phenomenon that occurs in an important parcel of the world-wide population, in special in the adult women of lower incomes. The obesity also can be seen as a physical attribute, perceived, interpreted and influenced for the social system. The aim of this study was to understand the perceptions and experiences of women attended in a health family center of the city of Fortaleza with obesity diagnosis. This is study is about a qualitative inquiry with phenomenologic-hermeneutic approach, whose adopted methodology strategy was the joint enters the interviews in depth and the free comment. 8 interviews with women between 28 and 56 years had been carried through, with average of age of 44 years. All presented obesity degree II (BMI= 35,0-39,9kg/m2), and had related the experience with the excess of weight at least for 5 years, moreover they presented hypertension, diabetes, dyslipidemia and osteomuscular problems, the majority was married,house owner and had children. The average of family remuneration was 1-2 minimum wages. The education level was between secondary education and the incomplete fundamental education. The categorization of the empirical material indicated four thematic axles, and from which the axles had been tracings analysis central offices. 1) Body Self-perception ; 2)Etnoethyology of the obesity; 3) Stigma and the Repercussions in the distinct spheres of the life; 4) Treading the Ways of the Cure. Each thematic axle was unfolded in different dimensions. The results had disclosed that the women perceive her excess weight, however they are not classified as obese. The medicine use, the feeding and important moments of life had been considered basic for the explanation of the profile of obesity in the group. Under the women “weigh” stigma and discriminations attributed by their appearance. Finally for the deponents the obesity is an illness that has cure. In this direction, the study it calls attention for importance the multidimensionality of the obesity. Such understanding is basic for the proposal of plans and strategies of attendance in the field of the health politics. / A obesidade é um fenômeno complexo que acomete uma parcela importante da população mundial, em especial as mulheres adultas de menor estrato de renda. A obesidade também pode ser vista como um atributo físico, percebido, interpretado e influenciado pelo sistema social. O objetivo deste estudo foi compreender as percepções e experiências de mulheres usuárias de um centro de saúde da família do município de Fortaleza com diagnóstico de obesidade. Trata-se de uma investigação qualitativa com enfoque fenomenológico-hermenêutico, cuja estratégia metodológica adotada foi a articulação entre as entrevistas em profundidade e a observação livre. Foram realizadas 8 entrevistas com mulheres entre 28 e 56 anos, com média de idade de 44 anos. Todas apresentavam obesidade grau II (IMC= 35,0-39,9kg/m2), e referiram a experiência com o excesso de peso há mais de 5 anos, além disso apresentavam hipertensão, diabetes, dislipidemias e problemas osteomusculares, A maioria era casada, dona de casa e tinham filhos. A média de remuneração familiar observada foi de um a dois salários mínimos. O nível de escolaridade ficou entre o ensino médio e o fundamental incompleto. A categorização do material empírico indicou quatro eixos temáticos, e a partir dos quais foram traçados os eixos centrais de análise. 1) Auto-percepção do corpo; 2) Etnoetiologia da obesidade; 3) Estigma e as Repercussões nas distintas esferas da vida; 4) Trilhando os Caminhos da Cura. Cada eixo temático foi desdobrado em diferentes dimensões. Os resultados revelaram que as mulheres se percebem com excesso de peso, porém não se classificam como obesas. O uso de medicamentos,a alimentação e passagens importantes da vida foram consideradas fundamentais para a explicação do perfil de obesidade no grupo. Sobre as mulheres “pesam” estigmas e discriminações atribuídos a sua aparência. Finalmente para as depoentes a obesidade é uma doença que tem cura. Nesse sentido, o estudo chama atenção para importância da multidimensionalidade da obesidade. Tal compreensão é fundamental para a proposição de planos e estratégias de atendimento no campo das políticas de saúde.
8

O enfrentamento ao fenômeno discriminatório sob a ótica dos servidores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Badalotti, Tatiana Stürmer January 2017 (has links)
A discriminação é entendida como fator causador de prejuízos e iniquidades em saúde. Ela pode ocasionar sofrimento psicológico, adoção de comportamentos negativos, como o consumo de álcool e tabaco, estresse, ansiedade, além das alterações nos sistemas fisiológicos do organismo. O objetivo desta pesquisa foi explorar o fenômeno discriminatório e formas de enfrentamentos aos fenômenos por servidores, vinculados à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tratase de um estudo qualitativo analítico, que buscou gerar informações por meio da realização de entrevistas individuais semiestruturadas, as quais foram interpretadas pela perspectiva teórica da fenomenologia. O material textual produzido foi interpretado seguindo o método de análise de conteúdo de Bardin. Os principais resultados revelam um modelo de enfrentamento à discriminação, onde as categorias inter-relacionam-se. Neste modelo a categoria cultura ocupa um papel central, interligando-se com as cotas, educação formal, legislação e políticas públicas, mídias e educação informal, como principais estratégias de enfrentamento à discriminação.
9

Trajetórias de vida e mudança de identidade sexual: quando não se encontra o pote de ouro no final do arco-íris

SILVA, O. R. M. 23 June 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:41:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9861_TRAJETÓRIAS DE VIDA E MUDANÇA DE IDENTIDADE SEXUAL - QUANDO NÃO SE ENCONTRA O POTE DE OURO NO FINAL DO ARCO-ÍRIS.pdf: 1497609 bytes, checksum: fa319f52837d9aef473483d458105dbe (MD5) Previous issue date: 2017-06-23 / O objetivo deste trabalho foi conhecer as trajetórias de vida de indivíduos que alegaram ter mudado sua identidade sexual de homossexual para heterossexual. Especificamente, buscou-se analisar fatores desencadeantes e consequências da descoberta e abandono da homossexualidade, bem como compreender a diversidade de experiências relacionadas à vida familiar, social e religiosa na trajetória de vida destes sujeitos. Trata-se de um estudo exploratório, qualitativo, de corte transversal. Participaram quatro indivíduos do sexo masculino, maiores de dezoito anos, que declararam ter mudado de identidade sexual. A amostragem foi intencional e delimitada a partir dos critérios de diversificação interna e de saturação empírica. Os participantes foram localizados através da técnica bola de neve. O instrumento utilizado foi uma entrevista narrativa seguido de um roteiro semiestruturado de entrevista. Para a análise dos dados utilizou-se o método fenomenológico para investigação psicológica, que revelou seis unidades de significado: Contexto para a produção da homossexualidade; situações de preconceito; experiências afetivas/sexuais; descoberta e vivência da homossexualidade; contexto da reorientação sexual; incômodo com o termo ex-gay; transformações ocorridas em outros aspectos da vida. O preconceito foi o fenômeno encontrado na base das principais transformações ocorridas, embora nem sempre tenha sido admitido ou interpretado como algo negativo pelos participantes. Eles apontaram a insatisfação com estilo de vida gay como o principal fator propulsor da mudança da identidade sexual. Percebeu-se uma forte internalização de representações de cunho religioso sobre a homossexualidade, compreendida por eles como um desvio da sexualidade natural e sadia. A internalização destas representações propiciou a criação de uma identidade social negativada para estes indivíduos enquanto homossexuais. A mudança da identidade sexual foi significada por eles como uma melhor valoração social, maior auto aceitação, além de potencializar a possibilidade de desenvolver uma vida plena e feliz segundo o modelo heteronormativo, que eles acreditam ser o único legítimo e verdadeiro para se vivenciar a sexualidade.
10

O enfrentamento ao fenômeno discriminatório sob a ótica dos servidores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Badalotti, Tatiana Stürmer January 2017 (has links)
A discriminação é entendida como fator causador de prejuízos e iniquidades em saúde. Ela pode ocasionar sofrimento psicológico, adoção de comportamentos negativos, como o consumo de álcool e tabaco, estresse, ansiedade, além das alterações nos sistemas fisiológicos do organismo. O objetivo desta pesquisa foi explorar o fenômeno discriminatório e formas de enfrentamentos aos fenômenos por servidores, vinculados à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tratase de um estudo qualitativo analítico, que buscou gerar informações por meio da realização de entrevistas individuais semiestruturadas, as quais foram interpretadas pela perspectiva teórica da fenomenologia. O material textual produzido foi interpretado seguindo o método de análise de conteúdo de Bardin. Os principais resultados revelam um modelo de enfrentamento à discriminação, onde as categorias inter-relacionam-se. Neste modelo a categoria cultura ocupa um papel central, interligando-se com as cotas, educação formal, legislação e políticas públicas, mídias e educação informal, como principais estratégias de enfrentamento à discriminação.

Page generated in 0.0575 seconds