• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 343
  • 14
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 360
  • 189
  • 96
  • 78
  • 56
  • 56
  • 26
  • 25
  • 21
  • 20
  • 19
  • 19
  • 18
  • 18
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Composição, distribuição estacional e uso de habitats em uma assembléia de anuros de afloramentos rochosos do semiárido brasileiro / Composition, distribution and seasonal habitat use in a assembly frog rocky outcrop of semi-arid brazilian

Castro, Déborah Praciano de January 2012 (has links)
CASTRO, Déborah Praciano de. Composição, distribuição estacional e uso de habitats em uma assembléia de anuros de afloramentos rochosos do semiárido brasileiro. 2012. 91 f. Dissertação (Mestrado em ecologia e recursos naturais)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by Elineudson Ribeiro (elineudsonr@gmail.com) on 2016-05-19T19:41:34Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_dpcastro.pdf: 1265846 bytes, checksum: a5c382fe66c1a5b925c86b27adb93c3d (MD5) / Approved for entry into archive by José Jairo Viana de Sousa (jairo@ufc.br) on 2016-05-27T20:12:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_dpcastro.pdf: 1265846 bytes, checksum: a5c382fe66c1a5b925c86b27adb93c3d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-27T20:12:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_dpcastro.pdf: 1265846 bytes, checksum: a5c382fe66c1a5b925c86b27adb93c3d (MD5) Previous issue date: 2012 / Comprehending the levels of abundance and spatial distribution of species in their habitats is a central theme in ecology. Spatial patterns of species distribution, combined with environmental factors such as seasonality, provide important information to unravel the forces that maintain and structure biological diversity. Anuran amphibians are great starting points for studying ecological assemblages, and the fact that they are highly dependent on environmental variables makes the study of these animals even more interesting. Based on these assumptions, we present the main objective of this study to provide information on richness, diversity, reproductive modes and use of microhabitats by an assembly of anurans of rocky outcrops in Brazilian semi-arid region. The field work was conducted from July 2010 to July 2011 in monthly collections lasting three days in the city of Itapipoca, Ceará, in the area called Paleontological Site Lajinha. Methodologies were used in an active search and occasional encounters at breeding sites to demonstrate the richness, frequency and abundance of species. We find 19 anuran species, distributed in 13 genera from five different families, most of them with broad occurrence in Brazil and Latin America. The assemblage had a greater number of species of the Leptodactylidae family, and the most abundant species were Pseudopaludicola mystacalis, Pleurodema diplolister, Physalaemus albifrons and Scinax xsignatus. All species of the assemblage made differential use of microhabitats as a way to resist the dry season, and showed reproductive events restricted to the rainy season. Most patterns found were already expected for the Caatinga domain, and we believe that this underscores that the Caatinga anuran fauna, in spite of the vegetation type considered, will generally be similar, using similar behavioral strategies, with sharp behavioral flexibility and heavy reliance on rains. / Compreender os níveis de abundância e distribuição espacial das espécies em seus habitats é um dos temas centrais em ecologia. Padrões de distribuição espacial das espécies, aliados a fatores ambientais, tais como estacionalidade, fornecem informações importantes para decifrar as forças que mantém e estruturam a diversidade biológica. Anfíbios anuros constituem ótimos pontos de partida para o estudo de assembléias ecológicas, e o fato de serem altamente dependentes de variáveis ambientais, torna o estudo destes animais ainda mais interessante. Partindo destes pressupostos, nós apresentamos como principal objetivo deste estudo fornecer informações sobre riqueza, diversidade, modos reprodutivos e uso de microhabitats por uma assembléia de anuros de afloramentos rochosos do semiárido brasileiro. As pesquisas de campo foram realizadas de julho de 2010 a julho de 2011 em coletas mensais com duração de três dias, no município de Itapipoca-Ceará, na área denominada de Sítio Paleontológico Lajinhas. Foram utilizadas as metodologias de busca ativa em sítios reprodutivos e encontros ocasionais para demonstrar a riqueza, frequência e abundância das espécies. Foram encontradas 19 espécies de anuros, distribuídas em 13 gêneros de cinco diferentes famílias. A assembléia apresentou um maior número de espécies pertencentes à família Leptodactylidae e as espécies mais abundantes foram Pseudopaludicola mystacalis, Pleurodema diplolister, Physalaemus albifrons e Scinax xsignatus. Todas as espécies da assembléia fizeram uso diferencial de microhabitats como forma de resistir ao período seco do ano e apresentaram eventos reprodutivos restritos ao período chuvoso. A maioria dos padrões encontrados já era esperado para o domínio das Caatingas, e demonstram que a anurofauna da Caatinga, independente da fitofisionomia abordada, tende a ser similar, utilizando estratégias comportamentais parecidas, apresentando flexibilidade comportamental acentuada e grande dependência de chuvas.
32

Ecologia e funções adaptativas da dormência em sementes de gramíneas campestres brasileiras

Ramos, Desirée Marques 21 October 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2016-04-01T13:02:44Z No. of bitstreams: 1 2015_DesireeMarquesRamos.pdf: 2208920 bytes, checksum: b1bb3a89ba25634830736dfd1add2aa4 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2016-04-01T16:30:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_DesireeMarquesRamos.pdf: 2208920 bytes, checksum: b1bb3a89ba25634830736dfd1add2aa4 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-01T16:30:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_DesireeMarquesRamos.pdf: 2208920 bytes, checksum: b1bb3a89ba25634830736dfd1add2aa4 (MD5) / O Cerrado, a savana brasileira, caracteriza-se por um clima com precipitação sazonal e com recorrente passagem de fogo. Em teoria, o número de espécies com sementes dormentes tende a ser maior em ambientes com sazonalidade hídrica do que em ambientes não-sazonais, porque a estação seca constitui um forte limitante ao recrutamento de plântulas. No entanto, apesar da reprodução das gramíneas nativas no Cerrado ser limitada pela sazonalidade, existe ampla variação entre espécies na presença e duração da dormência. As causas desta variação, bem como suas consequências ecológicas, permanecem desconhecidas. Assim, o objetivo deste estudo foi determinar os padrões de longevidade, germinação e dormência (i.e. estratégia de germinação) de sementes de 29 espécies de gramíneas nativas do Cerrado, investigando possíveis causas evolutivas e consequências ecológicas dessas estratégias, além da potencial aplicabilidade das sementes dessas espécies em restauração ecológica. No capítulo 1, investiguei duas hipóteses para a evolução de dormência: (1) restrição hídrica e (2) competição intraespecífica durante o recrutamento de plântulas. Assumindo que a dispersão limitada resulta em adensamento de sementes e, consequentemente, maior competição durante o desenvolvimento das plântulas, comparei as estratégias de germinação de espécies de habitats que diferem em umidade do solo (campo sujo vs. campo úmido) e épocas de dispersão contrastantes em termos de sazonalidade hídrica (início ou fim da estação chuvosa e estação seca), e diferentes síndromes de dispersão (anemocórica vs. barocórica). Sementes de campos úmidos perderam a dormência mais rapidamente e permaneceram vivas por mais tempo do que sementes de campos sujos. Sementes dispersas na seca e no início da estação chuvosa tiveram maior germinação do que sementes dispersas no final da estação chuvosa. Sementes com dispersão barocórica foram mais dormentes do que sementes com dispersão anemocórica. No capítulo 2, verifiquei se a a probabilidade de uma semente passar por um evento de queima e se as diferenças de temperaturas que ocorrem durante a passagem do fogo nos habitats das espécies de gramíneas determinam a tolerância das sementes a altas temperaturas. Assumindo que sementes dormentes passam mais tempo no solo do que sementes não dormentes e, portanto, estão mais susceptíveis a passar por um evento de queima, comparamos a tolerância a choques-térmicos (80 °C e 110 °C) em sementes dormentes e não dormentes. Também testamos a tolerância a choques-térmicos em sementes de espécies coletadas em habitats com menores temperaturas do fogo (campo úmido) e maiores temperaturas do fogo durante a queima (campo sujo). Sementes de ambos os habitats foram negativamente afetadas por altas temperaturas. Entretanto, sementes dormentes foram mais tolerantes a altas temperaturas do que sementes não dormentes. Por fim, no capítulo 3, verificamos as variações temporais nos padrões de longevidade e germinação de 29 espécies de gramíneas, e identificamos 20 espécies com potencial para utilização na recuperação de áreas degradadas. Em conclusão, nossos resultados sugerem que (1) a dormência em sementes de gramíneas do Cerrado evoluiu em resposta à restrição hídrica e à competição intraespecífica; (2) e a tolerância ao fogo é possivelmente uma consequência ecológica da dormência. / Cerrado, the Brazilian savanna, is characterized by a climate with seasonal precipitation and frequent fire events. In theory, the number of species with seed dormancy is higher in seasonal environments compared to species in non-seasonal environments, due to the fact that dry seasons may strongly limit seedling recruitment. However, although reproduction of grass species in the Cerrado is limited by seasonality, there is a high variation in the presence of seed dormancy and its duration among these species. The origin and the ecological consequences of this variation remain unknown. Therefore, the aim of this study was to determine the longevity, germination, and dormancy patterns (i.e. germination strategies) of seeds from 29 native grass species from the Cerrado. This study also aimed to investigate the possible evolutionary causes and ecological consequences of these strategies, as well as the potential applicability of these species in restoration ecology. In chapter 1, we investigated two hypotheses for seed evolution: (1) water restriction and (2) intraspecific competition during seedling recruitment. We assumed that limited dispersion results in seed crowding and, consequently, higher competition during seedling growth. Thus, comparisons were conducted regarding the germination strategies of species from contrasting habitats (open savanna vs. wet grassland), seed dispersal season in terms of water availability, and different dispersal syndromes (anemochoric vs. barochoric). Seeds from wet grassland species lost dormancy faster and were viable for longer periods than seeds from open savanna species. Seeds dispersed during the dry season or early in the rainy season germinated more than those dispersed late in the rainy season. Species with barochoric seeds had more seed dormancy than species with anemochoric seeds. In chapter 2, the aim was to verify if the likelihood of a seed to burn and the differences in temperature that occur during fires in species’ habitats may determine seed tolerance to heat. Assuming that dormant seeds might remain in the soil longer than non-dormant seeds, increasing their likelihood to burn, the heat tolerance (80 and 110 °C) of species with dormant and non-dormant seeds was compared. In addition, the heat tolerance of seeds from species from habitats with lower (wet grasslands) and higher (open savannas) fire temperatures was also tested. Seeds from both habitats were negatively affected by high temperatures, but dormant seeds had a higher tolerance than non-dormant seeds. Finally, in chapter 3, the variation in temporal patterns of seed longevity and germination in 29 grass species were verified, and 20 species with ecological restoration potential were identified. In conclusion, the results suggest that (1) seed dormancy in grass seeds from the Cerrado evolved in response to water restriction and intraspecific competition; (2) and seed tolerance to fire is probably an ecological consequence of seed dormancy.
33

Avaliação de parâmetros geoquímicos na bacia hidrográfica do Rio de Ondas, região oeste da Bahia

Rego, Enoc Lima do 10 July 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geociências Aplicadas, 2014. / Submitted by Larissa Stefane Vieira Rodrigues (larissarodrigues@bce.unb.br) on 2014-10-15T18:23:45Z No. of bitstreams: 1 2014_EnocLimaDoRego.pdf: 4271276 bytes, checksum: d7c40277a021012c1c90874a4f2a6a57 (MD5) / Approved for entry into archive by Tania Milca Carvalho Malheiros(tania@bce.unb.br) on 2014-10-20T15:18:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_EnocLimaDoRego.pdf: 4271276 bytes, checksum: d7c40277a021012c1c90874a4f2a6a57 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-20T15:18:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_EnocLimaDoRego.pdf: 4271276 bytes, checksum: d7c40277a021012c1c90874a4f2a6a57 (MD5) / A avaliação geoquímica da qualidade de sistemas aquáticos propõe um modelo que caracteriza e avalia os índices de contaminação da bacia hidrográfica (BHRO). Com este propósito foi realizado um estudo na bacia hidrográfica do rio de Ondas, localizado no extremo oeste da Bahia. Esta bacia drena os municípios de Barreiras e Luis Eduardo Magalhães, municípios mais populosos da região. A geologia corresponde ao aquífero urucuia, no qual está sobreposta as rochas do grupo bambuí. A região é caracterizada por estar localizada em uma extensa área ocupada para atividade agrícola (cultivo de grãos), sendo destaque no cenário nacional. Devido ao grande uso e ocupação da área da BHRO boa parte da vegetação nativa (cerrado) foi suprimida, justificando a necessidade de estudo na área para obter informações de referência ambiental. Para esta investigação foram determinada 9 (nove) pontos distintos de amostragem ao longo da bacia. Neste estudo foi avaliado a influencia da sazonalidade (chuvosa e seca) sobre a concentração de metais e parâmetros físico-químicos da água, a fim de investigar possíveis relações de contaminação. O sedimentos de fundo foram coletados para avaliação mineralógicas com o uso do DRX, ICP-OES e EAA. Com os resultados foram calculados o background e índice de contaminação, como referência de estudos de qualidade ambiental na região. Os resultados obtidos das análises de água mostraram que não há diferenças significativas nas concentrações dos parâmetros determinados nas duas estações de coleta. Apenas o P01 se afastou dos demais pontos nas duas estações de coleta. Para este ponto foi observado e analisado que ações antrópicas têm provocado alterações nas características naturais (geologia) do recipiente. As análises mineralógicas mostraram que em todos pontos que a composição do sedimento de fundo é basicamente quartzo, com alguns picos de caulinita, muscovita, goethita, gibsita, montimorilonita e anatásio. Esta composição foi confirmada com a determinação dos elementos químicos onde obtiveram entre 65,14% a 85,98% em sua composição de SiO2. O Igeo calculado mostrou que a maioria dos elementos determinados não possuem contaminação. Para este estudo destaca-se o Ba, Zn e MgO com poluição moderada (classe 2) que podem estar relacionado a composição mineralógica (MgO) e a fertilizantes contendo Zn e Ba. Com estes resultados foi posível obter uma avaliação sobre a situação ambiental da BHRO, cuja metologia mostrou ser eficiente para referencia (background) em estudo na região. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The geochemical evaluation of the quality of aquatic systems proposes a model that characterizes and assesses the contamination levels of the watershed (BHRO). For this purpose a study was realized in the basin of the Rio de Ondas, located in the extreme west of Bahia. This basin drains the cities of Barreiras and Luis Eduardo Magalhães, the two most populous cities in the region. The region geology is correspondent to Urucuia aquifer, which is on top of the rocks of the group Bambui. The region is characterized by an extensive area occupied by agricultural activities (cultivation of grains), being featured on the national scene. Because of the extensive use and occupation of the area from the BHRO much of the native vegetation (cerrado) was harmed, then justifying the need for research in the area to obtain information of environmental reference. For this investigation were given nine (9) different sampling points along the basin. In this study we evaluated the influence of seasonality (wet and dry) on the concentration of metals and physico-chemical parameters of water in order to investigate possible relations of contamination. Bottom sediments were collected for mineralogical evaluation using XRD, ICP-OES and AAS. With the results of the background and level of contamination as a reference for studies of environmental quality in the region were calculated. The results of water analyzes showed no significant differences in the concentrations of certain parameters in the two sampling stations. Only P01 moved away from the other points in the two sampling stations. To this point was observed and analyzed that human activities have caused changes in the natural characteristics (geology) of the container. Mineralogical analysis showed that in all points that the composition of bottom sediment is mainly quartz, with some peaks of kaolinite, muscovite, goethite, gibbsite, montmorillonite and anatase. This composition was confirmed by the determination of the chemical elements which were obtained between 65.14% to 85.98% in its composition SiO2. The Igeo calculated showed that most elements have certain contamination. For this study highlights the Ba, Zn and MgO with moderate pollution (class 2) which may be related to mineralogical composition (MgO) and fertilizers containing Zn and Ba. With these results has posível obtain an assessment of the environmental situation of BHRO whose Methodology proved to be efficient for reference (background) in the study region.
34

ProduÃÃo de prÃpolis por abelha melÃfera africanizada (Apis mellifera L.) na caatinga do mÃdio jaguaribe cearense. / Propolis production by Africanized honey bee ( Apis mellifera L.) in the bush middle jaguaribe Cearà .

Afonso OdÃrio Nogueira Lima 29 February 2012 (has links)
nÃo hà / The present work aimed to study the production and quality of propolis collected by the Africanized honey bee (Apis mellifera L.) in the caatinga vegetation of Baixo Jaguaribe region in the state of CearÃ, Brazil, as well as any influence of propolis collection on honey production. Five apiaries, each of them containing 25 Africanized honey bee colonies inhabiting Langstroth standard hives, were chosen in the county of Limoeiro do Norte/ - CearÃ. From each apiary, 20 colonies were chosen at random, 10 for propolis and honey production, which received propolis collecting devices, and tem only for honey production. The experiment initiated in January and ended in December 2010. Propolis collection was carried out at every 30 days, when it was detemined the amount produced as well as contents of humidity, wax, mechanic mass, oxidation Ãndex, phenolic substances and flavonoids. Propolis production was obtained from the 10 colonies of each apiary and propolis quality from the two most productive ones. Honey harvestings were carried out when combs in the supers were over 90% capped. Results showed no significant effect of interaction between the factors period of the year and place, nor period of the year and propolis production. No significant difference was found between honey production from colonies producing propolis to those under no propolis colection. According to the data analyses otained for flavonoid and phenolic componds contents, there was no significant interaction between the factors period and place of propolis collection. There was no significant differences between places (apiaries). However, there was a significant difference (P<0,01) between the periods of the year, in a way that the propolis collected during the rainy season showed a greater flavonoid and phenolic compounds proportion. Data analyses for humidity, wax, mechanic mass and oxidation time showed no significant interaction between the factors period and place of propolis collection. The same happened to humidity, wax, mechanic mass and oxidation time in regard to the periods of the year. Significant differences between periods and places (P<0,05) were observed to wax content: propolis collected during the dry season showed a higher wax content in relation to that propolis collected dring the rainy season.; and, between the amount of wax obtained in the apiary MoisÃs 1, the one with lower wax content, in relation to the apiaries MoisÃs 3 and Manilha 2. When the content of mechanic mass was compared in the apiaries, there was significant difference (P<0,05), and the propolis collected in the apiary MoisÃs 1 showed a higher proportion of mechanic mass in relation to the other four apiaries, which did not differ among them. Also, in the comparison among places, time of oxidation varied significantly (P<0,05), and the propolis collected in Altamira 2 presented lower oxidatioin time in relation to the other places. It is concluded that: quantitative propolis production in the caatinga vegetation of the Baixo Jaguaribe region is not influenced by the dry and rainy seasons, but can be affected by the place where apiaries are installed; qualitatively, the propolis produced in the caatinga vegetation of Baixo Jaguaribe region is influenced by the sazonality and place where the apiaries are installed, and the rainy season produced the best quality propolis; and, propolis collection does not interfere with honey production. / O presente trabalho teve por objetivo estudar a produÃÃo e a qualidade da prÃpolis coletada por abelha melÃfera africanizada (Apis mellifera L.), bem como a influÃncia da coleta de prÃpolis na produÃÃo de mel, na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense. Foram escolhidos aleatoriamente cinco nÃcleos apÃcolas com 25 colmÃias cada, padrÃo Langstroth, habitadas com abelhas melÃferas africanizadas, no municÃpio de Limoeiro do Norte - CearÃ. De cada nÃcleo, foram sorteadas vinte colÃnias, dez para a coleta de prÃpolis e mel, onde foram instalados coletores de prÃpolis, e dez para a coleta de mel. O experimento teve inÃcio em janeiro e fim em dezembro de 2010. As coletas de prÃpolis foram realizadas a cada trinta dias, determinando-se a produÃÃo e os teores de umidade, cera, massa mecÃnica, Ãndice de oxidaÃÃo, substÃncias fenÃlicas e flavonÃides, Utilizou-se as dez colmÃias de cada nÃcleo para os dados de produÃÃo e as duas colmÃias mais produtivas de cada um dos cinco nÃcleos experimentais para as anÃlises de qualidade. As colheitas de mel foram procedidas sempre que os favos das melgueiras estivessem com operculaÃÃo superior a 90%. Os resultados mostram que nÃo houve efeito significativo da interaÃÃo entre os fatores Ãpoca do ano e local, nem da Ãpoca do ano sobre a produÃÃo de prÃpolis. NÃo foram observadas diferenÃas significativas quando comparadas as produÃÃes de mel com e sem retirada de prÃpolis. Conforme a anÃlise dos dados obtidos para o teor de flavonÃides e compostos fenÃlicos, nÃo houve interaÃÃo significativa entre os fatores perÃodo e local de coleta da prÃpolis. NÃo foram observadas diferenÃas significativas entre os locais. Entretanto, observou-se diferenÃa significativa (P<0,01) entre os perÃodos do ano, sendo que na prÃpolis coletada no perÃodo chuvoso houve uma maior proporÃÃo de flavonÃides e compostos fenÃlicos. Conforme a anÃlise dos dados obtidos para o teor de umidade, cera, massa mecÃnica e tempo de oxidaÃÃo, nÃo houve interaÃÃo significativa entre os fatores perÃodo e local de coleta da prÃpolis. Entre os perÃodos tambÃm nÃo foi observado diferenÃa significativa quanto a anÃlise dos dados de umidade, massa mecÃnica e tempo de oxidaÃÃo. DiferenÃas significativas entre perÃodos e locais (P<0,05) foram observadas quanto ao teor de cera: a prÃpolis coletada no perÃodo seco mostrou um teor maior em relaÃÃo ao apresentado no perÃodo chuvoso; e, entre a quantidade de cera obtida no local MoisÃs 1, que foi o mais baixo valor, em relaÃÃo aos resultados obtidos nos locais MoisÃs 3 e Manilha 2. Quando se comparou o teor de massa mecÃnica nos locais, houve diferenÃa significativa (P<0,05), sendo que a prÃpolis coletada no nÃcleo MoisÃs 1 apresentou uma maior proporÃÃo de massa mecÃnica em relaÃÃo aos demais locais que nÃo diferiram entre si. TambÃm na comparaÃÃo entre locais, o tempo de oxidaÃÃo apresentou diferenÃa significativa (P<0,05), sendo que a prÃpolis coletada no nÃcleo Altamira 2 mostrou menor tempo de oxidaÃÃo em relaÃÃo aos demais locais. Concluiu-se que: quantitativamente, a produÃÃo de prÃpolis na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense nÃo sofre influÃncia das estaÃÃes seca e chuvosa, mas pode ser influenciada pelo local de instalaÃÃo do apiÃrio; qualitativamente, a qualidade da prÃpolis coletada na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense sofre influÃncia da sazonalidade e do local de instalaÃÃo dos apiÃrios, sendo a estaÃÃo chuvosa a que apresenta melhores resultados qualitativos; e, a coleta de prÃpolis nÃo interfere na produÃÃo de mel.
35

Planejamento e impactos do turismo: turismo de eventos em Porto de Galinhas

Franca, Tomé Barros Monteiro 28 February 2013 (has links)
Submitted by Israel Vieira Neto (israel.vieiraneto@ufpe.br) on 2015-03-09T13:28:55Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) _Dissertação_Tomé_Franca(1).pdf_.pdf: 964596 bytes, checksum: 76e14f1ea701da43d222141813ad2e08 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-09T13:28:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) _Dissertação_Tomé_Franca(1).pdf_.pdf: 964596 bytes, checksum: 76e14f1ea701da43d222141813ad2e08 (MD5) Previous issue date: 2013-02-28 / O presente texto remete a discussão do turismo de eventos no balneário de Porto de Galinhas. Este segmento do turismo está em ascensão em Pernambuco, tanto pelos benefícios socioeconômicos que traz ao seu entorno, quanto por condicionar o equilíbrio da sazonalidade do turismo. Observa-se que as diretrizes estratégicas para o desenvolvimento do segmento em Pernambuco é proporcionado pela integração do setor público com o trade turístico estadual e local, desse modo, novas oportunidades estão sendo geradas para o segmento. Nesse contexto, este artigo objetiva apresentar as ações e o potencial do estado no que tange o desenvolvimento do turismo de eventos na localidade de Porto de Galinhas. O proceder metodológico, no tocante à investigação dos meios a se concretizar este trabalho, foi conduzido através de pesquisas documentais, eletrônicas e bibliográficas. Buscou-se a análise da temática através de materiais que versam sobre turismo de eventos e conclui-se que este assume uma posição estratégica dentro das políticas públicas que visam fomentar as atividades econômicas, entre distintas e diversas, tangenciando de forma direta o setor de serviços.
36

Condições ambientais do ecossistema recifal de Tamandaré (APA Costa dos Corais): comunidade fitoplanctônica e variáveis hidrológicas

SILVA, Laisa Madureira da 11 February 2015 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2016-02-22T16:21:02Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação laisa_Versão Final.pdf: 1050244 bytes, checksum: f3c859394161f977ccd22a5d23b8a0cb (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-22T16:21:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação laisa_Versão Final.pdf: 1050244 bytes, checksum: f3c859394161f977ccd22a5d23b8a0cb (MD5) Previous issue date: 2015-02-11 / CAPES / O ecossistema recifal de Tamandaré está localizado no litoral sul de Pernambuco, distando 110 km da capital, Recife, inserida na APA Costa dos Corais, constituindo um dos traços morfológicos mais característicos na plataforma continental interna da região nordeste, denominada de beachrocks. Esse sistema, presente na região costeira é fortemente influenciado por fatores sejam eles naturais (incidência de chuvas, descargas dos rios, ventos, ação de ondas), ou antrópicos (pisoteio, turismo, desagues de efluentes). O objetivo principal da presente pesquisa foi avaliar as condições ambientais da área recifal de Tamandaré, através de algumas variáveis ambientais e da composição da comunidade fitoplanctônica. As amostras de água foram coletadas na superfície, em três pontos fixos, no período chuvoso (junho, julho e agosto/2013) e estiagem (outubro, novembro e dezembro/2013), na baixa-mar e preamar, em maré de sizígia. A maioria dos parâmetros hidrológicos analisados, apresentaram diferença sazonal significativa, devido a interferência da pluma dos rios Una, Ilhetas e Mamucabas que alteram a sua vazão de acordo com a incidência de chuvas, aumentando os teores de clorofila a, nitrito, nitrato, silicato, material particulado em suspensão, taxa de saturação do oxigênio e profundidade, diminuindo a transparência. De acordo com a ACP, a pluviosidade foi a forçante física que mais influenciou as variáveis ambientais, estando diretamente relacionada com clorofila a, MPS, oxigênio dissolvido e nutrientes. A clorofila a variou tanto espacial como sazonalmente, havendo maior concentração no período chuvoso e a fração <20μm (pico e nanofitoplâncton) foi a que mais contribuiu para a referida área. A comunidade fitoplanctônica esteve representada por 148 táxons distribuídos entre as divisões Ochrophyta, com 115 táxons identificados, totalizando 77,70%, Dinophyta, com 26 táxons (17,56%), Cyanobacteria com 5 táxons (3,37%) e Chlorophyta com 2 táxons (1,35%). Não houve espécies dominantes, 21 delas foram classificadas como abundantes (14,18%) e 127 como raras perfazendo (85,81%). Quanto à frequência de ocorrência das espécies, 35 táxons foram classificados como muito frequentes registrando 23,65%, 36 espécies como frequentes (24,32%), 38 como pouco frequentes (25,68%) e 39 esporádicas totalizando 26,35%. A maioria das espécies encontradas na área de estudo foram, ticoplanctônica nerítica com 52 táxons (46,84%), seguidas das planctônica nerítica com 27 espécies (24,32%), planctônica oceânica com 23 táxons (20,72%), estuarinas com 4 espécies (3,60%) e dulcícolas com 4 táxons (3,60%). Prevaleceu uma alta diversidade específica e equitabilidade. Levando-se em consideração o elevado número de táxons, boa distribuição das espécies fitoplanctônicas, baixos teores de sais nutrientes, elevada taxa de saturação do oxigênio e baixa concentração clorofila a pode-se concluir que a área encontra-se isenta do processo de eutrofização. / The Tamandaré’s reef ecosystem is located on the southern coast of Pernambuco, 110 km far from the capital, Recife. It is inserted in the APA Coral Coast, and is one of the most characteristic morphological features on the inner shelf of the northeastern region, called beachrocks. This coastal ecosystem is heavily influenced by factors, both natural (rainfall, river discharge, winds, action of waves) and anthropogenic (trampling, tourism, effluent discharge). The main objective of this research was to assess the environmental conditions of the reef area Tamandaré through some environmental variables and the composition of the phytoplankton community. The main goal of this research was to assess the environmental conditions of the Tamandaré’s reef area through some environmental variables and the composition of the phytoplankton community. Water samples were collected on the surface, in three fixed points in the rainy season (June, July and August/2013) and dry season (October, November and December/2013), at low tide and high tide in spring tide. Most of the analyzed hydrological parameters showed significant seasonal differences, due to the interference of the plume of the Una, Ilhetas and Mamucabas Rivers, altering its flow according to rainfall, increasing the content of chlorophyll a, nitrite, nitrate, silicate, suspended particulate matter, oxygen saturation rate and depth, and decreasing the transparency. According to a PCA, the rainfall was the most influential physical forcing to the environmental variables, and was directly related to chlorophyll a, suspended particulate matter, dissolved oxygen and nutrients. The chlorophyll-a varied both spatially and seasonally, with higher concentration in the rainy season and the fraction <20μm (pico and nanophytoplankton) was the largest contributor in the area. The phytoplankton community was represented by 148 taxa distributed among 4 divisions: the Ochrophyta division, with 115 taxa identified, totaling 77.70%, Dinophyta with 26 taxa (17.56%), Cyanobacteria with 5 taxa (3.37%) and Chlorophyta with 2 taxa (1.35%). There were no dominant species. 21 were classified as abundant (14.18%) and 127 as rare (85.81%). As for the frequency of occurrence of species, 35 taxa were classified as very common (23.65%), 36 species as common (24.32%), 38 as uncommon (25.68%) and 39 sporadic (26.35%). Most of the species found in the study area were neritic ticoplankton with 52 taxa (46,84%), followed by the neritic plankton with 27 species (24.32%), oceanic plankton, with 23 taxa (20.72%), estuarine plankton, with 4 species (3.60%) and freshwater plankton, with 4 taxa (3.60%). High specific diversity and equitability prevailed. Considering the high number of taxa, good distribution of phytoplankton species, low levels of nutrient salts, high oxygen saturation rate and low chlorophyll a concentration it was possible to conclude that the area is free of eutrophication.
37

Ecologia e diversidade de fungos micorrízicos arbusculares em área da caatinga

FERREIRA, Araeska Carenna de Almeida 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:06:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6501_1.pdf: 1617200 bytes, checksum: e5a68fbfbb29e41b26c17f9a11633a17 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Os fungos micorrízicos arbusculares (FMA, Glomeromycota) proporcionam ao hospedeiro melhor condição nutricional e maior resistência a estresses de origem biótica e abiótica. Apesar de amplamente distribuídos nos ecossistemas terrestres, as dificuldades na identificação prejudicam o estudo da diversidade ambiental dos FMA e o conhecimento sobre a ocorrência destes fungos em áreas de Caatinga, embora ainda escasso, aponta para alta representatividade de espécies. Este trabalho teve como objetivo ampliar as informações sobre a ecologia e a diversidade de FMA em área de Caatinga nativa no semi-árido nordestino (no município de Caruaru PE). A partir de amostras de solo coletadas durante os períodos chuvoso (março/2008) e de estiagem (setembro/2008), foram avaliados os atributos microbiológicos (respiração basal do solo, atividade de desidrogenase, matéria orgânica, número de esporos de FMA, colonização micorrízica e produção de proteínas do solo relacionadas à glomalina) e identificadas as espécies de FMA, sendo também analisadas sequências parciais da SSU (small subunit) rDNA de algumas espécies para confirmar a identidade morfológica das mesmas. A comunidade de FMA, a atividade da desidrogenase e a quatidade de matéria orgânica no solo diferiram entre os períodos de coleta, influenciadas pelas flutuações climáticas. No entanto, para a respiração basal do solo e a produção de proteína relacionada à glomalina não houve diferença significativa entre as estações climáticas. Foram identificadas 43 espécies de FMA, sendo Acaulospora e Glomus os gêneros predominantes. A árvore filogenética obtida indica que a sequência parcial da SSU rDNA utilizada é viável para confirmar a identificação morfológica de Acaulospora morrowiae, Ambispora appendicula, Entrophospora infrequens e Racocetra intraornata. Com base nos resultados conclui-se que as flutuações climáticas e as condições do solo podem influenciar a comunidade de FMA e a distribuição de suas espécies. Os resultados fornecem, ainda, evidências que comprovam a alta diversidade de FMA na Caatinga. Estudos que incluam aspectos morfológicos e moleculares são importantes para se obter uma visão mais completa da biologia e taxonomia desses fungos, resultando em identificações mais precisas dos organismos e melhor análise da diversidade dos FMA
38

Padronização de extrato de própolis e avaliação da atividade antimicrobiana

Rodrigues Lustosa, Sarah January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:32:14Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6391_1.pdf: 7608641 bytes, checksum: e13e590c237ce36fdcaba7575e86e210 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / A própolis é um material resinoso e balsâmico produzido pelas abelhas a partir do exudato de árvores, ramos, pólen e flores. É utilizada pelas abelhas para proteger a colméia, sendo a mais importante arma química contra microorganismos patógenos. A própolis tem sido bastante estudada devido às suas propriedades farmacológicas: antimicrobiana, antiinflamatória, antioxidante, cicatrizante, entre outras. A composição química é complexa, variada e depende da flora de cada região visitada pelas abelhas. Alguns constituintes encontrados são flavonóides, ácidos aromáticos e ésteres, aldeídos e cetonas, terpenóides e fenilpropanóides, entre outros. O presente trabalho teve por objetivo a padronização do extrato da própolis vermelha de Pernambuco, incluindo sua caracterização fitoquímica, estudo de sazonalidade, validação de metodologia analítica para doseamento de flavonóides e fenóis totais e avaliação da atividade antimicrobiana de extratos alcoólicos da própolis. No estudo fitoquímico, foi observada a presença de flavonóides, derivados antracênicos, mono e sesquiterpenos além de triterpenos, esteróides e açúcares. No estudo de sazonalidade, realizado com amostras dos meses de fevereiro, junho e outubro de 2006, a própolis apresentou-se de boa qualidade, com destaque para a amostra de outubro, que apresentou maior teor de flavonóides totais. Os resultados obtidos na validação do método analítico foram tratados estatisticamente por Análise de Variância one-way (ANOVA) e teste t de Student. O método demonstrou atender aos requisitos exigidos pela legislação vigente, RE nº 899, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, sendo exato e preciso. A avaliação da atividade antimicrobiana da própolis vermelha foi realizada através de método de difusão em meio sólido e bioautografia. Foi observada atividade direcionada para microorganismos Gram-positivos e leveduras e na bioautografia foi visto esta atividade deve-se aos flavonóides presentes na amostra
39

Dinâmica sedimentar e o comportamento sazonal da matéria orgânica no estuário do rio Formoso – PE

SANTOS, Luciana Dantas dos 31 May 2016 (has links)
Submitted by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-04-11T19:46:01Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO Luciana Dantas dos Santos.pdf: 7091828 bytes, checksum: 681c226589c8563abfe18add3c99d35d (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-11T19:46:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO Luciana Dantas dos Santos.pdf: 7091828 bytes, checksum: 681c226589c8563abfe18add3c99d35d (MD5) Previous issue date: 2016-05-31 / A pesquisa foi realizada no estuário do Rio Formoso/ PE (08°39’S/35°10’W) e objetivou compreender a dinâmica sazonal dos processos sedimentológicos e geoquímicos no estuário. Foram coletadas 48 amostras de sedimentos superficiais em setembro/2014 e março/2015, compreendendo o período chuvoso e seco, respectivamente. Foram realizadas análises de granulometria, de matéria orgânica total (MOT), de carbono orgânico total (COT), de fósforo (Total, Orgânico e Inorgânico), carbonato de cálcio (CaCO3) e calculada a razão elementar C/P. Como análise complementar foram realizadas as análises da fração arenosa e da morfoscopia com intuito de identificar as características físicas sedimentares. Foram executadas também análises de correlação (Spearman), de componentes principais e agrupamento (Cluster). Foram encontrados sedimentos que variaram de areia grossa a silte fino, com um predomínio da granulação areia. A fração cascalho teve pouca participação no total das amostras e a maior proporção da fração de lama ocorreu a montante do estuário. Com relação ao grau de seleção, houve um predomínio de sedimentos pobremente a muito pobremente selecionadas. Já para a razão C/P, foram observados valores dominantes acima de 300, indicando origem continental da matéria orgânica. Na sazonalidade, houve um aumento dos parâmetros de granulação, grau de seleção e COT, e uma diminuição dos parâmetros CaCO3, MOT, fósforo (total, orgânico e inorgânico) na passagem do período chuvoso/2014 para o seco/2015. As análises de correlação indicaram significância entre os teores dos parâmetros geoquímicos com o percentual de lama, com exceção do CaCO3. Comportamento anômalo foi encontrado para o estudo na amostra localizada próximo a tanques de carcinicultura. / The study was conducted in the Formoso River estuary–PE (08°39’S/35°10’W) and this research aimed to understand the seasonal sedimentary dynamics and geochemical processes in the estuary. Forty-eight sediment samples were collected in September/2014 and March/2015, comprising the rainy and dry season, respectively. Analyses of grain size, total organic matter (TOM), total organic carbon (TOC), phosphorus (TP, OP, IP), CaCO3 and C/P elemental ratio. Coarse fraction analysis and morphoscopy were performed aiming to identify sedimentary physical characteristics. The data was treated by mean of the correlation Spearman analysis, principal components analysis (PCA) and Cluster Analysis. The sediment grain-size found ranged from coarse sand to fine silt, with a prevalence of sands. Few samples presented gravel percentages and the highest mud contents were observed in the upper estuary for both periods. With regard of sorting, there was a predominance of poorly to very poorly sorted sediments. As for the C/P ratio, were observed dominant values higher than 300, indicating continental origin of organic matter. Regarding the seasonality, there was an increase of grain size, sorting and TOC, and a decrease of CaCO3, TOM, phosphorus (total, organic and inorganic) in the transition from the 2014 rainy season to 2015 dry period. Correlation analysis showed significance between geochemical parameters and the mud content, except for the CaCO3. Anomalous behavior was observed in the sample located near the shrimp farming ponds.
40

Condições ambientais da área do complexo estuarino - portuário de Suape (Pernambuco, Brasil): biomassa fitoplanctônica e parâmetros hidrológicos

CORDEIRO, Isis Amália 22 February 2017 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-07-05T20:17:00Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Isis Amália Cordeiro.pdf: 1190603 bytes, checksum: 835d669fb91be1b34eef465ba2a52c60 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-05T20:17:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Isis Amália Cordeiro.pdf: 1190603 bytes, checksum: 835d669fb91be1b34eef465ba2a52c60 (MD5) Previous issue date: 2017-02-22 / A zona costeira de Suape vem sofrendo desde a década de 80 com os efeitos da ação antrópica, devido a implantação do complexo industrial portuário de Suape. Dados pretéritos relataram algumas alterações ambientais, como supressão da vegetação, mudanças nos padrões hidrodinâmicos, alterações estruturais na comunidade planctônica. O fitoplâncton responde rapidamente as alterações ambientais, sendo um eficaz bioindicador de qualidade de água. Com o objetivo de avaliar as condições ambientais e possíveis processos de eutrofização da área, foram feitas análises da biomassa fitoplanctônica, climatologia e hidrologia. Foram realizadas 6 campanhas, sendo 3 no período de estiagem (nov/2015 jan e abr/2016) e 3 no período chuvoso (jul/2015, jul e ago/2016). As coletas de águas foram realizadas em 4 pontos fixos, na superfície, durante a baixa-mar (BM) e preamar (PM), em maré de sizígia. A pluviosidade apresentou uma variação sazonal significativa, com mínima de 13,70 mm e máxima de 478 mm e a maré com uma mínima de 0,0 m e máxima de 2,5 m, ambas forçantes físicas se destacando como condicionantes das variáveis ambientais. A transparência da água mostrou uma variação sazonal e de maré significativa com mínima de 0,50 m e máxima de 5,2 m. A temperatura obteve uma variação sazonal significativa, com mínima de 25,9 °C e máxima de 31,13 °C. A salinidade exibiu variação sazonal e de maré significativa, variando de 19,75 a 37,20. A concentração de oxigênio dissolvido e sua taxa de saturação apresentaram variação de maré significativa, variando de 2,60 ml L-1 a 5,13 ml L-1 e 61,75% a 125,90% respectivamente. Os nutrientes inorgânicos dissolvidos nitrato e silicato mostram variação sazonal significativa variando de 0,01 μmol L-1 a 4,48 μmol L-1 e 0,57 μmol L-1. A clorofila a total apresentou mínima de 0,04 mg m-3 a 3,48 mg m-3 e a fracionada exibindo uma variação de maré significativa, variando de 0,02 mg m-3 a 2,73 mg m-3. Os nutrientes inorgânicos dissolvidos e clorofila a, foram indicativos de uma área ainda isenta do processo de eutrofização. As alterações antrópicas realizadas no ambiente determinaram uma maior interferência marinha e consequentemente a redução da capacidade produtiva do sistema. / Insert Abstract. (Expoente)

Page generated in 0.0794 seconds