• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 343
  • 14
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 360
  • 189
  • 96
  • 78
  • 56
  • 56
  • 26
  • 25
  • 21
  • 20
  • 19
  • 19
  • 18
  • 18
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Fenologia, síndromes de polinização e dispersão e recursos florais de uma comunidade de caatinga no cariri paraibano

Glebya Maciel Quirino, Zelma January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:02:37Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2142_1.pdf: 2895658 bytes, checksum: 346f8392537639f2a16f15130ee85dbb (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2006 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Foi realizado o estudo fenológico e das síndromes de polinização e de dispersão de 46 espécies de plantas, distribuídas entre árvores, arbustos, ervas e trepadeiras, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2004, na RPPN Fazenda Almas (7°28'45"S e 36°54'18"W), na região do Cariri Paraibano, Nordeste do Brasil. Paralelamente foi realizado um estudo detalhado de cinco espécies de Cactaceae, relacionando as estratégias reprodutivas às relações ecológicas com grupos de polinizadores e dispersores. Associadas às síndromes de polinização, foram observadas a freqüência das diferentes síndromes e recursos florais ao longo dos meses para todo o período de estudo. Foram calculadas as datas médias utilizandose estatística circular, para a comunidade nas fenofases vegetativas e reprodutivas e a correlação entre a precipitação e as fenofases reprodutivas, entre os diferentes hábitos estudados. A queda de folhas apresentou padrão sazonal nos dois anos de estudo, enquanto para a fenofase brotamento foram observados dois picos, um na estação chuvosa e outro, no período seco. Os padrões de floração e frutificação variaram entre os hábitos, indicando resposta diferenciada a fatores ambientais. A floração apresentou padrão geral sazonal e a produção de frutos ocorreu ao longo de todo o ano com um aumento na estação úmida. Na frutificação as estratégias diferiram entre os grupos: árvores e arbustos apresentaram dois picos, semelhantes ao padrão da comunidade em geral, enquanto a produção de frutos pelas herbáceas ocorreu apenas no período úmido, e nas trepadeiras de maneira irregular, concomitantemente a floração. Em paralelo, a fenologia reprodutiva (floração e frutificação) de cinco espécies simpátricas de Cactaceae (Cereus jamacaru DC., Melocactus zehntneri (Britton & Rose) Luetzelburg, Pilosocereus chrysostele (Vaupel) Byl. & Rowl, P. gounellei (Weber) Byl.& Rowl e Tacinga inamoena K. Schum), foi analisada. Os padrões de floração e frutificação diferiram entre as espécies, variando de anuais a contínuos. Produção de frutos ao longo do ano foi observada, resultando em disponibilidade constante de alimento para frugívoros. Respostas distintas a fatores abióticos, como precipitação, devem ocorrer nestas cinco espécies de Cactaceae, o que justificaria as diferenças de padrões reprodutivos observados. Por fim, as síndromes de polinização das 46 espécies citadas acima foram estudadas. Diferenças entre os hábitos foram encontradas relacionando aos distintos atributos florais, tipo de recurso e síndromes florais. A floração apresentada pelas espécies diferencia entre os grupos de síndromes. A maioria das espécies melitófilas floresce na estação úmida, as quiropterófilas florescem ao longo do ano e as esfingófilas na estação úmida. A disponibilidade de recursos florais apresentou diferenças entre as estações seca e chuvosa, diferindo também entre os hábitos. A relação entre a distribuição temporal das fenofases na comunidade, assim como a diversidade das síndromes de polinização e dispersão, e a riqueza dos recursos florais, envolvendo os diferentes hábitos (árvores, arbustos, ervas e trepadeiras), ajudam no entendimento da dinâmica, auxiliando em estudos para planos de manejo e conservação, neste ecossistema
12

Acarofauna (Arachnida: Acari) em pomares de Citrus deliciosa var. Montenegrina no Vale do Caí, Rio Grande do Sul / Mitefauna (arachnida: acari) in citrus deliciosa var. Montenegrina orchards in Caí Valley, Gio Grande do Sul

Paris, Priscila January 2015 (has links)
A atividade citrícola no Rio Grande do Sul tem características de agricultura familiar e ocorre, principalmente, em pequenas propriedades, sendo o Vale do Rio Caí uma das principais regiões produtoras. O cultivo de tangerinas representa aproximadamente 15% da produção nacional, com predomínio da variedade Montenegrina. Ácaros fitófagos estão associados a pomares cítricos, sendo algumas espécies de importância econômica. Ácaros predadores têm apresentado potencial no controle biológico de ácaros-praga. O trabalho teve como objetivo reconhecer a acarofauna plantícola de pomares de tangerineira (Citrus deliciosa) var. Montenegrina, assim como avaliar aspectos ecológicos de riqueza, diversidade e abundância de espécies, distribuição dos ácaros na superfície foliar e similaridade entre as comunidades. As amostragens foram realizadas de maio/2013 a maio/2014 em nove pomares convencionais localizados na região do Vale do Rio Caí, RS. Foram coletados ramos de três plantas/pomar selecionadas por randomização. Os ácaros presentes em ambas as faces foliares (abaxial e adaxial) foram triados e montados em lâminas de microscopia com meio de Hoyer e posteriormente identificados. Foi registrado o total de 7.214 ácaros, sendo 29 espécies/morfoespécies pertencentes a 11 famílias - Acaridae, Ascidae, Cunaxidae, Eriophyidae, Iolinidae, Phytoseiidae, Stigmaeidae, Tarsonemidae, Tenuipalpidae, Tetranychidae e Tydeidae – e quatro morfoespécies pertencente à Oribatida. A distribuição da acarofauna nas folhas de tangerineira foi significativamente maior na face foliar adaxial. Tegolophus brunneus foi a espécie mais abundante e a única eudominante. A distribuição de abundância das espécies se ajustou à curva do tipo Série Geométrica. Os índices de Simpson e Shannon demostraram baixa diversidade da acarofauna nos pomares. A similaridade geral entre os pomares pelo índice de Bray-Curtis foi de 46,1% e pelo índice de Jaccard foi de 52%. A correlação positiva entre Allonychus braziliensis e Amblyseius operculatus e Allonychus braziliensis e Amblyseius saopaulus sugere a relação predador/presa entre estas espécies. / The citrus activity in Rio Grande do Sul has family farming features and occurs mainly on small proprieties, being the Caí Valley one of the main producing regions. The tangerine crop is about 15% of national production, with a predominance of Montenegrina variety. Phytophagous mites are closely associated with citrus orchards and some species are of great economic importance. Predatory mites have shown potential for biological control of pest mites. The study aimed to recognize the plant mitefauna of tangerine orchards (Citrus deliciosa) var. Montenegrina and assess environmental aspects of diversity and population dynamics, distribution of mites on the leaf surface and similarity between different orchards. Samples were accomplished from May / 2013 to May / 2014 in nine conventional orchards located in the region of the Rio Caí Valley. Branches of three plants were randomly collected in each orchard. The mites present in both leaf surfaces (abaxial and adaxial) were screened and mounted on microscope slides with Hoyer's medium and subsequently identified. It was registered a total of 7214 of mites of 29 species/morphospecies, belonging to 11 families - Acaridae, Ascidae, Cunaxidae, Eriophyidae, Iolinidae, Phytoseiidae, Stigmaeidae, Tarsonemidae, Tenuipalpidae, Tetranychidae and Tydeidae – and four morphospecies belonging to Oribatida. The distribution of the mitefauna in tangerine leaves was significantly higher in the adaxial leaf surface. Tegolophus brunneus was the most abundant species and the only eudominant one. The distribution of species abundance set to the type Geometric Series curve. The indices of Simpson and Shannon demonstrated low diversity of mite fauna in the orchards. The overall similarity between the orchards at Bray-Curtis index was 46.1% and the Jaccard index was 52%. The positive correlation between Allonychus braziliensis and Amblyseius operculatus and Allonychus braziliensis and Amblyseius saopaulus suggests a predator/prey relation among these species.
13

Nova metodologia analítica para análise qualitativa e quantitativa de metabólitos bioativos de Lippia alba e do seu produto fitoterápico desenvolvido.

Gomes, Angelica Ferraz January 2017 (has links)
Submitted by Jessica Alves (alves.jessica@ufba.br) on 2018-12-17T17:12:44Z No. of bitstreams: 1 tese lippia alba final.pdf: 3405101 bytes, checksum: 9f94e4a043da70e6c851a0ae7d0f81d5 (MD5) / Approved for entry into archive by Jessica Alves (alves.jessica@ufba.br) on 2018-12-17T17:14:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 tese lippia alba final.pdf: 3405101 bytes, checksum: 9f94e4a043da70e6c851a0ae7d0f81d5 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-12-17T17:14:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese lippia alba final.pdf: 3405101 bytes, checksum: 9f94e4a043da70e6c851a0ae7d0f81d5 (MD5) / Lippia alba (Mill.) N. E. Brown é uma planta conhecida popularmente como erva-cidreira, de grande importância farmacológica largamente utilizada devido às propriedades calmante, antiespasmódica suave, analgésica, sedativa, ansiolítica e levemente expectorante. Esta espécie apresenta alguns quimiotipos os quais existem relatos de diferentes atividades, tais como o quimiotipo I (citral-mirceno), que apresentam ação calmante, espasmolítica suaves e analgésica, quimiotipo II (citral-limoneno), além destas ações, tem forte atividade sedativa e ansiolítica e o quimiotipo III (carvona-limoneno) o qual possui atividade principal mucolítica e no tratamento de transtornos gastro-intestinais. Apesar de inúmeros trabalhos publicados sobre esta espécie relacionando os efeitos relatados pelos estudos etnofarmacológicos com investigações farmacológicas e químicas, ainda não se tem publicações suficientes para desenvolver um produto fitoterapêutico a partir desta espécie. Desta forma, este trabalho teve como objetivo desenvolver metodologias analíticas para a quantificação de marcadores nesta planta bem como o desenvolvimento de um produto fitoterápico a partir da mesma na forma farmacêutica comprimidos.
14

Marcadores moleculares no sêmen suíno: identificação de novas proteínas no fluido epididimário e variação sazonal das defesas antioxidantes seminais

Argenti, Laura Espíndola 15 December 2016 (has links)
Submitted by FERNANDA DA SILVA VON PORSTER (fdsvporster@univates.br) on 2017-08-03T18:13:01Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2016LauraEspindolaArgenti.pdf: 1888934 bytes, checksum: 5a510c6a2ebfe58080f9144331b8f7d6 (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2017-08-21T17:48:22Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2016LauraEspindolaArgenti.pdf: 1888934 bytes, checksum: 5a510c6a2ebfe58080f9144331b8f7d6 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-21T17:48:22Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2016LauraEspindolaArgenti.pdf: 1888934 bytes, checksum: 5a510c6a2ebfe58080f9144331b8f7d6 (MD5) Previous issue date: 2017-08 / CAPES / Durante o trânsito epididimário, os espermatozoides são expostos às secreções do epitélio, formando um ambiente natural essencial para a aquisição de motilidade e capacidade fertilizante pelas células espermáticas. O proteoma do fluido epididimário já vem sendo estudado por grupos de pesquisa há alguns anos e proteínas importantes vêm sendo identificadas no fluido da cauda do epidídimo; no entanto, uma investigação mais profunda da proteômica deste fluido nunca foi feita. No primeiro trabalho apresentado nesta dissertação, a técnica de identificação multidimensional de proteínas (MudPIT) foi utilizada para identificação de proteínas no fluido da cauda do epidídimo. Um total de 663 proteínas foi identificado, sendo que as proteínas mais abundantes observadas em uma análise semi-quantitativa foram as seguintes (contagens espectrais): epididymal-specific lipocalin-5 (1465), beta-hexosaminidase subunit beta precursor (1346), phosphatidylethanolamine-binding protein 4 precursor (367), lactotransferrin precursor (226), brain acid soluble protein 1 isoform 2 (134), di-N-acetylchitobiase (115), epididymis-specific alpha-mannosidase (114), epididymal secretory glutathione peroxidase precursor (112), reticulocalbin-1 isoform 2 (103) e alkaline phosphatase, tissue-nonspecific isozyme (101). A identificação de 663 proteínas no fluido da cauda do epidídimo de suínos possibilita uma maior compreensão dos processos de armazenamento à que estas células são submetidas neste ambiente e, a partir disso, possibilita o desenvolvimento técnicas de reprodução tanto para a solução de problemas de infertilidade humana quanto de produção animal. Em um segundo experimento, avaliou-se a atividade de proteínas antioxidantes presentes no plasma seminal durante as quatro estações do ano e sua variação estacional, em correlação com parâmetros de qualidade seminal. As enzimas previamente selecionadas para avaliação foram a superóxido-dismutase (SOD) e a glutationa peroxidase (GPx). Os parâmetros seminais avaliados apresentaram-se constantes durante todo o ano, sendo observada diferença entre estações apenas na concentração espermática e motilidade rápida após 5 dias de refrigeração a 17°C. As defesas antioxidantes do plasma seminal, medidas através das atividades de GPx e SOD se mantiveram constantes durante o ano. A avaliação destas enzimas nas células espermáticas evidenciou um aumento de atividade de SOD no verão e primavera (P < 0,05). As atividades das enzimas GPx e SOD apresentaram apenas duas correlações com motilidade total após 5 dias de preservação a 17°C. A atividade de SOD nos espermatozoides apresentou correlação negativa fraca (R2 = 0,4517; P = 0.0022). No plasma seminal, a GPx também apresentou correlação negativa (R2 = 0,2447; P = 0,0369). Conclui-se que, apesar de variações individuais, não ocorreram variações significativas na qualidade espermática ao longo do ano. / During epididymal transit, sperm are exposed to epididymal secretions, which form an essential natural environment for the motility acquisition and fertilizing ability by sperm cells. The epididymal fluid proteome has already been studied by research groups for some years and important proteins have been identified in the cauda epididymal fluid (CEF); however, further investigation of this fluid proteomics was never made. In the first work presented multidimensional protein identification technique (mudPIT) was used to identify CEF proteins. A total of 663 proteins were identified, of which the most abundant proteins observed in a semi-quantitative analysis were as follows (spectral counts): epididymal-specific lipocalin-5 (1465), beta-hexosaminidase subunit precursor beta (1346), phosphatidylethanolamine -binding protein 4 precursor (367), lactotransferrin precursor (226), Brain acid soluble protein 1 isoform 2 (134), di-n-acetylchitobiase, partial (115), alpha-mannosidase epididymis-specific (114), epididymal secretory glutathione peroxidase precursor (112), reticulocalbin 2 isoform-1 (103) and alkaline phosphatase, tissue-nonspecific isozyme (101). The emergence of new techniques of proteomic analysis provides a better understanding of metabolic pathways and metabolic processes guided by proteins. Identify 663 proteins in the CEF of boars means understand the storage process to which sperm cells undergo and, from that, be able to develop breeding techniques both to solve problems of human infertility as of agricultural production. In a second experiment, the activity of antioxidant proteins present in the seminal plasma during the four seasons of the year and its seasonal variation in correlation with sperm quality parameters were evaluated. The enzymes previously selected for evaluation were superoxide dismutase (SOD) and glutathione peroxidase (GPx). The evaluated seminal parameters were constant throughout the whole year, with no difference between stations, only in sperm concentration and motility after 5 days after storage at 17 ° C. The antioxidant defenses of the seminal plasma, through measures of GPx and SOD activities remained constant during the year. The evaluation of these enzymes in the sperm showed an increase of SOD activity in spring and summer (P <0.05). The activities of GPx and SOD had only two correlations, total motility after 5 days of preservation at 17 ° C. The SOD activity in the sperm had a weak negative correlation (R2 = - 0.4517, P = 0.0022). In seminal plasma, GPx also showed a negative correlation (R 2 = 0.2447, P = 0.0369).
15

USO DE ESTRUTURAS DE DRENAGEM POR JAGUATIRICA (LEOPARDUS PARDALIS) EM TRECHO DA RODOVIA BR 101 QUE INTERCEPTA A RESERVA BIOLÓGICA DE SOORETAMA

BARRETO, L. M. 26 May 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:27:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_11021_82 - Lucas Mendes Barreto.pdf: 1796420 bytes, checksum: d8f5a3de8dd439f984167cfd786ccca0 (MD5) Previous issue date: 2017-05-26 / A fragmentação de habitats para a construção e operação de estradas pode gerar uma série de impactos em diferentes escalas, criando subpopulações pequenas e isoladas que podem resultar na interrupção dos movimentos da fauna entre populações locais. Dessa forma o presente estudo teve como objetivo caracterizar o uso, pelas jaguatiricas (Leopardus pardalis), das estruturas subterrâneas de drenagem localizadas em um trecho da rodovia BR-101 que intercepta a Reserva Biológica de Sooretama. Foram utilizados registros obtidos de armadilhas fotográficas entre dezembro de 2014 a dezembro de 2015. A identificação e individualização foram realizadas através de uma combinação de caracteres diagnósticos. Avaliamos o padrão de atividade entre as armadilhas alocadas nas estruturas de drenagem, acessos e trilhas, estação seca e chuvosa, fases lunares, entre os sexos e entre indivíduos realizando o teste de Mardia-Watson-Wheeler. Foi encontrado um total de 612 registros, sendo 334 foram individualizados e distribuídos em nove espécimes, apresentando o período de atividade catemeral. Os períodos de atividade foram significativos para: estação seca e chuvosa (W= 14,6; p= 0,0006), fase da lua nova e lua cheia (W= 8,64; p= 0,013) e entre o sexo (W= 9,28; p= 0,01). Constatamos um elevado uso do espaço pelas jaguatiricas na área amostrada, identificamos o uso da área amostrada por nove indivíduos e encontramos uma organização social, espacial e diferenças no padrão de atividade.
16

Sazonalidade e as redes de interações planta-polinizador

Genini, Julieta [UNESP] 31 August 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-08-31Bitstream added on 2014-06-13T21:01:46Z : No. of bitstreams: 1 genini_j_dr_rcla_parcial.pdf: 434949 bytes, checksum: 6d17f9cb2c5d6677db2aa97d780fe759 (MD5) Bitstreams deleted on 2014-11-14T12:17:00Z: genini_j_dr_rcla_parcial.pdf,Bitstream added on 2014-11-14T12:17:46Z : No. of bitstreams: 1 000673076.pdf: 2180690 bytes, checksum: 4a09ca8eef33ba14265d1b718f224d03 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Os padrões de floração no nível de comunidade podem afetar a dinâmica dos sistemas ecológicos. Dessa formam a caracterização dos modos de polinização e padrões de floração no nível de comunidade são fundamentais para entender a variação sazonal das flores, polinizadores e sua organização temporal nas diferentes vegetações. Portanto, nos examinamos a floração no nível de comunidade e procuramos identificar padrões agregados, segregados e temporalmente aninhados na Reserva Municipal de Santa Genebra (SGR), uma floresta semidecídua do Sudeste de Brasil. Depois, nós avaliamos os padrões de floração, a diversidade e organização temporal por modos de polinização em SGR. Posteriormente, nos concentramos na dinâmica temporal de uma pequena rede de visitantes florais. Finalmente, estudamos outras dois redes de visitantes florais e avaliamos como diferentes tipos de enlaces (i.e. pilhadores e polinizadores efetivos) afetam a estrutura das redes. Nós encontramos que os padrões de floração em SGR são agregados e aninhados, e identificamos as causas do aninhamento temporal quando removemos as espécies de floração longa. Alem do mais, a SGR apresentou uma alta diversidade de modos de polinização, comparável a outras florestas tropicais, e essa diversidade encontra se representada ao longo das diferentes estações desde que o clima e a filogenia não restringiram a floração da maior parte das espécies. Nos encontramos uma alta dinâmica temporal na nossa pequena rede de visitantes florais junto a um importante componente especial de algumas interações. Por ultimo, a remoção... / Flowering patterns are likely to affect ecological dynamics of plant communities. In that sense, characterization of pollination modes and its flowering patterns at a community level are fundamental to understand the seasonal variation of flowers, pollinators and their temporal organization in different vegetations. Therefore, we examine the flowering patterns at a community level and explored aggregation, segregation and temporal nestedness at the Santa Genebra Reserve, (SGR), a semideciduous forest of Southeastern Brazil. Then, we also evaluate the flowering patterns, diversity and temporal organization of pollination modes within the SGR. Subsequently, we focus on the temporal dynamic of a small sphyngophylous flower visitation network. At last, we studied two other flower visitation networks – Malpighiaceae and Bignoniaceae - and evaluated how different types of links (i.e. cheaters and effective pollinators) influence network topology. We found that the flowering pattern of the SGR community is aggregated and nested. We also identified the causes of nestedness in this community by removing the long-lasting flowering plants. In addition, SGR forest present a high diversity of pollination modes, comparable to other tropical systems, and this diversity is represented across the seasons, since climate and phylogeny did not restrict the flowering of most plants regardless the pollination mode. We also find a high temporal dynamic in our small visitation network as well as a spatial component of some links. Finally, the removal of a particular type of links (cheaters) in one of the visitation networks (Bignoniaceae) completely changed the structure of the network. To conclude, even when the community... (Complete abstract click electronic access below)
17

Acarofauna (Arachnida: Acari) em pomares de Citrus deliciosa var. Montenegrina no Vale do Caí, Rio Grande do Sul / Mitefauna (arachnida: acari) in citrus deliciosa var. Montenegrina orchards in Caí Valley, Gio Grande do Sul

Paris, Priscila January 2015 (has links)
A atividade citrícola no Rio Grande do Sul tem características de agricultura familiar e ocorre, principalmente, em pequenas propriedades, sendo o Vale do Rio Caí uma das principais regiões produtoras. O cultivo de tangerinas representa aproximadamente 15% da produção nacional, com predomínio da variedade Montenegrina. Ácaros fitófagos estão associados a pomares cítricos, sendo algumas espécies de importância econômica. Ácaros predadores têm apresentado potencial no controle biológico de ácaros-praga. O trabalho teve como objetivo reconhecer a acarofauna plantícola de pomares de tangerineira (Citrus deliciosa) var. Montenegrina, assim como avaliar aspectos ecológicos de riqueza, diversidade e abundância de espécies, distribuição dos ácaros na superfície foliar e similaridade entre as comunidades. As amostragens foram realizadas de maio/2013 a maio/2014 em nove pomares convencionais localizados na região do Vale do Rio Caí, RS. Foram coletados ramos de três plantas/pomar selecionadas por randomização. Os ácaros presentes em ambas as faces foliares (abaxial e adaxial) foram triados e montados em lâminas de microscopia com meio de Hoyer e posteriormente identificados. Foi registrado o total de 7.214 ácaros, sendo 29 espécies/morfoespécies pertencentes a 11 famílias - Acaridae, Ascidae, Cunaxidae, Eriophyidae, Iolinidae, Phytoseiidae, Stigmaeidae, Tarsonemidae, Tenuipalpidae, Tetranychidae e Tydeidae – e quatro morfoespécies pertencente à Oribatida. A distribuição da acarofauna nas folhas de tangerineira foi significativamente maior na face foliar adaxial. Tegolophus brunneus foi a espécie mais abundante e a única eudominante. A distribuição de abundância das espécies se ajustou à curva do tipo Série Geométrica. Os índices de Simpson e Shannon demostraram baixa diversidade da acarofauna nos pomares. A similaridade geral entre os pomares pelo índice de Bray-Curtis foi de 46,1% e pelo índice de Jaccard foi de 52%. A correlação positiva entre Allonychus braziliensis e Amblyseius operculatus e Allonychus braziliensis e Amblyseius saopaulus sugere a relação predador/presa entre estas espécies. / The citrus activity in Rio Grande do Sul has family farming features and occurs mainly on small proprieties, being the Caí Valley one of the main producing regions. The tangerine crop is about 15% of national production, with a predominance of Montenegrina variety. Phytophagous mites are closely associated with citrus orchards and some species are of great economic importance. Predatory mites have shown potential for biological control of pest mites. The study aimed to recognize the plant mitefauna of tangerine orchards (Citrus deliciosa) var. Montenegrina and assess environmental aspects of diversity and population dynamics, distribution of mites on the leaf surface and similarity between different orchards. Samples were accomplished from May / 2013 to May / 2014 in nine conventional orchards located in the region of the Rio Caí Valley. Branches of three plants were randomly collected in each orchard. The mites present in both leaf surfaces (abaxial and adaxial) were screened and mounted on microscope slides with Hoyer's medium and subsequently identified. It was registered a total of 7214 of mites of 29 species/morphospecies, belonging to 11 families - Acaridae, Ascidae, Cunaxidae, Eriophyidae, Iolinidae, Phytoseiidae, Stigmaeidae, Tarsonemidae, Tenuipalpidae, Tetranychidae and Tydeidae – and four morphospecies belonging to Oribatida. The distribution of the mitefauna in tangerine leaves was significantly higher in the adaxial leaf surface. Tegolophus brunneus was the most abundant species and the only eudominant one. The distribution of species abundance set to the type Geometric Series curve. The indices of Simpson and Shannon demonstrated low diversity of mite fauna in the orchards. The overall similarity between the orchards at Bray-Curtis index was 46.1% and the Jaccard index was 52%. The positive correlation between Allonychus braziliensis and Amblyseius operculatus and Allonychus braziliensis and Amblyseius saopaulus suggests a predator/prey relation among these species.
18

Influências ligadas ao sexo e a sazonalidade sobre a gliconeogênese renal em ratos submetidos ao jejum

Cavagni, Gabriela Maura January 2005 (has links)
A via gliconeogênica é uma via central no estudo dos processos biossintéticos celulares que, nos tecidos animais, leva à formação de glicose partindo de precursores não-carboidratos. Muitos estudos têm evidenciado que os rins aumentam a contribuição para a liberação de glicose na circulação durante períodos de jejum. Porém, são poucos os trabalhos que investigam este importante processo fisiológico em outras condições. Por isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar as influências sazonais e ligadas ao sexo sobre a via gliconeogênica renal em animais submetidos ao jejum prolongado. Os rins de ratos foram excisados, fatiados e divididos em duas regiões, cortical e medular. Incubou-se estas amostras separadamente em solução fisiológica acrescida com 0,2 µCi de 14C-Ácido Lático ou 14C-Glicerol. A 14C-Glicose foi quantificada por meio de cromatografia em camada delgada e expressa em mmoles/g tecido/hora. Para avaliar a influência sazonal, os experimentos foram realizados em dois períodos do ano, no inverno e no verão e a atividade gliconeogênica demonstrada foi diferente entre as duas estações. No inverno, a gliconeogênese renal de ratos-controle foi significativamente menor do que no verão. Além disso, os animais submetidos a 48 horas e 72 horas de jejum apresentaram um decréscimo na gliconeogênese quando comparados ao grupo controle. Já durante um período maior de jejum, às 120 horas, a atividade gliconeogênica aumentou e foi semelhante entre as duas estações. Vários aspectos poderiam estar influenciando estas diferenças, tais como o metabolismo basal e a variação hormonal e enzimática sobre a via. Neste trabalho, também verificou-se que a gliconeogênese renal apresentou diferenças entre ratos machos e fêmeas. Os resultados demonstraram que a formação de glicose a partir de lactato marcado nas fêmeas foi significativamente maior do que nos machos. Provavelmente, estas diferenças no perfil gliconeogênico entre ratos machos e fêmeas poderiam ser atribuídas em grande parte a variação hormonal e ao conjunto de fatores interligados a esta variação. Assim, este trabalho contribuiu para o esclarecimento de algumas questões ainda não investigadas na literatura, como a importância da variação sazonal e ligada ao sexo sobre a via gliconeogênica nos rins de ratos submetidos ao jejum.
19

Influências ligadas ao sexo e a sazonalidade sobre a gliconeogênese renal em ratos submetidos ao jejum

Cavagni, Gabriela Maura January 2005 (has links)
A via gliconeogênica é uma via central no estudo dos processos biossintéticos celulares que, nos tecidos animais, leva à formação de glicose partindo de precursores não-carboidratos. Muitos estudos têm evidenciado que os rins aumentam a contribuição para a liberação de glicose na circulação durante períodos de jejum. Porém, são poucos os trabalhos que investigam este importante processo fisiológico em outras condições. Por isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar as influências sazonais e ligadas ao sexo sobre a via gliconeogênica renal em animais submetidos ao jejum prolongado. Os rins de ratos foram excisados, fatiados e divididos em duas regiões, cortical e medular. Incubou-se estas amostras separadamente em solução fisiológica acrescida com 0,2 µCi de 14C-Ácido Lático ou 14C-Glicerol. A 14C-Glicose foi quantificada por meio de cromatografia em camada delgada e expressa em mmoles/g tecido/hora. Para avaliar a influência sazonal, os experimentos foram realizados em dois períodos do ano, no inverno e no verão e a atividade gliconeogênica demonstrada foi diferente entre as duas estações. No inverno, a gliconeogênese renal de ratos-controle foi significativamente menor do que no verão. Além disso, os animais submetidos a 48 horas e 72 horas de jejum apresentaram um decréscimo na gliconeogênese quando comparados ao grupo controle. Já durante um período maior de jejum, às 120 horas, a atividade gliconeogênica aumentou e foi semelhante entre as duas estações. Vários aspectos poderiam estar influenciando estas diferenças, tais como o metabolismo basal e a variação hormonal e enzimática sobre a via. Neste trabalho, também verificou-se que a gliconeogênese renal apresentou diferenças entre ratos machos e fêmeas. Os resultados demonstraram que a formação de glicose a partir de lactato marcado nas fêmeas foi significativamente maior do que nos machos. Provavelmente, estas diferenças no perfil gliconeogênico entre ratos machos e fêmeas poderiam ser atribuídas em grande parte a variação hormonal e ao conjunto de fatores interligados a esta variação. Assim, este trabalho contribuiu para o esclarecimento de algumas questões ainda não investigadas na literatura, como a importância da variação sazonal e ligada ao sexo sobre a via gliconeogênica nos rins de ratos submetidos ao jejum.
20

Influência da disponibilidade de recursos alimentares na dinâmica populacional de roedores em áreas de campo de murundus de um Cerrado no Brasil Central

Mattos, Ingrid de 28 April 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2014. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2014-08-12T13:11:06Z No. of bitstreams: 1 2014_IngridMattos.pdf: 3140221 bytes, checksum: 0a74749bea109d560d05a2c10acf6bca (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-08-14T12:57:05Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_IngridMattos.pdf: 3140221 bytes, checksum: 0a74749bea109d560d05a2c10acf6bca (MD5) / Made available in DSpace on 2014-08-14T12:57:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_IngridMattos.pdf: 3140221 bytes, checksum: 0a74749bea109d560d05a2c10acf6bca (MD5) / A abundância das espécies pode ser influenciada por fatores como condições climáticas, físicas e químicas do ambiente, disponibilidade de recursos, ciclo de vida de organismo e interações com competidores, predadores e parasitos, que agem nas suas taxas de natalidade, mortalidade e migração. A dinâmica entre recursos e consumidores é um processo que pode determinar e influenciar a abundância dos consumidores e logo, age sobre a estruturação das comunidades. Este trabalho teve por objetivo verificar se a disponibilidade de alimento é um fator importante na dinâmica populacional de duas espécies de roedores de áreas abertas, relacionando seus parâmetros e padrões populacionais com a disponibilidade e a variação sazonal de recursos alimentares. A sazonalidade se mostrou um fator importante para a dinâmica das espécies, direta ou indiretamente. A abundância e sobrevivência de Calomys tener foram positivamente influenciadas pela disponibilidade de frutos, e sua probabilidade de captura foi constante ao longo do ano. Por outro lado, a abundância de Necromys lasiurus foi positivamente influenciada pela disponibilidade de sementes de gramíneas, enquanto sua sobrevivência foi constante ao longo do estudo, sugerindo que há outros fatores importantes para a dinâmica dessa espécie, além de recurso alimentar. A probabilidade de captura desta espécie foi maior na área onde houve menor disponibilidade de recurso ao longo do ano, sugerindo que pode haver uma redução na capturabilidade da espécie devido a menor atratividade da isca onde há maior disponibilidade de alimento. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Species abundances can be influenced by many factors, such as environmental climatic, physical and chemical conditions, food availability, biological characteristics of the organisms and their interactions with competitors, predators and parasites, which act on their birth, death and migration rates. The consumer-resource dynamics is a process that can regulate and determine the abundance of consumers, and therefore, act on community structure. The aim of this work was to evaluate if seasonal food availability is an important driver of population changes in abundance, survival and encounter probability of two rodent species from a grassland cerrado. Seasonality showed direct and indirect importance in both species dynamics. Abundance and survival of Calomys tener were both positively influenced by fruit availability, and its capture probability did not change year around. In the other hand, abundance of Necromys lasiurus was positively influenced by seed availability, while its survival was constant over the year, suggesting that there are other factors besides food driving population changes in this species. Its encounter probability was lower in the area with more food availability, suggesting that the bait may be less attractive to rodents, therefore, influencing the encounter parameter of N. lasiurus.

Page generated in 0.0703 seconds