• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 163
  • 1
  • Tagged with
  • 166
  • 166
  • 100
  • 99
  • 43
  • 37
  • 24
  • 24
  • 24
  • 22
  • 18
  • 15
  • 14
  • 14
  • 13
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo químico de Jatropha curcas e de Jatropha gossypifolia nativas e cultivadas: avaliação de ciclopeptídeos em função de habitat e hábito : prospecção e atividade biológica

Altei, Wanessa Fernanda [UNESP] 16 February 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-02-16Bitstream added on 2014-06-13T20:59:09Z : No. of bitstreams: 1 altei_wf_me_araiq.pdf: 2709534 bytes, checksum: f938c1fad72974e7f636d0ca3476f37e (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Este projeto é parte do projeto temático Conservation and Sustainable Use of the Plant Diversity from Cerrado and Atlantic Forest: Chemical Diversity and Prospecting for Potencial Drugs – Biota/FAPESP e descreve o isolamento, purificação e caracterização de peptídeos cíclicos presentes em Jatropha curcas L. Este tema foi proposto para o projeto temático por tratar-se de um assunto atual e inédito no Brasil, sendo importante no que diz respeito da descoberta de novas classes de produtos naturais. A obtenção dos peptídeos foi realizada através da partição do látex com acetato de etila e da aplicação de técnicas cromatográficas para sua purificação. Este procedimento permitiu a obtenção de dois peptídeos cíclicos, posteriormente caracterizados por análise de aminoácidos e espectrometria de massas. O seqüenciamento dessas substâncias foi realizado por Ressonância Magnética Nuclear, e permitiu identificar o peptídeo cíclico Polianina A [c(Pro-Leu- Gly-Val-Leu-Leu-Tyr)], já descrito na literatura, e um peptídeo de estrutura inédita, denominado Jatrofidina I [c(Leu-Leu-Asn-Leu-Trp-Cly-Pro-Gly)]. Análogos lineares e cíclicos desses peptídeos foram obtidos pela metodologia da síntese peptídica em fase sólida, empregando a estratégia Fmoc/tBu. Os análogos obtidos bem como os peptídeos naturais foram submetidos a diversos ensaios biológicos. Por fim, foi feita uma avaliação mensal qualitativa e/ou quantitativa do perfil ciclopeptídico de espécimes cultivadas de Jatropha curcas L.(Euphorbiaceae), gossypifolia, para verificar se ocorrem alterações na produção destas moléculas em função da época do ano. Os resultados mostraram que as 2 espécies produzem os peptídeos cíclicos durante o ano todo. É interessante notar que as descrições de peptídeos cíclicos na literatura foram obtidas de espécies de Jatropha... / This project is part of the thematic project Conservation and Sustainable Use of the Plant Diversity from Cerrado and Atlantic Forest: Chemical Diversity and Prospecting for Potencial Drugs – Biota/FAPESP, and deals with the isolation, purification and characterization of cyclic peptides from Jatropha curcas L. This is a quite new natural product subject in Brazil, which is also important for discovery from our biodiversity. These compounds were obtained through partition of the latex with ethyl acetate, followed of HPLC chromatography for separation and purification. This procedure resulted in two cyclic peptides, which were characterized by amino acid analysis and mass spectrometry. The structures of these compounds were elucidated by 2D Nuclear Magnetic Resonance. One compound was identified as Pohlianin A [c(Pro-Leu-Gly-Val-Leu-Leu-Tyr)], a known cyclic peptide already isolated from XXX, and one novel which was named jatrophidin I [c(Leu-Leu-Asn- Leu-Trp-Cly-Pro-Gly)]. Linear and cyclic analogues of these peptides were obtained through solid phase synthesis methodology by using of Fmoc/tBu reagents. The linear peptides as well as synthetic cyclic peptides were submitted to several biological assays. Finally, the cyclopeptidic profile of Jatropha curcas and gossypifolia was evaluated. The results showed a continuing production of these compounds in both species all over the year. These results can be relevant for further chemotaxonomy and phylogeny studies of Jatropha species that occur in Latin America, and in special Brazil. Previously, all cyclic peptide in the literature search were isolated from African and Asian Jatropha species, and our results can be useful to map the chemical composition of other Brazilian Jatropha species.
2

Fração polissacarídica extraída da alga vermelha Gracilaria intermedia: atividade anti-inflamatória e antinociceptiva / Anti-inflammatory and antinociceptive activity from a polysaccharide fraction extracted from the red seaweed Gracilaria intermedia.

Costa, Luís Eduardo Castanheira January 2014 (has links)
COSTA. Luís Eduardo Castanheira. Fração polissacarídica extraída da alga vermelha Gracilaria intermedia: atividade anti-inflamatória e antinociceptiva. 2014. 78 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. / Submitted by Anderson Silva Pereira (anderson.pereiraaa@gmail.com) on 2017-01-23T21:25:02Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_leccosta.pdf: 1330705 bytes, checksum: ae09e8991cebe3eada65ac66e53c41a5 (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2017-01-25T22:03:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_leccosta.pdf: 1330705 bytes, checksum: ae09e8991cebe3eada65ac66e53c41a5 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-25T22:03:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_leccosta.pdf: 1330705 bytes, checksum: ae09e8991cebe3eada65ac66e53c41a5 (MD5) Previous issue date: 2014 / Seaweeds from the Gracilaria genus are an important source of agar and sulfated polysaccharides and are commonly used in food, pharmaceutical and biotechnology industries. The objective of this study was to extract, structurally characterize and evaluate the anti-inflammatory and antinociceptive effects of a sulfated plysaccharide extracted from the red alga Gracilaria intermedia. A sulfated polysaccharide fraction was extracted from the red alga Gracilaria intermedia by enzymatic digestion with papain. The sugar content and protein contamination were evaluated through colorimetric tests. The material presented high yield and purity, without any protein contamination. The sulfated polysaccharides extracted were subjected to structural characterization analysis by Fourier transform infrared spectroscopy and the average molecular weight of the polysaccharide fraction was determined by Gel Permeation Chromatography (GPC). The polysaccharide fraction was identified as an agaran with a molecular weight of 410 kDa. Anti-inflammatory activity tests were conducted in models of paw edema induced by carrageenan, dextran, compound 48/80, serotonin, and histamine. The anti-inflammatory effect of the polysaccharide on carrageenan-induced peritonitis was also evaluated, with subsequent counting of leukocytes and neutrophils, as well as measurement of TNF-α and interleukin-1β levels. The results of the anti-inflammatory activity tests indicate that the extracted polysaccharide exhibits high anti-inflammatory activity and this activity is related to inhibition of inflammatory mediators. The antinociceptive activity was evaluated using models of writhing induced by acetic acid, formalin test and hot plate. The antinociceptive tests showed that the extracted polysaccharide had analgesic activity in the writhing test induced by acetic acid and in the formalin test but showed no significant reduction in the hot plate test, suggesting an action mechanism in the peripheral system. The sulfated polysaccharides derived from seaweed Gracilaria intermedia show potential for future use as an anti-inflammatory compound. / As algas marinhas do gênero Gracilaria são importantes fontes de ágar e polissacarídeos sulfatados e são comumente utilizadas nas indústrias alimentícia, farmacêutica e biotecnológica. O objetivo deste trabalho foi extrair, caracterizar estruturalmente e avaliar o potencial anti-inflamatório e antinociceptivo de uma fração polissacarídica extraida da alga Gracilaria intermedia. Uma fração de polissacarídeos sulfatados foi obtida a partir da alga vermelha Gracilaria intermedia através de extração enzimática com papaína. O teor de açucar e contaminação por proteínas foram avaliados através de testes colorimétricos. O material apresentou alto rendimento após a extração e alta pureza, sem contaminação por proteínas. Os polissacarídeos foram submetidos a testes de caracterização estrutural através da análise por espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier e a massa molar média da fração polissacarídica foi determinada através de Cromatografia por Permeação em Gel (GPC). O polissacarídeo foi identificado como uma agarana, com um peso molecular de 410 kDa. Foram realizados testes de atividade anti-inflamatória em modelos de edema de pata induzido por carragenana, dextrana, composto 48/80, serotonina e histamina. Também foi avaliado o efeito anti-inflamatório do polissacarídeo em modelo de peritonite induzida por carragenana, com posterior contagem de leucócitos e neutrófilos, assim como medição dos níveis de TNF-α e interleucina-1β. Os resultados indicam que o polissacarídeo extraído apresenta alta atividade anti-inflamatória e esta atividade está relacionada à inibição de mediadores inflamatórios. A atividade antinociceptiva foi avaliada através de modelos de contorção abdominal induzida por acido acético, teste da formalina e placa quente. Os demonstraram que o polissacarídeo extraído apresentou atividade analgésica nos testes de contorção abdominal induzida por ácido acético e no teste da formalina mas não apresentou redução significativa no teste de placa quente, sugerindo um mecanismo de ação a nível de sistema periférico. Os polissacarídeos sulfatados obtidos a partir da alga marinha Gracilaria intermedia mostram potencial para serem utilizados futuramente como princípio ativo para um composto anti-inflamatório.
3

Caracterização e atividade antibiofilme de polissacarídeos sulfatados extraídos da alga marinha verde Enteromorpha sp. cultivada em laboratório / Characterization and antibiofilm activity of sulphated polysaccharides extracted from green seaweed Enteromorpha sp. cultivated in the laboratory

Andrade, Francisco Regivânio Nascimento January 2017 (has links)
ANDRADE, Francisco Regivânio Nascimento. Caracterização e atividade antibiofilme de polissacarídeos sulfatados extraídos da alga marinha verde Enteromorpha sp. cultivada em laboratório. 2017. 72 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia de Recursos Naturais)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Coordenação PPGBiotec (ppgbiotec@ufc.br) on 2017-11-21T18:16:19Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_frnandrade.pdf: 2150209 bytes, checksum: c1f0991392b2cb6567d8aa327466fdbc (MD5) / Approved for entry into archive by Anderson Silva Pereira (anderson.pereiraaa@gmail.com) on 2017-11-22T21:11:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_frnandrade.pdf: 2150209 bytes, checksum: c1f0991392b2cb6567d8aa327466fdbc (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-22T21:11:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_frnandrade.pdf: 2150209 bytes, checksum: c1f0991392b2cb6567d8aa327466fdbc (MD5) Previous issue date: 2017 / Rampant harvesting of algae for extraction of its by products causes a huge environmental problem, one solution to lessening that impact would be to grow it. As green algae became an important source of bioactive compounds, among them the sulfated polysaccharides, the objective was to cultivate the green marine macroalgae Enteromorpha sp. in the laboratory, from the isolation of their spores obtained in nature, and extract, purify, characterize these macromolecules and evaluate their effect against bacterial biofilm formation. The algae were grown in Guillard f / 2 medium and the total sulfated polysaccharides (PST) were extracted by enzymatic digestion with papain and fractionated by ion exchange chromatography DEAE- Cellulose using a stepwise salt gradient with increasing concentrations NaCl (0.5 - 2.0 M). The most metachromatic major fraction was produced in a preparative column, isolated from the others, dialysed and lyophilized. For a better characterization of the extracted polysaccharides, a high efficiency chromatography (HPLC) analysis was performed on a DEAE-Cellulose ion exchange column, eluted by linear NaCl gradient (0 - 3.0M). The PST fractions isolated in the chromatograms were submitted to agarose and polyacrylamide gel electrophoresis. The determination of total sugars, uronic acids and sulfate were by phenol-sulfuric acid, carbazole-sulfuric acid and barium gelatine, respectively. The monosaccharide composition was obtained by gas chromatography coupled to mass spectrometry (GC-MS). The activities of the sulfated polysaccharides on the planktonic growth of bacteria Staphylococcus aureus and Pseudomonas aeruginosa, as well as their action under the formation of biofilms, were analyzed. The algae grew 4 cm high after 70 days of cultivation. The yield of its PST corresponded to 10.8% of its biomass. In the fractionation of PST in DEAE-Cellulose ion exchange chromatography, stepwise, five fractions were obtained (0.7,0.9, 1.2, 1.6, 1.8 M) and the highest metachromatic activity evidenced in the F1.2 M fraction. In the HPLC system, three fractions were isolated from the PST and a single peak from the F1.2 M fraction. The electrophoretic analysis showed a similar mobility, homogenous bands and high molecular weight of samples. The PST and the fractions presented significant amounts of total sugar, varied uronic acid content and high sulfation. The polysaccharide presented monomers of rhamnose (41.49%), xylose (17.35%), glucose (9.51%) and galactose (5.50%), 3-methyl hexauronic acid (6.91%) and 3-methyl hexose (2.81%). In the bacterial assay, a significant decrease in planktonic growth was observed and in relation to biofilm formation the results showed a statistically significant reduction for all concentrations of polysaccharides tested in both bacteria. It is possible to cultivate the green marine macroalgae Enteromorpha sp., in the laboratory from its spores and using colorimetric, turbidimetric, electrophoretic and chromatographic methods, together with mass spectrometry it is possible to fractionate, purify and chemically analyze its structure, in this work it was also concluded. That these molecules are efficient in decreasing the formation of bacterial biofilms. / A colheita desenfreada de algas para extração de seus derivados causa um enorme problema ambiental, uma solução para diminuição desse impacto seria cultivá-las. Visto que as algas verdes se tornaram uma importante fonte de compostos bioativos, dentre eles os polissacarídeos sulfatados, objetivou-se cultivar a macroalga marinha verde Enteromorpha sp. em laboratório, a partir do isolamento de seus esporos obtidos na natureza, e dela extrair, purificar, caracterizar essas macromoléculas e avaliar seu efeito frente a formação de biofilme bacteriano. A alga foi cultivada em meio Guillard f/2 e os polissacarídeos sulfatados totais (PST) foram extraídos por digestão enzimática com papaína e fracionados em cromatografia de troca iônica DEAE-Celulose usando um gradiente salino do tipo “stepwise” com concentrações crescentes de NaCl (0,5 - 2,0 M). A fração majoritária mais metacromática foi produzida em coluna preparativa, isolada das demais, dialisada e liofilizada. Para melhor caracterização dos polissacarídeos extraídos, realizou-se uma análise por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em uma coluna de troca iônica DEAE-Celulose, eluída por gradiente linear de NaCl (0 - 3,0 M). As frações de PST isoladas nas cromatografias, foram submetidos à eletroforese em gel de agarose e poliacrilamida. A determinação de açúcares totais, ácidos urônicos e sulfato foram pelos métodos fenol-ácido sulfúrico, carbazol-ácido sulfúrico e gelatina bário, respectivamente. A composição monossacarídica foi obtida por cromatografia em fase gasosa acoplada a espectrometria de massa (CG-EM). Foram analisadas as atividades dos polissacarídeos sulfatados sobre o crescimento planctônico das bactérias Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa, bem como a sua ação sob a formação de biofilmes. A alga cresceu 4 cm de altura após 70 dias de cultivo. O rendimento de seu PST correspondeu a 10,8% de sua biomassa. No fracionamento do PST em cromatografia de troca iônica DEAE-Celulose, do tipo “stepwise”, foram obtidas cinco frações (0,7; 0,9; 1,2; 1,6 e 1,8 M) e a maior atividade metacromática evidenciada na fração F1,2M. Em sistema CLAE foram isoladas três frações a partir dos PST e um único pico a partir da fração F1,2M. A análise eletroforética revelou uma mobilidade bastante semelhante, bandas homogenias e alto peso molecular das amostras. O PST e as frações apresentaram quantidades significativas de açúcar total, variado teor de ácidos urônicos e alta sulfatação. O polissacarídeo apresentou em sua composição monômeros de ramnose (41,49%), xilose (17,35%), glicose (9,51%) e galactose (5,50%), 3-metil-ácido hexaurônico (6,91%) e 3-metil-hexose (2,81%). No ensaio bacteriano, observou-se uma diminuição significativa do crescimento planctônico e em relação a formação do biofilme os resultados mostraram redução estatisticamente significativa para todas as concentrações de polissacarídeos testadas, em ambas as bactérias. É possível cultivar a macroalga marinha verde Enteromorpha sp., em laboratório a partir de seus esporos e utilizando métodos colorimétricos, turbidimétricos, eletroforéticos e cromatográficos, aliado a espectrometria de massa é possível fracionar, purificar e analisar quimicamente sua estrutura, nesse trabalho concluiu-se também que essas moléculas são eficientes em diminuir a formação de biofilmes bacterianos.
4

Novos derivados xantônicos e quinolínicos

Tavares, Luciana de Carvalho January 2011 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-25T20:56:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 297274.pdf: 3857217 bytes, checksum: d3c0a53338594d74150f293aaf06de3b (MD5) / Neste trabalho foi sintetizada uma série de sistemas heterocíclicos da classe das xantonas e quinolinas empregando, principalmente, metodologia heterogênea (K-10, montmorrilonita). Foram obtidos os derivados xantônicos: 2-enamino xantonas e 2-imino xantonas. Os heterociclos quinolínicos da classe das 6-quinolinil chalconas e seus derivados N-óxido e sais N-metil foram eficientemente sintetizados. Esses compostos foram submetidos a reações de epoxidação e adição de Michael usando diferentes metodologias em meio heterogêneo e homogêneo (K-10, hidrotalcita). As epoxi chalconas foram obtidas com rendimentos excelentes e submetidas a estudos de aminólise frente ao dinucleófilo cloridrato de fenil hidrazina resultando em sistemas heterocíclicos polifuncionalizados da classe dos pirazóis. O emprego de metodologia heterogênea, suporte sólido montmorillonita, proporcionou condições brandas de reação, facilidade de isolamento e rendimentos significativos. Os compostos sintetizados foram submetidos a diferentes atividades biológicas in vitro e in vivo, tais como atividade inibidora da acetilcolinesterase, toxicidade frente à Artemia salina, atividade antimicrobiana, citotóxica e também avaliação do potencial hipoglicêmico. / In this work was synthesized a series of heterocyclic systems of xanthones and quinolines class using mainly heterogeneous methodology (K-10, montmorillonite). The xanthone derivatives 2- enamine and 2-imino xanthones were obtained. The quinolinic heterocycles of the class 6-quinolinyl chalcones and their derivatives Noxide and N-methyl salts were efficiently synthesized. These compounds were subjected to epoxidation reactions and Michael addition using different methodologies in heterogeneous and homogeneous medium (K-10, hydrotalcite). The epoxy-chalcones were obtained with excellent yield and subjected to aminolysis studies with the dinucleophile phenylhydrazine hydrochloride, resulting in the polyfunctionalized heterocyclic systems of pyrazoles class. The use of heterogeneous methodology, solid support montmorillonite, provided mild reaction conditions, easy isolation and significant yields. The synthesized compounds were subjected to different biological activities in vitro and in vivo, such as acetylcholinesterase inhibitory activity, toxicity against the Arthemia saline, antimicrobial and cytotoxic activity and also evaluation of the hypoglycemic potential.
5

Estudo químico, Antitermítico e Antifúngico da madeira de lei Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan var-cebril (Griseb) von Reis Alt. (Angico-de- Caroço)

Lopes Bandeira Delmiro Santana, Andréa 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:13:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2834_1.pdf: 11506408 bytes, checksum: f1fcafc23f6ca752f2739ac3131abd28 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan var. Cebil (Griseb.) Von Reis Alt., conhecida popularmente como angico, angico-de-caroço, angico-vermelho, angico-do-campo, angico-preto, arapiraca, curupaí e angico-de-casca, é uma árvore pertencente a família Fabaceae. A madeira de A. colubrina é usada em móveis, construção e indústria naval devido à sua elevada resistência a fungos responsáveis pela podridão branca e cupins. Da partição do extrato etanólico da madeira de A. colubrina foram obtidos quatro fases: cicloexano, diclorometano, acetato de etila e n-butanol. Da fase em cicloexano foram identificados por GCMS dezenove ésteres graxos saturados e insaturados, nove ácidos graxos saturados e insaturados, dois triterpenos (lupeol e lupenona), seis esteróides (diidrobrassicasterol, estigmasterol, b-sitosterol, estigmast-4-en-3-ona, ergost-4- en-3-ona e estigmasta-3,5-dien-7-ona) e três norisoprenóides (a-ionona, 5,6- epoxi-b-ionona e diidroactinidiolida). Apenas o b-sitosterol e lupeol foram isolados e tiveram suas estruturas caracterizadas utilizando-se as técnicas de RMN de 1H e 13C juntamente com a espectrometria de massas. O estudo químico da fase em diclorometano resultou no isolamento e identificação de cinco flavonoides, compreendendo uma flavona (luteolina), um flavonol (quercetina), um flavanonol (taxifolina) e duas chalconas (ocanina e isoliquiritigenina). Estes flavonóides foram identificados com base em dados espectroscópicos de RMN de 1H e de 13C (unie bidimensionais), de espectrometria de massas, nos valores de ponto de fusão e pela comparação com dados espectrais disponíveis na literatura. No estudo químico das fases em acetato de etila e n-butanol utilizando-se a técnica APCIMS2 foi identificado como componente majoritário uma proantocianidina dimérica. Também foi observada em menor proporção, a presença dos flavonoides naringenina, catequina além de taxifolina, ocanina e luteolina que foram isolados do extrato em diclorometano. Entre todos os 47 metabólitos encontrados apenas os esteróides b-sitosterol e estigmasterol e os triterpenos lupeol e lupenona já haviam sido identificados anteriormente no cerne e partes aéreas de A. colubrina, sendo assim as demais substâncias inéditas no gênero Anadenanthera. A madeira de A. colubrina apresentou alto teor de extrativos, especialmente de compostos fenólicos, o que explica em boa parte a atividade antioxidante e atividade antifúngica frente à Phanerochaete chrysosporium. As quatro fases obtidas da madeira de A. colubrina apresentam propriedades tóxicas e deterrentes frente à espécie de cupins Nasutitermes corniger quando comparados com o controle correspondente. A melhor fase termiticida de A. colubrina foi a acetato de etila (LC50 = 17,3 mg.mL-1 após 4 dias) provavelmente devido ao conteúdo de proantocianidinas. O extrato em cicloexano que é constituído principalmente por ésteres e ácidos graxos, triterpenos e esteróides foi o segundo mais ativo de A. colubrina (LC50 = 67,4 mg.mL-1 após 4 dias)
6

Estudo Fitoquímico e Atividade Biológica de Conocarpus erectus L. (Mangue botão)

Rosa Galdino Bandeira, Ana January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:49:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4399_1.pdf: 159604 bytes, checksum: a5d8cf021bed80f81cbaf06b69b9ff82 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2003 / Substâncias bioativas provenientes de plantas demonstram um excelente aproveitamento na produção de medicamentos. Estas substâncias estão presentes em todas as espécies vegetais encontradas em diversos biomas brasileiros, dentre eles os manguezais, que vem sofrendo constante processo de devastação nos últimos anos. De acordo com a etnofarmacologia a família Combretaceae possui espécies utilizadas na medicina popular no tratamento de várias doenças. Dois gêneros desta família possuem espécies que ocorrem nos manguezais brasileiros que são Laguncularia racemosa e Conocarpus erectus L., sendo está encontrada em menor quantidade. A espécie Conocarpus erectus L. também conhecida como mangue botão, fornece madeira pesada de cor avermelhada, que se tornam amarelo-clara quando secas, servindo para caibros, lenha e carvão. São utilizadas no tratamento de infecções catarrais, conjuntivites, diabetes e sífilis. Suas folhas são de forma espiraladas, com um pecíolo curto e glândulas características apresentando flores masculinas e femininas numa mesma árvore. Nosso estudo foi realizado no manguezal de Vila Velha, localizado em Itamaracá (PE), que apesar de apresentar diversos estudos científicos, não existe registro de estudo fitoquímico de nenhuma das espécies vegetais lá encontrada. Neste trabalho, realizamos a avaliação preliminar dos constituintes químicos das folhas de Conocarpus erectus L. de acordo com a metodologia descrita por (Matos, 1997). Avaliamos a atividade antimicrobiana dos extratos pelo método de difusão em discos de papel e a atividade citotóxica em células da Linhagem NCI-H292. O extrato n-hexânico foi submetido a fracionamento cromatográfico e as frações obtidas foram purificadas e analisadas por espectroscopia de RMN1H, RMN13C e IV. Das cinco substâncias obtidas o CEF4 é o estigmasterol, o CEF3 uma mistura e CEF1, CEF2 e CEF5 triterpenos pentacíclicos da série oleonena
7

Resíduos de laranja como fonte de enzimas e compostos bioativos

Pereira, Milene Stefani January 2017 (has links)
Orientador: Luciana Francisco Fleuri / Resumo: Os resíduos agroindustriais são o destaque deste trabalho. Resíduos de laranja, uma cultura de extrema importância no Brasil, foram utilizados devido ao seu descarte abundante e pelo potencial em conter diversas moléculas de interesse biotecnológico. O objetivo foi avaliar os descartes do processamento de suco de laranja das principais variedades comerciais Hamlin, Pêra, Valência e Natal quanto à presença de enzimas e compostos bioativos. As lipases se mostraram presentes em todas as variedades de laranjas estudadas. Nas variedades Hamlin, Valência e Natal é a primeira vez que lipases são documentadas. As lipases do bagaço e polpa de Hamlin apresentaram 27,45 U/g e 31,13 U/g de atividade lipolítica, respectivamente. As proteases não foram encontradas a partir dos métodos utilizados, deixando em aberto a possibilidade de testar novas metodologias, como critério de caracterização e contribuição literária. O perfil químico dos compostos fenólicos existentes nos resíduos de laranja foi determinado e apresentou cerca de 80% de flavanonas no geral. Além disso, foi detectado alto teor de hesperidina (em mg/100 g) nos resíduos da variedade Pêra (3294,6); Hamlin (2903,2); Natal (2885,9) e Valência (2880,2). Atividades biológicas como antioxidante, antimicrobiana e sobre a viabilidade celular também foram abordadas, sendo que os resíduos apresentaram capacidade de redução do radical DPPH em torno de 70%. No entanto, não apresentaram potencial antimicrobiano frente às bactérias e fungos... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
8

Estudo químico de Jatropha curcas e de Jatropha gossypifolia nativas e cultivadas : avaliação de ciclopeptídeos em função de habitat e hábito : prospecção e atividade biológica /

Altei, Wanessa Fernanda. January 2009 (has links)
Resumo: Este projeto é parte do projeto temático "Conservation and Sustainable Use of the Plant Diversity from Cerrado and Atlantic Forest: Chemical Diversity and Prospecting for Potencial Drugs" - Biota/FAPESP e descreve o isolamento, purificação e caracterização de peptídeos cíclicos presentes em Jatropha curcas L. Este tema foi proposto para o projeto temático por tratar-se de um assunto atual e inédito no Brasil, sendo importante no que diz respeito da descoberta de novas classes de produtos naturais. A obtenção dos peptídeos foi realizada através da partição do látex com acetato de etila e da aplicação de técnicas cromatográficas para sua purificação. Este procedimento permitiu a obtenção de dois peptídeos cíclicos, posteriormente caracterizados por análise de aminoácidos e espectrometria de massas. O seqüenciamento dessas substâncias foi realizado por Ressonância Magnética Nuclear, e permitiu identificar o peptídeo cíclico Polianina A [c(Pro-Leu- Gly-Val-Leu-Leu-Tyr)], já descrito na literatura, e um peptídeo de estrutura inédita, denominado Jatrofidina I [c(Leu-Leu-Asn-Leu-Trp-Cly-Pro-Gly)]. Análogos lineares e cíclicos desses peptídeos foram obtidos pela metodologia da síntese peptídica em fase sólida, empregando a estratégia Fmoc/tBu. Os análogos obtidos bem como os peptídeos naturais foram submetidos a diversos ensaios biológicos. Por fim, foi feita uma avaliação mensal qualitativa e/ou quantitativa do perfil ciclopeptídico de espécimes cultivadas de Jatropha curcas L.(Euphorbiaceae), gossypifolia, para verificar se ocorrem alterações na produção destas moléculas em função da época do ano. Os resultados mostraram que as 2 espécies produzem os peptídeos cíclicos durante o ano todo. É interessante notar que as descrições de peptídeos cíclicos na literatura foram obtidas de espécies de Jatropha... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: This project is part of the thematic project "Conservation and Sustainable Use of the Plant Diversity from Cerrado and Atlantic Forest: Chemical Diversity and Prospecting for Potencial Drugs" - Biota/FAPESP, and deals with the isolation, purification and characterization of cyclic peptides from Jatropha curcas L. This is a quite new natural product subject in Brazil, which is also important for discovery from our biodiversity. These compounds were obtained through partition of the latex with ethyl acetate, followed of HPLC chromatography for separation and purification. This procedure resulted in two cyclic peptides, which were characterized by amino acid analysis and mass spectrometry. The structures of these compounds were elucidated by 2D Nuclear Magnetic Resonance. One compound was identified as Pohlianin A [c(Pro-Leu-Gly-Val-Leu-Leu-Tyr)], a known cyclic peptide already isolated from XXX, and one novel which was named jatrophidin I [c(Leu-Leu-Asn- Leu-Trp-Cly-Pro-Gly)]. Linear and cyclic analogues of these peptides were obtained through solid phase synthesis methodology by using of Fmoc/tBu reagents. The linear peptides as well as synthetic cyclic peptides were submitted to several biological assays. Finally, the cyclopeptidic profile of Jatropha curcas and gossypifolia was evaluated. The results showed a continuing production of these compounds in both species all over the year. These results can be relevant for further chemotaxonomy and phylogeny studies of Jatropha species that occur in Latin America, and in special Brazil. Previously, all cyclic peptide in the literature search were isolated from African and Asian Jatropha species, and our results can be useful to map the chemical composition of other Brazilian Jatropha species. / Orientador: Vanderlan da Silva Bolzani / Coorientador: Eduardo Maffud Cilli / Banca: Mário Sérgio Palma / Banca: Adriano Defini Andricopulo / Mestre
9

Investigação estrutural e efeitos imunológicos e tuberculostáticos de complexos de paládio(II) /

Stevanato, Alessandra. January 2009 (has links)
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo a síntese de compostos de paládio(II) utilizando como reagentes o acetato de paládio(II), o cloreto de paládio(II), a Nbenzilidenoanilina (bzan), a N,N-dimetilbenzilamina (dmba), os sais KCl, KBr, KSCN, KNCO e NaN3 para posterior formação das espécies precursoras, a saber: [Pd(bzan)(μ-X)]2, X = Cl, SCN, NCO e N3 e [Pd(dmba)(μ-X)]2, X = Cl, Br, NCO e N3. A obtenção de novos compostos a partir dos dímeros anteriores ocorreu empregando ligantes contendo fósforo como átomo doador, tais como as difosfinas 1,1'- bis(difenilfosfina)ferroceno (dppf) e a cis-1,2-bis(difenilfosfina)etileno (dppet). A escolha destes ligantes foi norteada por suas relevantes propriedades farmacológicas. O ligante isonicotinamida (isn), que contem nitrogênio como átomo doador, foi escolhido devido à sua semelhança estrutural com a isoniazida, já utilizada como droga antituberculostática. Estes ligantes foram selecionados com o intuito de aplicar seus complexos de paládio(II) em testes biológicos. Ressalte-se a repreparação dos complexos do tipo [Pd(bzan)(X)(dppp)], X = Cl, SCN, NCO e N3 e a 1,3-bis(difenilfosfina)propano (dppp), para seu emprego em testes antitumorais utilizando linhagens humanas e em testes contra o bacilo de Koch, causador da tuberculose. Esta repreparação possibilitou a obtenção de um monocristal do composto [Pd(bzan)(SCN)(dppp)].CDCl3 e a difração de raios-X de monocristal forneceu todas as características estruturais da espécie no estado sólido, mostrando uma geometria quadrado planar ao redor do átomo de paládio(II), a coordenação do ligante bzan pelo átomo de carbono, havendo a clivagem da ligação entre o paládio e o nitrogênio imínico da bzan presente nas espécies precursoras diméricas, o pseudohaleto coordena-se terminalmente via átomo de enxofre (Pd-SCN) e a difosfina dppp coordena-se ao centro metálico... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The aim of this research was the synthesis of palladium(II) compounds by using as reagents palladium(II) acetate, palladium(II) chloride, N-benzylideneaniline (bzan), N,Ndimethylbenzylamine (dmba) and the salts KCl, KBr, KSCN, KNCO and NaN3 for the subsequent preparation of the precursor species [Pd(bzan)(μ-X)]2, X = Cl, SCN, NCO e N3, and [Pd(dmba)(μ-X)]2, X = Cl, Br, NCO e N3. The obtainment of new compounds from the previously cited dimers was performed by reacting them with ligands containing phosphorous as the donor atom, like the diphosphines 1,1'-bis(diphenylphosphine)ferrocene (dppf) and cis 1,2- bis(diphenylphosphine)ethylene (dppet). These ligands were chosen due to their relevant pharmacological properties. Isonicotinamide, a ligand containing nitrogen as donor atom, was chosen due to its structural resemblance with isoniazid, used as a antituberculostatic drug. These ligands were selected with the intention of applying their complexes in biological tests. The known compounds of the type [Pd(bzan)(X)(dppp)], X = Cl, SCN, NCO and N3 and dppp = 1,3-bis(diphenylphosphine)propane, were reprepared in order to be applied in antitumor tests with human cells and in tests against the Koch bacillus, which causes tuberculosis. These repreparations allowed us the obtainment of single-crystals of the compound [Pd(bzan)(SCN)(dppp)].CDCl3 and the single-crystal X-ray diffraction technique gave us all of its structural features in the solid state, showing a square-planar geometry around the palladium(II) atom; the pseudohalide is terminally coordinated by the sulphur atom (Pd-SCN), the diphosphine is bound in the chelating mode and the bzan ligand is coordinated by the carbon atom, revealing the cleavage of the bond between the palladium and the iminic nitrogen from the bzan, present in the dimmeric precursor species. The knowledge of this structure supported the structural purposes... (Complete abstract click electronic access below) / Orientador: Antonio Eduardo Mauro / Coorientador: Sandra Regina Ananias / Banca: Sérgio Roberto de Andrade Leite / Banca: Benedito dos Santos Lima Neto / Banca: Roberto Santana da Silva / Banca: Eduardo Tonon de Almeida / Doutor
10

Síntese, caracterização e avaliação do potencial biológico de Chalconas e análogos / Synthesis, characterization and evaluation of the biological potential of Chalcones and analogs

Farias, Iolanda Frota de January 2017 (has links)
FARIAS, Iolanda Frota de. Síntese, caracterização e avaliação do potencial biológico de Chalconas e análogos. 2017. 135 f. Dissertação (Mestrado em Química)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Anderson Silva Pereira (anderson.pereiraaa@gmail.com) on 2017-09-21T19:00:40Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_iffarias.pdf: 14523372 bytes, checksum: 86e43b366b10df9811dc3debfad1abca (MD5) / Approved for entry into archive by Anderson Silva Pereira (anderson.pereiraaa@gmail.com) on 2017-09-21T19:01:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_iffarias.pdf: 14523372 bytes, checksum: 86e43b366b10df9811dc3debfad1abca (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-21T19:01:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_iffarias.pdf: 14523372 bytes, checksum: 86e43b366b10df9811dc3debfad1abca (MD5) Previous issue date: 2017 / Chalcones are substances belonging to the family of flavonoids, having in their structure two aromatic rings connected by a three-carbon system ketone α,β- unsaturated. The chalcones are among the promising substances for use as pharmaceuticals and, based on these characteristics were carried out the synthesis, characterization and biological evaluation of eighteen chalconas, among five do not have published articles related to biological studies, and three are new. The chalcones were synthesized by cross aldol condensation reaction, using base catalysis. The substances were characterized by IR, GC-MS, 1H and 13C NMR. Compounds were tested for acetylcholinesterase enzyme, however were inactive. Cytotoxicity tests were performed on three tumor cell lines: SF-295 (human glioblastoma), PC-3 (prostate) and HCT-116 (colon). The percentage inhibition of cell growth varied from 23 to 100%, however, based on the IC50 values, the substances were considered with low cytotoxic activity. Future prospects include verification of other biological activities of the substances. / Chalconas são substâncias pertencentes à família dos flavonoides, as quais possuem em sua estrutura dois anéis aromáticos ligados por três carbonos de um sistema de cetona α,β-insaturada. As chalconas estão entre as substâncias promissoras para a utilização como fármacos, e, com base nessas características, foram realizadas a síntese, caracterização e avaliação da atividade biológica de dezoito chalconas, dentre as quais, cinco não possuem artigos publicados relacionados a estudos biológicos, e três são inéditas. As chalconas foram sintetizadas por meio de reação de condensação aldólica cruzada, utilizando catálise básica. As substâncias obtidas foram caracterizadas por IV, CG-EM, RMN de 1H e 13C. As chalconas foram avaliadas quanto à atividade de inibição da enzima acetilcolinesterase, porém os resultados obtidos não foram satisfatórios. Os testes de citotoxicidade foram realizados com três linhagens de células tumorais: SF-295 (glioblastoma - humano), PC-3 (próstata) e HCT-116 (colón). O percentual de inibição de crescimento celular variou de 23 a 100%, porém, com base nos valores de CI50, as substâncias foram consideradas contendo baixa atividade citotóxica. As perspectivas futuras incluem a verificação de outras atividades biológicas das substâncias.

Page generated in 0.0527 seconds