• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 191
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 197
  • 107
  • 51
  • 49
  • 45
  • 26
  • 25
  • 22
  • 21
  • 20
  • 18
  • 18
  • 17
  • 17
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Aspectos da Biologia de Tachinaephagus Zealandicus Ashmead (Hymenoptera:Encyrtidae), parasitoide de larvas de dipteros sinantropicos

Almeida, Maria Aparecida Ferreira de 20 December 2000 (has links)
Orientador: Angelo Pires do Prado / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-27T09:13:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_MariaAparecidaFerreirade_D.pdf: 13647591 bytes, checksum: caac67b6638b4f3c74be47b1ab2b9fb8 (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: Tachinaephagus zealandicus Ashmead é um endoparasitóide gregário que ataca larvas de terceiro instar de dípteros muscóideos no Hemisfério Sul. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de seis temperaturas constantes (16, 18, 20, 22, 25 e 27°C) no tempo de desenvolvimento, a influência da ordem de emergência na longevidade, o efeito da temperatura e tratamento alimentar na longevidade, a influência do tratamento alimentar, densidade do hospedeiro e temperatura na taxa de ataque de T. zealandicus e também avaliar a influência de quatro temperaturas constantes (15, 20, 25, 30° C) no tempo de desenvolvimento e longevidade de colônias infectadas e não infectadas por um microsporideo. O sucesso na emergência foi maior em 22°C tanto para machos quanto para remeas; um número significativamente menor (24.130.4%) de parasitóides emergiu em 16°C e 25°C comparados com 22°C. O tempo de desenvolvimento foi de 24.0 a 56.9 dias para os dois sexos. Não foi observada emergência em 27°C. O parasitóides da mesma coorte que emergiram primeiro apresentaram maior longevidade que aqueles que emergiram mais tarde. A longevidade das remeas que receberam mel e água decresceu com o aumento da temperatura e aquelas mantidas em 16°C viveram três vezes mais que aquelas mantidas em 27°C. As remeas que receberam mel e água apresentaram longevidades semelhantes entre 16-20°C, e remeas que receberam somente água viveram de 4.8-7.6 dias em todas as temperaturas. As remeas viveram significativamente mais que os machos em todas as temperaturas, exceto em 16°C, mas as diferenças devido ao sexo foram pequenas se comparadas com os efeitos da temperatura e tratamento alimentar. Os tratamentos alimentares (mel, mel + água, água, e jejum) apresentaram efeitos estatisticamente significativos nas taxas de ataque em C. putoria e M domestica, contudo nenhum efeito significativo foi constato nos tratamentos quando analisada a progênie produzida. Tanto para M domestica quanto C. putoria foi observado que a porcentagem de hospedeiros mortos decresceu com o aumento da densidade do hospedeiro. A temperatura apresentou efeito significativo na taxa de ataque do parasitóide sobre C. putoria. Durante 24 horas de exposição, as maiores taxas de ataque foram observadas em 22°C. Para o número de hospedeiros mortos, não foram encontradas significativas diferenças entre 20, 22, 25 e 27°C. Um microsporideo não determinado foi encontrado infectando T. zealandicus. Esporos estavam presentes em todas as regiões do corpo do inseto e em todos os estágios de desenvolvimento. Adultos infectados apresentaram cerca de 3.75 x 105 esporos. Para separar a colônia em indivíduos infectados e não infectados, as remeas infectadas foram tratadas com Rifampicin misturado ao mel como alimento e após 8 dias cerca de 37% dos indivíduos da progênie examinada ainda estavam infectados. Uma cultura não infectada foi estabelecida e as duas colônias foram testadas para o modo de transmissão. Foi observado que a eficiência na transmissão materna foi de 96.3%. Parasitóides infectados desenvolveram significativamente mais rápido que os não infectados em 15,20 e 25°C. Pupários que não apresentaram emergência foram dissecados e os resultados mostraram que os parasitóides infectados apresentaram maior dificuldade para emergir de seus pupários, especialmente em 20 e 25°C. A longevidade das remeas decresceu com o aumento das temperaturas. Os efeitos da infecção na longevidade foram fortes em todas as temperaturas, entre os parasitóides que receberam mel e água; a longevidade foi pequena em todos os grupos que receberam somente água. Os resultados de ANOV A mostraram que não somente a temperatura e o tratamento alimentar, mas também a infecção afetou significativamente a longevidade de fêmeas e de machos. Fêmeas e machos da colônia infectada apresentaram tempos de vida similares (3.7-3.9 dias) quando os parasitóides receberam mel, água e larvas de mosca doméstica continuadamente após emergência. Parasitóides infectados produziram progênie significativamente menor que os não infectados, e uma grande proporção de parasitóides infectados falharam para emergir do pupário do hospedeiro. Grande parte do ataque ao hospedeiro e parasitismo ocorreu durante o primeiro dia de emergência, indicando que esta espécie é proovigênica. Foram comparados o ataque ao hospedeiro e o parasitismo sobre duas espécies de mosca, mosca doméstica e Sarcophaga bullata indicando que o efeito da infecção foi modulado pela espécie de hospedeiro presente. Números similares foram observados para ambos hospedeiros para número de pupas mortas por infectados e não infectados (70.2-74.1 hospedeiros atacados por grupo de 5 fêmeas de T. zealandicus). Contudo, parasitóides infectados produziram substancialmente menos progênie de mosca doméstica (311.1 para não infectados comparados com 138.3 para infectados), porém a infecção não apresentou efeito significativo na progênie produzida para o hospedeiro maior (s. bullata) (588.2 e 460.1 progênie produzida por não infectados e infectados, respectivamente). Diferenças na atuação para as duas espécies de hospedeiro pode ser devida a diferenças qualitativas entre ambas ou mesmo a pronunciada diferença entre tamanhos das duas espécies (190 mgllarva para S. bullata versus 20 mgllarva para M domestica). T. zealandicus não infectados estocados em 15°C apresentaram maior taxa de ataque ao hospedeiro (58-62 hospedeiros mortos por grupo de 5 fêmeas do parasitóide em 25°C) e progênie produzida (173.8-261.2 indivíduos) após 6-12 dias estocados 10 nesta temperatura. Relativamente poucos hospedeiros foram parasitados no primeiro dia em 15°C / Abstract: Tachinaephagus zealandicus Ashmead is a gregarious endoparasitoid that attacks third instars of muscoid flies in the Southem Hemisphere. The purpose of the present study was to evaluate the influence of six constant temperatures (16, 18, 20, 22, 25 and 27°C) on development time, the influence of emergence order on longevity, and the effects of temperature and food treatment on longevity, the influence of nutritional treatment, host density and temperature on attack rates on T. zealandicus and also evaluated the influence of four constant temperatures (15, 20, 25, 30° C) on development time and 10ngevity of microsporidium-infected and uninfected colonies. Emergence success was greatest at 22°C for both males and females; significantly fewer (24.1-30.4%) parasitoids emerged at 16°C and 25°C compared with 22°C. Development time ranged fiom 24.0 to 56.9 days for both sexes. No emergence was observed at 27°C. Early-emerging parasitoids had greater longevity than parasitoids that emerged later fiom the same cohorts. The longevity of females given honey and water decreased with increasing temperature, and those reared at 16°C lived about three times longer than those kept at 27°C. Females given honey and water had similar longevities at 16-20°C, and females that were given only water lived for only 4.8-7.6 days at all temperatures. Females lived significantly longer overall than males at alI temperatures except 16°C, but differences due to sex were small compared to the effects of temperature and nutrition. Nutritional treatment (honey, honey+water, water, and starvation) had statistically significant effects on rates of attack on C. puloria andM domestica, however no significant treatment effects were observed in rates of progeny production. With both M domestica and C. puloria it was observed that the percentage of killed hosts decreased as host density increased. Temperature had significant effects on host attacks on C. puloria. During 24 hours of ex-posure, highest rates ofhost attacks were observed at 22°C. For the number ofkilled hosts, differences were not statistically significant among 20, 22, 25 and 27°C. An undetermined microsporidium was found infecting Tachinaephagus zealandicus, a gregarious parasitoid that attacks third instar larvae of muscoid flies. Spores were present in alI body regions and in all stages of development. Infected adults contain an average of 3.75 x 105 spores. ln order to separate the colony into infected and uninfected individuais, we treated infected females on rifampicin mixed with honey as food and after 8 days ca. 37% of individuais of progeny examined were still infected. An uninfected culture was established and the two colonies were tested for infection transmission. lt was observed that the efficiency of maternal transmission was 96.3%. lnfected parasitoids developed significantly faster than uninfected ones at 15, 20 and 25°C. Uneclosed puparia were dissected and the results showed that infected parasitoids had difficulty emerging fiom host puparia, especially at 20 and 25°C. The longevity of females decreased as temperatures increased Effects of infection on longevity were strongest at alI temperatures among parasitoids that were given honey and water; longevity was short in alI parasitoid groups that were only given water. ANOV A results showed that not only temperature and feeding treatment but also the infection affected significantly the longe"ity of females and males. Females and females fiom a colony infected with the undetennined microsporidium had similar lifespans (3.7-3.9 days) when parasitoids were provided with honey, water and house fly larvae continously after emergence. Infected parasitoids produced significant1y fewer progeny than uninfected parasitoids, and a greater proportion of infected parasitoid progeny failed to emerge from host puparia. Most host attacks and parasitism occurred on the first day of emergence, and little parasitism was observed by day 3 after emergence for both uninfected and infected females, indicating that this is a proovigenic species that emerges with a predetermined number of oocytes that are deposited when hosts are available for parasitism. Comparison of host attacks and parasitism on two species of flies (house flies and Sarcophaga bullata (Diptera: Sarcophagidae) indicated that the effects of infectÍon are modulated by the species of host present. Similar numbers of both species fly hosts were killed by uninfected and infected parasitoids (70.2-74.1 hosts attacked per group of 5 female T zealandicus). However, infected parasitoids produced substantially fewer progeny from house fly hosts (311.1 for uninfected parasitoids compared with 138.3 progeny from infected parasitoids), wheras infection had no significant effect on progeny production from the much larger S. bullata hosts (588.2 and 460.1 progeny produced by uninfected and infected parasitoids, respectively). Differences in performance on the two host species may be due to innate differences in host quality or to the pronouced size differences of the two species (190 mgllarva for S. bullata versus 20 mgllarva for M domestica). Uninfected T zealandicus that were stored at 15°C had highest rates ofhost attacks (58-62 hots killed per group offive female parasitoids at 25°C) and progeny production 173.8-261.2 progeny) after 6-12 days of storage at this temperature; relatively few hosts were attacked or parasitized after O or 1 day at 15°C / Doutorado / Doutor em Parasitologia
2

Morfometria, assimetria flutuante e tabelas de vida e de fertilidade em Musca domestica L. (Diptera : Muscidae)

Justus, Angela 12 February 2002 (has links)
Orientador : Angelo Pires do Prado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-02T23:09:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Justus_Angela_M.pdf: 4318136 bytes, checksum: e82475db8aa4ecd6a123307505e6076f (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Colonização de uma população de Musca domestica L., oriunda de uma granja de aves poedeiras do município de Santa Cruz da Conceição/ SP, foi feita no Laboratório de Entomologia do Departamento de Parasitologia - UNICAMP. A partir desta amostra com diferentes densidades populacionais, foram feitos estudos sobre tabela de vida e de fertilidade, bem como a análise da morfometria e assimetria flutuante. Os machos e as fêmeas foram mantidos em gaiolas plásticas (de dimensões: 25 cm de comprimento X 35 cm de largura X 35 cm de altura), cobertas com tela em diferentes densidades (10,50, 100 e 200 individuos por gaiola); em sala climatizada com temperatura de 27°C ± 1°C, umidade relativa de 60 ± 10%, fotoperíodo 12: 12 horas, com água e alimento em abundância. Os experimentos para tabelas de vida e fertilidade foram montados a partir de gaiolas com individuos isolados (machos ou fêmeas) e com individuos agrupados (machos e fêmeas, juntos na proporção 1: 1). A longevidade variou com a densidade, o sexo e com a presença ou ausência de cópula; Indivíduos isolados vivem mais que indivíduos agrupados e em densidades baixas tem maior longevidade que em densidades altas. A razão sexual dos descendentes para todas as densidades foi de aproximadamente 1: 1 e quanto maior é a densidade maior é a probabilidade dos ovos gerados se tomarem adultos. Em relação à fertilidade, a densidade 200 apresentou a taxa líquida de reprodução mais elevada e uma das menores durações médias de geração. Para os experimentos de morfometria e as simetria flutuante, foram estudados 50 fêmeas e 50 machos parentais oriundos do campo e da 22a geração mantida em laboratório; foram obtidas medidas da asa, cabeça, tíbia e tórax, por dois métodos (em microscópio estereoscópico com ocular graduada e pelo programa de captura de images IMAGE-PRO LITE versão 4.0 for Windows 95/NT/98, acoplado ao microscópio estereoscópico). A partir dos resultados obtidos com as medidas constatou-se que todos os caracteres apresentaram-se maiores nos parentais do que na 22ª geração. Na grande maioria das medidas utilizadas, fêmeas se mostraram maiores que machos. Que existe assimetria dentro da mesma população e mesmo sexo e os parentais apresentaram-se mais assimétricos, com uma média da diferença maior. Baseando-se nos resultados pode-se notar que tais estudos são importantes para ampliar os conhecimentos sobre a biologia do inseto e auxiliar em futuras formas de controle / Abstract: A colony of Musca domestica L. was established in the Entomology Laboratory, Department of Parasitology - UNICAMP, from adult flies collected in a poultry farm located in Santa Cruz da Conceição, São Paulo. The colony was used to determine life and fertility tables at different population densities as well as for studies on the morphometry and fluctuating asymmetry. Male and Female flies were kept in plastic cages (25 cm long X 35 cm wide X 35 cm tall) covered by a fine mesh cloth, at densities of 10, 50, 100 and 200 individuals per cage. The room temperature, was set at 27° C ± 10 C; relative humidity of 60 ± 10%, photoperiod of 12: 12 hours. Water and food was supplied ad libitum. The life and fertility table experiments were done with isolated caged individuals (males and females) and with grouped individuals (sex-ratio 1: 1). The longevity varied with density, sex and ocurrence of copulation. In average individuals kept in lower densities lived longer than the grouped ones. The sex-ratio of the descendants in all densities were approximately 1 : 1 and the probability of eggs to develop into adults was directely related to parental t1y density. The highest intrinsic rate of reproduction as well as one of the shortest rate of generational time occurred for flies kept at 200 flies/case. The morphometry and fluctuating asymmetry experiments were done with 50 parental females and male collected in the farm and flies from the 22nd laboratory generation. The wings, head, tibia and thorax were measured by 2 methods : the stereoscopic microscope with a graded ocular, and the software IMAGE PRO LlTE version 4.0 for Windows 95/NT/98. It was concluded that all the measured characters were larger on the parental sample than on the flies of the 22nd generation. In general females were larger than males, and asymmetry occurred within the same population and same sex. In addition, the parental flies were more asymmetric with a larger diference mean. These studies may be an important tool to assess biological parameters of insect species, and as background to future population control efforts / Mestrado / Mestre em Parasitologia
3

Envelhecimento e longevidade : narrativas de idosos moçambicanos

Silva, Paula Maria Nunes Gonçalves da, Nunes, Arriscado January 2009 (has links)
No description available.
4

Capacidade funcional do idoso longevo admitido em unidades de internação hospitalar na Cidade de Curitiba - PR

Lourenço, Tânia Maria 19 April 2012 (has links)
Resumo: Trata-se de estudo quantitativo de corte transversal, que teve como objetivo investigar a capacidade funcional de idosos longevos ao ser admitido em unidades de internação hospitalar na cidade de Curitiba-PR. O estudo foi realizado em dois hospitais de ensino universitário, no período amostral entre janeiro a junho de 2011, com 116 idosos longevos. Os dados foram coletados nas próprias unidades de internação e por meio de três instrumentos: questionário socioeconômico e demográfico e do perfil clínico, Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e Medida de Independência Funcional (MIF). Para o tratamento dos dados socioeconômicos e demográficos (variáveis quantitativas), foram realizadas análises descritivas com medidas de posição (média, mediana, mínima e máxima) e dispersão (desvio-padrão) e para as variáveis qualitativas foram efetivadas distribuição de frequência absoluta e percentual. Para comparação das variáveis socioeconômicas e demográficas e o perfil clínico em relação aos resultados da MIF, foi considerado o teste não-paramétrico de Kruskal- Wallis ou o teste não-paramétrico de Mann-Whitney. Os valores de p<0,05 foram considerados estatisticamente significativos. Os resultados mostram que a idade média dos idosos longevos foi de 82 (±2,8) anos, sendo que a faixa etária predominante foi entre 80 a 84 anos (79,3%), 65 (56%) são mulheres, 73 (62,9%) são viúvos e 61 (52,6%) tem o 1º a 4º serie incompletos. Quanto à funcionalidade, na avaliação da MIF motora a maioria dos idosos é independente para a realização das tarefas, porém para a MIF cognitiva uma parcela de idosos apresentam dependência mínima. Os idosos com maiores níveis de escolaridade apresentaram melhores valores para a MIF, com significância estatística (MIFm p=0,019; MIFc p<0,001 e MIFt p=0,002). As comorbidades que apresentaram significância estatística foram anemia, ansiedade/ depressão e osteoporose para todos os domínios da MIF; insônia e problemas de coluna para os domínios motor e total e os problemas cardíacos apenas para o domínio cognitivo. As variáveis realizar atividade física e hábito de leitura foram significativas estatisticamente para todos os domínios da MIF; queda e dificuldade de deambulação apresentaram significância estatística para os domínios motor e total da MIF e manter o hábito de visitar parentes foi significativo estatisticamente para o domínio cognitivo. O estudo permite inferir que escolaridade, comorbidades, história de quedas e dificuldades para deambulação foram às variáveis mais influentes para a manutenção da funcionalidade dos idosos longevos. Para a prática de enfermagem gerontológica estas informações são valiosas para adequar o cuidado já no momento da admissão hospitalar. Diagnosticar precocemente os riscos para incapacidade traz a possibilidade de planejar intervenções, com vistas à autonomia e redução da dependência do idoso longevo.
5

Fatores de administração que interferem na longevidade de organizações do setor de móveis da região metropolitana de Curitiba-PR

Ferreira, Claudio Cesar January 2001 (has links)
Esta pesquisa procura identificar fatores, relacionados às práticas e ao estilo de gestão, que interferem na longevidade de organizações ligadas ao segmento do mobiliário que estão localizadas na região metropolitana de Curitiba-PR. A pesquisa é importante, tendo em vista o elevado índice de “mortalidade” de empresas nesse setor, pelo interesse do setor em melhorar a sua produtividade e competitividade, bem como pela falta de estudos nesta área e assunto. À luz de teorias como 3-D, Ecológica e do Ciclo de Vida de organizações, o estudo utiliza, como estrutura básica de investigação, o modelo de Likert de pesquisa e avaliação dos estilos de administração vigentes em empresas. Para tanto, agrupam-se variáveis de pesquisa de acordo com dimensões de pesquisa, enfocando os temas administrativos da liderança, motivação, comunicação, influência e interação, decisão, metas e diretrizes, controle, metas de desempenho e treinamento e características de desempenho. A pesquisa foi dividida em duas partes distintas: na primeira, de cunho qualitativo, buscou-se conhecer a opinião dos gestores de organizações quanto a fatores intervenientes no sucesso e insucesso de organizações do setor pesquisado, bem como obter indicações de exemplos de organizações merecedoras de estudo das suas práticas de gestão e estilo gerencial; na segunda, de cunho quantitativo, foram aplicados dois questionários distintos, “tipo Likert” de 4 graus, sendo um para 126 gerentes de 70 organizações, denominadas nesta pesquisa de “Longevas”, e outro para 32 ex-gerentes de 23 denominadas “não-Longevas”. Os dados obtidos revelam que o estilo de gestão dos líderes das organizações “Longevas” assemelha-se ao Participativo-Consultivo (sistema 3), de Likert, tendendo ao Participativo-Grupal (sistema 4), e o estilo de gestão aplicado nas organizações “não-Longevas” era o Autoritário-Benevolente (sistema 2) apresentando tendências ao Autoritário-Rígido (sistema 1). Verificaram-se, também, diferenças significativas nas médias de 44, das 50 variáveis avaliadas, sendo as maiores diferenças em variáveis integrantes das dimensões “Natureza do Sistema de Metas e Treinamento”, “Processo de Liderança Utilizado” e “Natureza do Processo de Controle”.
6

Sentidos da religiosidade e espiritualidade no vivido da pessoa idosa longeva

Reis, Luana Araújo dos 23 January 2017 (has links)
Submitted by Mendes Márcia (marciinhamendes@gmail.com) on 2017-08-18T18:49:03Z No. of bitstreams: 1 luana_araujo_dos_reis.pdf: 2239668 bytes, checksum: d510f553d48929a9e05f46424f312fe4 (MD5) / Approved for entry into archive by Delba Rosa (delba@ufba.br) on 2017-08-25T14:57:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 luana_araujo_dos_reis.pdf: 2239668 bytes, checksum: d510f553d48929a9e05f46424f312fe4 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-25T14:57:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 luana_araujo_dos_reis.pdf: 2239668 bytes, checksum: d510f553d48929a9e05f46424f312fe4 (MD5) / A religiosidade e a espiritualidade vêm se mostrando como importantes estratégias no existir da pessoa idosa longeva, contribuindo para o enfrentamento de patologias, viuvez, bem como proporcionando suporte social através da socialização. Nesse sentido, este estudo objetivou desvelar os sentidos da religiosidade e espiritualidade no vivido da pessoa idosa longeva. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com abordagem fenomenológica, fundamentada no pensamento de Martin Heidegger. Realizado com 14 pessoas idosas longevas, cadastradas em uma Unidade de Saúde da Família no município de Jequié, Bahia, Brasil. A coleta dos relatos ocorreu no período de Novembro de 2014 a Março de 2015, através da entrevista fenomenológica, gravada. A análise compreensiva foi ancorada em conceitos heideggerianos. Os participantes foram 12 mulheres e dois homens, com idade compreendida entre 80 e 104 anos, com escolaridade que variou do não alfabetizado ao ensino médio completo, rendimento entre um e três salários mínimos. Quanto ao estado civil, 11 viúvos, dois divorciados e um casado. Todos eram aposentados ou pensionistas. Após a descrição do fenômeno vivenciado pelos participantes sobre religiosidade e espiritualidade, emergiram as Unidades de Significação: 1. Entendimento da pessoa idosa longeva sobre religiosidade e espiritualidade; 2. A religião e a fé em Deus dão força, proteção, possibilita alcançar vitórias, viver mais e com tranquilidade; 3. Declínio da capacidade funcional possibilita a prática religiosa com limitações; 4. A leitura da Bíblia, a reza do terço e a oração utilizadas como estratégias de resiliência. A partir da compreensão das Unidades de Significação foi possível a apreensão da Unidade de Significado: Sentidos da religiosidade e espiritualidade no vivido da pessoa idosa longeva, através do desvelamento da essência do fenômeno, ou seja, a compreensão daquilo como é – o vivido. O ser-pessoa-idosa-longeva, ao desvelar em seu discurso o que estava velado em sua vivência cotidiana, deixa transparecer o modo de ser da ocupação, e apresenta como uma das possibilidades de ser a fé em Deus, elemento fundamental para a longevidade, viver melhor e com tranquilidade, que lhe assegura proteção para seus familiares e lhe dá forças para lidar com as limitações funcionais. Logo, os profissionais de saúde, sobretudo os enfermeiros, ao compreenderem os sentidos da religiosidade e espiritualidade no vivido da pessoa idosa longeva poderão direcionar as práticas do cuidado ofertadas pelos profissionais de saúde considerando os saberes, as crenças e hábitos do ser que é alvo do seu cuidado, pois, este significado pode refletir positiva ou negativamente no seu modo de ser e de viver o envelhecimento. / Religiosity and spirituality have been emerging as important strategies in the existence of the long-lived elderly people, thereby stimulating this public to deal with pathologies, widowhood, as well as providing social support through socialization. Accordingly, this study was intended to reveal the meanings of religiosity and spirituality in the lived experience of the long-lived elderly person. This is a qualitative research, with a phenomenological approach, grounded in the Martin Heidegger’s thought. It was conducted with 14 long-lived elderly people, enrolled in a Family Health Unit belonging to the city of Jequié, Bahia, Brazil. The collection of the reports took place from November 2014 to March 2015, through phenomenological interviews, which were recorded. The comprehensive analysis was anchored in Heideggerian concepts. The participants were 12 women and two men, aged between 80 and 104 years, with the schooling level ranging from non-literate to complete high school and income between one and three minimum wages. Regarding the marital status, there were 11 widowed, two divorced and one married. All were retired or pensioners. After describing the phenomenon experienced by the participants in relation to religiosity and spirituality, the following Units of Signification emerged: 1. Understanding of the long-lived elderly person about religiosity and spirituality; 2. Religion and faith in God provide strength, protection, enable to achieve victories and live more and with peace of mind; 3. Decrease in functional ability allows the religious practice with limitations; 4. Bible reading, Rosary prayer and praying used as resilience strategies. From the understanding of the Units of Signification, it was possible to seize the Unity of Significance: Meanings of religiosity and spirituality in the lived experience of the long-lived elderly person, through the disclosure of the essence of the phenomenon, i.e., the understanding of what it is – the lived experience. The being-long-lived-elderly-person, when revealing in its speech what was concealed in its daily life, highlights the way of being of the occupation and shows the faith in God as one of the possibilities of being, which is a crucial element for longevity, as well as for living better and with peace of mind, thereby guaranteeing protection for itself and for its relatives, and providing it with strength to deal with the functional limitations. Hence, health professionals, mainly nurses, when understanding the meanings of religiosity and spirituality in the lived experience of the long-lived elderly person, may direct the care practices offered by health professionals by considering the skills, beliefs and habits of the being that is the target of the their care, since this significance may reflect positively or negatively in their way of being and of experiencing the aging.
7

Fatores de administração que interferem na longevidade de organizações do setor de móveis da região metropolitana de Curitiba-PR

Ferreira, Claudio Cesar January 2001 (has links)
Esta pesquisa procura identificar fatores, relacionados às práticas e ao estilo de gestão, que interferem na longevidade de organizações ligadas ao segmento do mobiliário que estão localizadas na região metropolitana de Curitiba-PR. A pesquisa é importante, tendo em vista o elevado índice de “mortalidade” de empresas nesse setor, pelo interesse do setor em melhorar a sua produtividade e competitividade, bem como pela falta de estudos nesta área e assunto. À luz de teorias como 3-D, Ecológica e do Ciclo de Vida de organizações, o estudo utiliza, como estrutura básica de investigação, o modelo de Likert de pesquisa e avaliação dos estilos de administração vigentes em empresas. Para tanto, agrupam-se variáveis de pesquisa de acordo com dimensões de pesquisa, enfocando os temas administrativos da liderança, motivação, comunicação, influência e interação, decisão, metas e diretrizes, controle, metas de desempenho e treinamento e características de desempenho. A pesquisa foi dividida em duas partes distintas: na primeira, de cunho qualitativo, buscou-se conhecer a opinião dos gestores de organizações quanto a fatores intervenientes no sucesso e insucesso de organizações do setor pesquisado, bem como obter indicações de exemplos de organizações merecedoras de estudo das suas práticas de gestão e estilo gerencial; na segunda, de cunho quantitativo, foram aplicados dois questionários distintos, “tipo Likert” de 4 graus, sendo um para 126 gerentes de 70 organizações, denominadas nesta pesquisa de “Longevas”, e outro para 32 ex-gerentes de 23 denominadas “não-Longevas”. Os dados obtidos revelam que o estilo de gestão dos líderes das organizações “Longevas” assemelha-se ao Participativo-Consultivo (sistema 3), de Likert, tendendo ao Participativo-Grupal (sistema 4), e o estilo de gestão aplicado nas organizações “não-Longevas” era o Autoritário-Benevolente (sistema 2) apresentando tendências ao Autoritário-Rígido (sistema 1). Verificaram-se, também, diferenças significativas nas médias de 44, das 50 variáveis avaliadas, sendo as maiores diferenças em variáveis integrantes das dimensões “Natureza do Sistema de Metas e Treinamento”, “Processo de Liderança Utilizado” e “Natureza do Processo de Controle”.
8

O notável envelhecimento : imagens e narrativas midiáticas do envelhecer contemporâneo

Reis, Rodolfo Moraes 24 September 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-02-05T15:25:03Z No. of bitstreams: 1 2012_RodolfoMoraesReis.pdf: 889181 bytes, checksum: b291f988cece47c7fb361e2bc202a3b6 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-02-06T10:29:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_RodolfoMoraesReis.pdf: 889181 bytes, checksum: b291f988cece47c7fb361e2bc202a3b6 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-02-06T10:29:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_RodolfoMoraesReis.pdf: 889181 bytes, checksum: b291f988cece47c7fb361e2bc202a3b6 (MD5) / Esta dissertação se propõe realizar um mapeamento das tipificações e enquadramentos que dão sentido ao envelhecimento, a partir da análise de notícias publicadas na mídia escrita, impressa e digital, a respeito desta temática. Analiso as narrativas e imagens que, evidenciadas neste material textual, dão sentido à multiplicidade de experiências do envelhecer, examinando os principais elementos acionados para caracterizar esse processo, tanto em termos gerais, quanto por um viés de gênero, em que os casos femininos e masculinos ganham contornos distintos de acordo com suas especificidades. Mostro como é consolidada e apresentada uma multiplicidade de projetos de longevidade que, em um diálogo constante com os estereótipos negativos da velhice, operam a sua deslegitimação a partir da defesa da superação das fronteiras etárias e das marcas do envelhecimento. Além disso, procuro verificar também os dissensos e tensões encontradas neste campo de produção textual, revelados principalmente nos discursos a respeito da sexualidade. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This work aims at mapping the typifications and frameworks that give meaning to aging, from the analysis of news published by the written media, printed and digital, regarding that theme. I analyze the narratives and images that, evidenced in this text, give sense to the multiplicity of aging experiences which are presented in those narratives, examining the main elements triggered to characterize such process not only in general terms, but also through a gender perspective in which the feminine and masculine cases are shaped differently according to their specificities. I demonstrate the process of consolidation and presentation of a variety of longevity projects which, in a constant dialog with the negative stereotypes of the old age, carry out its delegitimation from the defense of the overcoming of age barriers and aging marks. Besides, I also go over dissentions and tensions found in this text production field, specially revealed in discourses concerning sexuality.
9

TOPOGRAFIA Tridimensional de Células-mães e Filhas de Saccharomyces Cerevisiae Antes e Após o Estresse Por Alta Pressão Hidrostática

CARVALHO, L. M. 03 July 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T20:28:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_11374_Dissertação_Lauanda Milanez Carvalho.pdf: 2064416 bytes, checksum: 0e063cb59628dc3c87fb5991704eef9e (MD5) Previous issue date: 2017-07-03 / Saccharomyces cerevisiae, uma levedura com larga aplicação econômica e biotecnológica é um organismo modelo em estudos de estresse e longevidade. Segundo estudos, organismos que melhor respondem ao estresse alcançam maior tempo de vida. O estresse por alta pressão hidrostática (HHP) gera resposta celular semelhante à de outros estresses sofridos por leveduras em dornas de fermentação. O microscópio de força atômica (AFM) é uma ferramenta que gera imagens tridimensionais, e fornece dados precisos sobre as características morfológicas e químicas das leveduras. O objetivo do trabalho foi analisar, utilizando AFM, características morfológicas de células-mães e filhas de S. cerevisiae e após tratamento por HHP de 100 MPa por 30 minutos. Após o tratamento foram feitas imagens em AFM em modo de leitura de contato intermitente e modo fase. Dados de variação relativa de rugosidade entre o maior e o menor valor encontrados foram obtidos a partir de 11 células em cada grupo experimental, sendo plotados gráficos de caixa. Foi feito teste de calibração do AFM em lamínula de vidro e foi desenvolvido um programa para a criação de representações gráficas de leveduras mães e filhas à pressão ambiente e após aplicação de 100 MPa a partir das médias de rugosidade obtidas nas leituras. O teste de calibração aumentou a confiabilidade dos dados obtidos. Células-mães e filhas a 0,1 MPa apresentaram distribuição de rugosidade dispersa, porém as células-filhas apresentaram menor uniformidade (29-51%) da superfície do que as mães (18-41%). As células-mães após tratamento por HHP a 100 MPa mostraram ter maior uniformidade do perfil de rugosidade do que a 0,1 MPa. Células-filhas após tratamento por HHP também mostraram maior uniformidade em seu perfil de rugosidade do que à pressão ambiente. Após a aplicação de 100 MPa de HHP, células-filhas mostraram sofrer mais os efeitos do estresse, tornando-se mais uniformes do que as células-mães submetidas às mesmas condições. A maior uniformidade da superfície das células-mães e filhas após tratamento por HHP pode ser devida à sua compressão durante o processo de pressurização. A partir das médias de rugosidade foram montadas representações gráficas tridimensionais das leveduras (estáticas e animadas). O programa desenvolvido mostrou-se eficaz, apresentando de forma simples e visual os dados numéricos do trabalho. Assim, com os dados obtidos foi possível observar que o piezoestresse afeta de maneira diferentes as células-mães e filhas de Saccharomyces cerevisiae e isso pode ser devido tanto à própria composição da parede celular dessas leveduras, quanto a fatores moleculares envolvidos na resposta ao estresse. Estes e outros resultados podem auxiliar na elucidação dos mecanismos utilizados por S. cerevisiae na resposta ao estresse.
10

Efeito da longevidade na resposta a alta pressão hidrostática de Saccharomyces cerevisiae.

SPAGNOL, B. A. A. 25 February 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T21:35:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9875_Dissertação_Brígida de Almeida Amorim Spagnol.PDF: 76 bytes, checksum: 453ecdc366d650488a41fe2b7ee242fb (MD5) Previous issue date: 2016-02-25 / Muitos estudos mostram que existe uma forte relação entre a ativação de vias reguladoras de resposta ao estresse, longevidade e envelhecimento. Embora as causas do envelhecimento sejam multifatoriais, essas vias reguladoras se mostram surpreendentemente conservadas entre os eucariontes. Manter os mecanismos de resposta ao estresse eficientes pode ser uma estratégia potencial para prolongar a longevidade, retardar o envelhecimento e o surgimento das doenças associadas a idade. A ciência da longevidade e do envelhecimento conduz ao uso de organismos modelos como as leveduras Saccharomyces cerevisiae, pois estas células revelam também preservação das vias envolvidas com o balanço energético, acúmulo de danos, resposta ao estresse, integridade genômica, apoptose, entre outros. Diante disso, esse trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da alta pressão hidrostática (HHP) em células-mães e células-filhas de S. cerevisiae, a fim de elucidar se a longevidade favorece a resposta ao estresse. Para isso, separaram-se células-mães de células-filhas através do método de cromatografia de afinidade, onde as células-mães tiveram sua superfície celular marcada com biotina e estreptavidina contendo microesferas magnéticas. Após isso, permitiu-se que essas células-mães gerassem célulasfilhas que nascessem sem marcação. Assim, o inoculo foi adicionado a uma coluna magnética, na qual, as células marcadas ficavam retidas e as não marcadas eluiam para um tubo de ensaio. Para indução do estresse, utilizou-se a HHP que é uma ferramenta capaz de induzir estresse oxidativo em S. cerevisiae, e isso possibilitou analisar a sobrevivência das leveduras e a expressão de genes envolvidos com resposta ao estresse, longevidade e envelhecimento. Observou-se que células-mães e filhas apresentam consideráveis diferenças desde as taxas de sobrevivência quanto aos resultados de expressão gênica. De forma que o primeiro grupo de células apresentou melhores resultados na resposta adaptativa ao estresse do que o segundo grupo. Dessa forma, podemos concluir que o estresse mostrou contribuir com a longevidade e a longevidade também mostrou ser importante para os mecanismos de respostas adaptativas mais eficazes contra os estímulos estressores.

Page generated in 0.0353 seconds